Issuu on Google+

Edição nº 4 Maio/2013

A primeira revista virtual especializada em coelhos do Brasil!

revista

Edição Especial de Aniversário 1 ano


revista


Não posso falar de Pet Bunny e Cia, sem mencionar o verdadeiro responsável pela sua existência: Tuig Inácio. Enquanto preparava essa edição pensei em tirar uma nova foto dele com maior resolução para fazer um trabalho de qualidade que sempre me empenho em fazer. Mas assim como ele, essa foto é única e por mais que eu tentasse, jamais conseguiria outra pose dele igual à esta. É a minha foto preferida e lembro que ainda estava preparando o celular para flagrar esse momento e ele aguardou, observando tudo o que eu fazia com curiosidade, morrendo de medo que se mexesse e perdesse esse momento que consegui eternizar . Sempre digo que ele é o pequeno grande amor da minha vida e nela teve sua missão e cumpre até hoje. Trabalhei em muitos lugares, fiz muitas coisas diferentes: atendente de padaria, balconista de farmácia, caixa, fiscal de caixa, subgerente, administradora de lanchonete; fiz enfermagem, acabei me formando em Gestão Financeira mas no fim das contas, foi fazendo o curso de banho e tosa que me encontrei. Foi adaptando esse conhecimento às necessidades dos coelhos que me apaixonei, sonhei e realizei e tudo graças ao meu Edição Aniversário --

2013

facebook.com/petbunnyecia

Tuig que me inspirou e é a ele, que dedico essa edição de aniversário de 1 ano do Pet Bunny e Cia. Em maio de 2012 iniciei com os serviços em domicílio, atendendo cães e coelhos e hoje, temos a nossa loja. Agradeço especialmente a todos que apoiaram e aos clientes que confiaram no nosso trabalho. Às veterinárias Sabynne Régis e Janys Cumming; ás criadoras de mini coelhos Lilia Portugal (Dakota Lions), Elayne (Lany Mini Lions) e Gabriela (SSA Mini Coelhos); Mara Almeida (Curso de Banho e Tosa Toque de Patas); Rafael Almeida, esposo, amigo, companheiro, incentivador e dono de ótimas ideias; Chan, nosso shih tzu amado, meu modelo para fazer tosas e penteados mesmo a contragosto. Espero poder contar com todos vocês, para mais um ano de conquistas e realizações.

Gêisa Lopes

Bunny Groomer


Homenagem à todos que fizeram e fazem parte do blog Coelho é tudo de bom!! (alguns amiguinhos viraram estrelinha) A criação do blog foi o primeiro passo da empreitada em 16/06/10, com a proposta de compartilhar minha experiência com a criação de Tuig, ajudando muitos pais e mães de coelhos de vários lugares do Brasil.

http://coelhotudodebom.blogspot.com.br/ Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia


Homenagem a todas as mães de coelhos que dedicam seu tempo, sua paciência e seu amor a esse seres fantásticos que são os coelhos. O mês de maio é especial para mim por duas razões. A primeira, por que é aniversário do Pet Bunny e Cia, onde iniciamos nossas atividades em domicílio. A segunda, por conta do dia das mães pois é um privilégio ser mãe de coelho!

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia


Ambiente climatizado, ducha quente, banho e tosa on-line, trabalhamos com produtos de primeira linha como PetSmack e Ibapet.

Banho e tosa (de cães e coelhos) Penteados Pet cure

Hidratação Queratinização Chapinha Desbaste dental de coelhos

http://petbunnyecia.wix.com/banhoetosa End.: Estrada da Cachoeirinha, 1601 – Centro Comercial Cachoeirinha, loja 11 – Cabula VI Tel.: (71) 4062-9295/8873-2155 - contato@petbunnyecia.com.br - Salvador-BA Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia


As pessoas que recebem coelhos como companheiros tendem a esquecer que a natureza criou coelhos como uma presa. Como uma espécie de presa, o coelho vai manter desesperadamente a “produção de coelhos” , a fim de garantir que sua espécie viva em face da predação extremamente elevada na natureza. Esta é uma estratégia eficaz na natureza, mas para o coelho de estimação caseiro, termina sendo um problema sério com proles indesejadas. Coelhos atingem a maturidade sexual entre três e seis meses de idade. Um coelho difere de outros mamíferos, em que a fêmea ovula depois de ter sido montado por um macho. Isto é chamado de ovulação induzida. Esta é a única vez que ela produz um óvulo. Isto também significa que, depois de um coelho deu à luz, se o macho ainda está presente, ela pode e provavelmente vai engravidar dentro de 24 horas do parto. Apenas imagine como você se sentiria se você tivesse um bebê e dentro de 24 horas estivesse grávida de novo! Problemas que podem ocorrer com a gravidez de coelho são ampliados se o coelho é jovem quando ela dá à luz. Se, jovem ou velho, os seguintes problemas podem ocorrer:

A mortalidade de bebês alimentados “à mão” é extremamente elevada. Se o pai era maior do que a mãe, ela pode ter dificuldade durante o parto e os bebês não podem sobreviver. Se a mãe não era particularmente saudável, ela pode se tornar doente do estresse de transporte e entregar os bebês. Se você optar por permitir que o seu coelho reproduza de qualquer maneira, o que você faz com os sobreviventes 412 bebês que ela teve? Você está preparado para encontrar bons lares amorosos para todos eles? E se você não fizer isso, você está disposto a cuidar deles nos próximos 8-10 anos? A melhor coisa que você pode fazer pelo seu coelho, e todos os coelhos, é castrar ou neutralizar. Coelhas vão viver mais tempo, porque você elimina a possibilidade de tumores no ovário, útero, ou tumores mamários . O coelho vai ser menos agressivo, seus hábitos sanitários serão mais confiáveis, e mais importante, ele vai evitar ninhadas indesejadas. Texto traduzido e adaptado: http://www.rabbit.org/adoption/why-not-to-breed.html

Ela pode se confundir, e não construir um ninho para seus bebês, fazendo com que morram de exposição.

Foto: internet

Foto: internet

Seu leite pode não cair, ou ela simplesmente não pode alimentá-los, deixando o zelador humano para que o faça.

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia


Quando um esterilizado?

coelho

deve

ser

castrado

ou

Urina de pulverização: Ambos os coelhos machos e fêmeas, irão marcar seu território por urinar em superfícies verticais. Embora um comportamento sexual, se continuar durante um longo período de tempo, pode tornar-se um hábito que não pode ser corrigido através da esterilização.

Os coelhos são geralmente esterilizados ou castrados quando eles tem de 4-6 meses de idade. A esterilização deve ser realizada antes que o coelho complete 2 anos, para obter o benefício da prevenção da doença. Se um coelho que é de 2 anos de idade ou mais está a ser neutralizado, um mais amplo préoperatório incluindo alguns testes laboratoriais, é recomendado. Coelhos adultos têm muito mais gordura abdominal, especialmente em torno do útero. Isto aumenta a dificuldade de cirurgia e o período de tempo que o coelho estará sob anestesia. Coelhos com mais de 6 anos de idade têm maior risco de complicações da anestesia.

Agressão: A maioria das causas de agressão e luta é territorial. Tanto os machos e as fêmeas (especialmente grávida) vai estabelecer um território e defendê-lo com força de outros coelhos. A luta é muito estressante, pode resultar em ferimentos graves, e a agressão pode ser estendida aos seres humanos, bem como outros coelhos. Roer: Algumas pessoas têm observado que os comportamentos problemáticos de roer tudo pela frente resolvem-se dentro de várias semanas ou meses de castração.

É uma cirurgia segura em coelhos?

Prevenção e controle comportamento:

de

problemas

de

Muitos problemas de comportamento em coelhos estão relacionadas com hormônios sexuais. Se neutralizado precocemente, estes problemas podem ser evitados. Em coelhos mais velhos, muitos destes problemas vão ser controlados ou desaparecer após a esterilização. Vai levar várias semanas ou meses após a cirurgia, no entanto, para os níveis hormonais diminuir e as mudanças no comportamento serem observadas. Problemas de comportamento que podem ser influenciadas pela castração incluem:

Foto: internet

A cirurgia pode ser tão segura em coelhos como em qualquer animal. Infelizmente, a grande maioria dos veterinários não têm experiência com técnicas de cirurgia segura de coelho. Não permita que um veterinário com pouca ou nenhuma experiência com coelhos castre o seu animal. Usando isofluorene como as técnicas anestésicas e cirúrgicas adequadas e pós-cirurgia, esterilização e castração de coelhos é tão segura como qualquer outro animal.

