Issuu on Google+

Dona Baratinha recriação da história popular pelo Projeto Pirlimpimpim (Livraria Nobel – Passo Fundo – RS)

NARRADOR Era uma vez uma baratinha linda, que gostava muito de se enfeitar com uma fita no cabelo. Era muito trabalhadeira e vivia limpando sua casinha. Um dia, quando varria o chão da casa, ela encontrou... DONA BARATINHA Uma moedinha! Uma linda moedinha dourada! NARRADOR ... e foi para dentro de sua casinha buscar... DONA BARATINHA Uma caixinha! Uma linda caixinha para servir de cofrinho para minha moedinha! Preciso guardá-la muito bem, afinal estou RI-CA! NARRADOR E Dona Baratinha teve uma ideia genial! DONA BARATINHA Se estou rica, já posso me casar! Quem quer ser meu marido? (anda pelo palco, perguntando para a plateia) Você quer? (pergunta para pessoas específicas) (cantando.) Quem quer casar com a Dona Baratinha Que tem fita no cabelo E dinheiro na caixinha? BOIZINHO Eu! Eu quero Dona Baratinha! Eu gostaria muito de casar com a senhora! (fala se aproximando do palco.) DONA BARATINHA Pois então suba aqui, senhor Boizinho! (o Boizinho sobe.) O senhor é muito bonito! Estou mesmo à procura de um bom marido! Mas há uma condição!

Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

1


BOIZINHO Qual? Diga, por favor, Dona Baratinha! DONA BARATINHA Preciso saber: como é a sua voz? BOIZINHO Mmmmmmmm! E para quê? (com ar intrigado-indignado.) DONA BARATINHA É que eu gosto muito de dormir tranquila e bem sossegada, sabe, seu Boizinho... Vamos lá, diga como é a sua voz... (decidida.) BOIZINHO Mmmmmmmmm! Se é assim, eu digo. MUUUUUUUUUU!

Lá vai.

Minha voz é assim:

DONA BARATINHA Credo, seu Boizinho! Que voz mais feia! Imagina se eu acordo no meio da noite com esse seu ronco?! Pode ir embora! Pode ir pastar em outros gramados! NARRADOR E lá se foi o seu Boizinho, triste, amuado, pastar em outros campos. E Dona Baratinha seguiu em sua procura. DONA BARATINHA (canta a música-tema do personagem.) BODE Eu! Eu quero! DONA BARATINHA Olá, senhor Bode! (toda meiga.) Vejo que o senhor é decidido! Pois bem, há uma condição para poder casar comigo! BODE E qual é ela, Dona Baratinha? Diga que eu farei!

Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

2


DONA BARATINHA Ah! Eu só caso se o senhor me contar como é a sua voz! BODE Ora, e por quê? DONA BARATINHA Ah, senhor Bode! É que eu adoro ler livros, muitos livros! Minha casa está cheia deles e... (sendo interrompida pelo Bode.) BODE Eu também adoro livros, sabe? Adoro roera as capas grossas e mastigar as folha tão macias que eles têm dentro...ééééé DONA BARATINHA Hum... (já sem muito ânimo.) Pois então, eu preciso saber como é a sua voz. Diga! BODE Ah, se é assim, sim! Minha voz é assim: MÉÉÉÉÉÉÉ! DONA BARATINHA Nossa! Que susto que eu levei! Com o senhor não caso não! Imagine eu lendo calmamente meus livros e o senhor falando aos berros?! Sou capaz de me perder na leitura e nem conseguir terminar o parágrafo.... Pode ir embora e já! NARRADOR E lá se foi seu Bode, de barbicha caída, triste pelo caminho. Dona Baratinha voltou a procurar. DONA BARATINHA (cantando a música-tema do personagem) BURRO Com licença, Dona Baratinha! Eu gostaria muitíssimo de casar-me com tão linda e distinta dama! A senhorita me daria esta honra? (curva-se e beija a mão da Baratinha que ergue a mão do Burro e rodopia sobre as mãos dadas.)

Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

3


DONA BARATINHA Que encanto! Que educação! Que pelo bem limpo... sedoso... macio! Que sapatos bem lustrados! (admirando-se cada vez mais.) (falando para o público em segredo.) Deve ser um príncipe... no mínimo! (voltando-se para o Burro.) Com muito prazer! O senhor Burro parece ser o marido dos sonhos de qualquer baratinha que honre sua casquinha! Só tenho uma condição! (firme, mas meiga.) BURRO E qual seria ela, senhorita Dona Baratinha? Atenderei prontamente a quaisquer de seus desejos! DONA BARATINHA Eu gostaria muito de saber, senhor Burro, como é a sua voz! BURRO É claro que sim! Mas mate uma curiosidade minha... por quê? DONA BARATINHA Ah! É que eu gosto de fazer minhas refeições bem sossegada, sem muito barulho ou sem muita gente falando pelos cotovelos e de boca cheia ainda por cima! BURRO Mas com certeza, minha querida Baratinha! (pegando suavemente o queixo da Baratinha.) Também detesto gente faladeira, ainda mais na hora das refeições. Pois bem... minha voz é assim... (vira-se e começa seu treino vocal) Pá-pé-pi-pó-pu...(repete isto três vezes, quando é interrompido pela Baratinha.) DONA BARATINHA (suave e meiga.) Vamos logo, senhor Burro! Não temos o dia inteiro! Por favor! BURRO Dona Baratinha! (diz, fazendo uma mesura.) Minha voz é assim: HIÓÓÓ-HIÓÓÓHIÓÓÓ (fala com barulho, erguendo a perna direita como num coice.) DONA BARATINHA Meu Deus do céu! Que é isso, senhor Burro? Uma voz dessas num senhor tão distinto? Não caso não! Imagine o senhor gritando desse jeito na hora das refeições... sou capaz de engasgar com a comida ou ter uma indigestão! Leve essas orelhas de burro para longe daqui!! Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

4


NARRADOR E lá se foi o senhor Burro, todo triste, com suas orelhas debaixo do braço. Baratinha, já desanimada, voltou a procurar.

Dona

DONA BARATINHA (cantando/declamando a música-tema do personagem.) RATINHO Eu quero... eu quero... (diz em tom baixo e calmo.) DONA BARATINHA Seu Ratinho! (admirada e alegre ao mesmo tempo.) O senhor... tão pequenininho... RATINHO Sempre fui seu admirador secreto! Sempre a achei a Baratinha mais linda e mais simpática de toda a Feira do Livro! Eu gostaria muito de me casar com a senhora! DONA BARATINHA Que bom, seu Ratinho! Vejo que você é encantador! Mas eu tenho uma condição... RATINHO Qual? (ansioso.) Diga! Diga, que eu farei imediatamente! DONA BARATINHA Eu quero saber como é a sua voz! RATINHO Minha voz?! Por que, Dona Baratinha? DONA BARATINHA Seu Ratinho, são três os meus motivos (aponta três dedos em riste para o público.) O primeiro (aponta o dedo diretamente no nariz do Ratinho.) é que eu gosto de dormir calma e sossegada, sem ninguém roncando por perto. O segundo (aponta dois dedos diretamente no nariz do Ratinho.) é que eu gosto muito de ler e não gosto de ninguém falando ao meu lado quando estou concentrada em minhas leituras. E o terceiro (aponta três dedos diretamente no nariz do Ratinho) é que eu gosto de fazer minhas refeições sem muita falação ao meu redor, para não ter indigestões...

Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

5


RATINHO Ah! A senhora vai gostar da minha voz. Ela é discreta como eu! Eu ando nos cantinhos da casa, sem chamar atenção e ando tão devagarzinho que ninguém nota meus passos. Também não deixo meu rabinho preso em qualquer canto. A senhora vai gostar... DONA BARATINHA Então diga, por favor, como é a sua voz... RATINHO É assim: QUI-QUI-QUI-QUI... DONA BARATINHA Que maravilha! (toda feliz.) Espere só um pouquinho (busca o véu, coloca na cabeça.) Com o senhor eu caso (os dois dão-se os braços e caminham até o proscênio.) NARRADOR E a festa foi um sucesso. DONA BARATINHA Foi mesmo! Olha só o vestido lindo que eu estou usando! E a festa teve de tudo: brigadeiro, beijinho, bem-casado e um bolo de... sorvete!! Ah! E de prato principal: FEIJO-A-DA! RATINHO (mostra a cabeça no palco e fala baixinho.) Fe-fe-feijoadaaaa! (lambe os beiços.)

Eu adoooro feijoada!

NARRADOR E o senhor Ratinho não conseguiu esperar não... Ao sentir o cheiro da feijoada caprichada Não pensou mais em nada E mergulhou na panela de pressão... (o Ratinho sai limpando os beiços, esfregando a barriga, pedindo desculpas por um arroto.)

Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

6


DONA BARATINHA (indignada.) Que vergonha! Que vexame! Seu guloso, mal-educado! O que vão pensar os convidados? Você não serve pra meu marido! Comeu toda a feijoada! Raspa daqui seu guloso, antes que eu te dê uma vassourada! (o Ratinho sai triste e esfregando a barriga.) NARRADOR E lá se seu Ratinho, de cara amarrada Triste por ter perdido o casamento E feliz da vida por ter comido a feijoada. E Dona Baratinha tirou seu vestido de noiva, pegou sua vassourinha e se pôs a cantar: DONA BARATINHA Quem quer casar com a Dona Baratinha Que tem fita no cabelo E dinheiro na caixinha? (2x) (voltando-se para o público do fundo) Alguém aí quer casar comigo?

Fim

Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

7


Projeto Pirlimpimpim

Dona Baratinha

8


Dona Baratinha