Page 1

1 boletim, pedro e isa.indd 1

01/12/16 12:49


“É pelo trabalho que a mulher vem diminuindo a distância que a separava do homem, somente o trabalho poderá garantir-lhe uma independência concreta.” Simone de Beauvoir

D

evido às inovações da revolução industrial, no século XIX surge o movimento feminista. As mulheres despertaram o desejo de mudanças em suas vidas e no dia a dia do lar. Saíram da mesmice, em busca de liberdade e espaço na sociedade.

influência no século XX para muitas mulheres, a fim de que elas fossem independentes, e até hoje serviu de inspiração. A mudança de cenário feminino ganha visibilidade na contemporaneidade devido vários fatores, sendo um deles as mídias sociais que tanto divulga as conquistas femininas como abrem o debate sobre esta temática. Porém, por mais que a transformação seja perceptível, ainda se tem muito a ser conquistado Ainda temos mulheres ocupando o mesmo cargo dos homens com menores salários, ou passando pelas mesmas situações com diferentes resultados.

Mas esse desejo não começou de repente. Há anos que a igreja ditava normas, regras e leis, para as mulheres, desde o modo de agir até o de pensar. A partir dessa vontade de ser ‘’livre’’, elas começaram a fazer passeatas e protestos pelas ruas, por direitos, desde a educação formal em escolas e universidades, espaços de trabalho até então somente para homens, como, Pensando nisso, nesta edição traremos também a participação na política. sobre o feminismo. A desigualdade salarial e o empoderamento femino. Grande nome do movimento feminista foi Simone de Beauvoir, que se consagrou pelo fato de ter sido uma grande

2 boletim, pedro e isa.indd 2

01/12/16 12:49


VAMOS FALAR SOBRE FEMINISMO!

O que é feminismo? Sou feminista?

O

feminismo é um movimento social e politico, com objetivo de conquistar direitos iguais entre homens e mulheres. Existe desde o século XIX. Não é o contrário de machismo, na verdade é bem diferente. Enquanto o movimento feminista luta por direitos iguais, o machismo coloca o homem como alguém superior a mulher.

ao voto, e contam com lei e delegacia especializada para protegê-las. Tudo isto, graças a muitas mulheres guerreiras e feministas. Em algum momento de sua vida, já leu ou ouviu que “toda mulher deveria ser feminista” e descordou? Mas quer e busca por respeito, reconhecimento, espaço, igualdade e liberdade? Se deseja tudo isso, saiba que você é uma feminista. Ser feminista não é odiar os homens, não gostar de sexo, ou ser contra a família. Ser feminista é desejar a igualdade, e buscá-la todos os dias no trabalho, na rua ou no lar. E ai, você é feminista?

Muitos são os julgamentos contra as feministas, mas poucas são as pessoas que conhecem a luta, e pelo o que lutam. Elas buscam igualdade, respeito e liberdade; que são direitos de todo ser humano, pois mulher também é gente, não objeto ou propriedade de alguém. Hoje, todas as brasileiras têm acesso à educação, 3 boletim, pedro e isa.indd 3

01/12/16 12:49


DESIGUALDADE SALARIAL, PROBLEMA MUNDIAL. Apesar das muitas conquistas, ainda há desigualdade de salários no Brasil e no mundo.

A

cada dia as mulheres conquistam mais espaço na sociedade. Chegaram em lugares onde todos pensaram que não poderiam chegar. Administram empresas, pilotam aviões e atuam em espaços de trabalho até então considerados exclusivamente masculinos como, por exemplo construção civil e mecânicas de automóveis. E, ainda, muitas vezes, são também mãe e esposa, acumulando funções. São verdadeiras guerreiras.

Essas que já conseguiram muitas coisas, não param de lutar. Pois, existe ainda muita desigualdade. Estudos apontam que mulheres recebem até 30% a menos que homens, mesmo ocupando os mesmos cargos, e/ou possuindo maior nível de escolaridade. Este não é um problema exclusivamente brasileiro. Existe também em outas partes do mundo. Em toda a América Latina o sexo feminino luta para reduzir tal porcentagem.

A desigualdade salarial também é encontrada em países europeus, mas em menor escala. Em 2012, segundo um levantamento feito pelo Eurostat, o instituto de pesquisas da União Europeia, a diferença por lá é de 16,4%. A luta não pode parar. Há muito o que alcançar. Todas devem unir forças e batalhar, não desistir. Nada de sexo frágil!

