Page 1

O MELHOR DE TODAS AS RODADAS

EDIÇÃO 207

|

DOMINGO, 31 DE OUTUBRO DE 2010

|

SEMANAL

WWW.PLACAR.COM.BR

Chique

(1 )

(1 )

3 X2

APENAS

R$

1

,00

LONGE DO TOPO (2)

(1 ) CE SARGREC O/ FOTOA RENA | (2) ROB ERTO VINÍ CIUS/F UTUR A P RE S S

Depois de briga no treino, Peixe empata com o Inter no Sul. E Neymar lidera a “Chuteira de Lata” PÁGS. 10 E 13

Pelada sem precaução pode fazer mal ao coração PÁG. 16 COPA 2014

Fifa planeja acabar com empates na fase de grupos e ressuscitar o gol de ouro no mata-mata PÁG. 23

Verdão vence de camisa nova e Felipão adota a lei do silêncio PÁG. 4

Timão exige Elias e Jucilei inteiros Convocados por Mano, eles jogam no dia 17 contra a Argentina e no dia 21 pelo Brasileirão

PÁG. 18


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

aquecimento

q

02

(1 )

Sérgio Xavier Diretor de Redação da revista PLACAR

MUDOU A REGRA? (4)

É uma covardia. São 18 contra três. O aparato eletrônico da TV ataca com umas 18 câmeras por

DESCE

q

SOBE

OPINIÃO

(2)

Cristiano Ronaldo

Defederico

O “lindo lindão” comandou a vitória do líder Real Madrid sobre o Hércules, por 3 x 1, no Espanhol. O português participou dos três gols do Real. No primeiro, chutou forte e Di Maria fez no rebote. No segundo, foi sua vez de pegar o rebote e marcar. No terceiro, acertou de primeira no ângulo do goleiro Calatayud.

Ele chegou com fama de ser um novo Messi. Mas o tempo foi passando e nada — por falta de oportunidade, de condição física ou de bola, na opinião dos técnicos. Agora, pra ganhar ritmo, o argentino Defederico pediu pra jogar no sub-23 do Corinthians. Ontem pegou o Galo em Sete Lagoas e foi bem: 4 x 1.

bola de prata A maior premiação do futebol brasileiro

jogo, repetições em velocidade lenta, tira-teimas,

(2)

vários editores de olho no lance. Do outro lado e acuados no ringue, os três coitados do apito. Quando tomam um vareio eletrônico, tornam-se

7,5 12 foi a nota de Ricardo jogos tem o atacante

os três patetas para nós, os “da poltrona”. Nem sempre foi assim. A transmissão televisiva já

Oliveira, o melhor

no campeonato.

foi mais precária, nossas TVs eram até a válvula... O

no jogo contra

A Bola de Prata

o Avaí. O são-

exige o mínimo de

não adotar o recurso eletrônico é o fato de que

paulino tem 7 gols

16 partidas para

existem mais câmeras no jogo do Morumbi que

no campeonato.

o vencedor.

futebol segue vivendo esse dilema da modernização com padronização. Um dos argumentos para

na partida da terceira divisão em Mossoró. Só que a juizada resolveu se defender de forma guerrilheira. Está fazendo o que pode. Além de árbitro e bandeira, que venham quarto, quinto e até um sexto juiz para dar mais uma

Ricardo Oliveira, com bons

forcinha. Quanto mais olhos melhor.

jogos, precisa do mínimo

Na partida de ontem aconteceu um lance estranho

Bola de Prata Ranking do prêmio mais importante do Brasil

de 16 partidas para poder

A ESPN Brasil é parceira na Bola de Prata. As notas poderão ser conhecidas na transmissão dos jogos pela Rádio Eldorado/ESPN Brasil (FM 107.3 e AM 700).

∑ placar.abril.com.br/bola-de-prata

entrar na briga pela Bola.

no Beira-Rio. O Inter empatava em 0 x 0 com o Santos quando Edu Dracena cabeceou e o colorado Nei tirou a bola na linha ou quase em cima da linha. O juiz Paulo Bezerra mandou o jogo seguir. O curioso é que quem sinalizou que

OS ARTILHEIROS PTS

TIME

BRA (2)

CB (2)

L (2)

CS (2)

S (2)

EST (2)

JONAS

78

GRÊMIO

20

8

0

0

0

11

0

2 NEYMAR

70

SANTOS

10

10

0

0

1

14

0

3 ANDRÉ

52

EX-SANTOS

5

8

0

0

0

13

0

4 OBINA

50

ATLÉTICO-MG

10

5

0

3

0

7

0

5 KLÉBER

48

PALMEIRAS

10

0

7

2

0

5

0

6 VÁGNER LOVE

46

EX-FLAMENGO

4

0

4

0

0

15

0

7 ALECSANDRO

44

INTER

9

0

3

0

0

10

0

8 WASHINGTON

42

FLUMINENSE

10

0

5

0

0

6

0

42

ATLÉTICO-MG

7

7

0

0

0

7

0

10 RODRIGUINHO

40

FLUMINENSE

5

0

0

0

0

15

0

BRUNO CÉSAR

40

CORINTHIANS

12

0

0

0

0

8

0

38

GRÊMIO

3

6

0

0

0

10

0

38

BOTAFOGO

7

3

0

0

0

9

0

34

FLUMINENSE

4

6

0

0

0

7

0

ROBINHO

34

EX-SANTOS

0

6

0

0

6

5

0

RICARDO BUENO

34

ATLÉTICO-MG

2

0

0

0

0

15

0

1

tomou uma das decisões mais importantes da partida. Detalhe, em um jogo de gaúchos contra paulistas, o trio de arbitragem precisa ser de outro estado; no caso, de Santa Catarina. O quarto árbitro, Francisco Neto, porém, era mais gaúcho

Obina briga para chegar em terceiro lugar

do que Luiz Felipe Scolari. Um gaúcho decidiu a favor de gaúchos. Isso pode? Mudou a regra?

∑ placar.abril.com.br/blogs/blog-do-serginho/

JOGADOR

(3)

a bola não teria entrado foi o quarto árbitro. Ele

Blog do Serginho Opinião sobre os principais assuntos do mundo da bola.

Aqui vence quem fizer mais gols nos torneios mais fortes

chuteira DE OURO

Chuteira de Ouro Os 20 maiores artilheiros na premiação de PLACAR. ∑ placar.abril.com.br/bola-de-prata/ chuteira-de-ouro/

DIEGO TARDELLI

12 BORGES HERRERA 14 FRED

EST/B (1)

S17 - SELEÇÃO; BRA - BRASILEIRO SÉRIE A; CB33 - COPA DOPORTUGUESA BRASIL; L - LIBERTADORES; 0 CS - COPA SUL-AMERICANA; EST HEVERTON 1 0 - PRINCIPAIS 0 ESTADUAIS; 0 EST/B - DEMAIS 11 ESTADUAIS E SÉRIE11B

(1 ) DENIS DOYLE / GET T Y IMAGE S | (2) R ENATO PIZZ UT TO | (3) A NDR É FO S SATI/ O TEMPO /FUTUR A PR E S S | (4) FÁ BIO BERR IEL / FO LHA PR E S S

REGULAMENTO Os jornalistas da PLACAR assistem, sempre nos estádios, a todas as partidas do Brasileirão e atribuem notas de 0 a 10 aos jogadores. Receberão a Bola de Prata os craques que tenham sido avaliados em pelo menos 16 partidas. Jogadores que deixarem o clube antes do fim do campeonato estarão fora da disputa. Em caso de empate, leva o prêmio quem tiver o maior número de partidas. Ganhará a Bola de Ouro aquele que obtiver a melhor nota média.


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

15 04

palmeiras

Felipão foge de coletiva e de nariz de palhaço

CHUTÃO Por Zé Vicente

VAI DAR TROTE NA... (2)

Depois de xingar os jornalistas em Sete Lagoas, treinador palmeirense escapa da imprensa após o jogo de ontem (1 )

Não há tradição ou “fizeram comigo por isso vou fazer com eles” que justifique a estupidez dos trotes nas faculdades (como o infame “rodeio das gordas” na Unesp de Assis), nos quartéis e nos clubes de futebol, que ainda conservam o hábito “medieval” (a última vez que vi isso na rua foi nos anos 70) de humilhar, sujar e machucar um amigo no dia de seu aniversário. Neymar, que esteve errado em tantas outras vezes nos últimos meses, dias, quiçá horas e minutos, na sextafeira agiu muito certo ao pedir pros colegas maneirarem na tortura ao aniversariante Zé Eduardo — que foi amarrado a uma das traves e, depois de ser atacado com ovos, farinha, terra, água e socos, quase tomou duas poderosas boladas de Marcel. Neymar, que também quase foi atingido, achou que Marcel (reserva de Zé Love) estava exagerando e

esp) e agendará um almoço com os setoristas do Verdão pra fazer as pazes. Alguns veículos anunciaram que não participarão das entrevistas do técnico enquanto não houver um pedido público de desculpas. Durante o jogo de Barueri, alguns torcedores do Verdão engrossaram o discurso do treinador em seus cânticos, afirmando que os jornalistas são palhaços. Um assessor do Palmeiras teria pedido um dos objetos de plástico para levar para o técnico. Em entrevista à rádio CBN, o volante Tinga se esquivou de comentar o combate entre Felipão e os jornalistas.

capitão. Depois de cometer falta em Wellington Monteiro no meio-campo, Kléber recebeu o terceiro cartão amarelo e cumpre pena de um jogo. Outro que segue fora é o chileno Valdívia, afastado por tempo indeterminado até reverter as dores na coxa esquerda causadas por uma fibrose. A estimativa é que retorne apenas na Copa Sul-Americana, dia 10, contra o Galo. Na mesma data, o time também vai contar com o atacante Ewerthon. A boa notícia é a volta do chutador Marcos Assunção, que cumpriu suspensão contra os goianos.

com a petulância do jovem craque, que se acha dono do time — há quem diga que ele se acha dono do mundo e, se bobear, do sistema solar e adjacências). Pode ser. Mas desta vez ele agiu certo. Brincadeira mais besta... E, só pra chatear o rapaz mais um pouquinho, nesta edição o Jornal PLACAR criou o prêmio Chuteira de Lata para os jogadores que mais perderem pênaltis neste Brasileirão. Neymar

PALMEIRAS NO CELULAR envie a mensagem: GOLVERDAO para 22745

Para enfrentar o Atlético-PR, na próxima quinta-feira, na Arena Baixada, o Verdão não vai poder contar com seu

porque os caras do Santos estão “por aqui”

lidera com folga sobre Ceni, o segundo.

Próximo jogo ▼

N

a Arena Barueri, o Palmeiras venceu apertado, mas o Goiás não foi a única saia justa que Luiz Felipe Scolari teve que encarar. O pentacampeão foi recebido pelos jornalistas com nariz de palhaço, depois de ter chamado os profissionais de imprensa de palhaços depois do empate com o Atlético-MG, na quarta-feira, em Sete Lagoas. Depois da partida, a assessoria de imprensa palmeirense informou que o comandante não iria conceder a tradicional entrevista coletiva. Na sexta-feira, ele já havia “faltado” à sua corriqueira entrevista coletiva, substituído pelo goleiro Marcos. Entrevista, apenas ao site palmeirense. No mesmo dia, teve um encontro com o presidente da Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo (Ace-

reclamou. O tempo fechou (provavelmente

NOTVERDAO para 22745

VOCÊ SÓ PAGA R$ 0,31 POR MENSAGEM RECEBIDA.

ZÉ VICENTE É EDITOR-EXECUTIVO DO JORNAL PLACAR.

(1 ) RO DRIG O C OCA /FOTOAR ENA | (2) RICA RD O SAIBUN/AG IF

Felipão se esquiva de jornalistas fantasiados com nariz de palhaço depois da vitória contra o Goiás ontem, na Arena Barueri


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

15 06

palmeiras Dinei celebra o terceiro gol palmeirense: não precisava ser tão suado

DA TÁTICA À PRÁTICA Arnaldo Ribeiro Redator-Chefe da revista PLACAR.

VALE ENTREGAR? (2)

A discussão começou num dos podcasts com a equipe da PLACARr. Sérgio Xavier Filho abordou o tema em dois posts interessantes no seu blog (Marmelada e Marmelada II). Faltando seis rodadas para o final, o Brasileirão está ameaçado pelo “corpo mole”. Vai ter time entregando jogo para o adversário (1 )

Jogo na Arena Barueri teve quatro gols nos últimos dez minutos PALMEIRAS GOIÁS

3 2

30/10/2010 – Arena Barueri (Barueri, SP) J: Djalmi Beltrami Teixeira (RJ) R e P: não divulgados

F

21 DO 1º

m TINGA

1 x 0 Tinga dá caneta em Saci e dispara pro gol, a bola desvia em Rafael Tolói e entra. 35 DO 2º

2 x 0 Márcio Araújo recebe de Lincoln e chuta de canhota, belo gol. 38 DO 2º

Gabriel Silva; Edinho, Pierre, Tinga e Lincoln (Patrik 42/2º);

2 x 1 Carlos Alberto aproveita rebote de

Luan e Kléber (Dinei 36/2º). T: Luiz Felipe Scolari.

Deola e empurra para o gol.

Amaral, Wellington Monteiro e Bernardo (Jones int.); Felipe e Rafael Moura. T: Jorginho.

41 DO 2º

3 x 1 Dinei subiu mais que a zaga e testou. 44 DO 2º

3 x 2 Rafael Moura bateu, Deola largou e Éverton Santos completou.

