Page 1

Inovações, conhecimento e qualificação do setor HVAC-R

Resumo do Mercofrio: Seminário de Entrevista: Três dias, Refrigeração: Coordenador do 16 conferências, Avanços nos sistemas Mercofrio, 39 sessões técnicas para supermercados Mário Alexandre fala é destaque do sucesso do evento


TENHA UM FUTURO DE SUCESSO Venha estudar na FAPRO e na Escola Técnica Profissional

PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DA CLIMATIZAÇÃO

01 vez por mês (Sexta e Sábado).

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ELETROTÉCNICA

Voltado para Climatização

CURSO TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO E CLIMATIZAÇÃO

Modalidade Finais de Semana

FONE:

(41) PARA CONHECER A PROGRAMAÇÃO COMPLETA ACESSE NOSSO SITE.

3332-7025

R. Eng. Rebouças, 2213 | Curitiba - PR

www.escolaprofissional.com.br


Novos desafios para 2017 O 10o Congresso Internacional de Ar Condicionado, Refrigeração, Aquecimento e Ventilação Mercofrio 2016 confirmou sua posição de grande vitrine de discussões e de qualificação dos mais variados temas ligados ao setor de HVAC-R (Hea ting, Ventaling and Air Conditioning). Contamos com palestrantes qualificados e ofertamos mais conhecimento, inovações e novas tecnologias que são fundamentais para a promoção do crescimento e fortalecimento do nosso segmento. Cumprimos, de maneira exemplar, a missão de qualificar profissionais e empresas, compartilhando muitas pesquisas sobre ar condicionado e sistemas de climatização. O ano de 2016 foi repleto de obstáculos e desafios, especialmente no Rio Grande do Sul. Não foi fácil chegar até o seu final com orçamentos equilibrados ou com crescimento nas vendas de produtos e serviços. Por isso, o momento de comemoramos a superação de momentos difíceis está justamente na Noite do Clima e quero convidar a todos para prestigiarem o evento no dia 24 de novembro. A boa notícia é que a economia brasileira começa a dar sinais de recuperação, ainda que de forma lenta, e isso nos possibilita projetar um 2017 melhor para todos. É fundamental que as empresas da nossa área de atuação estejam preparadas para aproveitar esse viés de crescimento que se aproxima. Planejem seus próximos passos, com qualidade na gestão e na produção. Nos integramos um setor extremamente representativo. É preciso refrigeração para alimentos e ar condicionado para os ambientes da saúde, bem como os empreendimentos comerciais e residenciais. A ASBRAV está ao lado de seus associados para ajudá-los a viver novos dias de prosperidade e sucesso!

4

DIRETORIA EXECUTIVA Gestão 2015/2016 Presidente: Hani Lori Kleber 1º Vice-Presidente: Eduardo Hugo Müller 2º Vice-Presidente: Luiz Afonso Dias 3º Vice-Presidente: Paulo Fernando Presotto Diretor Secretário: Luiz Alberto Hansen Diretor Tesoureiro: Adão Webber Lumertz Diretor Adm. Financeiro: Luiz Afonso Dias Diretor de Patrimônio: Adão Webber Lumertz Diretor Associativo: João Henrique S. Santos Diretor Relações Institucionais/Congresso Mercofrio: Mário Alexandre Möller Ferreira Diretor de Representação Local SP: Luiz Carlos Petry Diretora da Qualidade, Gestão Empresarial e Inovação: Madeleine Schein Diretor de Ensino e Treinamento: Paulo Otto Beyer Diretor Técnico: Ricardo Vaz de Souza Diretora Social: Janaína Costa Diretor Setorial Ar Condicionado: João Carlos Antoniolli Diretor Setorial Refrigeração: Marcelo Marx Diretor Integração Regional: Sérgio Helfensteller Diretor Regional SC: Arivan Sampaio Zanluca Diretor Regional PR: Alexandre Fernandes Santos CONSELHO DELIBERATIVO Gestão 2015/2016 Presidente: Gilmar Luiz Pacheco Roth Secretário: Telmo Antonio de Brito Conselheiros Titulares: Carlos Lima, Carlos Rodrigues, Cesar Augusto Jardim De Santi, Márcio José Pereira Hoffchneider, Marcos Kologeski, Ricardo Albert e Rodolfo Rogerio Testoni Conselheiros Suplentes: Marcela Marzullo Schneider, Mario Antônio Reis de Oliveira e Rodrigo Miranda CONSELHO EDITORIAL REVISTA ASBRAV Jornalista Responsável: Marcelo Matusiak (MTB 10063) Redação PlayPress Assessoria e Conteúdo: César Moraes, Francine Malessa, Mariana da Rosa e Giovanni Andrade Cristiane Paim, Eliane de Oliveira Silva, Guilherme Chiarelli Gonçalves, Hani Lori Kleber, Luiz Afonso Dias, Márcio José Pereira Hoffchneider, Rafael Leal Guimarães, Ricardo Vaz de Souza e Telma Rosa COMITÊ SETORIAL ASBRAV NO PGQP Presidente: Luiz Alberto Hansen Coord. Geral: Bruna Lazzarotto Coord. de Capacitação: Roberta Vieira Coord. de Avaliação: André Helfensteller Secretária Executiva: Cristiane Paim

assessoria@asbrav.org.br (51) 3342-2964 / 3342-9467 (51) 9151-4103 / 9151-4104 SEDE RIO GRANDE DO SUL (PORTO ALEGRE) Rua Arabutan, 324 Bairro Navegantes Porto Alegre/RS CEP 90240-470 ESCRITÓRIO REGIONAL DE SANTA CATARINA E-mail: asbrav.sc@gmail.com ESCRITÓRIO REGIONAL DO PARANÁ E-mail: asbrav.pr@gmail.com

www.asbrav.org.br


Tripé da sustentabilidade nas edificações Evento realizado na ASBRAV reuniu profissionais da área da construção civil

Participantes se dividiram em equipes

Ambiente menos propício a doenças, benefícios econômicos e estruturas com menos impacto ambiental fazem parte do tripé da sustentabilidade, cada vez mais presente nas edificações. O tema foi apresentado durante o Workshop Eficiência Energética e Construção Sustentável, na ASBRAV realizado nos dias quatro e cinco de novembro. - A ideia é fazer o melhor com menos recursos financeiros e esse "melhor" tem a ver com a sustentabilidade pois traz conforto, reduções de emissões e características mais voltadas ao ser humano - explicou o engenheiro mecânico e diretor técnico do escritório de Porto Alegre da Petinelli, Ricciano Liberali. Direcionado a profissionais da construção civil, o evento contou com a apresentação de conceitos e ferramentas, além de colocar em prática o conhecimento adquirido. Divididos em equipes, os participantes tiveram a oportunidade de interagir com os instrutores, testar a simulação termo energética, além de assistir a apresentação de estudos de caso.

8 10 14 15 16 17 29 30

Coop atinge mais de 30% de economia de energia Mercofrio: Inovações, conhecimento e qualificação Recuperação de energia via ventilação "Está muito frio!" "Está muito quente!" Projetos de HVAC mais eficientes

A internet das Coisas

Guia do Associado

Agenda

5


Sustentabilidade precisa nascer junto com o projeto arquitetônico da edificação Diretor do Mercofrio, Mário Alexandre Ferreira, comenta os avanços do setor e a importância da promoção da qualificação para o setor de HVAC em entrevista para Revista ASBRAV Revista ASBRAV - O Mercofrio chegou a sua 10a edição. Que avanços o senhor considera que foram mais importantes para que o evento ganhasse a dimensão que teve em 2016? Mário Alexandre - Um dos aspectos que considero relevantes no Mercofrio foi o nível técnico de apresentações e debates, com palestrantes focados em mostrar soluções e aplicações de interesse. Saliento também o conteúdo das apresentações dos Trabalhos Acadêmico. Nota-se o interesse e entusiasmo que as apresentações têm despertado.

6

Mário Alexandre Ferreira defende legislações mais efetivas que incentivassem a redução de consumo de energia

melhor e certeira concepção de sistemas com melhor rendimento. Neste ponto, as simulações termo-energéticas entram como uma grande ferramenta para auxílio destas definições.

