Issuu on Google+

Ano 3 - Edição 12 Fevereiro/Março de 2013 Distribuição gratuita

Recupere seu crédito foi um sucesso. Confira, p.12

Juntos somos fortes!


Palavra do Presidente •••

Ano novo, novas possibilidades. •••

“Mesmo com esse cenário favorável, só vamos conseguir atingir nossos objetivos se nos transformarmos em agentes dessas mudanças”.

S

e 2012 não foi tão bom como o esperado, com baixo crescimento da economia brasileira, a boa notícia para este ano são as novas previsões dos especialistas que indicam avanço do consumo graças ao bom momento de indicadores de emprego, renda e crédito no País. Para alimentar o otimismo, ainda temos os incentivos prometidos pelo governo, que certamente vão contribuir para manter a economia aquecida nos próximos meses. A estimativa é que o crescimento do consumo das famílias aumente 5% em 2013. Porém, mesmo com esse cenário favorável, só vamos conseguir atingir nossos objetivos se nos transformarmos em agentes dessas mudanças. Vamos investir na capacitação dos colaboradores. Vamos ser mais audaciosos, inovadores, renovadores. Claro que não basta apenas coragem e boa vontade para assumir essa nova postura. É preciso planejamento, conhecimento e assessoria técnica. Dentro deste contexto, a Associação Comercial de Sorocaba (ACSO) se coloca à disposição de seus atuais e futuros parceiros, oferencedo todo suporte necessário para alcançar www.acso.com.br

o desenvolvimento de seus empreendimentos. Antenada e participativa, a ACSO espera poder trabalhar e contribuir para o crescimento e prosperidade de todos. Outro fator que deverá contribuir com a prosperidade em 2013 é a fase de transição no Governo Municipal. Lembrando que esta afirmação não representa crítica à administração anterior e sim um elogio, já que entendemos que haverá continuidade da política de incentivos e implantação das novas plantas industriais e comerciais no município, o que definitivamente irá consolidar a posição de Sorocaba como pólo de desenvolvimento regional. Com muito otimismo, planejamento e trabalho, apostamos no crescimento sustentável em 2013. E por mais que a frase “ano novo, vida nova”, seja um velho jargão, acreditamos que o momento é de pensar no seu real significado. O sucesso não vem por acaso - é preciso trabalhar, agir Nilton da Silva César e acreditar. Presidente da Associação Comercial de Sorocaba

ACSO | fev. - mar. 2013

3


Juntos somos fortes! Presidente Nilton da Silva Cesar Vice Presidente José Alberto Cepil 1º Secretário Luiz Issao Kagiyama 2º Secretário Aparecida Kimio Miaki Bezerra 1º Tesoureiro João Batista Sobrinho 2º Tesoureiro Luis Gustavo Meiken Relações Públicas Milena Gonzales Carrasco Diretor de Patrimônio Márcio Augusto P. Milego Diretoria Adjunta André Matieli Neto Mauro de Miranda Marcio Roberto Baptista João francisco Guariglia Leila Rovella Scordamaglia Barros Tereza Vieira de carvalho Conselho Fiscal Antonio Sandroni Filho Luiz Gonçalves dos Santos Cleiton Cesar Caldini Claudenise Aparecida Bravo Placa Silva Eloisa Aparecida Ohomoto Priscila Fernanda da Silva Rosário ACSO Notícias - Informativo Bimestral Produção - Muddi Publicidade Edição e Arte - Muddi Publicidade Jornalista - Amilton Lourenço Coordenação - Mariana Camargo Corrêa e Juliana Modesto Fotografias - Photo Art Impressão - Gráfica Cistiam Tiragem - 3 mil exemplares Distribuição Gratuita Rua da Penha, 535 - Centro - Sorocaba / SP CEP 18010-001 Tel.: (15) 3331-1003 marketing@ACSO.com.br www.ACSO.com.br Artigos são de responsabilidade dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião daACSO.

ACSO

fevereiro e março 2013

05

ACONTECE

Volta às aulas, 08 e 09 Núcleo Mulher de Negócios, 10 Café da manhã, 11 Happy hour, 11 Agenda, 11

12 CAPA

Tel.: 15 3331-1003 E-mail: marketing@acso.com.br

08

PROGRAME-SE

RECUPERE SEU CRÉDITO, 12 a 14 ACSO negocia mais de R$ 3 milhões com recupere seu crédito.

ASSOCIADOS ACSO TEM INÚMERAS VANTAGENS, 16 E 17.

16

BENEFÍCIOS

18

MARINS A realização no trabalho.

COLUNA

SETOR JURÍDICO

19 DICAS

20

ECONOMIA E MERCADO

ENTREVISTA COM PREFEITO Prefeito garante infraestrutura para impulsionar desenvolvimento econômico.

SEJA BEM-VINDO

ANUNCIE AQUI Contate-nos através do

SUPORTE TÉCNICO AO ASSOCIADO (STA), 05 NATAL PREMIADO, 06 e 07 ACSO entrega prêmios da campanha de Natal.

