Page 1

14 de JUNHO 2018 • Ano 1 • Nº 4 • €1 • Mensal • Diretor: Gonçalo Novais • email: penafielmagazine@gmail.com

ADRENALINA AO MÁXIMO EDIÇÃO ESPECIAL


EXPECTATIVAS ELEVADAS NO PENAFIEL RACING FEST

Segurança e espetáculo vão marcar esta segunda edição

texto Alexandre Carvalho / fotos CM Penafiel A segunda edição do Penafiel Racing Fest promete espetáculo e segurança reforçada, bem como muitos momentos de diversão, nas seis provas a realizar durante os dias 15, 16 e 17 de junho. Foi no dia 24 de maio que o Largo da Misericórdia foi palco da conferência de imprensa de apresentação do Penafiel Racing Fest, na qual todas as novidades e melhorias organizativas foram partilhadas com os jornalistas presentes. Um dos aspetos destacados foi o impacto económico e social da primeira edição, que leva o presidente da Câmara Municipal de Penafiel, Antonino de Sousa, a sentir-se entusiasmado com a segunda edição do certame. “Temos expectativas muito elevadas para esta segunda edição do Penafiel Racing Fest, na medida em que, no ano passado, um certame novo e desconhecido conseguiu gerar mais de cento e cinquenta mil visitas às várias competições realizadas durante os três dias do evento. O impacto económico e financeiro que a dinâmica das provas gerou foi igualmente muito intenso, na ordem do milhão de euros, de acordo com os dados que a organização conseguiu apurar. Por via disso, acredito que a edição deste ano vai superar esses números, até porque o evento é hoje mais conhecido, a divulgação do mesmo foi extraordinária a nível nacional e mesmo europeu, o envolvimento das federações desportivas nacionais ligadas aos desportos motorizados com o Penafiel Racing Fest é muito forte, e a confluência de todos estes fatores veio trazer uma grande visibilidade e prestígio, cujo impacto económico e social acredito irá ser maior no âmbito desta segunda edição, e que consolidará a afirmação deste evento no panorama desportivo regional e nacional”, realçou o autarca, que sublinhou a importância da componente lúdica, e a oportunidade que o Penafiel Racing Fest proporciona, no sentido de um maior contacto entre o desporto motorizado e a comunidade, no concelho de Penafiel. “A nossa conceção do Penafiel Racing Fest é a de um evento que combine lazer e desporto. A parte competitiva não é, seja para nós ou para a organização, a parte mais importante, até porque, para isso, existem os campeonatos nacionais das várias modalidades,

bem como outras provas específicas de competição. No Penafiel Racing Fest, aquilo que se tenciona projetar é a vertente do espetáculo e lazer. Além deste propósito, o evento visa proporcionar aos espectadores, mesmo àqueles que não sejam propriamente entusiastas de desportos motorizados, a possibilidade de viver de perto as emoções, o ambiente e o espetáculo associado a provas desta natureza”, sublinhou. Por sua vez, coube a Óscar Coelho, da Cooperativa para o Desenvolvimento Desportivo e Cultural (CDDC), a enumeração das novidades desta segunda edição. “As novidades para esta edição são várias. No Rali Taça Joaquim Santos, temos a introdução das provas especiais cronometradas de Rio de Moinhos - Vila Cova, e Milhundos - Duas Igrejas, que vão requerer uma grande competência técnica aos pilotos, em passagens previstas para o sábado à tarde. Para este ano, houve uma ligeira diminuição da pista de Super Enduro, que vai permitir mais ultrapassagens, e um maior espetáculo aos espectadores presentes. Na prova de 50 cc Clássicas, o percurso do Circuito do Sameiro foi redesenhado, e vai tornar-se mais rápido, além das ultrapassagens que, a meu ver, tornar-se-ão mais frequentes. É de referir ainda a passagem da prova de Trial Urbano 4x4, que nesta edição passará a realizar-se na avenida principal da cidade de Penafiel, onde as pessoas vão poder apreciar a perícia dos participantes, na ultrapassagem dos obstáculos e barreiras que lá serão colocados. A Fun Zone, que é outra das novidades, tem a finalidade de aproximar os espectadores dos concorrentes, até porque estará ao lado da Zona de Assistência, onde as equipas e mecânicos estarão a trabalhar nos carros, jipes ou motos, nas proximidades do público. Junto desta Fun Zone, vai ser criada uma zona espetáculo, com condições reforçadas de segurança, em que passarão os concorrentes do Rali Taça Joaquim Santos, durante a City Stage”, referiu, além de enfatizar o interesse crescente no evento, ao nível federativo e desportivo. “Temos estado em conversações com a Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, e com a Federação de Motociclismo de

