Page 1

GESTÃO INTEGRADA DE SOLUÇÕES MUNICIPAIS


Água é vida.

Alto Paraíso


inovação

sustentabilidade

Gera vida em um jardim. Jardins Filtrantes ÂŽ


A Phyto em poucas palavras A Phytorestore é a líder no tratamento natural de efluentes sanitários, industriais, e corpos hídricos poluídos (rios/lagos), através da biotecnologia francesa dos jardins filtrantes®, que são projetos de paisagismo multifuncional que despoluem através das plantas.


Nossa história

2017

THIERRY JACQUET fundador e presidente da Phytorestore iniciou seus estudos em fitorremediação junto a INRA e CNRS Centro Nacional Pesquisa Científica

1990

Patenteada a tecnologia de Jardins Filtrantes® inovando e superando as tecnologias conhecidas como wetland. Indo de encontro a sua proposta de agregar funcionalidade verde aos projetos paisagísticos. .

Soluções municipais ETE, drenagem Lodo, reservatórios de água, recuperação ambiental

2015

2012

27anos

2011

1992

Fundação da Phytorestore na França

Primeiros projetos públicos no Brasil, focados em corpos hídricos

2004

Formação da equipe Multidisciplinar engenheiros sanitaristas, químicos, ambientais, biólogos, oceanógrafos, arquitetos, urbanistas, paisagistas, geólogos

2010 Início da Operação Brasil

Primeiros Projetos Privados e licenças ambientais no Brasil. .

. Tropicalização da biotecnologia francesa para todas as regiões brasileiras, 152+ espécies da flora brasileira.


SOLUÇÕES PHYTORESTORE EFLUENTES SANITÁRIOS

ECO-TURISMO PASSAPORTE VERDE

EFLUENTES INDUSTRIAIS

RECUPERAÇÃO AMBIENTAL, NASCENTES, PARQUES

TRATAMENTO LODO (ETE)

DESPOLUIÇÃO RIOS E LAGOS

RETROFIT E REFINO DE ETE EXISTENTE

DRENAGEM URBANA

PRODUÇÃO ÁGUA BRUTA E REÚSO DE ÁGUA

PAISAGISMO


Evolução da Sustentabilidade


Fitorremediação – Processos 100% naturais Fitovolatilização

Fitodegradação

remoção dos poluentes e subsequente lançamento para a

quebra dos poluentes pelo metabolismo da planta

atmosfera

* Partes aéreas da planta não acumulam contaminantes existentes no efluente

Fitoextração extração dos contaminantes do solo pela planta

Rizodegradação degradação dos contaminantes por microorganismos da zona de raízes


AERAÇÃO • Evita produção de maus odores • Aumento da eficiência da remoção de DQO e nitrificação..

GRADEAMENTO

→ →

Jardins Filtrantes® ETE Natural

FILTRO VERTICAL • Tratamento Aeróbio • • Redução de 85% carga orgânica e nutrientes. • • Remoção de sólidos • • Nitrificação • • Desinfecção • • 50 cm profundidade • • 2 horas •

FILTRO HORIZONTAL

LAGOA PLANTADA

Tratamento Anaeróbio • (facultativo) Redução de 11% carga orgânica e nutrientes. Remoção de sólidos • Desnitrificação • Desinfecção • 50 cm profundidade • 6 a 8 horas

Polimento de 2% remoção de carga orgânica e sólidos. Desinfecção UV solar Oxigenação 80cm profundidade 2 a 5 dias

MEIO RECEPTOR • Água para REUSO • Lançamento Rio • Lançamento rede pública • Infiltração no solo • Zonas sumidoras e evapotranspiração


Tratamento Aerรณbio


GRADEAMENTO

AERAÇÃO • Evita produção de maus odores • Aumento da eficiência da remoção de DQO e nitrificação..

→ →

Jardins Filtrantes® ETE Natural

FILTRO VERTICAL • Tratamento Aeróbio • • Redução de 85% carga orgânica e nutrientes. • • Remoção de sólidos • • Nitrificação • • Desinfecção • • 50 cm profundidade • • 2 horas •

FILTRO HORIZONTAL

LAGOA PLANTADA

Tratamento Anaeróbio • (facultativo) Redução de 11% carga orgânica e nutrientes. Remoção de sólidos • Desnitrificação • Desinfecção • 50 cm profundidade • 6 a 8 horas

Polimento de 2% remoção de carga orgânica e sólidos. Desinfecção UV solar Oxigenação 80cm profundidade 2 a 5 dias

MEIO RECEPTOR • Água para REUSO • Lançamento Rio • Lançamento rede pública • Infiltração no solo • Zonas sumidoras e evapotranspiração


Tratamento Anaerรณbio


GRADEAMENTO

AERAÇÃO • Evita produção de maus odores • Aumento da eficiência da remoção de DQO e nitrificação..

