Issuu on Google+

A história de um político obstinado

Quem apoia Gusmão

Página 2

Página 3

Da UNE para o legislativo

Prouni Carioca: Faculdade ao alcance de todos

Página 4

Página 5

Experiência e Uma cidade dedicação ao Rio especial: Patrimônio faz a diferença da Humanidade Página 7

Página 8

“Quero ter a responsabilidade de melhorar o cotidiano do Rio de Janeiro”

D

epois de três mandatos de vereador e um de deputado estadual, Fernando Gusmão, 45 anos, não tem dúvidas: “O vereador é o político que realmente tem condições de transformar o viver das pessoas. Sabe por quê? Porque a gente mora no município e não no estado. Portanto, as coisas acontecem na nossa cidade, bairro, rua. E o vereador tem que estar lá, articulando para garantir escola, posto de saúde, esgoto, a poda das árvores, entre outros serviços. Além disso, todas as decisões do prefeito, grandes ou pequenas, passam pela Câmara de Vereadores.” Com esta certeza e decidido a retomar o trabalho iniciado em 1999 de contribuir para transformar o Rio de Janeiro na melhor cidade do mundo para se viver e criar nossas crianças, que Fernando Gusmão inicia esta jornada de volta à Câmara de Vereadores. “Fiz uma opção na vida de ser um militante político, de trabalhar pelo coletivo. Na verdade, é uma questão também de vocação, por isso, nunca me afastei dessa decisão”, afirma Gusmão.


para vereador GUSMÃO 13123

2

Trajetória

A história de um político obstinado Rebeldia, coragem e firmeza ideológica foram os combustíveis que fizeram de Gusmão um militante Fernando Gusmão nasceu em 1967, em Recife. Sua inspiração pela política foi o seu pai, um sargento do Exército preso pelos militares em 1964 e que faleceu em 1976, quando Gusmão tinha apenas oito anos. Ele inicia sua militância política em 1988, quando ingressa na Universidade Federal de Pernambuco para cursar engenharia elétrica e se filia ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Depois de transferir-se para o curso de economia, em 1991, começa a atuar na União Nacional dos Estudantes (UNE). Como vice-presidente da UNE em 1992, ao lado de Lindberg Farias e de outros companheiros lidera o movimento “caras-pintadas”, que culmina com o impeachment de Fernando Collor. A capacidade de liderança leva Gusmão à vitória na eleição da UNE em 1993: preside a entidade em um momento de recuperação do prestígio do movimento estudantil. O seu mandato deixa uma marca histórica. Foi no período que a UNE retomou o terreno na Praia do Flamengo de onde tinha sido expulsa pelo golpe de 1964. No mandato de Gusmão a UNE levou a um patamar nacional o debate sobre a Reforma Universitária. Fernando Gusmão considera como fato mais importante de seu mandato à frente da UNE, a conquista da medida provisória das mensalidades escolares. O que ocorreu depois de am-

pla mobilização país afora, com passeatas em todas as principais capitais forçando o presidente Itamar Franco a atender a reivindicação da entidade. Em seguida vem a nacionalização do direito à meia-entrada para estudantes em cinema, shows, teatros e eventos culturais. A sua gestão também deu amplitude internacional à UNE, com agenda no exterior. A participação em Portugal da reunião da Federação Mundial da Juventude Democrática foi um marco.

LÍDER estudantil: Dois momentos de Gusmão no comando da UNE


para vereador GUSMÃO 13123

3

Apoios “Conheço Gusmão há 20 anos, militamos juntos na UNE e continuei ao seu lado quando seguiu na luta partidariamente. Hoje estamos de novo lado a lado, no PT. Gusmão continua o mesmo batalhador incansável pelas causas justas e, com absoluta certeza, vai ser um excelente defensor da cidade, como foi nos três mandatos de vereador para os quais foi eleito anos atrás”. AMIZADE de juventude: Gusmão e Lindberg Farias

Senador Lindberg Farias

“Conheço Gusmão e sei de sua capacidade de atuação política na Câmara de Vereadores. Espero sinceramente que ele se eleja, pois poderei contar com a experiência dele para concretizar os projetos que ainda tenho para a cidade do Rio de Janeiro”.

