Page 1

TAXA PAGA

4520 Santa Maria da Feira

PUBLICAÇÕES PERIÓDICAS

Ano CXXII

Prémio Gazeta Imprensa Regional 2017

Semanário

Direção: Nélson Costa

02 Dezembro 2019

Nº 6130

€0,85 (iva inc.) PUB

ECONOMIA

pág. 02

VGP E GRUPO DOURO SUITES INVESTEM EM SANTA MARIA DA FEIRA A MULTINACIONAL BELGA VAI INVESTIR 20 MILHÕES DE EUROS NUM PARQUE LOGÍSTICO EM NOGUEIRA DA REGEDOURA. A DOURO SUITES INVESTE CERCA DE TRÊS MILHÕES DE EUROS EM HOTEL DE QUATRO ESTRELAS JUNTO AO EUROPARQUE

A TODO O VAPOR, DIRETAMENTE DA LAPÓNIA PARA PERLIM

pág. 16-17

O Pai Natal já chegou a Perlim. Sob o mote central do arco-íris, a Quinta do Castelo converte-se num parque natalício até 5 de janeiro SOCIEDADE

pág. 07

Passagem de testemunho no Europarque. Bruno Costa é o novo Jovem Autarca, eleito com 828 votos

SOCIEDADE

pág. 08

Marcelo Rebelo de Sousa preside cerimónia do 110.º aniversário da Comissão de Vigilância do Castelo da Feira

SOCIEDADE

pág. 10

ERS arrasadora para com os médicos e instituições hospitalares no caso da morte de mulher no Hospital da Feira

REPORTAGEM

pág. 12-13

CONSTITUÍDO PARA PROTEGER MOSTEIRÔ, FÓRUM AMBIENTE E CIDADANIA CELEBRA 20.º ANIVERSÁRIO DESPORTO

18.ª edição da Gala do Clube Desportivo Feirense destaca atletas e dirigentes fogaceiros

pág. 20

PUB

PUB


02

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

EcONOmIA

MuLTINACIONAL VGP INVESTE 20 MILhõES DE EuROS EM PARquE LOGíSTICO NA FEIRA

A empresa belga, que iniciou atividade em Portugal no início deste ano, elegeu o Concelho para edificar o seu primeiro parque industrial e logístico no nosso país. NOGUEIRA DA REGEDOURA A multinacional VGP apresentou publicamente o projeto do primeiro parque industrial e logístico, na passada terça-feira, dia 26, no Europarque, que terá lugar na freguesia de Nogueira da Regedoura, em Santa Maria da Feira, localizada junto aos nós de acesso das autoestradas A1 e CREP-A41. Numa área de terreno de 73.500 metros quadrados, a obra já arrancou e estima-se que esteja concluída em dezembro do próximo ano. Com sede na Bélgica, a VGP detém 62 parques industriais e logísticos em 11 países europeus, sendo que, este investimento na ordem dos 20 milhões de euros será o primeiro em Portugal. O VGP Park da Feira irá ter 30.500 metros quadrados de área coberta para a edificação de diferentes tipos de atividades industriais e de serviços de logística. “As instalações vão proporcionar condições adequadas, e de elevada qualidade, para os serviços de logística, armazenagem, atividade comercial e indústria ligeira”, de acordo com o diretor-executivo da VGP, Jan Van Geet. O grupo, que opera segundo um

modelo de construção padronizada, irá oferecer áreas que podem ir desde os 2.500 metros quadrados de superfície mínima até à totalidade do parque para a realização de grandes operações. A VGP faz o investimento e depois prossegue ao respetivo arrendamento, sendo que, o futuro VGP Feira terá capacidade para receber entre um a sete inquilinos, que deverão empregar 195 pessoas. Na apresentação pública o presidente da Câmara, Emídio Sousa, realçou a localização privilegiada do parque. “Situa-se junto ao nó

da A1, principal autoestrada de Portugal, e à CREP, afigurandose, assim, como uma localização privilegiada, dada a possibilidade de ligação rápida à cidade do Porto”, concluindo que, “melhor era impossível!”. O presidente estima que o investimento crie no futuro “cerca de 200 empregos qualificados”. Neste projeto, a eficiência energética e a sustentabilidade afiguram-se como uma prioridade para a multinacional belga, que reúne clientes como a BMW, Audi, Volkswagen, Amazon, entre outras marcas de renome internacional.

Grupo Douro Suites aposta em hotel de quatro estrelas O grupo Douro Suites investiu três milhões de euros no futuro hotel do Concelho. Empreendimento turístico deverá gerar 25 novos postos de trabalho. FEIRA As instalações do desativado Instituto de Desenvolvimento e Inovação Tecnológica (IDIT), perto do Centro de Congressos Europarque, em Santa Maria da Feira, vão dar lugar a uma unidade de quatro estrelas, com 20 quartos duplos, seis single, duas suites com kitchenette, um bar com lareira e um spa com piscina interior, de acordo com os promotores. O imóvel, adquirido pelo grupo Douro Suites, requer um investimento de três milhões de euros, sendo que as obras de requalificação já iniciaram em maio de 2018 e deverão estar concluídas em 2020. Segundo referiu a diretora da cadeia à Agência Lusa, com “inauguração prevista para abril do próximo ano, o empreendimento turístico irá gerar 25 novos postos de trabalho no Concelho”. Os futuros trabalhadores do novo hotel de quatro estrelas terão uma formação que irá decorrer nas próprias instalações hoteleiras pelo período de um mês – o mês antecedente à inauguração. “É extremamente complicado contratar pessoal qualificado que consiga pensar ‘outside the box’, porque a formação que receberam é muito convencional e eles estão formatados só para aquele registo. É por isso que os vamos treinar aqui, in loco, para os ensinar a reagir a imprevistos e a atuar fora da caixa”, afirmou ainda a diretora da Douro Suites, Cláudia Amaral, em declarações à Agência Lusa. O hotel, cujo público-alvo destina-se ao turismo de negócios, dada a localização – zona industrial onde se concentram várias empresas nacionais e estrangeiras –, de acordo com a empresária, não esqueceu as medidas ambientalistas e terá disponível um serviço de aluguer de carros e bicicletas elétricas, mais painéis fotovoltaicos que garantirão 35% das necessidades energéticas do edifício. Instalado numa área global de 12.790 metros quadrados, dos quais 2.500 estão reservados para o edificado do hotel, Cláudia Amaral adiantou que o quatro estrelas da Feira, ao contrário da unidade que o grupo gere em Baião, no distrito do Porto, não terá um restaurante, pelo facto dos hóspedes terem acesso pedonal aos jardins do Europarque e, por esse motivo, será estabelecida uma parceria com o espaço de restauração que lá se encontra: LAGO Restaurante. “É uma opção que nos permite fazer uma melhor gestão do hotel, até porque temos consciência de que a oferta de restaurantes no centro da Feira é muito grande e os hóspedes vão querer experimentá-la”, complementou. O CORREIO DA FEIRA entrou em contacto com um dos sócios do estabelecimento de restauração Lago Restaurante, Rui Sousa, que confirmou estar a par das pretensões do grupo Douro Suites, mas adiantou que “a sondagem foi efetuada há cerca de um ano e até ao momento ainda não há conhecimento de mais nada”. Rui Sousa mostrou-se confiante no alcance de uma parceria, embora ainda esteja, nesta fase, “tudo muito vago”. DR

SANTA MARIA DA FEIRA PERDE 58 BALCõES EM DEz ANOS FEIRA Entre 2008 e 2018, os concelhos do norte do país foram os que mais balcões de agências bancárias perderam nos últimos dez anos, em termos relativos, revelam os dados da Associação Portuguesa de Bancos (APB), divulgadas na semana passada pelo Banco de Portugal e que abrangem o período entre 1990 e 2018, quase

Junto ao Europarque

três décadas de informação sobre os bancos portugueses. Nesse período de dez anos, entre os dez municípios que mais balcões viram encerrar, metade encontra-se na região norte, estando o concelho de Santa Maria da Feira no topo do lote (região norte) com menos 58 balcões (-81%). O ano de 2010 foi o que registou

o maior número de agência bancárias no país, num total de cerca de 6.500 balcões. A partir daí a tendência é de queda, em particular a partir de 2013, atingindo as 4.054 no final de 2018. Segundo os dados do Banco de Portugal, na última década (2008-2018), foram encerradas cerca de duas mil as agências.

Segundo a Forbes Portugal

Paula Amorim é a mulher mais poderosa de Portugal PORTUGAL A Forbes Portugal divulgou, na sua edição de dezembro, a lista das 20 mulheres mais poderosas no mundo empresarial nacional, que é liderada Paula Amorim, presidente executiva da Amorim Investimentos e Participações, filha mais velha de Américo Amorim – que criou a empresa –, falecido em 2017. A empresária gere um império de quatro mil milhões de euros, que vai desde a energia até à moda.


