Page 1

EDIÇÃO 176

|

SEGUNDA-FEIRA, 28 DE JUNHO DE 2010 WWW.PLACAR.COM.BR

MONSTRO

(1 )

Argentina avança com show de Tevez Juiz não vê gol absurdo e ajuda Alemanha a golear Inglaterra

FALTAM

4

JOGOS PARA O

HEXA

Dunga pisa no freio Às vésperas do mata-mata contra o freguês Chile, técnico tenta controlar obsessão pelo ataque na seleção

(1 ) A P PHOTO/MAT T D UNH AM | (2) A FP PHOTO/ FA BR ICE C OFFR INI

(2)

Holanda e Eslováquia decidem quem segue na Copa

Rubinho crava 4º lugar e é punido por correr demais


JO R NAL PL ACA R | SEG U N DA-FEIR A , 2 8 D E J U N HO D E 2010

02

ENVIADOS À ÁFRICA DO SUL

aquecimento da copa

SÉRGIO XAVIER

O Uruguai parou para acompanhar as emoções da partida da Celeste contra a Coreia do Sul e festejou a classificação com a alegria de uma nação que desde 1970 não vê sua seleção fazer boa campanha em um Mundial. Veja o vídeo da comemoração uruguaia em www.placar.com.br

Marcos Sergio Silva ontem, com atenção maior para a absurda miopia do bandeira uruguaio Maurício Espinosa ao não enxergar o gol de Lampard contra a Alemanha. Perto dele, o impedimento de Tevez no primeiro gol argentino contra o México pareceu coisa de criança.

foram mais — o gol de mão de Maradona em 1986 — ou menos intensos, como a falta cavada por Branco em 1994, contra a Holanda, que abriu caminho para o tetra. A história desta Copa certamente começou a ser contada pelos dois erros de

FERNANDO VALEIKA

ALEXANDRE BATTIBUGLI

FOTO

HOLANDA X ESLOVÁQUIA 11h: SporTV, ESPN Brasil, Globo, Band e Bandsports

BRASIL X CHILE

Hoje, depois do jogo do Brasil, ao entrar no site da PLACAR, vocês poderão palpitar sobre a atuação dos comandados de Dunga (e, claro, dar uma nota ao treinador brasileiro). Respondendo a pesquisa, você poderá ainda eleger o seu candidato ao título da Copa do Mundo da África.

MARCOS SERGIO SILVA É EDITOR DO JORNAL PLACAR.

JONAS OLIVEIRA

VAI PASSAR NA TV

PLACAR.COM.BR

(1 )

Uma Copa não é beeeem uma Copa sem os erros de arbitragem. Eles acontecem desde 1930, no Uruguai. Naquele ano, a Iugoslávia se recusou a disputar o terceiro lugar por conta de um suposto favorecimento ao time da casa. Nos torneios seguintes, eles

RICARDO PERRONE

TEXTO

PLACAR NA REDE

OPINIÃO

ARNALDO RIBEIRO

15h30: SporTV, ESPN Brasil, Globo, Band e Bandsports

TABELA CLASSIFICAÇÃO 1 URUGUAI 2 MÉXICO 3 ÁFRICA DO SUL 4 FRANÇA

PG 7 4 4 1

J 3 3 3 3

SG 4 1 -2 -3

CLASSIFICAÇÃO 1 ARGENTINA 2 COREIA DO SUL 3 GRÉCIA 4 NIGÉRIA

PG 9 4 3 1

J 3 3 3 3

SG 6 -1 -3 -2

CLASSIFICAÇÃO 1 ESTADOS UNIDOS 2 INGLATERRA 3 ESLOVÊNIA 4 ARGÉLIA

PG 5 5 4 1

J 3 3 3 3

SG 1 1 0 -2

CLASSIFICAÇÃO 1 ALEMANHA 2 GANA 3 AUSTRÁLIA 4 SÉRVIA

PG 6 4 4 3

J 3 3 3 3

SG 4 0 -3 -1

CLASSIFICAÇÃO 1 HOLANDA 2 JAPÃO 3 DINAMARCA 4 CAMARÕES

PG 9 6 3 0

J 3 3 3 3

SG 4 2 -3 -3

CLASSIFICAÇÃO 1 PARAGUAI 2 ESLOVÁQUA 3 NOVA ZELÂNDIA 4 ITÁLIA

PG 5 4 2 2

J 3 3 3 3

SG 2 -1 0 -1

CLASSIFICAÇÃO 1 BRASIL 2 PORTUGAL 3 COSTA DO MARFIM 4 COREIA DO NORTE

PG 7 5 4 0

J 3 3 3 3

SG 3 7 1 -11

CLASSIFICAÇÃO 1 ESPANHA 2 CHILE 3 SUÍÇA 4 HONDURAS

PG 6 6 4 1

J 3 3 3 3

SG 2 1 0 -3

OITAVAS DE FINAL

QUARTAS DE FINAL

SEMIFINAIS

FINAL

26/6 - 11h Port Elizabeth

SEMIFINAIS

QUARTAS DE FINAL

OITAVAS DE FINAL

11/7 - 15h30 Joanesburgo

URUGUAI

2

COREIA DO SUL

1

26/6 - 15h30 Rustemburgo

ESTADOS UNIDOS

1

GANA

2

27/6 - 15h30 Joanesburgo

2/7 - 15h30 Joanesburgo

3/7 - 11h Cidade do Cabo

URUGUAI

ARGENTINA

GANA

ALEMANHA

6/7 - 15h30 Cidade do Cabo

3

ARGENTINA

1

MÉXICO 27/6 - 11h Bloemfontein

4

ALEMANHA

1

INGLATERRA

7/7 - 15h30 Durban

28/6 - 11h Durban

29/6 - 11h Pretória

HOLANDA ESLOVÁQUIA

2/7 - 11h Port Elizabeth

PARAGUAI

3/7 - 15h30 Joanesburgo

28/6 - 15h30 Joanesburgo

10/7 - 15h30 Port Elizabeth

JAPÃO 29/6 - 15h30 Cidade do Cabo

BRASIL

ESPANHA

CHILE

PORTUGAL

DECISÃO DO 3º LUGAR

ARTILHEIROS HIGUAÍN

3 GOLS

2 GOLS MULLER Alemanha

VILLA Espanha

GYAN Gana

Argentina

VITTEK Eslováquia

DONOVAN

Estados Unidos

LUIS SUÁREZ Uruguai

KLOSE Alemanha

CHUNG-YONG Coreia do Sul

PODOLSKI Alemanha

JUNG-SOO Coreia do Sul

BRETT HOLMAN Austrália

HONDA Japão

TEVEZ Argentina

KALU UCHE Nigéria

ELANO Brasil

TIAGO Portugal

LUÍS FABIANO Brasil

DIEGO FORLÁN Uruguai

ETO’O Camarões

(1 ) PABLO PO RCIUNCUL A /AFP P HOTO

4 GOLS


jo r nal pl aca r | seg u n da-feir a , 2 8 d e j u n ho d e 2010

04

seleção

Um adversário feito sob encomenda?

