Page 29

SAÚDE E BEM-ESTAR

Quer quiser ir à Fábrica Centro Ciência Viva ponha o dedo no ar! A Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro foi palco de um projeto que pretende desenvolver a literacia científica de alunos com currículos específicos individuais (CEI) e agora está aberta a receber TODOS os que queiram aprender ciência ao vivo e a cores de uma forma…diferente. Texto: Sofia Pires Fotos: Gentilmente cedidas por Dulce Ferreira

Licenciada em Ensino de Física e Química e especializada em Educação Especial, Dulce Ferreira, no desenvolvimento deste projeto começou por conhecer a realidade das escolas de Aveiro que “fogem muito às áreas científicas” no que toca à educação de alunos com currículos específicos individuais. “No fundo é um grupo de alunos que passa pela escola sem ter oportunidade de ter acesso às áreas científicas”, sublinha Dulce Ferreira acrescentando que “os professores alegaram que algumas das características dos alunos dificultariam esse trabalho nomeadamente em termos, de desempenho cognitivo, de competências de leitura e escrita, por exemplo”. Além do mais, as escolas não dispõem dos recursos quer humanos quer físicos adequados (sem querer entrar na discussão sobre a obrigatoriedade de os ter). E os docentes das escolas de Aveiro entendiam também que um ambiente mais informal seria o mais indicado para trabalhar “processos e desenvolver competências ger-

ais através de conteúdos de ciência” em vez de estarem preocupados em trabalhar conteúdos científicos demasiado complexos para serem trabalhados na sala de aula. Ou seja, o objetivo não era o conteúdo não como finalidade, mas como meio para outro fim: “Desenvolver neles um outro olhar sobre aquilo que os rodeia. O arcoíris não acontece por magia porque há uma explicação científica que explica esse fenómeno”, exemplifica Dulce Ferreira. Aliás, a docente disse também, à Plural&Singular, que “ literatura da especialidade apontava os benefícios nessa área para o desenvolvimento tanto de competências gerais dos alunos, como da própria literacia científica desses alunos”. Ao levantamento da realidade das escolas, segue-se o levantamento das possibilidades de trabalho. E é aqui que entra a Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro como o local privilegiado para desenvolver este projeto, tanto por pertencer à Universidade de Aveiro, que acompan29

5.ª edição da Plural&Singular  

A Plural & Singular é um projeto editorial dedicado à temática da deficiência que lançou a 1.ª edição no início de dezembro de 2012. A revis...

5.ª edição da Plural&Singular  

A Plural & Singular é um projeto editorial dedicado à temática da deficiência que lançou a 1.ª edição no início de dezembro de 2012. A revis...

Advertisement