Page 1


sumário as palavras da direção editorial

destaques 4 5

atividades

ESCOLA PROFISSIONAL DE FAFE Praça 25 de Abril, 236 4820 - 142 Fafe Tel 253 595 976 Fax 253 504 273 epfafe@aefafe.pt www.epfafe.pt

Polo Rua Monsenhor Vieira de Castro, 336 4820 - 279 Fafe T. 253 590075 F. 253 504 368

abertura ano escolar hallowen são martinho fafe film festival tertúlia «promover a saúde» festa de natal exposição «jardim das culturas» epfafe solidária eliminação da violência contra a mulher forum (in)dependências stop bullying semana das profissões torneio futsal seminário «vendas» olimpíadas de matemática olimpíadas de português são valentim carnaval exposição laranja jogos sobre inteligência Florbela Espanca as supertmatik 3. jornadas literárias proteção de crianças e jovens em risco dia da infância dia da criança semana de multimédia atividades de fim de ano dia do diploma entrega diplomas CEF

6 7 7 8 8 9 9 10 10 11 11 11 12 12 13 13 13 14 14 15 15 15 16 18 18 19 20 21 22 22

FICHA TÉCNICA TÍTULO Percursos EDIÇÃO Escola Profissional de Fafe COORDENAÇÃO Alice Soares, Ana Alves, Ana Paula Costa, Natália Magalhães REDAÇÃO Docentes e alunos da EPFafe GRAFISMO Pedro Teixeira FOTOGRAFIA Pedro Teixeira Arquivo Fotográfico da EPFafe IMPRESSÃO Gráfica Amares TIRAGEM 1000 exemplares

24 24 24 25 25 25 26 26 26 27 27

projetos dos alunos a tecnologia ao serviço da música tecnologia aplicada ao dia a dia o homem e a tecnologia...interatividade com o futuro uma boa ideia de negócio o poder da fotografia hoje sou músico pc avião...um projeto inovador sensação frita prémio de mérito

alunos da epfafe conquistam 1º prémio

jornadas de cinema e audiovisuais de fafe

pag. 18

visitas de estudo museu das migrações e das comunidades «falar a verdade a mentir» museu da imprensa de Fafe feira «qualifica» «os maias» renascem «felizmente há luar» mosteiro dos jerónimos e torre de belém planeta música espetáculo de marionetas «frágil» SPAM prémio Sound, Pictures and Multimedia

pag. 8 23 a 27 de novembro 2011

28 28 29 29 29 30 30 30 31

20 a 24 de abril 2012

ações de sensibilização

proteção de crianças e jovens em risco


pag. 11 6 de dezembro 2011

“jovem consciente faz a escolha inteligente“

forum “in dependências“

pag. 20

pag. 14 17 de fevereiro 2012

carnaval saiu à rua

desfile de carnaval

pag. 16 9 a 24 de março 2012

comunidade escolar toda envolvida as

3 jornadas literárias de fafe

pag. 21 pag. 27 6 de julho 2012

21 a 25 de maio 2012

um sucesso a repetir

1ª semana de multimédia

destaques

escola profissional de fafe em movimento

atividades fim do ano letivo

8 de maio 2012

técnicos de multimédia fazem sucesso na UTAD

prémio SPAM


* e n t i d a d e p r o p r i e t á r i a d a E s c o l a Pr o f i s s i o n a l d e Fa f e

as palavras da direção Tendo em conta o contexto sócio económico que o

mercado de trabalho. Um mercado de

nosso país atravessa, as empresas necessitam

trabalho que atualmente não pode ser visto

cada vez mais de recursos humanos fortemente

somente a nível local ou regional, mas tem de

qualificados e aptos a contribuir para o

ser perspetivado de uma forma global, daí a

desenvolvimento empresarial e para o crescimento de uma economia sustentável. É hoje assumido pelos agentes políticos e económicos que a qualificação profissional dos portugueses é um dos pilares mais significativos para o sucesso do mundo empresarial e, consequentemente, da nossa sociedade, pelo que a Associação

AEFCCB e a EPFafe estarem a apostar em projetos de cariz internacional, de forma a abrir novos horizontes aos jovens que se formam na Escola. Numa vertente mais empresarial, a AEFCCB tem desenvolvido projetos de apoio ao empreendedorismo, pelo que os jovens cujo projeto profissional passe pela criação do seu próprio negócio poderão ver a Associação como uma aliada.

Empresarial de Fafe, Cabeceiras

Assim, o meu conselho é que os jovens não

de Basto e Celorico de Basto

desistam das suas ambições, pois só assim

(AEFCCB),

alcançarão o sucesso.

proprietária

entidade da

Escola

Profissional de Fafe, tem apostado no Ensino Profissional e na integração dos jovens no

José Hernâni Costa

Presidente da Direção da Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto*

A Escola tem procurado diversificar a sua oferta

Escola. Os jovens têm reconhecido esta

formativa, indo ao encontro das necessidades do tecido

postura da Escola, pelo que no momento da

empresarial local e regional e correspondendo aos interesses manifestados pelos nossos jovens. Estes procuram na Escola Profissional uma formação de qualidade, que lhes permita desenvolver capacidades potencialmente integradoras no mercado de trabalho. Os jovens têm noção que para a construção de um

escolha muitos são os que optam pela nossa oferta formativa. Assim, continuaremos a dar resposta às expectativas

qualificação escolar e profissional, até porque temos consciência que para uma sociedade e uma economia fortes é necessário que os cidadãos sejam cada vez mais participativos, competentes e habilitados. Esta é a missão que norteia a nossa

Fernando Pinto editoriais

4

percursos 2011.12

jovens

as necessidades empresariais.

futuro promissor é importante apostar na

* D i r e t o r d a E s c o l a Pr o f i s s i o n a l d e Fa f e

dos

e,

simultaneamente, contribuir para satisfazer

Vice-Presidente da Direção da Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto*


editorial As Escolas Profissionais têm assumido um

nomeadamente visitas de estudo, participação em

papel preponderante na formação dos jovens

concursos, realização de seminários,

e na sua integração numa sociedade que se

espetáculos, exposições... Destacamos ainda o

revela cada vez mais exigente. As Escolas

incentivo à criação de projetos inovadores e

não se podem demarcar desta realidade,

enquadráveis nos contextos empresariais ao longo

uma vez que são um parceiro social muito

de todo o processo formativo, os quais assumem um

relevante para a qualificação escolar e

especial destaque no final dos cursos.

profissional dos jovens. Esta modalidade de formação diferencia-se do ensino regular, uma vez que tem a mais valia de proporcionar dupla certificação (escolar e profissional). É com este intuito que a Escola Profissional de Fafe (EPFafe) tem desenvolvido a sua atividade, procurando dar resposta aos desafios pessoais e profissionais de todos aqueles que procuram junto da nossa Escola esta modalidade formativa.

Estamos certos que com o envolvimento de toda a comunidade escolar, do tecido empresarial e do manifesto empenho da entidade proprietária da Escola o futuro dos nossos jovens será mais risonho. A mensagem que aqui deixo aos jovens é que apostem no desenvolvimento das suas competências, fazendo a escolha certa, apostando no Ensino Profissional.

Assim, a EPFafe tem procurado concretizar um Projeto Educativo sólido e vocacionado para as boas práticas profissionais, apostando em metodologias inovadoras capazes de proporcionar aprendizagens significativas. Neste contexto, privilegiamos o desenvolvimento de diversas atividades, Diretora Executiva Escola Profissional de Fafe

>> O S

Alice Soares

NOSSOS CURSOS

>>

NÍVEL IV (12º ANO) de Multimédia >> Técnico de Vendas >> Técnico de Informática de Gestão >> Técnico >> Técnico de Gestão de Equipamentos Informáticos

CURSOS DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE JOVENS (9º ANO) de Fotografia >> Operador e Operação de Sistemas Informáticos >> Instalação >> Práticas de Acção Educativa >> Instalação e Reparação de Computadores >> Refrigeração, Ar Condicionado e Climatização >> Práticas Técnico-Comerciais


atividades da escola

8 e 9 de setembro 2011

alunos e corpo docente

abertura ano escolar

SESSÃO DE ABERTURA DO ANO LETIVO

SESSÃO DE ABERTURA DO ANO LETIVO

AO CORPO DOCENTE

AOS ALUNOS

O início do ano letivo foi marcado com uma

Foi com grande entusiasmo que a Escola

receção aos docentes que constituíram o corpo

recebeu todos os seus alunos, dando especial

docente da Escola. Nesta reunião de abertura

atenção aos que ingressaram nos primeiros anos.

esteve presente o Dr. Fernando Pinto, Vice-

Para além das turmas de continuidade,

presidente da Direção da Associação Empresarial

iniciaram-se 3 Cursos Profissionais e 5 Cursos de

de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto,

Educação e Formação de Jovens, distribuídos

entidade proprietária da EPFAFE, bem como a

pela Escola e respetivo Polo.

Direção da Escola Profissional, a qual forneceu as

pela Direção da Escola e pelos diretores de turma e

ano letivo, de forma a alcançar o objetivo “Formar

de curso, os quais forneceram indicações

para a qualidade, formar para a excelência”,

essenciais para a integração dos jovens no novo

consubstanciado no projeto educativo.

percurso formativo e no contexto organizacional da

Cientes da responsabilidade social e da

Foi ainda dado especial destaque às

da Sociedade , a Escola, mais uma vez, alargou a

caraterísticas dos cursos via profissionalizante e às

sua oferta formativa a novos cursos e possibilitou

vantagens decorrentes da realização de cursos que

assim, aos jovens, o abraçar de novos desafios

concedem dupla certificação (9º ou 12º anos de

profissionais. Cabendo sobretudo aos docentes a

escolaridade e certificação profissional na área de

missão de capacitar os jovens com conhecimentos

formação do respetivo curso).

e competências ajustadas à sociedade atual e às mais exigente e volátil, a Direção reforçou nesta reunião a política educativa desta Escola e lembrou os resultados positivos que tem vindo a alcançar e a serem reconhecidos pela comunidade em geral, e pela empresarial, em particular, consolidados na percentagem de alunos que atividades

6

Escola.

importância da Educação para o desenvolvimento

necessidades de um mercado de trabalho cada vez

percursos 2011.12

Os alunos dos primeiros anos foram recebidos

orientações que foram os pilares para o sucesso do

ingressaram no mercado de trabalho.