“suspeitos” do ano passado. Corinthians x Flamengo e Flamengo x Grêmio, por exemplo. São-paulinos e colorados não esquecem... Como disse o Serginho: “O Fluminense terá em suas últimas três rodadas São Paulo, Palmeiras e Guarani. Como se comportarão São Paulo e Palmeiras? O Cruzeiro pega Vasco, Flamengo e Palmeiras. Os três devem estar livres do rebaixamento e, provavelmente, longe de Libertadores. Será que se esforçarão para derrotar o Cruzeiro? O Corinthians tem menos sorte na tabela, por assim dizer. Mas pega o Vasco na penúltima rodada, um clube rival do Fluminense.” Talvez essa “mancha” pudesse ser minimizada com a marcação de clássicos para as últimas rodadas. Mas enquanto a tabela não ajudar... Com 20 anos de jornalismo esportivo na bagagem,

OPINIÃO DO JOGO

Palmeiras: Deola; Márcio Araújo, Fabrício, Danilo e

Ernando e Wellington Saci; Jonílson (Éverton Santos 11/2º),

ás. Aos 32min, Felipe chegou bem à linha de fundo e bateu cruzado, mas ninguém completou. O mesmo atacante esmeraldino, aos 39min, serviu Amaral, que, livre, chutou pra defesa de Deola. O Verdão só não ampliou no 1º tempo porque Harlei evitou o segundo de Tinga, após lance de Luan. No 2º tempo, Deola pegou três bolas difíceis de Amaral, Saci e Danilo, que jogou contra. Aos 14min, Harlei saiu nos pés de Luan pra evitar o gol. Aos 35min, Márcio Araújo recebe de Lincoln e marca. Carlos Alberto diminuiu. Na sequência, Dinei ampliou, mas Everton Santos descontou para os goianos.

OS GOLS

CA: Douglas, Rafael Tolói, Jonílson, Amaral, Luan e Kléber

Goiás: Harlei; Douglas (Carlos Alberto 33/2º), Rafael Tolói,

Essa pergunta ecoa por conta de alguns jogos

oi sofrido, mas o Palmeiras fez 3 x 2 no Goiás. Sem o letal Marcos Assunção, suspenso, além dos lesionados Marcos, Vítor, Maurício Ramos, Ewerthon, Lenny e Valdívia — com uma fibrose na coxa esquerda —, Felipão surpreendeu com Tinga e Luan entre os titulares. E Tinga não decepcionou o gaúcho. Aos 18min, ele fez bom passe pra Luan finalizar pra fora. Três minutos depois, o ex-pontepretano colocou entre as pernas de Wellington Saci e chutou, a bola desviou em Tolói e matou Harlei. Aos 27min, Bernardo cobrou falta com perigo, à esquerda de Deola. Mais Goi-

Bem na marcação, fez o primeiro gol, serviu Luan bem e quase fez outro.

k KLÉBER

O capitão não teve uma noite feliz e levou o terceiro amarelo: não pega o Furacão.

q W. SACI

O lateral-esquerdo ainda é ruim no apoio e levou uma caneta de Tinga.

eu não acredito que um jogador entre em campo para perder. Mas acredito, sim, em ordens de cima, para que reservas sejam escalados ou que jogadores fundamentais forcem o terceiro amarelo, por exemplo, antes de determinadas partidas — tudo para facilitar o jogo para o adversário conveniente ou “não incomodar demais” o adversário conveniente. Você faria diferente? Blog do Arnaldo Análise e tática dos jogos, sem firulas. ∑ placar.abril.com.br/blogs/blog-do-arnaldo/

(1 ) RO DR IGO C OCA /FOTOAR ENA | (2) D ENNY CE SA RE /FUTUR A P RE S S

Verdão afunda Goiás em duelo dramático

para prejudicar um rival diretamente envolvido?


jo r nal pl aca r | D OMIN G O, 31 de OU TU BRO de 2010

15 08

palmeiras

Deola supera Marcos no (1 )

(2)

1985

1986

Dono da camisa 1 nos anos 70, Leão voltou ao Palmeiras em 1984 e, no clube, foi convocado pela última vez por Telê Santana para a Copa do México, dois anos depois. Mas perdeu espaço e foi encostado no banco do time.

Zetti surgiu mantendo uma incrível marca de 1 238 minutos sem gols. Mas tomou um frangaço de Neto na semi do Paulista contra o São Paulo. Encostado depois de uma fratura na perna em 1988, foi para o Tricolor.

2010

entrevista danilo

“Quero defender o meu país” A média de gols sofridos caiu de 1,68 no Paulista para 1,0 no Brasileirão. Por quê? Por causa de nosso estilo de jogar. A partir do momento em que todos se condicionam a marcar, a equipe leva menos gols. Nosso ataque começou a apertar a saída do adversário, isso facilita o trabalho dos volantes e faz com que passemos menos sufoco atrás. Sua média é melhor que a do Marcos. Mas Pracidelli (preparador de goleiros) disse que, quando Marcos tiver condições, a vaga será dele. Isso desmotiva? Média de gols é um dado relativo, pois às vezes você enfrenta um adversário mais fácil e seu companheiro entra num jogo mais complicado. Não fico desmotivado. O titular, todos sabem, é o Marcos. Espero um dia ser um pouco do que ele foi para o Palmeiras. Se você não for convocado e outra seleção o convidar pra jogar a Copa, aceitaria? É uma questão difícil. Sou brasileiro e quero defender meu país. Mas se um dia eu vir que não tenho chance na seleção, pensarei no assunto. Conversaria com os amigos e a família pra colocar os prós e os contras.

Depois de rodar por clubes menores, Deola surge para o gol (4 )

O que acha de atleta no Twitter? É preciso ter cuidado. Eu tenho Twitter (@ Deola22), mas evito falar sobre futebol ou sobre o Palmeiras. Nossas frases podem ser mal interpretadas.

(1 ) LEMYR MA RTINS | (2) AD OLFO GERCH MA NN | (3) NELS ON C OELHO| (4) Cesar G reco/ FOTOAR ENA

Pedro Proença

1987

Naquele ano, o Palmeiras montou um timaço para acabar com a fila de títulos, que já durava dez anos. Martorelli disputou com Ivan a posição e ganhou. Vestiu a 1 na maldita final do Paulista contra a Inter de Limeira.

G

oleiro da segunda melhor defesa do Campeonato Brasileiro até a 31ª rodada, Deola tem sido elogiado pela imprensa e pela torcida por suas boas atuações. E não é para menos: com o suplente na meta, a média de gols sofridos pelo Verdão é menor. Marcos, que jogou 36 vezes no ano, foi vazado 42 vezes, o que dá 1,17 gol por jogo. Já Deola tem número igual de partidas e de gols sofridos: 28. Portanto, sua média é de 1 gol por jogo — sem contar a partida de ontem, contra o Goiás. No Brasileirão, Deola conteve o ímpeto do ataque colorado no empate por 1 x 1 contra o Inter, no Beira-Rio (último jogo antes da parada para a Copa) e, depois do Mundial, disputou seis das sete partidas seguintes do Verdão. Foram nove gols sofridos. Marcos voltou para mais sete partidas, mas uma contusão contra o Cruzeiro deu nova chance ao reserva. De lá para cá, 14 jogos e 13 gols sofridos, a maior sequência de Deola no Verdão. Marcos, porém, leva vantagem sobre o companheiro em alguns quesitos: média de gols no Brasileirão — 0,84, com 11 gols em 13 jogos, contra 1,05 de Deola, que levou 20 tentos em 18 jogos, e número de jogos nos quais não foi vazado (11 x 8). Em 2010, a equipe já foi vazada 70 vezes em 63 partidas, com a média de 1,11 gol por jogo. A defesa, no entanto, não transmitia tanta segurança no início do ano. No Paulistão, por exemplo, os palestrinos buscaram a bola no fundo de suas redes em 32 ocasiões, 1,68 vez a cada duelo, em média.

(3)


DO M ING O, 31 d e o u t u bro d e 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

09

o ano

Média de gols sofridos pelo reserva é melhor que a do Santo, contando Paulista, Brasileiro e Sul-Americana. Prata da casa segue a linhagem de goleiros palmeirenses formados na grama do Parque Antárctica

(1 )

(1 )

(1 )

1989

1993

Velloso era terceiro goleiro quando ganhou a vaga de titular — Zetti e Ivan estavam contudidos. Arrebentou no Paulista de 1989 e depois foi emprestado. Fez parte da superequipe que venceu o Paulista de 1996 com Luxa.

Sérgio substituiu Carlos e César, titulares em 1992. Tirou o time da fila de títulos, mas não convencia. Essa conquista só veio com a dedicação a partir de 2002, quando Marcos passou a enfrentar contusões seguidas.

os que ficaram pelo caminho

(1 ) R ENATO PIZZ UT TO | (2 ) RO GERIO PALL AT TA

Ivan Reserva de Leão, Martorelli, Zetti, Velloso, Carlos, César e Sérgio. Deixou o clube depois de dez anos sem jamais se firmar no gol do time. César Foi o goleiro da final do Paulista de 1992, perdida para o São Paulo. Uma contusão o tirou do time no ano seguinte. Nunca mais voltou. Marcelo Reserva por três anos, jogou 13 vezes. Era o segundo goleiro na época de Velloso e foi rebaixado para terceiro quando surgiu Marcos.

Diego Cavalieri (1 ) Considerado o sucessor de Marcos no gol palmeirense, foi negociado com o exterior, onde manteve a sina de reserva. Gilvan Goleiro na Copa São Paulo de 2000, foi outro que suportou a sombra de Marcos. Hoje atua sob as traves do Bragantino, na série B.

1999 O santo maior de todo palmeirense atende por Marcos. A ele, o torcedor atribui os méritos da Libertadores de 1999. Suportou a série B em 2003 mesmo pentacampeão e com propostas do exterior. Deve ganhar busto no clube.

Mais duas revelações pintam para o gol

k

Raphael Alemão, 22 anos, e Carlos Eduardo, 20, que jogaram as Copas São Paulo de 2007 e 2009, respectivamente, são as novas crias da mais tradicional escola de goleiros do país. Eles já estão treinando com o time profissional, mas ainda terão que esperar pacientemente sua chance. Primeiro, Marcos precisa parar, o que ainda pode levar um tempo: “Ainda não estou vendo o momento técnico de o Marcos encerrar a carreira”, declarou o preparador de goleiros, Carlos Pracidelli. Depois, ainda precisarão esperar Deola e Bruno abrirem uma brecha no time titular.

(2)

Raphael: ainda o terceiro

(2)

Bruno: na fila de sucessão


jor na l pl acar | D OMIN G O, 31 de OU TU BRO de 2010

10

santos

Peixe empata no Sul e fica longe da tríplice coroa Garantidos na Libertadores, Santos e Inter fazem bom jogo mas ficam a oito pontos de distância dos líderes

J

t

envie a mensagem: GOLPEIXE para 22745

t

SANTOS no celular NOTPEIXE para 22745

Você só paga R$ 0,31 por mensagem recebida.

Zé Eduardo fez um bonito gol e provocou a torcida os gols 33 do 2º

0 x 1 Em jogada individual, Zé Eduardo passa por Índio e Bolívar antes de bater no ângulo direito de Renan.

internacional santos

1 1

1 x 1 Leandro Damião,

m rafael

30/10/2010 — Beira-Rio (Porto Alegre, RS)

O goleiro santista foi bem

J: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)

demais em tiros de Guiñazu,

R: R$ 459 005

Sobis, Alcsandro e Bolívar.

P: 29 565

CA: Guiñazu, D’Alessandro, Zé Eduardo e Rodriguinho Internacional: Renan, Nei, Bolívar, Índio e Kleber; Wilson Matias, Guiñazu, Giuliano (Andrezinho

36 do 2º

opinião do jogo

22/2º) e D’Alessandro; Rafael Sobis (Edu 19/2º) e Alecsandro (Leandro Damião 32/2º). T: Celso Roth. Santos: Rafael, Pará, Durval, Edu Dracena e Léo (Alex

m zé eduardo O protegido de Neymar está em grande fase: seu 10º gol no Brasileirão foi bonito.

q alan patrick

que tinha entrado há quatro

Sandro 17/2º); Roberto Brum, Arouca (Rodriguinho

minutos, aproveitou cruzamento

30/1º), Danilo e Alan Patrick (Marquinhos 14/2º);

dello Sport pesou. Mal, foi

de Kleber e testou pro gol.

Neymar e Zé Eduardo. T: Marcelo Martelotte.

substituído por Marquinhos.

A exposição no site da Gazzetta

foto: Ro berto Vinícius/F utur a P re s s

á classificados pra Libertadores, Inter e Santos fizeram um bom jogo, que acabou 1 x 1. Depois de escalar três atacantes na derrota pro Prudente, Marcelo Martelotte voltou ao esquema 4-4-2, Keirrison foi pra reserva e Pará, que cumpriu suspensão, retornou — Danilo foi deslocado pro meio. O Colorado, que não tinha Tinga com uma lesão muscular, assustou aos 3min, em jogada trabalhada. Guiñazu fintou e chutou para boa defesa de Rafael. A resposta praiana, aos 6min, foi desperdiçada por Neymar, que concluiu fraco após tabelar com Zé Eduardo. Três minutos depois, Giuliano trocou bons passes com Guiñazu e quase marcou um golaço. Mas era lá e cá. Renan salvou os gaúchos aos 13min, ao espalmar batida forte de Danilo, no ângulo esquerdo. Aos 33min, o Inter acertou o travessão com Wilson Mathias, que mandou por cobertura da entrada da área — na sobra, Rafael Sobis chutou pra fora. Depois, Alecsandro matou no peito e obrigou nova defesa de Rafael, que ainda pegou rebote de Sobis. No contra-ataque, Renan falhou, Edu Dracena cabeceou e Nei tirou a bola em cima da risca — os santistas pediram gol. No início do 2º tempo, Bolívar testou a bola no canto esquerdo pra outra defesa de Rafael. Neymar deu o troco invadindo a área, mas Índio cortou o cruzamento. Aos 33min, Zé Eduardo passou por Índio e Bolívar e chutou: 1 x 0. Em seguida, Kléber centrou pra Leandro Damião testar e empatar. Ficou difícil pro Peixe unir o título do Brasileirão aos do Paulistão e da Copa do Brasil.


DO M ING O, 31 DE O U T U BRO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

especial DIA DE FÚRIA Por Bruno Favoretto Repórter do Jornal PLACAR

VALENCIA COBRE ROMBO DE ROMÁRIO (2)

Se você um dia pensou na conta bancária de Romário, eleito o melhor do mundo em 1994, astro da seleção, do Barcelona e do PSV, com certeza achou que o cara nadava em dinheiro, certo? Isso até julho de 2009, quando o Baixinho teve que passar 22 horas em uma delegacia carioca por atrasar o pagamento da pensão dos filhos Moniquinha e Romarinho.