Revista ASBRAV - O setor está em constante evolução. Na sua opinião, quais transformações Revista ASBRAV - Qual o papel foram mais marcantes em ter- da qualificação profissional no mos de tecnologia? setor e o quanto ela é decisiva para o bom funcionamento de Mário Alexandre - Uma das sistemas e equipamentos? transformações de maior repercussão nos últimos anos foi a Mário Alexandre - Nossa qualiconstante e crescente melhoria ficação deveria ser sistematicado rendimento termo-energético mente atualizada em todos os dos equipamentos. Em termos de níveis de serviços. Desde as funprojetos e instalações, a tendên- ções mais simples até as mais cia das certificações das edifica- complexas este deveria ser um ções e sistemas de climatização pré-requisito. nos traz o desafio de aprimoTambém é importante mostrarramento dos recursos de cálcu- mos a nossos clientes e conlos e projetos propiciando uma sumidores finais o quanto inves-

timos nisto e os benefícios que a contratação de profissionais qualificados para seus trabalhos os beneficia. Revista ASBRAV - A sustentabilidade é uma característica que veio para ficar quando se trata de HVAC. O que falta, ainda, evoluir nesse aspecto para que tenhamos a tecnologia presente em nossas vidas, sem que isso traga impactos negativos ao meio ambiente? Mário Alexandre - A busca pela sustentabilidade é atualmente uma das bases para nossos projetos e esta base necessita nascer junto com o projeto arquitetônico e a conceituação da edificação. Alguns conceitos de sustentabilidade sempre permearam nossos


camos muito defasados em relação a eles quando o assunto é pesquisa, certificação de produtos e, como citado anteriormente, quando nos deparamos com a falta de uma cultura mais receptiva a investir mais no primeiro momento e obter retorno mais a longo prazo. Um maior investimento inicial em simulações, projetos e soluções mais eficientes certamente reverterá em uma instalação de maior performance e menor custo operacional.

projetos e hoje cada vez mais estão presentes. A disponibilidade de materiais, equipamentos, sistemas automatizados e legislações existentes, voltados para a obtenção deste objetivo, nos auxilia em muito neste processo. Claro que todas estas idéias necessitam ser semeadas em terreno fértil, isto é, temos que encontra uma cultura receptiva a elas. Uma consideração importante de se fazer é que os prédios públicos já adotam estas políticas como pré-requisitos de projetos.

Revista ASBRAV - Quais medidas mais importantes devem ser tomadas no cenário político-econômico para que essas condições sejam mais favorecidas, proporcionando ainda mais desenvolvimento? Mário Alexandre - Nosso setor incluindo Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento é responsável por

uma parcela significativa na economia brasileira. Esta representatividade tende a aumentar com um desenvolvimento normal da economia. Se pensarmos com mais profundidade poderemos perceber o envolvimento de nosso setor em inúmeras atividades de nosso processo produtivo e no consumo da sociedade. Quanto às políticas a serem implementadas, entendo que analisando a situação econômica do país e a falta de recursos financeiros para investimentos em infra-estrutura de energia, uma das ações a serem tomadas seria a implantação de legislações mais efetivas que incentivassem a redução de consumo de energia tanto em instalações novas e, com o mesmo peso, também em instalações existentes. Quando pensamos que poderíamos reduzir o consumo de energia evitando desperdícios ou otimizando as instalações existentes, estaríamos realmente ajudando o país.

Revista ASBRAV - O Mercofrio trouxe experiências internacionais em HVAC. Como o senhor considera que o Brasil está posicionamento no segmento na comparação com outros países? O que falta evoluir? Mário Alexandre - Normalmente, nos contatos realizados com profissionais do exterior, notamos que somos capazes de desenvolver projetos e soluções equivalentes. Notamos que fi-

7


Johnson Controls introduz chillers com R-513A

Coop atinge mais de 30% de economia de energia Unidades de Tatuí e São Bernardo do Campo da Cooperativa de Consumo adotam solução de controladores exclusiva da Danfoss

Com base na história de sua linha de produtos, a Johnson Controls ampliou sua carteira de chillers YORK® para incluir duas famílias de produtos-chave que utilizam o refrigerante alternativo R-513A - o chiller parafuso resfriado a água YORK YVWA e o chiller centrífugo de mancais magnéticos YORK YMC2. A novidade cobre uma vasta gama de 433 a 3516 kW (120 a 1.000 tons) para aplicações resfriadas a água. Isto representa o contínuo compromisso da Johnson Controls de escolher as soluções que melhor atendam as necessidades dos clientes e do ambiente com base na segurança, eficiência, confiabilidade, disponibilidade e custo.

Polipex lança isolante térmico

A revolucionária espuma de alta performance desenvolvida pela indústria catarinense tem capacidade de isolar termicamente tubulações cujas temperaturas podem atingir 120 °C constantes. Ideal para aplicações em ambientes internos e externos, a inovação possui revestimento resistente às intempéries, não demandando fitas complementares nem outras proteções, o que reduz o tempo de instalação e a mão de obra.

8

Maior cooperativa de consumo da América Latina, a Coop segue na contramão da crise econômica. A rede, que emprega 5.300 pessoas e possui 29 supermercados, dez drogarias de rua e três postos de combustíveis, em sua maioria na região do ABCD e no interior paulista, investiu R$ 70 milhões em 2015 e alocará mais R$ 110 milhões em 2016 em expansão e projetos de reforma e revitalização das unidades. Boa parte deste investimento é direcionada para a cadeia do frio e, principalmente, para novas tecnologias capazes de economizar energia, um dos maiores custos de operação da rede.

- Em 2015, o custo de energia elétrica aumentou 51%, mesmo com contratos de compra de energia no mercado livre, e representou despesa superior a R$ 20 milhões - revela o gerente de manutenção, Marco Antonio Feresin. A Coop inaugurou sua loja mais moderna e sustentável, na cidade de Tatuí, no interior de São Paulo. Entre os diferenciais da unidade está o uso de CO2 no sistema de congelados, propileno glicol no de refrigerados, os balcões fechados, iluminação LED em todas as instalações, inclusive nas câmaras frias.


Inovações, conhecimento e qualificação do setor HVAC-R marcam o 10o Mercofrio Congresso promovido pela ASBRAV reuniu cerca de 450 profissionais em seus três dias de palestras e eventos técnicos e científicos, consolidando-se como a grande vitrine de discussões - Contamos, novamente, com palestrantes muito qualificados. Conquistamos mais conhecimento, observamos inovações e novas tecnologias que são fundamentais para promovermos o desenvolvimento do setor. A ASBRAV, desta forma, mais uma vez cumpriu seu papel de qualificar os profissionais e as empresas do segmento - enfatizou Hani Lori Kleber.

Presidente e diretores da ASBRAV celebram mais uma exitosa edição do evento realizado na capital gaúcha

Contemplando palestras técnicas de qualidade, apresentação de trabalhos acadêmicos e científicos e uma fundamental disseminação de conhecimento e inovações para o setor, o 10º Congresso Internacional de Ar Condicionado, Refrigeração, Aquecimento e Ventilação - Mercofrio 2016, encerrou com pleno êxito. O evento, promovido pela ASBRAV - Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação, no dia 15 de setembro, consolidou-se como a grande vitrine de discussões e qualificação dos mais variados temas ligados ao

10

setor de HVAC-R (Heating, Ventilating and Air Conditioning). Realizado na Fiergs, em Porto Alegre, a edição deste ano teve a presença de aproximadamente 450 profissionais e estudantes da área, em seus três dias de realização, de vários estados brasileiros e de países como Estados Unidos, Suécia e Dinamarca, entre outros. Isso demonstra, de acordo com a presidente da ASBRAV, Hani Lori Kleber, a credibilidade conquistada pelo Mercofrio ao longo de suas dez edições.

Para o diretor do evento, Mário Alexandre Ferreira, foi uma oportunidade ímpar de reunir um público integrado por professores, engenheiros, arquitetos, projetistas, consultores técnicos e acadêmicos, gerando conhecimento e troca de informações e experiências que contribuem, significativamente, para o desenvolvimento do setor. O Mercofrio 2016 teve 16 conferências, 39 sessões técnicas, com apresentações acadêmicas e trabalhos científicos, e dois minicursos.


