Page 1

Maio/Junho | Ano 10 n° 50

sexualidade na terceira idade

Médico Jairo Bouer, conhecido por seu trabalho na mídia, aborda o assunto em entrevista Pág. 7

Ministério da Saúde FAZ CAMPANHA SOBRE HIPERTENSÃO Pág. 4

Plano de Assistência à Saúde do Aposentado da Vale Av. Calógeras, 30, loja H - Centro - Rio de Janeiro - CEP 20030-070


Editorial

InformePASA | Maio /Junho de 2010 | www.planopasa.com.br

Automedicação traz riscos sérios à saúde OMS estima que 10% das internações são provocadas por reações a medicamentos Nesta edição, o Informe PASA publica uma nota sobre a manutenção da norma editada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) que proíbe a exposição na frente dos balcões, ao alcance dos clientes, de medicamentos como antitérmicos e analgésicos. A preocupação da agência é evitar a automedicação. Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o percentual de internações hospitalares provocadas por reações adversas a medicamentos ultrapassa os 10%. No Brasil, o Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas informa que os medicamentos ocupam o primeiro lugar entre os agentes causadores de intoxicações em seres humanos, sendo responsáveis por quase 30% do total de casos.

Não é difícil entender a razão de tantos problemas. Uma forte dor de cabeça, por exemplo, pode ter origem em várias causas, de um mal-estar passageiro a doenças como estresse, tensão nervosa e tumores cranianos. Quando se compra um medicamento por hábito ou indicação de amigos e parentes, a pessoa corre o risco de adiar o combate à doença real ou mascarar seus sintomas, além de se ver exposta a substâncias químicas que causam reações no organismo. O único profissional que pode prescrever medicamentos é o médico que, por ter examinado o paciente e conhecer seu histórico, sabe o que dará resultado com o mínimo de riscos. Assim, não se automedique nem faça sugestões às pessoas próximas sobre remédios que fizeram efeitos positivos em você, porque cada um tem as suas próprias necessidades.

José Sávio Barros Gerente Geral de Saúde

Renda de idosos é fundamental para a economia O Instituto Somatório fez uma ampla pesquisa, com 1.500 pessoas da Terceira Idade em dez centros urbanos do Brasil, que mostrou a importância desse segmento da população para as famílias e a economia do país. Os adultos com mais de 60 anos respondem por 15% dos rendimentos gerais da massa salarial e por 71%, em mé-

dia, da renda familiar total, sendo que 93% dos idosos possuem renda própria. Sobre a autonomia e os hábitos dos idosos, 81% se declaram independentes para as tarefas cotidianas e 64% garantiram que costumam viajar. Outra revelação foi que, nas classes C e D, os idosos são ainda mais relevantes para o sus-

tento familiar. A pesquisa também apurou que existem diferenças importantes no consumo de pessoas que vivem sozinhas ou com parentes. A despesa com alimentação cai para menos da metade nos casos em que os idosos estão no grupo familiar, enquanto a conta telefônica diminui em cerca de 60%.

Abraço faz bem Abraçar um amigo, uma amiga ou, às vezes, alguém que acabamos de conhecer faz muito bem. Quebra resistências, transmite segurança e dá uma grande sensação de conforto. No início do ano, por exemplo, um grupo de atores decidiu abraçar pessoas desconhecidas no metrô de São Paulo, com a devida concordância dos “abraçados”, e houve quem se emocionasse com o gesto de carinho. Não deixe para depois, o abraço, assim como a caridade, faz tão bem a quem oferece quanto a quem recebe. EXPEDIENTE CONSELHO EDITORIAL: Esdras Domingos de Abreu, Adriana Campos, Dr. José Sávio Barros e Jorge Luiz Moraes / JORNALISTA RESPONSÁVEL: Veronica Pinheiro / ASSISTENTES DE COMUNICAÇÃO: Priscila Drummond e Aline Nascimento / REDAÇÃO: Tempero Comunicação / REVISÃO E EDIÇÃO: Resh Comunicação / PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO: Resh Comunicação / CONTATO: (21) 2139-5700 (r.5724/ 5719) / Fax: (21) 2240-5625 / Carrier: 821-4979 / 4373