Além disso, os alunos puderam ainda conhecer as instalações e equipamentos que ao longo do curso lhes permitirá adquirir competências para enfrentar o mercado de trabalho ou dar continuidade aos estudos, ingressando no ensino superior.


31 de outubro 2011

monstrinhos vivem “doçuras ou travessuras“

halloween Já ninguém fica indiferente a uma das maiores festas da cultura Anglo Saxônica, o Halloween. Assim, um grupo de alunos, em colaboração com a restante comunidade escolar, encabeçou a organização da festa, garantindo que esta fosse vivida num cenário muito assustador. Toda a escola foi decorada a rigor, onde não faltaram as tradicionais abóboras para mais tarde irem a concurso. Os alunos participaram num magnífico desfile de máscaras, onde cada um se esforçou por ser o mais “horrível” da festa. Os alunos puderam ainda visualizar um filme alusivo a esta temática. Para que a animação fosse total, não faltou karaoke que alegrou ainda mais os “monstrinhos” presentes.

11 de novembro 2011

“A castanha é de quem a come e não de quem a apanha”

dia de s. martinho “Celebrar a vida é somar amigos, experiências

Num cenário de verdadeiro outono, de convívio

S. Martinho é também uma ocasião de

e conquistas, dando-lhes sempre algum

e animação, com um espaço devidamente

magusto e a tradição impõe que seja celebrado

decorado com quadras e provérbios, a comunidade

com castanhas e um animado lanche convívio.

significado” é uma máxima que rege a Escola. No dia de S. Martinho viveu-se o espírito de solidariedade, lembrado através do relato do

escolar uniu-se para valorizar o espírito de partilha. Como a festividade assim o convida, não

Fazendo jus ao ditado popular “A castanha é de quem a come e não de quem a apanha”, a

episódio em que o Santo partilhou a sua capa com

podiam faltar os jogos tradicionais e a declamação

escola recriou um certame que bem retratou a

um pobre mendigo.

de poemas.

tradicional festa.

atividades percursos 2011.12

7


23 a 27 de novembro 2011

alunos da epfafe conquistam 1.º prémio

jornadas de cinema e audiovisuais de fafe No âmbito das VI Jornadas de Cinema e

reside no facto de estabelecer uma ligação entre o

Audiovisuais de Fafe, os alunos do 2º ano do Curso

comboio, enquanto património material,

de Técnico de Multimédia participaram no Fafe

poesia, enquanto património imaterial.

Films Fest com a apresentação de curtasmetragens, tendo conquistado o 1º prémio com o documentário TROFAFAFE. A participação neste evento surgiu na

e a

A felicidade, perante o prémio obtido, foi visível em toda a instituição, que se mostrou muito orgulhosa por esta conquista tão importante para os alunos.

sequência do convite elaborado pela organização do evento, a qual considerou que os alunos do Curso de Multimédia poderiam acolher este desafio, enriquecendo o Festival. O contributo

23 de fevereiro 2012

destes jovens potenciou uma perspetiva diferente

hábitos alimentares e consumo de substâncias ilícitas

e uma nova dinâmica no tratamento do tema “Património material e imaterial”. Desde logo, os

tertúlia “promover a saúde“

alunos mostraram o seu entusiasmo perante este desafio, trabalhando árdua e intensamente na conceção das seis curtas-metragens apresentadas a concurso, das quais se destacou o documentário TROFAFAFE.

A tertúlia subordinada ao tema “Promover

Este trabalho retrata a importância do comboio

a Saúde na Escola” teve como principais

na então vila de Fafe, o qual muito contribuiu para o desenvolvimento da região, uma vez que permitiu

objetivos sensibilizar os alunos para as

o transporte de pessoas e mercadorias.

questões de saúde e para a prevenção de

Representa também o fim desta estação ferroviária

comportamentos de risco que afetam esta

que esteve em funcionamento durante 78 anos, 1

faixa etária, tais como: anorexia, bulimia,

mês e 9 dias. A originalidade do documentário

obesidade e o consumo de substâncias lícitas e ilícitas prejudiciais para a saúde física e A Escola participou ainda nas mesasredondas durante a semana do Fafe Film Fest, subordinadas aos temas “Poderá o cinema e o

professor da epfafe integra mesa redonda

audiovisual contribuir para o desenvolvimento

atividades percursos 2011.12

No que diz respeito aos hábitos alimentares, foi apresentada e analisada a

local e/ou regional?” e “Plataforma luso-

roda dos alimentos e a forma como esta se

galaica de distribuição/exibição

subdivide em grupos de géneros alimentícios,

cinematográfica”. A Escola foi representada por um professor das disciplinas de Design, Comunicação e Audiovisuais, no curso de Técnico de

representando as quantidades ideais para uma alimentação saudável e equilibrada. Procedeu-se, também, ao cálculo do índice de massa corporal (IMC) de cada um dos alunos,

Multimédia e de Fotografia: Princípios

de modo a permitir que estes tenham uma

Teórico-práticos e Produção e Exposição de

perceção do peso real em relação ao peso

Fotografias no Curso de Operador de

ideal.

Fotografia.

8

mental dos adolescentes.


15 de dezembro 2011

entusiasmo, partilha e harmonia… uma realidade natalícia

festa de natal

O Natal assinala o nascimento de Jesus e

típicos de quem se prepara para um espetáculo.

traduz-se numa época de paz, harmonia, amor e

Entre decorações, preparação de palco,

amizade.

montagem de sistemas de som e câmaras de

Foi assente neste espírito que toda a comunidade escolar se uniu numa grandiosa festa para comemorar esta data tão simbólica. A sala do

filmar, preparação das câmaras fotográficas e ensaios, fazia-se sentir uma algazarra positiva. O espetáculo contou com várias participações,

Estúdio Fénix foi o palco escolhido para dar cor ao

destacando-se o presépio humano, declamação de

espetáculo produzido pelos alunos.

poemas natalícios, dramatizações, canções e

Este espetáculo teve a mais valia de conseguir

danças.

juntar toda a comunidade escolar num único

O Pai Natal não faltou à festa e com ele trouxe o

espaço e possibilitou a realização de atividades de

saco cheio de prendas que foram trocadas entre os

palco conjuntas, o que proporcionou um

participantes.

companheirismo e espirito de equipa muito saudáveis.

O Natal foi assim assinalado na Escola com um salutar ambiente natalício, com muita alegria e

Os dias que antecederam esta data foram

partilha entre todos…

vividos com muito entusiasmo e nervosismo,

janeiro 2012

todos diferentes, todos iguais

exposição jardim das culturas O Jardim das Culturas floresceu na Escola com o propósito primordial de explorar a diversidade cultural a nível mundial. De forma a ilustrar esta multiculturalidade foi

modalidades desportivas que constituem os diferentes padrões culturais. O mural esteve acessível a toda a comunidade escolar, proporcionando enriquecimento cultural e

construído um mural onde através de girassóis se

aceitação da diferença, atendendo ao facto que

apresentou um jardim de culturas típicas de vários

vivemos num mundo cada vez mais global, que

países. No mural foi ainda possível representar a

implica a integração e aceitação dos diferentes

localização geográfica, a bandeira, os

grupos, independentemente dos seus valores,

monumentos e cidades mais representativos, a

religiões e culturas.

gastronomia, a moeda, a música, a moda, as personalidades, as espécies animais e as

atividades percursos 2011.12

9


novembro e dezembro 2011

unidos por uma causa

epfafe solidária

CRC Centro de Recursos em Conhecimento de Fafe e Terras de Basto

SPO Serviço de Psicologia e Orientação.

Atenta às problemáticas atuais, a Escola não deixou passar a oportunidade de uma Educar para a solidariedade é um dos pilares estruturantes de uma comunidade educativa, como se orgulha de ser a Escola Profissional, que aposta diariamente no desenvolvimento e

intervenção informativa no decorrer do Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher. Unidos por esta causa, o CRC e o SPO, no

crescimento integral dos seus alunos, bem como

âmbito das suas competências, compilaram

de todas as pessoas que integram a vida da

material acerca da temática, de modo a

comunidade escolar, tendo como um dos principais

sensibilizar os jovens alunos para o fenómeno

objetivos formar cidadãos responsáveis e

da violência doméstica.

participantes na vida em sociedade.