Sustentabilidade, conforto térmico e regulamentações técnicas O condicionamento passivo e os efeitos que isso causa nas edificações foi o tema da palestra ministrada pelo diretor do Chapter Brasil da ASHRAE, Francisco Dantas. Segundo ele, o início do projeto de qualquer edificação é fundamental para definir a capacidade de eficiência energética, com estruturação dos sistemas e seus componentes que permitam a implementação de soluções mais integradas, eficientes e com menor impacto ambiental. Para Dantas, sistemas eficientes de climatização são aqueles que, Presidente do Chapter Brasil da ASHRAE, Willi Hoffmann, no painel da Frigelar falando sobre Normas Técnicas além de reduzirem o consumo energético, promovem cuidados no tratamento do ar interior da O palestrante falou sobre o ci- grupo que permite quantificar o clo de inovação e lembrou que valor e benefício das ações para edificação. aproximadamente 15% do perfil que o segundo grupo do merDiferentemente do que muita de consumidor é formado pelos cado, tenha o convencimento gente pensa, quando se fala "inovadores", ou seja, aqueles da importância do investimento em construção sustentável, es- que buscam vantagem competi- - afirmou Guido. tão sendo abordados conceitos tiva. já existentes há mais de 100 O dinamarquês Knud Fold- Se a gente pensa em eficiência schack, da Heatex, empresa anos. O que mudou é a tecnologia existente para aplicação energética, simulação e comis- sueca que desenvolve, fabrica e dessas práticas. A palestra de sionamento, não consigo vender vende trocadores de calor tipo Guido Petinelli trouxe exem- para a grande maioria do mer- ar-ar para sistemas de recupeplos de empreendimentos onde cado, sem antes conquistar es- ração de ventilação, falou sobre foram trabalhados esses tópicos. ses "inovadores". É esse primeiro este processo que tem crescido,

11


fortemente, nos Estados Unidos e na Europa. - Hoje, na Europa, o ar condicionado e os sistemas de ventilação respondem por 15% do consumo de energia do continente, obrigando a serem criadas alternativas para reduzir isso. É preciso trabalhar com maior intensidade a questão da recuperação de ventilação, pois ela, a médio prazo, gera uma substancial economia para os empreendimentos que a utilizam. É a isso que nos dedicamos na Heatex salientou Knud Foldschack. Finalizando a primeira parte das conferências do último dia do Mercofrio 2016, o norteamericano Terry Townsend, da DL ASHRAE comandou uma divertida competição com o público presente, dividindo-o em dois grupos e os estimulando a solucionar problemas que prejudicavam a eficiência energética

12

em prédios indicados por ele. - A ideia foi disseminar novas tecnologias e informações sobre a qualidade do ambiente e eficiência energética em edificações, estimulando nossos colegas a descobrir as falhas existentes nos prédios analisados e a apontarem soluções para estes problemas - salientou Townsend. O primeiro painelista da tarde foi o representante da Midea Carrier, Cristiano Brasil, que destacou o papel da empresa em duas ações de grande relevância: o fornecimento de solução de última geração para ajudar a preservar os afrescos de Michelangelo na Capela Sistina, no Vaticano; e seu papel como principal fornecedora dos equipamentos de climatização das instalações do Jogos Olímpicos Rio 2016, no Rio de Janeiro.

Finalizando as conferências do 10o Mercofrio, foi realizado o painel promovido pela empresa gaúcha Frigelar, tendo como tema central a Norma 16401 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Participaram do encontro o professor da Universidade Federal de Santa Catarina, Roberto Lamberts, que fez relato sobre conforto térmico; o presidente do Chapter Brasil da Ashrae, Willi Hoffmann, destacando a filtração* de ar nos equipamentos; e o diretor do Departamento Nacional de Empresas Projetistas e Consultores (DNPC), Mário Sérgio de Almeida, que falou renovação de ar. A 11a edição do Congresso Internacional de Ar Condicionado, Refrigeração, Aquecimento e Ventilação -Mercofrio, será realizada em setembro de 2018.


Depoimentos Mercofrio 2016 Personalidades falam a respeito da 10a edição do evento promovido pela ASBRAV "Novamente foi um Congresso pautado pelo bom desempenho técnico, com muitos palestrantes nacionais e internacionais" Mário Alexandre Ferreira, diretor da ASBRAV e presidente do Mercofrio

"Temos que usufruir ao máximo de uma oportunidade como esta" Carlos Trombini, presidente do SINDRATAR-SP.

"Nossa missão de qualificar profissionais e empresas foi cumprida à risca" Hani Lori Kleber Presidente da ASBRAV.

"A cada edição temos a oportunidade de crescer profissionalmente, acompanhando as palestras que trazem renomados especialistas da área" Arnaldo Basile, presidente da ABRAVA.

"Desfrutamos de painéis de grande qualidade e que nos trazem mais conhecimento e informações relevantes para fortalecer e promover o crescimento" Miguel Atualpa Núñez, diretor Financeiro do CREA-RS.

"Observarmos a influência que a tecnologia existente em climatização e refrigeração exerce na vida das pessoas" Wili Hoffmann, presidente da Chapter Brasil ASHRAE.

"É uma iniciativa voltada a disseminação de conhecimentos técnicos em nosso ramo de atividade" Luiz Emilson Leiria, presidente da ANPRAC.

"Todos podem aprender novos índices, novas questões de sustentabilidade envolvidas na refrigeração e no ar condicionado" Carlos Roberto Santos da Silveira, vicepresidente da ABEMEC-RS.

13


Simulações e medições

Recuperação de energia via ventilação

Diferentemente do que muita gente pensa, quando se fala em construção sustentável, estão sendo abordados conceitos já existentes há mais de 100 anos. O que mudou é a tecnologia existente para aplicação dessas práticas. A palestra de Guido Petinelli, trouxe exemplos de empreendimentos onde foram trabalhados esses tópicos. O palestrante falou sobre o ciclo de inovação. Aproximadamente 15% do perfil de consumidor é formado pelos "inovadores", ou seja, aqueles que buscam vantagem competitiva. - Se a gente pensa em eficiência energética, simulação e comissionamento, não consigo vender para a grande maioria do mercado, sem antes conquistar esses "inovadores" - afirmou Guido. A empresa assumiu o compromisso de não fazer mais nenhum projeto que não tivesse medição e verificação ao longo de 12 meses e o resultado foi excelente.

14

Cirineu Brauner

Cirineu Brauner

Knud Foldschack, da Heatex, esteve no Mercofrio

Knud Foldschack no Mercofrio

O Mercofrio 2016 teve entre seus painelistas o dinamarquês Knud Foldschack, da Heatex, empresa sueca que desenvolve, fabrica e vende trocadores de calor tipo ar-ar para sistemas de recuperação de ventilação.

No último dia do Congresso, o pa-lestrante falou sobre este processo que tem crescido, fortemente, nos Estados Unidos e na Europa. Foldschack lembrou que é importante adotar o procedimento nas edificações, mesmo que o custo seja um pouco mais elevado. As unidades de recuperação de energia além de oferecerem uma melhor qualidade interna do ar, também são preponderantes na preservação da saúde das pessoas que circulam em prédios contemplados com este tipo de sistema.


"Está muito frio!" "Está muito quente!"

Impacto da emissão de gases no mundo

Impacto da NBR 16401, em análise no Brasil, será sentido por toda população na climatização de ambientes e em breve deverá estar em consulta pública. o objetivo foi aproveitar o Mercofrio para melhor entendimento da Norma afirmou o diretor do Mercofrio, Mário Alexandre Ferreira.

Wili Hoffmann falou sobre o tema

As reclamações mais comuns em qualquer ambiente climatizado artificialmente estão relacionadas a regulagem da temperatura. Geralmente o que ocorre é a sensação oposta ao clima. O tema esteve presente através do debate da NBR 16401. - Essa norma está em revisão

A primeira apresentação, feita pelo professor Roberto Lamberts, apresentou detalhes da mudança da normatização atual para a nova. A abordagem do ponto de vista de "Filtração de ar" foi feita pelo engenheiro Wili Hoffmann. O engenheiro Mário Sérgio de Almeida, do Departamento Nacional de Empresas Projetistas e Consultores (DNPC) lembra que os conceitos da ASHRAE, entidade internacional que representa o setor, estão evoluindo há muitos anos.

A ideia de que o futuro sustentável não é só uma questão pontual para ser discutida e sim uma séria preocupação global foi o alerta principal na palestra do ex-presidente da ASHRAE, o norte-americano Terry Townsend. Com o tema "What's Hot in Sustainability" ele deu uma aula sobre práticas de sustentabilidade, enfatizando o "2030 Challenge", ação proposta pela entidade para que construções gerem menos dióxido de carbono.

Condicionamento passivo

Benefícios do Gás Natural na climatização horários de pico. Entre as vantagens estão a expressiva redução nos custos de energia, água e manutenção. O alerta foi feito pelo representante da Sulgás, Márcio Pires de Paiva. A utilização de combustí- Um dos ganhos é a inexistênvel alternativo pode ser uma cia de horário de ponta para o solução para empreendimen- combustível - afirmou. tos que utilizam uma grande quantidade de energia em

O condicionamento passivo e os efeitos que isso causa nas edificações foi tema da palestra do diretor do Chapter Brasil da ASHRAE, Francisco Dantas. Para o especialista o início do projeto é fundamental para definir a capacidade de eficiência energética.

