Page 4

EM FOCO

A Glória do Senhor no Templo “E levantou-me o Espírito e me levou ao átrio interior; e eis que a glória do Senhor encheu o templo” (Ez 43.5).

Toda igreja tem um templo e todo templo tem atrás de si uma longa história de construção: sonhos, projetos, campanhas, dificuldades e vitórias. O templo da PIB de Curitiba tem também uma bela e longa história, em que sonhos e projetos foram sendo abençoados com verdadeiros milagres. Uma experiência jamais será esquecida: é dezembro de 1998, a igreja está envolvida com a programação do Natal; as paredes externas do grande templo estão levantadas. A igreja, que até então se reunia no ginásio de esportes, decidiu que já era possível utilizar a construção tal como se apresentava, pois o espaço do ginásio estava pequeno. Os planos e os sonhos tomaram forma: a celebração do Natal seria lá, inaugurando o almejado novo templo da PIB com o primeiro Nataleluia. Carregar do ginásio onde nos reuníamos provisoriamente, as 2000 cadeiras, toda a aparelhagem de som, os diversos equipamentos e tudo o mais não seria fácil, mas a expectativa era grande e todos estavam dispostos a pôr mãos à obra após o culto da manhã. Porém, às dez horas, veio a chuva – um temporal que parecia não cessar mais! Todos se entreolhavam e se perguntavam em silêncio: “E agora, Senhor?” O saudoso Pastor Marcílio de Oliveira, entusiasta maior do plano, juntamente

4

com todos os demais pastores, levou a igreja a orar intensamente. Não gostaríamos de ver frustrado o sonho daquele primeiro culto no novo templo, mas ao mesmo tempo, nos submetíamos humildemente à vontade de Senhor. “Vamos mudar, Deus vai nos abençoar”, diziam os pastores. “É impossível com esse temporal”, diziam outros. As horas se passavam... Mas Deus é bom, Deus é muito bom! Eis que lá pelas 15h a chuva cessou! Começou o corre-corre rápido, eufórico e alegre da mudança. Era lindo ver até as crianças ajudando! E às 20h, com tudo pronto, enquanto a igreja louvava ao Jesus do Natal, um espetáculo maravilhoso: semelhantemente à visão de Ezequiel, em que a glória do Deus de Israel avançava do oriente e ele podia ouvir-lhe a voz (43.2), podíamos também nós percebemos através dos espaços vazios da construção, e a alegria inundava o povo. Era mais uma prova de que este templo era, é e há de ser para muitas e muitas gerações um local de onde o amor de Deus será anunciado a todos os povos. Assim como Deus mesmo deu ao profeta Ezequiel essa magnífica visão, nós também podemos sonhar com nossos templos inundados da glória do Senhor, pois para tal eles são construídos! Elly Claire Ministra Visitação

pibcuritiba.org.br • mai 18 2014

Revista Dia a Dia com Deus - 18/05/14  
Revista Dia a Dia com Deus - 18/05/14  
Advertisement