a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

Ano

57

G Gazeta de São MiguelP São Paulo Leste

FONE: 2643-5555

Internet: www.spleste.com.br Email: spleste@spleste.com.br

Diretor: Eugênio Cantero Sanchez Ano 57 - SÃO PAULO, 23 DE MARÇO DE 2020

Chega a 30 o número de mortes por covid-19 em São Paulo Todas as mortes ocorreram na capital paulista

Prefeitura inicia montagem dos hospitais de campanha com dois mil leitos Leitos serão utilizados para atender pacientes com suspeita de infecção pelo novo coronavírus

foto Edson Lopes Jr/SECOM

foto Rahel Patrasso/Agência Brasil

Pacaembu

Chegou a 30 o número de pessoas mortas por complicações relacionadas a covid-19 em São Paulo. Segundo a Secretaria Estadual da Saúde, todas as mortes ocorreram na capital paulista. Entre os últimos oito casos casos registrados está o de um jovem, do sexo masculino, de 33

anos que tinha outra doença pré-existente. Os demais são todos de pessoas com idades acima dos 60 anos: cinco homens, com idades de 68, 75, 76, 77 e 78 anos, e duas mulheres, de 80 e 88 anos. Desse total de mortes, 27 foram registrados em hospitais privados

e três em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS). São Paulo é o estado com o maior número de casos confirmados para coronavírus: 745 pessoas foram infectadas e tiveram confirmação para o novo vírus. Elaine Patricia Cruz Agência Brasil

Atendimento presencial nas unidades do Descomplica SP será suspenso a partir desta terça-feira Interrupção visa evitar a disseminação do coronavírus e segue até dia 7 de abril A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Inovação e Tecnologia informa que, a partir desta terça-feira (24), todas as unidades do Descomplica SP deixarão de fazer atendimento presencial. A interrupção segue até 7 de abril. A decisão faz parte das medidas de en-

frentamento contra a disseminação coronavírus, além de cumprir o decreto do Governo do Estado de São Paulo que estabelece quarentena em todos os 645 municípios paulistas. As unidades já trabalhavam com restrição no atendimento, feito apenas por meio de agendamento prévio,

desde a semana passada. Para solicitar serviços, o cidadão poderá optar pelos canais do SP156, por meio do telefone 156, do aplicativo e/ou do site, que pode ser acessado no link abaixo: https://sp156.prefeitura.sp.gov.br/portal/ servicos-online

Anhembi A Prefeitura de São Paulo iniciou a montagem dos dois mil leitos de baixa complexidade no estádio do Pacaembu e no Anhembi, que serão utilizados para atender pacientes com suspeita de infecção pelo novo coronavírus. A medida contará com investimentos de cerca de R$ 35 milhões da administração municipal. O prefeito Bruno Covas acompanhou a montagem no estádio do Pacaembu, na manhã desta segunda-feira (23/03). “Aqui nós teremos 200 leitos, com outros 1.800 leitos no Anhembi, totalizando 2 mil leitos de baixa complexidade para poder fazer a observação e desafogar os hospitais”, disse. “A ideia inicial era que aqui (Pacaembu) a obra ficasse pronta em 10 dias, mas o pessoal está correndo para finalizar já nesta sexta-feira (27/03), para que o espaço já comece a ser utilizado na terça-feira (31/03), com a administração da organiza-

ção social do Hospital Albert Einstein”, disse Covas As vagas nesses locais serão reguladas e disponibilizadas para pessoas que estão sendo atendidas em UBS e em hospitais. Novas estruturas como essas também poderão ser montadas em outras regiões da cidade, caso seja necessário. Novos leitos de UTI A capital ganhará 490 novos leitos de cuidados intensivos para auxiliar no atendimento durante o período de pandemia do coronavírus (Covid-19). Os 20 primeiros foram entregues na última sexta-feira (20/03), no Hospital de Parelheiros. Saiba mais clicando aqui. “Temos 1.250 respiradores na cidade de São Paulo e tanto os 2 mil leitos nos hospitais de campanha, quanto os 490 leitos de UTI terão respiradores. Serão 2.490 novos aparelhos respiradores na cidade”, finaliza o prefeito Bruno Covas.


G

23 DE MARÇO DE 2020

G

Capital começa campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) Imunização acontece simultaneamente em 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS); ação conta com a participação de mais de 20 mil profissionais de saúde fotos Marcelo Pereira / SECOM

A Prefeitura de São Paulo Iniciou na manhã desta segunda-feira (23/03) a campanha de vacinação contra a gripe (Influenza) para prevenção da população. A imunização acontece simultaneamente em 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) e, nesta primeira etapa, será exclusiva para idosos e profissionais da saúde, sendo gradativamente disponibilizada para outros grupos. O prefeito Bruno Covas acompanhou o início das ações na UBS Max Perlman, na Vila Nova Conceição. “A ideia nessa primeira etapa da campanha é vacinar 1,8 milhão de pessoas na cidade de São Paulo. Vamos chegar a 90% da população imunizada com as outras etapas”, destacou. Todo ponto de vacinação terá um médico para avaliar as pessoas. As ações contam com a participação de 20 mil funcionários das equipes de saúde, além de dois mil estagiários em saúde da Prefeitura. Também já estão distribuídas na cidade 20 tendas de parceiros da Secretaria da Saúde e das subprefeituras, além de outras 90 tendas solicitadas à SP Turis. “Nossa equipe foi treinada para que o fluxo de vacinação ocorra o mais rápido possível. A pessoa chega, é acolhida, é vacinada e sai. Entra por uma porta e sai por outra. Também montamos estruturas externas onde

foi possível para que as pessoas nem precisem entrar”, explicou o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido. Na cidade de São Paulo, a vacinação também ocorrerá em 450 escolas municipais, e, ainda contará com a participação de mais de 600 instituições (associações de moradores, organizações sociais, casas de repouso, Instituições de Longa Permanência para Idosos, igrejas, templos, casas de oração, escolas de samba, entre outras, para levar a vacina para pessoas acamadas, mesmo em conjuntos habitacionais. A Prefeitura terá ainda 264 vans pra que as equipes de saúde cheguem às pessoas acamadas. Acesse a planilha com os endereços das escolas com vacinação Segundo o secretário municipal da Saúde, as ações para vacinação também contarão com uma busca ativa. “As nossas equipes irão até as Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), casas de proteção, além de realizar visitas a idosos acamados que são acompanhados pelas unidades de saúde” , destacou. A vacinação da Influenza não protege contra o coronavírus, mas vai auxiliar os profissionais de saúde no diagnóstico para a Covid 19, ao descartarem os vários tipos de gripe na triagem da população vacinada.

Drive Thru

Cada unidade de Saúde poderá montar estruturas que possibilitem a agilização da aplicação da vacina. Na UBS Max Perlman, por exemplo, além de uma tenda, também houve a disponibilização de uma das faixas de trânsito, com o apoio da Companhia

de Engenharia de Tráfego (CET), para uma espécie de drive thru da vacina. No local, os motoristas encostam o carro, passam por uma triagem e são vacinados, tudo sem sair do carro. A publicitária Rita Ribeiro, que levou a mãe

para vacinação, aprovou a medida. “Nunca tinha visto algo parecido. Espero que outras unidades também possam buscar alternativas parecidas com essa para fazer com que nossos idosos fiquem o menor tempo possível nas ruas”, finaliza.

Profile for penhense

Gazeta Penhense 23/03/20202  

Gazeta Penhense

Gazeta Penhense 23/03/20202  

Gazeta Penhense

Profile for penhense
Advertisement