Page 1

POETIZANDO ENTRE AMIGOS 13 de julho de 2020 - Ano 1, fascículo 1º

DESAFIO DE ESCRITA CRIATIVA

Grupo Poetas da Vida


D E S A F I O . . .

sobre o projeto Poetizando desafios

J A N E T E

T E I X E I R A

Poesia

I L D O

S I L V A

Poesia

V E R A

L Í L I A N

Poesia

O U T R A S

I N S P I R A Ç Õ E S

Poesia

S I L V A N A

M A U R A

Poesia

G R A Ç A

R A B E T S

Poeisa

M A R I S A

C O S T A

Poesia

A N D R É A

R E Z E N D E

Poesia

A N A

A R C U R I

inspirações

V A N E S S A

V I E I R A

Poesia

R O S A N A

A N D R É I A

Poesia

P A R A

música

C O N H E C E R . . .

P O R

M A R I S A

M A R T I N S

EDIÇÃO

O

A T S E N

3 4 5 6 7 8 9 10 12 13 14 15 16


P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S

|

F A S C Í C U L O

1 -

A N O

1

O Desafio...

Algumas linha sobre o desafio?

Escrever é trazer para o papel ou para a telinha todas as linhas de nossa imaginação. E embora pareça, não é um desafio que seja de todo simples. Ele nos exige leitura, dedicação e sobretudo entrega. Pensando na importância deste exercício. E tendo já reunidos alguns amigos poetas, resolvemos lançar-lhes este desafio de se lançar, toda semana, a um olhar mais aprimorado sobre algum tema ou mesmo alguma imagem, trazendo-nos como resultado desta entrega um poema, algumas linhas... Novas inspirações. A ideia é desafiar nossos queridos amigos a criar, se entregar ao desconhecido e abrir espaço para o fazer poético que traz à tona a criatividade. E que, para além disto, tira o

Nesta primeira edição lançamos ao grupo o desafio de criar poemas inspirados na imagem que ilustra a capa deste folheto. A intenção era incentivar a escrita a partir das variadas

escritor da zona de conforto, fazendo com que ele encontre na própria escrita novos meios de se reinventar ou mesmo se reconectar com

percepções que se pode ter quando se observa uma imagem. Visto que esta pode nos levar a lugares incríveis dentro de nossa imaginação.

a sua arte. Acreditamos que a escrita, a leitura e o pensar sobre a escrita renova no escritor o olhar sobre a sua arte.

Os resultados foram magníficos e você poderá acompanhar nas páginas que seguem.

-

0 2

-


*** Por Janete Teixeira

Aproximo-me acautelada, Receando provocar-te a fuga. Levemente banhada em luz, Estás a repousar, serena, na natureza. Há um olhar atento em tuas asas, Como que num vigiar constante. O que te pesa neste vagar ao léu? A vida se te escoa errante? Anseias pela beleza a tua volta? A aquarela de te ver pousada, Traz paz a qualquer semblante. Ó borboleta, prenúncio de amor... Que mensagem o teu voar revela?

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

0 4

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


*** Por Ildo Silva

Na natureza renova Reforma... Remonta... Transforma... Ar... Vivo... Eis que sutilmente Encanta!

Lagarta outrora, linda borboleta agora Rastejante presa fĂĄcil Um encanto sutil Espremida no casulo Em meio a desconhecidos sentidos A beleza da lagarta estava por vir EntĂŁo a brisa da vida Em cores surgiu Outrora a vida rastejante Agora a vida triunfante Libertamente a contemplar a harmonia da natureza Vida de desafios Vida que transforma

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

0 5

|

F A S C Ă? C U L O -

1 -

A N O

1


BORBOLETRAS Por Vera Lílian

E a linda borboleta

Aos borbotões

Pousa na folha

Conversando

Avistada da janela

Com os meus botões

Balança o meu Ser

As letras voam

Que nesse momento

Borboleteando

Anseia pelo voo

Tento agarrá-las

Aterrissado

Como quando

No tronco firme

Brincava

De um dia primaveril

Com as bolhas de sabão

Melhor...

Da infância Sopradas no pequeno Círculo de aço No Espaço admiradas... E as borboletras Pousam na folha De papel...

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

0 6

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


Outras Inspirações Quando a arte se espalha arrebata corações. E nesta primeira edição do desafio tivemos contribuições belíssimas que ampliaram nossos horizontes para além da palavra escrita.

" L I N D A S M E

A S

P O E S I A S

L E M B R O U

P O E S I A

E M

E S S A

L I N D A

F O R M A

M A R I S A

Q U E D E

F I Z E R A M . . . C A N Ç Ã O . . .

C A N Ç Ã O . . . "

M A R T I N S

https://www.youtube.com/watch?v=uQyr-MvyE3U

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

0 7

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


*** Por Silvana Maura

Lagarta outrora, linda borboleta agora Rastejante presa fácil Alada agora torna-se difícil Se, lagarta atemoriza Hoje sua beleza encanta Sua leveza tranquiliza Vida breve terá Não morrerá sem se perpetuar A fragilidade de suas asas Não impedem sua missão Voar, voar, ovos depositar Na divina metamorfose Nova lagarta Borboleta se transformará.

