Issuu on Google+

Caos na saúde adia de exames a consultas agendadas

Carro zero para todo tipo de gosto e bolso Montadoras investem em tecnologias e criam profusão de modelos. Em 2012 , até 70 lançamentos, como o Cruze Hatch da GM (foto). Páginas 16 e 17

O caos da saúde pública em Marília agora se instalou de vez nos hospitais. Depois de cortar o atendimento de urgência ano passado e jogar toda demanda para os postos de saúde. Página 3

exclusivo

O jornalista José Ursílio e o prefeito Ticiano Toffóli com um exemplar da revista Marília Livre

Grampos ilegais criam dossiês de autoridades Polícia Federal abre inquérito e escala delegado José Navas Junior para investigar espionagem em diversas repartições rastreando juízes, promotores, delegados e políticos em Marília e região. Página 5

Nova revista Marília Livre tem compra comunitária Página 10

Faça sua aposta: quem vai ser prefeito de Marília Página 9

Sidney Gobetti vira referência e quer 8º mandato Páginas 6 e 7

Festa da colônia japonesa vira maior referência de marketing de Marília e esse ano pode atrair até 70.000 pessoas. Eventos culturais e surpresas na gastronomia, prometem organizadores. Para dias 20, 21 e 22 de abril. Página 2


2 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

evento

Japan Fest destaca Marília e promete surpresa gastronômica

J

apan Fest está completando dez edições. O evento é o retrato mais forte da organização e da prosperidade dos japoneses em Marília, a maior colônia de imigrantes da cidade atuante em todos os segmentos de mercado, indústria, comércio e prestação de serviços. Mais que gastronomia, lazer e cultura a Japan Fest movimenta milhões de reais em três dias, este ano deve atrair mais de 70 mil pessoas e coloca Marília no calendário estadual de eventos oficiais resgatando a autoestima da sociedade tanta abalada por escândalos nos últimos meses. Da primeira edição que usou a estrutura do colégio Bezerra de Menezes ao ano passado muita coisa mudou – e cresceu. A festa que será realizada dias 20, 21 e 22 de abril hoje ocupa toda área do Nikkey Clube, na zona norte, e oferece desde mega parque de diversões a mais de uma centena de stands com os mais va-

Yoshimi Shintaku

riados segmentos de mercado. Além disso, são inúmeras atrações culturais como shows, apresentações e concursos como a Miss Nikkey, que será eleita a rainha da festa na primeira noite do evento, sexta-feira, a partir das 21h30. Este ano 15 meninas estão concorrendo. Segundo Flavia Rodrigues Vieira, diretora de atrações da Japan Fest, a agenda cultural terá grande enfoque na própria colônia japonesa. O lançamento oficial do evento foi no Marília Shopping. “Vamos focar 90% das atrações na própria colônia. Além disso, continuamos prestigiando várias entidades assistenciais e estaremos fazendo a tradicional arrecadação de agasalhos”, disse. Um dos organizadores do Japan Fest, o médico Keniti Mizuno, já confirmou a presença de dez atrações de renome internacional, a maioria ligada à cultura japonesa. Além disso, segundo ele, este ano o setor de gastronomia vai acrescentar mais três pratos típicos da colônia mas que só serão conhecidos do público na festa. “É para deixar vocês com água na boca”, brinca. A Japan Fest foi responsável, por exemplo, pela introdução e massificação do sorvete frito em Marília. Antes restrito ao evento, hoje já pode ser encontrado em alguns lugares da cidade. O lançamento da Japan Fest reuniu dezenas de autoridades e apresentou um pouco da cultura japonesa como Taiko e outras atrações musicais.

Imagens do lançamento da 10ª edição da Japan Fest ocorrido no Marília Shopping


4 a 14 de abril 2012 | 3

wwww.marilialivre.com.br

Caos na saúde já prorroga até paciente agendado

serviço

Oito receitas. Um remédio Já pacientes sortudos que não sofreram com o reagendamento de consultas enfrentam outro problema: a restrição de medicamentos. Com oito receitas na mão a dona de casa Neide Aparecida de Oliveira deixou a unidade 3 do HC, na zona sul. “Aqui só pego um remédio”, disse. Ao lado da filha, ela que veio de Gália chegou às 7h, foi atendida às 9h e por volta das 12h ainda esperava para voltar para casa. Situação parecida enfrenta Rosemeire Maria Alves, que veio de Salmourão e trazia o filho Renan para atendimento. “Fomos atendidos, o médico é bom, mas às vezes falta mesmo o remédio”, afirma. “Minha sobrinha ficou internada aqui, é um bom hospital, o que as vezes é ruim que falta remédio e a consulta atrasa”, completa a aposentada Jordalina Domingues.

O

Guilherme com a família na porta do HC depois de 7 horas de espera

Atraso de R$ 4,5mi agrava crise

Neide aparecida mostra oito receitas, mas só tinha um remédio

A Famema confirma que o atraso no repasse de R$ 4,5 milhões agravou ainda mais a crise no atendimento porque atingiu diretamente fornecedores dos hospitais. “O repasse do aditivo referente ao mês de janeiro não aconteceu, gerando atrasos nos pagamentos dos insumos e consequentemente bloqueio no fornecimento de materiais e produtos à Fame-

ma”, explicam os diretores. Ainda segundo eles, o complexo de hospitais da FAMEMA recebe três tipos de repasse: recurso orçamentário da Autarquia, recurso do teto SUS e os termos aditivos – que complementam o teto do SUS. “Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o repasse será efetuado até o final deste mês e normalizado a partir de abril”, afirmam.

entregador Guilherme Aparecido Rodrigues Oliveira, 21 anos, chegou ao Hospital das Clínicas com hematomas na cabeça e várias escoriações depois de cair de moto durante a madrugada. Deu entrada por volta das 7h30 da manhã. Sentado numa cadeira de roda num corredor esperou mais de seis horas para ver um médico. Consulta de 15 minutos, já por volta das 15h, ele continuava na mesma cadeira de rodas mas agora se queixando de dor na porta do hospital ao lado de familiares. Ainda carregava pendurado nos braços os cateteres para tomar soro. “Mas não colocaram. Não tinha aquele apoio para ficar do lado da cadeira”, explica. “Ele (médico) disse que vai precisar fazer outro exame, mas só amanhã no Mário Covas (ambulatório)”, completa a namorada Ingrid Piva. Eles estavam acompanhados de parentes. Sua mãe Marcia chorava ao ver a situação. Todos são de Garça e ainda tinham de esperar a ambulância para voltar. O caos da saúde pública em Marília agora se instalou de vez nos hospitais. Depois de cortar o atendimento de urgência ano passado e jogar toda demanda para os postos de saúde, esta semana a direção da Famema, que mantém unidades como HC, Materno Infantil e São Francisco, avisou a região que suspendeu exames e pacientes agendados. “A regional de Saúde e os municípios vão ter que tomar

uma posição para evitar que esse posicionamento da Famema não afete a população carente que depende do atendimento”, afirma o secretário da Saúde de Garça, José Antonio de Resendes. Ainda segundo ele, nenhum município é auto suficiente. “Quando se trata de alta complexidade, precisamos dos hospitais de referência.” A superintendência do HC confirma a situação e o contato feito com 62 cidades para suspender parte do serviço. Segundos os diretores Gilson Caleman e Roberto Guzzardi, os exames e consultas eletivos estão sendo reagendados. A normalização deve ocorrer em 20 dias.


4 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

editorial

Comprometido com você

A

partir de agora o Jornal Marília Livre vai resgatar a imprensa independente e pluralista. O comprometimento com as causas públicas e coletivas, com você. Essa primeira edição do jornal tem reportagens diversificadas e investigativas e lança contraponto à mídia chapa branca instrumento de distorções e tentativas abusadas de solapar a verdade. Versões turvas e encomendadas de rádios, jornais e tevês dominadas pela mediocridade ameaçam o entendimento das coisas da cidade, dos fatos e tentam deformar a opinião pública. Esse novo jornal de início semanário pode sim desbancar as versões distorcidas do cotidiano de Marília justamente pelo domínio político que tem colocado em circulação apenas edições que não passam de arremedo de imprensa. O que você não ouve, não vê e não lê na maior parte dos veículos de comunicação que estão dominados, aqui neste semanário e por conseqüência na revista mensal e no site o leitor terá como referência. Você leitor deve comparar. Qual notícia está em circulação e qual está escondida ou distorcida. E você cidadão deve ser respeitado com a verdade e deve igualmente participar, ser ouvido. Aqui será. A edição número um que está em sua mão custa apenas um real. É valor que você paga e tem a garantia de informação decente, séria, ética e verdadeira. Você pode participar com sugestões de pautas e denúncias no email contato@marilialivre.com. br ou fone 14-9784-1305. E você deve ajudar a divulgar esse semanário, como seu instrumento de imprensa, liberdades de expressão e opinião. Esse jornal semanário está sim literalmente comprometido com você.

expediente

repercutiu

Metralha

Sorriso amarelo

Durou nada a cordialidade e o estilo sem caráter de fazer política do deputado Camarinha ressurgiu. O alvo agora é Daniel Alonso, dono da Casa Sol. Além de insinuações como caixa dois e sonegação, o político ficha suja também tem atacado o gerente da empresa Marinaldo Ângelo dos Santos. Notinhas e baixarias que não podem ficar sem resposta.

