Issuu on Google+

Escola Primária da Cêpa

Inês Granja 25/01/2011


O mapa e os seus rios


Este é o Rio Douro O Rio Douro nasce na Serra de Urbión, em Espanha, passa por Miranda do Douro e Régua e vai desaguar no Oceano Atlântico, junto à cidade do Porto. Numa pequena parte do seu percurso, faz fronteira com Espanha.


O Rio Mondego


Este é o Rio Mondego É o maior Rio que nasce em Portugal, na Serra da Estrela, passa por Coimbra e desagua no Oceano Atlântico, junto da Figueira da Foz.


O Rio Tejo


Este é o Rio Tejo É o maior Rio da Península Ibérica; nasce na Serra de Albarracim, em Espanha, passa por Santarém e Vila Franca de Xira e desagua, junto à cidade de Lisboa, em S. Julião da Barra, no Oceano Atlântico.


O Rio Minho


Este é o Rio Minho Nasce nos Montes Cantábricos, em Espanha, serve de fronteira de Melgaço até Caminha, onde desagua no Oceano Atlântico.


O Rio Sado


Este é o Rio Sado

É um rio inteiramente português que nasce na Serra da Vigia e desagua em Setúbal, no Oceano Atlântico; as suas águas correm de Sul para Norte.


O Rio Guadiana


Este é o Rio Guadiana

Nasce na Lagoa da Regedoura, em Espanha, e vai desaguar no Algarve, junto a Vila Real de Sto. António, no Oceano Atlântico; em parte do seu percurso faz fronteira com Espanha; as suas águas correm de Norte para Sul.


Os Rios que passam por Castelo de Paiva Rio Paiva e Rio Douro


O Rio Paiva


Os seus desportos


Características do rio

O Rio Paiva é um rio português que nasce na Serra de Leomil, mais especificamente na freguesia de Pêra Velha pertencente ao concelho de Moimenta da Beira e desagua no Douro em Castelo de Paiva. Foi considerado ainda não há muitos anos o rio menos poluído da Europa, e ainda hoje é local de desova de trutas. Está classificado como Sítio de Importância Comunitária na Rede Natura 2000.


O Rio Douro


Os desportos deste rio


As características do Douro O rio Douro (do celta dur (água)[1], chamado Duero, em castelhano) é um rio que nasce em Espanha na província de Sória, nos picos da Serra de Urbião (Sierra de Urbión), a 2.080 metros de altitude e atravessa o norte de Portugal. A foz do Douro é junto às cidades do Porto e Vila Nova de Gaia. Tem 927 km de comprimento. Este é o segundo rio mais extenso da Península Ibérica. Versões populares para a origem do seu nome são várias. Uma delas diz que, nas encostas escarpadas, um rio banhava margens secas e inóspitas. Nele rolavam, noutros tempos, brilhantes pedrinhas que se descobriu serem de ouro. Daí o nome dado a este rio: Douro (de + ouro). Já outra versão diz que o nome do rio deriva do latim duris, ou seja, 'duro', atestando bem a dureza dos seus contornos tortuosos, e das paisagens que atravessa, nomeadamente as altas escarpas das Arribas do Douro, no trecho Internacional do rio, entre Miranda do Douro e Barca d'Alva (Figueira de Castelo Rodrigo). A derivação por via popular do seu nome sugere romanticamente uma ligação a "Rio de Ouro (D'ouro)", mas tal não tem aderência histórica.


As viagens feitas nele


O que nos fornece o rio ? De que maneira o devemos tratar ?


O que nos fornece o rio e como o devemos tratar Uma das coisas que o rio nos fornece é o peixe! Muitas das pessoas pescam para se alimentarem e para alimentar os outros. Dá-nos também a água para beber, cozinhar, lavar roupa, regar os jardins e campos ou até a água para tomarmos banho no Verão. Servem também como vias de comunicação e de transporte. Não devemos poluir o rio, porque como vêem sem a água que ele nos fornece não conseguíamos viver! A água é indispensável para a vida de todos os seres vivos, por isso não a desperdices e não a poluas!


Este é o meu trabalho!!!

Fiz este trabalho com muita dedicação!!! Espero que tenham gostado!!!


Apresentação_inês 5