Page 1

1º Edição- Dezembro 2015


Editorial: Editores: Carolina Maldonado da Costa Mayte Darós Projeto Gráfico: Carolina Maldonado da Costa Mayte Darós Seleção e tratamento de imagens: Carolina Maldonado da Costa Mayte Darós Assessoramento: Bruno Campos Carlos Davi da Silva Ildo Francisco Golfetto Inara Willerding Israel Braglia Joseane Souza

Colaboradores: Djeimys Matheus Silva Eduardo Lima Israel MB Jailson A. Ramos Leandro Luz Michele Briesemeister Victor Nicoladeli Vitor Willemann Tipografia: Bd Bardust Helvetica Neue Lt. Merriweather Open Sans Formato: Fechado: 20cmx26cm Papel: Impressão: Digital


A revista: A revista “Inspira Design”, como o próprio nome sugere, tem por objetivo servir de inspiração para os alunos e professores na realização dos trabalhos acadêmicos, dando publicidade aos trabalhos de destaque que passaram pela Faculdade, bem como ser uma importante fonte de informação concernente ao que há de mais atual no mundo do design. A primeira edição da “Inspira Design” traz histórias bem-sucedidas de designers que decidiram empreender, projetando nas mais diversas formas as marcas criadas durante o curso. Ainda nessa seção, mostramos as obras de um dos designers mais influentes do século XX: Massimo Vigneli. Apresentamos, ainda, os TCC’s que foram destaque no primeiro semestre de 2015, os trabalhos premiados na 8ª edição do Repertório Visual e o trabalho selecionados dos alunos na Elephat Parade. Tudo isso acompanhado de diversas matérias de conteúdo técnico, entrevistas com designers importantes e muito mais. Desejamos a todos uma boa leitura e que essa revista consiga atender ao seu propósito fundamental: inspira-los novas ideias!


Sumário 06

INSPIRAÇÃO

Alunos da Faculdade Energia aplicam sua experiência em design no empreendedorismo

Conheça a história e a experiência de alunos e designers que decidiram empreender. Ainda nesta sessão, conheça Massimo Vigneli, um dos designers mais influentes do século XX.

16

07 Designers empreendedores 12 Ilustração: Manual ou Digital?

CRIATIVIDADE

As diferenças entre desenho e ilustração e suas aplicações. Confira também o trabalho dos alunos da FEAN na Elephant Parade

16 Nossos talentos na Elephant Parade 18 Ilustração: Manual ou Digital?


21

TENDÊNCIAS

28

INDICAÇÕES

A evolução do logotipo do Google ao longo dos anos e sua nova identidade visual. E tabém a tendência Low Poly no Design Gráfico.

Um guia para iniciantes em Design Gráfico, com blogs e outros sites de referências para estudos, novidades e criatividade.

21 Evolução do logotipo do Google

28 Referências super úteis

26 A arte em Low Poly

32 Guia para iniciantes em design gráfico

34

43

DESIGN E CULTURA

PROJETOS

Eventos locais como a exposição “A força da matéria”, de Miró, e a Feira de Artes de Florianópolis (FAF), além de entrevista com Fifo Lima.

Apresentação dos TCC’s em destaque do curso de Design da FEAN e trabalhos premiados na 8a edição do Repertório Visual.

34 Joan Miró mostra “A força da matéria”

43 Tcc´s em destaque

38 Feira de Artes de Florianópolis

46 Repertório Visual


6

INSPIRA DESIGN - 2015

INSPIRAÇÃO


INSPIRAÇÃO

Designers empreendedores

O mundo está cheio de boas ideias, mas poucas saem do papel. O que transforma uma boa ideia em um bom negócio é a forma como ela é aplicada. Uma ideia bem aplicada que supera desafios e atinge sucesso é uma obra que só pode ser assinada por um empreendedor. O empreendedor tem que ter dentro de si a vontade de correr riscos, mas sem tirar os dedos dos pés do chão. Para abrir um negócio é preciso conhecer o mercado em que quer se inserir, fazer um planejamento completo e encontrar um ponto de venda ideal. Estabelecer metas, administrar horários, investir em internet e em marketing. Ser chefe e funcionário, ser chefe de si mesmo. O designer tem um grande leque de possibilidades de trabalho, e dentro dele também está o empreendedorismo. Mas se engana quem pensa que design no mundo do empreendedor é novidade. Segundo Lita Talarico, cofundadora do curso “ Design como Autor” junto com Steven Heller, na School of Visual Arts, de Nova York, o design empreendedor começou no fim do século XIX. “Os primeiros empreendedores na área foram do movimento Arts and Crafts, quando designers e artesãos produziam à mão móveis,

tipos, livros, etc. Também olhamos para Bauhaus como grandes empreendedores, porque muito da produção do corpo docente bem como dos alunos ainda estão à venda no mercado. O que começou como uma exploração de como a arte e a indústria poderiam beneficiar uma a outra se tornou uma prática comum. ” Embora o empreendedorismo estivesse presente no design há mais de um século, parece que os designers, de uma forma geral, foram perdendo esse “espirito”. Lita arrisca dizer que a razão disso foi a alta especialização dos profissionais. “ Em algum momento as responsabilidades nas empresas ficaram tão divididas que perdemos a noção de que ás vezes é preciso fazer o todo para a sua ideia sair do papel”. A disciplina de empreendedorismo nos cursos de graduação é essencial para fomentar o espírito empreendedor, já que ele demanda planejamento, conhecer o mercado e ter um ponto de venda. Para abrir um negócio é preciso estabelecer metas, investir em marketing e estabelecer horários. Conheça a história e a experiência de alunos e profissionas do design que decidiram empreender.

INSPIRA DESIGN - 2015

Quem assume o papel de empreendedor assume também um pacote de responsabilidade que contém coragem, um pouco de falta de juízo para arriscar, mas também muita preparação e força de vontade para que as coisas realmente aconteçam. É isso que provam os muitos empreendedores que se apoiam no design para criar negócios.