Acostumado a rachar a grana meio a meio com Bulgareli, o deputado Camarinha esteve visitando o prefeito Ticiano Toffoli, mas ao chegar ao gabinete foi aconselhado a “esquecer” alguns assuntos após ser avisado que estava diante de um “novo governo”, de uma administração que não vai tolerar mais escândalos como a propina da merenda. Perdeu a viagem.

Tirando da reta R$ 56.999,96. Esse é o valor de apenas um dos acordos financeiros que o ex dono da CMN, Carlos Francisco Cardoso, negociou para quitar antes de vender a empresa na surdina. O rombo nos bancos chega a meio milhão de reais, mas as dívidas estão sendo pagas em dia com dinheiro do FGTS e INSS dos funcionários que ficaram sem seus direitos.

Bem prevalece Mentiras da “nova direção” da CMN que acusa a Sinergia Comunicação, empresa do ex-editor José Ursílio, de desvios começam ser desmascaradas. “Não se vislumbra a verossimilhança necessária para o deferimento

O Jornal Marília Livre é uma publicação semanal da Sinergia, Editora, Comunicação e Feeling Ltda. Está integrada a mídia online www.marilialivre.com.br e a Revista Marília Livre. Fundação: Editora Sinergia 01-12-2000 Marília Livre 01-03-2012

da liminar pleiteada, uma vez que os documentos apresentados não demonstram, de maneira conclusiva, o mencionado desvio, por parte da agravada, de verbas publicitárias”, diz recente decisão do TJ.

Publisher José Ursílio joserusilio@marilialivre.com.br joseursilio@uol.com.br Diretor de Redação Guto Pereira guto@marilialivre.com.br Departamento Comercial contato@marilialivre.com.br Gerente Distribuição Cláudio Souza e Silva contato@marilialivre.com.br

Ele deveria chamar todos os cargos de confiança, exonerar e depois começar uma reestruturação. Recomendação de Sidney Gobetti para Ticiano Toffóli.

Ex a atuais donos da CMN cometeram crimes fiscais e cíveis, mas o desrepeito a pais de família foi o pior. Jornalista José Ursílio sobre a venda das rádios e jornal.

Criação & Arte Marcos Rogério Souza e Silva

Impressão Jornal da Cidade de Bauru Ltda.

Reportagens & Fotos Editores Associados

Tiragem 10.000

Siga-nos www.marílialivre.com.br www. joseursilio.com.br/blog Facebook

Jornal Marília Livre todos direitos reservados.

Endereço Rua Coronel José Braz, 144 – sala 03 – Fones 14-3221-4455 – 14-8111-3736 Bairro Boa Vista– CEP 17.501-570

Reprodução exclusivamente com autorização do Publisher. Opiniões em artigos e textos e informes publicitários de terceiros são de responsabilidade de autores.


4 a 14de abril 2012 | 5

wwww.marilialivre.com.br

exclusivo

PF descobre espionagem e dossiê contra autoridades

José Navas Júnior nega mas grampos de arapongas rastrearam juízes, promotores, delegados e lideranças políticas

A

PF vai investigar suspeita na Câmara Ofício protocolado na delegacia de Marília da Polícia Federal, dia 28, pelo vereador Eduardo Nascimento, acende a luz vermelha e confirma ainda mais as suspeitas de existência de um mega esquema de grampos, interceptação ilegal, extorsão e venda de dossiês, envolvendo políticos e autoridades. A Polícia Federal vai apurar

Espionado 24h em todo lugar A tecnologia que envolve os inúmeros métodos de grampos ou interceptações ilegais de som e imagem, e a comercialização de uma verdadeira parafernália de equipamentos de todos os tipos e tamanhos cresce a cada dia no mundo. Segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no Brasil atualmente existem 17 mil interceptações legais, autorizadas pela justiça, em andamento. Porém, o mesmo levantamento estima mais de 500 mil interceptações “ilegais” em andamento. Número muito superior as 200 mil interceptações legais que foram feitas durante todo o ano de 2011 pela justiça brasileira.

as fortes suspeitas de espionagem dentro da Câmara de Marília, em salas e gabinetes, com o objetivo de beneficiar grupos políticos distintos, através do vazamento de conversas sigilosas sobre investigações em andamento e sobre a vida pessoal de vereadores e assessores. Eduardo Nascimento revela que o mesmo esquema ilegal pode

estar interceptando o Fórum de Marília, o Ministério Público, delegacias e repartições públicas. “Sabemos perfeitamente que, estando em ano eleitoral, existe uma quadrilha instalada na cidade disposta a tudo para atacar e extorquir adversários e autoridades. Isto já aconteceu no passado e temos fortes indícios que continua acontecendo”, diz.

Delegacia de Marília da Polícia Federal abriu dia 23 de março o inquérito 102/2012 no mais absoluto sigilo que pode desvendar uma trama sem precedentes contra autoridades. Grampos telefônicos promoveram a espionagem de juízes, promotores, policiais e governantes e nas mãos de arapongas podem ter virado dossiês para extorsão e ameaças. A nova mídia Marília Livre formada por este jornal, revista e site, circula a partir deste mês com noticiário bombástico e apurou com exclusividade a existência do inquérito da PF. As escutas ilegais de meses estariam controladas pela ação de arapongas e empresas de fachadas funcionando em Marília e região. O delegado José Navas Júnior é o responsável pela elaboração do inquérito e ao ser procurado pelo jornal Marília Livre chegou a ficar irritado num primeiro instante com o vazamento das informações. Negou dar qualquer detalhe sobre as investigações ao destacar a existência de sigilo absoluto. Ele recomendou que não fossem divulgados quaisquer dados sobre o inquérito. Sua preocupação é publicar notícia e envolvidos destruírem provas e sumirem com equipamentos e dados. No entanto, equipe de reportagem investigativa deste jornal apurou em primeira mão para o leitor a existência de grampos e gravações telefônicas contra diversos políticos e autoridades da cidade com o

objetivo de montar os dossiês. O esquema teria atingido rastreamento de conversas de juízes e promotores e outros servidores públicos dentro do próprio Fórum de Marília. Outras repartições de estado foram vigiadas como delegacias de polícia. Também ficaram na mira da espionagem agentes políticos municipais. Os grampos ilegais estariam sustentando compradores de dados e informações privilegiadas e ao mesmo tempo criando um rol de dossiês que poderiam servir de extorsão, ameaças e outros crimes. Outro foco que pode revelar o envolvimento de pessoas poderosas por trás da espionagem e dos arapongas é a possibilidade de tudo estar arquitetado para serem usados durante a campanha eleitoral deste ano. O mega esquema com equipamentos sofisticados estaria sendo operado por informantes e arapongas e até com a possibilidade de cobertura de policiais militares agindo na clandestinidade mesmo em horário de serviço e com viaturas. A operação regional desemboca na existência de uma “polícia política” que estaria no encalço de diversas autoridades. Além de escutas permanentes durante vários meses em interceptações de telefones fixos e celulares, a espionagem também usaria vigilância de conversas em encontros e reuniões em diversos pontos da cidade.

Reportagem investigativa: José Ursílio e Gustavo Simi


6 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

política

Gobetti busca o oitavo mandato

U

m partido político não muda nada sozinho e ser governo é melhor que ser oposição porque na administração que temos instrumentos para mudar a vida das pessoas. Como vereador ele acompanhou todos os prefeitos de Marília nas últimas três décadas. Foi situação, oposição, manteve independência. Médico por profissão, Sidney Gobetti de Souza, 58 anos, vai tentar em outubro chegar ao oitavo mandato consecutivo na Câmara de Marília e avisa: não tem eleição fácil. Eleito pela primeira vez em 1982, ele acumula vitórias e derrotas, diz que aprendeu que na política se combate ideias e não pessoas e prega, mais uma vez, como um bom adepto do socialismo, a união de forças e lideranças para vencer as eleições deste ano. E mais que isso: depois fazer um bom governo. Como todo bom socialista, não perde tempo em atacar o sistema financeiro, que considera o grande inimigo da sociedade. “Só serve para especulação e não investe no emprego”, diz. Veja aqui os principais trechos da entrevista de um dos maiores líderes políticos da história da cidade, o homem que fincou as raízes do PC do B em Marília.

ML – E por que o senhor decidiu ser político? Gobetti – Acredito que a vida das pessoas pode ser diferente dependendo de quem está no comando do poder político. Para fazer alguma coisa mudar a vida é preciso estar no governo. Por isso o PC do B luta por uma frente que chegue ao poder. Hoje um novo socialismo, há uma transição, para um novo projeto nacional de desenvolvimento. Só com mais verba para saúde, educação é que vamos resolver o problema de gestão. O maior inimigo da sociedade é o sistema financeiro: só serve para especulação e não investe no emprego. No âmbito municipal o objetivo é ter uma gestão com novas ideias, uma administração democrática, que ouça as pessoas, as entidades, não desenvolva privatizações e principalmente respeite os movimentos sociais.