Num dia marcado pela visualização de

Assim, conscientes das dificuldades dos mais

uma apresentação multimédia informativa e

carenciados da região de Fafe, a Escola, em

distribuição de panfletos alusivos à temática,

colaboração com a Cruz Vermelha – Delegação de

a iniciativa apelou aos valores de igualdade e

Fafe, movidos pela máxima "a verdadeira

cidadania, à mudança de atitudes e crenças

solidariedade começa onde não se espera nada em

sociais relacionadas com a descriminação,

troca", levou a cabo uma campanha de

desigualdade e iniquidade de género,

solidariedade cujo lema foi “Unidos por Uma

sensibilizando para a questão da violência no

Causa”.

namoro e promovendo o desenvolvimento de

Envolvidos num espírito de solidariedade e fraternidade social, toda a comunidade escolar, em

competências pessoais que proporcionem um relacionamento funcional com os pares.

particular os alunos, investiram as suas energias e vontade de ajudar, numa campanha de solidariedade. Todos os seus esforços culminaram numa grande recolha de brinquedos, material escolar e vestuário para crianças e adultos, que certamente ajudaram a levar felicidade e conforto a muitas pessoas, especialmente às crianças. Foi bem visível a boa disposição e alegria com que os alunos, professores e direção entregaram os materiais resultantes desta campanha de solidariedade aos representantes da Delegação da Cruz Vermelha de Fafe, os quais congratularam todos os envolvidos nesta campanha. atividades

10

percursos 2011.12

25 de novembro 2011

dia internacional pela eliminação da violência contra a mulher

respeito+tolerância=igualdade


6 de dezembro 2011

“jovem consciente faz a escolha inteligente“

forum “(in)dependências“ Assinalando o Dia Mundial da Luta contra a

Profissional presidiram e moderaram o fórum que

sensibilizou todos os presentes, com o seu

Sida, o Fórum “In Dependências” reuniu toda a

contou com a presença de um diretor técnico de

testemunho de vida, abrindo as portas a um

comunidade educativa no auditório do Estúdio

uma comunidade terapêutica e de desabituação,

período de debate, momento de liberdade para

Fénix. Colaborando com a organização, a cargo do SPO e do CRC, alunos finalistas do Ensino

respeitinho é bonito e eu gosto

stop bullying O tema Bullying vem sendo foco de discussão nos últimos anos. Consciente desta problemática, a Escola tem vindo a promover

que brindou a plateia com uma apresentação

questões e dúvidas. E terá sido esta a mensagem a

dinâmica e apelativa baseada na temática.

reter, a da Liberdade: “Liberdade é poder escolher;

A apresentação de um caso real de sucesso

por isso, controla a tua vida para seres considerado livre…”

23 a 27 de abril 2012

vidas partilhadas

semana das profissões

a reflexão e sensibilização dos alunos para esta realidade, com o objetivo de que os jovens assumam um papel mais assertivo e pró-ativo na sociedade. Assim, o SPO e o CRC organizaram uma atividade que disponibilizou aos alunos informação acerca da temática, procurando a interiorização do conceito e compreensão das consequências para vítimas e agressores. Esta iniciativa teve como principal mensagem: STOP BULLYING!

Valorizando a partilha e troca de saberes, a Escola abriu as portas à Semana das Profissões.

forma a enfrentarem um mercado cada vez mais competitivo e global.

O CRC e SPO conciliaram sinergias no sentido de promover encontros com profissionais de diversas áreas, convidando-os a partilhar as suas vidas, através dos seus percursos profissionais. Esta ação aproximou os jovens à realidade do mercado de trabalho, partilhando sucessos e insucessos de um caminho que nem sempre se revela fácil. Impõe-se a sensibilização dos alunos para o empreendedorismo, procura ativa de emprego e empenho em projetos cada mais inovadores para o combate ao desemprego, de atividades percursos 2011.12

11


16 de dezembro 2011 23 de março 2012 22 de junho 2012

12 de março 2012

a experiência ganha voz na escola

ganhar ou perder é secundário

torneio futsal

seminário “vendas“

Os torneios de futsal são momentos de

Numa lógica de igualdade e participação de

Dado que um dos objetivos da Escola é

diversão e agregadores da comunidade educativa.

toda a comunidade, são formadas equipas

privilegiar a interligação dos alunos com o

Por isso, alunos, professores e funcionários unem-

masculinas e femininas, quer de alunos, quer de

mundo empresarial, realizou-se um seminário

se pelo espírito de competição saudável em que

professores e funcionários.

na área de Vendas, protagonizado por um

cada um tenta dar o seu melhor. Assim, promovese a modalidade e a prática do desporto, desvalorizando-se os resultados obtidos, demonstrando um grande fair-play que superou as expectativas de quem acompanhou de perto esta competição. Além disso, provou-se que a escola pode proporcionar momentos de lazer extremamente apreciados por todos.

Os participantes, de uma forma geral, revelaram um enorme empenho, esforço e dedicação pela atividade realizada. No final foi

experiente chefe de equipa numa empresa de comercialização de produtos de beleza. Este encontro proporcionou, aos alunos

bom registar as caras de satisfação de todos os

do curso de Técnico de Vendas, a

intervenientes, numa atividade onde ganhar ou

o po r tu n i dade de c o n tac tar c o m u m

perder se revelou como secundário e na qual o

profissional que lhes pôde transmitir uma

espírito de grupo, o divertimento e a atividade física

imagem real do atual mercado de trabalho e

tiveram todo o protagonismo.

partilhar

algumas

experiências

enriquecedoras para a formação destes jovens. O orador conseguiu captar a atenção do jovem público de uma forma muito eficaz, logo desde o início do encontro, não se tratasse de um técnico de vendas. Como tal, para além da partilha da sua experiência profissional, este gestor de equipas comerciais confirmou que as estratégias de vendas que os alunos aprendem em contexto de sala de aula são realmente aplicáveis no dia a dia de um agente comercial, o que, em alguns casos, não deixou de suscitar surpresa. Numa fase final do seminário, os futuros Técnicos de Vendas colocaram várias questões pertinentes, o que revelou, por um lado, o interesse pela temática e, por outro, a empatia que se estabeleceu entre o orador e o seu público.

atividades

12

percursos 2011.12


9 de novembro 2011

desenvolver o gosto pela matemática e detetar vocações

o saber em ação

olimpíadas de matemática

olimpíadas de português

14 de fevereiro 2012 31 de maio 2012

A Matemática é um património científico e

A função mais produtiva da escola, no que

cultural e da humanidade que todos os cidadãos

respeita ao ensino da língua portuguesa,

têm o direito de conhecer. Pelo seu papel

consiste na promoção da mestria que

fundamental no desenvolvimento científico e

possibilite a cada aluno interagir com o real,

a seta do cupido atinge novos corações

são valentim

tecnológico, o respeito crítico por esta forma de

de forma ativa e criativa, tomando consciência

conhecimento é trabalhado com todos os alunos,

da multiplicidade de dimensões da

Quando chega o mês de fevereiro, o amor

independentemente da sua área de formação.

experiência humana. Deste modo, esta

paira no ar e os alunos organizam-se com

Neste sentido, a Escola incentiva os seus alunos a participarem nas Olimpíadas Portuguesas de Matemática (OPM), que são um concurso de resolução de problemas de Matemática, anualmente organizado pela Sociedade Portuguesa de Matemática, cujo

disciplina assume-se como espaço de

muita alegria e entusiasmo para celebrar o dia

crescimento harmonioso e potenciador de

de S. Valentim.

aprendizagens, ancorado no desenvolvimento de uma competência linguística, nas suas diversas componentes, como fator de sucesso escolar e social.

principal objetivo é incentivar e desenvolver o

Neste âmbito, promoveu-se as

gosto pela Matemática e detetar vocações

Olimpíadas de Português que tiveram como

precoces nesta área do saber. Os problemas propostos neste concurso fazem

destinatários os alunos finalistas dos Cursos de Educação e Formação de Jovens.

Imbuídos de romantismo, os alunos decoraram a escola e visualizaram um filme que, como não poderia deixar de ser, versava o tema do Amor. No entusiasmo de um possível começo, os alunos expressaram os seus sentimentos e reflexões no “Mural do Amor”, trocaram cartas e mensagens apaixonadas. O Cupido

sobretudo apelo à qualidade do raciocínio, à

Tratou-se de uma atividade pedagógica

entrou em ação e novos amores foram

criatividade e à imaginação dos estudantes. O rigor

que teve subjacente os conteúdos lecionados

descobertos. Os alunos ainda organizaram e

lógico, a clareza da exposição e a elegância da

na disciplina de Português e teve como

participaram num programa de rádio

resolução, são fatores importantes na

objetivo motivar e premiar os alunos que

inteiramente dedicado ao amor e à amizade.

determinação das classificações.

manifestassem mais competência ao longo

Este programa de rádio foi uma estreia na

das Olimpíadas.

Escola, tendo desde logo sido abraçado por

As OPM constituem o acontecimento na área da Ciência que provavelmente, mais jovens reúne,

Os alunos aceitaram o desafio e

em todo o Portugal. Neste ano letivo, a Escola

participaram nesta iniciativa com orgulho,

contou com a participação de meia centena de

satisfação e muito espírito de competição.

toda a comunidade escolar. Para além do programa de rádio, os alunos organizaram também um “karaoke

alunos na 1ª eliminatória das OPM (Categoria B).

Romântico”, através do qual aproveitaram

O aluno João Pedro da turma 6.7 do Curso de

para dedicar músicas repletas de mensagens

Técnico de Informática de Gestão representou a

de amor. Para abrilhantar a festa, foi ainda

Escola na 2ª eliminatória das Olimpíadas.

dramatizada uma peça de teatro, baseada na história de “Romeu e Julieta”, mas numa versão atualizada aos nossos tempos. Depois de toda esta manifestação de afetos, toda a comunidade educativa se deliciou e confraternizou durante um lanche convívio igualmente preparado com carinho e amizade!

atividades percursos 2011.12

13


17 de fevereiro 2012

carnaval saiu à rua

desfile de carnaval Alunos e professores, envolvidos num ambiente carnavalesco, saíram às ruas do centro da cidade num desfile repleto de cor, música, animação e crítica social e política, não estivessem no Carnaval.

