Issuu on Google+

Ano 01 edição # 03 # Fevereiro 2012

www. revistalaica.com.br

entrevista

A NOVA Pequena NotÁVEL

FESTA DE

CAMPEÃ

Simone Gutierrez estreia novo musical e mostra que não há limites para uma diva

Distribuição gratuita

Defenda seu vestido e brilhe sem medo em noites de gala

mercado da luta

O marketing e a gestão de sucesso do ufc

A terra dos extremos

conheça as cores e a cultura de dubai, no oriente médio

cadê o gatinho?

bichanos ganham espaço nos novos lares


Guia do Usuário

APROVEITAR O CONTEÚDO DA LAICA DIGITAL NO SEU TABLET É MUITO FÁCIL. ABAIXO, AS DICAS DE COMO MOVIMENTAR A TELA E O EQUIPAMENTO PARA EXPLORAR MELHOR A INTERATIVIDADE DA REVISTA.

Para passar as páginas basta tocar a tela e arrastar para frente ou para trás como se estivesse folheando. Para assistir a um vídeo, coloque o tablet na horizontal para que a imagem ocupe toda a tela.

Outro jeito de ampliar é juntar o polegar e o indicador sobre o ponto a ser ampliado e separá-los para “abrir” a tela. O movimento contrário reduz o texto ou a imagem ampliados.

Para ver o texto ou as imagens mais de perto, basta dar dois toques no local com a ponta do dedo ou com a caneta do equipamento.

Como navegar Toque no botão de lista para ver todas as páginas da revista. Depois, é só escolher com outro toque a que deseja ler.

Para voltar à sua biblioteca do tablet, toque sobre o botão “biblioteca”. Se a barra sumir durante a leitura, basta tocar a tela uma vez em qualquer ponto para que ela apareça outra vez.

Sirva-se No índice da revista, basta tocar o título da matéria para ser redirecionado para ela.

Sirva-se

Quando quiser marcar uma página para voltar a ela depois, basta tocar sobre o botão “bookmarks”. Depois é só entra no botão lista e ver as páginas que estão com a etiqueta vermelha.

Para buscar nomes e outras palavras de seu interesse nos textos da revista, basta tocar sobre a lupa e digitar o que deseja encontrar. Se abrir algum link e quiser voltar à revista, clique duas vezes no botão “home” do tablet. Um barra surgirá e é só tocar com aponta do dedo uma vez sobre o botão iBooks para que a leitura seja reiniciada do ponto em que parou.


Informe Publicitรกrio


Da Redação

O Olhar do Tigre

A

Revista LAICA é um projeto de muitos talentos reunidos. Gente boa de várias áreas que tem apostado em uma publicação com formato e conteúdo diferentes para o interior de São Paulo. Mas mudar algo consolidado, por mais que seja preciso, nunca é fácil.

Melhoramos quando nos permitimos arriscar e sair de uma zona de conforto,

quando nos permitimos ouvir as novidades da nuvem e apostar nas tendências. A LAICA é feita dessas ideias. E briga por elas. Por isso, a partir desta edição, os leitores terão mais poder de interação e vão ajudar a montar a revista. A LAICA vai focar cada vez mais nas mídias online para levar para fora o que é produzido aqui. O site já está em um novo ritmo de atualização com conteúdos extras diários e, enquanto a revista para tablets segue mensal, a versão impressa sairá como edição especial, trazendo matérias exclusivas e as mais curtidas e tuitadas do digital. Além disso, criamos a Feira LAICA, um espaço gratuito no online para divulgar os produtos e a arte de quem vive da criatividade. Os mais compartilhados também saem na versão para tablets e no impresso. Agora, quem decide é você. Portanto, quando ler uma matéria da LAICA e gostar, mande para os amigos, compartilhe em suas redes sociais, comente no site ou por email. A sua participação e presença dão força para revista crescer, para levar conteúdo a mais leitores e criar espaço para publicação do trabalho de mais talentos. É uma busca por superação que merecia uma trilha a la “Eye of The Tiger”, da banda Survivor, mesmo que fosse só pela diversão. E por falar na música do lutador mais lendário do cinema, Rocky Balboa (interpretado por Sylvester Stalone), a LAICA deste mês está mesmo no ritmo de luta. Além de um editorial de moda em um ringue e um perfil do treinador de boxe mais antigo do País, temos ainda uma matéria sobre a economia da sensação do momento, o UFC, e as dicas do nosso personal trainer para entrar em forma com a onda das artes marciais. Bom combate!

Danielle Castro

Editora-Chefe danka@revistalaica.com.br


dezembro 2011 - ano 01 - ED Nº 02

sirva-se 13

Entrevista

13

A Nova Pequena Notável

Dos palcos no interior para o circuito dos musicais e da TV, ela conquistou o Brasil. Simone Gutierrez conta como usou o biotipo “mignon” a seu favor.

Moda

33

Vitrine

Brilho animal

Os acessórios que vão ofuscar no Outono-Inverno.

31

Trends

FOTO ARQUIVO PESSOAL

O charme das etnias

Vida

45

Gente de Bem

47

Pet

Educandário

CAPA Modelo Ana Laura Ribeiro Make-up and Hairstyle Funny Hair Produção de Moda Alessandra Perlatti

A vez dos gatos

49

35

Compasso

43

Estrutura

53

Viagem

Fitness

Golpe Certeiro

Artes marciais customizadas para malhação ganham as academias

54

Oscar Niemeyer

Recordar é viver

Lição de Casa

Organização é a chave para montar seu Home Office e trabalhar em casa

41

Aposta

Varanda Cool

Design diferenciado de peças torna áreas de convivência mais divertidas Bem Estar e Saúde

Educação, Ciência e Sabedoria Popular

As lições da história e o valor do conhecimento na melhoria de vida da população

LAICA | Fevereiro 2012

Arquitetura e Decoração Especial - Grandes Nomes

O choque de culturas nos Emirados Árabes

6

Seja forte e assuma o brilho e a feminilidade para arrasar na moda festa

39

Contrastante Dubai

21

CAPA

Festa de Campeã

Donos de vida agitada apostam cada vez mais no jeito prático dos bichanos

Fotografia JBreno / Produção Danka Vestido, Farthingale. Brinco, Maria Guapa

21

37

Decoração&Design

Um seleção de peças para destacar e dar exclusividade a suas paredes e estantes


Cultura e Gastronomia

55

Cultura Viva

A silenciosa vitória do teatro em Ribeirão Preto

59

Sociedade e Cultura

61

Tradição Gastronômica

Lá Fora

63

55

Tempero do Samba

Receitas que dão gosto e ritmo ao Carnaval da Imperadores

63

Cultura Viva

O lutador-cavalheiro

Bruno Galatti, o italiano bom de briga que abriu o caminho do boxe feminino e a primeira academia da luta no País

Negócios e Tecnologia

65

Empreender

Luta pelo mercado

Como a gestão e o marketing do UFC tornaram o MMA um fenômeno mundial

61

65 70

Projeto de Lei quer tornar crime a direção sob efeito de entorpecente

16 Bits

Promessa de 2012

Tab

Sua locadora corre perigo?

Cresce a popularidade de serviços de vídeo pela internet. Saiba como funcionam.

74

Mapa LAICA

70

FOTO DIVULGAÇÃO

Nintendo prepara lançamento do novo Wii-U e aposta em gráficos mais poderosos

69

Coluna Instância

Rigor em Trânsito

FOTO RONY MORBI

O Espetáculo da Transformação


Colaboradores 1

5

2 4

3 1 - A engenheira MARIA CRISTINA SALOMÃO é especializada em projetos de arquitetura. Light designer, utiliza a iluminação para dar vida e detalhe aos seus ambientes, como a moderna varanda que você confere na sessão Aposta. 2 - FÁBIA ALVIM é professora de Português e revisora de publicações jornalísticas e educacionais. Mineira estabelecida em São Paulo, também é autora do blog literário Cê-cedilha e et cetera e do relato de Viagem à Dubai.

3 - JBRENO é diretor de criação do Estúdio Brasilroots, editor de imagem da Revista LAICA e autor das fotos e do ensaio de capa desta edição. 4 - GISELE MATHEUS, professora de ensino fundamental da Rede Sesi e nossa articulista de Educação, é graduada em Biologia e mestre em Educação para a Ciência pela Unesp. Também fez aperfeiçoamento em Neuroaprendizagem e foi premiada, em 2004, como o troféu “Professor Nota 10” da Fundação Victor Civita/TV Cultura.

6 5- RODRIGO GIANELLO, autor do blog Los Angeles em 365 Dias e da ilustração do artigo sobre Trânsito, é publicitário especializado em Design de Multimídia e História da Arte. Fez extensão em Production & Acting pela New York Film Academic, de Los Angeles. É diretor de comunicação da Immaginare Escola de Criação e Artes Visuais, instituição que também intermediou a arte de outro talento, do curso de Design Gráfico, que você vê nesta edição: a ilustradora ANA CLARA BELEM.

Expediente Reportagem: Carla Garcia, Francine Micheli e Daniel Candido (redacao@ revistalaica.com) Colunistas: Eduardo Von Gal, Victor Nogueira, Guilherme de Falco, Aline Almeida e Felipe Barione, Gisele Matheus. Fotografia: Danka e JBreno. Ilustrações: Rodrigo Gianello e Ana Clara Belem. Diretor jurídico: Eduardo Von Gal Jornalista responsável: Danielle Castro (MTB 49.133) Comercial: comercial@revistalaica.com.br

Projeto Gráfico e Editoração: Brasilroots Editoração e Imagem Ltda.

6 - ALESSANDRA PERLATTI, professora da Immaginare, assina a prdução de moda de fevereiro. Designer com formação em marketing e negócios da moda, é especializada em varejo fashion e atuou como estilista de grandes redes e em empresas integrantes do calendário oficial do São Paulo Fashion Week. Ministrou aulas no Centro de Estudios Superiores de Diseño de Monterrey (Cedim), no México, e no Istituto Europeo di Design (IED), em São Paulo, no qual também coordenou o curso de moda.

Baixe a versão para iPad

Revista LAICA R. Altino Arantes, 1460 - Piso 2 Editora-Chefe: Danielle Castro Editor de imagem: JBreno Mansano

www.revistalaica.com.br/digital TROCAMOS! Pisamos na bola e, diferente do que foi publicado na edição impressa de dezembro, Cinópolis (com “O”) é a grafia correta do nome do petshop que aparece na matéria “Bichinho Fashion” (pág. 41, edição 02). Nosso pedido de desculpa ao pessoal super bacana de lá e aos leitores!

A Revista LAICA não tem responsabilidade editorial sobre as opiniões expressas nas colunas, artigos e informes publicitários. É proibida a reprodução ou cópia de parte ou todo de textos, fotos e ilustrações publicados nas versões impressa ou digital deste veículo.


N@ Rede TV

LAICA TV

Acontece na LAICA

“Ótimo trabalho, sucesso para LAICA!” Helio Castroneves, piloto da Indy

(1) Entrevistado da edição Dezembro, Castroneves aprovou o design e o conteúdo da LAICA. O piloto incluiu Ribeirão no roteiro de lançamento de sua biografia e realizou uma das noites mais disputadas da Livraria Paraler

Acesse: www.youtube.com/revistalaica e assista à apresentação da revista em stop-motion. Dê seu voto!

FEIRA LAICA

Extras o Portal Veja no site fotos e pratos típicos da Folia de Santos Reis na matéria“Delícia dos Reis”, em Gastronomia e Cultura. www.revistalaica.com.br

A LAICA apoia quem faz diferente e, se você tem um produto criativo mande a foto dele, seu email de contato e o valor dele para contato@revistalaica.com.br Vamos publicar seu anúncio no Blog LAICA e os mais partilhados no Facebook saem também na LAICA Digital.

LAICA Acompanhe nossas mídias online. É grátis e, além de bem informado, você ainda concorre a prêmios!

Portal LAICA

LAICA para iPad

Matérias em um clique e conteúdos extras

Sua revista interativa para ler em tablet, computador ou smarthone


Dia 31/3 é o sorteio do iPad 2 para assinantes da LAICA Digital, ainda dá tempo de ganhar! Cadastre-se grátis em www.revistalaica.com.br/assinatura

BASTIDORES Confira o making of da capa desta edição!