Fazer o primeiro mata-mata da Copa do Mundo contra o freguês Chile pode ser uma boa. Ou não... Eles já apanharam demais e estão loucos para mudar a história DOS enviados À áfrica Arnaldo Ribeiro Ricardo Perrone

R

Clima é de felicidade. O temor é de o Chile aproveitar para vingar derrotas na Copa

saíram para jogar, não se limitaram só a marcar. Não podemos errar muitos passes como erramos no último jogo porque eles são rápidos nos contra-ataques”, declarou Gilberto Silva. “O Chile tem jogado pra frente, mas contra o Brasil a postura muda. Acho que vão jogar atrás”, afirmou o atacante Robinho, discordando do volante. Dunga acredita que a retranca chilena não será tão forte quanto a portuguesa. “É uma equipe diferente [da que sofreu as cinco derrotas], rápida, competitiva. Adquiriu a mentalidade de seu

treinador, cresceu com o Bielsa. Vem pra jogar, joga no seu limite, deixa tudo o que tem pra deixar em campo”, afirmou. Dunga pode ter o poder de fazer seu time não se influenciar pelo passado vitorioso, mas é incapaz de tirar da cabeça dos chilenos humilhações recentes. Como Robinho deixar de lembrança no vestiário, na casa do adversário, uma mensagem escrita num quadro exigindo respeito aos pentacampeões, depois da vitória brasileira por 3 x 0, nas Eliminatórias sulamericanas — setembro de 2008, Santiago.

Lesão deve tirar Felipe Melo do jogo

k

Após o treino de ontem, Felipe Melo reclamou de dores no tornozelo esquerdo e não deve pegar o Chile. Josué é o provável substituto. O titular torceu o tornozelo ao ser atingido por Pepe, contra Portugal. Felipe usou muletas e, anteontem, não conseguia pôr o pé no chão. Ele foi para o último treino antes da partida já acreditando que as chances de jogar eram remotas. Oficialmente, Dunga não confirmou o desfalque. “Felipe treinou, e temos que es-

perar para ver como vai reagir ao treinamento”, disse o treinador. O técnico fez mistério também sobre Elano, que deve voltar, Kaká, após suspensão, e Robinho, pós-desconforto muscular. Sem Felipe Melo, Dunga perde, além de um destruidor, a melhor saída de bola. Dor de cabeça para quem pena contra retrancas. Dos enviados à África

seleção no celular envie a mensagem: GOLSELECAO para 22745 NOTSELECAO para 22745

Você só paga R$ 0,31 por mensagem recebida.

Rod olfo Buhrer / L a Imagem/ Fotoarena

O técnico brasileiro quer esquecer as últimas vitórias. “Todo mundo [os jogadores do Brasil] sabe que é outra partida, nem precisa falar, outra atmosfera. Copa do Mundo é outra história. O que aconteceu pra trás não importa. Eles [chilenos] também sabem disso.” Os atletas brasileiros, porém, demonstram não ter chegado a uma conclusão sobre se o estilo de jogo dos chilenos, comandado por um argentino, pode favorecer o Brasil por proporcionar, em tese, mais espaços que os adversários anteriores. “Contra a Espanha, eles

tt

ival do Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo, hoje, às 15h30, em Joanesburgo, o Chile chega com um jeitão de adversário ideal. Afinal, é o maior saco de pancadas da seleção de Dunga, que venceu seus cinco jogos como técnico contra os chilenos. Além disso, parte do elenco acredita que o time de Marcelo Bielsa será um adversário diferente dos demais neste Mundial — menos retrancado do que Portugal e Coreia do Norte, por exemplo, o que permitiria ao Brasil ter espaço para seus contra-ataques. Mas existe a outra face da moeda. O outro lado de um rival mordido por conta das derrotas, incluindo uma por 6 x 1 na Copa América de 2007. “A motivação deles complica para a gente, sim. Jogamos muitas vezes um contra o outro. A gente conhece bem o Chile, e eles também nos conhecem. É uma motivação a mais para eles. Adversário ideal é aquele que o Brasil já ganhou, os outros são complicados”, afirmou Dunga.


SE G U NDA- FE IR A , 2 8 DE J U NHO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

oitavas

05

WWW.PLACAR.COM.BR/BLOGDOARNALDO

DA TÁTICA À PRÁTICA Por Arnaldo Ribeiro enviado à África do Sul

ISLA MICHEL BASTOS

Vinho seco ou suave?

JUAN

JÚLIO CÉSAR

S

bol chileno favorece o Brasil. São times baixos, leves, que costumam arriscar e atacar a seleção brasileira, abrindo espaços na defesa. A questão que fica é: sob o comando de um técnico inteligente, o argentino Marcelo Bielsa — que tomou duas tundas do Brasil nas Eliminatórias —, o Chile repetirá o erro sistemático diante do Brasil.

FELIPE MELO (JOSUÉ)

ROBINHO

MILLAR (VIDAL)

CONTRERA

KAKÁ

GILBERTO SILVA

LUÍS FABIANO

BRAVO

CARMONA M. FERNANDEZ (GONZALEZ)

LÚCIO

Brasil costuma se dar bem contra os chilenos, mas será que eles cairão no mesmo erro de sempre? orte ou não, o Brasil enfrenta nas oitavas de final um de seus adversários preferidos, tanto historicamente (vide as vitórias folgadas nos Mundiais de 1962 e 1998) quanto recentemente (são sete vitórias seguidas, cinco delas já sob o comando de Dunga). Coincidência? Nem tanto. O estilo de jogo do fute-

SUAZO (VALDÍVIA)

SANCHEZ

Além do estilo do adversário, conta a favor do Brasil os desfalques dos chilenos. Sem os zagueiros e Ponce e Medel e o volante Estrada, todos suspensos, Bielsa terá de improvisar no setor mais frágil da equipe. O único desfalque brasileiro deve ser Felipe Melo, que não se recuperou de lesão. Quem passar, enfrenta o vencedor de Holanda x Eslová-

BEAUSEJOUR MAICON

ELANO (DANIEL ALVES)

JARA

Hoje • 15h30 • Ellis Park (Joanesburgo)

VIDAL (TELLO)

• Juiz: Howard Webb (ING)

quia nas quartas de final. E quem será esse felizardo?

Análise tática O Brasil não modifica seu sistema, mas o Chile tem duas formas de atuar. Uma sem centroavante, com Valdívia circulando sem posição fixa. Outra, com a entrada de Suazo, formando o trio ofensivo com os “pontas” Sanchez e Beausejour.

BRASIL

CHILE

PONTO FORTE Zaga. Lúcio, sobretudo, e Juan formam a zaga mais sólida desta Copa. Passar por eles é difícil. Lúcio ainda tem boa saída de bola. PONTO FRACO Esquerda. Michel Bastos, sem confiança, vai mal. Felipe Melo, que o auxilia no setor, não deve jogar. Bom para o rápido Sanchez.

PONTO FORTE Meiocampo. Bielsa tem várias opções e pode se dar ao luxo de deixar gente como Valdívia e Mark Gonzalez no banco. PONTO FRACO Defesa. A titular não é essas coisas. Desfalcada e improvisada, fica pior. É ainda uma das zagas mais baixas do Mundial.


jo r nal pl aca r | seg u n da-feir a , 2 8 d e j u n ho d e 2010

06

seleção

Dunga teme o Brasil “sem freio”

(1 )

Para técnico, time precisa jogar pelo resultado, e não atacar o tempo todo, para não sucumbir no mata-mata Arnaldo Ribeiro Ricardo Perrone

E

m sua entrevista mais reveladora, em que respondeu a todas as perguntas e brigou menos, Dunga deu a entender que não tem o time tão sob controle quanto se imaginava. De bom humor, afirmou que a seleção não precisa atacar o tempo todo.

O TIME SEM FREIO “A gente não precisava atacar Portugal. Paciência. Esse time não sabe fazer isso. Eles querem ganhar... Frear um pouco, jogar pelo regulamento...”

CONTROLAR OS PENDURADOS “Controlar os quatro pendurados: Luís Fabiano, Juan, Felipe Melo e Ramires.”

