Issuu on Google+


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Peggy Reis Melo


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Para todas as mulheres que desejam demonstrar que uma sogra pode ser uma bênção.


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Uma palavra inicial Há algum tempo veio ao meu coração o desejo de escrever algo sobre o tão “complexo” relacionamento entre sogra, nora e genro. Na época achei que escrever sobre esse tema seria uma tarefa muito complicada. Não digo que agora não o seja ou que me sinto preparada para tal, mas fui convencida pelo Espírito Santo enquanto meditava no livro de Rute. Desejo compartilhar o que aprendi nesse livro e também a minha experiência como sogra. Espero poder ajudar a todas as mulheres que querem fazer diferença e que desejam ser uma sogra cheia do Espírito Santo, uma sogra segundo o coração de Deus.


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Índice 1. O Comunicado............................................. 09 2. Filho(a) ou Rival?...........................................15 3. Quem casa quer casa.................................... 21 4. Amar e Servir................................................ 27 5. Ações falam mais do que palavras................. 33 6. A Vontade de Deus....................................... 39 7. Fechando as Brechas..................................... 43 8. Mantendo o Diálogo...................................... 49 9. Não Interferindo........................................... 55 10. Livre para ser sogra...................................... 61


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 1

O comunicado Sou casada há 31 anos e tenho cinco filhos, quatro meninas e um rapaz. Tudo começou quando o nosso filho Moisés resolveu convidar o pai para almoçar fora. Mairton, meu amado esposo, me avisou que iria almoçar com ele. Isso me soou muito estranho, pois eu já estava com o almoço quase pronto. Os dois iriam sozinhos pois queriam conversar reservadamente. Após o almoço, os dois voltaram para casa e disseram que queriam falar comigo. Eu sabia que tinha algo acontecendo, mas não imaginava o que viria a seguir. Fomos os três para a sala, as portas foram fechadas e o meu coração começou a bater mais rapidamente. Moisés olhou para o pai e ambos olharam para mim. Meu filho começou a falar que estava gostando de uma moça, uma irmã em Cristo, e que gostaria de assumir compromisso com ela visando casamento. Meu coração disparou! Ele nunca havia falado em relacionamentos. Agora estava compartilhando algo


10 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

tão sério e queria o meu parecer. A minha reação foi: “Não! Essa não é a moça que Deus tem para você”. Falei sem pensar muito. Nem ele, nem meu esposo entenderam a minha reação, mas respeitaram a minha opinião e concordamos em orar ao Senhor, e, se realmente fosse de Deus, as coisas iriam acontecer naturalmente. Esse foi o início de um longo aprendizado. Eu estava prestes a ser sogra! Sempre ouvi piadas de sogra e muitas vezes em meu coração desejei experimentar algo novo quando chegasse a minha vez. Eu não queria ser uma sogra como o mundo descreve. Desejava viver outra experiência, fazer diferença. Tinha exemplos de irmãs em Cristo que passavam lutas nesse tipo de relacionamento e, muitas vezes, questionava se tinha que ser assim mesmo. Deveria me contentar com este tipo de conflito, mesmo a sogra, nora e genro sendo crente, ou seja, conhecendo a Jesus como Senhor e Salvador? Garimpando no livro de Rute O livro de Rute despertou em meu coração o desejo de ser uma bênção também para minha nora e futuros genros. Este livro omite a palavra AMOR, porém ao lê-lo, vemos que o amor esta presente em toda parte. Tem extraordinários ensinamentos! Quero me deter no belíssimo relacionamento entre sogra e nora exemplificado nas vidas de Noemi e Rute: “E SUCEDEU que, nos dias em que os juízes julgavam, houve uma fome na terra; por isso um homem de Belém de Judá saiu a peregrinar nos campos de Moabe, ele e sua mulher, e seus dois filhos”. (Rt. 1.1)


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 11

O nome deste homem era Elimeleque, da sua esposa Noemi, dos seus dois filhos Malom e Quilion: “E morreu Elimeleque, marido de Noemi; e ficou ela com os seus dois filhos, os quais tomaram para si mulheres moabitas; e era o nome de uma Orfa, e o da outra Rute; e ficaram ali quase dez anos. E morreram também ambos, Malom e Quiliom, ficando assim a mulher desamparada dos seus dois filhos e de seu marido”. (Rt. 1.3-5)

Agora podemos ver uma mulher, Noemi, totalmente desamparada, sem esposo e filhos, pobre, numa terra estranha, mas com duas noras. Como foi o relacionamento delas? Do capítulo 1 do livro de Rute, podemos perceber que elas mantinham um bom relacionamento pelo fato de se disporem a acompanhar a sogra Noemi de volta à sua terra: “Então se levantou ela com as suas noras, e voltou dos campos de Moabe, porquanto na terra de Moabe ouviu que o Senhor tinha visitado o seu povo, dando-lhe pão”. (Rt. 1.6)

As três seguiam pelo caminho de volta à terra de Judá. Noemi, então, teve uma conversa com Rute e Orfa, explicando que seria melhor elas voltarem à casa de seus pais e tentarem refazer suas vidas. Apesar dos argumentos da Noemi, elas insistiram em continuar. Noemi voltou a argumentar, pois queria acordá-las para a realidade de cada uma delas. Orfa se convenceu de que o melhor era voltar e se despediu de sua sogra com lágrimas e Noemi beijou-a


12 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

como sinal de amor. A Bíblia diz que “(...) porém Rute se apegou a ela (Rt.1.14)”. A frase “Se apegou” no hebraico é a mesma usada para “unir” que aparece em Gênesis 2:24: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”

Outra tradução diz: “(...) e se une a sua mulher”. No hebraico “apegar-se” significa “permanecer ou ficar”. O compromisso de Rute No capítulo 1 verso 15, vemos que Noemi volta a insistir com Rute para que ela retorne à casa de Moabe. Contudo, Rute faz uma declaração de lealdade que é um dos mais belos compromissos já descritos na Palavra de Deus: “Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o Senhor, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti”. (Rt. 1.16-17)

Este compromisso é normalmente declarado pelos noivos em cerimônias de casamento. O que mais chamou minha atenção é que essas palavras foram proferidas por uma nora para sua sogra. Creio que a Bíblia é a Palavra de Deus e, portanto,


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 13

tudo o que nela está escrito é verdadeiro. É possível, sim, nos dias de hoje, experimentar um relacionamento entre sogra e nora similar ao de Noemi com Rute. As experiências registradas no Velho Testamento hoje servem de exemplos para nós: “Ora, tudo isto lhes acontecia como exemplo, e foi escrito para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos”. (1Co 10:11)

A Palavra de Deus é atual e imutável. Seus princípios são justos e verdadeiros. Louvado seja Deus! A exemplo de Rute e Noemi, é possível que o nome do Senhor seja glorificado através desse tipo de relacionamento. Rute estava disposta a seguir Noemi até Belém. No meu entender isto significa que Noemi não era uma mulher de causar problemas e de se meter na vida das noras. Noemi cativou, atraiu as noras para si, e elas, por sua vez, não queriam deixá-la. A situação de Noemi Qual era a situação de Noemi em Moabe? Primeiro, a condição de ser mulher e idosa. Além de ser idosa era viúva. As mulheres idosas e viúvas eram mais frágeis. Dentre as viúvas, as que eram pobres sofriam mais; as que além, de serem pobres, não tinham filhos estavam em situação desesperadora; e aquelas que os filhos já tinham morrido, estavam em situação desoladora. Noemi preenchia todos esses requisitos e tinha um agravante, ela era estrangeira. Contudo, ela não deixou de crer em Deus e com certeza, na sua casa


14 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

falava-se desse Deus e de Sua lei. Um exemplo disso está no capítulo 2, verso 2: “E Rute, a moabita, disse a Noemi: Deixa-me ir ao campo, e apanharei espigas atrás daquele em cujos olhos eu achar graça. E ela disse: Vai, minha filha”.