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

03 PUB

OPINIÃO SOCIEDADE


04

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

OPINIÃO

QUEM FINANCIA O QUÊ? Victor Sismeiro

Uma vez mais aquilo a que se vem chamando apoios municipais à cultura está em discussão, sugerindo que existe uma genuína e sentida preocupação com o desenvolvimento cultural do Município, mas, no essencial, confundindo-se cultura com arte e espectáculo. Apesar desta confusão, a intenção seria de louvar se, para além do referido pecado original e de meter no mesmo saco entidades com objectivos diferentes – lucrativos e não lucrativos –, não servisse uma outra profundamente condenável: a de ocultar do conhecimento público a verdade sobre a forma como a Câmara Municipal permite que uma entidade por si tutelada trate alguns agentes culturais locais, e as razões pelas quais uma e outra o fazem. É vulgar, em todas as circunstâncias em que se encontram publicamente representantes da Câmara e do meio associativo cultural de raiz popular, o discurso de reconhecimento da importância das associações no desenvolvimento cultural e social das comunidades. Tecem-se loas e proclamam-se encómios ao trabalho das colectividades, ao empenho dos seus dirigentes e associados, e lembra-se o peso que tem a sua actividade na defesa e promoção da cultura, da democracia e da humanização das relações sociais e comunitárias. Entretanto, e em sentido inverso, trata-se o associativismo como mero fornecedor dos serviços de que o município carece e que lhe são solicitados pela Câmara ou pela empresa municipal. Vamos a um caso concreto: a meados de Agosto terminou a edição de 2019 da Viagem Medieval e muitas foram as associações que participaram na sua animação, o que as obrigou a investimentos em guarda-roupas, adereços, cenografias e custos com deslocações e alimentação dos participantes. Pois, Novembro já lá vai e há associações que ainda não receberam na totalidade a prometida e devida compensação. No passado, e como seria natural que sempre acontecesse, estas compensações eram feitas pela Federação das Colectividades com parte das receitas geradas pela Viagem Medieval. Terminado o evento, as associações participantes na animação recebiam as suas compensações, recuperando os recursos financeiros que lhes tinham destinado, tarefa executada pelos dirigentes da Federação, que não são remunerados nem recebem qualquer outro benefício pelo seu trabalho. Em 2019, a Feira Viva decidiu que assumiria as compensações às associações, garantindo que as mesmas seriam feitas até Outubro e reduzindo na respectiva proporção a parte do orçamento da Viagem Medieval gerido pela Federação. Como referido acima, já lá vai Novembro e… Trabalho feito pelos profissionais da Feira Viva. A necessidade de transformar a Viagem

Medieval numa romaria não resulta de qualquer insuficiência ou estratégia do projecto em si; resulta sim da necessidade premente de garantir a subsistência da empresa municipal: é preciso que a Viagem Medieval origine cada vez mais receitas de bilheteira para que o saldo obtido sustente a Feira Viva. Se não for suficiente, retira-se à Federação das Colectividades uma parte significativa da receita que devia ser gerida por si e se, mesmo assim, continuar a não ser suficiente, protela-se o pagamento das compensações devidas às associações por tempo indeterminado, nomeadamente para depois do Perlim. E se as receitas deste forem insuficientes… talvez até ao ‘dia-de-são-nunca-à-tarde’. E tudo isto só pode acontecer se houver conivência da excelentíssima Câmara Municipal, à qual devem ser acrescentados a de outros políticos que, por ingenuidade ou absoluta ignorância dos factos, proclamam que a Viagem Medieval é um projecto que só sobreviverá se for entregue na sua totalidade nas mãos de profissionais, que é o mesmo que dizer de pessoas que servem os interesses do poder instalado e os seus próprios. A consequência que daqui se deve retirar é a de que são da responsabilidade política da Câmara Municipal da Santa Maria da Feira as dívidas que a Feira Viva mantém para com algumas das associações que estiveram envolvidas na animação da edição de 2019 da Viagem Medieval. Mas atrevo-me a acrescentar uma outra conclusão: há uma estratégia concertada para afastar o associativismo da organização do evento e do seu envolvimento na animação, levando-o a decidir afastar-se e passar a concorrer apenas à área alimentar escancarando definitivamente a porta da romaria. Concluindo: enquanto se discute um novo regulamento para os apoios à cultura e aos seus agentes, há associações a financiar, de facto, pelo menos em parte e ainda que temporariamente, o funcionamento da Feira Viva e a produção das actividades que promove. Não seria tempo de lhes trocarmos as voltas?

Novembro já lá vai e há associações que ainda não receberam na totalidade a prometida e devida compensação

Oito dias de Cabo Verde, oito dias de Amor

Nini Nunes, Associação Por+Sorrisos

Muito trabalho, dedicação, empenho e partilha. Dias de emoções mudas e impotência ensurdecedora... Visitar famílias com carências diversas, organizar e distribuir todos os donativos, conhecer e colaborar com a Delegacia de Saúde da Ilha da Boa Vista, através de uma ação de sensibilização e preparação de grávidas para o parto. A participação na visita semanal à Delegacia de Saúde do Fundo de Figueiras, uma aldeia da ilha, onde tudo fica distante e nada existe, dois dias de interação com os idosos no Centro de Dia da Boa Vista. Adoraram as nossas atividades. Tanta vida que eles têm. Colaborámos com o jardim-de-infância, onde fomos recebidos com cartazes elaborados pelas crianças a dar-nos as boas vindas, e realizamos uma ação de

sensibilização para a higiene oral. De seguida, a opção recaiu nos jogos lúdicos, brincámos com eles o mais possível e eles expressaram o calor da nossa chegada, por meio de beijos e abraços. Saímos do jardim-de-infância, o Xururuca, com o coração apertadinho, quase esmagado, a doer. Enfrentar a realidade não é fácil. Enfrentar a necessidade pior ainda. Realizamos uma palestra para toda a comunidade, sobre ‘Prevenção de Acidentes na Infância’, no centro de Juventude de Sal Rei. Assim foi esta Missão de Voluntariado. Doar o meu tempo, o meu sorriso, o meu amor para alegrar o outro, para o fazer feliz, para ser útil. Obrigada a todos(as) que fizeram esta caminhada connosco. Com Amor e Por+Sorrisos, sempre.

2.º Intercâmbio Escolar do Agrupamento de Escolas Coelho e Castro Luísa Almeida, aluna do 10.º ano do Agrupamento de Escolas Coelho e Castro em Fiães

Na semana de 22 a 29 de setembro partimos para a cidade Siciliana de Gela, em Itália, no âmbito do Intercâmbio com os alunos do Liceo Statale ‘Elio Vittorini’. Ficámos alojados separadamente em casa de famílias, que nos acolheram durante aquela semana, e foi uma maneira espetacular de perceber como funciona a rotina da vida de pessoas de um país diferente do nosso. Uma forma de conhecer outra cultura que apesar de similar, tem as suas diferenças (a nível gastronómico, por exemplo). Visitámos, entre muitos outros pontos turísticos, o Teatro Greco de Siracusa, a vista panorâmica de Módica e a zona arqueológica de Capo Soprano. Sítios incríveis.

Passado um mês, em outubro, foi a vez de nós portugueses recebermos os alunos italianos em nossas casas. Sem dúvida mais uma experiência enriquecedora! Durante essa semana visitámos a cidade do Porto, de Coimbra, e claro, pontos obrigatórios do nosso Concelho, Santa Maria da Feira, como o Castelo e o Convento dos Lóios… e com direito a uma visita de boas vindas por parte da Câmara Municipal. Estas duas semanas ficarão sempre marcadas nas nossas vidas, foi uma viagem para o desconhecido que se tornou inesquecível. Recomendo, tal como os meus colegas, que quem tiver oportunidade de o fazer, que parta à aventura!

ERRATA Na entrevista à vereadora do PS, Margarida Gariso, publicada na edição anterior, nas páginas 02, 03 e 04, onde se lê “Mais de 40% dos municípios pagam a taxa mínima de 0,30%, enquanto nós estamos a pagar 0,750%”, deve ler-se “Mais de 40% dos municípios pagam a taxa mínima de 0,30%, enquanto nós estamos a pagar 0,375%”, e onde se lê “Estou na política desde 2003”, deve-se ler “Estou na política desde 1993”, em ambos os casos constantes na última das referidas páginas. À entrevistada e aos leitores, pedimos desculpas pelos lapsos.


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

05

OPINIÃO

ABANDONO DAS ANTIGAS INSTALAÇÕES DA ESCOLA PREPARATÓRIA FERNANDO PESSOA É UMA VERGONHA CONCELHIA E NACIONAL

TAREI E OS SEUS PROBLEMAS IV

António Cardoso Militante do Partido Socialista

Administração Jorge de Andrade administracao@correiodafeira.pt

Direção

entregar-nos a propriedade da escola antiga e nós, em troca, a entregarmos-lhe a da escola nova”, explicou. O objetivo da Câmara é instalar no espaço desativado um novo centro escolar vocacionado para turmas do 1.º Ciclo e de jardim-deinfância, criando assim um “grande polo educativo” nessa zona da cidade. Quanto ao atraso na concretização da permuta, Emídio Sousa admitiu não lhe ter sido dada justificação concreta por nenhum dos dois últimos governos, mas supõe que o arrastamento se deva apenas a questões burocráticas. “O processo envolve dois ministérios – o da Educação e o das Finanças – e, em Lisboa, quando é assim, as coisas complicam-se sempre muito”, concluiu. Em fevereiro de 2017, o PSD apresentou na Assembleia da República um projeto de Resolução que recomenda ao governo que estabeleça, com urgência, o acordo de permuta dos terrenos da extinta EB 2,3 Fernando Pessoa com os da Nova Escola Básica Fernando Pessoa, com o Município de Santa Maria da Feira, assente num conjunto de considerandos com interesse para o engrandecimento do projeto educativo de S. M. Feira. Chegados aqui, passados cinco anos de muita conversa da treta e de sacudir responsabilidades, os feirenses consideram ser uma vergonha nacional o laxismo dado pelos Serviços do Ministério da Educação com a conivência da Câmara Municipal que permitem que espaços e equipamentos públicos dêm uma “imagem de desleixada” no centro da cidade. Trata-se de uma vergonha concelhia, pois não tem tido a necessária determinação da Câmara Municipal junto da Administração Central. São várias as razões que convergem para a existência desta “nódoa concelhia”. Destaco as seguintes: 1 A deficiente organização de uma rede escolar do 1º ciclo, cujas escolas se pretendem instalar nas antigas instalações da Fernando Pessoa. Estas devem ser integradas no Agrupamento de Escolas da Secundária da Feira, visto o Centro Escolar a construir, ficar em terrenos contíguos à mesma, basta retirar a rede para ligar fisicamente as duas. 2 A “teimosia” da Câmara Municipal de S. Maria da Feira em não aceitar a transferência de Competências da Administração Central para a Administração Local levando a estes demorados atrasos. Concluindo, a Câmara Municipal deve concentrar-se em fazer o seu trabalho de casa com competência e deixar-se de lamentações com lágrimas de crocodilo, quando tem que prestar contas aos feirenses desculpando-se dos seus fracassos.