ML – E como fazer isso? Gobetti – A primeira medida é conseguirmos constituir um núcleo de poder político que eleja prefeito e vereadores onde todos possam decidir, respeitando claro a palavra do prefeito que é a maior autoridade mas às vezes toma decisões isoladas e precisa fazer isso em alguns casos, com objetivo coletivo. É preciso ouvir a opinião em MARÍLIA LIVRE – Qual questões como urbanismo, foi a sua eleição mais difícil? educação, saúde, que influem Sidney Gobetti – Todas as diretamente na vida do cidadão. Não basta por exemplo eleições foram difíceis. na área de habitação você construir moradias se o proML – Nenhuma mais? Gobetti – Todas as elei- jeto não estiver acoplado ao transporte, à educação. ções são difíceis.

ASSESSORIA Vereador com assessores e representantes de movimentos sociais em seu gabinete

90 ANOS Gobetti durante comemoração de aniversário do PC do B em Marília

a representar os interesses do governo, abandonando as bases. Isso aconteceu nas últimas décadas. Um exemplo: você vai enviar um projeto de uma usina de lixo reciclável você precisa ouvir o conselho do meio ambiente. Outro exemplo. Lá em Olinda (capital do Pernambuco) criaram a casa dos ML – Mas nisso onde nos últimos 30 anos aniquilou conselhos que reúne todos os hoje se encaixa o maior pro- toda liderança comunitária. As conselhos, habitação, educação, blema de Marília? pessoas que se destacaram, que saúde, urbanismo. Aqui temos Gobetti – O que precisa- surgiram nas massas são coop- os conselhos mas eles são submos é mudar os métodos po- tadas pelo prefeito, são retira- valorizados, precisamos pelos líticos, o jeito de governar que das da comunidade e passam menos ouvi-los.


4 a 14 de abril 2012 | 7

wwww.marilialivre.com.br

política

Para saúde, resultados de exames pela internet

G

obetti já fez campanha ao lado de Abelardo Camarinha, José Salomão Aukar e Mario Bulgareli. Na semana passada assumiu novamente a função de líder de bancada na Câmara de Marília da administração Toffoli. Hoje além da política luta contra um câncer descoberto há dois anos que já lhe custou, devido à quimioterapia, os poucos cabelos que tinha cabeça. “Ninguém escolhe a doença que vai ter. Como médico sempre soube dessa possibilidade”, diz descontraído. Veja a sequência dos principais trechos da entrevista que o vereador concedeu ao jornal Marília Livre na sala de reuniões da Câmara. ML – Eleições 2012, vereador... Gobetti – Primeiro precisamos deixar claro que é uma eleição municipal, não é estadual, nacional, não podemos confundir isso. E portanto é necessário ter uma plataforma municipal. Exemplo: como vamos melhorar a saúde? ML – E como? Gobetti – Um programa que discuta as deficiências da cidade. Hoje para você ter

Gobetti e a esposa Carmem

uma ideia já existe mas aqui não a divulgação do resultado do exame feito num posto de saúde pela internet. Simples e fácil. Ou por exemplo colocar lousas digitais nas escolas, que não custa muito. Ações concretas, que atinjam o cidadão. Outro exemplo: como fazer de maneira eficiência a manutenção e controle do abastecimento de água? Coisas pontuais, que beneficiam diretamente o cidadão. ML – Eleições precedem alianças, coligações... Gobetti – Primeiro precisamos mudar os métodos políticos, como já disse. Não luto contra pessoas, sou contra ideias. É preciso admitir que os métodos políticos do deputado Camarinha e seu filho Vinícius são ultrapassados, são autoritários com uma administração extremamente centralizada. E todos os partidos que se opõem a isso devem formar uma grande frente para nós termos uma Marília melhor para nossos trabalhadores, as donas-de-casa, os estudantes. ML – O que o senhor acha de 13 vereadores? Gobetti – É bom esclarecer, eu votei para que o número de cadeiras fosse 21 porque acredito que 13 é muito pouco para Marília, porque o sistema de financiamento privado da

campanha (eleitoral) ajuda quem tem mais vantagem financeira em detrimento daquele líder comunitário mais humilde. Votei para serem 21 vereadores porque acho que 13 é pouco, poderiam não ser 21 mas poderiam ser 17, 19. Acho que teríamos um Poder Legislativo com mais representatividade. ML – Sete legislaturas, o que faria de novo, do que se arrepende? Gobetti – Aprendi que é necessário compreender a responsabilidade de você ocupar um cargo público, representar a confiança das pessoas para prevalecer o bem comum. ML – E do que se arrepende, que votação mudaria? Gobetti – No parlamento você aprende a ouvir a opinião, observar o que não concorda, não é o homem e sim as circunstâncias. Não pode examinar as coisas simplesmente como um ato político. Dom Pedro (no ato da proclamação da Independência, lembra o vereador) enviou uma carta ao pai dele em Portugal dizendo: “não sou rebelde, são as circunstâncias”. ML – Depois de 30 anos, estando lá e cá, é melhor ser oposição ou governo, pedra ou vidraça? Gobetti – Hoje, na realidade, aprendi que é mais fundamental ser governo porque é a única maneira de você poder mudar, melhorar a vida das pessoas. Para você ter uma ideia quando nos

MILITÂNCIA Ao lado do deputado federal Aldo Rebello durante entrevista e nas ruas de Marília panfletando com movimento social

Gobetti – Veja. A renúncia era necessária. Bulgareli como prefeito havia perdido a autoridade política. Um exemplo. Antes dele sair, uma mulher ligou no canal 9 num programa de televisão e disse que iria pagar o IPTU mas iria depositar o dinheiro em juízo porque não daria nas mãos do prefeito Bulgareli. (A renúncia) Foi necessária.

elegemos a primeira vez vereador em 82 o PC do B ainda era ilegal. Os comunistas atuavam através do PMDB do então prefeito Camarinha. O problema pontual aí é que com o tempo a sociedade avançou e o Camarinha não. O mesmo aconteceu com o Bulgareli em 2008. Apostamos numa mudança de métodos que não ocorreu. Ficou igual os últimos 30 anos. Por isso que tem de haver uma reflexão dos candidatos majoritários, do atual prefeito Ticiano Toffoli, do vereador Eduardo Nascimento, do jornalista José Ursílio, do empresário Daniel Alonso, do ex-deputado Zuza para uma frente única com gente realmente capacitada em bem governar Marília. ML – Marília acaba de ter um fato inédito: a renúncia do ex-prefeito Mario Bulgareli...

ML – E o Ticiano? Gobetti – As pessoas viram a renúncia com bons olhos, ficaram contentes. Isso deu crédito para o novo prefeito, ainda existe a expectativa, porém não sei se a ruptura será brutal como precisa. ML – Que tipo de ruptura? Dê exemplo do que o senhor faria? Gobetti – Primeira atitude: ele deveria chamar todos os cargos de confiança, do primeiro ao último escalão, chamar todo mundo, exonerar e depois começar uma reestruturação mesmo que fosse renomeando pessoas. Mas isso seria uma ruptura brutal. Depois, na minha visão de parlamentar, está havendo pouca interlocução entre os poderes Executivo e Legislativo, precisamos melhorar isso. Antes da primeira sessão recebemos o prefeito na Câmara, e agora os vereadores esperam um prosseguimento institucional das conversas. Falei institucional e não político. É possível avançar.


8 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

eleições 2012

Oposição no pré-lançamento de Daniel Alonso a prefeito

A

oposição esteve em peso no lançamento da pré-candidatura de Daniel Alonso para prefeito de Marília. O evento na Câmara reuniu vereadores, presidentes de partidos, entidades não governamentais além de empresários como José Geraldo Garla que apoiam o projeto alternativo. Aclamado, Daniel Alonso, dono da Casa Sol, disse que a união de forças é para que a cidade não retroceda. “Conclamo todos os que querem mudança. Para frente Marília, para trás nunca mais”. Entre os vereadores que apoiam a frente estavam Mario Coraini, Eduardo Nascimento, ambos PTB, Sidney Gobetti (PC do B) e Wilson Damasceno (PSDB). O sindicalista Irton Torres (PC do B), presidente da Força Sindical, e o ex-deputado Joseph Zuza (PRP) também marcaram presença, além do secretário de Agricultura Antonio Jorge Favoreto (PMDB). No seu discurso Daniel Alonso dis-

Marcelo Pelúcio, Irton Torres, Josér Ursílio, Peco, Favoreto, Paulo Alves, Pio Marchesi, Daniel Alonso, Zuza, Eduardo, Damasceno e Coraini na linha de frente

se que pretende implantar na prefeitura uma administração coletiva, um modelo de gestão democrática e eficaz focado no bem estar das pessoas. “Vamos investir em gente, que é maior patrimônio que temos. O funcionalismo deve estar satisfeito para prestar um bom serviço”, disse. “Já estamos rodando e sabemos minuciosamente o que a cidade precisa, quais são as necessidades das pessoas”, completou. Daniel Alonso foi aclamado pré-candidato sem a realização de prévias do partido depois que o jornalista e radialista José Ursílio, candidato a prefeito

em 2008 com 15.379 votos, abriu mão da disputa há uma semana em nome da união dos tucanos e pregando uma ampla aliança. A pedido do partido José Ursílio deve sair candidato a vereador. No seu discurso, disse estar preparado para enfrentar uma eleição difícil e novamente pregou a criação de uma frente única de oposição. “Falo isso sob a pena de todos os partidos perderem a eleição para o que há de pior no estado de São Paulo e no Brasil” disse. Os vereadores Damasceno, Nascimento e Coraini também pregaram a

importância da união de forças e parabenizaram os tucanos pela celeridade no processo interno dos tucanos em definir o nome a prefeito. Segundo Nascimento, que também é pré-candidato pelo PTB, agora é preciso acertar as arestas para que um único nome seja escolhido pela frente de oposição. A mesma opinião tem o ex-deputado Zuza, pré-candidato a prefeito pelo PRP. “Vamos nos unir para dar a Marília o que tem de melhor na política da cidade. Aqui temos pessoas mais que capacitadas para governar nossa cidade”, falou.