Proporcionar oportunidade de ter vários coelhos Coelhos castrados não só fazem companheiros melhores para as pessoas, fazem companheiros melhores para outros coelhos também. Vários coelhos muitas vezes podem ser alojados juntos muito felizes, se castrados, já que há menos luta sobre o território e seus companheiros. http://petbunnyecia.com.br/esterilizacao_17.html

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia


Em nossa página você encontra dicas para criar seu coelho, curiosidades sobre a espécie, notícias sobre nossos resgatados, as histórias dos resgates, depoimento dos adotantes e muitas outras coisas interessantes sobre os coelhos!” Contato: adoteumorelhudosp@gmail.com Leia mais: http://www.adoteumorelhudosp.blogspot.com.br/

Salve os Coelhinhos “Somos pessoas independentes que sempre resgatávamos animais: cães, gatos. Por vermos muitos casos em revistas, jornais e televisão sobre pessoas que ganham ou pegam coelhos e por um motivo ou outro não podem mais ficar e não tem onde deixar acabam abandonando em ruas, matagais, fazendo com que os coelhinhos sofram tentando sobreviver ou que sofram algum acidente. Por sermos criadores e amarmos muito nossos coelhinhos decidimos nos unir e assim fundamos um projeto que tem como principal objetivo conscientizar as pessoas que animal não é brinquedo! Nos unimos com um objetivo em comum: ajudar aqueles que não possuem um lar, damos todo auxílio possível para que o coelhinho fique saúdavel, se possível castramos (necessitamos de doações ou compra em nossa lojinha), caso esteja doente ficam em um lar temporário com um de nossos responsáveis que se dedica arduamente no bem estar dos coelhinhos intensificando a atenção na área de alimentação , medicação e higiene. Recuperado de nossa "UTI"(30m²) caso não seja adotado será encaminhado ao nosso abrigo no interior de São Paulo com aproximadamente 300m² de área útil , todo cercado por tela, 3m de concreto no solo para evitar que fujam ao criar tocas.” Contato: salveoscoelhinhos@hotmail.com Leia mais: http://salveoscoelhinos.webnode.com/sobre-nos/

Adote um Orelhudo “Somos o primeiro grupo de resgate e adoção de coelhos em São Paulo! Nosso projeto nasceu em 2011 quando uma protetora de animais resgatou 11 filhotes abandonados sem a mãe e que ainda mamavam. Isso fez com que ela percebesse o crescente abandono de coelhos em São Paulo e a necessidade de fundar um grupo para ajudá-los a terem um lar e serem tratados com a dignidade e respeito que merecem! Resgatamos e proporcionamos adoção consciente aos coelhinhos abandonados em São Paulo capital e grande São Paulo.

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia

O Grupo Coelho foi criada em 1984 nos EUA por Caroline Charland para ajudar coelhos em necessidade. Somos uma organização sem fins lucrativos, que funciona com ajuda de voluntários. “Ao longo dos anos, temos resgatado milhares de coelhos. Infelizmente coelhos são levados para abrigos todos os dias, principalmente porque as pessoas compram de um pet shop ou criador, sem aprender sobre seus cuidados ou saber o que esperar. Eles são frequentemente comprados para as crianças que não podem cuidar deles. Eles são deixados em gaiolas ou quintais , sem proteção contra predadores. É nosso objetivo colocar coelhos Grupo Coelho em lares amorosos onde eles vão passar o resto de sua vida feliz e saudável. Fazemos isso ajudando as pessoas a fazer a escolha certa em adotar um coelho, por educá-los sobre coelhos e seus cuidados, e o que esperar quando você tem uma vida de coelho em sua casa como parte da família”. Alguns grupos de resgate e adoção http://www.bunnybunch.org/adoptioncenter.htm http://www.therabbithaven.org/ http://3bunnies.org/ http://rabbitrescue.ca/ http://www.mybunny.org/ http://www.saveabunny.org/


