Page 1

PEDROMARTA

A R C H I T E C T U R E


informação pessoal

experiência profissional

PEDROMARTA

C U R R I C U L U M V I T A E

Pedro Jorge Marta de Oliveira Matos B.I.: 13056147 21 de Janeiro de 1986 Rua Dr. Eduardo Santos Silva, 99, 4.2, 4200-278, Porto, Portugal Carta de Condução: VC-31099 6 +351 915 312 808 pedromarta.omatos@gmail.com

2010 - Presente Co-Fundador e Administrador I LOVE VIANA Merchandising, Actividades Artísticas, de Espectáculos e Recreativas www.iloveviana.com 2007 Colaborador Rua e Cor , Arquitecto Pedro Abreu Rua de Sousa Rosa, 197 r/c drt. 4150-719, Porto, Portugal Atelier de Arquitectura

formação académica

2007 - 2011 Mestrado em Arquitectura Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada do Porto Rua Dr. Lopo de Carvalho, 4369-006, Porto, Portugal competências profissionais: Projecto, Desenho, Desenho Técnico, Tecnologias Digitais, Construções, Sistemas Estruturais, Infra-Estruturas e Instalações Técnicas, Antropologia e Ergonomia, História da Arte e da Arquitectura, Teoria da Arquitectura, Geografia, Economia, Sociologia, Urbanismo, Ética, Deontologia e Legislação Classificação final: 13 valores (20) 2004 - 2007 Licenciado em Arquitectura Faculdade de Arquitectura e Artes da Universidade Lusíada do Porto Rua Dr. Lopo de Carvalho, 4369-006, Porto, Portugal Classificação final: 14 valores (20)

outras formações

2011 Formador YourExit Rua D. João I, 123, 4450-164, Matosinhos, Portugal Classificação final: 5 valores (5)


competências pessoais

língua materna: português outras línguas, auto-avaliação, nível europeu (*) compreensão oral

conversação leitura

interacção oral

escrita

produção oral

inglês

C1

experiente

C1

experiente

C1

experiente

C1

experiente

C1

experiente

espanhol

B1

independente

B1

independente

A2

elementar

A2

elementar

A2

elementar

francês

A2

elementar

A2

elementar

A1

elementar

A1

elementar

A1

elementar

(*) nível do quadro europeu comum de referência (CECR)

competências sociais

competências informáticas

PEDROMARTA

C U R R I C U L U M V I T A E

competências artísticas

áreas de interesse

outras competências

ambicioso criativo dinâmico espírito de equipa responsável sistemas operativos: Microsoft Windows, Macintosh software de desenho técnico e modelação 3D: ArchiCad, Artlantis, AutoCad, Google Sketchup, Vray software Adobe: Illustrator, Indesign, Photoshop software Office: Excel, PowerPoint, Word outros softwares: Prezi, Wix desenho educação musical, piano e guitarra clássica fotografia modelação de maquetas webdesign arquitectura cinema design de mobiliário design automóvel fotografia mecânica música ténis


concursos

2010 participação no Concurso Go Architecture v.02, promovido pela FAUP 2009 participação no Concurso UrbanSOS, promovido pela AECOM participação no 19º Concurso Ibérico de Soluções para Construção, promovido pela Pladur Uralita 2008 participação no Bombay Sapphire Designer Glass Competition, promovido pela Bombay Sapphire

conferências

2011 presença nas jornadas “Território, Cidade e Design”, na Universidade Lusíada do Porto 2010 presença no congresso AICO “Architecture International Congressa at Oporto, no Edifício da Alfandega do Porto presença nas jornadas “Território, Cidade e Design”, na Universidade Lusíada do Porto

PEDROMARTA

C U R R I C U L U M V I T A E

2009 presença na conferência “O que Aprendi com a Arquitectura”, Arquitecto Álvaro Siza Vieira, na Casa da Música, Porto presença na conferência “Forma, Programa, Cidade”, Arquitectos Aires Mateus, na Casa da Música, Porto presença nas jornadas “Território, Cidade e Design”, na Universidade Lusíada do Porto 2008 presença nas jornadas “Território, Cidade e Design”, na Universidade Lusíada do Porto 2007 presença nas jornadas “Arquitectura+Design”, na Universidade Lusíada do Porto 2006 presença nas jornadas “Do Projecto ao Objecto”, na Universidade Lusíada do Porto presença nas conferências “Materialidade na Arquitectura Contemporânea. Obra Prima”, na Exponor, Porto 2005 presença na conferência “A Forma e o Impacto dos Estádios do Euro2004”, na Universidade Lusíada do Porto