Na época, o jornal Extra publicou que, paralelamente às dívidas familiares e fiscais (IPVA, IPTU e ITBI), o “Peixe” teria um rombo de 10 milhões de reais referente a um jogo de azar conhecido como pirâmide. Os participantes faziam o aporte financeiro e, conforme o acordo, tiravam 30% do valor investido em um prazo de 30 dias. Romário teria quebrado a corrente.

Mas a sorte do cara está mudando. Imbróglios à parte, o ex-craque se elegeu deputado federal (PSB) pelo Rio de Janeiro. E não é que ele acaba de receber outra boa notícia? O (1 ) JÚNIOR L AG O/FUTUR A PR E S S | (2) REPRO DUÇ Ã O/JORNA L MA RCA

Tribunal Supremo da Espanha negou o recurso do Valencia, que terá que pagar cerca de 660

11

Paulistão começa em janeiro com seis árbitros em campo Torneio começa em janeiro com regulamento novo e excesso de datas

(1 )

O

Paulistão começa em 15 de janeiro castigando a pré-temporada dos clubes, que terão um pouco mais de um mês para se preparar, nos quatro primeiros meses do ano. Quem disputar a Libertadores e a Copa do Brasil (o que deve acontecer com os quatro grandes do estado) terá que arrumar na agenda pelo menos 19 ocasiões para as partidas do campeonato regional — caso os clubes avancem até a final do Paulistão, serão 23 datas. A primeira rodada já reserva um clássico: Corinthians x Portuguesa, no Pacaembu. Uma das novidades é o critério de classificação. O turno único servirá para definir os oito melhores para a segunda fase da competição. Até o ano passado, apenas os quatro melhores avançavam. Com isso, haverá etapas de quartas de final e semifinal até chegar aos dois finalistas. Apenas a final acontecerá em duas partidas — as demais serão em jogo único. A outra mudança é a arbitragem. Seguindo os conselhos da Fifa, logo depois da Copa do Mundo da África do Sul, a Federação Paulista passará a adotar um auxiliar atrás de cada gol. A medida servirá para evitar erros como o do gol de Lampard, da Inglaterra, contra a Alemanha — a bola entrou muito, mas o árbitro uruguaio Jorge Larrionda não validou o gol, orientado pelo bandeirinha Mauricio Espinosa. Assim, seis “árbitros” serão escalados para cada partida: o oficial, os dois bandeirinhas, o quarto árbitro e dois auxiliares atrás dos gols. A Federação Paulista também decidiu fixar os trios de arbitragem, medida que também foi aplicada durante a Copa do Mundo.

Corinthians x Lusa em 2010: clássico abre o Paulistão 2011 Confira os jogos dos quatro grandes na primeira fase DATA

7ª RODADA

JOGO

1ª RODADA 16/1 16/1 16/1 16/1

Linense Mogi Mirim Corinthians Palmeiras

x x x x

Santos São Paulo Portuguesa Botafogo

x x x x

Corinthians Mirassol Palmeiras São Bernardo

2ª RODADA 19/1 19/1 19/1 19/1

Bragantino Santos Ituano São Paulo

3ª RODADA 23/1 23/1 23/1 23/1

Oeste Corinthians Prudente São Paulo

x x x x

Palmeiras Noroeste Santos Ponte Preta

Americana Santos Corinthians Palmeiras

x x x x

São Paulo São Caetano Mogi Mirim Paulista

30/1 Portuguesa x Palmeiras 30/1 São Bernardo x Corinthians 30/1 Santos x São Paulo

6ª RODADA Mirassol São Paulo Corinthians Ponte Preta

8ª RODADA 13/2 13/2 13/2 13/2

Portuguesa Paulista Santos Palmeiras

x x x x

x x x x

Palmeiras Linense Ituano Santos

São Paulo Corinthians Noroeste Americana

9ª RODADA 20/2 20/2 20/2

Mogi Mirim x Palmeiras Corinthians x Santos São Paulo x Bragantino

10ª RODADA 27/2 27/2 27/2

Corinthians x Prudente São Paulo x Palmeiras Santos x São Bernardo

5/3 5/3 5/3 5/3

Linense Palmeiras São Caetano Oeste

x x x x

12ª RODADA

5ª RODADA

2/2 2/2 2/2 2/2

Botafogo x São Paulo Santo André x Santos Palmeiras x Corinthians

11ª RODADA

4ª RODADA 26/1 26/1 26/1 26/1

6/2 6/2 6/02

9/3 9/3 9/3 9/3

Noroeste São Paulo Santos Corinthians

x x x x

13ª RODADA 13/3 13/3 13/3 13/3

Santos São Paulo Palmeiras Mirassol

x x x x

Corinthians Santo André São Paulo Santos Palmeiras Ituano Portuguesa Ponte Preta

14ª RODADA 20/3 20/3 20/3 20/3

Corinthians São Caetano Prudente Bragantino

x x x x

Americana Palmeiras São Paulo Santos

15ª RODADA 23/3 23/3 23/3 23/3

Santos Paulista Corinthians Palmeiras

x x x x

Mogi Mirim São Paulo Oeste Linense

16ª RODADA 27/3 27/3 27/3

Palmeiras x Bragantino Ituano x Santos São Paulo x Corinthians

17ª RODADA 3/4 3/4 3/4

São Paulo x Mirassol Santos x Palmeiras Botafogo x Corinthians

18ª RODADA 10/4 10/4 10/4 10/4

Noroeste Americana Corinthians Palmeiras

x x x x

São Paulo Santos São Caetano Prudente

19ª RODADA Botafogo Santo André São Bernardo Corinthians

17/4 17/4 17/4 17/4

Santos São Paulo Santo André Ponte Preta

x x x x

Paulista Oeste Corinthians Palmeiras

mil reais ao brasileiro pela cessão dos direitos de imagem do camisa 11 à sociedade holandesa International Football Management BV. Romário teve duas passagens pelo alvinegro valenciano (1996 e 1997) e marcou 14 gols.

Dia de Fúria Análise do que acontece no futebol espanhol. ∑ placar.abril.com.br/blogs/dia-de-furia

As novidades do Paulistão QUARTAS DE FINAL Oito times se classificam para a fase de mata-mata, fórmula que não era usada desde 2004. As quartas e as semis serão em partidas únicas — só a final será disputada em dois jogos. Nos últimos quatro campeonatos, o mata-mata começava nas semifinais.

ARBITRAGEM Mais dois auxiliares serão colocados (um atrás de cada gol) para tentar diminuir os erros de arbitragem. Com isso, cada jogo terá seis juízes: o árbitro da partida, os dois bandeirinhas, o quarto árbitro e os dois homens que fiscalizarão o que acontece atrás da linha de fundo.

ABC Pela primeira vez as três cidades do ABC estarão representadas na competição. São Caetano e Santo André se mantiveram na primeira divisão e agora disputarão seus dérbis regionais contra o São Bernardo — a versão amarela, não confundir com a alvinegra.


Realização

Patrocínio

Ameaçada de extinção, a arara-azul-de-lear vive no sertão da Caatinga principalmente em Canudos (BA).

Viajar é conhecer, e conhecer é viajar Há três anos, a VIAGEM DO CONHECIMENTO reúne estudantes, professores e suas famílias em todo o Brasil para explorar o universo da viagem e do turismo como experiência essencial da educação. Na edição 2010, 6.920 escolas públicas e particulares estão participando da maior olimpíada de conhecimentos histórico-geográficos do país. Conheça, divulgue, participe: www.viagemdoconhecimento.com.br

© Foto gentilmente cedida por Araquém Alcântara, conselheiro do Movimento Planeta Sustentável

www.facebook.com /viagemdoconhecimento

Siga: @viajarconhecer

Comunidade: Viagem do Conhecimento


DO M ING O, 31 d e o u t u bro d e 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

especial

15 13

Ídolos são destaque na Chuteira de Lata Em dezembro, os craques do Brasileirão serão premiados na 41ª edição da Bola de Prata PLACAR. Mas como nem só de sucessos vivem os jogadores de Corinthians, São Paulo, Palmeiras e Santos, resolvemos avaliar o desempenho dos boleiros nas cobranças de pênaltis na inovadora Chuteira de Lata. Valem o número de penais perdidos e as circunstâncias em que foram desperdiçados. Até a 31ª rodada, o líder era Neymar.

Neymar (Santos)

(1 )

Rogério Ceni (São Paulo)

Perdeu Perdeu em decisão Perdeu zoando o goleiro

6 (6) 1 (2) 2 (6)

14 pontos

Consequências: a displicência nas cobranças por pouco não pôs a perder o título da Copa do Brasil. Dorival Júnior o impediu de cobrar e foi demitido do clube.

Kléber (Palmeiras)

Robert (Palmeiras) (2)

Perdeu Perdeu em decisão Perdeu zoando o goleiro

4 (4) 1 (2) 1 (3)

9 pontos

Consequência: se o clube dependesse só de suas cobranças, seria eliminado nas oitavas da Libertadores. Mas, contra o Universitário, compensou pegando dois.

(3)

Perdeu Perdeu em decisão Perdeu zoando o goleiro

2 (2) 1 (2) 0 (0)

4 pontos

Consequência: o pênalti perdido contra o Atlético-PR, por sorte, não valeu a eliminação da Copa do Brasil. Perdeu outro, contra o Vitória, e depois foi pro Cruzeiro. série b

Chicão (Corinthians) (4)

(5)

Paulistas fazem papelão na disputa pelo acesso (6)

Lusa empacou no ASA na sexta: 1 x 1

Perdeu Perdeu em decisão Perdeu zoando o goleiro

3 (3) 0 (0) 0 (0)

3 pontos

Consequência: nenhum deles foi decisivo. Contra o Avaí, bateu de novo e fez, depois de tomar um tapinha na cara do goleiro Zé Carlos, que defendeu na primeira vez. REGRA

(1 ) R ENATO PIZZUT TO | (2) Cristian Schneid er / Futura P re s s | (3) Marco s B ezerra_Futura P re s s | (4) R EP RO DUção | (5 ) Rodrigo C oca / Fotoarena | (6) Igor Castro/Futura Pre s s

(1 )

Perdeu Perdeu em decisão Perdeu zoando o goleiro

2 (2) 0 (0) 0 (0)

2 pontos

Consequência: o perdido contra o Atlético-GO poderia ter deixado o time em melhor posição no campeonato. Na época, o Timão ainda não havia perdido no Brasileirão.

Pênalti perdido em partida de meio de campeonato: peso 1; pênalti perdido em partida que valia classificação: peso 2 pontos; pênalti perdido zoando o goleiro (cavadinha, paradinha etc.): peso 3

k

No ano em que não há nenhum grande de São Paulo ou Rio disputando a série B, os times paulistas fazem campanhas apenas medianas. A Portuguesa, um dos mais tradicionais clubes paulistanos, não soube aproveitar as oportunidades que teve e ocupa a sexta posição, com 47 pontos. A Ponte Preta

vem logo abaixo, com 46. O São Caetano tem 44. Guaratinguetá e Bragantino, que fizeram campanhas de regulares a boas em Paulistões recentes, nem sequer figuram entre os dez primeiros. Mais dramática ainda é a situação do Santo André, atual vice-campeão paulista: o Ramalhão está na zona da degola, com 32.


jo r nal pl aca r | D OMIN G O, 31 de OU TU BRO de 2010

14

são paulo

C

uca volta a encarar o Tricolor na próxima quinta-feira, seis anos depois de deixar o clube. O técnico do Cruzeiro, um dos melhores times do campeonato, declara que deseja voltar ao estado, mas primeiro quer fazer um grande trabalho no clube mineiro.

entrevista cuca

“Trapalhada me tirou do São Paulo”

Pedro Proença

O Cruzeiro é o clube de melhor estrutura e com o melhor elenco no qual você já trabalhou? No que difere do futebol carioca e do paulista? A estrutura do Cruzeiro é, junto com a do São Paulo, a melhor. Aqui não vaza nada. No Rio, por exemplo, a imprensa fica a 10 metros do gramado, ouvindo tudo, isso pode trazer algum desgaste. Além disso, aqui o clube tem piscina aquecida, sauna, conta com meios de recuperar rapidamente os jogadores, tem hotel e paga rigorosamente em dia. No Cruzeiro, diferentemente de alguns de seus últimos trabalhos, você chegou com a missão de levar o time à Libertadores ou ao título. Acha que, assim, pode se firmar como um técnico no qual os clubes queiram apostar para projetos longos? Eu acho que ajuda. Mas, no Botafogo, que foi o clube mais gostoso no qual eu trabalhei, apesar de todas as dificuldades em dois anos de trabalho, o time chegou bem em todas as competições. Agora, o que eu quero é construir um trabalho de longo prazo no Cruzeiro. Você sempre montou times insinuantes no ataque e, às vezes, um pouco expostos na defesa. Este Cruzeiro não faz tantos gols, mas tem uma das melhores defesas do campeonato. Como você encontrou tal equilíbrio? O elenco possibilita ter uma boa defesa, conseguimos diminuir os espaços para o adversário. É importante não tomar gol porque, para nós, o que conta agora não é quantos gols faremos, mas quantos pontos somaremos. Se você vir os últimos campeões, eles tinham ótimas defesas; a do São Paulo de 2007, por exemplo, era excelente. O Montillo é o grande jogador do Cruzeiro. Consegue conceber o time sem ele? CUCA

Alexi Stival (1 ) RENATO PIZZUT TO | (2) ale x and re battibugli

Idade: 47 anos Nascido em: Curitiba (PR) Clubes: Uberlândia (1998), Avaí (1999), Brasil de Pelotas-RS (1999), Avaí (2000), Inter de Limeira (2000), Remo (2001), Internacional de Lages-SC (2001), Gama (2002), Criciúma (2002), Paraná (2003), Goiás (2003), São Paulo (2004), Grêmio (2004), Flamengo (2005), Coritiba (2005), São Caetano (2005), Botafogo (2006 a 2008), Santos (2008), Fluminense (2008), Flamengo (2009), Fluminense (2009 a 2010) e Cruzeiro (desde 2010) (1 )

