Page 1

EDIÇÃO 186

|

SEXTA-FEIRA, 9 DE JULHO DE 2010

WWW.PLACAR.COM.BR DESAPARECIDA

Ex-policial acusado de estrangular Eliza é capturado em Belo Horizonte. Bruno e Macarrão são transferidos para cadeia em Minas Gerais

(1 )

FALTA

1

ESTÁDIO PARA

SÃO PAULO

2014 vai ser a “Copa do Rio” (2)

A bela Fernanda Lima apresenta o feioso logotipo da Copa 2014

Verdão enfrenta o Boca Juniors na despedida do Palestra Itália; lugar atrás do gol custa 5000 reais

(1 ) MAURO PIMENTEL /FUTUR A PRE S S | (2) VALTERCI SANTO S/ G A ZETA D O P OVO/ FUTUR A PR E S S

Abertura, final, sede da seleção, centro de imprensa... Não vai sobrar nada pra São Paulo


JO R NAL PL ACA R | SE X TA-FEIR A , 9 D E J U L HO D E 2010

02

ENVIADOS À ÁFRICA DO SUL

aquecimento da copa

SÉRGIO XAVIER

ARNALDO RIBEIRO

RICARDO PERRONE

JONAS OLIVEIRA

FERNANDO VALEIKA

FOTO

PLACAR NA REDE

CHUTÃO

PLACAR.COM.BR

Os torcedores holandeses correm contra o tempo para conseguir passagens e ingressos de última hora para irem à África do Sul assistir sua seleção na final contra a Espanha…

(1 )

José Vicente Bernardo Tudo na vida (não, tudo é muita coisa...). Muita coisa na vida é uma questão de perspectiva. O que presenciamos, protagonizamos e sentimos fazem parte de uma realidade fluida, relativa e anárquica (e não estática, absoluta e cartesiana). Ela depende da “lente” com que nosso

estado de espírito focaliza fatos, lembranças, situações. Em um dia de depressão, provavelmente você terá a sensação de que toda sua vida foi uma história triste salpicada com breves eventos felizes. Em um dia de euforia, esse mesmo passado parecerá uma história feliz salpicada com alguns

ALEXANDRE BATTIBUGLI

TEXTO

momentos de tristeza. A sempre esquisita disputa pelo terceiro lugar da Copa, por exemplo: feliz, o Uruguai vê o jogo como a chance histórica de afirmação do talento e da garra que mostrou na África. Abatida, a Alemanha entra achando que foi tudo muito triste para ela, tempo perdido.

A classificação para a decisão deixou o país mobilizado, e os preços altos não são obstáculo para a ensandecida e abonada torcida laranja. Esta é primeira vez em 32 anos que a Holanda decide o torneio mais importante do futebol mundial. Assista a esse e outros vídeos em abrilnacopa.com.br/videos

ZÉ VICENTE É EDITOR EXECUTIVO DO JORNAL PLACAR.

TABELA CLASSIFICAÇÃO 1 URUGUAI 2 MÉXICO 3 ÁFRICA DO SUL 4 FRANÇA

PG 7 4 4 1

J 3 3 3 3

SG 4 1 -2 -3

CLASSIFICAÇÃO 1 ARGENTINA 2 COREIA DO SUL 3 GRÉCIA 4 NIGÉRIA

PG 9 4 3 1

J 3 3 3 3

SG 6 -1 -3 -2

CLASSIFICAÇÃO 1 ESTADOS UNIDOS 2 INGLATERRA 3 ESLOVÊNIA 4 ARGÉLIA

PG 5 5 4 1

J 3 3 3 3

SG 1 1 0 -2

CLASSIFICAÇÃO 1 ALEMANHA 2 GANA 3 AUSTRÁLIA 4 SÉRVIA

PG 6 4 4 3

J 3 3 3 3

SG 4 0 -3 -1

CLASSIFICAÇÃO 1 HOLANDA 2 JAPÃO 3 DINAMARCA 4 CAMARÕES

PG 9 6 3 0

J 3 3 3 3

SG 4 2 -3 -3

CLASSIFICAÇÃO 1 PARAGUAI 2 ESLOVÁQUA 3 NOVA ZELÂNDIA 4 ITÁLIA

PG 5 4 2 2

J 3 3 3 3

SG 2 -1 0 -1

CLASSIFICAÇÃO 1 BRASIL 2 PORTUGAL 3 COSTA DO MARFIM 4 COREIA DO NORTE

PG 7 5 4 0

J 3 3 3 3

SG 3 7 1 -11

CLASSIFICAÇÃO 1 ESPANHA 2 CHILE 3 SUÍÇA 4 HONDURAS

PG 6 6 4 1

J 3 3 3 3

SG 2 1 0 -3

QUARTAS DE FINAL

SEMIFINAIS

FINAL

26/6 - 11h Port Elizabeth

SEMIFINAIS

QUARTAS DE FINAL

OITAVAS DE FINAL

11/7 - 15h30 Joanesburgo

URUGUAI

2

COREIA DO SUL

1

26/6 - 15h30 Rustemburgo

ESTADOS UNIDOS

1

GANA

2

HOLANDA

2/7 - 15h30 Joanesburgo

2

ESLOVÁQUIA

1

28/6 - 15h30 Joanesburgo

3/7 - 11h Cidade do Cabo

ESPANHA

URUGUAI

1 (4)

0

ARGENTINA

GANA

1 (2)

4

ALEMANHA

6/7 - 15h30 Cidade do Cabo

28/6 - 11h Durban

HOLANDA

27/6 - 15h30 Joanesburgo

3

ARGENTINA

1

MÉXICO 27/6 - 11h Bloemfontein

4

ALEMANHA

1

INGLATERRA

7/7 - 15h30 Durban

URUGUAI

2

0

ALEMANHA

HOLANDA

3

1

ESPANHA 29/6 - 11h Pretória

2/7 - 11h Port Elizabeth

3/7 - 15h30 Joanesburgo

HOLANDA

2

BRASIL

1

10/7 - 15h30 Port Elizabeth

0

PARAGUAI

1

ESPANHA

0 (5)

PARAGUAI

0 (3)

JAPÃO

29/6 - 15h30 Cidade do Cabo

BRASIL

3

URUGUAI

1

ESPANHA

CHILE

0

ALEMANHA

0

PORTUGAL

DECISÃO DO 3º LUGAR

ARTILHEIROS 5 GOLS

4 GOLS

SNEIJDER

VILLA

Holanda

Espanha

3 GOLS KLOSE Alemanha

HIGUAÍN Argentina

FORLÁN Uruguai

LUÍS FABIANO Brasil DONOVAN Estados Unidos GYAN Gana SUÁREZ Uruguai

MULLER Alemanha

VITTEK Eslováquia

2 GOLS PODOLSKI Alemanha

KALU UCHE Nigéria

BRETT HOLMAN Austrália

TIAGO Portugal

TEVEZ Argentina

ROBINHO Brasil

ELANO Brasil

JAVI HERNÁNDEZ México

ETO’O Camarões

ROBBEN Holanda

CHUNG-YONG Coreia do Sul JUNG-SOO Coreia do Sul

(2)

(3)

HONDA Japão

(1 ) REPRODUCÃO | (2) ANAN SE SA / IMAGO/ FOTOA RENA | (3) PIER GIAVELLI

OITAVAS DE FINAL


se x ta- fe ir a , 9 de j u l ho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

copa 2014

03 (1 )

Copa no Brasil terá sotaque carioca

Festa de abertura, palco da final, quartel-general da seleção, centro de comunicações... Tudo isso deve ficar pro Rio de Janeiro Dos enviados À áfrica

(1 ) Va nderlei AL MEIDA /AFP PH OTO | (2) Rod olfo Buhr er /Fotoa rena / Folha pre s s

