Page 1

Ano I - Edição nº 8 - Agosto de 2010

Distribuição exclusiva nas unidades da Padaria Brasileira e Brasileira Express

EDUCAÇÃO FINANCEIRA O que faz o brasileiro para salvaguardar seu dinheiro

Acne

PROBLEMA TAMBÉM DE MULHERES ADULTAS Casamento

O GRANDE DIA COM LUZ E COR Decoração

ABC MOSTRA SUA CRIATIVIDADE E TALENTO

Turismo

LOS ROQUES PEDAÇO DO CARIBE NA VENEZUELA Conto

TRISTE VIDA COM GEORGE LOSH Tecnologia

O LIVRO ABANDONA O PAPEL


2

Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010


3

Sua empresa terá muitas conquistas.

A saúde da sua equipe é uma delas. O Plano PME* da Unimed ABC é perfeito para o pequeno e médio empresário de toda a região. Além de poder contar com ampla rede credenciada no Grande ABC, você e seus funcionários estarão cobertos pela maior cooperativa médica do mundo.

Consulte seu corretor. Ou ligue 4432-1180. www.unimedabc.com.br

*Para pequenas e médias empresas com, no mínimo, 2 e, no máximo, 49 vidas.

ANS nº 34527-0

SeuExpedito

Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010


EDITORIAL

6

Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

Os caminhos da riqueza

A

famigerada Lei de Gerson impera no Brasil antes mesmo de receber esta infeliz denominação. O grande craque de futebol não merecia emprestar o nome a esta norma imoral e perversa que permeia os relacionamentos sociais e comerciais de enorme parcela da população brasileira. A cultura escravocrata, até hoje profundamente impregnada no seio da sociedade brasileira, rechaça o trabalho como um caminho digno para o sucesso financeiro. Ganhar dinheiro laboriosamente não é visto como uma prática inteligente. Os aplausos vão para aqueles que vivem em criar maneiras de enganar seus semelhantes para angariar vantagens financeiras. Alexander Sutherland Neill, fundador da inovadora Summerhill, escola inglesa que introduziu métodos revolucionários de ensino, dizia que sua preocupação era a de formar cidadãos que conseguissem viver harmonicamente em sociedade. As escolas daqui, particularmente as de nível superior, pregam a ascensão profissional e o acumulo de bens como sinônimos de sucesso. Levar uma vida feliz com o que se tem e com o que se faz não é visto como normalidade em grande parte do mundo ocidental, em particular no Brasil. Nesta edição, a Dia Melhor publica matéria que revela a formação de uma nova geração de brasileiros, preocupada em produzir de forma honesta e poupar da melhor forma possível quando algum dinheiro sobra na conta bancária. Vemos que as pessoas procuram viver melhor com o dinheiro por meio de uma educação financeira aprendida, em muitos casos, na idade adulta. É a busca de se viver harmonicamente com o dinheiro e, por consequência, em sociedade. Boa leitura.

Nesta Edição 6 Editorial 8 Finanças Educar, poupar e investir 13 Decoração Polo de Design revela criatividade e talentos 22 Tecnologia A leitura no século 21 24 Consumo O que você verá nas vitrines neste Natal 28 Conto Triste vida com George Losh 36 Livro Tramas e Dramas da Vida Urbana Caderno Casamento 31 Casamento com sol e flores 35 O grande dia 36 Discrição e atenção fazem bonito na festa 37 Estética Acne: o pesadelo da adolescência de volta na maturidade 40 Turismo Los Roques: o Caribe como a 500 anos 42 Brasileira

Carlos A. B. Balladas Publisher Carla G. Ferreira Marina Schmidt Reportagens Elaine Bosso Luz Diagramação Igor Alves Tratamento de Imagens Ney Euphrausino Mariangela Cunha Ricardo Razuk Fabio Britto Publicidade A revista Dia Melhor é uma publicação da CABB Editora Ltda. Distribuição gratuita nas lojas da Padaria Brasileira e Brasileira Express. Tiragem desta edição: 8.000 exemplares. Fale conosco: Avenida Utinga, 413 Santo André - S.P. CEP 09220-610 Tel. (11) 4463-3222 diamelhor@diamelhor.com.br Créditos desta edição: Capa foto: Istockphoto. Finanças – Texto: Marina Schmidt. Fotos: Marina Schmidt e divulgação. Decoração – Texto: Carla Guedes Ferreira. Fotos: Divulgação Polo de Design. Tecnologia – Texto: Marina Schmidt. Fotos: Marcos Vaz divulgação. Consumo – Texto: Carla Guedes Ferreira e Marina Schmidt. Fotos: Divulgação. Conto – Texto: Isadora Tucci. Foto: SXC divulgação. Livro – Texto: Eduardo Kaze. Foto: Divulgação. Caderno Casamento – Textos: Marina Schmidt. Fotos: Istockphoto e divulgação arquivo pessoal. Estética – Texto: Carla Guedes Ferreira. Fotos: Istockphoto. Turismo – Texto: Carla Guedes Ferreira com Terra Mundi. Fotos: Terra Mundi divulgação. Brasileira – Texto e fotos: MP & Rossi divulgação. Dia Melhor Indica – Textos: Carla Guedes Ferreira e Eduardo Kaze. Fotos: Divulgação. Por que sou Brasileira – Textos: Carla Guedes Ferreira. Fotos: Divulgação.

Outras publicações da editora

43 Dia Melhor Indica 50 Por que sou Brasileira?

www.pfinal.com.br


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

FINANÇAS

8

Educar, poupar e investir

A

economia brasileira provou sua força nos últimos dois anos. Depois de contornar uma crise financeira mundial como um barco enfrenta uma marolinha, que para grandes potências econômicas representou um maremoto, o cenário econômico nacional vive um momento de otimismo, disseminado entre investidores, analistas e a população. Entre os fatores que colaboram com esse período positivo estão a estabilidade financeira e o aumento do poder aquisitivo, em todas as classes sociais, situações também responsáveis por uma nova mentalidade do brasileiro frente às suas finanças. “Começa a haver uma sensibilização maior em relação ao dinheiro”, afirma o professor da Aula de finanças integra grade curricular de escolas

Universidade Federal do ABC, Evandir Megliorini, autor de livros sobre custos e administração financeira. Segundo o docente, a percepção sobre o quanto vale o dinheiro e a perspectiva de programar gastos futuros favoreceram essa mudança de postura. “Se voltarmos à década de 80, com uma inflação de 20% e 30% ao mês, nós não tínhamos noção de valor das coisas”, explica. “Hoje já não há essa preocupação, nós podemos adiar o consumo para o dia seguinte na expectativa de que o preço se mantenha ou, muitas vezes, até caia”. Quem está em contato direto com o consumidor também nota diferença. Ciro Kyiomoto, 54 anos, dono de supermercado, sente no dia a dia que a mentalidade é outra. “As pessoas estão consumindo mais e estão mais seletivas com o que compram”, afirma. O poder

de consumo do brasileiro é reflexo não só do controle da inflação, mas também do aumento real do salário e da concessão de crédito, um dos fatores mais relacionados ao que ficou conhecido como fenômeno da Classe C. Para o co-autor do livro “Como Sair do Vermelho e Se Tornar um Investidor de Sucesso”, Marcos Crivelaro, uma das mudanças promovidas pelo atual momento econômico do país é em relação aos investimentos. “Quando se ganha pouco e sobra pouco, o caminho natural é gastar esse dinheiro, mas quando a renda aumenta e começa a sobrar mais, muitas pessoas não vão esbanjar todo esse valor e surge a preocupação em poupar, o que é mais comum”. A principal tendência é que a aplicacontinua


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

10

trolar o dinheiro usem um fluxo de caixa seja projetado para os meses seguintes e sempre que houver um novo gasto a ser adotado, este deve ser lançado no fluxo para verificação sobre o impacto do valor adicional ao orçamento previsto. “Isso é um grande problema, porque as pessoas adquirem um produto para pagamento futuro e esquecem-se desse cálculo”, reafirma.

Educação para vida toda

Ana Paula abandonou o tênis e aos 20 anos assumiu os negócios da família

ção seja feita na poupança, modalidade de investimento que em julho deste ano somou mais de R$ 100 bilhões em depósitos, valor superior a 6% do que fora depositado no mês anterior e recorde para o ano, de acordo com relatório do Banco Central. “O atrativo da poupança é a facilidade, simplesmente é o ato de depositar, não depende de nenhuma análise”, explica Crivelaro. “É uma aplicação que, mesmo rendendo pouco, é segura”. Apesar da facilidade e segurança, a poupança não é uma modalidade rentável e estimula o brasileiro a procurar novos investimentos. “À medida que vai passando o tempo, a pessoa se sente obrigada a buscar opções mais rentáveis e a procura inicial sempre é no próprio banco”. As aplicações, em geral, ficam em renda fixa. “Dificilmente os gerentes sugerem uma aplicação de risco, pois estão mais conscientes e reforçam isso ao cliente”, afirma Crivelaro. É o caso de Kyiomoto, que conta com apoio de assessoria financeira para auxiliá-lo nos negócios, mas que é cuidadoso na hora de investir seu dinheiro. “Eu sou conservador, aplico um pouco no supermercado e também em renda fixa, nada de riscos”, revela o comerciante.

O outro lado da moeda

Mesmo com os bons ventos que sopram a favor da economia nacional, há questões preocupantes que o cenário aponta. “Talvez, num futuro não tão distante, a gente possa ter um reflexo

negativo, se não houver consumo e crédito conscientes”, afirma Megliorini. Para o professor, vivemos um momento de consumismo eufórico, favorecido pela concessão de crédito, cujas consequências ainda são difíceis de prever. O principal ponto negativo atrelado ao crédito fácil é o risco de endividamento. Para o consultor financeiro Vanderlei Ricaldes, gerente geral da consultora financeira MG Contécnica, esses riscos podem ser evitados com alguns cuidados. “Há uma dica muito antiga que é a de nunca gastar mais do que você arrecada, isso é básico, funciona para as pessoas mais simples e para grandes empresários, mas eu acho que essa lição não vem sendo cumprida, inclusive o próprio governo estimula isso pelo desenvolvimento econômico”. Em relação aos gastos, há unanimidade entre os consultores financeiros: nunca comprometer mais de 30% da verba com prestações, seja elas de imóveis, carros ou eletrodomésticos. Há 20 anos atendendo micro e pequenas empresas, o consultor financeiro Laerte Oliveira adaptou métodos de empresas de grande porte, como multinacionais, para auxiliar pequenos empresários na administração financeira de seus negócios. Para ele, problemas financeiros podem ser evitados com a gestão de informações sobre o orçamento da empresa. “É o que a gente chama de análise estratégica de negócios, é entender a sequência de fatores que influenciam na empresa e fazer um planejamento para que as coisas dêem certo”. Nas finanças pessoais, Oliveira sugere que pessoas com dificuldade em con-