→ →

Jardins Filtrantes® ETE Natural

FILTRO VERTICAL • Tratamento Aeróbio • • Redução de 85% carga orgânica e nutrientes. • • Remoção de sólidos • • Nitrificação • • Desinfecção • • 50 cm profundidade • • 2 horas •

FILTRO HORIZONTAL

LAGOA PLANTADA

Tratamento Anaeróbio • (facultativo) Redução de 11% carga orgânica e nutrientes. Remoção de sólidos • Desnitrificação • Desinfecção • 50 cm profundidade • 6 a 8 horas

Polimento de 2% remoção de carga orgânica e sólidos. Desinfecção UV solar Oxigenação 80cm profundidade 2 a 5 dias

MEIO RECEPTOR • Água para REUSO • Lançamento Rio • Lançamento rede pública • Infiltração no solo • Zonas sumidoras e evapotranspiração


Lagoa Oxigenação


Etapas Construtivas

Terraplanagem, gravidade

Impermeabilização e malha hidráulica

Substratos e hidráulica

Plantação das espécies e acabamentos

Fase de crescimento (já em funcionamento)

Jardim Filtrante® completo

Prazo médio de Projeto 90 dias | Construção 180 dias


Operação Simplificada - Menor Opex

Possível Automatização Operadores Certificados pela Phytorestore


Fluxograma Simplificado de operação Semana 1 Recirculação Filtro Vertical (04) Filtro Horizontal

(04)

Filtro Vertical (04)

Tanque

Lagoa Plantada

bomba

EFLUENTE GERADO

Filtro Horizontal

bomba

(04)

soprador de ar

bomba Filtro Vertical (04)

EFLUENTE TRATADO (CONAMA 430 \ 2011)

Atende pico sazonal


Fluxograma Simplificado de operação Recirculação Filtro Vertical (04)

Semana 2

Filtro Horizontal

(04)

Filtro Vertical (04)

Tanque

Lagoa Plantada

bomba

EFLUENTE GERADO

Filtro Horizontal

bomba

(04)

soprador de ar

bomba Filtro Vertical (04)

EFLUENTE TRATADO (CONAMA 430 \ 2011)


Fluxograma Simplificado de operação Recirculação Filtro Vertical (04) Filtro Horizontal

(04)

Filtro Vertical (04)

Tanque

Lagoa Plantada

bomba

EFLUENTE GERADO

Semana 3 soprador de ar

bomba Filtro Vertical (04)

Filtro Horizontal

bomba

(04)

EFLUENTE TRATADO (CONAMA 430 \ 2011)

Duplicidade de Etapas: - Rotatividade - Mineralização e metabolização dos sólidos retidos - Segurança a aumentos de vazões sazonais e parâmetros


Eficiência – garantida em contrato. DBO %

DQO %

Nitrogênio Total (N) %

Fósforo (P)

CF

Sólidos Sediment áveis

Jardins Filtrantes (máximas)

91-98

85-90

74

55

>3 UL

95

Primário Convencional *

30-35

25-35

<30

<35

<1

55-65

Reator UASB *

60-75

55-70

<60

<35

~1

65-80

Lodos ativados convencional *

85-93

80-90

<60

<35

1-2

87-93

Amostras de um Jardim Filtrante® em operação em São Paulo.

entrada saída Saída


Tratamentos Municipais

ETE Franรงa 450.000 habitantes


Tratamentos Municipais


Estudo de Viabilidade ETE tradicional x Jardins Filtrantes ® Sanharó – PE – Rio Ipojuca 25.000 hab • Euclides da Cunha, definiu o sertanejo nordestino, como, antes de tudo um forte. • Inspirados nas exuberantes flores nativas da Caatinga, a Phytorestore baseou-se para criar sua ETE Parque. • Tratamento efluente municipal para o “Projeto Janelas para o Rio Ipojuca” via BID


Nossas ETE’s viram parques públicos visitáveis

Obra de saneamento visível !


O DRAMA DO LODO DA ETE CONVENCIONAL • • • • • •

FLOTADORES ESTABILIZAÇÃO QUÍMICA FILTROS PRENSA/CENTRÍFUGA ESTEIRA SILO LODO ÚMIDO PARA ATERRO SANITÁRIO

OS JARDINS FILTRANTES DA PHYTORETORE, NÃO GERAM LODO !


