Issuu on Google+

AgropecuáriA

Mais Mais Perfil

Especial

EXPOAGRO 2010

Nº 20 Agosto/2010 Proibida a venda

Sinval Martins de Melo

A força genética

do Guzerá

1

AGOSTO / 2010


2

AGOSTO / 2010


3

AGOSTO / 2010


Valadares Diesel apresenta o Actros em grande estilo

Maria Ivone e Walmor

Jayro Lessa e o diretor Antônio Frank

Marcos Fraga com Jota Lopes, do Mafrial

Bruno Eber, Mário Eber e Hudson

Amaury Dutra, pecuarista, e Léo Fraga

Staff feminino da Valadares Diesel

Q

uarta-feira, 7 de julho. O Grupo VDL fez brilhar em GV o novo Actros 2646, mais uma estrela premiada da Mercedes-Benz. Apresentado para potenciais compradores, grandes frotistas e parceiros do segmento, durante um superorganizado coquetel. A presença do presidente do grupo, Jayro Lessa, enalteceu a avançada tecnologia Mercedes. Como em grandes lançamentos, mereceu tapete vermelho, fogos de artifício e todos os holofotes da mídia na Expoagro 2010.

Cici e Allysson Saraiva, da Lestespuma

Edmunido Júnior e Adonias

Hélio Gomes, do grupo HG

Zé Fraga e Luiz Pena

Sgto. Élcio, Major Aleixo e Juvenal

4

AGOSTO / 2010

Marconi Lage e Antônio Frank

Vanderley Martins e Márcia


Toninho Moreira e Farid Salmen

Carlos Lúcio, da Rodobens, e Jayro Lessa

Amine e Anderson, com a filha Larissa Gerente Marconi Lage recebe os fiéis clientes, Sandro Arosi e Chico Arosi

Dionéia e André, da André e Anderson

Antônio Frank recebendo Jota Lopes

Renato Guerrieri

Gringo e seu filho Roberto

Mário Eber, Jayro e Fernando Ferreira Edvaldo e Janine

Ricardo, Léo e Kako Carlos Lúcio, Jayro Lessa e Antônio Frank Casal Sandro Heringer Chicão e Zé Fraga

Antônio Frank com Toninho, da Calisto Diesel

José Menegueti e Márcio de Carvalho

Naiar, José e Odari

Amarildo, Meire e Tales

A atenção do presidente do Grupo VDL

Felipe Peres

Luiz, da Valadarense, e Caetano, do Mafrial

Funcionários e parceiros do Grupo VDL

5

AGOSTO / 2010


Editorial

Wilma Trindade

FOTO:LEONARDO MORAIS

Especial Expoagro

Esta PERFIL AGROPECUÁRIA – ESPECIAL EXPOAGRO chega hoje a você, por desprezar pensamentos como: não acho provável, não me parece possível, acho que não vão querer. Essa edição se concretizou por colocar idéias em prática e por aquela história de agarrar a crina do cavalo que passa a galope. Por experimentar saltar obstáculos, dar a volta, focando o objetivo. Pela disposição de trabalhar incansavelmente e com o apoio das amizades conquistadas. Nasceu da oportunidade de realizar um sonho: plasmar em minha revista o perfil de um ícone da pecuária, internacionalmente reconhecido e respeitado, o professor Sinval Martins de Melo. Com ele, o título da matéria de capa brotou fácil: A força genética do Guzerá. A partir dele, outros foram se tornando possíveis: o perfil do jovem André Merlo, atual presidente da União Ruralista, e do tradicional campeão de concursos leiteiros da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, hoje seu presidente, Guilherme Olinto Resende. O perfil do pecuarista e psiquiatra Reginaldo Antônio Vilela veio como um presente. Discreto, avesso a badalações, elevou a alegria pessoal por essas conquistas. Todas pela credibilidade de nossa revista Mais Mais Perfil. Os dias e noites do Parque de Exposições José Tavares Pereira com a EXPOAGRO 2010 estão aqui em seus melhores momentos, excitantes, bucólicos, prosaicos, impactantes. O marco de uma nova era na direção da União Ruralista Rio Doce fica patente na última página, com as impressões do fotógrafo Leonardo Morais. Agradeço sempre a Deus, aos apoiadores, e especialmente nesta edição à paciência do diagramador Genidar Riani. Por nossos olhos passaram mais de 8.000 fotos. Quem não estiver aqui, com certeza estará no nosso site: acesse: www. maismaisperfil.com Nossa próxima edição será a ESPECIAL EXPOLESTE, que circulará dia 10 de outubro.

Expediente Editoria Geral: Design Gráfico: Fotos Sociais: Colaboradores: Revisão: Impressão: Tiragem:

Wilma Trindade Genidar Riani Wilma Trindade, Betânia Araújo e Leonardo Morais Paula Greco, Óbvio Comunicação Tarciso Alves Lastro Editora 5.000 exemplares

Esta revista é uma produção da WTF Ltda. É proibida a reprodução total ou parcial sem autorização. Governador Valadares - MG - Agosto / 2010 Contato: (33) 3271-1865 / (33) 9953-1124 / 8843-5522 /

84370707 - e-mail: wilmaperfil@hotmail.com Visite nosso site: www.maismaisperfil.com 6

AGOSTO / 2010


7

AGOSTO / 2010


Perfil Agropeucária

por Wilma Trindade

Nova diretoria e novos rumos na realidade do Parque José Tavares Pereira

C

om o nome de Associação Rural Vale do Rio Doce, a União Ruralista Rio Doce – URRD em 20 de agosto de 1950, fundou a Exposição Agropecuária de Governador Valadares (Expoagro). Sua primeira edição aconteceu na fazenda de Jother Peres e foi realizada pelo Sindicato Rural presidido, na época, por Mário Moreira Murta. Após dois anos sem acontecer, em 1971, por decisão do então presidente da União Ruralista Rio Doce, José Tavares Pereira eleito em 1968 - a Expoagro voltou a ser realizada, ainda na fazenda da família Peres. No início dos anos 70, José Tavares Pereira, ainda presidente da URRD, foi ao BDMG, com a idéia do Parque de Exposições. Mas a burocracia para se conseguir empréstimo era tão grande que ele optou por pedir doações. E assim o Parque foi sendo construído. Cada galpão que abriga os animais tem o nome de um doador. As doações da época correspondiam ao valor de um alqueire de terra da região. Em homenagem à idéia e empenho de Ze-

8

AGOSTO / 2010

quinha Tavares, o Parque leva o seu nome. Na década de 90, a União Ruralista construiu o Hospital Veterinário, que ainda não está equipado. Atualmente, a diretoria busca junto ao Governo Federal verba para esse fim. Acontecendo, a Univale – Universidade Vale do Rio Doce, que já teve seu projeto para o curso de Medicina aprovado pelo MEC, terá condições e estrutura para implantar o curso superior de Veterinária na cidade. Neste ano, uma disputa de duas chapas marca como inédita na história da União Ruralista Rio Doce a eleição de sua nova diretoria, que teve como vencedor o nome André Luiz Coelho Merlo, com a chapa Renovar é Preciso. A 41ª Expoagro é recebida em um Parque com infraestrutura melhorada. As obras não vão parar, garante a nova diretoria. A visita do governador do Estado de Minas Gerais, Antônio Augusto Anastasia, confirma essa disposição de inserir a participação governamental para o crescimento da classe ruralista.