Ticiano Toffoli prestigia evento O prefeito Ticiano Toffoli (PT) passou no almoço que comemorou o lançamento da pré-candidatura de Daniel Alonso, desejou boa sorte, conversou e posou para fotos com todas as lideranças. Disse que reconhece o esforço do grupo para o bem de Marília e não descartou uma possível união de forças. Pré-candidato à reeleição, Toffoli acenou neste final de semana com um gesto

de aproximação e chamou o vereador Sidney Gobetti para ser líder de governo na Câmara de Marília, que foi aceito. No primeiro discurso como líder de governo, Gobetti, du-

rante a entrega da alça de acesso do Marília Shopping no sábado pela manhã fez discurso de união. “O que a cidade quer um governo que cumpra seus compromissos e una as forças mudancistas”, disse.

Damasceno, Garla, José Ursílio, Eduardo, Gobetti, Prefeito Toffoli, Daniel Alonso, Corani, Vicente, Peco e André Gomes


4 a 14 de abril 2012 | 9

wwww.marilialivre.com.br

sucessão municipal

DANIEL

José Ursílio com lideranças políticas defende união dos pré-candidatos

prefeitáveis Zuza, Nascimento, Daniel Alonso e Toffóli; nomes que despontam como mais fortes para candidatos a prefeito em outubro

ZUZA

Lideranças querem convergir propostas e candidaturas

A

sucessão municipal de Marília vai ter esforço concentrado com articulações em abril e lances decisivos em maio a partir de avaliação de desempenho baseada em pesquisas quantitativas e qualitativas. A essência: convergir para única via as pré-candidaturas de Ticiano Toffoli (PT), Eduardo Nascimento (PTB), Joseph Zuza (PRP) e Daniel Alonso (PSDB). A proposta ganhou força com a posição do vice-presidente do PSDB, José Ursílio, que em carta de apelo abriu mão de pré-candidatura para evitar disputas

legislativo

Desvio de meio milhão de reais condena Herval Canetada da Justiça de Marília condenou o vereador Herval Rosa Seabra (PSB) a perda do mandato após ele ter surrupiado mais de meio milhão de reais junto com o ex-diretor Toshitomo Egashira dos cofres da Câmara de Marília durante sua última gestão como presidente em 2005. A sentença é do dia 12 de março. Na decisão a juíza Angela Martinez Heinrich acata a denúncia de improbidade administrativa contra Herval e Toshi, que terão de devolver todo dinheiro desviado com acréscimo de multas e juros – valor ultrapassa R$ 1,5 milhão. A sentença conclui que Herval era presidente da Câmara e junto com Toshi assinava cheques que depois tinham valor adulterado e eram descontados na boca do caixa ou depositados na conta do ex-diretor. Durante o processo Herval tentou argumentar que Toshi havia executado as fraudes sozinho. Não colou. “Agiu o réu no mínimo com culpa, devendo, sim, ser responsabilizado pelos danos causados ao erário público”, afirma a juiza.

NASCIMENTO

internas em prévia e fez do empresário Daniel Alonso o indicado tucano. A postura comemorada como ato prático para convergir projeto de oposição pôs líderes dos principais partidos em reflexão. José Ursílio e líderes André Gomes (presidente) e Sidney Gobetti de Souza (vereador) ganharam força como incentivadores e até articuladores do consenso. É reconhecido que em primeiro plano o maior entrave está no alinhamento de PT e PSDB pelas diferenças e conflitos ideológicos em âmbito estadual e nacional. Enquanto PSDB tem na cidade a força do governador Geraldo Alckmin e tradição de bom desempenho dos tucanos pelo lado do PT a renúncia de Mário Bulgareli e posse de Ticiano Toffoli mudou o quadro em benefício do petista. O PT tem do lado o PMDB e a máquina administrativa e política para fortalecer Toffoli enquanto Daniel Alonso, Eduardo Nascimento e Joseph Zuza jogam no mesmo tabuleiro. Esse quadro vai precisar ser adequado para afastar individualismo e vaidades e José Ursílio e André Gomes acenam com incentivos e interlocução. Abril será mês festivo por conta do aniversário da cidade e muitos encontros informais podem estimular troca de conversas. O que as lideranças já acertaram, nesse processo e que era um compromisso desde o ano passado com a articulação da terceira via, é que uma parte desses líderes defendem que haja pesquisas para definir quem teria melhores condições de encabeçar a chapa que possa vencer as eleições. São signatários dessa iniciativa o PSDB até com a defesa intransigente do presidente estadual Pedro Tobias, além de Eduardo e Zuza. Vai ser essencial que PT e PMDB aceitem essa proposta. Os partidos e líderes defendem a união porque entendem que a divisão da disputa em duas candidaturas equilibradas por exemplo colocando PSDB e PT deixaria caminho aberto para vantagem da dose dupla Abelardo Vinícius Camarinha, pelo poderio de mídia e dissimulação que usam para ludibriar o eleitorado.


10 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

lançamento

Mobilização institui compra comunitária de revista

E

mpresários, comerciantes, pessoas físicas e admiradores anônimos e defensores de Marília estão mobilizados numa ação de compra comunitária da primeira edição da Revista Marília Livre. Objetivo é circulação vinculada ao interesse comum e coletivo e visa a garantir acesso à informação isenta. Os editores querem que, de acordo com possibilidades de caixa e bolso, pessoas físicas e jurídicas comprem as revistas e as distribuam em suas áreas de atuação. “Um comerciante pode comprar 50 exemplares e distribuir aos funcionários e quarteirão onde reside enquanto outro prestador de serviços pode fazer aquisição de 10 unidades. Empresários estão se cotizando para aquisição de 250, 500 e mil exemplares com mesmo objetivo”, defende o Publisher José Ursílio. A revista Marília Livre reúne editores associados e em sua primeira edição explica e detalha tudo que aconteceu na compra e venda da CMN (Central Marília Notícias), editora do Jornal Diário e das rádios Diário FM e Dirceu AM e desenha perfil de 25 anos de mutação da mídia. As revelações do jornalista e radialista José Ursílio mostram tudo que está por trás da negociata e os interesses políticos para manipulação da opinião pública por causa das eleições municipais deste ano. Objetivo dos editores associados é manter a revista isenta de influências. Campanha de amigos e voluntá-

rios coloca à venda exemplares em bancas, pontos comerciais e de serviços. Aposta maior é aquisição em bloco para distribuição junto a formadores de opinião e leitores em áreas de influência de grupos. Os interessados em participar da campanha devem ligar para 14-3221-4455 para compra de qualquer quantidade de exemplares a apenas R$ 2,00. Opção pode ser de recebimento das unidades ou mesmo recomendação para distribuição direcionada pela própria equipe da revista. Quem preferir pode ligar ainda para o celular de José Ursílio, 14-9784-1305. Todas as compras comunitárias serão mantidas em sigilo para que não haja especulação e ainda para garantir o voluntariado na ação que visa a defender as liberdades de expressão e pluralismo de idéias. José Ursílio acredita que a iniciativa dos editores associados pode garantir circulação da revista de forma ainda mais isenta e independente, pois dessa maneira não cria dependência comercial e ou institucional de qualquer verba publicitária do poder público. O jornalista crê que essa é a receita para manter o jornalismo investigativo e ativista e a cidade poderá contar com mídia em contraponto ao domínio de grupos que transformaram em chapa branca a maioria das rádios, jornais e tevês por assinatura.