A esterilização cirúrgica é considerada o melhor método de controle populacional de animais domésticos e consiste na retirada de órgãos sexuais, o que torna o animal incapaz de reproduzir-se e suprime o aporte de hormônios sexuais. Os coelhos são animais muito prolíferos. Uma coelha pode ter até 6 ninhadas por ano, cada ninhada com cerca de 4 filhotes (raças anãs), portanto um casal de coelhos podem gerar cerca de 24 crias em um ano. Raças maiores podem gerar até 60 crias em um ano. As principais vantagens da esterilização cirúrgica (castração) de coelhos são a diminuição da agressividade e brigas (comportamento territorialista) entre os machos, redução da incidência de neoplasias uterinas e de outros tumores como de mama, testículos e próstata. A castração é indicada para evitar o crescimento populacional e reprodução indesejada, e ajuda na prevenção de adenocarcinoma uterino e piometra em fêmeas que não foram destinadas a reprodução.

1. Os animais não copulam de forma recreativa, é um ato puramente instintivo (animais castrados não sentem vontade de copular), portanto se não existe o desejo de aumentar a ‘família’, melhor evitar com a castração do que negligenciar ou abandonar os filhotes depois. 2. Ao contrário do que se afirma os animais castrados não engordam, na verdade a falta de exercícios e alimentação errônea é o que tornam os animais obesos. 3. A castração não é uma mutilação brutal, é um procedimento cirúrgico, feito com uso de anestésicos e analgésicos, por médicos veterinários capacitados, onde ocorre a retirada de gônadas e ajuda a prevenir possíveis doenças comportamentais e neoplásicas. Castrar é um ato de amor! Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia

•Especialista em clínica e cirurgia de animais silvestres e exóticos •Integrante Equipe Exóticos •Colaboradora Ambulatório de Animais Silvestres e exóticos UFBA •Consultora técnica do Pet Bunny e Cia

PAULO COELHO By Tatiane Almeida. Estrelando: Coelhinho Paulo Coelho

A cirurgia é simples e das mais realizadas em coelhos, feita com anestesia geral, nos machos chamada orquietomia retira-se os testículos, nas fêmeas chamada ováriohisterectomia ocorre a remoção de ovários e útero. A recuperação pós-cirúrgica ocorre em uma semana. Existem alguns mitos relacionados à castração de coelhos de estimação:

JANIS CUMMING HOHLENWERGER CRMV-BA 3190


Estase Intestinal GI Stasis é uma doença grave em coelhos, exigindo ação imediata. Mas e se o seu veterinário estiver fora da cidade? Aqui estão algumas maneiras de estabilizar o seu animal de estimação.

Idealmente, você deve levar o seu coelho a um veterinário experiente em coelho dentro das primeiras horas de GI estase . Alguns coelhos parecem ter um talento especial para ficar doente durante a noite ou nos finais de semana e feriados, quando o seu veterinário de confiança não está disponível. Em um mundo ideal, os proprietários de coelho não pensariam duas vezes antes de levar seus amiguinhos para qualquer veterinário de emergência. No entanto, na realidade, os proprietários de coelho financeiramente carentes ou ongs de resgate de coelho podem não ser capazes de pagar taxas hospitalares para animais. Outros podem ter que viajar longas distâncias para encontrar um veterinário que atenda “exóticos”. Entretanto, há coisas que você deve fazer em casa para ajudar o seu coelho até que os cuidados veterinários estejam disponíveis. Simeticona e fluidos orais: Simeticona é um apaziguador de gases para crianças vendidos em forma líquida sob a marca Luftal ou genéricos. Você pode dar a seu coelho 1 a 2 ml a cada hora para ajudar a aliviar a dor de estômago. Também é uma boa ideia para darlhe 3 a 5 ml de água por via oral, a cada hora. Manter o coelho hidratado vai ajudar a quebrar massas em seu estômago. Quando administrar líquidos na boca do seu coelho, inserir a seringa lateralmente logo atrás dos dentes da frente de forma lenta com cuidado para ele não aspirar se ao fazer, ele estiver de barriga para cima. É bom observar a eliminação de líquidos (urina), pois forçar demais a ingestão de água em um organismo que está bloqueado pode ter resultado catastrófico. Massagem abdominal: Segure o coelho no seu colo, de barriga pra cima, como se fosse um bebê, tendo o cuidado de não deixar a cabeça muito abaixo da linha do corpo e inicie uma massagem de cima para baixo tão profundamente e durante o tempo que o coelho tolerar. Isso ajuda a romper bolhas de gás e massas sólidas. Você irá sentir e ouvir os gases, e eventualmente uma massa em forma de bola. Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia

Compressa quente: junto com as massagens de forma intercalada, ajudam e muito nesses casos. Utilizando uma toalha de rosto ou de visita ou qualquer outro pano , mergulhe na água quente e retire o excesso, envolva-o em papel alumínio (para manter temperatura por mais tempo) e coloque sobre a barriga do seu coelho e vá alternando com massagens. Cuidado com a temperatura muito alta para não queimar o pequeno. Geralmente, esses cuidados até aqui, já são suficientes para se observar uma melhora no estado do animal em poucas horas. Caso não ocorra, são necessários outros cuidados como descritos a seguir: Laxante natural: azeite de oliva administrado 1ml através de uma seringa via oral, vai ajudar na motilidade intestinal pois vai agir como um emoliente. Malt Paste: pasta à base de malte, indicado para tricobezoários (formação de bola de pelo no estômago) em gatos, seguramente podendo ser usado em coelhos. A forma de administração é diferente: através de seringa (1 ml cheia) via oral. Pode ser usado também de forma profilática semanalmente se o seu coelhos tem crises reincidentes como acontece com meu Tuig. Fluidos subcutâneos: Se você tem o know-how e os suprimentos, os fluidos subcutâneos rá manter o seu coelho hidratado e ajudar a quebrar as obstruções no estômago do coelho. Se o seu coelho não respondeu a simeticona, massagens na barriga, compressas quentes nas primeiras cinco horas, é hora de de recorrer a este procedimento. Dê ao coelho 100 ml a cada oito horas. Se o seu coelho não está comendo ou fazendo cocô em tudo dentro de 12 horas, ou não comer ou defecar como normal dentro de 24 horas, é definitivamente a hora de levá-lo a um veterinário disponível. Seu coelho passará por um raio-x para determinar a extensão do bloqueio. O seu veterinário pode, então, prescrever medicamentos para motilidade e / ou analgésicos. A cirurgia é o último recurso depois de todos os outros tratamentos falharam.


Como o Trato Gastrointestinal do Coelho (GTI) funciona - uma visão A digestão começa na boca. Quando o coelho mastiga, seu alimento é misturado com a saliva, que contém proteínas que começam “quebrar” a comida. O alimento é ingerido, entra no estômago, onde é misturado com o ácido do estômago e enzimas digestivas, que continuam o processo de digestão. O alimento, em seguida, sai do estômago para o intestino delgado, onde os nutrientes são absorvidos pelo corpo e, em seguida, para o intestino grosso, onde as partículas de alimento são classificadas por tamanho: partículas maiores de fibra indigerível (aqueles pedaços ​longos de feno timothy fresco) conduzir os pequenos fragmentos de fibra digestível para trás no ceco. O ceco é um saco grande localizado na junção dos intestinos delgado e grosso. As partículas não digeríveis são então passadas para fora nas pelotas fecais e no ceco começa o processo de fermentação que produz o que é vulgarmente referido como fezes noturnas ou cecotrofos, que um coelho ingere diretamente a partir do ânus.

O que é o GI Stasis? Quando a velocidade com que o material se move através do GIT é alterada pode afetar a rapidez com que o estômago e ceco esvaziam. Isto irá geralmente diminuir o apetite por comida e água, fazendo com que o corpo passe a extrair a água do estômago, o que exacerba o problema fazendo com que o conteúdo de todo o trato GI (alimentos, pelos ingeridos, etc) torne-se ainda mais desidratado e impactado. O coelho não é capaz de eliminar a massa de alimentos / pelo no estômago, se sente completo, desconfortável e muitas vezes gasoso (devido ao acúmulo de bactérias más no ceco). O Coelho que não está comendo pode rapidamente tornar-se anoréxico e pode morrer de uma coisa chamada lipidose hepática ou vulgarmente "Doença Hepática Gordurosa", que é causada pelas toxinas produzidas pelas bactérias ruins no ceco. Um coelho em GI Stasis muitas vezes é dito ter uma "bola de pelo" - e enquanto isso pode ser uma parte do problema, a massa de pelo/ comida no intestino é resultado da estagnação, não a causa. Veja o relato da primeira crise de Tuig e como foi tratada. Até hoje ele passa por isso pelo menos uma vez por mês pois não aceita feno nem capim desde que se manifestou a má oclusão dental. Tenho uma verdadeira farmácia em casa pois tenho que agir rápido ao menor sinal, isso garante o sucesso do tratamento: http://coelhotudodebom.blogspot.com.br/p/saude-e-alimentacao.html

