Page 1

EXISTE TRANQUILIDADE EM SÃO PAULO!

GPS

PASSEIOS INCRÍVEIS EM SÃO PAULO PARA AS CRIANÇAS SE DIVERTIREM A VALER NAS FÉRIAS

ISSN 2317-3696

INVERNO COMBINA COM VINHO. CONFIRA AS MELHORES LOJAS DA CIDADE

VIAGEM

DESTINO DOS SONHOS DE QUALQUER CRIANÇA, A DISNEY TEM ATRAÇÕES PARA TODA A FAMÍLIA

EDIÇÃO

ROTEIRO

Nº06

R$

7, 9 0

A TERRA DA GAROA AINDA ESCONDE LUGARES CERCADOS POR VERDE, ONDE É POSSÍVEL IR AO TRABALHO PEDALANDO


Editorial w w w . i n n s a o p a u l o . c o m . b r

Expediente DIRETORA RESPONSÁVEL Fátima Lopes fatimalopes@innsaopaulo.com.br DIRETOR EXECUTIVO João de Paulo Neto joaodepaulo@innsaopaulo.com.br PROJETO EDITORIAL Editora Inn CONSELHO EDITORIAL Fátima Lopes João de Paulo Neto Bia Rodrigues

Cidade fervilhante e encantadora

N

ão importa o que você busca em uma cidade, certamente, encontrará em São Paulo. A terra da garoa reúne o maior centro econômico e comercial do país e é celeiro de grandes artistas – cultura é o que não falta. E em meio à selva de pedra, também é possível desfrutar de paisagens encantadoras. É o que conta a reportagem especial desta edição. A repórter Tamyris Roxo saiu da agitada região da Avenida Paulista em busca de um pouco de verde e lá no Butantã encontrou Carlos Eduardo Santos, gerente da GE, pedalando até o trabalho. Prova de que é possível viver bem por aqui. Nosso GPS também mostra o que São Paulo tem de melhor. Desta vez, para os pequeninos. Isso mesmo! Com a proximidade das férias escolares é preciso pensar na programação da garotada. Se não der para viajar, tudo bem! Vire algumas páginas, anote nossas sugestões e divirta-se!

O friozinho veio mais cedo esse ano e promete ficar por mais algum tempo! Que tal aproveitar para relaxar em casa com os amigos? A seção Decoração dá dicas incríveis para quem quer transformar a sala de estar em um ambiente propício para reunir os amigos em uma dessas noites frias. E o Roteiro, te levará às melhores lojas e empórios de vinhos da capital paulista. Por fim, conversamos com Natalia Guedes, a Tita de Malhação, que deu dicas valiosas sobre a Disney. Com apenas 11 anos, a atriz mirim já esteve na terra do Mickey oito vezes. Aproveite para tirar as dúvidas sobre documentos necessários para tirar o visto e encontre pacotes ideias para toda a família.

EDITORA CHEFE Bia Rodrigues PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO

DIREÇÃO DE ARTE Edgard Santos Jr. Eric Iwamoto DIRETOR DE FOTOGRAFIA Julio Portes TEXTO Renata Turbiani Tamyris Roxo Rubens Boulus Antonia Futuro Bergamo REVISORA Carla Fogliene DIRETOR DE PROJETOS ESPECIAIS João de Paulo Neto JORNALISTA RESPONSÁVEL Bianca Marchetti MTP - 0076212/SP ASSISTENTE DE PUBLICIDADE Pedro de Paulo AGRADECIMENTO Gerência de comunicação da SP Turis IMPRESSÃO

Uma ótima leitura! Bia Rodrigues

REDAÇÃO E PUBLICIDADE Av. José Giorgi, 1.121 Cj. 15 Granja Viana - Cotia - São Paulo CEP: 06707-100 Tel.: (11) 4612-2253 editora@innsaopaulo.com.br As opiniões e os artigos nesta edição não expressam, necessariamente a opinião dos editores. É proibida e reprodução em qualquer meio de comunicação das fotos e matérias publicadas sem a autorização do editor. As pessoas não listadas no expediente não estão autorizadas a falar em nome da revista ou a retirar qualquer tipo de material sem prévia autorização emitida pela redação ou pelo departamento de marketing da revista INN São Paulo. Os preços citados nesta edição estão sujeitos a alterações sem aviso prévio bem como os estoques dos produtos são limitados.

4

INN SÃO PAULO I 2014


Sumário

w w w . i n n s a o p a u l o . c o m . b r

20

16

24

Cidadão Inn

O jornalista Milton Jung criou um projeto para tirar os vereadores do anonimato

20

Capa Inn

Morumbi e Butantã estão entre as regiões com potencial para uma vida melhor

8

Happy Hour

Um SPA com tratamentos rápidos e misturas prontas para cozinhar com as crianças

12

Tecnologia

As melhores telas de televisões disponíveis no mercado 6

INN SÃO PAULO I 2014

24

Decoração

Aposte em uma sala de estar aconchegante para receber os amigos

30

GPS

Um roteiro de lugares educativos e divertidos em que você não pode deixar de levar seu filho

36


50

42

58

36

50

66

As brasileiras que se cuidem, porque fast fashion estrangeiras estão desembarcando no Brasil

É hora de realizar o sonho de infância e conhecer a Disney

O Edifício Altino Arantes, o Banespão, ontem e hoje

42

58

Os carros elétricos que já circulam por aqui e

Conheça as melhores lojas de vinhos da cidade e

os que chegarão ainda este ano

aproveite a estação mais fria do ano

Moda

Motores

Viagens

São Paulo em 2 Tempos

Roteiro

2014 I INN SÃO PAULO

7


Happy Hour

8

INN Sテグ PAULO I 2014


Longe do estresse TRÂNSITO, LONGA JORNADA DE TRABALHO, trânsito novamente. O dia a dia do paulistano é uma verdadeira maratona e o desejo de todos no fim do expediente é o mesmo: livrar-se do estresse. E se, em meio à agitação de São Paulo, você pudesse viver momentos de tranquilidade e bem estar? Esta é a proposta do YeloSpa, localizado no Itaim Bibi. A carta de tratamentos tem opções para todos os gostos e necessidades. Se a ideia é renovar os ânimos e a concentração, você precisa experimentar o YeloNap (R$ 1,50, o minuto) – uma cama que permite um cochilo em posição gravidade zero. A promessa é que, depois de 30 minutinhos, o seu sistema cardiovascular esteja descansado. Outro tratamento essencial para levar o cansaço embora e prepara-lo para uma noite tranquila é o Foot Detox. Trata-se de um escalda pés em que o cliente recebe um conector no pulso que faz contato com a água salinizada. Esta, por sua vez, recebe íons por meio de um aparelho que fica dentro da bacia. A ideia é alcalinizar o organismo, retirando toxinas e metais pesados e, dessa forma, aumentar a resistência do organismo a doenças. O tratamento dura 30 minutos e custa R$ 90. O spa urbano oferece ainda massagens, hidratações, limpeza facial e corporal, reflexologia e dia da noiva. Tudo é cobrado por minuto, a partir de 30 até 90, dependendo do tratamento e da escolha do cliente. www.yelospa.com.br

2014 I INN SÃO PAULO

9


Happy Hour

Deliciosas férias escolares O MÊS DE JULHO é sempre complicado para as mães que trabalham fora. Os pequenos estão de férias, cheios de energia acumulada e, quando elas chegam do serviço, tudo o que eles querem é atenção. Que tal preparar um momento descontraído com a garotada para quando chegar em casa? Aqui vai uma dica da redação de Inn São Paulo: acesse já o site da Chez Moi Chez Toi e compre vários kits de pré-preparo de doces incríveis que as sócias Danielle Nogueira Dhoye e Astrid Marie Sampaio Simão fazem com ingredientes de altíssima qualidade. Trata-se de potinhos contendo os principais ingredientes de sobremesas como brownie, bolinho formigueiro, biscoitos integrais de castanha do Pará, cookies de chocolate e confeitos, chocolate e avelãs e cranberries e amêndoas, que ficam prontos em 20 minutos. Basta acrescentar ovos e manteiga, misturar bem e levar ao forno. Fácil, não é? Aproveite para deixar os pequenos colocarem a mão na massa. Eles se sentirão os mestres-cucas da noite e você só terá o trabalho de levar as formas ao forno. A redação testou e aprovou: pronto em menos de 20 minutos, o brownie é aromático, com sabor e consistência característicos da receita original. Os potes de cookies rendem em média 24 unidades. Já o bolinho formigueiro, 12 unidades. O brownie rende entre 10 e 15 pedaços. www.chezmoicheztoi.com.br

10

INN SÃO PAULO I 2014


Tecnologia

A

A TELA PERFEITA

MAIORIA DOS GRANDES lançamentos aposta em telas grandes de alta resolução e acesso à Internet. Atualmente, três resoluções de tela diferentes estão presentes nos modelos de TVs disponíveis nas lojas. Diante de tanta oferta, como escolher a melhor opção? Se você está em busca de uma boa imagem, com um preço mais acessível, invista em um aparelho HD, que exibe 1.280 colunas de pixels e 720 linhas, resultando em quase um milhão de pontos para formar as imagens. Já a Full HD, com a imagem formada por 1.920 colunas de pixels e 1.080 linhas, o que aumenta o número de pontos para pouco mais de dois milhões, garante imagens ainda mais definidas. Em busca de perfeição? Invista em uma Ultra HD, que apresenta 3.840 co-

lunas de pixels por 2.160 linhas, o equivalente a quatro vezes a resolução Full HD. Se a ideia é, além de uma imagem perfeita, garantir mais eficiência e menor gasto de energia, a tecnologia de OLED (diodos emissores de luz orgânicos, na sigla em inglês), promete revolucionar o mercado de TVs e substituir, no futuro, o LED e o plasma. Trata-se de um painel flexível feito de materiais orgânicos que, quando estimulados por corrente elétrica, pode exibir quaisquer cores primárias usadas para formar as imagens televisivas. Sem a necessidade de lâmpadas ou micro tubos na parte traseira, as TVs de OLED são mais finas e gastam menos energia. Listamos os principais produtos já disponíveis e os que em breve estarão à venda:

LG TV OLED Curved O modelo, de 55 polegadas, apresenta o primeiro design ergonômico de tela curva da indústria, proporcionando uma experiência de IMAX em casa, com uma forma mais natural e imersiva de assistir à TV. Foram cinco anos de pesquisas para o desenvolvimento da curvatura ideal, para chegar a uma superfície em que os objetos que aparecem no centro da tela ou no canto tenham a mesma distância para o observador, ou seja, não há distorção se a imagem se move pela tela e o ângulo de visão é de 180°. Preço sugerido: R$ 16.999.