Rute se ofereceu para rebuscar espigas. Ela conhecia a lei e sabia o que Deus dizia em Lv. 19.10: “Semelhantemente não rabiscarás a tua vinha, nem colherás os bagos caídos da tua vinha; deixá-los-ás ao pobre e ao estrangeiro. Eu sou o Senhor vosso Deus”.

Rute conhecia a palavra através da família de Elimeleque e a tomou pela fé, fazendo um belíssimo compromisso com Noemi. Observe o lado da nora: cheio de amor e cuidado para com a sogra! E Noemi correspondeu a esse amor e cuidado. Em aconselhamento, já me deparei com muitas sogras que reagem ao contrário. Encaram a nora como uma rival, como aquela que veio “tomar o seu lugar” no coração do filho. É sobre isso que trataremos no próximo capítulo.


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 2

Filho (a) ou rival? Conforme relatei anteriormente, deu-se início a um longo aprendizado, quando, sem pensar duas vezes, afirmei que aquela moça não era o que Deus tinha reservado para o meu filho. Então Moisés me perguntou: “como é que a senhora sabe?” Respondi que simplesmente sabia! Nos comprometemos a orar juntos e esperarmos a confirmação do Senhor. O tempo foi passando e eu percebia que o interesse dele pela moça aumentava bem como a minha vigilância cerrada sobre ele. Minhas meninas sempre falavam, em tom de brincadeira, mas na verdade criam ser a verdade, que o Moisés era o meu “preferido”. Para uma mãe todos os filhos são iguais. O amor é o mesmo! Contudo, minhas filhas percebiam algo mais. Lembro-me de uma noite em que chorei muito só em pensar que o Moisés, depois de casado, não iria mais gostar de mim; que ao casar, não viria mais em nossa casa, iria nos esquecer. Eu chorava muito. Toda-


16 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

via, desde que entreguei minha vida a Deus e recebi Jesus como meu Salvador e Senhor, o Seu temor tem estado em meu coração. Assim, lancei todos os meus pensamentos e receios sobre Ele. Sabia que Deus deveria ocupar o lugar de preeminência em minha vida. Eu era sincera quando orava ao Senhor pedindo direção em relação a situação. O Senhor ouviu meu clamor e começou a falar no meu espírito. Abrigando um ídolo no coração A primeira coisa que Ele mostrou era que o Moisés estava ocupando um lugar indevido no meu coração! Eu o mimava demais, e agora era a hora de “colocá-lo num cestinho e lançá-lo nas águas do Espírito”, deixálo partir. Aprendi que os nossos filhos não são nossos, mas do Senhor. Foi um segundo parto, devolvê-lo ao Senhor. O princípio da competição Depois, Deus me mostrou que se dependesse de mim nenhuma moça seria a que Deus tinha reservado para Moisés. Quando uma mãe não se posiciona deixando os filhos partirem, então os escolhidos para eles se tornam rivais. Ela começa a “disputar” o amor do filho ou da filha.


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 17

Expressões diferentes de amor O próximo ensino do Senhor me fez ver que o amor de mãe é um, e o amor de esposa e esposo é outro. Se expressam diferentemente. E mais, não deixamos de amar um para amar ao outro! Por exemplo, quando casei não deixei de amar os meus pais, pelo contrário, os amo muito mais. Agora, de uma forma amadurecida, reconheço todo o trabalho e dedicação que tiveram por mim. Mas o amor que tenho pelo Mairton é totalmente diferente do amor que tenho pelos meus pais: “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”. (Gn. 2.24)

Enfim, devolvi o Moisés ao Senhor e resolvi abrir o meu coração para conhecer melhor a moça que ele escolheu para esposa. O Senhor é fiel e misericordioso! Ao entregar meu filho a Deus, Ele devolveu o filho e me deu uma nora que se tornou como uma filha querida. A moça escolhida foi a Ana Paula, uma jóia preciosa de rara beleza e temente a Deus. Se eu não tivesse o temor do Senhor e não estivesse atenta ao que o Espírito Santo me ensinava, teria perdido o privilégio de ter essa nora maravilhosa. Agora com os olhos de Noemi, posso amá-la como uma filha. Portanto, o que dificulta o tipo de relacionamento aqui tratado, entre sogra e nora ou genro, é o espírito de competição. Isso para o mundo pode ser natural, mas para nós, mulheres que conhecemos a Deus e


18 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

desejamos servi-lo, não deve ser assim. Evitando o conflito O Senhor diz em Rm. 12.1-2: “Rogo-vos pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos como um sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional e não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”

Então, o que devemos fazer para não nos conformarmos com este mundo? Em primeiro lugar nos rendermos a Deus como um sacrifício santo e agradável para podermos experimentar a vontade de Deus, ou seja, para podermos viver, também nesta área, de forma a agradá-lo. A seguir, devo ir contra a cultura deste mundo. Devo amar o meu próximo como a mim mesmo (Mt. 22.39), ver a nora ou genro como próximos a quem devo o amor de Deus. Se eu quero obedecer a Deus, se quero expressar a Sua vida em mim, devo reconhecer que aqui também o mandamento é amar a nora ou genro. Além disso, não posso esquecer que somos irmãos em Cristo Jesus, fazendo parte de uma família e tendo o mesmo Senhor. Eu estava assistindo a um programa na televisão onde a matéria era sobre sogra. Entrevistaram várias pessoas com relatos diferentes. Uma falou que sogra não é parente, é castigo; outra que a sogra caiu do céu porque a vassoura quebrou; outra mandou um recado


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 19

em rede nacional para que a sogra deixasse de ser chata. Em todos os relatos eu vi o descaso, a falta de respeito e até mesmo raiva ao se referirem à sogra. Fiquei pensando: “essa é a experiência do mundo, das pessoas que não levam Deus a sério.” Infelizmente sou testemunha que mesmo no meio cristão também existe esse tipo de reação. Pessoas que conhecem a Deus mas porque não querem abrir mão de seus direitos se machucam com palavras e com ações. Pré-requisito Para seguir nossa chamada, é preciso o “negar a si mesmo”. Estranho e não muito comum ouvir falar sobre morrer para si mesmo, quando se trata do relacionamento entre sogra, nora e genro! É exatamente sobre isso que eu quero chamar a atenção. Em Mt. 16:24 Jesus disse aos discípulos: “Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz, e siga-me”

E Paulo, em 2 Cor. 5.15 diz “E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou”

Renunciar a nós mesmos, não viver para nós mesmos é deixar que opere em nós a morte para que na outra pessoa opere a vida. Mesmo quando a pessoa vem contra nós, não revidamos; quando maltratados não maltratamos. Consideramos que “se já morremos com Cristo, cremos que também com ele viveremos”


20 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

(Rm. 6:8), não só no futuro, mas já manifestando a sua forma de viver que nos serve de exemplo. Essa deve ser a nossa conduta quando somos ofendidos. Este deve ser o proceder entre sogra, nora e genro. Você pode dizer: “mas você não conhece minha sogra!” Ou ainda “você não conhece minha nora!” Eu quero te perguntar: “você conhece a Deus? você é nova criatura? você tem o desejo ardente de obedecêlo?” Então o caminho para andarmos em paz nos relacionamentos, principalmente entre os membros da nossa família, onde somos bem conhecidos e onde devemos iniciar nosso testemunho é experimentar o que Paulo diz em Gl 2.20: “Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”

Sei o quanto isso é difícil. A carne se acha com direitos e faz reinvindicações, não aceitando correções, muito menos exposição. Mas para ela só há um remédio: a cruz. Quando a cruz opera, os feitos da carne são mortificados pelo Espírito Santo que em nós habita. A nova criatura, ressurreta em Cristo toma o seu lugar e mansamente se dispõe a abrir mão dos supostos direitos, por amor ao Senhor e à Sua vontade. Muitas vezes queremos os louros de uma vida de ressurreição, mas não queremos passar pela morte. Não existe ressurreição sem morte! Como também não existe vitória sem luta.