Títulos: Carioca de 2009 (Flamengo)

Apesar de uma ou outra derrapada, o Cruzeiro começou a engrenar com a chegada dele. Ele se encaixou como uma luva. Eu insisti muito para que o Montillo viesse e a diretoria se esforçou bastante. Mas é preciso ver que ele não joga sozinho. Tem Marquinhos Paraná, Fabrício, Wellington Paulista, Farias, os laterais, enfim, é um grupo bom. Quanto a ser o craque, acho que é difícil opinar, pois há grandes meias no campeonato: Conca, Douglas e Ganso, que infelizmente se machucou. (2)

Nos tempos de São Paulo, com Grafite

Já está pensando no confronto direto com o Corinthians? De vez em quando eu penso, sim. Mas só terei uma ideia mais clara de enfrentá-los mais para frente. O desempenho do time nas partidas anteriores a essa me ajudará a refletir. Você saiu do São Paulo com 64% de aproveitamento. Em 2005, quando o time ganhou tudo, muitos lembraram que você tinha participação, pois montou o elenco. Você se arrepende de ter saído? Naquela ocasião houve uma série de equívocos, alguns dos quais meus. Eu tinha recebido três propostas do mundo árabe — uma delas muito boa. O convite me seduziu, eu comuniquei a direção e disse que sairia depois de dois jogos. Só que, depois da última partida, me informaram que o clube havia acertado com outro treinador. Daí a relação ficou (com o São Paulo) desgastada. Um mês depois, optei por sair. Se fosse hoje, eu teria agido de forma diferente. Você sonha em voltar a dirigir o São Paulo ou em treinar clubes do exterior? A princípio, repito, ambiciono fazer um grande trabalho a longo prazo no Cruzeiro. É claro que trabalhar em qualquer um dos grandes de São Paulo — e não apenas no Tricolor — é uma honra, desejo voltar para lá. Quanto a treinar clubes de fora, não é uma pretensão. Você é supersticioso? Não. Eu gosto de brincar um pouco, mas não tenho superstições. Não fará diferença estar com uma cueca preta, azul ou sem cueca. Sou católico e acredito em Deus.


DO M ING O, 31 DE O U T U BRO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

15 (1 )

Ricky ganhou títulos importantes para o Tricolor, mas anda tomando muito cartão

CARRINHO Por Maurício Barros (3)

HECHO EN ARGENTINA (3)

Deve ser a água do Prata, a uva malbec ou o bife ancho. Tem alguma coisa que os argentinos comem que os faz produzir aos montes um exemplar típico do futebol-arte: os meinhas. Os meinhas são armadores habilidosíssmos, chatos de serem marcados, incansáveis e decisivos, que eles chamam de enganches — armadores ofensivos. E são, acima (ou abaixo) de tudo, nanicos. Nem vou falar de Maradona, porque é covardia. De Saviola, Tevez, Aguero e Messi também não digo, porque jogam um pouco mais à frente, embora vindos da mesma assadeira. Peguemos os armadores natos de safra

Richarlyson está com pé no Flu Reincidente, volante será julgado, pode pegar seis jogos de gancho e dizer adeus ao Tricolor

(1 ) LUIZ PIRE S D IAS/ VIPC OMM | (2) WAND ER ROB ERTO / VIPC O MM | (3) PED RO VILEL A_ FUTUR A PR E S S

recente: Ariel Ortega, Marcello Gallardo, Andrés D’Alessandro (exceção à regra, é um gigante de 1,74 m), Pablo Aimar... e outros dois que estão brilhando no Brasil: Walter Montillo

S

egundo atleta mais antigo do elenco (veio do Santo André em julho de 2005), Richarlyson pode se despedir do São Paulo contra o Cruzeiro, na próxima quartafeira. Isso porque o volante de 27 anos vai ser julgado dois dias depois pela expulsão na vitória sobre o Santos (em 17 de outubro) e, se pegar a pena máxima, não poderá atuar mais em 2010. O contrato se encerra em 31 de dezembro e dificilmente será renovado. Magno Alves Com dez cartões amarelos e dois overcomemora melhos no Brasileirão, Ricky vai aogol banprimeiro co dos réus do STJD pela terceira do Cearávez na competição. O árbitro Sandro Meira Ricci enquadrou a falta no santista Zé Eduardo no artigo 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva: praticar

jogada violenta. O volante, que venceu três Brasileiros e um Mundial no clube, pode pegar gancho de um a seis duelos. Se pegar a pena máxima, ele não deve mais vestir a camisa do Tricolor. A diretoria diz que ainda vai conversar sobre a renovação, mas Paulo César Carpegiani já criticou o camisa 20. “Ele tem que ter esse auto-controle que me prometeu. Se não, sempre vai estar correndo o risco de receber cartão ou ser expulso”, comentou o treinador.

Muricy aceita Segundo o globoesporte.com, o técnico do Fluminense já conversou com Ricky, de quem é fã, sobre sua provável ida para as Laranjeiras. O jogador teria manifestado interesse em se mudar pro Rio.

e Darío Conca, que são hoje os melhores do Campeonato Brasileiro, brigando pela Bola de Ouro 2010. Riquelme está fora da lista — é grande, mais clássico, mais brasileiro. Fico pensando se o Brasil já foi capaz de parir meinhas argentinos. Juninho Paulista, talvez? Não, era muito vertical... Madson? Também não, aí é baixinho demais. Giuliano do Inter? Não, esse é muito mais atacante... A verdade é que não temos esse tipo de craque. Pelo menos, estamos importando. MAURÍCIO É REDATOR-CHEFE DA REVISTA RUNNER’S WORLD.

Carpegiani fica em dúvida entre Fernandinho e Fernandão

k

Após ganharem folga no dia das eleições, os jogadores se reapresentam amanhã à tarde no CT da Barra Funda pensando no jogo de quarta-feira em Uberlândia contra o Cruzeiro, um dos favoritos ao título. Carpegiani ainda não pode contar com Jorge Wagner, em fase final de recuperação de uma fra-

tura na mão. A boa notícia são as voltas de Lucas, que cumpriu suspensão contra o Atlético-PR, e de Fernandinho, que segue no Reffis com dores na panturrilha direita e no joelho esquerdo, mas deve ter condições de jogo. Por outro lado, o treinador elogiou a função exercida por Fernandão, que atuou como meia na va-

ga de Lucas diante do Furacão. “Já joguei por aquele setor na França. Temos de ter o espírito de ajudar o grupo”, diz Fernandão. Assim, Fernandinho deve ficar como opção. Responsável pela jogada que terminou no gol do atleticano Guerrón, Casemiro, que retornou de lesão, deve voltar pro banco — Carlinhos Paraíba segue no time.

(2)

Fernandão foi elogiado pelo chefe na quinta


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

16

especial

Pelada arrebenta o coração Já está provado que o futebol com os amigos ajuda você a viver mais, mas o esporte tem seus riscos; aprenda a se defender

P

esquisa da Universidade de Copenhague (Dinamarca) mostrou que, além de ser ótimo para fazer amigos e reduzir o estresse, bater uma bolinha é eficaz contra a hipertensão, contra o excesso de peso e para a liberação da endorfina, hormônio do bem-estar. Mas para que a diversão não vire mais um problema, alguns cuidados são necessários. O primeiro deles é com o coração — antes de praticar qualquer esporte, é fundamental fazer exames cardiológicos. Outro órgão vulnerável e que requer cuidados é o joelho. Pesquisadores australianos provaram que exercícios de equilíbrio são a melhor maneira de evitar lesões no local durante o futebol — por exemplo, três séries de 15 agachamentos num pé só (comece com menos, apoiando-se com as mãos em alguma base e sem baixar muito). “Duas vezes por semana é suficiente. Se a pessoa faz academia, fortalece a musculatura e diminui mais o risco de lesão”, diz Carlinhos Neves, preparador físico do São Paulo e da seleção. Os tornozelos também sofrem com pancadas e buracos do campo. As chatices mais comuns são entorses nos ligamentos que conectam os ossos da perna aos pés. Ortopedistas da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) analisaram prontuários de oito times profissionais e constataram que lesões musculares são as contusões mais recorrentes. O músculo é feito de várias fibras que, quando esticam demais, durante um esforço, podem arrebentar parcial ou totalmente, provocando muita dor. Atletas de fim de semana também correm esse perigo. “Alongamento e corrida antes de jogar bola servem como aquecimento e diminuem o risco”, ensina Neves. Fraturas no rosto — especialmente no osso zigomático, abaixo do olho — também rolam direto. Uma forma de se defender é abrir os braços quando subir pra cabecear. “Só tome cuidado pra não acertar o adversário”, diz o doutor Osmar de Oliveira. Se levar uma pancada no rosto, não deixe de ir ao hospital para um check-up, pois não cuidar disso pode acarretar lesões cerebrais capazes de afetar a fala e os movimentos.

Desidratação e cerveja Dependendo do esforço, você sua até 1,5 litro num jogo. A cerveja depois está liberada, mas, como não repõe as reservas hídricas perdidas, não se esqueça de reidratar o organismo durante e depois da pelada. Opte por água, isotônico ou suco.

Bruno Favoretto

OLHO A órbita, cavidade do esqueleto onde fica o globo ocular, costuma sofrer com cotovelos e cabeçadas

CANELA A caneleira ajuda a blindar a tíbia e a fíbula, os ossos da perna que mais levam bordoadas nas peladas

(1 )

PÚBIS A parte de baixo da bacia é muito exigida e, em casos extremos, pode sofrer com uma espécie de tendinite (pubalgia)

PULMÃO Uma mudança brusca da temperatura corporal pode fazer com que o órgão não funcione corretamente

JOELHO Exercícios de equilíbrio, como o agachamento, protegem os ligamentos que envolvem a patela RIM Para que ele não pare de funcionar, hidrate-se com isotônico, suco ou água durante e depois do jogo

TORNOZELO Treinar corrida duas vezes por semana alternando piques e trotes ajuda a preservar as articulações


DO M ING O, 31 DE O U T U BRO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

17 Os riscos que o boleiro corre CÉREBRO E LATERAL DO ROSTO Uma pancada pode até causar hemorragia cerebral, atingir a medula e afetar os movimentos

CORAÇÃO Para não dar chabu, realize exames cardíacos anualmente e afaste o risco de infarto e arritmias

Amador Quebrar a cara Crianças e peladeiros de fim de semana, que não têm a “malandragem da bola”, estão suscetíveis a cotoveladas ou cabeceios no osso zigomático, a maçã do rosto. O ideal é não marcar amigos no estilo “Kléber Gladiador”. Choque térmico Jogou bola no sol quente e caiu na água gelada depois? Saiba que, em casos extremos, a mudança brusca de temperatura pode levar a arritmias cardíacas, alterações metabólicas e pulmonares e paradas cardíacas. Desidratação Sem água e sais minerais, os rins perdem a capacidade de funcionar direito, portanto não se esqueça de mandar goela abaixo água, isotônico ou suco (durante e depois do jogo). Doenças cardíacas Todos os que querem jogar futebol, sejam jovens ou coroas, devem passar no cardiologista antes, já que nem os profissionais estão livres de uma morte súbita. Repita os exames anualmente.

Profissional Estiramento Estudo da Unifesp mostrou que o maior problema dos boleiros rola quando as fibras musculares da coxa não se movimentam adequadamente — esticam ou se contraem demais. Pubalgia O local onde a parte de baixo da bacia (púbis) se encontra com o músculo adutor da coxa é um dos mais exigidos no futebol. O movimento repetitivo provoca uma inflamação no tendão que junta o músculo e o osso — a tal “fisgada na virilha”. Fratura por estresse Outra lesão por movimentos repetitivos. Seu osso é como um arame: se dobrado repetidamente no mesmo local, se rompe. A pessoa sente muita dor, sem que a radiografia detecte lesão. Tíbia quebrada Quando o assunto é fratura, a mais comum ocorre nesse osso da canela. O outro, chamado de fíbula, também sofre porque nem sempre está protegido pela caneleira.

MEDULA ESPINHAL O abuso de substâncias analgésicas já foi associado à esclerose lateral amiotrófica (ELA), doença neurológica sem cura

(1 )

(2)

COXA As fibras musculares podem esticar até romper (estiramento) ou “travar” (contratura); a coxeira, que pressiona o local, previne o problema Acácio escapou da bolada, mas levou uma cabeçada na cara

Quando não está no batente como analista de sistemas, Acácio Silva, 42 anos, desfila seu futebol pelas quadras paulistanas. O divertimento virou susto em 2001, quando ele se machucou após uma disputa pelo alto. “A bola foi cruzada na área e fui pra dividida de cabeça. Não sei se eu cabeceei o cara, só sei que tive uma fratura na órbita, aquela cavidade do esqueleto onde fica o olho”, relata Acácio, que teve que passar por uma cirurgia. “Como um pedaço do osso foi quebrado, o médico fez uma reconstrução com platina. A recuperação foi chata, 15 dias de molho, doía muito”, conta Acácio. Ele acha que não tinha como evitar o acidente, pois “fatalidades rolam em qualquer esporte”. “O cara até foi me visitar, é amigo. Não tive sequela. Só fiquei um pouco traumatizado com bolas cruzadas”, brinca.