Arnaldo Ribeiro e Ricardo Perrone

C

om a mesma velocidade com que São Paulo perde espaço na Copa de 2014, o Rio aumenta a importância de seu papel no Mundial. A cidade já tinha garantido o Maracanã como palco da final. Agora está a um passo de anunciar seu estádio também como o local de abertura. E já foi escolhida para abrigar o quartel-general da seleção brasileira. Ricardo Teixeira, presidente do COL (Comitê Organizador Local), disse ontem que a seleção deve ficar no Rio durante a próxima Copa porque está sendo construído lá o novo CT da CBF. “Nosso projeto inclui também o museu do futebol brasileiro, que ainda não existe no Rio. Todo mundo sabe que a concentração de jornalistas e torcedores é maior no local em que está a seleção anfitriã, e o Rio é a cidade que teria condições

de comportar toda a estrutura da Copa e mais a da seleção do país-sede”, declarou. Só falta o Rio conseguir também ser a sede do IBC (onde ficam os estúdios de rádio e TV). A cidade disputa com Brasília e São Paulo esse direito. Mas, se for a sede da abertura e da final, não há por que o IBC ser em outra cidade. Joanesburgo, por exemplo, abrigou os dois jogos e o IBC. Se o Rio recebe elogios do cartola, para nós sobram puxões de orelha. “São Paulo está sem estádio no momento. O prazo está afunilando. Os sul-africanos construíram um estádio em dois anos e meio e outro perto de três anos. Estamos perigosamente nas datas-limite, razão pela qual São Paulo precisa resolver seu problema urgentemente.” Ele vai se reunir este mês com o governador paulista, Alberto Goldman, para decidir

se São Paulo tentará receber o jogo inaugural. Ontem o prefeito Gilberto Kassab deu poucas esperanças de isso acontecer. Sobre as demais sedes, Teixeira afirmou que, além de São Paulo, só Curitiba enfrenta problemas (financeiros). O presidente da CBF — que disse respeitar mas discordar da opinião do presidente Lula sobre a necessidade de alternância de poder na entidade — não cogitou (mas também não descartou) a possibilidade de troca de sede se alguma cidade não arcar com o projeto prometido. Parreira, ex-técnico da seleção sul-africana, estava a seu lado e deu uma ideia do que está por vir. “A África do Sul enfrentou todos aqueles problemas: suplementação de verbas, obras que ficam mais caras, greves... Mas superou tudo isso e fez uma maravilhosa Copa.” A bola, agora, está com o Brasil.

Prefeito diz que São Paulo se prepara para ficar mesmo sem a abertura da Copa (2)

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, falou ontem ao Jornal PLACAR enquanto visitava o Soccer City, principal estádio da África do Sul. Disse que a cidade se prepara mesmo para participar do Mundial de 2014 sem receber o jogo de abertura.

o que está vendo aqui, na África, com o que São Paulo terá que fazer para 2014? Alguns estádios improvisaram bastante... Não notei improvisação, mas a Fifa vai nos colocar em contato com o pessoal da África do Sul para sabermos o que foi feito aqui. Eles fizeram um esforço muito grande para realizar a Copa, superar problemas de mobilidade urbana.

Como o senhor compara

São Paulo também terá que

DO enviado À áfrica Ricardo Perrone

k

O prefeito Kassab na África

superar esses problemas. Problemas de mobilidade urbana não. Os problemas são outros. Para mobilidade já temos os projetos [metrô e trem], os convênios [que asseguram as verbas]. Talvez tenhamos apenas que acelerar alguns projetos. O maior problema de São Paulo é o estádio? Não, estádio não é problema. Existe uma chance grande de não termos a abertura. Aí, as exigên-

cias são menores. Podemos usar o Morumbi, o Parque Antarctica, o Pacaembu. Então, é muito difícil São Paulo ter a abertura? Não é que é muito difícil. Estamos preparados para a Copa sem abertura, mas faremos um esforço muito grande. Se não der, paciência. Não tenho condições de fazer um estádio desse tamanho [do Soccer City, palco do primeiro e do último jogo da Copa de 2010] com dinheiro público.

E o Piritubão? Não existe estádio em Pirituba, isso foi uma grande confusão. Lá vai ser uma enorme área de convenções. O governo vai investir 1,7 bilhão de reais no trem que ligará o aeroporto de Congonhas a vários pontos, entre eles o Morumbi. Se o estádio ficar fora da Copa será um desperdício? De jeito nenhum, o monotrilho é importante para a cidade com ou sem Copa, vai servir a região de Paraisópolis.


jo r nal pl aca r | se x ta-feir a , 9 d e j u l ho d e 2010

04

copa 2014

Fifa decide dividir o Brasil em 4 Problemas nos aeroportos farão Brasil copiar modelo dos EUA Arnaldo Ribeiro Ricardo Perrone

U

ma Copa num país-continente, que resolveu adotar 12 sedes geograficamente e politicamente espalhadas — e que vive graves problemas de saturação e de estrutura em seus aeroportos —, precisa de um modelo especial para sair do papel. E esse modelo, desde ontem, data do lançamento oficial do “Brasil 2014” na África do Sul, passou a ser o da Copa dos Estados Unidos, em 1994: sedes fixas para evitar grandes deslocamentos. Segundo o presidente do Comitê Organizador Local (COL) da Copa de 2014, Ricardo Teixeira, “a tendência é o país se dividir em quatro regiões (quatro sedes)”. Poucas horas depois de Teixeira tocar no assunto, Jérôme Valcke, secretáriogeral da Fifa, confirmou a informação no Congresso Geral da entidade, em Joanesburgo. “O Brasil deve ser divido em quatro partes, para que ninguém demore mais de duas horas [de voo] para ir de um lugar a outro.” Para o assessor especial de Futebol do Ministério do Esporte, Alcino Reis, a ideia da divisão faz sentido, mas ainda não tinha sido estudada pelo governo. Partiu da Fifa, pre-

ocupada com o atraso nas obras e, sobretudo, com a precariedade dos aeroportos brasileiros. Em princípio, as quatro grandes sedes seriam: Norte/Nordeste, Nordeste, Centro Oeste/ Sudeste e Sudeste/Sul. “Temos toda noção de que nossos principais problemas são: aeroporto em primeiro lugar, aeroporto em segundo lugar e aeroporto em terceiro lugar”, afirmou Teixeira. Segundo ele, o governo federal priorizará os investimentos no setor. Mas as perspectivas não são animadoras, pelo prazo curto. Em 19 de julho, o governo deve anunciar os detalhes financeiros das reformas. Durante a Copa da África do Sul, que tem ótimos aeroportos, um problema apenas (porém, grave). Aconteceu em Durban, sede da semifinal entre Espanha e Alemanha. Devido ao tráfego aéreo intenso e às condições climáticas, vários voos não puderam pousar. Muitos torcedores e dirigentes perderam o jogo. O Brasil será inserido no calendário do futebol mundial a partir de 2013, quando abriga a Copa das Confederações. Em 2014, teremos a Copa. Em 2015, a Copa América. E, por fim, em 2016, a Olimpíada no Rio. No próximo dia 31 de julho, haverá o sorteio das Eliminatórias para a Copa 2014, em local ainda não definido.

Para Teixeira, o Brasil tem que resolver os problemas de seus aeroportos

Brasil 2014 já gastou 26 milhões de reais na África (2)

A Casa Brasil torrou 10 milhões de reais com 16 mil pessoas

k

Sob o pretexto de aprender com a Copa na África do Sul e divulgar a Copa no Brasil, o governo brasileiro torrou muito dinheiro neste Mundial de 2010, quatro anos antes de abrigar a sua Copa. Só para divulgação e promoção, o governo federal gastou cerca de 15,5 milhões de reais, incluindo shows de samba, axé, ações promocionais e a manutenção de 60 servidores por mais de 30 dias em Joanesburgo, centro principal da Copa sul-africana. Na Casa Brasil, centro de convivência do “staff” brasileiro na África, num dos

bairros mais nobres de Joanesburgo, foram gastos 10 milhões de reais. Calcula-se que a Casa Brasil tenha recebido cerca de 16 mil pessoas de 93 países, incluindo 500 jornalistas, no período. Os governos estaduais e municipais, envolvidos nos projetos da Copa de 2014, também “investiram” dinheiro público na África do Sul. Foram cerca de 700000 reais para bancar 90 pessoas, entre seguranças (treinando para o próximo mundial) e gente da Infraero (para vistoriar os aeroportos). Não perca a conta. Isso é só o começo.

