Issuu on Google+

__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[1]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[2]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

MENSAGENS A ISABEL

Dezembro, 2013 [3]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[4]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Perivaldo Rodrigues Diogo

MENSAGENS A ISABEL

[5]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Ficha catalográfica: Perivaldo Rodrigues Diogo MENSAGENS A ISABEL Luanda – Angola Literatura Angolana - poesia

Perivaldo Rodrigues Diogo Mensagens a Isabel 96 p.; il. Luanda – Angola [6]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Prólogo Mensagens a Isabel é um livro que veio para dar início fundamental a minha vida como escritor o 1º livro que escrevo por completo e em pouco tempo depois de muitas pesquisas e duvidas tirada por de como escrever um livro? Aonde tenho de passar e depois com os géneros que escrevo que escrevo Romance, Soneto Poesia é bem mais complicado do que qualquer outro género. Primeira experiência da minha vida com livros, primeiro livro que luto para ser publicado.

[7]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[8]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

INTRODUÇÃO Engoli um veneno ao dizer que não mais me apaixonaria por mulher nenhuma, quando, no meu local de ensino de base apareceu uma alguém fazendo o seu liceu e eu perdime sem nada dizer nem confessando meu sentimento por ela. Foi mesmo aquela menina que me envenenou, menina clara, bonita, de olhos castanhos, lábios rosa, nariz meio grosso, postiços longos, altura media, corpo estável (não tão gorda não tão magra não tão alta não tão baixa) tudo na medida. E meus olhos de vergonha pelo que disse minha boca e pensou minha mente não a puderam olhar. Que tão forte veneno deixou aquela menina em mim, ainda a vejo até ao presente momento mas nada consegue dizer minha boca. Fiquei olhando aquela menina de nome Isabel, eu sei que não devia mas o fiz desde o primeiro andar do colégio. Sério olhei-a durante tantos minutos que até hoje ficou em minha mente e visão aquele jeito dela mexido, que tão rapidamente envenenou-me. Foi começando por um olhar, passou depois para um pensa, mais longe foi a um sonhar e acabamos hoje num chorar. Depois de muito tempo vivendo no privado (sem companheira) encontro pessoas que me poderiam fazer muito bem e dela puxei inspirações, foi Isabel quem eu conheci e que me fez até cá chegar, este presente livro que é um presente de Jeová, que é Deus Pai Todo-Poderoso, trás muitos subtemas em sonetos, poesias, cartas e outros estilos que podem se fazer compreender em sociedade certas mensagens, ou talvez, com o que cá se diz ajudar a muitos leitores a conquistarem mais as suas mulheres ou mesmo maridos. É um livro bastante sugestivo para com os olhos da juventude a fora. O autor [9]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 10 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

DEDICATORIA Dedico este livro a todos os casais apaixonados, a aquele que n達o se sente correspondido, aos amigos que j叩 viram partir seus amores e ignorados seus sentimentos. N達o posso deixar de dedicar a aquela que a muito foi a raz達o do meu ser: Isabel Gouveia Henriques, a quem tudo e todo meu amor dei e de onde saiu este livro que por mim foi redigido. Com muito amor e carinho dedico a ti este trabalho.

[ 11 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 12 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

AGRADECIMENTO Embora o livro fora escrito em pouco tempo, mas ainda assim não deixou de ter acompanhantes e colaboradores, os meus agradecimentos vão primeiramente á Jeová que é Deus Pai o Todo-Poderoso, posteriormente a todos os membros do Berço Literário, do Lev’art e Pedro Bélgio, que me fazem companhia a todos os projetos que tenho em mão e não deixaram de me acompanhar. Agradeço aos grandes amigos, Kialunga Afonso, Lourenço Papo-Seco Loupapo, José Mbanza, o meu grandioso amigo e trovador Obadias Corrêa, Fénix Monteiro, Isabel Jussara Neto, Katya dos Santos e muitos outros bercistas. Aos meus professores desde o primário até ao médio. Aos meus pais já sou grato por me porem cá na terra e aos meus irmãos por serem o que são. Aos meus amigos Alexandre Jugdlaf, José Bussiu, Emanuel Ferreira de Castro, Vasco José, a minha amiga Cláudia Manuela Canjunjula, um forte abraço e votos de muitos anos de vida e, obrigatoriamente a Isabel Gouveia, a grande inspiradora deste trabalho que dará grande sucesso. Obrigado a todos os conhecidos até quem não foi mencionado, não esqueci-vos!. Porque o amor se torna segredo quando desvendado e não correspondido quando não bem conquistado. Perivaldo Poet Pensador

[ 13 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 14 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