Repórter Fotográfico: Albino Santos albino.santos@correiodafeira.pt

Design e Paginação: Cristiano S‡ design@correiodafeira.pt

Embora a política tivesse ensombrado o caminho de alguns tareienses no século passado, o certo é que a terra não produziu nenhum político de relevo, e ainda bem porque a extrema esquerda não produz o que realmente aproveita ao povo, especialmente quando essa dita esquerda não põe Deus na sua equação programática, O rejeita e temerariamente O ataca, como se os seus ídolos sejam os salvadores do planeta e os construtores do seu paraíso, que não passa de uma utopia que nem do ponto de vista filosófico é realizável. Disse o néscio no seu coração: Não há Deus. (Salmos 14:1 pp) Há um caminho que parece direito ao homem, mas o seu fim são os caminhos da morte. (Provérbios 16:25). A morte que aqui se refere Salomão, não é a morte que comummente conhecemos, mas sim a morte eterna, a que ocorre após o juízo final, a todos os que desprezaram Deus. Tarei foi agraciado nestas eleições legislativas do passado 6 de outubro, só pelo facto de que dentro de suas portas vive uma esparguense que foi eleita deputada pelo Partido Socialista. Pertence a uma família bem conhecida da nossa praça. Ela é a Lic. Susana Correia. Pertence às Comissões Parlamentares de Saúde, Negócios Estrangeiros e Comunidades e Assuntos Europeus, pelo que esperamos o seu trabalho produtivo no sentido de melhorar as condições no SNS (que com todos os defeitos é um dos melhores do planeta), da nossa diáspora (em especial a comunidade lusa da Venezuela) e da nossa juventude que sonha em coisas grandes que a Eu-

Colaboradores: Alecsander Pereira (Admir‡ vel Mundo Novo), Armandino Silva, Filipe Dias, Lu’ s Higino, Manuel Silva, Paulo Ferreira, Paulo Neto, Roberto Carlos Reis

Comentadores: Ant— nio Cardoso, Carlos Fontes, V’ tor Hugo Carmo, Susana de Figueiredo Estatuto editorial: Dispon’ vel em www.correiodafeira.pt

Nélson Costa (CP 6715)

Secretaria:

nelson.costa@correiodafeira.pt

Carla Silva secretaria@correiodafeira.pt

(Os artigos assinados s‹ o da inteira responsabilidade dos seus autores, podendo n‹ o vincular a posi• ‹ o do jornal)

Redação

Comercial:

SEDE DA REDAÇÃO: Rua 1.¼ de Maio, n¼ 221 A, Espargo Santa Maria da Feira 4520 - 115 Espargo Telef. 256 36 22 86 E-mail: geral@correiodafeira.pt

Marcelo Brito (CP 6929) marcelo.brito@correiodafeira.pt

comercial@correiodafeira.pt

Preço Assinaturas: Digital - € 22 Nacional - € 35 Europa - € 60 Resto do Mundo - € 75

PAGAMENTO DE ASSINATURAS Banco BPI NIB: 0010 0000 51061450001 94

ropa pode fazer por ela. Desde já votos de muito sucesso pela positiva à nossa ilustre deputada Susana Correia. Espero bem que as minhas palavras do 1.º parágrafo não colidam com as convicções da Lic. Correia. Sabemos que o PS é de inspiração marxista moderada, embora tenha pluralidade com respeito a crenças – desde ateus, agnósticos a católicos (praticantes). Refiro-me especialmente a uma esquerda extrema, com a qual o PS “geringonceia”.

[De Susansa Correia] Esperamos o seu trabalho produtivo no sentido de melhorar as condições no SNS

Propriedade/Editor: Efeito Mensagem, lda Rua 1.¼ de Maio, n¼ 221 A, Espargo - Santa Maria da Feira 4520 - 115 Espargo Registo na C.R.C. de S. M. Feira, n¼ 513045856 Contribuinte n.¼ 513 045 856 Capital Social 5.000 Euros Detentores de mais de 10% do Capital Social Efeito Mensagem, lda Registo no N. R. O. C. S., N.¼ 100538 Dep— sito Legal n.¼ 154511/00 Tiragem: 5.000 exemplares (Tiragem mŽ dia) Impress‹ o: LUSOIBƒ RIA Ð Av. da Repœ blica, n.¼ 6, 1.¼ Esq. 1050-191 Lisboa T: +351 914 605 117| E: comercial@lusoiberia.eu Pre• o Avulso: € 0,85 (IVA incluido)

Mérito Municipal 1972 1997 (Ouro)

(Ouro)

(Membro fundador)

Prémio Gazeta 2017

FICHA TÉCNICA

NÃO BAIXAR OS BRAÇOS As novas instalações da Escola Básica Fernando Pessoa foram inauguradas a 26 de setembro de 2014. Passados cinco anos sem utilização, as antigas instalações encontram-se abandonadas com sinais de profunda degradação, perante o silêncio dos vários governos, tardando a resposta sobre a sua reutilização. Convém lembrar que os espaços exteriores são separados da Escola Secundária por uma simples rede de arame. São visíveis na envolvente das instalações, espaços verdes completamente negligenciados, vegetação selvagem que cresce, rápida e ameaçadoramente, em torno dos edifícios propícios a actos de vandalismo. Perante esta realidade, é inaceitável o laxismo que os Serviços do Ministério da Educação está a dar às antigas instalações de que é proprietário e nessa qualidade tem o dever, de fazer a limpeza e salubridade do espaço, conservação e manutenção dos edifícios e tratamento das áreas verdes adjacentes; será importante ainda sublinhar a existência de um pavilhão desportivo abandonado contrastando com a elevada falta de espaços no centro da cidade para a prática da atividade física e desportiva dos cidadãos. Em 2016, há três anos, tivemos críticas do Bloco de Esquerda (BE), acerca desse abandono acusando o Governo de estar a pagar em S. M. Feira o arrendamento de espaços para vários serviços públicos, tais como repartição local das Finanças, a esquadra da PSP e o Instituto dos Registos e Notariados. Adiantou ainda que “é imperativo que o Governo dê às populações uma demonstração cabal de rigor na gestão dos equipamentos dos quais é o proprietário”, para “poupar muito dinheiro à Administração Central, ao país e aos contribuintes”, referindo ainda a existência de um pavilhão gimnodesportivo que poderia estar ao serviço da comunidade. Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de S. M. Feira, sacode as suas responsabilidades, culpando o Estado pelo atraso na viabilização desse edifício. Pretende dar ao antigo estabelecimento de ensino um uso diferente do previsto pelo BE, mas concorda que “é uma grande preocupação ter aquela escola ali abandonada há tanto tempo” e que isso só se verifica porque o Estado ainda não passou para a Autarquia a propriedade do imóvel acusando os governos de não desbloquear a situação. “Quando construímos a atual Fernando Pessoa, o acordo já era de que iríamos fazer uma permuta, com o Estado a

Carlos Assunção Correia


06

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

polítIcA

PS FIãES CONTRIBUIU PARA O PLANO DE ATIVIDADES DA FREGUESIA… COM AS “PROMESSAS NãO CUMPRIDAS” DO ExECUTIVO FIÃES Em resposta ao pedido, do executivo aos partidos com representação na Assembleia de Freguesia de Fiães, de sugestões de propostas a incluir no Plano de Atividades (Orçamento) para 2020, o Partido Socialista de Fiães decidiu elencar algumas das várias medidas alegadamente não cumpridas pelo atual presidente da Junta, Valdemar Ribeiro. “Em nada adianta apresentar novas propostas ou reforçar as várias apresentadas no passado”, começa por referir o comunicado do PS Fiães, justificando a decisão, de replicar as medidas do programa eleitoral do executivo, com a “falta de eficiência do mesmo, liderado pelo atual presidente de Junta [Valdemar Ribeiro], que ao longo destes seis anos não demonstrou capacidade para executar as suas próprias propostas e promessas eleitorais”. De entre o extenso rol de 25 medidas – que “simbolicamente” o

PS Fiães deixa à consideração do executivo “escolher quais deverão ter maior prioridade” –, constam as requalificações do pavilhão da Casa do Povo, da Via Romana/Caminhos de Santiago, do Monte da Pedreira (antigas instalações da Ajax), dos bairros sociais do Souto e Ferradal e da Unidade Saúde Familiar; terminar a ligação entre a Travessa de Penoucos e a Rua Fonte do Bufas, as obras de requalificação da zona

central; as obras na Rua da Curtinha e Rua João de Deus e as obras da Rua do Campinho Verde; requalificação da Escola Coelho e Castro; dotar a Rua das Estrelas e Rua das Abelhas com saneamento, águas pluviais e colocação de alcatrão/ tapete; e a construção da ligação do Eixo das Cortiças entre EN1 e a Zona Industrial Ferradal/Monte Grande e do passadiço por baixo da ponte na EN326, entre outras.

CDS FEIRA ASSINALA O 25 DE NOVEMBRO FEIRA A Comissão Política Concelhia do CDS de Santa Maria da Feira, com a colaboração do Núcleo do CDS de Arrifana, realizou mais uma tertúlia para assinalar os 44 anos do 25 de novembro de 1975, data que ficou marcada pela ação militar – pós-Revolução dos Cravos –, que opôs militares da extremaesquerda e ‘moderados’, colocou fim ao Processo Revolucionário em Curso (PREC) e ditou o fim da revolução portuguesa e a normalização democrática do país, originando

uma democracia pluralista. A concelhia do CDS apelida o “25 de novembro de um ato singular e irrepetível da nossa história, marca indelevelmente o fim da transição revolucionária”. “O povo português soube, não sucumbindo às manobras táticas e estratégicas de uma franja radical da sociedade portuguesa, que podiam ter resvalado numa guerra civil (…) Essa viragem foi decisiva para que Portugal aceitasse pluralmente uma continuidade exemplar na política

de integração europeia e ocidental. Com efeito, este entendimento vigorou, nos últimos 44 anos, e foi partilhado pela esmagadora maioria do povo português”, refere ainda o CDS de Santa Maria da Feira. Para a concelhia do CDS de Santa Maria da Feira a data “não será esquecida e continuará a fazer com que os portugueses possam conhecer e reconhecer a sua história e a importância que teve o ‘25 de novembro’ no consolidar da democracia no nosso país”.