21

NOVOS ASSOCIADOS

22

A IMPORTÂNCIA DE APRENDER NOVOS IDIOMAS

OPINIÃO

4

ACSO | fev. - mar. 2013

www.acso.com.br


••• ACONTECE ••• STA

SUPORTE TÉCNICO AO ASSOCIADO

S

ucesso entre todos os participantes, o Suporte Técnico ao Associado (STA) oferecido pela Associação Comercial de Sorocaba (ACSO) tem o objetivo de oferecer todas as informações sobre os serviços e facilidades disponibilizados pela entidade. O treinamento é realizado mensalmente na sede da ACSO, na rua da Penha 535, centro. Cada turma do STA tem entre cinco e dez participantes. O número limitado de vagas é uma forma de garantir o máximo de aproveitamento do treinamento que apresenta serviços como o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), mantido pela entidade. Reconhecido nacionalmente por oferecer informações comerciais para empresas que trabalham com operações de crédito e vendas a prazo. O empresário e associado Nelson Rodrigues Pereira da empresa Andaime e Cia já participa dos encontros há algum tempo e hoje fala um pouco sobre mais esta iniciativa da ACSO.

Mais uma equipe formada pelo STA. Nelson: É o fato de ser formado por um grupo pequeno, não se tornando uma palestra. Assim, o conteúdo fica mais direcionado às suas necessidades. ACSO: Como é participar de um evento como o STA, que reúne empresários de vários segmentos econômicos? Nelson: Além de ser um prazer é sempre bom conhecer outros empresários com realidades diferentes. ACSO: Quais são os serviços que você mais utliza na Associação Comercial de Sorocaba? Nelson: Aqui na locadora quando é um cliente antigo já cadastrado uma simples consulta já é o suficiente. Caso seja um cliente novo a ACSO fornece uma pesquisa mais completa, atendendo minhas necessidades. O treinamento O STA tem como objetivo orientar os associados para utilização e entendimento das consultas em qualquer etapa

do ciclo de negócios (prospecção, concessão, gerenciamento e cobrança). Os participantes também são orientados sobre a importância de se fazer a negativação de débitos não pagos. Esse é apenas um exemplo do que é passado durante o encontro. As informações passadas durante o treinamento são de interesse de todos os segmentos comerciais. Os temas abordados vão desde o que consta na ficha cadastral até a recuperação do crédito feita por meio do Serviço de Recuperação de Crédito (SRC), também mantido pela entidade. Depois de inscrito no SCPC, caso a empresa credora autorize, o débito pode ser negociado por meio do SRC que conta com uma equipe especializada na cobrança de débitos vencidos. O índice de recuperação é muito bom. Para mais informações sobre o STA os interessados podem ligar na ACSO pelo telefone 3331-1003 ou pelo site www. acso.com.br. As vagas são limitadas.

ACSO: O STA é oferecido pela Associação Comercial para que todos os associados conheçam os serviços oferecidos pela entidade. Você participa do STA desde quando? Como este tipo de assessoria te ajudou? Nelson: Esta é a terceira vez que participo, o STA é uma ótima oportunidade para tirar dúvidas sobre as várias pesquisas, principalmente, as novas. ACSO: O que mais te chama à atenção em relação aos STA? www.acso.com.br

ACSO | fev. - mar. 2013

5


ACONTECE •••

ACSO entrega prêmios da campanha de Natal. Sorteados recebem os bens nas lojas em que adquiriram o cupom.

A

Associação Comercial de Sorocaba (ACSO) promoveu no início de janeiro a entrega dos prêmios aos contemplados na campanha “Com sorteio ACSO, seu Natal é premiado”, realizada pela entidade com a finalidade de estimular o consumo local nas festividades do final do ano. Para concorrer, os consumidores tiveram que realizar compras de fim de ano no comércio local e receber os cupons para o sorteio nos estabelecimentos parceiros da iniciativa. O cliente das Óticas Carol, Carlos Batista Santos, instrutor de auto escola e morador da Vila Hortência foi o felizardo que ganhou um carro zero quilômetro, da marca Hyunday modelo HB20. Santos recebeu as chaves do novo carro das mãos do presidente da ACSO,

6

ACSO | fev. - mar. 2013

Nilton da Silva César. O cupom de Carlos Santos foi sorteado entre outros 150 mil bilhetes depositados nas urnas espalhadas pelos estabelecimentos comerciais que participaram da campanha. Patrícia Rodrigues, que preencheu seu

polegadas; Fernanda Silva Santos, cliente da Plus Capacitação, que levou para casa um notebook da marca Samsung e Nelson Longo, cliente da Ótica Aliança, que recebeu uma bicicleta Caloi. No dia da entrega, os empresários participantes

Buscamos beneficiar todos nossos parceiros. Agradeço a todos que acreditaram na iniciativa, que contribuiu para impulsionar as vendas no final do ano”. cupom na Choperia Mandala, ganhou uma moto zero quilômetro da marca Yamaha. A ganhadora é arquiteta e reside no bairro Village Saint Claire. Os outros premiados na campanha foram: Jaqueline Pilar Ferraz, cliente da Bia Calçados - ela ganhou uma TV LCD 32

da campanha acompanhados por Nilton César entregaram os presentes de Natal aos consumidores premiados. O presidente da ACSO parabenizou os ganhadores e agradeceu a confiança dos lojistas. “Buscamos beneficiar todos nossos parceiros. Agradeço a todos que acrediwww.acso.com.br


taram na iniciativa, que contribuiu para impulsionar as vendas no final do ano”, disse. Ganhador do prêmio mais valioso da promoção, Santos defende que a campanha deve se repetir nos próximos anos. “É uma maneira de estimular o comércio e motivar os consumidores a comprarem nos estabelecimentos de Sorocaba”, declarou. Para Mariana Camargo, coordenadora de marketing da Associação Comercial a iniciativa serviu para fomentar as vendas e gerar um diferencial entre as lojas participantes. ”Recebemos milhares de cupons, o que comprova o sucesso da campanha”, comentou. “Creio que todos os objetivos foram alcançados, principalmente, a meta de crescimento das vendas no período. Por isso, agradeço a todos que confiaram em nosso trabalho e foram parceiros na promoção”, concluiu. www.acso.com.br

ACSO | fev. - mar. 2013

7


PROGRAME-SE •••

Volta às aulas aquecem o comércio. “Somos referência em todo Brasil. Temos confecção própria e já conhecemos todo o mercado”.