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia


Entendendo melhor o que acontece Causas do GI Stasis • pelo ingerido durante a os seus “banhos de língua” • um alto teor de gordura, dieta pobre em fibras (como uma dieta restritiva com ração) • também muitos carboidratos na dieta (pães, bolachas, etc.) • estresse (doença, as mudanças na vida familiar, a perda do companheiro de coelho, etc.) • o uso prolongado de antibióticos • paralisação parcial ou problemas de mobilidade • falta de exercício adequado

Tratar GI Stasis O primeiro e mais importante a fazer é aprender a reconhecer os sinais precoces de problemas gastrointestinais e tratar o seu coelho de acordo ou levá-lo ao seu veterinário antes que as coisas piorem.

Sinais de GI Stasis • fezes amarrados densamente junto com o pelo – “colar de pérolas” • diminuição ou súbita falta de apetite, tanto para água e comida • pode ocorrer também maior ingestão de água que o normal • fezes em tamanho menor e ressecadas • diarréia que vai e volta • mudança no comportamento do coelho, se mostrando apático, quieto, se espremendo contra um canto da casa em forma de pantufa

O que fazer se você notar sinais precoces de problemas gastrointestinais Se você perceber que as fezes do seu coelho são amarrados com o pelo, menor do que o habitual ou não uniforme em tamanho e forma, há várias coisas que você pode fazer antes de ficar extra-preocupado e chamando o seu veterinário: • Aumentar a ingestão de fibras : oferecer-lhe uma variedade de fenos fresco. Alterar ou adicionar feno frequentemente ao longo do dia para encorajar coelho a comer. Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia

• REDUÇÃO da ração para um dia ou dois para encorajar um coelho com fome a comer mais feno (fibra). • Aumentar o consumo de água para ajudar a hidratar intestino afetado:  oferecer água em uma panela de barro, bem como garrafa de água;  adicionar uma pequena quantidade de suco de fruta sem açúcar, como maçã, uva ou papinha de bebê vendida em supermercados de cenoura, maça, etc.  (mudar a água com frequência para evitar a deterioração) e certifique-se de pedir ao seu veterinário sobre o uso de sumo de fruta, para cada coelho / caso;  alguns coelhos vai mesmo beber uma mistura V-8/water! • AUMENTAR a rotina de exercícios do seu coelho . Se ele vive em uma gaiola, , soltá-lo para correr ao redor de sua casa (supervisionada) por várias horas por dia. Isso vai motivar o intestino a funcionar melhor. • Dê seu coelho malt paste 2 a 3 vezes por dia durante 2 dias. • Se as fezes do seu coelho não melhorarem dentro de 2 dias, ou se se agravarem (menor) ou parar completamente - ou se o apetite diminui - contate o seu veterinário coelho IMEDIATAMENTE.

Coisas comuns que seu veterinário pode fazer ou prescrever O seu veterinário irá examinar o seu coelho, ouvir e palpar (sentir) seu intestino e muitas vezes pedem para tirar radiografias (e, ocasionalmente, até mesmo uma amostra de sangue), a fim de fazer o diagnóstico. Vale a pena mencionar que permitir que o seu veterinário para tirar radiografias, mesmo que ela já é bastante certeza de que ele é uma massa de cabelo / alimentos, é um procedimento importante antes de prescrever a medicação. Se uma "obstrução" real está presente, o uso de GI "motilidade" drogas pode causar a massa a se mudar para uma área menor, causando uma erupção intestinal. Cirurgia GI deve ser considerada apenas como um último recurso. • Agentes da motilidade intestinal: cisaprida ou meto’