2


Fique Atento

InformePASA | Maio /Junho de 2010 | www.planopasa.com.br

PASA inicia o recadastramentos de dados Todos associados, dependentes e agregados do Plano deverão atualizar os seus dados pessoais O PASA está fazendo o recadastramento de seus beneficiários. A atualização dos dados pessoais de associados, dependentes e agregados é uma exigência da Receita Federal e da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O não cumprimento dessa determinação pode implicar em multa para o PASA e possível suspensão de seu plano. Desta forma, você está recebendo, juntamente com o jornal, uma ficha de recadastramento de dados. Por favor, atualize seus dados pessoais e de seus dependentes e agregados. Após preencher se-

guindo as recomendações, poste o documento dentro do envelope que seguirá junto com a carta. O envio é gratuito e deve ser feito pelos Correios. Outra opção é entregar no escritório PASA mais próximo. Em caso de dúvidas, pedimos que procure um de nossos escritórios. Você pode também mandar as informações por meio de um formulário eletrônico disponível no site do PASA (www.planopasa.com.br).

Encontros de Aposentados em Vitória e Itabira: sucesso de público As edições do Encontro de Aposentados e Pensionistas da Vale seguem reunindo muitos associados. No Centro de Convenções de Vitória, no dia 12 de maio, 2 mil pessoas passaram a tarde confraternizando, recebendo informações dos organizadores do evento – PASA, Valia, Vale e Aposvale – e esclarecendo suas dúvidas. Como já se tornou tradição, houve atrações especialmente programadas para a ocasião: o médico Jairo Bouer falou sobre sexualidade e o grupo Golden Boys fez o público cantar em coro algumas de suas músicas de muito sucesso, que continuam gravadas na memória. Já em Itabira, o evento aconteceu no dia 24 de junho, reunindo cerca de 2.500 pessoas no Clube Valeriodoce, que foram recebidas pelo Coral da Aposvale. Primeira a se apresentar, a Associação de Aposentados exibiu um vídeo com suas atividades, e, entre as palestras da Vale e da Valia, um outro grupo, o Coral de Jovens Combem, cantou e agradou bastante. Depois, foi a vez do diretor do PASA, Esdras Abreu, abordar questões relativas ao Plano, seguido do geriatra José Elias, que tratou do tema “Envelhecimento Ativo”, e do show dos Golden Boys, que animou e levantou o público. No final, um sorteio de brindes fechou em grande estilo o Encontro, na cidade que é sempre campeã de comparecimento e animação. Confira mais fotos em www.planopasa.com.br.

Palestra sobre sexualidade naTerceira Idade atrai público emVitória

Confira o calendário do Encontro nas diversas cidades: 24 de agosto - Belo Horizonte 28 de setembro - Rio de Janeiro 20 de outubro - São Luís 21 de outubro - Belém Público canta em coro com os Golden Boys em Itabira

3


Viva Melhor Ministério da Saúde faz campanha sobre hipertensão Seguir as recomendações médicas é fundamental para o controle da doença O Ministério da Saúde lançou, no primeiro semestre, uma campanha voltada para o combate à hipertensão. O motivo da preocupação do governo com o tema é explicado pela última estatística da Organização Mundial de Saúde (OMS). O levantamento da instituição revela que os hipertensos que não fazem o controle adequado da doença podem ter uma redução na expectativa de vida de até 16 anos e seis meses. Ou seja, trata-se de um grave problema de saúde pública. Todas as pessoas estão sujeitas à pressão alta, mas há grupos de risco. Apresentam maiores chances de desenvolver o problema aqueles que têm parentes hipertensos, estão acima do peso ou passaram dos 40 anos. Além deles, fazem parte dos grupos de risco os portadores de diabetes ou de outros fatores agravantes para as doenças cardiovasculares (como colesterol elevado, tabagismo ou estresse). Essas pessoas, em especial, devem estar atentas ao problema, se prevenir e medir a pressão regularmente. Existem muitos hábitos que podem ajudar a prevenir a doença. Diminuir o consumo de sal, praticar atividades físicas de forma sistemática, não fumar, não ingerir bebidas alcoólicas (ou fazêlo com moderação), evitar o estresse e manter o peso ideal são ações ao alcance de qualquer pessoa, basta ter força de vontade. Se o indivíduo já desenvolveu a hipertensão é fun-

damental não descuidar do tratamento para evitar a ocorrência de infarto do coração, acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca e renal, impotência sexual, além de outras complicações. Seguindo as prescrições médicas é possível manter a doença sob controle e ter uma boa qualidade de vida.