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 3

Quem casa quer casa “Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne”. (Gn. 2.24)

“Deixará o homem a seu pai e a sua mãe”. Essa foi a ordem de Deus para o homem. Ele deveria deixar pai e mãe e junto com sua mulher constituir uma nova família, um novo lar. Algumas dificuldades que surgem no casamento são conseqüência do descumprimento dessa ordem. Não somente os filhos têm que deixar os pais, mas os pais, por outro lado, têm que deixar os filhos partirem. Quando meu filho Moisés casou com Ana Paula, eu pensava ter aprendido a lição até chegar a vez da nossa terceira filha Raquel. Ela também chamou o pai para “`aquela” conversa particular. No meu coração sabia que seria mais um parto. Agora era uma das minhas meninas que deixaria o nosso ninho. Com algum aprendizado da experiência com o Moi-


22 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

sés não precisei passar muitos dias chorando, somente algumas longas horas. Desta vez, a situação era outra, ser sogra de um genro. Relembrei todas as coisas que Deus tinha me mostrado e percebi a responsabilidade que pesava sobre mim. Abrindo um parêntese, agradeço a Deus pela vida do Marlon, esposo da Raquel, que também pertence ao Senhor. Mais um filho amado e precioso, também de rara beleza, que o Senhor agregou à nossa família. O genro é o cabeça do novo lar. Portanto, como sogra, não posso interferir nas suas decisões. Devo considerá-lo, ajudar a minha filha a respeitá-lo e ser sujeita como ao Senhor. A nora tem que ver na sogra o testemunho de uma esposa submissa e mãe dedicada, uma pessoa em quem ela possa confiar e contar nas horas difíceis e alegres. Orei a Deus, várias vezes, pedindo sabedoria, encorajada pelo apóstolo Tiago: “E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada”. (Tg. l:5)

A Sabedoria para desempenhar bem o papel de sogra, vem por querer agradar não somente a nora ou o genro, mas principalmente ao Senhor. “E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens”. (Cl. 3:23 )

O que mais peço a Deus é que eles possam continuar me vendo como mãe e que o amor do Senhor que,


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 23

nos une, seja cada dia renovado. Continuando o aprendizado e sempre atenta à voz do Espírito Santo, comecei a aprender algumas novas lições. Percebi a necessidade de respeitar a individualidade do casal. Isso significa que eles têm uma vida separada da minha, uma vida própria. A sogra tem que estar atenta ao momento de “tirar o time de campo”. A minha avó Valdete, mãe da minha mãe, nos deixou uma lição sobre ser discreta. Ela morava no nordeste, em Aracaju, e vinha passar alguns meses aqui no sul. Ficava alguns dias na minha casa e ficávamos tristes quando ela ia para a casa de minha mãe. Ela era muito discreta e silenciosa. Lembro-me que em determinadas horas, ela se recolhia ao seu quarto. Não se metia na nossa conversa. À noite, antes de se recolher, sempre nos perguntava se não queria que ela fizesse para nós, aquele mingau especial! Era uma pessoa mansa, bem humorada, e muito alegre. A vovó Valdete deixou saudades e a lição de como devemos nos comportar com discrição. Também o Senhor me ensinou sobre não ser freqüente na casa dos filhos: “Não ponhas muito os pés na casa do teu próximo; para que se não enfade de ti, e passe a te odiar”. (v. 25.17 )

Certa vez, escutei uma piada de sogra que dizia, mais ou menos assim: “Qual a distância ideal para se morar de uma sogra? O outro respondeu: não muito perto para que ela não venha de chinelo, e nem muito longe para que ela não venha com uma mala.” A Palavra de Deus é riquíssima e tem resposta para


24 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

todas as coisas, conforme Provérbios 25.17. Ela é atual e serve não somente para a sogra, mas para todas as pessoas e se aplica a todas as situações da vida. Devemos respeitar a privacidade do nosso próximo. Algumas sugestões Em relação ao ir à casa dos filhos, eis algumas dicas aprendidas com a experiência: É importante não ser um “assíduo” visitante, mas viver de tal forma, que eles sintam prazer na sua visita. Isso não significa deixar de visitá-los, mas fazê-lo dentro do bom senso, por exemplo, telefonando para verificar se o momento é apropriado, ou se não haverá interferência nos planos do casal. Nesse aspecto, é prudente evitar ligações em horários inconvenientes, por exemplo, não ligue cedo demais para não acordá-los ou nas horas prováveis de descanso. Quando for visitá-los, procure ter em mente que mesmo existindo total liberdade, aquela não é a sua casa. Outro ponto importante que deve ser observado quando visitar a filha é evitar ficar dando “sugestões” ou mudando de lugar algumas coisas que, em sua casa, você colocaria ou posicionaria de forma diferente. Lembre-se: a casa é da filha, tem que ter o jeito dela e não o seu. Isso pode irritá-la e você pode se tornar indesejada. Isso pode ser útil também para a casa da nora. Sim, é importante ressaltar que esse cuidado não se restringe apenas à casa da filha. Se você visitar a casa


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 25 00

do filho, evite “dar uma de supervisora”. Sua nora vai se sentir vigiada, julgada e condenada. Ela pode até ler um grande veredicto em sua testa “ela não sabe cuidar do meu filho”.


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 4

Amar e servir Voltando ao livro de Rute, quero observar alguns pontos na vida de Rute, a moabita. Posso vê-la como exemplo de amor e serviço àquela que lhe era mais próxima, a sua sogra Noemi. Noemi era idosa, viúva, pobre, sem perspectiva e até sugeriu que a chamassem de Mara, cujo significado é amargo. Isto pode sugerir como ela se via. Independente disso, Rute foi atraída por algo mais. Através da vida da sua sogra ela conheceu o Deus de Israel, o Deus Vivo, em quem ela podia crer e confiar. No capítulo 1.11, Noemi mostrou para Rute e Órfa, suas noras, que seguí-la tinha um custo. Ela não tinha nada mais a oferecer. Orfa calculou o custo a pagar e resolveu voltar para seu povo e seus deuses conforme relato da Noemi: “Eis que voltou tua cunhada ao seu povo e aos seus deuses; volta tu também após tua cunhada”. (Rt 1.15)