Portugal, com o propósito de obter o apoio das mesmas no sentido de cumprir com todos os requisitos federativos, que tragam para as nossas competições a chancela das federações e, desse modo, aumentem o prestígio de todo o evento. No que se refere à FPAK, e até tendo em conta a admiração nutrida pelo presidente Ni Amorim pelo Joaquim Santos, o apoio está garantido. Quanto à FMP, estou em crer que, pelo menos no próximo ano, teremos o apoio total desta federação, em todas as provas que lhe estejam associadas. Contudo, o crescimento do Racing Fest nesta fase inicial deve ser feito de forma controlada, pois este é um evento de Penafiel. Claro que tem existido um interesse crescente no evento, não apenas de algumas figuras do desporto motorizado nacional, como até de pilotos estrangeiros. Nós estamos, evidentemente, recetivos ao acolhimento dessas pessoas, pois elas atraem mais marcas, divulgação, apoios e patrocinadores importantes. Penso mesmo que a internacionalização é quase inevitável. No entanto, esse crescimento tem de ser conseguido à custa da noção de que, neste momento, tem de ser ajustado a um espaço e recursos mais limitados, sem perder de vista a importância da sustentabilidade do evento, que deve ser salvaguardada ao longo de cada etapa de crescimento que seja registada”, avisou. Também presente na apresentação esteve Joaquim Santos, tetracampeão nacional de ralis que dá o nome à prova de rally de asfalto, “rainha” do festival. Aos jornalistas, assumiu o contentamento com a homenagem feita, por intermédio da prova. “Tenho muito orgulho neste grande evento da minha terra. Sempre gostei de desportos motorizados, em particular nas quatro rodas, e ver uma iniciativa destas, ainda por cima a homenagear-me, é para mim um motivo de grande satisfação. Estou muito agradecido, aliás, pelo reconhecimento que Penafiel e os penafidelenses me prestaram, pela carreira que fiz no desporto automóvel durante vários anos”, afirmou o penafidelense, uma das principais figuras do desporto automóvel português de todos os tempos

FICHA TÉCNICA

Propriedade e Edição Carvalho & Mendes - Edições Gráficas e Audiovisuais, Lda. | Capital Social 5000 euros | Detentores de mais de 10% do Capital Social Miguel Carvalho, Graça Mendes Ribeiro Sede da redação e do editor: Rua Dr. Manuel Cerqueira Magro Edifício Cidade Nova Bloco B loja 2 - 4615- 594 Lixa | Telefone 255 431 163 | E-mail cmcomunicacao.geral@gmail.com Contribuinte nº 507575318 Registo no ERC nº 127086 | Periodicidade Mensal | Depósito Legal nº 429562/17 | Diretor Gonçalo Novais | Editor Helena Barbosa | Paginação Rita Teixeira Colaboradores: Gonçalo Novais | António Rodrigues | Helena Barbosa | Ana Silva | Carlos Macieira | Guilherme Carvalho | Rita Teixeira | Daniel Ribeiro | E-mail penafielmagazine@gmail.com Apartado: 140 4650 Penafiel | Tiragem 5000 exemplares | Sede do impressor: Avda. de Peinador, 54 36416 - Mos (Pontevedra)

PENAFIEL MAGAZINE

2


WWW.PENAFIELMAGAZINE.PT

3

NOVOS TROÇOS, FUN ZONE e mais espetáculo

2ª edição do Penafiel Racing Fest terá segurança reforçada proporcionando melhores momentos de espetáculo texto Gonçalo Novais

Penafiel transforma-se de novo na “capital” nacional dos motores. Nos dias 15, 16 e 17 de junho, está de volta o Penafiel Racing Fest, festival de desporto motorizado que vai percorrer novamente a cidade e o vasto território do concelho, numa organização conjunta da Câmara Municipal de Penafiel e da Cooperativa para o Desenvolvimento Desportivo e Cultural (CDDC), que conta ainda com a parceria de vários clubes e instituições do concelho. Para Antonino de Sousa, presidente da Câmara Municipal de Penafiel, as expectativas geradas à volta da segunda edição do evento, vêm contribuir para consolidar o sucesso da iniciativa, iniciada no ano transato. “Depois do sucesso da primeira edição, o Penafiel Racing Fest está de volta para dar mais espetáculo a todos que participam e aos milhares que nos visitam. Penafiel continua a provar que é uma terra de campeões desportivos e que é o palco natural para o Racing Fest. Queremos consolidar este evento e torná-lo cada vez mais seguro, consistente e competitivo”, realçou o autarca. O Penafiel Racing Fest apresenta várias novidades para a edição de 2018. A sua prova rainha, o Rali Taça Joaquim Santos, sofreu várias alterações. Novas especiais de classificação, percorridas nas desafiadoras estradas de asfalto das freguesias de Rio de Moinhos, Boelhe, Luzim, Vila Cova e Duas Igrejas, juntam-se aos já tradicionais troços de Guilhufe-Irivo e de Rans-Milhundos, já presentes na primeira edição. A segurança nas especiais será, além disso, redobrada, e serão criadas zonas-espetáculo que permitem ao público estar perto da emoção e longe do perigo. Outra novidade para a edição deste ano será a existência de uma Fun Zone, com uma praça de alimentação, zona de expositores das especialidades e ecrã gigante com transmissão do Jogo do Mundial de futebol entre Portugal e Espanha. Este espaço terá ainda uma