*Imagens: site do Ministério da Saúde http://portal.saude.gov.br

Venda de produtos em farmácias tem restrições Apesar da tentativa de algumas farmácias de contestarem na Justiça a norma de Boas Práticas Farmacêuticas, editada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 2009, a regulamentação continua valendo. A lei limita a venda de produtos nesses estabelecimentos e impede que medicamentos fiquem expostos na frente do balcão. Sorvetes, balas, pilhas, cartões telefônicos e chinelos, por exemplo, não podem mais ser comercializados nas drogarias, enquanto cosméticos, mamadeiras e mel, entre outros, continuam permitidos. Quanto aos remédios, estão proibidos de ficar em exposição, ao alcance dos usuários, anal4

gésicos e antitérmicos, mesmos vendidos sem prescrição. As únicas exceções são para três tipos específicos de medicamentos: os fitoterápicos isentos de prescrição, os medicamentos sujeitos à notificação simplificada (a lista está no site www.anvisa.gov.br) e aqueles de uso dermatológico isentos de receita médica, como pomadas e cremes. Além disso, os estabelecimentos são obrigados a deixar à vista o seguinte alerta: “Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação: informe-se com o farmacêutico”. O objetivo é evitar que as pessoas comprem remédios sem prescrição médica, hábito perigoso que pode gerar sérios prejuízos à saúde.


PASA Saúde informa sobre direitos do cidadão Uma das ações do PASA Saúde é informar os usuários sobre questões relevantes de seu interesse. Com dados coletados em diversas fontes, como o Ministério da Saúde e as Secretarias de Saúde municipais e estaduais, o programa orienta seus beneficiários sobre serviços que são um direito de todo cidadão, independentemente de ter ou não um plano de saúde, como vacinas e a Farmácia Popular do Brasil, iniciativa do governo federal que garante acesso a medicamentos a custos bastante reduzidos e está presente em todos os estados. Em unidades próprias, com apresentação de receita médica ou odontológica, qualquer pessoa pode comprar remédios com descon-

tos de até 90%. São 108 produtos, muitos de uso contínuo, que são encontrados também em farmácias conveniadas. Para adquiri-los, o paciente deve apresentar a receita médica ou odontológica, CPF e um documento com foto. Nos estabelecimentos conveniados, que trazem a marca “Aqui tem Farmácia Popular”, o sistema de copagamento (o governo completa o valor) está disponível para medicamentos que tratam hipertensão e diabetes, além de anticoncepcionais. Assim, o PASA Saúde contribui para a manutenção do tratamento dos associados, o que é fundamental para o processo de recuperação e para uma boa qualidade de vida.

Como usar bem seu plano Cuidado especial para os idosos O geriatra é o médico especializado em idosos, o profissional que conhece em profundidade as características físicas e até psicológicas das pessoas da Terceira Idade e, por isso, pode assisti-las com muito embasamento. Ele não substitui outros especialistas, como endocrinologistas ou cardiologistas, mas atua como importante mediador no tratamento. O geriatra sabe avaliar quando é necessário envolver outros profissionais de saúde, baseado no conhecimento das particularidades do paciente.

Para entender as diferenças entre psiquiatria, psicanálise e psicologia É comum e compreensível, para os leigos, a confusão entre as profissões de “psiquiatra”, “psicólogo” e “psicanalista”. O psiquiatra é, necessariamente, um profissional da medicina. Após cursar a faculdade, o médico faz uma especialização em psiquiatria, por dois ou três anos, durante os quais ele estuda neurologia e psicofarmacologia, além de passar por treinamento específico para diferentes modalidades de atendimento com o objetivo de tratar doenças mentais. O profissional é o único dos três que pode prescrever medicamentos. O psicólogo, por sua vez, é um profissional com formação superior em psicologia, ciência que estuda o comportamento humano e os processos mentais, como sentimentos, pensamentos e razão. Seu curso dura quatro anos para o bacharelado e cinco anos para obtenção do título de psicólogo. Enquanto estuda, o psicólogo participa de estágios supervisionados que o habilitam a realizar psicodiagnóstico, psicoterapia e orientação. Já o psicanalista não precisa ser, como muitos pensam, médico por formação. Ele pode ser formado em psicologia ou até em outros cursos. Para habilitar-se, precisa cursar psicanálise, método terapêutico criado pelo médico austríaco Sigmund Freud. O método consiste na interpre-