28 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

Seguir Noemi significava seguir a morte, ao contrário, se Rute fosse para Moabe, teria tudo. De acordo com a tradição, ela era filha do Rei Eglom, Rei de Moabe. Todavia, apesar do preço à pagar, da perda, resolveu seguir Noemi, que não tinha nada material a oferecer mas que conhecia o Deus Vivo, o Deus de Israel. Tomando a cruz e servindo No capítulo 2:2 lemos: “E Rute, a moabita, disse a Noemi: Deixa-me ir ao campo, e apanharei espigas atrás daquele em cujos olhos eu achar graça. E ela disse: Vai, minha filha”

Nesta atitude de Rute, posso ver alguns detalhes de caráter e conduta impressionantes: 1. Amava a sua sogra “Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Onde quer que morreres morrerei eu, e ali serei sepultada. Faça-me assim o Senhor, e outro tanto, se outra coisa que não seja a morte me separar de ti”. (Rt 1:16, 17)

2. Cuidadosa “E tomou-a, e veio à cidade; e viu sua sogra o que tinha apanhado; também tirou, e deu-lhe o que sobejara depois de fartar-se”. (Rt 2:18)


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 29

3. Conhecedora da lei de Deus “Semelhantemente não rabiscarás a tua vinha, nem colherás os bagos caídos da tua vinha; deixá-los-ás ao pobre e ao estrangeiro. Eu sou o Senhor vosso Deus”. (Lv. 19:10)

4. Operosa, não fugia do trabalho “Disse-me ela: Deixa-me colher espigas, e ajuntá-las entre as gavelas após os segadores. Assim ela veio, e desde pela manhã está aqui até agora, a não ser um pouco que esteve sentada em casa”. (Rt 2:7)

5. Pronta para servir “E Rute, a moabita, disse a Noemi: Deixa-me ir ao campo, e apanharei espigas atrás daquele em cujos olhos eu achar graça. E ela disse: Vai, minha filha”. (Rt 2:2)

6. Dedicada “E esteve ela apanhando naquele campo até à tarde; e debulhou o que apanhou, e foi quase um efa de cevada”. (Rt 2:17)

Ela poderia levar a cevada sem debulhar por ter trabalhado o dia inteiro. Nada mais justo se deixasse a parte de debulhar para Noemi. Mas Rute não fez assim! 7. Sujeita Noemi aconselhou Rute se lavar, se ungir, vestir seus vestidos, ou seja, tirar suas vestimentas de viúva, vestir sua melhor roupa e descer à eira. No capítulo 3:5 vemos


30 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

a resposta de Rute: “E ela lhe disse: Tudo quanto me disseres, farei”

8. De bom testemunho “E respondeu Boaz, e disse-lhe: Bem se me contou quanto fizeste à tua sogra, depois da morte de teu marido; e deixaste a teu pai e a tua mãe, e a terra onde nasceste, e vieste para um povo que antes não conheceste”. (Rt. 2:11)”

9. Reconhecida como mulher virtuosa “Agora, pois, minha filha, não temas; tudo quanto disseste te farei, pois toda a cidade do meu povo sabe que és mulher virtuosa”. (Rt 3:11)

Quantas lições podemos aprender com esta jovem, que no primeiro capítulo do livro de Rute, é descrita como sendo “Rute, a Moabita”; no segundo capítulo como “segadora”, no terceiro capítulo “como uma serva” e no quarto capítulo como “a esposa de Boaz”. Podemos observar o progresso de Rute. À medida que o tempo passava, mais o seu amor e cuidado para com Noemi permanecia como no início. “Então as mulheres disseram a Noemi: Bendito seja o Senhor, que não deixou hoje de te dar remidor, e seja o seu nome afamado em Israel.. Ele te será por restaurador da alma, e nutrirá a tua velhice, pois tua nora, que te ama, o deu à luz, e ela te é melhor do que sete filhos”. (Rt. 4:14-15)

Ter sete filhos era a indicação da bênção de Deus:


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 31

“Os fartos se alugaram por pão, e cessaram os famintos; até a estéril deu à luz sete filhos, e a que tinha muitos filhos enfraqueceu”. (1 Sm. 2:5) “Nasceram-lhe sete filhos e três filhas”. (Jó 1:2)

As mulheres descreveram Rute, a Moabita, como alguém melhor do que sete filhos, e isso era um grande elogio! Tinha um coração serviçal e amoroso, estava sempre pronta para servir! É o que podemos aprender com esta história de amor descrita no livro de Rute. Tenho procurado seguir os exemplos deixados pela Noemi e por Rute, servindo com amor ao Senhor através da minha família. Encorajo as amadas irmãs em Cristo a fazerem o mesmo. É importante salientar que em tudo deve haver equilíbrio. Existem mulheres que “esquecem” o marido por causa dos filhos. Quando vêm os netos se envolvem a tal ponto que novamente o marido, e muitas vezes até o Senhor, são deixados de lado. Não podemos inverter as prioridades em nossa vida. Devemos aprender a ser moderadas em tudo o que fazemos. “Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor”. (Fp. 4:5)

Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação, conforme 2 Tm. 1:7.


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 5

Ações falam mais do que palavras Eu não queria ser uma sogra comum, alvo de piadas. Eu queria ser diferente. O que me diferencia do mundo? “O Espírito de Deus que habita em mim testifica que sou sua filha: O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus”. (Rm.8:16)

Tenho que viver de forma coerente. Não adianta falar uma coisa e viver outra, pois os meus familiares são as pessoas que mais me conhecem. A vida que Noemi levava no seu lar despertou no coração das noras, Orfa e Rute, a vontade de segui-la à terra de Judá. Creio que se Noemi fosse uma sogra difícil de conviver suas noras estariam contentes com sua partida e não teriam interesse em acompanhá-la. Mas a Bíblia relata:


34 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

“E disseram-lhe: Certamente voltaremos contigo ao teu povo”. (Rt 1:10)

Rute queria acompanhá-la porque viu algo mais: “Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus”. (Rt 1:16)

Rute viu Deus na vida de Noemi! Aí está o segredo do relacionamento entre as duas, havia uma vida com Deus, havia um testemunho. No lar de Noemi a Palavra de Deus não era desconhecida e Rute queria isso para sua vida. Será que o nosso testemunho, como fílhos de Deus, tem despertado nas outras pessoas o desejo de conhecerem o Deus a quem servimos? Ou o que fazemos tem falado mais alto a ponto de afastar as pessoas de nós e de Deus? Andei observando e percebi que existem alguns tipos de sogras: 1. A independente: Tem sua vida planejada e não aceita ser requisitada. Ninguém tem acesso a ela. Não quer ser incomodada; 2. A controladora: Quer saber tudo a respeito do filho (a), quer estar por dentro das atividades do casal; 3. A intrometida: Se mete em todos os assuntos mesmo sem ser requisitada; 4. A sensível: Se ressente por qualquer coisa. As pessoas em sua volta (nora ou genro) escolhem as palavras para se dirigir a ela com receio de magoá-la;


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 35

5. A complicada: é aquela que é um pouco controladora e um pouco intrometida; 6. A desconfiada: sempre achando que a nora ou o genro, tem algo contra ela; 7. A indiferente: não quer se envolver em nenhum problema dos filhos porque não quer se incomodar. Seu lema é “cada um que se vire, já tenho os meus problemas, eles que resolvam os deles”; 8. A que se faz de vítima: ela nunca tem culpa e os outros sempre a magoam; 9. A manipuladora: é aquela que consegue que as coisas saiam do seu jeito, mesmo que tenha que jogar um contra o outro. Em quase 20 anos de aconselhamento, tenho visto mulheres que são cristãs, mas que se encaixam em um ou mais destes tipos. Com isso todos sofrem e os relacionamentos ficam abalados. Já vi nora não querer receber a sogra em sua casa, e vice-versa. Quando recebem demonstram abertamente o quanto ela não é bem-vinda. Qual a solução para tão complicada e instigante relação? De forma prática, o que falta é cada um negar a si mesmo para que a vida de Cristo se manifeste. Falta abrir mão de seus direitos por causa do amor ao Senhor e da unidade da família. A família nasceu no coração de Deus e o diabo trabalha incansavelmente para poder dividir à família. A sogra, a nora e o genro fazem parte da mesma família. Alegro-me quando leio em Mt 8:14, 15: “E Jesus, entrando em casa de Pedro, viu a sogra deste acamada, e com


36 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

febre. E tocou-lhe na mão, e a febre a deixou; e levantou-se, e serviu-os”.