7


INSPIRAÇÃO

DESIGNERS EMPREENDEDORES

Israel Boschetti

A história da “Coiote criativo” iniciou já nas primeiras fases da faculdade. Israel xxx, designer gráfico formado pela FEAN, hoje com 30 anos de idade, começou a trabalhar em sua marca em uma disciplina da faculdade: “Na faculdade, eu fazia uma disciplina com a querida professora Cris referente a produção de uma revista. Daí surgiu a “Coiote Criativo”, nome da revista que fiz na faculdade” Hoje, a “Coiote criativo” é uma empresa da área de design gráfico e fotografia, e já conta há mais de 1 ano com um grande cliente em seu portfólio, a ELETROSUL. O empresário conta que a sua visão durante o curso era “Eu buscava sempre por novos desafios e tentava desbravar novos caminhos atrás de experiência e conhecimentos. Resolvi trilhar o meu caminho sozinho e foi ótimo! ”.

https://www.behance.net/israelboschetti

2

1

INSPIRA DESIGN - 2015

3

8

1.Projeto de criação do nome da empresa em 2013. 2.Criação de layouts do refrigerante Pureza. 3.Criação de personagens em lego para edição Floripa Mil Grau


Jailson Ramos

INSPIRAÇÃO

DESIGNERS EMPREENDEDORES

O “manezinho da lha” Jailson Ramos, 38 anos, o empreendedorismo de sua marca com a preservação da cultura açoriana. Apaixonado por pictogramas, não titubeou em escolher o tema do seu TCC “Desenvolvimento de pictogramas baseados na iconografia da Ilha de Santa Catarina para apoio ao Turismo Cultural”. Desde a apresentação do trabalho, os pictogramas dos principais elementos da cultura açoriana, como Boi-de-mamão, Rendeira, Pesca da Tainha e Festa do Divino, fizeram bastante sucesso. Com apoio dos amigos e familiares, o designer passou aplicar seu projeto desenvolvido na faculdade em acessórios como canecas e camisetas, que são vendidos hoje nas feiras de artesanato e pela Internet. Sobre o futuro, Jailson conta que “Meu plano é continuar criando linhas de produtos que sempre tenham a cara do manezinho da Ilha”.

https://www.facebook.com/coisasdeflonoplix

1

2

1.Logo da marca Coisas de Flonóplix. 2.Caneca e camisa da rendeira. 3.Camisas da marca Coisas de Flonóplix

INSPIRA DESIGN - 2015

3

9


INSPIRAÇÃO

DESIGNERS EMPREENDEDORES

Michele Briesemeister

INSPIRA DESIGN - 2015

http://www.michelebrie.com/

A fotografia sempre foi um hobby para Michele Briesemeister. Apesar de estudar muito sobre o assunto, nunca teve a pretensão de atuar profissionalmente na área... até o momento que descobriu o estilo newborn (recém-nascido): “Quando descobri o estilo newborn, descobri o que queria fazer para o resto da minha vida. Busquei informações, cursos, técnicas, tudo para começar a entender como funcionava e se tornou um vício”. Desde então, Michele decidiu deixar seu emprego que tinha na época para se dedicar apenas à fotografia: “Foi muito difícil pois até as pessoas conhecerem quem você é e terem confiança leva algum tempo. O que me fez realmente seguir em frente foi a certeza de que eu amava aquilo e de que podia crescer mais”. Hoje, a marca “Michele Brie” vem conquistando cada vez mais a simpatia do público. A constante renovação das peças e serviços, associada à história das famílias, Michele oferece não apenas uma simples foto de estúdio, mas uma experiência especial e única. O recado que a Michele dá àqueles que querem seguir na área de fotografia: “Saiba que vai sempre ter um período ruim na tua carreira, ou mais de um, por mais que você seja muito bom. É nessa hora que você precisa de toda a certeza do que quer e muita persistência”.

10

Fotos do site http://www.michelebrie.com/


INSPIRAÇÃO

DESIGNERS EMPREENDEDORES

Victor Nicoladeli, estudante de Design, é um artista visionário com intenções interativas dentro de suas obras. Fascinado pela Arte Psicodélica, Op Art e Surrealismo, o futuro design retrata em suas obras uma percepção diferente da visão, através de uma marca original, criativa e que envolve arte, música e cultura: a Other Vision O artista não esperou concluir o curso e já se tornou sócio das empresas Psychobloco eventos, Other Vision e Gnomo T-shirt, que carregam a sua obra. Ele oferece aos seus clientes uma visão diferenciada e artística dos detalhes da vida, explorando todos os sentidos através de uma associação de imagens e significados presentes ao nosso redor.

Victor Nicoladeli

1

http://www.psychobloco.com.br/

1. Logo da marca Other Vision. 2.Camisas da marca Other Vision.

INSPIRA DESIGN - 2015

2

11


INSPIRAÇÃO

Massimo Vignelli

INSPIRA DESIGN - 2015

O italiano foi um designer ativo em várias áreas: de embalagens a produtos, de móveis a Design Gráfico.

12

Massimo Vignelli nasceu em Milão em 1931. Vignelli diz que não foi feliz até conhecer o Design. Aos 14 anos, na casa de um amigo, que a mãe havia acabado de renovar os interiores da casa, descobriu então que alguém havia sido responsável por aquele trabalho e ficou fascinado. Após isso ele começou a pesquisar e ler sobre o assunto.


INSPIRAÇÃO

MASSIMO VIGNELLI

VIDA ACADÊMICA Começou a desenhar móveis para o seu quarto, mas não ficaram bons, pois não tinha os conhecimentos necessários. Como na época existiam poucas escolas de Design, Vignelli começou a estudar Belas Artes na Accademia di Belle Arti em Milão em 1948, onde ficou até 1950. Nesse mesmo ano foi estudar Arquitetura no Politécnico de Milão e em 1953 foi para a Università di Architettura, em Veneza. Em Veneza trabalhou como designer na Venini Glass, enquanto trabalhava como freelancer em projetos editoriais: catálogos de festivais, jornais e livros. Conheceu a sua esposa, Lella (Elena) Vignelli, quando estudava em Veneza e casou-se em 1957, pouco antes de irem juntos para os Estados Unidos, ele para estudar no Towle Silversmiths em Massachusetts e ela no MIT. No ano seguinte Massimo foi dar aulas no Instituto de Design do Instituto de Tecnologia de Illinois (Chicago) e trabalhou como designer na Container Corporation of America, onde ficou até 1960. Quando voltaram dos Estados Unidos, de 1960 até 1964, montaram o Lella e Massimo Vignelli Escritório de Design e Arquitetura, em Milão.

Em 1965 mudaram-se novamente para Chicago, onde Vignelli abriu um escritório com outros designers, a famosa Unimark International Corporation. Vignelli desenvolveu a imagem gráfica da companhia aérea American Airlines, em 1967, quando estava na Unimark International. Esta imagem foi utilizada pela companhia por mais de 40 anos. Além da American Airlines, A Unimark fez design para as empresas Ford Motor Company, Gillette, J. C. Penney, Knoll Associates, Heller e a New York Transit Authority. A empresa tornou-se a maior firma de Design do mundo, mas em 1977 os fundadores separaram-se. Em 1971 ele e Lella Vignelli abriram um escritório em Nova Iorque com o nome de Vignelli Associates, que mudou de nome para Vignelli Design em 1978.