FOTOS: LEONARDO MORAIS

Mais Mais


Adalto Cardoso na recepção ao governador Anastasia

O presente da União Ruralista para o governador Anastasia

Governador Anastasia agradece ao presidente André Merlo

No trajeto para a cerimônia de encerramento da Expoagro

Anastasia recebido pela primeira-dama da URRD Andréia Merlo

Zenólia Almeida e André Merlo apresentam ao governador Anastasia o projeto “Agropecuária na Escola”

André Merlo, Anastasia, Roberto César e Suraia Almeida

Pres. Sindicato Rural, Afonso Bretas, e Antônio Anastasia

Léo Nascimento, Edvaldo Filho, Anastasia e Euclydes Pettersen

9

AGOSTO / 2010


Perfil Agropeucária

FOTO: LEONARDO MORAIS E WILMA TRINDADE

Mais Mais

Gilman Viana, Sec. Agric. de Minas

N

o dia 9 de Julho a Exposição Agropecuária de Governador Valadares chegou à sua 41ª edição. Uma nova atitude, uma nova postura, uma nova mentalidade vê-se logo no discurso do presidente André Merlo. Mais reivindicativo, e mais aberto a parcerias. Um discurso endossado pelo. Dr. Gilman Viana, Secretário da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais. Em 10 dias de festa, a Expoagro movimentou a economia da cidade, quando todas as atenções se voltaram para os acontecimentos do Parque de Exposições José Tavares Pereira. Ao longo da feira mais de 1000 empregos foram gerados direta e indiretamente. A abertura mereceu banda do 6º, benção do Pe. Vidal e o prestígio de especiais convidados.

Prefeita Elisa Costa

João Marques e Guilherme Olinto Resende Pe. Francisco Vidal, Andréia Merlo e a filha Sophia

Euclydes Pettersen, Dep. Jayro Lessa e Fabinho Ramalho

Cláudia e Rogério Coelho, e Zecão Ferreira Matos Edvaldo Soares, José Altino e Soraia, Dep. Leonardo Quintão e Poliana

Andréia Merlo e Rozani Azevedo, pres. FIEMG Regional

Cristinane e Afonso Bretas, com os filhos

André Merlo e Roberto César Almeida

10

AGOSTO / 2010

Creuza Merlo e a neta Sophia Merlo


Na abertura oficial, o momento da bênção por Pe. Francisco Vidal

A Banda do Sexto Batalhão executou o Hino Nacional

Ladeando o presidente da URRD, André Merlo, Edmílson Soares, José Geraldo Prata. Dep. Jayro Lessa, Pres. da Câm. Municipal, Dilene Dileu, Dr. Gilman Viana e Dep. Leonardo Monteiro

Reginaldo Vilela, Renato Fraga e Elisa Costa vice- presidente da URRD

Alberto e Cantídio Ferreira

Bianca, avó Julinha Ferreira Matos e nora Michheline

Sérvulo, Hercílio Diniz e José Geraldo Prata

Ver.Glêdston,Ulisses e Kátia Lemgruber

Maria Barra e o filho José Nelson

11

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Agropeucária

por Paula Greco

André Luiz Coelho Merlo Presidente da União Ruralista Rio Doce

A caminho do equilíbrio EXPOAGRO 2010 INAUGURA IMPLEMENTAÇÃO DE UM NOVO MODELO, ENTRE O AGRONEGÓCIO E A FESTA POPULAR Como acontece a cada edição, a Expoagro 2010 trouxe muitas novidades. Mas neste ano, de um jeito diferente, elas não vieram apenas na forma de atrações musicais, grandes leilões ou cifras negociadas. Existe algo de novo. Se não um novo caminho, certamente um novo jeito de caminhar, como disse o poeta Thiago de Mello. Desde que assumiu, em fevereiro deste ano, é exatamente isso o que vem fazendo a atual diretoria da União Ruralista Rio Doce, promotora da Expoagro. Respeitando os mais de 40 anos de tradição do evento, dar-lhe novos ares, começando pela valorização de quem realmente faz a festa acontecer no parque com seu trabalho, seu empenho e presença. E mais até que apenas a Expoagro, renovar a própria instituição, através da modernização do estatuto e do aproveitamento do Parque de Exposições para outros eventos voltados para o produtor rural, entre outras coisas. Enfim, uma mudança que se faz sentir gradativamente e que começa, sem dúvida, pela atitude dessa atual diretoria, que tem à sua frente o pecuarista André Merlo. Palavras, e, sobretudo ações como acessibilidade, parcerias, integração e melhorias fazem parte dessa nova gestão. Terminada a primeira Expoagro realizada sob o seu comando – e de seus 13 diretores, como ele bem faz questão de ressaltar – o momento de avaliação revela uma positiva surpresa quanto à qualidade do gado trazido para julgamento, claro sinal da confiança depositada em seu trabalho. Alguns “tabus” foram quebrados, como a realização de dois leilões da mesma raça, ou mais de um leilão por dia. O resultado foi a movimentação de uma cifra superior a R$ 8,2 milhões em negócios, o que pode ser considerado um excelente resultado para o tipo de gado comercializado e criado na região. Prova incontestável dessa realidade é o fato de a Exposição Agropecuária de Governador Valadares ter subido no ranking nacional que qualifica os eventos realizados em todo o Brasil. O lado social da Expoagro também foi reforçado neste ano. Além do apoio já institucionalizado a en12

AGOSTO / 2010

tidades como Santa Luzia, Lar dos Velhinhos, Gapon, Oficina de Oração e Creche Tereza de Calcutá, aconteceu o projeto “Agropecuária na Escola”, realizado com a importante participação da Comissão Feminina da URRD. Durante cinco dias, 600 alunos, com idades entre 10 e 12 anos, da Rede Pública Municipal, visitaram o Parque, divido em “estações”, nas quais eles puderam conhecer e valorizar o trabalho do homem do campo, e ainda se divertir. O resultado do aprendizado, em forma de desenhos e redações, ficou exposto no salão da União Ruralista. Problemas existiram, certamente, e André está muito atento a eles e nas formas a serem desenvolvidas para resolvê-los. Tanto que realizou uma pesquisa durante a Expoagro, para medir o nível de satisfação de expositores, parceiros comerciais e do próprio público. Os resultados apontados pela pesquisa vão balizar a diretoria para as próximas mudanças. Para o presidente, o grande desafio é encontrar um ponto de equilíbrio entre a parte técnica e a festa popular. Mas nem só da Expoagro pode viver, segundo André, a União Ruralista. E é por acreditar nisso que ele e sua diretoria apostam na criação de um modelo de administração que atenda os produtores, rurais, independente do seu volume de produção. Um exemplo são os Leilões Integração, que passam a acontecer regularmente a partir do mês de setembro. O modelo, trazido do Triângulo Mineiro, permite que grandes e pequenos produtores possam vender seu gado, e com taxas reduzidas. Proporcionar essas oportunidades de negócios é um dos principais objetivos de André Merlo à frente da União Ruralista. Para transformar em realidade essas metas, ele conta com tradicionais parceiros como o Sindicato Rural, Coaperiodoce e o Sicoob Crediriodoce, e ainda traz outros igualmente importantes, como a Associação Comercial, a Câmara de Dirigentes Lojistas e a Prefeitura de Governador Valadares. Para André, administrar suprapartidariamente é parte desse trabalho, que exige equilíbrio e uma forte noção de democracia.


FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

Filho de José Miguel Merlo e Creuza Coelho Merlo, André nasceu em Valadares, no dia 25 de novembro de 1965. É casado com Andréia Ferreira de Carvalho, com quem tem dois filhos, Sophia e Alexandre. Formado em Engenharia Mecânica pelo MIT (Fundação Percival Farquhar em 1988), iniciou sua vida profissional no segmento rural, ainda na faculdade, construindo em 1996 o 1º galpão para criação de frangos de corte, mantendose nesse segmento por 14 anos. Em1988 passa a exercer a atividade de compra e venda de bovino, inicialmente boi gordo e posteriormente gado de pasto e gado de leite, realizando há mais de 10 anos Leilões e Feiras para comercialização. Fundou em 1996 a empresa Sementes da Terra, na qual permaneceu por 11 anos. André é criador, idealizador e promotor do evento de Cavalo Quarto de Milha, denominado Leilão Águas do Rio Doce. Atualmente cria, recria e engorda gado de corte e de produção de leite. 13

AGOSTO / 2010


Perfil Agropeucária

por Wilma Trindade FOTOS: BETÂNIA ARAÚJO

Mais Mais

Leilão da raça Gir promovido por Reginaldo Vilela

Casal Geraldo BIrro e Guilherme Olinto

Osvaldo Berno e o anfitrião Reginaldo Vilela

Bruna Andrade, Daniela Andrade e Zezé Andrade e Mônica Persiano

Kaká, da KMB Leilões, e Marcos, da Nida Embriões

Michele e Lucas, da Peugeot Granville

Alberto Ferreira e Mara Esteves

Elio Pimentel, (ES), Thomaz de Aquino, (Arcos) e João Machado Prata (Uberaba)

José Lucca e Saul Vilela

14

AGOSTO / 2010

Afonso Bretas, pres. Sind. Rural, e Cristiane

A

noite do dia 15 de julho na Expoagro 2010 foi do tradicional pecuarista Reginaldo Vilela, hoje vice-presidente da União Ruralista Rio Doce. No Tatersal, brilhou o 1º Leilão Gir Leiteiro dos Vales, promovido por ele e convidados. Cerca de 500 produtores rurais participaram do leilão, vindos de várias partes do Brasil. Registramos a presença de alguns: João Macedo Prata Jr. (Uberaba), Onofre Ribeiro (Paraopeba), Orlando Giordane (Sete Lagoas), Orlando Vaz (Sete Lagoas), Tomaz de Aquino (BH), Elio Virgínio Pimentel (Anchieta-ES), Antônio Leite e esposa Patrícia Leite (Teófilo Otoni), Sra. Cesar Khoury (Teófilo Otoni), Rodrigo Lignani (Teófilo Otoni), Edno (Ipatinga), Gustavo, filho de Edmar Alves de Carvalho (Arcos MG), ainda, José Maria de Souza e seu filho Tim, Francisco Luiz Teixeira, Hélio Macedo de Queiroz, José Miguel Merlo e Creuza, André Merlo e Andréia, Dinaldo Oliveira e Marilene, Carlos Roberto Caldeira Brant (Fazenda Gavião). Os animais, considerados de grande expressão no cenário Nacional, foram rigorosamente selecionados por dois técnicos: Dr. Rafael Mazão e Marcelo Miranda, ambos assessorados pela ABCGIL (Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro). Foram leiloados 30 lotes constando de prenhêz, bezerras, novilhas e doadoras de embrião. E ainda lotes surpresas que não constavam no catálogo, considerados grandes destaques da raça. Esse evento colocou nossa região no cenário nacional da raça Gir Leiteiro. Foi um marco de uma nova era.

Os primos Bruna Andrade e Fábio Júnior

Sr. Didi e Moisés Bretas

Gustavo e Rosimar Silva, do blog Gir Brasil


Reginaldo Vilela FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

Brilho do Gir na Expoagro

U

FOTO: LEONARDO MORAIS

FOTO: LEONARDO MORAIS

FOTO: LEONARDO MORAIS

O grande campeão Everest Joviso

FOTO: LEONARDO MORAIS

FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

ma personalidade discreta, mas os olhos vivos e ágeis denunciam a inteligência, cultura e capacidade empreendedora. Formado em medicina com especialização em psiquiatria, tradicional pecuarista criador da raça Gir, o hoje vice-presidente da União Ruralista Rio Doce divide seu tempo entre a fazenda, o consultório no Ed. Montenegro, as reuniões de diretoria da União Ruralista, do Sindicato Rural e a vida em comum com sua esposa Maria José Augusto Andrade Vilela, nome também de tradição, pecuarista que coleciona prêmios com a criação da raça Gir. Respeitado, conceituado e admirado por seu caráter cooperativo, moderador, Reginaldo Vilela junto de sua Zezé brilhou no Tatersal de Leilões e com as premiações nos julgamentos dos animais apresentados na Expoagro 2010.

O prêmio recebido das mãos do presidente da URRD

Madona da Bugresa, premiada como grande campeã da raça

Zezé e prêmio do campeão Nativo da Bugresa

15

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Agropecuária

por Paula Greco

Filho e neto de produtores rurais, o pecuarista Guilherme Olinto Resende tem no meio rural profundas raízes que refletem em sua personalidade: um homem forte, de opiniões firmes, acostumado a enfrentar – e vencer – as adversidades e que hoje vivencia um período de grande sucesso, superações e conquistas. Atual presidente da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, Guilherme é o nome à frente do novo tempo vivido pela instituição, mais voltado para a assistência e melhoria na qualidade do produto de seus associados. Essa forma de trabalhar vem de sua própria história como produtor rural. Seu pai, Edberto Resende, foi um dos grandes criadores de gado Gir da região, nos anos 70. Foi com ele que Guilherme começou a trabalhar, para depois ir, gradativamente, se especializando em gado de leite. Em sua Estância Paraíso – fazenda a 22 km de Valadares, em São Geraldo do Tumiritinga – ele sempre fez questão de investir em melhoramento genético do seu gado, como forma de aumentar a produção e a qualidade do leite. O resultado desse investimento se traduz, entre outras coisas, nos muitos prêmios conquistados por seus animais, em exposições e torneios leiteiros.

FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

Guilherme Olinto Resende

16

AGOSTO / 2010


Especial Expoagro

Uma força que vem do campo Na Coperativa não tem sido diferente. Seu pai foi um dos fundadores da entidade e Guilherme sempre participou ativamente, desde o tempo em que trabalhava com ele. Depois de seu falecimento, em 1981, tornou-se associado e aumentou ainda mais sua participação, tendo ocupado todos os cargos possíveis, desde líder da comunidade de São Geraldo do Tumiritinga, passando pela coordenação do Comitê Eeducativo, Conselho Fiscal (3 mandatos), e Conselho Administrativo. De 1991 a 2008, foi Diretor Comercial da Cooperativa e vicepresidente na gestão de seu antecessor, Wellington Braga, até ser eleito Presidente. Em todas as situações, ele tem orgulho em dizer que foi escolhido pelo voto direto de seus companheiros. Sua firmeza e a legitimidade de representação foram de suma importância no período de transição enfrentado pela entidade, durante o qual a marca Ibituruna e o parque industrial da Cooperativa foram alienados para a Companhia de Alimentos Ibituruna, que hoje – associada ao Grupo Leite Bom – trabalha como parceira na industrialização e comercialização de produtos, ficando com a Coaperiodoce o trabalho de captação e transporte do leite. Os números e resultados obtidos desde então mostram o tamanho do acerto dessa decisão, que permite ainda, para a alegria de Guilherme, que a Cooperativa volte suas

ações para o produtor rural, fomentando melhorias na produção e na qualidade do leite. Uma dessas ações é o projeto que introduz vacas de boa genética no rebanho leiteiro dos cooperados. É com satisfação que Guilherme contabiliza os mais de 300 animais adquiridos para esse fim, e que já beneficiaram 28 produtores. E comemora a disponibilização – pelo Crédito Rural, através do Bradesco – de R$1 milhão (com juros de 6,75% ao ano) para que os cooperados possam adquirir matizes geneticamente melhoradas. Para Guilherme, é com essas iniciativas que a instituição cumpre a sua função, que é a de zelar pela qualidade do produto e pelo bem-estar de seus associados. Na Expoagro 2010, mais uma vez Guilherme esteve à frente do Concurso Leiteiro, uma tradição de 33 anos, que tanto reúne e confraterniza os produtores quanto dá a eles a oportunidade de se manterem atualizados sobre tecnologias, nutrição, genética e manejo desses animais, que a cada ano mostram a fantástica evolução obtida com os investimentos por ele defendidos. Traduzindo em números, uma produtividade que saltou de 17 (no primeiro concurso) para 60 litros de média. Resultados que, sem dúvida, enchem de orgulho e alegria esse homem apaixonado por seu trabalho e dedicado à causa dos produtores rurais.