Em Assembleia Municipal

BE APRESENTA QUATRO RECOMENDAçõES FEIRA Despoluição das linhas de água; intervenção urgente na Escola Básica e Jardim de Infância de Santo António, Rio Meão; plano para a eliminação de lixeiras no Concelho; e criação de rotundas na EN 223, de forma a substituir os túneis na zona da Cruz e Picalhos são as quatro propostas que o Bloco de Esquerda (BE) vai levar a discussão na próxima Assembleia Municipal de Santa Maria da Feira, dia 2 de dezembro. Relativamente à despoluição das linhas de água, o BE afirma que “para além da existência de lixeiras a céu aberto, que parecem multiplicar-se a cada semana, os recorrentes casos de linhas de água poluídas devem preocupar toda a gente e devem merecer da Autarquia uma resposta eficaz”, exemplificando através dos mais recentes casos “das descargas em Fiães, em Lamas ou em Sanguedo, resultantes da indústria local, as sucessivas descargas no Rio Uíma, que têm impactos diretos na fauna e flora locais, degradando os habitats naturais das espécies ali existentes, os esgotos do canil municipal de Santa Maria da Feira que correm a céu aberto e a falta de saneamento neste município que resulta na po-

luição do rio Cáster”. Na Escola Básica e Jardim de Infância de Santo António, os bloquistas enumeram um extenso rol de anomalias, resultantes do estado de degradação das instalações ou falta de equipamentos/infraestruturas, como “infiltrações de água”,“ferros na zona do recreio”,“casas de banho a precisarem de intervenção” e o não funcionamento do “termoacumulador e da máquina de lavar” da cozinha, entre outras. Ainda segundo o BE, “as zonas verdes do concelho de Santa Maria da Feira continuam, infelizmente, a ser flageladas por várias lixeiras a céu aberto”. Perante a “inoperância” do Executivo e “falta de consciência para os perigos inerentes à existên-

cia de lixeiras a céu aberto”, os bloquistas sugerem a criação de “um plano de eliminação de todas as lixeiras a céu aberto no Concelho”, “aliando a uma fiscalização rigorosa de qualquer situação irregular e que configure um crime ambiental”, e o desenvolvimento de“campanhas de sensibilização junto da população e das empresas do Concelho de forma a garantir a alteração de hábitos prejudiciais ao ambiente”. Finalmente, o BE recomenda a “criação de rotundas na EN 223, de forma a substituir os túneis na zona da Cruz e Picalhos” e resolver os problemas de gestão de tráfego, “nomeadamente na saída da Feira, em Picalhos, que dá acesso à Avenida 25 de abril, e no nó da Cruz”.

CDU apresenta 13 propostas para o Orçamento da JF Fiães FIÃES A CDU entregou as propostas para o Orçamento 2020 da Junta de Freguesia de Fiães, pelas mãos de Rolando Sousa, o eleito do partido na Assembleia de Freguesia. De acordo com a CDU, algumas das propostas apresentadas “são da responsabilidade da Câmara Municipal, dada a falta de verbas da Junta para as realizar”. Em comunicado, a CDU afirma ainda ser da responsabilidade da Junta de Freguesia, como órgão representativo da Freguesia de Fiães, “a solicitação e exigência do suprimento das necessidades de Fiães”. No âmbito da rede viária, planeiam encetar esforços junto das Infraestruturas de Portugal – entidade responsável pela via – para a colocação de sinalética “que vise a redução da velocidade por parte dos automobilistas e informe relativamente à presença contínua de peões”. O partido político pretende que seja colocada uma passadeira na Estrada Nacional 326, junto à Ponte Nova, um reforço da iluminação pública e a criação de passeios nas laterais da estrada nacional. Nas 13 propostas entregues por parte da CDU para o Orçamento consta também a exigência da reposição das marcas rodoviárias nas vias da freguesia, a colocação de sinalização “que alerte para a perigosidade junto ao Banco Crédito Agrícola”, a conclusão da Rua do Cantinho Verde e a colocação de guias desniveladas nos passeios junto às passadeiras,“de forma a facilitar uma mobilidade urbana inclusiva”. Relativamente a infraestruturas, monumentos e locais considerados património histórico, reivindicam a colocação de sinalização informativa. No ambiente, exigem a inclusão de Fiães no projeto de recolha seletiva de lixo porta a porta, a realização de iniciativas de sensibilização para a poupança de água em locais públicos, a criação de melhores condições de armazenamento de água, “para que sejam garantidas as necessidades mínimas dos fianenses nos meses de maior seca”, e ainda, uma maior limpeza das ruas, “especialmente nas bermas, mas sem o recurso a herbicidas”. No que diz respeito à ação cultural, a CDU propõe uma maior dinamização, nomeadamente na época do verão, por meio de sessões de cinema ao ar livre e de uma biblioteca de jardim. No campo da requalificação e reabilitação dos edifícios, e habitação social, procuram “encetar todos os esforços para que a reabilitação dos bairros municipais inicie o mais breve possível, contrariando os sucessivos atrasos anunciados pelo Município”. A CDU, neste item, pretende também a requalificação do Pavilhão da Casa do Povo e do espaço do Monte da Pedreira, bem como o término da requalificação do Largo de São Domingos, nomeadamente “a pintura dos muros e a colocação de vegetação”. A reunião da Assembleia de Freguesia para a discussão e aprovação do Orçamento 2020 irá realizar-se em dezembro, em data a agendar.

CDU apresenta duas moções FEIRA A CDU apresentou duas moções, uma para a reabilitação da ferrovia e outra para a eliminação das portagens na A29, que vão ser discutidas e votadas na próxima Assembleia Municipal, dia 02 de dezembro. Quanto à moção para a reabilitação da ferrovia, a CDU considera-a “uma alternativa ambientalmente mais sustentável”, que tem sido “negligenciada”, dado o potencial que acarreta na redução do tráfego nas cidades. Deste modo, exigem que o Governo acelere o processo de reabilitação da Linha do Vouga,“com vista a dar resposta às necessidades das populações”. Relativamente à segunda moção, o partido político considera que a introdução das portagens na A29 acarretou “graves consequências para as populações”, pelo facto do preço das portagens se assumirem como um custo acrescido para as famílias. Posto isto, a CDU pretende que o Governo elimine as portagens.


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

07

socIEdAdE

BRuNO COSTA é O NOvO JOvEM AuTARCA O projeto em atividade desde 2014, visa potenciar comportamentos de cidadania nos jovens feirenses. Emídio Sousa não escondeu o orgulho na iniciativa. Márcia Soares redacao@correiodafeira.pt

FEIRA Os resultados das eleições para Jovem Autarca foram conhecidos no passado dia 26 de novembro, no Europarque, e deram a vitória a Bruno Costa, que assim sucede a Bruno Souza.“Pela Feira, sempre!”, é o slogan político do jovem vencedor, de 15 anos, estudante da Escola Secundária de Santa Maria da Feira. Eleito com 828 votos, num universo de 6184 eleitores, com 4087 votantes, mas apenas 3822 válidos, as eleições deram a vitória a Bruno Costa. “Tendo sido eleito para o cargo de Jovem Autarca, declaro que assumo o referido cargo, e desempenharei devidamente e com lealdade os respetivos deveres, segundo o meu melhor julgamento”, declarou o vencedor no momento da tomada de posse, que durante a campanha assumiu ter “as capacidades necessárias” para assumir o cargo e, acima de tudo, “dar a voz pelos jovens”. A equipa Jovem Autarca para o mandato 2019/2020 é composta, ainda, pela primeira vereadora, Nicole Silva, estudante na Escola Básica Fernando Pessoa, e por Joaquim Faria, o segundo vereador, da Escola Básica e Secundária Coelho e Castro. Candidataram-se ao projeto Jovem Autarca dez jovens, seis rapazes e quatro raparigas, com média de 15 anos, residentes no concelho da Feira. Em atividade desde 2014/2015, o projeto Jovem Autarca pretende potenciar os comportamentos de cidadania dos jovens do Concelho, valorizando as respetivas opiniões e perspetivas de futuro, para que estes assumam uma participação ativa nas decisões do Concelho. A representante do Gabinete do Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Selene Martinho enalteceu este projeto abraçado pela Autarquia.“Sabemos as vicissitudes do Município, que mesmo assim, não deixa de contribuir para a situação dos jovens. Pelo contrário, desempenha um papel crucial”, sublinhando ainda “o quão essencial é criar políticas de juventude locais e adaptá-las a cada território”. A representante deixou ainda palavras de incentivo e apreço a todos os jovens presentes na noite eleitoral, exaltando a coragem por eles demonstrada. “Revelaram a coragem de participar e de demonstrar, por meio das propostas por vós apresentadas, que são capazes de contribuir para o

Concelho”, acrescentando:“Todos tendes voz e valor, sendo que este é apenas o primeiro passo daquilo que será um percurso de cidadania e de enorme responsabilidade e empenho em exercerem os vossos direitos”. “Nunca desistam de acreditar que é possível fazer mais e melhor”, concluiu a representante. Após a divulgação dos resultados, o presidente da Câmara, Emídio Sousa, tomou as hostes. As palavras do presidente focaram, essencialmente, o trabalho da equipa cessante.“Chega-me a vir as lágrimas aos olhos ao ouvi-los [os jovens] falar, nota-se a evolução deles no espaço de um ano. Quem ouviu o discurso deles há um ano e ouve agora, nota que foi um ano mais valioso do que dez anos de escola formal”, completou. Emídio Sousa lembrou os momentos difíceis vividos pela democracia liberal, ameaçada pelo totalitarismo, como forma de reforçar a necessária “luta permanente”, neste caso, encabeçada pelo projeto Jovem Autarca, por assumir-se como um projeto que prepara os jovens “para combater esse sistema político com determinação”. Por fim, deixou uma confissão: “O projeto Jovem Autarca é um dos que mais me orgulho enquanto presidente da Câmara”. A noite encerrou com o discurso do presidente da Assembleia Municipal, Amadeu Albergaria, que frisou a importância da participação ativa dos jovens na vida política, assumindo mesmo, que os políticos têm muito a aprender com os futuros autarcas. “Temos de perceber o porquê dos projetos apresentados, de forma a percebermos o que os move, o que lhes interessa e o que os motiva”, só assim é que “será possível desconstruir a ideia de que os jovens são desinteressados da vida política, pois, por vezes, nós é que erramos relativamente

às pretensões deles”, explicou. Enaltecendo a taxa de abstenção dos resultados eleitorais, como forma de garantia do interesse político nas classes mais jovens da sociedade: “Os números de abstenção nas escolas é de fazer corar a classe política. Na maioria das escolas foi estrondosamente baixa”.