ÍNDICE_________________________________________

Reflexão (I), 17 Isabel, 19 Foi ela, 21 Descansastes comigo, 22 Ora aquela prosa, 23 És meu desejo, és meu amor, 24 Para ti escrevi Isabel, 25 Escrever poesias àquela musa, 27 Reflexão (II), 29 Se palavras e letras fossem mentiras!, 31 Palavras eu, 33 Amor (é como o vento) para Isabel, 34 Prefiro calulu mufete, 36 Caí de um sentido contrário, 37 Reflexões (III), 39 Aquela que eu não sei dizer te amo, 41

Carrego-me para ti como o vento, 42 Reflexão (IV), 43 Silencio, 45 Eu quero..., 47 Eu nasci para amar Isabel, 49 Mais uma vez...Isabel, 50 O amor que eu sinto por ti, 51 Ainda meu amor que fosse só desejo, 53 Chegou-me soprando para lá, 54 Reflexão (V), 55 Não sou culpado por te amar, 57 Vi-te num amanhecer, 58 Reflexão (VI), 59 Não me abandones, 61 Porque foges de mim?, 62 Reflexão (VIII), 63

[ 15 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

O que seria de mim sem ti?, 65 Que distancia deu ela, 66 Reflexão (VIII), 67 Porque me abandonaste?, 69 Eu te amo tanto, 70 Meu coração te chama mulher, 72 De corpo e alma, 73 Reflexão (IX), 75 Basta um sorriso teu e o amor diz tudo, 77 Podes dar-me quantos tapas quiserdes, 78 Reflexão (X), 79 Que minha madrugada pede, 81 Vem ela, vai ela, 82 Reflexão (XI), 83 Volta mulher, 85 Meu coração está sofrendo, 87 Deixa-me, 89 Rumo, 91 Anda amor a correr, 92

[ 16 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (I) A arte da melhor escrita nテ」o estテ。 na forma com que escrevemos, mas, em quem nos inspiramos para escrever

[ 17 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 18 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Isabel Olhei-te num só passar Enquanto olhava-te Pensei em te chamar Olhei-te no teu olhar E chamei-te Isabel Pensei que me irias ignorar Não deixei de acompanhar Era tão sensual teu olhar E teu sorrir? Rá, Rá Nem pude imaginar Uau... Sussurrei porque te queria conhecer Deixei depois para um novo amanhecer Te foste Esperei-te numa manha de exercícios Ainda me lembro Foram mesmo exercícios Do you remember I do Não te chamei Mas forte olhei-te E de tanto olhar-te... Desconcentrei-me Amei te conhecer Adorei pensar-te [ 19 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Agora lembro-me dez dias Em cada dia que o amanhecer... Bate a minha porta Em cada dia que saudade... Te procura Quando a minha imaginação... Te imagina Agora lembro-me dez dias Isabel

[ 20 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Foi ela Foi ela Que brilha em meu coração Como brilha no céu a estrela Sem incerteza tão bela Foi ela Que cobriu minha paixão Que já nem sei... em tempos nenhum... Deixar de querê-la Querer esquecê-la? Se sei o nome dela? Claro Isabel Sou viciado por ela Que já nem sei esquecer... Sua beleza, imagem e seu nome (Isabel)

[ 21 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Dançaste comigo Dançaste comigo Aquela canção tão bela Oh! Minha bela Dançaste comigo sem juízo Aquela dança do cujo Dançaste comigo sem remorso Tu pediste a dança antes... Chamando-me de moço Dançaste comigo Dançaste comigo aquele Semba Salsa, Valsa, Kizomba Até mesmo... A Tarraxinha Que bela dança Dançamos como criança Eu disse-te que não danço E tu, Tu não te importaste Disseste-me que me ensinarias Mesmo em plena festa Ensinaste-me passo-a-passo E tu de me ensinar não paraste Disseste que... Que até ao fim da festa Comigo dançarás

[ 22 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Ora aquela prosa Ora aquela prosa Ora aquela Isabel Tão bela e doce como mel Tão bela e pura como a rosa Hora tão puro o ser dela Tão própria de sorriso Nunca olhei tão belo sorriso Como tão belo sorriso dela Encantou-me antes um olhar Mas era dela esse olhar Será que me estou a apaixonar? Claro é verdade, estou a me apaixonar Para outro olhar não sei olhar Se não for aquele tão belo olhar

[ 23 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

És meu desejo, és meu anjo És meu desejo, és meu anjo És meu sonho, és meu sonhar És meu pensamento, és meu pensar És o que quero, és meu querer Meu anjo do tão bom anjo Meu desejo de tão bem desejar Meu amor do tão bem amar Meu vicio do tão bem viciar, meu anjo Como pudeste ser tudo? Com tamanho mundo E mulher por todo o lado? Pareceu-me ser a única mulher A única que eu quero ter Para sempre meu anjo... Tu vais ser