A relação entre conhecimento e inteligência financeira é direta e defendida por especialistas como a melhor maneira de garantir uma postura consciente em relação ao dinheiro. “Eu acho que as escolas, desde o ensino básico, deveriam começar a mostrar aos estudantes o que é matemática financeira. É preciso ensinar que poupar hoje permite o consumo sem juros amanhã”, defende Megliorini. O desafio é fazer com que a educação financeira, introduzida já na infância do individúo, seja prazerosa e eficiente, o que só é possível com a adoção de metodologia lúdica e o estímulo da família. “Tão logo a criança comece a pedir por coisas é porque ela já tem capacidade de aprender que o dinheiro serve como base de troca, então, a partir dos três anos, mais ou menos, já é o período em que se deve iniciar dentro da família a educação financeira das crianças”, orienta Silvia Alambert, educadora e divulgadora do método Money Camp, especializado em educação financeira para crianças e jovens. Com atividades e brincadeiras que desenvolvem a percepção da garotada sobre o mundo do dinheiro, o método é aplicado em escolas particulares e acampamentos, mas sem as características de uma aula formal. “Eles entendem a linguagem financeira de uma forma natural, porque aprendem brincando”, explica Silvia. A vantagem em trabalhar o tema desde a infância é a criação de uma postura responsável em relação às finanças, ensinamento que fica para a vida toda, como reforça Silvia. “A partir do momento que a criança recebe esse tipo de educação ela começa a refletir sobre as melhores escolhas na vida dela, ela se torna capaz de realizar escolhas financeiras e de consumo conscientes”. Ana Paula Tieme Hissatugu, que desde criança aprendeu com os pais o valor do dinheiro, e hoje, aos 24 anos, administra a rede de supermercados da família, credita à educação recebida em casa o bom senso em relação às finanças. “Minha mãe sempre teve um relacionamento muito aberto comigo em relação ao dinheiro, mesmo podendo comprar as coisas que eu queria,


Tel.: (11) 4996-3131 - grafica@astudioa.com.br


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

12

ela fazia questão de me explicar o quanto custava. Toda vez que a gente ia a alguma loja ela sempre deixou eu pagar, mesmo que o dinheiro viesse dela, a gente ia no caixa e ela me mostrava o quanto custava aquele produto e o quanto eu tinha que valorizar aquilo”. A lição serviu não só de base para a postura da jovem tem hoje em relação às finanças pessoais e dos negócios. As conversas com os pais sobre dinheiro e o aprendizado na prática foram fundamentais para que ela compreendesse, aos 12 anos, a dificuldade financeira que a família enfrentou por conta de um negócio frustrado. “Minha mãe explicou que as coisas tinham mudado, talvez eu nem continuasse a estudar em um colégio par-

Aumento da renda possibilita novas formas de investimento, defende Crivelaro

ticular, e eu tive condições de entender isso e de controlar os gastos”. Com o pai, Ana Paula aprendeu que paciência e dinheiro caminham juntos. “Meu pai sempre me deu mesada, com aquele dinheiro eu poderia comprar o quisesse, se ele me desse R$ 100 por mês era o que eu tinha e que devia controlar para o período”. A disciplina e o contato com o dinheiro desde pequena aliado ao exemplo da família interferiram nas escolhas adultas de Ana Paula. “Eu tinha 20 anos e estava no segundo ano do curso superior em administração, quando eu decidi vir trabalhar com o meu pai. Ai percebi, era isso que eu queria mesmo”, conta. A dúvida da jovem empresária, ao escolher a profissão a seguir, era optar entre administração e esporte. “Eu jogava tênis e quando fui prestar vestibular ou eu continuava jogando tênis e faria algo relacionado ao espor-

te ou optava por uma outra carreira e a experiência com meu pai se sobressaiu, achei que era uma coisa mais sólida”, relata a empresária. Há quatro anos, quando assumiu a administração dos negócios da família, o pai pensava em vender o único supermercado que possuía, caso a filha não quisesse dar continuidade ao comércio. Hoje, Ana Paula administra três supermercados e negocia a aquisição de outros, na tentativa de ampliar os negócios para, pelo menos, dez supermercados. Quando compara a sua postura a de amigos da mesma idade, ela reconhece que há muita diferença e que o controle confere vantagens a ela. “Tenho muitos amigos que gastam muito, que não têm noção do valor do dinheiro”, afirma. “Se eu passar por algum problema financeiro, embora possua uma condição de vida confortável, eu consigo sobreviver com menos, sei controlar o meu dinheiro e os meus gastos, e como aprendi com minha mãe que tudo o que conquistamos foi com esforço, eu tenho condições para refazer a vida, mesmo que perdesse tudo”.

Finanças chegam às escolas Os primeiros contatos com cálculos financeiros, mesmo que simples como indicações sobre controle do orçamento familiar, para alunos do segundo ano do ensino médio da rede pública de ensino de São Paulo, do Rio de Janeiro, do Tocantins, do Ceará, do Distrito Federal e de Minas Gerais, começou neste segundo semestre. Os estudantes participam de um projeto piloto, elaborado por órgãos reguladores do sistema financeiro e instituições privadas, e inclui noções de educação financeira nas aulas de português, matemática, história e sociologia, durante um ano e meio. “O conteúdo será um tema transversal nas diferentes disciplinas, não será algo específico do conteúdo de matemática, tampouco uma disciplina a mais”, explicou o superintendente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), José Alexandre Vasco. Como forma de reforçar o ensino disseminado nas salas de aula, o projeto inclui a participação dos pais dos estudantes, que participarão de palestras e da avaliação dos resultados, feita por uma consultoria especializada e acompanhada pelo Banco Mundial. A proposta deve ser aplicada, a partir do próximo ano, também no ensino fundamental. Ao se permanecer a estabilidade financeira no país, as próximas gerações de brasileiros serão menos perdulárias e mais prósperas.


DECORAÇÃO

13

Criatividade e talento são destaques no ABC

A

mbientes residenciais, corporativos e comerciais estão cada vez mais elegantes e sofisticados. A mostra Polo Design Show 2010, que ocorre até 7 de setembro, em São Caetano do Sul, apresenta aos visitantes 60 ambientes elaborados com criatividade, inovação e boas ideias, que servem de inspiração na hora de decorar o seu espaço. A maioria dos 64 arquitetos, decoradores e paisagistas que participara da mostra é da região do ABC. Promovida para evidenciar e valorizar esses profissionais, a mostra idealizada pelo Polo Design Center – Associação de Lojistas de Decoração do ABC - fortalece o mercado de arquitetura e decoração local.

A associação, criada há dez anos, nasceu para impulsionar o mercado local de oferta e de produtos, já que o setor de arquitetura e decoração perdia espaço para outras localidades. “Faltava SALA DA LAREIRA: Para compor a Sala da Lareira, a arquiteta Andréia Carla Medici priorizou a mobilidade, para que a família possa usufruir de diversas formas o espaço, que também é próprio para leitura e descanso. LOFT ANJO: Projetado pela designer de interiores Maximira Durigan, o Loft Anjo possui ambientes integrados. O espaço é composto por quebra de paradigmas, ausência de barreiras e um olhar vanguardista.


14

incentivo dos lojistas para estimular que os profissionais do setor indicassem os estabelecimentos locais. Com base nessa análise, resolvemos explorar esse potencial para concentrar o volume de vendas aqui na região”, explicou João Carlos Mazza, presidente do Polo Design Center.

SALA DE FITNESS: A arquiteta Andréia Gonzaga idealizou o espaço Fitness como uma área que engloba aeróbica, musculação, ioga e pilates. “Criei uma área mais zen, que reproduz elementos da natureza”, explica. LAVANDERIA: Automação aliada à organização é a proposta da Lavanderia, assinada pela designer de interiores Sueli Pazete Zaparolli. O espaço multifuncional mistura estilo com alta tecnologia. ESCRITÓRIO DA PUBLICITÁRIA: Idealizado para uma mulher antenada com o mundo virtual, o espaço projetado pelo arquiteto Sergio Astrauskiene possui uma linguagem contemporânea e atual. HOME THEATER: Criar um espaço funcional inspirado nos clássicos do cinema foi a proposta trabalhada pelos arquitetos Marcos Contrera e Marcos Birari no projeto do Home Theater. A mistura de estilo com alta tecnologia é feita de forma equilibrada resultando num ambiente confortável e multifuncional.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

16

Atualmente, integram o Polo 1.600 profissionais e 56 lojas. Segundo Mazza, em 2009, as empresas que fazem parte da associação enfrentaram bem a crise financeira mundial, registrando um crescimento de 20% nas vendas. Para este ano, a expectativa também é positiva, estima-se uma expansão de 30% no faturamento, aliada ao bom desempenho do mercado imobiliário regional. Financiada somente por lojistas e arquitetos, a exposição que ocorre somente a cada dois anos, recebeu investimentos de R$ 4 milhões. “Estamos na região das grandes montadoras, mas nenhuma se interessa em investir”, criticou Mazza.

ESPAÇO JOVEM: Para criar o espaço, a designer de interiores Marcela Franchini levou em consideração as principais expressões da cultura urbana contemporânea – música, dança e artes visuais. SALA DE JOGOS DO EMPRESÁRIO STABILITÁ: Idealizada para receber empresários e personalidades, o espaço assinado pela arquiteta Sandra Montero destaca-se pela elegância e conforto


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

18 LIVING: Assinado pelas arquitetas Ana Carolina Trabasso e Anna Fociani, o espaço foi idealizado para uma família que adora receber amigos e viajar, pois remete à lembranças dos passeios. ADEGA: Com estilo “contemporâneofuturista”, a arquiteta e urbanista Maria Alice Melo Aguiar criou a Adega. Valorizado pelos recursos de iluminação de baixo custo, o espaço tem a tecnologia como aliada.

ESPAÇO GOURMET DO COLECIONADOR SCA: Assinado pelo designer de interiores Roberto Boja, o espaço reúne elementos antigos e contemporâneos, criando um ambiente intimista e ao mesmo tempo adequado para reuniões entre amigos. SALA DE ALMOCO: Projetada pela arquiteta Helen Granzote e pela designer de interiores Paula Leme Lima, a Sala de Almoço é um ambiente bem brasileiro, com peças exclusivas de artesanato do nordeste. O espaço, além de funcional, proporciona momentos agradáveis com a família e com os amigos.

Espaços

Para a curadora da mostra Lucy Amicon o conceito de integração e a sustentabilidade foram reforçados nos projetos. “A preocupação com os recursos naturais e o uso de produtos de baixo custo são diferenciais na maioria dos ambientes”, destaca. Além disso, todos os espaços foram adaptados para receber pessoas com deficiência motora.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

20

QUARTO DO MENINO: Inspirado no tema safári, o espaço assinado pela designer de interiores Claudia Bonini, estimula o imaginário infantil graças a seus recursos lúdicos, como árvores, escorregador e animais selvagens, reproduzidos nas paredes. QUARTO DO BEBE: Projetado pelas designers de interiores Eliane Carelli e Melissa Zanon, o ambiente reúne romantismo e sofisticação. Os tons predominantes de azul garantem aconchego e tranquilitande para mãe e bebe.

QUARTO DE MENINA: A designer de interiores Cibele Petrangelo pensou em um ambiente acolhedor, confortável e alegre, mas também sofisticado. Entre alguns destaques do espaço, estão o painel de fotos da pequena proprietária e a cama com cabeceira revestida de seda com cristais. BANHEIRO DA MENINA: Para criar o espaço, a designer de interiores Vivian Frizon inspirou-se no estilo Shabby Chic. Entre a sofisticação de uma banheira vitoriana e a simplicidade do piso de cimento queimado, a profissional conseguiu um clima de aconchego e feminilidade, pincelado por rosas. “Utilizei cimento queimado, que reduz o volume de material e torna a obra mais sustentável”, destaca.


www.abyarabrprontos.com.br

LM&C7

NOVA LOJA ABYARA SANTO ANDRÉ O ENDEREÇO CERTO PARA VOCÊ REALIZAR O SEU MELHOR NEGÓCIO!

CASAS 66DORMIÓRIOS DORMIÓRIOS !