Jesus curou a sogra de Pedro, e creio que não foi esse o motivo que levou Pedro a negar Jesus por três vezes. Aquela vida (sogra de Pedro) era importante para àquela família. Como é maravilhoso ver uma família que serve e ama ao Senhor e que seus membros estão dispostos, por amor, a tomar cada um a sua cruz e deixar que a vida de Cristo se manifeste. Sogra nota dez De propósito, deixei um “tipo de sogra” para o final, seria a de número 10 na nossa lista! A SOGRA CHEIA DO ESPÍRITO SANTO. É aquela que reconhece que é pecadora e que tem defeitos, que não é melhor que ninguém. Aquela que quando erra se humilha e pede perdão. Que deixa o perfume de Cristo ser exalado em sua vida. Está sempre pronta para servir e atenta às necessidades da família. É uma intercessora. Ama ao Senhor Jesus acima de tudo e o Seu temor está ligado ao seu coração. Tem um coração atento para aprender em cada situação da vida e não se deixar esmorecer. Ela é discreta e sabe o seu lugar. Você pode estar pensando: “esta é a sogra perfeita” ou “esta é a sogra que todos querem ter, mas ela existe?” E disselhes Jesus: “(...) Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê”. (Mc. 9:23) Se você realmente quer agradar o coração de Deus e O ama acima de todas as coisas é possível sim ser uma sogra cheia do Espírito Santo. Se eu tenho consciência da nova vida em mim, se


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 37

não eu mas Cristo viver através de mim, tudo será possível: “posso todas as coisas em Cristo que me fortalece”. (Fp. 4:13)

Vamos fazer a diferença!


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 6

A vontade de Deus Porque Rute apegou-se a Noemi!? Esta não é somente uma história de um relacionamento bem sucedido de nora e sogra. Rute viu algo que Orfa não viu. Através da vida de Noemi ela teve um encontro com o Deus Vivo e não poderia voltar atrás pois significaria voltar para Moabe e seus deuses. Agora ela sabia que fazia parte da vontade de Deus ir com Noemi para Belém da Judéia. Podemos concluir à luz deste entendimento, que Rute não se apegou somente à Noemi, mas também a Deus, ao Deus de sua sogra. Em Rm. 12:2, Paulo diz: “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”.

A vontade de Deus para Rute era seguir para Belém, acompanhar Noemi e assim experimentar e gozar das bênçãos que viriam.


40 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

A vontade de Deus expressa o Seu ser Muitas vezes não compreendemos a vontade de Deus. Hoje, Deus tem me ensinado algo mais, a minha experiência em relação ao texto de Romanos 12:2. Através desta Palavra, aprendi que a vontade de Deus, que expressa o próprio Deus, é boa, agradável e perfeita. Antes, apesar de saber estas coisas, muitas vezes eu tinha dificuldade de aceitar, em determinadas situações, a vontade de Deus para minha vida. Percebi que precisava não apenas conhecer, mas a amar a vontade de Deus. Se é boa, agradável e perfeita, porque muitas vezes resistimos à Sua vontade? Tenho compreendido, e ouso dizer, que nem sempre a minha vontade é a vontade de Deus. Orfa se dispôs a seguir Noemi, mas a sua vontade, na realidade, era voltar a Moabe e a seus deuses. E essa vontade prevaleceu. Creio que ela também ouvia sobre o Deus de Israel, tanto quanto Rute, no lar de Elimeleque e Noemi. Mas a vontade de Orfa foi muito mais forte e ela se decidiu por Moabe. A experiência de Rute foi diferente. Ela tinha a mesma liberdade que Orfa para escolher entre Moabe e Belém, mas Rute viu, desejou e escolheu seguir Noemi e servir ao seu Deus. Assim, Rute pôde experimentar qual a boa, perfeita e agradável vontade de Deus. Muitas vezes, deixei de provar a benção porque o desejo de realizar a minha vontade era mais forte. Agindo assim, perdi a oportunidade de me abandonar nos braços do Pai e usufruir da benção de ver a Sua vontade se cumprir na minha vida. Rute deixou tudo para trás para seguir a sua sogra e ao seu Deus. Nós também, devemos deixar tudo


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 41

para trás, a exemplo de Rute, negar a nós mesmo para seguir nosso amado Senhor. Devemos dizer não a nossa vontade e deixar Deus realizar a Sua vontade em nós. E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: “Meu Pai se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres”. (Mt. 26:39)

Como é maravilhoso ver a vontade de Deus se cumprindo. Detalhes começam a acontecer, se encaixam no tempo e na hora certa e, assim, somos abençoados pela certeza de que é Deus quem está agindo, e não nós. Podemos ver a Sua mão nas pequeninas coisas e a Sua presença manifestada aquece o nosso coração. Posso compreender o que sentiram os dois discípulos no caminho de Emaús quando disseram entre si: “E disseram um para o outro: Porventura não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava, e quando nos abria as Escrituras?”. (Lc. 24:32)

Amargurada com Deus! Recentemente passei uma experiência sobre aceitar a vontade de Deus como ela é e não como gostaria que fosse. Eu estava tendo uma necessidade e orei ao Senhor. A Sua resposta não foi como eu esperava. No decorrer do dia, sentia-me irritada apesar de não perceber as razões para tal disposição. No dia seguinte, no meu momento a sós com o Se-


42 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

nhor, o Espírito Santo começou a falar ao meu espírito e mostrar a causa da irritação do dia anterior. Mesmo sabendo que Deus estava no controle da situação me irritei porque Ele não fez como eu esperava. Compreendi como estava amargurada com o Senhor e, então, meu coração foi exposto. Consciente disso me humilhei, confessei o meu pecado e arrependida pedi perdão ao meu Amado Pastor. Quantas vezes falamos, cantamos, memorizamos o texto de Romanos 12 verso 2, crendo que Ele sempre tem o melhor para nós, mas a experimentação da verdade nem sempre é fácil por causa da dureza do nosso coração. Compreendi também porque algumas pessoas ficam amarguradas com Deus quando oram e esperam por algo muito desejado sem contudo serem atendidas. Ficam amargas e frustradas e em muitos casos permitem a incredulidade se instalar em seus corações. Não conseguem entender que verdadeiramente o Senhor quer e tem o melhor para seus filhos. Através dessa experiência pude ver quanto preciso da graça e misericórdia de Deus para responder de forma a agradá-Lo. Pude ver que sem o Espírito Santo me fortalecendo e guiando a toda verdade, não serei nada, não expressarei nada que O agrade, somente o pó será visível. Que Deus nos ajude a submetermos a nossa vontade à dEle. Vale a pena!