Prêmios Par de Ingressos para o show de Karina Buhr no Sesc: Pricila Cristina Borgo Revisteiro Ecológico Brasilroots: Patrícia Benedetti Elen Arantes Juliana Botelho Victor Hugo Albernaz

@RevistaLaica “Essa semana tive a boa surpresa de me encontrar com uma @RevistaLaica e posso dizer: adorei a ideia, tem tudo pra dar certo! Parabéns!” @patibenedetti “@RevistaLaica No aguardo de receber a revista, fiz cadastro e participei do lançamento. Nunca recebí nada nem um TT!” @MatheusZF Oi, Matheus. Os cadastros do evento foram destinado à versão impressa. Porém, foram preenchidos à mão e, talvez, você esteja no seleto grupo de pessoas cuja letra não conseguimos decifrar. Por favor, faça o cadastro da assinatura digital no site da LAICA. Com isso, além de receber a versão para tablets no seu email, também poderá ser cadastrado corretamente no maling de envio da versão impressa (Equipe LAICA).

Fala, Leitor!

Camila Facchini ganhou o Portarretrato Digital da Farma Import, entregue pelo proprietário da empresa, Irineu Julião Jr.

Mande suas opiniões e críticas sobre as matérias e mídias LAICA pelas redes sociais ou pelo email: redacao@revistalaica.com.br

Revista Laica “O formato da revista é muito bom, bem como as materias, fotos. Isto faz a diferença e já fica aqui meu desejo de sucesso para 2012.” Elen Arantes

“A Laica está excelente! Todas as matérias valem a leitura! Parabéns!” Maurício Moraes

TV Blog LAICA Curiosidades, dicas de cinema e literatura, artigos para pensar, pulicidade e mais! 13

LAICA | Fevereiro 2012

@RevistaLaica

Revista Laica

Saiba antes, participe da edição, receba a programação cultural e acompanhe os sorteios

Canal do youtube Entrevistas, novidades e vídeos exclusivos


Voltar ao Ă?ndice

14

LAICA | Fevereiro 2012


Conversa com A Nova Pequena Notável

estrela DE produções impecáveis como “Hairspray” e “New York, New York”, SIMONE GUTIERREZ CONTA EM UMA ENTREVISTA BEM-HUMORADA COMO USOU O BIOTIPO MIGNON PARA SE DESTACAR NOS PALCOS E NA TELEVISÃo.

TEXTO FRANCINE MICHELI

ARTE JBRENO

FOTOS ARQUIVO DE FAMÍLIA / DIVULGAÇÃO

ma leonina de 13 de agosto não poderia ter nascido mais destemida. Nascida em Ribeirão Preto, Simone Gutierrez, hoje com 35 anos, descobriu a arte ainda criança e, depois de muito estudo, a formação em balé clássico lhe deu o passaporte para a profissionalização. No entanto, seu um metro e meio de altura lhe trouxe alguns obstáculos que foram superados com aquela dose extra de talento. Apesar do tamanho, ela cresce no palco e suas habilidades múltiplas fazem lembrar outra baixinha de sucesso, Carmen Miranda, que nos anos 30 chamou tanto a atenção que foi aclamada como “a pequena notável.” E a presença de Simone não tem feito menos barulho. A atriz inicia 2012 em outra super produção: “Priscila, a Rainha do Deserto”, que estreia 17 de março no Teatro Bradesco, em São Paulo. Também já está escalada para “Maria do Lar”, novela da Rede Globo prevista para abril. Mas o sucesso não veio de uma hora para outra. Foi há quase 12 anos que Simone deixou o interior para seguir o sonho em São Paulo. Até então a experiência nos palcos havia sido pouca, o que não a impediu de conseguir entrar na montagem de “Les Miserables”, musical da Broadway inspirado na obra do francês Victor

Hugo, no qual viveu Madame Thénardier. A peça foi um marco na carreira de Simone, que a partir daí foi só orgulho para família que ficou no interior. Em 2009, desempenhou papeis cômicos em programas globais, como a Amélia, do humorístico “Zorra Total” (em que contracenava com Leandro Hassum), e uma participação como a portuguesa Maria João em “Malhação”. Mas foi derrotando 2 mil candidatas para o papel de Tracy Turnblad na versão nacional do musical “Hairspray” que Simone se entregou de vez ao teatro. A amizade com o diretor Miguel Falabella veio de brinde com o sucesso da peça. Já em 2010 interpretou a secretária quase muda Lurdinha, na novela “Passione”, também da Rede Globo, e em 2011 se dedicou a sua primeira produção: o musical “AíPod”, uma mistura de teatro com música ao vivo, com interpretações animadas de clássicos do rock de cinema. Simone também atuou na adaptação do clássico de Martin Scorcese, “New York, New York”, que estreou em abril de 2011 e ficou em cartaz em São Paulo até julho do ano passado. Como se a agenda dela não estivesse cheia o bastante, ela ainda confessou que está doida pra gravar um disco. Por enquanto, a gente espera.

U

15

LAICA | Fevereiro 2012


FOTOS DIVULGAÇÃO

Conversa com

LAICA - Você é atriz, cantora e bailarina, essencial para os musicais. Como e quando você decidiu se dedicar ao estilo? Simone Gutierrez - Eu comecei a me dedicar aos musicais de 2000 para 2001, quando fiz a minha primeira participação como ensemble na grande produção da Broadway “Les Misérables”. Desde então, nunca mais parei de me dedicar aos estudos de canto e de dança.

1

2

3

4 1 Simone (ao centro) como Tracy Turnblad, em HairSpray. 2 Com o ator e diretor Eduardo Berton, na pele da locutora Rita Londres de “AíPod”. 3 Em “New York, New York”, roubou a cena com a personagem Senhorita Perkins. 4 Em “Priscila, A Rainha do Deserto”, interpretará uma das divas e passará boa parte do espetáculo pendurada no ar por cabos.

16

LAICA | Fevereiro 2012

Para compor a personagem Tracy Turnblad em “Hairspray” você treinava na esteira cantando, para obter mais fôlego. Os musicais geralmente exigem mais do ator ou essa foi uma condição especial da peça? Eu acho relativo. Depende muito do que o espetáculo exige de você. Em “Hairspray” eu era a protagonista, dançava, cantava e atuava por duas horas e meia e tinha que ter muito fôlego e preparação física pra aguentar os cinco espetáculos semanais. Este ano, por exemplo, meu desafio vai ser não ter medo de altura [risos]. Vou fazer o espetáculo “Priscilla, A Rainha do Deserto” e a minha personagem é uma das três divas que ficam cantando o tempo todo penduradas em cabos voando pelo palco. Demais! Em algumas outras entrevistas você fala sobre o antigo sonho de ser bailarina e o fato de o seu tipo físico não favorecer muito. Quando foi que você resolveu passar por cima desse “entrave” e usar seu biótipo a seu favor? A vida é curta demais pra gente se preocupar com coisas passageiras. Eu sou perfeita, tenho saúde, força de vontade e descobri que me amava do jeito que eu era. Gordinha ou magra decidi que ser feliz comigo mesmo é o que fazia tudo dar certo. E deu! Você começou sua carreira no Teatro. Houve alguma resistência sua para ingressar na televisão, em “Malhação” e no “Zorra Total”?


Conversa com

Nenhuma. Aliás, sou uma pessoa muito abençoada porque todos os convites recebidos para TV foram feitos depois que outros autores e diretores foram ver meu trabalho no teatro. E me orgulho muito disso. Acha que a classe artística tem um certo “preconceito” contra esses programas de televisão? O que você acha disso? Olha, se existe ou não isso é muito particular de cada um. Eu tenho minha opinião a respeito disso e acho que todo trabalho que você faz independente do lugar, se é na TV ou no teatro. Para ser sucesso tem que ser feito com dignidade, humildade e  amor. E eu amo o que eu faço!

Existem grandes talentos no teatro que são mal aproveitados ou subestimados na televisão? Acho que tudo tem sua hora. Se ainda não aconteceu é porque ainda não era a hora daquela pessoa. Você teve uma banda que tocava clássicos do cinema. Isso influenciou a produção do espetáculo “AíPod”? A única coisa que preservamos da Eletromovie e que também faz parte do “AíPod” é a interação com os vídeos. Como avalia o resultado de Hairspray depois dessa temporada? Como foi trabalhar com o Miguel Falabella? Vocês já se conheciam? “Hairspray” foi o maior presente de Deus e divisor de águas da minha carreira. Acho que todo comediante

FOTOS MIGUEL COSTA JR.

“Eu sou perfeita, tenho saúde, força de vontade e descobri que me amava do jeito que eu era. Gordinha ou magra decidi que ser feliz comigo mesmo é o que fazia tudo dar certo. E deu!”

Humor na Telinha Em “Passione”, novela em horário nobre da Rede Globo, Simone contracenou com Clô (Irene Ravache) e ganhou o público sem quase dizer palavra na pele de Lurdinha. No “Zorra Total”, viveu Amélia, uma mãe preocupada com a escolhas do filho. Também teve personagens cômicas em “Malhação” e no canal Multishow, no qual estrelou o seriado “Na Fama e na Lama”.

17

LAICA | Fevereiro 2012


Conversa com

sempre sonha em trabalhar ao lado de pessoas competentes e inteligentes como o Miguel. Além de colega de trabalho, ele sempre foi muito amigo e alto astral. Nós nos conhecemos no trabalho, mas tenho certeza que seremos amigos pro resto da vida.

Já teve algum convite de gravadora para lançar um CD? Qual seria o estilo de música que você escolheria? Ainda não, mas tenho esse sonho. Adoro um pop rock romântico [risos].

Você se considera humorista? Acredita que existem vários tipos de humor? Qual é o seu? Eu adoro fazer as pessoas rirem [risos], sou assim desde pequena. Adoro imitar, fazer palhaçada, sou assim no dia a dia. Acho que isso acabou me levando a optar por ser humorista.

Se você vivesse em outra época, em décadas passadas, qual atriz você gostaria de ser? Fernanda Montenegro. “New York New York” é um clássico. Teve um estudo, uma preparação especial para esse espetáculo? Foi uma delícia fazer “New York New York”, foi

“Para ser sucesso tem que ser feito com dignidade, humildade e  amor. E eu amo o que eu faço!”

Nascida para brilhar Fotogênica desde o berço, bailarina desde tenra idade e extremamente dedicada, Simone tornou-se um curinga em sua profissão. Não bastasse as habilidades de interpretação e dança, ela ainda tem encantado os críticos com sua afinação.

18

LAICA | Fevereiro 2012


Muitos rostos Versátil, Simone vive com intensidade a magia do teatro e faz os mais diversos tipos ganharem vida. A “cantriz” é apaixonada confessa de grandes divas da música e encontrou seu caminho no humor. Acima, com Fernanda Montenegro, de quem é fã

um papel escrito pra mim e me diverti muito. Fiz grandes amigos e é um trabalho que vou levar pra sempre com muito carinho na minha vida, assim como todos os outros. Você está casada? Sua família ainda mora aqui em Ribeirão? Tem vindo pra ca com frequência ou faz tempo que não aparece? Sou solteira e minha família é toda de Ribeirão Preto. Eles sempre que podem vêm pra São Paulo e eu vou visitá-los também. A gente se apoia em tudo, minha família é a coisa mais importante da minha vida. O que você mais gosta aqui em Ribeirão? Acha que é mais difícil trabalhar com arte para quem vem do interior? Eu adoro o sossego do interior, durmo muito quando vou pra casa da minha família! Não acho que seja difícil não, mas tem que batalhar e ter

19

LAICA | Fevereiro 2012

muita força de vontade para atingir seus objetivos. Continua não bebendo? O que gosta de fazer nas horas vagas? Nunca bebi e nem pretendo[risos]. Nas horas vagas gosto de fazer tudo o que não dá tempo quando estou trabalhando tipo viajar, fazer as unhas, sair com os amigos, ficar à toa em casa e descansar! Uma vez você disse que tinha três gatas, a Whitney, a Madonna e a Shania. Essas cantoras são inspirações pra você? E como estão as gatinhas? Todas Divas, inspiração de muitas cantoras. Claro que sou admiradora do trabalho e da voz de todas. Agora, quanto as minhas gatinhas, nem me lembre... as deixei em Ribeirão por conta do trabalho que me fazia ficar muito tempo longe de casa, pois em São Paulo eu moro sozinha. Você acredita que todas fugiram? [risos]


CRAFT EDUCA

venha aprender design d

artes visuais < design < moda < co

Há 5 anos a Immaginare vem trazendo inovação e as m Nossa forma artesanal de fazer educação pode ser vista THINKING DESIGN e sua aplicação nas estratégias emp zações, técnicos, sequenciais e livres.

