Issuu on Google+

Uso de Aeronaves Não Tripuladas para Aplicações Agrícolas e Ambientais 2014


Missão

 Tornar os VANTs parte indistinguível da frota de aeronaves convencionais, sob os seguintes aspectos: 

 

Controle e compartilhamento do espaço aéreo; Confiabilidade de voo; Normas e procedimentos de projeto, construção e operação.

 Visão

◦ Ser líder e referência de mercado em sistemas autônomos para aerolevantamento agrícola e ambiental, distribuição e operação de sistemas não tripulados e inteligência computacional de alto valor agregado.


Meio Ambiente

Processamento de Imagens

Produção

Operação

Desenvolvimento

Projetos


 

  

Universidade de São Paulo – USP Embrapa – Empresa Brasileira de Agropecuária Instituto Tecnológico de Aeronáutica – ITA Centro Tecnológico do Exercito - CTEx Centrais Elétricas de Minas Gerais CEMIG Policia Militar do Estado de São Paulo Policiamento Ambiental Universidade de Purdue – West Lafayette, Indiana, Estado Unidos


RPAs- Remote Pilot Aircraft (Aeronave Remotamente Pilotada) ◦ Subcategorias:    

Aeromodelos – Utilizados para esporte e lazer SISVANT – Sistema de Veículo Aéreo Não Tripulado VANT - Veículo Aéreo Não Tripulado Drone – Apelido do VANT

Legislações Aplicáveis no Brasil:

◦ A.I.C. 21/10 – DECEA - Regras para utilização do espaço aéreo – A.I.C. 12/14 – durante a copa do mundo ◦ I.S. 21/0002 A – Certificado de Autorização de voo Experimental  Pesquisa e desenvolvimento;  Treinamento de tripulações;  Pesquisa de mercado


Registro aeronáutico de TIPO: - Ainda em estudo ◦ Onde se certifica o TIPO / MODELO DA AERONAVE: ◦ Certificado emitido pela ANAC para ATIVIDADE COMERCIAL DA AERONAVE – previsto para fim de 2014

Atividade de aerofotografia e aerofotogrametria: ◦ Registro da empresa como Serviço Aéreo Especial – ANAC; ◦ Registro da empresa no Ministério da Defesa - SAE ◦ Registro da empresa no CREA


400Ft = 121,92 Mts


Definição:

◦ É a arte, ciência e tecnologia de obter informações de confiança sobre objetos e do meio ambiente com o uso de processos de registro, medições e interpretações das imagens ou padrões de energia eletromagnética registrados.


Algumas questões a serem levantadas : Tipo de sensores embarcados; Lentes e distorções; Recobrimento da área fotografada; Definição da imagem e escala; GPS de navegação x GPS diferencial; Ortorretificação; Sistemas inerciais e de giro estabilização; Paralax, distorções e correções; Iluminação, Sombras, Nuvens e ajuste de sensibilidade do sensor x Qualidade da imagem ◦ Softwares de pós processamento, G.I.S. e reconstituição ◦ ◦ ◦ ◦ ◦ ◦ ◦ ◦ ◦


Câmeras fotográficas digitais:  RGB – Red Green and Blue;       

Tamanho do sensor Taxa de ruído do sensor Lentes fixas ou intercambiáveis Velocidade do obturador; Sensibilidade do sensor x faixa de ruído Peso da câmera em relação ao VANT Consumo de bateria x tempo de voo


Sony NEX 7 23 Mpixel

Canon S110 12.1 Mpixel

Canon 7D 24.1 Mpixel


  

N.I.R. – Near Infra-Red Hiper spectral Termal Lidar – Light Detection And Ranging


Câmeras fotográficas digitais N.I.R. - ADC Lite ◦ 3.2 megapixel CMOS (2048 x 1536 pixels) ◦ Bandas: Vermelho, Verde e N.I.R. (aproximadamente TM2, TM3 and TM4) ◦ Armazenamento em cartão Compact Flash (até 256Gb) ◦ Alimentação: fonte externa ◦ Lentes tipo CS ◦ Dimensões reduzidas ◦ Peso: 200g (sem baterias)


Resposta espectral ◦ Verde 0,53 – 0,61 ◦ Vermelho 0,63 – 0,69 ◦ N.I.R. 0,78 – 0,90


4, 6 ou 12 sensores ◦ Cada sensor pode ter um tipo diferente de filtro que possibilita as mais diversas bandas ◦ Qualquer filtro entre 450nm e 1050nm ◦ Filtros padrões Mini MCA 6:      

