Issuu on Google+

agir

Segmon obtém certificação 111 A Segmon - Sistemas de Segurança Lda., empresa com sede em Coimbra, obteve recentemente a certificação em qualidade, ambiente e manutenção de extintores. A KWL – Sistemas de Gestão da Qualidade (empresa do Grupo CH Business Consulting) apoiou os trabalhos de implementação do sistema de gestão integrado. A certificação “aprofundou bastante algumas práticas já implementadas na empresa”, diz Fernando Luís, diretor-geral da Segmon, especialista no mercado da segurança, em particular da segurança contra incêndio em edifícios.

Active Space Technologies participa em missão Solar 111 A Active Space Technologies foi contratada pela EADS para fabricar 10 mecanismos de proteção térmica dos instrumentos científicos da missão que irá orbitar o Sol. A encomenda inclui ainda 33 modelos (de teste e de voo) que irão a bordo do satélite Solar Orbiter que irá ser lançado pela Agência Espacial Europeia em 2017, a bordo de um Atlas V, a partir do centro da NASA em Cape Cannaveral. A Active Space já fabricou o primeiro protótipo que será agora sujeito aos exigentes testes espaciais para qualificação para órbita solar.

diário as beiras | 08-02-2012

negócios press release

6 As Clínicas Leite estão a desenvolver,

até ao final do ano, uma campanha de apoio à Acreditar. Por cada valor doado pelos seus utentes à associação, as clínicas doam valor igual, de acordo com protocolo assinado entre as duas entidades. O montante final será entregue à Casa de Coimbra da Acreditar.

Créditos à habitação caíram para um terço em três anos Encontros Millennium Imobiliário estão a colocar a instituição bancária a dialogar com parceiros de negócio e a analisar o futuro do mercado. Iniciativa passou ontem por Coimbra 111 Em 2007, os bancos portugueses emprestaram 20 mil milhões de euros para crédito à habitação. Em 2009/2010, o valor dos empréstimos caiu para metade. E, em 2011, calcula-se que tenham sido reduzidos para um terço. Os números foram apresentados ontem pelo diretor coordenador da direção de negócio imobiliário do Millennium bcp, Jorge Góis, na sessão de Coimbra dos Encontros Millennium Imobiliário. Cerca de 300 pessoas responderam ao apelo da instituição bancária e juntaram-se para partilhar pistas sobre o futuro do mercado. Em tempo de crise, os bancos “emprestam menos” e de acordo com “regras mais apertadas”, avalia Jorge Góis. Mas não deixam de apoiar quem quer comprar casa, sublinha o responsável. “Somos mais seletivos”, pelo que “os dados que serviam de base há alguns anos para decidir se se pede ou não um empréstimo não podem ser

DB-Luís Carregã

Barbosa de Melo foi convidado pelos responsáveis do Millennium para participar no encontro

os de hoje”, frisa. Nos Encontros Millennium Imobiliário, a instituição mostra precisamente o trabalho que está a fazer neste tipo de mercado, explica Jorge Góis. A iniciativa, que já passou também por Santarém, segue agora para Viana do Castelo e Setúbal. “A crise imobiliária é uma crise demográfica” O presidente da Câmara

de Coimbra, João Paulo Barbosa de Melo, entende que a crise só será ultrapassada se “houver dinamismo de negócio para arrebitar a economia”. Apesar de defender que “a crise imobiliária é uma crise demográfica” – na década de 80, os portugueses passaram a ter menos filhos, o que se reflete agora no número de adultos à procura de casa –,

Barbosa de Melo entende que é preciso apostar na economia da região para atrair moradores. “O Centro de Negócios, o iParque e o Instituto Pedro Nunes” são estruturas que podem “gerar oportunidades e sustentar o imobiliário em Coimbra”, defende. Sandra Mesquita Ferreira sandra.ferreira@asbeiras.pt

Alunos de Coimbra aprendem a ser empreendedores 111 O seminário “ser empreendedor”, dinamizado no Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro (CTCV), ensinou os jovens a importância de ser empreendedor. Foram muitos os alunos, professores e dirigentes escolares de Coimbra que ontem ouviram, com muita atenção, casos que mostraram a importância de ser criativo e ter boas ideias. Miguel Neiva, designer e empreendedor, apresentou o CollorAdd, sistema de cores que desenvolveu para daltónicos. “Para se ser empreendedor é essencial ter paixão pelo que se faz”, disse.

DB-S. M.

Pedro Vaz Serra, por sua vez, falou do bom exemplo que é a ISA, empresa de Coimbra que nasceu pela mão de cinco jovens que “tinham pouco mais do que vontade, empenho, dedicação e boas ideias”. Hoje, duas décadas depois, é uma empresa de sucesso em Portugal e além

fronteiras. Referiu o facto de ser cem por cento portuguesa “com uma equipa de profissionais que muito devem aos professores e escolas por onde passaram”. O papel fundamental das escolas na criação de uma sociedade empreendedora foi realçado por José Cequeira, professor

na escola Martim de Freitas. O Pense Indústria, promovido pela Rede dos Centros Tecnológicos, é dinamizado pelo CTCV no distrito de Coimbra, Viseu, norte do distrito de Leiria e sul do de Aveiro, com diversas iniciativas junto das escolas. “Os jovens apresentam ideias originais e muitas empresas têm manifestado interesse em desenvolvê-las”, disse Sandra Carvalho, responsável pelo projeto neste centro tecnológico. Sónia Morgado sonia.morgado@asbeiras.pt


Clipping As Beiras 8.FEV.2012 - cobertura jornalistica