Em tempos de crise, os estudantes deram

Durante o desfile destacaram-se vários grupos nomeadamente o grupo fantasiado de Zé Povinho, os Homens da Luta, a Troika, entre outros.

largas à crítica, sobretudo social e política,

Em jeito de brincadeira e com muita folia, os

mostrando que a criatividade e entusiasmo ainda

jovens refletiram e teceram críticas importantes

As várias turmas apresentaram-se no desfile

não pagam imposto e que a irreverência ainda é

relativas à situação socioeconómica de Portugal,

mascaradas, com um enredo subordinado a um

uma característica da juventude. Nesta lógica, não

mostrando que também eles estão atentos à

tema específico, mediante o qual animaram o

faltaram comentários, trocadilhos, quadras

atualidade.

corso e interagiram com as pessoas que

alusivas à governação do nosso país, às

apreciavam o desfile. Entre os vários espectadores

orientações da União Europeia, à Troika, ao

encontravam-se pessoas que, ocasionalmente,

desemprego…

23 e 24 de fevereiro 2012

projeto viva@•matemática

exposição laranja atividades

14

passeavam na cidade, mas também pais e outros familiares dos alunos.

percursos 2011.12

A EP Fafe promoveu a Exposição Laranja – Projeto Viva@Matemática em colaboração com o Instituto Politécnico do Porto, através da sua Escola Superior de Estudos Industriais e de Gestão. Trata-se de uma exposição itinerante, concebida para proporcionar a todos os alunos uma experiência matemática significativa que os leve a olhar a disciplina com um novo rosto. Assim, as atividades reunidas e apresentadas nesta exposição foram agrupadas em diferentes categorias: curiosidades numéricas, atividades de lógica e cálculo mental, enigmas, curiosidades geométricas, truques de magia, entre outras. Logo

à entrada da Exposição Laranja, todos os visitantes foram colocados perante o problema da abertura de um folheto fechado, onde era proposto um enigma. Os alunos tiveram também a possibilidade de construir fractais e de “desconstruir” fitas de mobius.


30 de abril 2012

espelho meu… espelho meu… existe alguém mais inteligente do que eu?

jogos sobre inteligência A inteligência é entendida como a capacidade

competência e de autocontrolo, contribuindo para

que torna os seres humanos capazes de resolver

a construção de um autoconceito positivo e para a

problemas e também de criar objetos, ideias ou

procura ativa da aprendizagem.

outros produtos relevantes e influentes num dado

Neste contexto, na tarde do dia 30 de abril,

contexto cultural. É esta capacidade de resolver

realizaram-se jogos sobre a inteligência, que se

problemas e de ser criativo que nos torna únicos

tornaram fulcrais para que os alunos entendessem

entre os seres vivos e podemos desenvolvê-la na

o impacto da inteligência na promoção e proteção

medida em que somos estimulados, realizando,

dos direitos das crianças e jovens e adquirissem

por exemplo, jogos e passatempos de destreza

consciência que o conceito inteligência não se

mental, que estimulam as capacidades de

restringe apenas ao desempenho prático (destreza

perceção, compreensão, concentração e

psicomotora) e conceptual (habilidades linguís-

memorização. Assim, considerando que as

ticas e numéricas), mas também abrange a habi-

capacidades cognitivas dos alunos devem ser

lidade para lidar com as próprias emoções e com as

estimuladas, sobretudo em contexto escolar,

emoções dos outros, promovendo a assertividade e

procurou-se melhorar a qualidade do seu

a empatia na interação grupal e a resolução

raciocínio e fazê-los adquirir um maior sentido de

positiva de conflitos.

10 de maio 2012

a escrita de uma alma inquieta

florbela espanca

18 de abril 2012

espicaçar o cálculo mental

A recente estreia do filme biográfico Florbela, o qual retrata o íntimo da poetisa sobejamente conhecida como Florbela Espanca, levou os alunos à sala Manoel de Oliveira para a visualização desta obra cinematográfica. O filme, muito bem concebido, suscitou a curiosidade e a atenção dos alunos que apreciaram muito a vida audaz desta poetisa, que chocou as mentalidades da sociedade pelas opções irreverentes face aos valores morais e sociais da época. Esta postura reflete-se na sua obra literária, o que foi preponderante para cativar os alunos que ficaram fascinados com os seus poemas, sobretudo, pela forma como aborda o Amor, o Sentimento, o Sofrimento e a Mulher. Assim, com esta atividade conseguiu-se mobilizar saberes culturais, fomentar o gosto pela cultura, nomeadamente no que se refere ao património literário português e, como já foi referido, motivar para a leitura.

supertmatik Os alunos dos Cursos de Educação e

Após as várias eliminatórias o 1º lugar do

Formação de Jovens estiveram, mais uma vez,

Campeonato foi alcançado pelo aluno Ricardo

envolvidos no “campeonato de cálculo mental” –

Marinho, da turma 11.2, do Curso de Instalação e

“SuperTMatik”, o qual tem como objetivo central

Operação de Equipamentos Informáticos.

promover, de forma lúdica e entusiástica, o desenvolvimento das capacidades relacionadas com o cálculo mental e com o gosto pela disciplina de Matemática. Todos os alunos deram o seu melhor numa

Esta atividade permitiu aos jovens perceber que, através de jogos, é possível desenvolver e aplicar as potencialidades do cálculo mental e espicaçar a destreza e velocidade do raciocínio matemático.

prova onde vence aquele que for o mais rápido na resposta correta.

atividades percursos 2011.12

15


9 a 24 de março 2012

comunidade escolar toda envolvida

3. jornadas literárias de fafe as

ENTUSIASMO NAS JORNADAS LITERÁRIAS Ocorreram, entre os dias 9 e 24 de março, as 3.as Jornadas Literárias, as quais se evidenciaram por se tratar de uma verdadeira festa de cultura e literatura e de um trabalho em parceria institucional jamais verificado no nosso concelho. A nossa Escola integrou, pelo segundo ano consecutivo, este projeto que já foi considerado por

DIA DAS ESCOLAS

muitos um dos maiores eventos concelhios. Para além da exploração literária trabalhada em contexto de sala de aula, de uma forma particular a obra literária do escritor Eça de Queirós, da participação na abertura oficial das 3.as Jornadas Literárias, no “Espaço da Bandeira”, no espetáculo “A volta das Caravelas”

Após a animação de rua, protagonizada pelos alunos do “Clube da Capoeira” e outras danças típicas brasileiras, ocorreu a abertura das Exposições denominadas “Intemporalidade de Eça” e “Marcas dos Brasileiros em Fafe”, que

A Escola também participou ativamente no evento “Dia das Escolas”, uma atividade organizada por todas as Escolas do concelho e que se realizou no Pavilhão Multiusos. Tivemos oportunidade de dinamizar um Estúdio de Fotografia e Televisão, bem como o Cantinho da Harmonia, um espaço de animação infantil e uma

e “Uma aventura no Jardim Mágico da Poesia”, a

exposição de trabalhos dos alunos sobre “Fafe dos

Escola dinamizou diversas atividades.

Brasileiros” e Eça de Queirós.

contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Vice-presidente, Vereador da Cultura e outras individualidades. Estas exposições foram inauguradas pelo Presidente da Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de

DIA DA NOSSA ESCOLA O dia 20 de março, marcou de uma forma especial, as 3.as Jornadas Literárias na nossa Escola, uma vez que foi a apresentação de vários trabalhos e atividades preparados pelos nossos alunos.

atividades

16

percursos 2011.12

Basto e Celorico de Basto. De seguida, o espaço foi

A oficina Cantinho da Harmonia depreendeu-

enriquecido com o contributo dos alunos, que,

se com a exibição das competências dos alunos do

utilizando recursos multimédia, realizaram uma

Curso Práticas de Ação Educativa – CEF nível II.

entrevista ao escritor Eça de Queirós, declamaram

Os alunos tiveram então oportunidade de decorar o

poemas e dramatizaram uma peça de teatro,

espaço, caracterizando-se de palhaços e

recriando o encontro entre escritores

borboletas e de praticarem a técnica de

contemporâneos, proporcionando a todos os

modelagem de balões e pinturas faciais.

presentes uma viagem no tempo.


âmbito das 3.as Jornadas Literárias estiveram a

ROTA DOS MUSEUS

cargo dos alunos e professores dos cursos de Enquadrado na Rota dos Museus, no dia 17 de

Fotografia e Multimédia.

março, a Escola organizou uma visita guiada ao Museu do Automóvel, fazendo uma apresentação dos vários clássicos que lá se encontram.

GRAFISMO

Caracterizando-se à época, os alunos A Escola foi ainda a responsável pelo grafismo

dinamizaram este espaço e com a apresentação de vídeos recriaram um ambiente típico dos inícios do

assim como promover a ampliação de saberes num

século XX.

espírito de equipa e entreajuda. Foi nesse mesmo espírito, que os alunos competiram e revelaram seus “dotes”, através de provas de resposta verbal, escrita, expressão mímica, capacidade de memorização, desenho e

do material de divulgação e pelo desenvolvimento do website www.jornadasliterariasdefafe.com. Pelo dinamismo e envolvimento conseguido por toda a comunidade escolar, considera-se que as Jornadas Literárias constituem já um marco preponderante no Projeto Educativo desta Escola.

até de representação. Dado que o tema destas Jornadas Literárias foi “Fafe dos Brasileiros” e o escritor trabalhado na Escola Eça de Queirós, não puderam faltar

TRIVIALITO…UM DESAFIO LITERÁRIO O concurso Trivialito “o Bom Português” colocou à prova os conhecimentos literários e

questões e jogos alusivos a estas temáticas.

s

REPORTAGENS VÍDEO E FOTOGRÁFICAS

linguísticos dos alunos. O evento proporcionou um espaço de diversão e cultura, permitindo testar os conhecimentos das equipas/turmas participantes,

De realçar que as reportagens fotográficas e vídeo dos principais eventos desenvolvidos no

atividades percursos 2011.12

17


20 a 24 de abril 2012

ações de sensibilização

proteção de crianças e jovens em risco Todas as crianças e jovens têm direito a

para que cresçam num ambiente rico em estímulos

sociedade para que estas condições se façam

cuidados que promovam a satisfação das suas

favoráveis a um crescimento saudável, é

cumprir e haja combate aos maus tratos na

necessidades físicas, psicoafetivas e sociais e,

necessário apelar à responsabilização da

infância e na adolescência.

ação de sensibilização sobre maus tratos das crianças e jovens

29 de maio 2012

assembleia de crianças e jovens comissão de proteção de crianças e jovens em perigo de fafe