INSPIRA DESIGN - 2015

UNIMARK INTERNATIONAL

13


INSPIRAÇÃO

MASSIMO VIGNELLI

UNIGRID Em 1977, Vignelli foi contratado pelo National Park Service para unificar o Design das brochuras desta agência que gere os parques naturais, monumentos e edifícios históricos dos EUA. Foi para esse trabalho que Vignelli criou o sistema de grelhas chamado Unigrid. Esse sistema permitiu que a National Park Service fizesse brochuras em vários formatos mantendo a consistência, a unidade e estrutura gráfica.

INSPIRA DESIGN - 2015

THE VIGNELLI CANON

14

Massimo Vignelli lançou em formato PDF The Vigneli Canon, um livrinho que fala de Design gráfico, processos, metodologia, conceitos. Um primor, recheado de opiniões ácidas, como quando este modernista praticante afirma que o design pós-moderno representa a confusão e o caos. Segundo Vignelli, um bom designer só precisa de um punhado de fontes (lista 6: Garamond, Bodoni, Century Expanded, Futura, Times Roman e, obviamente, a Helvetica). O livro ilustrado é um manifesto em favor da ordem visual, da hierarquia e da estabilidade. Alguns criticam a utilização de grelhas e as escolhas tipográficas de Vignelli, mas o seu portfolio, que conta com clientes como American Airlines, Benneton, Metro de NY, entre outros, parecem darlhe razão. O livro está disponível no link seguinte: http://www.vignelli.com/canon.pdf


INSPIRAÇÃO INSPIRA DESIGN - 2015

Gostamos do design mais intemporal possível. Desprezamos a cultura da obsolescência. Sentimos o imperativo moral de projetar coisas que vão durar por um longo tempo.

15


CRIATIVIDADE INSPIRA DESIGN - 2015

16

Nossos talentos na

Elephant Parade


A ELEPHANT PARADE

A CUSTOMIZAÇÃO

Depois de passar por países como Londres, Singapura e Holanda, a Elephant Parade, chegou na América Latina e a primeira parada foi em Florianópolis. São dezenas de esculturas de elefantes decoradas por artistas locais que transformam o ambiente urbano em uma galeria a céu aberto. Elephant Parade foi fundada por pai e filho, Marc e Mike Spits, em 2006. Em férias na Tailândia, Marc conheceu um bebê elefante chamado Mosha, que havia perdido sua perna depois de pisar numa mina terrestre. Mosha inspirou Marc e Mike a criar a Elephant Parade: “Queríamos fazer algo estrutural, algo que seria rentável no longo prazo. Esta é a única maneira em que nós podemos fornecer ao elefante um futuro sustentável“. Ao final do concurso, as esculturas serão leiloadas e o valor arrecadado será destinado à preservação dos elefantes, entidades beneficentes de Florianópolis e aos artistas participantes.

Após selecionados os projetos, a missão dos artistas era pintar e customizar um elefante de 1,5 metro de fibra de vidro, transformando o ambiente do Shopping Itaguaçu em uma galeria de arte. Mais de 30 artistas passaram pelo ateliê da Elephant Parade e em dezembro, terão suas esculturas nas ruas e nos pontos turísticos da cidade. Leandro Teixeira Alexandre, estudante de Design da Faculdade Energia, foi um dos participantes selecionados para expor seu trabalho no Elephant Parade Brasil. Para a criação de sua obra, o soldado do Exército Brasileiro teve como inspiração as cores do arco-íris, sendo que cada cor tem um significado. Sua proposta foi despertar sensações e sentimentos nas pessoas através da variação de cores. Lívia Prestes e Lucas Bitencourt, ambos companheiros de classe de Leandro, também participaram e tiveram seus projetos pré-selecionados.

CRIATIVIDADE

Leandro Teixeira Alexandre, estudante de Design das Faculdade Energia, foi um dos participantes selecionados para a Elephant Parade, umas das maiores exposições de arte do mundo.

INSPIRA DESIGN - 2015

ELEPHANT PARADE

17


CRIATIVIDADE Desenho: Willemann Art

Ilustração:

manual ou digital?

INSPIRA DESIGN - 2015

DESENHO

18

Atualmente muito tem se falado de ilustração, principalmente com o incremento das redes sociais, onde é possível se publicar e divulgar o seu trabalho, a sua arte. Desta forma muitos artistas tem se destacado, pois as possibilidades de criação e divulgação são muitas. Desenho é a arte de se representar objetos, reais ou imaginários, é o contorno, a representação das formas, é formado por linhas e pontos sobre uma superfície. Mas existem diversas definições que variam de autor para autor.

O que se sabe é que o homem sempre teve essa necessidade de se expressar graficamente, desde a época das cavernas. Um exemplo disso é a Pintura de um Bisão encontrada na caverna pré-histórica de Altamira, Espanha, datada de mais ou menos 15000 a 10000 a.C. Desenho não é ilustração e sim a sua essência, a sua matéria prima. O Desenho é uma forma de comunicação e expressão, assim como a ilustração.


CRIATIVIDADE Ilustração: Willian Marques Conde

E a ilustração como definir? Muitas vezes ela é confundida com o desenho, mas, nem todo desenho é uma ilustração e nem toda ilustração é um desenho. Portanto, ilustrar um desenho, significa aplicar cores, texturas, definir os volumes através da inserção da luz e projeção das sombras. Este termo pode ser usado tanto para a representação manual quanto digital. À primeira vista, uma imagem começa a ser uma ilustração quando de algum modo foi feita para representar visualmente um texto. Podemos dizer que esta pode ser uma das características de uma ilustração, mas não é a única porque pode representar um filme ou uma música, por exemplo. Uma fotografia também é uma ilustração. A ilustração se aliou ao texto no período da idade média com a iluminura, um tipo de pintura decorativa, frequentemente aplicado às letras no início dos capítulos (capitulares) dos pergaminhos medievais. Esses pergaminhos eram produzidos principalmente por monges, freis, entre outros religiosos da época e usava um processo de

douração “uso de ouro” na tinta. Por isso o termo “Iluminura”. Na prática, a ilustração pode ter várias outras funções: representativa, descritiva, narrativa, simbólica, expressiva, estética, lúdica, conativa, metalinguística, fática e pontuação. Existem também vários estilos: Realismo e hiper-realismo, Cartoon, Mangá, Mesclado, Digital etc, etc, etc... E várias técnicas também: com grafite, com nanquim, marker, colagem. E uma infinidade de tecnologias gráficas. E vários tipos também, como por exemplo a científica, didática, técnica, artística, publicitária, infográfica, para criação de desenhos animados e histórias em quadrinhos, entre outras. A ilustração é capaz de ampliar o potencial informativo de um texto ao qual faz referência, acrescentando uma dimensão antes reservada ao campo da imaginação, multiplicando suas possibilidades de interpretação. Pode também atuar de maneira independente, apresentada sem suporte textual algum e sem prejuízo ou perda de sentido.