12

INN SÃO PAULO I 2014


LG TV OLED Gallery Pode também ser considerado um item de decoração. O modelo possui design inovador que alia tecnologia à arte. O televisor apresenta a melhor qualidade de imagem e, em stand-by, é ativado o “Modo Gallery”, que passa a exibir imagens de pinturas clássicas, já armazenadas na TV, em looping, transformando o produto em um quadro. É possível, ainda, trocar tais imagens por quaisquer outras e personalizar a galeria. Outro diferencial da OLED Gallery, que possui moldura em formato de quadro, está no sistema de som com dois alto-falantes e dois woofers que, quando somados aos falantes da TV, geram uma potência de 100W. Preço sugerido: R$ 16.999.

Timeless LED UHD 4K, da SAMSUNG Com 85 polegadas, a Timeless LED UHD 4K é a maior TV do mundo. Uma de suas características mais marcantes é o “Timeless Gallery Design”, uma moldura em volta do aparelho que dá a impressão de que o produto está flutuando. Com um design minimalista e ótimo acabamento, a televisão não possui nenhum parafuso exposto. A definição UHD 4K proporciona uma resolução quatro vezes maior do que a Full HD, ou seja, são imagens extremamente autênticas, dando muito mais vivacidade e realidade às cenas. O lançamento é ainda preparado para o futuro graças ao Evolution Kit, que permitirá a adaptação da TV para os próximos padrões brasileiros de UHD, garantindo mais entretenimento e qualidade de imagem e som sem necessidade de outros equipamentos. A Samsung Timeless 85’’ recebeu o título de Melhor Inovação pela CES e Best of CES, concedido pela CNET.

2014 I INN SÃO PAULO

13


Tecnologia

Smart TV de LED X855, da Sony O televisor da linha X855 traz tecnologias exclusivas da Sony, como o Triluminos Display, que possibilita a reprodução de mais cores que os aparelhos comuns; e X-Reality Pro, que oferece um ganho de qualidade e redução de ruído nas imagens, sejam elas provenientes de mídias Blue-ray, transmissão digital HD ou até vídeos da internet. Graças à tecnologia de Upscalling, o consumidor também pode assistir a vídeos em resoluções inferiores ao 4K, com um ganho de qualidade incrível. O aparelho conta ainda com painel LED 4K (3840 x 2160 pixels), equivalente a quatro vezes o número de pixels de uma TV Full HD. Tem acesso às redes sociais, como Facebook e Twitter. Preço sugerido: R$ 11.999.

Smart TV de LED 60” Full HD 3D KDL-60W855, da Sony A nova Smart TV de LED da linha W855 possui um design moderno, telas grandes e o novo Modo Futebol - um recurso exclusivo da Sony, capaz de cortar a narração em jogos e que oferece conteúdos especiais da FIFA, por meio de um aplicativo que já vem instalado no produto. As TVs contam com excelente qualidade de som como o ClearAudio+; qualidade de imagem com o exclusivo processador X-Reality PRO, que reduz ruídos e proporciona incrível ganho de qualidade para as mais diversas fontes de conteúdo; e a tecnologia Motionflow 480hz, capaz de reproduzir oito vezes mais quadros por segundo que uma TV convencional, garantindo imagens mais nítidas e com menos “rastros”. O controle remoto conta com o recurso One-Flick Entertainment, que torna a navegação ainda mais prática e rápida, a partir de um só clique. Preço sugerido: R$ 7.999.

14

INN SÃO PAULO I 2014


NA MÃO Por: Rubens Boulus

Nokia Lumia 1520 Recebemos para teste o Lumia 1520, da Nokia, recém-adquirida pela Microsoft. O aparelho, com generosa tela de 6 polegadas, se situa em um patamar acima da média dos demais smartphones do mercado, tanto nas especificações técnicas de hardware, quanto no tamanho da tela, que com resolução de 1080×1920 pixels (368 ppi) IPS LCD, permite nítida visualização de textos e imagens, com cores extremamente vibrantes e naturais. No começo, o tamanho do aparelho, comumente chamado de “phablet”, misto de smartphone com tablet, chega a incomodar, mas com o uso mais prolongado acostuma-se facilmente, principalmente pela ótima experiência visual, além da incrível facilidade de uso, proporcionada pelo competente e simples sistema operacional Windows Phone 8.1. Para o uso como telefone, pelo tamanho do aparelho, a adaptação é mais difícil, parece mesmo que ele é mais indicado como um tablet portátil. Já para navegação na internet, redes sociais, acesso a mensagens e e-mails ou

GPS, o Lumia 1520 é muito bom, rápido e eficiente. A câmera do smartphone é uma das melhores atualmente disponíveis no mercado, com lentes Carl Zeiss, 20 megapixels de resolução e tecnologia Pureview, que aliadas aos recursos de software embarcados, permitem fotos nítidas e com qualidade superior, possibilitando regulagens específicas para aprimoramento profissional das fotos e vídeos. Contando com processador Snapdragon, da Qualcomm, de quatro núcleos e 2,2GHz, memória RAM de 2GB e armazenamento de 32GB (expansíveis a 64GB via cartão), o aparelho carrega aplicativos rapidamente, graças ao sistema da Microsoft, que é leve, fluído e organizado. Os programas pré-instalados da própria Nokia deixam o Lumia 1520 bastante esperto, fazendo com que o uso do aparelho seja muito parecido ao do já conhecido computador com Windows. Pode ser encontrado por preços que variam de R$ 1.800 a R$ 2.300. www.nokia.com.br

2014 I INN SÃO PAULO

15


14

INN Sテグ PAULO I 2014


Cidadão

O JORNALISMO QUE FAZ A DIFERENÇA Além de uma carreira respeitadíssima, Milton Jung é idealizador do projeto Adote um Vereador Por: Antonia Futuro Bergamo

V

OCÊ JÁ DEVE estar familiarizado com a voz de Milton Jung, diariamente na Rádio CBN, ou com seu rosto como repórter e apresentador de televisão, afinal, ele está completando 30 anos de carreira e, além do trabalho jornalístico, faz parte da busca por uma São Paulo melhor, com o projeto Adote um Vereador. Nascido em Porto Alegre, em 1965, Milton Ferreti Jung Júnior cresceu no meio jornalístico: é filho do renomado jornalista Milton Ferreti Jung, o Correspondente Guaíba, da Rádio Guaíba da capital gaúcha. “Desde pequeno acompanhava meu pai ao estúdio, aprendi muito. Também sou sobrinho e afilhado de jornalistas”, conta. Apesar de ter cursado Educação Física, a vocação falou mais alto. Jung se formou em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS) e iniciou sua carreira na mesma rádio onde passou parte de sua infância e, paralelamente, no Correio do Povo. Ainda em Porto Alegre, foi repórter do SBT até se mudar para São Paulo, em 1991.

Profissional versátil, o jornalista já atuou nas mais diversas formas de comunicação desde o jornal impresso, passando por televisão e rádio até WebTV. Jung foi repórter da Rede Globo, apresentou o Jornal da Cultura e o 60 Minutos, ambos na TV Cultura, narrou jogos de futebol e apresentou o Leitura Dinâmica, na RedeTV!, e foi âncora do Jornal da Terra, do Portal Terra. Na Rádio CBN há quase 15 anos, atualmente ele apresenta o Jornal da CBN e mantém o Blog Milton Jung, no portal da rádio. Jung é daquelas pessoas que utiliza sua voz e visibilidade para fazer a diferença. Desde 2008, ele coordena o projeto Adote um Vereador, cuja ideia é engajar a população na política local. Ao aderir ao projeto, o participante deve escolher um vereador da cidade, abrir um blog e publicar notícias e comentários sobre o parlamentar através de informações obtidas pelas redes sociais, mídia em geral ou até pelo contato direto com o gabinete (entenda como participar do Adote um Vereador no box).4

2014 I INN SÃO PAULO

17


A ideia do projeto surgiu espontaneamente após as eleições municipais da época. Cinquenta e cinco vereadores foram eleitos e em seu trabalho como jornalista, Jung passou a receber mensagens indignadas de pessoas que diziam não reconhecer aqueles políticos, quem os elegeu e por que estão lá. “Os vereadores têm uma função muito importante: criam leis e mexem com o nosso dinheiro. Então, se você não o elegeu, adote um vereador”, diz Jung sobre o projeto. De fato, não é estranho que o cidadão não re-