(1 ) LUCIANO VERONE ZI | (2) ACERVO P E S S OA L

“Coloquei platina na cara” k


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

15 18

corinthians

Timão exige Elias e Jucilei inteiros na volta da seleção

PACIENTE INGLÊS James Scavone Publicitário e praticante do legítimo humor britânico

O MUNDO DE WAYNE (2)

Tite não quer perder dupla para o duelo contra o Vitória, no dia 21 (1 )

Não sei se alguém se recorda do programa que o ator americano Mike Myers tinha na MTV nos anos 90. Chamava-se Wayne’s World (O Mundo de Wayne). Pois o nome voltou à tona na mídia inglesa. E os números exorbitantes do salário

O

Corinthians pediu que Elias e Jucilei, convocados por Mano para o amistoso da seleção contra a Argentina, no dia 17, em Doha, no Catar, voltem inteiros e a tempo de enfrentar o Vitória, no dia 21, em Salvador. A volta da dupla está marcada para o dia seguinte à partida contra os argentinos. Em tese, eles teriam dois dias de treinamento antes do encontro com o time baiano. Segundo a programação corintiana, os dois embarcariam de Doha na mesma noite do amistoso. São 14 horas de voo

entre São Paulo e a capital do Catar. O mesmo esquema já havia sido feito com Elias, quando foi convocado para os jogos contra Irã e Ucrânia. Ele enfrentou os europeus no dia 11 e dois dias depois estava em campo contra o Vasco. “São muitas horas de voo, outro clima, alguns treinos, o jogo... Eles têm de fazer o máximo para não se desgastarem além do que é natural. Eles querem ir bem lá com a seleção, mas também querem estar bem com aqui com a gente e para isso vão ter de fazer tudo que fazem aqui”, disse o preparador físico do

clube, Eduardo Silva, ao portal IG. “Não atrapalha, não. Os jogos são de domingo a domingo, então o jogo da seleção não atrapalha nossa preparação. O Dudu (Eduardo Silva) já falou pra gente ficar tranquilo que vai conseguir superar bem essa viagem longa”, disse Jucilei. “Temos que superar essa viagem cansativa. Fiz isso já, viajei para a Inglaterra e, dois dias depois, joguei contra o Vasco. Mas você cansa. Dessa vez um jogo é na quarta e o outro é no domingo, tem mais dias para descansar. A gente é novo, se sobressai pela força”, avaliou Elias.

do atacante Wayne Rooney são o alvo. Ontem mesmo assistia a um pouco de TV e deparei com um programa de auditório chamado

A Million Drop, em que os competidores respondem perguntas valendo dinheiro. Ao terminar uma das fases com pouco mais de 30 000 libras, o competidor disse que tinha tido um “dia de Wayne”. Outro dia o taxista media em “Waynes” o corte no orçamento do governo britânico. E assim caminham os súditos da rainha com uma moeda nova no lugar da libra. Pior é saber que um calcanhar machucado deve manter Rooney e suas 250 000 libras semanais fora dos próximos jogos

William oferece R$ 5 000 para quem achar carro roubado xima, o 23º DP de Perdizes (zona oeste). “O carro tem seguro, sim. Mas a ineficiência da polícia devido à falta de aparelhamento, contingente e bons salários os tornam reféns do medo”, criticou o zagueiro e capitão do Corinthians em sua página no Twitter. Ele deve enfrentar o Avaí, na quarta-feira, no Pacaembu. CORINTHIANS NO CELULAR envie a mensagem: GOLTIMAO para 22745

O zagueirão William quer o carro de volta

O zagueiro William ofereceu, pelo Twitter, 5000 reais para quem achar o seu carro, um Outlander da Mitsubishi. O veículo foi roubado no último domingo, logo após o clássico contra o Palmeiras. “Boa noite! Ainda não encontraram meu carro, mas uns documentos e agenda já. Resolvi dar um incentivo caso alguém ‘ache-o’: 5000 reais”, postou o zagueiro. William reclamou que a polícia não deu o tratamento devido ao caso. Ele registrou a ocorrência na delegacia mais pró-

k

(3)

NOTTIMAO para 22745

VOCÊ SÓ PAGA R$ 0,31 POR MENSAGEM RECEBIDA.

do Manchester. Para a alegria de Alex Ferguson, ainda restam “el chicharito” Hernandez e Berbatov na linha de frente.

Do outro lado do Canal, na ilha irlandesa, os Shamrock Rovers conquistam a Premier League local depois de 16 anos de fila. Blog do James Humor britânico e paixão brasileira juntos. ∑ placar.abril.com.br/blogs/blog-do-james/

(1 ) VAGNER CA MP O S/FUTUR A PR E S S | (2) R EP RODUÇÃO | (3) ROGERIO PALL AT TA

Jucilei e Elias estão entre os convocados de Mano Menezes


DO M ING O, 31 d e o u t u bro d e 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

19 entrevista coelho

(2)

“O Kia queria tirar o Tite antes�

F Coelho ajeita pra bater; na sequĂŞncia, Ceni defendeu o pĂŞnalti

(1 ) E U GE NIO SAV IO | ( 2) renato pizzut to

COELHO Dyego Rocha Coelho

alta lateral-direito no Brasil, mas isso não impediu que Coelho, ídolo do AtlÊtico-MG, ficasse sem emprego desde 18 de junho — Luxemburgo dispensou outros 11 atletas do clube. Em fevereiro de 2005, especulou-se que ele foi o pivô da demissão de Tite do Corinthians, jå que perdeu o pênalti contra o São Paulo — Kia Joorabchian, o poderoso da parceira MSI, queria que Tevez fosse o cobrador.

Bruno Favoretto

Idade: 27 anos Nascido em: São Paulo (SP) Peso: 70 kg Altura: 1,79 m Posição: lateral-direito / ala Clubes: Corinthians (2003 a 2006), AtlÊtico-MG (2007 a 2008 e 2009 a 2010) e Bologna-ITA (2008 a 2009) Títulos: Paulista (2003), Copa do Mundo sub-20 (2003), Brasileiro (2005) e Mineiro (2007 e 2010)

VocĂŞ ĂŠ paulistano, mas ainda mora em Belo Horizonte... Minha mulher tambĂŠm ĂŠ paulista, mas a gente chegou aqui em 2007 e gostou muito da cidade, aĂ­ resolvemos ficar.

VocĂŞ bate falta, esteve na ItĂĄlia, mas de repente ficou sem time. Por quĂŞ? Complicado. Quando saĂ­ do Galo, pensei em voltar pra Europa, jĂĄ estava tudo mais ou menos encaminhado. Mas nĂŁo deu certo, a janela fechou e ficou tarde para jogar no Brasil. Tenho que esperar, passar por cima disso. O Luxa quis assim? Sim. O Vanderlei chegou a mim e disse que tinha os garotos (trouxe Diego Macedo, ex-Bragantino) e nĂŁo precisava mais do meu trabalho. Agradeci a ele. Nunca tive problema com ele, ao contrĂĄrio, foi uma boa experiĂŞncia. A torcida fala comigo nas ruas, nĂŁo entende. Fico triste porque eu estava numa fase legal, jogando bem. Tive que acatar.

E no ano que vem? Pro exterior a gente sempre espera ir, pois estou sem contrato. Mantendo a forma posso assinar a qualquer momento. Mas aqui no Brasil tenho que aguardar. Acabando o campeonato, a gente arruma um clube legal. Você marcou no jogo do título corintiano de 2005, mas não foi perdoado pela queda na Libertadores. Falta reconhecimento? Foi uma minoria. Isso Ê passado, tanto o gol contra o Goiås como o contra do River Plate. Ainda torço pelo Corinthians, cresci lå. Não tem problema. Tenho amigos lå, como o AndrÊs, a quem devo muito. Acha que a contratação do Tite foi boa? Muito. É um grande cara,

justo, honesto, que entende de futebol. Ele sĂł ĂŠ voltado pro futebol, nĂŁo tem outras coisas em volta. O pedido de demissĂŁo do Tite foi por que o Kia exigiu que o Tevez batesse o pĂŞnalti contra o SĂŁo Paulo? Houve discussĂŁo? Na ĂŠpoca se falou muito isso, mas jĂĄ vinha de antes. O Kia jĂĄ queria outro treinador antes disso. No vestiĂĄrio nĂŁo teve nada, normal como em todos os jogos. (1 )

No Galo: Luxa o dispensou

"OUFTEP TIPX BTFTUSFMBT EĂ?PVNQBTTFJPOB 26"53030%"4 +ĂˆOBTCBODBT

XXXRVBUSPSPEBTDPNCS


jo r nal pl aca r | D OMIN G O, 31 de OU TU BRO de 2010

15 20

corinthians

entrevista tite

‘Se Ronaldo receber 3 bolas, faz 2 gols’

T

ite chegou com a missão de fazer com que a equipe — que oscilava sob o comando de Adilson Batista — seja campeã brasileira. Nesta entrevista, ele relata como o carinho da torcida o emocionou em sua primeira passagem e fala sobre seu modo de trabalhar. Pedro Proença

(1 )

tite

Adenor Leonardo Bacchi Idade: 49 anos Nascido em: Caxias do Sul (RS) Clubes: Veranópolis (92 a 95), Ypiranga de Erechim (96 a 97) Juventude (97 a 98), Caxias (99 a 2000), Grêmio (2001 a 2003), São Caetano (2003 a 2004), Corinthians (2004 a 2005), Atlético Mineiro (2005),

Como avalia seus dois primeiros jogos? O time jogou 30 minutos em alto nível contra o Palmeiras, criou diversas oportunidades e foi muito consistente. A vitória foi inquestionável. Já contra o Flamengo, o Corinthians fez um ótimo primeiro tempo, saiu na frente e poderia ter definido o jogo nessa etapa. No 2º tempo, tomou o gol muito cedo, mas conseguiu reagir criando algumas oportunidades. Talvez, se não tivesse tomado o gol tão cedo, poderia ter vencido.

Palmeiras (2006), Al Ain (2007), Internacional (2008 a 2009), Al-Wahda (2010) e Corinthians (2010) Títulos: Gaúcho (2000, 2001 e 2009), Copa do Brasil (2001), Sul-Americana (2008), Copa Suruga (2009)

Contra o Flamengo, em determinados momentos, a equipe ficou toda atrás e deixou só o Ronaldo na frente (mesmo quando estava 0 x 0). Isso significa que você está mais preocupado em não sofrer gols do que em sufocar o adversário quando joga fora de casa? Não. Em todos os jogos criaremos cinco ou seis chances de gol. Contra o Flamengo, no 1º tempo mesmo, tivemos boas chances. Além disso, temos um jogador fatal, Ronaldo. Se ele receber três passes dentro da área, vai fazer dois gols. Se der duas assistências, em uma nosso jogador sairá na cara do gol. Os jogadores correram bastante nos últimos dois jogos. O que você disse a eles? Sempre digo aos atletas que quem quiser vencer tem que se doar, se sacrificar quando o time estiver sem a bola. Quando a tivermos em nosso domínio, aí aflora o talento, a categoria e outras características. Ronaldo, por exemplo, ajudou na marcação contra o Flamengo. Isso é espírito de vitória. Muitos treinadores dizem que volantes têm de ser versáteis, ter bom passe e subir bem para o ataque. Dá para imaginar o time sem um volante cuja especialidade seja a marcação? Não dá pra montar o time sem um volante que seja exímio marcador, a função exige isso. Mas desarmar sem fazer faltas também é uma arte. Já tirei volante do time porque o cara era muito faltoso. Mas a qualidade no passe e a capacidade de infiltração são fundamentais. Ralf desarmou e chegou na cara do gol contra o Flamengo. Em 2004, você pegou o time na zona do rebaixamento e o levou ao quinto lugar. A torcida ficou grata. Isso te marcou? Sim, fiquei profundamente sensibilizado. Não esperava aquilo. Técnicos que passa-

ram pelo clube e conquistaram títulos não tiveram o reconhecimento que eu tive. Você foi demitido após uma ingerência do Kia Joorabchian... Eu sabia o tempo todo dos riscos que eu corria, tinha certeza de que eu não era o técnico da MSI. O Enílton, que trabalhou contigo no Palmeiras, é grato a você por tê-lo ajudado quando a esposa perdeu o filho. Mas

às vezes você tem atritos com estrelas como D’Alessandro e Edmundo. Por quê? O caso do Enílton era um drama particular. É claro que isso interfere dentro de campo, e tentei dar todo apoio a ele. Quanto ao Edmundo, ele ficou chateado depois de ser substituído contra o Flamengo. Chamei a atenção dele, expliquei que havia uma hierarquia e superamos. Ele fala as coisas na cara. Hoje temos um respeito profissional muito grande, ele é um sujeito honesto e leal. Não quero falar sobre o D’Alessandro.

Por que você veste camisas com as cores do clube no qual vai trabalhar? Foi uma sugestão da minha família na época em que eu trabalhava no Caxias. Minha esposa dizia “compra uma camisa grená”. Foi aí que começou. A camisa é uma mensagem aos torcedores, um gesto simbólico para demonstrar que eu estou de fato vestindo a camisa do clube, estou lá trabalhando, torcendo e vibrando com a equipe. Demonstra que vou um pouco além da relação fria do profissionalismo.


DO M ING O, 31 d e o u t u bro d e 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

21 o guarda-roupa camaleônico de tite

estilo fc

(1 )

Adriana Marmo

Verdão estreia “camisa rúgbi” (6)

(6)

PALMEIRENSE Um tom claro de verde para combinar com as cores do time do Parque Antárctica. Discretamente, é claro (2)

(3)

Essa onda da terceira camisa é mesmo uma prática muito simpática. É a opor tunidade que os times têm de prestar uma homenagem à sua história, de envolver os torcedores em uma decisão ou de simplesmente fazer uma graça. Se é bonita ou feia, no fundo, é o que menos impor ta. O fato é que

de roupa nova é sempre uma comoção. A da semana foi a do Palmeiras, que estreou mais um uniforme ontem, contra o Góias. A nova peça tem listras largas COLORADO Aqui, o técnico investiu em uma camisa com vermelho mais berrante, que o acompanhou durante os anos de Internacional (4)

GREMISTA O guarda-roupa com camisas temáticas estreou com o Grêmio, em 2001. Para não assustar, um azul clarinho (5)

horizontais em dois tons de verde, gola polo branca estreita e uma interessante sobreposição de listras nas mangas. A inspiração para o desenho da peça veio do rúgbi, aliás, uma tendência da moda. Confesso que não entendi muito bem a relação do Palestra com a modalidade. A palavra oficial explica que a ideia é reforçar no futebol a garra, a luta e a força pelas quais o espor te dos for tões é conhecido. Terá sido apenas uma decisão fashion ou mais um desses movimentos de popularizar a modalidade, que tem estreia marcada para as Olimpíadas de 2016?

AZULão O apelido do time pedia, e Tite não hesitou: vestiu um tom mais escuro de azul no período em que treinou o São Caetano

ALVINEGRO Preto? Branco? Melhor combinar os dois. No período em que comandou o Galo, Tite preferiu usar listrado

adriana é editora da revista manequim.

