Page 1

onbrasil E n e rg i a s e m l i m i t e s · O u t u b ro | N o v e m b ro * 2 0 1 0

Investco

AS MUITAS ENERGIAS QUE VÊM DO LAGO

ON CHANGE Edson Barbosa Da Silva Junior, colaborador da EDP Escelsa

ON TARGET Os compromissos de Sergio Ricardo Sanzoni, da comercializadora


www.edpbr.com.br

A primeira rede de abastecimento para mobilidade elétrica do Brasil. Isso é inovação. Isso é uma boa energia.

A EDP criou, no Espírito Santo, a primeira rede brasileira de abastecimento para mobilidade elétrica. São pontos para recarregar bicicletas elétricas, meios de transporte mais econômicos e limpos. A EDP também doou 45 bicicletas à Polícia Militar do Estado para substituir motocicletas em rondas e patrulhas. Essa é a boa energia da EDP: inovadora, limpa, e que traz mais qualidade de vida.


onindex Outubro | Novembro* A Investco, responsável pela maior usina do Grupo EDP no mundo, realiza um trabalho contínuo de proteção e conservação ambiental e desenvolvimento social e econômico. Conheça todos os detalhes nessa edição

4|5 onpost

online 24 horas na vida de Vanderlan Rodrigues

Um quadro de mensagens ao alcance de todos os colaboradores da EDP

6|11 oncover 12|13 online 14|15 online 16|17 on people Vamos conhecer melhor Antonio Nunes Nascimento, engenheiro eletricista de processos e Conrado Simões, assistente comercial

19 ontop

Vanderlan foi um dos campeões do Rodeio dos Eletricistas de 2009. Há 25 anos na empresa, concilia da melhor forma o trabalho com os tempos livres, praticando esporte na companhia do filho, Elvys.

12

Carlos do Rosário Filho, técnico do Centro de Operação da Distribuição, é um paulista com jeito de mineiro. E é um legítimo pai coruja.

14

Heloisa de Mello, gerente de operações do Instituto Akatu, parceiro do Instituto EDP, com dicas sobre produtos sustentáveis

24|25 ontrack As notícias do mundo EDP

online 24 horas na vida Carlos do Rosário

ontarget Compromissos de Sergio Ricardo Sanzoni Entregar sete subestações de alta tensão até 2011 e manter a segurança da obra e satisfazer os clientes são os compromissos deste Analista de Serviços da Comercializadora

20

onchange Edson Barbosa Da Silva Junior Tem nas mãos mais de um milhão de clientes da EDP Escelsa. Convidado para assumir a função de Gestor Operacional do COD não hesitou. Afinal, ele confessa que gosta mesmo de mudar

22 onbrasil 3


onpost Painel de mensagens

FERNANDO PESSOA, PLURAL COMO O UNIVERSO O Museu da Língua Portuguesa celebra a vida e a obra de um dos maiores poetas do século XX na exposição "Fernando Pessoa, plural como o universo". A mostra interativa permitirá ao público conhecer, ou reconhecer, a multiplicidade na obra do poeta português através de seus famosos heterônimos (personagens-poetas com identidade própria), que fizeram parte do mundo de Fernando Pessoa durante seus 47 anos de vida e interagem durante a exposição. Durante essa viagem pelos sentidos, o visitante poderá ler, ver, sentir e ouvir a materialidade das palavras do autor, bem como ter contato virtual com algumas relíquias, como a primeira edição do livro Mensagem, com uma dedicatória escrita pelo poeta, o primeiro e segundo exemplar da revista Orpheu, três exemplares da revista Athena, e a série completa de A Revista, de 1931, entre outras.

r aí? legal po Oi, tudo Areias a Para: Lis

e? la cidad r e p r o h l e conhece entas m Já te ori portunidade de S.Paulo? eo de Já tivest s maravilhosos omo c to os recan deres comunica afias. u r p g Quando er e manda foto ijinhos. e rr está a co bem a estadia! B a t Aprovei EDA, EPÚLV S E G R JO DSI

l Portuga

Para publicar o seu post: Envie um e-mail para onpost@edp.pt, com a seguinte informação: Dados pessoais: Nome, E-mail, Contacto, Foto - mínimo 2MB Mensagem: Nome e empresa do destinatário, Título da mensagem, Mensagem (máx. 200 caracteres) NOTA: Todos os dados são obrigatórios. Os post que não tiverem esta informação não serão considerados válidos.

