Page 1

Paróquia São Francisco de Paula - Poço Fundo - MG - Ed. XI - Ano iI - Março/Abril de 2012

CONVERTEI-VOS E CREDE NO EVANGELHO! (Mc 1,15)

Nesta Edição: Reflexão A Campanha da Fraternidade 2012 promoverá ampla discussão sobre a realidade da saúde no Brasil e das políticas públicas da área, em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito fraterno e comunitário das pessoas, e mobilizar por melhoria da qualidade do sistema público de saúde. Página 02. Liturgia «O período quaresmal é tempo sobremaneira apropriado à conversão de vida e à renovação interior. Aliás, não há Quaresma sem conversão.» Leia mais, página 03. Olhar Jovem «O coração pequeno é aquele que sonha pouco e vive numa tremenda ilusão. Ilusão é achar que a vida se baseia apenas no simples ato de vencer profissionalmente». Leia mais, página 03.

A Igreja Apostólica Romana sempre e principalmente nos últimos tempos tem dado grande importância à comunicação. Seja nos documentos pontifícios, conferências episcopais, assembleias e outros os meios de comunicação social sempre foram valorizandos e respeitados por ela. A Igreja Católica aqui em nossa pátria amada, ressaltou a importância da comunicação através de alguns documentos, assembléias, rádios, jornais, TV's, revistas e outros meios. Mas foi em 1989 com a Campanha da Fraternidade que deu um

grande impulso convocando todo o povo de Deus a refletir sobre o tema: A Fraternidade e a Comunicação e o lema: Comunicação para a Verdade e a Paz. A partir desta Campanha surgiram em nossas comunidades eclesiais muitas frentes de comunicação, principalmente a Pastoral da Comunicação (PASCOM). Nossa Paróquia de Poço Fundo não ficou por fora. Além dos programas de rádio, site, alto falante da Matriz estamos com muita alegria e vontade de servir o povo de Deus reiniciando o Jornal DESPERTAR. É desejo da equipe que esta a frente deste jornal abranger as áreas da Pastoral, da Espiritualidade, do Social, Litúrgico e Catequético de nossa Igreja. A Igreja e o próprio Cristo sempre se preocuparam em anunciar a verdade e o

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

COMUNICAÇÃO PARA A VERDADE E A PAZ

Amados e Amadas de Deus, Saúde e Paz!

amor. Ou seja, a Boa Nova a todos e a todas. “O que vos digo na escuridão, dizei-o à luz do dia; o que escutais ao pé do ouvido, proclamai-o sobre os telhados!” (Mt 10, 27). Na era da comunicação, nossa comunidade de fé não pode ficar alheia. O Jornal DESPERTAR tem como objetivo informar, formar e principalmente evangelizar pessoas ligadas ou não a fé católica. Que o Bom Deus por intercessão da Virgem Aparecida e do nosso padroeiro São Francisco de Paula, abençoe este importante instrumento para comunicar a verdade e a paz ao querido povo de Poço Fundo.

Catequese Com o objetivo de manifestar nossa comunhão eclesial e construir uma verdadeira Igreja Viva, a catequese paroquial está passando por mudanças. Você já sabe o que mudou? Ainda não? Confira na página 04.

Frutuosa leitura! Pe. João Bosco de Freitas


2

Despertar

REFLEXÃO CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2012

Há 48 anos, desde 1964, durante a Quaresma, A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) apresenta a Campanha da Fraternidade. Já há alguns anos a Campanha é aberta a participação

Expediente: Jornalista Responsável: Andrey Nicioli MTB: 55737/SP Equipe Despertar: Pe. João Bosco de Freitas, Pe. Paulo Giovanni Pereira, Pe Francisco José da Silva, Paulo Humberto Rezende, Guilherme Raimundo da Silva, Jairo Manoel Ferreira, Margarete Mendes Neves, Eusa Maria F. de Araújo e Alexandro Henrique da Silva. Diagramação: Pe. Paulo Giovanni Pereira Impressão: Zampier Tiragem: 1500 exemplares O jornal Despertar é o informativo bimestral, sem fins lucrativos, da Paróquia São Francisco de Paula de Poço Fundo - MG