(1 ) renato pizzut to | (2) Lucas Uebel | (3) edis on va r a | (4) er na ndo Pil ato s/ Futur a Pre s s | (5 ) EU GENIO SAVIO | (6) divulg a çã o

cada vez que um time entra em campo


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

22

pelo brasil

Cruzeiro cola no líder Flu

2014 É LOGO AQUI Jonas Oliveira Editor da revista PLACAR.

Vitória contra o Prudente interrompe série de duas derrotas da Raposa; Fluminense leva vantagem no saldo de gols: 20 a 13

O

ATRASADOS SÃO OS OUTROS (3)

Cruzeiro encerrou o jejum. Depois de duas derrotas consecutivas, o time mineiro venceu o lanterna Grêmio Prudente por 2 x 0 e voltou à liderança, empatado em 57 pontos com o Fluminense — perde no critério de saldo de gols: 20 a 13. O Prudente não vence há seis jogos e segue na lanterna com 24 pontos, 7 pontos de diferença para o Goiás,o penúltimo. Só um milagre pode salvar o time de Presidente Prudente da série B. O Prudente chegou primeiro com perigo. Rhayner cortou Rômulo e bateu cruzado, para defesa em dois tempos de Fábio. Aos 14min, Thiago Ribeiro invadiu a área e finalizou muito mal pela linha de fundo. O Cruzeiro assumiu o controle do jogo e não demorou até marcar. Léo acertou um chute de muito longe e marcou um golaço aos 18min. O Grêmio assustou o goleiro Fábio na cobrança de falta de Adriano Pimenta, que passou perto da trave, por cima do gol. Aos 39min, Diego desvia cobrança de Pimenta, mas manda no meio do gol sem susto para o goleiro cruzeirense. No contraataque, Gilberto cruzou para Robert completar de cabeça e ampliar o placar. Na virada de jogo, com o placar já construído, o Cruzeiro desacelerou e chegou a tomar pressão no finalzinho do Prudente. Aos 13min, Marquinhos Paraná cruzou e Robert perdeu o gol na cara, mandando pela linha de fundo. Aos 30min, Diego colocou uma bola na trave após cruzamento na área cruzeirense, com quatro jogadores em impedimento. Em outro contra-ataque, Juan levantou a bola na área, William Henrique tocou de cabeça e deixou a bola pipocando na área, até que o zagueiro Léo chutou para longe.

(1 )

Tenho percorrido as sedes da Copa de 2014. A cada mês vou a uma cidade para conversar com membros dos comitês organizadores, visitar estádios, experimentar o sistema de transporte público. O resultado tem sido publicado na revista PLACAR — a próxima será Fortaleza. Muita gente me pergunta que cidade está mais adiantada, e digo que é difícil responder. Algumas, como Belo Horizonte, Brasília e Cuiabá, já começaram as obras. Curitiba ainda patinava para viabilizar a Arena da Baixada, e Fortaleza sofria com as amarras de processos na Justiça que a impediam de homologar a licitação — ao que tudo indica, ambas acabam de resolver suas pendências nessa semana. Ainda não estive no Rio, mas as notícias que chegam é que o Maracanã já está em obras — assim como a Fonte Nova, em Salvador. Em Recife, até onde sei, nenhum operário Léo comemora o primeiro gol do Cruzeiro

trabalhando na Arena Capiberibe. Em Porto Alegre, o Beira-Rio subiu no telhado. Manaus, denúncias de faturamento na licitação — e, em

Fogão vence o Galo e avança à zona da Libertadores

k

O Botafogo não se intimidou com a torcida mineira e derrotou o Atlético Mineiro por 2 x 0 na Arena do Jacaré. Os destaques foram os atacantes Edno e Loco Abreu, autores de um gol e uma assistência cada um. A vitória levou o time de General Severiano aos 51 pontos, três a menos que o Timão, 3º colocado. Já o Galo estacionou nos 34 pontos, teve sua reação interrompida e voltou à zona de rebaixamento.

O Atlético teve mais posse de bola no primeiro tempo, mas pouco ameaçou o goleiro Jefferson. O Glorioso se preocupou em se defender e em manter a bola longe da meta. No segundo tempo, o Galo ensaiou uma pressão, mandou uma bola na trave com Tardelli e levou perigo nas finalizações de Obina, mas o Fogão soube se defender e matou o jogo com gols em contra-ataques aos 30 e aos 44 min.

(2)

São Paulo nem bateu o martelo sobre o estádio. É quase unânime entre os especialistas e representantes das cidades uma aposta: o Brasil não chegará a 2014 com 12 sedes. Duas ou três podem ficar pelo caminho. Sempre peço que me apontem as candidatas à degola. E a maioria não hesita em apontar o dedo para as demais sedes, mesmo que sua própria não seja, assim, um exemplo em termos de prazos. Atrasados são os outros. Atrasados somos todos.

Edno comemora o primeiro gol dos cariocas

Blog do Jonas 2014: a preparação do Brasil para sediar a Copa. ∑ placar.abril.com.br/blogs/jonas-oliveira/

(1 ) GUSTAVO SAWADA /FUTUR A PR E S S | (2) P EDRO VILEL A /F UTUR A P RE S S | (3) REPRUD UÇÃO

Natal, ainda nem há licitação. E para finalizar,


DO M ING O, 31 d e o u t u bro d e 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

seleção

23

Fifa quer acabar com empate na Copa Entidade estuda implantar em 2014 a disputa de pênaltis mesmo na fase de grupos

foto: fR ANC OIS X AV IE R MARIT/afp

A

Fifa estuda acabar com os empates e com a prorrogação já na Copa de 2014, no Brasil. A entidade pretende abolir as igualdades já na fase de grupos. A ideia seria introduzir cobrança de pênaltis nas partidas que terminarem empatadas. Na fase de mata-mata, seria introduzido novamente o gol de ouro — a seleção que marcar primeiro, no tempo extra, se classifica. “Queremos uma Copa mais atrativa. Na primeira fase, ninguém quer perder. Na Copa deste ano, tivemos seis partidas que terminaram sem gols. Temos que rever isso”, disse o presidente da Fifa, Joseph Blatter, ao jornal O Estado de S.Paulo.

Melhores ignorados Maicon e Júlio César, candidatos a melhor do mundo

Júlio César, Maicon e Daniel Alves foram os únicos brasileiros entre os 23 escolhidos pela Fifa para o prêmio de melhor do ano. Mas dois deles, no entanto, não foram convocados pelo técnico Mano Menezes — apenas Daniel Alves foi chamado. Pa-

ra o treinador, existe uma explicação: ele vai valorizar a formação de um time sub-23 para as Olimpíadas de Londres, em 2012. “Estive na Europa e fui falar individualmente com os jogadores. Na temporada seguinte, podemos chamar mais atletas que disputaram a Copa. Todos estão nos planos”, disse Mano na coletiva em que anunciou os convocados. “Pedi a eles que não fiquem ansiosos.” Daniel Alves é convocado desde a primeira partida do técnico, contra os Estados Unidos. Júlio César e Maicon ainda não foram lembrados pelo gaúcho. O trio disputa a edição unificada do prêmio de melhor do mundo. Até o ano passado, existiam dois: o da revista francesa France Football, concedido desde 1956, e o da Fifa, que existe desde 1991. Newsletter Cadastre-se para receber as principais notícias. ∑ passaporte.abril.com.br

ZYZeZgid ^b i j Z h g V ] c 6XdbeV [{X^a  cjcXV[d^id VgV^E]dcZYd e d k i^ V X a^ e V Zh 8dbdcdkd Vh^c[dgbV Y d i { g Z i „ X d WgVh^aZ^gdk ZdcVid# hdWgZdXVbe cadVY

dhZjYdl jbaVcXZ![VV ] c Z c V gX Z e d C HidgZ# V\dgVcV6ee

{i^h

9dlcadVY\g

]ei šJWX[bWZ[`e e ‚€ š9bWii_ÓYW šH[ikbjWZei e š@e]eiWel_l [h[ikbjWZei Z h e šI_ckbWZ Yec[dj|h_ei š:[ijWgk[i[  šJ_c[i#XWi[


jo r nal pl aca r | DOMING O, 31 d e OU TU BRO d e 2010

24 arquivo

Temas inesquecíveis retratados em quatro décadas de PLACAR

(1 )

(1 )

O adeus de Maradona

Há nove anos, Dom Diego encerrava oficialmente sua carreira de jogador. Ele fez 50 anos ontem (1 )

Carregado com a camisa do Boca

Diego, em sua despedida, arrancou lágrimas das arquibancadas

bol mundial, como Higuita, Valderrama, Gamarra, Francescoli e Careca. Para tão ilustre evento, a PLACAR de 16 de novembro de 2001 publicou uma crônica, escrita a convite da revista, de Eduardo Verona, repórter da revista argentina de esportes El Gráfico, sobre o adeus da canhota mais famosa da Argentina. Com uma silhueta mais arredondada, Maradona vestiu uma camisa albiceleste semelhante à que se acostumara a usar. Emo-

cionados, os portenhos não paravam de cantar para seu Deus: “A torcida jogou junto com ele no grito das arquibancadas, nas gozações a Pelé”, escreveu Verona. A primeira etapa terminou 1 x 1; Claudio López e Suker marcaram. No tempo derradeiro, porém, o povo viu o que queria: os últimos gols de Maradona. Aos 16min, Diego converteu um pênalti em Higuita e a Bombonera explodiu. A torcida pediu ao Pibe que jogasse com a camisa do Boca, e ele atendeu: “No

meio do campo, tirou a camisa da seleção, enrolou-a na mão direita e cedeu ao sentimento boquense”, relatou a reportagem. Ainda havia tempo para uma volta olímpica na qual Diego foi carregado pelos jogadores argentinos. A ovação da arquibancadas fez lágrimas irromperem de seus olhos. Depois, converteria outro pênalti e terminaria sua trajetória nos gramados numa tarde gloriosa. O placar? Ah, 6 x 3 para os argentinos. Mas (3) quem se importou?

em novembro de 2001... (2)

No dia 26, 108 presos fugiram da penitenciária do Carandiru por um túnel cavado de fora para dentro do presídio. Quatro meses antes, 106 escaparam. No dia 23, chegava aos cinemas o maior fenômeno literário dos últimos 15 anos: Harry Potter e a Pedra Filosofal.

(1 ) el gr áfic o | (2) d ivulg ação

E

m 10 de novembro de 2001, o futebol se despedia de Diego Armando Maradona, campeão do mundo em 1986 e maior jogador depois de Pelé. O palco, a lendária Bombonera (estádio do Boca Juniors, seu time do coração), estava lotado para ver o maior jogador argentino de todos os tempos. A partida foi um duelo entre a base da seleção argentina (com Dieguito no meio, claro) e estrelas — em atividade ou não — do fute-


DO M ING O, 31 DE O U T U BRO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

Os desertores Arsenal Fundado em 1886, por trabalhadores da indústria de armamentos de Woolwich, no sul de Londres, a equipe trocou de região em 1913: foi para Highbury, no norte. O Tottenham, que se instalara na região antes, considera o Arsenal um “invasor”.

PARA NORTE DE LONDRES

LONDRES DO SUL DE LONDRES

M.K. Dons O Wimbledon, fundado em 1889 em Londres, mudouse em 2004 para Milton Keynes, a 72 km, para ter um estádio próprio. A condição seria adotar o nome da “anfitriã”. Em represália, a torcida abandonou o time e fundou o AFC Wimbledon.

INGLATERRA PARA MILTON KEYNES

DE LONDRES

Diz o ditado que homem pode até trocar de sexo, mas não de time. Essa lógica não se aplica aos clubes que mudaram de cidade e deixaram seus torcedores na mão

PARA LONDRINA

PARANÁ

MÉXICO PARA ÁGUAS CALIENTES

DA CIDADE DO MÉXICO

SÃO PAULO DE GUARATINGUETÁ

Necaxa Uma das principais equipes do futebol mexicano, em 2003 mudou-se da Cidade do México para Águas Calientes, a 519 km da capital, para conseguir mais torcedores. Mas a mudança trouxe maus ventos: em 2009, a equipe foi rebaixada.

Americana Depois de 12 anos em Guaratinguetá, em outubro deste ano o clube-empresa negociou sua mudança para Americana, 230 km distante de sua atual casa. A mudança ocorrerá no ano que vem — e o clube ficará na nova cidade por pelo menos 10 anos.

Dodgers Tradicional equipe de beisebol fundada no Brooklin, em Nova York, em 1883. No anos 1950, o presidente Walter O’Malley tentou construir um estádio mais moderno para a equipe, vetado pela prefeitura. E O’Malley acertou a ida do clube para Los Angeles.

DE NOVA YORK PARA LOS ANGELES

EUA

PARA SIMÕES FILHO

1

DE SALVADOR

BAHIA

2 BAHIA

3

DE SIMÕES FILHO

BAHIA

PARA ITABUNA

PARA CANDEIAS

DE ITABUNA

Matsubara Clube fundado em 1974 por Sueo Matsubara. Entre 1995, quando contava com o excorintiano Neto e chegou à semifinal do estadual, e 1996, a equipe migrou para Londrina, onde mandou seus jogos. Regressou a Cambará em 1997.

DE CAMBARÁ

PARA AMERICANA

top placar

25

CHIPRE PARA LARNACA

SÃO PAULO DE CAMPINAS

PARA BARUERI

PARA PRESIDENTE PRUDENTE

SÃO PAULO

DE BARUERI

DE FAMAGUSTA

Leônico Campeão baiano em 1966, o clube de Salvador, sem estádio para atuar na capital, migrou para Simões Filho em 1977, para Itabuna em 1985 e para Candeias em 1992. Atualmente procura uma cidade para jogar a 2ª divisão do estadual de 2011.

Anorthosis O principal clube do Chipre, que tem origem grega, mudou-se da cidade de Famagusta (leste da ilha) para Larnaca (no sudeste) após conflitos contra os britânicos (que bombardearam a sede, em 1958) e a invasão turca no norte da ilha, em 1974.