Colégio Santa Maria, em São Paulo, oferece um curso supletivo para pessoas que voltaram a estudar e os professores levaram o conceito do Adote um Vereador para a sala de aula. “Eles dividiram grupos que mapearam cada região, identificaram vereadores, fizeram um levantamento dos seus projetos e criaram um mural com informações”, conta Jung. “Eles convidam esses políticos a participarem de entrevistas na escola. No fim, fizeram um projeto ainda maior”, comemora. Há outros casos de sucesso: no ano passado, o prefeito Fernando Haddad (PT) transformou em lei a ideia que foi apre-

conheça seus representantes, uma vez que nas últimas eleições apenas três sentada pelo técnico de próvereadores se elegeram soziOs vereadores têm tese dentária Cláudio Vieira, nhos: Trípoli (PV), Andrea uma função muito impara seu “adotado”, o vereaMatarazzo (PSDB) e Gouportante, criam leis e dor Marco Aurélio Cunha lart (PSD) foram os únicos (PSD). O Serviço de Atenque superaram o número de mexem com o nosso dimento ao Cidadão, no site 103.843 votos necessários dinheiro. Então, se você da prefeitura de São Paulo, para conseguir uma cadeira. não o elegeu, adote um terá um ícone que permite Os outros 52, que atualmeno envio de fotografias pelos te estão no legislativo mumoradores que registrarem reclamações sobre nicipal, precisaram de votos dados à legenda ou buraco na via, calçada ruim, árvores necessitanoutros candidatos da coligação. do de poda ou semáforo quebrado, por exemplo. “No início, o projeto conseguiu várias adeO benefício também será oferecido a quem prosões. Complicado é manter!”, conta Jung. “Só curar o SAC (Serviço de Atendimento ao Consuprestamos atenção em nossos representantes em midor), pessoalmente, nas subprefeituras. Por ano eleitoral ou quando algum assunto polêmiseu diálogo com o cidadão, Cunha recebeu o prêco está em votação e ganha destaque na mídia”, mio da Fundação Mário Covas por “Boas Prátidiz. A ideia de apresentar os políticos aos eleitocas Legislativas”. res foi mal vista por muitos candidatos e vereaO terceiro caso envolve as transmissões das dores. “Alguns se sentiram perseguidos. Mas o reuniões de vereadores na Câmara Municipal. Por vereador é um representante do órgão público, o uma sugestão do projeto à presidência da Câmacidadão tem o direito de acompanhar e certificar ra, é possível acompanhar via Auditórios On-line seu trabalho”, conta Jung. transmissões de eventos em tempo real, utilizanSe por um lado, o Adote um Vereador lida com do as câmeras de segurança com sistema de som o problema da continuidade das adesões e a antiinstalado. “Os envolvidos cobravam de seus ‘afipatia de políticos, por outro, a ideia inspirou peslhados’ presença nas reuniões através das redes soas de outros estados por todo o país. Em Brasísociais e podiam se certificar de que participaram, lia, por exemplo, já existe o Adote um Distrital. O

18

INN SÃO PAULO I 2014


Cidadão assistindo tudo pela internet”, conta Jung. Coincivras. “Não somos uma ONG, é um movimento dência ou não, o número de presenças nas reunique não tem dono. Somos uma ideia que inspira ões subiu significativamente. as pessoas a melhorarem sua cidade”. Sobre isso, só Todo segundo sábado do podemos afirmar: está funciomês, o Adote um Vereador nando. Só prestamos atenção realiza uma reunião inforem nossos políticos em mal no café do Pateo do ColVida no Morumbi ano eleitoral ou quando legio, no centro da cidade. Milton Jung escolheu o algum projeto polêmico Jung conta que no último bairro do Morumbi para vique está para ser votado encontro ficou emocionaver com a sua família. “Apeganha destaque do porque estavam em uma sar de ser uma das áreas mais mesa cheia não só de pessopopulosas da cidade, existem poucos vereadores interessados na região”, diz. as ligadas ao projeto, mas envolvidos em outros Para ele, ali estão os pulmões de São Paulo, permovimentos e até profissionais de subprefeituras da cidade - todos trocando ideias. “É bom ver o assunto vindo à tona nas rodas de conversa. As pessoas têm que se sentir pertencentes à sociedade e parte da cidade onde vivem”, diz. Com 17 blogs ativos atualmente, Milton resume o Adote um Vereador em poucas pala-

dendo boa parte de sua área verde e ganhando um intenso tráfego de veículos. O volume de carros e as construções desenfreadas na região merecem a atenção de políticos e da sociedade. “Quando lutamos pelo Morumbi, estamos pensando na cidade. Preservá-lo é conservar São Paulo”, conclui.

SE INTERESSOU EM PARTICIPAR DO ADOTE UM VEREADOR? VEJA COMO FUNCIONA: 1 - Escolha um vereador, deputado ou senador; 2 - Abra um blog ou um canal de comunicação, como uma página no Facebook; 3 - Pesquise informações sobre o parlamentar nos canais oficiais, jornais, rádio, TV, sites e blogs ou faça uma visita ao seu gabinete, se for o caso.

Sobre o que publicar, Jung dá a dica. “Tenha um olhar crítico e poste algo que seja legal para ajudar o eleitor a se preparar para a hora de votar”, diz.

2014 I INN SÃO PAULO

19


Capa

!

A EFERVESCENTE SÃO PAULO Paulistanos elegem novos cantos da cidade, que apresentam pleno desenvolvimento, para viverem Por: Tamyris Roxo I Fotos: Divulgação

U

RBANIZAÇÃO ACELERADA. Talvez seja assim que especialistas rotulem a maneira como São Paulo despontou em poucas décadas como capital mais fervilhante do país. Com a ajuda de migrantes e imigrantes, aos poucos a cidade foi deixando de ser somente um “centro onde tudo acontecia” e passou a ganhar bairros para abrigar a população que continuava a chegar, ávida pelas oportunidades que existiam quase que totalmente na região do Centro. Pode-se dizer, inclusive, que foram os novos moradores que ajudaram a construir a metrópole que ela é hoje. Dona de centenas de bairros, São Paulo apresenta pontos onde não há mais espaço para crescimento. Ocupada desde que essa era a Terra da Garoa, as localidades em torno da Avenida Paulista – um dos primeiros cartões-postais da cidade – quase não contam com espaços disponíveis. Encon-

Jose Cordeiro - SPTuris

trar um imóvel comercial ou residencial, que esteja dentro das possibilidades financeiras para locação ou compra, é um desafio: os altos preços assustam. O metro quadrado na região custa em média 10 mil reais. Quem pode pagar e se manter em um bairro como o Jardins, por exemplo, dificilmente opta por sair dali, já que a facilidade de locomoção e a variedade do comércio são suficientes para uma pessoa não precisar se ausentar do bairro para quase nada. Além dessa, outras regiões parecem ter chegado ao seu limite e é cada vez mais necessário que São Paulo retome o fôlego para continuar prosperando e oferecendo alternativas aos seus moradores e investidores. Desses entraves é que surgem novos centros de atenção em São Paulo e florescem os bairros com disponibilidade de espaço e custos menos exorbitantes. Incorporadoras, moradores e comerciantes estão de olho em lugares como as Vilas Andrade


Caio Pimenta - SPTuris

e Leopoldina, Cambuci, Alto da Mooca e toda a região do Morumbi. Segundo define a arquiteta urbanista Fernanda de Ávila e Silva, do Instituto BrasilCidade, as pessoas e empresas estão mudando para bairros como esses porque têm a possibilidade de se estabelecerem em imóveis mais amplos, além de mais afastados do trânsito e caos urbano que permeiam os bairros mais próximos ao Centro. Entre as estrelas da vez, o Butantã retomou com força expressiva seu crescimento há menos de uma década. Os preços competitivos por ali fizeram com que, de 2011 a 2013, houvesse um crescimento de 129% no volume de novas construções residenciais que receberiam moradores satisfeitos por poder contar com a estação da linha Amarela do metrô, inaugurada na região em 2011. Por ali, o preço médio do metro quadrado é de R$ 5 mil. Na parte do bairro que beira a Marginal Pinheiros, surgiram os espigões onde grandes empresas como Odebrecht e Accor se firmaram, levando para lá milhares de trabalha-

dores. O gerente de serviços da GE, Carlos Eduardo Idalgo Ruiz dos Santos, que mora e trabalha por ali, não poupa elogios ao bairro que adotou após anos morando na Vila Mariana. “Aqui posso me locomover do jeito que mais gosto: de bicicleta. Vou pedalando para o escritório e, no caminho, aproveito o cenário arborizado, que lembra uma vila de cidade pequena”, conta. São cidadãos como Santos que passaram a gerar na região demanda por restaurantes, consultórios e demais serviços próximos aos prédios corporativos. Exemplo disso é o Cabaña del Assado - casa de cortes argentinos que fincou sua bandeira também no Butantã. Os sócios do restaurante, Patrícia e Alexandre Mora, explicam o porquê de terem ido para a região. Segundo eles, a unidade, que se tornou a sede da casa, tem um ambiente amplo e é muito frequentada por empresários em almoços de negócio, além de ser o cenário perfeito para jantares românticos e fins de semana familiares. “A região cresce e a gastronomia consolida e valoriza4

2014 I INN SÃO PAULO

21


Capa seu desenvolvimento”, afirma Patrícia.

! – desde as mais altas, que estabeleceram ali seus casarões

Colada ao Butantã está uma região que, de tão próspera,

e empreendimentos variados em meio a parques e áreas de

tornou-se nomenclatura para diversos bairros em seu entor-

lazer que tornam a vida na região menos sufocante dentro

no – tudo para despertar o desejo de possíveis compradores

da selva de pedra paulistana. Ali, cada habitante conta com

e investidores: o Morumbi. O distrito, que surgiu de uma

239 metros quadrados de área verde, enquanto a média da

grande fazenda com mais de 700 alqueires e foi modelado

cidade é de 58 metros quadrados por habitante. Mais um

em meio a muito verde, é um dos que mais se destacam, sen-

ponto positivo para o Morumbi, um dos distritos mais ar-

do até mesmo chamado de bairro-região, considerando os 19

borizados de São Paulo.

sub-bairros que engloba.

Dos pedaços verdes mais bem aproveitados, encontra-

Além de aparecer com destaque nas pesquisas de mer-

-se o parque Burle Marx, um oásis de contemplação intei-

cado imobiliário realizadas na cidade, o Morumbi ainda

ramente planejado e assinado por Oscar Niemeyer e pelo

tem muita história para contar. Foi ali que, em 1813, o

paisagista que empresta seu nome ao complexo com mais

padre Antônio Feijó ergueu o casarão conhecido como a

de 450 mil m² onde trilhas, espelhos d’agua e espécies na-

Casa da Fazenda Morumbi, na altura do número 5594 da

tivas da Mata Atlântica compõem o cenário.

Avenida Morumbi. O local foi restaurado e hoje é um dos pontos turísticos da região.