[ 24 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Para ti escrevi Isabel Para ti escrevi Isabel Tantas e lindas palavras de amor Como eu gosto E tu também amor Para ti escrevi Isabel Coisas que nem mesmo o vento sabia Transmiti mensagens Que nem mesmo o vento sabia transmitir Escrevi poemas inscreviveis Sonetos incompreensíveis Com letras invisíveis Talvez não devesse Talvez não gostarias Mas eu escrevi Cartas de sentimentos Frases que contemplo Falei de ti em todos os tempos Para ti escrevi Isabel Como Camões escreveu para Dinamene Como Pessoa escreveu de sua alma Eu também escrevi para ti Isabel Como Vinícius escreveu para Katharine Cartas poemas sonetos E tudo o quanto minha alma pediu [ 25 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Não temi outro amor que tinha Pois o teu... Era o mais forte que possuía Foste em meu coração rainha E princesa de minha vida Só não chamava-te... Quem não sabia Por isso Para ti escrevi Isabel Tudo o quanto meu coração tinha Minha boca a diria Mas preferiu minha mão Exprimir esses sentimentos Até agora...! Escreve minha mão Tudo o que tinha e tem, meu coração

[ 26 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Escrevi poesias àquela musa Escrevi uma poesia a minha musa Eu escrevi uma poesia para Isabel Escrevi para Isabel Como tal Camões escreveu para Dinamene Exprimi meus sentimentos Como tal Camões escreveu para Dinamene E assim foi... Provamos nossos amores Um perdido na morte Dinamene Outro não correspondido Isabel Provamos amar sem antes Nos importarmos com nada Foi ontem Dinamene Musa das musas Hoje é... Isabel A musa das musas Tudo no amor Tudo na dor Mas eu... Escrevi Escrevi poesias àquela musa [ 27 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Escrevi provando o que sinto E o meu sentimento... Só foi renegado Que pecado cometi? Porque sofro assim? Também não sei Mas eu escrevi como camões Agi como leões E fui forte Como os dragões Mas como Camões... Eu escrevi Escrevi poesias àquela musa

[ 28 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXÃO (II) Existem palavras ditas em verdade e não acreditadas, outras ditas em mentira e também não acreditadas. Em que palavras hão de acreditar?

[ 29 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 30 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Se palavras e letras fossem mentiras! Se palavras e letras fossem mentiras! Não existiria nesse mundo Nem em nenhum outro mundo absurdo Amores tão puros Desejos que te desejam Porque não haveria palavras E letras Se fossem Mentiras o que digo E escrevo Então das palavras E letras Seria escravo Com certeza Com segurança Te digo que foi tudo dito com pureza Amor de realeza angolana Fugiram-se palavras E letras Quando escrevia E falava de si Mas sem ti... Não fiquei Porque não eram E nem serão mentiras As palavras E letras E cada vez que chego a ti? [ 31 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

O que vou dizer? Ao menos escrever? Se palavras e letras São mentiras Mas não são E com certeza Escrevo E te digo Se vai o amor que fala Vem o amor que escreve Então nunca serão mentiras Tudo aquilo que escrevo E te digo Nunca serão mentiras Meus sentimentos Nem mentiras Tão doces beijos que te darei.

[ 32 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Palavras eu Palavras ao vento busquei Sobre um amor escrevi Falei de toda a vida que eu vivi Isabel fora o único amor que eu busquei Andei no tempo para buscar o amor Que eu procurei Chorei de lagrimas invisíveis Quando não a vi Queria não poder chorar Mas chorei quando não a vi Isabel fora o único amor que procurei Palavras ao tempo deixei Tanto andei chorando por alguém Não disse palavras de amor a ninguém Isabel fora a mulher que deixei Não disse nunca que Isabel É esse alguém Disse palavras de amor a Isabel Como não disse a ninguém Para lhe dar a prova de que ela É esse alguém Para falar palavras Da qual busquei ao vento

[ 33 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Amor (é como o vento) para Isabel Amor é como o vento Ora vai para o norte Ora vai para o sul Ora vai para a vida Ora vai para a morte Mas na verdade Não sei o que é o amor Não sei se digo que o amor É como o vento Ora vai para o norte Ora vai para o sul Ora para a vida Ora para a morte Ou se... “Amor é fogo que arde sem se ver É ferida que dói e não se sente É um contentamento descontente É dor que desatina sem doer” Mas para mim Pois tu és o amor Isabel Que não arde sem se ver Dói como dói não te ter Mas também sei “Que o amor é fogo que arde sem ser É ferida que dói e não se sente É um contentamento descontente” [ 34 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