José Ursílio, jornalista e radialista

Vitória de 11 profissionais perseguidos

T

oda causa tem heróis públicos, por vezes anônimos. A nova mídia Marília Livre reúne parte de 11 ex-empregados afastados e perseguidos. É vitória desses profissionais. Ex e atuais donos da CMN, jornal Diário e rádios Diário FM e Dirceu AM produziram negociata, crimes fiscais e cíveis, mas o desrespeito a pais de famílias aviltados em sagrados direitos trabalhistas como salários, FTGS e até cestas básicas. Os vilões Carlos Francisco Cardoso e a médica Renata Baldissera Cardoso desapareceram das obrigações, levaram mais que o dinheiro do suor, deixaram rastro de maldades e desprezo em valores humanos na véspera do sagrado Natal. Lamentável truculência. De patrão a vigaristas, Cardoso e Renata não deixaram única palavra, qualquer consideração. Nem para os 11 afastados pela nova direção, muito menos para os 157 pais de família que ainda estão empregados na CMN, agora sob julgo e lei de silêncio. Nenhum funcionário ou prestador de serviço ainda dentro do jornal e das rádios pode abrir a boca dentro e fora do prédio e aos quais os editores da nova mídia Marília Livre rendem homenagens, torcida

para suportar esse calvário. Os 11 heróis afastados estão à espera do acerto de contas, dos direitos trabalhistas, alguns felizmente já empregados dignamente e os demais associados justamente para colocar em circulação veículos de comunicação decentes, de parcos recursos financeiros e materiais, mas de riqueza em caráter. É registro fundamental para a história a primeira edição da revista e do jornal semanário Marília Livre. Essa divulgação vira a página de uma vivência de glórias, lutas, envolvimento, sentimento e aprendizado dentro do prédio da rua Coronel Galdino de Almeida enquanto lá estavam pessoas fazendo o bem. Todas as horas foram de crescimento, e lá estiveram: Guto Pereira (editor assistente), Tathi Camargo (colunista social), Gustavo Simi (chefe de reportagem das rádios), Paulo Galhardo (gerente de compras), Luiz Henrique Pozane (auxiliar administrativo), Nelson Junior (repórter e comentarista de rádio), Maurício Joaquim da Silva (motorista), Paulo Moreira (segurança patrimonial), Marcos Rogério de Souza e Silva (chefe de produção), Cláudio Aparecido de Souza e Silva (agente de assinaturas e auxiliar de impressão),

Sandro Luiz Marques de Lima (agente de assinaturas) E mais que todos há também literalmente um mártir: Sérgio Araújo da Silva o vigilante patrimonial, também colocado para fora da empresa brutalmente. Ele que na madrugada de oito de setembro de 2005 ficou amarrado, levou coronhada de revólver na cabeça, rendido dentro do prédio em chamas e que felizmente no último minuto se desvencilhou para salvar a própria vida. Sérgio Araújo não podia mesmo ficar na CMN e ver que agora lá estão criminosos, bandidos, entre eles um dos que estavam naquele crime, de alcunha Guruzinho, o Bruno Galdêncio Coércio. Sérgio teve só um alento: foi impedido de entrar na empresa, mas saiu com cada centavo do salário, o pagamento de todo seu FGTS, todos seus direitos, porque este era o único que estava registrado sim na empresa Personal, era terceirizado nesta que pertence com muito orgulho a meus irmãos. Página virada. Aos heróis, Deus cuidou e vai cuidar sempre. Aos violões, também, o acerto pela lei dos homens e também do Criador. Deus abençoe a todos. José Ursílio


4 a 14 de abril 2012 | 11

wwww.marilialivre.com.br

justiça

Receita e MP. Começa a devassa na CMN

R

eceita Federal, Ministério Público Estadual, Justiça do Trabalho e outras autoridades policiais já foram acionados e investigam a falaciosa venda da CMN (Central Marília Notícias), ocorrida na calada da noite do dia 23 de dezembro passado. Farta documentação com informações sobre caixa dois, endividamento milionário, ocultação de bens e valores entre outras possíveis fraudes já estão nas mãos de promotores e agentes fiscais da Fazenda para uma devassa. O dossiê foi elaborado pelo jornalista e radialista José Ursílio, que está afastado da empresa pela “nova direção” desde a negociata. “Existem veículos, as rádios, por exemplo, que são concessões públicas. Elas têm dívidas milionárias, problemas com Anatel e Ministério das Comunicações e mesmo assim foram vendidas. Qual a transferência feita, qual o lastro? Isso precisa ser investigado”, afirma. A sigilosa documentação sobre atividades e funcionamento das rádios e jornal e agências internas entregue

Jornalista abre arquivo de documentos Segundo o jornalista, nos últimos anos ele tomou o cuidado de conservar escrituração da sua empresa Sinergia e ao mesmo tempo colecionou e arquivou documentos internos das rádios, jornal e agências para eventuais comprovações.

Agora ele afirma que quer a abertura definitiva sobre todos os procedimentos de faturamento, pagamentos e repasses que a “nova direção” da CMN alega terem sido fraudados. “O que querem é ocultar o rombo milionário deixado

para trás, como fundo de garantia dos funcionários não recolhido e outros. Mas as investigações oficiais vão mostrar como é que sumiu o caixa do jornal e das rádios e todo faturamento repassado pelas agências para os ex-donos”.

às autoridades pelo jornalista ainda pede a abertura dos contratos sociais e comerciais das emissoras de rádio e das duas empresas que editam o jornal– CMN e Editora Diário Correio Ltda. José Ursílio quer que seja investigado todo período referente aos últimos anos enquanto vigorou acordo comercial com Sinergia Comunicação Feeling, agência de publicidade que operava contratos da CMN e rádios e foi rompido unilateralmente pelos ex e novos donos desde o dia 23 de dezembro passado.

Ao entregar os pedidos de investigação às autoridades o jornalista José Ursílio também desbloqueou seus sigilos fiscais e pessoais e da sua empresa, a Sinergia Comunicação e Felling Ltda. e passou a tratar publicamente de todos os faturamentos nos últimos anos. Ele também propôs nas instituições de fiscalização e apuração uma auditagem independente nas contas dos ex e atuais donos de jornal e rádios, da Sinergia e agências que prestam serviço ao jornal e as rádios para cruzamento de informações financeiras.


12 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

lixo eletrônico

Sucatas aguardam descarte

Eles reciclam seu computador velho. Doe

B

ilhetinhos manuscritos pendurados na bancada do laboratório indicam pedido de três crianças e jovens carentes que sonham em ter um computador em casa. Na sala dezenas de máquinas, com defeito aqui outro acolá, que foram doadas prontas para serem recicladas. “Em média, geralmente, de cada dois computadores velhos montamos um”, afirma o professor e coordenador da Escola Técnica Antonio Devisate, Fábio Moura. Criado ano passado, o projeto ReciclaEtec agrega alunos da disciplina técnica de informática e já promoveu doação de aproximadamente 40 máquinas. A maioria para escolas estaduais. Outras oito estão quase prontas e vão atender a primeira entidade assistencial beneficiada: Lar da Criança. A prioridade, inicialmente, é atender órgãos públicos de ensino, diz Moura. Mas em agosto do ano passado um estudante especial de Pompéia recebeu uma máquina em doação. “Quando é para atender pessoas é feito um estudo da real necessidade, fazemos visitas e uma análise do perfil de quem está pedindo”, explica. Todo trabalho de reciclagem é feito por alunos do curso técnico de informática da Etec e integram a grade curricular. Estudantes como Clodoaldo Cardoso,41, Evelyn Nery, 17, e Felipe Gonçalves, 16, que ajudam desde a triagem após recebimento das máquinas doadas até a montagem final dos computadores. Na sala reciclagem amontoam-se monitores, CPUs, tecla-

Duas salas inteiras lotadas até o teto de máquinas inutilizáveis. “Só monitores são mais de 200 para serem descartados”, afirma Moura. Todo esse lixo eletrônico aguarda para ser destruído de maneira condizente com a nova legislação nacional sobre Resíduos Sólidos. Segundo o coordenador, a primeira idéia é vender o material para indústrias de reciclagem de São Paulo. Por enquanto as máquinas se acumulam em salas de uma empresa na zona norte que gentilmente cedeu espaço para o projeto ReciclaEtec.

Alunos Clodoaldo, Evelyn e Felipe com coodernador da Etec, Fábio Moura

Laboratório de informática da Escola Técnica Antônio Devisate; abaixo Fábio Moura com a diretora geral Claúdia Mara Piloto

SERVIÇO • Etec Marília • Avenida Castro Alves, 62 • bairro Somenzari. • Fone (14) 3433-5467 • devisate@terra.com.br

dos, mouses e placas de computadores que aos poucos vão se configurando máquinas que novamente serão usadas. O coordenador explica que a equipe de alunos consegue fazer reparos mais simples nos equipa-

mentos e promove a instalação de softwares mínimos necessários para a doação. Cada vez mais o projeto tem ganhado destaque e outras escolas técnicas de São Paulo, como Mococa e São José do Rio Pardo, já usam o ReciclaEtec. Segundo a diretora Claudia Mara Piloto da Silva Parolisi, o curso da Etec de Marília é reconhecido em todo estado. Atualmente, empresas e órgãos públicos, como a Receita Federal, são os principais colaboradores do projeto, mas cidadãos comuns também procuram fazer doações, explica Moura.


4 a 14 de abril 2012 | 13

wwww.marilialivre.com.br

seu dinheiro

Impostos saqueiam R$ 2.072 do bolso do mariliense por ano

A

penas por existir e respirar cada mariliense pagou, em média, R$ 2.072 de impostos para sustentar a máquina administrativa e ter pouco de retorno em serviços como saúde e educação. Os números são das Finanças da Secretaria do Tesouro Nacional referentes à movimentação financeira dos brasileiros em 2010. Trazem informações individuais por município. O cálculo de quanto cada pessoa contribuiu direta ou indiretamente para o governo é feito sobre o montante arrecadado e dividido pelos habitantes. Incluem todo tipo de imposto como ICMS sobre a compra de produtos e serviços e tributos municipais como ISS e IPTU. O levantamento indica em Marília foram arrecadados exatos R$ 449.199.866,34 e a cidade tinha, segundo dados oficiais, um total de 216.745 moradores, o que dá a média de R$ 2072. O jornal Marília Livre traz nesta edição para você uma tabela com a incidência da carga tributária sobre os principais produtos consumidos entre bens duráveis e não-duráveis como eletrodomésticos e alimentação. Você vai observar que a carga tributária brasileira, na maioria dos casos, gira em torno de 35% sobre os produtos como é o caso do pacote macarrão, um dos alimentos mais consumidos.