470FS10-25 550FS10-25 660FS10-25 690FS10-25 720FS10-25 830FS20-25


structure insensitive pigment index

VI

vegetatio index

SIPI

NDVI

normalized difference vegetatio index

SAVI

soil adjusted vegetation index

RG Ratio red green ratio index normalized difference nitrogen NDNI index

SRI

simple ratio index

NDLI

normalized difference lignin index

EVI

enhaced vegetatio index

CAI

ARVI

atmospherically resistant vegetation index

PSRI

cellulose absorption index plant senescense reflectance index

SGI

sum green index

CRI1

carotenoid reflectance index 1

NDVI705

red edge normalized difference vegetation index

CRI2

carotenoid reflectance index 2

mSR705

modified red edge simple ratio index

ARI1

anthocyanin reflectance index 1

mNDVI705 modified red edge normalized differece vegetation index

ARI2

anthocyanin reflectance index 1

VOG1-3

vogelmann red edge index 1-3

WBI

water band index

REP

red edge position index

NDWI

normalizes difference water index

REIP

red edge inflection point

MSI

PRI

Photochemical reflectance index

NDII

moisture stress index normalizes difference infrared index


       

Headwall

◦ Micro-Hyperspec® VNIR (400-1000 nm), Extended VNIR (550-1700 nm) and NIR (900-1700 nm) sensores de imagem aéreo fornece excelentes imagens espectrais espaciais com alta sensibilidade leve, com baixo consumo de energia.

VNIR, Ext. VNIR, NIR (SWIR in 2014) • SWaP optimized • Folded and unfolded designs • Standard or high-efficiency diffraction gratings • High SNR • High spatial & spectral resolution • Wide field of view • GPS/INS, software, storage, & data processing


Laser Phoenix ◦ Para obtenção do máximo de precisão em sensor de alinhamento utiliza-se unidades inerciais e GPS L1-L2 em conjunto com o LiDAR scanners


60%

40%


Sobreposição das imagens fotográficas gerando mosaico ou panorâma com correções da lente, dos ângulos de aquisição, e de terreno. ◦ ◦ ◦ ◦

Sobreposição de pontos de controle Sobreposição de imagem histórica Modelo Digital de terreno Pontos de controle


  

 

 

GRASS QGIS PHOTOSCAN CAD ENVI MOSAIC INPHO ARC GIS


exemplos de p贸sprocessamento

Classe Cultura

% 65,5

Invasoras

1,2

Palha

7,8

Solo Exposto

25,5


exemplos de pósprocessamento

Metros lineares de cana: 595,85 m Metros lineares de falha: 113,53 m Percentual de Falha: 20,40 % Área da foto: 934 m2


exemplos de pósprocessamento

Detecção de falhas


ARARA II – AGPlane: Envergadura: 3,20 m Peso total de decolagem: 22 kg Autonomia: de 5 a 7 horas (dependendo da capacidade do tanque)

Velocidade de cruzeiro: 100 Km/h Velocidade máxima: 180 Km/h

Segunda geração da conceituada aeronave ARARA – Aeronave de Reconhecimento Assistida por Rádio e Autônoma, o ARARA II traz toda inovação e reformulação do sistema de piloto automático, agora com dupla ou tripla redundância, maior autonomia, capaz de ficar em voo entre 5 a 7 horas, sendo extremamente versátil, com capacidade de carga de até 5 Kg de equipamentos e sensores. Possui diversos sistemas de segurança para garantir um voo seguro. Ainda é equipado com paraquedas para pousos de emergência e em locais de difícil aproximação. O ARARA II pode decolar de pistas extremamente precárias, podendo ser lançado a partir de um veículo, possui decolagem por trem de pouso e ainda pode ser adaptado para utilizar flutuadores em caso de necessidade de utilização como aeronave anfíbia.


TIRIBA: Envergadura: 2,80 m Peso total de decolagem: 4 kg Autonomia: de 30 a 45 minutos (dependendo das condições de vento)

Velocidade de cruzeiro: 100 Km/h Velocidade máxima: 160 Km/h

O TIRIBA é um Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT) elétrico, que pode utilizar sensores RGB ou NIR para obtenção de imagens fotográficas e de vídeo. Extremamente portátil, pode operar de qualquer local pois o Tiriba é lançado manualmente, tem autonomia de voo de 40 minutos em média, a uma velocidade de 100 Km/h, permitindo alcance maior que 60 Km e a execução de missões com raio aproximado de 10 Km de link. Possui sistemas de estabilização de voo que garantem a qualidade das imagens geradas e ainda um sistema de paraquedas para emergências ou como opção de pouso.