4 onbrasil


onpost

Quer falar com um amigo, mandar um recado a alguém, propor uma mudança, fazer uma queixa? Tem aqui o seu espaço, com um máximo de 250 caracteres. Vamos pôr o Grupo a comunicar com todas as geografias Painel de mensagens

MANUA L

EDP Way

DE ORG Para: en ANIZAÇ volvidos ÃO na actu do Man alização ual de O rganiza ção do G rupo

da Silva Para: Marcos

nicação Kits de comu s lo e p o d a g Obri ue enviaste. s e formação q e experiência d a h il rt a p a n II Espero que través do Lea a o id rr co o que tem veitosa. steja a ser pro e y a W P D E do o boa sorte para Br. P Um abraço e o Lean na ED d to n e m ça n rela iro, Diogo Corde

O Manu a foi actu l de Organizaç ão al Somos m izado e está na da EDP já in ais de 6 0 pesso tranet. negócio as se anualm geografias a t em todos os ra ente com actualiz este obj balhar ec a vossa aj ção só foi possí tivo. Esta vel com uda. a Obrigad a a todo s!

Edp Produção

Portugal

Rita Nuñ ez

DDO

Portugal

Ferreira ,

OPEX POUPANÇASeis do OPEX nsáv Para: Respo

MUSEU DA LÍNGUA PORTUGUESA Até 30 de janeiro de 2011 Praça da Luz, s/nº, Centro Horários: de terça a domingo, das 10h às 18h. Nas últimas terças-feiras de cada mês, o museu permanece aberto até 22h (a bilheteria fecha sempre uma hora antes). Ingresso: R$ 6,00 (pagamento somente em dinheiro). Estudantes com carteira de estudante do ano e documento de identidade pagam meia-entrada. Crianças com até 10 anos e idosos a partir de 60 anos não pagam ingresso, bem como professores da rede pública.

EX no o projecto OP a Holding, d ra o d a n e estão d Como coord ontrolo de G C e a e do d to n e m ipas da Ibéri u q Departa e s a s a d to ecer a to a este projec rn to e u quero agrad q to n mpenhame o. No 1º Brasil o seu e grande sucess ça de 73 M€ m u é X E P O poupan possível. O atingiu uma já 10 0 2 e d (61%). semestre al de 120M€ u n vosco. a o v ti c je s!!! Conto con n é b ra para um ob a p e d a… Estão Brasil e Ibéri

o Cristina Bell opex@edp.pt

Portugal

Aos sábados, a visitação ao museu é gratuita. onbrasil 5


oncover O que aconteceu de mais importante

Para alĂŠm das turbinas 6 onbrasil


on cover

N

um fim de tarde em Palmas, uma das paisagens mais fascinantes e inspiradoras é quando o sol se põe e ilumina as águas do lago. O cenário dura pouco, mas é o suficiente para belíssimas fotografias, como a que você vê ao lado. Formado por conta da construção da Usina Luís Eduardo Magalhães, a UHE Lajeado, em 2001, hoje o lago é uma opção de lazer, esporte, cultura e geração de renda para os cerca de 184 mil habitantes da cidade de Palmas, no Tocantins. Para construir essa relação com a população, a Investco, responsável pela usina, que é a maior do Grupo EDP no Mundo, da qual participa com 73,10% do capital, realiza um trabalho contínuo de proteção e conversação do meio ambiente e desenvolvimento social e econômico. Para PG Meirelles Jr, diretor da Investco e apreciador do lago, o desafio é manter o lago limpo e fazer com que a população interaja cada vez mais com ele. “O lago gera oportunidades e, por isso, acredito na educação ambiental para que todos se sintam responsáveis por sua preservação”, diz. Entre as iniciativas que acontecem na comunidade, PG destaca o Letras de Luz e o Teatro a Bordo, na área de educação e cultura; as cinco praias formadas ao redor do lago, que em época de temporada chegam a atrair 3 mil visitantes; o incentivo ao esporte com competições de canoagem, triatlhon, maratona aquática e enduro a pé; e oficinas e palestras sobre saúde e conscientização ambiental.

Olimpíadas à vista “O lago de Palmas é um paraíso para o esporte”, revela Sebastián Cuattrin, principal atleta da história da canoagem brasileira. Integrante da Confederação Brasileira de Canoagem (Cbca), Cuattrin é parceiro da Invescto há mais de três anos e padrinho de dois projetos, o Remando no lago, com a participação de 250 crianças e o de Alto Rendimento, de canoagem de velocidade, com a formação de 80 atletas. Neste último, jovens acima de 12 anos são escolhidos pelo projeto e recebem treinamento seis vezes por semana. “O Alto Rendimento é um projeto modelo e tem o selo da confederação. Alguns atletas do grupo já ganharam medalhas em campeonatos nacionais e brasileiros.” Quando Cuattrin vai a Palmas, o lago é

parada obrigatória. “Da última vez que fui à cidade, cheguei a remar no lago à noite, depois do trabalho. Não tem como não aproveitar essa maravilha. A água é de qualidade, pois há um trabalho muito sério no tratamento e na conservação do lago. Além de ter uma beleza única.” Mas, além de curtir o lago, o atleta espera ver atletas tocantinenses nas Olimpíadas de 2016, no Rio de Janeiro. “Tocantins tem grandes chances de revelar atletas não só para o Rio como para as próximas competições. E estamos trabalhando para isso no Alto Rendimento, já que o sistema que criamos fará os atletas utilizarem as mesmas técnicas já consagradas por atletas da seleção brasileira”.