15


Inovações para maior eficiência energética

Projetos de HVAC mais eficientes Cirineu Brauner

Cirineu Brauner

Sistemas de climatização que priorizam a economia de energia ganham cada vez mais espaço nos projetos do setor HVAC-R

Abordando o tema "Soluções Eficientes e Tendências em HVAC", o representante da Danfoss Brasil, Katuaki Hayashida Junior, trouxe dados importantes, revelando que 75% dos inversores são utilizados em bombas e ventiladores. - Hoje, dispomos de muitas inovações que aumentar a eficiência energética em sistemas de ar condicionado e de refrigeração. Cada vez mais esta é uma preocupação dos novos projetos e construções, mesclado com a sustentabilidade ambiental dos edifícios residenciais e comerciais afirmou Katuaki. Para Katuaki Hayashida Junior, muitas facilidades contemporâneas estão favorecendo a aceitação no HVAC-R dos chamados equipamentos inteligentes. Investimentos que antes eram projetados para novos tipos de compressores, aplicação de válvulas mecânicas e conceitos físicos de projetos, por exemplo, agora são voltados para concepções de controle mais tecnológicas e com muita eletrônica.

16

Centrais Térmicas eficientes foi o tema da palestra de Luciano Marcato

Além disso, as máquinas trazem maior facilidade na hora de operá-las, já que trabalham em diversas condições de temperatura de água gelada e de condensação, o que reduz o sistema de bombeamento de água e o investimento em bombas e hidráulicas. Desta forma, os ganhos energéticos, comparados a chillers com tecnologia de Segundo o painelista, o setor compressão menos avançada, de HVAC-R é um dos que mais podem superar a margem de busca maior eficiência ener- 100%. gética e uma saída que traz inúmeras vantagens é a atua- Luciano Marcato lembrou que lização de Chillers. Os novos o mercado oferece flexibilidade modelos apresentam, desde sua para que o cliente escolha econcepção até a operação, uma quipamentos com alta eficiência, redução no consumo de eletri- sendo que existem projetos de cidade, necessitando desta for- dois tipos: um com variador que ma de instalação de uma menor combate a carga parcial e outro potência elétrica, tornando-se com velocidade fixa. mais acessíveis. A procura por sistemas de climatização eficientes que priorizam a economia de energia em grandes empresas e fábricas vêm crescendo a cada ano no Brasil. Os modelos estão se tornando economicamente mais acessíveis, ofertando diversas vantagens totais durante a vida útil dos aparelhos.


A Internet das Coisas Tema foi apresentado na palestra do norte-americano William Sandoval, da Trane

Palestra de William Sandoval

A evolução da Internet das Coisas nos últimos anos pode ser uma grande aliada no desenvolvimento do setor HVAC. Para isso, é preciso que os empreendedores do ramo refrigerista saibam aproveitar esse processo e o utilizem para disponibilizar soluções que proporcionem redução de custos no controle inteligente dos equipamentos de climatização.

O tema foi abordado pelo norte-americano William Sandoval, da Trane, que lembrou que já em 2010 existiam mais dispositivos inteligentes, como smartphones, por exemplo, no mundo do que pessoas e a tendência é que esses aparelhos tenham seus números triplicados até 2030.

Consumo de energia em ambientes críticos vez maior dos projetos em execução, levando os fabricantes a desenvolverem equipamentos capazes de operar com faixas de temperaturas e unidades mais amplas. O tema foi trazido pelo representante da A preocupação com o con- Johnson Controls no Mercofrio sumo de energia na opera- 2016, Gilberto Dantas. ção de sistemas de climatização em ambientes de missão crítica é uma prioridade cada

Controle de centrais de água gelada

A evolução da eficiência energética e de projeto de bombas no controle de centrais de água gelada foi abordada pelo engenheiro Leandro Antunes Pereira, que fez um comparativo entre a eficiência energética no passado com a atual realidade do setor, além de apresentar as vantagens do uso de bombas verticais.

Da Capela Sistina ao maior evento esportivo mundial

O representante da Midea Carrier, Cristiano Brasil, destacou duas grandes ações da empresa: o fornecimento de solução de última geração para ajudar a preservar os afrescos de Michelangelo na Capela Sistina, no Vaticano; e seu papel como principal fornecedora dos equipamentos de climatização das instalações do Jogos Olímpicos Rio 2016, no Rio de Janeiro.

17


Cirineu Brauner

Questão ambiental

O gerente de Suporte Técnico da Danfoss Brasil, Eduardo Drigo, tratou do tema "Eficiência Energética em Supermercado", lembrando que o aumento do custo de energia elétrica foi muito elevado ao longo dos últimos dois anos, sendo que os refrigeradores de alimentos comerciais são grandes responsáveis pelo encarecimento desta despesa. Já Bruno Costa, diretor da Ziehl-Abegg do Brasil, falou sobre "Eficiência Energética em Movimentação de Ar (Ventiladores e Controles)".

18

Evento promovido pela ASBRAV teve como foco principal das discussões a eficiência energética Marcelo Matusiak

As primeiras palestras tiveram como tema central a questão da eficiência energética. De acordo com Marcelo Marx, representa o segundo item de custo fixo dos estabelecimentos, atrás apenas da folha de pagamento. Sidney Mourão, gerente Técnico do Grupo Emerson, salientou que os pilares deste procedimento são o baixo QWP, os controles e monitoramentos eletrônicos, a modulação digital de compressores e as soluções integradas.

Avanços nos sistemas de refrigeração para supermercados

Mesa oficial da solenidade de abertura do Seminário de Refrigeração

O Seminário de Refrigeração para Supermercados, iniciativa que contou com o apoio da Associação Gaúcha de Supermercados (AGAS) reuniu renomados especialistas da área para promover e disseminar o conhecimento, por meio de palestras com foco em inovação, eficiência energética, boas práticas e fluidos refrigerantes. - Pensamos em ofertar um evento diferenciado ao setor supermercadista, com temas de interesse atual e de importância para o ciclo de vida dos sistemas de refrigeração, bem como toda a cadeia produtiva do setor, incluindo usuários, fabricantes, instaladores e mantenedores -

destacou a presidente da ASBRAV, Hani Lori Kleber. Igualmente fizeram uso da palavra no início do evento o presidente do Sindicato das Indústrias de Refrigeração, Aquecimento e Tratamento de Ar no Estado de São Paulo - Sindratar SP, Carlos Trombini; o diretor da AGAS, Ademir Gasparetto; o vice-presidente de Eficiência Energética da ABRAVA, Tomaz Cleto; e o coordenador do seminário e diretor da ASBRAV, Marcelo Marx. Todos ressaltaram a importância de se promover um evento com tamanha representatividade e alcance para os profissionais que atuam no setor supermercadista.


Depoimentos Seminário de Refrigeração Confira a palavra dos participantes nos mais diversos segmentos de negócios sobre o evento "O seminário foi muito bom, com palestras interessantes e informativas. É importante para o supermercadista, para que ele veja onde estão indo seus rendimentos em desperdícios de energia, com a má gestão e escolha dos seus sistemas de refrigeração." Alexandre Becker Amillpassos "A maioria das pessoas não tem ideia da dimensão,da importância desse projeto,por isso é fundamental a divulgação através de seminários,de eventos,treinamento nas empresas. Ademir Gasparetto - UNISUPER

"A refrigeração comercial vive um período de grandes mudanças tecnológicas e se faz necessário levar a informação e o conhecimento às pessoas envolvidas com o tema , seja para a equipe de manutenção ou para o supermercadista que toma a decisão sobre os rumos dos negócios que administra. Rogério Marson - Eletrofrio

"Palestrantes bem preparados para abordar os temas de sua respectiva responsabilidade. Aproximação entre fabricantes, revendedores e consumidores. Estrutura nota 10." Ernani Schuster - Dufrio

"Esses evento sempre agregam muito valor ao mercado de refrigeração, pois estamos passando por várias mudanças neste setor, que são os fluidos refrigerantes, a questão energética, a presença da eletrônica. Sidney Mourão - Emerson

"A forma de apresentação técnica e soluções técnicas foi um dos fatores mais atraentes do seminário e a discussão aberta após cada apresentação tenha sido o principal. Bernardo Ronchetti - Termoprol "É uma iniciativa voltada a disseminação de conhecimentos técnicos em nosso ramo de atividade" Luiz Emilson Leiria, presidente da ANPRAC.