Zona de Assistência das viaturas em competição, com o objetivo de aproximar o público dos pilotos e de todo o “backstage”. Todas estas alterações e melhorias foram destacadas por Óscar Coelho, presidente da CDDC. “O Penafiel Racing Fest, no seguimento da primeira edição, vai continuar a homenagear todos os praticantes das diferentes modalidades das duas e quatro rodas, a começar pelos pilotos naturais do concelho de Penafiel, como é o caso do Rali Taça Joaquim Santos, que continua a ser a prova rainha deste festival. Nenhuma modalidade foi descurada no processo de melhoramento da edição deste ano. Elevamos os padrões de segurança, de competição, de espetáculo e de conforto, quer para os participantes em competição quer para o muito público que nos visita. Para tal, tem sido imprescindível o alto empenho e dedicação da Câmara Municipal de Penafiel na organização do evento.” O Penafiel Racing Fest 2018 vai ter este ano o seu centro nevrálgico no Campo da Feira de Penafiel e na Assembleia Penafidelense. Durante três dias, as seis provas do certame vão ser realizadas maioritariamente no centro da cidade (Avenida Sacadura Cabral e Campo da Feira), bem como na zona circundante do Jardim do Sameiro, Praça da Escritaria, Variante do Cavalum e freguesias de Guilhufe, Urrô, Irivo, Rans, Duas Igrejas, Rio de Moinhos, Boelhe, Luzim e Vila Cova. O Racing Fest 2018 vai ter em prova alguns dos melhores pilotos e praticantes das várias modalidades do desporto motorizado, que serão cabeças de cartaz no vasto e ambicioso programa do evento que, para além do Rali da Taça Joaquim Santos, inclui as provas de Superenduro Urbano, Trial Urbano 4x4 e Rali de Regularidade Históricos, que serão disputados no coração da urbe penafidelense, o Drag Race, na variante do Cavalum, e a Corrida Popular de Motos 50cc, no mítico circuito do Sameiro PUB


Internacionalização para Rally de Asfalto - Taça Joaquim Santos texto Gonçalo Novais

A internacionalização é a palavra-chave para descrever a segunda edição do Rally Taça Joaquim Santos, considerada a «prova-rainha» deste festival de desporto motorizado. O elenco é, de facto, prometedor, com nomes de grande interesse a nível nacional e internacional. Diogo Gago é um desses. O mesmo piloto que, juntamente com o seu copiloto Miguel Ramalho, venceu, na categoria ERC 3, o Rally dos Açores, e chegou ao segundo lugar final, nesta mesma categoria, no Rally das Ilhas Canárias, ao volante de um Peugeot 208 R2, chega ao Racing Fest no seguimento de uma temporada de grande nível no campeonato europeu de ralis. Também com presença marcada em Penafiel estará Cameron Davies, jovem piloto britânico de 23 anos que tem no seu currículo várias temporadas nos campeonatos britânicos, e que este ano já correu, também com um Peugeot 208 R2, no Rali de Mortágua, bem como no troféu Peugeot Rally Cup Ibérica, isto já no Rally de Portugal. Outra figura de interesse internacional nesta edição do rally será o belga Frédéric Bouvy, que os amantes de automobilismo podem conhecer da carismática prova das 24 Horas de Spa-Francorchamps, na qual este piloto se sagrou vencedor em dois anos consecutivos, com um Peugeot 306. A primeira vitória aconteceu em 1999, e em que Bouvy, juntamente com os seus colegas de equipa franceses Anthony Beltoise e Emmanuel Collard, quebraram uma série de cinco vitórias consecutivas da BMW. No ano seguinte, a Peugeot conquistaria um novo triunfo, com Frédéric Bouvy, o seu compatriota Kurt Mollekens, e o francês Didier Defourny, a subirem ao degrau mais alto do pódio, na prova. O belga estará em Penafiel com um Porsche 997 GT3. Voltando aos pilotos portugueses de destaque, João Barros, que ficará para sempre na história como o primeiro vencedor deste rally de asfalto, vai lutar pela revalidação do seu título, ao volante de um Ford Fiesta R5. O melhor penafidelense do

ano passado, e sétimo da geral, Paulo Barros, volta a aparecer na prova com um Opel Astra, e a acompanhá-lo estarão pilotos bem conhecidos do rally penafidelense, com bons resultados em provas nacionais, nomeadamente José António Gomes (quinto na classe P1-2 no Rali Vidreiro Centro de Portugal, a contar para o Campeonato Centro de Ralis), Bruno Almeida (vencedor da Taça Nacional de Ralis – Terra no ano passado, na categoria P1) ou Jorge Ribeiro (11º da geral no ano passado, com um Volkswagen Golf IV TDi). Outros motivos de atração da prova serão a presença de António Dias (prestações muito bem conseguidas com o seu Skoda