INSPIRA DESIGN - 2015

ILUSTRAÇÃO

19


CRIATIVIDADE

ILUSTRAÇÃO

Assim como o desenho, a ilustração é uma importante ferramenta de criatividade, que pode nos levar ao irreal, libertar ideias, expressões e sentimentos, é dessa forma que trabalhos incríveis surgem de uma folha em branco. A Ilustração digital também vem ganhando vários adeptos, muitos trabalhos são realizados manualmente e depois tratados no computador, com ajuda de algum programa específico, entre eles temos Adobe Photoshop, 3D Studio Max, Maya, Corel Draw, Adobe Ilustrador entre outros. Na web, a ilustração tem sido muito usada por empresas nacionais para divulgarem seus produtos, como é o caso das Casas Bahia lançou em seu site a promoção dia dos pais usando ilustrações, assim como a Toddynho que desenvolveu um site muito bacana com ilustração e animação, além da internacional REDBULL, entre outras.

TÉCNICAS Como descrito anteriormente, existem várias técnicas, vários estilos e funções e infinitas são as possibilidades para se criar uma ilustração. O curso de Design gráfico da Faculdade Energia – Fean, conta com duas disciplinas em seu currículo voltadas para essa área, Desenho de Observação na primeira fase e Ilustração na segunda fase. Através dessas duas disciplinas é possível aprender e desenvolver técnicas relacionadas ao Desenho e a Ilustração, além se conhecer algumas das tecnologias gráficas mais usadas. Uma vez aprendido as técnicas básicas de INSPIRA DESIGN - 2015

representação gráfica, o próximo passo é criar e

20

desenvolver o seu próprio estilo, a sua identidade visual. Estilizar é aprimorar, modificar a forma de ilustração de acordo com padrões estéticos, gostos e habilidades pessoais. Imprimir o seu estilo, tem por finalidade, deixar o trabalho mais atraente, com um estilo único e próprio do seu criador. Toda transformação é válida, desde que respeite o equilíbrio visual e a harmonia das

Desenho: Willemann Art

formas, a ilustração deve também ser expressiva e sedutora, conquistando visualmente seus expectadores e transmitir os conceitos que o ilustrador pretende mostrar. Vários profissionais usam a ilustração como ferramenta para criação e concepção de seus projetos. Para o Ilustrador, desenhista, arquiteto, designer, projetista ou paisagista, é necessário ser criativo, ousado, ter capacidade de abstração e organização visual. É através do desenho e da ilustração, que este irá traduzir suas ideias, seus conceitos. O estilo é consequência de um desenhista preparado, que após aliar técnicas de desenho, ilustração e habilidades manuais, sendo este um ser perceptivo e criativo, desenvolve a sua própria linguagem e identidade visual, que é o Estilo. Técnicas de Desenhos e ilustração + Habilidades manuais + Percepção + Criatividade = Estilo O estilo é, portanto, resultado dos fatores acima listados, enfatizando que estamos nos referindo ao Estilo de Desenho e ilustração, isto não tem referência com os estilos dos seus produtos e projetos, é uma linguagem visual, gráfica.


TENDÊNCIAS

O NOVO LOGOTIPO DO

O novo logotipo. Visualmente falando, apesar de o anterior já estar bem incorporado à mente de todos, o novo é mais agradável aos olhos, com leitura mais rápida e, mesmo sem serifas, não causou estranheza alguma. O site oficial do design do Google, o define como “simples, amigável e acessível (…), qualidades que foram mantidas do logotipo anterior e combinadas à pureza matemática de formas geométricas com a simplicidade infantil e impressão dos tipos escolares (admitindo querer buscar cada vez mais esse público, para que já cresçam em um ambiente Google, e também dizendo que ele é tão simples que uma criança é capaz de decorá-lo e reproduzi-lo). Uma sans-serif geométrica mantém espírito brincalhão multicolorido e o ‘e’ girado característico herdado do logotipo anterior lembra que seremos sempre não convencionais.

O logotipo foi testado exaustivamente em vários tamanhos e pesos para o máximo de legibilidade e em todos os novos contextos digitais. Para orientar uso na tela e impressão, foram desenvolvidas normas que cobrem todos os seus aspectos, incluindo as assinaturas de produtos, que ficaram simples, porém funcionais.

INSPIRA DESIGN - 2015

O Google trouxe ao mundo no dia primeiro de setembro, o seu novo logotipo. Mantendo as suas cores, ele agora apresenta-se sem serifa, com formas mais simples e arredondadas.

21


TENDÊNCIAS Padrão cromático O padrão cromático também sofreu leve alteração. Por causa do espaço entre letras, as cores podem opticamente misturar-se e resultar em um escurecimento em relação aos valores original. Para isto, foram ajustadas as vibrações da saturação do vermelho, verde, amarelo.

INSPIRA DESIGN - 2015

Uma nova tipografia

22

Como um trabalho paralelo com o desenvolvimento do logotipo, foi criado também um tipo geométrico sans-serif que complementa o logotipo nas assinaturas de produtos e materiais de identidade de apoio. A chamado Google Product Sans adota as mesmas características do logotipo, mas soa mais neutra, permitindo manter um nível adequado de distinção entre o logotipo do Google e o nome do produto.


TENDÊNCIAS

O NOVO LOGOTIPO

Os círculos

INSPIRA DESIGN - 2015

Os círculos representam, com animações as tarefas de ouvir, falar, não compreender, pensar e outras ações que demandem recursos visuais animados. Eles são um estado dinâmico e perpetuamente em movimento do logotipo. Eles representam a inteligência do Google no trabalho e indicar quando o Google está trabalhando para você. “Consideramos estes momentos únicos, mágico”. Enquanto seus movimentos pode parecer espontâneo, na verdade está enraizado em caminhos consistentes e tempo, com os pontos movendo-se ao longo de arcos geométricos e na sequência de um conjunto padrão de grids flexíveis, e que são a extensão do logotipo e o preparado para o G. Segundo os próprios, Design era apenas uma parte do esforço. A realização da nova identidade exigido o trabalho coletivo e o empenho de centenas de Googlers (…) À medida que caminhamos para a frente criando novos produtos e experiências, esperamos que este trabalho vai continuar a oferecer a simplicidade e deliciar-se esperar do Google, onde quer nova tecnologia pode nos levar.

