Page 1

o pinheirinho

| NOTÍCIAS | ENGLISH CORNER | PETIT COIN | PRÉ-ESCOLAR| 1º CICLO | CRIAÇÃO LITERÁRIA | CRÓNICAS TEMÁTICAS |

CIÊNCIA |EL PATIO CASTELLANO | MÚSICA| PASSATEMPOS| PSICOLOGIA| DESPORTO

ano dezassete| número 2 | abril 2011 | 1 pinheiro | agrup. de escolas da charneca de caparica


o Sumári

3

EDITORIAL notícias ita ns tem sido fe tv ebicc e m o h s o d e mundo berta. A história do à escola sejo de desco m e d ve e o u ã ç se a u sf m ti a o insa o operada, est ” o com base na ã ç lu o v missão silênci e “r seja a existe Qualquer que de berço naquilo que a a d ç n ju a a d à u a m it is a r uma v sempre um ácia e estabelece d ra o e rm p g fa a m d é u b m se u ente, ta concurso do m do 6ºD e, inevitavelm es. visita de estu e oportunidad s o ue as fi sa e s d o s d o e v no ém referir q b m ta mata dos m so ci re ltantes, quase otícias ontudo, é p su n C re e d í a o d ri iá is d a o do a ites es soci visita de estu transformaçõ s em que os lim il o hecimento it n fl co n o co d s o v. v a o p mn e ao zes difíc sempre, gera ida ao teatro sendo por ve rio de fátima á , m tu n ra sa tu o is a m o d visita de estu e as regras se jável. e 1º ciclo r la o equilíbrio dese c o s r e veram a ce le s e o b ig a prém st e olá a cnologias ti te s a v o e, n o século XX elmer s chamadas d A o l a re n b fi so o r n a o lh ã um o press amos sua maior ex XXI, continu mputador lo co cu o d sé r to o n d o ve o in ra, no início retudo com mpo o b g ca a so o n , o io e sã n ss a a p p sua ex ulo de a assistir à t, como veíc e ciência rn te In a d nto e todo o desenvolvime eias através d nas escolas” id a e ci d n a iê ilh “c rt o a ct p ciais proje informação e o aluno as redes so a e u to q n e to x im d te n n te e co o gabinete de a mundo. É nest spaço. desport do anhar o seu e g a to o ri ã tudo o merca vo st e re fa b o so rt , o o d sp a e d rc , o me o meu ue o Por outro lado odelo em q a saúde m ra a e p st o e rt o ta sp n s e e lim do d – somos todo s tivo financeiro, a e a it a importância c lim u d ce e e ão conh e os de apoio da moda – consumidor n arentais s p ta s a is ci ser viço m n su tê n e p co e com dução consumidores tisfação na pro áticas sa m a e ss t e s m a ta da n crónic ipamentos, ca blica? egócios alime u ú n q p e re s a o d v o n te n e e d resid ante o que faz o p e venda const redes sociais ados. a qual sejam rnet z mais sofistic e te ra v a in p a d e d s a n e lid g a da fin esvanta Social rnet Dependendo vantagens e d municação o C e d riscos da inte s io Me m tornarusados, os re Lorosae sociais) pode /c s e e b d a re d s s a a ci ais te tí n no ineiro um mundo m (particularme rd e ja d s m u re d to s o fo m a pro . os desab se eficazes e al mais sadia corner ci so h a s ci li n ê g e iv n v n e gem entre si unido e de co ra te our school in s a o ss as pe fícios É certo que e trazer male d my school o p e la u a rc ci m a como ess rm a informação fo a n o our study roo d sobretu tendida. escondidos, y image d o b d n recebida e en a r s n se e e te d o p o ue estão ã e informaç do aqueles q tu re the music I lik b so s, n e que v o, mas será Os nossos jo d n u m o petit coin m e ercorr rmação entité na escola, p acesso à info m ê T ? o ma carte d`id ã st so significará bem onde e no is sa a s ll a e m t s , a o) ã c rmaç quirem el patio (toda a info erá que ad en la ebi S s a u s? g o n d le a s r rm la info el día de m interpreta a it que estão rm e p música s e que lh por competências am entre si gavice e ic n m u s m o d co a fi o d ra biog quan ndem? a realidade em todos ente erária n t e li u q o is ã a n ç si esta e cria ar atentos a abreviaturas st amizade e o rã e v e d pais fio de amor A Escola e os enorme desa o s e h -l o d , n be ucar sempre d realidade, ca E e r a quando te vi rm car. Fo formar e edu escola a h ais. in m a d o st go as redes soci m co o a sm ir e e g m n a língua estra o domínio dum outono Martins uras Prof. Helena as minhas leit

7

9

11

14

16

17

o pinheirinho 2


O Clube de Cinema e Vídeo está de regresso. Um novo ano lectivo, um novo grupo de trabalho, uma novidade no equipamento do Clube e um novo Projecto para desenvolver. O grupo de trabalho deste ano é constituído essencialmente por alunos do quinto ano, que revelaram, desde logo, um grande interesse em participar nas actividades do Clube, o que é fruto da apresentação dos filmes produzidos no Clube durante a Semana das Artes de há dois anos, que efectuei na EBI/JI, pertencente ao nosso agrupamento. Em cada ano de funcionamento do Clube, tem sido possível apresentar novidades no seu equipamento. Este ano temos um Green Screen, ou seja, um painel verde que serve de fundo, tal como é utilizado nos estúdios de televisão ou no cinema, permitindo colocar os jornalistas ou actores num cenário virtual com recurso a um “software” de edição de vídeo. O novo projecto que se avizinha irá potenciar este

Prof. Mário Fortuna

notícias

|TV EBICC NO AR!

recurso. O desafio está lançado ao grupo de trabalho: Criar a TVEBICC, um canal de reportagens que cubra as actividades mais emblemáticas da nossa escola e, como não podemos ir a todas, é o grupo de trabalho que irá definir o critério de escolha. Os primeiros quatro temas já estão escolhidos e abordam o desporto, a música, o design gráfico e o jornalismo. E em Janeiro será lançado o 3º Concurso de Vídeo One Minute, aberto a todos os alunos do agrupamento.

| O MUSEU VEM À ESCOLA No dia 14 de Janeiro, os alunos do 9º A realizaram, na aula de História, no âmbito do projecto o Museu vem à Escola, uma actividade subordinada ao tema “Vozes da Resistência”. Na primeira parte da aula, visualizaram um pequeno filme sobre a resistência antifascista em Almada. Várias pessoas antifascistas falaram sobre a sua experiência de vida; como viveram; resistiram e lutaram contra a PIDE e o regime autoritário de Salazar. Na segunda parte da aula, realizaram um jogo sobre esse tema. Formaram-se grupos em que uns alunos pertenciam à Resistência e outros à PIDE. A Resistência tinha como objectivo afixar cartazes e propaganda contra o regime e a PIDE pretendia vigiar e prender os opositores. Esta experiência foi muito enriquecedora, pois os alunos compreenderam melhor como era a vida nessa altura. Alunos do 9º A