Na nossa sociedade, a maior parte das

O bem-estar das crianças e jovens é uma responsabilidade de toda a sociedade, em particular das

crianças encontram nos seus contextos relacionais

famílias e das escolas. Neste sentido, a Escola, em conjunto com outras escolas do concelho de Fafe,

a proteção e os cuidados de que necessitam para

assumiu um papel ativo na Assembleia de Crianças e Jovens, que se realizou em maio de 2012, a convite da

se desenvolverem adequadamente. Contudo, os

presidente da Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Fafe. Coube, então, aos alunos da

pais ou educadores podem deixar de ser agentes

nossa Escola a preparação e distribuição de laços azuis pelos participantes, simbolizando a luta contra os

protetores, por carecerem de recursos para fazer

maus tratos das crianças. Para dar brilho à sessão e realçar os direitos das crianças, os nossos alunos ainda

face às necessidades básicas das crianças, devido

presentearam os presentes com uma dramatização representativa de uma criança em situação de risco.

a défices pessoais ou emocionais, ao stress parental e a limitações económicas e socio-

Durante a sessão, os nossos alunos tiveram ainda a oportunidade de questionar os elementos da mesa sobre o valor da Educação para o desenvolvimento harmonioso das crianças.

culturais, que podem interferir de forma mais ou menos grave na família e prejudicar a sua função de conferir proteção e bem-estar aos menores. Nesse sentido, a Escola mostrou-se consciente que a proteção das crianças são responsabilidade de toda a sociedade, e no âmbito do mês da prevenção dos maus tratos na infância, mês de abril, promoveu uma campanha de sensibilização em torno da problemática dos maus tratos nas crianças e jovens, de modo a evidenciar a importância da prevenção, para além da remediação de situações emergentes, com as quais por vezes nos deparamos.

10 e 11 de outubro 2011

meninos de todas as cores

dia da infância atividades

18

percursos 2011.12


1 de junho 2012

é de pequenino que se promove o ambiente

dia da criança O conhecimento acerca dos cuidados

desenvolvimento psicomotor, cognitivo e socio

específicos a adotar com os resíduos orgânicos e

emocional das 400 crianças participantes e

inorgânicos permite ao ser humano a aquisição de

enfatizaram a política dos 5 R's (Reduzir, Reutilizar,

competências para que possa zelar pelo seu lar, o

Recuperar, Renovar e Reciclar).

planeta Terra! Neste âmbito, a participação dos alunos do Curso Práticas de Ação Educativa na dinamização de atividades para as Jornadas do Ambiente e comemoração do Dia Mundial da Criança, no Parque Aquático de Fafe, decorreu em parceria com as empresas EcoAmbiente e Horto Casimiro, responsáveis pela recolha e tratamento de resíduos urbanos no concelho de Fafe. Esta atividade implicou a prática de diversos jogos sobre o ambiente e a ecologia, que promoveram o

A comemoração do Dia da Infância foi o que

desde tenra idade para a importância da aceitação

levou os alunos do Curso de Práticas de Ação

da diferença e respeito pelas raças e suas culturas.

Educativa aos Infantários da Santa Casa da Misericórdia de Fafe, com o objetivo de presentear os mais pequeninos com diversas atividades ludopedagógicas, nomeadamente atividades de expressão plástica, livre e dramática, e encenação de uma peça de teatro de fantoches, intitulada “Meninos de Todas as Cores”.

Todo o ambiente festivo envolvente foi igualmente proporcionado pela caraterização pessoal dos alunos, que se disfarçaram de palhaços e de diversos heróis infantis, pela entrega de balões modelados e prática de pinturas faciais nas crianças, e ainda pelo desenlace natural de alguns jogos tradicionais ao ar livre.

Esta dramatização, para além da componente lúdica, teve um cariz pedagógico ao sensibilizar

atividades percursos 2011.12

19


21 a 25 de maio 2012

um sucesso a repetir

1.ª semana de multimédia Na semana de 21 a 25 de maio, os Cursos de

iniciativa. A Exposição e as Oficinas tiveram a

Técnico de Multimédia e Operador de Fotografia,

particularidade de serem visitadas, animadas e

sob orientação dos professores Hercílio Costa e

experimentadas por muitos alunos provenientes de

João Cabral, organizaram a 1.ª edição da Semana

outras Escolas do concelho.

da Multimédia e Fotografia.

Estas oficinas primaram pela possibilidade de

Após a sessão de abertura, que contou com a

serem os jovens visitantes a executar tarefas, como

presença de várias individualidades, a restante

por exemplo, na Oficina de Televisão os visitantes

semana foi preenchida com diversas atividades,

puderam assistir à preparação e transmissão de

entre as quais destacamos a exposição de

um programa de televisão, sendo mesmo

trabalhos de alunos dos dois cursos. Paralelamente à exposição decorreram três oficinas: Oficina de Televisão, Oficina de Fotografia de Estúdio e Oficina de Revelação a Preto e Branco. As três oficinas foram dinamizadas pelos alunos dos cursos organizadores desta

participantes do mesmo, quer como entrevistados, quer como técnicos a operar câmaras, ou a fazer edição de imagem; na Oficina de Fotografia de Estúdio os visitantes puderam fotografar e ser fotografados em estúdio; na Oficina de Revelação a Preto e Branco os convidados tiveram oportunidade de fazer uma revelação.

aberto à comunidade

ciclo de workshops Para além das iniciativas já mencionadas, a Escola proporcionou aos seus alunos e à comunidade em geral a possibilidade de assistir e participar em quatro workshops de excelente qualidade. O Wo r k s h o p d e I n t e r a t i v i d a d e f o i dinamizado pela empresa Tarambola, na pessoa de Paulo Fernandes, o qual deu a conhecer diversas soluções de interatividade (gestos, toque, comandos, sensores de pressão). Sob o tema de Arte Digital foi ministrado um outro workshop por Nuno Barros, aluno do Mestrado em Arte Digital da Universidade do Minho, o qual abordou e refletiu sobre o novo conceito de arte digital e inteligência artificial. O Workshop de Som contou com um dos melhores baixistas nacionais, Eddy Slap, e o produtor norte-americano Marco Jung. Juntos proporcionaram aos presentes um concerto falado com técnicas de gravação de som, níveis de áudio, micagem, edição, entre outras.

workshop Eddy Cabral e Marcus Jung masterização do som atividades

20

percursos 2011.12

workshops abertos à comunidade

O tema da Fotografia Social foi abordado pelo fotógrafo Rodrigo Gonçalves, o qual brindou o público com um regresso ao passado, mostrando exemplos de máquinas fotográficas com que trabalhou durante os 35 anos como fotógrafo profissional e referindo a evolução das técnicas de revelação. Numa alusão às condições físicas e técnicas da escola, o fotógrafo fez questão de referir que esta Escola “proporciona aos seus alunos algumas das melhores condições de aprendizagem em todo o país na área da fotografia e multimédia.”


6 de julho 2012

escola profissional de fafe em movimento

atividades fim do ano letivo Chegados ao final de mais um ano letivo, a comunidade educativa reuniu-se para assinalar o momento através de uma festa de final de ano ao ar livre, onde se pôde partilhar, com a comunidade envolvente, as várias valências dos percursos formativos e o espírito de cooperação e dinamismo que reina nesta Escola. Assim, no dia 6 de julho, alunos, professores e

funcionários realizaram diversas atividades ao ar livre, que se prolongaram pela noite dentro. Para além da diversão e animação próprias dos jovens, os alunos tiveram a capacidade de cativar a restante comunidade, divulgando trabalhos realizados ao longo do ano e

Todos puderam apreciar as danças, nomeadamente do Clube da Capoeira, experimentar ser jornalista ou apresentador de um programa televisivo, ser fotógrafo ou modelo fotográfico… Animação não faltou!

promovendo atividades divertidas para as crianças e jovens.

atividades percursos 2011.12

21


30 de setembro 2012

cursos profissionais

dia do diploma Tal como já tem vindo a ser usual, a Escola

Os diplomas foram entregues a alunos

procedeu à entrega dos diplomas aos alunos que

finalistas dos Cursos de Técnico de Gestão de

concluíram no último ano letivo um Curso

Equipamentos Informáticos, Técnico de Vendas e

Profissional. A cerimónia teve lugar no dia 28 de

Técnico de Multimédia. Relativamente a este

setembro de 2012, e à semelhança da entrega de

último Curso é de referir que foi a primeira vez que

diplomas dos Cursos de Educação e Formação de

na Escola se formaram jovens com esta

Jovens, ocorreu no Salão Nobre da entidade

qualificação profissional. De destacar ainda que o

proprietária da Escola e nela estiveram presentes o

prémio de mérito foi alcançado por Patrícia

Presidente e Vice-presidente da Associação

Antunes Barros, aluna deste curso.

Empresarial, a Direção, professores e funcionários da Escola, bem como alguns Encarregados de Educação. A cerimónia pautou-se pela emoção própria da

No final da cerimónia foi apresentada uma sequência de fotografias alusivas à vivência destes alunos e que mais marcaram a sua passagem pela Escola.

comemoração do final de um ciclo formativo e do alcance dos objetivos a que se propuseram ao ingressar na Escola.