55% do preço de produtos da Páscoa são impostos Levantamento do IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário) mostra que a tributação sobre produtos em datas especiais como Páscoa pode superar metade do valor da venda. O peso da tributação nos ovos de chocolate e na colomba pascoal é de quase 40%.Veja alguns exemplos.

R$ 61 milhões só de ICMS Esse foi o valor que a Prefeitura de Marília recebeu ao longo de 2010 de repasses apenas do governo estadual em ICMS (Imposto sobre Circulação de Bens e Serviços). Além disso, foram mais

aproximadamente R$ 16 milhões que o município teve de IPVA (Imposto sobre Propriedade de Veiculo Automotor). Uma dinheirama para tanto buraco na rua e obras paradas.

Arrecadação é 19% maior que prevista Em 2010, dos mais de R$ 314 milhões de receitas correntes do município, a prefeitura recebeu exatos R$ 58.432.951,33 através de impostos próprios como IPTU, ISSQN entre outras taxas como

limpeza, bombeiros e publicidade. O montante foi 19% maior que o previsto. Já a receita tributária total prevista também foi maior que a esperada e atingiu a marca recorde de R$ 65 milhões.


14 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

receitas

A

Páscoa está chegando e veja algumas receitas de bacalhau simples e fáceis de fazer para toda a família. Na hora de fazer calcule uma média de 150 gramas de bacalhau por pessoa em cada receita. Bom apetite.

Bacalhau à Portuguesa 1 - Dividir o bacalhau fresco em postas de 250 grs 2 - Temperá-las com sal e pimenta. 3 - Dispô-las numa caçarola de saltear, contendo (para cinco postas) 100 grs. de manteiga, 100 ml de azeite, 100 grs. de cebola picada e refogada em manteiga, um pequeno dente de alho esmagado, duas pitadas de salsa migada, 750 grs. de tomates migados e sem sementes, 100 grs. de arroz, cozido em três quartos de água salgada e 200 ml de vinho branco

4 - Cobrir a caçarola; pôr sobre lume vivo a cozer durante dez minutos sem destapar. 5 - Passado este tempo, destapar a caçarola para fazer a redução, que deve estar pronta sempre ao mesmo tempo que o peixe, cuja cozedura completa exige dezoito minutos. 6 - Dispor o peixe numa travessa e cobri-lo com o molho e a guarnição.

Bacalhau à Congregado 1 - Toma-se bacalhau cru, depois de posto de molho, parte-se em lascas e ba¬tatas cruas em rodas. 2 - Deita-se num tacho ou numa caça¬rola uma camada de rodas de cebola com um ramo de salsa, dentes de alho em rodas, cravo, pimenta

e outra camada de bacalhau e rodas de batata. 3 - Por cima destas duas camadas insira uma porção de bom azeite que quase cubra a mis¬tura. 4 - Leva-se a caçarola tapada a lume brando, agitando-a até que o bacalhau esteja cozido.

Bacalhau à Espanhola 1 - Coze-se primeiro o bacalhau com batatas 2 - Pica-se uma cebola e leva-se ao lume com azeite até aloirar; juntam-se-lhe bastante tomate, limpo de pele e de sementes, alguns dentes de alho, sal, pimenta, salsa picada e um pouco de farinha desfeita na água em que se cozeu o bacalhau. 3 - Logo que o tomate esteja cozido e desfeito, tira-se do lume, corta-se o bacalhau em lascas, as batatas em

rodas e pimentos assados, limpos de peles e de sementes, às tiras. 4 - Põem-se, numa travessa de ir ao forno, camadas alternadas de bacalhau, batatas e pimentos, deita¬-se-lhe o molho por cima e leva-se ao forno a corar.

Bacalhau de Fricassé 1 - Coze-se o bacalhau, limpo de pele e espinhas 2 - Envolver em farinha de trigo molha¬-se em ovo batido e frige-se em azeite 3 – Corte rodelas de batatas e faça o mesmo procedimento. 4 - Tira-se o bacalhau e as batatas, deite no azeite rodelas de cebola, salsa picada, pimenta em pó e dentes de alho esmagados; quando a cebola estiver levemente loura acrescenta-se o molho com a água da cozedura do

baca¬lhau, na qual se tem desfeito um pouco de farinha. 5 – Deixe ferver de novo, até cozer a farinha. 6 – Em seguida coloque o bacalhau e as batatas, deixa-se novamente ferver, tira-se do lume, passa em gema de ovo batida, salsa picada e sumo de limão 7 - Mexa tudo depressa para que o ovo não possa talhar, leva-se mais uma vez ao lume, para cozer o ovo e seirva a vontade.


4 a 14 de abril 2012 | 15

wwww.marilialivre.com.br

horóscopo

teen

ÁRIES - Aproveite a companhia dos seus colegas nos estudos, mas não deixe de dar seu carinho a família. Confie nos seus desejos na intimidade a dois e planeje uma viagem bem bacana. Divirta-se nos momentos de lazer. palpites: pavão e cachorro.

LEÃO - Os elogios dos familiares vão estimular suas atitudes e, com a popularidade em alta, terá condições de tomar algumas decisões importantes. Use seu jogo de cintura para se divertir nos momentos de lazer. Palpites: águia e leão.

SAGITÁRIO - Os momentos ma dois serão de intensa paixão. O astral desta face é perfeito para fechar contratos. Fortaleça sua fé fazendo uma oração de que goste muito. Organize seus compromissos, já que esta semana estará cheia de novidades. Palpites: burro e macaco

TOURO - Tome uma atitude segura na paixão e viva os encontros a dois com bastante otimismo. Você vai render mais do que esperava neste período, aproveite para investir nos seus sonhos. Terá sorte em jogos e apostas. Palpites: avestruz e burro.

VIRGEM - Enfrente os obstáculos e algumas situações desagradáveis com toda sua garra. A dois, devem pintar desentendimentos e os conflitos vão trazer aborrecimentos. Confie sempre na sua intuição para se dar bem e ser feliz. Palpites: águia e vaca.

CAPRICÓRNIO - Uma nova paixão deve surgir em um momento de diversão. Aproveite os momentos de folga para se encontrar com os amigos. Quanto à saúde, siga as orientações médicas com atenção e não marque bobeira.Palpites: elefante e gato.

LIBRA - Livre-se das falsas amizades e aprenda a perdoar alguém que provocou mágoas no passado. Terá sucesso no ambiente profissional e vai se dar bem numa atividade que não colocava muita fé. Resolva os problemas familiares. Palpites: cachorro e avestruz

AQUÁRIO - Não tenha medo de lidar com as novidades que surgirem. Saberá tomar decisões para que seus planos se realizem. Muitas coisas devem pintar no seu caminho. Na paixão abra seu coração para quem ama. Palpites: cavalo e cachorro.

ESCORPIÃO - Tudo indica que você terá sorte nas questões envolvendo dinheiro. Contagiará a família com seu jeito descontraído e passará momentos agradáveis no lar. É hora de investir nos seus sonhos mais ambiciosos. Palpites: leão e cachorro.

PEIXES - Concentre-se nos seus planos para o futuro e não se precipite agindo antes da hora. Algo relacionado a vendas dará excelentes resultados. Determine melhor todos os seus objetivos analisando os prós e contras. Palpites: cabra e jacaré.

GÊMEOS - O astral é excelente para provocar mudanças na sua vida e a ajuda de que você precisa chegará de repente. Segure, porém, a ansiedade para não se prejudicar. Cuidado com traição nas questões amorosas. Palpites: burro e leão. CÂNCER - No setor de trabalho, as atividades em equipe estarão em destaque. Abuse de sua criatividade e aceite a ajuda de parentes próximos. Assim, receberá uma notícia bastante agradável. Planeje algo para a sua vida. Palpites: carneiro e burro.