17

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Guilherme Olinto Resende

Perfil Agropeucária

Premiados no 33º Concurso Leiteiro da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce

Guilherme, recebendo prêmio das mãos do presidente da URRD, André Merlo

33º Concurso Leiteiro - uma festa merecida

Guilherme Olinto Resende e a esposa, Aguimar Resende

Guilherme Olinto, João Marques, Reginaldo Vilela,José Ferreira Nunes, Afonso Bretas, Alberto Ferreira, Wellington Braga e José Miguel Merlo

A matriarca Eltelvina Birro com o filho José Alberto, o neto Gustavo, a nora Maria Júlia e as filhas Sônia e Suzana Birro

Um dos mais tradicionais eventos da Expoagro, o Concurso Leiteiro da Coaperiodoce que chega ao 33º ano foi mais uma vez a grande excitação dos dias e noites dos produtores. Uma participação que mereceu uma festa em seu encerramento. Sob uma tenda especial e um lauto serviço de buffet, as premiações foram feitas em clima de muita alegria e prestígio. Um grande acontecimento no Parque de Exposições. Pela segunda vez consecutiva, Guilherme Olinto recebeu o prêmio da Campeã Sol, na categoria Matéria Gorda, Total: 5,354 kg/gordura em 134,780 kg/leite .Na categoria Cria da Fazenda, a campeã foi Carinhosa, de José Barreto, que também faturou o título de reservada campeã com média total de 46, 327 kg. Novilha até 4 dentes, a Uvita, de Hélio Macedo, com média total de 41,420, foi a campeã. E como Reservada Campeã, o animal Valsa, de Geraldo Birro, com 37,916 kg/leite. O 3º lugar ficou para Azeitona, de Etelvina Birro, com 36,251kg/ leite e para a felicidade do proprietário Guilherme Olinto, sua Jabulani foi a campeã na categoria 0 a 49,999 kg leite, com a média total de 48,159 kg/leite. O 3º lugar foi para Faísca, de Wellington Braga, com 45,003 kg / leite, na média total.

João Marques premia Alberto Ferreira

Edberto Resende, o nome do avô, mantendo a tradição da família

18

AGOSTO / 2010

Geraldo Birro, Edson Constantino e José Ferreira Nunes


Mais Mais

Especial Expoagro

Social Parque

Aguimar Resende e a filha Amanda Resende As primeiras-damas da URRD, Zezé Andrade Vilela e Andréia Merlo

Nita Ferreira e Aldinha Ferreira

André Merlo e Edmilson Soares

Neida e Nádia Nominato, ladeadas dos pais Nilo e Adir

José Miguel Merlo, ladeado por Vanuza e Andréia Jussara Farias Lopes

Márcio Diniz e Nélson Claret Soares

Suraia Thebit de Almeida

Andréia Merlo, a filha Sophia e Amparo Resende Sá

Silvana Mourão Marques

Diretor Márcio Rezende Fernandes e filha Lorena

19

AGOSTO / 2010


Mais Mais

20

AGOSTO / 2010

Perfil Agropeucรกrio


Especial Expoagro

por Wilma Trindade

7º Leilão Haras Toledo, um espetáculo na Expoagro 2010

Vinícius Toledo, André Merlo, presidente da União Ruralista Rio Doce e o leiloeiro Rodrigo Costa

Vinícius Toledo e Avelino homenageiam Lúcio Wanderley

Vinicius Toledo, com o seu savoir fair, levou para o Tattersal de Leilões uma verdadeira estrutura de boate. Iluminação com efeito de laser, moovies, queima de fogos in-door, chuva de prata. Para louvar a Deus, CDs de country americano e a Orquestra da Quarta Igreja Presbiteriana Renovada, ao comando do maestro Rômulo Júnior. Claro que o Hino Nacional foi executado ao vivo. Um espetáculo que, como em outras vezes, encantou seus mais de 700 convidados presentes em um tattersal, assinado por Márcia Avelino. Foram centenas de flores do campo, bracenas, bromélias, philodendron e vários tipos de palmeiras. No teto, uma roupagem sofisticada. Foi um leilão comparado aos grandes eventos de nível nacional. Mesmo porque o próprio Vinicius já está inserido neste meio. Com 38 anos e 24 dedicados à criação do Mangalarga Marchador, ele tem uma história linda de amor à raça, e que emocionou geral com a homenagem feita ao tradicional criador Lúcio Wanderlei, do Haras Granito. Aos 16 já começa sua própria criação, “a princípio como hobby, hoje o cavalo paga as contas”, diz com sua modéstia peculiar. Filho de Nilton Toledo e Maria de Lourdes Toledo, casado com Semíramis, pai de João Victor (10) e Samuel (5), Vinicius sabe o quanto a inveja quis prejudicá-lo. Mas também sabe que é um vencedor com a graça de Deus. Respeitado e admirado por sua força, coragem e amor a tudo que faz, Vinicius Toledo construiu o Haras Toledo e coloca a qualidade de sua criação e Governador Valadares na visão dos mais tradicionais e bemsucedidos apaixonados pela raça Mangalarga Marchador, em todo o Brasil.

Lucas, Vinícius Toledo, Alessandro, Breno e Agostinho Patrus

Samuel e Samíramis Toledo, Maria de Lourdes e Nilton Toledo

Camila, Ronaldo, Setembrino, Márcia e Sérgio Biscotto

Marília, Marquinho, Adriano, Evaldo, João Paulo e João Bosco

Felipe Melo, Daniela e Fernanda Toledo

Marcelo, Magela, Marcos e Christian Jellem

21

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Especial

Sinval Martins de Melo

A força genética

do Guzerá

N

a hora marcada chego, conduzida pelo amigo Marcos Vianey Lara, à Fazenda Taboquinha, nas terras de um patriarca chamado Sinval Martins de Melo. A simplicidade da sede, e aparentemente de tudo, desaparece no porte de Dona Joselita, sua esposa, que nos recebe primeiro. Além das aparências, os olhos vivos, a fala segura e mansa deixam transparecer a cultura e a sabedoria que se reafirmarão ainda mais fortemente no porte do Prof. Sinval Martins de Melo. Uma simplicidade que não consegue esconder sua formação interior. Toda humildade se engrandece na conversa que vai brotando lenta e jorra à medida da confiança que minha natural postura foi conquistando. É aí que descubro um homem apaixonado pela pesquisa científica, cuja visão resulta no aprimoramento genético que hoje leva ao pódio a milenar raça Guzerá. Foram duas horas para ir e duas para voltar, 25 km de estrada de chão. Mas, as três horas desfrutadas com os Martins de Melo foram mais que um deleite, realmente uma honra, um aprendizado: nosso caráter escreve nossa história. 22