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 7

Fechando as brechas “E busquei dentre eles um homem que estivesse tapando o muro, e estivesse na brecha perante mim por esta terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei”. (Ez. 22.30)

Colocar-se na brecha significa estar atenta a necessidade espiritual da família, com discernimento e como intercessora. Essa é uma das experiências que experimento constantemente. Também significa sofrer nos conflitos de relacionamentos, não reclamando os supostos direitos, por amor ao Senhor e à pessoa. Outras vezes, significa se posicionar com coragem em nome de Jesus ordenando a retirada do inimigo na sua tentativa em fazer estragos. Não me refiro especificamente ao relacionamento de sogra com nora ou genro, mas como esposa e mãe que ama o Senhor acima de todas as coisas e que se coloca na brecha por seus entes queridos, temos que estar atentas e diante de Deus.


44 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

Sei quão importante tem sido para mim a intercessão. Tenho testemunhado a manifestação do poder de Deus e as orações serem respondidas. É importante estar na brecha ou trincheira, velando, vigiando, atenta as necessidades, lutando em oração, buscando em Cristo o livramento e a vitória. O inimigo trabalha para destruir relacionamentos. Ele conhece a importância da família e não descansa visando alcançar o seu objetivo. E um dos relacionamentos mais visados é àquele entre sogra, nora e genro. As pessoas se divertem contando piadas ofensivas à imagem de uma sogra. Mesmo muitos cristãos aceitam essas piadas como algo normal e divertido, sem perceber que também estão colaborando para a continuidade dessa estratégia diabólica para tirar a paz e harmonia da família. Precisamos tomar mais cuidado com o que dizemos, pois é na brincadeira que muitas vezes ofendemos – até mesmo não querendo – àquelas pessoas que amamos. Como mulheres que amam a Deus, precisamos aprender a discernir quem está por detrás das situações, para podermos estar na brecha por nossa família. Noemi discerniu a situação que ela e Rute estavam vivendo. Ela soube como orientar Rute no que tinha que fazer. Então Noemi disse à sua nora: “Bendito seja ele do Senhor, que ainda não tem deixado a sua beneficência nem para com os vivos nem para com os mortos. Disse-lhe mais Noemi: Este homem é nosso parente chegado, e um dentre os nossos remidores. E disse Rute, a moabita: Também ainda me disse: Com os moços que tenho te ajuntarás, até que acabem toda a sega que tenho”. (Rt. 2:20, 21)


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 45

Noemi agiu com sabedoria colocando-se na brecha por Rute. Rute, por sua vez, começava a ter um relacionamento com o Deus de Israel, o Deus de Noemi. E entre as duas existia um relacionamento de amor e respeito. Por isso, Deus as abençoou. Cabe a nós, mães e sogras, tementes a Deus, amar e servir aos nossos genros e noras com o amor que Deus os ama. Como Deus ama o nosso genro ou nossa nora? Assim, devemos amá-los. Independentemente de como eles são ou como eles nos tratam. O exemplo tem que começar por nós. Devemos ser referência tal que eles possam ver a vida de Deus em nós. Se o relacionamento precisa de mudanças, que comece por nós. Precisamos parar de nos sentir vítimas e partir para a guerra, guerra espiritual, vigiando e orando, discernindo cada situação e clamando pela intervenção de Deus. Algo interessante tem acontecido. Falei para algumas irmãs mais íntimas, o meu desejo de escrever um livro sobre sogra e o meu relacionamento com meu genro e nora. Para minha surpresa várias irmãs me procuraram para compartilhar alguma coisa sobre o assunto, como uma contribuição para o livro. Um irmão chegou a dizer que o livro iria logo esgotar, na primeira edição, pois todo genro compraria um para presentear a sogra, e rimos juntos. Isso só confirmava no meu coração que eu precisava continuar com esse projeto. Em outra cidade, algumas irmãs estavam esperando uma cópia do manuscrito antes mesmo que fosse para a editora.


46 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

Vim ver meu filho e meu neto Uma irmã muito amada compartilhou comigo que estavam tendo problemas com a sogra. Sempre que os visitava deixava bem claro que veio ver “o filho e os netos”. Cumprimentava a todos, exceto a sua nora que parecia ser “invisível” aos olhos dela. Como isso se repetia sistematicamente, estabeleceuse um conflito muito grande no coração dessa irmã e um clima pesado entre ela e seu esposo pois não gostava de sua indelicadeza para com sua mãe. Por fim, o Espírito Santo mostrou a essa irmã que a luta não era contra a sua sogra, mas era uma luta espiritual. Em Efésios 6:12 lemos: “Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.”

Tendo esse entendimento, ela se colocou na brecha pelo seu lar compartilhando a experiência com seu esposo. Quando soube que a sogra estava para visitá-los, começou a orar repreendendo toda a tentativa do diabo de tirar a paz do seu lar e causar confusão. Como resultado, tudo mudou. Ela pode amar, de fato, a sua sogra. E esta, por sua vez, passou a notá-la e até ser amável com ela. Tudo porque ao discernir o quadro colocou-se sabiamente na brecha. Enquanto ela me contava as vitórias alcançadas no relacionamento com a sogra, o meu coração se alegrava por testemunhar a fidelidade do Senhor.


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 47

Faça história com Deus Como mulheres de Deus precisamos estar atentas em todas as situações. O curso da história pode ser mudado através da oração. “(...) A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”. Tg. 5.16

Tenho observado muita dificuldade para estar na brecha em determinadas situações. Por exemplo, quando sou ofendida me surpreendo com a minha reação ao considerar a questão em nível pessoal, resistindo em entregar-me a Deus e levar, de imediato, diante do Senhor o ocorrido. Pelo meu temperamento eu não sou uma pessoa que reage ofensivamente quando ofendida. Ao contrário, fico calada, quieta e choro em casa, lutando contra o meu “velho homem”, o meu “eu”. Em tais situações, fica demonstrado o quanto estou inteira, bem viva, o quanto meu “eu” está exposto e no comando. Então não me resta alternativa a não ser a cruz! Render-me diante do Senhor, expor tudo o que está no meu coração, me humilhar, me arrepender, e ceder o lugar, novamente, ao Espírito Santo para que Ele assuma o controle de minha vida. Só então, quando tudo está em seu devido lugar, estou livre para discernir as necessidades e me colocar na brecha, por mim e por minha família. É impossível se colocar na posição de vigia e em prontidão para a guerra quando o coração estar dividido e amargurado.


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 8

Mantendo o diálogo A comunicação é fundamental em qualquer relacionamento. É essencial para desfazer mal entendidos, enganos e todo o tipo de laço que o diabo arma para destruir a comunhão. Alguns dos pilares de uma boa comunicação são a transparência e a honestidade. Ef. 4: 25 diz: “ Por isso deixai a mentira e falai a verdade, cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros”.

São chaves para o desenvolvimento de um relacionamento saudável. Podemos testemunhar no livro de Rute um nível de comunicação extraordinário e desejável entre sogra e nora: Então disse-lhe sua sogra: “Onde colheste hoje, e onde trabalhaste? Bendito seja aquele que te reconheceu”.


50 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

E relatou à sua sogra com quem tinha trabalhado, e disse: “O nome do homem com quem hoje trabalhei é Boaz”.