Para Comemorar Datas importantes para a saúde

tação dos conteúdos inconscientes de palavras, ações e produções imaginárias de uma pessoa, baseado nas associações livres e na transferência. Há várias vertentes de psicanálise, que seguem diferentes métodos.

Neste bimestre, três datas merecem especial destaque para o PASA. Em 12 e 15 de maio, respectivamente, foram comemorados o Dia do Enfermeiro e o Dia do Assistente Social, dois profissionais fundamentais na recuperação dos pacientes e apoio às famílias. E 27 de junho foi o Dia Internacional do Diabético, uma chance de lembrarmos a importância do diagnóstico precoce da doença e dos cuidados em seu tratamento. 5


Você Aqui

InformePASA | Maio /Junho de 2010 | www.planopasa.com.br

Escrever para dar asas à imaginação Em suas obras, autor fala de sua cidade natal Morador do bairro Jardim da Penha, em Vitória, o associado Jairo Martins de Souza é um engenheiro eletricista, graduado também em Letras, que trabalhou na área industrial e portuária de Tubarão e, desde 2007, tornouse escritor. De lá para cá, publicou três obras: a primeira, “Bazar Monlevade”, é um memorial literário de 313 páginas que tem fortes traços autobiográficos e, essencialmente, trata do cotidiano dos anos 1950 da cidade de João Monlevade, conforme visto pelos olhos do autor quando criança. O segundo livro, “Dossiê Monlevade”, é um romance de 267 páginas que tem como tema de fundo um intrigante caso jurídico baseado em fatos reais. Já “Jean de Monlevade, do Castelo à Forja”, de 362 páginas, é uma biografia romanceada, pinçada sobre os escassos dados conhecidos da vida do singular fidalgo e engenheiro francês, que foi um dos precursores da siderurgia nacional.

“Um tanto disfarçadamente, até então, os livros que escrevo dizem sobre a alma humana, a literatura, a cultura, a religião, a psicologia e o estado da arte da ciência nos dias atuais”. Aos 61 anos, torcedor do Atlético Mineiro, casado, pai de três filhos e avô de dois netos, Jairo diz que não tem uma rotina para produzir, garantindo que o novo ofício vem sendo realizado basicamente nos finais de semana e em noites adentro. “Um tanto disfarçadamente, até então, os livros que escrevo dizem sobre a alma humana, a literatura, a cultura, a religião, a psicologia e o estado da arte da ciência nos dias atu-

mais, quem escreve cinco linhas tem vontade de, sistematicamente, apagar três. Para render as 942 páginas dos meus livros, apaguei à beça. Isso deu margem a muita reflexão e intimidade comigo mesmo. Parece-me, quem escreve tem tendência a se conhecer melhor. Aí está o xis da questão”, explica.

“Escreva até como uma agradável medicação, que não pesa no orçamento”.

Associado tem três livros publicados sobre o João Monlevade

ais. Minha ferramenta-chave é o sentimento de amor por minha família e por minha cidade natal. Mas estou em período de entressafra. Nestes termos, a minha missão é, antes de iniciar nova escrita, a de divulgar o que já publiquei. Tarefa árdua!”, afirma (veja no quadro abaixo onde encontrar os livros). Sobre a importância do ato de escrever em sua vida, ele considera “gigantesca”. “A pessoa que escreve dá asas à imaginação. Foi daí, creio, ter Fernando Pessoa assegurado que a escrita é, na realidade, a respiração do pensamento. Ela areja, revigora, traz mais desejo de viver. Ade-

