Page 1

21 de maio de 2012

bela semana Edição 0I Ano I

Nossa Bela da Semana

Jessica Gutierres


Editorial A RevistaBela Semana, é uma revista eletrônica semanal que tratará de assuntos exclusivamente de Bela Vista, mas com uma nova roupagem. O que se pretende realmente é que todos de uma maneira ou de outraparticipem efetivamente da elaboração semanal da Revista, enviando sugestões, materiais que poderão ser utilizadas na composição da mesma. A Revista eletrônicaBela Semana pretende divulgar o que há de especial acontecendo na cidade, pois Bela Vista é uma cidade centenária palco de inúmeros acontecimentos importantes que fizeram e ainda fazem parte da construção da história do Brasil. A história de Bela Vista é a história da Guerra do Paraguai, a história dos jesuítas que em 1609 fundaram as primeiras missões em Mato Grosso, a história da migração dos gaúchos fugindo da Revolução Federalista, a história dos bandeirantes que desbravaram o solo mato-grossense. Desta relação interétnica surgiu uma população miscigenada. Portanto, Bela Vista é trilha única que historiadores percorreram por longos

anos para reconstituí-la, privilégio que ninguém tirará dos bela-vistenses. A cultura bela-vistense oferece um rico acervo a ser explorado e por ser uma cultura híbrida muitas curiosidade precisam ser divulgadas, como por exemplo, a música, o artesanato, a comida e os vários “causos” que são contados como verdadeiro. Há também oscasarões históricos arquitetados pelos primeiros estrangeiros que por aqui se fixaram e, por sinal, muito bem conservados, acreditem são maravilhosos. A história de Bela Vista é a história da Guerra do Paraguai, a história dos jesuítas que em 1609 fundaram as primeiras missões em Mato Grosso, a história da migração dos gaúchos fugindo da Revolução Federalista, a história dos bandeirantes que desbravaram o solo mato-grossense. Desta relação interétnica surgiu uma população miscigenada. Portanto, Bela Vista é trilha única que historiadores percorreram por longos anos para reconstituí-la, privilégio que ninguém tirará dos bela-vistenses. Bela Semana tem o intuito também de

Panorâmica da Prefeitura Municipal de Bela Vista, Igreja Matriz de Santo Afonso, Âmbas edificadas no ano de 1932. Uma das paisagens mais belas da nossa cidade

2

divulgar a beleza da mulher belavistenseatravés de fotografias e ensaios, os muitos artistas que ainda se encontram no anonimato e que precisam de uma oportunidade para despontar para o mundo, pois são verdadeiras joias que se divulgadas com certeza fará muito sucesso.Estes são alguns dos temas que serão amplamente priorizados uma vez que está totalmente voltadaa história de Bela Vista. Para o alcance que pretendemos, a participação da comunidade belavistense é imprescindível. Quem p o d e r á p a r t i c i p a r ? To d o s o s interessados: professores, artistas, autores, jovens, enfim, todos que tem algo a acrescentar para que Bela Vista seja conhecida no contexto mundial, uma vez que a rede mundial de comunicações oportuniza o alcance de um público maior. Vem conosco mostrar Bela Vista, sua gente, sua história, suas belezas naturais, para que o mundo conhece esse cantinho remoto,masque respira muita paz.

Peter Fleitas Lino


Fotografia

3


Aconteceu

Super Lua A este fenómeno dá-se o nome de perigeu e, de acordo com informações do Observatório Astronómico de Lisboa, a melhor altura para ver a "super lua" em Portugal é durante o nascer da Lua, quando esta parece sempre maior. Já aqui em Bela Vista, foi possível ver a lua desde o entardecer, por de trás do rio apa, surgindo no horizonte paraguaio. A ‘’super lua’’ atingiu seu ápice às 22:30. confira as fotografias tiradas:

F o t o s :P e t e r F .