Fabia R5 em provas como o Rali Vidreiro, o Especial Sprint Vila das Aves, ou o Rali Cabeceiras de Basto), Gaspar Pinto (vencedor do Rali Vidreiro, na classe de X3-14), Marco Oliveira (brilhou, no ano passado, no Rali União de Freguesias do Marco de Canaveses, em que foi primeiro na Taça FPAK de Ralis de Asfalto), Vítor Pascoal (campeão nacional de Ralis GT), Nuno Cardoso (em Penafiel com um Ford Fiesta R5), Vítor Ribeiro (experiente piloto, que tripulará um Citroen C3 R5), Marta Neves (experiente piloto, com um currículo interessante em provas nacionais desde 2006), ou Ariana Pinto, que, segundo a organização, surgirá em prova com um VINNT F1000, um carro de fabrico penafidelense que promete ser um dos grandes destaques deste rally de asfalto. Também presente nesta competição, estará um carro desportivo português, o Adamastor P003RL, viatura na qual tem trabalhado a fundo a companhia portuguesa Circleroad, e que vem a Penafiel no âmbito de uma estratégia de evolução, que sustente as ambições de cariz desportivo apresentadas por este carro. Formada por oito provas especiais cronometradas (PEC), o Rally Taça Joaquim Santos terá início na noite de sexta-feira, com a realização de uma City Stage, redesenhada a fim de promover a segurança e o espetáculo de um rali que terá na cidade a sua derradeira classificativa, na tarde do próximo sábado. As exigências técnicas e a velocidade na reta final da PEC de Guilhufe-Irivo, o percurso estreito e rápido, e as curvas sobre lombas das etapas entre Rans e Milhundos, e de Milhundos a Duas Igrejas, e os cerca de 9,5 km muito rápidos e tecnicamente muito exigentes da PEC que une as localidades de Rio de Moinhos, Boelhe, Luzim e Vila Cova, prometem fazer as delícias dos amantes de desporto motorizado, que este ano poderão ver de mais perto alguns nomes de grande valia na modalidade

PUB

PENAFIEL MAGAZINE

4


PENAFIEL VAI VIBRAR COM PROVA DE SUPER ENDURO

textos Gonçalo Novais FOTOS REPÓRTER SONECA

WWW.PENAFIELMAGAZINE.PT

Um dos pontos altos do Penafiel Racing Fest do ano passado, a prova de Super Enduro promete animar a avenida principal da cidade de Penafiel, com alguns nomes bem interessantes do panorama desportivo nacional. A coletividade penafidelense Brenha Off-Road é novamente responsável pela organização de um evento que, segundo Marcos Ferreira, um dos elementos deste clube, promete ser marcante. “A segunda edição da prova de Super Enduro promete ser um dos eventos mais competitivos e espetaculares de todo o festival. Para além da presença de pilotos nacionais e da região com um nível competitivo considerável, a prova de 2018 traz como novidade a reconfiguração do percurso da prova, que será feita numa pista que, embora mais pequena, foi concebida para registar um contacto visual dos acontecimentos mais amplo por parte do público, além de promover mais ultrapassagens entre pilotos. Outro dos motivos das alterações ao circuito esteve associado ao grau de dificuldade muito elevado, que foi sentido, em particular, pelos pilotos amadores, integrados na classe Hobby. Para as pessoas terem uma ideia mais concreta da organização desta competição, existe uma subdivisão da mesma nas classes Pro, destinada a pilotos profissionais ou de maior nível competitivo, e Hobby, em que se integram os participantes de uma classe mais amadora. E um dos «feedbacks» que recebemos no ano anterior, e que foi uma das razões para as alterações efetuadas, foi a perceção de um grau de dificuldade bastante elevado, na perspetiva dos pilotos amadores, pelo que as modificações foram feitas com o intuito de lhes proporcionar uma experiência competitiva mais agradável e gratificante”, referiu. Com a ausência confirmada de João Ribeiro, que depois de um segundo lugar na classe Pro em 2017, estará ausente de Penafiel durante este fim-de-semana, a fim de dar seguimento à luta pelo título de campeão nacional de ralicross, na classe Super 1600, em Sever do Vouga, e ainda que condicionada pela realização, no próximo dia 17 de junho, da penúltima prova do Campeonato Nacional de Enduro, em Souselas, a prova de Super Enduro do Penafiel Racing Fest contará, ainda assim,

5

com nomes relevantes. Diogo Vieira, campeão nacional de Super Enduro em 2017, e que atualmente lidera a classe Elite 1 do Campeonato Nacional de Enduro, vem a Penafiel tentar revalidar o título que alcançou o ano passado na classe Pro. Norberto Teixeira, terceiro classificado da classe Open do Nacional de Enduro no ano passado, é outro dos pilotos renomados a marcar presença em Penafiel, bem como Gonçalo Reis, vice-campeão nacional de Enduro, na categoria de Elite Absoluto. Joel Vieira, que marcou presença com uma Sherco na edição deste ano do Extreme Lagares, fará companhia a um leque muito interessante de atletas que contempla ainda outros participantes na já referida prova portuguesa da World Enduro Super Series (WESS), como Márcio Barbosa, Emanuel Costa, Emanuel Costa Jr. e Paulo Russo (que pilotará uma AJP). É de realçar, igualmente, a presença no certame do penafidelense Gerson Pinto, que registou em 2017 momentos de grande nível, com o triunfo no Enduro da Capela, a contar para o Troféu Luso Galaico de Mota do Monte, e os primeiros lugares na Geral e na classe Pro, no Enduro das Regiões, que Penafiel voltou a acolher. Perante tal elenco, valerá a pena acompanhar esta prova na noite de sexta-feira, que abrilhantará esta ronda inicial deste festival de desporto motorizado