EXIGÊNCIA DO TORCEDOR BRASILEIRO “Ainda que vencemos, querem espetáculo. Quando querem espetáculo, querem 8 ou 9. Quando faz oito ou nove, a equipe é débil.”

SOBRE TRÊS NO ATAQUE “Dois diretores, dois atores. Cada um no seu local. Arrumar lugar pra todo mundo fica difícil. A não ser em 1970.”

SOBRE FUTEBOL-ARTE E COMPARAÇÕES COM O PASSADO “Meu avó falava para o

meu pai. Meu pai falava pra mim. Eu falarei para o meu filho que a minha época era boa.” “Preparação física, tático, questão emocional.... Velocidade e o espaço mudaram muito. Melhores lances, martelando na decisão... Jogo inteiro é outro problema. Mostram só lances negativos. Em 1958, 1962 só a parte boa, de 1966 ninguém fala. Não jogamos.”

SOBRE TECNOLOGIA “Se colocar a tecnologia (em campo), muita gente vai perder o emprego...”

DUNGA PÓS-COPA “Não pensei e anteriormente também não. Nunca pensei no que fazer depois desses quatro anos. Sinceramente, não me interessa o que vai acontecer depois. Acontece agora.”

Dunga, de bom humor, afirmou que o Brasil precisa se segurar

(Sem) saída pela esquerda

k

A estreia foi regular. No segundo jogo, foi o que menos brilhou. Contra Portugal, beirou o desastre. O lateral-esquerdo Michel Bastos foi perdendo a confiança e os companheiros foram perdendo a confiança nele. Pouco acionado nos jogos, ele é um dos mais introvertidos fora de campo. Meia-atacante no seu clube, o Lyon, da França,

ocupa na seleção a posição mais problemática: a lateral esquerda, que não conseguiu até hoje um substituto para Roberto Carlos. A lateral talvez seja a única posição do time que não tem um dono, a posição em que o reserva não precisa dizer amém ao titular e ao treinador. E o reserva, no caso, é Gilberto, que disputou a Copa de 2006 — fez até gol.

(2)

Ontem, durante a coletiva de Gilberto Silva e Robinho, Marta Fischer, assessora de Michel Bastos e credenciada na Copa por uma TV francesa, perguntou por qual motivo a seleção aciona tão pouco o seu pupilo nos jogos. Ficou sem resposta. A última chance de Michel dar essa resposta talvez seja na partida contra os chilenos. Dos enviados à África

Michel ainda não se firmou na lateral esquerda da seleção

(1 ) Rod olfo Buh rer /L a Imag em/ Fotoa rena | (2) lIU JIN/afp p hoto

Dos enviados À áfrica


jo r nal pl aca r | seg u n da-feir a , 2 8 d e j u n ho d e 2010

08

oitavas

Sedutor, Bielsa impõe “loucura” e disciplina rígida aos chilenos Reverenciado até pelo presidente e ex-presidente do Chile, técnico da seleção revolucionou o futebol no país e é uma ameaça real ao Brasil hoje (1 )

Do enviado À áfrica Arnaldo Ribeiro

S

Métodos inusitados Técnico da Argentina na Copa de 2002 (fiasco da eliminação na primeira fase) e na Olimpíada de 2004 (quando conquistou a medalha de ouro), Bielsa já chegou ao Chile com o apelido de “El Loco”, por suas manias e excentricidades. Durante as entrevistas, olha para baixo, mexe os dedos sobre a mesa, pensa muito antes de falar, dá respostas longas... Segundo os jornalistas chilenos, é melhor palestrante que entrevistado. Na África do Sul, por ordem de Bielsa, os atletas chilenos não podem fazer sexo ou usar o twitter. Até os celulares são restritos. As janelas dos quartos da concentração precisam ficar

As manias de Bielsa conquistaram o Chile

abertas, para que os jogadores se adaptem ao frio local. Bielsa também obrigou Suazo, Estrada e Contreras a perderem quatro quilos, sob o risco de corte, para disputarem o Mundial. Seus times são ofensivos, “loucos”, marcam a saída de bola do adversários. Nas Eliminatórias, em que terminou em segundo lugar, só atrás do Brasil, o Chile marcou 32 gols (só menos que o Brasil, que fez 33) e tomou 22 (a pior defesa entre os cinco classificados para a Copa). “Se existe algo que é difícil contra o Brasil é defender. Uma forma de defender menos é atacar... Dentro desta lógica, tentaremos atacar mais uma vez”, afirmou. Ontem, nos 15 minutos do treino que Dunga liberou para a imprensa e o público, um espião de Bielsa esteve presente. Mas só conseguiu

ver a roda de bobinho que os jogadores fizeram.

Surpresas na escalação Com problemas para montar sua defesa (veja ao lado), Bielsa deve escalar o centroavante Suazo, que marcou três dos quatro gols do Chile no Brasil nas últimas oito partidas e foi o artilheiro das Eliminatórias. Ele não atua 90 minutos desde março. Primeiro, teve uma contusão no ombro jogando pelo Zaragoza, da Espanha. Depois, na volta à seleção, teve uma lesão muscular na partida contra Israel. Para participar da Copa, foi submetido a um controvertido tratamento à base de plaquetas. O método é proibido pela Wada, a quem cabe controlar doping. Mas a Federação Chilena informou à Fifa do que estava fazendo e recebeu sinal verde para o tratamento..

Zaga improvisada e ‘anã’ ameaça chilenos

k

Sem dois defensores (Ponce e Medel) e um volante (Estrada), Marcelo Bielsa improvisará no sistema defensivo. Na zaga, entra Contreras, que fará par com o lateral Jara, deslocado para o miolo da defesa. Na lateral esquerda, o improvisado será o volante Vidal. Para compensar, volta o volante Carmona, que estava suspenso. A defesa chilena, principal problema da equipe, é muito baixa. Nem Isla (1,77m) nem Contreras (1,78m) nem Jara (1,77m) e nem Vidal (1,78m) são bons no jogo aéreo. O goleiro Bravo (1,83m) tem altura incompatível com a posição. Pelo alto, talvez seja o caminho mais fácil para o Brasil.

Dos enviados à África

(2)

Ponce, suspenso, não joga contra o Brasil

(1 ) Cl audio Cruz /a p photo | (2) Mat t Dunh am/AP Ph oto

eria até covardia realizar um teste de popularidade entre Dunga e Marcelo Bielsa, o técnico argentino da seleção chilena. Bielsa, 54 anos, aliás, está muito mais para Maradona que para Dunga. É reverenciado, idolatrado e tem papel importante até no contexto político do país. O homem que revolucionou o futebol chileno (que estava entre os piores da América do Sul e voltou à Copa depois de 12 anos), foi usado como exemplo na campanha do presidente Sebastian Piñera, que queria ser “como Bielsa, para mudar a cara do país”. Bielsa também tem boa relação com a ex-presidente Michele Bachelet, que fez uma visita à equipe na África do Sul.


se g u nda- fe ir a , 2 8 de j u nho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

09 (1 )

Atacante não segue totalmente a cartilha de Dunga

Fora do padrão, Robinho vira indispensável Atacante destoa de novo dos colegas ao levar família à concentração, mas segue a maior aposta de Dunga para furar retrancas Do enviado À áfrica Ricardo Perrone

N

o primeiro matamata da seleção na Copa da África do Sul, Dunga está nas mãos de Robinho, único jogador que destoa do exército padronizado montado por ele. O santista destoou de novo ao receber a mulher e o filho na concentração. Ao contrário da maioria de seus colegas, não seguiu a sugestão da comissão técnica para levar a família ao Mundial apenas se o time chegar à final — a mulher e as filhas de Elano também foram para o país da Copa. Robinho já tinha andado na contramão do manual de Dunga ao dar entrevista numa folga, o que fez o técnico cancelar dias livres após as três primeiras partidas no (2)