de todas as religiões cristãs, com isso sua abrangência fica ainda maior. A Igreja escolheu como tema deste ano: Fraternidade e Saúde Pública. E como lema um versículo do livro do eclesiástico: “Que a saúde se difunda sobre a terra”. (Eclo. 38,8). O cartaz atualiza o encontro do Bom samaritano com o doente que necessita de cuidado (Lc10,29-37). A mão do profissional da saúde, segurando as mãos da pessoa doente, afasta a cultura da morte e visibiliza a acolhida entre irmãos (o próximo). A igreja como mãe, em sua samaritanidade, aproxima-se e cuida dos doentes, dos fracos, dos feridos, de todos que se encontram à margem do caminho. Seguindo o exemplo de Campanhas anteriores, o seu início dar-se-á na Quartafeira de cinzas e se prolongará por todo período quaresmal. O objetivo geral desta Campanha será promover ampla discussão sobre a realidade da saúde no Brasil e das políticas

públicas da área, em vista de uma vida saudável, suscitando o espírito fraterno e comunitário das pessoas, e mobilizar por melhoria da qualidade do sistema público de saúde. É público e notório que o Sistema Único de Saúde (SUS) que foi originariamente criado para atender a todos, sem discriminação, deveria ser um belo exemplo a ser imitado pelo mundo todo. Entretanto, como não foi implantado em sua totalidade, não consegue atender a todas as pessoas de forma satisfatória, com isso afetando os mais necessitados desses serviços. A atual Campanha, além do objetivo geral, apresenta seis objetivos específicos: a) Disseminar o conceito de bem viver e sensibilizar para a prática de vida saudável. b) Sensibilizar as pessoas para o serviço aos enfermos, o suprimento de suas necessidades e a integração na comunidade. c) Alertar para a importância da organização da Pastoral da Saúde nas comunidades: criar onde não existe, fortalecer onde está incipiente e dinamizá-la onde já existe. d) Difundir dados sobre a realidade da saúde no Brasil e seus desafios, com estreita relação com os aspectos socioculturais. e) Despertar nas comunidades a discussão sobre a realidade da saúde pública, visando a defesa do SUS e à reivindicação do seu justo financiamento. f) Qualificar a comunidade para acompanhar as ações de gestão pública e exigir a aplicação dos recursos públicos com transparência, especialmente na saúde. (Cf p. 12 do Texto-base da CF). O Texto-base é dividido em três partes e uma conclusão olhando para o futuro. A primeira parte nos apresenta

tabelas, quadros e dados, mostrando o melhoramento da taxa de mortalidade infantil nos últimos anos, o crescimento da população idosa, percentual de partos cesáreos, dados sobre obesidade, hipertensão arterial que atinge quase 45 milhões de pessoas, estimativas para várias formas de câncer e a evolução da frequência de consumo abusivo de bebida alcoólica. (Cf Texto-base: p.21, 23, 24, 31, 33, 35 e 43) A segunda parte com o título: “Que a saúde se difunda sobre a terra”. Aborda a doença no Antigo e Novo Testamento. Focaliza Jesus curando os doentes. Trata também do “horizonte humano e teológico do sofrimento” e os enfermos no seio da Igreja. Há referência à Unção dos Enfermos, o sacramento da cura. A terceira parte oferece “Indicações para a Ação Transformadora no Mundo da Saúde”. Analisa a atual Pastoral da Saúde da Igreja e o papel dos agentes. Aborda a dignidade de viver e morrer, tratando de problemas como: eutanásia, distanásia e ortotanásia. Além das propostas de ação da Igreja Católica na área de saúde, essa parte também oferece ”Propostas Gerais para o SUS”. A conclusão mostra como, ao longo dos últimos anos, houve mudança no conceito de saúde; de ”caridade” para “direito” e lamenta que esse direito está se transformando em negócio, num mercado sem coração. Afirma também que no âmbito de saúde se faz necessário aprofundar e colocar em prática a chamada “bioética dos 4 Ps”: Promoção da saúde; Prevenção de doenças; Proteção das vulneráveis presas fáceis da manipulação e Precaução frente ao desenvolvimento biotecnológico. Vamos esperar que os objetivos desta campanha sejam alcançados e que o tão sofrido povo brasileiro, possa melhorar significativamente as suas condições de saúde e consequentemente as de vida.