Esse combo de grandes áreas disponíveis aliadas aos baixos valores de terrenos fez com que, nos anos 1980 e 1990,

No meio do matagal, também foi levantado o maior íco-

houvesse um crescimento que beirou os 70% em número de

ne da região, o Estádio do Morumbi, que a partir do início

novas construções, o que trouxe para a região a sofisticação e

de sua construção, em 1952, começou a atrair ocupantes

os serviços especializados que antes eram encontrados ape-

para o bairro que não parou de se expandir e devido às

nas em áreas mais centrais, como Higienópolis e Jardins.

suas dimensões grandiosas, abriga diversas classes sociais

Em entrevista à revista Veja SP, a primeira-dama do Es-


O que tem de bom... Butantã: Parque Luís Carlos Prestes Quase 30 mil m² compõem um dos parques mais bem estruturados da cidade. Por lá, encontram-se churrasqueiras, quiosques, quadras poliesportivas, aparelhos de ginástica, playgrounds, áreas de estar, pista de cooper, comedouro para pássaros, trilhas, espaço comunitário e pista de caminhada. Rua João Della Manna, 665 - Butantã Museu de Arte Contemporânea da USP (MAC) O MAC USP mantém sua sede no campus da Universidade, tendo à disposição um centro de referência sobre arte moderna e contemporânea, brasileira e internacional, formado por uma biblioteca e um importante arquivo documental. Rua da Praça do Relógio, 160 - Cidade Universitária Instituto Butantã A Instituição, um dos maiores centros de pesquisas biomédicas do mundo, possui um belíssimo parque com cerca de 80 hectares, onde mais de 60% dessa dimensão são de áreas verdes. Av. Vital Brasil, 1500 - Butantã tado de São Paulo, Lu Alckmin, deixou clara sua preferência pela região: “Estamos no Morumbi há mais de dez anos. Nosso local predileto é o centro de conveniência na Avenida Jorge João Saad, em frente ao Colégio Miguel de Cervantes, com uma boa livraria, um café, uma doceria e uma deliciosa comida japonesa. Outro ponto que gostamos é a Praça Vinícius de Moraes, com ampla área verde e limpa. É ideal para passear e tomar uma água de coco. O bairro desperta os sentidos: é bom ouvir o som da torcida no estádio e sentir o aroma das camélias floridas nos jardins”, contou à publicação. Dados apresentados pela Embraesp mostram que o apreço demonstrado pelos moradores não é mero bairrismo: de 2004 para cá, o Morumbi lançou 234 empreendimentos, 381 blocos, 25.546 unidades, que somaram pouco mais de R$ 11,6 bilhões em valor nominal. Entre esses números estão moradores da classe média e média alta que migraram para o bairro e se mesclaram aos donos dos casarões de alto padrão que fizeram parte do início da região. “Nesse sentido, o Morumbi representa bem a cidade, uma vez que recebe uma ocupação de empreendimentos para todos os tipos de classes e produtos, desde o popular até o luxo”, explica Luiz Paulo Pompéia, diretor da Embraesp.

Região do Morumbi: Sainte Marie Gastronomia Excelente comida armênia preparada pelo chef e proprietário, Stephan Kawijian, especialista em “afofar” kibes montados e esfihas em sabores variados. Rua Dom João Batista da Costa, 70 - Jardim Taboão Praça Vinícius de Moraes Ao lado do Palácio dos Bandeirantes, essa praça possui uma pista com extensão de 1.500 metros, mesas de piquenique, aparelhos de ginástica e uma grande área de concreto cercada por bancos, ideal para as primeiras pedaladas da garotada. Avenida Giovanni Gronchi, s/n - Morumbi Portal do Padeiro Eleita pelos moradores do bairro ganhou os Prêmios Top Of Mind e Morumbi Net de melhor padaria do Morumbi. No cardápio é possível encontrar mais de 20 opções de pães especiais, entre elas, italiano, aveia, beterraba e milho, que estão sempre fresquinhos. Rua Professor José Horácio Meirelles Teixeira, 546 Morumbi - Tel.: (11) 3744-6114

2014 I INN SÃO PAULO

23


Decoração

O espaço aconchegante projetado pelas arquitetas Ana Rozenblit e Sabrina Salles para um apartamento em São Paulo

24

INN SÃO PAULO I 2014


O CONFORTO DOS ESPAÇOS DE CONVIVÊNCIA Salas de estar e de TV devem ser aconchegantes tanto para momentos em família quanto para receber os amigos Por: Antonia Futuro Bergamo I Fotos: Divulgação

2014 I INN SÃO PAULO

25


Decoração

Q

UEM NÃO QUER chegar em casa depois de um dia cansativo de trabalho e se sentir aconchegado? Ou ainda receber amigos em momentos descontraídos e não menos confortáveis? As chamadas áreas de convivência, como salas de TV, costumam ser os espaços mais frequentados da casa no dia a dia e, independentemente do tamanho, merecem atenção e capricho. Um bom projeto arquitetônico pensado para o ambiente ajuda a alcançar esse objetivo. As áreas de convivência devem ser convidativas, pois é neste ambiente que as atividades como ler um livro, assistir a um bom filme, receber os amigos ou passar um tempo em família acontecem. “São vários os recursos que podemos usar: a sala deve ser arejada e com iluminação adequada, contar com móveis na medida certa para o ambiente e permitir espaços livres para a circulação”, explica a arquiteta Christiane Roy.

A sala de TV ganha espaço e iluminação na medida, em decoração do escritório Messa Penna

26

INN SÃO PAULO I 2014

Segundo a profissional, as cores alegres, estampas florais e geométricas, e diferentes texturas que tomaram conta da última feira de Milão, continuam em alta. Os elementos podem estar em detalhes como flores, pintura, um tapete generoso, mesinhas de apoio e almofadas. A arquiteta Olivia Messa, do escritório de arquitetura e interiores Messa Penna, aposta em materiais naturais, reciclagem do antigo que traz modernidade, mantendo sempre a harmonia do ambiente. “Para ficar aconchegante, uma sala precisa ter um tapete que abrace o layout, paredes com um tom off white ou, no caso de ambientes grandes, uma cor mais fechada como cinza ou revestimento de palha natural”, indica. A iluminação também faz toda a diferença. “Uma sala muito clara ou com excesso de lâmpadas não deixa o ambiente acolhedor. É bom optar por pontos focais e luz central”, concordam as arquitetas Ana Rozenblit e4


5 A sala de TV se

une à sala de estar em projeto das arquitetas Ana Rozenblit e Sabrina Salles

3 Cores e texturas

misturadas dão um tom descontraído ao espaço de convivência

2014 I INN SÃO PAULO

27


5

O espaço criado pelo Messa Penna aposta na versatilidade de objetos decorativos na sala de TV

Sabrina Salles, do Spaço Interior Arquitetura. Além disso, aposte em flores naturais, sofá com muitas almofadas, tapete e objetos de decoração. Tudo isso é essencial para proporcionar a sensação de conforto, pois indica que o ambiente foi pensado com carinho.

impressão é que se está entrando em uma casa. Esta

A integração dos ambientes, como sala de jantar

as solicitações dos moradores, toda a área social da

com living, varanda com sala, cozinha com varan-

casa está em um amplo e único espaço para integrar

da, é uma tendência. Em seus projetos, Ana e Sa-

a família, que adora receber os amigos para jantares

brina apostam na utilização de móveis funcionais

e degustações de vinhos. “Para dar mais aconchego,

e com dupla funcionalidade para integrar os cômo-

optamos por usar tapetes e papel de parede em tom

dos. Ponto chave do projeto da arquiteta Consuelo Jorge para um apartamento de 400 m², no primeiro andar de um prédio na Zona Sul de São Paulo, a integração da varanda ao living permitiu que os moradores ganhassem o bônus de uma área verde. “A

28

4

A parede revestida em placa cimentícia proporciona sensação de movimento e volume

INN SÃO PAULO I 2014

sensação é propiciada pela integração geral do projeto, e, especificamente, da varanda ao living e à área externa do prédio, cujas copas das árvores estão no mesmo nível do apartamento”, explica. Atendendo

de cinza rato”, diz a arquiteta. Independentemente da funcionalidade e tamanho do espaço disponível, vale apostar na transformação da sua sala de estar ou de TV em um cômodo feito para propiciar bons momentos de lazer e descanso.


Decoração

CONFIRA ALGUMAS DICAS PARA UMA SALA ACONCHEGANTE • Almofadas e mantas podem dar um tom alegre a uma decoração sóbria e

vice-versa. Mantas também dão a impressão de aconchego e aquecem o ambiente; • Tapetes fazem toda a diferença no ambiente. Escolha o mais adequado, levando

em consideração o espaço disponível e o restante da decoração; • Ambientes integrados são ótimos para a convivência dos moradores da casa ou

para a fácil comunicação ao receber convidados; • A iluminação indireta ou através de dimmer deixa o cômodo mais confortável e

pode criar um clima diferente para cada ocasião; • Cores quentes dão a sensação de calor, porém, use com moderação em

ambientes pequenos.

2014 I INN SÃO PAULO

29


GPS

BRINCADEIRA DE CRIANÇA

Nessas férias, guarde o videogame no armário e leve as crianças para passear. Em São Paulo, o que não falta é diversão Por: Bia Rodrigues I Fotos: Divulgação

30

INN SÃO PAULO I 2014


A

S FÉRIAS DE INVERNO estão chegando e logo a garotada terá tempo livre de sobra. Se não quiser ficar de cabelo em pé com a bagunça das crianças (afinal, é muita energia acumulada!), é preciso começar a pensar na programação para o recesso escolar. Falta de tempo para viajar não é desculpa para deixar os pequenos em casa, jogando videogame ou assistindo a desenhos na televisão. Em São Paulo há ótimas opções de passeios e algumas, inclusive, incluem os adultos. Que tal começar o roteiro pela lista a seguir? 4

2014 I INN SÃO PAULO

31


O Mundo da Xuxa

Destinado a crianças de 2 a 13 anos, o parque ocupa uma área de 12 mil m² no Shopping SP Market e tem capacidade para abrigar três mil “baixinhos” ao mesmo tempo. Entre as 20 atrações disponíveis, destaque para a Montanha Russa, a Fábrica de Chocolate, a Parede de Escalada e o Cabum. Peças teatrais acontecem no espaço Era Uma vez e no Palco de Eventos acontece a Parada Musical – uma dinâmica lúdica que leva as crianças a “viajarem” pelas músicas da apresentadora Xuxa no DVD XSPB. Ingressos para duas pessoas a partir de R$ 134. Shopping SP Market Avenida das Nações Unidas, 22.540 – Jurubatuba Tel: (11) 5541-2530 www.omundodaxuxa.com.br