Atacante fica mais perto do Barcelona (1 ) FR A NCISC O LEONG /AFP P HOTO | (2) Manu Fernand ez

k

Após algumas negociações, a boa relação que o Barcelona está estabelecendo com o Manchester City deve facilitar a chegada de Robinho ao clube catalão. Segundo o jornal espanhol Sport, o time inglês ofereceu o atacante para o Barça. Caso o negócio se concretize, o Manchester City deverá achar um substituto no próprio Barcelona: Ibrahimovic. O time inglês já fechou a contratação de

Yaya Touré, volante marfinense que estava no Barcelona, e ainda negocia com o time espanhol para ter o lateral-direito Daniel Alves. Sem espaço no clube inglês e com contrato de empréstimo do Santos finalizando no dia 4 de agosto, Robinho deve custar 22 milhões de euros ao Barcelona (cerca de 48 milhões de reais). O pai de Robinho, Gilvan de Souza, e o assessor, Evandro de Souza, ti-

veram uma reunião com a diretoria do Manchester City na quarta-feira da semana passada para definir o destino do atacante. Gilvan e Evandro comunicaram que o jogador não pretende cumprir seu contrato com o clube inglês. Ainda sem a confirmação da chegada de Robinho, o Barcelona já contratou o meia espanhol Mata e o artilheiro da Fúria David Villa.

Ibrahimovic pode entrar na troca

Mundial — ainda no Brasil, prometeu uma folga depois da partida de hoje, mas ela não está confirmada.

cidade e temos de jogar pelos lados”, diz Robinho, sobre a receita para superar rivais fechados.

O fura-retrancas

Turquia, não!

Apesar de suas regras rígidas, Dunga parece não se importar com o estilo indomável de Robinho. O comandante derramou elogios ao pupilo após o jogo contra Portugal, ao explicar que poupou o atacante por causa de dores na coxa. Dunga já sabia que Robinho seria fundamental hoje. E o duelo contra os portugueses deixou isso claro. Sem ele e com Michel Bastos pouco acionado, a seleção abandonou o lado esquerdo e abusou do jogo pelo meio. Robinho pode ser considerado o único fura-retranca do Brasil, graças aos dribles e à rapidez. “Para fugir da marcação, precisamos sempre de velo-

O currículo do santista contra o Chile dá motivos para Dunga confiar nele. Nos últimos cinco jogos, enfiou seis gols no adversário de hoje. Com sete gols, é o segundo maior artilheiro do confronto, atrás de Pelé (tem oito), mas ainda não marcou em Copas. “Para nós, estatísticas não servem para nada”, afirmou Robinho ontem, mostrando que, quando quer, também segue a cartilha politicamente correta de Dunga. Mas o discurso polido durou pouco. “Respeito o Besiktas, mas não quero jogar lá”, respondeu na lata ao ser perguntado sobre o interesse turco em contratá-lo junto ao Manchester City.


jo r nal pl aca r | seg u n da-feir a , 2 8 d e j u n ho d e 2010

10

oitavas

Erro ajuda Alemanha a passar de fase Juiz não vê bola entrar, Inglaterra prova do veneno de 1966 e é goleada pelos alemães Sérgio Xavier Filho

O

jornal britânico The Sun bolou uma campanha de marketing para apoiar a seleção inglesa. Duas estrelas foram colocadas nos anúncios que estampam as carrocerias de ônibus na África do Sul. A estrela que simboliza o único título inglês, conquistado na Copa de 66, está pintada. A outra, que faz alusão ao Mundial de 2010, está em branco. Abaixo, a frase da campanha: “Maybe, just maybe”. “Talvez, apenas talvez” foi um jeito irônico de encarar as chances do English Team levantar um segundo caneco. O time passou a primeira fase na bacia das almas, Rooney mostou-se fora de forma, faltaram jogadas e lampejos. Aos 37min do 1º tempo do jogão das oitavas de final em Bloemfontein, o slogan do The Sun foi reutilizado pelo locutor da TV sul-africana: “Maybe, just maybe”. Ele se referia à possibilidade de a bola de Lampard ter entrado após atingir o travessão. O Galvão deles ainda não havia visto o replay,

mesmo assim foi conservador e soltou o “talvez”. O míope Jorge Larrionda e seu auxiliar Mauricio Espinosa não viram a bola entrar mais de meio metro. A dupla uruguaia entra assim para a história das Copas. Um dos erros mais grotescos de todos os tempos. O erro teve influência direta no resultado do jogo. Aliás, um jogo maluco. No início, uma Alemanha veloz no ataque e segura na defesa marcou 2 x 0 em uma atordoada Inglaterra. Primeiro por Klose, em um lançamento que partiu do goleiro Neuer. Depois por Podolski, em um contra-ataque turbinado por Muller. O gol inglês de cabeça de Upson mexeu com o jogo. Aí veio o gol de Lampard que só Larrionda e Espinosa não viram. Os ingleses cresceram, equilibraram as ações. Isso até os 22min do 2º tempo, quando Muller fez o terceiro. Nesse instante recomeçou o banho de bola do início que consagrou o garoto Thomas Muller como a principal revelação do Mundial. Em mais um contra-ataque, ele tampou o caixão inglês com o quarto gol. Talvez na próxima Copa, Inglaterra. Talvez, apenas talvez.

(1 )

opinião do jogo

m Muller

Até a Fifa viu e o elegeu o melhor em campo. Marcou dois e deu o passe para outro. E o moleque do Bayern de Munique só tem 20 anos...

k Klose

Marcou mais um, seu gol de número 12 em Copas. Precisa de mais três para pegar Ronaldo. Mais do que estatísticas, Klose persegue o título. Está mostrando isso.

q Rooney

Era um dos melhores do mundo até se machucar antes da Copa. Tentou se recuperar, não deu. Na África, pareceu o jogador comum que não é. alemanha inglaterra

O novato Muller completa contra-ataque no 4º gol da Alemanha, classificada para as quartas

4 1

27/6/2010 - Free State (Bloemfontein) J: Jorge Larrionda (URU) CA: Friedrich G: Klose (20/1º), Podolski (32/1º), Upson (37/1º), Muller (21/2º e 24/2º) ALEMANHA: Neuer (6), Lahm (6), Mertesacker (5,5), Friedrich (6) e Boateng (6); Khedira (5,5) e Schweinsteiger (7,5); Ozil (6,5) (Kiessling 38/2º (s/n)) e Muller (9) (Trochowski 26/2º (5,5)) e Podolski (7); Klose (7) (Mário Gomez 27/2º (5,5)).T: Joachim Low. INGLATERRA: James (4,5); Johnson (4,5) (Wright-Phillips 42/2º (s/n)), Terry (5), Upson (5) e Ashley Cole (5,5); Barry (4), Lampard (6), Gerrard (5,5), Milner (4) (Joe Cole 19/2º (5)); Rooney (5) e Defoe (5,5) (Heskey 25/2º (5)). T: Fabio Capello.

(3)

(3)

1966

2010

Aos 11min da prorrogação da final da Copa de 1966, o jogo estava 2 x 2, quando o atacante da Inglaterra, Geoff Hurst, finalizou no travessão, a bola bateu no solo próxima à linha do gol e o auxiliar azerbaijano Tofiq Bahramov validou o tento. Título para os donos da casa.