Sport Club Barueri O Campinas Futebol Clube, fundado pelos ex-jogadores Careca e Edmar, tinha o objetivo de ser a terceira força do futebol campineiro. Em janeiro deste ano, o clube foi comprado pelo município de Barueri e passou a usar as instalações locais.

Grêmio Prudente Como Grêmio Barueri, a equipe saiu da B3 do Paulista para a elite nacional. Desavenças iniciadas entre o clube (que foi transformado em clubeempresa em 2008) e a prefeitura levaram a equipe a Presidente Prudente em fevereiro deste ano.


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

26

anote aí

IMAGEM DA SEMANA

CAMPEONATO BRASILEIRO

(1 )

SÉRIE A

Conselho Editorial:

Amanhã

FUTEBOL AMERICANO - À 0h, Indianápolis Colts e Houston Texas se enfrentam pela NFL. A ESPN Brasil transmite.

Terça

VÔLEI - A seleção brasileira feminina enfrenta Porto Rico pelo Mundial de Vôlei. Acompanhe o duelo às 2h30 nos canais SporTV.

Diretora Geral de Publicidade:

Thaís Chede Soares

Diretor Geral de Publicidade Adjunto: Diretor de RH e Administração, Planejamento e Controle:

(2)

Fábio d’Avila Carvalho

Diretor de Serviços Editoriais:

Alfredo Ogawa

Diretora Superintendente: Elda Müller Diretor de Núcleo: Marcos Emílio Gomes

Diretor de Redação: Sérgio Xavier Filho Redator-Chefe: Arnaldo Ribeiro; Editor-Executivo: José Vicente Bernardo; Editor: Marcos Sergio Silva; Editor de Arte: Alex Borba; Repórter: Bruno Favoretto; Estagiário: Ewerton Araujo; Designers: Eduardo Ianicelli e Everton Prudêncio; Tratamento de imagem: Eduardo Ianicelli; Coordenação: Silvana Ribeiro; Atendimento ao leitor: Sandra Hadich; PLACAR Online: Marcelo Neves (editor); Colaboradores: Bruno Bortoletto (designer), Sebastian Ferrari (webmaster), Felipe Barros e Filipe Garrett. www.placar.com.br

PUBLICAÇÕES DA EDITORA ABRIL:

JORNAL PLACAR é uma publicação da Editora Abril com distribuição às segundas-feiras em São Paulo, pelo sistema de distribuição do Diário de S. Paulo. PLACAR não admite publicidade redacional.

Quarta

CHAMPIONS LEAGUE - O poderoso Chelsea enfrenta o Spartak Moscou, em Londres. Assista, às 17h30, na ESPN Brasil.

Quinta

LIGA EUROPA - Em busca da recuperação, o cambaleante Liverpool recebe o Napoli no Anfield. Acompanhe pela ESPN Brasil.

Sexta

NBA - A ESPN transmite o duelo entre New Orleans Hornets e Miami Heat, às 22h.

IMPRESSO NA TAIGA Gráfica e Editora

Av. Dr. Alberto Jackson Byington, 1808, Cep 06276-000, Osasco, SP

Presidente do Conselho de Administração:

Roberto Civita

Presidente Executivo:

Giancarlo Civita

Vice-Presidentes: Arnaldo

Tibyriçá, Douglas Duran, Marcio Ogliara, Sidnei Basile

www.abril.com.br

20 GOLS

Sábado

CAMPEONATO INGLÊS - O Tottenham, dos brasileiros Gomes e Sandro, enfrenta o Bolton fora de casa. A ESPN Brasil transmite às 10h45. BRASILEIRAO - Domingo é dia de Majestoso:

Domingo São Paulo e Corinthians se enfrentam às 17h no Morumbi. Globo e Band transmitem.

1 2 2 1 1 4 3 0 0 1

x x x x x x x x x x

1 1 0 1 1 2 2 2 2 0

3/11

Grêmio

Corinthians

HORA

GC 33 32 39 32 43 34 46 40 41 33 31 37 34 43 48 45 56 49 53 52

SG 20 13 15 13 11 4 -1 -4 11 6 -3 0 1 -5 -5 -14 -15 -9 -17 -21

JOGO

19h30 19h30 19h30 19h30 19h30 21h50 21h50 21h50 21h00 21h00

4/11

12 GOLS BRUNO CÉSAR

Santos Botafogo Guarani Inter Goiás Corinthians Cruzeiro Ceará Vasco Atlético-PR

x x x x x x x x x x

Vitória Atlético-GO Atlético-MG Fluminense Grêmio Avaí São Paulo Flamengo Prudente Palmeiras

10 GOLS ELIAS

WASHINGTON

OBINA

Atl-GO

Fluminense

Atl-MG

KLÉBER

NEYMAR

ZÉ EDUARDO

Palmeiras

Santos

Santos

* Bragantino x Duque de Caxias e América-RN x Ipatinga não haviam encerrado

CLUBE Coritiba Bahia Figueirense América-MG Sport Portuguesa Ponte Preta ASA Duque de Caxias* São Caetano Paraná Guaratinguetá Icasa Bragantino* Vila Nova-GO Náutico Brasiliense-DF Ipatinga-MG* Santo André América-RN*

Série A

GP 53 45 54 45 54 38 45 36 52 39 28 37 35 38 43 31 41 40 36 31

* Prudente perdeu três pontos por escalar jogador irregular

DATA Corinthians Atlético-PR Grêmio Ceará Santos Vasco Goiás Cruzeiro Botafogo Guarani

JONAS

SÉRIE B

Em São Paulo: Redação e Correspondência: Av. das Nações Unidas, 7221, 7º andar, Pinheiros, CEP 05425-902, tel. (11) 3037-2000, fax (11) 3037-5597; Publicidade São Paulo www.publiabril.com.br; Classificados tel. 0800-7012066, Grande São Paulo tel. (011) 3037-2700. Alfa, Almanaque Abril, Ana Maria, Arquitetura & Construção, Aventuras na História, Boa Forma, Bons Fluidos, Bravo!, Capricho, Casa Claudia, Claudia, Contigo!, Dicas Info, Publicações Disney, Elle, Estilo, Exame, Exame PME, Gloss, Guia do Estudante, Guias Quatro Rodas, Info, Lola, Loveteen, Manequim, Manequim Noiva, Máxima, Men’s Health, Minha Casa, Minha Novela, Mundo Estranho, National Geographic, Nova, Placar, Playboy, Quatro Rodas, Recreio, Revista A, Runner’s World, Saúde!, Sou Mais Eu!, Superinteressante, Tititi, Veja, Veja Rio, Veja São Paulo, Vejas Regionais, Viagem e Turismo, Vida Simples, Vip, Viva! Mais, Você RH, Você S/A, Women’s Health. Fundação Victor Civita: Gestão Escolar, Nova Escola

Rebaixamento

D 7 7 8 5 11 11 11 11 9 7 9 8 9 13 16 13 18 15 17 17

31ª RODADA

Flamengo São Paulo Fluminense Atlético-GO Inter Vitória Palmeiras Prudente Atlético-MG Avaí

Ontem

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

E 9 9 9 15 7 7 8 8 11 14 13 15 15 10 6 11 4 9 7 9

JOGO

27/10 28/10

ARTILHEIROS

Rogerio Gabriel Comprido

Sul-Americana

V 16 16 15 12 14 14 13 13 12 11 10 9 8 9 10 8 10 8 8 6

P 60 58 56 55 51 47 46 45 45 44 43 43 40 40 39 38 34 33 32 32

Rebaixamento

J 32 32 32 32 32 32 32 32 31 32 32 32 32 31 32 32 32 31 32 31

V 18 17 16 17 14 14 12 14 14 12 12 10 11 9 11 11 8 9 8 8

E 6 7 8 4 9 5 10 3 3 8 7 13 7 13 6 5 10 6 8 8

D 8 8 8 11 9 13 10 15 14 12 13 9 14 9 15 16 14 16 16 15

GP 56 55 55 51 48 56 45 47 39 45 42 40 43 37 42 33 32 39 43 30

GC 40 36 31 38 33 46 39 48 43 47 39 43 45 30 54 54 51 51 54 56

SG 16 19 24 13 15 10 6 -1 -4 -2 3 -3 -2 7 -12 -21 -19 -12 -11 -26

blogs/blog-de-prata/

Jairo Mendes Leal

Roberto Civita (Presidente), Thomaz Souto Corrêa (Vice-Presidente), Giancarlo Civita, Jairo Mendes Leal, José Roberto Guzzo, Victor Civita Diretor de Assinaturas: Fernando Costa Diretor Digital: Manoel Lemos

J 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32 32

∑ placar.abril.com.br/bola-de-prata/

Hoje

Presidente Executivo:

Libertadores

DATA

ITALIANO - A líder do Cálcio, Lazio, vai ao sul da Itália enfrentar o Palermo para defender o primeiro lugar. Na ESPN Brasil, às 9h25.

VICTOR CIVITA (1907-1990) Editor: Roberto Civita

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

P 57 57 54 51 49 49 47 47 47 47 43 42 39 37 36 35 34 33 31 24

30ª RODADA

AGENDA Fundador:

CLUBE Fluminense Cruzeiro Corinthians Botafogo Santos Internacional São Paulo Atlético-PR Grêmio Palmeiras Ceará Vasco Flamengo Vitória Atlético-GO Guarani Atlético-MG Avaí Goiás Prudente*

Blog de Prata Quem brilhou e quem afundou na disputa do prêmio.

PERNAS PRO AR A holandesa Juul Franssen golpeia a alemã Miryam Roper durante a final da categoria até 57 kg do Campeonato Mundial de Judô, na Turquia. A holandesa venceu.

(1 ) IBR A HIM USTA /A P PHOTO | (2) CBV

PLACAR.COM.BR JORNALPLACAR@ABRIL.COM.BR


DO M ING O, 31 DE O U T U BRO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

MUNDão

27

ITÁLIA

ITÁLIANO

INGLÊS TIME

P J V SG

1

CHELSEA

25 10 8 24

7

2

ARSENAL

20 10 6 12

17 9 5

6

3

MAN. UNITED

20 10 5 10

JUVENTUS

15 9 4

8

4

MAN. CITY

17 10 5

3

5

CHIEVO VERONA

13 8 4

2

5

TOTTENHAM

15 10 4

1

6

NAPOLI

12 8 3

3

6

WEST BROM

15 9 4 -2

7

ROMA

12 9 3 -3

7

EVERTON

13 10 3

2

8

PALERMO

11 8 3

3

8

FULHAM

12 10 2

1

9

GENOA

11 9 3

-2

9

SUNDERLAND

12 9 2

1

10

LECCE

11 9 3 -8

10

BOLTON

12 9 2

0

11

SAMPDORIA

11 8 2

2

11

NEWCASTLE

11 9 3

1

12

UDINESE

10 8 3 -4

12

ASTON VILLA

11 9 3 -4

13

BRESCIA

9 8 3 -3

13

BIRMINGHAM

10 9 2 -2

14

CATANIA

9 8 2

0

14

STOKE CITY

10 10 3 -4

15

FIORENTINA

8 8 2

-1

15

BLACKPOOL

10 9 3

16

CESENA

8 8 2 -4

16

WIGAN

10 10 2 -11

17

BARI

8 8 2 -6

17

BLACKBURN

9 10 2 -3

18

BOLOGNA

8 8

1 -4

18

LIVERPOOL

9 9 2 -5

19

CAGLIARI

7

8

1

19

WOLVERHAMPTON 9 10 2 -6

20

PARMA

7

8

1 -21

TIME

P J V SG

1

LAZIO

19 8 6

6

2

INTER

18 9 5

3

MILAN

4

0

(1 ) GIUSEP PE CACACE /A FP PHOTO | (2) JA MIE R EINA /A FP PHOTO

ALEMÃO

20 WEST HAM

Volante de Dunga atropela os apáticos Robinho e Pato

O

-7

6 10 1 -11

ESPANHOL TIME

P J V SG

1

REAL MADRID

23 9

7 20

14

2

BARCELONA

22 9

7

18 10 5

4

3

VILLARREAL

19 8 6 10

E. FRANKFURT

16 10 5

7

4

VALENCIA

17 9 5

5

5

HANNOVER

16 9 5

1

5

ESPANYOL

15 8 5

-2

6

HOFFENHEIM

15 9 4

4

6

SEVILLA

14 9 4

-2

7

BAYERN 4

15 10 4

2

7

GETAFE

13 8 4

4

8

HAMBURGO

15 10 4

1

8

ATLÉTICO

13 8 4

3

9

NUREMBERG

15 10 4

0

9

MALLORCA

11 8 3

-1

10

FREIBURG

15 10 5

-2

10

A. BILBAO

10 8 3

0

11

W. BREMEN

14 10 4

-2

11

REAL SOCIEDAD

10 8 3

-1

12

WOLFSBURG

13 10 4

1

12

OSASUNA

9 8 2

1

13

ST. PAULI

13 10 4 -3

13

HÉRCULES

9 9 2 -3

14

KAISERSLAUTERN

10 10 3 -5

14

LEVANTE

8 8 2 -6

15

COLÔNIA

8 10 2

S. DE GIJÓN

8 8 2 -6

16

STUTTGART

7 10 2 -3

16

MÁLAGA

7

8 2 -6

17

SCHALKE 04

6 10 1

-7

17

R. SANTANDER

7

8 2 -9

18

B. M’GLADBACH

6 10 1 -16

18

ALMERÍA

7

8

19

ZARAGOZA

4 9 0 -8

TIME

P J V SG

1

MAINZ

24 9 8

11

2

B. DORTMUND

22 9

7

3

B. LEVERKUSEN

4

Liga dos Campeões Liga Europa Rebaixados

Felipe Melo destrói Milan e segura os convocados

-7

20 LA CORUÑA

1

13

Com munhequeira da NBA, Felipe Melo festeja a boa atuação no clássico ESPANHA

Real vence com dois de Cristiano Ronaldo e Barça goleia (2)

-1

4 8 0 -11

(1 )

duelo entre o time dos convocados por Mano Menezes e Felipe Melo foi melhor para o time do volante, ontem, no San Siro. A Juventus foi melhor, venceu o jogo por 2 x 1 e Melo teve grande atuação. O Milan perdeu a chance de assumir a liderança, caiu para terceiro e viu a Juventus encostar na quarta colocação, com 15 pontos em 9 jogos. A Lazio, com jogo hoje fora contra o Palermo, é a líder, com 19 pontos. Sentindo falta de Ronaldinho Gaúcho — que voltou a ser convocado depois de um ano e meio longe da seleção, mas foi poupado com dores na coxa — e com Robinho mal na armação, o Milan viu a Juve abrir o placar aos 23min, com Quagliarella completando cruzamento de cabeça no ângulo esquerdo, no contrapé de Abbiati. Preterido por Mano, Felipe Melo colocou a cabeça na bola e salvou o empate do Milan de cabeça, aos 10min do 2º tempo. Mas a Juve foi pra cima, e Del Piero ampliou aos 20min, de primeira. Com 35min, Ibrahimovic subiu mais que a zaga do Juventus, completou o cruzamento de Antonini e acertou uma bela cabeçada para diminuir o placar. O Milan teve a chance de empatar com Robinho, que chutou sem ângulo. Aos 49min, o Milan ficou pedindo pênalti quando Inzaghi caiu na área. Mas o juiz não marcou e terminou o jogo logo depois.