26 de julho 2012

finalistas CEF

entrega de diplomas Os Cursos de Educação e Formação de Jovens já fazem parte da oferta formativa da Escola há 5 anos letivos e no sentido de valorizar o final de uma das etapas do percurso formativo dos jovens, a Escola decidiu pela primeira vez alargar a entrega de diplomas aos alunos desta modalidade de

Práticas de Ação Educativa, num total de 51 alunos. No final, os alunos tiveram a oportunidade de ver, através de um slide show, os momentos mais marcantes da sua passagem pela Escola Profissional.

formação. E assim mais uma página se virou na vida Assim, foram entregues, no Salão Nobre da Associação Empresarial, os primeiros diplomas aos alunos que terminaram os cursos de Práticas Técnico Comerciais, Instalação e Operação de Sistemas Informáticos, Operador de Fotografia e atividades

22

percursos 2011.12

destes alunos e da Escola.


museu da imprensa de fafe feira qualifica exponor museu das migrações e das comunidades visita SPAM mosteiro dos jerónimos e torre de belém espetáculo de marionetas «frágil» planeta música idas ao teatro

visitas de estudo

visitas de estudo percursos 2011.12

23


22 de novembro 2011

9 de fevereiro 2012

rever os emigrantes de torna viagem

ida ao teatro

museu das migrações e das comunidades

falar a verdade a mentir Almeida Garrett foi o grande impulsionador do teatro em Portugal, uma das maiores figuras do romantismo português, tendo proposto a edificação do Teatro Nacional D. Maria II e a criação do Conservatório de Arte Dramática. Este autor é estudado através da análise da obra Falar Verdade a Mentir, pelo que os alunos assistiram à peça, posta em palco pela Companhia de Teatro O Sonho, com encenação de Ruy Pessoa. Esta ida ao teatro teve como principais

Foi no âmbito do tema-problema «Identidade Regional» da disciplina de Área de Integração que os alunos do 1º ano dos Cursos Profissionais realizaram uma visita de estudo ao Museu das Migrações e das Comunidades. Este Museu permite visualizar uma perspetiva do indivíduo migrante, do seu enquadramento familiar, do contexto geográfico, social e cultural de origem, do destino migratório e formas de integração na fase da emigração e no regresso à terra natal, permitindo caracterizar, por um lado, o concelho de Fafe nos tempos em que a emigração teve mais expressão e, por outro lado, perceber o impacto que os emigrantes fafenses tiveram no desenvolvimento da cidade e de algumas freguesias.

essenciais da construção da identidade fafense.

objetivos motivar para a leitura, apreender os sentidos explícitos e implícitos do texto

A visita iniciou-se com uma contextualização da importância dos emigrantes para o desen-

dramático, saber escutar e compreender textos de teatro, mobilizar saberes culturais,

volvimento do concelho de Fafe e com uma

fomentar o gosto pela cultura e pela arte. No

reflexão acerca das razões que motivam as

final o entusiasmo era bem visível no rosto e

populações a emigrar. Os alunos foram convidados a observarem vários objetos, fotografias e documentos que permitem perceber as difíceis condições de vida

nas palavras dos alunos. Isto só demonstra que ir ao teatro é altamente motivador e fundamental para compreender o objetivo último de qualquer texto dramático: a sua representação em palco.

que normalmente estão na base das migrações, bem como perceber as formas de integração nas comunidades de acolhimento. Para além disso, a visita ao Museu permitiu perceber, de uma forma bastante completa, os investimentos realizados pelos fafenses de torna-viagem, que foram preponderantes para o desenvolvimento do concelho.

O desenvolvimento potenciado por estes emigrantes manifestou-se em várias vertentes, nomeadamente culturais, económicas, patrimoniais, industriais…e a visita ao Museu permitiu

O Museu centra-se sobretudo na emigração para o Brasil, no séc. XIX e primeiras décadas do XX, e para os países europeus, na 2.ª metade do séc.XX.

que os alunos contactassem com elementos

18 de abril 2012

Conhecer o processo que envolvia a edição

oportunidade de experimentar algumas das

uma viagem pela comunicação escrita

de um jornal nos séculos XIX e XX e contactar

máquinas e equipamentos utilizados na época e

museu da imprensa de fafe

com a coleção de natureza técnica existente no

que permitiam a composição, impressão e

Museu da Imprensa de Fafe foram os

acabamento de um jornal nos séculos XX e XXI, o

principais motivos que levaram os alunos a

que proporcionou uma reflexão acerca da evolução

visitar este espaço museológico local. Além

da imprensa escrita.

disso, pretendeu-se com esta atividade

uma coleção de jornais locais, bem como

do valor da informação na nossa sociedade,

documentação jornalística diversa.

fomentando, em simultâneo, o gosto pela imprensa escrita. Foi uma atividade que surpreendeu positivamente os alunos já que tiveram a visitas de estudo

24

percursos 2011.12

Além disso, tiveram a oportunidade de apreciar

consciencializar para a crescente importância

Em suma, foi uma atividade que levou os alunos a compreender melhor a evolução da imprensa e a perceber que a era digital é, afinal, muito recente.


26 e 27 de abril 2012

24 de fevereiro 2012

23 de fevereiro 2012

visita de estudo

ida ao teatro

feira qualifica exponor

os maias renascem

texto dramático ganha vida em palco

felizmente há luar

Foi à procura de conhecimento, de

A Escola considera que o contacto com as

A essência do texto dramático só é

aventura, de novas descobertas e ambições

obras em palco têm sido uma mais-valia para que,

verdadeiramente sentida quando o texto

que os alunos da Escola visitaram a

por um lado, haja um acréscimo na motivação para

ganha vida no palco. Foi com este propósito

QUALIFICA - Feira de Educação, Formação,

o estudo e análise dos textos e, por outro lado, para

que se realizou uma ida ao teatro para assistir

Juventude e Emprego.

que os alunos possam consolidar conhecimentos.

A QUALIFICA adquiriu o estatuto de uma

Nesta ótica, os alunos assistiram à peça de

das mais importantes feiras nacionais,

teatro «Os Maias», a qual foi encenada pelo Teatro

fortemente representativa da diversidade de

Experimental do Porto, que se destaca pela forma

soluções ao nível da educação, formação e

cómica e leve com que aborda alguns dos

emprego.

episódios que o próprio Eça de Queirós escreveu

Os alunos foram unânimes em considerar esta Feira como um local ritmado pela diversão, pela consciencialização e pela riqueza de informação. Motivo, igualmente, subjacente a esta visita foi o facto da Feira ser

no seu romance, como o baile de máscaras dos Cohen, as corridas de cavalos, o jantar no hotel central, o sarau de beneficência no Teatro da Trindade, a vida no Ramalhete e na quinta de St.ª

mercado, contando com a prestigiada

seja uma adaptação da obra literária, possibilitou

presença e cooperação das diversas

aos alunos uma perceção mais completa e clara do

instituições e organismos públicos, ligados às

enredo, alicerçando os conhecimentos já

áreas da Educação, Formação, Juventude e

adquiridos em contexto de sala de aula. A

Emprego.

conjugação das duas valências permitiu aos

a abordagem de diversas temáticas

alunos desenvolver o espirito crítico face à

No final da representação, os alunos tiveram a oportunidade e audácia de entrevistar alguns dos

descobrir o seu potencial, através de formas

atores protagonistas da peça, com o intuito de

menos convencionais, como a arte, a música,

apresentarem, no âmbito das 3.as Jornadas

a dança, auxiliando, deste modo, numa mais

Literárias de Fafe um trabalho acerca do escritor

clara definição do seu futuro. Foi,

da peça, Eça de Queirós.

profissional, valorizando o espírito de iniciativa e de empreendedorismo.

prisão de Luís de Sttau Monteiro, uma vez que se vivia num regime de opressão, ditado por Oliveira Salazar.

contacto direto com o texto, bem como a perceção do palco como uma forma de expressão e de perpetuação da história. Assim, sempre que possível, a Escola tem vindo a proporcionar esta experiência aos alunos como forma de enriquecimento pedagógico.

encenação da peça e à representação dos

relevantes, vivenciadas pelos jovens da nossa

equitativamente, um evento preferencial para

General Humberto Delgado à Presidência da Republica. «Felizmente há luar» provocou a

atores/personagens envolvidos.

Escola. Revelou-se como um método de

se consolidar o sentido formativo e

1961, no rescaldo da campanha eleitoral do

A ida ao teatro permitiu aos alunos o A visualização desta peça de teatro, embora

oportunidades e experiências, possibilitando

Trata-se de uma peça emblemática do Teatro Português do século XX, escrita em

Olávia e as cenas românticas na Casa dos Olivais.

reconhecida pelos diversos intervenientes do

Este dia ficou marcado pela riqueza de

à peça «Felizmente Há Luar», de Luís de Sttau Monteiro, pelo Teatro Experimental do Porto.

Os alunos apreciaram a peça de teatro, manifestando um grande entusiasmo, pois afirmaram que ficaram a compreender melhor as vivências da época retratada e ficaram a valorizar mais a Literatura, reconhecendo a importância da leitura e do teatro.

visitas de estudo percursos 2011.12

25


26 de abril 2012

um roteiro pelo património histórico-cultural

mosteiro dos jerónimos e torre de belém

8 de fevereiro 2012

15 de maio 2012

uma vivência na realidade televisiva

viajar com as marionetas pelo mundo da imaginação

planeta música

frágil

Inserida no estudo d'Os Lusíadas de Luís de

Cabe a quem lida diariamente com as

Camões, realizou-se uma visita de estudo ao

crianças promover o seu desenvolvimento

Mosteiro dos Jerónimos e à Torre de Belém, na

através da disponibilização de materiais e de

qual os alunos tiveram oportunidade de apreciar

recursos variados e ricos ao nível da estimula-

não só a beleza e a magnificência destes

ção sensorial, apelando para a sua participa-

monumentos, que são um marco na História de

ção ativa e, para este efeito, as atividades

Portugal, como também uma magnífica visita

lúdicas são indispensáveis para a sua saúde

guiada disponibilizada pelo Serviço Educativo do

física, emocional e intelectual, pois para além

Mosteiro dos Jerónimos /Torre de Belém.

de lhe trazer satisfação, promove o seu

Mandados edificar por D. Manuel I, o Mosteiro

desenvolvimento pessoal, social e cognitivo,

em 1501 e a Torre em 1514, simbolizam os A convite da “A HOP! Produção

povo. Luís Vaz de Camões, prestigiante poeta

Audiovisual Unipessoal, Lda”, produtora de

sociabilização, comunicação, expressão e

português que viveu nesta época, decidido a

televisão, os alunos dos Cursos de Multimédia

construção do conhecimento, e contribui para

cantar os feitos dos lusitanos descreve na epopeia

e de Fotografia assistiram à gravação do

a sua saúde mental.