Aos 38min da 1ª etapa, os alemães venciam por 2 x 1. De longe, o inglês Lampard encobriu o goleiro Neuer: a bola bateu no travessão, tocou o chão 33 cm pra dentro do gol, mas nem o árbitro Jorge Larrionda nem o bandeira Mauricio Espinosa, ambos uruguaios, enxergaram.

(1 ) Mich ael Steele /G et t y Im ag e s | (2) AP P hoto | (3) Cam eron Spencer / Get t y Image s

Do enviado À áfrica


SE G U NDA- FE IR A , 2 8 DE J U NHO DE 2 0 1 0 | J O R NAL P L ACAR

ALEMANHA

11

INGLATERRA

Lambanças do bandeira

NA COLA DA INGLATERRA Por James Scavone

Auxiliar uruguaio já deu uma força pro Inter na Libertadores

FOTO: MAU RIC IO S PINO S / AP PHOTO

FIM DA ESPERANÇA Uma pesquisa divulgada pelo The Sun revelou que 40% achavam que assistir à seleção inglesa na Copa era mais estressante que uma entrevista de emprego. Se for repetida hoje, o número chega a 100%. A entrevista com o chefe da multinacional alemã foi catastrófica. Um erro grosseiro do árbitro uruguaio Larrionda não só reviveu o gol de Geoff Hurst na Copa de 66, zerando a dívida com os alemães. Lampard e Gerrard bem que tentaram, mas um Rooney tristonho e sem inspiração não ajudava. Dois contra-ataques fulminantes destruíram então

a esperança e glória inglesa. Não deve ser só pra mim que a frase “juventude alemã” soa meio estranho. Qualquer confronto entre Inglaterra e Alemanha suscita a memória das duas Guerras Mundiais. A juventude de Hitler é um dos capítulos mais negros da história. Mas vamos focar mesmo na grande batalha de Bloemfontein. A jovem seleção alemã dobrou a experiência estrelada inglesa. A Inglaterra que chegava ao menos às quartas com SvenGoran Eriksson, caiu com o italiano Fabio Capello. Esta coluna achava que iria mais longe, mas terá que voltar aos “samba boys”. Vai, Brasil!

DO ENVIADO À ÁFRICA Fernando Valeika

O

JAMES É PUBLICITÁRIO E ASSISTE FUTEBOL COM UMA TÍPICA MISTURA DE HUMOR BRITÃNICO E PAIXÃO BRASILEIRA.

Larrionda leva a bola; à dir., o bandeirinha Maurício Espinosa

gol de Lampard no 1º tempo não foi assinalado pelo bandeirinha uruguaio Mauricio Espinosa, mesmo com a bola passando 33 cm a linha. “Estamos muito decepcionados. Aquele gol poderia ter mudado o jogo, claro. Iríamos pro intervalo com o empate, o que nos ajudaria bastante no 2º tempo”, disse Terry. “Onde está a tecnologia?”, questionou Fabio Capello. E não foi o único erro

que Espinosa aprontou nos últimos tempos. Ao lado do mesmo árbitro Jorge Larrionda, seu compatriota, ele marcou impedimento inexistente no jogo Banfield e Inter que ajudou o Colorado a passar à semifinal da Libertadores, contra o São Paulo. Pra compensar, não marcou posição irregular do argentino Battíon. Professor em Montevidéu, na Fifa desde 2006, Espinosa foi auxiliar nas Olimpíadas (2008), no duelo em que a Argentina tirou o Brasil, e na primeira final da Libertadores de 2009, entre Cruzeiro e Estudiantes.

Anuncie: (11) 3037-2700 Agências: (11) 3037-6731 www.hitechblindados.com.br Recup.do seu blindado,Eliminação de ruídos internos.Serviço leva e traz. (11)3202-7652 AULAS E CURSOS PERSONALIZADOS Matem.,Fís,Quím,Port,redação GV,FUVEST etc. F:3061-1288 Traduções-Aulas Part/Empresas Espanhol - Inglês - Português (11) 3765-2894/9992-0718/ 0278 PROF.De FRANCO - CALIGRAFIA Aulas Práticas.(11)3815-0449 www.profdefranco.com.br Matemática, Física, Química Eng.Luiz - Mauá/Poli - 9963-9975 www.engenheiroluiz.com.br

SIM RASTREAMENTO AUTOMOTIVO (11) 2109-0700 www.simtrack.com.br RS CAR CENTER-SERV.AUTOMOTIVOS Freio,Susp,Embreagem,Motor,Dir Hidr/Mecanica.F:5678-8116 Av.Sta Catarina,1155-V.Mascote MISTER CAR RENT A CAR *Aluguel de Carros* Tel.(11) 2172 0762 www.mistercar.com.br

rufinosredesdeprotecao.com.br Menor preço Orç.Grátis.Rede de polietileno c/Anti-UV.Garantia 5 anos.F: 3452-4132/3484-5410 ALPHA LIMP - DELIVERY Lav./imperm.,estofado,tapete,carpete,cortina,persiana Restauraç.tapetes.2983-0096

AMERICANLIMP NÃO TROQUE, LAVE Lavamos seu Sofá,Persianas, Cortinas/Tapetes.2959-7949

*AUTOMOTIVE FIX* Mecânica,Funilaria,Pintura 11.5543-7416

www.gardeleventos.com.br*Foto, F ilmagem,Telão.Facilitamos pg to e*Ganhe Brinde* F:3101-0481

*DETETIVE RICARDO FERREIRA* Empresarial/Conjugal/Geral Pabx(11)3258-8815/8568-6640 DETETIVE SARAH 24 H C a s o s C o n j / E m p r e s a r. P r o v a s P/Adv. 3159-0832/7133-8886 DETETIVE PARTICULAR Orçamento s/compromisso (11)3972-6550 / 9914-1389 ou e-mail:sigilot@gmail.com DETETIVE ARGUS 24h Investigação privada: empresarial,conjugal,família e pessoal. F:(11) 3661-3145

PALERMO LOJA DE IMÓVEIS*Compra Venda, Locação de Casas e Terrenos de alto padrão.3751-8800 www.palermoimoveis.com.br

www.mastecson.com.br -acústica showroom:Vieira de Moaris,1849 Campo Belo (11) 5096-2598 www.maissegura.com.br Redes * varal* Grade 05 anos garantia visita GRÁTIS (11)2305-0800(11)2615-1410

Accua - Bebedouro Eletrônico. Agua Gelada e Quente (90°) . WWW.accua.com.br (45)3524-2070

www.flexpaintcar.com.br Funilaria, Pintura, Mecânica Geral... R Gomes Freire, 419 Lapa, SP (11) 36414191

BRAVO’S PROTEÇÕES redes de proteção,Varais,Cerca elétrica. Orç.gratuito, pagto facil.(11)2082-2086/6763-8908

Enermax Av Santo Amaro 447 - Vila Nova ConceiçãoSP (11) 3846-4040 www.enermaxcarservice.com.br

THAGI APLICADORA - Raspagem, Calafetação e aplicação de: Synteko,Bona,Skania. 3875-2401 www.thagi.com.br

Mercescar - Eficiência, Agilidade qualid, confiança. Mais tempo pra você! Av. Ceci, 2188 (11)5071-9789

V A R A L Q UA L I T Y S E C A L E V E Fabricante Lider Mundial. 5 anos de garantia.Atacado e Va r e j o . ( 1 1 ) 2 6 4 1 - 2 4 2 5

Tutticar Câmbio Automático de autos nac. e impor tados 5505-8003 w w w . o f i c i n a t u t t i c a r. c o m . b r