MATRÍCULAS ABERTAS

+ in


ATION

de forma diferente!

omunicação

mais diferentes técnicas de ensinar e aprender o Design. desde um simples workshop de cores até um estudo de presariais. Venham conhecer nossos cursos de Especiali-

nfo: (16) 3911 8996 www.immaginare.art.br


Voltar ao Índice

Capa Moda

Festa de

Campeã fotografia e tratamento de imagem Jbreno mansano / PRODUÇÃO de moda alessandra perlatti / prODUÇÃO e TEXTO DANKA

F

ormaturas, casamentos, festa de entrega do Oscar... As ocasiões estão aí e o brilho vai dominar a moda festa de 2012. Babados, transparências, rendas, tons pastel e tecidos esvoaçantes também chegam com tudo para dar aquele toque feminino ao caimento dos vestidos longos ou curtos. E se é para assumir o lado princesa, nada como bordados dourados e metalizados para dar o ar de realeza. Abuse dos sapatos e sandálias de salto, tudo muito reluzente e acompanhado de joias em tons de ouro e prata com grandes pedrarias. Assustada com tanta delicadeza? Pois é... elegância é para os fortes. É preciso personalidade, uma certa nobreza para assumir o lado bonequinha sem perder o poder de impacto. Então, fomos pedir ajuda a alguns boxeadores, os chamados adeptos da “Luta Nobre”, para nos ensinarem como encarar sem medo o desafio de ser a campeã do baile.

22

LAICA | Fevereiro 2012


Vestido e brincos, Farthingale. Sapato, Zita Lehner Dotshoes. AnĂŠis, Maria Guapa.

23

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

(1) Vestido verde, Cleide Noivas. Sapato, Santa Lolla. Brincos e anĂŠis, Maria Guapa.

24

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

(2) Vestido prata bordado, brincos, anel com strass e bolsa, Farthingale. Sapato, Zita Lehner Dotshoes. AnĂŠis, Maria Guapa.

(3) Vestido estampado e sapatos, Farthingale. Brincos e anĂŠis, Maria Guapa.

25

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

26

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

Vestido e bracelete, Farthingale. SandĂĄlia, Zita Lehner Dotshoes. AnĂŠis e brincos, Maria Guapa.

27

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

Capa

Vestido, Cleide Noivas. Sapato, Santa Lolla. Colar e bolsa, Zita Lehner Dotshoes. AnĂŠis, Maria Guapa.

28

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

Capa

Vestido, Neide Amaral. Brincos, Maria Guapa.

29

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

Capa

HAIRstyle LUCIANA CELA E MAKE-UP amanda cela (FUNNY HAIR) / Modelo ana laura ribeiro (first agency MODELS) / locaテァテグ academia de boxe bruno galatiVestido, / AGREDECIMENTO Neide Amaral. AOS BOXEADORES BRUNO GALATI, DIEGO BEZERRA, LUIS PAULO Sapatos e braceletes, CAMPOS, MICHAEL RODRIGUES E GUSTAVO PIOTTO. / Cintos, Zita Farthingale. Lehner Dotshoes. Anテゥis e brincos, Maria Guapa.

30

LAICA | Fevereiro 2012


Capa

Vestido, Farthingale. Sapatos, Santa Lolla. Cintos, Zita Lehner Dotshoes.

AGRADECIMENTOS À ACADEMIA DE BOXE BRUNO GALATI, À EQUIPE MAZINHO SPORT CENTER, EM ESPECIAL AO TREINADOR GALATI E SEUS BOXEADORES DIEGO BEZERRA, LUIS PAULO DA SILVA, MICHAEL RODRIGUES E GUSTAVO PIOTTO. MAIS! Acesse

modelo ana laura ribeiro (first agency models)

www.revistalaica.com.br/blog e confira as fotos do making-of

make-up amanda cela e hairstyle luciana cela (funny hair) LEIA TAMBÉM Saiba mais sobre a locação deste ensaio na página 63.

31

LAICA | Fevereiro 2012


Moda

TRENDS

Voltar ao Índice

O charme das etnias Egito, Turquia, África do Sul, Colômbia e Indonésia. Valores e ícones, com origens culturais diferentes serão o charme da estação. As referências virão da mistura

entre antigas tradições e a modernidade. Uma grande mistura de estilos. As estampas e tudo que remete a essa sensação étnica são uma forte tendência.

Looks da nova coleção internacional da mineira Patricia Bonaldi.

FOTO DIVULGAÇÃO

NOVIDADES FOTOS DIVULGAÇÃO

Delineador em pasta A Contém 1g lançou um delineador em pasta com cor intensa. A textura é um pouco mais seca e de fácil aplicação e tem uma pigmentação excelente!

A ribeirão-pretana Carol Guedes, da First Agency Models, embarcou este mês para uma temporada em Londres e outra na China. Sucesso para nossa próxima top!

relembre

Coleção Disco, da Impala, essa coleção é para relembrar os velhos tempos. Composta por 8 cores inspiradas nos anos 1970 e da discoteca Studio 54, em Nova York.

32

LAICA | Fevereiro 2012

tenha

troque FOTOS DIVULGAÇÃO e SXC

sensoriais

CURTA

Ekos Mate Verde A Natura acaba de lançar uma linha masculina completa com o ativo de mate verde. Sustentável e refrescante, conta com desodorante colônia, shampoo, sabonete em barra e spray para os pés.

Clássicas, comemorem! Os acessórios pretos e dourados, como este lindo scarpin Santa Lolla, vão reinar na próxima estação e vão facilitar a vida de quem gosta de luxo na medida certa.

Depois de uma longa fase de loiros, as madeixas escuras foram o hit da temporada em Nova York. O castanho é a cor da próxima estação para os cabelos longos. Já os curtinhos surgem com o tons bem pretos.


Moda

vitrine BRILHO ANIMAL Paetês, acessórios dourados e luminosos, estampas de bicho. Veja os acessórios que vão deixar o seu inverno chic... muito chic!

Cinto, scarpin e sapatilhas Onde: Zita Lehner Dotshoes Mais: Av. José Adolfo Bianco Molina, 2215

Voltar ao Índice

34

LAICA | Fevereiro 2012


Bolsas com estampas de pele de cobra e de onรงa Onde: Santa Lolla Mais: R. Eliseu Guilherme, 555

Brincos e colar Onde: Maria Guapa Mais: www.mariaguapajoias.blogspot.com

35

LAICA | Fevereiro 2012


Arquitetura e Decoração

Compasso

ALINE ALMEIDA compasso@revistalaica.com.br

A Arte de Recordar Podemos eternizar momentos

uma infinidade de produtos que

emoldurando peças que fizeram

podemos colecionar e utilizar para

ou fazem parte da nossa história,

personalizar a decoração da casa. Uma dica para os colecionadores,

conquistadas,

é montar uma galeria particular,

noivinhos do bolo de casamento,

que dependendo do tema, pode

camisas de time de futebol,

ser colocado no home, no hall

carrinhos, tacos de golfe, máscaras,

de entrada, na churrasqueira, na

souvenir de viagens...

cozinha... crie a sua!

medalhas

enfim

Pequeno torcedor A decoração do quarto do bebê incluiu uma paixão da família e pediu uma moldura fininha.

Ideias

bebê,

FOTOS JBRENO

como o primeiro sapatinho do

Comemoração As rolhas dos melhores vinhos foram para caixa com vidro. Um charme para cozinha, sala de jantar e adega.

fique de olho

Em fevereiro acontecem simultaneamente em São Paulo quatro tradicionais feiras dedicadas aos profissionais de decoração e design.

Mini-Boxe A caixa de vidro permite manter a coleção de carrinhos exposta de forma organizada e sem risco de danos. O hobby pessoal passa a ser uma atração para as visitas.

21ª Paralela Gift Quando: de 24/2 a 28/2, das 10h às 19h Local: Prédio da Bienal no Ibirapuera Informações: www.paralelagift.com.br

44ª Gift Fair Quando: 27/2 a 1/3, das 10h às 20h Local: Expo Center Norte Informações: www.giftfair.com.br

20ª Craft Design Quando: de 24 a 26/2, das 10h às 20h, e dia 27/2, das 10h às 17h Local: Centro de Convenções Frei Caneca Informações: www.craftdesign.com.br

24ª Abup Show Quando: de 24/2 a 27/2 das 10h às 19h, e dia 28/2, das 10h às 16h Local: Prédio da Bienal no Ibirapuera Informações: www.abup.com.br

Voltar ao Índice

36

LAICA | Fevereiro 2012


Moldurarte


Decoração&Design

Apoio de Livros Cachorro Onde: Arkpad Mais: www.arkpad.com.br

Bonequinho porta-lápis e clips Onde: Oomy Mais: www.oomyonline.com

Portarretrato para foto 20 x 30 cm Onde: Moldurarte Mais: Rua Altino Arantes, 1460

Voltar ao Índice

38

LAICA | Fevereiro 2012


Gravuras Pássaros Onde: Moldurarte Mais: Rua Altino Arantes, 1460

Caixas Ratan Amore (diâmetros: 14 x 36 cm, 10 x 30 cm e 8x25cm) Onde: Laris Mais: www.laris.com.br

Kit de Adesivo “Kermit and Friends” para parede com 4 Muppets (entre 25 cm e 35 cm de comprimento) Onde: I-Stick Mais: www.istickonline.com


Especial

Grandes nomes o modernista apaixonado por curvas, AINDA NA ATIVA, completará105 anos em 2012 FOTO FUNDAÇÃO OSCAR NIEMEYER

Voltar ao Índice

40

LAICA | Fevereiro 2012


Especial

O

scar Ribeiro de Almeida de Niemeyer Soares, conhecido como Oscar Niemeyer, nasceu no Rio de Janeiro em 15 de dezembro de 1907. Esteve nas vanguardas artísticas dos anos 50 no Brasil e é considerado um dos nomes mais infuentes da Arquitetura Moderna Internacional. Foi pioneiro ao explorar a plasticidade do concreto armado, criando obras cheias de curvas, como o edifício do Congresso Nacional e os palácios do Planalto e da Alvorada, em Brasília. Apesar de aguerrido defensor do Comunismo como opção política, projetou

diversas igrejas que tornaram-se atrações turísticas em suas cidades, como a da Pampulha, em Belo Horizonte. Atuou também como escultor, assinando obras como o “Memorial da América Latina”, em São Paulo, e é um dos primeiros designers de móveis do País. Também é escritor, com 14 livros publicados e diversas colaborações. Recebu 27 títulos, entre eles Prêmio Lenin da Paz (URSS), Doutor Honoris Causa da UnB, da USP e da UFMG, Prêmio Leão de Ouro da Bienal de Veneza e Prêmio Unesco de Cultura.

“ Não é o ângulo reto que me atrai, nem a linha reta, dura, inflexível,

criada pelo homem. O que me atrai é a curva livre e sensual, a curva que encontro nas montanhas do meu País, no curso sinuoso de seus rios, nas ondas do mar, no corpo da mulher perfeita. De curvas é feito todo o universo, o universo curvo de Einstein” Oscar Niemeyer.