Resultado vale tanto para meninos quanto para meninas

Jogos estimulam criatividade

D

e acordo com estudo realizado pela Universidade do Estado de Michigan, os pré-adolescentes que jogam jogos digitais, incluindo aqueles que são considerados como “violentos”, apresentam maior nível de criatividade do que aqueles que não praticam esse tipo de atividade. O resultado vale tanto para meninos quanto para meninas. A pesquisa analisou 491 crianças, com idade aproximada de 12 anos, utilizando o Torrance Test of Creativity-Figural. Descobriu-se, então, que “quanto mais as crianças jogam vídeo-games, mais criativas tornam-se em tarefas como desenho de figuras e na escrita de histórias”. Por outro

lado, o uso de celulares e de computadores por si só não foi diretamente relacionado à criatividade. Para Linda Jackson, coordenadora da pesquisa, “as descobertas podem fazer com que os game designers (desenvolvedores de jogos digitais) identifiquem quais os aspectos despertam mais a criatividade”. Além disso, o estudo confirmou que meninos jogam mais vídeo games que meninas e que tendem a gostar de jogos com violência e esportes, enquanto as meninas preferem aqueles que envolvem a interação com outros (humanos ou NPCs – personagens não humanos, dotados de inteligência artificial). Fonte: Pro4Games

Faz bem ter animal de estimação Psicólogos das universidades de Miami e de St. Louis analisaram no ano passado os benefícios reais proporcionados por animais de estimação. Há uma série de estudos que já afirmaram que ter um cão ou gato torna as pessoas mais felizes e saudáveis, mas a relação de causa e efeito no relacionamento entre humanos e animais ainda não estava muito claro. A pesquisa foi dividida em duas etapas, com 368 donos de animais para traçar a diferença entre aqueles que tinham um pet e os que não tinham. Quem mantinha um bicho em casa era menos solitário, tinha estima melhor, fazia mais exercícios, era extrovertido e

Ter um cão ou gato torna as pessoas mais felizes

menos tímido ao se aproximar de outras pessoas. O estudo concluiu que bichos em casa servem como importante suporte social com benefícios físicos e psicológicos.


16 | 4 a 14 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

carro

Muita novidade até o fim do ano com 70 lançamentos

O

Salão do Automóvel de São Paulo é sempre o ponto maior de montadoras e novidades e ocorre em 2012 no último trimestre. Muita novidade para o consumidor ficar satisfeito ao longo dos meses e deslumbrado com até 70 lançamentos de modelos. São lançamentos de carros compactos, hatchs e picapes médias e utilitários esportivos leves que dominam as novidades do setor automotivo. Automóveis totalmente novos, reestilizações e novas gerações que serão conhecidas

ao longo do ano. Os compactos continuam presentes e com o maior apelo de venda. A nova geração do hatch Citroën C3, fabricada em Porto Real, é um exemplo deles. Ele vai dividir a linha de produção com a antiga geração do modelo, que continua a ser fabricada. A Chevrolet lança em 2012 o Sonic, também chamado de Aveo em alguns mercados. Ele chaga nas versões hatch e sedã, ocupando o segmento imediatamente superior ao Cobalt e abaixo do Cruze.

Fiat vai manter renovação A Fiat irá prosseguir a renovação da linha Palio. O Novo Siena acaba de chegar e o carro traz diferenças no visual externo em relação ao hatch – faróis e grade serão exclusivos –, além do entre-eixos alongado para maior espaço interno, o Grand Siena. Volkswagen Gol e Voyage também devem ganhar mudanças no visual e adotar a frente mais parecida com a do Fox, comum a todos os

outros modelos da marca. A Hyundai também pretende fazer barulho com o pequeno HB (nome oficial ainda não foi definido) que pode ser lançado em outubro. Entre os médios, a Peugeot abre o ano com o novo 308, que aposenta de vez o cansado 307. O hatch produzido na Argentina será equipado com os mesmos motores 1.6 16V e 2.0 16V, com até 116 cv e 151 cv respectivamente, que já rodavam no 307 e movem o atual 408.

GM preparada para briga A GM também está preparada paravoltar na briga entre os hatches médios com o Cruze hatch. Também há possibilidade de chegar a sétima geração do Golf ainda em 2012, produzida junto com o Jetta no México para manter o preço competitivo. As picapes médias – segmento paralisado em 2011 – também terão novidades em 2012. A Chevrolet investiu e saiu na frente em fevereiro ao colocar no mercado a S 10 completamente reestilizada. A Amarok enfim recebe o câmbio automático – um

moderno de oito marchas –, junto com a variante mais potente do 2.0 biturbo, com 180 cv. Entre os utilitários, a GM traz de volta a Blazer, baseada no conceito TrailBlazer, com a plataforma da nova picape. A Ford também quer balançar o mercado com a segunda geração do Ecosport, feita em Camaçari, na Bahia. Com visual totalmente novo, vem para combater a ofensiva do Renault Duster que tomou a liderança depois de longos oito anos de vendas do modelo da Ford.

GM traz de volta a Blazer, baseada no conceito TrailBlazer

Nunca tanta gente comprou carro zero Ranking de 2011 1º) Gol –

293.454

2º) Fiat Uno – 273.537 3º) Celta –

149.044

4º) Corsa Classic – 125.777 5º) Fox/CrossFox – 121.588 6º) Strada –

118.608

7º) Palio –

105.794

8º) Siena –

90.167

9º) Voyage –

87.210

10º) Fiesta –

86.204

11º) Sandero – 81.780 12º) Agile –

73.255

13º) Saveiro –

71.215

14º) Ka –

63.764

15º) Corolla –

53.147

Foram exatos 3.425.596 automóveis de passeio e comerciais leves (picapes e SUVs) emplacados em 2011 no Brasil. Ano foi recordista na venda de veículos na história do pais e somando motocicletas, ônibus e caminhões, chega-se a 5.767.886 unidades. 2011 fechou com a Fiat e o Volkswagen Gol como campeões de vendas entre as fabricantes e os carros de passeio, respectivamente. Durante o ano inteiro ambos mostraram desempenho equilibrado e constante. Líder de mercado há 25 anos, o Gol ele viu o seu principal rival no ano, o Fiat Uno (em dobradinha com o Mille, assim como o Gol inclui modelos G5 e G4), fechar o mês de dezembro na frente. Foram apenas 32 carros de diferença (24.263 Uno/Mille contra 24.231 Gol emplacados). A Fiat liderou o ranking (754.212 emplacamentos de automóveis de passeio e comerciais leves e 22,02% de participação). Em seguida vieram a Volkswagen (698.326 e 20,39%), a General Motors (632.102 e 18,45%), a Ford (313.990 e 9,17%) e a Renault (194.283 e 5,67%). Entre os veículos, o Gol fechou o ano com 293.454 unidades emplacadas. Foi seguido por Uno/ Mille (273.537), Celta (149.044), Chevrolet Corsa Sedan/Classic (125.777), VW Fox/CrossFox (121.588), Fiat Strada (118.608), Fiat Palio (105.794), Fiat Siena (90.167), VW Voyage (87.210) e Ford Fiesta (86.204). Segmento por segmento, o Gol foi o mais vendido entre os

carros de entrada, seguido por Uno, Celta, Palio, Fiesta e Ford Ka. Entre os sedãs compactos, o Fiat Siena foi o mais vendido. Superou o VW Voyage, o Chevrolet Prisma, o Renault Logan e o Ford Fiesta Sedan. Os hatches compactos tiveram a liderança do VW Fox, perseguido por Renault Sandero, Chevrolet Agile, Citroën C3, Peugeot 207 e Fiat Punto. O Hyundai i30 liderou a categoria dos hatches médios, deixando Ford Focus, Chevrolet Astra, VW Golf e Fiat Bravo para trás. Entre os sedãs médios, Honda Civic, Kia Cerato e Volkswagen Jetta não tiveram chance diante do Toyota Corolla, que terminou mais um ano na frente dos rivais, que o seguiram nessa ordem. Picapes As picapes compactas viram a Fiat Strada bater as rivais VW Saveiro e Chevrolet Montana. Já entre as picapes médias, a Chevrolet S10 se consagrou por mais um ano, não dando chance para Toyota Hilux, Mitsubishi L200, Ford Ranger e Nissan Frontier. Por fim, entre os SUVs, o Ford EcoSport aproveitou o que aparenta ser seus últimos meses de tranquilidade. Seguido do Hyundai Tucson, o jipinho da Ford precisa ficar atento com o terceiro colocado Renault Duster, que mostrou ótimo fôlego nas vendas.


4 a14 de abril 2012 | 17

wwww.marilialivre.com.br

Carros mostram tecnologias e profusão de modelos

seu modelo

Cruze Hatch

Novo Punto

O A

GM lança possivelmente entre abril e maio o Chevrolet Cruze 2013 hatch. Será equipado com o mesmo conjunto mecânico do sedã, com o motor 1.8 Ecotec, que rende 144 cavalos, quando abastecido apenas

com etanol. São duas as versões para o Cruze 2013 hatch a de entrada LT e a topo de linha LTZ, ambas trazendo de série freios com sistema ABS, controle de estabilidade (ESP), airbags duplos, entre outros equipamentos.

lançamento está perto e previsto para o primeiro semestre, para o mercado Brasileiro, mas o Punto 2013 já foi revelado na Europa e mostra como pode ser no país. O modelo de lá passa a ser oferecido com o moderno propulsor TwinAir 0.9 litro a gasolina, dois cilindros, capaz de entregar 85 cavalos de potência, já oferecido no pequeno 500. Além do motor de última geração, o Punto ganhou o motor a diesel 1.3 litro MultiJet. Já no Brasil isso nem existe...

Meriva reequipada

O

lançamento da Chevrolet Meriva 2013 com previsão para o primeiro semestre. Chega ao mercado totalmente reestilizada. Projeto chamado pela GM de PM7, vai substituir a atual Meriva e a Zafira de uma só vez. A Meriva 2013 vai ser oferecida em duas versões de cinco e sete lugares. Observem o carro flagrado com carroceria alongada, este de ser o de sete lugares. Os motores que devem equipar a nova Meriva são os conhecidos 1.4 e 1.8 flex.