A

época de volta às aulas é de muito movimento para o segmento de papelaria, livraria e confecção de uniformes escolares. Na Rota Uniformes, empresa que está há mais de 50 anos no mercado, o volume de pedidos aumenta de 30% a 40%. Para dar conta da demanda a contratação de funcionários temporários faz com que o quadro de colabora-

8

ACSO | fev. - mar. 2013

dores também tenha alta e passa de 90 para cerca de 110 empregados. Diretor presidente da empresa, João Francisco Guariglia, explica que o negócio nasceu com seu pai e, no início, trabalhava na confecção de enxovais. Hoje, além dos uniformes escolares, também são confeccionados uniformes profissionais e administrativos. A Rota Uniformes atua no Brasil inteiro. No segmento de uniformes escolares, a

empresa atende a mais de 80% das instituições de ensino de Sorocaba, passando por escolas públicas, particulares e de ensino técnico. Camisetas, calças, bermudas e jaquetas com o logo e atendendo o padrão de cada escola são os produtos mais procurados pelos consumidores. “Somos referência em todo Brasil. Temos confecção própria e já conhecemos todo o mercado”. A qualidade dos www.acso.com.br


••• FIQUE SABENDO ••• TABELA REFERENCIAL 1

2

4

6

8

10

12

14

ESTATURA

82 cm

88 cm

105 cm

117 cm

128 cm

137 cm

150 cm

156 cm

TÓRAX

48 a 51 cm

52 a 55 cm

56 a 60 cm

61 a 65 cm

66 a 69 cm

70 a 72 cm

73 a 77 cm

78 a 87 cm

CINTURA

50 a 51 cm

52 a 54 cm

55 a 57 cm

58 a 59 cm

60 a 61 cm

62 a 63 cm

64 a 65 cm

66 a 67 cm

QUADRIL

50 a 53 cm

54 a 58 cm

59 a 64 cm

65 a 68 cm

69 a 74 cm

75 a 79 cm

80 a 85 cm

86 a 89 cm

uniformes produzidos é um diferencial da empresa que foi a primeira no interior paulista a obter o Certificado de Qualidade da Associação Brasileira do Vestuário (Abravest). O certificado é uma garantia de aceitação no mercado externo e, assim, os uniformes podem ser exportados. Historicamente a demanda do setor de uniformes escolares tem alta expressiva durante os primeiros meses do ano.

Procon mantém em seu site uma cartilha sobre o assunto. No material a entidade fala também sobre os cuidados durante a compra de material escolar. Sobre os uniformes, a instituição voltada à defesa dos direitos dos consumidores lembra que a lei 8.907/94 estabelece que a escola deve adotar critérios para a escolha do uniforme. Entre outras coisas, para a elaboração do uniforme, a escola deve levar em

Atuei com engenharia por oito anos. Meu pai já tinha a confecção de uniformes. Na época era outro nome e ele passou a administração para nós. Como explica Guariglia, em setembro a produção começa a ser reforçada para o período de volta às aulas. “Chegamos a duplicar ou triplicar a confecção nessa época”, comentou o diretor presidente. ORIENTAÇÃO DO PROCON Para orientar os consumidores na compra do uniforme escolar a Fundação

conta a situação econômica do estudante e de sua família, bem como as condições de clima da cidade em que a escola funciona. Somente se a escola possuir uma marca devidamente registrada poderá estabelecer que a compra seja feita na própria escola e/ou em outros estabelecimentos pré-determinados.

A ROTA UNIFORMES Formado em engenharia, Guariglia lembra que a confecção foi fundada pelo pai há mais de 50 anos. Ele e o irmão assumiram o comando da empresa por volta do ano de 1995. “Atuei com engenharia por oito anos. Meu pai já tinha a confecção de uniformes. Na época era outro nome e ele passou a administração para nós”, relembra o empresário. Há alguns anos, porém, o irmão, que também é formado em engenharia, voltou a trabalhar com construção civil. Junto com a esposa, Maria Flora Mattos Guariglia, o empresário comprou a confecção de uniformes e batizou com o nome de “Rota Uniformes”. “Era uma época em que estava procurando uma nova rota, um novo rumo para minha vida. Com a saída do meu irmão, tive que decidir se continuava no ramo ou não”, recorda. Hoje, 12 anos depois da decisão, a empresa aumentou e é referência em todo Brasil no segmento de uniformes.

João Francisco Guariglia Diretor presidente da Rota Uniformes.

www.acso.com.br

ACSO | fev. - mar. 2013

9


••• PROGRAME-SE ••• Núcleo Mulher de Negócios.