TRIAL URBANO 4X4 LEVARÁ PERÍCIA AO LIMITE

É, provavelmente, uma das provas de maior espetacularidade de todo o festival, e “autora”, no ano passado, de alguns dos mais impressionantes momentos fotográficos captados ao longo de todo o evento. Os organizadores dispensam grandes apresentações. O Raid Feira de São Martinho, uma das iniciativas mais conhecidas do Clube Penatrilhos, é uma das faces mais visíveis de uma coletividade dinâmica na realização de eventos desportivos, conforme explicou ao Penafiel Magazine um dos seus membros,

Agostinho Barbosa. “O Clube Penatrilhos, que no âmbito do Penafiel Racing Fest, prepara o evento de Trial Urbano 4x4, tem outras atividades de cariz lúdico e desportivo pelas quais é conhecido. A começar por uma iniciativa já bastante tradicional e regular, o Raid Feira de São Martinho, que, no ano passado, teve a particularidade de juntar o percurso pelos trilhos do nosso concelho, com uma atividade simbólica de reflorestação de espécies de árvores autóctones, no decorrer do Raid”, começou por explicar o representante do Penatrilhos, que descreveu o que se pode esperar para a prova do presente ano. “Do ponto de vista do espetáculo, posso garantir desde já que, à semelhança do ano anterior, os momentos fotográficos e televisivos que poderão ser captados durante a prova, serão de uma espetacularidade indiscutível. Por outro, e tendo em conta a experiência organizativa muito positiva que tivemos no ano passado, com um feedback muito positivo de pilotos e espectadores, o que muda para 2018 é, desde logo, o local do Trial, que será, desta feita, na avenida principal da cidade, e que tem como propósito principal a promoção da modalidade, e permitirá com a manga final noturna de sábado, uma maior afluência de público”, referiu. A presença do vencedor do Campeonato Europeu de Ultra4, e um dos maiores nomes do trial nacional, Emanuel Costa, que estreará o seu novo Crawler, será um dos pontos fortes de uma prova que, à semelhança do ano transato, terá as classes Proto e Preparados.


DRAG RACE VAI TRAZER VELOCIDADE E ADRENALINA AO RACING FEST textos Gonçalo Novais

Depois de uma primeira edição marcada pela forte afluência de público, a prova de Drag Race aparece este ano com segurança reforçada, mantendo a promessa da velocidade e espetáculo de sempre. Em conversa com Daniel Ribeiro, elemento do 850 Racing Garage, responsável pela preparação desta prova, ficou-se a conhecer alguns dos detalhes adicionais desta prova. “Para a edição deste ano, o 850 Racing Garage aposta na promoção do espetáculo e segurança, a fim de proporcionar a todos uma experiência extraordinária de emoção, adrenalina, espetáculo e máxima performance

das máquinas presentes. Para isso, foram preparadas várias alterações para esta segunda edição, nomeadamente o facto de termos trezentos metros de pista para este ano, o acréscimo de um metro de rede de proteção dos espectadores, relativamente a 2017, e a presença de “jerseys” de cada um dos lados da pista, com o intuito de monitorizar toda a segurança do evento, de modo que o espetáculo decorra em conformidade com o pretendido”, começou por dizer, além de aproveitar para realçar o trabalho de um grupo que, além do Penafiel Racing Fest, tem mais trabalho feito em prol do desporto motorizado e da comunida-

de. “O 850 Racing Garage não é apenas uma garagem de preparação de veículos, a fim de maximização da performance, como é um grupo de amigos muito coeso e unido, quase como uma verdadeira família. Esta coesão e competência não só nos traz projeção local e regional, traduzida no facto de termos clientes de toda a região, e de sermos solicitados para a organização deste festival de desporto motorizado, que é um dos maiores do país, como também resulta na capacidade de usar o desporto motorizado para fins sociais. Um desses grandes exemplos é o Evento Tuning Bombeiros Voluntários de Baltar, prova de enorme carisma que, todos os anos, permite angariar fundos para esta importante instituição de socorro, que durante todo o ano se coloca inteiramente ao serviço da comunidade, a toda a hora”, realçou, a propósito de um evento cuja próxima edição está marcada para os dias 20, 21 e 22 de julho. Espera-se, portanto, muito público na Variante do Cavalum, na noite de sábado do Penafiel Racing Fest. Estarão presentes, em competição, seis categorias competitivas. Serão admitidas viaturas de duas rodas motrizes alimentadas a gasolina, seja até 1700cc ou +1700cc. As viaturas de duas rodas motrizes alimentadas a gasolina com sobrealimentação Turbo até 1500cc, ou +1500cc, também estão previstas enquanto classes competitivas. Por fim, estarão previstas as categorias de viaturas de duas rodas motrizes alimentadas a diesel com sobrealimentação Turbo, até 1700cc e +1700cc.