É dor que desatina sem dor Que sege o mundo como quiser Que sege o amor como quiser Mas para mim Tu serås sempre o que eu quiser O amor que me faz viver

[ 35 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Prefiro calulu mufete Prefiro calulu mufete Kizaca com sei lá Mas é de lá Quem eu vou buscar, Luanda ou Catete De onde ela é, não sei Como ela, a paixão Como a sensação De sua terra, como o que tiver Como até a própria dor Mas se não for ela Eu não como não Porque sem ela eu não tenho fome Então nada se come, nada tem a mesa, Se não Isabel que se come

[ 36 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Caí de um sentido contrário Caí de um sentido contrário Quando duvidei de um sentimento Achei-me tão esperto Cai feito um otário Mas eu sei Eu sei que não vou tê-la Eu sei que não é crime querê-la Mas eu sei Sei que tenho muito para sonhar Mas não a vou deixar de olhar Nela tenho muito que pensar Passa sol, chuva, tempo Isabel é a única que eu sei amar Isabel é a única do séc. que eu sei pensar

[ 37 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 38 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (III) Certas palavras de amor sテ」o ditas com pequenos significados, mas outras palavras de amor, ainda que nテ」o bem recebidas, sテ」o de grandes significados.

[ 39 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 40 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Aquela que eu não sei dizer te amo Aquela que eu não sei dizer te amo Mas que desejo saciar seu prazer E que se nada a sei dizer De fraqueza não temo Poeta, eu sou Que não fala por fala Porque sei que é mesmo ela Poeta que não fala por fala e escreve por letra Ela que me faz organizar um jantar Jantar a luz de velas E fazemos nosso cinema Quero ela para me amar Seus lábios... Todo o corpo quero beijar E levar-nos ao mundo de estrelas Apenas escreveria de amor Amor exprimindo minha dor Eu nunca falo de rancor Por mais magoas que tenha o amor Ainda mais para ela «Isabel» Uma carta escreveria com todo amor Com sonetos escritos de amor Poesias, trovas e cartas para ela «Isabel» Para lhe provar meu amor Cartas escreveria na dor Por você, Isabel, escreveria cartas de amor Se eu lhe mandasse uma carta Queria que soubesses sobre ela E lesses em noites cheias de estrela [ 41 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Carrego-me para ti como o vento Carrego-me para ti como o vento Andei antes perdido como mendigo Amor toda a verdade é que eu te digo Agora parei por ti apenas no tempo Seriamos conjunge no amanhã Mas hoje começo já a te amar Se lagrimas terei de derramar Então que seja hoje e não amanhã Pois está guardada a aliança Estou feliz por conhecer-te Mesmo que com outro dormes Não me importa e estranho como criança Porque na verdade o medo é de perder-te E, o, ele é temporário com quem tu dormes

[ 42 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (IV) O silencio テゥ mテ。 palavra que nada diz, mas tudo sente; nada olha, mas tudo vテェ!

[ 43 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 44 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Silencio O silêncio é o meu companheiro Antes dele viria tu primeiro Mas antes de ti, veio o silêncio Fiquei na dúvida da tua presença E na certeza da tua ausência Começamos pela noite A noite que não apareceste Ou talvez... Longe te foste Apesar de não ter-te De mim já partiste Então namoro com o silêncio Beijo o vento E vivo perdido no tempo Não sei se é manhã Não sei se é tarde Não sei se é julho Dezembro, janeiro ou junho Mas sei que estou em silêncio Perdi-me na tempestade do hoje Dormi no envelhecimento do ontem Você, amada É uma brasa que nunca será apagada Se ontem eras mera musa Hoje és dona dela Mas ainda me deixas... Em silêncio Êh! [ 45 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Vejo ela no quarto Deitada comigo na cama E afugentando essa minha má alma Eu não quero Não quero o silêncio Quero você «Isabel»

[ 46 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Eu quero... Eu quero que sejas meu bem E tudo quanto o amor tem Será seu também meu bem Porque quero que sejas meu bem Eu quero que sejas meu dia Acompanhes meus passos Que caias em meus braços Da noite ao chegar do dia Porque amar-te... É o que eu mais sei fazer Dizes que te querer não é só Se o querer não é só Então eu te amarei Não quererei nunca te amar Já te amo Mas eu... Eu quero Provar a ti que o querer Não é pura-e-simplesmente querer Mas eu continuo querendo Que sejas minha companheira Ama-me a serio e de brincadeira Continuo querendo amor Que sejas a razão da minha vida Na alegria e dor Mas eu quero que sejas A minha amada [ 47 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Podes? Podes ser a raz達o da minha vida? Viver comigo Tal como eu quero viver contigo?