4


Folclore Fofão o Boneco do Diabo Minha tia deu um boneco do fofão para o meu primo (ele amava o fofão) mais depois dele ter ganhado o fofão ele começou a ter sonhos estranhos e gritava a noite toda ao perceber isso minha tia pesquisou sobre esse boneco e descobriu que o criador do fofão fez um pacto com o diabo, então ela (tia) chamou todos da família para ir a casa dela e queimar o fofão. Então eles abriram o fofão e dentro dele tinha uma adaga e no momento em que eles abriram meu primo deu um grito bem alto La do quarto então eles queimarão o fofão e depois disso meu primo nunca mais sonhou ou gritou a noite. Isso já tem um tempão que aconteceu e parece que a memória do meu primo foi apagada e até hoje ele pergunta pelo seu boneco FOFÃO.

Baile de Sábado de Aleluia

Há alguns anos atrás , quando chegava a noite de sábado de Aleluia , ocorriam nos clubes uma festa chamada de : Baile de Aleluia , onde todos se vestiam de branco e as mulheres colocavam flores nos cabelos . Sempre no meio desta festa havia a tradicional malhação de Judas e geralmente os personagens preferidos para

serem insultados eram os maus políticos . Em 1950 , em uma certa cidade do interior , um clube tradicional resolveu elaborar um baile de sábado de Aleluia . No ano anterior , havia morrido um prefeito que era muito corrupto , seu corpo havia sido empalhado antes de ser sepultado . A única pessoa que sabia disto era a sua viúva , dona Arlinda , que veio a falecer seis meses depois da morte de seu marido . Então três garotos : José , Pedro e Manoel tiveram a idéia de fazer um Judas com o defunto do ex – prefeito . Na madrugada de sexta para sábado os meninos retiraram o cadáver que estava intacto , por causa da técnica de empalhação . Depois eles colocaram terno e gravata no ex – prefeito e esconderam este presunto no sótão da casa de Manoel até a hora da malhação do baile . Quando chegou a festa , todas as pessoas estavam empolgadas . Elas só falavam do fim da segunda guerra mundial e da expectativa da hora da malhação do Judas . O baile seguia normalmente , até que o locutor anunciou : - Agora , está na hora de malhar o Judas ! - Que político importante representará o boneco ? Quando as cortinas se abriram , todos os participantes viram o cadáver do prefeito que parecia se movimentar e saíram correndo . Diz a lenda que algumas pessoas morreram pisoteadas . O caso foi parar na polícia e lá descobriram a travessura dos três garotos , que confessaram que tiraram o cadáver do ex - prefeito do cemitério . Porém afirmaram que o morto se mexeu sozinho no palco sem ajuda de nenhum do t r ê s .

Lenda da Aroera

É temida por seus eflúvios que excitam de tal maneira o sangue de algumas pessoas, que, só por passar por baixo desta árvore, ou mesmo só aproximarem-se dela, adoecem de um modo alarmante. Alguns coloca em estado que muito se assemelha ao sarampo, já outros, deixa túrgidos e inchados. Ficam febris, assombralhes sangue aos olhos e a visão turva. Conta-se que já faleceu um indivíduo pela ação mórbida da aroeira. Ele lavrara com seus peões paus de aroeira com o fim de fazer um galpão. Adoeceu com os sintomas ordinários do mal da aroeira e em apenas três dias já não pertencia ao mundo dos vivos. Para curar-se deste mal, dizem, basta uma fricção com cana. Mais eficaz mais simples e mais esperto remédio é recorrer ao remédio superior da simpatia. Quando se passa em frente a aroeira ou próximo dela, devemos sempre saudá-las, mas às avessas do tempo. De manhã, se diz: "Boa tarde, senhora aroeira!" E quando for à tarde: "Bom dia, senhora aroeira!" Para precaver-se deste mal, os homens do campo quando tem que cortar uma aroeira ou passar por baixo dela, sempre usam desta simpatia. Todo lenheiro que se preze, detêm-se a pouca distância da aroeira com grande respeito, como se apresentasse perante uma divindade. Enquanto a saúda, não é permitido nem sequer pestanejar, tão fixa deve ser a vista no objeto de sua atenção. Três vezes consecutivas há de repetir a s a u d a ç ã o . Te r m i n a d a e s t a cerimônia, não é mais preciso ter medo do mal do aroeira. Chega ainda, o lenheiro, de chapéu na mão, e descarrega vigorosos golpes de machado ao tronco, até dar em terra com a árvore, que lhe servirá de lenha para o fogão ou de postes do curral.