clopramida, medicamentos seguros e eficazes que podem ajudar a fazer o trato GI em movimento novamente. Propulsid trabalha principalmente no GI inferior e Reglan na parte superior. Em casos graves, ambas as drogas podem ser prescritas simultaneamente. • Para coelhos com muco nas suas fezes: Questran ® (colestiramina), geralmente utilizado para reduzir o colesterol no soro em humanos, pode ser utilizada para absorver as toxinas prejudiciais que causam a mucosa e passá-las para fora através das fezes. • Subcutâneas (Sub-q) Fluidos: Para o coelho com um intestino afetado que se recusa a beber e está ficando cansado de ser alimentados com seringa / regada. Fluido sub-cutâneo não só o corpo hidratado, mas ajudam a equilibrar os eletrólitos também. O seu veterinário ou técnico veterinário vai lhe ensinar como administrar esses fluidos em casa também. • Antibióticos: Às vezes, um antibiótico como Flagyl, Bactrim ou Baytril é prescrito para ajudar a combater a proliferação de bactérias "ruins" (Clostridium spp). Isso nem sempre é necessária e deve ser ser feito apenas se a infecção bacteriana é suspeita. • ALÍVIO DA DOR: alívio da dor para um coelho é muitas vezes a chave fundamental para a sua recuperação. Coelhos não lidar bem com a dor e, às vezes, desistir e morrer. Os gases causados ​pela imobilização, pode causar muita dor abdominal. Às vezes, simplesmente aliviar a dor vai incentivá-los a começar a comer / beber e se tornando mais ativo.

Cuidando em casa de um Coelho com GI Stasis Paciência. Paciência. Paciência. Paciência, bom atendimento veterinário observação, e cuidados em casa, quase sempre resolvem este problema. Depois de ter visitado o seu veterinário e estando o seu coelhos a caminho da recuperação, há coisas que podem ser feitas em casa para ajudá-lo.

Alívio da Dor mecânica O acúmulo de gás em seu intestino pode ser doloroso e provavelmente ela se sente ‘empanzinado” e desconfortável. Há algum extra em casa, coisas que você pode fazer para ajudar a acabar com o gás na barriga, bem como para ajudar a estimular o trato gastrointestinal e fazê-lo mover-se novamente:

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia

Simeticona (suspensão pediátrica líquido, pode ser comprada em supermercados ou farmácias). Ajuda a reunir e passar bolhas de gás no intestino do seu coelho, o que irá aliviar um monte de dor e pode ser o que é necessário para estimular o seu coelho para começar a comer. Não tem efeitos secundários conhecidos e é barato. Administrar 1 mL por hora para as primeiras três horas, em seguida, 1 ml cada 3-8 horas, conforme for necessário. Recomendamos que todos os proprietários de coelho tenham simeticona à mão.

Massagear a barriga do coelho é uma das melhores maneiras de ajudar a quebrar as bolhas de gás e incentivar o intestino para "se mexer". Sente-se com o coelho no seu colo ou sobre uma toalha em cima de uma superfície e com as mãos suavemente massagear o abdômen do seu coelho, tão profundamente quanto ele permitir. Se ele reage de uma forma dolorosa, pare. Você também pode vibrar barriga coelho, segurando a mão de palma, para cima, sob a barriga, ou uma mão em cada lado da barriga e balançando tão rápido quanto o coelho permitir. Fazer estes para ver quão longa e tão frequentemente o coelho vai tolerar. Compressas quentes também ajudam bastante, alternadas com as massagens.


imagem radiográfica sugestiva de estase intestinal

Relato de uma mãe de coelho (http://forums.rabbitrehome.org.uk/showthread.php? 231087-Complete-stomach-blockage-survivor-X-rays)

Foto: Liam (http://forums.rabbitrehome.org.uk)

“Houve alguns tópicos ultimamente sobre a remoção cirúrgica de bloqueios do estômago. Infelizmente, muitos desses casos tiveram um mau resultado. Como eu estava com a minha veterinária hoje eu pedi para fotografar as radiografias realizadas no início de 2007, quando o nosso anão lop Liam tinha tal bloqueio removido com sucesso. Acreditamos que o bloqueio foi causado pelo pelo, enquanto a desidratação foi permanência no estômago. Durante vários dias, tentamos deslocar a massa com hidratação oral e alimentos molhados. Infelizmente, ele não iria passar pelo esfíncter pilórico e ganhou tamanho. Foi então decidido que a intervenção cirúrgica era a única opção. Estômago distendido e ceco quase vazio. RaiosX na véspera da cirurgia. Estômago totalmente distendido, ceco cheio de gás. Total de estase. Removida a massa, Liam se recuperou depois de uma série de cuidados intensivos e viveu por mais quase 3 anos. Acredito que a cirurgia para bloqueios só deve ser realizada quando todos os outros métodos foram esgotados, mas isso mostra que pode sobreviver”.