Ronaldo demorou pra acordar, mas fez dois gols na vitória do Real

k

Cristiano Ronaldo foi o destaque da virada do Real Madrid por 3 x 1 sobre o Hércules fora de casa. O Real Madrid segue na liderança do Espanhol com 23 pontos em nove jogos. O francês Trezeguet abriu o placar aos 2min de jogo. A estrela de Cristiano brilhou apenas no 2º tempo: aos 7min, chutou forte de longe, o goleiro deu rebote e Di María empatou. Aos 36min, foi a vez de Ronaldo pegar o rebote e marcar. Com 41min, Ro-

naldo acertou de primeira o ângulo esquerdo do goleiro Calatayud e liquidou a fatura merengue. O Barcelona goleou o Sevilla, no Camp Nou por 5 x 0 e se aproximou do líder, na vice-liderança. Messi abriu o placar aos 4min e David Villa ampliou aos 21min. No 2º tempo, Daniel Alves fez aos 8min e Messi fez outro aos 19 min. Aos 45min, Villa completou a goleada. Com a vitória, os catalães chegaram aos 22 pontos.


DO M ING O, 31 DE O U T U BRO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

MUNDão

29

INGLATERRA (1 )

BOLA NA BOTA Por Gian Oddi

DECISÃO PERIGOSA (4)

A Juventus mostrou sua força ontem ao vencer o Milan por 2 x 1, em Milão, mesmo desfalcada

Gol de Ivanovic deu a vitória pro Chelsea fora de casa

de seu principal jogador na temporada, o meiocampista Krasic. Após analisar imagens de televisão, o Conselho de Justiça da Federação Italiana de Futebol suspendeu o sérvio por ter simulado uma falta que resultou em um pênalti mal marcado num jogo contra o Bologna. A medida pode parecer eficiente para inibir a transformação de jogadores em atores, mas abre precedente perigoso. Primeiro porque o caso de Krasic foi escandaloso, diferente da maioria dos episódios de simulação que vemos a toda hora no futebol. E, quando um lance do gênero carece de

(1 ) A NDR EW YATE S/A FP | (2) A LE X AND ER SLOVSK YI/AFP

| (3) JOERN POLLE X BONG ART S/G ET T Y IMAGE S | (4) MAS SIMO P INCA /AP

interpretação, é melhor que esta parta do árbitro em campo, e não dos juízes de um tribunal, já distantes do contexto da partida, dos vícios e virtudes dos atletas e do clima do jogo em geral. Outro problema da medida é a diferença com que os clubes podem passar a ser tratados caso os tribunais passem a recorrer com frequência à TV: nem todos os jogos contam com o mesmo número de câmeras (e, portanto, com os mesmos ângulos para análise das imagens). Assim, é bem possível que os clubes mais importantes, aqueles que têm mais câmeras em suas transmissões, passem a ser punidos com mais frequência.

Se pensarmos no Brasil, há mais um motivo para não adotar medida do gênero: por aqui, o melhor é submeter o menor número possível de decisões aos nossos enigmáticos tribunais desportivos. Mas isso é outra história... GIAN É EDITOR DE ESPORTES DO PORTAL IG.

Chelsea vence e abre 5 pontos Virada de time londrino veio nos últimos minutos contra o Blackburn

O

s deuses parecem estar do lado azul de Londres no Campeonato Inglês. Com 25 pontos, o Chelsea chegou ao quarto jogo sem perder e abriu cinco pontos de vantagem para o Arsenal na liderança da competição. No sufoco, o time londrino venceu o Blackburn fora de casa de virada com gols de Anelka e do sérvio Ivanovic, nos minutos finais do jogo. Mwaruwari abriu para os anfitriões, aos 22min do 1º tempo. Anelka empatou chutando forte na saída do goleiro aos 40min.

No 2º tempo, aos 40min, Zhirkov cruzou na cabeça de Ivanovic matar o jogo. Foi a oitava vitória do líder na competição. Também nos acréscimos da etapa final, o Arsenal venceu o West Ham por 1 x 0 com gol de Alex Song — e com Denílson e Cesc Fábregas em campo. Mantém a perseguição ao líder e a boa fase: desde que perdeu o dérbi londrino para o Chelsea, chegou a três vitórias seguidas. O West Ham segue em péssima fase na lanterna, com seis pontos conquistados em dez jogos.

Com 20 pontos, o Arsenal divide a segunda colocação com o Manchester United, que bateu o Tottenham por 2 x 0, com gols de Vidic aos 31min do 1º tempo e Nani, aos 40min do 2º. Em quarto lugar, o Manchester City tropeçou contra o Wolverhampton: perdeu por 2 x 1. A derrota em casa manteve o City com 17 pontos e tirou a chance de seguir empatado com o Arsenal e o rival United. Em penúltimo lugar, o Wolverhampton tem 9 pontos, empatado com o Liverpool e o Blackburn.

ARGENTINA

ALEMANHA

Maradona: “Estou triste”

Garçom, Diego ajuda em dois gols

k

k

Ele está mais velho (fez 50 anos ontem) e mais triste. Maradona disse ao jornal Olé que ainda sente saudades de comandar a seleção de Messi e Tevez: “É o aniversário mais triste da minha vida. Um que eu não queria comemorar”. Apesar da morte do ex-presidente Kirchner, ele declarou que está de luto desde a eliminação da Argentina na Copa do Mundo. “O melhor presente que eu poderia ter é voltar para a seleção”, desabafou.

(2)

Maradona com Cristina no velório de Néstor Kirchner

O meia Diego, esquecido por Dunga e Mano Menezes, fez dois cruzamentos certeiros cobrando escanteio na vitória do Wolfsburg contra o Stuttgart por 2 x 0, ontem. Os gols foram marcados de cabeça por Kjaer e Dzeko. Com a vitória, o Wolfsburg chega a 12ª posição com 13 pontos, quatro vitórias e nove pontos a menos que o líder Mainz, que tem 24. Já o Stuttgart permanece na zona de rebaixamento, em 16º, com 7 pontos em 10 jogos.

(3)

O ex-santista brilhou na vitória do Wolfsburg


DO M ING O, 31 d e o u t u bro d e 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

mais esportes

515 311

Vôlei

(1 )

Meninas ralam pra passar por tchecas no Mundial do Japão Brasileiras sofrem, têm problemas no passe, ficam atrás do placar duas vezes, mas vencem rivais no 2º jogo do torneio

(1 ) K A ZUHIRO NOGI/afp | (2) divulgação | (3) K a mran Jebr eili/A P | (4) JO HN MACDO UG ALL /A FP | (5) reprodução

O

Brasil penou, mas derrotou a seleção da República Tcheca (37ª no ranking mundial) na madrugada de ontem por 3 sets a 2 (22/25, 25/22, 23/25, 25/20 e 15/9). Foi a segunda vitória da seleção no Mundial — já havia vencido o Quênia com facilidade por 3 sets a 0. As brasileiras foram surpreendidas pelas tchecas, que forçaram o saque e expuseram a dificuldade do passe brasileiro. O jogo seguiu parelho até o segundo terço do primeiro set, quando as europeias tinham um ponto de vantagem (16/15). O Brasil seguiu instável na defesa e errando os passes. Com is-

so, a República Tcheca fechou em 25/22. No segundo set, as brasileiras melhoraram, passaram a melhorar no saque e abriram 16/7. Contudo, as comandadas de José Roberto voltaram relapsas da parada técnica e, com os saques forçados das adversárias, a diferença caiu para um ponto (20/19). As brasileiras se recuperaram e contaram com a lucidez da levantadora Dani Lins e do oportunismo de Thaísa para devolver o placar (25/22). A República Tcheca voltou com mais ímpeto no terceiro set, e nem a entrada de Sassá no lugar de Natália foi o bastante para ajudar o Brasil. As euro-

peias só não foram capazes de construir um placar dilatado por conta de suas próprias limitações. No final, elas fecharam em 25/23. No quarto set, o bom desempenho de Fabíola, levantadora reserva, distribuiu as bolas com inteligência e um ataque de Sheilla fechou a etapa em 25/20. No tie-break, as meninas do Brasil foram mais seguras e sacramentaram a vitória com um bom 15/9. A ponteiro Jaqueline admitiu os erros da seleção, mas ressaltou a capacidade de reação do time na partida: “Tudo foi um pouco ruim. Mas a importância para a equipe é isso: não desistir nunca”.

Jaqueline admitiu os erros do time, mas disse que a capacidade de reação foi fundamental

GIRO (2)

O Vôlei Futuro, do levantador campeão olímpico Ricardinho, derrotou ontem o Pinheiros/Sky, de Giba, por suados 3 sets a 2 (25/21, 25/22, 20/25, 32/34 e 15/8) pelas semifinais do Campeonato Paulista de Vôlei. Com isso, o time de Ricardinho abriu 1 x 0 na melhor de três. O próximo duelo será na quinta, às 18h30, no ginásio do Pinheiros.

(2)

O Pinheiros derrotou o Saldanha da Gama por 109 x 56 na estreia da equipe paulistana no Novo Basquete Brasil (NBB). Os 53 pontos são a maior diferença já imposta na história do NBB.

(3)

A tenista russa Elena Dementieva, medalha de ouro nas Olimpíadas de Pequim, anunciou sua aposentadoria após ter sido derrotada pela italiana Francesca Shiavone por 2 sets a 0 (6/4 e 6/2), na sexta.

(4 )

Thiago Pereira faturou o ouro nos 400m medley, pela etapa da Alemanha de Copa do Mundo de piscina curta. Foi o 14º ouro de Thiago, que também levou a prata nos 100m. O brasileiro lidera a competição.

(5)

O São Bernardo Metodista derrotou o Londrina por 28 x 25 ontem, pela Liga Nacional masculina de handebol. A vitória garantiu a equipe da Grande São Paulo na final do torneio.


JO R NAL PL ACA R | D OMIN G O, 31 D E OU TU BRO D E 2010

32 antalógicas

Frases infelizes e engraçadas que eles disseram... e continuam dizendo

VENHO PRA JOGAR NO CORINTHIANS FUTEBOL CLUBE.

O MÉDICO NÃO CONFIRMOU MERDA NENHUMA, BOSTA NENHUMA. NÃO VEM COLOCAR PALAVRA NA MINHA BOCA.

Gustavo Nery, na apresentação ao Sport Club Corinthians Paulista em 2005. Para piorar, ele disse que o Timão seria um “trampolim” para que ele tentasse uma transferência para a Europa.

Felipão, sobre o motivo (fibrose na coxa) que levou Valdívia a sair de campo 30 minutos depois de entrar no clássico contra o Corinthians.

FICO MUITO FELIZ COM ESSE ACERTO COM O GRÊMIO. Gustavo Nery, na apresentação ao Internacional, em 2008.

(1 )

QUANDO O JOGO ESTÁ A MIL, MINHA NAFTALINA SOBE.

O BEBÊ, SE FOR MENINO, CERTAMENTE SE CHAMARÁ CARLOS. SEM DÚVIDA. OU TALVEZ TEVEZ.

Jardel, ex-atacante do Grêmio viciado em adrenalina e coisas mais fortes, como revelou em 2008 ao Esporte Espetacular. (3)

Noel Gallagher, exguitarrista da banda Oasis e torcedor fanático do Manchester City. O moleque, que está com 3 anos, acabou se chamando Donovan Rory MacDonald.

EM 1969, EU ABANDONEI AS MULHERES E O ÁLCOOL. FORAM OS 20 PIORES MINUTOS DA MINHA VIDA.

(2)

George Best, ídolo da seleção da Irlanda e do Manchester United nos anos 60 e 70. Boêmio e temperamental, morreu em 2005, aos 59 anos, com o fígado e os rins destruídos pela bebida.

É COM MUITO PRAZER QUE APRESENTO AQUI PAULO CÉSAR CARPEGIANO. Alberto Dualib, então presidente do Corinthians (2007), ao anunciar Carpegiani, hoje treinador são-paulino.

Assista ao último jogo do Brasileirão de camarote Que tal assistir ao último jogo do Brasileirão no Morumbi (São Paulo x Atlético-MG, no dia 5 de dezembro) de camarote —e na faixa? Pra concorrer

a essa boiada (com direito a um acompanhante), envie até o dia 30 de novembro de 2010 uma frase sobre a reta final do Brasileirão 2010 para o e-mail

jornalplacar@abril.com.br, colocando no assunto (subject): “EU NO CAMAROTE”. Uma comissão julgadora escolherá a frase mais

criativa, a mais espirituosa ou a que pegar mais “na veia”. O regulamento completo está no nosso site: http://bit.ly/ eu-no-camarote. Boa sorte!

(1 ) CE SARGR EC O/ FOTOARENA | (2) ROBERTO VINICIUS/ FUTUR A PR E S S | (3) REP RO DUÇÃO | (4) PAB LO R EY

(3)

Jornal Placar Ediçao 207  

Jornal Placar Ediçao 207

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you