NECTAR FESTAS - Aniversários, casamentos e eventos. Faça sua festa p/ 60 pessoas 2x 180,00. Bolos,doces,salgados.3981-0462 SOLERA TECLADISTA E CANTOR OU DUO * Cover Roberto Carlos * Casam.,Aniver.Eventos em Geral Tbm Foto,Video (11)2063-3475

-STATUS EMBELEZAMENTO*A Revolução em Funilaria e Pintura Automotiva* 3667 6660 statusfunilariaepintura.com.br CENTRO AUTOMOTIVO AFRONCAR (11) 2578-0043 / 2577-9933 www.afroncar.com.br NICO PAI *Auto Mecânica e Elétrica* Tels. 3079 8892 / 3167 7689 automecanicanico@ig.com.br

PAIMI - 1ª Ag. de Matrimônios 54Anos de Exp.Aprox.5.400casamentos realizados.F:3675-0333 www.paimicasamentos.com.br

AMIL,UNIMED,MEDIAL,DIX Etc. Desc 1º Mês.As melhores condições do mercado.F: 3856-0620

PODER ABSOLUTO Redes de proteção,telas, grades,varais p/ aptos.2621-3253/2805-4331 www.poderabsolutoredes.com.br

BÚZIOS E TARÔ**PAULA** Trabalhos com rapidez e sigilo.11-33261443/85002124

DYNO’S RACE - DINAMÔMETRO DE *Alta Performance* 9596 2224 Nextel.7762 3371 id.85*229162 www.dynosrace.com.br

DISK CONSULTAS III MILLENIUM Tarô,B.Cigano,1,99min. F:5539-3005 24h Cartão. www.iiimillenium.com.br VIDENTE CRISTINA INCONFUNDÍVEL Búzios e Vidência em Água. Para cada problema um esclarecimento.F:(11)22963692


jo r nal pl aca r | seg u n da-feir a , 2 8 d e j u n ho d e 2010

oitavas

holanda

Laranja quer desencantar

Técnico: Bert van Marwijk

Do enviado À áfrica Jonas Oliveira

A

Holanda terá duas preocupações hoje, contra a Eslováquia. A primeira, espantar a zebra que mandou a Itália mais cedo para casa. E a segunda, conter os ânimos para evitar desfalques num eventual confronto com o Brasil nas quartas. Seis holandeses estão pendurados. Van der Wiel, que na última partida foi substituído por Boulahrouz, deve voltar ao time. E o meia Van der Vaart, que sentiu uma lesão na coxa, não deve jogar. Em seu lugar, pode entrar Afellay, embora a grande ex-

pectativa seja pela escalação de Arjen Robben, que sofreu uma lesão pouco antes do início da Copa. Na última partida, o meia jogou 20 minutos e participou do lance do gol de Huntelaar. “Ele está cada vez melhor. Mas só amanhã (hoje) irei decidir a escalação”, diz o técnico Bert Van Marwijk. Do lado eslovaco, o técnico Vladimir Weiss deve escalar Kopunek no lugar de Strba, que se machucou contra a Itália. Satisfeito com a classificação para as oitavas de final, o técnico acredita que seu time pode surpreender. “Temos que pelo menos repetir a atuação contra a Itália. Será o auge da minha carreira e dos meus jogado-

Holanda 7

5

Contra Eslováquia, Holanda tem chance de mostrar bom futebol

eslováquia

8 1

3 9

10 6

4

11

2

1 Stekelenburg 2 Van der Wiel 3 Heitinga 4 Mathijsen 5 Van Bronckhorst 6 Van Bommel 8 De Jong 11 Robben 10 Sneijder 7 Kuyt 9 Van Persie

Técnico: Vladimir Weiss

res”, disse. O atacante Vittek, que já marcou três gols no Mundial, deixou o favoritismo para os rivais. “A pressão é toda sobre a Holanda.” Mas os holandeses rejeitam o favoritismo. “Assisti ao jogo contra a Itália e achei que um time perigoso, rápido no contra-ataque”, diz o capitão Giovanni

Van Bronckhorst. Van Marwijk alertou que o time não pode repetir a exibição contra Camarões, quando venceu com um gol a 7 minutos do fim. “Em alguns momentos achamos que a vitória seria fácil e no 2º tempo poderíamos ter perdido. Nas oitavas não podemos nos dar ao luxo de fazer isso”, disse.

2

15

11

Van Bommel entra jogando; Robben (à dir.) pode começar a 1ª na Copa

Eslováquia

5 17

3 18

19

15 Stoch 19 Kucka 17 Hamsik 18 Jendrisek 11 Vittek Hoje • 11h • Moses Mabhida (Durban) • J: Alberto Undiano (ESP)

A revista que mais entende de carros no Brasil selecionou os 51 melhores modelos novos em 17 categorias, além das 78 opções de seminovos e usados em 26 categorias. Tudo isso você encontra na Quatro Rodas Melhor Compra Edição 2010.

www.quatrorodas.com.br

16

1 Mucha 2 Pekarik 5 Zabavnik 3 Skrtel 16 Durica 21 Salata

Hora de ir às compras!

Já nas bancas!

1

21

fr ank Au gst e in/ap photo

12


SE g u ndA- fe ir a , 2 8 de j u nho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

oitavas

argentina méxico

15 13

Com dois de Tevez, Argentina avança Time de Maradona marca um gol irregular, bate o México e agora encara a Alemanha

Osorio deu a artilharia de presente pra Gonzalo Higuaín: Argentina classificada Do enviado À áfrica Fernando Valeika

Q

uando se trata de futebol, os mexicanos costumam jogar como nunca e perder como sempre. Num jogo que teve gol irregular e falha feia de zagueiro, a seleção de Javier Aguirre cumpriu o estigma: 3 x 1 pra Argentina, argentina méxico

3 1

27/6/2010 - Soccer City (Joanesburgo) J: Roberto Rossetti (ITA) P: 84 377 CA: Rafa Márquez G: Tevez (26/1º), Higuaín (32/1º), Tevez (7/2º) e Hernández (26/2º) ARGENTINA: Romero (5); Otamendi (5), Demichelis (5), Burdisso (5) e Heinze (5); Mascherano (6), Maxi Rodríguez (5) (Pastore 41/2º (s/n)) e Di María (5) (Jonas Gutiérrez 33/2º (5)); foto s: Has sa n Amma r /A P Photo

Messi (5,5), Tevez (7) (Verón 23/2º (5)) e Higuaín (6,5). T: Diego Maradona. MÉXICO: Pérez (5); Osorio (3,5), Rodríguez (4), Rafa Márquez (5) e Salcido (5); Torrado (5), Guardado (5,5) (Guillermo Franco 16/2º (5)) e Juarez (5); Giovani dos Santos (4,5), Bautista (4,5) (Barrera int. (5)) e Javier Hernández (5,5). T: Javier Aguirre.

que agora duela com a Alemanha, no sábado. Abusado, o México assustou aos 8min, quando Salcido soltou uma bomba que explodiu no travessão de Romero. A Argentina, que não era menos ofensiva, contou com uma força do árbitro italiano Roberto Rossetti. Aos 25min, após um bate-rebate na área, Tevez recebeu de Messi quase um metro impedido, mas

cabeceou para as redes. Gol validado, apesar dos protestos e de um breve clima de suspense no Soccer City, com uma consulta de Rossetti ao auxiliar. Descontrolados, os mexicanos não só pararam de atacar como pioraram a situação ainda mais. Num lance bobo, Osorio atrapalhou-se com a bola e Higuaín se aproveitou pra marcar e se isolar na ar-

tilharia da Copa. O placar de 2 x 0 era tudo o que Maradona queria. Cadenciando o jogo, a equipe só ia ao ataque na boa. Numa dessas, quase que Higuaín marcou mais um de cabeça. Fim do 1º tempo. A caminho dos vestiários, um empurra-empurra entre mexicanos e argentinos fez parecer que a pancadaria comeria solta — até Maradona entrou pra sepa-

rar. Mas não deu em nada. O 2º tempo começou lento. Até a bola cair em Tevez. Ele fintou os dois adversários, na entrada da área, e chutou com violência pra vencer Pérez.