PEDROMARTA

P O R T F O L I O


Mar-a-dentro

Pedro Marta © 2010

A proposta de intervenção para a execução deste projecto não implica uma geografia existente. No entanto, sendo que o programa exige um espaço alusivo aos Descobrimentos, propõe-se uma plataforma adjacente à Costa Atlântica Portuguesa. Deste modo, cria-se um jogo de planos que negam qualquer relação com “terra” e que procura focar todos os campos visuais orientados para o Mar, evidenciando a relação que os antigos Descobridores tiveram enquanto programavam as suas aventuras “Mar a dentro”. Pretende-se um espaço público para meditação e, por outro lado, uma área expositiva sobre os Descobrimentos concentrada numa pequena sala coberta, e reflectida num painel cerâmico com forma ondulante e pontualmente suspenso sobre a água, representando a partida das naus.

FAAULP, ARQUITECTURA I, 2004 EDIFÍCIO ALUSÍVO AOS DESCOBRIMENTOS


Oásis no Oceano

Pedro Marta © 2010

No presente trabalho, procura-se estudar a forma, espaço e a função, evidenciando a organização e a geometria característicos dos quadros Neo-Plasticistas. Uma vez que o terreno é uma ilha, propõese o edificado totalmente enterrado, de modo a que a imagem de “ilha deserta” permaneça. Deste modo, enquanto os visitantes se aproximam de barco, a linha do horizonte mantém-se inalterada. O programa envolve um museu alusivo ao Mar, composto segundo um eixo principal, concentrando de um lado a área administrativa e do outro o espaço expositivo, cuja atracção principal é o aquário que se destaca na superfície do terreno como um pequeno lago no meio das palmeiras. Um Oásis no meio do Oceano.

FAAULP, ARQUITECTURA I, 2004 - 2005 MUSEU DO MAR


Ponto de Paragem

Pedro Marta © 2010

O terreno para proposta deste trabalho é caracterizado por uma envolvente fortemente condicionada pela horizontalidade reflectida no Oceano Atlântico. Toda esta zona da Foz do Porto expõe um carácter lúdico e uma vivência muito dinâmica. Os dois percursos que se estendem a diferentes cotas nesta marginal, nunca ignoram a relação com o Mar. Jardins e zonas de descanso acompanham a Avenida de Montevideu e um passadiço prolonga-se pelas rochas e permite acesso às praias. Pretende-se, deste modo, que o edifício não interrompa o campo visual para o mar e, ao mesmo tempo, respeitando as linhas de força locais. Em contra partida, procura-se criar um ponto de paragem que interligue as duas cotas. Propõe-se um “Centro de Exposição e de Investigação sobre o Mar”.

FAAULP, ARQUITECTURA I, 2005 CENTRO DE EXPOSIÇÃO E DE INVESTIGAÇÃO SOBRE O MAR, PORTO, PORTUGAL


Casa dos Músicos

Pedro Marta © 2010

O terreno para proposta de intervenção localiza-se na Praça Mouzinho de Albuquerque e revela-se entre duas empenas cegas, resultado da demolição de uma habitação incendiada. Sendo que a pré-existência do lote foi uma casa com área comercial e respectivo logradouro, propõe-se um edifício, para músicos e estudantes, com condições para estadia e preparação para actuações na Casa da Música. Formalmente, procura-se rematar as cotas dos edifícios vizinhos através de dois volumes. Um de carácter semi-público rematado com a casa mais baixa, onde os músicos podem ensaiar no auditório. Outro, de altura semelhante ao edifício de escritórios, para fins privados e ensaios a solo. Os diversos saguões permitem que a música deambule pelo edifício.

