Issuu on Google+

VULCANISMO

Pedro Neves


Objetivos: No final desta unidade o aluno deve ser capaz de: - Identificar os elementos constituintes de um vulcão. - Identificar e classificar os materiais expelidos pelos vulcões. -Conhecer os diferentes tipos de vulcanismo. - Conhecer os fenómenos de vulcanismo secundário. - Identificar os riscos e benefícios da atividade vulcânica para as populações. - Conhecer as principais zonas de vulcanismo ativo em Portugal e no Mundo.


Introdução: O nosso planeta é rico em fenómenos que nos surpreendem diariamente, seja pela sua força, seja pela sua misticidade. O vulcanismo é um desses fenómenos que tanto nos deixa boquiabertos com tanta beleza, como nos deixa de lágrimas nos olhos e com o coração apertado com tamanha capacidade destrutiva. A natureza é assim. Rica em fenómenos geológicos que modelam e transformam o planeta onde vivemos e fazem dele o único com condições ideais à existência de vida. É também graças ao vulcanismo que sabemos a constituição das rochas que existem a grande profundidade e temos, por exemplo uma ideia da temperatura em profundidade. Como iremos constatar o vulcanismo tem aspetos positivos e negativos.


Vulcanismo Vulcanismo . . . quantas vezes já ficámos parados, ou mesmo hipnotizados em frente a uma televisão, enquanto passa uma reportagem ou um vídeo sobre um vulcão em erupção? Sentimo-nos pequeninos e insignificantes com tanto poder, agitação, cor, enigma e perigo e ao mesmo tempo tão motivados para, por exemplo, assistir a uma erupção ao vivo . . . como eu desejava assistir a uma erupção in loco. Quantos de vós gostariam de fazer uma visita de estudo a um local com vulcanismo, por exemplo aos nossos bonitos Açores. Eu já fui aos Açores e delirei com os fenómenos vulcânicos, apesar de serem de vulcanismo secundário, percorri todo o cone do vulcão dos Capelinhos e deslizei pelas cinzas vulcânicas. Inalei os vapores das sulfataras e tomei banho nas nascentes termais. Quem é que já foi aos Açores? E quem é que gostaria de ir aos Açores? Bem, antes de entrar na matéria propriamente dita convido-vos a ver os próximos 3 vídeos Clicar aqui, aqui e aqui (Vulcão dos Capelinhos nos Açores) e por fim a escrever no vosso caderno seis palavras que vos venham à cabeça, enquanto estiverem a ver os vídeos.


As mais mencionadas são: mistério, poder, surpreendente, atração, perigoso, bonito, quente, respeito e desconhecido. Bem, então vamos conhecer melhor este fenómeno natural. A área da Geologia que se dedica ao estudo dos vulcões é a Vulcanologia e são estudados por vulcanólogos. O que é um vulcão? Vulcão é uma estrutura geológica originada pela acumulação de materiais magmáticos provenientes do interior da Terra. (mais propriamente da astenosfera) Para recordar a estrutura interna da Terra clica aqui. Agora que sabemos o que é um vulcão vamos conhecer a sua constituição.

Constituição de um vulcão clica aqui


Será que estiveram com atenção? Então vamos ver se conseguem fazer a legenda da figura.


Tipos de materiais expelidos pelos vulcões. O tipo de materiais expelidos pelos vulcões depende essencialmente da natureza da erupção vulcânica, como iremos ver mais à frente. Podemos ter produtos líquidos, gasosos e sólidos (piroclastos).


Gasosos: -Hidrogénio, monóxido de carbono, hidrocarbonetos, azoto, dióxido de carbono, ácido clorídrico e compostos de enxofre.

Sólidos – Todos os materiais sólidos expelidos pelo vulcão, independentemente do seu tamanho. Também são denominados piroclastos. Os piroclastos são classificados de acordo com o seu tamanho, exceto no caso da pedra-pomes que é identificada pelo facto de flutuar na água.


Pedra-pomes a flutuar na água Quando o piroclasto em causa não é a pedra-pomes, vai para o fundo do recipiente.

Líquidos - produto liquido expelido pelo vulcão, a elevadas temperaturas e pobre em gases.


N達o confundir a lava com o magma


O tipo de lava que se origina depende essencialmente da constituição do magma e da temperatura a que se encontra. Podemos ter lava em almofada, encordoadas e “a” “a”.

Para melhor perceber clica aqui


Tipos de erupções vulcânicas Os tipos de erupções vulcânicas dependem essencialmente da temperatura e da composição do magma.


Assim, de acordo com o tipo de erupção temos os seguintes aparelhos vulcânicos.

Se querem ver mais e perceber melhor, então estão à espera de quê? Cliquem Clica aqui

erupção efusiva

Clica aqui

erupção mista

Clica aqui

erupção explosiva

Importante- No final desta unidade vamos fazer uma experiência sobre erupções vulcânicas. TPC – pesquisar acerca de um protocolo para essa experiência.


Formação de uma caldeira As caldeiras vulcânicas formam-se durante o vulcanismo efusivo quando ocorre um abatimento das rochas que suportam o vulcão, originando-se assim uma depressão, aproximadamente circular, onde se pode acumular água das chuvas! Para ver a formação de uma caldeira clica aqui e vê o vídeo seguinte.

Caldeira das Sete Cidades, nos Açores.


Vulcanismo secundário ou residual É um tipo de vulcanismo que está associado ao vulcanismo principal. Surge a seguir à erupção vulcânica nas proximidades da câmara magmática. É um tipo de vulcanismo muito calmo.

Este tipo de vulcanismo pode ocorrer na forma de: Fontes ou nascentes termais Géiseres Fumarolas


Fumarolas - Libertação de vapor de água, geralmente rico em diferentes compostos químicos. As fumarolas são classificadas de acordo com o constituinte principal dos gases emanados.

Sulfataras- quando os gases são ricos em dióxido de carbono.

Mofetas - quando os gases são ricos em enxofre.

Clorídricas - quando os gases são ricos em ácido clorídrico.


Fontes ou nascentes termais São locais de libertação de águas subterrâneas, aquecidas em profundidade. Quando a temperatura é elevada, mas não atinge o ponto de ebulição surgem emanações de água, vapor de água e dióxido de carbono.


GĂŠiseres SĂŁo jatos intermitentes de ĂĄgua projetados periodicamente na vertical a temperaturas elevadas.

Testa os teus conhecimentos resolvendo o seguinte quiz. Clica aqui


Aspetos positivos e negativos do vulcanismo Positivos -

Atração turística

-

Solos férteis

-

Produção de energia geotérmica Queres saber mais clica aqui

-

Aumento do território continental

-

Formação de reservas minerais

Negativos -

Morte de seres humanos

-

Destruição de povoações

-

Degelo de massas de gelo (glaciares)

-

Implicações no tráfego aéreo


Zonas de maior vulcanismo

-Zona do Mediterrâneo -Anel de Fogo de Pacifico -Crista média oceânica

Em Portugal as zonas de atividade vulcânica são as ilhas dos Açores

Agora que terminámos a unidade do vulcanismo resolve a seguinte ficha clica aqui e entrega a sua resolução. Se achares necessário também podes resolver esta. Clica aqui


Vucanismo