«Os Lusíadas» a viagem marítima até à Índia,

programa “Planeta Música“, exibido

liderada por Vasco da Gama, entre outros

semanalmente aos sábados na RTP1.

episódios marcantes da História de Portugal.

Assim, com o intuito de favorecer a aquisição de competências de expressão

Os alunos tiveram oportunidade de

plástica e artística nos alunos do curso de

Desde logo, os alunos imaginaram, ali mesmo,

observar a realização de um programa

Práticas de Ação Educativa, bem como de os

em frente ao Mosteiro dos Jerónimos, a pequena

televisivo, o que permitiu ter um contacto real

praia abrigada de ventos fortes, a praia do Restelo,

com tudo o que implica filmar e produzir um

o porto mais seguro e mais procurado pelos que

programa deste género. Esta experiência

entravam no Tejo e pelos que abandonavam

constituiu uma possibilidade de verificarem in

Lisboa, bem como a partida da armada de Vasco

loco a aplicação prática dos conhecimentos

da Gama em direção à Índia e a de Pedro Álvares

adquiridos em sala de aula. Além disso,

Cabral que aportou no Brasil, em 1500.

possibilitou-lhes observar os equipamentos utilizados, a organização das equipas de

De todos os túmulos de personalidades

trabalho, as dinâmicas de palco e de plateia.

inequivocamente símbolos de Portugal, apreciar

sensibilizar para a utilidade do desenvolvimento das competências nestes domínios, foi realizada no dia 15 de maio uma visita de estudo ao Balleteatro Auditório no Porto para assistir ao espetáculo de marionetas intitulado “Frágil”. Ao longo do espetáculo os alunos viajaram para o mundo da fantasia onde os objetos

os túmulos de Luís de Camões e de Vasco da Gama

Os alunos puderam ainda fazer uma

gostam de se mexer, de rir, de gostar e não

à entrada da igreja do Mosteiro foi, sem dúvida, um

análise crítica, constatando que o mundo da

gostar das coisas; onde há histórias e viagens

dos momentos preferidos dos alunos.

produção televisiva é diferente do que os

grandes e pequenas e onde “as regras não são

telespetadores veem diariamente no pequeno

o que são, são regras de imaginação”.

Foi uma atividade muito enriquecedora e motivadora para os alunos, que lhes permitiu articular vários saberes e, simultaneamente, visitar uma das zonas mais emblemáticas da capital.

visitas de estudo

26

facilita os processos de aprendizagem,

Descobrimentos que tanto dignificaram o nosso

percursos 2011.12

ecrã.


8 de maio 2012

técnicos de multimédia fazem sucesso na UTAD

visita SPAM

Decorreu na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) a 2ª edição do evento Sound, Pictures and Multimedia (SPAM'2012), subordinado ao tema “Faz Acontecer! Portugal Amanhã." Consciente da grandiosidade do evento, a Escola proporcionou aos alunos do Curso de Técnico de

Multimédia, do Ensino Profissional, uma visita ao

principal objetivo incentivar e promover o

evento.

desenvolvimento e a produção de conteúdos

O SPAM é um evento organizado pelos cursos de Comunicação e Multimédia daquela Universidade e destina-se à divulgação de trabalhos realizados pelos alunos, tendo como

multimédia. Neste sentido, era parte integrante do evento o concurso "Faz Acontecer! Portugal Amanhã”, que contemplava três áreas: Produção Audiovisual, Design e Apps & Web.

EPFafe vence 2ª Edição do evento Sound, Pictures and Multimedia (SPAM'2012) Foi neste contexto que os alunos do Curso de

com a exposição e visualização dos trabalhos das

A alegria dos alunos ao receberem os prémios

Técnico de Multimédia se envolveram e

mais diversas escolas a concurso. De seguida, os

foi bem visível, já que estes não conseguiram

apresentaram a concurso um vídeo de prevenção

alunos tiveram a oportunidade de participar em

esconder a emoção que os percorria.

da SIDA denominado "Portugal sem SIDA”, o qual

wokshops alusivos à área da Multimédia e num

arrecadou 2 prémios. Um dos prémios correspon-

peddy papper. A tarde foi destinada a um

deu à categoria de Produção Audiovisual e o outro

seminário que teve a participação de entidades

dizia respeito à globalidade dos vídeos apresenta-

ilustres ligadas à área, nomeadamente a

dos a concurso, por isso, denominado prémio "Faz

Microsoft, a Gema. Contou ainda com a presença

Acontecer! Portugal Amanhã." O vídeo consagrado

de um jornalista da RTP, Mário Augusto. Por fim,

foi elaborado pelas alunas Tânia Sampaio, Patrícia

houve a atuação da tuna feminina da UTAD e a

Pereira e Ana Leite.

entrega de prémios às Escolas e alunos

Para além deste concurso, o evento contou com

Quanto à EPFafe, esta não poderia estar mais orgulhosa, não só pelo resultado conquistado, mas também pelo profissionalismo dos seus alunos.

premiados.

algumas atividades, que começaram desde cedo visitas de estudo percursos 2011.12

27


projetos dos alunos técnico de informática de gestão

a tecnologia ao serviço da música técnico de gestão de equipamentos informáticos

tecnologia aplicada ao dia a dia

prova de aptidão profissional

prova de aptidão profissional

técnico de informática de gestão

técnico de gestão de equipamentos informáticos

a tecnologia ao serviço da música

tecnologia aplicada ao dia a dia

Os alunos do Curso de Técnico de Informática de Gestão

constroem projetos variados desde

sites, desenhos 3D, jogos interativos, aplicações de gestão... No ano letivo 2011/2012 a aluna Sara

Gestão de Equipamentos Informáticos

Gonçalves desenvolveu um jogo em Flash, que

podem-se destacar, pela criatividade e

funciona em qualquer site, e que consiste na

inovação, os projetos “Parque eólico”

visualização de uma guitarra onde desfilam as

desenvolvido pelo Ricardo André Lobo Cunha

notas musicais, deixando ao jogador a tarefa de acertar nessas notas, permitindo ainda dar continuidade à música, criar outras músicas e ir ganhando pontos consecutivamente.

técnico de multimédia

o homem e a tecnologia... interatividade com o futuro técnico de vendas

uma boa ideia de negócio...

Um outro projeto que se destacou foi realizado pelo Paulo Miguel Martins da Silva. Este aluno idealizou e concretizou uma bateria virtual para

o poder da fotografia

e o “jogo interativo dos Simpsons” criado pelo Tiago José Novais Castro. O “Parque eólico” visava retratar a importância crescente das energias renováveis, não só na diminuição da pegada ecológica, mas também na autossustenta-

plataformas móveis como telemóveis,

bilidade regional. A par desta componente

Smartphones, tabletes e para sistemas como o

ambiental, subsistiu a vertente tecnológica,

Android ou Windows Mobile.

que pressupunha a demonstração dos

Estes projetos têm em comum o tema da música e o facto de demonstrarem espírito criativo,

operador de fotografia

No Curso Profissional de Técnico de

empenho, dedicação e um carácter inovador.

saberes adquiridos, nomeadamente: o desenho em circuitos eletrónicos; o domínio das técnicas de soldadura de componentes eletrónicos e o desenvolvimento de aplicações em várias linguagens de programação. Já o Jogo “Os Simpsons” consistiu numa

auxiliar de ação educativa

hoje sou músico

aplicação interativa, composta por quatro minijogos, adaptados a diferentes faixas etárias, cujo objetivo seria, de uma forma lúdica, testar múltiplas capacidades, tais

instalação e operação de sistemas informáticos

pc avião... um projeto inovador

como: a destreza, a associação, a orientação e organização espaciais, entre outras. Na conceção deste projeto pretendeu-se estimular o uso de uma ferramenta 3D para criação de personagens e cenários virtuais, constituindo uma referência, quer pela

práticas técnico-comerciais

sensação frita

projetos dos alunos

28

percursos 2011.12

novidade, quer pela complexidade.


prova de aptidão profissional

prova de aptidão profissional

prova de avaliação final

técnico de multimédia

técnico de vendas

operador de fotografia

o homem e a tecnologia... interatividade com o futuro

uma boa ideia de negócio... é preciso fazê-la acontecer

o poder da fotografia

O ano letivo de 2011/2012 marcou a saída dos primeiros Técnicos de Multimédia, formados nesta Escola. Assim, foi com grande expectativa que todos aguardaram a apresentação das Provas de

No âmbito da Prova de Avaliação Final, a aluna Sandra Ferreira, do Curso de Operador de Fotografia, desenvolveu um projeto subordinado ao tema Fotografia de Moda, que conseguiu cativar a atenção do júri, não só pelo seu rigor técnico, como também pela beleza e originalidade das fotografias apresentadas.

Aptidão Profissional. De entre os vários projetos destacou-se o da

Ângela Fonseca, aluna do Curso de

aluna Patrícia Barros, que surpreendeu ao

Técnico de Vendas, destacou-se na apresen-

fotografia de moda com uma modelo

desenvolver um trabalho de interatividade, capaz

tação das Provas de Aptidão Profissional

profissional, o que exigiu um empenho

de detetar a presença de pessoas dentro do campo de “visão” de uma câmara, fazendo depois uma leitura dos seus movimentos, através das diferenças de reflexão de luz infravermelha. Os resultados dessa leitura eram depois

A aluna destacou-se pelo facto de ter feito

(PAP) por ter desenvolvido um projeto

reforçado e uma postura adequada às

inovador e com um elevadíssimo grau de

exigências do mundo profissional.

realismo na sua viabilidade económica e financeira.