66DORMIÓRIOS DORMIÓRIOS

de

a ivid

lus

Exc

VL SCARPELLI - R$ 480.000

JD BELA VISTA- R$ 650.000

VL SCARPELLI - R$ 800.000

V BOA VISTA - R$ 820.000

CAMPESTRE - R$ 850.000

Sobrado nv., 248m², 3 stes. (1 master c/ hidro), 5 vgs.(4 cobs), churr., liv. 2 ambs., pé dir. duplo, aquec. solar, sist. seg. v. internet, RA 222192 - f: 4085-6100

Sobr., 325 m², 3 stes., 5x26, coz. e sts. planej., (mobil e decor.), terr., quintal, 6 vgs., 3 pavs., sótão c/ wc, imóvel bem iluminado RA 220575 - f: 4085-6100

Sobr. tipo loft, 358 m², 3 stes., porcel., amplo liv., sl. jant. conj. c/ coz. plan. c/ ilha, moderno e acabto. de 1ª, churr., armários RA 217432 - f: 4085-6100

Sobr. nv., vago, 200m², 4 dorms. tacão, 2 stes., 4 vgs. de garagem, jd. inverno, escrit., cozinha tipo americana, ótima localização RA 217085 - f: 4085-6100

Sobr., 450m², vago, 4 suítes (1 master com hidro), sacada nos dorms.,amplo liv. c/ t. largas, coz. americana, 6 vagas, churr. RA 177237- f: 4085-6100

APARTAMENTOS

CAMPESTRE - R$ 225.000

VL BASTOS - R$ 340.000

CENTRO - R$ 400.000

VALPARAÍSO - R$ 490.000

CAMPESTRE - R$ 510.000

Novo, a. alto, 3 dorms. (ste), liv. p/ 2 ambs. c/ sac., coz. americana, gar no subsolo, lindo cond., completo, com baixo custo RA 223575 - f: 4085-6100

135m², 3 dts., 1 ste. c/ sac. ,2 vgs. liv. 2 ambs., apto. s/ cond., amplo liv. parte sup. em porcel. ampla coz. em porcelanato RA 220040 - f: 4085-6100

140 m², 3 dts., 1 ste., 2 grs., coz. plan., arms., sac. larga no living, dep. subsolo, semimobiliado próximo à Padaria Brasileira. RA 159626 - f: 4085-6100

160 m², 3 stes. em tábuas largas, 3 grs., apto. c/ 3 quintais, amplo liv. p/ 3 ambs., todo mobiliado, moderno prédio s/ condomínio RA 208363 - f: 4085-6100

130 m², 3 stes., 2 gars., amplo liv. c/ var. gourmet, coz. planejada, lazer compl. c/ fitness, piscina qda. poli, sauna, sl. festas e jgs. RA 219745 - f: 4085-6100

s

lu Exc

!

de

a ivid

JARDIM- R$ 750.000

JARDIM - R$ 950.000

CENTRO - R$ 1.180.000

VL ASSUNÇÃO - R$ 1.300.000

JARDIM - R$ 1.380.000

186m², 4 dts., 3 stes. c/ hidro, 3 vgs, mobiliado, sala c/ varanda gourmet, cond. completo px. ao Parque Celso Daniel RA 223334 - f: 4085-6100

Cobert., 362m², 4 dts., 3 stes., 3 gars., dep. privativo no subsolo jd. inv., lareira, Jacuzzi, ótima área descoberta, px. Shopping RA 170658 - f: 4085-6100

Cob. duplex, 284 m², 4 dts., 3 stes., 4 gars., totalm. mobiliado var. gourmet, vista, lazer compl., pisc., qda., sl. jgs., cond. R$ 700 RA 214876 - f: 4085-6100

Cob. duplex, 280m², 4 dts. (3 stes./hidro/var.) 6 vgs., liv. 4 ambs. c/ var., coz. plan. c/ var. gourmet, excel. acabamento RA 223760 - f: 4085-6100

360m², 4 stes.,1 master, lavabo, 5 vgs., sl. enorme vrs. ambs., lareira, cozinha com armários 1 por andar ótimo local RA 225030 - f: 4085-6100

Srs. Proprietários CADASTRE SEU IMÓVEL P/ VENDA Temos corretores especializados para trabalhar a venda do seu imóvel. www.abyarabrprontos.com.br

ou ligue: 11 4085 6100

• Crédito imobiliário • Avaliação criteriosa • Atendimento personalizado Rua Gonçalo Fernandes, 219 - Jardim Bela Vista - f: 11 4085-6100 Outras lojas Abyara Brokers: Loja Campo Belo | 11 3076-4400 Loja Jardins | 11 3076-1444 Loja Morumbi | 11 3075-9800

Loja V.N.Conceição / V.Mariana | 11 3614-7700 Loja Jundiaí | 11 4522-0505 Loja Litoral | 13 3131-2200 Loja São Caetano | 11 4228-7778

Segunda a sexta das 9h às 19h sábados, das 9h às 16 h domingos, das 9h às 14 h


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

De Guttemberg a Steve Jobs, o livro ganha novas possibilidades

N

a última edição da Bienal Internacional do Livro de São Paulo, realizada entre 12 e 22 de agosto, foi possível per-

ceber o quanto a tecnologia tem se aproximado da literatura. Não por haver mais obras sobre o tema, mas porque sobram possibilidades de leitura em diversos formatos, os mais comentados e procurados, livros digitais e IPad, estavam lá e disputaram a atenção do público, com larga vantagem para o segundo. A tecnologia, no entanto, não se aplica apenas a essas plataformas. Outras facilidades do mundo atual contribuem não só para a adaptação do livro à era digital, mas também para a acessibilidade e a formação de um público leitor

que depende da inovação. Em espaços não tão visitados, novas possibilidades estavam expostas para quem busca conhecimento. No estande da Fundação Dorina Nowill, a novidade ficou por conta dos livros no formato Daisy, um sistema internacional de acessibilidade da informação que permite ao usuário navegar com maior autonomia pelos conteúdos. Para o gerente do livro digital da fundação, Ricardo Soares, o formato Daisy tem o potencial de facilitar a leitura dos deficientes, que com o sistema conseguem controlar desde a velocidade e volume do áudio até os capítulos do livro que desejam conhecer. “Qualquer texto que você coloca no computador é um livro digital, a diferença é o livro digital acessível, que é esse tipo de formato que interage com o deficiente, que

vai falando o que está sendo feito”, explica Soares. A Fundação Dorina Nowill é a única no Brasil a desenvolver leitores digitais nesse formato. O aplicativo para leitura e os livros em Daisy são distribuídos gratuitamente pela entidade, que divulgou durante o evento que os deficientes visuais leem nove livros por ano. De acordo com levantamentos recentes do Instituo Pró-Livro, os brasileiros leem menos de dois livros. Outra vantagem do formato é a facilidade de manuseio em relação aos livros impressos em braile. “Cada página de um livro normal se transforma em quatro a seis páginas em braile”, destaca Soares. Áudio também é a aposta do idealizador do projeto Universidade Falada, Cláudio Wulkan, que montou um estúdio profissional em uma das salas de sua clínica para

Vit ae

TECNOLOGIA

22

Ciência e tecnologia em segurança e saúde no trabalho Unidades em 624 cidades do país Elaboração de todos os documentos de segurança l Programa médico completo em todo o país l Laboratório de análises clínicas l Instituto de fonoaudiologia l Laboratório avançado de análises químicas l Sistema informatizado via Internet l Ginástica laboral e fiosioterapia l Programas permanentes de qualidade de vida l Administração de ambulatórios médicos l Contratos mensais de consultoria completa e permanente l l

Telefones 11 4 24 9 4949 11 4 4 27 3259 11 8040 1 1 0 0

www.ilitera.com.br luizmario@ilitera.com.br


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

gravação de audiolivros. Formado em medicina e hoje especialista em dermatologia, Wulkan vê a iniciativa como forma de manter vivo um antigo prazer: aprender. Mas ele precisou de paciência para que a tecnologia viabilizasse seu sonho. “Quando eu fiz o plano de negócios, há oito anos, eu esperei o mercado avançar em termos de internet rápida e de aparelhos de mp3 baratos”, relata. “O audiolivro tem o seu espaço para quem está prestando um concurso público, para quem gosta de estudar nos horários vagos ou enquanto realiza outras atividades”, completa. Durante a bienal, Wulkan também lançou o portal www.meuebook.com.br, que disponibiliza livros virtuais, até o momento apenas obras de domínio público (gratuitas), para download.

Livro digital

Os visitantes que passaram pela Bienal tiveram a oportunidade de conhecer melhor o tão comentado livro digital.

Em um estande montado pela Imprensa Oficial, estavam disponíveis ao público leitores digitais, Amazon Kindle e Cooler. Outro destaque do espaço multimídia eram os IPads, disputadíssimos pelos jovens que passaram pelo local. “É um espaço de degustação, a gente sabe que o livro digital desperta muito a curiosidade dos leitores, então permitir aos visitantes o acesso aos recursos que estão disponíveis hoje é uma ideia muito interessante”, explica o responsável pelo departamento de marketing da Imprensa Oficial, Luiz Álvaro Menezes. Para ele, os novos formatos ampliam as possibilidades de leitura, sem excluir as anteriores. Das novidades apresentadas, o sucesso do IPad era nítido. O equipamento, que além de possuir recursos para leitura, possibilita o uso da internet e de outras ferramentas, deixou o Kindle e o Cooler com ares de ultrapassados. Embora os três sejam novidades, há uma tendência que coloca o IPad em vantagem sobre os

23

demais: a interatividade. “Hoje eu leio muito mais utilizando o IPad do que eu lia antes com o papel”, afirma Martilio Bueno, proprietário de uma empresa que desenvolve softwares para editoras que estão se adequando ao formato digital. Ele reforça que a possibilidade de obter vários recursos, inclusive a leitura, em um único aparelho torna o IPad tão atrativo. “O e-reader [leitor digital], na verdade, atinge a população que está saindo do papel tentando se adequar ao eletrônico”, diz. “Para os jovens, a experimentação é tudo, e com o IPad você interage com toque na tela”. Para as livrarias, essa transição é vista como um desafio,

Sucesso do IPad é garantido pela interatividade

afirma o presidente da Associação Nacional de Livrarias, Vitor Tavares. “Essa é mais uma opção de leitura e se ela vem com o objetivo de formar novos leitores é válida, porque a livraria vai acabar se adequando para trabalhar com esses novos formatos”. “O que eu não acredito é na substituição do livro digital pelo impresso, se isso acontecesse estaríamos criando uma elite de leitores digitais”, ressalta Tavares. Da revolução promovida pela imprensa de Guttemberg ao recém lançado IPad, de Steve Jobs, resta a certeza de que o conhecimento tem sempre o seu espaço garantido.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

CONSUMO

24

O que você verá nas vitrines neste Natal

A

ntecipando as tendências de objetos de decoração e artigos para o lar, a 41º edição da House & Grift Fair, realizada em São Paulo, neste mês, reuniu mais de 1.300 expositores. A reportagem da Dia Melhor esteve lá, e apresenta alguns dos inovadores e inusitados encontrados na feira e que estarão nas vitrines no próximo Natal. Halteres para despertar Com formato de peso de musculação, o despertador da Homade, importado pela Brodes, é o jeito bem-humorado de começar o dia e promete acabar com as desculpas para não se exercitar. Isso porque o objeto pode ser programado para desligar só depois de uma série de 30 repetições de levantamento de peso. 3G O suporte com capacidade para seis garrafas de 600 ml, long-neck, ou seis latas de 350 ml é garantia do gole gelado da Doctor Cooler. Além de servir para acondicionar as bebidas, o objeto promete mantê-las geladas por até 45 minutos. Entre as flores A linha de essências oferece aromatizantes para pisos, cortinas, tapetes, carpetes, difusor de ambiente e até mesmo sachês para sapatos, com um delicioso aroma que fará qualquer um sentir-se em um ambiente calmo como um campo ou em um belo jardim. Elevate A linha de utensílios de cozinha da Joseph e Joseph utiliza um sistema inovador de elevação que evita com que a parte superior do utensílio encoste-se na superfície onde os alimentos estão sendo preparados.