Tratamento de Lodo de ETE convencional secagem e mineralização

JARDIM FILTRANTE DE LODO ETAPA ÚNICA

ETE

?

?

?

?

? ?

?

?

?

?

?

? ?

?

?

?

??

? ?

? ?

?

?

? ? ?

?

? ?

?

? ?

? ?

?

? ?

? ?

?

? ?

??

?

?

?

?

?

? ?

?

?

?

?

?

? ?

?

?

?

FILTROS PARA SÓLIDOS • Lançamento do lodo líquido nos jardins • Mineralização da rizosfera • Desidratação, tratamento e redução da matéria sólida. • Redução de volume de até 95% e massa 28% • Estocagem até 10 anos.

REUSO DA MATÉRIA SÓLIDA • Incorporação em tijolos cerâmicos • Agregado do concreto • Fertilizante para vegetais • combustível

?


Jardim de Lodo x Tratamentos convencionais Estação de tratamento de esgoto

Rede de saneamento

Meio Natural

Lodo liquido Jardins Filtrantes de Lodo Espessamento Digestão

Desidratação

Compostagem

Retorno ao solo

Calagem

Secagem

Centro de estocagem dos dejetos últimos

Incineração

Aterro

Reciclagem de matéria


Tratamento de Lodo de ETE convenciaonal secagem e mineralização

Manutenção de 10 anos, reduz 95% do volume.


Estação de Tratamento Lodo e Ar

Hounfleur – 26.000 habitantes Complemento a ETE Existente.


Quem estĂĄ inovando com a Phyto no Brasil

Setor Privado

Setor PĂşblico


Alguns Jardins Filtrantes ÂŽ


NATURA ECOPARQUE Benevides/PA (2013)

Efluentes industriais e sanitรกrios | 720 EH | 3340m2 1600m2 filtros


NATURA ECOPARQUE Benevides/PA (2013)

Efluentes industriais e sanitรกrios | 720 EH | 3340m2 1600m2 filtros


NATURA ECOPARQUE Benevides/PA (2013)

Efluentes industriais e sanitรกrios | 720 EH | 3340m2 1600m2 filtros


MERCK SHARP&DOHME Campinas / SP (2012)

Efluentes sanitรกrios | 650 EH | 1890m2


ESCOLA WALDORF Condomínio ecológico Vila Verde 200 ALUNOS - RECIFE (2016)


L’ORÉAL - Centro de Pesquisa e Inovação LEED GOLD Shanghai/China (2009)


Projeto Semifinalista- PrĂŞmio ANA 2017


L’ORÉAL - Centro de Pesquisa e Inovação LEED GOLD Rio de Janeiro (2017)

Efluentes industriais, sanitários, biovalas pluviais, paisagismo, reuso | 650 EH


JARDINS FILTRANTES PARA TRATAMENTO DE EFLUENTES SANITÁRIOS E INDUSTRIAIS


Em plantio Janeiro 2017


Em fase de crescimento Abril 2017


Lagoa Oxigenação


Bacia de Infiltração das águas pluviais para lençol freático


Jardins Filtrantes â&#x20AC;&#x201C; tratamento de ĂĄguas pluviais


Biovaleta estacionamento


Soluções para Rios Tratamento do esgoto das comunidades antes do descarte no rio.

Projetos de Drenagem Urbana

Piscinões Filtrantes para amortecer enchentes

Pré- tratamento para melhoria da qualidade da água do rio para envio a ETAs

Recuperação de nascentes e matas ciliares

Revitalização das margens com jardins de estímulo à biodiversidade Dragagem de sedimentos + tratamento das áreas rasas

Jardins flutuantes para tratamento da água excedente


NATURALIZAÇÃO DOS 3 RIOS SHANGHAI, CHINA (2009) | 80 KM MARGENS


PARC DU CHEMIN DE L’ILE – DESPOLUIÇÃO DO RIO SENA - PARIS Nanterre/Paris - França(2009)


RECUPERAÇÃO DE RIACHO URBANO SALGADINHO Maceió/AL (2015) Situação atual

Projeto Piloto Jardins Filtrantes


RECUPERAÇÃO DE NASCENTE, RENATURALIZAÇÃO MATA CILIAR, RIACHO DOS ALGODOAIS, PORTO SUAPE (2015)


PROJETO RECUPERAÇÃO AFLUENTES RIO CAPIBARIBE RECIFE(2016) Praça do Futuro UNEP – United Nations Environment Program ECOPONTO HORTA COMUNITÁRIA