Livros são encontrados também na internet Os livros de Jairo Martins estão disponíveis na livraria República Literária de Carneirinhos, em Monlevade, e no hipermercado local. Em Vitória, se encontram nas prateleiras da livraria Prazer da Prosa e no sebo Torre de Papel, na Praia do Canto. Na internet, são comercializados por meio do site www.estantevirtual.com.br. Quem quiser entrar em contato com o autor para tratar dos livros ou de qualquer outro assunto pode se comunicar pelo e-mail jairomsouza@gmail.com. Existe, ainda, o site www.bazarmonlevade.com.br, criado para que os monlevadenses tenham um espaço para colocar pequenos textos e, assim, dividir suas artes e história com os demais. 6

Por isso, Jairo recomenda que outros associados façam o mesmo: “Escreva até como uma agradável medicação, que não pesa no orçamento. O colega do PASA que seguir esse caminho vai seguramente diminuir suas idas a consultórios médicos. Qualquer um pode fazê-lo. Senão uma trama longa, que seja uma página sobre uma viagem, uma fábula de linguagem simples para crianças pequenas, um poema de rimas pobres. Basta colocar uma pitada de amor. O papel está aí, livre para ser preenchido. Indiretamente, disse isso ao leitor no contexto do meu segundo livro. Ao iniciá-lo, pensei que se escrevesse uma folha, curta, por dia (o que não é muito), completaria um livro por ano. Foi o que aconteceu”.


Em Sintonia

InformePASA | Maio /Junho de 2010 | www.planopasa.com.br

‘Curtir o prazer nas diferentes etapas da vida’ O médico Jairo Bouer fala sobre a sexualidade na Terceira Idade Informe - Idosos também são atingidos pelas doenças sexualmente transmissíveis, as DSTs? JB - Sim. Hoje, com os novos relacionamentos que surgem após uma separação ou a morte de um parceiro de longa data, os mais velhos podem ter novos parceiros e podem se expor mais às DSTs. Por isso, o uso do preservativo é tão importante. Informe - Que cuidados pessoas idosas devem tomar em sua vida sexual? JB - Checar como está sua saúde em geral, já que problemas como diabetes e hipertensão podem afetar a vida sexual; usar camisinha, no caso de parceiros novos; e consultar o médico antes de usar medicamentos como facilitadores de ereção são alguns desses cuidados. O psiquiatra fez palestra no Encontro de Aposentados de Vitória

O Doutor Jairo Bouer é um médico bastante conhecido por seu trabalho na mídia, sobretudo na TV, veículo em que constantemente trata de questões relacionadas à sexualidade com franqueza e usando uma abordagem que facilita a compreensão do assunto sem gerar resistências. Essa habilidade foi comprovada em sua participação no Encontro de Aposentados de Vitória, onde o público se mostrou muito interessado e participou ativamente durante a palestra. Formado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com residência em psiquiatria no Instituto de Psiquiatria da USP, Dr. Jairo fala, nesta entrevista, ao Informe da sexualidade na vida madura. Informe - Que importância o senhor vê na manutenção de uma vida sexualmente ativa para pessoas da Terceira Idade? Jairo Bouer - Sexualidade é parte importante da vida de todos nós, independentemente da fase em que estamos. No caso da Terceira Idade, uma vida sexualmente ativa pode ser fator de equilíbrio físico e emocional, trazendo maior sensação de bem-estar e melhor saúde. Informe - Quais são os maiores tabus que cercam essa questão? JB - As dificuldades naturais enfrentadas no sexo por quem tem uma idade mais avançada, como ressecamento vaginal e diminuição da libido, no caso das mulheres. E dificuldades de ereção

para os homens. Como a performance sexual é diferente de outras fases da vida, essas diferenças são, muitas vezes, encaradas como tabus. O importante é perceber que existe sexualidade apesar dessas questões e que, para muitas delas, hoje existem tratamentos e facilitadores. Informe - Que impacto trouxe para esse público a criação de medicamentos para a disfunção erétil? JB - Um impacto tremendo. Há quem compare os facilitadores da ereção à pílula das mulheres nos anos 50, ou seja, uma verdadeira revolução na vida sexual dos homens. Hoje, esses remédios garantem uma vida sexual mais fácil e mais prolongada para os homens mais velhos. Informe - Não há o perigo de que pessoas idosas que decidiram não ter mais vida sexual ativa e estejam bem com essa decisão se vejam pressionadas a mudar de atitude? JB - Essa é uma decisão pessoal e se a pessoa está bem com essa postura, tudo ótimo. Só precisa checar se essa decisão não foi tomada com base em medos, inseguranças, incertezas, dificuldades com a sexualidade que, eventualmente, poderiam ser minimizadas com abordagem e tratamentos adequados. Não há problema em não querer fazer mais sexo, desde que seja uma decisão madura e consciente e não baseada em evitar situações como as descritas acima.