[ 48 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Eu nasci para amar Isabel Eu nasci para amar Isabel E para dizer tudo o que está no meu peito É mais difícil porque não sei se sou eleito Mas eu sei que eu nasci para amar Isabel Foram segredos madrugadores Tantas vezes tentei fugir de mim Mesmo no princípio já não podia fugir Isabel foi o amor de todos os amores Amei tanto Isabel Em tão pouco tempo que a conheci eu sei Mas foi ela quem meu corpo chamou Isabel foi um amor amável Foi na sua ignorância a quem me dediquei Amo Isabel como ninguém me amou

[ 49 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Mais uma vez... Isabel Mais uma vez... Isabel Escrevo em tortas por Isabel Descobri que não sei sonhar sem a Isabel Então quem será se não mesmo Isabel Quem disseram que não é Isabel Aquela Isabel... Que meus olhos pediram Se tem a certeza que não é Isabel Então quem será se não mesmo, Isabel Foram noites que chamei, Isabel e quando me apaixonei... Foi por, Isabel Fora eu triste quando não tive, Isabel Mas quando surgiu alegria foi por Isabel E foram meus dias chamando por, Isabel Porque só sei viver com, Isabel

[ 50 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

O amor que eu sinto por ti Não vagueia por esta cidade Não sai paparicando com vaidade Nem se quer Sabe ser fofoca vaidosa Esse é... O amor que eu sinto por ti Que não se compara com as estrelas Nem as estrelas com ele Maior que o meu coração e planeta Maior que o dia a tarde e a noite Maior que essa sociedade Não sei ser o que sou Se não a teu lado estou Não sei chorar de dor Porque de ti só provo amor O amor que eu sinto por ti Sabe o sabor do teu beijo E quando toco teu queixo Oh! Amor meu tão puro Sei sentir o teu desejo E se alguma vez eu não saber dar Lembre-me de tudo o quanto eu disse O amor vem O amor vai [ 51 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

O amor vai O amor vem E logo ficaremos bem Se algum segredo eu guardei É porque são coisas que te machucariam É porque eu quero teu bem E quero que tenhas a certeza Que eu sempre te amarei

[ 52 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Ainda meu amor que fosse só desejo Ainda meu amor que fosse só desejo Mas eu não temo daquele jeito Nem com a força de deitares no meu peito Mas, eu quero dar-te um beijo Perco-me por ti em meu dentro Eis que triste não estou Porque por ti... longe... Eu vou Nem que de pessoas tenho de ir dentro Não ligues que volta eu dou Pois por ti não demoro amor Chama-me e amor, eu dou Varias vez a gente brigou Ambos sabemos que é por amor Então não ligues mor... Que mais amor dou

[ 53 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Chegou-me soprando para lá Chegou-me soprando para lá Querida venha me amar Tenho tanto amor para te dar Venha para cá, não vá para lá A tanto que te desejo Medo, tenho de perder-te Toda a madrugada, sei querer-te Um beijo teu é meu maior desejo Venha me fazer feliz Dá-me o amor que tens E com isso serei feliz Diga que me amas Diz que te amo como me amas E dê-me a certeza que vens.

[ 54 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (V) Porque o amor nテ」o procura um culpado para si, mas sim, um responsテ。vel para si.

[ 55 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 56 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Não sou culpado por te amar Foram os anjos Arcanjos e Gabriel Desceram a terra E me fizeram a ti fiel Fizeram em meu coração... Uma guerra Não Não, não, não, não, não, não, Não sou eu o único a escolher-te Foste tu que apareceste Fortemente me olhaste Não sei o que pensaste E o arcanjo acertou-me uma flecha Se falhou-te não sei Mas até que foi fixe Amei Mas eu... Não sou culpado por te amar Nunca serei culpado Porque eu não quis Mas o amor escolheu-te E, se escolheu a ti É porque a teu lado Eu serei feliz

[ 57 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Vi-te num amanhecer Vi-te num amanhecer Eras tão linda e adorei ver você Apenas o céu era igual a você Você e o céu, eu vi num amanhecer Olhei-te tão bobamente Tua beleza encantou-me E no teu olhar você levou-me Como ninguém ficaste em minha mente Teu rosto brilhava como o sol Era novamente tu e o sol Tão belos brilhantes como estrela Então olhei para tu e ela Olhei na beleza que nunca antes vi E o amor teu em meu coração vivi

[ 58 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (VI) O abandono pode ser a causa de uma grande desgraテァa, quando nテ」o sabemos cuidar dos nossos cuidados.