EXERCÍCIOS AO AR LIVRE

ARENA COMPOSITOR ANTÔNIO MARIA

RENATURALIZAÇÃO DO CÓRREGO

PLAYGROUND CENTRO DE VISITANTES, Exposição permanente

JARDINS FILTRANTES

JARDINS FILTRANTES

PRAÇA DAS ÁGUAS

ÁREAS DE ESTAR (BOLSÕES DE ALAGAMENTO)


Soluções para Lagoas e Reservatórios | Nota técnica


Em 2005, o projeto TOPEAK/PHYTORESTORE foi selecionadoe cofinanciado para criar um dos 50 bairros-ecológicos pilotos de uma licitação nacional lançada pelo Ministério do Meio Ambiente da China. O projeto de reurbanização do bairro foi centrado no tema da água e plantas como protagonistas e economia de energia. DRENAGEM INTELIGENTE cidade ecológica de Wuhan é baseada em um plano diretor inovador onde a gestão de água e energia exerce um papel estruturante essencialmente verde de grande valorização imobiliária.

CONDOMÍNIOS E BAIRROS ECOLÓGICOS ECO-CITY WUHAN CHINA – 50.000 HABITANTES Drenagem inteligente, gestão de água , reúso, jardim chuva


Drenagem Urbana Verde • Visa minimizar o volume do escoamento superficial das chuvas, causados pela impermeabilização urbana, promovendo a infiltração. • Interrompe a carga pluvial através da drenagem, já tratando a poluição difusa. • Aplicamos técnicas de infiltração de água tratada como biovalas, jardins de chuva, praças filtrantes. • Phyto Geodesign, ou seja um desenho urbano sensível ao caminho natural das águas. (estudos aprofundados geotécnicos. hidrológicos, flora e fauna) • Respeito ao curso natural do rio favorecendo a biodiversidade – criando soluções naturais. • Tendência mundial: Renaturalizar, e não canalizar!


Drenagem Urbana Verde Canais menores, secundários Microdrenagem

Canais principais Macrodrenagem

1 2

3

4

5

6

RIO

7 Ligações clandestinas De esgoto

MAR


Biorretenção Biorretenção, esta medida utiliza a atividade biológica de plantas e microorganismos para remover os poluentes das águas pluviais, e contribui para a infiltração e retenção dos volumes de água precipitados.

*imagens ilustrativas


FÁBRICA DE ÁGUA

Reúso Direto e Água Bruta para ETA


Fluxograma Projeto – Reúso Direto A IMPLEMENTAR

CLORAÇÃO + FLUORETAÇÃO

TRATAMENTO EFLUENTE BRUTO ENTRADA EFLUENTE BRUTO

JARDIM FILTRANTE EFLUENTE TRATADO ETE UASB/LODO ATIVADO

JARDIM FILTRANTE REFINO DE EFLUENTE TRATADO

ETA MS2914+ CIRRA/USP

ETA MS2914+ CIRRA/USP

ÁGUA POTÁVEL - ESTUDOS - ANÁLISES - VALIDAÇÕES


ETA CIRRA/USP MS2914+


ETA CIRRA/USP MS2914+ ATENDE PORTARIA MS2914 + POLUENTES EMERGENTES: Portaria MS 2914

POLUENTES EMERGENTES: Virus entéricos; -Gastroenterites virais. Responsáveis por até 3/4 de todas diarréias de origem infecciosa N-Nitrosodimetilamina – NDMA de tumores cancerÍgenos hepáticos em ratos que foram alimentados com NDMA cosméticos e produtos de higiene, agrotóxicos, BPA, Teste de mutagenicidade (Ames) (salmonela microssoma compostos químicos e metais pesados capazes de induzir ou aumentar mutação no organismo. Teste de toxicidade por quimioluminescência; Teste para hormônios (YES/YAS -Yeast Evaluation Screen) (alterar sistemas endócrino de organismos aquáticos, resistencia microbiana e prejuizos a saúde humana (infertilidade), disfunção hormonal, antibioticos,


Cenรกrio atual vs meta PLANSAB

TIPO

META

ATUAL

ABASTECIMENTO DE รGUA

99%

83%

ESGOTO TRATADO

93%

42,7%

30B ok 2011/13


QUAIS ANSEIOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA ? SAÚDE EDUCAÇÃO SEGURANÇA INFRAESTRUTURA


Falta de Saneamento, o vilão da saúde pública. • • • • • •

70% das doenças do brasileiro estão relacionadas a FALTA DE SANEAMENTO BÁSICO. Afeta a economia, reduz a produtividade do trabalhador e do estudante. (viroses, diarréias) 7 crianças morrem por dia em decorrência da falta de saneamento básico no Brasil O medo da contaminação afasta o TURISMO no Brasil Impacto na PESCA Queda do VALOR IMOBILIÁRIO, falta de bem-estar, maus odores, degradação.