RALLY DE CLÁSSICOS PROMOVE VALORIZAÇÃO DE PATRIMÓNIO TERRITORIAL E AUTOMÓVEL FOTOS BELMIRO GUIMARÃES O Rally de Clássicos é um grande exemplo de valorização de património e história, que aparece como importante prova do Penafiel Racing Fest. Com efeito, o Clube Penafidelense de Automóveis Antigos (CPAA) presta um importante contributo a este festival, numa prova em que a competição, o lazer e a valorização do património histórico oferecido pelo desporto motorizado, constituem-se como ingredientes fundamentais de um evento, cujo propósito e importância é explicado por um dos elementos do CCPA, Adriano Campos. “O Rally de Clássicos do Penafiel Racing Fest é uma competição que envolve uma multiplicidade enorme de vertentes. Uma delas é desde logo a competição, dado que se constitui como uma oportunidade de os pilotos porem à prova a capacidade máxima das suas máquinas, ao mesmo tempo que cria a possibilidade de alguns participantes, que sempre gostaram de ralis mas nunca tiveram a oportunidade de fazer um, poderem viver uma experiência deste género pela primeira vez. A segunda vertente é a dimensão lúdica deste evento. O percurso que leva os visitantes por pontos importantes do centro histórico da cidade, representa uma forma diferente de valorizar, através do desporto, o património edificado de Penafiel. Por fim, e talvez a parte mais importante, é a exposição de um numeroso conjunto de viaturas com muita história. O desporto motorizado em particular, e o automobilismo em geral, também são formas de manifestação cultural, em virtude da carga

PENAFIEL MAGAZINE

6

histórica e simbólica que cada modelo específico representa, quer pela performance outrora evidenciada em competições desportivas, quer pela importância que os mesmos tiveram no desenvolvimento tecnológico dos automóveis, ao longo dos anos. Isto para não falar do vínculo que cada um de nós cria com os seus carros, que por muito antigos que sejam, têm um valor incalculável, pela história e vivências pessoais que lhes estão associados”, referiu, além de convidar os interessados, a visitar a

exposição fotográfica no Latitude Café & Lounge, intitulada “Automóveis Clássicos da Nossa Terra”, que estará patente até ao próximo mês de julho. Relativamente ao Rally de Clássicos propriamente dito, será um verdadeiro desfile de carros históricos que, à semelhança do ano passado, irão percorrer grande parte do percurso da City Stage do Rally Taça Joaquim Santos, e parte do Campo da Feira, junto à Fun Zone, num evento que terá início durante a manhã de domingo.


WWW.PENAFIELMAGAZINE.PT

7


PENAFIEL MAGAZINE

8


PUB

PUB

PUB


PENAFIEL MAGAZINE

10


FESTA DO MOTOCICLISMO fecha em grande o Racing Fest texto Gonçalo Novais - FOTOS REPÓRTER SONECA extrair, graças à sua capacidade, aquilo que de melhor o Circuito do Sameiro pode oferecer, ao nível do espetáculo proporcionado aos amantes de duas rodas. Por fim, as questões de segurança não foram descuradas e, além de o próprio circuito salvaguardar melhor a segurança dos pilotos participantes, também a proteção do público presente será uma grande preocupação para nós, conforme aconteceu há um ano atrás, em que a nossa organização nesse aspeto em particular foi elogiada”, referiram. A segunda prova do Campeonato Nacional de Velocidade, que se realizará nos dias 16 e 17 de junho em Portimão, pode ter “tirado” do Racing Fest alguns nomes mais sonantes do motociclismo nacional, mas José Barros e Sérgio Ferreira partilharam ao Penafiel Magazine que essa coincidência, longe de ser preocupante, encerra um grande potencial. “Poder-se-ia pensar que o facto de as datas do Penafiel Racing Fest terem coincidido com as da segunda prova do Nacional de Velocidade, poderia ser prejudicial à competitividade do evento, mas não partilhamos dessa opinião, bem pelo contrário. A ausência de pilotos mais credenciados a nível nacional, poderá ser largamente compensada pela presença de pilotos locais e da região que, desta forma, terão o Circuito do Sameiro como palco privilegiado para expressar as suas qualidades, perante uma moldura humana considerável, num evento cujo impacto mediático será muito grande. A prova de 50cc Clássicas poderá ser, assim, uma rampa de lançamento para alguns pilotos locais mais talentosos, além de acolher pessoal que se quer divertir, numa prova em que o espetáculo será a nota dominante de todas as corridas efetuadas”, garantiram. A prova de 50cc Clássicas será, realmente, uma excelente forma de passar o último dia do Racing Fest, em Penafiel. Com os treinos livres e cronometrados agendados para a manhã de domingo, e as mangas de qualificação e finais a serem realizadas da parte da tarde, o Circuito do Sameiro vai fazer de Penafiel uma das capitais do motociclismo nacional, num encerramento digno da segunda edição deste festival de desporto motorizado.