23


TENDÊNCIAS

Evolução do log O Novo logotipo do Google representa uma nova linguagem visual, que acompanha as novas maneiras com que as pessoas acessam a internet. Essa não foi a primeira mudança de logotipo que o Google fez. O site de buscas surgiu em 1997 e ao longo desses 17 anos teve vários logotipos diferentes, cada uma se adequando ao novo momento que a empresa vivia. O famoso “g” do Google, que permaneceu por muito tempo, foi apresentado de uma nova maneira. Como de costume, as cores icônicas permaneceram, como sempre aconteceu ao longo da história do site. A seguir você poderá relembrar a evolução dos logotipos utilizados pelo Google ao longo dos anos:

2

2013 Usado a partir Setembro de 2013 a 31 de Agosto de 2015. Mostrando lettering achatada e a remoção de sombras.

2010

INSPIRA DESIGN - 2015

Usado a partir de Maio de 2010 a Setembro de 2013. Mostrando uma reduzida distância da sombra projetada, uma mudança no segundo "o" para um tom amarelo diferente e uma rotulação mais achatada.

24

1999 Usado a partir de Maio de 1999 a Maio de 2010. O logotipo da empresa mudou para um baseado no tipo de letra Catull e o ponto de exclamação foi removido.


TENDÊNCIAS

gotipo do Google

2015 O novo logotipo sans-serif inaugurada em 01 de setembro de 2015.

1997 Logotipo inicial do Google a partir de 1997.

1998

1998 Usado a partir de Outubro de 1998 a Maio de 1999. Difere da versão anterior com um ponto de exclamação adicionado ao final, um aumento da sombra, letras mais arredondadas e tons diferentes de letras. Note-se que a cor inicial do G mudou de verde para azul. Esta sequência de cores é usado ainda hoje, embora com diferentes matizes e fonte.

INSPIRA DESIGN - 2015

Usado no período de setembro a outubro de 1998. Logotipo original em Baskerville Negrito, com uma combinação de cor diferente daquele em uso hoje.

25


TENDÊNCIAS

A ARTE EM

INSPIRA DESIGN - 2015

low poly 26

O Low Poly é um efeito para animações, clipes ou filmes que foi bastante utilizado este ano e promete ser ainda mais explorado.


Esse efeito representa uma malha de polígonos nos gráficos 3D que apesar de ter um número reduzido de polígonos, é capaz de formar grandes imagens.Todos os modelos 3D são feitos de polígonos. Quanto mais polígonos o modelo tem, mais detalhado o modelo será. Geralmente, no processamento da imagem a técnica é usada para suavizar os polígonos e dar a aparência de superfícies contínuas. O Low-Poly é uma decisão consciente de usar menos polígonos na fase de modelagem, para criar um modelo mais simples, mais abstrato. No entanto, isso não significa que a modelagem Low Poly é de baixa resolução. Para a produção de personagens de jogos eletrônicos, como GTA e Assassins Creed, por exemplo, é necessário a construção de objetos com poucos polígonos. Isso porque fica bem mais fácil para o computador ou video-game renderizar a imagem do que se fizesse isso com milhares polígonos de uma vez só. Técnicas de processamento sofisticadas, efeitos de luz e de sombra são utilizadas para criar uma aparência

altamente realista do objeto simplificado. É por isso que o Low Poly lembra origami, que também teve renascimento nos últimos anos. Há um desejo de artistas e designers para criar algo que não tente imitar a realidade, e que seja mais abstrato e tente capturar a essência de um objeto em vez de representá-lo da forma mais realista possível. O Low Poly é uma estética retro futurista, na medida em que consegue remontar o passado e o futuro, ao mesmo tempo. Se você estiver interessado em desenvolver esses projetos fantásticos, recomendamos os tutoriais passo-a-passo do website www. graycalegorilla.com (em inglês) que explica as técnicas mais comuns para criar o efeito de Low Poly. Este tutorial mostra como reduzir o número de polígonos em uma malha, mudar aleatoriamente a geometria com modificadores comuns, adicionar cores diferentes para criar e renderizar rostos e as configurações de iluminação para alcançar o ambiente de ilustrações Low Poly.

TENDÊNCIAS INSPIRA DESIGN - 2015

LOW POLY

27


INDICAÇÕES

Referências

super úteis Dicas para desenvolver os estudos e trazer criatividade no dia a dia.

Atualmente, com o grande avanço da internet e da difusão de informações disponibilizadas na web, alguns designers acabam por confiar seu aprendizado nos meios virtuais de comunicação. Em geral pela praticidade, podemos verificar dezenas de matérias e referências em pouco tempo.

Ainda assim existem aqueles que gostam de investir em livros de design e aprender com eles também. Quando se trata de aprendizado, tanto prático quanto teórico, os livros são uma excelente fonte. Para equilibrar as fontes de referência, selecionamos blos e livros, confira a segur.

CHOCOLÁ DESIGN www.chocoladesign.com Site especializado em conteúdo sobre design e conta com colaboradores que trazem seu conhecimento técnico e experiênciademercadoparacompartilhar com designers, ilustradores, publicitários.

INSPIRA DESIGN - 2015

DESIGN CULTURE www.designculture.com

28

O Blog Design Culture traz matérias sobre Design, Cultura, Comunicação, ações criativas e as mais diversas expressões de artes.


INDICAÇÕES

BLOGS

BEHANCE www.behance.net Apresente seus projetos e descubra trabalhos recentes de portfolios online, por profissionais criativos de todos os setores.

ABDUZEEDO www.abduzeedo.com Abduzeedo é uma coleção de inspiração visual e tutoriais úteis. Apesar de ter sido criado por brasileiros, boa parte do conteúdo do website encontrase em inglês.

DES1GN’ON www.des1gnon.com Um blog para sua inspiração diária. Inspirações e referências sobre design, arte, downloads, conteúdo, e o mais importante: muita criatividade.

O blog Zupi trabalha com arte, ilustração, web, design, criatividade, novas tendências, gerenciamento de carreira de artistas e economia criativa.

INSPIRA DESIGN - 2015

ZUPI www.zupi.com.br

29


INDICAÇÕES

LIVROS

HISTÓRIA DO DESIGN GRÁFICO Philip Meggs O mais completo livro sobre a história do design gráfico, tanto que muitos o apelidaram de “bíblia do design”. Meggs teve o imenso trabalho de compilar dezenas de informações sobre design gráfico e as organizou em uma completa linha do tempo. É um livro caro, mas indispensável na sua estante; recomendo juntar economias por um tempo, pois o investimento é certeiro.