v

A Investco, responsável pela maior usina do Grupo EDP no Brasil, realiza um trabalho contínuo de proteção e conversação do meio ambiente e desenvolvimento social e econômico

onbrasil 7


on cover

No quintal de casa A relação é satisfatória e Ton Eagleton R. Fernandes, vicepresidente da Cbca e coordenador do Remando no Lago, resume que o lago é como o quintal de casa dos moradores de Palmas. O Remando no Lago é um projeto social com alunos de classe média baixa vindos de diversas escolas da cidade. Apesar de o cunho social ser o principal objetivo do projeto, ou seja, dar oportunidade para as crianças que não teriam outra atividade ao sair da escola, Ton também pensa na formação de atletas. “Cem por cento dos atletas brasileiros vieram de projetos sociais. Além disso, não há melhor lugar no Norte do Brasil para se praticar a canoagem, o lago tem 8 km de largura e 170 km de extensão.”

Eduardo Chrisley mora na Alemanha e todos os anos vêm a Palmas para visitar a família. Durante a passagem pela cidade, sempre reserva um tempo para curtir as praias ao redor do lago. “Gosto da praia do Prata porque ela é limpa, tranquila e a criançada pode se divertir também”, conta.

Gerando diversão e oportunidades Do Prata, Graciosa, Porto Real, dos Ipês e da Amizade. Essas são as cinco praias ao redor do lago que servem de opção para os turistas, para as competições e também para gerar emprego aos municípios da região. Patrícia Barcelos Alexandre, proprietária da Choupana do Primo, na praia do Prata, é um exemplo disso. O restaurante é sua fonte de renda e do marido. A mineira conta que recebe muitos turistas de outros países, como França e Alemanha. “Aqui é temporada o ano inteiro e estamos muito satisfeitos com o resultado”, diz. Entre as especialidades da casa estão o peixe Tucunaré e a moqueca.

Um campeão Foi durante um passeio ecológico de canoa feito entre a cidade de Lajeado e Palmas, em 1996, que Rogério Índio pegou gosto pela canoagem e tornouse um atleta digno de medalhas. Nascido em São Sebastião do Tocantins, há 649 km de Palmas, Índio vai conquistar um sonho com o patrocínio da EDP. O atleta foi o campeão do 19º Campeonato Brasileiro de Canoagem Maratona, durante o 9º Aniversário do La8 onbrasil

go, e foi escolhido para competir o mundial na Espanha. “É difícil expressar o sentimento, que é de muita emoção. Treinei 45 dias para enfrentar duas provas”, conta. Todos os treinos de Índio são feitos no lago da usina, que nas palavras dele é “tudo de bom”. “Antes do lago tinha que pegar ônibus para treinar, hoje vou a pé da minha casa. O algo era o que faltava para completar o esporte náutico de Palmas.”


on cover

Cultura para todos A cultura e a educação chegam ao Tocantins principalmente com os projetos Letras de Luz e o Circuito EDP Teatro a Bordo e as atividades desenvolvidas pelo Instituto EDP. Com oficinas de leituras para multiplicadores de escolas públicas, formação de agentes culturais, doação de acervo literário às bibliotecas da região, o Letras de Luz torna-se uma saída para a elevada taxa de analfabetismo da região. Para Jefferson Lopes, secretário municipal de Turismo e Cultura, o projeto é um suporte para as pessoas desenvolverem o gosto pela literatura, além de ajudarem os professores a ministrar a disciplina na sala de aula. “É uma oportunidade para as crianças irem além e terem a oportunidade de tocar um livro, folhear e depois levar a história para casa e compartilhar com a família”, afirma. Já o caminhão adaptado do Circuito EDP Teatro a Bordo se transforma num palco e leva oficinas, contação de história, teatro e curta-metragem a 12 cidades do Tocantins. Talita Berthi, idealizadora do Teatro a Bordo com 14 anos de experiência em teatro, diz que “em Tocantins as pessoas preservam a raiz cultural, o que é difícil em outras cidades.” A atriz e produtora cultural acredita que tem a função de humanizar as pessoas e permitir a troca de experiência. “O Teatro a Bordo é uma maneira de a EDP investir na comunidade e fazer com que os moradores tenham outro olhar sobre a vida. É uma questão de cidadania”, finaliza.