"O Seminário foi excelente, ótima oportunidade para ver as tendências do mercado, as novidades implantadas e as tecnologias que estão sendo desenvolvidas" Carlos Süffert - SPM Engenharia

19


Paraná recebeu módulo do curso EnergyPlus, promovido pela ASBRAV Formação profissional é um diferencial para quem trabalha no setor O escritório Regional do Paraná da ASBRAV - Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação sediou nos dias 26 e 27 de agosto, 30 de setembro e 1° de outubro, o curso EnergyPlus 1 - Básico. Com o lema "Capacitando hoje para o sucesso de amanhã", as aulas ocorreram nas sextas-feiras das 18h às 22h e aos sábados das 8h às 12h.

genheiro mecânico, professor e doutor, Paulo Otto Beyer, a qualificação foi voltada para alunos ou formados em Engenharia, preferencialmente Mecânica, ou que cursam ou tenham concluído uma formação técnica ou tecnólogo semelhante.

edificação e o seu entorno; e, modelos e equacionamentos termo-energéticos.

Beyer apresentou conhecimentos sobre latitude; longitude; arquivo climático anual; dias de projeto; temperatura do sol; perfis/agendamento de cargas O conteúdo abordou o dese- horárias, além de contemplar os nho da edificação no SketchUp tipos de materiais de construção. e OpenStudio; zonas térmicas; Nos dias 2, 3, 9 e 10 de e, sombreamentos externos. Os Ministrada pelo diretor de ensialunos também receberão con- dezembro, acontece o Energy 3 Anúncio SPM-2.pdf 1 16/11/2016 18:21:43 no e treinamento da ASBRAV, en- ceitos de controle da simulação, - Soluções Passivas.

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

20


Palestra destaca condições de um sistema hidráulico balanceado com ganhos em economia de energia Evento realizado em Joinville (SC) ocorreu no Campus Boa Vista do Unisociesc A palestra "As três condições chaves para um perfeito controle hidráulico", realizada em Joinville, em 26 de outubro apontou medidas importantes para um sistema hidráulico ba-lanceado. As questões que possibilitam a economia de energia e atendem as premissas de cada projeto foram apresentadas pela palestrante e engenheira mecânica, Maria Carolina Dias. O evento foi promovido pela ASBRAV Associação Sul Brasileira de Re- Evento reuniu instaladores, projetistas e alunos de engenharia frigeração, Ar Condicionado, O auditório localizado no Aquecimento e Ventilação, em modo que evite o acúmulo de Campus Boa Vista do Unisosujeira na tubulação. Os proparceria com a empresa IMI Hyblemas que levam a corrosão da ciesc ficou lotado com a presendronic Engineering. tubulação também ganharam ça de instaladores e projetistas A palestrante destacou a im- espaço, assim como a necessi- da região, além de estudantes portância de manter a pressur- dade de se combater suas cau- de engenharia. Foi a primeira experiência da ASBRAV em um ização da água regulada, de sas. evento em Joinville.

Com 80% de permanência em locais fechados, qualidade do ar interior pode nos deixar doentes O tema foi o destaque principal da palestra promovida pela ASBRAV - Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado Aquecimento e Ventilação em parceria com a Sictell, realizada no dia sete de novembro, no Senai São José (SC).

O palestrante, André Zaghetto ocorre com a água. Não tomade Almeida, apontou os riscos mos uma água que não sabede permanecer em um ambiente mos a procedência - explica. sem renovação do ar. O principal poluente encon- Estamos em ambientes reple- trado em ambientes fechados tos de sistemas de ar condicio- é o CO2. A presença dele está nado e não fazemos ideia da ligada ao processo de respiraqualidade do ar que estamos ção ou as vezes, por fontes exconsumindo. Isso é igual ao que ternas.

21


Controladores de termostato TEC 3000 TEC 3000 é utilizado para controlar aplicações como Fancoils, caixas VAV com pressão dependente, unidade rooftop ou qualquer outro equipamento de ambiente que aceite os sinais de saída suportados O TEC 3000 é um termostato com interface ·Mudança de unidade (o C ou oF) direto no distouchscreen utilizado para controlar aplicações como Fancoils (2 ou 4 tubos), caixas VAV com play. pressão dependente, unidade rooftop ou qual·Configuração da interface de exibição (possível quer outro equipamento de ambiente que aceite exibir temperatura ou não, ou ainda comando do os sinais de saída suportados. ventilador no display). A série não exige o uso de painéis, pois o con·Menu de comissionamento embutido no display trole é no termostato (24VAC, baixa tensão) e sua entrada USB reduz o tempo de instalação ao para testes na instalação/manutenção. simplesmente realizar um backup e restaurar nos ·Indica status de comunicação com o sistema demais termostatos, sem precisar que o técnico reconfigure os parâmetros na instalação ou ma- supervisório no display (fácil instalação/manutenção). nutenção. ·Modelos com sensor de presença embutido. Os modelos também fornecem o controle de uma ou de duas etapas das unidades de teto ·Sensores adicionais dependendo da aplicação (UTRs) com ou sem bombas economizadoras e de (insuflamento, presença, etc.). calor. Os modelos de rede apresentam um Sistema de Automação Predial (BAS) BACnet MS/TP ou ·Possui sintonia automática do loop de controle capacidade de comunicação N2, que permite o para melhor adaptação dos dispositivos mecânimonitoramento remoto e a programação para o cos, menor tempo de comissionamento e estabilieficiente controle de temperatura. zação de acordo com as estações do ano. Alguns modelos têm capacidade de detecção ·Indicação de falha no display (com descritivo). de ocupação. Estes controladores de termostato maximizam até 30% a economia de energia em edifícios comerciais com uso elevado de energia, tais como escolas e hotéis, durante os períodos ocupados usando setpoints de espera adicionais. Características Técnicas do TEC 3000: ·Touchscreen e iluminação de backlight configurável. Senha para proteger acesso. ·Relógio interno e programação horária independente embutida no termostato. Possui opção embutida de Optimal Start. Sistemas supervisórios Bacnet MS/TP permitem alterar programação horária via rede.

22


Torres de resfriamento adequadas proporcionam bom desempenho do sistema de ar condicionado Seminário promovido pela ASBRAV e Evapco Brasil mostrou que o equipamento tem papel fundamental na eficiência da manutenção das temperaturas refrigeração e ar condicionado Bruno Bonaldi, que apresentou aos profissionais do setor HVACR as novidades usadas internacionalmente nos equipamentos e que já estão disponíveis em território nacional.

A tecnologia que atua de forma determinante para manter a temperatura de condensação do fluido na temperatura especificada, foi apresentada em evento realizado na sede da ASBRAV.

Promovido na noite de 20 de outubro "Tendências Tecnológicas em Torres de Resfriamento e Requisitos para Atender a Certificação LEED", teve como pa-lestrante o especialista em

As torres de resfriamento selecionadas adequadamente, instaladas em ambientes abertos, com áreas livres em seu entorno, tratamento químico e manutenção preventiva periódica proporcionam um melhor desempenho no sistema de ar condicionado.

23


Mudança de temperatura de água gelada pode gerar economia de R$ 200 mil em data centers Dado foi apresentado em palestra na ASBRAV que abordou ganhos de eficiênfca em climatização de ambientes críticos com sistemas freecooling e adiabático O dado foi apresentado na noite de quinta-feira (06/10), durante palestra na ASBRAV em parceria com a Emerson Network Power Brasil. Segundo o consultor de aplicações e vendas da empresa, José Sérgio Ribeiro Jr., a diferença nas contas de energia elétrica pode chegar a 32% quando o data center passa a usar tecnologias freecooling, mudando a temperatura de água gelada.

24

Representantes da empresa Emerson falaram sobre freecooling adiabático


Uso de energias renováveis na climatização A Energia é considerada a coluna dorsal da economia moderna, e seu consumo se intensifica nas sociedades emergentes a medida que a qualidade de vida destas melhora. O consumo de energia residencial tem crescido em torno de 1,5% ao ano, de 52 quatrilhões de BTU em 2010, para 82 quatrilhões de BTU em 2040 (EIA, 2013). Apenas para condicionar o ar em ambientes residenciais e comerciais, se estima um aumento no consumo de energia entre 79% e 84% de 2010 à 2050 (BEN, 2014).

fundidade é definida, entre outras variáveis, pela temperatura médica local do ambiente, e sofre pouca variação ao longo do dia e do ano. Em relação ao aquecimento, o melhor uso é o esperado em cidades com temperatura média anual entre 13°C e 18°C. Já para refrigeração, ainda não foi definida uma convenção, mas se sabe que quanto mais baixa a temperatura do solo na estação quente, e quanto maior a amplitude do ar ambiente, melhor é a performance do sistema (Kwork e Grondzik, 2007).