O

primeiro encontro do ano do Núcleo Mulheres de Negócios (NMN) será dia 25 de fevereiro, segunda feira, a partir das 19h, na sede da ACSO. Tem como principal objetivo apresentação da Coordenação e definição dos projetos e atividades previstas para 2013. O NMN é destinado às mulheres empreendedoras de diferentes segmentos. Para participar é necessário ser empreendedora, comprometida, possuir espírito de liderança, além da habilidade para trabalhar em equipe, sempre visando o crescimento de seu negócio.

Para as participantes são oferecidas diversas atividades como: encontros para networking, palestras, cursos, possibilidade de divulgação da marca ou empresa, participação de eventos e feiras, desenvolvimento de projetos, entre outras. O primeiro encontro do Núcleo foi em Junho do ano passado. Em 2012 nos encontros do NMN, foi proporcionado às mulheres participantes informações sobre empreendedorismo, administração do tempo, ferramentas para facilitar a gestão de seu negócio, diversas palestras, apresentação de cases de sucesso com mulheres empresárias, estímulos para o desen-

volvimento de projetos econômicos e sociais, a troca de experiências com rodadas de negócios e um talk show com locutora da rádio Cruzeiro FM, Maria Helena Amorim. Atualmente, o NMN conta com a participação de aproximadamente 50 mulheres. Não há limite de vagas para a participação, é necessário somente realizar a inscrição antecipadamente através do telefone 3331-1003 ou pelo site www.acso.com.br, a participação é gratuita. Os encontros acontecem sempre na última segunda feira de cada mês na sede da entidade, a partir da 19h.

Mulher, Parabéns pelos ideais e determinação que a acompanham em cada conquista. 08 de março. Dia internacional da mulher.

10

ACSO | fev. - mar. 2013

www.acso.com.br


PROGRAME-SE •••

Café da manhã de negócios. Em seis edições, evento da ACSO reuniu mais de 700 pessoas.

••• AGENDA •••

M

ais de 700 pessoas participaram do Café da Manhã de Negócios durante o ano passado. Foram seis edições do encontro mensal e gratuito promovido pela Associação Comercial de Sorocaba (ACSO). O objetivo principal do evento é promover a integração entre os empresários possibilitando a ampliação da rede de relacionamento dos participantes. Dessa forma, novos negócios podem ser realizados fortalecendo a economia e o comércio da cidade. Com o Café da Manhã de Negócios, a ACSO busca facilitar a aproximação entre os empresários da cidade. “É uma excelente oportunidade para todos fazerem novos e importantes contatos. “Esta ação é uma forma de fomentar a economia como um todo”, reforça o presidente da associação Nilton da Silva César. Ele destaca que a promoção de ações para beneficiar a economia local é um dos papeis da entidade. O presidente lembra que é de extrema importância que os participantes levem cartões de apresentação para o evento. São 120 vagas por edição. O próximo Café da Manhã de Negócios será realizado em 08 de março, às 07h30. As vagas são limitadas. Para participar, os interessados devem fazer inscrição antecipadamente na ACSO pelo telefone 3331-1003 ou pelo site www.acso.com.br. Além de fazer novos contatos profissionais, os participantes podem assistir palestras e debates com temas sempre relevantes. Para abrir o ano o evento contará com palestra especial do Professor Marins. Realizado pela ACSO, o Café da Manhã já contou com parceiros importantes como a regional do Sebrae, Profº Marins, KLA, TV TEM, Grupo Mara Magalhães e Agência Muddi. O primeiro Café da Manhã de Negócios aconteceu em julho do ano passado.

Happy hour.

P

ara terminar o expediente de forma agradável e fazendo bons negócios basta participar da próxima edição do Happy Hour da Associação Comercial de Sorocaba (ACSO). Com o objetivo principal de aproximar empresários, o evento vai ser realizado no próximo dia 19 de MARÇO. O intuito é gerar contatos, trocas de cartões e muito bate-papo entre os participantes. O projeto nasceu em julho do ano passado em comemoração ao Dia do Comerciante. Como lembra o presidente da ACSO, Nilton da Silva César, o evento foi um sucesso, reuniu cerca de 80 EMPRESÁRIOS e pretendemos neste ano realizar outras edições. Estão convidados empresários de todos os segmentos. Não esqueçam os cartões de apresentação. A inscrição deve ser feita através do telefone 3331-1003 ou pelo site www.acso.com.br. A participação é gratuita O encontro acontece no auditório da entidade que fica na Rua da Penha, 535 - Centro de Sorocaba. www.acso.com.br

FEVEREIRO

25

Núcleo Mulher de Negócios

MARÇO

08

Café da Manhã de Negócios. Palestra Prof. Marins.

19 25

Happy Hour

Núcleo Mulher de Negócios

ABRIL

11 29

Café da Manhã de Negócios Núcleo Mulher de Negócios

ACSO | fev. - mar. 2013

11


CAPA •••

Acso negocia mais de R$ 3 milhões com o ‘

Recupere seu Crédito.

Em duas edições da campanha, aproximadamente 8,5 mil consumidores foram atendidos.