CONHEÇA MAIS ALGUMAS DAS OBRAS FAMOSAS

Croqui do monumento “Tortura Nunca Mais” (RJ / 1986)

41

Praça dos Três Poderes (Brasília) Conjunto Ibirapuera (São Paulo) Edificio Copam (São Paulo) Museu de Arte Contemporânea (Niterói) Museu Oscar Niemeyer (Curitiba) Conjunto Arquitetônico da Pampulha (B.Horizonte) Centro Cultural Internacional ON (Espanha) Sede das Nações Unidas (EUA) Serpentine Galery (Londres) Estação Cabo Branco (João Pessoa) Museu Pelé (São Paulo) Universidade de Música e Arte (Araraquara)

LAICA | Fevereiro 2012

Dicas de Site Instituto Niemeyer: www.niemeyer.org.br Museu Oscar Niemeyer: www.museuoscarniemeyer. org.br/ Textos livres Livro - “As Igrejas de Niemeyer” (Editora Nosso Caminho): http://ow.ly/99PMG Análise - “Curvas na Obra de Oscar” (Edurado Pizzato / UFRGS): http://ow.ly/99PQE


Aposta

varanda

cool

Voltar ao Ă?ndice

42

LAICA | Fevereiro 2012


As áreas abertas da casa e do apartamento

de Marcelo Maimoni. Também empregou

podem ser um lugar agradável para receber

cortinas automáticas para um controle

os amigos. Segundo a engenheira e light

adequado da luminosidade da janela. O

designer Maria Cristina Salomão, houve

resultado é um ambiente contemporâneo,

um aumento na procura por decoração

que investe em toques de madeiramento

de espaços gourmet personalizados em

e materiais orgânicos para criar um

residências e as varandas tem recebido de

espaço clean, mas com uma boa dose

forma interessante esta proposta. Neste

de sofisticação. A aposta na tecnologia

ambiente, ela utilizou objetos decorativos

também está presente na tela grande do

com

as

televisor, em torno do qual os amigos

esculturas em formato de abacaxis e a

podem se reunir para ver o jogo e apreciar

obra com cortes de madeira para parede

uma boa refeição.

design

diferenciado,

como

para um homem jovem com filhos que gosta de receber os amigos para cozinhar e assistir a jogos. A tecnologia e a automação são fundamentais neste caso, porque são alguns dos interesses dele. Os objetos de designers renomados também ajudam a valorizar o espaço para recepção dos mais diversos convidados.” Cristina Salomão, engenheira e ligth designer 43

LAICA | Fevereiro 2012

FOTOS JBRENO

“A personalidade do morador conta muito. Este ambiente foi criado


Estrutura

Decoração e Arquitetura

LIÇÃO DE CASA A mobilidade proporcionada pela Internet faz com que, cada vez mais, empresas e profissionais adotem o esquema de “home office”, o escritório em casa

S

ão sete horas da manhã e a jornalista Luciana Rodrigues Paiva inicia sua rotina. Ela toma café, atualiza-se com as principais notícias do dia e, em vez de ir para a garagem, pegar o carro e enfrentar o trânsito para chegar ao escritório, simplesmente atravessa a porta da sala para um dos dormitório de seu apartamento e pronto, já está em seu escritório. Luciana é como os mais de 30 milhões brasileiros que, de acordo com dados do Censo 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aderiram ao sistema de home office, ou seja, escritório em casa. No entanto, ao trazer o mundo corporativo para a residência, o profissional tem que adequar o ambiente com móveis e utensílios que proporcionem maior conforto e praticidade para a rotina profissional. “Ao escolher um local para instalar o escritório em casa, o profissional deve considerar um ambiente arejado, com boa iluminação, de preferência que possua cores neutras e associadas a personalidade do morador,” orientou o decorador Fabrício Frezza. O uso de bancadas ou mesas com bastante espaço e de poltronas confortáveis para a leitura são alguns dos itens indispensáveis, segundo Frezza. “Assim o profissional adequará melhor as necessidades a um ambiente bem organizado e 44

LAICA | Fevereiro 2012

confortável”, disse o decorador. Mais concentração Luciana optou por adaptar um cômodo em seu apartamento e diminuir os custos que teria com uma sala comercia pelo fato de não receber pessoas com frequência no escritório. “Sou prestadora de serviços e a minha profissão me proporciona essa mobilidade. Faço as entrevistas em horário comercial, por telefone, e quando há necessidade de visitas, vou até o entrevistado”, contou a jornalista. Outro adepto da modalidade é o vendedor Salmo Gardino de Lima, cuja escolha pelo home office partiu de uma necessidade. “Atuo dessa forma há 11 anos. Meu trabalho é 90% externo, em visita a clientes, por exemplo. Utilizo minha casa como escritório apenas para as atividades administrativas, como a montagem de relatórios e planilhas”, afirmou Lima. Lima utilizou para o home office um espaço entre a sala de jantar e a de estar. Para o vendedor, o mais importante para o trabalho nesse modelos é a atenção constante para não se distrair com outras atividades. “Sem a pressão do escritório, é preciso cuidado redobrado para me concentrar no trabalho”, declarou. Além da concentração, é importante que o funcionário tenha disciplina para que o trabalho


Workaholic A jornalista Luciana Paiva montou um escritório em seu apartamento. Com o home office, diminuiu custos, mas, workaholic confessa, sempre trabalha mais que o programado.

Postura Prefira cadeiras ergonômicas para trabalhar com computador ou em qualquer atividade que exija um longo tempo sentado;

não interfera na qualidade de vida. “O ponto negativo dessa modalidade é que, geralmente, se trabalha mais do que no escritório, onde você desliga o computador e diz ‘Ok, terminei.’ Em casa não é assim”, afirmou Lima. Para Luciana, o trabalho excessivo também é uma desvantagem. “Workaholics, como eu, ao optarem por ter seus escritórios em casa estão sujeitos a trabalharem sem parar, pois surge uma ideia e você corre para colocá-la em prática. Às vezes levanto às seis da manhã e já estou no computador, ou escrevo até altas horas da noite, pois adoro o período noturno”, disse a jornalista.

Mantenha o foco Um frigobar vai te dar conforto e evitar saídas constantes do ambiente e, com isso, distrações.

Nova tendência A psicóloga e especialista em mercado de

ORGANIZE SEU HOME OFFICE O arquiteto e decorador Fabrício Frezza dá as dicas para conseguir um ambiente que trabalhe a seu favor: Charme acústico Dê preferência a revestimentos naturais, como madeira, para uma acústica melhor; Organizadores de Papel Tenha estante com nichos, portas e gavetas. São ideais para livros e documentos; Espaço para fazer A bancada para escrita e apoio do computador deve ser espaçosa para receber você e todos seus objetos;

45

LAICA | Fevereiro 2012

trabalho, Adriana Caldana, afirmou que a principal motivação para essa nova tendência das empresas é a internet. “Isso permite que as empresas escolham entre manter um funcionário em horário integral no escritório ou por algumas horas apenas, oferecendo a ele a oportunidade de realizar suas atividades de outro lugar e apenas entregar o resultado”, disse Adriana . Porém, segundo a especialista, as empresas tem que ficar atentas ao funcionário. “Ao adotar essa modalidade, as empresas passarão a avaliar o rendimento pelo resultado final do funcionário e não pelas horas estabelecidas ou etapas finalizadas. Por isso, deve-se prestar mais atenção na qualidade do que for entregue”, declarou a psicóloga. Adriana ressaltou a importância do profissional saber se tem perfil para não estar presente fisicamente no escritórios todos os dias. “Existem profissionais que necessitam do horário para entrar e para sair e de estar em contato com outras pessoas. Este dificilmente se acostumará com a mobilidade do home office, o que dificultará o trabalho e a concentração na hora de entregar os resultados”, apontou a especialista.


Gente de Bem Vida

EDUCANDÁRIO

Educação Completa

COM 73 anos DE BOA GESTÃO, EDUCANDÁRIO OFERECE FORMAÇÃO COMPLETA E GRATUITA PARA JOVENS DE BAIXA RENDA, MAS AINDA LUTA CONTRA PRECONCEITO TEXTO CARLA GARCIA

E

m meio ao trânsito caótico e as construções da avenida Paschoal Innechi, 19 alqueires de área verde , o equivalente a 46 campos oficiais de futebol, chamam a atenção dos transeuntes. É em meio à mata nativa que a Fundação Educandário “Cel. Quito Junqueira” trabalha para construir por meio da educação o futuro do País. A instituição atende a 586 crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos, de 86 bairros da cidade. São oferecidas

FOTO DANKA

1610 vagas em três programas que abrangem da educação básica às atividades de convivência juvenil e formação profissional. Fundado em 1938 pelo coronel Francisco Maximiano Junqueira, o “Coronel Quito” e sua esposa Theolina, a “Dona Sinhá”, o Educandário nasceu com a missão de educar e acolher meninos de famílias de baixa renda e durante 63 anos funcionou como internato, modelo extinto em 2000. A partir do ano seguinte, a educação tornou-se o foco exclusivo da entidade,

Ensino para todos O Educandário oferece ensino da educação básica às atividades de convivência e de formação profissional. Acima, os alunos do Colégio Camilo de Matos, que funciona dentro da instituição, e a oficina de silk, onde jovens são treinados.

Voltar ao Índice

46

LAICA | Fevereiro 2012


Habilidades Depois da escola, os alunos do educandário fazem cursos diversos, como dança, esportes ou música. João Macelo (com a mão no rosto), de 12 anos, estuda desde pequeno no Educandário e, além do xadrez, também joga futebol e sonha em ser um profissional da bola.

que passou a atender também as meninas. “Ainda existe muito estigma, pensam que cuidamos de crianças em conflito com a lei, o que não é verdade”, explicou a diretora educacional Dagmar Costa, que luta para acabar com o preconceito contra a entidade e seus alunos. Os programas, como frisou Dagmar, não envolvem menores infratores, apenas crianças que vivem em famílias de baixa renda (de até um salário mínimo e meio). A entidade é mantida com recursos próprios oriundos das propriedades deixadas como herança pelo casal Junqueira. Parceiros como Senai, Sesc e 47

LAICA | Fevereiro 2012

empresas privadas dão suporte aos 60 funcionários no atendimento de garotos como João Marcelo Costa Silva, 12 anos. Ele entrou na instituição aos 4 anos para participar do Programa de Educação Básica e até o 5º ano estudou na colégio de período integral da instituição. Hoje, devido à idade, trocou de escola, mas frequenta o Educandário diariamente nas atividades de convivência juvenil. “Eu gosto muito daqui, faço xadrez, futebol, natação”, contou o garoto. Marcelo sonha em ser jogador de futebol, mas caso desista do esporte terá também no Programa de Iniciação Profissional a oportunidade de

encontrar uma carreira na área gráfica ou de pintura e funilaria.

CONHEÇA

www.educandariorp.com.br Avenida Paschoal Innechi, 500 Fone: (16) 3627-1800

PARTICIPE

As inscrições para o Programa de Atividades Complementares de Convivência Juvenil podem ser realizadas até o final de fevereiro. Elas são destinadas a crianças e adolescentes entre 11 e 17 anos e devem ser feitas pelo telefone (16) 3627-1800. Além das atividades, o Educandário oferece alimentação, uniforme e materiais gratuitos aos alunos.

MAIS! Acesse

www.revistalaica.com.br e veja mais fotos e os tipos de curso disponíveis no Educandário


Pet Vida

A vez dos

gatos

48

LAICA | Fevereiro 2012

Eles são perfeitos para famílias e espaços reduzidos. Mas não se engane sobre a independência deles: gatos precisam de muita atenção e cuidados específicos TEXTO FRANCINE MICHELI

FOTOS DANKA Voltar ao Índice


Cat house O veterinário Gelson Genaro tem quatro gatos que andam livremente pela casa. Nas paredes da residência, é possível ver nos rodapés as chamadas “cat door”, ou portas para gatos, por onde os bichanos circulam. A medida é uma compensação pelos muros altos, que servem para impedir que algum deles saia e seja atropleado. “Moramos em uma rua muito movimentada”, contou o dono.