Por Jairo Manoel Ferreira Coordenador da Pastoral Social

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159


3

Despertar LITURGIA A CAMINHO DA PÁSCOA DO SENHOR A Quaresma, com início na Quartafeira de Cinzas, é um tempo litúrgico muito importante para a nossa caminhada cristã. Ajuda as pessoas e as comunidades eclesiais a se prepararem dignamente para a celebração da Páscoa do Senhor. O período quaresmal é tempo sobremaneira apropriado à conversão de vida e à renovação interior. Aliás, não há Quaresma sem conversão. Converter-se é separar-se do mal e voltar-se para o bem. É mudar radicalmente de vida e de critérios. A conversão radical insere-se no coração da vida. Exige gestos concretos de amor e de misericórdia, de partilha fraterna e de justiça. Podemos dizer que o cristão é um convertido em estado de conversão, pois a conversão dura, enquanto perdurar nosso peregrinar neste mundo. Converter-se é procurar viver todos os dias a “vida nova”, da qual Cristo nos revestiu, transformando-nos Nele, para fazer um só corpo com Ele e com os irmãos. Há em nós atitudes que devem morrer. Converter-se cada dia exige morrer aos

poucos, sepultar-nos com Cristo para ressuscitarmos com Ele. O amor de Deus chama-nos à conversão, a renunciar a tudo o que Dele nos afasta. O que mais nos afasta de Deus é o pecado. Pecar é estar no lugar errado, longe da amizade e da graça de Deus. A conversão quaresmal significa, portanto, crescer na prática das virtudes cristãs. Somos sempre catecúmenos em formação permanente, progredindo no conhecimento e no amor de Cristo. Ao longo da Quaresma, somos convidados a contemplar o Mistério da Cruz, entrando em comunhão com os seus sofrimentos, tornando-nos semelhantes a Ele na Sua morte, para alcançarmos a Ressurreição dentre os mortos (cf. Fl 3, 1011). Isso exige uma transformação profunda pela ação do Espírito Santo, orientando nossa vida segundo a vontade de Deus, libertando-nos de todo egoísmo, superando o instinto de dominação sobre os outros e abrindo-nos à caridade de Cristo (cf. Bento XVI, Mensagem da

Quaresma 2011). O período quaresmal é ainda tempo favorável para reconhecermos a nossa fragilidade, abeirando-nos do trono da graça, mediante uma purificadora confissão de nossos pecados (cf. Hb 4, 16). Na Igreja “existem a água e as lágrimas: a água do Batismo e as lágrimas da penitência” (Santo Ambrósio). Vale à pena derramar essas lágrimas, através de uma boa confissão sacramental. Jesus convida à conversão. Este apelo é parte essencial do anúncio do Reino: “Convertei-vos e crede na Boa-Nova” (Mc, 1, 15). O itinerário quaresmal é um convite à prática de exercícios espirituais, às liturgias penitenciais, às privações voluntárias como o jejum e a esmola, à partilha fraterna e às obras de caridade (cf. Catecismo da Igreja Católica, 1438). É igualmente um tempo forte de escuta mais intensa da Palavra de Deus e de oração mais assídua. Quanto mais fervorosa for a prática dos

exercícios quaresmais, maiores e mais abundantes serão os frutos que colheremos diante do Mistério de nossa redenção. Também a vivência da Campanha da Fraternidade ajuda a fazermos uma boa preparação para a Páscoa. A CNBB propõe para este ano o tema “Fraternidade e Saúde Pública”, e como Lema: “Que a saúde se difunda sobre a terra” (Eclo. 38,8). Maria Santíssima, Mãe do Redentor, guienos neste itinerário quaresmal, caminho de conversão ao encontro pessoal com Cristo ressuscitado. Com o coração voltado para Cristo, vencedor da morte e do pecado, vivamos intensamente o período santo e santificador da Quaresma. Dom Nelson Westrupp, scj Bispo Diocesano de Santo André - SP

OLHAR JOVEM O CORAÇÃO DE UM JOVEM Não é pequeno o coração de um jovem. Pelo contrário, é muito grande. Há muitos espaços para preencher. O que acontece na maioria das vezes é que nos esforçamos o máximo que podemos para atender às necessidades do corpo e nos esquecemos de estender a atenção ao nosso coração. Dessa maneira infelizmente ele fica pequeno. E não coisa pior nesta vida do que ser um belo Jovem fisicamente, mas ter um coração pequeno. O coração pequeno é aquele que sonha pouco e vive numa tremenda ilusão. Ilusão é achar que a vida se baseia apenas no simples ato de vencer profissionalmente. Não é apenas isso. Infelizmente o que assombra toda a vida da