AGOSTO / 2010

por Wilma Trindade


FOTOS: WILMA TRINDADE

Nascido em Porteirinha, Norte de Minas, filho de pais analfabetos estabelecidos em uma pequena propriedade de terra, Sinval, desde os 10 anos acompanhava o pai com sua tropa, levando café e trazendo sal. Em 1939, resolvem se mudar, buscando uma região onde chovesse mais. Essa região foi Itambacuri. Para chegar foram 43 dias, 10 em lombo de burro, trazendo o gado. Por isso, costuma dizer que foi criado por vaqueiros. Aos 16 anos veio para Valadares fazer o curso de admissão ao ginásio. Estava para se revelar o caráter resoluto e sábio do homem Sinval Martins de Melo. Era o mais alto, o mais velho e a consciência de que não sabia nada e que não conseguiria acompanhar sua turma, feita de repetentes. “A professora falava: ditado, eu escrevia ditado; falava vírgula, eu escrevia vírgula; falava ponto, eu escrevia ponto”. Um grande desafio que o levou a aproveitar todos os momentos para estudar. Nas férias de julho, ia para a fazenda trabalhar, e com os amigos, na enxada ou roçando, conjugava os verbos em voz alta e tanto repetia para memorizar que os outros chegaram a falar que estava louco, recorda, dizendo: “a professora no Ginásio Ibituruna era Etelvina Matos”. O certo é que, daí para frente, Sinval Martins de Melo foi uma revelação em tudo que empreendeu. No ginásio, o 2º lugar na turma lhe era reservado, pois o 1º conquistava sempre o colega que ele faz questão de citar: Clóvis Boechat Menezes. Em 1949 foi para o Colégio Anchieta, em Belo Horizonte, fazer o científico. Fez o vestibular e passou classificado em 2º lugar na Escola de Farmácia da UFMG. Sua dedicação se sobressaía du-

rante os estágios no laboratório de microbiologia. Ganhava admiração e oportunidades. Os professores elogiavam sua conduta aplicada, sempre aberta ao saber. “O Sinval faz tudo: limpa, esteriliza, coleciona, repica e ainda faz o diagnóstico”, diziam. Tanto que ao terminar o curso ficou na escola, como professor. Formado e empregado, casou-se em 1962, com Maria Joselita, filha do fazendeiro Tiburtino Alves Matias, o mesmo que arranjara a fazenda para sua família colocar o gado, quando chegaram à região de Itambacuri. Mas a história é que mal se conheciam antes do dia 28 de fevereiro de 1958. Ambos estudavam fora e, nesse dia, indo para o carnaval na fazenda, entraram juntos no ônibus. Ela justificou a viagem, dizendo que fugia da comemoração do aniversário dela. Ele disse: “28 de fevereiro? Esse é o meu dia também”. O namoro começaria pouco tempo depois. Formada em magistério, Maria Joselita também brilhou na sua carreira de professora e orientadora em escola do Estado, em Valadares. Não foi difícil sua transferência para Belo Horizonte onde Sinval, funcionário do Estado e professor universitário, residia. O casamento resultou em quatro filhos: o Virgílio, a Virgínia, o Marcos, e, por último, a Vânia. Virgílio estudou medicina. É Otorrinolaringologista. Virgínia é Fisioterapeuta, o Marcos fez Veterinária, e a Vânia se formou em Relações Públicas e Turismo. Obstinado, Sinval fez todos os concursos para professor e, só não conseguiu o título de Professor Titular porque naquela época era cargo político. Lecionou microbiologia na Escola de Saúde Pública de Minas Gerais, na escola de Medicina, na Escola de Farmácia e no Instituto de Ciências Biológicas da UFMG. Trabalhou como assistente do professor Marino Mendes Campos e do professor Cid Ferreira Lopes, fundador da Escola de Saúde Pública. 23

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Especial

Ainda foi Professor Assistente do professor José Noronha Peres, trabalhando com ele e com o professor Eduardo Osório Cizalpino. Na microbiologia, se dedicava à pesquisa de bactérias patogênicas. Orgulha-se de algumas coisas, diz - deixando vislumbrar uma saudade dentro do peito. Em Minas Gerais, foi o primeiro a realizar um antibiograma. Ele próprio passou a fazer os discos de antibióticos. Com eles foram realizadas mais de mil coproculturas em crianças com diarréia, testando a eficiência dos medicamentos. Um resultado de sucesso. Na infecção hospitalar, mais êxitos com seu estudo de ambiente hospitalar e a conclusão de que a causa do problema vinha da água do próprio hospital, que contaminava mãos e utensílios. Sua pesquisa de rastreamento das bactérias foi um avanço na desinfecção de CTI de hospitais. Esclarece recordando que a infecção hospitalar cresceu quando as seringas de vidro foram substituídas por material plástico, que não podia ser autoclavado (submetido à temperatura acima de 100ºC). Esse material não estava sendo descartado, como deveria. Com essa pesquisa de rastreamento da infecção hospitalar, fez sua tese de mestrado. E com o estudo de contaminação de água por coliformes fecais defendeu tese de doutorado. O professor Sinval Martins de Melo lecionou primeiro pelo Instituto de 24

AGOSTO / 2010

Ciências Biológicas da UFMG e depois pela Faculdade de Farmácia, onde se aposentou como professor de pós-graduação em Microbiologia de Alimentos e orientador de teses de pós-graduandos da UFMG. Com o avançar da idade do sogro, empreendeu, em 1984, com sua família, o caminho de volta, para tomar conta da Fazenda Taboquinha. A esposa Joselita já tinha a metade das terras e comprou uma parte do patrimônio do irmão, que estava à venda. E, assim, foram recuperando as terras originalmente da família. Nesta época, seguindo sua inclinação de pesquisador, Sinval procurava alternativas genéticas de bovinos produtivos e adaptados às condições do Leste mineiro: calor úmido, alternado com severas secas. O gado Holandês não suportava o desafio do clima, sendo, portanto, necessária a busca do cruzamento. E qual seria o zebuíno adequado para o trabalho? Seria o Guzerá, que produz muita carne e muito leite: a dupla aptidão. Com essa noção, iniciou-se a formação da base do rebanho. Durante as primeiras aquisições, Sinval, já auxiliado pelos filhos e orientado por pesquisadores de reconhecimento internacional, convenceu-se da necessidade de ir além da multiplicação do Guzerá e de seu cruzamento com o Holandês. Fazia-se necessário promover o

melhoramento genético do Guzerá, garantindo índices crescentes de produtividade em todos os cruzamentos em que fosse empregado. Começou então a buscar, em vários rebanhos da raça, vacas para otimizar a aptidão leiteira. Foi muito importante nessa fase a colaboração do Prof. Lúcio Carlos Gonçalves, da UFMG. O segundo passo foi a criação, junto com outros guzeratistas pioneiros, do Teste de Progênie para Leite do Guzerá. No entanto, Sinval se incomodava com a lentidão do processo de teste de touros pelas filhas (pode levar 10 anos). Foi aí que, incentivado pelos Profs. Fernando Madalena e Vânia Mal-