(1 ) Rodo lfo Buhrer /Fotoa rena / Fo lha p re s s | (2) R Epro duçã o

DOs enviados À áfrica

(1 )


se x ta- fe ir a , 9 de j u l ho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

05

Chip na bola? Quem sabe em outubro... Erros graves esquentam debate sobre tecnologia DOS enviados À áfrica Arnaldo Ribeiro Ricardo Perrone

FOTO: Joe rn Polle x /Gett y Image s

O

presidente da Fifa, Joseph Blatter, fez ontem um pequeno balanço da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul. Dissecou vários pontos positivos, mas foi o negativo que o fez sair do sério: os vários e graves problemas de arbitragem. Esse gol da Inglaterra que o juiz e o bandeira não viram pode mudar a história da arbitragem

O gol do inglês Frank Lampard, quando a bola ultrapassou (e muito) a linha do gol — e que não foi percebido por árbitro e auxiliar —, ainda ecoa pela África do Sul. Blatter disse que finalmente a introdução de recursos tecnológicos será debatida pela International Board em seu congresso. Não no próximo, em Cardiff (País de Gales), em 20 de julho, mas no seguinte, previsto para outubro. A adoção de um chip na bola (o que ele chama

de “line goal”), é fato praticamente consumado. Sobre os pontos positivos da Copa na África do Sul, o presidente da Fifa enalteceu o fair play (“não pelo número de cartões, mas pelos poucos casos de contusão”), a ausência de casos de doping e a presença do público, tanto fora (nas fan fests) como dentro dos estádios. Pelo levantamento da Fifa, a Copa da África do Sul vai fechar com a terceira maior presença de

público, em números absolutos, da história das Copas, atrás apenas de EUA (1994) e Alemanha (2006). “A África do Sul, o continente africano e o futebol africano podem se orgulhar. A Copa foi um sucesso.” Como desfecho de ouro, Blatter espera a presença de Nelson Mandela na decisão de domingo. O símbolo sul-africano não compareceu à abertura em razão do falecimento de sua bisneta, vítima de acidente de carro no dia anterior.


jo r nal pl aca r | se x ta-feir a , 9 d e j u l ho d e 2010

copa 2014

Lula segue na Copa, para sorte e azar da CBF

(1 )

O presidente posou de aliado de Ricardo Teixeira, ontem, no lançamento do logo da Copa 2014. Mas vira logo “pedra no sapato”

O presidente prometeu “ajudar” mesmo depois de deixar o cargo

Dos enviados À áfrica Arnaldo Ribeiro e Ricardo Perrone

A

contagem regressiva para a Copa de 2014 começou ontem, em Joanesburgo, com o lançamento do logotipo do próximo Mundial e uma promessa do presidente Lula: continuar envolvido com a organização, apesar de deixar seu cargo no fim de 2010. A declaração do presidente da República traz alívio e, ao mesmo tempo, uma dose de preocupação para Ricardo Teixeira. Se a promessa for cumprida, o cartola terá ao seu Romário e Parreira participam do lançamento da Copa 2014

lado um político poderoso, apaixonado por futebol, com o poder de abrir portas e capaz de trazer para a organização algo que ele nunca teve: apoio popular.

Por outro lado... Só que Lula também é capaz de gerar situações constrangedoras para o cartola. Anteontem, por exemplo, disse que deve haver rodízio no comando da CBF com uma eleição a cada quatro anos e apenas uma reeleição. Teixeira está na presidência desde 1989... “Respeito democraticamente a

opinião do presidente, apesar de discordar”, rebateu o cartola. Ontem, Lula foi só aliado. Elogiou a seleção brasileira, eliminada nas quartas de final da Copa da África do Sul e apoiou a política de renovação anunciada por Teixeira para o time nacional. “Concordo com a renovação, faz parte da nossa natureza o mais jovem ocupar o lugar do mais velho”, afirmou. “O que mais gostei na Copa da África do Sul foi o desempenho das equipes sul-americanas. Delas, gostei mais do Brasil”, comple-

tou o presidente.

Memórias futebolísticas Durante seu discurso no evento, Lula deu mais uma demonstração de quanto gosta de futebol. Tinha cerca de cinco minutos para falar. Levou mais que isso só pra cumprimentar cada um dos boleiros presentes. “Cafu levantou tantas taças para nós, Romário lamenta não ter jogado a Copa de 90 ao lado de Bebeto, que em 94 criou aquela comemoração para homenagear o nascimento de seu filho”. Os estrangeiros tam-

bém foram citados. “Não sei se o Beckenbauer está aí, mas depois de mim e do Pelé ele foi o melhor jogador que eu vi. Platini: você tirou o Brasil de uma Copa marcando um gol [na verdade, ele perdeu um pênalti em 1986]; isso é imperdoável, mas te admiro profundamente como jogador.”

Pressão na CBF Quando começou o discurso pra valer, Lula deu mostras de como pode ser uma pedra no sapato de Ricardo Teixeira. Anunciou que, por lei, to-

dos os gastos públicos da Copa serão divulgados na internet. “Tudo o que o governo gastar será divulgado em tempo real na internet e poderá ser fiscalizado por qualquer cidadão.” Esses gastos não têm nada a ver com o comitê organizador e com a Fifa, mas a medida pode gerar uma pressão para que o COL faça o mesmo... E tudo o que envolveu a administração Ricardo Teixeira até hoje é um baú fechado.

(2)

Ontem foi apresentado o estranho logo da Copa no Brasil

(1 ) Clive Ro se / Get t y Image s | (2) Eugene Ho shiko/AP P hoto

06


SE X TA- FE IR A , 9 DE J U L HO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

seleção

07

Quem é que sobe (e desce) no time de Dunga

Veja que jogador saiu da Copa ferrado, valorizado ou do mesmo jeito que entrou Por Bruno Favoretto Júlio César

Michel Bastos

Kaká

Ainda é chamado de melhor goleiro do mundo

Joga como um meia pela direita no Lyon e,

Acumula três Copas e só um gol, em 2006.

por muitos, mas errou a bola no gol contra de

na lateral-esquerda, não conseguiu provas

Jogou com uma pubalgia, mas está sem moral

Felipe Melo. Continua ídolo na Inter de Milão.

contrárias à desconfiança nacional. Nem pontos

com a torcida do Real Madrid, que acha que

Atualmente, convive com lesão nas costas.

fortes como o avanço e o chute apareceram.

ele só pensava na seleção. Não é protagonista.

Maicon

Gilberto Silva

Robinho

Se tem um cara ainda prestigiado é o lateral-

Já foi titular em três Copas — nesta, de forma

Diziam que esta seria a Copa dele, mas foi

direito — que marca, ataca e chuta bem.

injusta, pela falta de poder de fogo que

outro que, além de não estar bem fisicamente,

Multicampeão na Inter, é o maior sonho

mostrou pra atacar e defender. Decadente,

tinha aparições sazonais nas partidas.

do Real Madrid do ex-chefe José Mourinho.

diz querer encerrar a carreira na Grécia.

Hoje é moeda de troca do Manchester City.

Lúcio

Felipe Melo

Luís Fabiano

Pelé declarou ontem que o zagueiro era o

Quando foi eleito o pior gringo na Itália, ele disse

Muito se esperou do centroavante, que só

melhor da Copa até a eliminação. Valorizado,

que era perseguição. O que dizer do futuro

foi o velho Fabuloso diante dos marfinenses.

seguirá firme nos nerazzurri de Milão, mas

de um volante que pisou num rival e deixou

Não pegou na bola contra a Holanda, como

a tendência é que a idade comece a pesar.

a seleção na mão quando ela mais precisava?

aconteceu na maioria das decisões que jogou.

Juan

Elano

Dunga

O beque da Roma esteve bem na África, apesar

Marcava bem e tinha feito dois gols em dois

O problema não foi a falta de experiência, e

de ceder um escanteio bobo na jogada da

jogos, até entrar em rota de colisão com

sim a falta de critério na convocação e nas

virada holandesa. O problema é que sofre com

o desgovernado Tioté, da Costa do Marfim.

substituições — sem falar do confinamento.

seguidas contusões. Terá 35 anos em 2014.

É cotado pra substituir Felipe Melo na Juventus.

Assim como Lazaroni, deve parar na Fiorentina.


JO R NAL PL ACA R | SE X TA-FEIR A , 9 D E J U L HO D E 2010

08

especial

O diário de um viajan 4/6 – JOANESBURGO

No prim eiro dia na Áfric a do Sul, não tivem os que nos preo cupa r com futeb ol. Tính amo s um prob lema : a

mão ingle sa. Ao cheg ar ao aero port o, dem orei a toma r cora gem e dar a part ida no carr o. Peda is no mes mo luga r, posi ção das marc has tamb ém. Dou a part ida e ligo a seta , mas é o limp ador de para -bris a quem sorr i. As alav anca s são inve rtida s. Quem

cruz ou cono sco pelo cam inho não ente ndeu por que limp ávam os tanto o pára -bris a sem uma nuve m no céu.

