Page 1

Um sujeito desconhecido Finalmente! O sábado tinha chegado e como era de esperar sentia uma enorme felicidade. De facto, o sábado é um, senão o melhor, dia da semana, como tal eu e uns colegas meus tínhamos combinado ir dar uma volta, como forma de gozer o esplêndido dia que é o sábado. Após várias voltas sem saber que rumo dar ao nosso passeio, fomos ter com um ex-colega de um dos meus amigos que segundo ele “já não o via há sete anos”. Portanto, como podem ver, a situação tornou-se bastante bizarra e o mais estranho de tudo é o facto de ele me tratar como se fosse o melhor amigo da sua infância, enquanto que eu nem sei o seu nome. Apesar do “meu novo melhor amigo” não parar de fazer disparates, eu e os meus verdadeiros amigos continuamos a nossa viagem (através) de metro. Um cenário de sonho passou a ser um fiasco completo, acreditem ou não, este sujeito tinha um pente guardado num dos seus bolsos e não parava de ter brincadeiras absurdas com ele. Ao final do dia, eu já não o conseguia suportar mais, cada palavra sua parecia um sismo abalador. Desde esse sábado até hoje, rezo a Deus para que não me encontre mais com o “meu melhor amigo”. Pedro Augusto nº23 Turma:10º1 Sexta-feira, 25 de Outubro de 2013


Um sujeito desconhecido  

Texto de um teste de avaliação realizado a 25 de Outubro de 2013

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you