juventude é a ânsia pelo ter dinheiro, pelos estudos, pela internet, pela carreira profissional, vontade de ter um namorado ou namorada, um carro, uma festa e até uma roupa. Não que desejar essas coisas não seja bom, antes, é necessário ter todas elas. Porém, o que não é certo é colocar o coração em tudo isso. Isso é viver numa ilusão. Um coração iludido é aquele que busca essencialmente o seu egocentrismo, o seu prazer desenfreado, os seus bens indispensáveis! A vida de um jovem não pode se contentar somente com as coisas e os títulos que o mundo oferece. É sonhar muito pequeno! É sonhar sem sentido! Vive na ilusão aquele que acha que será

intelectual o resto da vida, que terá grana até a morte, ou que seu belo corpo não sofrerá os desgastes do tempo! Um coração pequeno sofre tudo isso. Por isso repito que não pode ser pequeno o coração de um jovem! Deve ser grande, a ponto de incomodar os incomodados deste mundo. E um coração grande é aquele que vive uma relação primária com Deus! Um coração grande se importa com a fé. Ama o próximo com seus erros e diferenças. Faz orações pessoais. Vive a eucaristia, a espiritualidade. Se importa com os pobres. É bom filho. É semelhante a Jesus Cristo. Que vive no mundo, mas não põe o sentido de sua vida nas coisas passageiras do mundo, antes de

tê-las, coloca o seu coração nas coisas de Deus. O jovem que se esforça para fazer crescer seu coração, ainda que pequeno, terá constantemente o apoio de Deus. Mas aquele que se acomoda, terá sempre um coração pequeno, iludido e conformado. É preciso fazer bem as coisas, e só se faz bem quando se coloca o coração no trabalho a ser realizado. E o trabalho só fica perfeito quando, antes de tudo, olhamos para o maior coração que existe no universo, o coração do Pai.

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

Guilherme Raimundo da Silva


4

Despertar

CATEQUESE NORMAS SOBRE A CATEQUESE PARA INICIAÇÃO CRISTÃ DA PARÓQUIA SÃO FRANCISCO DE PAULA DE POÇO FUNDO SOBRE O CATEQUISTA

do valor e da importância da eucaristia, fazer a

? Apostilas preparadas pela paróquia de Poço Fundo:

RESPONSABILIDADE DA COORDENAÇÃO

? Ter no mínimo 18 anos;

primeira confissão antes da comunhão eucarística e

Primeira Apostila: 1ª Etapa em preparação a

CENTRAL DA CATEQUESE

? Que já tenha recebido os sacramentos da Iniciação

participar da vida da comunidade eclesial;

Eucaristia; Segunda Apostila: 2ª Etapa em

? Acompanhar e orientar;

Cristã: Batismo, Confissão, Eucaristia e Crisma;

? Para receber o sacramento da crisma o(a)

preparação a Eucaristia; Terceira Apostila: Sobre o

? Avaliar e planejar a pastoral catequética;

? Ter o mínimo de preparação bíblica, teológica,

catequizando(a) deverá ser batizado, ter feito a 1ª

Sacramento da Eucaristia; 4ª Apostila: 1ª Etapa em

? Preparar, executar, participar e presidir as reuniões

humana, espiritual e psicológica;

eucaristia, ter participado de todas as etapas em

preparação a Crisma; 5ª Apostila: 2ª Etapa em

e encontros;

? Participar dos encontros e reuniões que a pastoral

preparação ao sacramento da crisma, ter 80% de

preparação a Crisma e 6ª Apostila: Sobre o

? Resolver os problemas pendentes quando o(a)

da catequese oferecer dentro de sua programação ao

presença nos encontros catequéticos, ter 14 anos

Sacramento da Crisma;

coordenador(a) da própria comunidade não tiver

longo do ano, seja na comunidade, no setor e na

completo ou por completar até 31 de dezembro do

? O(a) catequista poderá enriquecer com outros

condições de resolver;

paróquia;

referido ano, estar consciente do valor e da

materiais ou meios os encontros catequéticos.

? Ter maturidade e uma vida cristã autêntica e

importância da crisma, confessar, se interessar em

? Participar e representar a pastoral da catequese da paróquia nas reuniões e encontros quando

testemunhá-la em comunidade eclesial;

participar e colaborar com a vida pastoral da

RESPONSABILIDADE DOS PAIS, MÃES OU

convocado(a), seja na paróquia, no Setor Dourado e

? Outros(as) candidatos(as) para ser catequista que

comunidade eclesial.

RESPONSÁVEL E PADRINHOS E MADRINHAS

na Arquidiocese.

não tenham 18 anos completos cabe à coordenação

DE CRISMA

da comunidade avaliar.