Wooden rádio Magna A linha de rádios de madeira da Ibrügger Objects é fabricada artesanalmente na Indonésia de forma sustentável com o replantio de vegetação explorada. A beleza da peça com inspiração retrô já foi premiada na Europa, Ásia e Estados Unidos, mas o objeto está longe de ser antiquado, para quem não abre mão da funcionalidade ele tem entrada para iPod e Mp3, além de funcionar nas faixas AM e FM. Cafeteira single O design inovador da cafeteira desenvolvida pelos estudantes Luiz Henrique Proquere Antonelli e Débora Mascarelli de Almeida, do Centro Universitário Belas Artes, foi o eletrodoméstico premiado na categoria Utilidades Domésticas no 11º Prêmio House & Gift de Design, a peça é compacta, aliando praticidade ao bom gosto.

Calculadora Outro Outra novidade da Homade, importada pela Brodes, que promete fazer sucesso por aqui, são as divertidas calculadoras em formato de “lego” que funcionam normalmente, mas com um design diferente Carrinho consciente e único. Bom gosto, atitude sustentável e praticidade são as características que colocam os carrinhos de compras da Rolser em destaque. Fabricadas em poliéster, alumínio e EVA expandido, os carrinhos são leves, mas muito resistentes, chegando a comportar de 20 a 30 quilos de peso. Além de elegantes, eles garantem cuidado com o meio ambiente e evitam o uso de sacolas plásticas que poluem o ambiente.


ANDO!!!

S COMPR

ESTAMO

BMW 320I 2010 Preto, Top de Linha, Teto, Ar Digital , Bancos Elétricos, Xênon

FIAT PUNTO T-JET TURBO 2010 Amarelo, Top de Linha, Teto, Ar Dig., GPS Orig. R$ 58.900,00

R$ 122.900,00

AUDI A3 SPORTBACK 1.6 2008 Preto, Top de Linha, Couro, Baixa Km R$ 75.500,00

NISSAN FRONTIER LE 2.5 4X4 2009

MITSUBISHI OUTLANDER 2.4 4X4 09

FIAT IDEA 1.8 ADVENT. LOCKER 2010

CAPTIVA SPORT 2.4 ECOTEC 2010

Cinza, TurboDiesel, Top, Autom., Couro, Xênon, CD Contr. Volante R$ 92.900,00

Preto, Top, Autom., Teto, Couro, 11.000 Km R$ 87.900,00

Vermelho, Flex, Completo, CD Orig., Vidros Eletr. nas 4 Pts R$ 48.490,00

Preto, Completo, Automático, Interior Caramelo R$ 80.900,00

HYUNDAI TUCSON GL 2.0 2007

MITSUBISHI AIRTREK 2.4 4X4 2008

NISSAN X-TRAIL 2.0 16V 4X4 2009

RENAULT MEGANE DYNAM. 2008

Prata, Top, Autom., Couro, CD Orig. Contr. Volante R$ 69.900,00

Grand Tour, Preto, Top, 1.6, Flex, Revisado, Único Dono R$ 40.900,00

Prata, Autom., Única Dona, Excel. Estado 37.000 km R$ 51.500,00

Preto, Top, Couro, CD Orig., Pneus Novos R$ 58.500,00

MITSUBISHI OUTLANDER 3.0 2008

FORD RANGER 2.3 SPORT 2008

CHEVROLET CAPTIVA SPORT 3.6 2009

FIAT IDEA ELX 1.4 2007

Prata, Top, 4x4, Autom., Tip no Volante, Couro c/ Aquec. R$ 79.490,00

Preto, Completo, Couro, Milhas, CD Orig., Cap. Marít. R$ 36.500,00

Cinza, Completo, Tip, Bcos Eletr., Sensor Estac. R$ 78.990,00

Cinza, Completo, Flex, Rds 15’, Ún. Dona, 18.000 Km R$ 33.500,00

Av. Gilda, 215 - Santo André - SP - 11 4425.3000 / 4425.5000


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

CONTO

28

Triste vida com George Losh Isadora Tucci

G

eorge Losh era um inglês muito comprido e afinado. Os olhos pareciam transbordar ferragens pontiagudas de aspereza e rudez e quando sorria o fazia de canto e chegava a ser, até mesmo, contidamente irritante. Conheci-o quando fui à casa da Srta. Smornny, costureira antiga do nosso bairro em Liverton, a procura de uma emenda em meu vestido plissado que, por ventura, rasgara-se no atrito com um prego. Entreguei meu vestido à costureira e, em uma passagem rápida de olho em torno da sala, avistei aquela quase-sombra em forma material à minha frente. George estava sentado com uma postura de tábua e esperava ansioso que a velha costureira lhe entregasse

a calça desbotada recém remendada. Não pude decifrar de pronto o que me atraiu naquela estátua em forma de homem. Entretanto, ambos olhávamo-nos furiosamente conectados. Gentilmente, e talvez tendo percebido tal ligação, Srta. Smornny nos apresentou: - Louise... - George Losh... Surpreendente como até seu nome me irritou de tal forma que seria inútil tentar explicar a causa. Em um gentil gesto preocupado, Srta. Smornny ofereceu que George acompanhasse-me à minha casa. Fomos... sem trocar palavra alguma além da apresentação. Seus passos eram endurecidos, frios e, sem dúvidas, a presença de George me incomodava.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

Chegando ao portão ele beijou-me. Assim mesmo, tão de repente quanto o descrito – não me pergunte a razão, pois eu também não sei e nem tenho tal curiosidade – beijou-me sem doçura... molhado demais, caprichado de menos e tão gelado quanto a temperatura de suas mãos que tocavam minha nuca arrepiada de repúdia. Após o beijo, adentrei trêmula e muda ao meu refúgio e por ali fiquei, sentindo ainda, horripilante e atraente, o primeiro beijo de minha vida. Conforme os dias atropelavam-se com as turbulências da Segunda Guerra Mundial, minha frequência ao lado de fora de minha casa era menor. Sem poder desfrutar ao ar livre de minha juventude, meus olhos fixavam-se aos vidros da janela e minha única atração era a imagem nublada daquele homem a contemplar meu rosto através dos vidros. Sim... desde o dia do beijo, ele não saiu dali. Conforme se passavam os me-

ses, aquilo se fragmentava a uma doença compulsiva e tenebrosa. Não entendia o porquê de eu não tê-lo mandado embora. Se, por um lado, aquela figura na janela me trazia a ideia asquerosa de repulsa, por outro, fazia-me sentir um pouco viva e me passava uma sensação de que alguém, entre tantas e tantas turbulências, se importava comigo. Casei-me com George, pois não havia mais com quem me casar. Vivi com George, pois não havia mais com quem viver. Gradativamente, o meu ódio condensava-se. Todas as noites, aquela mesma língua fria e dura me procurava, as mãos gélidas tocavam minha pele, sentindo-a perfurar. E eu permitia cada toque, pois não havia mais quem me tocar, permitia cada beijo, pois não havia mais quem me beijar. Não obstante, gradativas doses de infelicidade penetravam, junto dele, dentro de mim. Minha vida foi-se embora junto com milhares de pessoas daquela guerra,

29

e não digo vida no sentindo carnal, mas sim, a vida que habitava a adolescente e sonhadora Louise. Se ele me amava, eu não sei, pois nunca perguntei. E ele, por sua vez, nunca disse. Ele apenas postava-se ao meu lado, calado, e a rotina não passava de fragmentadas doses de tortura. Depois de consideráveis anos ao seu lado, não suportei mais a sina perturbadora de compartilhar uma vida com ele. Ensandecida, minha mente teve uma inexorável e prazerosa certeza. Eu não conseguia cerrar meus olhos, meu coração disparava, como não acontecia há muitos anos. Eu não pude evitar. Enquanto George adormecia, então, apanhei o canivete que guardava na escrivaninha, com minhas mãos cerradas, iguais aos olhos borbulhantes e quentes, enterrei-o, primeiramente, naqueles olhos ásperos que me gelavam a alma. Em sequência, à língua endurecida que me-

lava a minha com o beijo estranho que arrancava de minha boca quase virgem... Arranquei as mãos gélidas, a boca fina e rachada... rasguei de fora a fora o peito pálido e quase sem pêlos... devagar, senti cada fragmento daquele homem se desprender de mim. A cada parte que usurpava de seu corpo, remetia-me a lembranças de George em minha vida murcha. Envolvi cada pedaço de meu marido com as espumas fofas do interior do colchão e guardei no porão. Seus olhos, porém, mantive ao lado da cama; mergulhado em coliforme, num vidro amarelado... Aqueles mesmos olhos transbordando ferragens pontiagudas continuam, impressionantemente, com a mesma expressão. E continuarão me fitando até eu deteriorar também. George Losh ainda me olha, pois nesta velha e fria Inglaterra, não há mais quem me olhar. Além de George Losh, não há mais...


Parte integrande da Dia Melhor - Edição 08

Casamento com sol e flores

A

chegada da estação das flores dá início à temporada ideal para realização de casamentos ao ar livre. O período é o mais indicado para as pessoas que sonham com uma cerimônia diurna, como destaca a assessora de casamento Adriana Perez. “Primavera e Verão têm mais probabilidade de dias bonitos e confortáveis”, afirma. O contato com a natureza é, em ge-

ral, priorizado por muitos casais, que contam com a beleza natural do campo ou da praia. Na cidade, a dica da assessora é realizar festas temáticas, que a tornará única e diferente. Mas Adriana alerta que a organização do casamento durante o dia requer cuidados especiais. “Além da preocupação com a data, continua


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

32

para evitarem-se os meses frios e chuvosos, o casal deve ainda pensar na distância e no acesso ao local, para facilitar a presença dos convidados, e na estrutura que o espaço oferece, que deve possuir um ambiente coberto, caso haja algum impedimento por parte do tempo para realização do evento”. Se você pensa em se casar em um lugar distante do qual reside a maioria de seus convidados, certifique-se de que todos têm disponibilidade de ir ao local. “Uma delicadeza interessante é disponibilizar o serviço de vans aos convidados, assim, todos podem aproveitar o evento, sem se preocuparem com as estradas”, sugere Adriana. “Outra sugestão bem-vinda é a indicação dos hotéis da região para pernoite dos convidados. Nesse caso, deixar um mimo nos apartamentos é super bacana”, completa.

Preparativos

Delicadeza talvez seja a palavra de ordem das cerimônias realizadas durante o dia, especialmente na hora de escolher convites, lembrançinhas e decoração. Já o cardápio pode ser mais informal, e opções não faltam – vão desde o brunch até o churrasco. “Os convites e lembranças podem acompanhar o clima do local, seja campo ou praia. Para isso, use convites em papel reciclado, detalhes em ráfia, leques, conchas, entre outras opções que demonstrem esse cuidado”, orienta Adriana. Orquídeas, girassóis, rosas e muita cor, a grande vantagem do casamento diurno é variedade de flores que podem compor a decoração. Tudo, claro, com a simplicidade que o ambiente pede. É claro que nem tudo são flores. Durante a organização do casamento alguns detalhes podem passar despercebidos e, no final, nem tudo sai como planejado. Mas é possível tirar todas as pedras do caminho antes que elas se tornem uma dor de cabeça. continua


34

O grande dia

Basta não abrir mão do Plano B! “A melhor maneira de se prevenir é verificar com antecedência a estrutura que o espaço oferece, especialmente em caso de chuva”, observa a assessora. Em relação aos custos, Adriana afirma que “espaços no campo são bem organizados e indicam vários fornecedores locais, onde é possível encontrar orçamentos interessantes”.