[ 59 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 60 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Não me abandones Nunca me abandones Por mais injusto que eu seja Por mais burro que pareça Sei lá, Fosse eu como fosse Mas em minha boca Sempre beije Quando mal me comportar Puxe em minhas cábulas orelhas Mas me abandonar? Não! Me abandonar, não! Nunca me abandones Nem que vierem mil ventos O século dos séculos Nem que voltarmos na era A.C Não me deixes sozinho Pois é de si que eu preciso São seus carinhos Saibas que teu amor É meu ninho Teu coração... É meu caminho

[ 61 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Porque foges de mim? Procurei-te pela metade do mundo Fui até já mais fundo Não te encontro Não te vejo Não sei se estás com outro Mesmo solitário... Eu me invejo Mas não sei se sou monstro Se não sou, então Porque me deixas de tal jeito Já não deitas em meu peito Será que já não sou o eleito? Não amor, Não faças isto comigo! Fica Não fujas Deita-te comigo Nem que for mais por um segundo Mas deixa-me Deixa-me sentir o teu respirar O teu paladar Quero sentir o teu amar Não fujas de mim Por que sem ti... Eu fico sempre assim Triste e sem juízo [ 62 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (VII) Estar sozinho テゥ pior que estar perto dos inimigos, pois todos nテウs necessitamos de uma companhia.

[ 63 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 64 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

O que seria de mim sem ti? Andei por tão escuros caminhos Procurei carinhos Dei passos de aberrações Foram para abandonar o mundo... Mil razões Mas certo dia, Certo dia eu vi uma musa Musa de tamanha beleza Tão bela como a natureza Eu vi você Ficaram tão claros os caminhos Meus braços só pedem teus carinhos Os passos foram de alegria Foram para amar o mundo... Duas mil razões Então? O que seria de mim sem ti? Se só por te ver, Aprendi a sorrir Cresci de alegria Até pareceu-me magia Você assim em mim Então me diz... O que seria de mim sem ti?

[ 65 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Que distância deu ela... Que distância deu ela... Fui tão longe por ela... Se outra amei como ela... Não sei, mas sei que amei ela... Fui mais feliz ao ter ela... De madrugada só sonhei com ela... Vi que não há mulher mais bela que ela... Por ser tão bela, amo apenas ela... Caí de tão grande amor por ela... Amei-la como já não sei amar ela... Tentei vezes tantas esquecer ela... Mas por ser tão bela ela... Acabei por me apaixonar por ela... Só amo Isabel porque é ela. Esperei-te por anos miúda Amei-te na ausência Fiz de tua ausência... Uma ciência E agora descobri que nada mais me muda Quanto tempo andei embarbado Não fui tão...como queria bem-amado Vivi acabado e sempre mal-amado Tua ausência foi pior que meu sorriso Esperei-te na janela e porta Esperei-te como nunca e nada Não sei porque te ausentaste amada Nunca corri por sorte tanta Apenas encontrei nada Hoje peço-te... Volta amada [ 66 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXÃO (VIII) Porque o amor não é fruto de uma má ação, mas sim, de uma bela relação, quero-te aqui perto de mim.

[ 67 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 68 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Porque me abandonaste? Eu nada escondi A ti, nunca menti Nunca te deixei assim... Ferida, batida Não brigamos Então? Porque me abandonaste? Porque abandonaste esse coração sofredor Aquele que te ama Mesmo na dor Pois eu só sei amar-te Agora que abandonaste Não sei como sorrir mais Não sei mais ser feliz E tudo quanto para ti eu fiz Hoje levaste Nem uma migalha de lembrança deixaste Já perguntei ao meu coração O que fiz eu de tão errado? O que fiz eu? Para ser por ti tão mal amado Mas nenhuma resposta ele me deu E fiquei sem saber Porque me abandonaste

[ 69 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Eu te amo tanto Perdi-me naquele teu constante olhar Via-te tantas vezes passar Hora triste Hora alegre Hora sem saber distinguir E meu coração ia a te seguir Juro que, não sabia o que era Mas sempre que passastes Meu coração palpitava E era de algo Queria eu, Saber o que era Vi-te em tempos de pascoa passar E o palpite, Foi mais longo Fogo Parecia mesmo fogo fogo...que queimava meu dentro Agora, Sei eu o que era Acabei descobrindo que... Eu te amo tanto Se ontem era segredo Hoje sabe o mundo [ 70 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Disse-me para ser mudo O coração, Mas minha boca foi louca, Citou tua paixão Que deixou-me sem volta Meu coração pede tua presença Faça do teu amor... Minha grande e verdadeira herança Não faça-me sentir uma criança Cheia de esperança Sem confiança A espera do amor Criança que vive na dor Venha porque... Eu te amo tanto