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia

Fazendo um Coelho Comer Como foi dito, na maioria das vezes um coelho em estase não vai querer comer ou beber por conta própria, no entanto, é absolutamente crucial para manter o seu coelho se alimentantdo! A seguir estão algumas sugestões:


Certifique-se de oferecer uma variedade de feno fresco durante todo o dia. Pet loja fenos são muitas vezes obsoleto e não-atraente. Brinque com o feno, agitando as folhas em seu rosto, para chamar a atenção. Oferecer uma variedade de legumes frescos durante todo o dia, assim como também ervas frescas aromáticas, como o manjericão, coentro, endro, etc. Você também pode dar grama do seu jardim (desde que esteja livre de pesticidas e produtos químicos). Mais uma vez, escolher peças de produtos ou grama e "brincar" com o seu coelho - para tentar seduzi-la a comer.

Tempo de recuperação

Quando Coelho se recusa a comer O coelho às vezes simplesmente se recusa a comer, não importa o que você faz ou tenta, então você tem que recorrer a "forçar a alimentação." Isso só deve ser feito se o seu veterinário especializado diz que não há nenhum bloqueio e que é seguro fazê-lo. Nós preferimos chamá-lo simplesmente de alimentação seringa e nós sugerimos que, mesmo que seu coelho nunca fique doente, você “treine” usando para dar comida ou líquido com uma seringa, de modo que quando o tempo de emergência chegar, você vai ter uma situação menos estressante em suas mãos. [Para "treinamento" do seu coelho de usar a seringa, usar um pouco de suco de fruta sem açúcar misturado com água ou algum banana amassada (algumas pessoas até mesmo usam remédio Malt Paste com sabor. Tenha cuidado para ele não aspirar, injete aos poucos posicionando o bico da seringa pro trás dos dentes incisivos.

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia

É fundamental ser paciente durante o tratamento de um coelho com GI Stasis. O caminho para a recuperação é muitas vezes longo, e você precisa permitir que as terapias e tempo dos medicamentos façam seu trabalho. Ele pode ser de vários dias antes de ver qualquer pelotas fecais, e várias semanas antes de seu coelho estar de volta ao normal novamente. NÃO PARE quaisquer medicamentos ou terapias ou alterá-los sem primeiro consultar o seu veterinário! Sugerimos também que, quando for hora de parar os medicamentos que você não faça isso de forma abrupta, mas de uma forma gradual. Quando você levá-lo ao veterinário, se o seu coelho tem uma companheira, certifique-se que ele ou ela vá junto também. A separação pode causar estresse e piorar a situação. Nós não podemos cansar de insistir bastante na importância de falar com o seu coelho, incentivando-o, amando-o e dando-lhe atenção extraespecial durante este período. Coelhos respondem surpreendentemente bem ao amor e atenção. Atendimento veterinário adequado, alimentação adequada, o alívio da dor, a massagem na barriga, amor e paciência quase certamente vão curar o seu coelho.


Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia


Salientamos que a menção de medicamentos nesta edição, não exclui a necessidade de procurar um veterinário especializado em coelhos pois , ele é o único profissional que tem condições de avaliar cada caso e indicar o tratamento adequado além da dosagem correta.

PAULO COELHO

By Tatiane Almeida. Estrelando: Coelhinho Paulo Coelho

Fontes de Pesquisas dos Artigos dessa Edição: • http://suite101.com/article/getting-your-bunny-through-gi-stasis-a73830 • Pet Bunny e Cia – Gêisa Lopes • http://www.mybunny.org/info/gi_stasis.htm

Edição Aniversário -- 05/2013

facebook.com/petbunnyecia



Pet Bunny e Cia Revista