UHE Lajeado A Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães, conhecida como Lajeado, gera energia para mais de 8 milhões de brasileiros. Sua história começou a ser escrita na década de 70, antes mesmo da fundação do Estado do Tocantins, em 1988. Na ocasião, Palmas, a capital, foi projetada para receber o futuro reservatório da usina. Em 1997, o órgão ambiental expediu a licença prévia e ocorreu a licitação para a construção da usina. Naquele mesmo ano, a Invescto ganhou a concorrência para operar a usina até

2032. No ano seguinte, a pedra fundamental foi lançada e iniciaramse as obras. A partir de então o ritmo da história acompanhou o ritmo acelerado das máquinas. Já em 2001, começou o enchimento do lago e a operação da primeira turbina. Em 2002, entrou em operação a última turbina e o Tocantins iniciou o novo século produzindo em torno de 4.600.000 megawatts/hora de energia elétrica por ano, impulsionando, assim, o desenvolvimento da infraestrutura econômica do Estado.

onbrasil 9


on cover

Aniversário do Lago Valorizar as diversidades culturais locais e buscar a conscientização da população sobre a importância de preservação ambiental aliada ao desenvolvimento sustentável. É com essa premissa que mais de sete mil pessoas participaram neste ano, das comemorações do 9° Aniversário do Lago em Palmas. O evento contou o 19º Campeonato Brasileiro de Canoagem Maratona, a 4ª Copa Centro Oeste de Triatlhon e o Enduro a pé. Também foram realizadas uma apresentação do cantador Genésio do Tocantins e a peça Mais quero asno que me carregue do que cavalo que me derrube, do grupo de Teatro a Bordo. Na prova de canoagem participaram os melhores canoístas do país e cerca de 150 homens e mulheres, inclusive com uma categoria para portadores de deficiências, de diversos estados enfrentaram o 10 onbrasil

forte calor e as longas distâncias da modalidade, que exige um excelente preparo físico dos participantes. O Tocantins foi representado por 20 atletas, quinze a mais do que na mesma prova de 2009. O Triatlhon contou com a participação de 15 colaboradores da Investco e os 150 atletas encararam 750 metros de natação, 20 km de bicicleta e 5 km correndo. O primeiro lugar geral foi para Santiago Ascenço, que completou o percurso em 57” 42’. Para ele, o reservatório da UHE Luís Eduardo Magalhães faz de Palmas o lugar ideal para treinos “quem me dera que este lago fosse lá em Goiânia, seria meu paraíso”. No enduro a pé, que une esporte e preservação por percorrer as áreas de preservação permanente do reservatório, recebeu 180 participantes que encararam 10 km as margens do lago.


on cover

Duas vidas na usina Adélcio Pereira, gerente de operação e manutenção, trabalha em Lajeado desde 2002, mas já tem 36 anos de vivência em usinas. O atrativo para ele ter acumulado tantos anos em usinas é que não há rotina no trabalho, e isso o fascina. Para Pereira a usina é muito importante para o estado do Tocantins, pois além de gerar energia, promove o desenvolvimento sustentável. E ele sabe a responsabilidade que tem para manter a usina funcionamento perfeitamente. A relação de Clovis Herrera com usina também é antiga. Técnico em segurança

do trabalho, na infância seu pai foi operador de usina e ele chegou na Investco no ano de construção de Lajeado. “Vi a usina ser construída do nada. Lembro que o ritmo da obra era acelerado e cada dia tinha uma coisa nova”, conta. Nascido no Paraná, Herrera tem paixão pela usina, que chega a receber 4 mil visitantes por ano sob sua responsabilidade. “Lajeado é um empreendimento que trouxe autonomia para o Tocantins, foi um marco na história do estado. Por isso, tenho orgulho e satisfação de estar aqui. Me sinto realizado”, afirma.

Adélcio Pereira e Clovis Herrera

Vencendo, sempre! Neste ano, depois de muita expectativa, foi renovada a Licença de Operação para que a Investco continue sendo o consórcio responsável pela UHE Luís Eduardo Magalhães. Desta vez, ao invés de 4 foram 5 anos em que a empresa poderá mostrar que o trabalho em equipe vale a pena e que pode colher bons frutos desta união. “Essa é com certeza uma grande vitória da nossa equipe, do nosso ti-

me. E temos motivo em dobro para comemorar, pois a usina Peixe Angical também renovou a sua Licença de Operação por mais 6 anos. Esses acontecimentos são o reflexo da eficiência dos programas ambientais e de manutenção, além de mostrar o nosso espírito EDP de Vencer, afirma Luiz Otávio Henriques, vice-presidente de Geração e Comercialização da EDP.

Reservatório

170 Km 8m

Extensão

Profundidade média

Unidades geradoras

5 902,5 MW

Certificações A UHE Luís Eduardo Magalhães é certificada pela ISO 14001, norma internacionalmente aceita que define os requisitos para estabelecer e operar um Sistema de Gestão Ambiental; e a OHAS 18001, um sistema de gestão com foco na saúde e na segurança do trabalho.

turbinas

Potência instalada onbrasil 11


online 24 horas na vida de...