A voz do jovem autarca

No momento da vitória, Bruno Costa traçou o trajeto que o impulsionou rumo à vitória. ”Quando me candidatei ao projeto Jovem Autarca garanti a mim mesmo que ia fazer de tudo para não ser mais um, queria marcar pela positiva, sendo inovador”, frisou o jovem, mostrando-se orgulhoso da campanha por ele levada a cabo:“Não posso esquecer de referir que estou muito orgulhoso da minha campanha, dos cartazes, das faixas, dos lápis, do facto de ter conseguido passar por todas as escolas, e, por último, mas muito importante, o meu alcance nas redes sociais. Atingi 4.500 pessoas!”.

“Organização de um torneio interescolar” “Introdução de um projeto para ajudar os animais de rua” “Criação de um gabinete das Artes” As propostas de Bruno costa

Na era da comunicação, o recém jovem autarca sublinha a importância das muitas partilhas obtidas nas redes sociais, mas não esquece a igual importância da proximidade física entre os jovens, alcançada quando visitou as escolas do Concelho. Bruno Costa terminou o discurso de vencedor com as habituais expectativas. “Espero que seja um bom ano de trabalho de equipa e que consigamos alcançar os nossos objetivos”, de modo a “fazer de Santa Maria da Feira um lugar ainda melhor para viver”, exclamou. As pretensões que levaram o jovem à vitória incidem, sobretudo, em três âmbitos. “A minha primeira proposta é a organização de um torneio interescolar, de modo a ligar todos os alunos das escolas do Concelho, em segundo, a introdução de um projeto para ajudar os animais de rua e, por último, a criação de um gabinete das Artes, para que todos os jovens talentosos possam ser apoiados e encorajados a não desistir dos seus sonhos”, expôs Bruno Costa.


08

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

SOCIEDADE

110.º aniversário da Comissão de Vigilância do Castelo

MARCELO REBELO DE SOUSA VISITA SANTA MARIA DA FEIRA O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, vai presidir à cerimónia comemorativa do 110.º aniversário da Comissão de Vigilância do Castelo da Feira, em Santa Maria da Feira, no dia 6 de dezembro, às 11h30. DR

FEIRA As portas do Castelo estarão abertas apenas entre as 10h00 e as 11h00 para a entrada da população que queira receber o Presidente da República. Por questões de segurança, a entrada estará limitada à lotação da Praça de Armas. A cerimónia oficial, que se realizará no Salão Nobre do Castelo, vai ser transmitida em direto para a Praça de Armas, permitindo que toda a comunidade possa assistir a este importante momento para o Município de Santa Maria da Feira.

Dia 8 de dezembro no Europarque

Festa de Natal pela Inclusão O Município de Santa Maria da Feira volta a organizar a Festa de Natal pela Inclusão, protagonizada por crianças, jovens e adultos das diferentes instituições concelhias, num momento de mostra de talentos à comunidade.

O PROGRAMA BAIRRO FELIZ INICIA A TERCEIRA FASE: VOTAÇÕES ABERTAS ‘O Andebol do Feirense é uma família, veste a nossa camisola!’ e ‘Recreio com sombras’ são as causas finalistas. FEIRA O programa Bairro Feliz apoia causas de entidades locais que tenham como finalidade melhorar o bairro. Após a 1.ª edição, o projeto levado a cabo pela cadeia de supermercados Pingo Doce, estendeu-se até à 2.ª, e depois de terem sido avaliadas as 630 causas inscritas, o júri selecionou as duas finalistas. ‘O Andebol do Feirense é uma família, veste a nossa camisola!’ e ‘Recreio com sombras’ são as escolhas do júri, que vão a votação até ao próximo dia 11 de dezembro. Os clientes podem votar na loja Pingo Doce de Santa Maria da Feira, através do acesso a uma ‘Moeda Bairro Feliz’, oferecida por cada 10€ em compras, colocando essa mesma moeda no respetivo mealheiro de votação, localizado à saída da loja. A causa mais votada recebe até 1000€, uma forma encontrada pelo Pingo Doce “para fortalecer o vínculo com as comunidades locais, contribuindo para o bem-

estar geral e, em especial, das comunidades onde se inserem as suas lojas”, como adianta a marca em comunicado de imprensa. A primeira causa, ‘O Andebol do Feirense é uma família’ através do donativo do Pingo Doce, planeja comprar equipamentos e material desportivo novo, necessários para o desenvolvimento

da capacidade física das atletas, enquanto o ‘Recreio com sombras’ – uma causa inscrita pela Associação de Pais da Escola do 1.º Ciclo Básico N.º 1 de Santa Maria da Feira – pretende potenciar o recreio da escola dos seus educandos com outros recursos, de modo a proporcionar locais de sombras e específicos para sentar e estar às crianças.

ESPARGO A Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, em parceria com a Provedoria Municipal dos Cidadãos com Deficiência, as instituições que trabalham no domínio da deficiência e os estabelecimentos de ensino levam a cabo, no próximo dia 8 de dezembro, às 15h00, no Europarque, mais uma Festa de Natal pela Inclusão. A festa é protagonizada por todas as crianças, jovens e adultos que integram as diferentes instituições, sendo igualmente promovidos momentos de entretenimento numa perspetiva inclusiva de mostra de talentos à comunidade e diversão conjunta de todos os participantes no evento. A entrada é gratuita.

fotolegenda

DR

Numa iniciativa promovida pela Junta de Freguesia de Lourosa – concurso entre várias associações –, a Associação de Pais da Escola JI/EB1 Casal Meão procedeu ao enfeite da rotunda do Casalinho

PROJETO MISERERE Contribua para as obras de conservação do nosso património religioso.

Obras da Igreja da Misericórdia de Santa Maria da Feira Pode fazê-lo por transferência bancária para: PT50 0045 1270 4029 9416 7956 6 (Crédito Agrícola) ou diretamente na secretaria da Santa Casa da Misericórdia no Lar de São Nicolau. A sua contribuição poderá ser anónima ou nominal. As duas opções obrigam, sempre a apresentação do número de contribuinte do benemérito. Contamos com a colaboração dos feirenses.


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

09

SOCIEDADE

Emídio Sousa em alta

CARLOS FONTES

opinião

MISCELÂNEA – o primeiro das segundas

NEM SEMPRE MAL… ÀS VEZES BEM

N

ão sou, nunca fui, daqueles que andam por aí a tecer loas a esse ou àquele, sobretudo quando se trata de elogiar políticos ou o poder político. Sou acusado, até, de só “saber dizer mal”, pior, ainda, “só criticar e nada fazer para corrigir aquilo que critico”. Opiniões respeitáveis. Como dizia um antigo jogador de futebol do F. C. Porto dos anos sessenta, quando interrogado acerca das possibilidades da sua equipa frente à sua adversária, “cada cal, cada cal”! Anotada esta faceta, nada imprevisível, entremos no assunto que hoje motiva esta ‘miscelânea’. O nosso presidente da Câmara parece estar a atravessar um bom momento. Está, como se diz no desporto, em forma. Há dias, num artigo publicado no JN, Emídio Sousa escrevia acerca da possível construção do novo aeroporto no Montijo. E escrevia bem. Estou em total sintonia com o edil feirense. Construir um aeroporto para servir Lisboa no Montijo é um atentado ao bom senso dos portugueses. Pelos custos que vai acarretar para o Estado e, sobretudo, pelos custos futuros, que serão irreparáveis, para o meio ambiente de toda aquela zona, um oásis neste ‘cantinho à beira mar plantado’. Montijo? Por que não Monte Real, como mui-

tos têm defendido, e Emídio Sousa também defende? E Beja? Para que serve? Não seria um bom apoio a Lisboa? Longe? De maneira nenhuma, se fosse servido com transportes capazes. Estou com Emídio nesta ‘luta’. Como estou, e daqui vai o meu aplauso, na sua luta na busca de investimento para o Concelho. O agora anunciado grande investimento para Nogueira da Regedoura, a concretizar-se, é mais uma grande notícia, que muito irá valorizar o Concelho e toda a região envolvente. Divergimos nas lutas que se travam nestas terras de Santa Maria.Terras que continuam a sentir a falta de tanta coisa! Há dias, alguém falou na falta de uma rede de transportes. Fez bem. Pena é que Emídio esqueça que o Concelho da Feira, nesse capítulo, seja um dos mais atrasados do País. Como somos dos mais atrasados no que concerne à rede viária. Estradas esburacadas, falta de sinalização, em suma, vias municipais (e nacionais) nas quais o perigo espreita a cada metro. Mas, nas coisas más, a matéria é basta. Continuamos a ter um dos IMI mais altos do país, uma rede elétrica das mais arcaicas, que ao mais leve vendaval, nos priva de energia, e mesmo a rede de abastecimento de água deixa muito a desejar, pelos constantes ‘cor-

Arquivo

tes’, a maioria deles, sem qualquer aviso. O Concelho da Feira pode sentir orgulho em várias áreas. Mas, noutras, as suas carências são flagrantes. E o que mais se estranha é que, segundo os sabedores destas coisas, há muito que o Município não usufruía de tanta folga orçamental. Isto é, de tanto dinheiro nos cofres. Lutar por internacionalizar o Concelho, captando investimentos que criam empregos, é muito bom. Mas não atender ao que todos os munícipes sentem no seu dia a dia é um

enorme erro. E lembre-se, senhor presidente, ainda há mais um mandato a cumprir. Se não cumprir bem este, que já entrou na sua reta final, o perigo de ser apeado do poder concelhio é real. Não acredite em milagres. A política é avessa a essas coisas. Já agora, para terminar, e agora num tratamento de amigos e conterrâneos: desculpa lá presidente alguma letra, ou letras, mal aplicadas, mas nunca de intenção duvidosa.