FAAULP, ARQUITECTURA II, 2005 - 2006 CASA DOS MÚSICOS, PORTO, PORTUGAL


Pátios da Boavista

Pedro Marta © 2010

Pretende-se um projecto de habitação colectiva num terreno de envolvente pouco uniforme. Como esta zona converge num ponto (Praça Mouzinho de Albuquerque), toda a malha urbana se revela pouco ou nada ortogonal. Por outro lado, o edificado contrasta pela acentuada diferença de cerceas. Desta forma, propõe-se a implantação de cinco blocos habitacionais cuja disposição e orientação não se relacionam com as linhas de força envolventes. No entanto, procuram equilibrar a relação de cotas através de um crescimento progressivo consoante o afastamento das habitações unifamiliares vizinhas. Propõe-se também a repartição dos pátios semi-públicos programados, em pátios privados por habitação e num piso térreo totalmente público, alcançado pela elevação dos edifícios.

FAAULP, ARQUITECTURA II, 2006 CASAS PÁTIO, PORTO, PORTUGAL


Interior do Quarteirão

Pedro Marta © 2010

O terreno proposto para o presente projecto encontra-se na baixa portuense e apresenta-se compreendido entre a Praça da República e algumas ruas centenárias da cidade. Uma delas é a Rua do Almada, caracterizada pelas casas construidas no século XVIII. Estas habitações expõem azulejos típicos na fachada principal enquanto viradas para a rua. A fachada tardoz, normalmente menos cuidada, abria-se para um logradouro, que por sua vez, dava acesso ao interior do quarteirão. Hoje, o interior destes quarteirões deu lugar a construções clandestinas como ilhas, barracões, depositos de lixo, entre outras. Propõe-se a impansão do quarteirão, ocupando o seu interior com construção de habitação colectiva, mas nunca ignorando a tipologia Almadina. Desta forma, procura-se dinamizar as áreas em desuso.

FAAULP, PROJECTO I, 2006 - 2007 HABITAÇÃO COLECTIVA, PORTO, PORTUGAL


CCA-RF

Pedro Marta © 2010

Pretende-se a execução de um projecto para equipamento de saúde, próximo da Via de Cintura Interna do Porto, uma vez que ao longo deste eixo não existe qualquer edifício com estas características. Propõe-se a sua implantação num terreno espectante, compreendido entre a Rua de Bessa Leite, a Rua da Venezuela e a própria VCI, visto ser o ponto intermédio das ruas com mais afluência da zona (Avenida da Boavista e a Rua do Campo Alegre). Estipula-se a hierarquia dos precursos analogamente às nervuras das folhas de árvores. Confinando, assim a fluidez e rapidez de acesso que um programa deste género exige. A forma surge da divisão do terreno em duas partes, ocultando, no sub-solo, um estacionamento de grande escala e destacando o Centro de Cirurgia Ambulatória e de Reabilitação Fisiátrica.

FAAULP, PROJECTO II, 2007 - 2008 CENTRO DE CIRURGIA AMBULATÓRIA E DE REABILITAÇÃO FISIÁTRICA, PORTO, PORTUGAL


Coordenação Modular: Habitação

Pedro Marta © 2010

Pretende-se a reabilitação das margens do Rio Douro. Neste contexto, propõe-se a dinamização da zona ribeirinha e da escarpa do lado da cidade do Porto, assim como a re-estruturação e colmatação da malha urbana de Vila Nova de Gaia, mais propriamente, da zona da Serra do Pilar. Procura-se o não congestionamento das vias principais de acesso entre as cidades através do conceito “park and ride”, optando pela construção de um estacionamento de grande escala junto a interfaces permeáveis a Metro, BUS e comboio. Proveniente da demolição de casas ilegais e em estado precário, propõe-se o realojamento e a criação de mais espaços habitáveis através de uma construção industrializada segundo a Coordenação Modular.

FAAULP, PROJECTO III, 2008 - 2009 EDIFÍCIOS DE COORDENAÇÃO MODULAR, PORTO, PORTUGAL


PEDROMARTA A R Q U I T E C T U R A


CV+PORTFOLIO  

CV+PORTFOLIO

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you