COM Lula no início da trajetória parlamentar

Prefeito Eduardo Paes e candidato à reeleição “Apoio a candidatura de Fernando Gusmão porque, como secretário municipal de Habitação, preciso contar com vereadores aliados experientes para garantir a aprovação de projetos de interesse da cidade. Gusmão é o político que alia competência, carisma e inteligência à serviço da municipalidade”. Jorge Bittar, eleito deputado federal, assumiu o cargo de secretário municipal de Habitação

“A filiação de Gusmão ao PT representou um grande reforço para o partido, porque contamos agora com mais um militante aguerrido. Sei disso porque fui vereador junto com ele por três mandatos e, como líder do governo na Câmara, só posso torcer para que ele retorne à vereança e dê continuidade ao excelente trabalho que vinha realizando em prol do Rio de Janeiro”. Adilson Pires, líder do governo na Câmara e candidato a vice-prefeito de Eduardo Paes

Venha para a campanha do Fernando Gusmão Com você junto, não tem erro: vamos chegar lá! E-mail gusmao13123@yahoo.com.br

Telefone (21) 3173-2283 • 7732-6704


para vereador GUSMÃO 13123

4

Novas responsabilidades

Estreia no parlamento com firmeza Gusmão destaca-se na Câmara pela postura fiscalizadora e os projetos inovadores Com mais experiência política e mais vivido, Fernando Gusmão inicia, em 1996, uma nova etapa. Candidata-se a vereador do Rio de Janeiro, conquista uma suplência e, em 1999, toma posse. A atuação firme de Gusmão garante o segundo mandato e o terceiro, quando é reconduzido à Câmara de Vereadores com 36.434 votos. Em 2006, Gusmão se elege deputado estadual.

A partir de 1999

a cidade ganha um defensor intransigente dos direitos dos cidadãos e um propositor de projetos consequentes para a vida de todas as pessoas. Foram três mandatos na Câmara de Vereadores que honraram os votos dos eleitores. Fernando Gusmão soube cumprir bem o seu papel de legislador e fiscalizador do dinheiro público.

Desmontou a máfia do IPTU

Acabou com a hipocrisia e desrespeito ao povo

Impediu a farra de R$ 16 milhões

No governo de Luis Paulo Conde e César Maia, instalou a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que revelou o rombo de R$ 100 milhões nos cofres da prefeitura e outras irregularidades cometidas contra a população.

Foi o responsável pelo fim do voto secreto dos vereadores, obrigou a Câmara a implantar o painel eletrônico para as votações em plenário e a divulgar a lista de presença das sessões legislativas.

A ação na Justiça movida por Fernando Gusmão impediu, em 2003, que o prefeito César Maia retirasse do orçamento municipal R$ 16 milhões para pagar pela construção de uma filial do Museu Guggerhein no Rio de Janeiro.

PASSAGEM: Da liderança da UNE à Câmara de Vereadores

Hidrômetros individuais Outro projeto aprovado na Câmara por Fernando Gusmão foi o que obriga a instalação de hidrômetros individuais nos apartamentos. “Não é justo uma pessoa que more só pague a mesma quantia pela água que seu vizinho com cinco filhos”, justificou a época o vereador. “Pelo bem do meio ambiente e do bolso do consumidor, é necessário que os moradores da cidade controlem seus gastos com a água”, acrescentou Gusmão.

CHEGOU na Câmara com a mesma garra e ousadia das lutas estudantis

Estes são alguns exemplos das atuações de Fernando Gusmão na Câmara de Vereadores. A contundência de suas atitudes em nome do eleitor fluminense, garantiu os 40 mil votos que o levaram à Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), em 2006.


para vereador GUSMÃO 13123

5

Projetos

Depois do Prouni estadual agora é a vez do Prouni Carioca:

“Curso superior ao alcance de todos” O Prouni Estadual foi, sem dúvida, o projeto de maior destaque aprovado por Fernando Gusmão na Alerj. Eleito vereador, Gusmão assume o compromisso de garantir a todos os habitantes da cidade do Rio de Janeiro, acesso ao ensino superior nas universidades particulares do município, através do Prouni Carioca. A instituição da Universidade para Todos no Rio de Janeiro (Prouni Carioca), nos moldes do Prouni Estadual e a exemplo do Prouni do governo federal, é o projeto de

lei que Gusmão levará para aprovação na Câmara de Vereadores. O Prouni Carioca garantirá bolsas de estudo integrais ou parciais a quem mora no município em troca de isenções do Imposto sobre Serviço (ISS). Entusiasmado com a possibilidade de ampliar as oportunidades para o acesso aos cursos universitários, no Rio de Janeiro, Gusmão já faz contas de quantas bolsas de estudo poderão ser distribuídas, por exemplo, pela Universidade Estácio de Sá: “Se os R$ 1,8 milhão que a instituição paga mensalmen-

te ao município de ISS fosse investido em estudantes de baixo poder aquisitivo resultariam em cerca de 4.500 bolsas de estudo”.

Reforçar as licenciaturas O projeto Prouni Carioca de Gusmão tem ainda outro objetivo: estimular a formação em licenciaturas e nos cursos de graduação na área da saúde. Isso porque, no primeiro caso, estão faltando professores nas escolas públicas de matemática, português, física, química,

GUSMÃO em plena atividade política numa das campanhas Lula Presidente do Brasil

biologia, entre outras matérias saídas das licenciaturas. E também há escassez de profissionais nas unidades de saúde pública. “Os jovens, principalmente, não querem seguir carreira acadêmica ou adotar uma profissão na área da saúde, porque são carreiras que remuneram mal. Precisamos reverter esse quadro de alguma forma”, preocupa-se Gusmão. A contrapartida para o município ao abrir mão do ISS será contar com a mão de obra dos estudantes bolsistas do Prouni Carioca

nas escolas públicas e na rede de saúde pública municipal. Ou seja, o estágio obrigatório será uma exclusividade da prefeitura.

Prouni Estadual O Prouni Estadual que o então deputado Fernando Gusmão aprovou, na Alerj, beneficia com bolsas de estudos os estudantes de instituições de ensino superior privadas, em troca de redução de tributos cobrados pelo governo do Estado do Rio de Janeiro, como o ICMS e o IPVA.


para vereador GUSMÃO 13123

6

Outras propostas de Gusmão para o Rio de Janeiro

Coletivo não parou, empresa paga multa Outro projeto de lei que Gusmão quer ver aprovado na Câmara beneficia todos os estudantes da rede pública, idosos e portadores de necessidades especiais. Consiste na transferência das multas admi-

nistrativas que atualmente são aplicadas pela Secretaria Municipal de Transportes (SMTU) para a responsabilidade da Guarda Municipal. “A intenção é responsabilizar as empresas de ônibus quando um motorista não parar no

ponto para estudante de escola pública, cidadãos na terceira idade e/ou com necessidades especiais. A multa pela infração anotada pelo guarda municipal será cobrada dos empresários de coletivos”, explicou Gusmão.

Coleta Seletiva Gusmão pretende cuidar do meio ambiente apresentando projeto de lei criando a Coleta Seletiva na cidade. A proposta consiste em obrigar o Poder Municipal a instalar lixeiras para viabilizar a coleta seletiva e favorecer a reciclagem. “Cerca de 50% do lixo jogado fora pelas residências pode gerar emprego, renda e melhoria de vida para os ex-catadores do extinto Lixão de Duque de Caxias. E na nossa cidade esse serviço está atrasado em relação aos demais municípios do Estado do Rio de Janeiro”, ressaltou Gusmão.

Direitos Humanos:

Memória e Verdade

Dos 13 pontos aprovados pela Secretária Municipal de Direitos Humanos do Partido dos Trabalhadores (PT), Gusmão escolheu “Memória e Verdade” para transformar em bandeira do seu mandato como vereador do Rio. Conforme determina o ponto, este é o compromisso assumido por Gusmão: “Comprometimento com a memória e a verdade, defendendo a proibição de homenagens em locais públicos municipais a pessoas que tenham praticado crimes de lesa-humanidade e mudar denominações já existentes de praças, ruas e avenidas”. “Vou ser rigoroso no cumprimento desta meta do meu partido”, comprometeu-se Fernando Gusmão.