Atualmente, tanto aquecimento e refrigeração do ar, assim como geração de água quente, são responsáveis por cerca de metade do consumo global de energia em edifícios (EIA, 2013). Neste contexto WorldGBC (2015) sugere que o projeto, construção e operação das edificações estejam em harmonia com o ambiente natural. A agência ambiental norte americana, EPA-green buildings, encoraja o uso de fontes energéticas renováveis locais (Kwork e Grondzik, 2007) e, surgido na Europa, o conceito Netzeb defende que as edificações produzam ao menos a energia que consumam numa base anual (Letti, 2012).

Dentre as diversas estratégias de condicionamento natural do ar por geotermia, a maior parte dos trabalhos focam no Sistema Terra-Ar (TA), no qual dutos são enterrados e o ar troca calor com o solo enquanto passa nos dutos e entra na edificação condicionando a mesma (Wu, 2007; Zkowski, 201?; Bansal, 2009; Lee, 2007; Tiwari, 2014; Bisoniya, 2014; Choorapulakkal, 2014). Em trabalhos mais recentes o elemento água é incorporado ao sistema, no qual dutos são submersos, em lagos, por exemplo, num procedimento similar ao sistema TA, ou ainda fazendo uso de tubulações de menor diâmetro, que transportam água como fluido térmico, e que são enterrados em poços verticais com profundidades em torno de 50 m, onde o calor é trocado em trocadores tipo fan-coil no interior da edificação (Deng, 2011).

O uso da inércia térmica do solo como fonte geotérmica para condicionar o ar de edificações já é bem desenvolvido. A temperatura do solo em certa pro-

Tivemos como proposta a montagem e análise do comportamento térmico de um Sistema bioclimático ativo Terra-Água-Ar (STAR). Buscou-se avaliar o uso de recursos renováveis localmente disponíveis, como o geotérmico e o solar fotovoltaico, visando futuramente climatizar edificações. Através de uma unidade experimental, o uso de uma cisterna enterrada foi avaliado para climatizar um ambiente isolado em pequena escala pelo uso de um trocador de calor tipo fancoil. O STAR se mostrou adequado para manter a temperatura do ambiente climatizado em boas condições térmicas durante o mês de outubro e em ensaios realizados nos meses de dezembro e janeiro o sistema foi validado. O STAR pode também ser instalado em regiões onde não exista o fornecimento de energia por parte da rede elétrica da concessionária, fazendo uso da energia solar fotovoltaica ou ainda, reduzir a demanda por energia para climatização em locais onde a rede elétrica esteja presente, desonerando os sistemas de geração e liberando recursos energéticos para fins mais nobres. Artigo premiado pela ANPRAC no 10° Mercofrio: Genyr Kappler, Fernanda Haeberle, João Batista Dias, Paulo Roberto Wandera - Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Laboratório de energia solar fotovoltaica

25


Diminuição do uso de HFCs é fundamental para reduzir o aquecimento global Diretor Técnico da ASBRAV, Ricardo Vaz de Souza, alerta para cuidados a serem observados no uso dos fluidos refrigerantes O acordo firmado entre os 197 países integrantes do Protocolo de Montreal, visando a redução do aquecimento global, por meio da diminuição de 80 a 85% da produção e consumo dos Hidrofluorcarbonetos (HFCs) foi bem recebido pela ASBRAV. Para o diretor Técnico da entidade associativa, Ricardo Vaz de Souza, a adoção da emenda dos HFCs traz como grande benefício a possibilidade de manter o Anuncio-revista-asbrav-4.pdf 1 11/11/2016 09:57:01

aumento da temperatura do planeta abaixo de dois graus, como foi definido no Acordo de Paris para o Clima, em 2015.

dos pelo Protocolo de Montreal, como os CFCs e os HCFCs, principalmente nos setores de ar condicionado, refrigeração e alguns produtos de aerossol - res- Os HFCS não prejudicam salta Ricardo. a camada de ozônio, até por se encontrarem em pequeCuidados e técnicas utilizadas nas quantidades na atmosfera, na segurança, no manuseio, mas são potenciais promo- acondicionamento, transporte e tores do aquecimento da Terra. destinação dos fluidos refrigeEles foram desenvolvidos como rantes, especialmente em meio a uma alternativa a gases proibi- este processo de eliminação dos HFCs são fundamentais.

Conflex Light + IrCom Automação de Splits descomplicada

Atenta ao forte crescimento da utilização de aparelhos Mini Split (inclusive com tecnologia INVERTER) para climatização de ambientes críticos, a AGST traz ao mercado um sistema de automação inovador, com alta praticidade e eficiência. C

M

Comunicação com os aparelhos de ar condicionado através da mesma tecnologia utilizada nos controles remotos sem fio;

Y

CM

Instalação não invasiva, mantendo as características originais e a garantia dos aparelhos;

MY

CY

Controla de 1 até 8 aparelhos, proporcionando grande facilidade para expansão da planta;

CMY

Conexão remota embarcada via Webserver, GSM, ou conexão Serial Local (RS485 ou USB);

K

Envio de alarmes por email, SMS e traps SNMP;

25 anoS

26

www.agst.com.br/conflexmaisircom


Sucessão familiar: o grande desafio A empresa familiar é uma realidade brasileira. Cerca de 90% dos negócios no Brasil têm esse perfil, segundo dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Sendo que grande parte delas é de micro e pequeno porte.

Geralmente é marcado por conflitos, principalmente pela falta de normas e regras já estabelecidas entre os familiares.

Os gestores não tem segurança na delegação do poder, e os sucessores consideram-se plenamente aptos em assumir a responsabilidade, ressaltando que quanto mais fechada, autoUm dos principais aspectos ritária e inflexível for a família, enfatizados nas empresas fa- maior será o conflito vivenciado. miliares é a sucessão, tanto pela Um dos erros mais comuns que importância do processo, quanto para a sobrevivência dessas muitos empresários e seus herempresas. Estudos afirmam que deiros cometem é encaminhar apenas 30% das empresas fami- a sucessão apenas levando em liares sobrevivem após a pri- conta a substituição naquilo que meira transição entre gerações, envolve a gestão dos negócios. e esse número cai para 5% na Fatores como o perfil comportapassagem para terceira geração. mental do candidato, experiência e maturidade, são fundamenA falta de planejamento e ori- tais para cargos de liderança na entação adequada para en- sucessão familiar. frentar a sucessão está entre a Ter clareza e traçar o futuro do maioria das evidências para o negócio a médio e longo prafracasso de grupos familiares. zo facilita este processo e evita A sucessão sugere a substitu- danos familiares e financeiros. O ição do fundador do empreendi- planejamento estratégico aliado mento, para dar prosseguimento ao planejamento de sucessão faà obra criada e gerida pelo mes- miliar é fator determinante para mo, porém com estilos de lide- o sucesso e perpetuação destas rança e formação diferenciados. empresas. Esta é uma atividade que requer tempo, envolvimento É um momento bastante deli- e comprometimento por parte cado para empresa, pois é fun- dos gestores e herdeiros. damental para a sua perpetuação.

Diretora de qualidade, gestão empresarial e inovação da ASBRAV, Madeleine Schein

A avaliação de perfil comportamental dos herdeiros, assim como o planejamento estratégico, permitem a elaboração de um plano de ação para a construção sustentável da sucessão. Neste processo, pode inclusive ocorrer a necessidade de uma gestão profissional, pois nem sempre o planejamento de vida dos herdeiros envolve uma sucessão familiar. Alguns optam por outras atividades profissionais. Empresário, reúna a família, contrate uma consultoria especializada e promova uma sucessão familiar sustentável. O Brasil precisa de você!

27


O GBC Brasil é uma ONG que fomenta a Indústria da Construção Sustentável no Brasil. Parte de um movimento mundial com mais de 100 GBCs, somos os responsáveis pela certificação Internacional LEED, que é utilizada em 157 países, sendo que o Brasil esta entre os TOP 4. "Temos certeza que a continuidade desta parceria com a ASBRAV, instituição consolidada no mercado nacional, contribuirá para que o GBC Brasil atinja seu objetivo estratégico de criar uma forte rede colaborativa, atuante na transformação do mercado da construção civil e cultura da sociadade, em direção a sustentabilidade."

