Page 1

PLANTA DA SEMANA Na nossa Biblioteca

Pedro Matos


Cynara cardunculos: Cardo

Cynara cardunculos: Cardo A razão desta escolha liga-se à sua resistência e adaptação climática e ambiental… É uma planta herbácea, que em todas as suas fases, mesmo senescente, tem uma beleza diferente em cada quadro da sua vida. Comum no mediterrâneo, adapta-se a terrenos por vezes ingratos e rochosos, sendo conhecido o seu uso desde os romanos e até gregos, no fabrico de queijo, devido às suas propriedades coagulantes ou de coalhar o leite. Produz a única enzima conhecida de origem vegetal, três protéases, presentes nas pétalas. É também utilizado na culinária. São ainda referidas propriedades no tratamento de diabetes, problemas hepáticos e de pele. Sinto-o como poeticamente ligado a tempos bíblicos e a tarefas quotidianas, marcadas pelas estações do ano e horas do dia. Para mim é uma planta pastoral, contemplativa, selvagem e resistente.


Sete anos a pastar cabras, sete anos a moldar o queijo, sete anos a cardar a lã, seguindo a pauta de um sol, dos dias pequenos e grandes, dos trabalhos sazonais, contemplações de terras agrestes e de espaços recolhidos no segredo e na arte. Sabedoria de vida. Símbolo da Escócia, ainda mais antigo na bacia mediterrânica, berço da nossa e tantas culturas, também encontrado na Macaronésia. Segundo a etimologia latina significa fazer sinal com a cabeça, saudação tímida ou discretamente poderosa pela sua autenticidade. As suas flores em tom violeta, transfiguram-se em tons dourados ao secarem. Como se o tempo parasse, é sem dúvida uma planta eterna, que também pica os predadores como defesa e se defende do excesso de exposição solar e de temperaturas extremas.

Pedro Mil-Homens de Matos

PLANTA DA SEMANA na BIBLIOTECA  

Descrição de uma planta, ponto de partida para desenvolvimento de trabalhos criativos. O cardo é a planta escollhida.