F

oram R$ 3,2 milhões negociados em duas edições da campanha “Recupere seu Crédito” promovido pela Associação Comercial de Sorocaba (ACSO) em 2012. Sem dúvida, um sucesso! A ação contou com a participação de mais de 900 empresas. Em uma semana de mutirão na Praça Central foram realizados cerca de 8,5 mil atendimentos a consumidores que puderam fazer uma pesquisa sobre a situação de seu CPF. Aqueles que contavam com alguma pendência foram orientados a negociar a dívida. Condições de pagamento e parcelamentos especiais garantiram o sucesso da campanha que vai se repetir em 2013. Para fazer parte da ação o estabelecimento interessado precisa oferecer planos realmente especiais para a quitação dos débitos. Como explica o economista e supervisor financeiro da ACSO, Rafael Nochelli, a proposta é que todos sejam beneficiados com a campanha. Assim, o consumidor encontra condições de saldar suas dívidas e volta a ter o nome limpo. Para o empresário os benefícios estão no recebimento de seus créditos e reaproximação com seu cliente. É o comércio que ganha como um todo! A segunda edição da campanha aconteceu entre novembro e dezembro. A data foi escolhida por conta do Natal e promoveu o retorno de centenas de consumidores para o mercado. Foram mais de 5 mil atendimentos e os técnicos do Serviço de Recuperação de Crédito (SRC) promoveram

12

ACSO | fev. - mar. 2013

a negociação de aproximadamente R$ 1,7 milhão. Ao fazer a negociação os consumidores foram orientados sobre o uso consciente do crédito e a importância da programação financeira. Na primeira edição foi R$ 1,5 milhão em negociação. COMO FUNCIONA Para atingir um número maior de pessoas, nas duas ações, um mutirão de uma semana foi realizado na praça central coronel Fernandes Prestes. Uma grande estrutura foi montada para que os interessados consultassem o SCPC para saber se haviam restrições cadastrais. Empresas âncoras como Casas Bahia, Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae),e CPFL Piratininga , Santander, Caixa Econômica Federal, Finamax e Sorocred. No total foram oito âncoras. Caso alguma pendência fosse encontrada (e a dívida fosse com uma das empresas participantes da campanha), a pessoa era encaminhada para o Serviço de Recuperação de Crédito (SRC), responsável pela negociação e pagamento dos débitos inadimplidos. Durante o mutirão de renegociação, somando-se os atendimentos de todas as empresas participantes e os realizados da ACSO e SRC, foram cerca de 90 pessoas trabalhando na pesquisa e orientação feita aos consumidores. O sucesso deve se repetir em 2013. Empresários, aguardem! Logo mais serão divulgadas as informações sobre a próxima edição da “Recupere Seu Crédito”. www.acso.com.br


••• Confira os dados desta edição

FORMAS DE PAGAMENTO

CARTÃO DE CRÉDITO

CHEQUE 51

ÃO 6% N % SI M 9 4

MOTIVO DA INADIMPLÊNCIA 3%

DOENÇA NA FAMÍLIA

6%

QUEDA NA RENDA

8%

OUTROS

9%

EMPRESTOU O NOME

25%

DESCONTROLE NOS GASTOS

49%

DESEMPREGO

PESQUISA DE SATISFAÇÃO www.acso.com.br

%S

O I M 4 9 % NÃ

FAIXA ETÁRIA 5%

61 ANOS E MAIS

8%

51 A 60 ANOS

20%

40 A 50 ANOS

38%

29 A 39 ANOS

29%

18 A 28 ANOS

ACSO | fev. - mar. 2013

13


IM 4 9

SI M 9 4

MOTIVO DA INADIMPLÊNCIA CAPA •••3%

FAIXA ETÁRIA

DOENÇA NA FAMÍLIA

6%

QUEDA NA RENDA

8%

OUTROS

9%

EMPRESTOU O NOME

25%

DESCONTROLE NOS GASTOS

49%

DESEMPREGO

5%

61 ANOS E MAIS

8%

51 A 60 ANOS

20%

40 A 50 ANOS

38%

29 A 39 ANOS

29%

18 A 28 ANOS

PESQUISA DE SATISFAÇÃO MUITO SATISFEITO

SATISFEITO

ATENDIMENTO 57% E AGILIDADE

38%

ORGANIZAÇÃO E SATISFAÇÃO 47%

14

ACSO | fev. - mar. 2013

M IRA U G SE

NÃO SATISFEITO

3%

2%

3%

2%

15%

CONSEGUIRAM PARCIALMENTE

CO 3 N

O NÃ IRAM 2% EGU S

53% CO N

REGULARIZAÇÃO DAS DÍVIDAS

48%

POUCO SATISFEITO

www.acso.com.br


16

ACSO | fev. - mar. 2013

www.acso.com.br


www.acso.com.br

ACSO | fev. - mar. 2013

17


COLUNA •••

A realização no trabalho.

P

esquisas mostram que o que mais as pessoas desejam em relação a seu emprego é que o trabalho lhes dê um sentimento de missão e propósito. O que me preocupa é que essas mesmas pessoas buscam um trabalho, uma profissão ou um emprego em função do salário ou da compensação financeira que eles possam dar. Recebo dezenas de mensagens perguntando qual a profissão que dá mais dinheiro, que está “mais na moda” e mesmo qual aquela que “me deixará rico(a) mais rapidamente”. Ora, se busco uma profissão pelo retorno financeiro e não pela realização pessoal que ela me proporcionará, será quase um milagre se as duas coisas se conciliarem na mesma atividade. Vejo que as pessoas de hoje, principalmente