México melhora pra morrer Paralisados, os mexicanos tiveram dificuldades pra criar grandes perigos. Mas conseguiram diminuir aos 26min, com jogada

de habilidade de Hernández, que culminou num bonito chute de canhota. Mas àquela altura Diego já tinha fortalecido a marcação de sua equipe ao trocar Carlitos por Verón. No fim, o jogo descambou pra alguns pontapés. Agora, os argentinos querem acertar as contas com a Alemanha, que os eliminou na mesma fase de quartas de final, em 2006.

opinião do jogo

m TEvez O ex-corintiano andava meio sumidão. Aí fez o gol impedido. Depois acertou uma bomba que Pérez nem viu passar.

Carlitos, o homem do jogo: “Estou com fome de glória”

k

k Higuaín Artilheiro tem que ter sorte e faro. Na bobeira dos mexicanos, “Gon” marcou seu quarto gol na Copa. E quase fez outro de cabeça aos 42min do 1º tempo.

qOsório Em dia de várzea, o zagueiro matou mal uma bola recuada, que sobrou de presente nos pés de Higuaín. Foi o coveiro de uma frágil seleção mexicana.

Tevez, completamente impedido, marca o primeiro argentino

Carlitos Tévez foi o cara da partida contra o México. Fez dois gols, ajudou a Argentina a passar para a próxima fase e estava feliz da vida. “Jogamos bem, estou contente”, disse o excorintiano, em sua primeira entrevista, depois do jogo. “Em uma conversa, antes desta partida, Diego disse que me quer mais como atacante”, contou. “E deu certo: eu precisava de um jogo bom como esse para reafirmar que estou à vontade e com fome de glória.” Seus planos para os próximos dias? Recuperar as

energias. “Temos de estar preparados para encarar um rival duro”, falou. “Nesta fase da Copa do Mundo não tem mais time fraco, e a Alemanha já provou que é um time forte e que está subindo de ritmo.” Mais relaxado, ele explicou que não gostou quando viu a placa com o nome de Verón, que entrou em seu lugar. “Estava me sentindo bem e não entendi a substituição”, contou. “Mas é a minha forma de mostrar que quero fazer mais. São momentos de cabeça quente, que logo passam.”


jo r nal pl aca r | seg u n da-feir a , 2 8 d e j u n ho d e 2010

14

copa

“Antes, eu não sabia nada. Agora sou lindo” Estrela da Copa, Maradona curte o seu momento 100% enquanto dá suas baforadas no cigarro

M

aradona novamente roubou a cena na África do Sul. Pouco antes de encontrar-se com os jornalistas, deu uma nada politicamente correta baforada no cigarro. E foi à luta. Falou em italiano, esticou a duração da conversa e dedicou a vitória ao amigo Valentino Rossi.

O jogo  “Ganhamos uma partida com tensão, Sabíamos exatamente como o México atuaria e, com qualquer plantel que o Basco (Javier Aguirre) colocasse, iríamos para cima. Sabíamos dos erros e aproveitamos.”

A equipe “Na nossa equipe não há titulares ou reservas: hoje e na próxima partida que entrar terá que estar a 1 000 km por hora. O que farei contra a Alemanha? Dei-

xe-me curtir este momento. Estou orgulhoso do nosso desempenho. Quando chegar a hora escolherei uma equipe de gala para entrar em campo.”

Técnico ou jogador?

“Quando eu era jogador, colocava a camisa e entrava em campo. Como treinador, não. Tenho de construir um grupo. É engraçado: há pouco tempo não sabia um ‘cazzo’. Agora sou lindo. Mas a vitória é bonita, como jogador ou técnico.”

foto: L ars Baron- Get t y Image s

Do enviado À áfrica Fernando Valeika

Nas alturas: após a vitória de ontem, Maradona ficou em êxtase

A F U N DA Ç Ã O A R M A N D O A LVA R E S P E N T E A D O A P R E S E N TA A EX P O S I Ç Ã O

Venha conferir o melhor dos 40 anos da Revista Placar. As fotos espetaculares, as capas inesquecíveis, os infográficos surpreendentes. Desde 1970, Placar conta o futebol brasileiro de uma maneira original. As Copas, os craques e os momentos mais marcantes. Estão todos lá. DE 2 DE JUNHO A 18 DE JULHO DE 2010 MUSEU DE A RTE BRASILE IRA | M E ZANINO

FUTEBOL HISTÓRIA

RUA A L AGOAS, 903 . PRÉ D IO 1 HIG IEN ÓPOLIS . SÃO PAULO

» De terça a sexta-feira, das 10h às 20h » Sábados, domingos e feriados, das 13h às 17h

RE A LI Z A Ç Ã O

& PA I X Ã O ★

www.f aap.br

w w w.p lacar.co m.br


se g u nda- fe ir a , 2 8 de j u nho de 2 0 1 0 | j o r nal p l acar

O diretor de futebol do Santos. Pedro Luiz Nunes Conceição, afirmou ontem, em nota no site oficial do clube, que o Santos

FORA DA ÁFRICA

não recebeu nenhuma proposta por Ganso ou Neymar.

15

fórmula 1 (1 )

VICTOR CIVITA (1907-1990)

Fundador: Editor:

Roberto Civita

Presidente Executivo:

Jairo Mendes Leal Conselho Editorial:

Roberto Civita (Presidente), Thomaz Souto Corrêa (Vice-Presidente), Giancarlo Civita, Jairo Mendes Leal, José Roberto Guzzo Diretor de Assinaturas: Fernando Costa Diretora de Mídia Digital: Fabiana Zanni Diretor de Planejamento e Controle:

Auro Luís de Iasi

Diretora Geral de Publicidade:

Thaís Chede Soares

Diretor Geral de Publicidade Adjunto:

Rogerio Gabriel Comprido

Diretor de RH e Administração:

Esta foi a visão de Webber durante o capotamento em Valência

Vettel vence e Webber capota

O

do australiano Mark Webber, companheiro de escuderia. Rubens Barrichello, da Williams, terminou em quarto lugar. Felipe Massa, da Ferrari, ficou na 11ª posição, Lucas Di Grassi, da Virgin, foi o 17º, e Bruno Senna, da Hispania, o 20º. Vettel quase perdeu a primeira colocação na vol-

(2)

ta inaugural, quando esbarrou no carro do inglês Lewis Hamilton, da McLaren. Enquanto isso, Webber se atrapalhava no pelotão intermediário. Quando chegou a décima volta, ele bateu em Heikki Kovalainen, da Lotus, e decolou por cima do finlandês, capotou e se chocou com

Rubinho é punido por correr

(1 ) r ep rod uçã o | (2) Ma rk Tho mp s o n/Gett y Image s

k

Barrichello acelerou além da conta com o safety car na pista

muita força nos pneus. Por sorte, nada aconteceu a ambos. Com a entrada do safety car, vários pilotos aproveitaram pra trocar os pneus. Massa foi parar em 17º e terminou o GP seis posições acima. Depois da batida, Rubinho subiu três colocações e manteve o quarto posto.