FOTOS: WILMA TRINDADE

dini Penna, aceitou sediar o Núcleo Guzerá MOET. Tratava-se de uma forma de testar os touros, através de suas irmãs próprias (de pai e mãe) geradas por transferência de embriões (TE). O desafio era enorme, só existiam 4 núcleos desse tipo funcionando, todos com raças européias em países ricos. Além disso, a TE em zebuínos ainda tinha resultados inconsistentes. Mas o benefício seria encurtar para apenas 4 anos o tempo de prova de um tourinho. Valeu aí a visão empreendedora do filho mais velho, o Virgílio, a profunda fé na ciência, de Sinval, a dedicação de Marcos, já Veterinário da Fazenda Taboquinha e a confiança, paciência e estímulo

constantes de Joselita, Virgínia e Vânia. Com a mistura feliz de cientista e matuto, Sinval relembra suas raízes: “No tempo de meu pai, o Aloísio Esteves, da Barbosa & Marques, dizia: - se produzirem 400 litros de leite, eu mando buscar. E aconselhou: - vocês vão fazendo gado leiteiro, conservando as boas vacas e vendendo as outras para corte. Aí nasceu a nossa F1 (primeiro cruzamento entre europeu e zebu). Mas nós não sabíamos disso. Meus irmãos fizeram esse cruzamento intuitivamente, durante anos. Chegaram a pagar uma fazenda com essas vacas mestiças. Só depois veio a pesquisa da EMBRAPA, de Juiz de Fora, comprovar a superioridade zootécnica e econômica desse cruzamento”. Fazer animais de dupla aptidão, como se vê, requer determinação, muita pesquisa, investimento financeiro, tempo e mão de obra especializada. Aos poucos, foram aparecendo resultados e prêmios. “Em 1994, na Exposição de Uberaba, conseguimos a produção de 19 kg de leite em uma vaca chamada Castela. Em 1999, também em Uberaba, a Primazia produziu 32 kg. Em 2005, com a vaca Nagóia, a produção já ultrapassou os 37 Kg. E em BH, em 2008, batemos o recorde mundial com a Nação da Taboquinha, que produziu 43 kg de leite”. Esse desenvolvimento genético rendeu a Sinval a mais significativa home-

nagem do melhoramento genético, o prêmio ARNALDO ZANCANER, com medalha de ouro e reconhecimento da comunidade científica dedicada à agropecuária. Hoje, a Fazenda Taboquinha tem um rebanho de referência internacional, com vários touros em centrais de sêmen, e animais espalhados por todo Brasil e outros países. “Nunca tive sonho de ser isso ou aquilo. Nasci de família pobre e analfabeta e quando vim para cá também era como meu pai. Hoje posso sair para pescar”, diz Sinval com modéstia, deixando transparecer um sorriso de satisfação e de orgulho pelas conquistas. Fecho minhas anotações com o sentimento de que a fé e a coragem marcam a vida de Sinval Martins de Melo. Fé, sobretudo nos homens, e coragem de entregar às pessoas que o rodeiam o seu voto de confiança e seu exemplo impressionante de trabalho e persistência. Joselita, que nos acompanhava a pouca distância, conversando baixo com Marcos Vianey, convida para o café. Eram 18h. Sobre a mesa, mais um sucesso com a assinatura do Prof. Sinval: um iogurte natural, simplesmente divino. A conversa se anima novamente com a chegada do filho Marcos, que já fala nas Bodas de Ouro dos pais, em 2012. E assim, pensando nessa festa, nos despedimos com a leveza de ser, com que essa família nos deixa. 25

AGOSTO / 2010


Perfil Agropeucária Projeto Agropecuária nas Escolas

FOTO: LEONARDO MORAIS

Mais Mais

“ABRINDO AS PORTAS PARA A PERCEPÇÃO”

Audete Faria Melo e Soraia

Creuza Merlo e Sueli Marigo

26

AGOSTO / 2010

Neste ano, uma comissão feminina, composta por esposas de diretores e associados, foi convidada pelo presidente da União Ruralista Rio Doce, André Coelho Merlo, para organizar o projeto “Agropecuária na Escola”. A idéia inovadora, desenvolvida durante a 41ª Expoagro, visa despertar a percepção dos estudantes quanto à integração campocidade. A psicóloga e coordenadora do projeto, Audete Faria Melo, diz que o ele teve início contando com a parceria da Secretaria Municipal de Educação, que possibilitou visitas às escolas municipais Prof. Helvécio Dahe, João Dornellas, Olegário Maciel, João XXIII, Pio XII e Santos Dummont, onde alunos de 10 a 12 anos receberam informações que os despertaram para a importância do agronegócio. Durante a visita ao Parque de Exposição, o aluno teve a oportunidade de perceber os setores da cadeia produtiva como uma rede de serviços integrada, e que esses setores são compostos de pessoas que “fazem as coisas acontecerem”. Enfatizou-se a importância de o aluno perceber que não existe trabalho ou setor mais ou menos importante. Quando o objetivo é melhorar a qualidade de vida e a produtividade, é indiferente ser fazendeiro, empregado, bancário, industrial, pesquisador, comerciante, colaborador ou consumidor; todos são importantes, independentemente do local ou posição em que estejam atuando. E que a contribuição do aluno está nos estudos, a fim de viabilizar os processos com sucesso, no futuro. Além da parceria com o setor público, o Projeto conta com colaboradores como Sicoob, Cooperativa Ibituruna, Periquito Alimentos, SAAE, Univale, Corpo de Bombeiros, criadores de ovinos, caprinos e eqüinos, Sindicato Rural, Senar, imprensa, entre outros. A união confirma a máxima de que “JUNTOS SOMOS FORTES”, para mudar conceitos e valores que abrirão as portas, em todos os níveis, a uma nova percepção de mundo. Contando com o apoio de todos, a URRD atendeu no período de 12 a 16 de julho, 600 alunos que vivenciaram conhecimentos válidos para toda a vida. O espaço está aberto a todos que podem e querem contribuir nesse ato de responsabilidade social.


O presidente André Merlo e colaboradores do projeto “Agropecuária nas Escolas”

Tia Cris. em ação

27

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Agropeucária

por Wilma Trindade

Núcleo de Nelore premia Carlos Arêas

O melhor entre os 46 lotes presentes na noite do Nelore foi da Jovisa Agropecuária, do Dr. Carlos Arêas

O troféu entregue por José Geraldo Pedra Sá, a Carlos Arêas

Carlos Arêas com a esposa Cristiane Arêas

João Vitor Arêas com a novilha Cloris Jovisa, 1º Lugar na categoria Novilha Menor da Raça Nelore

Cristiane com os filhos Isabela e João Vitor, na Expoagro

28

AGOSTO / 2010

F

oi para o Dr. Carlos Arêas o destaque da noite do Nelore na 41ª Expoagro. Dos 46 lotes presentes, o lote apresentado por ele foi o melhor e mereceu o prêmio e muitos aplausos. Formado em medicina, com especialização em cardiologia, esse valadarense que, igual a muitos de sua época, foi para a Capital estudar, passou por São Paulo e Estados Unidos, e acabou se fixando em Belo Horizonte. Mas a atração pela pecuária, cultivada desde a infância, se tornaria uma realidade, quando passou a exercer sua especialização também em Valadares, no Hospital São Lucas, a partir de 2001. Aqui, teve a oportunidade de adquirir suas próprias terras. Desde então, atende de 2ª a 5ª em Belo Horizonte, e sempre às 6ª feiras em GV. Há cinco anos cria e seleciona a raça Nelore, guiado por 2 programas de melhoramento genético, Embrapa ABCZ e PAINT, da Lagoa da Serra. Exigente e cuidadoso, mantém suas fazendas assistidas por uma equipe de profissionais na área e, uma vez por mês, se reserva o prazer de acompanhar os trabalhos. Casado com Cristiane Innecco Arêas, pai de João Vitor e Isabela, com a junção dos nomes dos filhos, o casal Arêas inicia a tradição da marca Jovisa Agropecuária.

Carlos com o troféu “Reservado Campeão” do Colono Jovisa

Carlos Arêas e os filhos, no Parque de Exposições de GV


29

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Agropeucária

FOTOS: BETÂNIA ARAÚJO E WILMA TRINDADE

Cliente recebido pelo Gerente Sinvaldo

Western Union e BB recebem clientes na Expoagro

C

Equipe de gerentes anfitriões

om um fino coquetel, o patrocinador oficial da Expoagro 2010 recebeu em seu stand clientes e convidados na noite de quinta-feira, 15 de julho. A revista Mais Mais Perfil registrou a equipe anfitriã e o prestígio.