24 horas

A simpatia e a alegria de viver já fazem parte do dia a dia do eletricista Vanderlan Torrente Rodrigues. Ele, que é um pai super presente, gosta de correr e acompanhar o filho caçula, Elvys, a treinar salto em distância. Entre um pulo e outro, Vanderlan aproveita para se aperfeiçoar na corrida, onde já tem medalha do Campeonato das Indústrias deste ano. Sem contar com o troféu e as medalhas de três edições do Rodeio dos Eletricistas. Enfim, ele é um verdadeiro campeão!

Vanderlan Torrente Rodrigues Eletricista da EDP Escelsa e ganhador do Rodeio dos Eletricistas 12 onbrasil


Online

Vanderlan foi um dos campeões do Rodeio dos Eletricistas. Há 25 anos na empresa, concilia da melhor forma o trabalho com os tempos livres, praticando esporte na companhia do filho, Elvys

8h30

8h50

10h00

COMIDA PARA OS BICHINHOS Acorda e vai direto para o quintal alimentar seus patos, gansos, galinhas e garnisés. Eles são famintos...

CAFÉ DA MANHÃ COM A FAMÍLIA Na companhia da esposa, Euzilene, e Elvys, o colaborador não abre mão de um café da manhã com pão, iogurte, queijo e frutas.

VIDA DE ATLETA Vanderlan incentiva o filho a praticar esporte. Aos 13 anos, ele já faturou medalhas nas competições escolares.

12h00

13h30

15h40

ALMOÇO Pai e filho almoçam juntos. Momento que o eletricista adora e faz questão de preservar

SAÍDA PARA O TRABALHO A moto é seu meio de transporte.

CORRERIA O eletricista de plantão trabalha há 25 anos na empresa.

16h30

18h00

22h40

LANCHE Vanderlan é fã da comida da esposa, mas no lanche da tarde a opção é um suco e um salgado.

MAIS TRABALHO Acompanha as chamadas pelo SDM, Sistema de Despacho Móvel, que garante mais eficiência para os eletricistas resolverem as chamadas dos clientes.

NA WEB Antes de dormir, acessa a internet. Lê jornais e emails, e aproveita para trocar mensagens com os amigos no Orkut. onbrasil 13


online 24 horas na vida de...

Carlos do Rosário Filho Técnico de operação do Centro de Operação da Distribuição (COD)

24 horas 14 onbrasil

Nascido em Mococa, há 266 km de São Paulo, Carlos do Rosário Filho é um exemplo de paulista com estilo de mineiro. De sorriso fácil, jeito tranqüilo e simpático, o colaborador é um legítimo pai coruja. Há pouco mais de dois anos na empresa, entrou na EDP Bandeirante como eletricista e, em novembro de 2009, quando participou de um recrutamento interno, mudou de área. Também no ano passado competiu no Rodeio dos Eletricistas, em Mogi das Cruzes, na equipe Terra das Águas.


Online

Há poucos mais de dois anos na EDP Bandeirante, Carlos mudou de área através de um recrutamento interno. O agora técnico de operação aproveita todas as manhãs para brincar com o seu filhão

8h00

8h30

10h00

É HORA DE LEVANTAR Carlos acorda e já tira o pequeno João Gabriel da cama.

COMEÇANDO O DIA O mocoquense de 29 anos toma o café feito pela esposa.

BRINCAR Carlos aproveita as manhãs para curtir o filhão, que vai completar 3 anos.

11h50

12h30

13h40

ALMOÇO Patrícia prepara a refeição e faz companhia para o marido.

SAÍDA PARA O TRABALHO Despede-se da família

CHEGADA O colaborador chega à sede da EDP Bandeirante, em Mogi

14h00

18h30

20h00

NO COD Como técnico de operação, ele monitora as ocorrências dos clientes de média e baixa tensão.

JANTAR Carlos usa o microondas do refeitório para esquentar sua comida.

NO RITMO O expediente segue até as 22h.

onbrasil 15


onpeople Q u e re m o s co n h e cê - lo s m e l h o r

Antonio Nunes Nascimento · ENGENHEIRO ELETRICISTA DE PROCESSOS

ua história na EDP é antiga. São 22 S anos de trabalho e dedicação. Estimulado a pensar sobre essa jornada, Antonio Nunes Nascimento, engenheiro eletricista de processos da EDP Bandeirante, é enfático. “Tenho orgulho da EDP, pois é uma empresa que investe muito no colaborador.”

E esse investimento foi o que impulsionou a vida de Antonio. Ele nasceu no município de Queimadas, há 300 km de Salvador, na Bahia, e veio para São Paulo ainda criança. Aos 14 anos, participou do programa Menor Aprendiz, parceria entre a EDP e o Senai. Com a formação em eletrônica, foi efetivado e sua carreira só lhe traz boas lembranças. Terminou a graduação em engenharia e estuda inglês, ambas as atividades realizadas por meio de uma bolsa de estudos da empresa. E o benefício se estende para a família. Aos 36 anos, Antonio é casado e tem três filhos. A filha de 15 anos está seguindo o exemplo do pai e entrou para o Menor Aprendiz. “Meus outros filhos participam da colônia de férias e adoram”. O comprometimento com o trabalho também é levado para a vida pessoal.