[ 71 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Meu coração te chama mulher Meu coração te chama mulher Venha cá rainha dele ser Sem você ele só sabe sofrer Tanto chora por ti mulher Ele chamou-te por toda a noite Quase chegou a morte Mesmo de muito distante Você socorreu com seu grito Vem que ele te chama Por ti tanto clama Ele pede sua alma É uma madrugada que ele só chora E quando chega o amanhecer Ele apenas pede você Isabel de minha triste vida Penso-te tanto como nem em mim inda Choro por tanto esperar tua vinda Querida peço que sejas parte de minha vida Isabel de minha triste alma Penso em ti tanto querida E que mesmo ausente és parte da minha vida Com ou sem alma Oh! Minha Isabel São tempos que lhe chamo Tanto quero dizer que lhe amo Oh! Ah! Querida Isabel Venha ser mais que minha vida Quero que sejas minha tudo querida [ 72 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

De corpo e alma Entreguei-me em meus sentimentos De corpo alma Cada dia que sonhei-te amor foi... De corpo e alma Eu já procurei não me entregar De corpo e alma Mas você veio e me entreguei De corpo e alma Não foi minha intenção Mas você é meu Corpo e alma Mesmo sem ver você eu me entrego De corpo e alma Ele também pede que te entregues De corpo e alma Não aceites por obrigação entregar-te De corpo e alma Mas pensa no quão pode ser feliz teu Corpo e alma Se entreguei-te meu Corpo e alma Sabias o quanto seria feliz meu Corpo e alma E foi assim que o destino quis do meu Corpo e alma Então também chamo-te De corpo e alma [ 73 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 74 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (IX) Onde o nasce o sorriso nasce uma amizade, onde nasce uma amizade nasce um amor.

[ 75 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 76 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Basta um sorriso teu e o amor diz tudo Não quero juras Muito menos, injurias Não quero promessas Nem controversas Apenas um sorriso E o amor diz tudo E se na noite próxima vens... Ele encarrega-se de o saber Se for saudade que tens... Então até mim, Ele te trás Queria ver teu sorriso Aquele sorriso O mais belo dos teus lábios Mais próximo Cada vez mais próximo Dos sorrisos dos meus lábios Dá-me aquele sorriso louco Que fico eu também louco depois... Depois não sou eu que direi Nem meus olhos dirão Mas o amor... O amor dirá tudo

[ 77 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Podes dar-me quantos tapas quiserdes Podes dar-me quantos tapas quiserdes Não me preocupo com a dor A pior dor é perder-te amor Não parta, que eu faço tudo o que queres Teus beijos são como mel Teus lábios são como manga Mesmo verdes são saborosos como... Ainda penso... Ai se te beijo Amarei-te sem nenhum medo Porque confesso amor Teu louco beijo é meu desejo Amarei-te sem nenhum medo Era apenas de não ter nem dor

[ 78 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXÃO (X) As noites não são iguais quando não estais porque a tua presença vale mais que tudo

[ 79 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 80 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Que minha madrugada pede Que minha madrugada pede Tão triste né? Já me perguntei se sou um nené Mas quando ela chega, ela se despede Aquela garota apaixonou-me Ala xiça o Mann Eu nunca estou bem Tão rápido ela me deixou

[ 81 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Vem ela, vai ela Vem ela, vai ela E eu sempre a querê-la Que culpa tenho eu? Se ela é mesmo tão bela? Então para que duvidar dela? Quisera eu, todos os dias tê-la Sei que eu gosto De beijar tua boca Toca-la com a minha boca De olhar em teu rosto Tanto gosto mulher Todos os dias te ver sorrir Nunca te ver cair Gosto de ti fazer sentir mulher Quero ver-te no amanhecer Olhar-te todo o dia E te fazer deitar no anoitecer Sentir teu respirar Ouvir teu lamentar Fazer-te viver todos os dias.

[ 82 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

REFLEXテグ (XI) A tua partida deixou em meu coraテァテ」o uma ferida, e para sarar, sテウ a tua volta!

[ 83 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 84 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Volta mulher Eu sei que muito errei Mas em ti, mulher... Muito pensei Pensava que minha vida sem ti... Teria bastante sentido E de sentido... Mulher Só ia morrendo Eu quero-te tanto mulher Prometo não mais brigar E toda a razão... Amor te dar Quando te faltar felicidade... Tudo vou abandonar E a ti, mulher Me dedicar Se amor não enche barriga Então, que morremos de fome Mas, colados um ao outro Se beleza não é alimento, Então, não nos alimentemos Mas, fazemos de belo nosso amor Eu te peço... Volta mulher Volta, e dá mais sentido a vida Deixa-me te acarinhar Quero... Te poupar Quero... Te apalpar Te beijar [ 85 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Até mesmo... Tanto te amar E se naquela noite Eu estiver a sonhar... Faça-me acordar E viver a teu lado, A realidade É verdade amor Meu coração... Meu coração agora só vive na dor Desde a noite que partiste, Que ele e eu... Vivemos em... Um mundo triste Eu te peço Volta mulher