Supervisão,edição e revisão de texto céu mantas /maria helena martins/manuela de fátima/teresa pereira/núcleo jornalístico 5ºA filipa pereira/rita cordeiro/5ºB maria rodrigues/colaboradores| profs cecília almeida| ceu mantas| elizabete gomes | ilda ribeiros| maria helena martins| mário fortuna| teresa pereira| coordenadoras da educação para a saúde| psicóloga ana borges| educadora laura casca, sala azul| milene morais, sala laranja eb1/jicc eb1/ji | 3ºA martim freches| 3º D eb1/jicc| 5ºA fllipa pereira| madalena almeida| rita cordeiro| 5ºB maria rodrigues| 6ºB bianca| mariana| vicente almeida| 6ºC bruna almeida| 6ºD catarina marcantes| joão guedes| vera correia| 7ºA ana catarina tomé| catarina freches| catarina guedes/ carolina resende| catarina silva| diogo tavares| raquel costa| rodrigo marques| 7ºB adriana henriques| daniel nogueira| francisco silva| joana cavadas| ricardo santa| 7ºC alexandre pires| beatriz silva| margarida silva| radu filciu| sierra| 8ºC duarte homem| sofia firmino| 9ºA | 9ºB jussa ebido| joão domingues| joão gonçalves| grupo projecto “ciência nas escolas”| gonçalo costa, raquel fernandez| layout josé mendes| paginação céu mantas| impressão sociedade gráfica de vale fetal| propriedade agrupamento de escolas da charneca de caparica| praceta frederico de freitas 2819-504 charneca de Caparica| tel212979660| fax 212973º79| email ce@eb123-charneca.caparica.rcts.pt| tiragem 200 exemplares| abril de 2011


|MISSÃO SILÊNCIO O problema do barulho na nossa escola chegou a ser este ano uma preocupação levada a Conselho Pedagógico. Aparentemente normal para a maioria dos nossos alunos, o ruído nos corredores, bar e refeitório, biblioteca e, muitas vezes, na sala de aula, começou a tomar proporções verdadeiramente perturbadoras da tranquilidade e concentração. Procurando que esta problemática fosse identificada pelos próprios alunos, sensibilizando-os para esta, que é uma preocupação da escola e que se pretende que também seja a deles, foi apresentado na disciplina de Educação Visual um projecto às turmas do 7º B e D que exigiu destes alunos uma atitude cívica e interventiva. Os alunos chamaram a esta campanha MISSÃO SILÊNCIO e, no âmbito dos conteúdos da disciplina de

|Uma visita à Ajuda de Berço No período passado, os representantes de cada turma (delegados ou sub-delegados) do 2º e 3º ciclo, tiveram a oportunidade de ir entregar alguns bens essenciais recolhidos pela Escola, à instituição Ajuda de Berço ,de Lisboa. Eu tive esse privilégio , representando o 7ºB. Quando lá chegámos, batemos à porta e fomos muito bem recebidos pela directora da instituição, que nos deixou entrar e entregar os materiais. Agradeceu-nos muito, pois aqueles bens essenciais foram muito importantes. No final, antes de regressarmos à Escola, falou-nos um pouco sobre aquela e outras instituições da Ajuda de Berço. Não aprofundou muito, mas eu, curiosa como sou, decidi fazer uma pequena pesquisa para ficar a saber mais sobre esta causa. Como tal, vou partilhar um pouco, para quem não sabe, o quanto esta instituição pode o pinheirinho 4

Educação Visual realizaram cartazes, desdobráveis e pictogramas que foram afixados no espaço escolar de forma a sensibilizar toda a

comunidade.

Prof. Elisabete Gomes

ser importante. A Ajuda de Berço é uma associação que foi fundada há cerca de 12 anos por um grupo de amigos. Tem como objectivo testemunhar o respeito pela Vida Humana e acolher crianças abandonadas ou em situação de risco e cuidar delas. Apenas acolhe crianças com menos de 3 anos ,apesar de haver excepções. As crianças instaladas na instituição Ajuda de Berço estão lá por motivos de abandono, por falta de condições por parte dos pais ou até mesmo por maus tratos. Esta associação dá tudo o que estas crianças precisam e que antes não tinham, desde educação, apoio psicológico, alimentação, carinho...etc. Em média, na associação de Ajuda de Berço (em todo o país), por ano, entram 227 crianças e saem 187. A que foi visitada por nós, naquele momento ,albergava 25 crianças. A informação é pequena, mas simples e ,se todos contribuíssemos para esta causa, estaríamos a ajudar a melhorar a qualidade de vida destas

crianças. Portanto, não custa ajudar, de vez em quando! :) Adriana Henriques, 7ºB


| 3º Prémio do Concurso do Museu da Farmácia No dia 25 de Fevereiro, às 10h, fui receber o prémio do concurso do Museu da Farmácia “Viva o Sol”, proposto pela Farmácia Marisol. Após uma acção de sensibilização sobre os efeitos da exposição solar, apresentada pela Drª Claudina, na área de Formação Cívica, em Julho passado, a minha turma participou num concurso nacional e o meu desenho ficou em 3ºlugar. O desenho tinha que alertar para a protecção do sol e eu fiz um sol a dar a mão ao protector solar e o protector solar a dar a mão a uma menina. Recebi vários presentes e fiquei muito contente com a notícia. Maria Catarina Marcantes, 6ºD

| Visita de estudo No dia 4 de Março de 2011, eu, a minha turma (6ºD) e o 6ºA, fomos visitar a exposição:”Sexo… e então?!”, no Pavilhão do Conhecimento, e fomos também visitar o “Diário de Notícias”. Por volta das 9h40min, partimos. Quando chegámos ao Pavilhão do Conhecimento, tomámos o lanche da manhã e depois entrámos na exposição que estava dividida em partes, como a puberdade e a gravidez, entre outros, com jogos e vídeos. Demorámos cerca de 1h30min para ver toda a exposição e, à medida que iam acabando, alguns afortunados tiveram a oportunidade de andar na bicicleta em cima do cabo. Mais tarde, almoçámos e fomos ao “Diário de Notícias”

fazer a nossa própria “primeira página” de um jornal! Quando lá chegámos, falaram-nos do que iríamos fazer e, de seguida, vimos um vídeo sobre a história do DN. Visto o filme, organizámo-nos em pares e começámos a trabalhar. Entretanto, foi lá um jornalista falar sobre a sua profissão e, mais tarde, alguns alunos foram entrevistados. E assim, por volta das 17h30min, regressámos à escola com mais conhecimento e mais uma excelente experiência que nos proporcionaram. João Guedes, 6ºD

o pinheirinho 5


| Mata dos medos No dia 18 de Janeiro de 2011, os alunos do 8º ano (1ºSemestre) realizaram uma Saída de campo à Mata dos Medos, com o objectivo de reconhecerem a flora e a fauna local, no âmbito da disciplina de Ciências Naturais. Com a ajuda das professoras Ilda Ribeiros e Helena Serôdio, os alunos identificaram exemplares de Pinheiro manso (Pinus pinea), alguns Pinheiros bravos (Pinus pinaster) e Alepo (Pinus halepensis). No sub-bosque, destacouse o Zimbro (Juniperus turbinata) e a Sabina-das-praias (Juniperus phoenicea), que incluem alguns exemplares de porte notável que atingem os 8 metros de altura, - o que equivale grosso modo a um prédio de três pisos. A Mata dos Medo integra-se ainda na RESERVA ECOLÓGICA NACIONAL - zona de máxima permeabilidade, com solos de dunas consolidadas pela vegetação, de elevada sensibilidade ecológica - e é abrangida pela classificação de dois tipos de HABITATS PRIORITÁRIOS, em termos de Conservação da Natureza (Directiva Comunitária 92/43/CEE, 21 Maio)

| VISITA DE ESTUDO AO DIÁRIO DE NOTÍCIAS Esta visita de estudo foi organizada pela professora Manuela de Fátima. Fomos a Lisboa, ao “Diário de Notícias”, de autocarro. Partimos às 13h00m e chegámos por volta das 17h45m. O percurso foi desde a escola, Charneca de Caparica, a Lisboa e os participantes envolvidos foram os alunos e as professoras. O objectivo desta visita foi ficarmos a conhecer a redacção de um jornal e aprendermos a elaborar uma

o pinheirinho 6

Pistacis Lenticus ( Aroeira)

Os alunos do 2º semestre do 8º ano de Ciências Naturais irão às Dunas da Arriba fóssil para realizarem um trabalho semelhante, que complementará o dos colegas. O objectivo é que os alunos sejam veículos de conhecimento, de modo a garantirmos a preservação da Área-Protegida! Prof. Ilda Ribeiros

notícia . Entrámos no DN e vestimos uns coletes idênticos aos que os carteiros e os jornalistas usam. Tivemos uma guia, durante toda a visita, que nos explicou a origem do jornal e quem tinha pintado os elementos decorativos das paredes do edifício. De seguida, entrámos num auditório, com um ecrã gigante, onde visualizámos o filme sobre a evolução do jornal DN até aos dias de hoje e um “PowerPoint” sobre como se redige a primeira página de um jornal. Depois de termos ouvido estas informações, fomos para os computadores e construímos as nossas primeiras páginas de

jornal, em grupos de dois. A minha parceira foi a Raquel Costa. Em conjunto, abrimos uma página onde tirámos uma foto e preenchemos, com notícias à escolha, a barra, a manchete, o “lead”, o destaque fotográfico e as chamadas. No final, tirámos uma foto de grupo e imprimimos a nossa primeira página de jornal. A visita teve os seus aspectos positivos e negativos. Gostei bastante de aprender a elaborar a primeira página de um jornal. Esta visita cumpriu o seu objectivo. Acho que foi educativa, pois ficámos com alguns conhecimentos. Catarina Guedes, 7ºA


No dia 18 de Novembro de 2010, os 9º anos realizaram uma viagem de estudo, no âmbito das disciplinas de Língua Portuguesa e Ciências Naturais, para assistir à representação da peça “Auto da Barca do Inferno” no teatro “O Sonho” , e também para ver a exposição “Sexo… e então?”, no Pavilhão do Conhecimento. Partimos por volta das 9h 00 e chegámos ao teatro às 10h 30min, como previsto. A peça “Auto da Barca do Inferno”, escrita por Gil Vicente, durou cerca de 1h 30min. Foi muito bem representada e muito engraçada! Apesar de serem poucos actores, todos representaram as suas personagens muito bem e conseguiram seguir o guião, mantendo a comédia. Já perto do final da peça, um colega nosso foi voluntário e representou o papel de cavaleiro. A peça durou 1h 30min, acabando às 12h 00min, com muitos aplausos nossos. A seguir, saímos da sala e fomos almoçar ao nosso restaurante preferido de comida rápida, ao Mcdonald’s, na Avenida Dom Carlos 1. Permanecemos aí durante 1 hora e, de seguida, entrámos no autocarro e seguimos viagem até ao Pavilhão do Conhecimento, no Parque das Nações.

|Visita de estudo a Fátima

Fizemos uma visita de estudo ao Santuário de Fátima. Vimos uma imagem dos três pastorinhos: Francisco, Lúcia e Jacinta. Fomos ao Museu de Cera, onde os bonecos parecem pessoas verdadeiras. Aí, vimos uma imagem de Jesus que estava por cima do mar, situação esta que nos foi explicada pelas nossas professoras. A parte de que gostei mais foi da imagem de Jesus na última Ceia. Foi assim a nossa visita. Madalena Almeida, 5º A

João Gonçalves, 9ºB

pré-escolar e 1ºciclo

| Visita de Estudo à companhia de Teatro “O Sonho” e ao Pavilhão do Conhecimento

Chegámos por volta das 14h 00min e começámos a nossa expedição às 14 e 30min, com um monitor. A exposição a apresentar foi “Sexo… e então?”, um tema muito apreciado pelos 9ºs anos, aparentemente. Ao sair da sala, muitos divertiram-se na bicicleta voadora, que, apesar de não ser voadora, dá-nos essa sensação, mas por pouco tempo. A seguir, entrámos numa sala onde se expunha uma expedição portuguesa à Amazónia, com o propósito de descobrir novas espécies. Foi uma das salas mais interessantes da exposição, pois tinha muitas espécies descobertas no local, que eram curiosas e bizarras. Dirigimo-nos à exposição “Sexo… e então?”, onde se aborda a sexualidade e o amor, de uma forma especialmente destinada aos pré-adolescentes. Foi muito divertido! Esta exposição foi a mais prolongada. Saímos às 17h 00min, pelo que só chegámos à escola às 18h 00min. A visita de estudo foi muita divertida e recomendo vivamente que assistam às peças da companhia de teatro” O Sonho” e que vão ao Pavilhão do Conhecimento ver as novas exposições.

Olá amigos! A Natureza e a Primavera já chegaram ao 3ºD! Estamos a estudar as plantas: a sua reprodução, as suas utilidades, a sua importância, as suas variedades e características. Semeámos feijões e flores! A loja da Charneca, “Tremoceira”, enviou-nos vasos, terra e bolbos de flores, o que foi muito útil na nossa jardinagem. Os nossos feijões já têm folhinhas. Protejam a Natureza e plantem muitas sementes, flores e árvores!

Os alunos da EB1/JI Charneca de Caparica, 3ºD.

o pinheirinho 7


| Um Olhar sobre o Elmer… O Elmer era um elefante muito contente; O Elmer era bem disposto; Ele fazia os elefantes rir; Ele tinha muitos amigos; O Elmer não era igual aos outros elefantes; Quando dava passos fazia muito barulho; O peso dele fazia muito barulho; O Elmer tem muitas cores; O Elmer é aos quadrados às cores; O Elmer queria ser igual aos outros; O Elmer queria ser como os outros elefantes; Ele passou pelos amigos e depois foi à árvore; Ele foi à floresta e abanou a árvore; Depois, as frutas caíram todas e ele ficou cinzento; O Elmer rebolou-se nos frutos; O Elmer pintou-se de cinzento; Quando voltou, os amigos não o reconheceram; O Elmer mudou de cor; Ele ficou com a cor dos outros elefantes.

|O Inventor do Computador

| Konrad Zuse O criador do primeiro computador do mundo, o alemão Konrad Zuse, nasceu em Berlim em 22 de junho de 1910. O engenheiro berlinense é tido como o criador do primeiro computador do mundo e também da primeira linguagem de programação baseada em algorítmos. Zuse começou a trabalhar numa calculadora por ele mesmo inventada, enquanto estudava Engenharia. Ao Z1,

Quando a chuva veio o Elmer ficou de novo da sua cor; Os amigos disseram que ele fizera uma grande partida; E fizeram o dia do Elmer; No dia do Elmer, os outros elefantes pintam-se de outras cores e ele de cinzento! Trabalho realizado pelas crianças da sala azul Educadora: Laura Casca

um instrumento de cálculo completado em 1938, seguiuse a primeira calculadora programável de base eletrónica (Z3). O aparelho trabalhava apoiado num sistema binário, tinha 192 bytes e podia realizar as quatro operações básicas e raízes quadradas. Durante a Segunda Guerra Mundial, a máquina foi atingida por uma bomba, com o que Zuse caiu no esquecimento. Durante muito tempo, a invenção do computador foi atribuída ao americano Howard Aiken pelo seu Mark I. Em 1949, Zuse fundou em Neukirchen a Zuse Kg, uma empresa dedicada ao fabrico de calculadoras eletrónicas. Apesar de estar na origem de mais de 50 patentes e de ser responsável pelo desenvolvimento da primeira calculadora (1955), Zuse não teve sorte na vertente comercial e desligou-se da empresa em 1964. Três anos mais tarde, a empresa seria adquirida pela Siemens. Em 1970, Zuse escreveu uma autobiografia, O Computador: a Obra da Minha Vida (1970).

Passeio no campo Era uma vez um menino e duas irmãs que iam ver as montanhas. Lá ao pé, havia um coelho cinzento e um veado parecido com a rena do Pai Natal, que tinha um nariz vermelho. No campo, havia flores e, atrás de um arbusto, havia cogumelos com pintinhas. Os três amigos viram uma ave que estava a apontar para as montanhas e foram lá ver. Fizeram uma grande viagem no campo verde e divertiram-se muito. Milene Morais, Sala Laranja o pinheirinho 8


O Projecto Ciência nas Escolas, iniciado no ano lectivo 2004/2005, em parceria com a professora Leopoldina Macieira, visa desenvolver a aplicação prática da matéria leccionada, mas também tem como finalidade a motivação dos alunos pelas Ciências, de modo a perceberem que estas podem ser aplicadas no nosso dia-adia. Na comemoração do centésimo aniversário do projecto e do Ano Internacional da Química,

Ciência

| Projecto “Ciência nas Escolas”

pretendemos desenvolver actividades extracurriculares, no dia da actividade “a ciência vem à escola”, e algumas exposições, no âmbito das temáticas da Água, Energia Verde e Sociedade e Ciência. Gostaríamos que este projecto tivesse continuidade nos próximos anos lectivos. Esperamos, realmente, que todos os que participem de alguma forma neste Projecto se sintam tão motivados e estimulados quanto nós! (O grupo do “Projecto Ciência nas Escolas”) Gonçalo Costa e Raquel Fernandez

| Gabinete de atendimento ao aluno

| O meu desporto favorito

O meu desporto favorito é, sem sombra de dúvidas, o Atletismo. Desde pequeno, que sempre tive uma grande fascinação por este desporto. Há alguns motivos para tal! Correr (nas minhas palavras) é bom! O atletismo pode ajudar-nos a perder alguns quilinhos extra (o meu caso não é esse; creio que preciso de engordar um pouco).

Os principais motivos para adorar atletismo são dois: sentirmo-nos livres (um pouco semelhantes a um pássaro, mas na terra) e também pelo facto de ganhamos grande velocidade (quase como um carro, mas mais lento). Isto leva -nos à grande questão: todos os corredores são vencedores. Penso assim, pois ,na minha opinião, o grande objectivo de ganhar corridas de atletismo não devia ser o de ser o mais rápido a passar a

linha de chegada, mas, sim, o de nos mostrarmos os mais resistentes (embora, ao fim e ao cabo, as pessoas que fazem atletismo sejam resistentes e a resistência é o que faz um vencedor).

Ricardo Santa, 7º B

o pinheirinho 9

deposrto

A lei nº 60/2008 refere que as escolas devem disponibilizar aos alunos um gabinete de informação e apoio no âmbito da educação para a saúde-educação sexual. A nossa escola já implementou o Gabinete de Atendimento ao Aluno. Este gabinete funciona na sala de Apoio (junto ao Bar) e o atendimento e funcionamento do respectivo gabinete de informação e apoio são assegurados pelas professoras Helena Serôdio, Ilda Ribeiros e Mª do Céu Oliveira. MAS O GABINETE NÃO FUNCIONA SEM OS ALUNOS! Por isso, no dia 2 de Março, foi feita uma acção de sensibilização com os Embaixadores da Saúde do 3º ciclo, de modo a que estes “passem a palavra” aos colegas das respectivas turmas. Os Embaixadores da Saúde da nossa escola também participarão no Encontro Concelhio a realizar em Junho. Também divulgamos o horário do gabinete para que o possas frequentar sempre que tiveres dúvidas sobre assuntos relacionados com a tua saúde e/ou dos teus colegas (alimentação, consumos nocivos, vida saudável, sexualidade…). E, já agora, visto a Saúde ser o bem-estar físico, social e mental, que tal aproveitares as horas de meditação para relaxares do stress do dia a dia escolar? As Coordenadores da Educação para a Saúde


| A importância do desporto para a saúde Uma vez que o estilo de vida está cada vez mais sedentário, devido ao excesso do uso das tecnologias (computadores, consolas, televisões), podemos reconhecer que o desporto tem um papel fundamental a combater as consequências do sedentarismo, tais como a obesidade, doenças do foro cardíaco...O desporto ajuda a desenvolver as capacidades físicas, entre outras. A actividade desportiva favorece o bom funcionamento cardíaco, e, também, através do suor, a eliminação de toxinas e gorduras dispensáveis ao corpo. Para concluir, posso dizer que, se a maior parte da população praticasse desporto e actividade física regular, haveria menos mortes devidas ao mau funcionamento cardíaco e outros problemas, como o colesterol e as diabetes. Daniel Nogueira, 7ºB

| Competências parentais serviço de apoio educativo

No dia 12 de Janeiro de 2011, decorreu, no Agrupamento de Escolas da Charneca de Caparica, uma sessão de esclarecimento para os pais e Encarregados de Educação dos alunos que frequentam o 5º ano. Esta sessão inserese no Projecto Re…Conhecer, no âmbito da Educação para a Saúde, e foi dinamizada pela psicóloga da escola, Dra. Ana Borges. A acção teve como tema as “Competências Parentais: Um Contributo para a Promoção do Sucesso”. Nesta, foram abordadas algumas das estratégias que os pais podem utilizar na educação dos filhos e que podem promover a construção de uma auto-estima saudável, da autonomia e do sentido de responsabilidade. Das várias competências parentais discutidas destacam-se: a promoção de uma comunicação activa entre pais e filhos, a modelagem de comportamentos adequados, o estabelecimento de regras consistentes e claras, a definição e aplicação das respectivas consequências de forma clara e coerente com o comportamento exibido pelo jovem (punição ou reforço). Esclareceu-se que as regras, quando aplicadas de forma

o pinheirinho 10

adequada, não são uma forma de punição, mas antes, uma forma de orientação fundamental para o desenvolvimento equilibrado de qualquer jovem. Cada família e cada jovem são únicos. Como tal, é importante descobrir quais as regras que funcionam melhor para o jovem e para os pais. “Envolver-se na vida do seu filho (…) requer tempo, trabalho árduo e, muitas vezes, implica repensar e reequacionar as suas prioridades.” Steinberg, 2004 Psicóloga, Ana Borges


|O presidente da República é sempre alguém que representa, orienta, determina, impõe regras, cria a união por uma boa causa e objectivos! O Presidente da República: É o símbolo do Estado, o seu representante máximo e a imagem de um povo. O presidente é como o meu pai em casa; orienta e determina as regras do lar. Um presidente impõe regras e o melhor para o país, MAS NEM SEMPRE... Garante a independência nacional, a unidade do Estado e o regular funcionamento das instituições democráticas e é o Comandante Supremo das Forças Armadas. Na prática, em Portugal, o Presidente é APENAS o chefe de Estado e das Forças Armadas, isto é, chefia o Estado, mas não governa. O nosso país adoptou o regime semipresidencialista.

Maria Rodrigues, 5ºB

| O presidente serve para …representar o País, como um símbolo humano. Ele vai conhecer novos Países e novos presidentes, para nos trazer ideias que poderão vir a ser úteis para a nossa economia, que está em crise. Essas ideias podem ser benéficas para nós, Portugueses. O presidente deve sempre dar o exemplo em tudo, especialmente na poupança, porque o país está a passar por uma fase difícil. Ele deve também informar os Portugueses das vantagens que consegue pelos contactos estabelecidos nas suas viagens. Ele deve ir à televisão dar essas informações. O presidente deve colaborar com o governo, dizendo o que está bem e o que está mal. Filipa Pereira e Rita Cordeiro, 5º A

A um presidente cabe também o papel de representar a República Portuguesa, garantir a independência nacional, o regular funcionamento das instituições democráticas e comandar as forças armadas. Um presidente tem como especial incumbência a de, nos termos de juramento, defender, cumprir e fazer cumprir a Constituição da República Portuguesa. No relacionamento com os outros órgãos, compete-lhe, no que diz respeito ao Governo, nomear o Primeiro-Ministro. O Presidente da República pode ainda presidir ao Conselho de Ministros, quando o Primeiro-ministro o solicitar. Na Assembleia da República, o Presidente da República pode dirigir mensagens, chamando a atenção para qualquer assunto que reclame, numa intervenção do Parlamento. Um Presidente não é obrigado a promulgar.

Como Comandante Supremo das Forças Armadas, o Presidente da República ocupa o primeiro lugar na hierarquia das Forças Armadas. Neste momento, o presidente de Portugal é Cavaco Silva. Pensamos que, para alguém ser Presidente, antes de tudo o mais, tem de ser justo e solidário para com os habitantes que preside. Na nossa opinião, um bom presidente deve, em 1º lugar, saber garantir a Democracia (zelando pelo bom funcionamento das instituições, não deixando que a democracia caia numa ditadura); deve alertar as pessoas para as dificuldades do país; deve motivar as pessoas para o desenvolvimento do país e, sobretudo, deve colaborar (quando possível) com o governo, dando ideias para um melhor desenvolvimento do país. Ana Catarina Tomé, 7ºA e Joana Cavadas, 7ºB o pinheirinho 11

crónica temática

| No âmbito do Concurso dinamizado pelo professor Marcelo Rebelo de Sousa, nos seus comentários semanais na TVI, sobre as eleições presidenciais, subordinado ao tema: “o que faz o Presidente da República?”, surgiram artigos de opinião da autoria dos nossos alunos. Prof. Teresa Pereira


|Redes Sociais As redes sociais estão a “dominar” o mundo da Internet. São hoje milhões de utilizadores que usam ou têm uma conta “online”. De dia para dia, verifica-se que o crescimento do número de utilizadores das redes sociais tem vindo a aumentar, devido a variados interesses, quer sejam bons ou maus. Antigamente, apenas os adolescentes tinham acesso à internet. Nos tempos de hoje, tanto as crianças como os mais velhos a utilizam. Nós achamos que as Redes Sociais são importantes para conhecer novas pessoas e também para conversar. Por vezes, estas redes tornam-se perigosas, porque nem todas as pessoas as utilizam para o bem. Catarina Freches, Carolina Resende, Catarina Silva e Raquel Costa, 7ºA

|Vantagens e Desvantagens da Internet A Internet foi um grande passo no desenvolvimento das tecnologias. Ao longo dos tempos, foi-se introduzindo, cada vez mais, no dia-a-dia da sociedade. Mas, existem muitas vantagens e desvantagens, neste mundo da internet… Será que há mais vantagens que desvantagens? Vantagens: A Internet tem muitas vantagens para as pessoas, tais como: • Dá-nos informação sobre o assunto procurado/pesquisado; • Podemos ver e ouvir o que quisermos (ex.: músicas, filmes…);

o pinheirinho 12

• Deixa-nos pesquisar em qualquer lugar e a qualquer hora;

• Dá-nos a possibilidade de comunicar com qualquer pessoa, até mesmo do outro lado do mundo…; • Desvantagens: A internet também pode ter as suas desvantagens: • Algumas informações que encontramos podem não ser verdadeiras; • Permite a existência de vendas ilegais: de drogas e armas; • As conversas com pessoas que não conhecemos podem levar a encontros, violência, raptos ou violações. Adriana Henriques e Joana Cavadas, 7ºB


| Riscos da Internet

Desvantagens A Internet também apresenta desvantagens, tais como: • Isolamento e dependência de quem a usa;

Hoje em dia, a internet é um meio de comunicação indispensável para muitas pessoas. Mas, à semelhança de outras tecnologias, é necessário usar com moderação e estar atento aos problemas que podem, futuramente, surgir. Vantagens São muitas as vantagens do uso da Internet. A Internet permite: • Transmitir e receber informação de qualquer parte do mundo, em segundos, tornando-nos mais actualizados;

Uso sistemático do MSN e de jogos, que pode levar os alunos a tirarem fracos resultados escolares;

Fácil acesso, por parte das crianças, a sites de adultos;

Violação da privacidade das pessoas.

Aceder a uma grande diversidade de sites;

Conhecer pessoas e criar novas amizades;

Estudar;

A comunicação entre as empresas e o público;

Ser usada na Medicina, tendo já salvado algumas vidas.

NOTÍCIAS DA

BE/CRE Lorosae

Criar uma verdadeira cultura de leitura no nosso Agrupamento e contribuir para a melhoria do sucesso educativo dos alunos são dois grandes objectivos que a BE/ CRE Lorosae tem procurado alcançar em todas as actividades realizadas. No início do segundo período, após as obras de remodelação conseguidas com o apoio da Rede de Bibliotecas Escolares, desafiámos professores, funcionários e alunos a virem à BE/ CRE ler ou requisitar um livro. As muitas frases deixadas no painel “NOVO ESPAÇO / NOVAS LEITURAS – Qual a tua opinião?” revelaram um grande apreço pelo investimento feito e fizeram-nos esquecer o trabalho e o esforço dispendidos para que tudo voltasse à normalidade com a maior brevidade. A participação no Concurso Nacional “Faça lá um Poema”, no âmbito do Plano Nacional de Leitura, e o

concurso “Escreve um poema ilustrado” foram um desafio à criatividade dos nossos alunos e ao gosto pela poesia. Com os prémios atribuídos e a sua divulgação, para além de distinguirmos os melhores, procurámos incentivar a participação de todos noutras iniciativas. O Concurso de Leitura online, aberto a todos os alunos do 3º ciclo e que decorreu ainda em Fevereiro, visou o desenvolvimento das competências da leitura através da utilização das TIC, mais do agrado dos alunos do que o velho papel utilizado para as respostas. O casting que estamos a lançar para Alunos Monitores da BE/ CRE procura envolver os alunos na dinâmica da BE/CRE, mas, ao definirmos as funções que cada um pode desempenhar e as competências que lhes estão inerentes, julgamos estar a promover a sua autonomia, espírito crítico e criatividade. A Semana da Leitura, a decorrer de 21 a 25 de Março, visa o envolvimento de toda a comunidade educativa na promoção do livro e da leitura. Temos previstas várias actividades para essa semana, das

Alexandre Pires, 7º C

quais destacamos: a vinda de três escritores à EBI (em articulação com a secção de Língua Portuguesa do Departamento de Línguas e o Departamento de Ciências Exactas), a Maratona da Leitura (leitura contínua durante um dia), Chá com Livros (convite aos professores e funcionários para tomarem um chá e requisitarem um livro na BE/CRE), Leituras Partilhadas (conversas entre alunos sobre leituras realizadas e vinda à escola de encarregados de educação para partilharem leituras e experiências), Exposição de trabalhos e dinamização de espaços, incentivando e divulgando a leitura. Os objectivos acima mencionados só poderão ser alcançados com a participação e o envolvimento de toda a comunidade educativa. Por isso, e uma vez mais, contamos com TODOS nesta grande missão, que é transformar a nossa biblioteca escolar num verdadeiro centro de aprendizagem e conhecimento que ofereça a todos a base para a aprendizagem ao longo da vida. Visite a BE/CRE em www.crelorosae. net e … BOAS LEITURAS! Prof. Cecília Almeida

o pinheirinho 13


| Os desabafos de um jardineiro Lá estava eu, João Fernando Dias Viçoso, a trabalhar numa tarde outonal. Para mim, são as piores tardes que um jardineiro pode ter: as folhas a cair das árvores, o vento a estragar todo o nosso trabalho... - Aaarg! O que é que tu fizeste?! Acabas de destruir todo o meu trabalho! Cão horrível! Ninguém aprecia este trabalho, tão árduo, tão difícil de realizar... Se ao menos alguém me desse um elogio de vez em quando!...Se alguém reconhecesse o meu esforço, pelo menos uma vez na vida! Realmente... Estava eu a pensar nisto enquanto limpava a porcaria, ou melhor, a asneira que aquele cão tinha feito. - Finalmente! Acabei! – exclamei, enquanto amontoava e colocava o monte de folhas no cesto. É um cesto bonito, de palha, bem trabalhado... Tenho a certeza que quem o criou deve ser muito elogiado por todos os jardineiros... Quem me dera! Só um pequeno elogio! Se alguém me dedicasse um elogio de vez em quando: “ Que belo trabalho! Sim senhor!” ou até mesmo “Muito Bem... Que belo jardim!” Enquanto pensava em mais elogios, nem dei conta que estava a carregar um cesto cheio de folhas até acima! Escorreguei e o meu árduo trabalho ficou dizimado em pedaços. - Buff... Nham, nham... - suspirei eu, bruscamente – Agora, toca a começar tudo outra vez! – disse eu muito baixinho, para que ninguém desse conta de nada. Eu posso disfarçar, mas não me vale de nada! Bruna de Almeida, 6ºC

english corner

| Our School Bianca: Hello everyone! We are Bianca and Mariana. Mariana: We are students of the 6th grade in EBI Charneca de Caparica. Bianca: Today we are going to share information about our school with you. Mariana: Our school has around seventy teachers and one Headmaster that serves five hundred and fifty- five students. Our school was built in 1993, it is 18 years old. Bianca: We don’t wear uniforms at our school but we do have rules, we must wear neat and tidy clothes. Mariana: Our school starts at 8.15 every morning and ends at 13:15, but on Wednesdays and Thursdays we have some lessons in the afternoon. Bianca: Our school has one main, large building with two

o pinheirinho 14

floors, a huge playground around it and a gymnasium. There is a reception and a school office at the entrance, once in the corridor the Headmaster’s office and a staffroom are to the left. On the right we have the bar, were we can have a quick snack during break, we always have lunch in the canteen. In front of the canteen there is a small stationary shop, where we can buy school material. Next to the bar we have two classrooms and the boys and girls’ toilets. Mariana: Upstairs we have a music room, a science lab, a computer room, a library and some classrooms. Downstairs we have an art room; we usually do PE outside in the playground or in the gymnasium. We have eight main subjects: Portuguese, English, Maths, Science, History and Geography, Art, Music and PE. Boys and girls study together in our school. The teachers are kind and a bit strict. Bianca: What makes our school so unique are the students, we all love it here. We learn, play, laugh, cry and grow together because we are the future. Bianca e Mariana, 6ºB


| My school

In my school there are two buildings, the main building and the gymnasium. In the main building there are two floors. Downstairs there is the canteen, the coffee bar, the staffroom, the headmaster´s office, two classrooms of Arts and six toilets, three for girls and three for boys. Upstairs there are many classrooms and a library. Two of those classrooms are the computers room and the music room. In the playground there are two slides, one orange and the other is red. There are two football fields, too. On the left of the school there is a dogs’ house. The school has three dogs to guard the school at night. Vicente Almeida, 6ºB

| Our Study Room

“Estudoteca” is our study room. I make my homework and I make worksheets too. Estudoteca has many chairs and tables. It has three computers and one classroom support. It is in the upstairs floor next to classroom 3. “Estudoteca” has three colors: yellow, green and violet. The symbol of Estudoteca is an owl. It is behind “ A.T.L.” In “Estudoteca” we can’t eat. “Estudoteca” has teachers helping students. Vera Correia, 6ºD

| Teens and Body Image My opinion on America Ferrera (America Ferrera, born April 18, 1984, is an Emmy award winning Honduran-American actress who is known for playing the lead role in the television series Ugly Betty ). I think this topic should be talked more often in the world we are living, because many teens feel some pressure on how they are physically. It’s sad to say it, but lots and lots of teenagers are obsessed with the way they look. I’m not sure, but if I had to say it, I would say that maybe 50% of the teens in the world are worried about it. So, I think it should be amazing for young people if they read about “America” because she

accepted herself as she is. Most girls and boys see skinny celebrities on television and want to be like them. There’s a negative influence coming from the famous people and that makes teenagers feel bad about their body image. Some of the teens start crazy diets and end with anorexia. It’s very positive for teenagers who are obsessed with their bodies, to know that there is an actress who is successful but doesn’t need to be skinny.

| The music I like

I like many kinds of music, such as pop and rock. But I can’t stand fado or classical music. In my opinion, the best singer in the world right now is Pink! Her music is a mixture of pop, rock and punk. She can sing very well and she also writes some of her songs. Her songs are often about life, love and other things I like listening to her music when I’m alone, or with my friends or when I feel like listening to her music. Sierra, 7ºC

It’s important to accept your body and be yourself! Catarina Albuquerque, 9º A

o pinheirinho 15


Ma Carte d’Identité

petir coin

PRÉNOM: Adriana NOM : Henriques ÂGE : 12 DATE DE NAISSANCE : 13.6.1998 NATIONALITÉ : Portugaise CARACTÉRISATION PSYCHOLOGIQUE : Amusante, sympathique et intelligente. CARACTÉRISATION PHYSHIQUE : Grande, maigre, les yeux marron et les cheveux châtains et longs. GOÛTS : Le cinéma, le shopping, le sport et la musique. PASSE-TEMPS : Dessiner, écouter de la musique et surfer sur le net. Bonjour Je me présente… Je m’appelle Ricardo. J’ai douze ans. Je suis petit, élégant, mince, sympathique et généreux. Mes yeux sont marrons.   Mes cheveux sont courts, bouclés et roux. Je porte des lunettes. J’habite avec mes parents et ma sœur à Charneca de Caparica. J’aime jouer sur ma playstation et j’aime aussi le cyclisme. Mes groupes de musique préférés sont Green Day et Tokio Hotel.

| El día de las lenguas

en la EBI el patio castellano

El día de las lenguas fue un día especial para todos los alumnos de la EBI de Charneca de Caparica, porque además de no haber clases, aquéllos han podido aprender un poco más sobre la lengua, cultura y civilización de los países francófonos, anglófonos y latino-americanos. Con respecto a esta nueva lengua, el español, que este año se inició en la EBI, los alumnos de los diferentes años de escolaridad no solo aprenderán algunos aspectos de la cultura y civilización Española, sino también, de algunos países de América latina, tales como el México, la República Dominicana, la Colombia y el Perú. Así que, en la sala 12 de nuestra escuela, la sesión empezó as la nueve de la mañana con la presentación de un pequeño juego de rol (role-play) por los alumnos

o pinheirinho 16

Diogo Tavares y André Pimenta del 7ºA. Enseguida, otros alumnos del 7º A y 7º D han presentado algunos Powerpoint referentes a dos ciudades españolas – Sevilla y Barcelona - y cuatro países de América del sur. Para finalizar la sesión, los alumnos de las diferentes clases han respondido a un pequeño quizz, a partir de los PowerPoint visionados, y han podido, incluso, ver un video de la celebre bailarina de Flamenco María Pagés. Como profesora de Español, quiero agradecer a los alumnos de Español del 7º A y 7º D (André Pimenta, Diogo Tavares, Catarina Silva, Catarina Rosa, Catarina Freches, Mariana Tavares, Joana Oliveira, Beatriz Manuel, Raquel Costa, Catarina Rodrigues, Bárbara Godinho, Margarida Godinho, Inés Cunha y Tomás Martins) por su trabajo como monitores de la sala de Español durante todo el día. A ellos les mando un saludo muy especial y les agradezco por haber elegido el español como segunda lengua. Prof. Céu Mantas


da escola que decorre todos os anos, o ‘Arraial’. Esse concerto teve sucesso e pode-se ver um vídeo no link: http://www.youtube.com/watch?v=7SvN8FwtE3k Hoje em dia, a banda continua a decorrer com um projecto novo, um projecto de originais, mantendo os mesmos membros da banda. João Domingues, 9º

música

‘’Megavice’’, em português ‘’MEGAVÍCIO’’, é o nome de uma banda formada no ano de 2009. Dois jovens, João Domingues e Cláudio Navalho, resolvem criar uma banda de rock. João, com a função de guitarrista, e Cláudio, como vocalista. À procura de guitarrista solo, de baterista e de baixista, encontraram um baterista cujo nome é Alexandre Pires. Alexandre Pires é baterista e foi através da professora de Matemática de João e de Cláudio que ele surgiu. Quando se juntou ao grupo, decorreu o primeiro ensaio da banda. Ao fim de 3 semanas da banda ser criada, surge um guitarrista Guilherme Silva. Este frequentava a mesma escola que os inaugurantes da banda, EBI da Charneca de Caparica. Sendo a banda já constituída por 4 membros, começaram a decorrer os ensaios, que, normalmente, realizavam-se aos fins-de-semana. Os Megavice deram o seu primeiro concerto na escola. Semanas depois, devido a desentendimentos de Cláudio com a banda, ocorreu a saída do vocalista da banda, Cláudio Navalho. Surge, então, um vocalista e baixista ao mesmo tempo, Edson Junior. Com ensaios durante os fins-de-semana, a banda fez progressos como banda de “covers” (tocar músicas de outras bandas), e, no final do ano em 2010, deram o primeiro concerto em palco, na festa final

| A Amizade litrária

Na minha opinião, a amizade é tudo na vida; é como um bem essencial, tal como a água. A amizade é um misto de emoções ou talvez uma meta cheia de obstáculos e o nosso dever é percorrê -la e ultrapassar todos os obstáculos existentes. Por vezes, há momentos difíceis nesse percurso, mas temos de os ultrapassar, embora possa parecer difícil!

CRiação

A amizade é mesmo assim: temos aqueles momentos mais marcantes... mais altos, e depois, quando tudo parece que está a correr na perfeição, há aqueles grandes deslizes, que nos deixam um pouco em baixo...Esses deslizes fazem -nos pensar no que fizemos mal no passado e no que devemos fazer no presente, para que tudo volte ao normal. Numa amizade, não há falsidade! Devemos sempre pensar “ninguém estraga a nossa amizade”! Devemos todos ter aquela ou aquele melhor amigo, que nos ajuda em tudo, com quem podemos desabafar e falar seja sobre que assunto for, aquele amigo presente que sabemos que está lá para o que der e vier! Isso é óptimo numa relação e faz-nos sentir felizes. Mas, por vezes, esta felicidade toda torna-se tristeza em apenas alguns minutos...por causa de algo que não deveríamos ter dito ou feito ou até por culpa inconsciente de alguém que julgávamos nosso amigo... Tenta resolver as coisas! Não deixes nada por resolver, pois isso só irá trazer-te mais angústia. Se gostas mesmo dessa pessoa e não a queres perder... luta por ela até ao fim, sem nunca desistires de nada, nem de ninguém!... Margarida Silva, 7ºC o pinheirinho 17


Amor Amor, amor Sentimento, paixão Felicidade, ternura Dor no coração

Talvez diga não, Talvez diga sim Eu não me vou decidir agora Eu sou mesmo assim!

criação literária

Todos estes sentimentos Não se devem desperdiçar Mas a outra pessoa Vais ter que respeitar

Eu estou dividida Entre ti e a minha amiga Não sei qual a resposta! O destino que o diga! O amor não dura para sempre, Mas a amizade pode durar Por isso quero lá saber! Com a minha amiga quero estar Não Não Não Mas

sei se vais compreender sei se vais aceitar sei se me vou arrepender não há volta a dar

É o que o meu coração sente agora Não sei se da minha vida vais embora Mas és muito importante para mim! E a história acaba assim.

Aos professores e colegas porque é grande e divertida, é nela que aprendo

eu quero agradecer

Para o sucesso alcançar muito tenho de aprender!

o pinheirinho 18

Agora, acabámos este poema Mas o meu amor por ti Vai continuar neste dilema.

Quando te vi, meu coração desejou-te; quando te aproximaste, meu coração desmaiou; quando me falaste ,meu coração escaldava;

que eu não irei esquecer!

quando te cheirei,

quando me olhaste, meu coração encantou-se; meu coração apaixonou-se;

Beatriz Silva, 7ºC muito falta para saber.

Os meus lábios são o sol Os teus são a lua No eclipse do amor A minha boca beija a tua

pelos bons momentos vividos

a conquistar a vida. Ao 3º Ciclo já cheguei,

A saudade é um sentimento Que começa no adeus E só vai acabar Quando os teus lábios tocarem nos meus

Duarte Homem e Sofia Firmino, 8ºC

Jussa Ebido, 9ºB

Gosto da minha escola

Os teus lábios são castelos Castelos dos meus desejos Quem me dera conquistá-los Numa batalha de beijos

quando te beijei, meu coração pulou sem parar!... Rodrigo Marques, 7º A


| O domínio de uma Língua

Estrangeira

| Outono contigo trazes

Tudo começou quando eu tinha 6 anos. Eu era pequeno, mas muito esperto . Como podem imaginar, eu não podia ir logo para a escola; tinha de ir primeiro para o infantário aprender a língua e, ainda por cima, uma língua que não era a minha!... O meu primeiro dia no infantário foi como um mundo completamente novo para mim, com pessoas que falavam chinês e crianças que olhavam para mim com um ar estranho . Eu não percebia o que me diziam e começaram a fazer gestos com as mãos e a levarem- me para o lugar onde me queriam. Mas eu não era o único que não percebia as coisas; ainda havia uma criança ucraniana chamada Iegor e que foi o meu primeiro amigo. Quando cheguei a casa, disse à minha mãe :”Ó mãe, tu não me disseste que as pessoas da escola falavam romeno!”. A minha mãe começou a rir-se por eu ter dito isso. Em mais ou menos 7 ou 8 meses, eu já dominava o português a falar, a perguntar,a responder, a pedir desculpa, a pedir licença , a escrever o meu nome todo e mais coisas de que eu não me lembro, mas não me esquecia de nada do que me ensinavam, principalmente das asneiras que os meus primos me diziam... No ano seguinte, vim para a escola E.B.I Charneca da Caparica.

Radu Filciu,7ºC

A chuva e o vento! Vem tão cedo a claridade E tão de repente o cinzento... Constipas a minha família, Pões-lhe o nariz a pingar... Colocas-lhe os chinelos E pões-nos todos a espirrar Mesmo assim, gosto quando chegas! Ver o vento a soprar... Junto-me à lareira Com a família a conversar... Francisco Silva, 7ºB

| As minhas leituras Li um livro chamado “Os desastres de Sofia”, escrito pela Condessa de Ségur. Este livro fala sobre uma pequena rapariga que fazia muitos disparates. O livro está dividido em capítulos, cada um com uma história diferente. Passo a resumir um desses capítulos: Sofia tinha recebido uma encomenda do pai, que estava em França. Era uma boneca de cera. A boneca não estava sólida e todos diziam que ela iria parti-la, mas Sofia não acreditou e disse a todos que iria ter muito cuidado com ela. O brinquedo durou muito tempo, porque Sofia tratou bem dele, mas a menina não pensava nas suas acções, por isso tentou lavar a boneca, frisar-lhe o cabelo, aquecer-lhe os pés com água quente. Aí ,a boneca, que já tinha perdido membros e toda a sua beleza, ficou medonha e Sofia deixou de gostar dela. Por isso, decidiu enterrá-la e convidou todas as amigas para o seu enterro. E é assim a primeira história e capítulo deste óptimo e divertidíssimo livro. Diogo Tavares, 7ºA

A redacção d’ O Pinheirinho agradece a colaboração dos patrocinadores que tornaram possível esta edição. Agradece, também, o empenho e espírito de iniciativa do Núcleo Jornalísitico, desejando a todos uma Páscoa Feliz !

o pinheirinho 19


Pinheirinho xvii 2  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you