Uma pós-graduação e terminar o curso de inglês são os próximos passos de Antonio Nascimento “A família é a base. Eles me ajudam nas horas difíceis e estão sempre comigo nos momentos de comemoração”. O são-paulino gosta de pescar, jogar futebol de salão e praticar atletismo. Além disso, nos momentos de lazer assiste filmes de ação – seus preferidos – e lê artigos técnicos e livros de ficção, como O Código da Vinci, Fortaleza Digital e Viagem ao Centro da Terra, que foi o último deles. Persistência e esforço são as características que ele acredita que o ajudaram a chegar aonde chegou. Mas ele não vai parar por aí. Os próximos passos são fazer um curso de pósgraduação e terminar o inglês.

16 o n b r a s i l


O esforço, a dedicação e o fazer diferente levam-nos mais longe como Grupo. Em cada edição destacamos alguns dos nossos colaboradores que fazem parte da excelência que cultivamos no universo EDP

Conrado Simões · ASSISTENTE COMERCIAL

Acho que o mundo deveria ser como a nossa casa: arrumada, limpa e confortável. O mais importante é que as pessoas respeitem a tudo e a todos

S

eu local de trabalho é a comunidade. É lá que o paulista, nascido em São José dos Campos, resolve as ligações clandestinas da área de concessão da EDP Bandeirante e, recentemente, assumiu a coordenação do primeiro projeto brasileiro de energia solar em condomínios verticais, em Mogi das Cruzes. Conrado Simões, de 32 anos, é assistente comercial e trabalha na distribuidora há pouco mais de cinco anos. Desde 2006, o colaborador coordena duas equipes do Boa Energia na Comunidade, programa de regularização clandestina de energia que atua em seis cidades do Alto Tietê. Para se ter uma ideia da situação, em cinco anos

quase 50 mil residências que usavam a energia de forma ilegal tornaram-se clientes após o programa. Os números são motivo de orgulho para Conrado, que é feliz por estar em contato com as pessoas “Atuamos em áreas com dificuldades de acesso e problemas sociais, e é muito gratificante saber dos resultados positivos do Boa Energia”, diz. Para dar conta do trabalho e da responsabilidade, ele se inspira em Solange Regina Gonçalves, gestora executiva de Medição e Recuperação de Receitas. “Admiro a maneira como a Solange encontra solução para os problemas”. Se na EDP é preciso planejamento, crono-

grama e foco, é na sua Honda 450 CRF que ele extravasa e curte a adrenalina. “Tento fazer trilha de moto todos os domingos na serra de SJC. É um momento para relaxar e deixar de lado a rotina, que é uma loucura”, conta. Pai coruja, Conrado se dedica ao filho de dez anos e aproveita para jogar futebol, ir ao parque de diversão e assistir filmes de aventura. É, ele gosta mesmo disso! Formado em Direito e cursando MBA em gestão estratégica e planejamento, o colaborador acredita que a EDP vai crescer ainda mais e ele quer fazer parte dessa história. “Quero ver a empresa recebendo prêmios e aumentando a qualidade dos serviços. Também almejo subir degraus”. o n b r a s i l 17


ontop

Heloisa de Mello Gerente de operações do Instituto Akatu, parceiro do Instituto EDP

D i ca s p a ra a j u d a r n o s e u d i a a d i a

Compras. Quando você vai ao supermercado fica confuso com

a quantidade de produtos que se rotulam como sustentáveis? Se respondeu sim é porque precisa ler as dicas abaixo

O QUE É UM PRODUTO SUSTENTÁVEL? São produtos que buscam minimizar impactos ambientais, econômicos ou sociais. Porém, não existe um produto 100% sustentável. O que acontece é que determinados produtos conseguem minimizar ao máximo o impacto ambiental, por exemplo, mas não o social. Ou seja, cada produto tem apelo para um assunto

CONSUMO CONSCIENTE É consumir diferente: tendo no consumo um instrumento de bem estar e não fim em si mesmo É consumir solidariamente: buscando os impactos positivos do consumo para o bem estar da sociedade e do meio ambiente É consumir sustentavelmente: deixando um mundo melhor para as próximas gerações

NA HORA DE COMPRAR • Leia o rótulo do produto procure informações da empresa em sites e redes sociais • Dê preferência para produtos biodegradáveis, e para os concentrados • Sempre compare as marcas • Compre produtos eletrônicos com Selo Procel, que apresentam os melhores níveis de eficiência energética e economizam na conta de energia elétrica • Busque conhecer a cadeia de produção da mercadoria • Prefira os produtos com selo de certificação ambiental

o n b r a s i l 18


www.edpbr.com.br

Para a EDP, ter uma boa energia é crescer com responsabilidade.