Com que roupa?

Ao contrário do que possa parecer, não basta escolher o traje para o casamento levando-se em consideração apenas a beleza do modelo, especialmente se a cerimônia for realizada durante o dia em espaço aberto. Para o proprietário da Fernanda Rigor, Eder Evandro Moura Lima, há uma atenção especial ao traje da noiva, que deve ser um vestido que alie elegância, conforto e o gosto pessoal. O cuidado com o conforto deve ser redobrado quando o evento ocorrer durante o período diurno, por conta do clima, da luz natural, do tipo de solo e do ambiente, em geral. “No campo e no litoral, em cerimônia realizada à luz do dia, recomenda-se o uso de vestidos sem ou com

pouco brilho em tecidos leves, como: crepe, gazar de seda, gazeline, organza de seda ou até mesmo o tulle francês”, destaca Lima. Outra dica importante é levar em conta o espaço em que o evento vai ocorrer. “Para um casamento na praia, por exemplo, com altar montado na areia, é apropriado um modelo com a saia na altura do joelho”, orienta. Quando a cerimônia ocorre em um ambiente e a festa em outro, Lima sugere às noivas vestidos com saias removíveis, que possibilitam melhor deslocamento. As noivas ainda podem apostar em cores e flores para compor o visual. “Alguns acessórios como flores em tecidos usadas no cabelo, adaptadas em gargantilhas ou até mesmo no próprio vestido podem ser uma opção muito bonita. Detalhes em tons claros, como o rosa, dão um efeito bonito no vestido”. Para os noivos, o estilista também indica que o traje esteja em harmonia com o ambiente, tomando muito cuidado com a escolha das cores. “Ele deve evitar trajes de cor escura, por conta da absorção de calor, e dar preferências aos tons claros e tecidos leves, como os crepes kiwi e sierra”.

Pode-se dizer que Danuza de Araújo Cayres Evangelista, 24 anos, planejou o casamento desde criança, pelo menos a ideia que fazia da cerimônia na infância foi algo que não se perdeu com o passar dos anos ou com os revezes da vida. Para muitas mulheres uma gravidez na adolescência pode interromper esses planos. No caso dela, a união com Deivid dos Anjos Evangelista, 26, foi concretizada depois de uma década juntos e com a benção dos filhos. “Desde pequena eu quis casar num sitio, sempre achei um ambiente bonito, e, como eu trabalho de segunda a sábado, foi a melhor opção, conta sobre a cerimônia realizada em Mairiporã em 19 de abril do ano passado. A data foi escolhida em comemoração aos dez anos de união completados no dia 18. “Na semana do casamento fez frio, estava um tempo horrível, com chuva, e quando chegou o domingo abriu aquele sol, foi inacreditável”, lembra. “O espaço que a gente contratou oferece todo o conforto de um ambiente legal e sem problemas com frio ou chuva, porque tanto a capela é coberta como o espaço para realização da festa. Os noivos planejaram a cerimônia durante um ano com o apoio de uma assessora de casamento. “O casamento saiu perfeito, como eu tinha sonhado”, afirma Danuza. Para garantir a presença dos convidados, o casal alugou vans. Aos amigos que perguntam quando haverá outra festa como essa, ela se diverte ao responder que “agora só quando a gente completar bodas de ouro”.


Discrição e atenção fazem bonito na festa

N

ão adianta, em todo casamento sobram gafes a serem comentadas depois. Noivos e convidados devem estar atentos para não entrarem na lista de foras que são cometidos inevitavelmente em eventos como esse. “Muitas coisas podem ser consideradas gafes”, afirma a consultora em etiqueta Ligia Marques. Definir o que é certo ou errado nem sempre é uma tarefa simples. A consultora reforça que a etiqueta estabelece atitudes simples, que devem ser adotadas diariamente, para que sejam incorporadas ao cotidiano e façam com que as pessoas sejam agradáveis em todas as ocasiões. Mesmo praticando a lista de bons costumes com frequência, cometer alguns deslizes, muitas vezes, é inevitável. Por outro lado, para muitas pessoas, as gafes ainda são o melhor da festa, não é à toa que ganham as conversas e são revertidas, depois, em boas risadas. Mas se você não quer virar o assunto da festa, confira algumas dicas da consultora para fazer bonito em algumas circunstâncias.

Para a família toda?

Muita atenção ao receber um convite destinado a um membro da casa e família. Os convidados, neste caso, são apenas os integrantes da residência. “Filhos casados, por exemplo, não estão convidados”, lembra a consultora.

De olho nos presentes

Aos noivos, Ligia esclarece que não é aconselhável entregar aos convidados o cartão da loja onde foi feita a lista de casamento. “Não há problema em fazer lista, mas não se deve colocar o cartão no convite. Quem quiser saber, pergunta”, explica. Outros cuidados que o casal deve ter são o de não pedir presentes muito caros ou o de fazer o convite aos padrinhos com essa mesma intenção. Os convidados, ao presentear, devem procurar as recomendações dos noivos e evitar objetos muito pessoais, como quadros ou objetos de decoração que não tenham sido pedidos.

Todo mundo sabe

Encabeçando a lista de piores gafes algumas atitudes são as primeiras a serem lembradas na hora de montar o ranking dos principais deslizes. Ao escolher o modelo para a cerimônia, pense bem. Usar vestido branco (não sendo a noiva), roupas exageradamente curtas, decotadas ou bregas certamente farão com que você seja lembrada por muito tempo depois da festa. Outros comportamentos reprováveis que já caíram no senso comum são: beber demais, brigar com convidados ou familiares, furar fila na hora de se servir ou comer em exagero. Atenção a esses detalhes nunca é demais.


SUPER OFERTA para a ter a tecnologia dos aparelhos Johnson ao seu alcance.

Frete e Montagem

Grátis

*

Tramas e Dramas da Vida Urbana

Elíptico Endurance 3 10x 499 -

Entrada e suporte de MP3 para tocar suas músicas favoritas durante seu treino Programas de motivação do usuário Controle de batimento cardíaco com sensores de toque das mãos

Esteira

vel

Dobrá

Esteira T 208 10x 249,00 -

3 regulagens de inclinação mecânica Velocidade ajustável eletronicamente até 16 Km/h Motor 2.65 HP Rodas para transporte Painel com indicações simultâneas em 3 mostradores em LED

Elíptico E109 10x 189,00

Esteira T 707 10x 479,00 Esteira Omega 309 10x 579,00 -

Velocidade de até 16km/h Inclinação eletrônica Sensores de batimento cardíaco no corrimão

-

Painel em LED de fácil visualização Lona em 46cm de largura 9 programas de treinamento

*Frete e montagem grátis em todo o Grande ABC + SP Capital.

Av. Portugal, 1100, Jardim Bela Vista, Santo André - SP abc@johnsonfitness.com.br - www.johnsonfitness.com.br

11 4509-1719

O

primeiro livro individual de contos do escritor e jornalista Hidelbrando Pafundi, Tramas & Dramas da Vida Urbana, recebe publicação ampliada em sua segunda edição. Além de um novo conto (intitulado ‘O Devaneio de Paula’) e dois posfácios – um do poeta andreense Cláudio Feldman e outro do escritor, residente em Brasília, Glauber Ferreira – a obra recebeu uma biografia do autor e uma contracapa comentada pelo poeta mauaense Aristides Theodoro. O prefácio da professora Judith Vilas Boas – que também fez a revisão, atendendo ao novo acordo ortográfico – e o comentário do Jornalista Ademir Médici – transcrito na primeira orelha da edição – continuam o mesmo. Ambientadas, quase em sua totalidade, na região do ABC, as tramas de Pafundi são repletas de uma ironia sutil, de fortes críticas sociais, que em vários momentos remetem a Machado de Assis. O lançamento oficial aconteceu na Bienal Internacional do Livro de São Paulo, no Parque Anhembi, em 20 de agosto. A edição da exposição literária contou com um estande da União Brasileira de Escritores (UBE), na qual Pafundi autografou, além de sua atual obra, também outras de sua autoria: No Ritmo Sensual da Dança (contos), Cotidiano e Imaginário do ano 2000 (diário) e Janela da Liberdade e Outras Histórias (infantil). Contatos com o autor pelo endereço eletrônico: hpafundi@ig.com.br.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

ESTÉTICA

37

Acne

o pesadelo da adolescência de volta na maturidade

O

lhar no espelho pela manhã e se deparar com aquela indesejada espinha no meio da testa, principalmente quando à noite haverá um importante compromisso, é algo trágico para uma mulher. Afinal, a preocupação com a boa aparência, em particular a do rosto, está relacionada diretamente à sua autoestima. Quando os cravos e espinhas surgem

fora da adolescência é sinal de que alguma coisa está fora do normal. O volume de atendimentos nos consultórios relacionado ao problema chega a 30%, segundo especialistas. Entre os fatores que interferem no surgimento da acne estão o ritmo de vida e alterações hormonais. “Sabemos que a influência do estresse está intimamente relacionada à acne após 25 anos. O ritmo

Rua das Paineiras 395 Santo André–SP www.carolgregori.com.br

de vida atual das mulheres acaba influindo diretamente nisso, além das questões hormonais, como ovários policísticos, tratamentos para fertilização, uso de anabolizantes, etc”, esclarece a dermatologista e membro titular da Academia Brasileira de Estética, Mariana Panzardi. “Assim que perceber o surgimento da continua


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

38

doença, a mulher deve procurar um médico dermatologista que a ajudará a interpretar a causa dessa acne e também a auxiliará no melhor tratamento”, recomenda a médica. “Reduzir o estresse diário, investir numa alimentação saudável e na prática de exercícios contribuem positivamente”.

A responsável pela Cosmiatria (estética) da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Andréia Mateus Moreira, reforça a relação entre hormônios e acne e acrescenta outros fatores que desencadeiam o problema. “A acne na mulher adulta está relacionada às alterações hormonais, resistência à insulina, e pode ocor-

rer após a suspensão abrupta do uso de anticoncepcional que a mulher usou durante muito tempo”, afirma. Quando o problema vem acompanhado de alterações hormonais, a especialista indica o tratamento conjunto com dermatologista e ginecologista. Fique atenta, se além da acne, apresentar alteração menstrual, queda de cabelo ou hirutismo (surgimento de pelos grossos em áreas masculinas, como rosto).