As belas recepcionistas

Sandra, Mourão e Darly Alves

Walton Miranda, Gracinha e Walton Júnior

Jackson Lemos, Lorena e Paulo Cunha com o gerente do BB, Sinvaldo dos Santos

Juiz José Barbosa e Marinalva

Alessandra e Ricardo Fernandes

Agenor Libório, Mariza e Luiz Murta, Christiane Jorcelino Lopes Júnior, leia-se Mafrial Libório, Mário Murta, Lili e Paulo Fontes

Marco Aurélio e seus pais Didi e Vânia

Beleza, charme e prestígio no coquetel do Banco do Brasil e Western Union na Expoagro 2010 de Governador Valadares

30

AGOSTO / 2010

Rosângela e Edmilson Sá


FOTO: LEONARDO MORAIS

Social Parque

Especial Expoagro

por Wilma Trindade

FOTO: LEONARDO MORAIS

Mais Mais

O presidente da URRD, recebendo Hélio Costa

Governador Anastasia, Edvaldo Soares e André Merlo

Edvaldo Soares, Hélio Costa e Patrus Ananias

Mourão, André Merlo, Governador Anastasia e Jayro Lessa

FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

No Leilão Duplo Provado, Joselita e Sinval Martins de Melo Mica Figueiredo e Marcos Martins de Melo - Igarapés e Taboquinha no Leilão de Elite Duplo Provado

Marcos Vinícius Martins de Melo, Audete Melo e Letícia Porto

Aurélio Donádia, pref. de Itabirinha, Cláudia Starling e Mourão

Edvaldo Soares, Carlão Reis, Jorcelino Lopes e Sinvaldo

Edmilson Soares, prefeita Elisa Costa e Ver. Giovane

Vinícus Toledo, Alberto Ferreira, e Sérgio Biscotto

FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

A

41ª Expoagro recebeu ilustres autoridades políticas, como Hélio Costa, Patrus Ananias e Antônio Augusto Anastasia. Assediados por uma multidão de repórteres, correligionários e simpatizantes, eles foram recebidos pelo presidente e diretores da URRD, em dias diferentes. Hélio Costa e Patrus, na quinta-feira, 15, e Anastasia, como governador de Minas Gerais, no domingo, 18, para a cerimônia oficial de encerramento. Todos cumpriram roteiro de visita ao Parque e proporcionaram momentos tão excitantes quanto os grandes negócios que se realizaram no Tattersal de Leilões, que, por sinal, bateram recordes de prestígio e faturamento. Nesta página também alguns protagonistas do sucesso da Expoagro 2010.

Marli e Mário de Paula Dias

Haroldo Rangel e Gracinha Rangel

Meire Lanes, Guilherme Olinto e Jayro Lessa

31

AGOSTO / 2010


Perfil Agropeucária

por Wilma Trindade

Aniversário de

FOTOS: WILMA TRINDADE

Mais Mais

Segismundo Costa

Rinaldo Cabral Costa e Ana Lúcia Segismundo Costa e sua amada Lílian Cabral Costa

Vinícius Cabral Costa e Camila

L

ílian Cabral Costa e Segismundo Costa reuniram filhos, noras, genro e netos para comemorar em família os 7.7 dele. O jantar foi reservado no tranquilo e superagradável Fatto a Mano, e foi mesmo uma feliz coincidência encontrá-los e poder registrar com exclusividade esse momento marcante, desses queridos amigos e nomes da mais alta tradição de nossa cidade.

Daniella e Márcio Cabral Costa

Grace Cabral Costa e Oscar

G

uilherme Cabral Costa Heringer, filho de Grace e Oscar, primogênito dos netos de Segismundo e Lílian, proporcionou, este ano, mais uma grande alegria à família, passando no vestibular da FUNJOB - FAME (Faculdade de Medicina de Barbacena).

O aniversariante Segismundo Costa, com Lilian e os netos: Vítor, Guilherme, Filipe, Kristen, Kendrio e Estevão

32

AGOSTO / 2010


33

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Agropeucária

RODEIO

PURA EMOÇÃO

34

AGOSTO / 2010

por Wilma Trindade FOTOS: LEONARDO MORAIS


NO RITMO DAS

ESTRELAS

H

oje, Exposição Agropecuária que se preza tem show sertanejo universitário, e na Expoagro 2010 explodiram a voz e o som da banda de Luan Santana, para um público de quase trinta mil pessoas. Uma abertura que deixou vislumbrar o sucesso das noites no Parque de Exposições José Tavares Pereira, provado com as apresentações de Latino, Marcos & Belluti, Hugo Pena e Gabriel e o canto gospel de Aline Barros. Delírio total, expressado em milhões de braços erguidos no ritmo do comando das estrelas modernas da música nacional.

35

AGOSTO / 2010


Mais Mais

FOTOS: WILMA TRINDADE E BETÂNIA ARAÚJO

Social Parque

Hercilinho Diniz e Luíza

Toninho de Souza e Sofia Marta Fernando Ferreira e Paulo Lobato

Silas Dias Costa Célio Chisté e Reginaldo Vilela

Joaquim Faria

Saul Villela

José Lucca

Ricardo e Nizinho Vargas

Alex Diniz

Adaltinho Cardoso

Eloísio Fernandes

Cantídio Ferreira

José Miguel Merlo e José Renato Mayra Rody Peixoto e Rodrigo Menezes Souza

Telma, Mariana e Edmilson Soares

Brenda Andrade e a filha Vitória Cristiane e Carlos Arêas

Andréia, Creuza e Vera Macil

Roberto César

Betânia Coelho Diniz e amiga

João Batista Resende e Lina Sírio

Emília Ali e Maria Tereza Ali

Vinícius Diniz e Carol

Alessandra Coelho e Jorge Zambon

Felipe Cerqueira, Fellipe do Carmo e Felipe

Ana Cláudia Neves

36

AGOSTO / 2010

Michele, Niltinho Porcaro com Gabriele

Rejes Salomão

Ex-BBB Alberto Cowboy

André Merlo no leilão de Isaac Cohen e Mônica


Especial Expoagro

Erika e André Diniz

Rogério Coelho

Camila de Souza Nunes e Wally Reis Millard Adalto, Luciano Viana e André

Marcos Vianey e Luiz Augusto

Acesse www.maismaisperfil.com

André Merlo

Não achou sua foto?

Mica Figueiredo em família

Filippe, Josélia e Luiz Alberto Jardim Cleber Teixeira, Aloísio Rocha e Gláucia

De Ipatinga, João Batista e Sônia

Gilberto Berbert e Gilberto Henrique

Lucas, Evandro e Oscarlos Teixeira

Douglas Neves e Aline

Beto Pereira e Antônio Barbosa

André Merlo e tradicionais da URRD Jota Lopes e Léo Cardoso Natalina Ferreira e Carlão Reis Dep. Leonardo Quintão e Polyana com os filhos