IDENTIFICADAS DUAS EMPRESAS POR DESCARGA ILEGAL DE ÁGUAS RESIDUAIS FEIRA No seguimento de várias denúncias efetuadas por descargas poluentes, no solo e na rede pública de águas pluviais, o Comando Territorial de Aveiro, por meio do Núcleo de Proteção Ambiental de Santa Maria da Feira, identificou, no dia 28 de novembro, a origem de descargas ilegais de águas residuais industriais diretamente para o solo, no Concelho. Os militares, com a colaboração da Agência Portuguesa do Ambiente, desenvolveram diligências para identificar os locais

das rejeições e, consequentemente, as empresas produtoras de águas residuais industriais. Em comunicado de imprensa, a Guarda Nacional Republicana afirmou que duas empresas – alegadamente de Lourosa e Fiães – foram alvo de uma fiscalização, o que permitiu apurar as respetivas descargas ilícitas “efetuadas recorrentemente”. Realizados os necessários autos de contraordenação, a GNR sublinha que a coima pode atingir os 24 mil euros.

HOMEM DETIDO POR VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

FEIRA Nesse mesmo dia, 27 de novembro, o Comando Territorial de Aveiro, através da Secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário de

Santa Maria da Feira deteve um homem de 56 anos pela posse de oito armas proibidas, no Concelho. A detenção decorreu na sequência de

uma investigação por violência doméstica, onde os militares apuraram que o suspeito ameaçava de morte a vítima, uma mulher de 40 anos, após o cumprimento de dois mandados de busca, uma domiciliária e outra em viatura, que culminou na apreensão de “um bastão de madeira, uma vergasta entrelaçada, uma navalha de abertura automática, duas facas com lâmina superior a 10 cm, um frasco de gás pimenta, um par de algemas, uma navalha e seis munições”, segundo o comunicado de imprensa emitido pela Guarda Nacional Republicana. O detido, após ter sido presente ao Tribunal Judicial de Ovar, ficou sujeito às medidas de coação “de proibição de aquisição de qualquer tipo de arma,

proibição de contactos por qualquer meio com a vítima controlado por pulseira eletrónica e apresentações periódicas no posto policial da sua área de residência”.

GNR de Aveiro participa em ação de sensibilização

A iniciativa ‘Quem te ama não te agride’ levada a cabo pelos docentes e alunos do Agrupamento de Escolas Coelho e Castro teve uma participação especial. O Comando Territorial de Aveiro, através da Secção de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário de Santa Maria da Feira, marcou presença na ação de sensibilização, que tinha como foco principal o fim da violência contra as mulheres.


10

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

sociedade

ERS QUER APURAR RESPONSABILIDADES à MORtE DE MULHER NOS CORREDORES DO HOSPItAL DA FEIRA

Arquivo

“Se te bate isso não é amor, é violência”

FeiRa Em fevereiro de 2019, uma mulher de 74 anos foi transferida do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNGE) para o Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga (CHEDV), em estado considerado grave, na sequência de um atropelamento na freguesia de Canedo, em Santa Maria da Feira, a 27 de dezembro de 2018. Após um internamento de 39 dias, a idosa foi transferida a 4 de fevereiro do corrente ano civil para o Hospital de S. Sebastião, onde faleceu nos corredores dois dias depois, segundo relato do filho da vítima – informação negada pelo CHEDV no relatório enviado à Entidade Reguladora da Saúde (ERS), assegurando que a paciente “esteve na área de observação e não em corredor”. A denúncia do filho da vítima levou à ERS a iniciar uma investigação e o relatório apresentado relativamente à atuação dos médicos e instituições hospitalares é arrasador. Primeiramente é considerado que a transferência entre os centros hospitalares não deveria ter ocorrido. “Inadmissível a decisão do CHVNGE de transferência da utente sem que se encontrasse devidamente assegurada a continuação do nível de cuidados prestados”. Já no Hospital da Feira, a vítima entrou pelas Urgências, onde

permaneceu até 6 de fevereiro, data do óbito. O filho da vítima garante “por diversas vezes”, tentar “estabelecer contacto com o Hospital S. Sebastião”, mas de forma infrutífera. Já o CHEDV garante que o Serviço de Urgência (SU) não falhou na monitorização, mas o relatório apresentado pela médica perita da ERS faz cair a defesa apresentada. “De acordo com as alegações do CHEDV durante o período em que a doente permaneceu no SU, esta esteve numa área de observação, tendo sido realizada tabela de internamento e efetuados os registos competentes. Referem ainda que na sala de observações o nível de observação e vigilância é certamente superior ao que receberia em internamento de enfermaria, dado tratar-se de um local com circulação de profissionais e doentes durante as 24 horas do dia. De facto, apesar do SU ser um local com vigilância 24 horas/dia, não cumpre, certamente, o rácio médico/doente e enfermeiro/ doente exigidos”. Em conclusão, o relatório da ERS aponta a evidência “que a alocação da doente em serviço de internamento com vigilância média, de enfermagem e com terapeutas respiratórios, poderia ter determinado um desfecho clínico diferente, pelo menos a curto prazo, não obstante a

gravidade do quadro clínico fazer prever um mau prognóstico global com risco elevado de desfecho desfavorável a médio/ longo prazo”

eRs emitiu “instrução ao cHedV”

O CHEDV deve, segundo a ERS, “evitar a permanência no SU de doentes com indicação clara de internamento” e implementar “procedimentos que assegurem que, durante a permanência no SU, os utentes sejam devidamente monitorizados e acompanhados”. Já o Conselho de Administração da ERS sugere o apuramento das “responsabilidades concretas dos profissionais envolvidos”, nomeadamente de quem autorizou a transferência da utente do CHVNGE para o CHEDV, tendo prévio conhecimento da inexistência de quarto disponível; de quem negligenciou os cuidados adequados à situação clínica da utente, permitindo que a mesma ficasse sem qualquer vigilância/ monitorização durante longos períodos de tempo; e de quem negligenciou a prestação de cuidados de limpeza da cânula interna de traqueostomia, o que provocou o seu entupimento (entupimento do tubo de respiração), a paragem cardiorrespiratória da utente e subsequente falecimento da mesma”.

FiÃes 25 de novembro. O Agrupamento de Escolas Coelho e Castro não quis deixar passar em branco o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, organizando uma exposição e, posteriormente, uma homenagem às vítimas na manhã de quinta-feira, dia 28 de novembro. Pelas dez da manhã, os alunos do 9.º ano e da turma de Desenho Digital 3D vestiram-se a rigor,com t-shirts pretas e uma flor branca na mão, ingressando numa ação simbólica pelo fim da violência, de forma a alertar todos os presentes para os crimes perpetuados contra as mulheres, nomeadamente casos de abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos. Rodeados de cartazes espalhados pelo pavilhão escolar,de frases escritas nas escadarias, de fotografias com o rosto de vítimas de violência doméstica e pelos sapatos ensanguentados de mulheres, a homenagem iniciou com uma dança protagonizada por Ana Rita e Beatriz, alunas do 7.º ano do estabelecimento de ensino fianense. As jovens espelharam a violência que pode ser sentida, apenas por meio das palavras, através da dança, ao som de uma música simbólica. No final da atuação, a professora de História da instituição, Filomena Claro tomou a palavra:“Este ano já morreram 32 pessoas vítimas de violência doméstica, 23 mulheres, oito homens e uma criança. A vítima mais velha tinha 93 anos e foi baleada, a mais nova tinha dois anos, era a Lara e foi asfixiada pelo próprio pai”. Fez-se silêncio. As palavras tocaram no coração dos presentes e, em alguns casos, a emoção ficou patente nos rostos. A professora continuou.“Os provérbios ‘entre marido e mulher não se mete a colher’ e ‘quanto mais me bates mais eu gosto de ti’ têm de ser desconstruídos”,prosseguindo,“temos de meter a colher sempre que percebermos que há violência doméstica num lar.É um crime público e nós temos de denunciá-lo”, alertou Filomena Claro. De seguida, representantes do 9.º ano, da turma de Desenho Digital 3D e professoras da instituição de ensino, com uma flor branca na mão, pela simbologia da cor – paz – proferiram frases que são o espelho do que é a violência. “Se te humilha, isso não é amor, é violência”,“Se te bate isso não é amor, é violência”,“Se ignora a tua vontade e a tua decisão, isso não é amor, é violência”, “Se controla o que vestes isso não é amor, é violência”, ouviu-se no pavilhão do Agrupamento de Escolas Coelho e Castro. A homenagem terminou com a professora de História a sublinhar o direito à privacidade e à integridade física e moral de todas as mulheres, que não pode ser abdicado em nome de um amor, que, para Filomena Claro, “não é um amor”. Sob o mote “Quem te ama não te agride”, gritaram em uníssono todos os presentes: “violência não”.