O

s gatos estão no páreo para ocupar a posição de melhor amigo do homem. Isso porque eles já são maioria nas casas da Europa e Estados Unidos, e também em algumas capitais brasileiras - de acordo com a American Pet Products Manufacturers Association (APPMA), em 2007existiam nos EUA em 88,3 milhões de gatos contra 74,8 milhões de cães. A reconfiguração da família, com um número menor de pessoas, o pouco tempo em casa e o reduzido tamanho das residências são alguns dos motivos pelos quais os gatos têm sido os prediletos como animais de estimação. A vendedora Tatiana Del Moro, 26 anos, já teve cachorro, mas hoje prefere a praticidade dos gatos. “Passo o dia inteiro fora. Chegar e ter de lavar quintal, sair para passear é quase impossível. Além de carinhosa, minha gatinha usa a caixinha de areia, dá muito menos trabalho”, contou Tatiana. O veterinário e especialista em gatos, Gelson Genaro, explica que os felinos têm necessidades diferentes dos cães e também possuem um comportamento que se adapta às novas realidades. “Gatos dormem muito, têm personalidade mais independente e não sentem tanto a falta do dono como os cães. Isso é propício para quem passa o dia 49

LAICA | Fevereiro 2012

todo no trabalho”, afirmou Genaro, que tem quatro gatos pelos quais se declara apaixonado. No entanto, os bichanos têm suas necessidades e é importante que quem está a procura de um animal como esse saiba dessas peculiaridades. Genaro explicou que até os dois anos, o gato demanda muito mais atenção do dono, é mais brincalhão e participativo. Já depois dos sete anos, ele começa a ficar mais dorminhoco, mais lento e pacato. Há casos na literatura de gatos que chegam até os 25 anos. Mesmo existindo cerca de 45 raças de gatos domésticos – todas derivadas do gato silvestre – é importante que o dono se atente para o fator da nutrição. “Rações de baixa qualidade e pouco valor nutricional podem causar problemas sérios como calcificação renal, dermatites e queda de pelo”, explicou o veterinário. Embora muita gente julgue os gatos como animais traiçoeiros, Genaro defende que na verdade eles são tão dóceis como os cães. “Eu chego em casa e os gatos vêm me saudar, assistem televisão comigo, são muito companheiros. A diferença é que os cães são animais gregários, vivem em grupo e os gatos não. Daí vem sua fama de independente”, declarou.


Viagem Vida

Contrastante Adorável Mundo Árabe Homem em trajes árabes acminha pelas ruas de Dubai, onde carros importados dão um toque Ocidental ao lugar.

Dubai

A cidade mais populosa dos emirados Árabes é mantida pelo petróleo dos sheikes e mistura futurismo arquitetônico turístico com as mais enraizadas tradições e de um povo milenar

C

relato FÁBIA ALVIM

hegando a Dubai, o que chama a atenção, em primeiro lugar, são as pessoas. Mais especificamente, as mulheres. Elas inevitavelmente parecem se sentir desafiadas pelos nossos braços descobertos, pelos nossos rostos e cabelos aparentes. Debaixo de burcas quase sempre negras, que usam inclusive nas praias, os olhos amendoados olham ao redor sem fazer parecer que olham ao

FOTOS arquivo PESSOAL

redor. Uma fila desordenada e falante de mulheres segue o marido, que vai à frente ou bem localizado no meio do grupo. Dali, seguimos para o hotel, que tem uma vista linda para o Dubai Creek (de um dos restaurantes, é possível ver os barcos que passam por ali cheios de turistas, tudo isso bem de perto). Na virada do ano, um jantar de gala tinha pratos salpicados de ingredientes raros e refinados. Esses detalhes Voltar ao Índice

50

LAICA | Fevereiro 2012


Especiarias Tipos de grãos e cereais em feira típica de Dubai - o nome da cidade é o mesmo do País, que compõe um dos sete Emirados Árabes Unidos.

51

LAICA | Fevereiro 2012


Turismo As construções arrojadas e os arranhacéus são grandes atrativos de Dubai, também tchamada de “o deserto dos grandes edifícios.” Ao lado, o choque de culturas em uma praia, onde biquínis e burcas aprenderam a conviver.

de exclusividade fazem Dubai ser o que é: uma cidade pensada, planejada e modificada para ser turística. É difícil conhecer Dubai de verdade, aquela das Souqs (feiras monotemáticas, como uma que só vende ouro e diamantes e outra, que oferece apenas temperos). Aquela em que os habitantes atravessam em barcos lotados (Abras) para atravessar de Deira para Bur Dubai, regiões diferentes da cidade. O que se apresenta aos turistas é uma cidade aparentemente perfeita, sem bairros simples, sem pessoas que trabalham muito, sem problemas. Só com o passar dos dias começamos a ver como as pessoas, de fato, vivem. Dubai não é só o Burj Khalifa (o prédio mais alto do mundo, que não cabe em uma foto das nossas câmeras comuns) e o Burj Al Arab (aquele hotel em forma de vela de barco, absolutamente luxuoso e assustadoramente

caro - foto ao centro da coluna de imagens à esq.). É, também, uma chance de conhecer (ainda que não profundamente ou em sua visão mais límpida) a cultura árabe, tão distante da nossa e tão incrível. É uma chance de comer dates (doces feitos de frutas secas e recheios e coberturas variados) e de perceber como pode haver mundos diferentes em um lugar só. Povo do Deserto Um dos passeios mais esperados era um “jantar com uma tribo de beduínos, no meio do deserto”. De fato, é uma experiência única. Vamos até o meio das areias do deserto em carros com tração nas quatro rodas e chegamos a um conjunto de tendas onde nos servem chás e quitutes tipicamente árabes. E onde podemos passear de camelo pela areia, enquanto a temperatura, com o anoitecer, começa a cair significativa e rapidamente. Um olhar mais atento, porém,


Encenação O acampamento de beduínos no meio do deserto em Dubai é quse um parque temático. Nas ruas, algumas lojas, como a de roupa acima, revelam uma vida mais real do povo de Dubai. Abaixo, os brinquedos para andar no lago e o camelo cumprem a mesma função: encantar os turistas do ocidente.

mostra que não se trata de uma tribo. Quem nos recebe para mostrar seu “modo de vida” é um acampamento montado especialmente para receber turistas, com toda a infraestrutura de um restaurante, com todo o conforto de um ambiente urbano. Assim também são os mercados, as ruas mais comerciais, os restaurantes e os parques de Dubai: criados para encantar. Como não perceber isso, se vamos a Palm Jumeirah, uma ilha em forma de palmeira que abriga hotéis de luxo, como o suntuoso Atlantis, e lojas de grife? Como não ver que Dubai é resultado de trabalho humano, especialmente as regiões que são apresentadas a nós? Não que essa verdade tire o charme da cidade e o encanto de conhecer o novo. Não que não fiquemos boquiabertos com o azul transparente do mar. Mas não se pode negar que fica um certo gosto na boca de querer mergulhar numa Dubai mais real.

53

LAICA | Fevereiro 2012


Fitness

Vida

VICTOR NOGUEIRA é educador físico especializado em fisiologia do exercício pela UFSCar fitness@revistalaica.com.br

golpe certeiro

As artes marciais chegaram para ficar nas academias e já são as aulas mais disputadas. é hora de dar adeus ao treino monótono e entrar em forma!

A

s academias estão lotadas, horas e horas são gastas nas aulas de musculação, corrida e spinning, mas se enganam os que pensam que essas estas sã as mais procuradas pelo público. As artes marciais invadiram as academias e chegaram para ficar no mundo fitness. Recentemente, a exibição pela televisão aberta do UFC, sigla para Ultimate Fight Championship, popularizou o MMA ou Mixed Martial Arts (Artes Marciais Mistas), estilo de luta que utiliza técnicas de várias artes marciais tais como: boxe, muay thai, jiu-jitsu, karatê, judô, capoeira entre outras.

Body System Na imagem, uma das fotos de divulgação do chamado “Body Combat”, aula para academias da rede Body System que reúne estilos como Karatê, Boxe, Kung Fu, entre outras.

Com essa oportunidade, as academias incorporaram às suas rotinas, aulas de ginástica baseadas nos mais diversos estilos de artes marciais, realizadas ao som de músicas eletrônicas para estimular os participantes. A ideia é propor uma aula dinâmica para os que já estão cansados da monótona rotina de levantamentos de peso da musculação. As aulas tem um ritmo acelerado e são organizadas em três partes. Na primeira, os praticantes colocam as luvas e simulam movimentos em frente ao espelho como se estivessem diante do adversário aplicando socos, chutes, joelhadas e cotoveladas no ar. A segunda etapa inclui uma série de deslocamentos e os golpes são aplicados em sacos de areia e no “Bob” (boneco de borracha semelhante ao corpo humano). Para finalizar, o grupo se divide em duplas, nas quais uma pessoa aplicará os golpes e a outra irá defendê-los com a ajuda das manoplas e dos equipamentos de segurança - sempre lembrando que não há lutas, apenas simulações de combate. Esse modelo de aula, geralmente denominado nas academias como “Combat”, oferece vários benefícios físicos aos seus praticantes. Além de ser uma aula dinâmica e com alto gasto calórico, entre 600 Kcal a 1000 Kcal por hora, ela também melhora o condicionamento cardiovascular, resistência aeróbia, resistência anaeróbia, coordenação motora, agilidade, força, flexibilidade, noção de espaço e direção, além de ensinar algumas técnicas de defesa pessoal, trabalhar a autoconfiança e aliviar o estresse de um dia de trabalho. E aí? Vai encarar? Voltar ao Índice

54

LAICA | Fevereiro 2012


Educação Vida

FOTO SXC

gisele

É

texto gisele matheus

fato que a população mundial apresenta melhor condição de saúde que a população do início do século passado. Os serviços de saneamento básico foram ampliados, são melhores e mais eficientes. Os avanços da medicina são evidentes e mais acessíveis. No entanto, os costumes populares de autocuidado são ainda utilizados. Tudo isso é parte de um processo de educação pelo qual a sociedade e as pessoas passaram e ainda passam. A medicina nunca atuou sozinha na sua principal função de proporcionar saúde e adiar a morte. A História da Ciência nos relata inclusive que na Idade Média os erros no gerenciamento do saneamento básico eram grotescos, como o descartar de dejetos fisiológicos (fezes e urina) em praça pública! Foi um período em que as doenças dizimaram boa parte da população mundial. Com os avanços da medicina e a atuação efetiva dos agentes sanitários, houve um salto na qualidade de vida da população. Mas essa mudança gerou preconceitos em relação aos costumes, como se os hábitos populares tivessem que ser abolidos dando lugar apenas para a sabedoria oriunda da medicina. A Revolta da Vacina no início do século XX, por exemplo, foi provocada por uma atitude negligente com a cultura popular e sua capacidade de entender os avanços - na época, a Vigilância Sanitária tornou 55

LAICA | Fevereiro 2012

a vacinação contra varíola obrigatória sem um processo eficiente de divulgação do procedimento, desconhecido até então, o que foi o estopim para uma violenta rebelião no Rio de Janeiro. No ímpeto de salvar a população da doença, deixaram de lado a contribuição dos conhecimentos empíricos (aqueles adquiridos com a vivência) para a saúde e para o contexto de vida dos cidadãos. O ideal seria articular a sabedoria popular às práticas modernas da medicina. E isso só ocorre quando o ato de educar é trabalhado de forma ampla e valorizando os diversos saberes do homem. Na educação, levantar os conhecimentos prévios, o diagnóstico, é a primeira ação. Devemos conhecer o currículo oculto de cada um, sua experiência de vida dentro do contexto em que vive. O educador Paulo Freire, um dos grandes nomes do ensino no mundo, já dizia que não devemos desvalorizar a cultura popular, mas, ao contrário, deveríamos partir dela. Então, educar é transformar a partir daquilo que já sabemos e assim compreender os progressos científicos. É muito provável que em épocas passadas, se fosse realizado este tipo de educação, teríamos qualidade de vida, saúde e bem estar, utilizando a organização e a elegância; sem derramamento de sangue da população. Voltar ao Índice


Arte Cultura e Gastronomia

O Espetáculo

da SuperAÇÃO

EM RIBEIRÃO, O TEATRO SERVE COMO MOTOR DE UMA TRANSFORMAÇÃO SOCIAL SILENCIOSA QUE FORMA UMA GERAÇÃO DE ATORES E PLATEIA MUITO ESPECIAIS. CONHEÇA ALGUMAS AÇÕES E PESSOAS DIGNAS DE MUITOS APLAUSOS

O

TEXTO Francine Micheli

diretor teatral Magno Bucci é figura conhecida e respeitada no meio artístico do Brasil e da Itália. Aqui em Ribeirão ele é professor universitário, diretor de um dos grupos teatrais mais antigos da cidade, o Grupo Universitário de Teatro (GUT) e é diretor artístico do famoso Coro Cênico Bossa Nossa. Com a agenda lotada, é no mínimo curioso vê-lo entrar pelos portões do Presídio Feminino de Vila Branca toda sexta-feira, faça chuva ou faça sol. Mas é ali que, há seis anos, ele desenvolve o projeto Mulheres de Atenas, montando peças teatrais com as detentas que ensaiam e estudam espetáculos para serem apresentados no pátio do Presídio, entre as colegas e seus familiares. Este mesmo trabalho também é desenvolvido pelo diretor com os presidiários da Penitenciária I de Serra Azul desde 2007. “Tive que aprender a lidar com as frustrações. Nenhuma empresa que eu procurei quis patrocinar o projeto, não querem associar seu nome com presidiários. A verdade é que ninguém acredita na recuperação deles. Mas essa é a maneira que eu achei para dar mais dignidade a essas pessoas”, disse o diretor, que banca todos os gastos do projeto. A satisfação pessoal que impulsiona Magno Bucci