Acne

“Assim que perceber o surgimento da doença, a mulher deve procurar um médico dermatologista que a ajudará a interpretar a causa dessa acne e também a auxiliará no melhor tratamento” Mariana Panzardi.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, os adolescentes são os que mais sofrem com a acne, cerca de 70% dessa população apresentam o problema. Mas tanto na juventude como na fase adulta, a doença se manifesta da mesma forma. “Nos dois casos há quadros de comedões fechados e abertos (cravos), lesões inflamatórias como nódulos (caroços vermelhos e inflamados), pele oleosa e poros abertos. A diferenciação é que a acne na mulher adulta é mais nas áreas próximas à mandíbula e exacerbadas no período menstrual”, esclarece Andréia. A acne na fase adulta atinge, principalmente, as mulheres, mas os homens não estão isentos do problema. “A doença só ocorre em homens quando provocada pelo uso excessivo de filtros inadequados para sua pele ou após a ingestão de


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

suplementos vitamínicos, à base de anabolizantes, ou shakes de academia”, explica a dermatologista. Na adolescência as espinhas tomaram conta do rosto da jornalista Sabrina Becker, 31 anos, que sofreu com o problema até começar a usar anticoncepcional. “Com o uso do medicamento consegui controlar a doença até os meus 28 anos”, conta. Incomodada com a volta do problema, a jovem consultou um médico, e após diversos tratamentos como o uso antibióticos (azitromicina), clindoxil gel e ácido retinóico, ela ainda luta para acabar com as espinhas. “Os cremes eram aplicados à noite, antes de dormir e retirados pela manhã, sempre intercalados. Porém, ao consultar o ginecologista, fui orientada a trocar o anticoncepcional, pois a acne teria fundo hormonal. Há dois anos troquei o anticoncepcional para o Diane 35, mas ele não eliminou 100% o problema, que volta todo mês, deixando marcas feias na pele”. Para Sabrina a acne deixa a pele com um aspecto feio, falta de cuidado e de higiene. Ela sonha em um dia ter uma pele limpa, lisa e bonita. “Porém, de todos os médicos que procurei até hoje, nenhum resolveu esse p roblema”, desabafa.

Espremer nem pensar!

Ao invés de ficar na frente do espelho espremendo o rosto para tentar elimi-

39

nar o problema, o mercado oferece atualmente diversos métodos consagrados como lasers, peeling e limpeza de pele, que ajudam a tratar a acne e seus efeitos colaterais, como manchas e cicatrizes. A dermatologista ainda recomenda o uso de filtro solar diariamente para evitar o aparecimento de manchas. “Os cosméticos prescritos para controle de oleosidade da pele também são fundamentais”. Limpar a pele com frequência contribui para o controle de oleosidade e, consequentemente, auxilia na redução do aparecimento da doença. Algumas medicações também são eficazes no controle da acne, como a isotretinoína, derivada da vitamina A, a substância age nas glândulas sebáceas desobstruindo o folículo piloso e reduzindo a inflamação. Vale ressaltar que a indicação médica é fundamental para o sucesso do tratamento.

Cremes anti-rugas

Outra batalha travada pelas mulheres diariamente é prevenir as temidas rugas. Para isso, elas investem na compra de produtos que prometem uma pele jovem, bonita e saudável. Alguns desses cremes, no entanto, ao invés de auxiliar, podem se tornar vilões, pois estão relacionados ao aparecimento da acne.

A dermatologista explica que conforme a composição do produto pode haver um desequilíbrio da oleosidade da pele resultando em acne ativa. “Uma pele oleosa, por exemplo, deve usar cremes livres de óleos ou fórmulas em gel”, conclui.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

TURISMO

40

Los Roques

o Caribe como a 500 anos

U

m ecossistema rico, que exibe uma fauna marinha vasta, com peixes multicoloridos, tartarugas, lulas, lagostas e centenas de pelicanos e gaivotas a rodear os céus e a mergulhar em mares a procura de alimento – que por ali é farto –, este é o arquipélago de Los Roques, na Venezuela. Formado por um gigantesco recife de corais que aflora à superfície das águas, com mais de 50 ilhas, cerca de 200 bancos de areia e banhado pelos tons de azuis e verdes dos mares do Caribe, o arquipélago venezuelano é considerado referência em mergulho internacional, graças à ampla variedade de espécies e ao exotismo de sua fauna e flora subaquáticas. Declarado Parque Nacional Marinho em 1972, para preservar sua beleza e importância ecológica, Los Roques vem conquistando pessoas do mundo inteiro, inclusive os brasileiros. “Aos poucos o potencial turístico da região está crescendo”, destaca Danillo Rondinelli, diretor da Terra Mundi Viagens.


Refúgio do Caribe A rusticidade e a simplicidade do arquipélago vão além das paisagens naturais preservadas há anos: as opções de hospedagem bastante simples nada lembram os luxuosos resorts. Assim como em Fernando de Noronha, grande parte desses espaços eram casas de pescadores, que foram adaptadas para receber turistas. Para aqueles que apreciam a badalação noturna, como bares movimentados, festas, boates ou qualquer outro tipo de agitação, ao contrário de outros destinos caribenhos, em Los Roques a noite chega sossegada. Ainda assim, no entanto, é possível ouvir rumba, salsa e merengue em alguns pequenos bares espalhados pelo centro da principal ilha do arquipélago – Gran Roque, que possui um povoado de 800 habitantes.

As belezas do fundo do mar

Em Los Roques as chuvas são raras, e como o sol brilha durante o ano inteiro, a ilha oferece diversas opções de lazer. Para os que preferem menos emoção a sugestão é curtir um passeio de veleiro, pescar em alto mar ou apreciar o pôr-do-sol no farol de Gran Roque. Vale a pena também conhecer o restante do arquipélago – as ilhas de Crasqui,

Fransisqui, Madrisqui e Nordisqui – e a Fundação Científica de Los Roques, estação de pesquisa biológica dedicada a preservar as tartarugas do arquipélago. Pacotes A Terra Mundi Viagens, operadora especializada em ecoturismo e destinos exóticos, oferece pacotes a Los Roques Informações pelo portal www.terramundi.com.br. A Freeway também dispõe de pacotes para o mesmo destino. Informações www.freeway.tur.br

Outras informações Para conhecer mais sobre o turismo venezuelano, com dicas de pousadas e passeios, acesse: www.venezuelatuya. com. Já o portal www.los-roques.com traz informações sobre pousadas, mergulho, pesca, história, entre outros. No portal http://losroques.org é possível obter informações sobre a biodiversidade da ilha, assim como conhecer a lista de alojamentos do arquipélago.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

42

Vai um café especial?

V

ocê já experimentou um café com brigadeiro? Um café Moccaccino gelado ou um café Frappuccino? Estas são apenas algumas opções de cafés especiais da Padaria Brasileira, e como forma de divulgar estas deliciosas sugestões de cafés, até o final de outubro, você poderá participar de uma gostosa promoção. Nesse período, cada café especial dará direito a um carimbo e com dois carimbos, você ganhará uma linda xícara com pires personalizados. Aproveite esta promoção, que está acontecendo em todas as unidades da Brasileira, e comece já a sua coleção!

Docinhos de cara nova

Campanha de fidelidade Almoçar na Padaria Brasileira Matriz ou na unidade Paço Municipal, ambas em Santo André, está mais apetitoso. A cada refeição com mais de 300 gr, você recebe um carimbo. Juntando cinco, o próximo almoço sai de graça. Não perca esta promoção e venha almoçar na Brasileira, porque aqui é tudo do pão e do melhor!

Os tradicionais brigadeiro e casadinho ganharam novas versões e ficaram ainda mais gostosos. O brigadeiro agora pode ser encontrado também na versão coberto com micro crispies ou com nozes, de chocolate branco ou ainda de morango com granulado colorido. E para quem não consegue escolher qual o melhor chocolate, o casadinho agora tem a opção de chocolate branco com o brigadeiro convencional. Estas opções somam-se aos conhecidos doces “olho-de-sogra”, docinho de coco e cajuzinho, e podem ser encontradas em embalagens com seis unidades ou individuais. Deixe sua festa mais colorida com os novos docinhos da Padaria Brasileira!


Dia Melhor Indica

Black Eye Peas se apresenta em São Paulo

C

om seis prêmios Grammy na bagagem, o The Black Eye Peas já deve estar se munindo de pandeiros. O motivo, eles desembarcarão em território verde amarelo em meados de outubro para shows em diversos estados brasileiros. O maior acontece em São Paulo, em 4 novembro, no estádio do Morumbi. A turnê que vem ao Brasil já tem levado ao delírio fãs do mundo inteiro desde setembro passado. Já foram 18 shows na Europa e 35 nos Estado Unidos. A “festança futurista” – como foi chamada pelo jornal The New York Times – é baseada no álbum “The End”. Que, diga-se, já vendeu mais de 2,6 milhões de cópias só nos Estados Unidos, e mais 7,33 milhões de cópias no resto do mundo. Os ingressos estão à venda desde 17 de agosto pelo portal www.livepass.com.br.


BARES Santo André

São Paulo Companhia de Dança

C

riada em janeiro de 2008, a São Paulo Companhia de Dança é um grupo de repertório. Ou seja, que executa desde coreografias de referência da dança até coreografias inéditas, criadas por diferentes artistas especificamente para o seu corpo de dança. Até agora, com apenas dois anos de vida, já foram lançados 18 documentários e dois livros de ensaio pela Companhia. Mais de dez obras, das quais cinco remontagens envolvem o universo de artistas russos consagrados, como a bailarina Bronislava Nijinska, o

coreógrafo George Balanchine, natural de São Petersburgo e o maestro e compositor Piotr Ilitc Tchaykovski. A Companhia vem se apresentando ao longo do ano em São Paulo, em cidades do interior do Estado, além de outras capitais brasileiras. Já fez mais de 130 apresentações em 25 cidades e foi vista por aproximadamente 70 mil pessoas. Atualmente, as apresentações acontecem em diversos teatros da capital paulista, e se estendem até dezembro. Para conferir a programação completa dos espetáculos, acesse o portal www.saopaulocompanhiadedanca.art.br.

Açaí Brasil Bar Av: Brasil, 300 - Parque das Nações. Tel.: 4475-9384. Adega do Jabá R: São Francisco de Assis, 121 - Vila Luzita. De terça a sábado, das 10h45 às 22h30, e aos domingos, das 10h45 às 16h30. Cartões: Rede Shop, MasterCard, Maestro, Visa Electron e Ticket Restaurante. Tel.: 4451-0699. Água Doce Cachaçaria R: das Figueiras, 634 - Bairro Jardim. Tel.: 4436-6154. B.A.R Figueiras R: das Figueiras, 835 - Bairro Jardim. Cartões: Visa, Visa Electron, Mastercard, Diners, Maestro e Redeshop. Tel.: 4427-9777. www.barfigueiras.com.br. Bar e Petiscaria Ó Maria R: das Bandeiras, 208 - Bairro Jardim. De segunda a sexta-feira, a partir das 17h, sábados, domingos e feriados, das 12h até o último cliente. Tel.: 4437-1333. www.omariabar.com.br. Bella Vista Bar R: das Figueiras, 832 - Bairro Jardim. Cartões: Amex, Diners, MasterCard, Visa. De segunda a sexta, a partir das 17h, e aos sábados e domingos, a partir das 16h. www.bellavistabar.com.br. Bossa Brasil Bar R: das Figueiras, 1067 - Bairro Jardim. De segunda a sábado, das 18h às 2h. Tel.: 4468-1784. www.bossabrasilbar.com.br. Boteco Maria R: das Bandeiras, 208 - Bairro Jardim. Tel.: 4437-1333. Brazuka Sport Bar R: Padre Manoel da Nóbrega, 424 - Bairro Jardim. De terça a domingo, das 16h até o último cliente. Tel.: 4994-4280.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