32

INN SÃO PAULO I 2014


GPS

Zoológico de São Paulo

Esta poderia ser uma dica óbvia. Afinal, quem nunca levou o filho ao zoológico. Mas nem todos sabem que o parque oferece o Passeio Noturno. Isso mesmo: os visitantes podem observar e conhecer melhor as várias espécies de animais de hábitos noturnos, que muitas vezes se escondem durante o dia. Há também apresentações didáticas no Espaço Vida de Bicho, além da possibilidade de ver de perto os hipopótamos sendo alimentados pelos monitores e animais como leões, onças e tigres recebendo estímulo para desenvolverem comportamentos mais naturais e explorarem melhor seus recintos. Preço por pessoa: R$ 75. Crianças de 5 a 10 anos pagam R$ 55. Estão inclusos no valor o estacionamento e um lanche. O passeio tem início às 19h e dura 3 horas. Av. Miguel Estéfano, 4241 – Água Funda Tel: 5073-0811; www.zoologico.com.br

2014 I INN SÃO PAULO

33


GPS

Casa das Ideias

A oficina-escola recebe crianças a partir de cinco anos. Localizada na charmosa Vila Madalena, possui um espaço confortável e seguro, onde as crianças colocam em prática suas ideias. É possível fabricar brinquedos de madeira ou artesanatos. Ali, não há limites para a imaginação! O professor atende no máximo três crianças, garantindo que os pequenos saiam sãos e salvos. Além de entreter, as atividades ajudam a criança a ter mais concentração, disciplina e desperta a vontade de buscar soluções para problemas. Preços das oficinas sob consulta. Rua Fidalga, 174F – Vila Madalena Tel: (11) 2364-4847 www.acasadasideias.com.br

Aquário de São Paulo

Já conhece o Aquário de São Paulo? Inaugurado em julho de 2006, apresenta 9 mil m² e cerca de 2 milhões de litros de água, o que rendeu a ele o título de maior aquário temático da América Latina. Vivem ali mais de 3 mil exemplares de cerca de 300 espécies de animais. Há tanque de água doce, oceanário, pinguinário e até um morcegário. Mas a estrela do local é o Pancho, um tubarão mangona que veio do Parque Temaiken, na Argentina. Para chegar até aqui em 2011, foi preciso uma grande operação aeroviária. Ingressos a R$ 45 para adultos. Crianças até 12 anos pagam R$ 35. Rua Huet Bacelar, 407 – Ipiranga Tel: (11) 2273-5500 www.aquariodesaopaulo.com.br

34

INN SÃO PAULO I 2014


Mamusca

A casa, construída para ser um espaço para as crianças brincarem enquanto as mães tomam um café, fica em Pinheiros. A concepção arquitetônica visa maior aproveitamento da luz natural, com espaços integrados e planejados para a livre expressão dos pequenos, que podem desenhar nos vidros, painéis de azulejos e nas paredes de lousa. Há brinquedos antigos garimpados em feiras e espaços para leitura de livros. De acordo com a faixa etária, oficinas de arte, dança, música, culinária e yoga são oferecidas para crianças de 3 meses a 6 anos. Durante a semana, a hora da brincadeira custa R$ 15 e as oficinas, R$ 45. Já aos sábados e feriados, a hora custa R$ 25. Rua Joaquim Antunes, 778 Pinheiros - Tel: (11) 2362-9303 www.mamusca.com.br

Circo dos Sonhos

O circo ficou um tempão sem espaço até se estabelecer no Mooca Plaza Shopping. Entre as novidades, está a parceria com o ator Marcos Frota – conhecido como embaixador do circo brasileiro. A ideia é transformar o picadeiro em um espaço multicultural. Além das apresentações circenses (ingressos a partir de R$ 30), a Companhia também oferece aulas de circo. E garante: é a única da cidade que ensina trapézio de voos. Av. Capitão Pacheco e Chaves, 313 Mooca - Tel: (11) 2076-0087 www.circodossonhos.com

2014 I INN SÃO PAULO

35


Moda

MODA A JATO Nunca existiram tantas opções das chamadas fast-fashion no país. São Paulo concentra as principais lojas de todas as marcas, que produzem tendências em um piscar de olhos Por: Tamyris Roxo I Fotos: Divulgação

36

INN SÃO PAULO I 2014


2014 I INN Sテグ PAULO

37


C

OMEÇOU COM A chegada da holandesa C&A, nos anos 1970. Depois dela, veio a espanhola Zara, em 1999, para se juntar às brasileiras Riachuelo, Renner e Marisa – que, ao contrário das concorrentes gringas, percorreram um longo caminho de transformações em seus modelos de negócio até se estabelecerem como fast-fashion. As últimas a aterrisarem na cidade foram a inglesa TopShop, em 2012, e a americana Forever 21, em 21 de março passado. Esta última, mal chegou e já virou um fenômeno entre as jovens paulistanas. A primeira loja da marca, aberta no Shopping Morumbi, causou comoção com seus três andares repletos de peças ousadas a preços mais amigáveis do que os praticados por suas concorrentes – e que, segundo rumores, são, em parte, subsidiados pela empresa, uma vez

38

INN SÃO PAULO I 2014

que seria impraticável cobrar para sempre R$ 9 por uma blusinha, ainda mais pelo local onde a loja foi instalada. O fato é que filas se formaram e, até então, elas podem ser vistas na porta da loja aos finais de semana, quando o maior público – meninas entre 15 e 25 anos, que costumam viajar para o exterior e comprar nas unidades de lá – se engalfinham para ter acesso às barganhas por aqui mesmo. Segundo o fundador da marca, Do Won Chang, as filas têm prazo de validade. “Além da loja no Shopping Morumbi, temos prevista a inauguração de mais uma unidade na capital e outras seis pelo país”, revela. Todo o barulho em torno desse novo boom de marcas que vendem roupas transadas a preços camaradas mascara, mas não esconde os percalços dessa atividade que requer pulso firme das empresas do ramo. Segundo pu-


Moda

5 A Forever 21 chegou ao Brasil com o mesmo conceito das lojas dos Estados Unidos. Acessórios e peças descoladas podem ser arrematadas por preços justos

blicação recente no jornal francês Le Monde “o mercado brasileiro é ‘exigente’, ‘desafiador’ e destaca os obstácu-

tro de alguns meses. “O consumidor brasileiro, como um todo, dá preferência às roupas que durem consideravel-

los que as empresas encontram ao chegarem ao nosso país: burocracias, logísticas, tributação e dificuldade em encontrar profissionais qualificados”. Se o dia a dia de um mercado como esse exige tamanho jogo de cintura e estrutura formada por bons profissionais que possam conduzir o negócio em meio a tantos entraves, o que dizer dos bons preços e tamanho sucesso que uma marca recém–chegada ao país traz? Esses também são motivos fortes que fazem com que a concorrência se mexa e busque alternativas para não perder clientela, mas como explica Otávio Lima, professor e coordenador do Master em Negócios e Varejo de Moda da Universidade Anhembi Morumbi, o cenário pode ser um pouco diferente den-

mente dentro de seu guarda-roupa. Não é um público pré-disposto a comprar uma peça que durará apenas dois meses. Para atender essa demanda, a Forever 21 vai precisar aumentar a qualidade das roupas que vende e, por consequência, verá os custos crescerem e os preços ao consumidor, na conta final, também.” Marca já consolidada em território nacional, a Riachuelo desmonstra tranquilidade com a chegada de novos players ao Brasil e afirma que toda essa renovação é saudável para o setor: “Prestamos atenção e acompanhamos essa movimentação no mercado de perto. A chegada de novas marcas abriu uma discussão muito importante de como é dificil manter uma empresa viva no Brasil4

2014 I INN SÃO PAULO

39


Moda

5

Lojas como a Renner ganham vantagem por já conhecerem o perfil das consumidoras brasileiras. Abaixo da fachada, looks da coleção outono-inverno 2014

com tantas taxas e impostos, o que é bom para todos discutirem. Em relação aos bons preços praticados, estamos tranquilos, pois são muito parecidos com os que existem em nossas lojas”, conta Marcella Kanner, gerente de marketing da marca. Ela afirma, ainda, que “o que incomoda é a concorrência informal, que além de não pagar impostos, ainda toma grande fatia desse mercado no Brasil”, desabafa. Os informais não impedem, no entanto, o bom momento que a Riachuelo vive atualmente. Recentemente, foi inaugurada a primeira flagship store do grupo, no coração dos Jardins e esse conceito mais arrojado de decoração e estrutura de loja foi tão bem-sucedido, que as novas unidades prestes a surgirem pelo país já contam com aparência semelhante. A explicação sobre o passo ousado de

40

INN SÃO PAULO I 2014

também se estabelecerem na Oscar Freire, a mais cara de São Paulo, é dada por Marcella: “Tínhamos uma demanda reprimida de pessoas que circulam e moram na região interessadas em comprar peças da moda democrática que produzimos, mas não tinham nenhuma Riachuelo próxima delas”. Um pouco à frente das demais, a C&A inaugurou, em 2010, uma loja-conceito no Shopping Iguatemi e lança, desde então, coleções cápsulas assinadas por marcas de grande impacto como, mais recentemente, Calvin Klein. Segundo afirma o professor: “Esse é um dos caminhos para gerar a experimentação americana, que é justamente o que a marca Forever 21 traz ao Brasil, o despertar do desejo no consumidor”. A força de quem é do Brasil e conhece bem seu público


também pode ser vista na avenida mais simbólica da cidade: a Paulista. É lá que estão unidades da Renner e Marisa. Lima frisa que essas marcas já conhecem muito bem o público brasileiro e o que agrada ou não. “Em termos de estrutura física e variedade de produtos, as redes brasileiras se equiparam totalmente às internacionais. Agora, é necessário melhorar, definir e intensificar a comunicação da marca, algo

que é executado com maestria pelas redes que acabaram de chegar”, conclui o especialista. Essa concorrência acirrada que faz com que as marcas busquem oferecer sempre o melhor produto e design, com preços convidativos, movimentará, ainda mais, o mercado da moda brasileiro e, o que para o consumidor final, se reflete em opções - tudo que uma mulher deseja!