[ 86 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Meu coração está sofrendo Que pena de mim mesmo Com tanto peso no peito Coração pouco batendo O que aconteceu Não sei Vou de coração baixo Derramo em vão Minha paixão Meu coração está sofrendo Triste e sem certeza Com a certeza de uma tristeza Oh! Que fraqueza É meu coração De coração De coração eu digo que te amo De coração digo que te quero Não importa até quando Te espero De pensamento indesejoso Te desejo Com caricias e carinhosas palavras Te digo Vide a mim Porque estás faminta de amor E eu dar-te-ei [ 87 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

De coração De coração vem minha doce paixão Vem o amor E a dor se vai O carinho a conforto de nós Vem O medo foge para bem longe Tão longe de nós De coração vem como o vento Tão forte esse vento Poderoso e destemido As nossas reconciliações de amor E a dor se vai Se vai como as tempestades Se vai sem vaidade E nós ficamos amorosos De coração

[ 88 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Deixa-me Deixa-me Ser o teu navegar Acompanhar-te nesse andar Ser microfone nesse teu cantar Deixa-me ser o teu beijar Deixa-me ser a tua madrugada Anda Deixa-me ser o teu… Deixa-me Deixa-me ser o teu mar Vem nadar em minhas ondas Amar-te em todas as madrugadas Deixa-me ser a tua musica Ao menos teu ouvinte Outra vez no teu cantar Deixa-me voar em teu vento Quero ser o teu amor talento De braços dados Caminhar contigo tão lento Deixa-me ser teus dedos E com todo o amor Acarinhar teus dedos Como eu gosto Deixa-me Ser o teu cinema O teu filme de romance [ 89 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

E fazer-te um jantar a romance Deixa-me pegar as tuas pálpebras Ser o teu volante Antes amante E fazer em teu coração manobras Deixa-me ser o livro que lês Deixa-me explicar tudo o que lês Deixa-me ser o teu imperfeito E vem deitar no meu peito

[ 90 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Rumo Que o calor dos braços Te afoguem Na imensidão do mar Na qual, navego sem parar Na solidão pertenço Tudo se vira para o além Sou a âncora Tu és o barco que se quer afundar Na paixão que espera Sem nas a alcançar Me queres seduzir Com seus enganos La no interior do oceano Num limite de não mais ir Levas-me ao paraíso e ao altar Mas a ti uma aliança quero por… … No mesmo momento que ofereço uma flor Contigo quero casar Ter filhos e lutar Para uma vida melhor conquistar Fredy N’gola Gomes

[ 91 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Anda amor a correr Anda amor a correr Vamos procurar ser feliz Não ligues o que o povo diz Venha, eu vou ser o que você quiser Anda amor viver Vamos formar uma família Só te posso dar amor, não uma ilha E ver nossos filhos crescer Vamos não te deixes Venha ser como nós Eu e o amor Não seges como eles A inveja e a dor Venha ser feliz connosco

[ 92 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Fragmentos Bibliográficos

Perivaldo Manuel Rodrigues Diogo, pseudônimo de Manuel Mateus Diogo, filho de Sara Rosa Janota Rodrigues, nascido no período entre a guerra e a paz, a 14 de julho de 1992, na cidade de Luanda, município do Kilamba Kiaxi, filho terceiro de sua mãe e quinto de seu pai. Cresceu apaixonado e romântico, onde já foi criticado pelo seu ato de cavalheirismo e confundido pelo seu bom senso de humor, sinpático e romântico, descobriu a paixão pela escrita no ano de 2002 fazendo escrevinhas e cartas para amadas quando fazia a sua 3ª classe. No ano de 2010 começou a escrever seus poemas, quando estudante de um colégio na cidade onde nascido, apaixonado pelos poemas e escritos de Camões, Alda Lara, Agostinho Neto, Fernando Pessoas e Shakespeare, busca na vida o melhoramento pela art da boa escrita e compreensão, além de tudo, racista contra o racismo e negro de coração e pensamento.

[ 93 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 94 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

[ 95 ]


__________Mensagens a Isabel__________ Perivaldo Rodrigues Diogo

Mensagens a Isabel não é nada mais nem nada menos que um livro de poesias românticas e solidas, inspiradas da face da própria Isabel. Inspiradas da face da própria Isabel escrevi estas poesias sonetos e cartas fazendo do mesmo como se fosse uma declaração de amor a moda antiga e fazendo dela (Isabel) a musa de todas as musas do presente tempo que não passa agora. [ 96 ]


Mensagens a isabel