Assim, a aluna mostrou que a qualidade do seu trabalho foi fruto do empenho e

utilizados para controlar aplicações informáticas,

O projeto consistiu na criação do próprio

permitindo ao utilizador usar essas aplicações

emprego, através da abertura de uma

demonstrados são potenciais ferramentas na

churrasqueira com carater inovador e com

inserção no mercado de trabalho.

apenas com gestos. Nesta sequência a aluna criou um jogo interativo para crianças onde o movimento e a aprendizagem aconteciam em frente a uma câmara. Paralelamente ao projeto, a aluna desenvolveu toda uma imagem corporativa para uma empresa fictícia, a Animatoo, que tinha como objetivo

dedicação e que os valores e atitudes

elevado grau de realismo empresarial. A aluna começou por fazer um rigoroso estudo de mercado acompanhado por um rigoroso plano de negócio, fazendo referencia aos produtos/serviços a comercializar, técnicas de

colocar o Jogo interativo no mercado.

comunicação e marketing, potenciais clientes

Assim, foi construída uma ferramenta prática e

e explicação detalhada de como seria possível

passível de ser utilizada na divulgação e promoção

colocar o seu negócio em prática, comprovan-

de uma marca ou produto multimédia.

do a viabilidade económico-financeira da empresa. A aluna conseguiu comprovar que mais do que ter uma ideia de negócio é preciso fazê-la acontecer! Mais uma vez um Técnico de Vendas da EPF comprovou a mais valia do Ensino Profissional e a aplicabilidade dos conteúdos trabalhados ao longo do curso.

projetos dos alunos percursos 2011.12

29


prova de avaliação final

prova de avaliação final

auxiliar de ação educativa

iosi

hoje sou músico

pc avião... um projeto inovador

O projeto “A Importância da Expressão

aprofundassem os seus conhecimentos sobre os

O projeto “PC Avião” destacou-se pela

Musical na Primeira Infância” foi desenvolvido

instrumentos musicais e os sons, tantas vezes

criatividade. Ricardo Daniel Costa Marinho,

pela aluna Sara Teixeira do Curso de Práticas de

utilizados no seu dia a dia. Estes objetivos foram

aluno do curso de Instalação e Operação de

Ação Educativas e consistiu numa atividade

alcançados com bastante sucesso, uma vez que

Sistemas Informáticos teve oportunidade de

denominada “hoje sou um músico”, destinada a

todas as crianças participaram de forma ativa na

crianças com idades compreendidas entre os 3 e os

construção de instrumentos musicais,

5 anos de idade. O projeto foi aplicado no jardim de

nomeadamente de um xilofone, diversas maracas,

Infância de Silvares Sº Martinho, no âmbito da

tambores e uma viola, tendo, posteriormente, feito

pôr em prática os conhecimentos e as competências adquiridas no desenrolar do curso e revelou empenho e engenho, o que resultou no sucesso do projeto.

Formação em Contexto de Trabalho. Esta

usufruto deles para produzir diversos sons de

atividade teve como objetivos promover a

forma divertida. Constituindo praticamente uma

socialização entre as crianças, desenvolver as suas

banda musical, as crianças tiveram oportunidade

entre as disciplinas técnicas, promovendo

competências de expressão musical, plástica e

de agrupar vários sons, tendo-se conseguido

assim uma articulação, com ótimos resulta-

artística e permitiu que estas explorassem e

apreciar música inédita.

De facto, o “PC Avião” estimulou a ligação

dos, entre a vida intelectual e as atividades de cariz material/prático. Este projeto de modding consistiu numa atividade multidisciplinar, que visava a montagem de um PC personalizado, com uma estética distinta dos computadores habituais. Para a sua execução, determinou-se que o mesmo abraçaria duas vertentes. Uma primeira vertente, conotada com o aspeto estético do exterior do PC, onde a cor, o acabamento e iluminação foram elementos de destaque. O aluno teve toda a liberdade de pôr em prática a sua criatividade, garantindo os níveis de segurança, padronizados para um vulgar PC. Uma segunda vertente, visava abranger as áreas curriculares abordadas, quer na componente técnica, quer nas restantes disciplinas que integram o curso, e sua aplicação prática. A articulação entre estas duas vertentes foi um dos aspetos que marcaram o sucesso deste projeto.

No curso de Práticas Técnico Comerciais a

animais, moedas, tendo como público-alvo os

aluna Alexandra Campos criou um produto

jovens. Seria comercializada em escolas, bares e

apelidado de “sensação frita”. Este snack

cinemas. A introdução/divulgação deste produto

PAF

consistia numa batata frita estaladiça, onde a

no mercado seria efetuada com base em amostras

práticas técnico-comerciais

embalagem também seria o ponto de atração fatal,

juntamente com outro produto já existente no

sensação frita

fazendo com que os clientes o consumissem.

mercado. Inevitavelmente, o merchandising

Assim, em vez do produto ser comercializado em

estaria associado ao ciclo de vida do produto.

saco tradicional ser-lhe-ia colocada uma “roupa nova”, pelo que apareceria dentro de um copo que poderia ser futuramente utilizado pelo consumidor para beber. A batata teria igualmente uma face inovadora com formas, por exemplo, de carros,

projetos dos alunos

30

percursos 2011.12

Este projeto teve como objetivos dar a conhecer as várias fases do ciclo de vida de um produto, desde o lançamento até ao declive e referenciar a importância, as funções e os vários tipos de merchandising.


o esforço compensa

prémio de mérito Terminado o curso de Técnico de Multimédia, qual é o balanço que fazes da tua passagem pela Escola Profissional de Fafe? Ao longo dos 3 anos fui dando conta da importância deste curso para mim. Aprendi muito a nível profissional, até porque a Escola disponibiliza materiais e equipamentos adequados à componente prática do curso, o que potencializa o sucesso escolar e adequação ao mercado de trabalho.

Embora a

empregabilidade no nosso país não esteja fácil, este curso dá muitas alternativas de inserção na vida ativa.

Aconselharias a outros jovens o ingresso na Escola Profissional de Fafe e no curso de Técnico de Multimédia? Sim, aconselharia. Acho que, cada vez mais, os jovens se interessam pela área dos

aluna desse mesmo ano. Esta distinção foi

Audiovisuais e Multimédia e na Escola

importante para ti?

aprenderem com os melhores.

Profissional no ano letivo de 2009/2010 no Curso

dos 3 anos que estiveste nesta Escola,

com a melhor média final desse mesmo ano. Este

consegues destacar as que foram mais

prémio foi consolidado pela postura, dinamismo,

importantes para ti?

construiu com os seus colegas e restante comunidade educativa. Ao longo dos três anos letivos a aluna destacou-se positivamente pelos projetos inovadores que desenvolveu e pela excelente prestação na Formação em Contexto de Trabalho, mostrando, assim, que na EPFafe se desenvolve uma formação prática adequada às atuais necessidades empresariais.

mim, pois representa o quanto me apliquei. Ao pudesse ter um bom futuro e vi que isso foi

De todas as aprendizagens efetuadas ao longo

Prémio de Mérito, uma vez que concluiu o curso

empenho manifestados e pela relação que

É lógico que esta distinção foi importante para longo dos 3 anos empenhei-me para que um dia

Profissional de Técnico de Multimédia, tendo concluído o mesmo em 2012. A aluna conquistou o

terminou um Curso Profissional na Escola com melhor média, ou seja, foste considerada a melhor

Profissional de Fafe têm a oportunidade de Patrícia Antunes Barros ingressou na Escola

Foste a aluna que no ano letivo de 2011/2012

Ao longo dos 3 anos o mais importante para

reconhecido pela Escola, o que também é positivo, pois enriquece o meu Curriculum Vitae.

Quais são os teus planos a nível profissional?

mim foi, sem dúvida, os conhecimentos que

Para já, a nível profissional, ainda está tudo

adquiri e as experiências que vivi, pois são úteis

muito indefinido. Apesar de estar a trabalhar,

para o meu futuro a nível profissional. As áreas

ainda não estou na área que ambiciono, mas

que mais me marcaram foram as disciplinas

espero um dia poder vir a exercer a profissão para

técnicas do curso e os vários projetos que

a qual me formei, fazer uso dos meus

desenvolvi. Além disso, realço a possibilidade

conhecimentos e, acima de tudo, crescer como

de aplicar os conhecimentos em atividades que

profissional. Sem dúvida que a escola nos ensina

exigiam o recurso a técnicos de multimédia, o

muito, mas também aprendemos muito no mundo

que foi acontecendo ao longo de todo o curso.

do trabalho. na primeira pessoa percursos 2011.12

31


Praça 25 de Abril, 236 4820 - 142 Fafe tel 253 595 976 fax 253 504 273 epfafe@aefafe.pt www.epfafe.pt Polo Rua Monsenhor Vieira de Castro, 336 | 4820 - 279 Fafe t. 253 590075 f. 253 504 368

Fafe Rua Combatentes Grande Guerra, 491 - Ap. 79 4821-970 Fafe t. 253 599 278 f. 253 590 942 aefafe@aefafe.pt

Cabeceiras de Basto Rua Adelino Amaro da Costa Refojos de Basto 4860-360 Cabeceiras de Basto t. 253 664 764 f. 253 665 819 d.cabeceiras@aefafe.pt

Departamento Formação Rua Monsenhor Vieira de Castro, 346 4820 - 279 Fafe T. 253 590075 F. 253 504 368 formacao@aefafe.pt

Celorico de Basto Rua Serpa Pinto - Edifício IRB 4890-226 Celorico de Basto t. 255 323 884 f. 255 323 810 d.celorico@aefafe.pt

Centro Mais Centro Novas Oportunidades Praça 25 de Abril, 190 4820-142 Fafe t. 253 597 311 centromais@aefafe.pt


Revista Percursos  

Percurso formativo da Escola Profissional de Fafe no ano letivo 2011/2012

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you