Jonas Oliveira, editor de PLACAR, conta 8 /6

– T E M B IS A Minha mis são era ac ompa nh ar o treino da C oreia do Nor te no Mak hu lo ng St adium. D ep ois de ro da r 50 km, mal acre di te i quan do o GP S man do u en trar em uma rua re plet a de ba rr ac os. Se m te r plan ejad o, visi te i a pr imei ra tow nship (favela) su l- af rica na. O se nt im en to de med o, aos po uc os, se tran sfor mou em en ca nt amen to pe la co rdia lid ad e co m qu e morad ores re ce be ra m os jo rnalis tas, em um lu ga r, co m o ta ntos no B ra sil, on de cr ia nç as br in cava m. Te mbi sa, em zulu, qu er dize r “há espe ra nç a.”

10/6

– SO CC ER CIT Y Che gue i ao cen tro de imp ren sa do Soc cer Cit y a pou cas hor as da abe rtu ra da Cop a. Dia s ant es hav íam os ent rad o no est ádi o sem ter mu itos pro ble ma s. Dec idi tes tar se a oca siã o exi giri a alg um ref orç o na seg ura nça . E con seg ui ma is um a vez che gar ao gra ma do, com tod o o tem po par a faz er fot os do cam po, do tún el e da ent rad a dos ves tiár ios . O epi sód io ref orç ou a imp res são que tive de que na Áfr ica do Sul há seg ura nça s de ma is e seg ura nça de me nos .

18/6 – JOANESBURGO Vida de fotógrafo em Copa é dura. É preciso chegar cedo para garantir um bom lugar no campo. Nosso fotógrafo Alexandre Battibugli segue a cartilha. Chegou bem cedo ao Soccer City para Eslovênia x EUA. Notou que o estacionamento estava vazio e se sentiu orgulhoso da estratégia. Chegou antes até do porteiro, que, ao saber dos planos de Batti, o aconselhou a se apressar. Na verdade, a partida era no Ellis Park, o outro estádio de Joanesburgo.

18/6 – PORT ELIZABETH Quis aproveit ar a manhã para fazer meu primeiro passeio turístico no Addo Elephant Park. Já pensava nos leões e elefantes . Saí do hotel antes das 6h e fui pela estrada escura, confiand o no GPS. Ao chegar à entrada do parque, um portão automáti co se abriu, e um seguranç a me informou que eu precisava entrar pelo portão principal , que era próximo. Depois de duas horas e meia, cheguei e ainda levei bronca por trafegar rápido dentro do parque. Pude ver uma família de elefantes .


SE X TA- FE IR A , 9 DE J U L HO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

09

ante na África do Sul

a as aventuras que viveu durante a Copa 24 /6 – DURBAN

Part imos para Durb an em dois carr os: Batt i e Rica rdo Perr one (aba ixo) em um, Arna ldo Ribe iro com igo. Após meia hora , enfre ntam os uma nebl ina que duro u 200 km. Pass ada a névo a, Arna ldo e eu vimo s zebr as past ando. Na para da, em segu ida, perg unta mos

a Batt i e Perr one se tamb ém havia m visto. Eles duvi dara m. Em Durb an, esse era o deba te da impr ensa bras ileira .

– CI DA DE D O CA B O Num vo o pa ra a Cida de do Ca bo , alemãe s eu fó ric os ap ós a vi tó ria co ntra a Sé rv ia pu xa ra m uma músic a em ritmo de “G ua nt anamer a”. En te ndi al go co mo “A i, vu vuze la!”. Ap ós o de se mba rq ue , pe rg un te i a um de le s o qu e ca nt avam. Ele disse: “E st á ve nd o aque le se nh or ali? ” Era Uwe Se eler, um dos mai ores íd olos do fu te bo l alemão. E me fa lo uo qu e era a músic a. “Um Uwe Se el er / Só ex iste um Uwe Se eler ”. E riu, dize nd o qu e os su l-a fr ic an os co nf un diam a pronún cia de Uw e Se lle r co m vu vu ze la.

7/ 7

5/7 – POOTCHESFROOM Antes de pegar a estrada a

21/6 – CIDADE DO CABO

Pootchesfroom para acompanhar

Cidade do Cabo é uma das mais belas

universidade em que estava a seleção

do mundo. Faz lembrar o Rio pela paisagem cheia de belezas naturais. A mais notável é a Table Mountain, uma montanha que enche o horizonte. Na manhã de Portugal x Coreia do Norte, me programei para subir a montanha, passeio obrigatório para quem vai à cidade. Nos dias anteriores, o céu estava claro e o clima ameno. Não sei se Mick Jagger soube dos meus planos, mas aquele dia amanheceu com chuva e céu encoberto.

nq uil o Pa ra de sc an sa r tra pla qu inh a de “n ão Ar na ldo co loc ou a do qu ar to. Ma s, pe rtu rb e” na po rta ter am à po rta . às 6h da ma nh ã, ba lem a co m se u “S en ho r, há um pr ob re sp on de u: “N ão ca rro”. So no len to, a no ite” (co nfu nd iu us ei me u ca rtã o, bo lês). O ca ma re iro ca r co m ca rd , em ing qu e se tra tav a do ins ist iu e ex pli co u via sid o qu eb ra do . ca rro , cu jo vid ro ha pe dr a pa ra ro ub ar O lad rã o us ou um a qu e o ca rro es tav a o GP S. O de tal he é am en to do ho tel . de ntr o do es tac ion

a Espanha, pedi uma refeição na espanhola e comi apressado. Pedi o café e a conta, e na hora de pagar os 54 rands, dei 60 e aguardei o troco. A garçonete me encarava e começou a

– DURB AN D e c id i a lm oçar num lu g a r d if e d o s h a b it re n te u a is . E p e d i u m fr a n g a r ro z e s o com a la d a . O g a rç o m fe m á g ic a , z a p e r g u n ta que me p assou de “M o lh o b s a p e rc e b id a arbecue . o u p e ri - p que barb e ri ”? A c h ava ecue não c o m b in a fr a n g o e va c o m s a b ia q u e o ta l p e a p im e n ta ri - p e ri e ra d o, m a s a r ri s q u e fo r m a , o i. D e q u a lq u e r m o lh o v ir ia e m p o te p e n s e i. Q s e p a ra uase cho d o, re i q u a n d fr a n g o in o chegou te ir o c o b o e r to p e lo a p im e n ta m o lh o m a d o q u e já is e x p e ri m e E c h o re i n te i. mesmo a pós a qu in ta g a r fa da.

balbuciar palavras em um idioma que parecia ser zulu. E me deu uma bronca, perguntando se eu não tinha gostado do atendimento. Aqui, não há taxa de serviço, mas é de bom tom dar gorjetas. FOTO S: JO NAS OLIVEIR A

19/6

Arna ldo e eu temo s pelo men os duas teste mun has. O prob lema é que fiz o trech o mais veze s e não vi as dana das.

H

1/ 7 – PORT ELIZ ABET no hotel,


jo r nal pl aca r | se x ta-feir a , 9 d e j u l ho d e 2010

10

final

‘Só a taça interessa’

(1 )

Goleador David Villa acha que a Espanha vai jogar melhor do que contra a Alemanha Do enviado À áfrica Fernando Valeika

O

artilheiro da Fúria na Copa de 2010, David Villa, falou com o Jornal PLACAR. Acompanhe.

Como você analisa os holandeses, adversários da Espanha pelo título mundial? São uma equipe completa, com jogadores com uma qualidade individual impressionante, do meio de campo para frente. Atuam com uma ótima organização tática. Também têm um ótimo trabalho coletivo, principalmente quando se trata do jogo defensivo. Eliminaram equipes de quem se esperava muito nesta Copa, como o Brasil. Não chegaram à final por acaso. Você não acha que a Espanha leva vantagem por ter mais talentos individuais que a Holanda? Prefiro analisar a nossa equipe como um grupo, que tem individualidades e no qual quem entra sempre tenta acrescentar algo. Foi o caso de Pedro, que saiu da reserva para nos ajudar a vencer na semifinal contra o Paraguai e também jogou muito bem contra a Alemanha. Somos 23 jogadores e, para que tudo dê certo, na nossa seleção todos trabalham para o mesmo fim. Não se chega aqui com cada um fazendo sozinho, por mais talento que tenha. Eu mesmo troco na hora a oportunidade de ser artilheiro do Mundial para dar à Espanha um título que ele persegue há anos. Em uma decisão como esta, não há outro caminho senão entrar com tudo.