PRINCÍPIOS UNIVERSAIS DO DESIGN William Lidwell, Kristina Holden, Jill Butler São125princípiosuniversaisdedesign,interdisciplinares (que permitem aplicações nos mais diversos projetos), que podem ser lidos de maneira não linear. Há inúmeras dicas para a composição visual de seus trabalhos, entre posicionamentos, proporção áurea, grids, entre outros, que certamente tornarão seu projeto mais harmonioso, seja na hora de editar uma fotografia ou projetar a capa de um livro. Certamente uma publicação para aumentar o conhecimento sobre temas essenciais à criação.

INSPIRA DESIGN - 2015

GRID – Construção e Desconstrução Timothy Samara

30

Este livro discute uma das principais ferramentas dos projetos de design: o grid, grande aliado para projetar livros, sites, revistas, etc. Há uma introdução histórica sobre o grid, além de razões para utilizá-lo. Depois o livro é basicamente dividido em duas partes: construção, onde o autor apresenta exemplos de grid e projetos resultantes; e a parte da desconstrução que faz o caminho inverso, mostrando trabalhos prontos e deduzindo grids utilizados por eles. São mais de 60 páginas de cada grupo, totalmente ilustradas e de fácil compreensão, o que torna a publicação um bom guia de referência.


INDICAÇÕES

LIVROS

DESIGN, CULTURA E SOCIEDADE Gui Bonsiepe O livro aborda características fundamentais do design, que são as relações com a sociedade e a cultura, como o título bem explica. A questão é que nem sempre nos deparamos com isso quando trabalhamos apenas com o design aplicado a comunicação comercial e peças “vendedoras”. Como é um assunto por vezes polêmico, pode render boas discussões. Bonsiepe fala sobre projetos de design na periferia, como o design pode ajudar no desenvolvimento social, o contexo sociopolítico do trabalho projetual.

GESTÃO DO DESIGN - Usando o Design Para Construir Valor de Marca e Inovação Cássia Klöpsch Escrito pela pesquisadora Brigitte Borja de Mozota, autoridade na área, esta obra apresenta um plano prático para integrar os valores, a criatividade, a ética e as inovações do processo de design à administração geral da empresa. Repleto de exemplos reais de empresas como IBM, Sony, Nike e Prada, incluindo oito estudos de caso de empreendimentos nacionais e um português, este livro é uma referência indispensável para profissionais de design, administração, marketing e comunicação.

Para os amantes da tipografia, este livro é fantástico. Um guia rápido sobre a história da tipografia, anatomia dos tipos, classificação histórica. Tudo acompanhado por diversas ilustrações que facilitam a leitura. Contudo a autora não se limita apenas a tipografia, há também textos sobre projetos editoriais, diagramação e as relações que mantém com os tipos. Ao fim, há um roteiro de “boas práticas de design gráfico”. Um título abrangente e que expõe, de forma geral, diversos conceitos importantes para um designer gráfico.

INSPIRA DESIGN - 2015

PENSAR COM TIPOS Ellen Lupton

31


INDICAÇÕES

GUIA PARA INICIANTES O QUE É ? Também conhecido como design de comunicação, é a arte e prática de planejar e projetar ideias e experiências com conteúdo visual e textual, em qualquer escala. Seu fim pode ser comercial, educacional, cultural ou político.

EXPERIÊNCIA

FÍSICA

DIGITAL

DESIGN EDITORIAL

PROJETO

TIPOGRAFIA

INSPIRA DESIGN - 2015

É o processo de criação na composição de um texto. Busca dar ordem estrutural e forma à comunicação escrita

32

DESIGN DE INTERAÇÃO São projetos interativos, com conteúdo fluido. As Interfaces auxiliam usuários a navegar por experiências digitais complexas

São projetos de conteúdo fixo apreciados ao longo do tempo. O leitor determina o ritmo e a seqüência da experiência

São projetos impressos como flyers ou cartões de visita, outdoors, adesivos, embalagens, entre outros

Esses projetos são desenvolvidos para web e dispositivos móveis, tais como websites e blogs

DESIGN DE GAMES Agrega interatividade com o planeamento da interface e entretenimento, garantindo a diversão do usuário final

DESIGN DE EMBALAGEM

IDENTIDADE VISUAL

Garante uma boa comunicação com o consumidor, informando sobre o produto e seu caráter

Constitui assinatura institucional de uma empresa. As mesmas são reproduzidas em suporte gráfico e eletrônico

WAYFINDING Projeto de sinalização que facilita a movimentação de pessoas em um espaço de maneira segura e informada

WEB DESIGN O foco do projeto é a criação de web sites e documentos disponíveis no ambiente online


QUAIS CARACTERÍSTICAS DO PROFISSIONAL?

INDICAÇÕES

EM DESIGN GRÁFICO Para se tornar e permanecer relevante em sua prática, os designers precisam aprender continuamente e desenvolver conceitos, métodos formais, teoria e técnicas. conhecer e entender a história, teorias e fundo do campo como um todo.

São obcecados com comunicação clara, procuram soluções quando sentem que a linguagem não é suficiente

São observadores e admiradores da utilizade e beleza, seja em objetos, mensagens ou experiências

Designers têm um desejo de fazer e personalizar as coisas de modo que não tenham visto antes

Possuem uma consciência do mundo visual e textual em torno deles. Seu sentido de observação vai além de objetos e mensagens

Possuem desejo inquieto para a ordem, necessidade de completar as coisas. Revelam conexões as quais simplificam experiencias

INSPIRA DESIGN - 2015

São especialistas em ler as pessoas, conhecer as necessidades e desejos de um cliente para moldar a experiência do usuário final

33


DESIGN E CULTURA INSPIRA DESIGN - 2015

Joan

34

Fotos: Ildo Francisco Golfetto Texto: Milena Coutinho

Miró mostra a força da matéria Museu de Arte de Santa Catarina recebeu a exposição “A força da matéria” do catalã.


Joan Miró nasceu na Catalunha, Barcelona, em 1893 e ainda jovem já participava de eventos e manifestações relacionadas a arte. Em 1920, viajou para Paris e seu trabalho sofreu grande influência das artes e da cultura parisiense, embora não tenha produzido no tempo que lá permaneceu. Durante o período, participou de vanguardas culturais e conheceu outras figuras importantes, como Pablo Picasso, um dos fundadores do Cubismo, e a André Breton, um dos idealizadores do surrealismo. As obras presentes na Exposição foram escolhidas pela Fundação Joan Miró e são de propriedade da instituição e de coleções particulares. A exposição ocorre entre 12 de setembro e 15 de novembro. A entrada é gratuita e mais informações podem ser obtidas pelos telefones (48) 3664-2630 e 3664-2631.