A prova de 50cc Clássicas é uma das melhores maneiras de terminar em grande a edição de 2018 do Penafiel Racing Fest. Com algumas alterações efetuadas no Circuito do Sameiro, o CrocaChaços vai tentar repetir o sucesso da edição do ano anterior, a avaliar pelas declarações de Sérgio Ferreira e José Barros, membros do grupo responsável pela organização desta prova de motociclismo. “Este é, para nós, um ano de grande responsabilidade e expectativa. No seguimento do grande sucesso da prova de 50cc Clássicas do ano anterior, em que a adesão do público foi imensa, e a competitividade das motas e pilotos presentes foi presença permanente, a edição de 2018 traz para nós a exigência de a manter como uma das provas mais populares e apaixonantes do Penafiel Racing Fest, entre o público presente. A fim de promover melhorias importantes na competitividade e segurança, o circuito foi redesenhado, e vai permitir, sobretudo, um acréscimo de velocidade, ao nível da condução, o que seguramente será um motivo de grande interesse no acompanhamento desta prova. Também no seguimento disso, vai ser acrescentada uma terceira classe competitiva à prova. Além da presença das classes de 50cc Livres e “Bigodz”, que já existiram na época anterior, estarão presentes motos da classe Extra, de performance superior, que vão PUB


150.000 VISITANTES VIBRARAM NA EDIÇÃO DE 2017 Estimado retorno de cerca de um milhão de euros com a realização da primeira edição do Penafiel Racing Fest

texto Gonçalo Novais

Fez-se história no desporto penafidelense, no ano passado. Com efeito, os dias 2, 3 e 4 de junho ficaram marcados pela realização da primeira edição do Penafiel Racing Fest, que reuniu num só concelho mais de 300 pilotos em seis modalidades desportivas distintas, de duas e quatro rodas. Tal como é esperado este ano, estiveram em competição alguns dos melhores pilotos e praticantes das várias modalidades do desporto motorizado, a nível nacional. No rescaldo do certame, o presidente da Câmara Municipal Antonino de Sousa não escondeu o seu contentamento com o sucesso da iniciativa. “O nosso concelho acolheu o maior evento de desportos motorizados alguma vez realizado em Penafiel! Com seis modalidades em simultâneo, é um evento único no país. Mais um grande evento que veio para ficar e para orgulho dos penafidelenses. Parabéns às centenas de voluntários que estiveram envolvidos na organização, às forças de segurança e da proteção civil pelo trabalho extraordinário, e aos

BRUNOPHOTO

milhares de espectadores pelo comportamento responsável que fez do Penafiel Racing Fest uma grande festa”, destacou. Com o centro nevrálgico situado no Parque de Feiras e Exposições de Penafiel, as principais provas decorreram no centro urbano da cidade, nomeadamente na Avenida Sacadura Cabral e Campo da Feira, bem como na zona circundante do Jardim do Sameiro e na variante do Cavalum, no âmbito de um evento que atingiu, no concelho, um retorno e impacto económico estimados na ordem de um milhão de euros. O evento estendeu-se ainda às freguesias de Guilhufe e Urrô, Irivo e Rans. Para Óscar Coelho, a primeira edição foi o ponto de partida para tornar o Racing Fest num dos eventos mais marcantes da cidade e do concelho. “O nosso objetivo é colocar Penafiel no roteiro do desporto motorizado. O evento superou todas as nossas expectativas, aliás triplicou as expectativas. Penafiel já nos habitou a reunir condições para acolher mais iniciativas como esta que acabamos de organizar. Quero dar os parabéns e agradecer a todos os participantes, colaboradores, público, proteção civil, bombeiros, forças de segurança e ao presidente da Câmara Municipal de Penafiel por ter confiado neste projeto”. Do programa fizeram parte as competições Rally Taça Joaquim Santos, Superenduro Urbano, Trial Urbano 4x4, Rally de Regularidade Históricos, Drag Race e Corrida Popular de Motos 50cc.

BELMIRO GUIMARÃES PUB

PENAFIEL MAGAZINE

12


JOÃO BARROS E PEDRO ALVES VENCERAM PRIMEIRA EDIÇÃO DA TAÇA JOAQUIM SANTOS

WWW.PENAFIELMAGAZINE.PT

13

textos Gonçalo Novais

PUB

Joaquim Santos é um dos grandes protagonistas deste evento, e na primeira edição, a organização do Penafiel Racing Fest prestou tributo ao renomado piloto nacional, com um rally de asfalto, cuja taça é apadrinhada pelo tetracampeão nacional de ralis. Ficará para a história o triunfo de João Barros e Pedro Alves que, ao volante de um Ford Fiesta R5, venceriam a Taça Joaquim Santos na classe 4WD, na qual o segundo lugar pertenceu a Elias Barros e Paulo Babo, também com um Ford Fiesta R5, e o pódio ficou fechado com a dupla formada por Nuno Cardoso e Telmo Campos, com um Mitsubishi Lancer EVO VII. Quanto às restantes categorias, a classe FWD foi ganha por André Ferreira e Gonçalo Dias, com um Citroen Saxo Cup, e em RWD os vencedores foram Vítor Pascoal e Luís Ramalho, estes com um Porsche 997 GT3 RS 3.6.