5


Mundo

Ong Comunidade Ativa Entrevista com o presidente Oraldino Ferreira Como surgiu esta idéia da Ong?

Na verdade tudo começou com um grupo de pessoas aqui do bairro (nova esperança, Canaã), que sabendo das dificuldades que aqui existiam, nos reunimos e começamos a trabalhar, primeiramente com a alfabetização de adultos, aqui no Canaã, Água Doce e Nova Esperança. Em qual ano começou , e quem eram as pessoas que ajudavam na época? Bom começamos em 1999, com um grupo de pessoas que estudavam o Magistério, no total de 8 pessoas, conversando com elas, elas se dispuseram a ser voluntárias (os)

6

nesse projeto. Quantas pessoas eram atendidas? 35 alunos (as), onde foram disponibilizadas na época, salas na Escola Pedro Ajala. O que mais vocês organizaram? Nesse mesmo ano, nós realizamos a primeira Olimpíada Integração dos Bairros, com 21 modalidades esportivas. Qual era o público? Na grande maioria adultos e jovens, mas a partir de 2008 começamos a trabalhar com crianças e adolescentes. E qual foi o resultado ? Nossa! foi uma total diferença, pois com os adultos não atingíamos o resultado esperado, porém... com as crianças, foi um sucesso, pois não tínhamos preocupação com horários, e o melhor de tudo, era ver a satisfação das crianças ao receber uma medalha , um troféu, ver o sorriso da criança estampado no rosto ao vencer, é lindo. E agora com a ONG praticamente consolidada quais são os principais objetivos? Nós já temos vários projetos para a tender toda a comunidade

belavistaense, porém, estamos apenas esperando os registros em cartório para que realmente possamos agir como uma Organização pautada em ajudar realmente. Nós já ajudamos na feira da APAE, que aconteceu este mês, estamos auxiliando na feira da agricultura familiar, organizamos geralmente em junho um seminário de agricultura orgânica. E o trabalho com a feira de expositores da agricultura familiar? Pois é Peter, é proporcionar a comercialização dos produtos que eles produzem, incentivar a cultura, Nós estamos levando o artesanato, os músicos prata da casa, estamos com a idéia de criar um festival de calouros, levar artistas daqui mesmo de Bela Vista , e com isso divulgar nossos talentos. Algo mais que queira acrescentar? Apenas gostaria de parabenizar a revista Bela Semana, por essa iniciativa, e dizer que o trabalho que vocês estão desenvolvendo, publicando as cosias da comunidade, é de grande valia para nossa cidade. Um abraço!


Fotografia

Sempre fui fã de cemitério. Sempre me impressionei com as imagens que as catatumbas carregavam, imagens postas para que os anjos abençoem a partida dos entes que tanto desejáva-mos bem, imagens que simbolizizam a ascenção. Neste estudo, me propus a mostrar algumas imagens que me marcaram ao visitar o cemitério histórico da minha cidade, ‘’Bela Vista’’, imagens que fazem a gente pensar... ( Peter Fleitas Lino ) Ser o mais rico do cemitério não é o que mais importa para mim… Ir para a cama à noite e pensar que foi feito alguma coisa grande. Isso é o que mais importa para mim. (Steves Jobs) Morrer é apenas não ser visto. Morrer é a curva da estrada. (Fernando Pessoa)

7


Bela da Semana

Jessica Gutierres Nasceu em 27 de maio de 1983 Profissão: Bar tender

Fotografia: Peter F. Make: Nélida Dias Produção: Eduardo Danay Nélida Dias, Julien Caroline Acessórios: Empório Zaging 8


Bela Semana

Seja nossa pr贸xima Bela da Semana

Contato: peterfleitaslino@yahoo.com.br

9


Revista Bela Semana ed01  

Primeira Edição da Revista Bela Semana, com novidades e atualidades.

Advertisement