Cachaçaria Central Av: Lino Jardim, 863 - Vila Bastos. De terça a sexta-feira, a partir das 17h, sábado a partir das 11h, e aos domingos, das 11h30 às 21h. Feriados (consultar). Tel.: 44278040. www.cachacariacentral.com.br. Enio´s Bar Grill R: das Esmeraldas, 379 - Bairro Jardim. De terça a domingos, a partir das 17h até o último cliente. Tel.: 4994-2660. www.eniosbar.com.br. El Botin R: das Figueiras, 473 - Bairro Jardim. De segunda a sexta-feira, a partir das 17h, e aos sábados e domingos, às 15h. Rodízio de comida mexicana, das 18h às 21h30. Cartões: Visa, Visa Electron, American Express, Mastercard, Diners, Maestro e Redeshop. Não são aceitos cheques e tickets. Menores de 18 anos apenas acompanhados dos pais. Tel.: 4437-2945. www.elbotin.com.br. Fonte Leone R: das Figueiras, 1050 - Bairro Jardim. De segunda a quinta-feira, a partir das 17h, e de sexta a domingo, a partir das 12h. Estacionamento com manobrista. Cartões: Visa, Visa Electron, Master Card, Redeshop e American Express. Tel.: 4427-6917. www.fonteleonebar.com.br. Garoupa Alameda Campestre, 459 - Bairro Campestre. Tel.: 4991-7669. Olio Santo Bar R: das Figueiras, 764 - Bairro Jardim. De terça e quinta-feira, das 18h às 24h; sexta-feira, das 18h às 2h, sábados, das 12h às 2h, e aos domingos, das 16h às 24h. www.oliosantopizzabar.com.br Para-Raio R: das Figueiras, 1339 - Bairro Jardim. Tel.: 4438-7435. www.barpararaio.com.br Rosti Bar e Batataria R: das Figueiras, 1330 - Bairro Jardim. Tel.: 4437-2098. www.rosti.com.br

45

Saudosa Maloca Al. São Caetano, 356 - Bairro Jardim. Tel.: 2896-7026. Thaberna da Bruxa R: do Café, 75 - Bairro Jardim. Tel.: 4427-3278. www.thabernadabruxa.com.br São Bernardo do Campo Adega Tonel R: Afonsina, 316 - Rudge Ramos. De terça a sexta-feira, das 8h30 às 18h30, sábados das 8h às 18h, e aos domingos, das 8h às 13h. Tel.: 4365-2020. www.adegatonel.com.br Água Doce Cachaçaria Av: das Nações Unidas, 206 - Jardim do Mar. Tel.: 4124-6003. www.aguadoce.com.br Bar Central Av: Kennedy, 180 - Jardim do Mar. Tel.: 41258089. www.barcentral.com.br Bar do André Av: Imperatriz Leopoldina, 631 - Nova Petrópolis. Tel.: 4125-6205. www.bardoandre.com.br Bar do Bolinho R: João Pessoa, 262 - Centro. Tel.: 4509-9855. www.bardobolinho.com.br Bar do Camarão R. Frei Gaspar, 153 – Centro. Tel.: 4129-7619. Bar do Espeto Av: Imperatriz Leopoldina, 345 – Nova Petrópolis. De segunda a sexta-feira, das 17h até o último cliente, sábados e domingos, a partir das 11h30. Tel.: 3907-3091. www.bardoespeto.com.br. Giramundo Ristorante & Bar. R: Olegário Herculano, 235 – Vila Dayse. Tel.: 4123-3343. www.bargiramundo.com.br Nova Bar Av: Prestes Maia, 389 – Centro. Cartões: Diners Club, Rede Shop, MasterCard, Maestro, Visa Electron e Visa. Tel.: 4121-1884.

Pimenta Bar Av: Índico, 975 – Jardim do Mar. De segunda a sexta-feira, a partir das 17h, e aos sábados e domingos a partir das 12h. Cartões: Visa, Visa Electron, Maestro e Redeshop. Tel.: 4330-1444. www.pimentabar.com.br. Rey Castro Av: Antártico, 90 – Jardim do Mar. Tel.: 4122-3048. www.reycastro.com.br Vera Cruz Av: Índico, 980 – Jardim do Mar. Cartões: Visa, Visa Electron e Redeshop. Tel.: 4125-8066. www.verabar.com.br.

RESTAURANTES Santo André Baby Beef R: das Bandeiras, 166 – Bairro Jardim. Tel.: 4436-7869. www.babybeefjardim.com.br Cabriolet Restaurante – Mercure Hotel Av. Industrial, 885 – B. Jardim. Tel: 4979-7909. Boa Mesa Restaurante – Ibis Hotel Av. Industrial, 885 – B. Jardim. Tel: 4979-7800. Casa da Costela R. das Paineiras, 147 – B. Jardim. Tel: 4438-5155. China In Box ABCD Av: João Ramalho, 247 - Centro. De segunda a sexta, das 11h às 15h, e das 18h às 23h; aos sábados, domingos e feriados, das 11h às 23h. Tel.: 4992-7344. www.chinainbox.com.br Coração Mineiro (Grand Plaza Shopping) Av: Industrial, 600 - bairro Jardim. De segunda a domingo, das 11h às 22h. Tel.: 4432-1045. www.coracaomineiro.com.br. Costelaria Berlin Alameda São Caetano, 719 - Bairro Jardim. De terça a quina-feira, das 11h30 às 24h, sexta e sábado, das 11h30 às 1h, e aos domingos, das 11h30 às 16h30.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

46

Cartões: American Express, Visa, Visa Electron, Mastercard, Diners, Rede Shop, Maestro, VR Smart e Ticket. Tel.: 4427-4577. www.berlin.com.br D´Breschia D. Pedro II, 444 – Bairro Jardim. Tel: 4992-2880. Domburi Av: Industrial, 600, loja FF-10 - Centro. De domingo a sexta-feira, das 11h30 às 22h, e aos sábados, das 11h30 às 23h. Tel.: 4979-5379. www.domburi.com.br La Cantina R: P. Manoel de Paiva, 66 – Bairro Jardim. Tel.: 4436-0343. Jabá do Ribamar R: Columbia, 1557 - Parque das Nações. De segunda a sábado, das 11h às 23h, e aos domingos, das 11h às 15h. Cartões: Mastercard, Maestro, Visa Electron e Redeshop. Tel.: 4479-3302. Jucalemão Av: Industrial, 600 - Bairro Jardim. Tel.: 4979-5414. Kappa Sushi Av: Pereira Barreto, 42, lojas 28, 30 e 30 - Vila Assunção. Cartões: Amex, Diners, MasterCard e Visa. Tel.: 4437-1376. www.kappasushi.com.br Mangá Alameda São Caetano, 374 - Bairro Jardim. De terça a quinta-feira, das 12h às 15h, e das 19h às 23h; das 12h às 15h e das 19h às 24h; sábado e domingo, das 12h às 16h e das 19h às 24h. Tel.:4992-1927. www.restaurantemanga.com.br Marzão Frutos do Mar II Alameda São Caetano, 684 - Bairro Campestre. De terça a sábado, das 11h às 23h. Tel.: 4990-9689. www.marzao.com.br Pilão Mineiro Av: D. Pedro II, 1172 - Bairro Jardim. Tel.: 4436-2779. www.pilaomineiro.com.br Questo Pasta R: das Bandeiras, 437 - Bairro Jardim. Tel.: 4994-2384. www.questopasta.com.br

Churrascaria do Vavá

e das 19h às 22h; sexta, das 11h30 às 15h e das 19h às 23h; sábado, das 11h30 às 15h30 e das 19h às 23h, e aos domingos, das 11h30 às 16h. Tel.: 4438- 6899. www.veredadobacalhau.com.br. Viena (Shopping ABC) Av: Pereira Barreto, 42 - Paraíso. Tel.: 4437-5944. São Bernardo do Campo

Av. dos Estados, 2221 - Vila Metalúrgica. De segunda a domingo, das 11h30 às 23h. Excelente espaço com música ambiente e ar condicionado, além de estacionamento com manobrista, serviço de internet Wi Fi, além de fraldário. Tel.: 4461-2724. www.vavachurrascaria.com.br. Rosa’s Churrascaria R: Natal, 285 - Bairro Silveira. Tel.: 4972-1699. www.rosaschurrascaria.com.br Tendal Grill Av: Dom Pedro II, 518 - Bairro Jardim. Cartões: American Express, Diners Club, MasterCard e Visa. Tel.: 4436-4752. Universo Maria Alameda São Caetano, 395 - Bairro Jardim. Tel.: 4432-2998. www.universomaria.com.br Vereda do Bacalhau Av: Padre Manuel da Nóbrega, 160 - Bairro Jardim. De segunda a quinta-feira, das 11h30 às 15h

Bacalhau e Vinho Verde R: Padre Lustosa, 374 - Centro. Tel.: 4123-5651. www.bacalhauevinhoverde.com.br. Berlin Costelaria Av. Kennedy, 510 – Jd. Do Mar. Tel:4125-6054. www.costelariaberlin.com.br Bernardus Restaurante R. Dr. Flaquer, 455 – Centro – (Anexo ao Flat Saint Moritz). Tel.: 4330-1106 Braseiro Serrano Av: da Praia, 39/45 - Riacho Grande. De segunda a sábado, das 11h45 às 15h e das 18h às 23h, aos domingos, das 12h às 17h. Tel.: 4354-0576. www.braseiroserrano.com.br Cantina do Pintor Av: Amazonas, 126 - Riacho Grande. Tel.: 4354-0128. Cantina do Zelão R: Jurubatuba, 926 - Centro. Tel.: 4121-5383. Cantina Fratelli D’Itália R: Doutor Fláquer, 515 - Centro. De terça a domingo, das 12h às 15h30. Tel.: 4330-2997. www.cantinafratelli.com.br Caravana Av: Piraporinha, 35 - Planalto. Tel.: 4341-7688. Florestal Av: Maria Servidei Demarchi, 2998 - Demarchi. Tel.:2823-0222. www.restauranteflorestal.com.br Flutuante Nautilus IV Rodovia Anchieta, km 29 - Riacho Grande. De terça a quinta-feira, das 17h às 23h; sexta e sábado, das 11h às 2h, e aos domingos, das 11h às 14h. Tel.: 4354-9749.