DEDO NA FERIDA

FÉRIAS COM YOGA FeiRa Já estão abertas as inscrições para os três dias de ‘Férias com Yoga’, de 18 a 20 de dezembro, destinado a crianças e adolescentes, dos cinco aos 13 anos, no centro do Yoga Sámkhya de Santa Maria da Feira. A instituição, sem fins lucrativos,

que conta com professores formados pela Confederação Portuguesa do Yoga, disponibiliza aulas diárias a todos os participantes. Confiantes de que, a prática do Yoga Sámkhya promove na criança um salto evolutivo:“no domínio músculo-esquelético,

no saber canalizar a sua energia de forma positiva, no controlo das emoções, na concentração e respetivo desenvolvimento mental”, a associação inclui ainda na programação das férias, trabalhos manuais de Natal, visitas ao Perlim e outras surpresas.

Está assim, desde a Viagem Medieval... Alta sensibilidade na inestética, e sentido criativo no desmazelo, será do que mais precisam as nossas rotundas. Parabéns às ‘Artes’. (Domingos Oliveira)


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

11

sociedade

MerCAdO MUNICIPAL de SANTA MArIA dA FeIrA veSTe-Se de NATAL A abertura do programa oficial de mais uma edição do ‘Natal do Mercado’, no Mercado Municipal da cidade, aconteceu na sexta-feira, dia 29 de novembro. durante um mês, são várias as propostas gastronómicas e de animação que pode desfrutar. FeiRa O programa da abertura do Natal no Mercado contou ainda com a inauguração da iluminação de Natal na cidade, às 17h30, seguindo às 17h45, a atuação do Coro dos Trabalhadores da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira. O showcooking da Tia Cátia, com uma ementa natalícia, foi o momento subsequente (18h30), e às 19h30, Cátia Goarmon, ou Tia Cátia como ficou conhecida na primeira edição do programa de televisão Masterchef, apresenta o seu livro ‘Os Segredos da Tia Cátia’. O livro resulta do programa de televisão, emitido na 24Kitchen com o mesmo nome. O programa cultural do dia de abertura preencheu-se também com a atuação de coros e bandas, interpretando ‘Noite Feliz’ e ‘Jingle Bells’, respetivamente. ‘We Wish You a Merry Christmas’ foi a música selecionada

para se ouvir na Parada de Coros e Bandas que saiu, às 22h10, da Praça Gaspar Moreira até ao Mercado Municipal. Até ao dia 29 de dezembro, o “Natal no Mercado” funciona de quinta a domingo, entre as 11h00 e as 20h00 (às quintas e domingos) e entre as 11h00 e as 21h00 (às sextas e sábados), com diferentes atividades ao longo do dia e um programa de animação variado, onde as bandas e coros do concelho são os protagonistas. No total, serão 13 espaços de artesanato com diferentes artigos: velas decorativas, peças em tecido, presépios, artigos decorativos de Natal, acessórios de moda e bijuteria, peças de pele e cortiça, sabonetes e hidratantes artesanais, brinquedos e instrumentos musicais, artigos em couro, peças em macramé, entre muitos outros. Os sabores natalícios também

não vão faltar. Às tradicionais rabanadas, bolo rei e vinho quente, juntam-se a muitos outros doces e salgados distribuídos por nove espaços distintos. O carrocel infantil gratuito, as oficinas de Natal, o teatro de fantoches e de marionetas são algumas das propostas de animação desta edição do Natal no Mercado para os mais pequenos. A entrada é gratuita. PUB


12

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

REpORTagEM

CONSTITuídO PARA PROTEGER FóRuM AMbIENTE E CIdAdANIA A pretensão em instalar, na Zona Industrial de Mosteirô, uma unidade de tratamento de carcaças por suspeita de contaminação de encefalopatia espongiforme bovina, comummente denominada de ‘doença das vacas loucas’, levou a um grupo de cidadãos da freguesia em criar o Fórum Ambiente e Cidadania. Na génese esteve Victor Sismeiro, mas o cargo de presidente é agora ocupado pelo jovem Fábio Resende. Nesta reportagem é abordada a adaptação da coletividade depois de concluir os objetivos inicialmente delineados, o presente e o futuro. As críticas ao PAPC são acentuadas.

Marcelo Brito marcelo.brito@correiodafeira.pt

FÁBIO RESENDE E VICTOR SISMEIRO MOSTEIRÔ Celebrou o 20.º aniversário em novembro. O surgimento do Fórum Ambiente e Cidadania é responsabilidade, entre outros, de Victor Sismeiro, presidente da coletividade durante 12 anos, que atualmente não ocupa qualquer cargo social, mas que é como um conselheiro para o jovem presidente Fábio Resende. O sócio número um da associação sedeada em Mosteirô explica as motivações que estiveram na génese do Fórum Ambiente e Cidadania. “Este movimento de cidadãos está associado a um problema existente à data. Na década de 80 surgiu a ‘doença das vacas loucas’ que chegou a Portugal no início dos anos 90. Às fábricas Rogério Leal e Luís Leal é pedido, pelo Ministério da Agricultura, que façam o tratamento das carcaças que são abatidas por suspeita de estarem contaminadas. Nem tínhamos bem noção da realidade. Em S. João da Madeira e Arrifana já várias tentativas de encerrar as empresas tinham acontecido, ou de obrigá-las a terem mais cuidado relativamente às questões ambientais. O cheiro era horrível e as ribeiras estavam sistematicamente poluídas com cargas inconcebíveis. Entretanto,‘corre’ a notícia que

uma das empresas pretendia abrir uma unidade de tratamento desses resíduos em Mosteirô cuja Zona Industrial, para além do impacto ambiental que poderia trazer-lhe, não tinha – e não tem – condições para acolher uma unidade industrial desse tipo”. E então dá-se o movimento. Victor Sismeiro salienta que foi o seu cunhado, Fernando Custódio, a tomar a iniciativa, pretendendo “fazer um comunicado à população”. “Eu, que conhecia as tentativas de alterar o processo de fabrico e os equipamentos das empresas, de forma a resolver o impacto ambiental – tentativas até então infrutíferas –, sugeri que a única forma de fazer um movimento com impacto – e até mesmo levar o processo a tribunal – seria deixar os abaixo-assinados sem suporte e constituir uma entidade que representasse a vontade das pessoas preocupadas e que pretendiam manifestarem-se”. É convocada uma reunião para todos os mosteiroenses, no “completamente cheio” Centro Paroquial, “explica-se a situação e as pessoas percebem que não há outra solução que não criar uma entidade que represente a vontade coletiva”. Victor Sismeiro recorda as visitas às ribeiras para “fotografar e recolher

amostras” e que várias pessoas se juntaram à causa.“A 19 de novembro de 1999 é dado a conhecer o ponto da situação numa nova reunião, aprovam-se o nome e os primeiros estatutos e marcam-se eleições”. Os anos seguintes foram “de luta, exposições e queixas ao Ministério da Agricultura e do Ambiente, à GNR e ao Ministério Público”. “O processo acabou por não ir para tribunal, mas a verdade é que foram feitas alterações nos processos industriais das duas empresas e, atualmente, a ribeira em Mosteirô passou a estar limpa e o ar deixou de transportar as porcarias que emanavam um cheiro pestilento. A luta inicial teve um impacto real na qualidade de vida das pessoas. É indesmentível”.

“O Fórum não poderia apenas dedicar-se às questões ambientais”

Com a primeira ‘luta’ travada, as pessoas que deram vida ao Fórum Ambiente e Cidadania deixaram de mostrar assiduidade e é então que os dirigentes decidem elevar o movimento a um novo patamar.“A partir do momento em que as pessoas perceberam que o problema estava a ser resolvido, começámos a sentir que não estavam tão pre-

sentes e que o Fórum não podia apenas dedicar-se às questões ambientais. Tinha de apresentar, também, trabalho na cultura e no desenvolvimento da freguesia porque não havia qualquer associação em Mosteirô dedicada a essa área. Foi necessário os órgãos sociais discutirem o que é que se ia fazer para o futuro porque a associação começava a não ter grande razão para existir”. E, mais uma vez, Victor Sismeiro apresentou-se como simplificador. “Estava ligado à organização da Viagem Medieval e comecei a desafiar as pessoas da comunidade a participar, interpretando personagens. Começámos a analisar em que é que podíamos ajudar para fazer o evento crescer e fomos abrindo secções de acordo com as indicações e sugestões das pessoas que iam-se aproximando do Fórum”. Já com um rumo trilhado para o futuro da coletividade, apenas faltava contornar a então dificuldade em encontrar um local para sediar a mesma. Fora isso, o ex-presidente destaca o facto de nunca terem encontrado problemas de maior relevo.“Todos os problemas que habitualmente surgem e preocupam os dirigentes das associações, como a falta de parti-


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

13

RepoRtAgeM

MOSTEIRô, FEz 20 ANOS

cipação, a dificuldade em renovar os órgãos sociais ou as questões financeiras, fomos resolvendo ao sermos criativos e desafiando as pessoas. E tendo como preocupação principal as necessidades da comunidade.O segredo do sucesso do Fórum reside em estar muito atento àquilo que a comunidade vai pedindo”. Em análise à sua crucial participação no Fórum Ambiente e Cidadania, Victor Sismeiro sente que ajudou a “transformar o então futuro da comunidade” “A iniciativa promoveu uma alteração às expectativas de então. Fiz o que me competia enquanto cidadão consciente, relativamente àqueles que podiam ser os futuros problemas da comunidade”.