Fotos DANKA E rony morby

parece ser a mesma dos atores Lucas Santarosa e Neto Donegá, que se vestem de palhaço para se apresentarem nas comunidades carentes da cidade há quase três anos. O trabalho acontece paralelamente ao grupo profissional Zibaldoni, do qual eles fazem parte. O espetáculo se desenrola no meio da rua, para quem quiser assistir, mas não sem antes haver uma conversa prévia com os líderes das comunidades. Depois de tudo muito bem explicado, eles se caracterizam, embarcam na Kombi amarela já bastante conhecida e ali, no picadeiro improvisado, fazem o povo rir à beça. Na plateia, crianças, adolescentes curiosos, pais com famílias inteiras, que têm ali sua única opção de lazer no fim de semana. “Não gosto do termo ‘trabalho social’ porque essa é uma ação humanitária, pois quase nada chega até lá. E quem não sabe o que é uma favela não imagina o público especial que tem lá”, afirmou Lucas. O poder transformador do teatro é evidente dentro de grupos marginalizados, mas não se trata de um elemento de construção pessoal e sim de aprimoramento. Segundo Mara Cabral, psicóloga e diretora dos teatros Municipal e de Arena, o poder de melhoria Voltar ao Índice

56

LAICA | Fevereiro 2012


Arte

Talento de Família O cartunista Pelicano (foto) e seu irmão Glauco herdaram da mãe a habilidade para dizer muito com poucos traços. Craque do cartum, o artista largou a carreira de engenheiro para viver de humor

57

LAICA | Fevereiro 2012

Dignidade Magno Bucci, diretor teatral do GUT e do grupo Bossa Nossa, ensina teatro para detentos. Para ele, a sociedade precisa acreditar e ajudar na recuperação das pessoas. Na imagem, Bucci no Teatro Bassano Vaccarini, da Unaerp, onde também é professor.


Arte

pessoal do teatro é forte, mas exige rédeas firmes. “O teatro exige uma orientação adequada, pois pode se tornar uma fuga e pode funcionar como qualquer outro tipo de vício, por causa da dissociação dos personagens”, declarou a psicóloga. Uma década de Ribeirão em Cena Foi fazendo a cobertura de um assassinato de um adolescente que o jornalista e escritor Gilson Brigagão percebeu o lado sombrio do jornalismo. “Um moleque me pediu para anotar o nome dele e por no jornal porque ele era o assassino. Nesse dia pedi demissão e percebi que eu poderia fazer algo por essas pessoas”, contou o escritor. Dias depois, Gilson criou e tirou do papel o “\ Ribeirão Em Cena, um dos projetos mais bem sucedidos da cidade. Há 10 anos a ONG de Gilson forma atores profissionais gratuitamente - os cursos

são voltado para jovens de baixa renda. Lá, a disciplina é levada a sério: são 90 vagas abertas por ano com rígida política de seleção e o aluno não pode ter mais do que três faltas no semestre, em um curso de dois anos. Reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC), o Ribeirão em Cena tem grade curricular de universidade e suas peças já ganharam vários prêmios em festivais nacionais. Até hoje foram formados 2.500 jovens e montados 300 espetáculos e o seu grande diferencial é o Núcleo de Investigação Teatral, coordenado pelo diretor José Maurício Cagno, que promove pesquisas profundas em antropologia teatral. “Ribeirão vive um momento de crescimento teatral. Tem vários grupos aqui fazendo um trabalho sério e maduro, temos faculdade de Arte Cênicas e uma quantidade ótima de espaços”, reforçou Cagno.

Pesquisa em teatro No Ribeirão Em Cena, os alunos desenvolvem pesquisas e os cursos são reconhecidos pelo MEC. O resultado são diversos prêmios nacionais e convites para troca de experíências cênicas, Na foto, o diretor José Maurício Cagno (centro), do Núcleo de Investigação Teatral com uma das turmas que estudam no período noturno. Ao lado dele, Natália Araújo (com o bebê), cujo mestrado na Sobornne rendeu um convite ao Ribeirão Em Cena para se apresentar em Paris

58

LAICA | Fevereiro 2012


Teatro-móvel Depois de falar com os líderes da comunidade e explicar o projeto, os atores Lucas Santarosa e Neto Donegá embarcam em uma Kombi, vestem os figurinos e fazem a alegria de um público que tem poucas oportunidades e até um certo receio de ir ao teatro.

FOTOS RONY MORBI (DIVULGAÇÃO)

Formação de Plateias Os atores fazem espetáculos no meio da rua para moradores de bairros carentes. Segundo Lucas, “quem não sabe o que é uma favela, não imagina o público especial que tem lá.”

59

LAICA | Fevereiro 2012

Paris Depois de concluir os estudos no Ribeirão Em Cena, a atriz Natália Lemes Araújo, de 27 anos, ingressou no mestrado da Universidade de Sorbonne, em Paris. Sua tese foi sobre o próprio projeto ribeirão-pretano e o sucesso foi tanto que sua orientadora convidou o grupo daqui a se apresentar lá em Paris em abril deste ano. “O teatro francês é muito baseado na palavra e quando chegamos lá com uma linguagem mais orgânica, foi uma grande surpresa pra eles”, contou a pesquisadora.


Sociedade e Cultura

Lá Fora

Voltar ao Índice

lafora@revistalaica.com.br

Ajustando o foco A Escola Bauhaus está de logo nova. A repaginação

da marca acompanha o novo direcionamento dos cursos oferecidos pela instituição, que além das artes e idiomas, agora também abrange o ensino profissionalizante, ensino à distância (EAD) e pós-graduações. O resultado vocês conferem em www.escolabauhaus.com.br

Turismo A Prefeitura de Ribeirão Preto solicitou no último dia 14 a transferência da

data de Stock Car no muncípio para evitar que a prova coincida com a temporada da Agrishow. A preocupação é que faltem vagas na rede hoteleira para o público dos dois eventos. A estrutura é hoje um dos desafios da cidade na disputa por uma vaga como subsede da Copa de 2014.

1

4

2

3 4

6

FOTOS DANKA

5

1 O saxofonista Jorge Nascimento e a escritora Cris Bezerra, no Orunmilá. 2 Mais um talento a honrar a cultura negra: a cantora Roberta Galvão. 3 Denise Jacometti Carpenter, diretora da Bauhaus na aprentação da nova logo da escola. 4 A Coordenadora de Eventos Culturais da Bauhaus, Miriam Ruth (de rosa), e a coordenadora de inglês da escola, Rosemeire Garcia de Castro. 5 O secretário municipal de Turismo, Tanielson Campos com a mulher Francine e o filho Enzo, na Paraler. 6 Luciano QUER SAIR NA COLUNA? Gomes, gerente de mercados do Mc Donald’s na região de Ribeirão Preto no Mande as fotos do seu evento para lançamento para Imprensa dos deliciosos “Angus Premium Deluxe” e “Angus redacao@revistalaica.com.br Bacon” na unidade do Jardim Mosteiro.

60

LAICA | Fevereiro 2012


o que tem de bom

FOTO DIVULGAÇÃO / www.bobdylan.com

GASTRONOMIA Ribeirão participará pela segunda vez do maior evento gastronômico do País, o São Paulo Restaurant Week (SPRW), que está na 10ª edição e acontece de 5/3 a 18/3 com menus especiais (entrada, principal e sobremesa) por preços promocionais: R$ 31,90 (almoço) e R$ 43,90 (jantar). Na cidade, já confirmaram a participação Athenas (Stream Palace Hotel), Boteco do Vadinho, Da Fiore Gelato Caffé e Cucina, Famosa Pasta, Flor de Sal Bistrô, Le Petit Bistrot, Fofo Restaurante, Keeki, Luna Caprese, Mirai, Mousse Cake e Viva México.

Bob Dylan fará seis shows no Brasil em 2012. A última vez que ele esteve no País foi em 2008. A produtora Time For Fun anunciou que as apresentações da “Never Ending Tour”, que inclui as melhores músicas da carreira do cantor, devem acontecer em abril no Rio de Janeiro (15/4), Brasília (17/4), Belo Horizonte (19/4), São Paulo (21/4 e 22/4) e Porto

PARA ACOMPANHAR Espaço para as artes O Sesi Ribeirão Preto abriu inscrições para o edital local de seleção de projetos culturais. Podem participar interessados que tenham propostas em Artes Cênicas (Teatro, Teatro de Animação e Formas Animadas, Circo e Dança) e Música. O material deve ser enviado pelos Correios até o dia 26 de março. O resultado será divulgado pelo site www.sesisp.org.com.br/ribeiraopreto no dia 09 de abril. Top 20 O ranking espanhol Webometrics, que mede a relevância das instituições de Ensino Superior na Internet, incluiu a Universidade de São Paulo (USP) na 20ª posição. O ranking analisa mais de 20 mil instituições. A instituição brasileira subiu 23 posições em relação ao de 2001 e ficou a frente das Universidades de Cambridge e Yale.

FOTO DIVULGAÇÃO

Alegre (24/4). Os ingressos serão vendidos a partir de 27/02.

SHOW Jorge Vercillo canta em Ribeirão Preto no próximo dia 16/3, no Theatro Pedro II, às 21h. Informações: (16) 3977-8111


Tradição Gastronômica Cultura e Gastronomia

Imperadores do Samba A caçula das escolas de Ribeirão Preto tem sede no Ipiranga e uma receita boa de sucesso: união.

Gostinho de

Samba

TEXTO CARLA GARCIA

N

a passarela, a bateria é quem dita o ritmo. Mas é na quadra da escola Imperadores do Samba que o espetáculo carnavalesco ganha vida e os foliões são preparados para a festa. São meses de trabalho movido pelo amor ao Carnaval e pelo tempero das “alegorias” produzidas na cozinha por três diretoras de alas, que preparam delícias como o escondidinho de calabresa, o strogonofe de frango e farofas variadas. As receitas servidas no ensaio geral da agremiação, realizado no dia 10 de fevereiro, visam dar energia aos 500 componentes no desfile que ocorreu dia 19,

ESCONDIDINHO DE CALABRESA, STROGONOFF DE FRANGO E FAROFAS SÃO as RECEITAS DA DISPOSIÇÃO DE FOLIÕES DA IMPERADORES Foto Danka

no sambódromo “Mestre Oscarzinho”. Criada em 27 de agosto de 2009, a escola sediada no Ipiranga é a caçula das agremiações e nasceu com objetivos ousados. “Queremos mudar a cara do Carnaval de Ribeirão”, disse o vice-presidente Sidnei Pereira, O enredo “Fala mágico espelho meu, existe algum País mais belo que o meu” fez uma viagem pelo Brasil e teve como destino final a Copa do Mundo de 2014. Foram quatro carros alegóricos e nove alas, além da bateria composta por 90 ritmistas comandados por Antônio Carlos Marcos, o Mestre Bica. A escola ficou com o terceiro lugar (o primeiro Voltar ao Índice

62

LAICA | Fevereiro 2012


MAIS! Acesse

www.revistalaica.com.br

Mágica As três fadas da cozinha da Imeradores: da esq. para dir., Juliana, Cláudia e Lourdes. Ao lado, os quitutes de sucesso dos ensaios.

foi para a escola Embaixadores e o segundo, para Falcão de Ouro). Mas história sempre comeca muito antes da passarela. Os preparativos requerem horas de dedicação e estimularam três diretoras de alas a irem para cozinha colocar tempero no Carnaval. “Estávamos preocupadas em matar a fome do pessoal e hoje a comida já faz parte da festa”, contou Lourdes Lima, uma das cozinheiras. A prioridade na cozinha da escola são alimentos que rendam mais, mas sejam rápidos e saborosos, de acordo com a diretora de Carnaval, Elaine Silva de Souza. Além de Lourdes, Juliana Azevedo e Claudia

e veja as receitas do escondidinho, do estrogonofe e da farofa.