DESIGN E CULTURA

Composta por 112 obras - entre elas pinturas, esculturas, desenhos, gravuras, objetos e fotografias da trajetória do artista -, a maior Mostra Itinerante já organizada no Brasil dedicada a Miró é uma parceria entre o Instituto Tomie Ohtake, de São Paulo, e a Fundação Joan Miró, de Barcelona. Dividida em três blocos, a exposição apresenta os momentos em que o artista outorga a matéria e o gesto como papel fundamental na arte. Nos anos 30 e 40, na a técnica das obras produzidas é relacionada com a Guerra Civil Espanhola e a Segunda Guerra Mundial. Nos anos 50 e 60, a experimentação da escultura, levando leva à busca pela essência tanto da matéria como da poética. Nos anos 70, Miró desafia os padrões técnicos impostos pela matéria, enquanto segue questionando sobre o papel da arte.

INSPIRA DESIGN - 2015

EXPOSIÇÃO MASC

35


36

INSPIRA DESIGN - 2015

DESIGN E CULTURA


37

INSPIRA DESIGN - 2015

DESIGN E CULTURA


DESIGN E CULTURA INSPIRA DESIGN - 2015

Feira de artes de

38

Florianópolis

A Casa do Teatro Armação inaugurou dia 18 (sábado), às 9h, a Feira de Artes de Florianópolis (FAF), reunindo na primeira edição artistas da fotografia, pintura e gravura.


DESIGN E CULTURA Alinhada com o projeto Viva a Cidade, que ocorre aos sábados, a feira teve periodicidade semanal. A Casa do Teatro Armação está localizada na Praça XV de Novembro, no centro da capital, e a feira ocorreu até às 15h. A FAF ocupou os dois pisos da parte frontal do sobrado, que abriga também uma pequena sala de teatro. No piso térreo, o público teve acesso a obras de Adriana Maria dos Santos, Anita Damas, Bruno Bachmann, Bruno Barbi, Eliane Prudêncio, Fabio Dudas, Marcio Henrique Martins, Pati Peccin e Victor Giusti Lima.

No segundo piso, para esta primeira edição, foram convidados Joaquim Araujo, Kleber Steinbach, Milton Ostetto e Paulo Goeth do projeto Varal da Trajano. Eles apresentaram fotografias das três primeiras edições do projeto. O artista Bruno Barbi pintou uma tela durante a feira, que foi sorteada entre o público presente. Todas as obras estavam à venda por valores de até R$ 600,00. Já durante a próxima edição da FAF, a técnica predominante foi a xilogravura.

INSPIRA DESIGN - 2015

Fotos: Eduardo Lima Texto: MIlena Coutinho

39


DESIGN E CULTURA A Feira de Arte de Florianópolis trouxe novos olhares para os sábados de manhã do centro da cidade. O jornalista e organizador do evento, Fifo Lima, fala sobre as ideias iniciais, as edições já realizadas, o público e, é claro, o mundo da arte.

INSPIRA DESIGN - 2015

Como surgiu a ideia de produzir uma feira de Artes no centro da cidade? Quais eram os objetivos e quando aconteceu essa parceria com o Teatro Armação?

40

R. A ideia da FAF, desde do início, foi testar o mercado para a arte em Florianópolis, especialmente para um mercado com preços populares já que a cidade é abundante em bons artistas. A repercussão foi imediata e a feira criou vida própria. A cidade queria uma feira de arte e nem sabíamos disso. Já a parceria com a Casa do Teatro Armação ocorreu em função do charme do sobrado, seu pequeno tamanho, localização e especialmente porque já abriga uma atividade cultural. E claro que também em função da receptividade da diretoria ao projeto da feira. A FAF traz para a comercialização variados tipos de arte. Como é feita a escolha dos temas e a participação dos artistas nas edições? R. As inscrições sempre estão abertas via email feiradeartedeflorianopolis@gmail.com para quem quiser participar. Basta enviar um breve

currículo e imagens dos trabalhos. Mas há também convidados. Temos realizados algumas feiras temáticas para trazer um frescor a cada edição. Já promovemos edições voltadas para a xilogravura, cerâmica, aquarela, livro de artista, arte aplicada, colagem, entre outras. Além dos artistas, mais alguém trabalha com você na produção da Feira? R. A feira é uma iniciativa minha. Eu faço tudo sozinho porque o retorno é pequeno já que o percentual é de 20% para a organização. E eu não teria como remunerar mais alguém. Com o retorno dá para pagar despesas básicas com gasolina, transporte e uma pequena remuneração para pagar a produção e ajudar na limpeza e na conta de luz da Casa do Teatro Armação. As manhãs de sábado do centro da Capital abraçaram a FAF, já que nesse período o comércio ainda é bastante ativo. Como você avalia o público da Feira? São pessoas já envolvidas com arte e cultura ou geralmente pessoas que acabam descobrindo por acaso? R. Há pessoas que descobrem por acaso e aquelas que vem motivadas pelas redes sociais. Mas acho que todas tem interesse em arte. Tanto aquelas que vem para comprar, tanto como artistas - alguns também compradores - que vem para entrar em contato com o que se está produzindo


DESIGN E CULTURA Sim. Tenho muita vontade de fazer uma edição com obras de crianças. Há muitas crianças, filhas de artistas ou não, que estão criando. Atualmente, por exemplo, há uma exposição incrível no Espaço Lindolf Bell, do CIC, com os alunos da Escolinha de Artes. Mas gostaria também de fazer uma edição somente com litogravuras e outra de esculturas. Nas mais de 15 edições realizadas, teve algum momento marcante que você considera ter consolidado o evento? R. Acho que a feira desencadeou um processo fascinante. Primeiro porque estimulou na cidade um olhar para os artistas e para a obra que eles estão produzindo atualmente. Não são poucos e esta produção merece o olhar do público. Mas não é só isso. A feira estimulou a venda, uma etapa pouco desenvolvida no mercado de arte. Muitos artistas venderam seus trabalhos pela primeira vez na feira. Outros começaram a revirar gavetas, a produzir mais, a repensar, reinventar a sua própria obra. E se estamos falando numa feira que estimula a venda, há outro tópico fundamental, que é a

formação de preço, uma questão complexa e delicada que a FAF ajuda a resolver. E talvez seja importante ressaltar também que há uma nova geração de artistas, proporcionada principalmente pelo curso de artes da Udesc e pelas oficinas do Centro Integrado de Cultura. São dois espaços fundamentais para o cenário que temos hoje. Em média, quantos artistas já apresentaram seus trabalhos e quantas obras foram vendidas? R. Estamos indo para a 19ª esta semana. O projeto é realizar 25 feiras até o final do ano. Já passaram mais de 200 artistas. Alguns, claro, participaram de mais de uma edição. Já vendemos mais de 500 obras, especial na faixa dos R$ 5,00 aos R$ 150,00, que atrai mais o público comprador. Artistas interessados em participar das próximas edições devem enviar breve currículo e imagem das obras para o e-mail feiradeartedeflorianopolis@gmail.com.

