Page 1

PRÁTICAS EXPERIMENTAIS – RELATO DE EXPERIÊNCIA Professora da Escola e Supervisora PIBID: Jane Elise Dewes Abdel Bolsista (PIBIDCiências): Márcia Regina Schneiders Donel Professor Coordenador do Sub-Projeto: Roque Ismael da Costa Güllich Disciplina: Ciências – 5º ano Tema: Salinidade da Água e do Solo

O presente relato descreve uma aula prática de Ciências no 5° Ano do Ensino Fundamental sobre a “Salinidade da Água e do Solo”. Para a realização desse experimento foram utilizados os seguintes materiais: três potes plásticos perfurados na base, três tampas plásticas, uma porção de terra, sementes de feijão, fita durex, um copo, uma colher, água e sal de cozinha (HCl). Obtendo os materiais, os alunos interagiram, seguindo o roteiro da experiência, com mediação das professoras. Primeiramente, preencheram cada pote com terra, colocando os potes sobre as tampas. Plantaram três sementes de feijão em cada pote com cerca de 1 cm de profundidade, sendo depois regados cuidadosamente com água no decorrer de duas semanas. Os potes foram mantidos próximos à janela da sala de aula, sob insolação. Após o surgimento das primeiras folhas, cada pote foi identificado com os seguintes enunciados: Pote n° 1 com água salina; Pote n° 2 com água da torneira; Pote n° 3 sem umedecer. Dessa forma, ficou estabelecida a maneira pela qual a planta de cada pote deveria ser regada, ou não. Na preparação da solução salina foi utilizada a proporção de um copo de água para uma colher de sal, agitando até atingir uma homogenização. Após algumas horas foi possível estabelecer uma comparação, a partir da observação dos potes, realizando uma discussão com os alunos em torno das seguintes questões: 1- O que aconteceu com o pote regado apenas com a água de torneira? 2- O que aconteceu com o pote regado com a solução salina? 3- O que aconteceu com o pote que não foi regado? As práticas experimentais tem sido utilizadas como metodologia de ensino de conceitos científicos nas aulas de Ciências. A partir de tal proposição tem sido repensado o papel das práticas do ensino e na formação dos licenciandos. Os alunos da escola tem interagido com a proposta. A mediação-interação entre professor-supervior, coordenador e bolsista PIBIDCiências tem possibilitado a descrição e análise das aulas através de reflexão no processo de relato de experiências. Ambos os envolvidos fazem uso de diário de Bordo, o que facilita a reflexão em torno da formação e prática docente em Ciências.


Alunos do 5ยบ ano B

Alunos e Bolsista na montagem do Experimento


Observação do Experimento, Elaboração de Relatório, Etiquetagem de Experimento, Cuidados com as Plantas

ROTEIRO I MÁRCIA  

roeiro de aula prática I