Melhor ainda que contra a Alemanha? Sim. Nesta semifinal fizemos a nossa partida mais completa. Mas, para sermos campeões do mundo, será preciso fazer muito mais. Não queremos chegar à final e perder. Sabemos que neste Mundial temos muita qualidade, que tocamos muito bem a bola. Mas, hoje em dia, quem não corre e trabalha não vai a lugar nenhum. Temos de usar as horas que faltam para a partida para nos preparar para uma oportunidade que a Espanha nunca teve. Para a gente não dá para pensar em menos do que levantar a taça. Só a vitória nos interessa. Como foi viver o final da partida do banco de reservas, depois de sua substituição? Só acreditei que estávamos na final quando o árbitro apitou o fim do jogo. É verdade que, com a nossa defesa bem colocada, os alemães não criaram ocasiões. Mesmo quando decidiram partir para o ataque. Imagina que os holandeses deixarão a Espanha jogar com a bola nos pés, como fez a Alemanha? Ter a posse de bola faz parte do nosso estilo de jogo. É o nosso modo de jogar futebol. Foi assim que criamos oportunidades de fazermos gols e conquistamos nossas últimas vitórias. Empurramos os alemães para um jogo defensivo que eles certamente não queriam fazer. Creio que jogar desta forma será a nossa melhor estratégia para tentar vencer, mais uma vez, na partida mais importante da história do futebol espanhol. Nossa equipe se torna maior nas grandes partidas.

Villa disse que troca seus cinco gols pelo caneco

safári (1 )

A cervejaria Cruzcampo, que patrocina a seleção da Espanha, vai premiar os jogadores e a comissão técnica com cerveja. Cada integrante do elenco ganhará o equivalente ao seu peso em litros de cerveja. O atacante reserva Fernando Llorente, que pesa 88 quilos, será o maior contemplado. Mesmo se a Espanha perder, o prêmio estará valendo. É a segunda vez que a Cruzcampo dá esse regalo: a primeira vez foi na final da Euro 2008, quando a Fúria foi campeã.

Pela tabela da Fifa, a Holanda será a mandante do jogo final da Copa, no domingo. Os holandeses jogarão de laranja e calção preto e a Espanha toda de azul . Porém, segundo o jornal espanhol Marca , caso a Fúria seja campeã, o time trocará de uniforme para levantar a taça de campeão do mundo. Os jogadores da Fúria colocarão a camisa tradicional, vermelha.

(2)

Para apitar a final da Copa do Mundo da África do Sul, a Fifa escalou o árbitro inglês Howard Webb, de 38 anos. Será a quarta arbitragem do britânico nesta Copa, que apitou a estreia da Espanha contra a Suíça, a vitória do Brasil sobre o Chile e Itália x Eslováquia.

(1 ) p ier g iavelli | (2) rep rod ução

(1 )


SE X ta- fe ir a , 9 de j u l ho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

11

“Nós podemos encarar a Espanha”

(1 )

Técnico holandês Van Marwijk respeita mas não teme fúria dos espanhóis na final DO enviado À áfrica Fernando Valeika

O

que pensa Bert Van Marwijk, obscuro jogador e técnico de currículo modesto que pode levar a Holanda ao seu primeiro título mundial?

Van Marwijk não gosta de comparação com a Holanda de 1974 e 1978

Não acha que o fato de Rinus Michels e Cruyff terem treinado o Barcelona não deixou Espanha e Holanda com estilos parecidos? Concordo e acho natural, já que um dos pilares da seleção espanhola é o Barcelona, que tem a herança dos dois. A ponto de ser considerado um segundo Ajax, pela mentalidade e estilo. Mas, neste confronto, tentaremos fazer do nosso jeito. Acho que eles têm boas individualidades, e nós somos fortes coletivamente. Podenos encarar a Espanha. Joachim Low, o técnico da Alemanha, disse que a Espanha é a melhor do mundo e favorita para vencer a

Copa. O que você acha? Não interessa esse tipo de opinião. Nossa equipe terá um jogo duro, contra uma equipe que sabe jogar com e sem a bola nos pés. Alguns acham que talentos de seu time, como Van Persie, estão se sacrificando. O que pensa disso? Quando está em campo, Van Persie é um dos 11 jogadores com que contamos. Discordo que ele não esteja bem como atacante. Teve chance de marcar gols e jogou sua melhor partida na semifinal contra o Uruguai. Confio nele. E estou convencido de que Robben poderá mostrar seu melhor na nossa última partida. Sneijder, um dos principais jogadores, é cotado para receber a nova Bola de Ouro da Fifa — afinal, ganhou a Liga dos Campeões com a Inter de Milão e chegou à final da Copa... Para mim, é mais importante conquistar a Copa do Mundo que um troféu individual. O fato é que a Holanda ganhou 14 partidas seguidas.

Qual a diferença entre as Holandas de 1974, 1978 e 2010? Não dá para comparar. Há 36 e 32 anos jogava-se um outro tipo de futebol. A Holanda entrará em campo para resgatar essas seleções? Jogaremos por essas seleções e por todos na Holanda. A final será o jogo mais importante de minha vida e dos nossos jogadores. Quais foram os jogos que você considera chave na campanha holandesa? Acho que a partida contra o Japão, em que atingimos o objetivo de passar para as oitavas de final. E contra a Eslováquia. Muita gente achou que seria uma partida fácil. Mas não foi bem o que aconteceu. A Espanha tem cada vez mais torcida. Tem medo ? Nesta Copa, torcida não faz muita diferença. Nos estádios, a gente só escuta as vuvuzelas. Ou seja, o som que se escuta é o mesmo para todo mundo.

safári

(1 ) Fr a nk Augstein/AP P hoto | (2) a le x and re bat tibugli | (3) a p | (4) d ivulg açã o

(2)

(4 )

Johan Cruyff, jogador símbolo

Se vencer a Espanha na final da Copa, a Holanda pode não só entrar para o seleto grupo dos sete campeões Mundiais (Brasil, Alemanha, Itália, Argentina, Uruguai, Inglaterra e França), mas se igualar ao Brasil na marca de ter vencido todos os jogos das Eliminatórias e do Mundial. O feito brasileiro foi alcançado em 1970. A Holanda foi 100% nas Eliminatórias europeias para a Copa de 2010 e só falta esse jogo para se igualar ao Brasil.

do Carrossel Holandês da Copa de 1974, acredita que a campeã do mundo será a Espanha e não a seleção de seu país. “Sou holandês, mas defendo o futebol que a Espanha (3) joga. Quero desfrutar esta final intensamente”, declarou o ex-jogador no blog que tem no site do jornal espanhol El Periódico .

A famosa Jabulani, bola da Copa da África do Sul, vai sair de cena na final. Quem entra em seu lugar é a Jo’bulani, que tem o mesmo modelo da anterior, mas traz os detalhes, que eram em preto, em dourado. A mudança é para homenagear a cidade anfitriã da partida, Joanesburgo, conhecida como Jo’burg, a Cidade do Ouro.


jo r nal pl aca r | se x ta-feir a , 9 d e j u l ho d e 2010

12

3Âş/4Âş Lugar

Lugano deve ser a novidade uruguaia CapitĂŁo da Celeste volta aos treinos e pode pegar alemĂŁes Fernando Valeika

A

derrota contra a Holanda tirou o Uruguai da grande final. Mas a Celeste leva muito a sĂŠrio o jogo que define o terceiro colocado da Copa da Ă frica do Sul, amanhĂŁ, em Port Elizabeth. Tanto que tentarĂĄ entrar com seu time titular. EstĂĄ confirmada a volta de Luis SuĂĄrez, expulso ao salvar com as mĂŁos um gol certo de Gana nas quartas de final. RetornarĂĄ ao time titular tambĂŠm o lateral-esquerdo Fucile,

suspenso por ter levado o segundo cartão amarelo na mesma partida. Contrariando as expectativas, outro que deverå estar em campo Ê o capitão Diego Lugano. O ex-sãopaulino ficou fora da semifinal, com problemas nos ligamentos do joelho direito. Sua presença em campo parecia descartada. Mas Lugano estå melhor a cada dia. Treinou com bola na Cidade do Cabo e deve aparecer em campo. Quem ainda não estå confirmado Ê Diego Forlån, substituído no confronto contra os holandeses sentindo dores musculares na perna direita.