O que penso é que as pessoas devam buscar esse objetivo na vida e não desistir antecipadamente. as mais jovens, não acreditam que o dinheiro seja consequência de um trabalho dedicado, feito com prazer, alegria, amor e comprometimento. O que vejo é a busca de um emprego bem remunerado e estável, independente de qualquer consideração de prazer por aquilo que

se faz. A ideia que me parece existir é a de que com o dinheiro de um emprego qualquer, desde que bem remunerado, a pessoa buscará (fora do emprego) o seu prazer, a sua realização pessoal. Isso me parece um grande engano! Agindo assim, as pessoas passam 40 horas (ou mais) fazendo o que não gostam, para tentar nas horas restantes e nos finais de semana, fazer o que realmente sentem prazer. Acredito estar aqui uma das maiores razões da infelicidade nos dias de hoje. As pessoas fazem de seu trabalho um castigo bem remunerado e às vezes nem tão bem, em vez de buscar fazer no mundo do trabalho aquilo que lhes dá prazer, alegria, satisfação. Fazendo o que não gostam elas fazem tudo com baixa qualidade, atendem mal seus clientes internos e externos, têm verdadeiro pavor em servir, vivem estressadas, sentem-se escravizadas pelo relógio ou por um chefe que igualmente está ali somente pelo salário. Muitos me dirão que é fácil dizer tudo isso, mas que é muito difícil fazer profissionalmente aquilo que se gosta e tem prazer. Sei bem disso, é claro. O que penso é que as pessoas devam buscar esse objetivo na vida e não desistir antecipadamente. O que sinto é que as pessoas não acreditam mais sequer em buscar fazer aquilo que gostam como objetivo profissional, mesmo como empregados ou como colaboradores de

uma empresa, pois quando falamos em fazer o que se tem prazer, logo pensamos em ser um empreendedor individual ou empresário - e isso nem sempre é possível ou mesmo desejável. Conheço pessoas muito felizes, fazendo aquilo que realmente sentem prazer em fazer como funcionários privados ou públicos. Fazendo o que gostam elas buscam a cada dia gostar ainda mais do que fazem e esse círculo virtuoso traz a excelência, a satisfação, o prazer e, como consequência, a tão desejada promoção. Pense nisso. Sucesso!

Luiz Marins - Antropólogo e escritor. Tem 26 livros publicados e seus programas de televisão estão entre os líderes de audiência em sua categoria. Veja mais em www.marins.com.br

18

ACSO | fev. - mar. 2013

www.acso.com.br


DICA •••

SETOR JURÍDICO.

Redução de multas Receita Federal.

A

O empreendedor que não respeitar os prazos se sujeitará às seguintes multas: 1. por apresentação fora do prazo: • R$ 500,00 por mês-calendário ou fração, relativamente às pessoas jurídicas que, na última declaração apresen-

www.acso.com.br

tendendo a várias solicitações de contribuintes por meio de entidades representativas, o Congresso Nacional aprovou a Lei nº 12.766/2012, sancionada pela presidente Dilma, que reduz as multas por atraso na entrega de obrigações acessórias exigidas pela Receita Federal. Essas multas tinham como teto R$ 5.000,00 no atraso de entrega de algumas obrigações, como, por exem-

plo, a EFD-Contribuições. Essa alteração ocorreu no art. 57 da Medida Provisória nº 2.158-35/2001, que determina que o sujeito passivo (empresa) que deixar de apresentar nos prazos fixados declaração, demonstrativo ou escrituração digital exigidos nos termos do art. 16 da Lei nº 9.779/1999, ou que os apresentar com incorreções ou omissões, será intimado a apresentá-los ou a prestar esclarecimentos nos prazos estipulados pela Receita.

tada, tenham apurado lucro presumido; • R$ 1.500,00 por mês-calendário ou fração, relativamente às pessoas jurídicas que, na última declaração apresentada, tenham apurado lucro real ou tenham optado pelo autoarbitramento; 2. por não atendimento à intimação da Receita para apresentar declaração, demonstrativo ou escrituração digital ou para prestar esclarecimentos, nos prazos estipulados pela autoridade fiscal, que nunca serão inferiores a 45 dias: • R$ 1.000,00 por mês-calendário; 3. por apresentar declaração, demonstrativo ou escrituração digital com informações inexatas, incompletas ou omitidas: • 0,2%, não inferior a R$ 100,00, sobre o faturamento do mês anterior ao da entrega da declaração, demonstrativo ou escrituração equivocada, assim entendido como a receita decorrente das vendas de mercadorias e serviços;

A empresa também está sujeita às seguintes reduções: • nas hipóteses de pessoa jurídica optante pelo Simples Nacional, os valores e o percentual referidos nos itens 2 e 3 do tópico I serão reduzidos em 70%; • para fins do disposto no item 1, em relação às pessoas jurídicas que, na última declaração, tenham utilizado mais de uma forma de apuração do lucro, ou tenham realizado algum evento de reorganização societária, será aplicada a multa de que trata a letra “b” do item 1, tópico I; • à multa citada no item 1 do tópico anterior, que será reduzida à metade quando a declaração, demonstrativo ou escrituração digital forem apresentados após o prazo, mas antes de qualquer procedimento de ofício.

ACSO | fev. - mar. 2013

19


ECONOMIA E MERCADO •••

Parceria importante. Prefeito garante infraestrutura para impulsionar o desenvolvimento econômico.