Informe - Como lidar com possíveis reações contrárias da família? JB - Aos poucos a família tem que entender que a vida sexual existe durante toda a vida e, se a pessoa da Terceira Idade começa um novo relacionamento, a família deve respeitar e aprender a conviver com essa nova fase. Todos nós vamos ficar mais velhos e podemos desejar manter nossa vida sexual. Essa é uma postura que mostra a autonomia de cada um de nós. Informe - A sexualidade está associada, normalmente, ao ato sexual em si. Qual é, porém, a real extensão desse conceito? JB - É muito mais amplo do que isso. Sexualidade é um conceito que envolve afetos, relacionamentos, parceria, projeto de vida e o ato sexual em si. O ato sexual é apenas parte desse conceito todo. E sexualidade a gente tem durante toda a vida. Informe - Que sugestões daria às pessoas da Terceira Idade que desejam ter uma vida sexual ativa, mas se preocupam demais com questões estéticas e padrões de beleza jovens? JB - Esqueça preconceitos e padrões adotados co­ mo universais, tais como corpo perfeito, performance fantástica, ereção duradoura, orgasmos múltiplos etc. Isso pode ser mais marcante na juventude (quando tantas inseguranças e pressões externas atrapalham a cabeça do jovem), mas não é verdadeiro durante toda a vida. Por isso, esqueça essa história toda e aprenda a curtir o prazer nas diferentes etapas da vida. 7


Quadrinho

LUIZA SANTOLONI

InformePASA | Maio /Junho de 2010 | www.planopasa.com.br

Por Aí Reunião com auditores odontológicos aperfeiçoa atendimento Este ano, o PASA reuniu 43 auditores odontológicos nos estados do Pará, Sergipe, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio de Janeiro, com o objetivo de consolidar os parâmetros técnicos, éticos e administrativos adotados no processo odontológico do Sistema da Qualidade do PASA. A auditora Maria Cristina Dias avalia que esse trabalho trará muitos benefícios. “A realização destas reuniões é importante para a promoção e prevenção da saúde bucal, a satisfação do cliente e o controle das doenças bucais, por meio de uma ampliação do olhar na análise das

condições de saúde dos usuários durante a auditoria odontológica.Assim, o auditor passará a ser também um consultor e promotor de saúde bucal”, conta. Para reforçar que os auditores estão cientes e preparados para garantir o controle da qualidade dos serviços odontológicos oferecidos pelo PASA, Maria Cristina cita uma frase do teórico de administração de empresas Kaoru Ishikawa: “Pensando em qualidade em todas as etapas, o resultado final é melhor e mais barato, uma vez que elimina todo o tipo de desperdícios, inclusive o retrabalho”.

Encontro de Odontologia realizado no Rio de Janeiro

Auditores assistem à palestra em Sergipe

RESPOSTA

SORTEADO

PERGUNTA Por que a automedicação é perigosa??

NOME MATRÍCULA PASA

CIDADE /ESTADO

TELEFONE

E-MAIL

Jesus Francisco Moreira, usuário do PASA em Itabira (MG), foi o sorteado da última edição e ganhou um DVD Player Karaokê.

Corte esta tira na linha pontilhada e envie para Av. Calógeras, 30/9º andar, Centro, Rio de Janeiro, CEP:20030-070, aos cuidados do setor de Comunicação do PASA, ou entregue pessoalmente em um dos escritórios PASA. Caso a sua resposta esteja certa, você participará de um sorteio para ganhar uma Churrasqueira portátil e terá seu nome divulgado na próxima edição do Informe. MANTENHA SEU ENDEREÇO SEMPRE ATUALIZADO

8


/informe50  

http://www.planopasa.com.br/downloads/informe50.pdf

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you