Page 1

DESPERTAR O PENSAMENTO COMPUTACIONAL Introdução Desde há algum tempo que os sistemas de ensino dos países mais avançados e mais preocupados com a qualificação das novas gerações têm vindo a focar a sua atenção no desenvolvimento do chamado pensamento computacional, colocando a Informática, a par da Língua Materna, da História e da Matemática, como competências transversais que é necessário fazer despertar desde os primeiros anos de escolaridade. Informática não serão as ferramentas de edição de texto, as folhas de cálculo, o hardware, todos aqueles assuntos que programas antiquados e professores pouco convencidos têm vindo a tentar ensinar a alunos desmotivados, sem qualquer objectivo para além de cumprir um currículo desfocado, em que TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) e Informática se confundem amiúde. Informática hoje volta a ser linguagens de programação, linguagens de comunicação com máquinas que executam o código que lhes é fornecido, num contexto que qualquer criança compreende, como o mostra Linda Liukas no seu livro Hello Ruby1. Jeannette Wing, professora em Carnegie Mellon, e actual directora do Center for Computational Thinking2, diz-nos que “Computational thinking is the thought processes involved in formulating problems and their solutions so that the solutions are represented in a form that can effectively be carried out by an information-processing agent”. Michael Gove, Ministro da Educação, ao apresentar o novo currículo nacional do Reino Unido, dizia recentemente3 “Imagine the dramatic change which could be possible in just a few years... Instead of children bored out of their minds being taught how to use Word and Excel by bored teachers, we could have 11-year-olds able to write simple 2D computer animations…” e é isso mesmo, os chamados nativos digitais respondem a outros apelos, que a maioria dos nossos professores de TIC não compreendem sequer. Pensamento computacional tem a ver com Informação, com dois ingredientes fundamentais, abstracção e automação, com conceitos como variável e algoritmo, com noções como processamento sequencial e paralelo, que estão comprovadamente ao alcance dos mais jovens. Se pedirmos a uma criança para arrumar as suas peças de Lego num número determinado de caixas, mas de uma forma que lhe permita rapidamente encontrar uma peça qualquer, ela vai muito possivelmente descobrir o conceito de hash, e alguns algoritmos de pesquisa. E se lhe pedirmos para descobrir um caminho que permita passar por todos os corredores de um

1 http://mashable.com/2014/01/28/hello-ruby-coding-book/ 2 Center for Computational Thinking, http://www.cs.cmu.edu/~CompThink/ 3 Michael Gove, UK Education Secretary, 11 January 2012, http://bit.ly/w0FNvW

1 Despertar o pensamento computacional


supermercado e voltar a sair da forma mais rápida, ela vai com grande probabilidade descobrir um caminho Euleriano4. Pensamento computacional é essencialmente sobre pensamento, sobre formas de pensar, sobre a relação entre o homem e a máquina, sobre pensamento crítico, matérias que as crianças entendem desde que apresentadas duma forma adequada, estimulante, incrustadas na realidade, como aliás quaisquer outras matérias. O problema, que curiosamente foi precocemente detectado por Jeannette Wing, está em que a maioria dos professores aprendeu as matérias ligadas à computação na sua qualidade de estudantes universitários, e reproduz os programas, as formas de ensinar, a linguagem, na sua comunicação com jovens completamente diferentes, os nativos digitais de Marc Prensky 5. Chama-se a isto mind setting, a atitude mental que predetermina as respostas e as interpretações das situações, nomeadamente quando existe uma percepção de dificuldade em alterá-las. Objectivos Fruto de circunstâncias que os portugueses conhecem mas que um observador externo não compreende, a Informática, as TIC, são o parente pobre, os seus docentes são os técnicos de Informática ao serviço da resolução dos problemas mais comezinhos dos colegas e da escola, TIC é aquela disciplina que se aprende em casa, os programas oficiais são antiquados. A excepção serão as novas metas curriculares para TIC propostas pelo novo ministro, que abrem timidamente uma porta para o ensino de uma linguagem de programação no 3º ciclo do ensino básico. Felizmente, há excepções, mas muitos professores não sabem, não sabem que não sabem, e não há pistas, não há estudos, não há trabalho que motive, que os leve a dar a volta à situação, a motivar os alunos, a enfrentar com alegria cada aula, e quadros interactivos, Magalhães, portáteis, iPads, sozinhos não resolvem, só agravam o fosso que é preciso vencer. Este projecto visa o ensino da nova geração de professores de Informática, aqueles que no exercício da sua profissão nas escolas do ensino básico e secundário, poderão dentro de poucos anos contribuir para uma desejada transformação da situação. É assim um desafio, um projecto inovador no sentido em que se pretende desenvolver uma estratégia que possa ser posta em prática em momentos posteriores, noutros contextos. Estes problemas são investigados hoje nas maiores universidades europeias e americanas, nas suas múltiplas dimensões, desde a didáctica à técnica, e fazem parte da estratégia de desenvolvimento dos países mais avançados. Através da investigação do que se passa noutros países, do conhecimento adquirido nestes últimos, de assistência a aulas dos vários níveis de ensino, e da convicção de que existe uma alternativa bem melhor para o futuro, para despertar a vontade de fazer, numa área 4 Weisstein, Eric W., http://mathworld.wolfram.com/EulerianPath.html 5 http://marcprensky.com/

2 Despertar o pensamento computacional


profissional que nos pode levar longe nesta sociedade globalizada e desmaterializada, propícia à produção de riqueza através do desenvolvimento de software para todos os mercados, como aliás acontece em alguns polos universitários, embora sempre limitado pelas poucas vocações para os cursos mais virados para estas áreas. Um breve olhar sobre o que se passa noutros países

Actividades nas escolas

Conclusões

3 Despertar o pensamento computacional

Despertar o pensamento computacional  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you