E

m entrevista concedida à Associação Comercial de Sorocaba, o prefeito Antonio Carlos Pannunzio, fala sobre a última eleição, dos desafios que terá pela frente e sobre os projetos que prentende implementar para manter o desenvolvimento econômico do município. No bate papo, o prefeito deu ênfase às ações voltadas para o comércio e também salienta a importância da parceria, que sempre existiu, entre a Associação Comercial de Sorocaba e a Prefeitura Municipal. Acso: Prefeito, como o senhor avalia a sua vitória nas urnas no último dia 7 de outubro? Antonio Carlos Pannunzio: A avaliação que fazemos desse bom resultado nas urnas é da confirmação de que nossa postura, nossos princípios, que procuramos observar tanto na vida pública como na vida privada, foram reconhecidos pela população. Mas é fundamental, também, destacar os apoios que tivemos de Vitor Lippi, do governador Geraldo Alckmin e dos partidos que formaram conosco, além de todos os candidatos a vereador da nossa coligação. Eles fizeram um trabalho muito importante.

nuidade do desenvolvimento social e econômico de nossa sociedade. A base começou com o setor industrial, mas nos dias de hoje, em número de empregos, o setor de comércio e serviços já são os mais importantes.

Acso: O que o comércio pode esperar do seu mandato?

Acso: Dois problemas para os comerciantes do centro da cidade são a mobilidade e estacionamento para clientes. O senhor tem algum projeto para sana-los?

ACP: Para que o desempenho do setor de comércio seja sempre bom e melhorar cada vez mais é preciso que o Poder Público se incumba de algumas responsabilidades como a acessibilidade, transporte coletivo garantindo a ida e vinda do consumidor, além da prestação de serviços desde a coleta do lixo e iluminação pública até o abastecimento de água adequado da cidade. Isso vai permitir que a cidade, pelas ações da Prefeitura, vá se transformando para melhor e cada vez atrairá mais gente para fazer as suas compras. O comércio faz a sua parte, melhorando os espaços, as lojas e o Poder Público vai também fazer a sua parte. Acso: As compras a serem realizadas pela Prefeitura irão priorizar o comércio local?

ACP: A lembrança mais marcante que ficou foi a do último debate televisivo.

ACP: Irão priorizar o comércio local na medida do possível. A Prefeitura está sujeita a uma legislação específica para todas as compras. Naquilo que for possível e houver igualdade de condições de ofertas, certamente, a Prefeitura dará preferência ao comércio local.

Acso: Qual a importância da Associação Comercial para Sorocaba e para os projetos que o senhor pretende implementar na Prefeitura?

Acso: E o que o senhor tem a dizer sobre os demais segmentos da economia sorocabana (serviços, industria, construção civil)?

ACP: A Associação Comercial é uma parceira histórica do Poder Público,

ACP: Todos estes segmentos são importantíssimos para assegurar a conti-

Acso: O que ficou de lembrança da campanha?

20

estabelecendo sempre as melhores relações com a Prefeitura e Sindicato dos Trabalhadores, dando condições para que o comércio de Sorocaba apresentasse hoje a pujança e magnitude significativa para toda a região Sudoeste do Estado.

ACSO | fev. - mar. 2013

ACP: A questão principal não se prende a vagas de estacionamento para os consumidores proprietários de veículos, mas está ligada à questão da oferta de transporte coletivo adequado e com conforto e segurança. Vamos investir no transporte coletivo. Acso: Na última administração, aconteceu a desburocratização para empreendedores que desejavam abrir novas empresas (programa empresa fácil). O senhor pretende manter ou ampliar esse projeto? ACP: Vamos manter este e todos os programas que facilitem à abertura das empresas por parte de empreendedores sejam eles considerados pequenos ou grandes. Acso: Qual a mensagem que o senhor pode deixar para os empresários sorocabanos? ACP: A mensagem é mais de agradecimento porque eles acreditam na cidade e no seu potencial. Por isso, investiram e investem aqui, transformando o comércio da cidade em um dos mais pujantes do Estado de São Paulo, atendendo toda a região Sudoeste. www.acso.com.br


••• NOVOS ASSOCIADOS ••• Confira aqui os novos associados: A Associação Comercial de Sorocaba (ACSO) atua na busca de novos parceiros e no estímulo ao crescimento, elemento essencial para a viabilidade econômica e para a consolidação de Sorocaba como polo de desenvolvimento regional. São razões como estas que fazem com que cada novo membro seja recepcionado com extrema satisfação, pois fortalecem a união e a diversidade dos setores que a entidade representa. Sejam bem-vindos, com a plena certeza de que somando forças podemos fazer uma associação cada vez mais forte!

13437 GS Auto Elétrica 13438 Veneza Video 13444 Roberto Lima da Silva Filho 13439 Laboimagem 13442 Divulgar Criações 13380 Condy Modas 13381 Silig Uniformes 13382 Action Models 13394 Nobre Intima 13393 Mah Variedades 13400 Condomínio Res Villagio Vita Bella 13402 Tô Seguro.Com 13403 Encantus Presentes 13404 Jornal Z Norte 13409 Kicteam 13408 Biosystem 13416 Mardone Paz 13401 Casa & Cia 13440 Instituto de Podologia e Saúde 13384 Network Center Escritórios Compartilhados

www.acso.com.br

13385 Asap Idiomas 13391 Art Balões Eventos 13397 Sandroni Advogados Associados 13392 Vidraçaria Martini 13396 Agência RBC 13395 Blue Life Confecção 13398 Drogaria Nova Esperança 13459 Meg Max 13441 Papelaria e Aviamentos Aquarela 13430 Gigante Construtora 13427 A Marcenaria 13428 Plenna Cursos e Treinamentos 13429 Kohii Café 13426 Perry Desenvolvimento-Me 13431 Odonto Company 13432 Via Mundi Pneus 13433 Design & Interiores Móveis 13425 Cruzada Nacional de Evangelização