Felipe Faria - Diretor Executivo do GBC Brasil

O Curso: O curso oferece um panorâma geral sobre a Indústria da Construção Sustentável no Brasil e prepara o profissional para realizar a prova de LEED Green Associate, certificado reconhecido internacionalmente.

Data: 09 e 10/12

Local: Rua Arabutan, 324 - Navegantes - Porto Alegre, RS

Investimento: R$ 660,00 para membros GBC Brasil e ASBRAV

Inscrições pelo website: gbcbrasil.org.br

CURSOS Cursos com parceria:


a:

Guia de Associados ACEL AR CONDICIONADO ECOLÓGICO ACJ ENERGIA E CLIMATIZAÇÃO ACMASUL SISTEMAS DE VENTILAÇÃO ACÚSTIKA SUL ENGENHARIA ADEMILSON DOS SANTOS XAVIER ADEMIR SILVA

51 51 51 51 51 51

3211-4530 3041-4845 3013-4289

COLD FRIGOR - RER SISTEMAS TÉRMICOS COLDAR ENGENHARIA E COMÉRCIO COLDBRAS

www.asbrav.org.br 51 51 51

3074-9997

INSTATEC INDÚSTRIA METALÚRGICA

51

3061-3968

3343-3315

INTERTECH

21

2426 3044

3303-2222

ISOTERM INSTALAÇÕES

51

3465-5530

51

3209-4342

3344-1188

CONCEITO TÉCNICO PROJ PLAN ASSES

51

3221-2137

JOÃO CARLOS BIDEGAIN SCHMITT

8575 0797

CONFORTARE AR CONDICIONADO

51

3311-0000

JOAPE IND EQUIPAMENTOS AMBIENTAIS

51

3205-2555

3347-7079

CONSTARCO ENGENHARIA E COMÉRCIO

11

3933-5000

JOHNSON CONTROLS BE DO BRASIL

51

2102-6200

51

3028-2945

JOSÉ HAROLDO CARVALHO SALENGUE

51

2121-9114

AERODUTO AR CONDICIONADO

51

3343-4983

CURTIS CONSULTORIA

AGRAZ REFRIGERAÇÃO

51

3751-2691

DAIKIN MCQUAY AR COND DO BRASIL

51

3237-3050

JOSÉ RADZIUK

51

3341-7548

AGST CONTROLES E AUTOMAÇÃO

51

3343-8875

DAMIANI CLIMATIZAÇÃO

41

3074-1144

JOSÉ RENÊ FREITAS GASSEN

51

3731-1111

AIR CLEAN - M C PEREIRA & CIA

51

3426-1676

DANNENGE SOLUÇÕES DE ENGENHARIA

48

3333-3002

JULIANO NOETZOLD

51

9225-8009

AIR COOL MANUTENÇÃO E INSTALAÇÃO

51

3478-4323

DÁRIO DA ROSA CRUZ

51

3741-7929

JÚLIO CÉSAR SILVA DA SILVA

51

3367-1059

AIR DATUM ENGENHARIA

51

3326-1933

DELEON DOS REIS VITH

51

3529-5062

JULIO ZIMMERMANN

51

3712-2941

AIR SHOP EQUIP CONFORTO TÉRMICO

51

3094-2888

DELTAFRIO IND DE REFRIGERAÇÃO

51

3536-1551

KLEBER REPRESENTAÇÕES

51

3341-9171

AIRSIDE IND COM PROD CLIMATIZAÇÃO

51

3473-6258

DOCTOR CLIMA

51

3557 8384

KLIFT SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO

51

2117-7855

ALBERT ENGENHARIA

51

3342-3905

ECCOSYSTEMS SOLUÇÕES AMBIENTAIS

51

3307-6597

KLIMA ENGENHARIA

47

3206-6772

ALCIDES CAMINHA LEITE

55

9105-0612

EDUARDO GUS BROFMAN

51

3331-6615

KLIMASUL – JB & MP COM REPRES

51

4103-0525

ALEXANDRE TOCCHETTO

51

3357-2225

EGON WERNER BECKER

51

3259-1695

LC PETRY COM IMP EXP

51

3470-0505

AMANDA LAMIM DOS SANTOS EPP

47

3323-3277

EJR ENGENHARIA

51

3346-1205

LF WOLMANN

51

3414-5460

AMBIENTALIS ANÁLISES DE AMBIENTES

48

3028-3069

ELETRO AR SUL

51

3340-1247

LG ELETRONICS DA AMAZONIA

51

3206-0210

AMILLPASSOS REFRIGERAÇÃO INDL

51

35815-456

ELETROCON RS INSTAL E MANUTENÇÃO

51

3034-6434

LINDOMAR VIEIRA DA COSTA SILVA

51

3673-1570

ANDERSON RODRIGUES

51

3212-3490

ENCLIMAR ENGENHARIA CLIMATIZAÇÃO

44

3371-2841

LUCIANO LOPES SIMÕES

51

3086-4035

3737-7751

LUCIO ALBINO AMARO DA SILVA

51

3557 289

3061-3935

LUIZ ANTONIO PICOLLI JR

51

3208 1316

51

3343-2099

ANNEMOS TECNOLOGIA DE RESFRIAMENTO ARCONET ARMACELL BRASIL ARMANT AR CONDICIONADO ARMAX AR CONDICIONADO COM SERV

51 41 12 51 51

3319-1944 3032-4390

ENGE REPRESENTAÇÕES TÉCNICAS ENGEMESTRA ENG MEC E SEG TRAB

51 51

3648-6900

ENGENHAR CLIMATIZAÇÃO

51

3594-7830

LUZITANA AR CONDICIONADO

3085-8050

ENGETÉRMICA AR CONDICIONADO

51

3342-5433

M. CESA COMP AR COND REFRIG

51

3338-7439

3339-2931

EPEX IND COM DE PLÁSTICOS

47

3334-3100

MAGNUS RECUP DE COMPRESSORES

51

3473-3540

51

3557-6001

MAICON AURÉLIO

51

8579 5040

ARNOLDO CARLOS GONÇALVES BESKOW

51

3222-8966

ERA DO GELO CLIMATIZAÇÃO

ARSA CONSULTORIA COM REPRES

51

3332-1820

ESCOLA TÉCNICA PROFISSIONAL

41

3332-7025

MARCELO FOSCHIEIRA CHRISTINI

51

3237-5209

ARSELF AR CONDICIONADO

51

3337-3434

EUROCABLE BRASIL IMP EXP

51

3375-8200

MARCELO GOMES CAJU

51

3062 0193

ARTECH CLIMATIZAÇÃO

51

3033-2912

FABIO VARGAS DA SILVA

51

3401 2477

MARCELO MACIEL DE SANTA HELENA

51

3279-7563

ARTETEC ARQUITETURA E ENGENHARIA

51

3341-4934

FÁTIMA ROSALI SILVEIRA ALFONSIN

51

3672-1091

MARCHIORI COMÉRCIO DE SERVIÇOS

41

3045-5825

BARELLA ENGENHARIA

54

3314-8755

FERNANDO DE ANDRADE MANIQUE NETO

51

3496-9838

MARCIO ELAUTÉRIO DE FREITAS

51

9976-7960

BDS AR CONDICIONADO

51

3337-3355

FERNANDO DUTRA DEL CASTILLO

53

3235 9020

MARCO ANDRE RIBEIRO HORBACH

51

3473 1340

BELTERM CLIMATIZAÇÃO

51

9115-1572

FLÁVIO RIBEIRO TEIXEIRA

51

8424-3645

MARCUS VINÍCIUS SIMIONI

51

8925-0042

BERDES SERVIÇOS

51

3279-1283

FRIGELAR COMÉRCIO E INDÚSTRIA

51

3314-8919

MAURO CÉSAR RABUSKI GARCIA

51

3022-1493

BERLINERLUFT DO BRASIL

51

3589-3912

FRIO DO VALE

51

9606-6209

MAURO ULLMANN CLIMAT REFRIG

51

3013-5141

BETO REFRIGERAÇÃO

51

3416 0900

FRIZA COM MAT ELET HIDRÁULICOS

51

3462-1519

MEDEIROS ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO

51

3012-7644

BRY-AIR BRASIL CLIMATIZAÇÃO

41

3698-2222

FULL GAUGE CONTROLS

51

3475-3308

MERCATO AUTOMAÇÃO - SMART SOLUÇÕES

51

3032-1777

CARAVAGGIO REFRIG E SERVIÇOS

55

3421-1941

GBF IND COM EQUIP INDUSTRIAIS

51

3352-0333

MONOFRIO - HBSR REFRIG DE LÍQUIDOS

51

3458-1222

CARLOS ALBERTO BRIG DA SILVEIRA

51

3443-4560

GIRELLI

41

3349 2964

MONTÉRMICA REFRIG E AR CONDICIONADO

51

3435-4007

CARLOS ALBERTO BRIGEIR DA SILVEIRA