Pereira são responsáveis pela cozinha. “É um cardápio comunitário. Usamos o que temos e inventamos nossos próprios pratos”, disse Claudia, autora do strogonoff de frango. Juliana, responsável pelo arroz e por um dos tipos de farofa, contou que o segredo é fazer algo que a própria família gostaria. “Sempre penso nos meus filhos, pois tudo que se cria com amor dá certo”, disse Juliana, Criadora da farofa fria e do escondidinho de calabresa, Lourdes aposta na fórmula da generosidade. “Aqui todos podem participar, pois ‘Quem samba, samba e quem não samba, se apresenta’”, afirmou Lourdes.

Coração Mestre Bica, regente da bateria, comanda o coração da escola, com 90 ritmistas. À dir., o carnavalesco Nilton Rodrigues Júnior. que vive uma verdadeira paixão pela Imperadores do Samba e faz de tudo para unir o pessoal.

63

LAICA | Fevereiro 2012


Cultura Viva Cultura e Gastronomia

O lutador cavalheiro bruno galati, O italiano que gostava de dar socos abriu a primeira academia particular de boxe do País e acabou mudando a história do esporte no Brasil

O

TEXTO DANIELLE CASTRO

boxe é a vida do italiano Bruno Galati, 67 anos, que desembarcou ainda criança no Brasil. Pioneiro, o treinador é parte indissociável da história do esporte no País. São cinco décadas dedicadas ao boxe, quatro delas preparando atletas, incluindo as primeiras mulheres brasileiras a disputarem essa modalidade de luta. A fama de “brigão” é mais uma forma de expressar o afinco com que ele luta pela categoria do que uma descrição de sua personalidade. De fato, o treinador é um cavalheiro que, assim como sua academia, parece ter sido materializado em Ribeirão Preto direto de um filme dos anos 40. A Academia de Boxe Bruno Galati, criada há 30

Foto JBRENO

anos, funciona até hoje, nos fundos da residência do treinador, no bairro Campos Elíseos, e foi a primeira escola particular brasileira de boxe. “Antes disso tinha o Centro Olímpico, mas era do Estado, lá em São Paulo”, contou Galati. O local possui um ringue profissional, diversos sacos e equipamentos de treino e, o mais espetacular, paredes forradas de cartazes, certificados, medalhas, cinturões e afins. “Toda minha história está nas paredes dessa academia, que foi erguida com muito sacrifício”, revelou o treinador. Segundo os registros do site do Conselho Nacional de Boxe (CNB), o interior paulista conta atualmente com 43 academias especializadas na modalidade, mas, em Ribeirão, a de Galati ainda é a única

Voltar ao Índice

64

LAICA | Fevereiro 2012


Cultura Viva

cadastrada. O italiano foi lutador profissional por quatro anos e se destacava pela velocidade. Foi campeão Paulista e Bandeirantes. A carreira de técnico começou aos 27 anos com um convite para treinar boxeadores pelo Estado de São Paulo. Foi quando Galati começou a interferir de vez nos rumos do boxe brasileiro. O registro dele na carteira de trabalho como “treinador de boxe” foi o primeiro do tipo e oficializou a profissão. Também foi ele quem começou o treinamento

de mulheres e chegou a lutar na Justiça para obter o direito de incluir categorias femininas nas competições nacionais de boxe. “Cheguei a ter mais garotas que rapazes treinando. Entre 1977 e 1978, treinei cerca de 70 mulheres, 30 delas em dois times femininos patrocinados.” Esteve a frente dos eventos de boxe da região de Ribeirão por 28 anos. Ao longo da carreira, conquistou 140 títulos, sendo 37 sulamericanos e latinoamericanos, 12 deles como treinador da

Vida de campeão Bruno Galati foi campeão Paulista e Bandeirantes de boxe e, como técnico, conquistou 140 títulos nacionais e internacionais. Foi ele que deu início aos treinos e campeonatos femininos. No auge, chegou a colar 4 mil cartazes para divulgar uma luta.

seleção brasileira. Há dois anos aposentado, ele ainda mantém a academia (aberta de 2ª, 4ª e 5ª, das 15h às 20h para os matriculados) e treina dois boxeadores profissionais pela equipe Mazinho Sport Center. A parceira de conquistas é a mulher Conceição Alice Alves Galati, advogada e professora que está na vida do treinador há quase tanto tempo quanto o boxe. O casal teve dois filhos, Bruno, professor universitário de Educação Física, e Andresa, que já treinou boxe e hoje atua em outra área.

65

LAICA | Fevereiro 2012

Na família italiana, Galati foi o único de nove irmãos a praticar luta. “Eu sonhava com o boxe desde criança, mas não tinha noção do que era, ficava dando socos no ar.” O treinador pretende parar, mas não tem uma data ainda e nem dá mostras de desanimar da paixão: “Sempre vivi do boxe. Formei meus dois filhos na faculdade com meu trabalho e conheci quase toda América Latina. Sofri muito, mas tive muitas alegrias”, afirmou o eterno boxeador.


Empreender Negócios e Tecnologia

LUTA PELO MERCADO

FENômeno de público e mídia, ufc investe pesado em gestão e marketing para popularizar o mma e conquistar investidores e lucro no brasil TEXTO CARLA GARCIA

U

ma luta que mistura diversos estilos de artes marciais e um esporte que nasceu para ser show. Assim é o MMA - Artes Marciais Mistas – categoria criada nos anos 2000 a partir do Ultimate Fighting Championship, o UFC, principal campeonato da modalidade e responsável por instituir um modelo de gestão e marketing que fez do esporte negócio, espetáculo e entretenimento. Hoje, o UFC chega a meio bilhão de casas em mais de 140 Países e atrai investimentos da TV aberta e de empresas que comercializam produtos licenciados. Diretor-presidente da Wolff Sports e Marketing e professor do MBA de Gestão e Marketing Esportivo da Trevisan Escola de Negócios, Fábio

Fotos JBRENO

Wolff considera o modelo de gestão e marketing do UFC perfeito. “O esporte é um negócio e requer um pensamento 100% profissional, que faça do jogo um espetáculo de entretenimento e do público um consumidor”, explicou Wolff. Segundo o pesquisador das estratégias comunicacionais do MMA, Fábio Alvarez, a criação da modalidade foi fundamental para a consolidação do UFC. “Ele foi pensado como esporte espetáculo de inserção global e possui uma lógica mais sintonizada com um novo modelo de negócios”, avaliou Alvarez. De acordo com Wolff, o envolvimento do marketing, a exploração dos direitos de transmissão, o investimento em produtos licenciados e as estratégias de organização e divulgação dos eventos Voltar ao Índice

66

LAICA | Fevereiro 2012


ENTENDA O que é e como surgiu? O UFC é considerado o maior campeonato de Artes Marciais Mistas (MMA) do mundo. Foi criado nos Estados Unidos em 1993 pelo mestre de jiu-jítsu brasileiro Rorion Gracie. Desde o início, o esporte foi pensado como show, mas o objetivo era promover uma disputa entre lutadores de diversas artes marciais e provar qual era superior. Apesar do sucesso inicial, a violência dos combates fez com que o esporte entrasse em declínio. Em 2001, o UFC foi vendido para a Zuffa, empresa de entretenimento dos irmãos Fertitta.

Como

se

consolidou

LAICA | Fevereiro 2012

negócio

esportivo?

ano e o campeonato, que quase não tinha regras e permitia que lutadores de diferentes pesos se enfrentassem, foi um sucesso, atingindo o dobro da audiência esperada. Quando os Fertitta assumiram, o UFC estava falido.Foram eles que, em parceria com Dana White, ex-promotor de lutas de boxe e atual presidente do UFC, remodelaram o campeonato e criaram o MMA, resultando no processo de “esportivização” e regulamentação da atividade, com a criação de regras. Quanto fatura? A empresa foi comprada da família Gracie por R$ 1 milhão. Desde então, o valor da marca não pára de crescer. Em 2011, já havia chegado a R$ 2 bilhões. Fonte: Fábio Alvarez e site UFC

67

como

A primeira transmissão televisiva aconteceu no mesmo


Empreender

The Ultimate Figther O lutador Cairo Rocha foi selecionado para as finais do reality show do UFC que será exibido pela Globo em março, e intensificou os treinos. Na academia em que pratica, a Evidência, o sucesso do MMA já é sentido nas matrículas, que aumentaram depois que o torneio passou a ser exibida em TV aberta brasileira.

responsáveis pela popularização do UFC. “O formato é interessante, dinâmico e eles sempre casam atletas com marketing e nível elevado”, disse Wolf. Para o professor, esportes como o futebol podem aprender e se beneficiar desse modelo. Para isso, precisam se profissionalizar e valorizar o torcedor. “É preciso vender o espetáculo como entretenimento com boa alimentação, conforto e organização”, defendeu o especialista da Trevisan. Produtos UFC O investimento em produtos licenciados é outro diferencial do UFC. A Exim, responsável pelo licenciamento da marca, repassou os direitos para 10 empresas brasileiras, que vendem álbuns de figurinhas, cinturões, agendas, roupas e artigos esportivos. Desde julho de 2010, a Marc4 detém a licença da marca UFC para produzir e comercializar roupas lifestyle - como camisetas, moletons, bermudas e 68

LAICA | Fevereiro 2012

bonés - além de uniformes e equipamentos de luta. “Fizemos uma coleção específica para o UFC Rio, que foi a primeira que soltamos com marca. As vendas foram muito acima de nossas expectativas e tivemos que correr para fabricar mais itens de última hora”, disse Arthur Regen, sócio-diretor da empresa, que em breve lançará novos produtos. Além do aumento das vendas de produtos e audiência de TV, a popularização do UFC também deve ampliar a quantidade de praticantes de MMA, tendência já percebida nas academias de Ribeirão Preto. “Com o início das transmissões e o aumento da mídia sobre o UFC, a procura aumentou bastante e muitos dos alunos já chegam querendo lutar profissionalmente”, contou o professor de MMA da Núcleo Academia, Matheus de Sousa. Na Evidência Academia, o professor e lutador profissional Alexandre Zaneti também notou o movimento. “Hoje o MMA é mais procurado


Empreender Giratória Cairo Rocha nocauteou com um chute de capoeira o adversário Francisco Neves no evento Brazilian Fighting Championship, realizado no último dia 16 de dezembro em Ribeirão Preto/SP. O vídeo virou hit na internet e até o fechamento desta edicão, contava mais de 2 milhões de exibições. MAIS! Clique e assista ao golpe de Cairo que tem sido chamado de “O nocaute do século”

que o jiu-jítsu. Há uma onda muito grande de popularidade”, afirmou Zaneti. Antonio Carlos Nomellini Júnior, de 26 anos é um dos alunos e se mostra animado com o crescimento esporte. “Antes quando falavam que faziam MMA, as pessoas olhavam desconfiadas, agora já têm respeito”, disse Nomellini. Fernando de Oliveira Claudio, 30, pratica a modalidade há seis meses em busca de qualidade de vida. “A arte marcial dá disciplina, determinação e equilíbrio”, afirmou Claudio. TV aberta O sucesso e a popularidade de lutadores brasileiros como Anderson Silva, Júnior Cigano, Maurício “Shogun”, Rodrigo “Minotauro” e José Aldo fizeram com que em 2011, o MMA chegasse a TV aberta. A primeira transmissão foi realizada em agosto pela Rede TV, no UFC Rio. Dois meses depois, os direitos de transmissão foram comprados pela Rede Globo. A emissora exibirá, a partir de março, a edição internacional do reality show The Ultimate Fighter (TUF), o que deve ampliar a popularidade e a audiência do MMA no Brasil. “Ao mostrar o treinamento e o dia a dia dos lutadores, uma nova forma 69

LAICA | Fevereiro 2012

de identificação mais passional é criada entre o público e os atletas. Algo capaz de atenuar a imagem violenta e torná-lo um esporte de grande apelo popular”, afirmou Alvarez. Disputa As seletivas para o programa começaram em 14 de dezembro do ano passado e, entre os lutadores que disputam uma das 16 vagas na casa, está o ribeirão-pretano Cairo Rocha, de 27, integra a equipe de Alexandre Zaneti e virou sensação na internet depois de nocautear um adversário com um chute giratório de capoeira - o vídeo já superou a marca de 2 milhões de visualizações. Rocha luta na categoria peso médio, até 84 kg, e foi um dos primeiros inscritos para o reality. “A inscrição começou às 0h, às 0h02 a minha já estava feita”, contou o lutador, que intensificou o treinamento e a dieta na busca pelo sonho de vencer o TUF e conquistar um contrato com o UFC. O programa terá atletas das categorias médio e pena (até 66 kg), que serão divididos em duas equipes treinadas por atletas de elite no MMA. A lista dos aprovados só será divulgada em março. Mais um nocaute do marketing do UFC na disputa pelo interesse dos torcedores.


tab

sua locadora corre perigo?