ARARINHA: Envergadura: 1,70 m Peso total de decolagem: 3,2 kg Autonomia: de 60 a 90 minutos Velocidade de cruzeiro: 60 Km/h Velocidade máxima: 100 Km/h

O VANT Ararinha é uma iniciativa open source da USP patrocinada pela AGX para o desenvolvimento de sistemas aéreos não tripulados de baixo custo e facíl operação. O Ararinha é uma aeronave para aplicações de introdução e treinamento, imageamento agricula, ambiental e segurança de pequenas áreas, com capacidade de voo de até 2000 hectares/dia. Ele pode realizar as mesmas tarefas que muitas outras aeronaves não tripuladas de forma acessível, totalmente programável através de interface fácil utilização, podendo ser equipado com sensores fotográficos RGB, NIR ou câmeras de vídeo com transmissão em tempo real. Pode ser adquirido montado ou na forma de kit.


HEXACÓPTERO


Spyder SD6 XL Rotores: 6 motores Brushless

1 metro de diâmetro Peso Máximo de decolagem: 4 kg Carga máxima: 1.650 kg

(bateria + sensor)

Autonomia: 7 a 15 minutos Velocidade média: 21 km/h Micro Vant de plataforma modular. A eletrônica embarcada, seus

sensores e sistema de controle estabilizam o equipamento. Sua construção permite o recolhimento de 4 braços, facilitando o transporte terrestre.

AGX Tecnologia é revenda autorizada da Skydrones


TZU – Aeronave de Reconhecimento & Vigilância


Mais recente produto da AGX Tecnologia, o Vant TZU é uma aeronave elétrica voltada para as áreas de segurança e monitoramento discreto, capaz de voar até 45 minutos. Extremamente silencioso, o TZU é a mais avançada aeronave em sua categoria no Brasil. Equipado com sistemas de câmeras de visão noturna e termais, foi desenhado principalmente para operações furtivas onde o sigilo e a eficiência de informações são imperativos.

Consulte-nos para mais informações


T-1 ARARA Target Drone


T-1 ARARA: Envergadura: 2,12 cm Peso total de decolagem: 5,5 kg Autonomia: 60 minutos Velocidade de cruzeiro: 100 Km/h Velocidade máxima: 180 Km/h

O T-1 ARARA é uma aeronave projetada para utilização em treinamento de sistemas antiaéreos e suas tropas. O T-1 é muito rápido e de fácil utilização, podendo ser lançado manualmente, por foguete ou catapulta. Tem capacidade de carga de 1 kg, podendo utilizar sistemas de Flare para indução e sensibilização dos sistemas de rastreamento de mísseis.


HARPIA III: Envergadura: 3,20 cm Peso total de decolagem: 20 kg Autonomia: 2 horas Velocidade de cruzeiro: 120 Km/h Velocidade máxima: 200 Km/h

O Harpia III é uma aeronave projetada para utilização em treinamento de sistemas antiaéreos terrestres e navais. O Harpia III é muito versátil, podendo operar em terra ou embarcado executando missões em modo de voo automático ou remotamente assistido. Tem capacidade de carga de 5 kg, podendo utilizar diversos sistemas para indução e sensibilização de sistemas de rastreamento de mísseis. O Harpia III é totalmente desmontável e pode fazer pouso em pista ou através de paraquedas.


VSX VANTSAR: Envergadura: 7,32 cm Peso total de decolagem: 200 kg Autonomia: 20 horas Velocidade de cruzeiro: 180 Km/h Velocidade máxima: 250 Km/h

O VSX VANTSAR é a maior aeronave produzida pela AGX em conjunto com a AEROALCOOL. Tratase de um bimotor desenvolvido para missões em grandes áreas, tem capacidade de autonomia de voo de até 20 horas, podendo cobrir em média 115.000 hectares com resolução de 10cm/pixel. O modelo é capaz de carregar até 50 Kg de sensores diversos.


MUITO OBRIGADO ! 

A AGX Tecnologia está à disposição para contatos de seus clientes e parceiros AGX Tecnologia Ltda Tel/FAX: +55 16 3372-8185 R. Bruno Ruggiero Filho, 649 Jd. Parque Santa Felícia São Carlos - SP - Brasil CEP 13562-420  www.agx.com.br


Agx