51

3443-4560

GLAUCO MORGANTI DA COSTA FERREIRA

41

7817-8411

MP AUTOMAÇÃO

51

3551-0737

3205-0555

MRI ENGENHARIA

51

3471-5532

3451-1600

NEOCLIMA AR CONDICIONADO

51

3061-5040

51

3344-5334

CARLOS ERNESTO OSTERKAMP CASC COM INST AR CONDICIONADO CERT ENGENHARIA CEZAR AUGUSTO B RAIMUNDO CLEMAR ENGENHARIA

51 51 51 51 48

3036-6060 3273-0525

GLOBUS SISTEMAS ELETRÔNICOS GM AR CONDICIONADO

51 51

3711-7889

GOOD SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO

41

3667-2010

NILTON LUIS BATISTA CALEGARI

3223 8697

GUSTAVO ARGENTINI

51

9192 2658

NOE RODRIGUES SOARES DUTRA

51

3458 1002

3331-3000

HEATEX BRASIL TROCADORES DE CALOR

47

3366-2733

NOVUS PRODUTOS ELETRÔNICOS

51

3323-3600

51

3472-8732

OCTO REFRIGERAÇÃO E ELÉTRICA

51

3428-7065

CLIMA SHOP QUALIDADE AR INTERIOR

48

3028-2825

HEITOR MACHADO VICARI JÚNIOR

CLIMATIZA

51

3059 9090

HITACHI AR CONDICIONADO DO BRASIL

51

3012-3842

PAULO DE TARSO FONTOURA DA SILVA

51

3221-6766

CLOVIS FERNANDO VASQUEZ AMARO

51

9164-8667

IMARCON PRESTADORA DE SERVIÇOS

51

3446-2597

PAULO OTTO BEYER

51

3308-3928

29


PAULO RENATO DOS REIS

51

3028-1460

RODRIGO SAIBRO

51

3469 8183

TEMPCONFORT ENG DE CLIMATIZAÇÃO

51

3362-6427

PAULO RENATO PEREZ DOS SANTOS

51

3320-3584

ROGER MERG SARAIVA

51

8131-9604

TERMOPROL ZANOTTI DO BRASIL

51

3341-4805

RONALDO MULLER

51

3047-3323

TESTO DO BRASIL INSTRUMENTOS MEDIÇÃO

19

3731-5800

PAULO VELLINHO (SÓCIO HONORÁRIO) PERTILE AR CONDICIONADO

51

3464-1201

RONI DE LIMA SANTOS

51

3319-7275

TESTONI IND E COM – GTA DO SUL

51

3341-4411

PETINELLI

41

3029-2289

S & P BRASIL VENTILAÇÃO - OTAM

51

3349-6363

TIAGO JOSÉ BULLA

51

3231-2144

PLANIDUTO AR CONDICIONADO

51

3336-2633

SÃO CARLOS AR CONDICIONADO

51

3473-9417

TIMÓTEO FERNANDES DE SOUZA

51

8122-0623

3337-1118

TOSI INDÚSTRIA E COMÉRCIO

11

4529-8900

3716-1448

TOTALINE - PEÇAS EQUIP REFRIG AR COND

51

3337-4466

3452-3003

TRANE INGERSOLL RAND

51

3337-1188

48

9185-9494

PRODEPRED AUTOMAÇÃO PROJELMEC VENTILAÇÃO INDUSTRIAL PROJETOS AVANÇADOS ENGENHARIA

51 51 51

3477-1302 3451-5100 3330-6400

SCHEIN GESTÃO EMPRESARIAL SERRAFF IND TROCADORES DE CALOR SICTELL IND COM PROD ELET METAL

51 51 47

PROTÉRMICA CLIMATIZAÇÃO

48

3015-4659

SILVIO DE MACEDO MARQUES

51

3391-6502

TROMPOWSKY REPRES COMERCIAIS

QUAD CLIMA – QUADRANTE SOLUÇÕES

51

3086-4312

SÓ FRIO IND COM DE REFRIGERAÇÃO

51

3261-9282

UDO ADOLF

51

9985-3254

QUIMITEC QUÍMICA INDUSTRIAL

41

3668-2055

SOCLAM AR CONDICIONADO

51

3217-1948

URANUS AR CONDICIONADO

51

3222-8654

R7 SERVIÇOS DE CLIMATIZAÇÃO

47

3328-2808

SPM ENGENHARIA

51

3332-1188

VALAYR WOSIACK (SÓCIO HONORÁRIO)

RECOM RECUP DE COMPRESSORES

51

3343-9254

SPRINGER CARRIER

11

5585-2199

VERTICON SERVIÇOS E COMÉRCIO

51

3118-0173

RECOMSERVICE SUL

51

3065-6701

SR REFRIGERAÇÃO E MANUTENÇÃO

51

3261-4874

VIDALAR PROJETOS INSTALAÇÕES AR COND

49

3319-9300

REFRIGERAÇÃO CAPITAL

51

3326-2366

SUL CLIMA ENGENHARIA

51

3032-1129

VITOR REFRIGERAÇÃO

51

3561-2534

REFRIGERAÇÃO DE CONTO

51

3336-1920

SUL FRIO REFRIGERAÇÃO

55

3026-2170

VOLTYS SOLUÇÕES EM CLIMATIZAÇÃO

54

3435-1279

REFRIGERAÇAO DUFRIO COM IMP

51

3778-7555

SULCESAR REPRESENTAÇÕES

51

3337-1857

VRF ENGENHARIA DE CLIMATIZAÇÃO

41

3073-5701

REFRIGERAÇÃO ELÉTRICA D’LUX

51

3476-5786

SUPERMERCADOS GUANABARA

51

3230-1200

REFRIGERAÇÃO TUDO FRIO

51

3443-8845

TEC AR COM DE AR CONDICIONADO

51

3032-5452

REFRIGESA

51

9905 9711

TECNOENGE AR CONDICIONADO

51

3347-6328

REFRIMAK PEÇAS E SERVIÇOS

51

3473-6388

TECNOLÓGICA CONFORTO AMBIENTAL

48

3240-0505

RIMA ENGENHARIA

51

3337-8989

TELCO EQUIP DE REFRIGERAÇÃO

51

3354-6797

RODOLFO THOZESKI KRAMM

51

3423-4280

TELEINFORMÁTICA SUL

51

3084-0620

Novos Associados Julio Cezar Schramm Schenkel

(51) 8124-0810

Mário César Osório

(51) 3342 2964

Tiago da Silva de Paula

(51) 3342 2964

Agenda Novembro Noite do Clima (RS) 24/11 (Restaurante Panorama – Prédio 41 da PUCRS Porto Alegre (RS)

Dezembro EnergyPlus 3 – Soluções Passivas (PR) 02, 03, 09 e 10/12 (Escritorio Regional Paraná)

30

Dezembro Noite do Clima (PR) 06/12 Gonçalves Grill 1613 - Rebouças- Curitiba (PR) Como se Tornar um LEED GA (Green Associate) (RS) 09 e 10/12 (ASBRAV em Porto Alegre) Provas Projeto de Ar Condicionado (RS) 16 e 17/12 ASBRAV em Porto Alegre (RS)


Solução integrada e inovadora Trane para atender as necessidades de climatização de cada edificação. O lançamento no portfólio TVR™ LX, sistemas de fluxo de refrigerante variável Trane, é uma nova solução testada que integra as unidades evaporadoras dos sistemas divididos Trane e as unidades condensadoras TVR™ LX. Com apenas um único ponto de contato para interligação, kit TVX, reunimos eficiência energética, flexibilidade, qualidade do ar interior e conforto para sistemas simples e integrados.

Capacidade de 5 a 50 toneladas de refrigeração. Aplicação ideal para ambientes com grande carga térmica e ocupação, em edifícios novos ou retrofit de sistemas HVAC existentes. Design flexível com montagem vertical, horizontal ou insuflamento para o piso. Opcionais como Caixa de Mistura e Filtros de G4 até HEPA A3 garantem a qualidade do ar interior. Suporte técnico Trane para elaboração de projetos especiais.

Acesse trane.com.br para saber mais sobre o sistema TVR™ LX ou entre em contato com o time de vendas Trane. ©2016 Ingersoll Rand

Revista ASBRAV edição 21 - novembro 2016  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you