Então Noemi disse à sua nora: “Bendito seja ele do Senhor, que ainda não tem deixado a sua beneficência nem para com os vivos nem para com os mortos. Este homem é nosso parente chegado, e um dentre os nossos remidores”.

E disse Rute, a moabita: “Com os moços que tenho te ajuntarás, até que acabem toda a sega que tenho. Melhor é, filha minha, que saias com as suas moças, para que noutro campo não te encontrem”. (Rt. 2:19-22)

E disse-lhe Noemi, sua sogra: Minha filha, não hei de buscar descanso, para que fiques bem? (Rt. 3:1) Lava-te, pois, e unge-te, e veste os teus vestidos, e desce à eira; porém não te dês a conhecer ao homem, até que tenha acabado de comer e beber. E há de ser que, quando ele se deitar, notarás o lugar em que se deitar; então entrarás, e descobrir-lhe-ás os pés, e te deitarás, e ele te fará saber o que deves fazer. E ela lhe disse: Tudo quanto me disseres, farei. (Rt. 3:3-5) E foi à sua sogra, que lhe disse: Como foi, minha filha? E ela lhe contou tudo quanto aquele homem lhe fizera. Disse mais:


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 51

“Estas seis medidas de cevada me deu, porque me disse: Não vás vazia à tua sogra. Então disse ela: Espera minha filha, até que saibas como irá o caso, porque aquele homem não descansará até que conclua hoje este negócio”. (Rt. 3:16-18)

Elas mantinham um diálogo constante. Rute tinha prazer em contar para Noemi como decorreu o seu dia e esta, por sua vez, demonstrava interesse em saber. Através dessas conversas desenvolveram uma confiança mútua, a ponto de Rute se sujeitar às orientações de sua sogra; “Então foi para a eira, e fez conforme a tudo quanto sua sogra lhe tinha ordenado”. (Rt. 3:6)

Elas eram confidentes, falavam a mesma linguagem, criam no mesmo Deus. Rute demonstrava, na prática, seu compromisso progressivo de lealdade a Noemi (Rt. 1:16, 17). Desenvolvendo uma boa comunicação A seguir, apresento algumas sugestões para estabelecer e manter uma boa comunicação: Esclarecer qualquer questão que possa perturbar o relacionamento e estar sempre pronta a reconhecer erros, corrigindo-os e pedindo perdão. Não permitir divisão no coração sob pena de conseqüências inevitáveis, como por exemplo, perder a naturalidade no trato com a pessoa; ficar na defensiva enquanto a pessoa fala ou faz alguma coisa. Tais coisas possibilitam a murmuração e comentários não edificantes.


52 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

O coração dividido gera superficialidade e falsidade, apesar do esforço para tratar bem a pessoa. “Desvia de ti a falsidade da boca, e afasta de ti a perversidade dos lábios” Pv. 4:24. Além disso, ira a harmonia e paz na família. Fale sempre a verdade, mas com amor. “não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do homem velho com os seus feitos”; (Cl. 3:9) “Por isso deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo; porque somos membros uns dos outros”. (Ef. 4:25)

Não se precipite em responder. “O coração do justo medita no que há de responder; mas a boca dos ímpios jorra coisas más”. (Pv. 15:28)

Também não se envolva em rixas e contendas, pois é possível discordar sem brigar. “Como o soltar das águas é o início da contenda, assim, antes que sejas envolvido afasta-te da questão”. Pv. 17:14)

Cuide como fala e não responda com raiva, pois “A resposta branda desvia o furor, mas a palavra dura suscita a ira”. (Pv. 15:1)

Não use do silêncio como punição. Existem alguns diferentes níveis na comunicação, que devem ser percebidos. Uma comunicação super-


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 53

ficial pode dar a impressão de segurança, contudo se limita a expressões como “bom dia”, “como vai querido (a)”. Uma comunicação desinteressada e sem substância onde a pessoa não se dá a conhecer, não expressa o que pensa ou sente, nem se interessa em conhecer a outra. Existe também, a comunicação socialmente correta. A pessoa pergunta a outra se está tudo bem, mas na realidade não está interessada na resposta, não está disposta a parar e ouvir o que ela tem a dizer. Muitas vezes tudo o que ela está precisando é de alguém que a ouça. É muito bom ser ouvida, mas temos que aprender a ouvir. Isso não se aplica somente ao relacionamento sogra, nora e/ou genro, mas é a base para desenvolver uma boa comunicação com qualquer pessoa. Outro fator importante é o respeito na comunicação. Espere a outra pessoa expressar o seu pensamento sem interrompê-la. Muitas vezes, enquanto ouvimos estamos pensando na resposta ou mesmo respondendo antes mesmo que a pessoa conclua seu pensamento. Ouvimos mal. “O que responde antes de ouvir comete estultícia que é para vergonha sua.”. (Pv. 18:13)

Saiba ganhar o coração da nora e/genro, respeitando-a (o) e levando a sério o que ela (e) diz. Fale com sabedoria e moderação, lançando fora toda a murmuração e rixas. “Na multidão de palavras não falta pecado, mas o que modera os seus lábios é sábio”. (Pv. 10:19)


54 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

“A vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um”. (Cl. 4:6)


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 9

Não interferindo “Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios”. (1 Pe. 4:15)

O dia amanheceu com um céu limpo, anunciando que seria mais um dia abafado de verão. Enquanto orava, algo começou a inquietar meu coração. Algumas coisas estavam acontecendo na família: a possibilidade da filha mais nova mudar de emprego e reforma de alguns cômodos da casa. Eu percebi que estava com o espírito inquieto, isso sem considerar que na noite anterior dei alguns “palpites” sobre uma determinada situação e o Mairton me fez lembrar que aquelas decisões cabiam a ele. Abrindo um parêntese, quero deixar claro a importância da mulher expressar a sua opinião, mas precisa ter sabedoria de como e o momento de fazê-lo, e em muitas situações deixando a responsabilidade da decisão para o marido. Enquanto meditava em Filipenses 4:5-7 Deus falou


56 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

de uma forma muito especial ao meu espírito: “Seja a vossa eqüidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor. Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças. E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus”.

Ali simplesmente estava a resposta para a minha inquietude interior. Fui diante do Senhor, confessei o meu pecado, me arrependi de querer ter o controle das coisas e tomar decisões que não cabiam a mim, e me aquietei. Então, o Espírito Santo começou a ministrar ao meu coração sobre a importância de ser moderada, paciente, confiante. Deveria crer, resolutamente que Deus está no controle das circunstâncias. Minha visão foi aberta e entendi que era para escrever mais esse capítulo. Primeiro precisava ter a experiência em minha vida, em minha casa. Comecei reconhecendo que precisava da ajuda do Senhor pois sem Ele não sou e não posso fazer nada sem Ele. Enquanto eu estiver constantemente interferindo na vida dos filhos, tentando dar um “jeito” em tudo, o Senhor nada pode fazer. Então comecei a pensar que isso vale também para o assunto que estamos tratando: o relacionamento entre sogra, nora e/ou genro. Por “coincidência”, estava conversando na noite anterior com uma irmã que contava as lutas que passou com o genro, quando por vários anos moraram na mesma casa. Ela me dizia que não aceitava quando os pais disci-


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 57

plinavam o neto, brigava com o genro até quando ele entrava na cozinha com os pés sujos, no piso que ela acabara de limpar. Um detalhe, a casa era do genro! Essa irmã interferia no relacionamento do casal e na educação do neto. Depois de anos o Senhor falou ao seu coração e ela, finalmente, reconheceu que estava errada e decidiu obedecê-lo. Deixando de interferir na vida do casal. Agora vivem em paz. Voltando ao livro a Rute capitulo 4:15-16: “Ele te será por restaurador da alma, e nutrirá a tua velhice, pois tua nora, que te ama, o deu à luz, e ela te é melhor do que sete filhos. E Noemi tomou o filho, e o pôs no seu colo, e foi sua ama”.