U

SERVIÇOS DE VÍDEO PELA INTERNET COMEÇAM A SE TORNAR POPULARES. VEJA COMO FUNCIONAM E SE VALE A PENA SE TORNAR ASSINANTE

ma das grandes vantagens de se assinar um plano de internet de banda larga é poder assistir a vídeos longos sem ter de esperar até que sejam baixados para o computador. Basta clicar em um botão para a transmissão começar. Isso permitiu o surgimento das locadoras virtuais. Nesses serviços, paga-se uma mensalidade que dá acesso a um acervo enorme de filmes, documentários e séries. Mas será que vale a pena trocar a locadora próxima da sua casa ou a sua operadora de TV a cabo por um plano desse tipo? No Brasil, os três principais competidores são a Netflix, a Netmovies e o Terra TV Vídeo Clube. Em todos eles, o sistema Texto GUILHERME DE FALCO é jornalista e consultor de tecnologia. Mande suas dúvidas e sugestões para: tab@revistalaica.com.br Ilustração ANA CLARA BELEM

70

LAICA | Fevereiro 2012

é bem semelhante. Você paga um valor mensal e tem acesso ilimitado ao catálogo oferecido. Dá para ver o filme pelo computador, por TVs compatíveis e, em alguns casos, até por consoles de videogame, smartphones e tablets. Tanto a Netflix como a Netmovies permitem experimentar o serviço gratuitamente no primeiro mês. Já o Terra TV Vídeo Clube dá R$ 20 de bônus, que pode ser usado para comprar alguns lançamentos, não disponíveis para os assinantes. Os três também têm limitações parecidas. O acervo disponível ainda é bastante limitado e não inclui produções recentes. Também faltam conteúdo nacional e vídeos em alta definição. Por isso, vale a pena experimentá-los por um mês para saber se realmente compensa

virar assinante. Na Netflix, um sistema de inteligência artificial contorna um pouco o problema. O serviço aprende com as suas preferências e tende a recomendar filmes que você vai gostar de assistir. Mesmo assim, há muitos longa-metragens dublados ou sem opção de legenda em português. Os catálogos são ampliados com o tempo, mas o ritmo de inclusão de novos filmes ainda é bem lento. Por mais antigas que possam parecer aos olhos das novas tecnologias, a locadora próxima da sua casa ou a TV a cabo ainda têm a vantagem de trazer os últimos lançamentos rapidamente. Pelo menos por enquanto. FICHA TÉCNICA Netiflix www.netflix.com.br Preço: R$ 15 / mês Netmovies www.netmovies.com.br Preço: R$ 15/mês Terra TV Video Clube videostore.terra.com.br Preço: R$ 20/mês


IMAGEM DIVULGAÇÃO

PROMESSA DE 2012

Imagem DIVULGAÇÃO

além de gráficos mais bonitos, nintendo wii-u terá controle-tablet com tela sensível ao toque, câmera e imagens-espelho do jogo

P

texto Felipe Barione

ara muitas pessoas é de praxe fazer uma lista de metas e promessas para o começo de ano, então nada mais justo que aproveitarmos esse momento para dar uma rápida olhada na maior promessa da Nintendo para o ano de 2012, o Nintendo Wii-U. A expectativa para o novo console é a união da interação proporcionada pelo Nintendo Wii, aliada ao poder gráfico, que era o calcanhar de Aquiles de seu antecessor. O Wii-U terá compatibilidade com todos os acessórios do Wii incluindo os Wiimotes e a plataforma conhecida como balança, o que deve ser um dos chamativos do lançamento. O novo controle é outra atração e tem a aparência de um tablet, com uma tela sensível ao toque de 6,2 polegadas onde será possível exibir a tela principal do jogo ou informações individuais, além de botões tradicionais, duas alavancas, giroscópio e uma câmera frontal. A compatibilidade com os jogos do Wii e novos jogos prometem agradar os gamers mais exigentes. Com 50 gigas de capacidade, o Wii-U utilizará

uma mídia própria, ou seja, não possuirá leitor de Blu-ray e nem DVD. Mas nem tudo são flores. As primeiras declarações da Nintendo afirmavam que se tratava de um console com hardware poderosíssimo, o que já foi desmentido e retratado pela empresa. De fato, o Wii-U possuirá um pouco mais de força que o PS3 e o X-Box 360, o que não é exatamente uma vantagem, pois leva a entender que um console de 8ª geração rivalizará com os concorrentes da 7ª geração, ou seja, poderá ser enterrado quando as outras empresas entrarem na próxima geração. O lançamento do Wii-U está previsto para o segundo semestre de 2012, pois a empresa pretende exibir o console com algumas modificações finais na próxima E3 (Eletronic Entertainment Expo), realizada no mês de Julho. Só nos resta esperar e torce para que a “Big N” saiba o que está fazendo e que ela possua timing e estratégia dignos de tudo que ela representa.

FICHA TÉCNICA

Nintendo Wii-U Felipe Barione é consultor de games da Revista LAICA. Mande suas dúvidas e sugestões para 16bits@revistalaica.com.br Voltar ao Índice

71

LAICA | Fevereiro 2012

Desenvolvedora: Nintendo Atualização: 8ª Antecessor: Nitendo Wii Previsão de venda no Brasil: 2º sem. Pré- Venda: R$ 1.080,00


Instância rigor EM Trânsito

PROJETO DE LEI PEDE CRIMINALIZAÇão de MOTORISTAS ALCOOLIZADOS OU SOB EFEITO DE ENTORPECENTES e aguarda votação dos deputados texto Eduardo vongal ilustração Rodrigo GianelLo

A

Câmara de Comissão e Justiça do Senado Federal aprovou o projeto de Lei n° 48/2011, que torna mais rígida a legislação para motoristas que dirigem alcoolizados ou que tenham ingerido outra substância psicoativa. De autoria do Senador Ricardo Ferraço (PMDB-ES), o processo seguiu para Câmara dos Deputados, na qual aguarda por votação. A proposta considera crime a simples condução de veículo automotor sob influência de álcool ou qualquer outro entorpecente que determine dependência, mesmo que o condutor não tenha provocado ou participado de um acidente de trânsito, além de aumentar significadamente as penas atualmente previstas para estes casos. O projeto altera o artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro, acabando com a tolerância atualmente prevista, que é de seis decigramas de álcool por litro de sangue. A medida é salutar para uma sociedade que atualmente tem se acostumado a ver nos noticiários nacionais inúmeros acidentes absurdos e que geralmente tem como causas principais a ingestão de álcool ou a influência de qualquer substância psicoativa pelos condutores. Recentemente a Organização Mundial da Saúde (OMS) colocou o Brasil na quinta posição do vergonhoso ranking de mortes provocadas por acidentes de trânsito. Ficamos atrás apenas de Países como Índia, China, EUA e Rússia. Ainda nos números, um estudo realizado pelo Sistema de Informações de Mortalidade (SIM), órgão ligado ao

72

LAICA | Fevereiro 2012

Voltar ao Índice


EDUARDO VONGAL instancia@revistalaica.com.br

Ministério da Saúde, expôs que entre os anos de 2002 e 2010, o número de óbitos causados por acidentes de trânsito em nossas ruas e estradas cresceram 24%, passando de 32.753 para 40.610. Além deste número alarmante de mortes, também vem em escalada a quantidade de internações em virtude de acidentes de trânsito em todo País. No ano de 2010, houve um acréscimo de 15% desse tipo de tratamentos se comparado ao ano anterior, segundo dados divulgados pelo Sistema Único de Saúde (SUS). E a tendência é que esse número se eleve O projeto mantém os meios técnicos atuais (exames de sangue e bafômetro) para comprovar o estado físico do condutor e a necessidade de autorização do motorista para obtenção dessas provas. Porém, deve facilitar a coleta de outras evidências de direito admitido, como testemunhas presenciais da abordagem, imagens gravadas pelos policiais, entre outras, tornando assim mais fácil a punição do criminoso. Fica claro que a mudança da Lei por si só não resolverá totalmente o problema, que envolve questões de educação e cultura. Contudo, algo precisa ser feito para iniciar uma mudança no comportamento dos motoristas e este soa como um belo começo. O projeto de Lei n° 48/2011 é louvável, sendo sua aprovação por parte do Congresso Nacional um dever cívico daquela casa. As famílias brasileiras não agüentam mais perder entes queridos em função da irresponsabilidade de alguns. A proposta aguarda apreciação da Câmara dos Deputados. Vamos torcer e pressionar nossos representantes para que tão esperada aprovação saia o quanto antes.

73

LAICA | Fevereiro 2012


Mapa comercial Moda Cleide Noivas

Moda Festa e Casamento Av. Saudade, 637 (16) 3235-1125 / 3636-1121 cleidenoivas@hotmail.com

Farthingale

Moda Festa e casual Av. Independência, 1579 Boulevard (16) 3964-6145 http://www.farthingale.com.br/

First Agency Models

Agência de Modelos Av. Independência, 2267 Alto da Boa Vista (16) 3911-4217 www.firstagencymodels.com.br/

Funny Hair

Salão Av. Itatiaia, 805 Jd. Sumaré www.funnyhair.com.br

María Guapa

(16) 9135-0000 www.mariaguapa.com.br falecom@mariaguapa.com.br

Neide Amaral

Moda Festa e Casamento Av. Independência, 3284 Alto da Boa Vista (16) 3911-1002 / 3637-9900 www.neideamaral.com.br

Santa Lolla

Arquitetura Decoração Arquitetura e eDecoração Arkpad

Decoração e Design www.arkpad.com.br

Maria Teresa Salomão

Engenheira e ligth designer Rua Chile, 1711 - sala 402 Jd. Santa Angela (16) 3623-4369

cristina.salomao@yahoo.com.br Moldurarte

Galeria e Molduraria Rua Altino Arantes, 1460 Alto da Boa Vista (16) 3610-6564

Oomy

Presente e escritório www.oomyonline.com

Cultura e Gastronomia

fevereiro 2012 - ano 01 - ED Nº 03

Vida Academia de Boxe Bruno Galati Esportes Rua Almirante Barroso, 68 Campos Elíseos (16) 9105-8237 / 16 3626-1982

Fisioforma

Centro Estético Av. Pres. Vargas, 997 Jd. Sumaré (16) 3637-4488 www.fisioforma.com.br

Immaginare

Escola de Criação e Artes Rua Maestro Ignácio Stabille, 300 Alto da Boa Vista (16) 3911-8996 / 3236-6059 http://www.escolaimmaginare.art.br/

Pisca-Pisca Buffet

Festas Infantis Av. Independência, 3915 Jd. Califórnia (16) 3621-7454 www.piscapiscabuffet.com.br

Sesc Ribeirão Preto Cultura e Esporte R. Tibirça, 50 Centro (16) 3977-4477

Negócios e Tecnologia Brasilroots Estúdio de Imagem Fotografia de Moda e Publicidade (16) 3043-8889 www.brasilroots.com brasilroots@brasilroots.com

Sapatos Femininos R. Eliseu Guilherme, 555 Boulevard (16) 3632-7542 www.santalolla.com.br

Anuncie na Revista LAICA

Zita Lehner Dotshoes

Associe sua marca a boas ideias. São três mídias para sua empresa ficar registrada no impresso, ser encontrada na internet e interagir direto com o leitor.

Sapatos Femininos Av. José Adolfo Bianco Molina, 2215 Jd. Canadá (16) 3902-3384 www.zitalehner.com.br Voltar ao Índice

LAICA, interessante para quem lê e para quem anuncia. Fone: 16 30438889 comercial@revistalaica.com.br


Laica