Mais projetos aprovados por Gusmão, na Alerj

Monitoramento da qualidade do ar A Alerj aprova projeto de lei de Gusmão que torna obrigatório o monitoramento da qualidade do ar no interior das estações do metrô: rastreamento da presença de gases nocivos à saúde. “Este projeto é a sequência, em nível estadual, do trabalho que eu desenvolvia na Câmara Municipal de controle da poluição em diversos locais. É muito importante como meio de garantir a saúde dos usuários des-

te meio de transporte no estado”, afirmou Fernando Gusmão.

Criação de Auditoria Também é de autoria de Gusmão o projeto aprovado de criação de Auditoria de Instalações Desportivas, que pode funcionar no âmbito da Defesa Civil como órgão de fiscalização e normatização dos ginásios e estádios esportivos, públicos e particulares. “Este novo órgão é para cumprir papel fundamental de fiscalizar as instala-

ções destes lugares que, por receberem milhares de pessoas, precisam estar em bom estado de conservação e adaptados às normas de acesso exigidas pelo Estatuto do Torcedor, que garante os direitos dos públicos que frequentam os estádios”, explica Gusmão.

Como deputado estadual Fernando Gusmão conseguiu aprovar outras leis além das mostradas aqui, entre as dezenas de propostas levadas ao plenário.


para vereador GUSMÃO 13123

7

Projetos

Uma candidatura com base na experiência e no amor pela cidade

Aos

45 anos, c a s a do, pai de três filhos, Fernando Gusmão quer retornar à Câmara de Vereadores para dar continuidade ao trabalho iniciado na década de 1990, que mereceu elogios da crítica especializada e o reconhecimento da população. A passagem de Gusmão pela Alerj foi importante pela qualidade e o volume de projetos aprovados e/ou apresentados, mas o exercício da vereança é o que faz o coração deste político profissional assumido bater mais forte. Fernando Gusmão mora no Recreio e mesmo sem mandato eletivo, faz uma média de 18 visitas por dia,

quando se dedica a ouvir os problemas enfrentados pelos habitantes de todas as partes da cidade e como acham que podem acabar com eles. Disciplinado, anota tudo num bloco de papel e à noite, discute com os assessores a melhor forma de encaminhar as reivindicações. Assim, quando for eleito e assumir a cadeira de vereador, Gusmão já terá percorrido parte do caminho para o atendimento dos eleitores. Para Fernando Gusmão, o vereador é a figura política mais importante para os eleitores, porque os problemas enfrentados no dia a dia são municipais. “Quando atuei na Câmara, eu era reconhecido

“Vou voltar a ser o fiscal e a voz do povo no Rio de Janeiro”

como o vereador de oposição do Rio de Janeiro. Tenho orgulho disso, pois é uma prova inconteste que honrei os votos que me garantiram os três mandatos. Independente das coligações do meu partido, o meu compromisso é com o povo, a cidade do Rio de Janeiro”, afirma Gusmão. Fernando Gusmão agora pertence aos quadros do Partido dos Trabalhadores. Foi seu amigo e companheiro de lutas desde os áureos tempos de militância no movimento estudantil, o hoje senador Lindberg Farias, que o convidou a entrar no PT.

NOVO desafio de Gusmão: retomar seu trabalho na Câmara


para vereador GUSMÃO 13123

IMPRESSO

8

Cidade Maravilhosa

“Patrimônio da Humanidade tem que ser o melhor lugar do mundo para se viver e criar nossos filhos” Fernando Gusmão Fotos: Ricardo Azoury/Postais Digitais

O Rio de Janeiro é a segunda maior metrópole do país, com uma população de mais de 6 milhões de pessoas, distribuída em 1.182.296 km², banhada pelo clima tropical e cercada de montanhas, mar de águas do Atlântico e vales verde-musgo. É a cidade brasileira mais conhecida no exterior, destino turístico mais procurado na América Latina e em todo o Hemisfério Sul. O Rio de Janeiro é destacado nas enciclopédias como o espelho ou retrato nacional, para o bem ou para mal. Porque é o tambor de ressonância do povo do Brasil. “Defender o Rio de Janeiro é uma responsabilidade que reivindico para mim, consciente de que não pode haver erro, por menor que seja, no desempenho da tarefa”, admite Gusmão. Além de Patrimônio da Humanidade, pela Unesco, a única cidade do mundo que ostenta esse título é um dos principais centros econômicos, culturais e financeiros do Brasil.


Jornal Fernando Gusmão