5 As fast fashion são destinadas ao público jovem e descolado, que prioriza estar sempre na moda e não quer pagar caro por isso

2014 I INN SÃO PAULO

41


Motores

EFICIÊNCIA VERDE

Conheça os automóveis movidos à eletricidade que já rodam pelo Brasil Por: Renata Turbiani I Fotos: Divulgação

Quadriciclo Renault Twizy é equipado com motor de 20 cavalos de potência e 1,74 kgfm de torque

42

INN SÃO PAULO I 2014


2014 I INN Sテグ PAULO

43


Motores

Preço elevado e alta carga tributária são os principais motivos do Renault Zoe ainda não ser vendido em larga escala no Brasil

44

INN SÃO PAULO I 2014


Motores

H

Á ALGUNS ANOS, plugar o carro na tomada para abastecê-lo com eletricidade parecia cena de filme de ficção científica ou do desenho dos Jetsons. Mas, o que era fantasia virou realidade e já pode ser visto, inclusive, no Brasil. Especialmente nas ruas de São Paulo e do Rio de Janeiro, é possível se deparar, ainda que de maneira tímida, com automóveis equipados com motor puramente elétricos. Chamados por aqui de carros verdes (ou ecológicos), estes veículos têm como diferencial a não utilização de propulsor à combustão. Em seu lugar, são empregadas baterias de íon-lítio, que geram energia para o funcionamento do motor e, normalmente, podem ser carregadas de duas formas: na tomada convencional de 110 V ou 220 V e nas quick charges (centrais de carga rápida). A tecnologia proporciona uma série de vantagens, como a não emissão de poluentes e um

deslocamento mais barato e muito mais eficiente na comparação com o motor à combustão. Fora isso, os modelos elétricos possuem menos peças, o que diminui a necessidade de manutenção e, consequentemente, garante economia financeira. Cada vez mais comuns nos Estados Unidos, no Japão e em países europeus, eles ainda não são vendidos ou produzidos em larga escala no Brasil. Segundo Pietro Erber, diretor-presidente da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), o preço elevado – eles custam cerca de 50% a mais do que os modelos convencionas – e a alta carga tributária, que encarece a importação, são as principais razões para este cenário. “O mercado de automóveis elétricos no país ainda é incipiente, mas promissor. Para que deslanche, será preciso ter oferta e procura. Só conseguiremos isso quando a produção das baterias ficar mais barata e o valor dos impostos reduzido”, analisa o executivo. 4

BMW i3 será vendido no Brasil para o consumidor final até o final de 2014. O veículo possui autonomia entre 130 e 160 km

2014 I INN SÃO PAULO

45


O Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que incide sobre os carros elétricos é de 25%, a maior alíquota entre todos os veículos disponíveis no país. A boa notícia é que a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) já apresentou ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior uma proposta para introdução de novas tecnologias de propulsão para automóveis comerciais leves. “Queremos que o consumidor brasileiro tenha acesso a todas as tecnologias. Para isso, solicitamos, inicialmente, uma política que incentive a importação e, a médio e longo prazo, que contribua para a produção de componentes no Brasil”, comenta Luiz Moan Yabiku Junior, presidente da entidade. Em solo brasileiro Por enquanto, os carros “zero emissão” são importados e utilizados no Brasil apenas por taxistas, poucas empresas e entidades, como forma de demonstração da inovação. Entre eles, está o Nissan Leaf. A montadora, em parceria com os governos municipais, ofereceu 25 unidades para frotas de

46

INN SÃO PAULO I 2014

táxi, 10 em São Paulo e 15 no Rio de Janeiro. Lançado em 2010, o compacto japonês já teve mais de 100 mil unidades vendidas no planeta. Ele tem autonomia de até 160 quilômetros e a bateria de íon-lítio gera 107 cavalos de potência e 28,5 kgfm de torque. A velocidade máxima é de 150 km/h. Outros modelos elétricos que já podem ser vistos por aqui são os Renault Zoe, Twizy e Kangoo Z.E. Em 2013, a marca vendeu uma unidade do Zoe e uma do Twizy para a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL), seis Kangoo Z.E para a Fedex do Brasil e firmou um contrato com a Itaipu Binacional, que montará 32 Twizy no Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Montagem de Veículos Elétricos de Itaipu, em Foz do Iguaçu, no Paraná. No início do ano, a Itaipu adquiriu também 20 Zoe. Segundo a empresa francesa, o Kangoo Z.E é o primeiro furgão 100% elétrico, com zero emissão de CO2, disponível no mercado. A versão mantém as mesmas qualidades funcionais oferecidas pelo motor de combustão interna e idêntico volume de carga (650 quilos).

5

Hatch compacto para quatro pessoas, o Renault Zoe foi concebido desde o início para ser 100% elétrico


Motores A diferença fica mesmo por conta do propulsor elétrico, que gera 60 cavalos de potência e 23,06 kgfm de torque. A autonomia é de 160 km. O quadriciclo Twizy, por sua vez, é equipado com motor de 20 cavalos de potência e 7,14 kgfm de torque. Atualmente, ele é o modelo Renault mais popular, com aproximadamente 11 mil unidades vendidas desde seu lançamento, no início de 2012. No ciclo urbano, sua autonomia é de 100 km e ele atinge 45 km/h de velocidade máxima. Já o Renault Zoe, um compacto para quatro pessoas, foi concebido desde o início para ser 100% elétrico. Ele tem autonomia superior a 210 quilômetros e o motor elétrico tem 88 cavalos de potência. Os 22,4 kgfm de torque garantem aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 13 segundos. E as atrações não param por aí. O Mit-

subishi i-MiEV vira e mexe também é visto rodando pelas ruas de São Paulo. Fabricado desde 2009, ele chegou por aqui no ano seguinte para testes. O modelo, produzido em conjunto com a Citröen e a Peugeot, tem 160 km de autonomia. As baterias de íon-lítio geram 64 cv de potência e 18 kgfm de torque. Até o final do ano, mais um automóvel verde desembarcará no país, o BMW i3. Ele chegará com um diferencial: será vendido para o consumidor final. Ainda não foram definidos preço e data. O motor elétrico de alta densidade do carro pesa 50 quilos e está acoplado ao eixo traseiro e ao conjunto de transmissão elétrica. Com este propulsor, ele atinge 170 cv de potência e a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 7,2 segundos. Pensado para o ambiente urbano, o veículo possui uma autonomia entre 130 e 160 km. 4

6 Importado do

Japão e vendido no Brasil sob encomenda, o Mitsubishi i-MiEV é produzido em conjunto com a Citröen e a Peugeot

2014 I INN SÃO PAULO

47


Motores Por meio do Programa Veículo Elétrico, a usina de geração de energia Itaipu Binacional, no Paraná, já desenvolveu e montou cerca de 60 protótipos com motor elétrico

Itaipu Binacional investe em veículos elétricos Mesmo sem produzir ou vender carros elétricos em larga escala, o Brasil já investe na tecnologia desde 2006. Isso por que, a usina de geração de energia Itaipu Binacional, localizada no Paraná, junto à empresa suíça Kraftwerke Oberhasli AG/KWO, lançou, naquela época, o Programa Veículo Elétrico (VE). De lá para cá, foram desenvolvidos e montados cerca de 60 protótipos com motor elétrico, incluindo veículos de passeio, caminhão, mini ônibus e utilitário 4x4. A maioria desses veículos roda na própria Itaipu e os demais em empresas parceiras. Atualmente, há modelos elétricos em circulação em Curitiba, no Rio de Janeiro e em Fernando de Noronha.

6Lançado em 2010, o compacto japonês Nissan Leaf já teve mais de 100 mil unidades vendidas no planeta. O carro tem autonomia de até 160 quilômetros

48

INN SÃO PAULO I 2014


50

INN Sテグ PAULO I 2014


Viagem

O IMPÉRIO DA DIVERSÃO

Visitada por mais de 40 milhões de pessoas por ano, a Disney ainda é o sonho de crianças e adolescentes de todo mundo. Por: Bia Rodrigues | Fotos: Divulgação /Arquivo Pessoal

2014 I INN SÃO PAULO

51


Viagem

I

NSTALADO EM UMA área de mais de 11 mil hectares, o Walt Disney World Resort, na Flórida, possui quatro parques temáticos, dois parques aquáticos (Bizzard Beach e Typhoon Lagoon), um centro comercial, cinco campos de golfe e 34 hotéis. Com toda essa infraestrutura, o parque é conhecido mundialmente e desejado por milhões de crianças, jovens e adultos, com isso, torna-se um dos principais destinos turísticos do mundo. Anualmente, passam por ali mais de 40 milhões de pessoas. Tudo começou no início da década de 1960, quando Walter Elias Disney, o Walt Disney, resolveu complementar o parque da Disneylândia em Anaheim, Califórnia. O plano do empresário era construir uma “cidade’. Anos mais tarde, o governo

52

INN SÃO PAULO I 2014

da Flórida criou o distrito de evolução Reedy Creek, que concedeu para a Walt Disney Company os poderes e autonomia normais de uma cidade. No entanto, o mentor do projeto morreu em 1966, antes de ver seus planos tomarem forma. O resort foi inaugurado apenas em 1 de outubro de 1971, com o Magic Kingdom. Em 1982, o Epcot foi entregue, seguido do Hollywood Studios, em 1989 e, quase 10 anos mais tarde, surge o Animal Kingdom, em 1998. Histórias à parte, viajar para a Disney está nos planos da maioria dos brasileiros. Não é preciso andar muitos metros pelo parque para ouvir nosso idioma. Segundo dados da Disney, o Brasil é o quarto país que mais frequenta o local. Também pudera, a atração é democrática e pode envolver toda a família, independentemente da idade. Enquanto os


adolescentes se aventuram nas atrações radicais, as meninas se encantam ao conhecer sua princesa favorita. A atriz mirim Natália Guedes, a Tita de Malhação, tem apenas 11 anos e já esteve na Disney oito vezes. Sua estreia foi aos três anos. “Ainda me lembro da alegria de conhecer de perto o Mickey, a Minnie e as princesas. Foi muito real e curti cada beijo que recebi dos meus personagens favoritos”, diz. Ela conta que, sempre que voltava, aproveitava para conhecer novos brinquedos e repetir aqueles que tinha gostado mais na viagem anterior, além de conhecer todos os cantos da cidade encantada. “E deixávamos para a despedida o show de fogos de artifício, que é lindo demais. A gente ria, chorava e rezava para que pudéssemos voltar outras vezes”, acrescenta. Para ir aos parques da Disney durante as férias, é pre-

ciso estar preparado para enfrentar grandes filas nas principais atrações. “Mas há alguns truques para você economizar tempo e curtir ainda mais”, revela a pequena veterana. Primeiro planeje a viagem, peça dicas a amigos que já conhecem os parques e gaste algum tempo no site oficial. “Lá, você consegue informações muito importantes, comprar ingressos e até fazer reservas para atrações especiais como o café da manhã com os personagens no Chef Mickey’s - é imperdível!”. Também é muito importante aprender a usar o FastPass, que é um ingresso que você consegue na entrada dos brinquedos para voltar mais tarde, sem enfrentar grandes filas, tipo um ingresso VIP. Para ajudá-lo a montar o roteiro de viagem, Inn São Paulo selecionou o que há de melhor em cada parque. Aproveite também as dicas de pacotes disponíveis e boas férias!