Creio que Noemi continuou morando com Rute e que existia paz naquele lar. Noemi tomou Obede, o filho de Rute no colo e foi a sua ama. Ela estava, definitivamente, inserida naquela família e isso servia de testemunho para toda a cidade. “E as vizinhas lhe deram um nome, dizendo: A Noemi nasceu um filho. E deram-lhe o nome de Obede. Este é o pai de Jessé, pai de Davi”. (Rt. 4:17)

Então, como podemos viver de tal forma que a nossa interferência seja uma bênção? Reconhecendo que dependemos do Senhor a cada momento. Se tivermos que falar que seja com sabedoria. A Bíblia diz: “Abre a sua boca com sabedoria, e a lei da beneficência está na sua língua”. (Pv. 31:26)

Peça sabedoria ao Senhor e Ele dará.


58 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

E, “se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada”. (Tg. 1:5)

Seja uma mulher de oração levando ao Senhor o que você está vendo. Espere e descanse. “Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”. (Tg. 5:16)

Uma vez reconhecendo que está interferindo de uma forma não saudável na vida da família, tome posição. Decida mudar de atitude. Peça ajuda ao Senhor e Ele te ajudará. Outro ponto importante é opinar quando for requisitada, caso contrário estará procurando encrenca com o genro ou nora. Deixe os pais educarem seus filhos. Lembre-se: você como avó é uma colaboradora na educação dos netos! A responsabilidade de educar é dos pais, por isso não contrarie as orientações dos pais. Temos que seguir o exemplo da Noemi, exercendo uma boa influência na vida de nossos entes queridos. Portanto, existe a interferência negativa, a que não edifica e traz confusão. Uma das coisas que o Senhor me mostrou é que interferir positivamente na vida das pessoas implica em morrer para si mesmo e resistir a vontade de se “meter” na vida delas. Saber a hora de ficar calada.


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 59

“O que despreza o seu próximo carece de entendimento, mas o homem entendido se mantém calado”. (Pv. 11:12) “Até o tolo, quando se cala, é reputado por sábio; e o que cerra os seus lábios é tido por entendido”. (Pv. 17:28).

Pondere muito para antes de dar sua opinião. “Na multidão de palavras não falta transgressão; mas o que refreia os seus lábios é prudente”. (Pv. 10:19)

É necessário desenvolver uma vida de oração, entrar no descanso de Deus e deixar Ele fazer o que tem que ser feito. Algumas vezes me surpreendi tentando dar um “jeitinho” para evitar sofrimento para um filho (a), contudo, percebi que ele (a) precisava passar pelo sofrimento para amadurecer. Então voltava a depositar aquele filho (a) aos pés do Senhor. A interferência positiva envolve uma atuação pacificadora. Você vê o problema, ora por ele e no momento certo, no tempo de Deus, com a palavra certa de Deus, conversa com a pessoa. Então, se tiver oportunidade, ora junto com ela e a aconselha. Dessa forma o Senhor é honrado. Temos o exemplo na vida de Noemi, que orientou e aconselhou tudo o que Rute tinha que fazer. “E ela lhe disse: Tudo quanto me disseres, farei”. (Rt. 3:5)

E como fruto dessa interferência positiva, nasceu Obede, pai de Jessé que foi o pai do Rei Davi. Da sua linhagem nasceu Jesus Cristo, nosso Salvador.


88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00

Capítulo 10

Livre para ser sogra É impressionante a atenção que as pessoas têm dado quando eu comento que estou escrevendo sobre a “sogra”. Todos querem dizer algo, uma piada, uma sugestão para o livro, o clima muda completamente, as pessoas ficam mais descontraídas. É interessante observar as diversas reações estampadas na fisionomia das pessoas quando compartilhamos sobre este assunto. Deus, então, foi impulsionando o meu coração para escrever sobre este tema tão polêmico. Eu não desejava escrever só por escrever, mas esperava que o Espírito Santo me direcionasse de modo a ajudar pessoas - sogras, noras, genros – que têm sofrido e se desgastado no relacionamento. Se você tem Cristo Jesus como Senhor e Salvador, você é livre para viver de vitória em vitória, não aceite o veredicto do mundo de que sogra é “persona non grata”. Levante-se e em nome de Jesus faça diferença!


62 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

“Estai, pois, firme na liberdade...”. (Gl. 5:1)

Eu decidi fazer diferença, sei que não sou perfeita, que “piso na bola”, mas nestes momentos não me deixo abater. Sigo em frente, olhando para Jesus. Não posso olhar para mim nem para as pessoas ao meu redor, mas prossigo olhando para o Autor e Consumador da nossa fé. Para poder escrever eu tinha que passar pela experiência de ser sogra e poder compartilhar sobre erros e acertos. Finalmente, gostaria de deixar mais algumas “dicas” para a saúde desse relacionamento. Para as sogras Aceite o genro ou a nora como mais um filho (a), o seu filho (a) não vai te amar menos pelo fato de ter casado, não se preocupe. Lembre-se que sempre há um tempo de adaptação e que o genro ou a nora têm hábitos, costumes e criação diferentes da sua, por isso tenha paciência. Tenha um coração perdoador. Evite levar em nível pessoal tudo o que acontece. Seja maleável, pronta para ceder sempre que necessário. Seja compreensiva. Não tenha receio de amar e servir. Procure ser um alguém que promove o amor na família. Esteja sempre pronta a perdoar. Para genros e noras O amor entre marido e mulher é muito especial,


A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO | 00 63

não precisam se sentir “ameaçados” pela sogra (o). Considerem que há um tempo de adaptação, pois cada família tem seus próprios costumes. Sejam pacientes. Não, não tenham receio de amar e servir. Procurem tratar sempre com respeito à sogra e o sogro. Em todos os relacionamentos a operação da cruz é fundamental. Todos nós que desejamos viver para agradar e seguir ao Senhor temos que morrer para nós mesmos para que e agindo assim, Cristo possa viver através de nós. Sou grata a Deus por ter me agraciado com uma família que O teme. Lembro-me das palavras de Josué quando trás à lembrança do povo tudo o que Deus fez e disse: “Mas se vos parecer mal servir ao Senhor, escolhei hoje a quem sirvais, se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam dalém do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém, eu e a minha casa serviremos ao Senhor”. (Js 24:15)

Que privilégio poder dizer que eu e a minha casa servimos ao Senhor. O salmista diz no Salmo 33:12 “Bem-aventurada é a nação cujo Deus é o Senhor, e o povo ao qual escolheu para sua herança”.

Tenho experimentado e posso dizer sem medo de errar: “Bem-aventurada é a família cujo Deus é o Senhor!” Bem-aventurada é a sogra que ama e teme ao Senhor! Bem-aventurados os genros e as noras que amam


64 88 | A SOGRA PODE SER UMA BÊNÇÃO

ao Senhor e possuem sogras que amam a Deus e os amam!


A Sogra pode ser uma benção