O saneamento básico é o principal indicador da qualidade de vida e direito constitucional. O Relatório da ONU/OMS afirma: ”Previnir é a melhor solução”. A Cada R$ 1 investido em saneamento, economiza-se R$ 4,3 na saúde.


A NOVA POLÍTICA = Gestão inteligente 2017 • Projetos com soluções robustas – não maquiagem • ONG’s, sociedade civil e academia atuantes e conhecedores • Corrida para soluções que imitam a natureza (solar, aeolica, Airbus380, etc) • A moda agora é por projetos de baixo carbono (ex: carros elétricos e multinacionais) • Tema da vez: SUSTENTABILIDADE = ACEITAÇÃO POPULAR • Impacto positivo na imagem dos gestores públicos • Gestão inovadora e sustentável, marcar a história da cidade • Visão holística / 360 graus – projetos integrados que englobam várias soluções paro Plano Diretor e 10 ODS. • Soluções multifuncionais: trata efluente, entregar parque, rios e lagos despoluidos, água-bruta, valorização imobiliário, etc) • Cidades inteligentes.


P&D Biofazenda na França • Trata lodos de estações de tratamento, lodos de curagem, mais de 40 tipos de efluentes sanitários e industriais, óleos e graxas pre tratados. Solução competitiva e alternativa aos aterros e à incineração, além de ser o pólo de pesquisa e desenvolvimento interno.

Parcerias de pesquisas com instituições renomadas


Entregamos 10 Objetivos Globais da ONU


BALANÇO +POSITIVO DE CARBONO Os Jardins Filtrantes ® sequestram carbono através da incorporação pelos vegetais e estabilização dos poluentes. Não é necessário fazer o transporte de insumos ou resíduos para aterros,

reduzindo a emissão de gases estufa.

BAIXO METANO


• Utilização de tecnologias que imitam a natureza • Cidades verdes, inclusivas e sustentáveis • Reconectar o ser humano a natureza • Fomentar convivência da população com corpos hídricos saudáveis emponderamento social.


FASES macro Operação Assistida mínima 24 meses

Estudo de Solo (sondagem e topografia) Checklist Dimensionamento

Partida do Sistema

Definição e Aprovação da Forma (Design do Jardim)

Início das Obras Certificação Operadores Projeto Executivo

Projeto Básico, Licenças Ambientais Planejamento Obras


Fontes de Financiamento Público BID - CO Capital Ordinário

USD, taxa libor 1,96%, prazo 30 anos, carência 6 anos FGTS – Programa Saneamento para todos. Setor Privado e SPE taxa de 5% ao ano, 90%do valor do projeto, prazo amortização 20 anos, carência 48 meses, prazo utilização dos recursos 12 meses mediante cronograma fisico-financeiro BNDES FINEM– Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos

Taxa 1,5% ano, taxa de risco pública 1%, privada até 4,86 conforme crédito do cliente, 80% do valor projetos de implantação, expansão e modernização fomenta desenv social e urbano, prazo amortização, min R$ 20MM CEF – Caixa Economica Federal – Esgotamento sanitário, saneamento integrado, manejo águas pluviais, recuperação mananciais.

Taxa 6% ao ano, (5% saneamento integrado), taxa de risco 1%aa, remuneração CEF 2% sobre saldo devedor, 12 meses para utilização, carências 48 meses, prorrogáveis para 72, 95% do valor do projeto BPI – Banco Francês de Desenvolvimento, para clientes Phytorestore. Taxa < 1,0% ao ano, através da Phyto França, 100% do projeto, prazo de 3 a 7 anos, crédito em euros, a partir de EUR 1MM AFD Agência Francesa de Desenvolvimento (BNDES Francês) acima 100 milhões Euros – 2,3% ao ano, 3-5 anos carência, 10-15 anos prazo.


mercĂ­ obrigada ! contato@phytorestore.com.br +55 11 98603-9699 +55 11 2626-7339 /phytorestore.brasil /phytorestore

www.phytorestore.com.br

Phytorestore soluções municipais 2017 (issu)  

Jardins Filtrantes: Soluções municipais de tratamento de efluentes sanitários, industriais, tratamento de lodo, refino de ETE convencional,...

Phytorestore soluções municipais 2017 (issu)  

Jardins Filtrantes: Soluções municipais de tratamento de efluentes sanitários, industriais, tratamento de lodo, refino de ETE convencional,...

Advertisement