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

0 8

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


*** Por Graça Rabets

Assim como a flor eu vou Não como a borboleta Ela pode voar O que acontecerá Borboleta jornalista Traz até uma entrevista O que posso declarar? Aqui tem falta de tudo Mesmo com dinheiro, com canudo, Sem poder ostentar! Boa, voa borboleta Espalha a velha nova no planeta! Vem de volta transformar, A lagarta que já fomos, faz de nós mais humanos, para tudo transformar!

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

0 9

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


BORBOLETA MARIA Por Marisa Costa

Para Maria foram

Não sabiam que

dias de clausura,

poderiam exibir

Para a borboleta

suas cores,

foram dias de casulo, imaginando como seria "lá fora"

Antes de mostrar a leveza, a fragilidade,

Envoltas em uma

Precisavam romper,

roupagem protetora,

lentamente,

metamorfoseando...

com um mundo escuro,

Elas aguardavam

contudo, necessário,

a sorte e o norte,

naquele momento

Sequer imaginavam

Precisavam sentir a

que teriam asas,

dor de um parto seco,

Muito menos que

Sofrer as mudanças

poderiam voar,

para um mundo novo,

pousar

para saberem que estariam na dança

Mas sonhavam

das flores,

em ver a luz, ir mais longe

Sob o sol das manhãs,

que lagartas,

seriam motivo de canções e poemas, Marias e borboletas

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

1 0

|

F A S Í C U L O -

1 -

A N O

1


O B R A

P O E T I Z A N D O

D E

A R G I N A

D E S A F I O S -

1 1

|

S E I X A S

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


TRANSMUTAÇÃO Por Andréa Rezende

Caminham em mim o pólen e a seiva Todo dia me transformo

A fome e a satisfação

e nada está pronto

abruptas e meigas

Todo dia ainda sou

A busca e o encontro

pouco do que não mudou

O sim e o não

Porque o que passou

O profano e o santo

já era também o que se tornou.

A loucura e a razão.

A lagarta, densa e em evolução

Sou, todo dia,

é borboleta, bela, em libertação

reconstruída pela minha caneta:

A borboleta, mutação

moderna e careta

é lagarta, ainda em raízes

correta e imperfeita.

Metamorfose, transmutação. Sou, todo dia, lagarta e borboleta.

Sou mais que uma Sou as duas, em improváveis constâncias Ora tão livre, mesmo frágil Ora tão presa, mesmo forte P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

1 2

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


*** Por Ana Arcuri

Nesses tempos de liberdade roubada, ameaçada. No sentido de todos, em todos, sentidos, sentindo todos. Observo cores e vôos, num vai e vem no meu jardim. Com sua liberdade que, na verdade, sempre foi diferente da minha. Não sinto inveja, você me faz sorrir, porque está mais feliz, do que outros tempos. Ah sim você consegue chamar a atenção de alguém que às vezes não presta atenção. Minha tia de 81 anos, esta sim mais do que esses tempos, também nem mais se pergunta onde está sua liberdade, roubada ainda tão jovem, mesmo assim te aponta te vê e também sorri.

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

1 3

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


FORÇA DO EXISTIR Por Vanessa Vieira

Ela é pequena, de fato, E por qualquer descuido Acaba virando pó... Mas não se engane! Pois ela traz consigo Uma força tremenda! Suas asas pequenas Balançam o mundo E seu efeito é tremendo... Mas ela... Ela é assim, Tranquila, quieta, serena... Chega sempre de mansinho. Sua existência é singular. Ela se faz na mudança, E vive para nos encantar!

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

1 4

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


*** Por Rosana Andréia

Não sou borboleta hoje Hoje sou meio Bicho rastejante Acho que não cheguei a lagarta A exaustão me pegou E o banho foi grande. Amanhã talvez Amanheça borboleta outra vez...

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

1 5

|

F A S C Í C U L O -

1 -

A N O

1


Para conhecer... "Aproveitando a Semana do tema Borboleta, apresento o amigo amado Otรกvio Arcanjo de Cabo Frio" Marisa Costa

https://www.youtube.com/watch?v=Pb4l4MB-Tkw&feature=youtu.be

P O E T I Z A N D O

D E S A F I O S -

1 6

|

F A S ร C U L O -

1 -

A N O

1


Expediente Fascículo Nº 1 - Ano 1 13 de Julho de 2020

Edição e Arte: Vanessa Vieira Revisão: Vera Lílian Participantes: - Ana Arcuri - Andréa Rezende - Graça Rabets - Ildo Silva - Janete Silva - Marisa Costa - Marisa Martins - Rosana Andréia - Silvana Maura - Vanessa Vieira - Vera Lílian

POETAS DA VIDA Poetizando entre Amigos

Profile for poetasdavida

Revista Poetizando Entre Amigos - Fascículo 1  

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded