Page 1

Boletim.PIB Ano II ‐ Nº 20

JULHO/AGOSTO 2013

Pág. 06


Atividades Regulares Domingo Quarta‐feira Sábado

Escola Bíblica Dominical Culto de Louvor e Adoração Culto de Oração Jardim de Jesus Reunião Jovem (3º sábado)

09h00 19h30 20h00 14h00 20h00

Princípio Bíblico “Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações.” Atos 2.42 NVI

Visão Ser uma Igreja saudável, que manifeste crescentemente o caráter de Deus, conforme ele é revelado em Sua Palavra.

Missão Viabilizar o ensino expositivo da Palavra de Deus, despertando a Igreja para uma vida de oração, compromisso e comunhão.

Expediente Primeira Igreja Batista em São Tomé Rua Pref. Salvador Sanches, 304 ‐ Centro Cx. Postal 01 ‐ CEP 87220‐000 ‐ São Tomé‐PR Pastor Cléber Silveira Montani Fone: (44) 9975‐9319 Acesse os canais da PIB na Internet:

Boletim.PIB online

facebook.com/pibstome

youtube.com/pibsaotome

issuu.com/pibsaotome

©2013 Ministério de Comunicação PIB pibsaotome@gmail.com Os artigos aqui publicados são de inteira responsabilidade de seus autores.

02 Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013


Destaques Julho ‐ Mês da EBF e Missões Estaduais  Férias ‐ Jardim de Jesus; 10: 94 anos da CBP e Dia Batista de Oração; 13 e 14: EBF 2013 ‐ das 14 às 17h; 15: Reunião com a Diretoria.PIB; 21: Assembleia e Ceia do Senhor; 18 a 21: Assembleia da CBP em Guarapuava. Agosto ‐ Mês do Jovem e Adolescente  Reinício dos trabalhos no Jardim de Jesus;

04: Dia do Adolescente Batista; 03 e 04: Abertura da Campanha 40 dias de Comunidade, com a Missionária Ronilce (Itapema‐SC); 05: Reunião com a Diretoria.PIB; 06: Início dos 40 dias de Comunidade; 11: Assembleia e Ceia do Senhor; 11: Dia dos Pais; 11: Culto do Adolescente.PIB (direção dos adolescentes e juniores); 18: Dia do Jovem Batista (culto dirigido pela Juventude).

Reflexão

H

Revirar o Solo

á algum tempo, um cristão trabalhou com fazendeiros. Nesse convívio, um deles contou‐lhe o seguinte fato: certa épo‐ ca plantou determinada semente. No entan‐ to, nada aconteceu. Aparentemente, o pro‐ blema estava na semente. Como precisava utilizar aquela terra, muito tempo depois ele virou o solo e lançou ali nova semente. Qual foi a surpresa ao constatar que, quando as novas sementes germinaram e brotaram, surgiram também brotos das primeiras sementes, semeadas muitos anos antes! Espiritualmente ocorre processo semelhan‐ te: A Palavra de Deus, como uma semente, é lançada ao solo do nosso coração. Muitas vezes, no entanto, aparentemente nada ocorre: não se observa nenhuma transfor‐ mação em nós operada pela Palavra, não se observa mais fé e mais confiança no Senhor, não se vê mais conhecimento vivo de Cristo dado pela Palavra. Haverá algum problema com a semente? Certamente não. A palavra é viva e eficaz (Hebreus 4.12) e não fica sem

realizar aquilo para que foi designada (Isaías 55.10,11). Que faz Deus, então? Revira a terra. Ocasio‐ nalmente, Deus permite que aconteça em nossa vida situações de tumulto, de sofri‐ mento, de tirar tudo do lugar. Isso faz com que a Palavra, que estava depositada no mais profundo de nosso ser, seja desperta‐ da e prepare o terreno do coração, limpan‐ do‐o da autoconfiança, da displicência, do orgulho, da negligencia. Assim, a Palavra, há tanto ouvida e prontamente esquecida, emerge cheia de vida, cheia do poder da vida indissolúvel (Hb 7.16), resgatando‐nos de nós mesmos e levando‐nos a Deus. Portanto, se você, hoje, sente que em sua vida parece estar ocorrendo uma revirada do solo, não se assuste: isso é o amor de Deus. Ele sabe que assim somos levados a desistir de viver por nós mesmos e viver de acordo com Sua vida. O resultado será a vida germinando e gerando muito fruto. Marcelo Foganholo Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013

03


EBF 2013

U

ma nova geração, um novo tempo, uma nova história... Deus tem falado ao meu coração com estas palavras. Como trabalho da faculdade eu estou escrevendo o histórico da Igreja. Eu não tinha ideia do privilégio que é poder fazer parte da história da PIB São Tomé. E não é só isso! Eu e você fazemos parte da nova geração que Deus tem levantado para continuar a obra D'ELE! Através dessa meditação, quero aprovei‐ tar e lançar o tema da EBF 2013 : “Geração de Samuel”. O objetivo é mostrar para aqueles que fazem parte da Igreja que é um privilégio servir ao Senhor, e para as crianças que serão ministradas nos dias 13 e 14 de julho, que elas podem fazer parte dessa geração,

a geração de Samuel, que serve ao Senhor, que é segundo o coração de Deus. E a minha oração é que Deus abra seus olhos para que você consiga ver o privilé‐ gio que é servir ao Senhor e fazer parte da sua obra. I Samuel 2.18: “Samuel continua‐ va no serviço de Deus, o Senhor”. Geração de Samuel Fernandinho “Eu faço parte de um novo tempo Que está nascendo em minha nação Eu sou um fruto de uma semente Que foi plantada há muito tempo atrás por meus irmãos A geração de Samuel está se levantando em todo lugar” Evangelista Maria Martin

2013

o ç ã GerA

L e Sam u de

13 e 14 de julho 04 Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013

14h00


Missões Estaduais 2013

A

Campanha de Missões Estaduais 2013 será realizada no mês de julho, com o objetivo de envolver o maior número de crentes batistas na evangelização do Paraná. Queremos despertar a paixão mis‐ sionária, para juntos alcançarmos 8 milhões de pessoas com a mensagem transformadora de Jesus. É preciso impulsionar de maneira mais enfática, a evangelização das crianças abandonadas, dos drogados, dos ciganos e dos encarcerados que estão aí, PERTO de VOCÊ, através da abertura de novos trabalhos. O sucesso da Campanha depende de todos nós, e você faz parte de um time especial

05

para essa conquista, alguém que ama e respira missões, conduzindo a sua igreja a investir na obra missionária em nosso Estado. Nosso alvo é levantar no dia 28 de Julho uma oferta especial de 300 mil reais e agre‐ gar 5 mil novos adotantes mensalistas. Pois, perto de você existe alguém que pre‐ cisa de Jesus! “...e como crerão naquele de quem não ouvi‐ ram falar? “(Romanos 10.14b).

Natalina Fadoni Fonte: www.batistasparana.com.br Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013

05


Editorial

O talento que o Senhor me deu Mateus 25.14‐30

E

xistem algumas razões para Jesus contar esta parábola a naquela ocasião. Eles estavam próximos a Jerusalém, evidentemente havia uma excitação cada vez mais crescente entre os peregrinos ao se aproxi‐ marem de Jerusalém: eles esperavam que Jesus estabe‐ lecesse lá mesmo o Reino messiânico de uma vez por todas. A parábola representa a partida deste mundo do Senhor como sendo algo de necessário, a fim de que Seu Reino fosse estabelecido e indica a maneira pela qual os discípulos deveriam ocupar‐se durante Sua ausência, assim como o modo pelo qual Ele recompensaria a todos eles quando regressasse. A parábola conta que, ja, aos pais, ou seja lá quem for. A obra é do ao sair para longe, o senhor deu a um servo Senhor, então fazemos para agradar ao cinco talentos, e ao segundo servo deu dois Senhor. Não a fazemos por que somos talentos, e ao terceiro servo deu um talento. melhores ou por que somos mais espertos, O valor do talento equivale financeiramente Deus não nos chamou por causa daquilo que a R$ 1.500,00. Mas o talento nesta parábola somos ou temos. Nos capacitou para que representa, também, aquilo que todos os pudéssemos servi‐lo e adorá‐lo. crentes têm em comum, ou seja, a graça da Coloque uma coisa em seu coração: traba‐ Salvação ou o evangelho, ou aquilo que lhes lhar na obra de Deus é um privilégio que pou‐ é confiado. cas pessoas têm. E é também uma forma de gratidão a Ele pelo sacrifício de Jesus na cruz Vamos aplicar esta parábola à nossa vida? para nos salvar.  O Senhor Jesus nos confiou um talento Não éramos e não somos ninguém sem O talento que o Senhor nos confiou não está Jesus, por isso trabalhar na obra Dele é tam‐ diretamente ligado às nossas finanças, embo‐ bém uma forma de mostrar gratidão e adora‐ ra sirvamos a Deus também com nossas ção a Ele. finanças. O Senhor nos confia as boas novas de salvação para serem anunciadas a toda a  O Senhor distribui os talentos conforme sua vontade humanidade, conforme 1 Ts 2.4 e 1 Tm 1.11. O texto bíblico nos mostra que o senhor dos É interessante pensarmos que a obra que rea‐ servos distribuiu os talentos conforme lhe lizamos não é nossa, mas sim daquele que foi aprouve. A parábola nos mostra que ao pri‐ para o Pai e voltará para buscar aqueles que meiro servo ele deu cinco talentos, ao segun‐ são seus. do ele deu dois e ao terceiro ele deu um Por vezes nos iludimos pensando que aquilo talento, e a Bíblia frisa que ele distribuiu con‐ que fazemos é para agradar ao Pastor, a Igre‐ forme a capacidade dos servos.

06 Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013


A parábola narra que o primeiro servo pegou seus cinco talentos e trabalhou com eles, granjeando mais cinco talentos. O mesmo se aplica ao segundo servo. Mas o terceiro ser‐ vo fez algo diferente, ele julgou seu senhor, ele afirmou que “seu senhor era um homem duro, que ceifas aonde não semeias e ajuntas onde não espalha (...)”, e ainda sentiu medo do seu senhor, por isso enterrou seu talento. O que quero frisar neste ponto é o fato de que o Senhor da obra, Jesus Cristo, conhece cada um dos seus discípulos e por isso sabe a capacidade de todos eles. Conforme o co‐ nhecimento que o Senhor tem dos seus discí‐ pulos, Ele distribui os talentos. O Senhor sabe que você é capaz de fazer muito mais na obra Dele, é por isso que Ele deu‐lhe os talentos que você tem. Não é o Pastor ou a Igreja que lhe dá os talen‐ tos, mas sim o Dono da obra que lhe capacita e lhe dá o talento. Não adianta dizer que não quer ou que não sabe fazer, se o Senhor lhe deu o talento, então faça aquilo que Ele te deu para fazer. E cada um recebe conforme a sua capacidade, então não diga que é muito ou pouco, foi Ele quem olhou para você e viu sua capacidade e por isso te deu cinco ou um talento para executar em Sua obra.  Deus cobra resultados do talento que te deu A parábola é muito rica, até por que é o Senhor Jesus quem conta, mas a riqueza da parábola está no fato de que o senhor dos servos deu‐lhes o talento, mas voltaria para pedir conta e para recompensar seus servos conforme seus esforços. O primeiro chegou diante do seu senhor e lhe disse: “senhor, entregaste‐me cinco talentos, eis aqui outros cinco talentos que ganhei com ele”. O senhor lhe disse: “bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre o muito te colocarei, entra no gozo do teu senhor”. O mesmo se aplica ao segundo servo.

Mas, o terceiro servo veio com aquela con‐ versa de que a Bíblia fala: “senhor, eu conhe‐ cia‐te, que és homem duro, que ceifas onde não semeaste e ajuntas onde não espalhas‐ te, e, atemorizado, escondi na terra o seu talento, aqui tens o que é teu”. O Senhor Jesus deu os talentos a cada um de vocês, e lhes deu conforme a capacidade, é por isso que alguns fazem tanto e outros não fazem nada. O Senhor não quer saber se você tem uma ou duas funções em sua obra, ou se até mesmo você tem várias funções, Ele te deu os talentos pelos quais você é capaz. Não adianta dar desculpas como: “é muito, eu faço isso e aquilo e o fulano não faz nada, eu vou deixar minhas atividades na Igreja, o Pastor que coloque outro em meu lugar”. Não existe outra pessoa para fazer o que o Senhor deu para você fazer. Cada um é responsável por aquilo que recebeu do Senhor e cada um vai prestar contas. O que aconteceu ao terceiro servo? A Bíblia diz: “Mau e negligente servo, se sabes que ceifo onde não semeei e que ajunto onde não espalhei, devias ter dado meu dinheiro aos banqueiros, e, quando eu viesse, receberia o que é meu com juros, (...) lançai o servo mau nas trevas exteriores”. O Senhor vai pedir conta daquilo que você recebeu Dele para fazer, e o que você vai apresentar a Ele? Pare hoje mesmo de dar desculpas e comece a fazer o que o Senhor quer que você faça, antes que Ele venha até você e lhe peça contas do que Ele te deu. Por fim quero lembrá‐los que mesmo que você transfira seu talento para outra pessoa, ainda vai prestar contas a Deus. Medite na Palavra do Senhor e veja como você está lidando com os talentos que o Senhor lhe deu. Se for necessário desenter‐ re‐o hoje mesmo e comece a trabalhar na obra do Reino do Senhor. Pastor Cléber Montani Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013

07


Agendas RBC

26/05/2013: Nossa Igreja recebeu, por intermédio do irmão seminarista Erik Lira, um lote de agendas dos Ministérios RBC para serem distribuídas para as cri‐ anças e jovens. Agradecemos à doação. Deus os abençoe!

Soninha Festa do Yellow

01/06/2013: os juniores e adolescentes organizaram a “I Festa do Yellow”. A ideia era que todos vestissem alguma peça de roupa ou acessório na cor ama‐ rela. As crianças, adolescentes e seus convidados puderam louvar a Deus com alegria neste evento realizado sob a dire‐ ção do Departamento Infantil e Juniores. 15/06/2013: o Pr. Cléber e os Líderes de Jovens, Francis e Leandro, estão prepa‐ rando novas atividades para os jovens. Neste dia de culto, tivemos um grande número de pessoas. No sábado anterior, já havíamos nos reunido na casa do Pastor. Jovem, informe‐se sobre as ativi‐ dades no Boletim.PIB e no Facebook!

Dia das Mães Missionário

12/05/2013: uma homenagem às mães da PIB, que receberam uma pequena lem‐ brança preparada pelo Ministério Infantil. Em seguida, o Pr. Cléber orou por elas. Deus abençoe grandemente todas as mamães de São Tomé e do Brasil! 26/05/2013: Recebemos a visita do mis‐ sionário da Junta de Missões Mundiais, Pr. Felipe, que até então vinha desenvol‐ vendo um trabalho na Guiné‐Conacri, África. Foi muito edificante ouvir o teste‐ munho do irmão, que contou‐nos sobre o agir de Deus lá naquele distante país.

Jovens.PIB

Aconteceu

08 Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013


Dia do Pastor Diretoria 2013/14 Soninha e Trans Reunião da AIBOP

09/06/2013: no segundo domingo de junho, as Igrejas Batistas comemoram o Dia do Pastor. Neste ano, o Ministério de Comunicação.PIB preparou uma emo‐ cionante homenagem em vídeo para nosso Pastor Cléber. Os irmãos da Igreja, juntamente com a irmã Mônica, e tam‐ bém os familiares de Campo Grande‐MS, gravaram mensagens ao Pastor. Ele ficou muito agradecido com a surpresa. Em seguida, a Igreja orou agradecendo a Deus pela vida do Pastor e Mônica pelo trabalho realizado na obra do Senhor. Para assistir o vídeo, acesse: http://youtu.be/lgaJE6ac3J4 15/06/2013: a AIBOP ‐ Associação das Igrejas Batistas do Oeste Paranaense, re‐ alizou a sua 2ª reunião quadrimestral aqui na PIB. Irmãos de várias igrejas esti‐ veram reunidos para aprovar assuntos importantes, e ainda, alguns evangelis‐ tas prestaram informações sobre o tra‐ balho realizado. A PIB sente‐se honrada em receber um evento de nossa Associação aqui em São Tomé. 16/06/2013: a PIB apresentou a nova Diretoria Estatutária que tomará posse a partir de 01/07/2013 até 30/06/2014. O Pr. Cléber, juntamente com a Igreja, agrade‐ ceu a Deus pela atual Diretoria, e pediu as bênçãos do Senhor sobre os irmãos que vão assumir novos cargos. E ainda, oramos pela irmã Stela, que viajou para a Trans Piauí, onde estará trabalhando neste grande evento missionário realiza‐ do pela nossa Convenção Batista Brasileira.

Por questões de espaço, nem todas as atividades realizadas aparecem no Boletim. Veja mais fotos e notícias na nossa página no Facebook: www.facebook.com/pibstome.

Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013

09


Campanha dos 40 dias

A

mados irmãos, em agosto iniciaremos mais uma campanha de 40 dias: “40 dias de comunidade ‐ juntos somos melho‐ res”. A abertura oficial da campanha será realiza‐ da no final de semana de 03 e 04 de agosto, onde receberemos a Missionária Ronilce Ferreira, de Igreja Batista de Itapema‐SC. E na terça‐feira, 06/08, começam as reuniões diárias no templo, no período da manhã e à noite, terminando com o aniversário da Igreja, em 14 de setembro. Este ano trabalharemos o tema da comuni‐ dade e a força que juntos podemos exer‐ cer, juntos, em nossa cidade. Nossa ideia é desenvolvermos alguns tra‐ balhos junto aos vizinhos de nossa igreja e de nossas casas. Também estaremos oran‐

do por cinco pessoas durante a campanha, com o objetivo de falarmos do amor a essas pessoas e de trazê‐las ao culto de celebra‐ ção do dia 14 de setembro, onde vamos comemorar 8º aniversário da PIB. Até o início da campanha vamos distribuir um Boletim.PIB especial com informações detalhadas sobre estes 40 dias de comuni‐ dade. A Igreja está investindo em um exce‐ lente material para divulgação e desenvol‐ vimento da campanha. Estão sendo con‐ feccionados adesivos para carros, motos, ou até mesmo para você colocar em sua casa para ajudar a promover a campanha. Não fique de fora de mais essa realização da PIB São Tomé! Deus abençoe a todos. Ministério de Comunicação.PIB

VOCÊ É NOSSO CONVIDADO! a partir de 06/09 na

10 Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013


Construção

E

m breve, o projeto de Cons‐ trução da PIB, apresentado em abril, sairá do papel. Mas o material doado e adquirido ainda não é sufici‐ ente para que a primeira etapa – a fun‐ dação do templo – seja concluída. Portanto, amado leitor deste Boletim.PIB: se você sente o desejo de colaborar, faça sua doação em materiais de construção (cimento, cal, ferro, pedra, areia, etc). Os depó‐ sitos de materiais de construção da cidade estão autorizados a receber doações de qualquer valor. Ao retirar

o comprovante de pagamento, depo‐ site‐o junto com seu envelope de dízimo ou oferta, para que a comis‐ são de construção tenha um controle sobre as doações. Sabemos que é um projeto audacio‐ so, mas colocamos tudo diante de Deus e, confiamos que no tempo cer‐ to, o novo templo será uma realida‐ de. Veja as fotos. Você quer ver este sonho realizado? Então participe! Sua colaboração é muito importante! Ministério de Comunicação.PIB

Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013

11


Agenda PIB Culto de Louvor e Adoração Domingo 19h30 Data Direção 07/07 Natalina 14/07 Mônica 21/07 Natalina 28/07 Maria 04/08 Pr. Cléber 11/08 Mônica 18/08 Natalina 25/08 Natalina

Mensagem Marcelo Pr. Cléber Pr. Cléber Pr. Cléber Mis. Ronilce Pr. Cléber Pr. Cléber Pr. Cléber

Ensaios do Coral.PIB

Culto infantil Ana Paula/Gi Wânia/Leysle Wânia/Wan Maria/Gi Ana/Leysle Wânia/Wan Maria/Leysle Maria/Wan

02/07 Terça 19h30 16/07 Terça 19h30 27/07 Sábado 19h30 30/07 Terça 19h30 10/08 Sábado 19h30 13/08 Terça 19h30 24/08 Sábado 19h30 27/08 Terça 19h30 Integrante do Coral.PIB: se não puder comparecer nos ensaios, por favor, avise: (44) 9115‐0427.

MINISTÉRIO DE LOUVOR Data Ministro e Vocais Teclado 07/07 Wânia/Silas/Maria/Raquel/Sibele/Leysle Sibele 14/07 Maria/Marcelo/Raquel/Leysle/Wânia/Gislaine Wandressa 20/07* Raquel/Francis/Leysle/Maria Wan/Ana 21/07 Raquel/Silas/Gislaine/Maria/Leysle/Sibele Sibele/Ana 28/07 Marcelo/Francis/Maria/Leysle/Wânia/Gislaine Guilherme 04/08 Wânia/Marcelo/Silas/Sibele/Maria/Raquel Sibele 11/08 Maria/Francis/Sibele/Raquel/Leysle/Gislaine Sibele/Ana 17/07* Marcelo/Maria/Wânia/Leysle Wan/Gui 18/08 Raquel/Silas/Marcelo/Maria/Wânia/Sibele Sibele/Gui 25/08 Marcelo/Wandressa/Wânia/Leysle/Gislaine Guilherme * Reunião Jovem (3° Sábado do mês)

Escola Bíblica Dominical Domingo 09h00 07/07 Maria 14/07 Assembleia e Ceia do Senhor 21/07 Rafael Pinheiro 28/07 Natalina 04/08 Abertura “40 dias de Comunidade” 11/08 Assembleia e Ceia do Senhor 18/08 Natalina 25/08 Marcelo

Ensaios Ministério de Louvor Domingo 10h00 (Após a EBD). Integrante do Ministério de Louvor: se não puder comparecer nos ensaios, avise: (44) 9929‐7856.

12 Boletim.PIB 20 | jul/ago 2013

Bateria Gabriel Wendryus Gabriel Wendryus Gabriel Wendryus Gabriel Wendryus Gabriel Wendryus

Projeção Wandressa Karinne Mônica Wandressa Karinne Ana Paula Wandressa Gislaine Ana Paula Mônica

Culto de Oração Quarta 20h00 03/07 a 31/07 Mensagem: Pr. Cléber No mês de agosto, “40 dias de comunidade”, a partir das 19h00.

Jardim de Jesus 13 e 14/07 EBF 2013: “Geração de Samuel” Sábado 14h00 Julho Férias 03/08 Wânia, Maria, Davi, Leysle 10/08 Maria, Davi, Letícia, Leysle 17/08 Maria, Simony, Davi, Letícia 24/08 Maria, Davi, Leysle, Wânia 31/08 Maria, Davi, Simony, Letícia


Boletim.PIB | julho e agosto 2013  

Boletim informativo bimestral da Primeira Igreja Batista em São Tomé-PR

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you