(2)

Lugano melhorou do joelho e pode lutar pelo terceiro lugar

volta do herĂłi Luis SuĂĄrez (aquele da mĂŁo salvadora contra Gana) acha que a Alemanha tem defeitos e vai perder dos uruguaios amanhĂŁ

I\m`mXXj\dfÂ&#x192;Â&#x2018;\j[\/'Xefj[fdX`fi\m\ekf\jgfik`mf[fgcXe\kX% (,;M;J<DF:@FE8EK<J

(,;FJJ@Ă&#x153;JGC8:8I

Fj[fZld\ek}i`fjfi`^`eX`jgif[lq`[fj jfY\eZfd\e[X[X=@=8eXÂ&#x201E;gfZX[\ZX[X ldX[Xj:fgXj#[\(0*'X)''-%

;fjj`Â&#x2020;jZfd[\kXc_\j#\jkXkÂ&#x2C6;jk`ZXj# Zli`fj`[X[\j\`dX^\ej\oZclj`mXj XZfdgXe_XdZX[X;M;

<OKI8J

<JKFAF>IĂ?K@J

9`f^iX]`Xj[\ZiXhl\jZfdfG\cÂ&#x201E;# DXiX[feX#:ilp]]#9\Zb\eYXl\i#Q`[Xe\# IfeXc[f\dl`kfjflkifj%<dX`j1fj(,' ^fcjdX`jYfe`kfj[\kf[XjXj:fgXj%

:fdfMfcld\)#mfZÂ&#x2020;^Xe_Xld\jkfaf \oZclj`mfgXiX^lXi[XijlXZfc\Â&#x192;Â f%

(+ LD< MFC <(00' 8; :FG KĂ?C@8 @  E8J 8G< I

#0'

(0

<JK8J<D8E8 E8J98E:8J

nnn%Zfc\ZXfZfgX%Zfd%Yi

:FC<:@FE<

(1 ) Fe rnando V e rg ar a / AP Photo | ( 2) pie r giave lli

Do enviado Ă&#x20AC; ĂĄfrica

(1 )


se x ta- fe ir a , 9 de j u l ho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

13

A Alemanha é um desânimo só

(1 )

O objetivo era ser tetra na África do Sul. Agora a equipe luta contra a apatia na partida que define o terceiro colocado

(2)

Do enviado À áfrica

(1 ) RE PRODU Ç ÃO/ S IT E KIC KE R | ( 2) JOHN MAC DOU G ALL /AFP PHOTO

Fernando Valeika

A

hora DO relax Schweinsteiger, eleito por Beckenbauer como o melhor da Copa, ouve um som antes dos jogos: amanhã ele encara o Uruguai

Klose pode perder última chance de recorde

té o árbitro apitar o final da semifinal contra a Espanha, a Alemanha sonhou com o tetracampeonato mundial. A derrota por 1 x 0 se consumou e derrubou o bom astral do time, que vinha em alta depois das goleadas sobre ingleses e argentinos. Abatido depois da nova derrota para os espanhóis (os alemães queriam vingar a final da Euro 2008), o ca-

pitão Philipp Lahm chegou a descartar sua participação na partida que decide o 3º lugar, contra o Uruguai. “Pra falar a verdade, não tenho a menor vontade de estar em campo nesse jogo”, disse ele. Tenso desde a discussão com Michael Ballack, ele foi bastante criticado por jornalistas de seu país, antes mesmo do jogo decisivo, por contaminar o bom ambiente com um assunto bobo: Lahm disse que gostaria de manter a braçadeira de capitão, mesmo com uma eventual volta de Ballack à equipe.

Mas este não é o único problema que aflige a seleção alemã: ela pode acabar entrando em campo desfalcada de seu artilheiro. Miroslav Klose, que saiu de campo com fortes dores no ombro, é dúvida. Essa notícia interessa não só aos uruguaios mas também a Ronaldo — o alemão está a apenas um gol do recorde do Fenômeno (15 gols em Copas). Como já tem 32 anos de idade, o grandalhão Klose dificilmente terá chance de tentar buscar a marca em 2014, no Brasil.

Anuncie: (11) 3037-2700 Agências: (11) 3037-6731 www.hitechblindados.com.br Recup.do seu blindado,Eliminação de ruídos internos.Serviço leva e traz. (11)3202-7652 AULAS E CURSOS PERSONALIZADOS Matem.,Fís,Quím,Port,redação GV,FUVEST etc. F:3061-1288 Traduções-Aulas Part/Empresas Espanhol - Inglês - Português (11) 3765-2894/9992-0718/ 0278 PROF.De FRANCO - CALIGRAFIA Aulas Práticas.(11)3815-0449 www.profdefranco.com.br Matemática, Física, Química Eng.Luiz - Mauá/Poli - 9963-9975 www.engenheiroluiz.com.br

SIM RASTREAMENTO AUTOMOTIVO (11) 2109-0700 www.simtrack.com.br RS CAR CENTER-SERV.AUTOMOTIVOS Freio,Susp,Embreagem,Motor,Dir Hidr/Mecanica.F:5678-8116 Av.Sta Catarina,1155-V.Mascote MISTER CAR RENT A CAR *Aluguel de Carros* Tel.(11) 2172 0762 www.mistercar.com.br

rufinosredesdeprotecao.com.br Menor preço Orç.Grátis.Rede de polietileno c/Anti-UV.Garantia 5 anos.F: 3452-4132/3484-5410 ALPHA LIMP - DELIVERY Lav./imperm.,estofado,tapete,carpete,cortina,persiana Restauraç.tapetes.2983-0096

AMERICANLIMP NÃO TROQUE, LAVE Lavamos seu Sofá,Persianas, Cortinas/Tapetes.2959-7949

*AUTOMOTIVE FIX* Mecânica,Funilaria,Pintura 11.5543-7416

www.gardeleventos.com.br*Foto, F ilmagem,Telão.Facilitamos pg to e*Ganhe Brinde* F:3101-0481

*DETETIVE RICARDO FERREIRA* Empresarial/Conjugal/Geral Pabx(11)3258-8815/8568-6640 DETETIVE SARAH 24 H C a s o s C o n j / E m p r e s a r. P r o v a s P/Adv. 3159-0832/7133-8886 DETETIVE PARTICULAR Orçamento s/compromisso (11)3972-6550 / 9914-1389 ou e-mail:sigilot@gmail.com DETETIVE ARGUS 24h Investigação privada: empresarial,conjugal,família e pessoal. F:(11) 3661-3145

PALERMO LOJA DE IMÓVEIS*Compra Venda, Locação de Casas e Terrenos de alto padrão.3751-8800 www.palermoimoveis.com.br

www.mastecson.com.br -acústica showroom:Vieira de Moaris,1849 Campo Belo (11) 5096-2598 www.maissegura.com.br Redes * varal* Grade 05 anos garantia visita GRÁTIS (11)2305-0800(11)2615-1410

Accua - Bebedouro Eletrônico. Agua Gelada e Quente (90°) . WWW.accua.com.br (45)3524-2070

www.flexpaintcar.com.br Funilaria, Pintura, Mecânica Geral... R Gomes Freire, 419 Lapa, SP (11) 36414191

BRAVO’S PROTEÇÕES redes de proteção,Varais,Cerca elétrica. Orç.gratuito, pagto facil.(11)2082-2086/6763-8908

Enermax Av Santo Amaro 447 - Vila Nova ConceiçãoSP (11) 3846-4040 www.enermaxcarservice.com.br

THAGI APLICADORA - Raspagem, Calafetação e aplicação de: Synteko,Bona,Skania. 3875-2401 www.thagi.com.br

Mercescar - Eficiência, Agilidade qualid, confiança. Mais tempo pra você! Av. Ceci, 2188 (11)5071-9789

V A R A L Q UA L I T Y S E C A L E V E Fabricante Lider Mundial. 5 anos de garantia.Atacado e Va r e j o . ( 1 1 ) 2 6 4 1 - 2 4 2 5

Tutticar Câmbio Automático de autos nac. e impor tados 5505-8003 w w w . o f i c i n a t u t t i c a r. c o m . b r