O

VW Polo é um carro bastante popular e o lançamento do Polo 2013 está próximo. A Volkswagen não esta disposta a perder espaço e vai atualizar o modelo. Padrão mundial da marca, visto no novo Fox e Jetta, com certeza o novo Polo 2013 não vai ser diferente. Polo 2013 deve sofrer mudanças na dianteira. Com faróis dianteiros com máscara negra parecidos com o do Fox e grades do radiador largas. No interior Polo muda tecidos dos bancos e laterais de portas, detalhes de acabamento e cores de painel, devem mudar também.

Palio na parada

Fusion 2013

O

lançamento do Ford Fusion 2013 está próximo, ele chega ao Brasil entre agosto e setembro deste ano. O destaque do novo Fusion 2013, são os faróis dianteiros alargados típicos do novo visual da Ford. Será equipado com

Hyundai i30

O

Polo popular

lançamento do Hyundai i30 2013 no Brasil será no segundo semestre de 2012 e deve ser flex. Totalmente reestilizado com mais espaço interno e porta-malas de 378 litros. A Hyundai já havia revelado as primeiras fotos oficiais do novo i30 2013, o ano passado. Poe vir equipado com motor 1.6 a gasolina ou 2.0 que equipa o i30 atual, porém flex, desenvolvido junto com engenheiros brasileiros. Aposta do mercado é para versão 2.0.

uma exclusiva versão 2.5 bicombustível.Fusion poderá ser equipado ainda com um 2.0 EcoBoost de 250 cv, que aposenta o V6, ou na versão híbrida com um motor 2.0 acoplado a outra unidade elétrica com autonomia de mais de 100 km.

A

Fiat acaba de lançar o Siena, mas não esqueceu do Palio 2013. Embora o modelo tenha chego totalmente reestilizado as concessionárias à poucos meses, Palio 2013 chega no primeiro semestre de 2012. Carro já tem 15 anos e três reestilizações e é a segunda geração do carro, vai mudar só o documento. Mas a Fiat aposta ainda muito no Palio e o mercado consumidor vai ter algumas novidades de acabamento e tecnologia.

I

novações tecnológicas para deixar motoristas e passageiros plugados no mundo virtual, mecânica e eletrônica à base da mais fina precisão, maior segurança e conforto, é tudo de bom que as montadoras trazem em seus automóveis, do compacto, ,ao médio até o luxuoso que tudo dá de prazer ao consumidor. Tem carro em 2012 para todo gosto e bolsos. O certo é que o mercado está aquecido e as montadoras fazem de tudo para colocar novas alternativas e atrair consumidores. 2012 nem bem começou e sabe o que as montadoras prometem? Tudo de bom já para modelos 2013. Não é para menos. Só 2011, 3.425.596 automóveis de passeio e comerciais leves (picapes e SUVs) foram emplacados no Brasil. O número é 2,9% superior ao registrado em 2010 e coloca como o recordista na venda de veículos. Somando motocicletas, ônibus e caminhões, chega-se a 5.767.886 unidades) na história do país. Para 2012, estima-se alta de 4,5% nas vendas de automóveis e comerciais leves, o que significa alcançar as 3,58 milhões de unidades. Em 2012 novos modelos de carros chegam ao mercado para cativar os consumidores, principalmente os mais apaixonados. Os automóveis inovam design, funções e apresentam um desempenho impressionante na maioria dos casos, especialmente nas marcas mais tradicionais e com fábricas brasileiras. As principais montadoras de carro já começa a mostrar parcialmente as coleções de 2012, recuperando algumas tendências que fizeram sucesso em 2011. As novidades de automóveis valorizam as preferências de motoristas prometendo tecnologias, elegância e aventura.


1 8 | 30 de abril 2012

wwww.marilialivre.com.br

máfia da merenda

Bilhetinho mais que incriminador

Na Justiça, Camarinha e Bulgareli se unem e negam propina

A

s espécies se unem e inúmeras ações judiciais comprovam que o racha entre o deputado federal Abelardo Camarinha (PSB) e o ex-prefeito que renunciou ao cargo Mario Bulgareli (PDT) não passa de pura fachada para enganar a população e eleitores. Os dois mais seus respectivos chefes de gabinetes, Carlos Umberto Garrossino, o Carlinhos, e Nelson Grancieri, o Nelsinho, estão mais juntos do que nunca. Prova disso está no processo que tramita no Tribunal de Justiça

em que eles aparecem como réus acusados de dividir dinheiro da propina da merenda. Na última decisão, publicada em março, o TJ manteve o bloqueio de bens dos envolvidos, que serão obrigados a devolver R$ 7 milhões do dinheiro desviado. Em Marília, a máfia da merenda comandada por Camarinha e Bulgareli rendia propina de 10%, dividida entre os dois, do contrato com a SP Alimentação assinado em 2003 quando o deputado era prefeito e vigente até hoje.

Bilhete da propina da merenda apreendido na SP Alimentação

R$ 15 mil, valor referente Abelardo Camarinha, cita bilhetinho da propina

Eloizio Durães, dono da SP Alimentação, membro da máfia da merenda

A notícia que ninguém publica Não é apenas nas ações judiciais que Camarinha e Bulgareli aparecem lado a lado negando acusações da máfia da merenda. Os dois também foram protagonistas recentemente de uma reportagem da revista Época, da editora Globo, de circulação nacional. A reportagem A Gula do Cartel da Me-

renda, na página 32, cita o esquema da máfia da merenda em Marília e traz e letras de alto relevo o nome do deputado. Segundo reportagem Camarinha dividia a propina com Bulgareli, 5% para cada um. A revista traz ainda entrevista com promotor de Marília, Isauro Pigozzi, que confirma as investigações. “Os dados bateram”, diz ele.

A prova mais contundente que o ex-prefeito e atual deputado federal Abelardo Camarinha vem se lambuzando com o dinheiro desviado da merenda escolar das crianças está num bilhetinho escrito à mão em papel timbrado da SP Alimentação que dá até o valor da propina. O documento obtido com exclusividade pela Marília Livre está anexado ao processo 1193/11 que corre na 3ª Vara Cível de Marília. No processo, junto com o bilhetinho há outro também escrito à mão em papel timbrado da empresa com a sigla S10 que, segundo as investigações, é a indicação de pagamento de propina para a cidade de Marília. Um deles traz o valor de R$ 30.000 e cita que é para “renovação” do novo contrato. O bilhete está em nome de Silvio (Silvio Marques um dos empresários acusados de fazer parte da máfia da merenda e sócios da SP Alimentação e outras empresas do cartel). Os dois bilhetes foram apreendidos pela força tarefa do Ministério Público Estadual, junto com planilhas e outras informações que comprovam o pagamento de propina a Camarinha. O outro bilhete cita expressamente o nome de Camarinha, com pagamento de R$ 15 mil, autorizado por Eloizio Durães, dono da SP Alimentação.


4 a 14 de abril 2012 | 19

wwww.marilialivre.com.br

A dentista Vivian Bortolo curte um sorvete com os filhos Gionvana e Bruno na Avenida das Esmeraldas

44 ANOS DA APAE A entidade comemora a data no próximo dia 19 de maio com tradicional jantar. A animação deste ano será por conta de Leopoldo & Orquestra. Quem participar concorre a uma viagem a Nova York com acompanhante, uma moto, uma TV e duas joias. O convite individual custa R$ 150 e é vendido na Apae, rua Raul Torres, 70.

A estudante de recursos humanos Daiane Faria Baron esbanja beleza pelo campus universitário

O advogado Hubert Cavalca e servidora pública Larissa brincam com o filho Miguel que no último dia 211 completou 1 aninho

Momento literatura: o administrador de empresas José Paulo Dalan ao lado da esposa Alessandra leva os filhos Ana Paula e Bruno para escolher livros

ELAS COMANDAM

AGENDE-SE Dia 28 de abril acontece a segunda edição da Conferência Municipal de Cultura, que conclui a elaboração de um plano de metas e elege a nova diretoria do conselho. Cultura, Diversidade, Cidadania e Desenvolvimento são temas deste ano. Será no auditório da biblioteca municipal, na avenida Sampaio Vidal, das 10h às 18h. Participe.

Rotary Clube Marília Pioneiro comemora a 16 anos de atividades com uma festa neste dia 2 de abril. Além disso promoveu a posse de mais três associados: o policial militar Sérgio Nonato, o fisioterapeuta Renato Augusto da Silva e o advogado José Roberto Reis Martins. Com isso o clube passa a ter 24 associados, sendo sete homens e 17 mulheres. A presidente é a advogada Angela Cecília Giovanetti Teixeira.

Sessão só love: o analista de comércio Fabiano Santos e a estudante Livia Teles escolhem um filme para curtir um cinema à noite

Empresário Caio Roberto Melo Medeiros e enfermeira Thais Giaxa brincam com a filha Laura em shopping da cidade.

Coelhinho chegando: A pedagoga Josi Martins e a estudante Dara Daniellye escolhem ovos de Páscoa para presentear amigos em uma loja da cidade



Jornal Marília Livre 01