2014 I INN SÃO PAULO

53


Viagem Magic Kingdom Neste parque, é possível desfrutar de refeições junto com as princesas e personagens favoritos da Disney, assistir a desfiles, shows musicais, fogos de artifícios noturnos, além de conhecer personagens como príncipes, princesas, heróis e os clássicos personagens. Tours especiais permitem ao visitante, por exemplo, participar de uma missão para conquistar vilões. O parque possui brinquedos de aventura que usam as temáticas dos filmes da Disney como mote para os passeios. Use o sistema FastPass.


Epcot De um simples passeio de barco a um voo de asa-delta, o Epcot oferece diversão para todos os gostos. Os jogos interativos estimulam a criatividade da garotada e há vilas que reproduzem lugares clássicos da Europa, como Itália, França e Alemanhã. Neste parque, acontece o Reflections of Earth, um espetacular show noturno de pirotecnia, lasers, fogos de artifício e fontes, no World Showcase Lagoon.

Hollywood Studios No Disney’s Hollywood Studios, o estrelato e o espetáculo são o centro das atrações. Há passeios de alta velocidade, shows de acrobacia e performáticos. Os principais títulos do cinema são temas de brinquedos de aventura, teatro e reprodução de filmes.

2014 I INN SÃO PAULO

55


Blizzard Beach Um parque aquático super divertido, como nenhum outro no mundo. Entre as atrações estão um toboágua de 36 metros de altura, piscina de obstáculos, jogos aquáticos, raft por um rio sinuoso, piscina de ondas, teleférico, toboágua em tubos, de velocidade alta e em zigue-zague.

Typhoon Lagoon Outro parque aquático da Disney. Neste, é possível praticar surf na piscina de ondas e se aventurar nos três toboáguas, que se assemelham a montanhas russas. No Shark Reef, é possível nadar com duas espécies de tubarões, arraias e peixes tropicais. Tudo com a supervisão de um profissional, claro.

Animal Kingdom Disney´s Animal Kingdom incluem expedições emocionantes e aventuras selvagens com animais. O Kilimanjaro Safaris® Expedition o levará a uma trilha de observação de animais selvagens. Não deixe de se aventurar na Expedition Everest, uma montanha-russa de alta velocidade, com curvas fechadas em um cenário que simula as montanhas do Everest. Há, ainda, musicais, como Procurando Nemo e o Festival do Rei Leão, passeio de trem e convívio com animais domesticados.

56

INN SÃO PAULO I 2014


Viagem Como tirar o visto americano Com pelo menos 30 dias de antecedência, o viajante precisa preencher o formulário de solicitação de visto, todo em inglês; fazer o pagamento de taxas e agendar dia e horário para entregar os documentos, tirar foto e registrar impressão digital em uma das unidades do Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto, bem como para fazer a entrevista com o oficial da imigração. O objetivo da viagem terá que ser comprovado. No caso do lazer, a pessoa terá que ter carteira de trabalho assinada ou contrato de trabalho, certidão de nascimento de filhos e cópias de extratos bancários, que comprovem a situação financeira da pessoa. Por fim, há uma entrevista no consulado. Ali mesmo, a pessoa fica sabendo se foi aprovada ou não. “Se sim, o passaporte ficará retido e será devolvido depois, pelo Correio, com a etiqueta do visto colada em até 10 dias úteis”, explica Alexandre Luis Pedrosa, diretor da Infovistos.

Documentos necessários:

Quem leva?

• Passaporte atual, com validade mínima de 06 meses; • Passaporte anterior vencido (se possuir vistos americanos anteriores); • Cópia do RG ou Certidão de nascimento; • Cópia do CPF (se possuir); • 01 foto 5 X 5 recente.

Meu Mundo Viagens Sete noites de hospedagem em Orlando, em apartamento duplo, com café da manhã; traslado; seguro viagem; aéreo voando Delta e uma garrafa de espumante. A partir de US$ 2.100; www.meumundoviagens.com.br

Procedimentos para menores de 18 anos Jovens com idade até 15 anos não precisam comparecer ao consulado. Um dos pais pode representá-lo no processo. Na maioria dos casos, também não precisam realizar entrevista.

CI Duas noites em Miami e oito em Orlando, em quarto quádruplo, com café da manhã incluso, passeios, city tour em Miami, ingressos para os parques e tour de compras em Orlando. A partir de USD 1.479. Forma Family Aéreo, 14 noites no hotel Disney’s All Star Resort, entrada antecipada no Sea World, Disney Mug (caneca especial com direito ilimitado a bebidas no hotel), transporte para todos os passeios. A partir de R$ 19.234.

2014 I INN SÃO PAULO

57


58

INN Sテグ PAULO I 2014


Roteiro

A ROTA PAULISTANA DOS BONS VINHOS Até mesmo Bacco, o deus do vinho, ficaria maravilhado ao conhecer as excelentes opções de lojas especializadas que São Paulo esconde

V

INDOS DOS MAIS variados países e aptos a atender gostos diversificados, tanto em paladar quanto em preços, os bons vinhos estão espalhados pela cidade nas lojas e empórios que selecionamos nessa edição. Alguns estabelecimentos

são high-tech, outros oferecem a possibilidade de fazer uma refeição saborosa antes de escolher seu rótulo favorito, mas todos têm em comum o fator mais importante: profissionais disponíveis para esclarecer as dúvidas e auxiliar os clientes na compra dos rótulos que levarão para casa. Santè!

2014 I INN SÃO PAULO

59


60

INN Sテグ PAULO I 2014


Roteiro Enoteca Decanter

São 350 m² de área, distribuídos em dois andares, de um projeto inspirado em antigas caves, contrastando a rusticidade de pedras e madeira, em seus vários tons, com objetos, vidros e móveis modernos. Logo na entrada, há um confortável lounge com poltronas para que o cliente possa conhecer o catálogo da enoteca, livros e revistas especializadas. Sobre o lounge, um lustre estilizado, composto por 25 taças de vinho que impressiona. Atrás, fica uma grande adega, em madeira, com nichos que comportam quase mil garrafas. No piso superior, fica a sala com 25 lugares para realização de cursos, degustações dirigidas e exercícios de harmonização vinho e comida. Rua Joaquim Floriano, 838 – Itaim Bibi Tel.: (11) 3073-0500 Seg a sex., das 10h às 20h. Sábado, das 10h às 18h

St. Marchè

Em meio às compras para abastecer a despensa, também é possível escolher aquele vinho especial. Nas lojas da rede St. Marchè, a seção dedicada aos amantes da enologia é ricamente abastecida com mais de 500 opções criteriosamente escolhidas para os clientes poderem levar para casa o rótulo que melhor harmoniza com os itens que já estiverem no carrinho para serem utilizados no jantar. Av. Comendador Adibo Ares, 275 De segunda a sexta, das 7h às 22h Sábados, das 8h às 22h Domingos e feriados, das 9h às 21h Tel.: (11) 3744-5595 Site: www.marche.com.br

Emporium Dinis

Entre os mais de 2000 rótulos provenientes de diversas importadoras, dos quais 800 ficam armazenados em adega climatizada, conservam-se ali raridades como o português Barca Velha 1999 e outros produtos especiais. Há também ofertas do dia a dia para acompanhar o clima e estilo de cada temporada, que podem ser harmonizadas com os itens de armazém que enchem os olhos de quem visita a loja.