A EDP distribui energia a milhões de brasileiros. Não uma energia qualquer, mas uma boa energia, que gera solidariedade, respeito e multiplica conhecimento por todos os lugares onde passa. Pioneira no Brasil, por utilizar a receita da venda de créditos de carbono em prol das comunidades onde está inserida, a EDP realiza programas sociais, ambientais e culturais, ajudando a tornar o nosso planeta um lugar cada vez melhor. A EDP é assim porque a boa energia é assim. Tem muitas formas, infinitas possibilidades e uma força incrível. E você, o que faz com a sua boa energia?


ontarget

“Fico muito satisfeito quando a subestação é entregue em perfeito estado e dentro do prazo” Sergio Ricardo Sanzoni

SERGIO RICARDO SANZONI, Analista de Serviços da Comercializadora

Entregar sete subestações para clientes de alta tensão até 2011

Manter a segurança da obra e satisfazer os clientes

Em fevereiro de 2009, quando a Comercializadora da EDP iniciou seus investimentos na área de serviços, Sergio Ricardo Sanzoni, Analista de Serviços, foi convidado para cuidar de projetos de clientes de alta tensão acima de 88 kV. Desde então, a rotina do colaborador se divide entre prospectar clientes, negociar e vender serviços de construção de subestação e ramal. “Faço a gestão da

20 onbrasil

construção e acompanho a obra até a sua conclusão”, diz o engenheiro. Com oito contratos fechados, um de São José dos Campos concluído em maio deste ano, a meta de Sanzoni é entregar outros sete nas cidades de Mogi das Cruzes, Jacareí, Suzano, Lorena, Atibaia e Guararema até 2011. “Tenho que entregar segurança ao cliente e o projeto deve seguir os critérios de

regulamentação da Aneel. Além disso, é necessário estabelecer um bom relacionamento com a empresa, manter a satisfação do cliente e zelar pela marca EDP.” Cada subestação leva cerca de um ano para ficar pronta e, Sanzoni, que trabalha há 26 anos na EDP, acredita que o Brasil está em pleno desenvolvimento, com a economia aquecida, por isso, a área de serviços é promissora.


onbrasil 21


onchange Te r co ra g e m p a ra m u d a r

EDSON BARBOSA DA SILVA JUNIOR 35 anos / Colaborador da EDP Escelsa

Aprender a ensinar. Este é o ideal do capixaba, que é feliz por trabalhar há 10 anos na EDP

E

dson Barbosa Da Silva Junior, colaborador da EDP Escelsa, conta que não esperava tantas mudanças em sua carreira. “Medo existe, mas a questão é ter coragem de abraçar as mudanças, tentar ousar e sair do conformismo, daquilo que é confortável.” Ele nasceu na Capital do Espírito Santo, a belíssima Vitória, repleta de riquezas e de um litoral inesquecível. Estudou na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e se formou em Engenharia Elétrica. Quando foi contratado para trabalhar na EDP, há 10 anos, mudou para Linhares e assumiu o cargo de Analista Técnico. Durante oito anos foi supervisor da regional norte e depois da regional centro, onde cuidou da construção e da manutenção de milhares de clientes

“É preciso ousar e sair do conformismo” Edson Barbosa tem nas mãos cerca de 1.200 milhão de clientes da EDP Escelsa. Convidado para assumir a função de Gestor Operacional do COD não hesitou. Afinal, ele não tem medo da mudança e já está preparado para a próxima de baixa e média tensão. No ano passado, Edson foi convidado para assumir a função de Gestor Operacional do Centro de Operação da Distribuição, o COD. “Foi uma grande oportunidade para a minha carreira, mesmo sendo uma área diferente daquela que exercia há anos”, conta. Nas mãos do capixaba está cerca de 1.200 milhão de clientes da distribuidora. Segundo Edson, a experiência de construção e manutenção da rede ajuda muito na hora de operá-la. E ele está orgulhoso de suas primeiras conquistas. “Fui convidado para ser gestor com a intenção de auxiliar a empresa no projeto de Automação de Rede de Distribuição e agora realizamos a transferência automática de carga, que é quando um alimentador sai e automaticamente a rede já transfere um bloco de clientes para outro alimentador.” Feliz com seu trabalho e sem medo das próximas mudanças, Edson tem vontade de ensinar seu conhecimento para outras pessoas e de continuar aprendendo, sempre. “Acho extremamente importante agarrar as oportunidades de mudança e de crescimento. Isso nos fortalece e nos proporciona muito aprendizado”, finaliza.

22 o n b r a s i l


ontrack Os acontecimentos do mundo EDP

Rodeio EDP 2010 revela mulher eletricista e espírito de equipe entre os competidores RODEIO EDP 2010 Maria de Fátima Macedo foi o destaque da edição 2010 do Rodeio dos Eletricistas. Única mulher da competição que agitou São Paulo e Espírito Santo. Familiares, amigos e equipes de diferentes CMD´S (Centro de Manutenção da Distribuição) demonstraram

espírito de equipe, competição sadia e as técnicas de segurança do trabalho. Em diferentes provas, as equipes da Distribuição exibiram resistência e concentração sob proteção de Nossa Senhora Aparecida.