Gijo’s R: Cristiano Angeli, 930 - Bairro Assunção. Tel.: 4351-4846. Heiwa Av: Francisco Prestes Maia, 1350 - Centro. Cartões: Visa, Mastercard, Visa Vale / VR / Ticket Master / Sodexho. Tel.: 4339-9011. www.heiwa.com.br Imperador do Sushi Av: Imperatriz Leopoldina, 541 - Nova Petrópolis. Tel.: 2356-2416. www.imperadorsushi.com.br. Kirin Av: Lucas Nogueira Garcez, 575 - Centro. Tel.: 4121-6672. www.restaurantekirin.com.br La Trattoria Di Jaime R: Pedro Setti, 234 - Centro. Tel.: 4127-5299. www.latrattoriadijaime.com.br Madalena R: Mário Zampieri, 45 - Centro. Tel.: 4338-8142. www.rmadalena.com.br Mega Burger Av. Kennedy, 281 – Jd. Do Mar. Tel.: 4332-7775. www.megaburger.com.br Morassi Estrada Galvão Bueno, 7607 - Batistini. Tel.: 4357-2799. www.restaurantemorassi.com.br Para Pedro Av: Maria Servidei Demarchi, 2580 - Demarchi. Tel.: 4396-5911.www.churrascariaparapedro.com.br Pinheirão Av: Maria Servidei Demarchi, 2142 - Demarchi. Tel.: 4347-0055. www.pinheiraogrill.com.br Praiano Estrada Velha de Santos, km 32 - Riacho Grande. De terça a quinta-feira, das 10h às 22h, sexta e sábado, das 10h às 24h, e aos domingos, das 10h às 19h. Tel.: 4354-9413. www.restaurantepraiano.com.br São Francisco Av: Maria Servidei Demarchi, 1911 - Demarchi. Estacionamento gratuito com capacidade para 400 veículos. Tel.: 4396-2255. www.restaurantesaofrancisco.com.br

Varandão R: São José, 50 - Paulicéia. Tel.: 4178-9024. www. varandao.com.br. Yukusue R: Continental, 372 - Jardim do Mar. De segunda a quinta das 12h às 14h30e das 19h às 23h; sexta, das 12h às 14h30 e das 19h às 24h; sábados, das 12h às 16h e das 19h às 24h e domingos e feriados, das 12h às 23h. Cartões: Visa, Visa Electron, American Express, Diners Club, MasterCard, Rede Shop, Sodexho, Visa Vale, VR e Ticket Alimentação. Tel.: 4121-5276. www.yukusue.com.br

ESPAÇOS CULTURAIS Cinemas Santo André Cinemark Shopping ABC Plaza Av: Industrial, 600. Tel.: 4979-5078. www.cinemark.com.br Playarte Shopping ABC Av: Pereira Barreto, 42. Tel.: 5053-6936. www.playarte.com.br São Bernardo do Campo São Judas Av: Maria Servidei Demarchi, 1749 - Demarchi. Tel.: 4346-4444. www.restaurantesaojudas.com.br Tendal Grill Av: Doutor Rudge Ramos, 455 - Rudge Ramos. Tel.: 4368-5395. www.tendallgrillrudge.com.br Tora R: Municipal, 89 - Centro. De segunda a sexta-feira, das 11h30 às 14h30 e das 18h30 às 23h30, e aos sábados, das 11h30 às 15h30 e das 18h30 às 23h30. Tel.: 4332-7400. www.restaurantetora.com.br

Cinemark Extra Anchieta Via Anchieta, km 15,5. Tel.: 4362-4706. www.cinemark.com.br Playarte Metrópole Praça Samuel Sabatini, 200 - Centro. Tel.: 5053-6937. www.playarte.com.br São Paulo HSBC Belas Artes R: da Consolação, 2423. Tel.: 3258-4092. www2. hsbc.com.br


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

48

Exposição resgata história da faculdade Belas Artes

D

esenhos, pinturas e esculturas de Alfredo Oliani, Túlio Mugnaini, Lopes de Leão, Colette Pujol, Júlio Guerra, Raphael Galvez e Vicente Di Grado integram a exposição “Arte na Academia: Acervo Histórico”. Em comemoração aos 85 anos do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, a mostra resgata o período em que a instituição era conhecida como “Academia de Belas Artes” (1925-1932) e “Escola de Belas Artes” (1932-1979). Todos os nomes expostos estão ligados ao centro universitário. Como curiosidade, Lopes de Leão foi um dos idealizadores da instituição, enquanto Alfredo Oliani foi formando da primeira turma de Artes Plásticas, em 1931, e Vicente Di Grado, que dá nome a uma das Galerias de Exposição do centro universitário, foi um ex-aluno que retornou como professor em 1966. Em cartaz até 10 de dezembro, a “Arte na Academia: Acervo Histórico” ocorre de segunda a sexta-feira, das 10h às 20h, e aos sábados, das 10h às 16h, no Museu de Belas Artes de São Paulo (muBA) localizado no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo – Unidade 2 - R. Dr. Álvaro Alvim, 90. A entrada é gratuita. Veja mais informações no portal www.belasartes.br

Smashing Pumpkins pela terceira vez no Brasil

C

om 23 anos de idade, o Smashing Pumpkins é o que se pode considerar uma banda madura. São mais de 30 milhões de álbuns vendidos em todo o mundo e eventos como Reading Festival, Rock Am Ring e o V Fest, no currículo. O grupo, pela terceira vez no Brasil, chega agora com tudo para o festival Planeta Terra, que acontece em 20 de novembro, no parque de diversões Playcenter. Além do Smashing Pumpkins, fazem parte do cardápio do festival Pavement, Girl Talk 3rd band, Yeasayer e Of Montreal; os ingleses do Hot Chip e os franceses do Phoenix. Os ingressos já estão à venda por meio do portal www.ticketsforfun. com.br. Os valores variam entre 160 e 220 reais. Ambos aceitam meia entrada. Informações pelo telefone 4003-5588.


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

Unibanco Augusta R: Augusta, 1470 e 1475 - Consolação. Tel.: 3288-6780. www.unibancocinemas.com.br Teatros Santo André Municipal de Santo André Praça IV Centenário, s/n - Centro. De segunda a sexta-feira, das 9h às 18h. Bilheteria de terça a sábado, das 14h às 18h, e aos domingos, das 15h às 19h. Estacionamento do Paço Municipal gratuito após 17h, nos finais de semana e feriados. Tel.: 4433-0789. Conchita de Morais P. Rui Barbosa, 16 - Santa Terezinha. Tel.: 4996-2164. www.escolalivredeteatro.blogspot.com Escola Livre de Teatro Praça Rui Barbosa, 12 - Santa Terezinha. Tel.: 4996-2164. Escola Livre de Literatura / Casa da Palavra Praça do Carmo, 171 - Centro. Realiza um processo continuado de formação e informação na área de literatura, fortalecendo as iniciativas de criação literária na cidade. Tel.: 4992.7218. São Bernardo do Campo CENFORPE Av: Dom Jaime de Barros Câmara, 201 (km 20,5 Via Anchieta) - Planalto. Tel.: 4399-1104. Abílio Pereira de Almeida Praça. Cônego Lázaro Equini, 240 - Baeta Neves. Tel.: 41250582. Cidade da Criança R: Tasman, 301 - Jardim do Mar. Tel.: 4125-2466. Cacilda Becker Praça Samuel Sabatini - Paço Municipal. Tel.: 43481081. Elis Regina Av.: João Firmino, 900 - Assunção. Tel.: 4351-3479 Lauro Gomes R: Helena Jacquey, 171 - Rudge Ramos. Tel.: 4368-3483 Martins Pena Praça Marquês de Alegrette, 44 - Vila Gonçalves. Tel.: 41237891

PARQUES São Bernardo do Campo Cidade-Escola da Juventude Città Di Marostica Av: Armando Ítalo Setti, 65 – Centro. Com mais de 21 mil metros quadrados, o parque abriga diferentes modalidades de esportes radicais, entre elas, skate, patins in line, bike, tirolesa, rapel e escalada. Tel.: 4121-2622 Engenheiro Salvador Arena Av: Caminho do Mar, 2.980 - Rudge Ramos. Espaço conta com pista de caminhada, lago com chafariz e cachoeira artificiais, teatro de arena com

49

arquibancada para 420 pessoas, playground, área para prática de atividades físicas, além de um aquário de água doce. Tel.: 4368-1246. Rafhael Lazzuri Av: Kennedy, 1111 - Parque. São Diogo. Parque ocupa uma área de 25 mil metros quadrados, como playground, pista de cooper e caminhadas, teatro de arena e edificação de apoio, como lanchonete, sanitários, fraldário, atendimento médico(primeiros socorros) e administração. Tel.: 4332-4510 Santo André Antônio Fláquer (Ipiranguinha) R: Cel. Seabra, s/nº - Vila Alzira.Área densamente arborizada com playground, área para caminhada, equipamentos para ginástica, palco e sanitários. Diariamente, das 6h às 22h. Aos domingos acontece a feira de artesanato. Tel.: 4992-1168. Chacara Pignatari Av: Utinga, 136 - Vila Metalúrgica. Espaço possui playground, área para caminhada, brinquedoteca, a Escola Livre de Cinema e Vídeo, que oferece cursos de cinema e vídeo para adultos e adolescentes, quadras para prática de esportes e atividades físicas, campo de malha, vestiários e sanitários. Diariamente, das 6h às 22h. Tel.: 4997-4063. Juventude Av: Capitão Mário Toledo de Camargo s/nº- Jardim Ipanema. Local é equipado com playground, quadras para prática de esportes, campo de futebol, rampa para skate, palco, área para caminhada, vestiários e sanitários. Diariamente, das 6h às 18h. Natural Municipal Nascentes de Paranapiacaba Av: Rodrigues Alves, 473-A - Centro de Visitantes. De terça a domingo, das 9h às 17h. Tel.: 4439-0321. Parque Escola R: Anacleto Popote, 46 - bairro Valparaíso. Parque possui pista de cooper e caminhada, auditório, área para exposição, teatro de arena, estufa, horto medicinal, minhocário, biblioteca, sucatoteca e sanitários. Além disso, oferece diversos cursos nas áreas de jardinagem, botânica e arte, além de atividades de educação infantil. De segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, aos sábados, das 8h às 12h. Tel.: 4990-8863 Prefeito Celso Daniel Av: D. Pedro II, 940 - bairro Jardim. O parque possui ampla diversidade vegetal e oferece aos visitantes pista de cooper e de caminhada, área de alongamento, playground, lago, quadras para prática de esportes, lanchonete, revistaria, além de vestiários e sanitários. Diariamente, das 4h às 23h. Tel.: 4455-4086. Regional da Criança Palhaço Estremelique Av: Itamarati, 536 - Parque Jaçatuba. Parque arborizado, com playground, área para caminhada, equipamentos para ginástica, sanitários, quadra de tênis e escola municipal de iniciação artística. Aos sábados recebe a feira de artesanato. Diariamente das 6h às 18h. Tel.: 4479-5693.

Volte ao passado! Conheça nossas antiguidades.

Compra e Venda de Roupas, Calçados, Bolsas e Acessórios.

Ganhe mais!!!

Deixe suas peças em consignação. Brechó Compra Venda Consignação

R. Siqueira Campos, 885 – Centro - Santo André (Travessa da Perimetral) – Tel.: 4436-2756


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

Por que sou Brasileira?

50

“Nós encontramos sempre na Brasileira para um café”. Janice Afonso, advogada “Adoro a pizza é muito saborosa”. Tânia Queli - corretora de imóveis

“Acho o local ótimo para refeições rápidas. Gosto muito do atendimento e adoro o risoles de palmito e o sonho”. Himad A Mourad gerente comercial

“Tomo café da manhã todos os dias na Brasileira, pois adoro o pão francês integral”. Patrícia Cabello - assessora comercial

“Moramos em São Bernardo e frequentamos bastante. Quando estamos em Santo André paramos na Brasileira da cidade. A padaria possui um excelente ambiente, produtos de qualidade e facilidade na hora de estacionar o carro”. Karina Fregonezi e Monica Cilene representantes comercial

“A padaria é uma extensão da nossa casa”. Andrea Lopes, advogada, Roseli Lopes e Gustavo Lopes

“Frequento bastante a Brasileira. Gosto muito do sonho e dos salgados”. Victor Augusto - instrutor de treinamento

“Frequento há 30 anos. O atendimento e a qualidade são ótimos. A Brasileira é uma tradição na região. Sempre levo os produtos para casa”. Ulisses Massi diretor de vendas “Frequentamos diariamente, inclusive para o almoço. Adoramos parar na Brasileira no final da tarde para um café”. Juliana Lacerda, arquiteta e CláudiaLibron Fidomanzo, advogada

“A Brasileira possui um ambiente agravável, além de ser um espaço muito bem frequentado. Apreciamos a variedade dos produtos”. Nilcen Helena, decoradora e Fabiola M Lazzuri, empresária


Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

51


52

Dia Melhor - Ano I - Edição 8 - Agosto de 2010

Revista Dia Melhor  

A Dia Melhor introduziu novos conceitos no mercado editorial e se firma como a revista que mais cresceu na regiao do ABC e bairro do Ipirang...