MORUMBI SHOPPING Av.: Roque Petroni Junior, nº 1089 - Piso Térreo Tel.: (11) 5189-4949

2014 I INN SÃO PAULO

61


Roteiro Mistral JK

A loja conceito da importadora Mistral, instalada no 2º andar do Shopping JK Iguatemi, tem projeto moderno e elegante assinado pelo arquiteto Arthur Casas. Como uma galeria de arte, apresenta as garrafas penduradas, presas pelos gargalos. Interativa, a parede permite a visualização de dados de vinhos selecionados, assim como a mesa multimídia, que tem câmeras instaladas internamente e faz a leitura das garrafas, dando informações sobre o produtor, uvas e dicas de harmonização. Avenida Pres. Juscelino Kubitschek, 2041, Vila Olímpia. Tel.: (11) 3152-6050

Vinci

Variedade é a alma do negócio na loja que atende consumidores finais e restaurantes: são mais de 700 rótulos de 120 produtores e 10 países diferentes. Alguns dos destaques ficam por conta de Rosemount, um dos maiores nomes da Austrália; Rust en Vrede e Ernie Els, dois dos produtores de maior prestígio na África do Sul; os modernos californianos de Bonny Doon e Bacio Divino que produzem “cult wines”. Da França, pode ser encontrada uma boa variedade de pequenos produtores da Borgonha, e outros achados de Bordeaux, Loire, Alsacia e Languedoc-Roussillon. Rua Pamplona, 917, Jardim Paulista Tel.: (11) 3130-4500

Maison des Caves

A boutique oficial da empresa Art des Caves, fabricante de adegas, oferece, além de rótulos consagrados como o chileno Malco, o italiano Bortolomiol e o espanhol Pinna Fidelis, diversas opções de adegas, frigobares, coolers, taças e acessórios – alguns assinados pela renomada grife italiana Luigi Bormioli. A loja conta com sommeliers que orientam o cliente na escolha da melhor bebida, de acordo com o gosto do consumidor que pode escolher entre rótulos de países como França, Portugal, Austrália, África do Sul, Argentina e Uruguai, além das bebidas produzidas no Brasil. Morumbi Shopping - Loja 227-1 Av.: Roque Petroni Junior, nº 1089 Telefones: (11) 5181-1723 / 1725

62

INN SÃO PAULO I 2014

Expand

Fundada em fevereiro de 1978, quando o hábito e a cultura do vinho praticamente não existiam no Brasil, a Expand foi uma das responsáveis por iniciar a difusão dessa cultura. Hoje representam marcas renomadas como Romanée Conti e Taittinger. Criaram, também, um departamento chamado Wine Education, através do qual oferecem palestras, degustações, jantares harmonizados e cursos técnicos para profissionais e amadores. SHOPPING MARKET PLACE Av. das Nações Unidas, 13.947 Térreo, loja 107 Tel.: (11) 5543-5228


Zahil Vinhos

Grandes vinhos que são verdadeiros ícones de regiões, países e estilos – na Zahil, o toque pessoal fica com a presença de vinhos libaneses, terra natal dos irmãos Zahil, liderados pelo famoso Château Kefraya. Na lista de rótulos importados com exclusividade ainda figuram os vinhos das icônicas vinícolas ibéricas Casa Ferreirinha e Grupo La Rioja Alta S.A.; da Itália vêm nomes fortes como Altesino, Michele Chiarlo, Giacomo Conterno e Poggio Scalette; sem esquecer dos representantes franceses como a Cie. Vinicole Edmond de Rothschild, Henri Gouges e os delicados champagnes da Maison Drappier. Do Novo Mundo, estão presentes potências como a Rutini Wines, Bodegas Salentein e Bodegas Callia, mas também produtores boutique como a Casa Marín. Rua Manoel Guedes, 294 - Itaim Bibi - Tel.: (11) 3071-2900

Empório Santa Joana

Uma empresa tipicamente familiar que, há 15, comercializa bebidas importadas e conta com sommelier pronto para orientar os clientes sobre festas e eventos, e a combinar vinhos e pratos no dia a dia. Nas lojas da marca é possível encontrar também uma variedade completa de itens de mercearia, como conservas, chocolates, bacalhau, patês, biscoitos e muito mais. Rua Almaden, 19, Morumbi Telefones: (11) 3628-1030 / 3628-1031

Bacco’s

A importadora oferece delivery eficiente e cuidadoso que se traduz em um alto índice de contentamento, além de degustações gratuitas direcionadas e técnicas para clientes e empresas em sala climatizada, com capacidade para até 35 pessoas. Conta, também, com seções dedicadas a acessórios para adega e bar, e alimentos importados de alto padrão, incluindo azeites, patês, massas, molhos, petiscos, chocolates e biscoitos. Rua Sergipe, 568, Higienópolis Tel.: (11) 3660-8100

2014 I INN SÃO PAULO

63


Roteiro VINO!

Um misto de cantina e loja de vinhos, a VINO! trabalha com uma grande variedade de rótulos de todos os países e com as melhores safras de suas principais regiões, que são vendidos com os mesmos preços das importadoras. Lá, o cliente tem à sua disposição um catálogo atualizado mensalmente com produtos em promoção e novidades. Rua Professor Tamandaré de Toledo, 51, Itaim Bibi Tel.: (11) 3078-6442 Horário de funcionamento: de segunda a quarta, das 11h à 0h, e de quinta a domingo, das 11h à 1h.

Grand Cru

A gigante do segmento, que começou vendendo rótulos argentinos em São Paulo, hoje é a maior referência em vinhos de grandes Chateaux de Bordeaux, ofertando mais de 240 opções só dessa região. Rótulos dos mais importantes produtores do Novo e Velho Mundo também podem ser encontrados entre as centenas de possibilidades. Os grandes achados da loja são os rótulos descontinuados que recebem 40% de desconto. Rua Bela Cintra, 1799, Jardins Telefone: (11) 3062-6388 De segunda a sexta, das 9h às 20h; Sábado, das 9h às 19h.

Wine Stock

Ambiente exclusivo para degustação de rótulos do mundo todo, acompanhados de tábuas de queijos finos e cestas de pães – assim é o classudo wine bar montado dentro da primeira loja aberta pela importadora que comercializa vinhos especiais, com destaque para os de safras antigas, e também os distribui entre os mais sofisticados hotéis de São Paulo. Rua Diogo Jácome, 361, Vila Nova Conceição Tel.:(11) 3045-5458 Funcionamento da Loja: segunda a sábado, das 10h às 20h Funcionamento “Wine Bar”: segunda a sexta, das 17h às 22h e sábados, das 11h às 20h.

64

INN SÃO PAULO I 2014


Empório Húngaro

A loja que começou quando um ex-cônsul húngaro decidiu radicar-se com sua família no Brasil e oferecer à comunidade húngara e aos brasileiros produtos que melhor representassem a enogastronomia de sua terra, hoje é referência na comercialização dos vinhos de sobremesa Tokaj, típicos da Hungria. O Empório Húngaro oferece, também, chocolates, sucos e cervejas dos melhores países da Europa. Rua da Paz, 956, Chácara Santo Antônio Tel.: (11) 5181-6298 ou 2597-0881

Empório Santa Maria

Um verdadeiro templo para quem busca itens da gastronomia mundial entre mais de 12 mil opções que o Santa Maria oferece. Entre eles podem ser encontrados mais de 600 rótulos de vinhos dos mais diversos países. Antes de colocar a garrafa na cesta de compras, é possível degustar nas Enomatics – máquinas italianas com capacidade para 48 garrafas que porciona doses variadas das bebidas disponíveis no dia. Av. Cidade Jardim, 790 - Tel.: (11) 3706-5211 De segunda a sábado, das 8h às 22h. Domingos e feriados, das 8h às 21h.

Bardega

Um conceito diferenciado: os vinhos saem da adega para serem degustados em um wine bar, para que a escolha dos clientes seja certeira. No Bardega, o amante do vinho poderá, em uma mesma noite, degustar e comparar vinhos do mundo todo ou, ainda, conhecer aquele vinho especial, sem gastar uma grande quantia, já que é possível experimentar dezenas de vinhos por R$ 4,00 ou R$ 5,00 antes de comprar uma taça ou uma garrafa. Rua Dr. Alceu de Campos Rodrigues, 218 Tel.: (11) 2691-7578 Noite: terça a sábado, das 18h30 até o último cliente. Almoço: segunda a sábado, das 11h30 às 14h30.

World Wine

Fundada em 1999, é uma das três maiores importadoras de vinhos premium do Brasil e conta com cerca de 2 mil rótulos safrados de mais de 150 produtores exclusivos de 14 países como França, Itália, Chile, Argentina, Portugal, Espanha, Alemanha e Hungria. Além da comercialização de vinhos, a World Wine, atenta às necessidades de mercado e às constantes mudanças dos últimos anos, se preparou para atender as novas demandas criadas pelo número crescente de apreciadores de vinhos. É referência em cursos ministrados tanto pelos sommeliers da importadora como por convidados especiais. Todas as lojas contam com uma equipe de sommeliers que presta consultoria e auxilia os clientes na escolha dos vinhos e na harmonização de menus. Rua Amauri, 255 - Tel.: (11) 3168-1255 De segunda a sexta, das 10h às 20h, e aos sábados, das 10h às 18h.

2014 I INN SÃO PAULO

65


São Paulo em 2 Tempos

PARA VER SÃO PAULO

O mirante do Banespa, como ficou popularmente conhecido, é um dos pontos mais altos da cidade. Lá de cima, é possível avistar outros monumentos históricos

C

ARTÃO POSTAL DE SÃO PAULO, o Edifício Altino Arantes foi inaugurado em 27 de junho de 1947. Projetado por Plínio Botelho do Amaral, a pedido do interventor federal Ademar de Barros, para sediar o Banco do Estado de São Paulo (Banespa), foi durante mais de uma década o prédio mais alto da cidade, até ser superado pelo Mirante do Vale, em 1960. Foi também considerado a maior estrutura em concreto armado do mundo. Hoje, ocupa a terceira posição no ranking dos arranha-céus paulistanos. Propriedade do banco Santander, o mirante é um passeio indispensável para qualquer morador ou turista. A visitação acontece de segunda a sexta-feira, das 10h às 15 horas. Entre a fila de espera e a vista, você gastará cerca de duas horas. O passeio é gratuito.

A torre do Banespa, como é conhecida, é um dos destaques do edifício. Lá de cima dos 40 andares, é possível avistar um verdadeiro mar de concreto e garantir fotos incríveis da vista panorâmica da cidade, com um alcance de até 40 quilômetros. Outros marcos da cidade são avistados a partir do mirante, como o Mercado Municipal, a Catedral da Sé, os edifícios Itália, Copan, Hilton e o terraço do Martinelli, onde foi instalada a mansão de seu idealizador, Giuseppe Martinelli. Uma curiosidade sobre a manutenção do edifício é que a bandeira do estado de São Paulo, de 7,20 metros de largura por 5,40 de altura, que fica no topo do edifício, é trocada mensalmente por conta do desgaste provocado pelos fortes ventos.

3 Acima dos 40

andares, a bandeira de São Paulo, que é trocada mensalmente, pois os fortes ventos a danificam

Inaugurado em 1947, o prédio era o mais alto da cidade, permanecendo no posto por 10 anos

Carlos Della Rocca

6

66

INN SÃO PAULO I 2014


Inn São Paulo #06  
Inn São Paulo #06  

A revista INN São Paulo é uma publicação da Editora INN, voltada aos moradores da região do Morumbi, Brooklin, Itaim, Moema, Campo Belo. Tra...

Advertisement