INSPIRA DESIGN - 2015

em Florianópolis. A feira, de certo modo, criou uma vitrine e deu visibilidade para a arte da capital. Existe algum tipo de arte que ainda não passou pelas edições e você deseja apresentar para o público?

41


42

INSPIRA DESIGN - 2015

DESIGN E CULTURA


PROJETOS

TCC’s em destaque

Projeto gráfico de sinalização aplicado ao ambiente hospitalar O Hospital da Polícia Militar Comandante Lara Ribas de Florianópolis já conta com um novo recurso de acessibilidade. DEISE CASSANDRA PIETSCH, a mais nova design catarinense, apresentou seu TCC no primeiro semestre de 2014, obtendo grau máximo em sua proposta de projeto de sinalização da ala de internação do HPM. A busca por uma solução para problemas para o deficiente serviço de comunicação interna do hospital foi baseada nos estudos de Wayfinding Design, Sinalização e Senãlética. A solução consiste na proposição de modelos de peças complementares para o auxílio da sinalização existente, bem como um conjunto de informações técnicas concernentes à implantação. Para isso, foram utilizados os conceitos Joan Costa e D ́Agostini e Gomes, semiótica, gestalt e tipografia.

INSPIRA DESIGN - 2015

POR DEISE CASSANDRA PIETSCH

43


PROJETOS

TCC´S EM DESTAQUE

Projeto gráfico do aplicativo DotProject para sistema Android

INSPIRA DESIGN - 2015

POR ISRAEL MARTINS BOSCHETTI

44

Com o advento de dispositivos móveis de grande capacidade de processamento e memória, de aplicações via web e do cloud computer, os gestores ganharam grande autonomia e mobilidade para gerenciar seus projetos de qualquer lugar através de seus dispositivos móveis. Contudo, sem uma interface gráfica que potencializasse a interação, a usabilidade e a funcionalidade dos aplicativos, a eficiência na gestão mobile seria deveras comprometida. O TCC “Projeto Gráfico para Interface Gráfico Digital do Aplicativo dotProject para Dispositivo Móvel Android” apresentado pelo design Israel Martins Boschetti no 2º semestre de 2014 foi exatamente ao encontro dessa necessidade de mercado. Seu trabalho de conclusão referiu-se ao projeto gráfico das telas do aplicativo, adaptando as funções do software DOTPROJECT, a partir dos conceitos de design de interface, de interação e usabilidade. Com isso, os gestores passam maximizar as vantagens da mobilidade, associando os ganhos propiciado pelas novas tecnologias com maior eficiência na execução das tarefas, fruto de uma interface homem-equipamento concebida a partir do que há de mais moderno em relação às técnicas do design.


PROJETOS

TCC´S EM DESTAQUE

Projeto de redesign da interface do guia de programação da Sky O alcance da TV por assinatura ultrapassa a marca de 60 milhões telespectadores no Brasil. Ainda existem indicadores que revelam uma expansão do setor para os próximos anos, não somente a nível nacional, mas global, o que gera uma grande demanda de aprimoramento dos guias de programação das operadoras de TV a cabo. Neste sentido, o TCC apresentado pelo Design RODOLFO BORGES AFONSO “REDESENHANDO A EXPERIÊNCIA DO GUIA DE PROGRAMAÇÃO DA SKY” teve como objeto de pesquisa a interface do guia de programação da operadora Sky Brasil Serviços Ltda., considerando os aspectos de usabilidade, interação e experiência do usuário. Como resultado, foi projetado um novo fluxo de informação, resultando em uma nova forma de navegação e layout. Assim, com os dados levantados e resultados obtidos com a pesquisa, a SKY passa a dispor de um importante instrumento de suporte para construção de novas guias de programação e soluções voltadas para televisão.

INSPIRA DESIGN - 2015

POR RODOLFO BORGES AFONSO

45


PROJETOS

Premiados do

8º RepertórioVisual EVENTO ENCERRA CADA SEMESTRE COM APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS E DE PALESTRAS

INSPIRA DESIGN - 2015

Projetos de Identidade Visual

46

Os alunos Leornado Messias de Jesus e Rafael Duarte Bessa (foto), da 5ª fase, ficaram em 1º lugar pelo redesign da identidade visual da empresa Rip Fly.

Os alunos João Claudio de Souza Neto e Luiz Felipe da Silva (foto), da 4ª fase, ficaram em 2º lugar pelo redesign da identidade visual da Escola profissional Santo Antônio.

Os alunos Victor Nicodelle Esmeraldino e Vitor Oliveira (foto), da 4ª fase, ficaram em 3º lugar pelo redesign da identidade visual da empresa Rental Prime.


PROJETOS

REPERTÓRIO VISUAL

O evento reúne alunos, professores e palestrantes para apresentação dos trabalhos e projetos desenvolvidos ao longo do semestre no curso de Design da Fean. Na sua oitava edição, o evento de encerramento do primeiro semetre de 2015 premiou os alunos que tiveram os melhores projetos de identidade visua e de interface para web. Foram certificados os alunos que obtiveram as maiores quantidades de votos dos participantes, sendo que cada um deveria escolher os projetos em primeiro, segundo e terceiro lugar. Por critério de desempate e imparcialidade, os professores tinham um voto com peso maior que o dos alunos.

Os alunos Thiago Alan Moratelli e Eduardo Matheus Doebber de Oliveira (foto), da 6ª fase, ficaram em 1º lugar pelo redesign da interface gráfica do website IMDB.

As alunas Bruna Teles Nascimento e Thayse Cristina Reboledo (foto), da 6ª fase, ficaram em 2º lugar pelo redesign da iinterface gráfica do website My Anime List.

As alunas Vicky Netto, Elisabete Velloso e Rafael Mauricio Garcia (foto), da 7ª fase, ficaram em 3º lugar pelo redesign da iinterface gráfica do website Krugans Kimonos.

INSPIRA DESIGN - 2015

Projetos Interface Gráfica

47


Ispiradesign  

Revista para curso de design da Fean, por Carolina Maldonado e Mayte Darós.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you