PECÉM

Amigo do Esporte

As obras da Usina Termoelétrica Porto do Pecém, localizada no município de São Gonçalo do Amarante, no Ceará, seguem em ritmo acelerado. Com dois anos de construção, a obra tem uma previsão de gerar 5 mil empregos diretos, além de contribuir para o desenvolvimento local nas áreas de ambiente, saúde e educação. O início da operação comercial está previsto para julho de 2011.

Não é só no setor elétrico que a EDP mostra sua boa energia. A empresa recebeu o Prêmio Empresário Amigo do Esporte com o 1º lugar como a que mais investe em esporte em Tocantins e em 3º lugar pelos investimentos no Espírito Santo. O judô e o remo recebem os principais investimentos.

Posso ajudar? O Programa Sorriso foi lançado com objetivo de capacitar e desenvolver os profissionais de atendimento ao cliente das lojas da EDP Bandeirante e da EDP Escelsa, tornando o trabalho mais rápido e amigável. Com medidas simples, os atendentes melhorarão o marketing pessoal e o profissionalismo.

Garotada agita EDP Mais de 170 crianças visitaram as localidades da EDP em São Paulo e no Espírito Santo no final das férias de julho e conheceram o local de trabalho dos pais pelo projeto Conciliar com os filhos. Teatro, cinema e oficina com materiais recicláveis foram o destaque da programação. No mesmo mês, o Conciliar completou dois anos de sucesso. 24 o n b r a s i l


Nós somos a EDP

1.700

Boa Energia Solar É a quantidade de residências de Mogi das Cruzes que serão beneficiadas pelo programa Boa Energia Solar até o final do ano. O projeto consiste na instalação de sistemas de aquecimento solar de água em substituição aos chuveiros elétricos e a instalação de chuveiros dotados de dispositivo controlador de potência.

198 MEGAWATTS Esse é a nova potência da UHE Mascarenhas, localizada no município de Baixo Guandu, no Espírito Santo. Este aumento representa uma melhoria na qualidade e na confiança do serviço prestado. No período de dois anos, outras duas turbinas passarão pelo mesmo processo. Em 2012 a usina passará a gerar com sua potência total ampliada.

REDES INTELIGENTES

Arte para todos As Melhores da Dinheiro A edição especial da revista Istoé Dinheiro com a pesquisa anual “As Melhores da Dinheiro” elegeu a EDP, no setor de energia, como a Melhor Empresa na Gestão em Inovação e Qualidade. Também obteve destaque nos critérios Governança Corporativa e Sustentabilidade Financeira. Este prêmio é o resultado da política estratégica da EDP de investir em novas tecnologias e soluções.

O Instituto EDP acredita na arte. Por isso, premiou 15 alunos do ensino fundamental no Concurso Arte com Energia, com o tema biodiversidade. Já no Prêmio EDP nas Artes, em parceria com o Tomie Ohtake, três jovens artistas plásticos ganharam uma exposição, além de viagem ao exterior e cursos.

v Futuro sustentável Quando o assunto é sustentabilidade a EDP é destaque, seja aqui no Brasil ou em outros países. Prova disso foi a Reunião dos Líderes 2010, realizada em Nova York, maior evento na categoria corporativo e sustentabilidade, que contou com a presença de António Pita de Abreu, presidente da EDP no Brasil e Pedro Sirgado, diretor do Instituto EDP. O debate ressaltou o quanto a EDP está em sintonia com as empresas globais.

Com objetivo de introduzir os setores de telecomunicações e sistemas de TI à integração das redes inteligentes de energia, a EDP participou do 1º Fórum SmartGrid Telecom, realizado em São Paulo. Com a palestra “SmartGrids e as telecomunicações”, Vitor Gardiman, Gestor Executivo de Desenvolvimento Tecnológica, apresentou o Inovgrid, projeto que visa o desenvolvimento de uma rede inteligente de distribuição.

PERDAS COMERCIAIS Como forma de combater as fraudes e ligações clandestinas de energia, conhecidas como gato, foi lançada na EDP Escelsa a campanha publicitária de combate às perdas comerciais. A propaganda foi exibida em horários nobres nas principais emissoras de rádios e televisão. Banner interativo no site, cartazes em lojas e anúncios nas contas de energia também se estenderam à EDP Bandeirante.

JOVENS TALENTOS Já foram escolhidos os 22 colaboradores que farão parte do Energizing Development Program, conhecido como Jovem EDP. Selecionados entre 88 candidatos, durante três anos eles receberão treinamentos em business, liderança, gestão de pessoas, desenvolvimento e implementação de projetos com objetivo de se tornarem futuros líderes corporativos. o n b r a s i l 25

EDP OM 19 - INVESTCO  

..........