RECEPÇÃO DOS SACRAMENTOS

? Participar das reuniões quando convocado(a);

OUTRAS NORMAS

? Local e data para receber o sacramento da

? Acompanhar e interessar pela catequese do filho(a)

? A comunidade que não acolher as normas acima e

SOBRE O(A) CATEQUIZANDO(A)

eucaristia: Na própria comunidade onde o(a)

e afilhado(a);

que não tiver uma coordenação de catequese

? Iniciar a catequese com 8 anos completos;

catequizando(a) reside e que foi preparado(a). A data

? Participar ativamente da comunidade com o(a)

organizada ficará sem receber os sacramentos da 1ª

? Participar de todas as etapas da catequese, ao todo

será marcada pelo(a) catequista na secretaria da

filho(a) ou afilhado(a), sendo um testemunho(a) em

Eucaristia e da Crisma;

são seis apostilas divididas em seis etapas, três para

paróquia para o mês de novembro ou dezembro;

suas vidas;

? O(a) coordenador(a) de catequese da comunidade

preparação do sacramento da Eucaristia e três para

? Local e data para receber o sacramento da crisma:

? Acompanhar o(a) filho(a) ou afilhado(a) na

que não participar das reuniões da coordenação da

preparação do sacramento da Crisma;

Na Igreja Matriz. A secretaria paroquial é quem

caminhada da catequese e durante a sua vida

catequese ficará sem receber os sacramentos da 1ª

? Para receber o sacramento da eucaristia o(a)

agenda com o bispo a data e o horário, geralmente

sacramental;

Eucaristia e Crisma;

catequizando(a) deverá ser batizado, ter participado

para o mês de novembro ou dezembro.

? Colaborar na catequese do(a) filho(a) ou afilhado(a)

? Outros pontos que surgirem e que não estão

e promover momentos de oração e espiritualidade em

contemplados acima, cabe à coordenação central

Eucaristia, ter 80% de presença nos encontros

MATERIAL CATEQUÉTICO

família.

avaliar e decidir.

catequéticos, ter 11 anos completo ou por completar

? Bíblia e apostilas preparada pela paróquia de Poço

até 31 de dezembro do referido ano, estar consciente

Fundo;

Abril: Dias 01a 08, SEMANA SANTA

Dia 21 às 16h Encontro de Formação para Agentes da Pastoral da Acolhida no Salão Paroquial Dias 21 e 22 EPA 1 na Comunidade Mãe da Divina Providência (RCC)

de todas as etapas em preparação ao sacramento da

AGENDA ATIVIDADES PASTORAIS DE MARÇO E ABRIL Março: Dias 02, 09, 16 e 24 Catequese Matrimonial (Curso de Noivos) às 19h no Centro Pastoral Mons. Afonsinho

Dia 11 Encontro Setorial da Pastoral do Batismo no Salão Mãe Rainha

Dia 12, às19h, reunião da Equipe de Assessoria

Dia 05 às 19h Reunião com as Madrinhas de Oração (Pastoral Vocacional) no Salão Paroquial

Dia 17 às 13h Reunião com todos os Coordenadores de Catequese no Salão Paroquial

Dia 14, às 12h, Missões nas Comunidades Cachoeirinha e São Miguel

Dia 06 Encontro de Formação sobre a Quaresma e Tríduo Pascal no Salão Paroquial

Dia 25 das 8h às 11h Laboratório sobre a Semana Santa para os Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística (MECE) e Equipes de Liturgia no Centro Pastoral

Dia 14, às 15h, Encontro de Formação para Coroinhas e Acólitos no Salão Paroquial

Dia 10 às 12h Encontro de Formação para todos os Missionários no Centro Pastoral

Coroinhas e Acólitos no Salão Paroquial

Dia 22 Encontro Setorial dos Ministros em Carvalhópolis Dia 23 a 27 Semana Catequética nas Comunidades

Dias 14 e 15, das 8h às 16h, Encontro de Liderança – Dimensão Sócio-Transformadora no Centro Pastoral

Dia 29, às 14h, Encontro com os Jovens na Região Pastoral da Ponte

Dia 10 às 15h Encontro de Formação para

Dia 25 às 13h30 Encontro com as Famílias e os Jovens nas Regiões Pastorais

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

(35) 3283-1159

Jornal Despertar I  

Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui Colabore com a Evangelização Anunciando Aqui Cateq...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you