NECTAR FESTAS - Aniversários, casamentos e eventos. Faça sua festa p/ 60 pessoas 2x 180,00. Bolos,doces,salgados.3981-0462 SOLERA TECLADISTA E CANTOR OU DUO * Cover Roberto Carlos * Casam.,Aniver.Eventos em Geral Tbm Foto,Video (11)2063-3475

-STATUS EMBELEZAMENTO*A Revolução em Funilaria e Pintura Automotiva* 3667 6660 statusfunilariaepintura.com.br CENTRO AUTOMOTIVO AFRONCAR (11) 2578-0043 / 2577-9933 www.afroncar.com.br NICO PAI *Auto Mecânica e Elétrica* Tels. 3079 8892 / 3167 7689 automecanicanico@ig.com.br

PAIMI - 1ª Ag. de Matrimônios 54Anos de Exp.Aprox.5.400casamentos realizados.F:3675-0333 www.paimicasamentos.com.br

AMIL,UNIMED,MEDIAL,DIX Etc. Desc 1º Mês.As melhores condições do mercado.F: 3856-0620

PODER ABSOLUTO Redes de proteção,telas, grades,varais p/ aptos.2621-3253/2805-4331 www.poderabsolutoredes.com.br

BÚZIOS E TARÔ**PAULA** Trabalhos com rapidez e sigilo.11-33261443/85002124

DYNO’S RACE - DINAMÔMETRO DE *Alta Performance* 9596 2224 Nextel.7762 3371 id.85*229162 www.dynosrace.com.br

DISK CONSULTAS III MILLENIUM Tarô,B.Cigano,1,99min. F:5539-3005 24h Cartão. www.iiimillenium.com.br VIDENTE CRISTINA INCONFUNDÍVEL Búzios e Vidência em Água. Para cada problema um esclarecimento.F:(11)22963692


jo r nal pl aca r | Se x ta-feir a , 9 d e j u l ho d e 2010

FORA DA ÁFRICA

cadeia

(1 )

Bruno e Macarrão estão encarcerados em Minas

(1 )

Bruno e Macarrão presos em Bangu 2, antes de irem para Minas

Dupla deixou o Rio num jatinho da polícia civil mineira; Bola, que teria estrangulado Eliza, foi preso em BH

A

Justiça do Rio de Janeiro autorizou a transferência do goleiro Bruno, do Flamengo, e de seu amigo Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, pra Minas Gerais. Os dois estavam no presídio Bangu 2 desde o início da tarde. À noite, foram conduzidos para a Delegacia de Homicídios de Contagem (MG), que investiga o desaparecimento de Eli-

za Samudio. Eles viajaram num jatinho da polícia mineira. Hoje o destino deve ser uma carceragem da Polícia Civil, onde permanecerão presos por 30 dias, prorrogáveis por mais um mês. “O crime de sequestro é conecto com o homicídio e a competência é do Tribunal de Júri de Contagem”, decidiu o juiz Jorge Le Cocq. Após passarem a noite na carceragem da Divisão

de Homicídios da capital fluminense, onde dormiram em colchonetes no chão, cada um numa cela individual de 6 metros quadrados, Bruno e Macarrão fizeram exame de corpo de delito e, à tarde, foram levados para Bangu 2. Aparentemente tranquilo, Bruno estava preocupado com suas chances de jogar a Copa em 2014. Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como

Bola, Neném ou Paulista, foi preso à noite na casa de um tio, em Venda Nova (na periferia de Belo Horizonte). Segundo o delegado Edson Moreira, o ex-policial civil (exonerado) estrangulou Eliza na frente de Bruno em Vespasiano (MG). Os advogados de Bola dizem que o cliente não vai depor enquanto eles não tiverem acesso aos laudos da polícia do Rio.

(2)

Delegado Edson Moreira exibe a foto de Bola, suposto assassino

(3)

Pichações na casa onde estaria o corpo de Eliza, em Vespasiano

Hora de ir às compras! A revista que mais entende de carros no Brasil selecionou os 51 melhores modelos novos em 17 categorias, além das 78 opções de seminovos e usados em 26 categorias. Tudo isso você encontra na Quatro Rodas Melhor Compra Edição 2010. Já nas bancas!

www.quatrorodas.com.br

(1 ) Ricardo Cas s iano/Folhapre s s | ( 2) Danie l Igle s ias /O T e mpo/Folhapre s s | ( 3) Ale x de Je s u s /Ote mpo/Folhapre s s

14


se x ta- fe ir a , 9 de j u l ho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

Bruno Senna não vai correr o GP da Inglaterra. Devido a problemas

15

financeiros, a Hispania decidiu trocar o brasileiro pelo pagante Sakon Yamamoto (JAP), que era piloto de testes. A informação é do chefe da equipe, Collin Kolles.

ARRIVEDERCI

9 razões pra ir à despedida do Palestra

Motivos extras para o palmeirense conferir a partida de hoje, às 17h30, contra o lendário e decadente Boca Juniors

1

Há pouco mais de um mês, o Boca Juniors perdeu amistosos para o Fortaleza (1 x 3) e para o ABC de Natal (1 x 2), portanto o Verdão precisa vencer para não dar essa brecha de gozação para corintianos, são-paulinos... Aliás, os boquenses estão longe de seus melhores dias: terminaram na 16ª colocação do Torneio Clausura, que conta com 20 equipes.

2

O duelo marca a estreia do técnico Cláudio Borghi, campeão do Clausura pelo Argentinos Juniors. É a chance de o palmeirense azucrinar o cara — ou o Murtosa — da área da turma do amendoim pela última vez, no melhor estilo dos hinchas do La Bombonera.

3

O torcedor vai poder apoiar o time contra um rival que exterminou o sonho da Libertadores

em duas oportunidades: na final, em 2000, e na semifinal em 2001 — os palmeirenses reclamam de pênaltis não marcados nas duas eliminações.

4

Os Xeneizes não vão ter Palermo e Riquelme, remanescentes da decisão de 2000, mas vão promover outra estreia: a do chamado Rogério Ceni argentino — o goleiro Lucchetti, que veio do Banfield.

5

É a chance de ver o Cleiton Xavier e o Lincoln batendo com efeito na Jabulani, de longe. E de conferir uma homenagem a São Marcos, que receberá uma placa por ser o jogador que mais vezes atuou no Palestra (211 jogos).

6

Outro divertimento será ver gandulas amadores — serão torcedores do clube que se ins-

Diretora Geral de Publicidade:

Thaís Chede Soares

Diretor Geral de Publicidade Adjunto:

Rogerio Gabriel Comprido

Diretor de RH e Administração:

Dimas Mietto

Diretor de Serviços Editoriais:

Alfredo Ogawa

Diretora Superintendente: Elda Müller Diretor de Núcleo: Marcos Emílio Gomes

Diretor de Redação: Sérgio Xavier Filho

Redator-Chefe: Arnaldo Ribeiro; Editor-Executivo: José Vicente Bernardo; Editor: Marcos Sergio Silva; Editor de Arte: Alex Borba; Repórter: Bruno Favoretto; Estagiário: Ewerton Araujo; Designers: Eduardo Ianicelli e Everton Prudêncio; Colaboradores:

8

Você pode vibrar para que a atuação na despedida do estádio seja tão boa quanto aquela vitória do Verdão sobre o Boca por 6 x 1, na Libertadores de 1994.

Em 2001, o Palmeiras de Lopes perdeu a guerra pro Boca no Palestra

Parmalat retorna ao Palmeiras Calma, palmeirense, a empresa italiana está de volta ao clube, mas não como a parceira de sucesso que foi entre 1992 e 2000. A marca vai patrocinar o uniforme do técnico Luiz Felipe Scolari, juntamente com a Seguros Unimed, até 31 de julho de 2011. Apenas no jogo de hoje a logomarca da Parmalat estará nas mangas dos jogadores.

São paulo

(1 ) R ENATO P IZZUT TO | (2) Ro berto Vazquez / Futura P re s s | (3) Wag ner Carmo/ VIPC OMM

k

(5)

Auro Luís de Iasi

(1 )

Chicão perto de renovar contrato O vínculo do zagueiro Chicão com o Corinthians acaba em dezembro, mas ele já conversa com a diretoria sobre a renovação. Especulava-se que o camisa 3 interessava ao Sporting-POR, mas nenhuma proposta foi oficializada. Ele já poderia assinar um pré-contrato com outra equipe, mas, pelo tempo de clube, pretende prorrogar o compromisso. “A gente está conversando. É questão de tempo pra acertar”, revelou Chicão. No gol, Júlio César, que enfrentou o Comercial, promete lutar pela posição com o recémcontratado Bobadilla. A diretoria tenta arrumar um time para Felipe.