4 boletim, pedro e isa.indd 4

01/12/16 12:49


DESCULPE O TRANSTORNO, PRECISAMOS FALAR SOBRE VERÃO! Anúncio publicitário foi retirado do ar

A

mulher durante anos foi vista e tratada como ser reprodutora e objeto sexual. Hoje não é mais como antes, apesar de ainda ser assim vista é vista por certa parte da sociedade. Exemplos disso são os diversos comerciais de cerveja, em que é usado o corpo feminino para vender a mar-

ca e o produto. Uma marca de cerveja, no inicio de 2015, lançou uma nova campanha usando uma figura feminina, com um belo corpo, como nos padrões postos pela sociedade. A personagem era uma garçonete chamada por verão. A moça buscava e servia bebida aos homens, expondo suas curvas. O comercial não foi bem

aceito pelo público, e acabou sendo retirado das mídias por ordem do CONAR (Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária), pois foi considerada apelativa e muito sensual. Conquista para aqueles (as) que acreditam e apoiam a mulher como ser humano, não um objeto ou apenas um corpo bonito.

5 boletim, pedro e isa.indd 5

01/12/16 12:49


EMPODERAMENTO FEMININO NA MÍDIA Grandes mulheres da mídia como inspiração mundial.

Eliza Taylor

C

ada dia mais vemos mulheres ocupando lugares em mídias de entretenimento, seja TV, cinema ou internet. Entre elas, lindas mulheres negras, como por exemplo, Viola Davis, atriz que interpreta Annalise Keating, uma advogada que se impõe em todos os casos representados por ele, quebrando barreiras, e entrando em um universo praticamente masculino. E ela foi a primeira negra a ganhar um

Viola Davis

JK Rowling

prêmio de atriz principal. sendo o rosto de uma luta contra o governo corrup Existem muitos to e cruel, além de criticar casos que notamos o em- severamente o estilo de poderamento feminino governo, em vigor hoje, na TV e no cinema. Outro dominado por homens. exemplo é na série “The 100” onde Clark Griffing, É notável esse esinterpretada por Eliza Tay- paço que as mulheres vem lor, lidera uma revolução conquistando , em uma sopara combater um inimi- ciedade machista como a go, mostrando imposição nossa. E tornando-se impoem meio à situação de nente, chamando a atenção guerra. E na saga de filmes da mídia e do mundo. São “Jogos Vorazes” vemos a inspiração, força e poder! atriz Jennifer Lawrence que vive Katniss Everdeen,

6 boletim, pedro e isa.indd 6

01/12/16 12:49


ENTREVISTA

Entrevista com professora de escola pública, sobre empoderamento e

U

ma escola do interior do Rio Grande do Norte, realizou um dia de atividades alusivas ao 25 de novembro, dia internacional de combate á violência contra a mulher. Uma delas foi uma roda de conversa com a professora Evanice Dias, sobre autoestima e empoderamento pessoal. Em uma rede social a professora respondeu ao Ellas sobre o tema e o evento.

Ellas: O que seria empod- Não sei. Cada ser é um ser. Evanice Dias: Foi muieramento pessoal, e a Não existe um manual, cada to bom! Eu acredito em ligação com a autoestima? um deve descobrir o seu parcerias e em trabalhos

Evanice Dias: Empoderamento é dar poder, e a baixa autoestima tem haver com isso, com a falta de poder. Pode ser poder financeiro, da aparência, espiritual, são vários tipos. E ocombate da violência contra a mulher, deve começar por coisas como a autoestima. Uma mulher com baixa autoestima será violentada, ser violentada não é só “apanhar”, é ser até ignorada como pessoal.

dom de ser capaz. É preciso buscar incansavelmente nas ferramentas externas estratégias de como chegar ao nosso interno. Chegando lá, descobriremos o nosso modo de ser feliz. E a felicidade nos dá poderes!

contínuos. Gosto de falar com pessoas e aprender com elas também, levar ex-alunas para me “ajudar”, foi muito rico. Ellas: E qual a importância da escola tratar sobre esses temas?

Ellas: Como foi a participação e aceitação do público? Evanice Dias: A escola

deve estar atualizada em relação ao mundo externo. Se nos seus objetivos, cabe formar cidadãos, nada mais coerente do que Ellas: Professora, mas, tratar a todo e qualquer como conquistar o poder? Ellas: Como foi essa ex- assunto sem preconceito. Evanice Dias: Boa pergunta!

Evanice Dias: Excelente. Fizemos sorteios de brindes relacionados à bem estar e beleza. periência

para

você?

7 boletim, pedro e isa.indd 7

01/12/16 12:49


8 boletim, pedro e isa.indd 8

01/12/16 12:49

Boletim Informativo Ellas  
Boletim Informativo Ellas  

Boletim produzido pelos aluno de Publicidade e Propaganda, Átilas Matheus, Isabella Dias, Pedro Raposo. A pedido dos professores, Renato Med...

Advertisement