13435 Espaço Calhas 13434 Danbelle Modas 13436 Borracha Peças e Acessórios 13419 Tadeu Veiga Imperatore 13420 Hope Administração e Serviços 13424 Venturmetals 13412 Editora I9 AI 13414 Felicar Automotiva 13417 Jan Negócios 13418 Ball’s 13413 Aldeia da Mata 13415 L’absoluta 13405 Ótica Nossa 13406 Cond. Resid. Las Palmas 13407 Cond. Resid. Sartori di Vicenza 13410 Cyber e Papelaria Jeová Jireh 13411 Plus Capacitação 13399 Sorocaba Piscinas 13443 Super Bombas

ACSO | fev. - mar. 2013

21


OPINIÃO •••

A importância de aprender idiomas.

O

mundo profissional hoje só abre as portas a quem fala um segundo idioma, um deles sendo o Inglês. E falar mais do que dois idiomas está se tornando cada vez mais um diferencial no mercado de trabalho. Assim como o analfabetismo foi muito combatido no passado e o é ainda hoje, o “monolinguista” (pessoa que não seja bilíngue) poderá ser, num futuro próximo, considerado o novo analfabeto, já que a maioria das empresas multinacionais não considera mais o conhecimento do Inglês como um diferencial, mas sim como parte imprescindível na formação de um profissional. Ou seja, se o objetivo for crescer profissionalmente, o Inglês é totalmente necessário. Se quiser acelerar esse crescimento, aprenda uma terceira língua. Outra vantagem de se aprender um novo idioma é entrar em contato com culturas diferentes, e certamente ocorre um grande aumento da capacidade intelectual. Aprende-se a raciocinar a comunicação de acordo com um novo ponto de vista, uma maneira diferente de enxergar relações interpessoais. Essa situação trabalha consequentemente a inteligência emocional do estudante, o que também é muito valioso nos dias de hoje. Aquele que fala um novo idioma está mais apto a transferir cultura e conhecimento, e em um país como o nosso, onde o potencial turístico é extremamente elevado, o fluente em outro idioma tem muito mais oportunidades de se destacar em uma nova situação sociocultural globalizada. Exemplo dessa situação é a chegada da

Copa do Mundo e Olimpíadas ao nosso país, trazendo muitas oportunidades de negócios ao Brasil. A grande questão hoje é: Como, e onde aprender esse novo idioma? Existe no Brasil uma enxurrada de escolas de idiomas, prometendo um aprendizado rápido e duradouro, com mínimo esforço do aluno. Muitos se deixam levar por essas promessas e acabam gastando um dinheiro que não traz os resultados esperados. Gasta-se tempo e dinheiro, e fica-se exatamente onde se estava no início do processo. Para se aprender um novo idioma, é necessária uma estruturação mínima de metodologia. O aprendizado tem que ser voltado à comunicação oral, que entre as quatro habilidades linguísticas existentes (ouvir, falar, ler e escrever) engloba o ouvir e falar, habilidades mais frequentes em todas as línguas. Para que isso se torne possível em um ambiente de sala de aula, algumas características precisam estar presentes para garantir o sucesso do aprendizado. Primeiro, a COMUNICAÇÃO deve estar presente o tempo todo. Para que se aprende um idioma? Para nos comunicarmos. É por isso que estamos dentro da sala de aula. Segundo, essa comunicação deve ser RELEVANTE, estar de acordo com as necessidades e realidade do aluno. Se não houver relevância, não há significância; não se vê motivo para guardar a informação. Em terceiro lugar, a INTERAÇÃO deve acontecer o tempo todo, e é fundamental. Deve-se gastar pouco tempo em atividades individuais, e, quando elas forem necessárias, deve-

-se sempre seguir com um exercício que exija interação. Em quarto lugar, o professor deve atuar como facilitador, dando SUPORTE ao aluno o tempo todo. Quem pratica o idioma é o aluno; o professor apara as arestas para que a comunicação se dê de forma fluente e natural, através de feedback constante. Finalmente, a PERSONALIZAÇÃO deve também estar presente. Ao se aprender uma nova função do idioma, deve-se trazer essa função à realidade do aluno, para que ele pratique situações potencialmente reais que exigem a aplicação da linguagem aprendida. É importante ressaltar que hoje em dia o conhecimento de uma língua estrangeira é nivelado mundialmente através do Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas, um guia usado mundialmente para descrever os objetivos a serem alcançados pelos estudantes de línguas estrangeiras. Todos os testes de proficiência que existem hoje no mercado, como TOEIC, TOEFL, exames da Cambridge, etc..., nivelam o resultado de acordo com esse Quadro de Referência. Deve-se prestar atenção se a escola segue esse critério, usando material didático desenvolvido pelas grandes editoras mundiais, seguindo essa padronização. Quando isso acontece, o próprio livro usado traz na capa a equivalência do material didático a esse Quadro de Referência. Essas são medidas imprescindíveis para se garantir um bom e duradouro aprendizado do idioma estrangeiro, para que o mundo à sua volta se abra em possibilidades de crescimento profissional e pessoal.

Renata Vaccari- Diretora da Achieve Languages - Unidade Sorocaba - sorocaba@achievelanguages.com.br

22

ACSO | fev. - mar. 2013

www.acso.com.br



Revista ACSO Ed. 12