DIOGO VIEIRA E CARLOS CAMPOS FORAM VENCEDORES EM SUPER ENDURO A prova de Super Enduro foi um dos pontos altos da primeira noite do Racing Fest, com os pilotos das classes Pro e Hobby a terem pela frente uma exigente prova de obstáculos artificiais, preparada pelo Brenha Off-Road. A classe Pro foi ganha por Diogo Vieira, que dominou toda a prova penafidelense, quer com vitórias nas duas mangas de qualificação, quer na final. Nesta categoria, João Ribeiro ficou em segundo lugar, e o pódio ficou completo com Joel Vieira, terceiro classificado. Por sua vez, Carlos Campos sagrou-se o grande vencedor na classe Hobby, seguido de Hugo Pinto, segundo classificado, e Luís Silva, que terminou no terceiro posto. PUB


VARIANTE DO CAVALUM ACOLHEU PROVA DE DRAG RACE PUB

BRUNOPHOTO

TRIAL URBANO 4X4 TESTOU PERÍCIA DOS PARTICIPANTES

A segunda noite do evento foi particularmente agitada na Variante do Cavalum, graças à realização de uma prova de Drag Race, que fez as delícias dos amantes de velocidade. Em prova, estiveram presentes várias classes. Em Diesel Turbo + 1700cc, o carro vencedor foi um

VW Lupo TDi. A classe Diesel Turbo até 1700cc foi ganha por um Opel Corsa A. Em Gasolina Turbo + 1500cc, foi um Subaru o carro vencedor, e coube a um carro do modelo Peugeot 106 o triunfo em duas classes competitivas, nomeadamente a categoria Gasolina até 1600cc, e Gasolina Turbo até 1500cc.

textos Gonçalo Novais

Foi em pleno Campo da Feira que o Clube Penatrilhos reservou aos participantes da prova de Trial Urbano 4x4, um circuito de obstáculos artificiais que, além do grau de dificuldade e perícia exigidas aos pilotos, foi responsável por alguns dos registos fotográficos mais fabulosos que a primeira edição do Penafiel Racing Fest deixou para memó-

ria futura. Relativamente à parte competitiva, uma das classes em competição, a de Preparados, foi ganha pelo Team Jiipark, ficando o Team Berbel em segundo, e o Team Garagem Samuel em terceiro. Na classe Proto, o Team Casa Vila Maria foi o vencedor, seguido, em segundo, pelo Team Supremo Gosto.

BRUNOPHOTO PUB

PENAFIEL MAGAZINE

14


À (RE)DESCOBERTA DA HISTÓRIA COM O RALLY DE REGULARIDADE HISTÓRICOS FOTO BELMIRO GUIMARÃES

O Rally de Regularidade abriu a manhã do último dia do Penafiel Racing Fest com uma competição que juntou lazer, convívio, oportunidade de competir, e a exibição de modelos com uma história, por vezes, vasta, representando um património de grande valor, exibido no certame. Pertenceu a um veículo da classe G o primeiro lugar absoluto, que foi arrecadado por Fernando Gonçalves e Ricardo Gonçalves, com um BMW 2002. Nas demais classes, venceu, na classe E, o VW Beetle, de Adalberto Santos e Íria Santos. Na classe F, triunfaram José Aníbal e António Caldeira, ao volante de um Mini 1000 Mk III. Na classe H, o Opel Kadett GTE de Manuel Pinto e Carlos Nogueira foi primeiro classificado da categoria, e na classe I, José Cardoso e Manuel Campos saíram vencedores, com o seu Toyota Celica. PUB

MOTOCICLISMO FECHOU PRIMEIRA EDIÇÃO DO RACING FEST textos Gonçalo Novais

Os amantes de motociclismo voltaram, no último dia do evento, a dispor da oportunidade de desfrutar de mais uma prova, na qual os apaixonados pelas duas rodas puderam desfrutar de velocidade e emoções fortes, que as 50cc e as Bigodz trouxeram ao Circuito do Sameiro. Nas 50cc, a vitória pertenceu a Racing Soares, por força de primeiros lugares obti-

dos nas duas mangas disputadas. Com dois segundos lugares nas respetivas corridas, Filipe Silva concluiu a categoria no segundo posto e, a fechar o pódio, ficou João Marinho. A classe Bigodz foi ganha pelo homem da Casa Sapo, Hélder Bessa, ficando o segundo lugar entregue a Roberto Brito, e o terceiro a David Catalão.

PUB


Especial Penafiel Racing Fest  
New
Advertisement