Nove pilotos receberam o acréscimo de cinco segundos em seus tempos finais por infringir uma regra: excederam a velocidade mínima na volta em que o safety car entrou na pista. Jenson Button, Rubens Barrichello, Nico Hulkenberg, Robert Kubica, Vitaly Petrov, Adrian Sutil, Sebastien Buemi, Pedro de la Rosa e Vitantonio Liuzzi foram considerados culpados pelos comissários da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), que se reuniram depois do GP da Europa. Mesmo com a punição, o brasileiro da Williams continuou como quarto colocado no GP. Mesmo caso

do terceiro, Button. Kobayashi subiu do oitavo para o sétimo lugar. Os pilotos que caíram na classificação foram Rosberg, que desceu para décimo, e Buemi, para 12º. “É uma pena, não por nós, porque isso é uma corrida, mas por todos os fãs que vieram aqui assistir a uma prova manipulada”, acusou o espanhol Fernando Alonso, que subiu de nono colocado para oitavo. Já Felipe Massa, que passou de 14º para 11º, classificou o episodio como ridículo. Por ter ignorado bandeiras azuis na corrida, Timo Glock recebeu um acréscimo de 20 segundos e se manteve como 19º.

www.placar.com.br Em São Paulo: Redação e Correspondência: Av. das Nações Unidas, 7221, 7º andar, Pinheiros, CEP 05425-902, tel. (11) 3037-2000, fax (11) 3037-5597; Publicidade São Paulo www.publiabril.com.br; Classificados tel. 0800-7012066, Grande São Paulo tel. (011) 3037-2700. JORNAL PLACAR é uma publicação da Editora Abril com distribuição diária em São Paulo, pelo sistema de distribuição do Jornal Destak. PLACAR não admite publicidade redacional.

Com o segundo lugar no pódio, o inglês Lewis Hamilton se manteve na liderança do Mundial de Pilotos. Campeão em 2008, o corredor da McLaren conseguiu tranquilidade na segunda parte da corrida. O vice é Button, terceiro lugar no GP da Europa.

mundial de pilotos PAÍS Equipe

PTS

iNG McLaren

127

2 Button ING McLaren

121

3 Vettel ALE Red Bull

115

4 Webber AUS Red Bull

103

PILOTO

5 Alonso

ESP Ferrari

98

6 Kubica

POL Renault

83

7 Rosberg ALE Mercedes

75

8 Massa

67

BRA Ferrari

9 Schumacher ALE Mercedes

34

10 Sutil

aLE Force India

31

11 rubinho

BRA Williams 19

12 Liuzzi ITA Force India

Diretor de Redação: Sérgio Xavier Filho

Bernardo Itri (reportagem), Heber Alvares e Luís Eduardo Ratto (designers); Tratamento de imagem: Eduardo Ianicelli; Coordenação: Silvana Ribeiro; Atendimento ao leitor: Sandra Hadich; PLACAR Online: Marcelo Neves (texto); Colaborador: Pedro Pracchia (texto).

Hamilton se segura

1 Hamilton

Alfredo Ogawa

Diretora Superintendente: Elda Müller Diretor de Núcleo: Marcos Emílio Gomes

Redator-Chefe: Arnaldo Ribeiro; Editor-Executivo: José Vicente Bernardo; Editor: Marcos Sergio Silva; Editor de Arte: Alex Borba; Repórter: Bruno Favoretto; Estagiário: Ewerton Araujo; Designers: Eduardo Ianicelli e Everton Prudêncio; Colaboradores:

Dupla de pilotos da Red Bull protagonizou o Grande Prêmio da Europa, em Valência; Barrichello termina em quarto e é o brasileiro mais bem colocado GP da Europa, em Valência (ESP), até poderia ser chamado de monótono se não houvesse uma bela confusão (leia nesta pág.). Vencida de ponta a ponta pelo alemão Sebastian Vettel, da Red Bull, a corrida foi marcada pelo capotamento

Dimas Mietto

Diretor de Serviços Editoriais:

12

13 Kobayashi

JAP Sauber

7

14 Buemi

SUI Toro Rosso

7

15 Petrov

RUS Renault

6

16 Alguersuari ESP Toro Rosso

3

17 Hulkenberg ALE Williams

1

IMPRESSO NA TAIGA Gráfica e Editora

Av. Dr. Alberto Jackson Byington, 1808, Cep 06276-000, Osasco, SP TIRAGEM 80.000 EXEMPLARES AUDITADA PELA BDO TREVISAN

Presidente do Conselho de Administração:

Rober­to Civi­ta Giancarlo Civita Vice-Pre­si­den­tes: Arnaldo Tibyriçá, Douglas Duran, Marcio Ogliara, Sidnei Basile Presidente Executivo:

www.abril.com.br

CORINTHIANS A derrota ontem para o Atlético-PR por 1 x 0 deu o vice-campeonato do Torneio Cidade de Londrina ao clube. É o terceiro campeonato que o Corinthians perde na temporada que marca seu centenário. Na saída do gramado, Roberto Carlos reafirmou que não sairá do time. São paulo O Tricolor se manifestou contra as possíveis inscrições de Tinga e Renan, recém-contratados pelo Internacional para a semifinal da Libertadores. A primeira partida acontecerá dia 28 de julho e, pela regra, novas inscrições só poderiam ser feitas no início de agosto. O clube gaúcho tenta com a CBF uma antecipação.


JO R NAL PL ACA R | SEG U N DA-FEIR A , 2 8 D E J U N HO D E 2010

16 arquivo

PLACAR.COM.BR JORNALPLACAR@ABRIL.COM.BR

Temas inesquecíveis retratados em quatro décadas de PLACAR

Brasil vence a Suécia e a superstição Primeira Copa do Mundo veio com o uniforme azul, como “o manto de Nossa Senhora Aparecida” a cor do manto da padroeira brasileira, Nossa Senhora de Aparecida. “No dia da final, 29 de junho de 1958, choveu muito, um desejo dos suecos. O Brasil entrou em campo de azul e a Suécia marcou logo aos 4min. Os donos da casa só não contavam com a magia de Garrincha, a coragem de Vavá, o sangue novo de Pelé e a aplicação de Zagalo, que formavam um quarteto irresistível de ataque, capaz de virar o placar para 5 x 2”, dizia a revista. Depois de perder em casa em 1950 e cair nas quartas em 1954 ante a poderosa Hungria, o Brasil chegava à sua primeira conquista da Copa do Mundo.

Garrincha, contra a Suécia: nasce outro ídolo

Bellini inventa o gesto de erguer a taça

Jogadores encobrem Pelé, em seu 1º gol contra Gales

EM JUNHO DE 1958... A quinta edição do concurso Miss Brasil, realizada no dia 19, no Ginásio do Maracanãzinho, teve uma campeã carioca: Adalgisa Colombo, seguida pela pernambucana Sônia Campos.

Pelé, diante dos suecos: a 1ª Copa de um rei

Foi inaugurado no dia 30 o Palácio da Alvorada, no local em que era erguida Brasília. O palácio é designado como a residência oficial do presidente da República. Ele é situado às margens do lago Paranoá.

FOTO S REP ROD UÇÃO

O

primeiro título mundial do Brasil foi conquistado em 1958, na Suécia. Era a sexta Copa do Mundo. A revista PLACAR, em janeiro de 1976, recordou o time que precisou vencer a superstição de não poder atuar com seu uniforme número 1 na final — era da mesma cor do da anfitriã Suécia, adversário da final. Naquela Copa, o Brasil apresentou o jovem Pelé, então com 17 anos, e os dribles de Garrincha ao mundo. A seleção brasileira teve de jogar de azul. Paulo Machado de Carvalho, o chefe da delegação, convenceu os jogadores de que aquela era

jornal placar edicao 176  

jornal placar edicao 176

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you