(2)

Alex Silva está pronto para o Avaí, na quarta

Alex Silva e Souto estão liberados pra jogar

Chicão chegou ao Parque São Jorge em 2008

Bernardo Itri (reportagem), Heber Alvares e Luís Eduardo Ratto (designers); Tratamento de imagem: Eduardo Ianicelli; Coordenação: Silvana Ribeiro; Atendimento ao leitor: Sandra Hadich; PLACAR Online: Marcelo Neves (texto); Colaborador: Pedro Pracchia (texto). www.placar.com.br Em São Paulo: Redação e Correspondência: Av. das Nações Unidas, 7221, 7º andar, Pinheiros, CEP 05425-902, tel. (11) 3037-2000, fax (11) 3037-5597; Publicidade São Paulo www.publiabril.com.br; Classificados tel. 0800-7012066, Grande São Paulo tel. (011) 3037-2700. JORNAL PLACAR é uma publicação da Editora Abril com distribuição diária em São Paulo, pelo sistema de distribuição do Jornal Destak. PLACAR não admite publicidade redacional. IMPRESSO NA TAIGA Gráfica e Editora

Av. Dr. Alberto Jackson Byington, 1808, Cep 06276-000, Osasco, SP TIRAGEM 80.000 EXEMPLARES AUDITADA PELA BDO TREVISAN

Presidente do Conselho de Administração:

Rober­to Civi­ta Giancarlo Civita Vice-Pre­si­den­tes: Arnaldo Tibyriçá, Douglas Duran, Marcio Ogliara, Sidnei Basile Presidente Executivo:

www.abril.com.br

distribuição do jornal placar (3) (5)

k

Jairo Mendes Leal Conselho Editorial:

7

corinthians

Roberto Civita

Presidente Executivo:

Roberto Civita (Presidente), Thomaz Souto Corrêa (Vice-Presidente), Giancarlo Civita, Jairo Mendes Leal, José Roberto Guzzo Diretor de Assinaturas: Fernando Costa Diretora de Mídia Digital: Fabiana Zanni

Se você tem muito dinheiro, pode assistir ao confronto de dentro do gramado. Por “módicos” 5 000 reais, é possível ficar sentado bem atrás das redes.

A partida começa às 17h30, mas duas horas antes tem uma preliminar com mais de 40 ex-ídolos em ação, entre eles Evair (estava nos 6 x 1), Ademir da Guia, Djalminha, Velloso, Galeano, Amaral, César Maluco, Alfredo Mostarda, Edu Bala, Rosemiro... BF

Editor:

Diretor de Planejamento e Controle:

creveram para esta partida — apanhando para retirar a pelota do tradicional fosso.

9

VICTOR CIVITA (1907-1990)

Fundador:

O zagueiro Alex Silva e o volante Rodrigo Souto, que estavam no departamento médico, foram declarados em condições de enfrentar o Avaí, na próxima quarta, na retomada do Brasileiro. Alex, que se recuperou de uma lesão na região dorsal, voltou a treinar normalmente. Souto, depois de 21 dias tratando a panturrilha, esteve no jogo-treino com o Pão de Açúcar e não sentiu mais. Já Jorge Wagner pode estar de saída pro Kashiwa Reysol-JAP: a diretoria promete liberar o meia.

Confira os cruzamentos em que você pode encontrar o Jornal PLACAR no final de semana. O tempo médio de distribuição é de quatro horas.

A partir das 8h20 9 de Julho x Brasil Radial Leste x Almirante Brasil Radial Leste x Hipódromo Portaria USP Radial Leste x Álvaro Ramos Estados Unidos x Rebouças Henrique Schaumann x Rebouças Brasil x Rebouças Braz Leme x Santos Dumont Alvarenga x Raposo Tavares Henrique Schaumann x Cardeal Santos Dumont x Santa Eulália Cruzeiro do Sul x Ataliba Leonel A partir das 9h Nelson Hungria x Morumbi Sumaré x Lisboa Chucri Zaidan x Roque Petroni Cruzeiro do Sul x Zaki Narchi Pedroso de Moraes x Teodoro Sampaio Faria Lima x Cidade Jardim Faria Lima x Juscelino Pompeia x Turiassu Francisco Matarazzo x Pompeia Faria Lima x Rebouças Brasil x Brig. Luiz Antônio

A partir das 9h30 Monumento das Bandeiras República do Líbano x Moura Andrade Paulista x Augusta Entrada do parque Ibirapuera Sumaré x Antártica Praça Panamericana x Fonseca Rodrigues Praça Panamericana x Pedroso de Moraes República do Líbano x Ibirapuera Paulista x Brig. Luiz Antônio Pedroso de Moraes x Inácio Pereira da Rocha Parque Villa Lobos A partir das 10h Paulista x 13 de Maio Praça Apekatu x Gastão Vidigal Praça Apekatu x Queiroz Filho Rodrigues Alves x Domingos de Moraes Sena Madureira x Domingos de Moraes Francisco Cruz x Vergueiro


JO R NAL PL ACA R | SE X TA-FEIR A , 9 D E J U L HO D E 2010

16 arquivo

PLACAR.COM.BR JORNALPLACAR@ABRIL.COM.BR

Temas inesquecíveis retratados em quatro décadas de PLACAR

A vez da Argentina Na final de 1978, os hermanos venceram a Holanda em casa e levaram 1º título Mundial po holandês, havia prometido fazer nas vésperas da decisão”, dizia PLACAR. No tempo normal, o jogo terminou 1 x 1. Depois do gol de Kempes, aos 37min do primeiro tempo, a Holanda precisou correr para conseguir empatar também aos 37 min, mas do segundo tempo. “Quando os holandeses estavam entregues ao cansaço, apelando para as jogadas mais duras, Kempes ainda tinha pernas e coração para dar arrancadas e marcar mais um aos 14min

O goleiro Jongbloed, da Holanda, sai aos pés de Kempes...

Decisão sem gigantes

k

Desde a Copa de 1978, todas as decisões de Copa do Mundo foram entre seleções que já haviam vencido um Mundial, pelo menos. De lá para cá, as sete finais tiveram Brasil, Itália, Alemanha ou Argentina na disputa. Trinta e dois anos depois, cai a supremacia

dos gigantes do futebol. E países que não têm um título de Copa do Mundo em seu currículo protagonizam a decisão. Holanda x Espanha jogam neste domingo. Qualquer que seja o resultado, ele garantirá mais uma seleção no seleto quadro de campeões mundiais.

do primeiro tempo da prorrogação. Bartoni fechou a conta aos 10min da segunda etapa de prorrogação.” Após o jogo, a torcida vibrou com o título. Afinal, foram dez Copas sem o grito de campeão. “As ruas de Buenos Aires foram tomadas por carros, ônibus, caminhões, caçambas, bicicletas, motociclos, carrinhos de mão, carroças e, a grande maioria, a pé. Saíram todos, saiu o povo argentino às ruas”, contava a matéria de PLACAR.

...mas não conseguiu evitar o gol e a derrota para a Argentina

O bigodudo Larroda chega para tascar um beijo na taça

Em casa, só restou a Kempes comemorar com a torcida

EM JUNHO DE 1978... Surgia Garfield, o gato preguiçoso, cínico e guloso que se tornou um dos mais famosos personagens das histórias em quadrinhos na imprensa norte-americana. Seu criador foi o cartunista Jim Davis, que deixou o trabalho familiar de lado para se dedicar às tirinhas. O sucesso das HQs fez com que Garfield virasse desenho animado e, posteriormente, filme para o cinema.

FOTO S: REPRO DUÇÃO

D

omingo, Holanda e Espanha, seleções que nunca venceram um Mundial, fazem a final da Copa. A última vez que isso aconteceu foi em 1978, na Copa da Argentina, quando os anfitriões ganharam da Holanda por 3 x 1. Final registrada pela PLACAR de 30 de junho daquele ano. O herói argentino foi Mário Kempes, artilheiro da Copa com seis gols. “Kempes realizava, na final, tudo o que Neeskens, meio-cam-

jornal placar edicao 186  

jornal placar edicao 186

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you