Galeno Coelho e Dr. Chiquinho

Mônica e Fausto Perim

José Geraldo Pedra Sá e o filho Vinícius

Gustavo Siman e Marcela Marigo

Guilherme Marigo e Carol Marigo

Valéria Alves e equipe do governador Anastasia

Sandra e Mourão com os netos

Irany e Terezinha

Toninho Martins Andrade

Fernando Ferreira e Renato Pedrosa

37

AGOSTO / 2010


Perfil Agropeucária

FOTOS: BETÂNIA ARAÚJO

Mais Mais

Missa do

Neste ano, a tradicional missa após a solenidade de abertura da EXPOAGRO, transferida para a manhã do domingo de encerramento, foi celebrada com os ritos da Missa do Vaqueiro. Um acontecimento que trouxe para o centro do Parque José Tavares Pereira a participação de todos e muita emoção com a prática do oficiante Pe. Francisco Vidal. A Missa do Vaqueiro é um evento religioso tradicional na cultura popular do Sertão Pernambucano, e tem sua origem assentada em uma história sangrenta. A lenda conta que, na madrugada de 8 de julho de 1954, o exemplar vaqueiro Raimundo Jacó foi traiçoeiramente assassinado com uma pancada na cabeça, nas caatingas do Sítio de Lages, distrito do município de Serrita. A pedra, manchada de sangue, que foi usada para cometer o crime, foi recolhida como prova evidencial e entregue à polícia local, mas misteriosamente desapareceu. O crime, portanto, sem evidências, nunca foi solucionado. O caso virou mito, correu pelas terras e foi cantado nos versos de Luiz Gonzaga. Ainda está escrito que o cantor Luiz Gonzaga, primo de Raimundo, em um de seus CD’s, gravado ao vivo, chegou a dizer que o “covarde crime”, tinha “motivos políticos”. E, assim, em torno de Raimundo Jacó, criou-se um mito, sendo consagrado como protótipo do vaqueiro, símbolo de dedicação e coragem. No terceiro domingo do mês de julho de 1971, ao ar livre, por decisão do padre João Câncio, apoiado por Luiz Gonzaga e o poeta Pedro Bandeira, conhecido repentista do Cariri, foi celebrada a primeira Missa do Vaqueiro, uma homenagem a Raimundo Jacó. Desde então, até hoje, reúnemse vaqueiros de vários estados do Norte e Nordeste, que se confraternizam diante da fé cristã. Durante a celebração da missa, a maioria do público assiste a cerimônia montada em seus cavalos e faz suas oferendas, que se constituem de indumentária de couro, arreios e instrumentos usados no pastoreio. A Missa do Vaqueiro é um espetáculo turístico cultural que atrai milhões de participantes à cidade de Serrita, no alto sertão Araripe, a 556 km de Recife, e também evento que marca em exposições agropecuárias do Brasil. Fonte: www.taperoa.com/index

38

AGOSTO / 2010

FOTOS: BETÂNIA ARAÚJO

Vaqueiro


39

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Agropeucária

por Wilma Trindade

SINDICATO RURAL: LEILÃO DE PREMIADOS

André Merlo entrega o troféu a José Geraldo Pedra Sá

A abertura feita pelo pres. do Sindicato Rural, Afonso Bretas

N

Alberto Ferreira entrega troféu a Paulo Lopes de Sá

Cel. Godinho, sec. do SEMA, pres. Sind. Rural, Afonso Bretas, Euclydes Pettersen e Roberto César

Roberto César e seu troféu

Márcio Ferreira e o pai Elísio Ferreira

Presidente do Sindicato Rural, Afonso Bretas, e José Miguel Merlo

40

AGOSTO / 2010

José Geraldo em sua fala

o domingo 18, o 12º Leilão Excelência do Corte promovido pelo Sindicato Rural de Governador Valadares foi marcado por renomados vendedores com bezerros da mais alta qualidade, pelo prestígio da classe ruralista e por premiações de criadores campeões. Iniciado com o Hino Nacional, e presença de autoridades civis e militares, o Sindicato Rural e a Minas Leilões fizeram, mais uma vez, um grande evento, que fechou com chave de ouro as atividades da Expoagro 2010 no Parque José Tavares Pereira.

Guilherme Olinto Resende e Geraldo Birro


Marcos Vianey e sua especialidade Moisés Bretas, Vital dos Reis, o aniversariante e Patrícia

Marcos Vianey Lara e Patrícia Lara

Mais Mais Gente Sábado, 31 de julho, Marco Vianey Lara e Patrícia abriram as portas de seu privilegiado habitat para comemorar com os amigos mais íntimos o aniversário dele. A festa, que começou ao meio-dia em ponto, embalou noite adentro, sustentada por música ao vivo, pelo dom gourmet do aniversariante, e pelo prazer dos amigos de compartilhar aquela alegria. Foi tão especial que está aqui.

Marcos Melo, Marcos Vianey Lara e Moisés Bretas

Heloísa, Valdir Melo e Renato Melo Fabinho e Lorena Leite

Patrícia, Amaro, Marta, Marquinhos e Daniel

Ana Gabriela e Carlos

Vital dos Reis e Marcos Melo Aniversariante, Valdir Melo e Altair Vargas Banda JM, Matozinho, Dito, Zé Paulo

Wesley, Cris e Fernanda Lara Com Léo Lobo Patrícia, Marcos e Adriana Berbert Marcos com o filho Antônio Lara e Gilberto Berbert

Com os amigos Adilson Reis e Marquinhos Melo

Larissa Leite e o aniversariante Eduardo Cotrin, Marcos, Reinaldo Brasileiro e José Roberto

Audete e filha com Patrícia Lara

Com a sobrinha, Fernanda Lara

Edésio Bretas, Marcos, Silvestre e Vital

Gabriela e José Roberto

No centro da conversa, José Eduardo

Antônio Lara e Lorena Aranha

41

AGOSTO / 2010


Mais Mais

Perfil Agropeucária

por Wilma Trindade

Perfil de um repórter fotográfico

FOTOS: LEONARDO MORAIS

FOTO: BETÂNIA ARAÚJO

Leonardo Morais O

profissionalismo de um repórter fotográfico se vê por sua capacidade onipresente, essa de estar na hora certa dos fatos, dos acontecimentos do dia-a-dia, e de registrar magistralmente aquele momento que ficará na história. O Leo, como é carinhosamente conhecido, registrou para a história da União Ruralista o marco da EXPOAGRO 2010. Incansável, ele passou dias e noites no Parque, desde 8 a 18 de julho. Dos shows que terminavam as três da manhã, passando pelas ordenhas dos concursos leiteiros a julgamentos dos animais que começavam às 7h e entravam pela noite, quando o Parque começava a receber o grande público externo, e até se esvaziar quase que completamente. A ele nada escapou. Os grandes momentos dos diversos leilões, dos rodeios, da vaquejada. Acompanhou todos os passos das visitas de autoridades políticas, registrou singularidades de um dia no Parque. O passeio de potrinho de uma criança ao ex-prefeito Mourão com os netinhos. Registrou todos os momentos dos expositores, seus animais, seus vaqueiros ao amanhecer, ao meio-dia e ao anoitecer. Questionado como conseguiu, respondeu: “Foi uma experiência única. O entusiasmo visto em cada atividade dos expositores, a igualdade de patrão e empregado, todos juntos trabalhando com a mesma garra, sem distinção de quem era o dono, foi algo contagiante. Todos se empenhando para fazer o melhor, todos conhecendo suas funções e fazendo-as juntos, para serem perfeitos, para resultados vencedores. Foi uma a lição de vida, um grande e inesquecível aprendizado”. Leonardo Morais, 40 anos, casado, profissão: fotógrafo há 23 anos, quando começou no DRD. De lá foi para o jornal Estado de Minas em 1993 até 2001; e de 2002 até 2010 trabalhou na Univale, e desde 2003 é freelancer do jornal Hoje em Dia. Foram 11 dias de trabalho e mais de 8 mil fotos. Léo Morais conseguiu, porque ama o que faz, principalmente, os desafios. Com ele fechamos essa Especial Expoagro 2010.

42

AGOSTO / 2010


43

AGOSTO / 2010


15/9 19/9 a no Unicentro

Uma feira de negócios singular, que sempre apresenta uma mega estrutura. A cada ano, a Expoleste fica mais bela, sofisticada, artística, divertida e lucrativa, gerando melhores resultados e movimentando toda a região.

www.expoleste.com.br

Realização e Coordenação

44

AGOSTO / 2010

Promoção

Patrocinadores Oficiais

Apoio

Apoio Institucional


Expoagro