Fábio Resende: Dos Saltarellus à presidência

Com 31 anos, Fábio Resende ocupa o cargo mais alto da direção do Fórum Ambiente e Cidadania, do qual faz parte há 17 anos, em parte por ‘culpa’ do irmão que foi um dos pioneiros do Saltarellus, grupo de artes circenses, uma das valências da coletividade – há ainda o grupo de percussão A Rua D’A – lê-se arruada –, o grupo de teatro Teatramos e o grupo de cân-

ticos gregorianos Os Monges. “Fiz a Viagem Medieval no Saltarellus e começou a ficar enraizado até que ouvi A Rua’Da. Comecei a ir aos ensaios e a partir de então foi sempre a dar o contributo máximo. Desde cedo que a minha presença no Fórum começou a ser muito constante”. O atual presidente admite que foram as participações em atividades culturais que o cativaram, mas não esquece a importância de Victor Sismeiro. “Começou a ensaiar peças de teatro, perguntou-me se queria fazer parte – sempre tive esse gosto – e quando dei conta já estava ligado às artes circenses, à A Rua’Da, ao Teatramos… estava metido em tudo”. Há ainda o A Rua’Da Júnior, conceito que surgiu quase por pedido.“Nasceu há três ou quatro anos. Os miúdos de Mosteirô gostavam muito de ouvir A Rua’Da, mas era muito complicado levá-los para um salão com mais de vinte instrumentos, com os mais velhos a tocarem. Houve pais a pedirem para se constituir um grupo de percussão infantil, estávamos um pouco receosos, mas na primeira vez que ensaiámos estavam cerca de vinte miúdos. E alguns já passaram para A Rua’Da. Vão muito melhor preparados porque já foram dadas ferramentas para a adaptação não ser tão difícil”. As valências do Fórum Ambiente e Cidadania juntam cerca de 90 pessoas. A passagem para a presidência, cargo que ocupa há dois anos, deu-se de forma natural. “Estive n’A Rua’Da, mas passado algum tempo o grupo foi abaixo derivado ao facto de alguns elementos terem seguido para a universidade. Como não dei continuidade aos estudos, assumi e fiquei à frente do grupo. Há já dez anos. Mais tarde, achei que a associação precisava [da sua candidatura à presidência], voluntariei-me e criei uma lista. Foi um pouco complicado porque a minha mulher estava grávida e a associação acaba por ocupar algum tempo”. Em dois anos enquanto dirigente da associação, Fábio Resende fala num “balanço bastante positivo”, seja no trabalho efetuado ou no convívio proporcionado aos elementos. “Reforço o convívio porque, para mim, a associação não se resume a apenas tocar ou fazer teatro. Dou muito valor ao convívio, por exemplo, quando vamos a outra terra fazer espetáculos. É um valor que me foi transmitido e que quero transmitir”. Para o futuro… “o céu é o limite”, diz, entre risos.“É continuar e tentar chamar, cada vez mais, pessoas para uma associação que é de Mosteirô, mas que tem gente de muitos locais”, entre Feira, Gondomar, Ovar, S. João da Madeira, Oliveira de Azeméis, Grijó, Porto ou Gaia.

O “DESCONTENTAMENTO, DISCORDâNCIA E OPOSIçãO” AO PAPC O Fórum Ambiente e Cidadania nunca teve apoio financeiro proveniente da Autarquia no âmbito do Programa de Apoio a Projetos Culturais (PAPC) já que, não concordando com os moldes do mesmo, nunca o requisitou. A reformulação do PAPC para o Programa de Apoio à Cultura (PAC) também não agrada. É um dos temas que Victor Sismeiro aborda de forma mais vincada, mostrando discordância com um dos métodos utilizado pela Câmara da Feira para incentivar a criação de conteúdos culturais, da autoria de instituições sedeadas no Concelho. “Manifestámos, ainda era presidente, o descontentamento, a discordância e a oposição ao PAPC. Fizemo-lo publicamente, assumindo que nunca iríamos candidatar-nos”. O ex-presidente explanou as razões pela desarmonia com a Autarquia nesta temática. “O PAPC não é um programa de apoio ao desenvolvimento cultural ou à cultura, mas sim a projetos artísticos. Podem dizer que os projetos artísticos podem fomentar e promover o desenvolvimento cultural, podem, é verdade, mas uma coisa é uma política cultural integrada, outra é um programa de apoio a atividades artísticas. E um programa de apoio a atividades artísticas não pode ser confundido com um programa de apoio ao desenvolvimento cultural”. Mas há ainda um outro fundamento para a associação de Mosteirô não concordar com o PAPC. Em causa está uma alegada promessa do ex-presidente da Autarquia, Alfredo Henriques.“Tínhamos a promessa do anterior presidente da Câmara de que nunca algum programa de apoio à cultura seria aprovado pela Câmara Municipal sem ouvir o associativismo. Atualmente sou presidente da Mesa da Assembleia Geral da Federação [das Coletividades] e à data também fazia parte dos órgãos sociais e a Federação nunca foi abordada nesse sentido. Foi uma falta relativamente à promessa feita”, recorda. O ex-dirigente prossegue as críticas negativas, dando nota da “falta de bom senso em tratar e meter no mesmo saco, porque o PAPC permitia-o e o PAC também trata o assunto da mesma forma, entidades sem fins lucrativos e entidades com fins lucrativos. É má-fé. São coisas diferentes que deviam ser tratadas de forma diferente. Há princípios”. E essa tem sido a grande reivindicação de Victor Sismeiro e, consequentemente, do Fórum Ambiente e Cidadania, que administrou durante 12 anos.

“Enquanto associação, não estamos a ser tratados como deveríamos. Que se façam exigências, mas o nível de exigências impostas a uma entidade privada ou particular não deve ser o mesmo que se coloca às associações. O que é fundamental são as pessoas. Vêm porque gostam de fazer e estão porque gostam de estar. Não vêm à espera de alguma compensação”, continua. Por fim, aponta que esta posição não foi, nem será, imposta às direções que sejam constituídas na coletividade de Mosteirô. “A cultura é muito mais do que apresentar objetos artísticos. Se não há essa compreensão, entendemos que, mesmo do ponto de vista da estratégica política para o desenvolvimento das comunidades, é um erro. E quando achamos que as coisas estão erradas, devemos contestar e dar o nosso ponto de vista. O PAC, tal como o PAPC, vai apoiar projetos artísticos. E continuaremos a contestar. No entanto, vai haver eleições e os corpos sociais vão decidir se mantêm esta atitude, crítica, ou não. As pessoas têm tido uma posição crítica, mas nada impede as futuras direções de mudarem de posição. Não impomos esta vontade. Nunca aconteceu nem irá acontecer”.

“AViagem Medieval é o ponto alto”

De todas as participações do Fórum Ambiente e Cidadania em eventos culturais, o atual presidente Fábio Resende dá nota que “a Viagem Me-

dieval, para as pessoas da associação, é o ponto alto do ano no que toca a atuarem e mostrarem o seu trabalho”. Em 2019, houve ainda atuação no Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua. “Candidatámo-nos a um projeto da Câmara – Apoio à Criação Local – e foram aceites quatro candidaturas, incluindo a nossa. Este foi o primeiro ano em que participámos no Imaginarius com um espetáculo inteiramente do Fórum – As Baquetas Misteriosas. Nos outros anos participámos, mas sempre em coletivos quando, por exemplo, um encenador ou uma companhia de teatro precisavam de mais elementos ou queriam juntar associações do Concelho”. Apesar de discordar com o apoio do PAPC, o Fórum Ambiente e Cidadania obteve ajuda no âmbito do Imaginarius – Apoio à Criação Local. “O apoio dado foi um apoio com sentido. Apoiaram-nos para fazermos um determinado espetáculo. Se gastássemos mais, teria de ser do nosso bolso. É muito bem pensado para darem oportunidade às associações e às pessoas do Concelho. Quem conseguiu esse apoio este ano, não pode candidatar-se no próximo”. Sobre o PAPC e o PAC, o dirigente mostra concordância com Victor Sismeiro. “Não faz sentido que o apoio dado a uma associação seja igual a uma empresa. Toda a gente conhece as dificuldades das associações”. Arquivo


14

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

Cultura

‘CERÁ QUE?’ E ‘O PEixiNHO DOURADO’ ENCERRAM 25.º ENCONTRO DE TEATRO DO CiRAC

2.ª edição de ‘São Pedro de Canedo, História de uma Vila’

Auditório repleto para assistir à apresentação do livro de Emanuel Alexis

CiRAC

CiRAC

PaÇOS DE BraNDÃO No âmbito do 25º Encontro de Teatro do CiRAC de Paços de Brandão’19, o Círculo de Recreio, Arte e Cultura de Paços de Brandão (CiRAC) levou ao (lotado) palco do seu auditório, no sábado (30 de novembro), a peça de comédia ‘Cerá Que?’, uma estreia nacional, produzida e encenada pelo Grupo de Teatro do CiRAC, que retrata “os 43 anos de existência e história cultural do CiRAC, contados com uma boa dose de boa disposição”. No dia seguinte, para o espetáculo de encerramento do 25.º Encontro de Teatro, também no Auditório do CiRAC, a associação de Paços de Brandão levou a cena a peça de teatro infantojuvenil ‘O Peixinho Dourado’, encenada pela Companhia de Teatro Água Corrente de Ovar.

CiRAC

FEDERAçãO DAS COLETiViDADES ACOLHE ENCONTRO DE FOLCLORE E ETNOGRAFiA lOurOSa A Federação das Coletividades de Cultura e Recreio do Concelho de Santa Maria da Feira vai promover um encontro com os grupos de folclore e etnografia do Concelho, no próximo dia 08 de dezembro, a partir das 15h, no Auditório de Lourosa. O evento decorre no âmbito da conclusão do projeto ‘Numa noite um ano inteiro’, realizado no dia 24 de novembro do ano transato, no Europarque, a propósito das Comemorações do 25.º aniversário da Federação das Coletividades. Neste futuro encontro, que tem como objetivo

CaNEDO O salão nobre da sede da Junta de Freguesia de Freguesia de Canedo, Vale e Vila Maior foi o placo escolhido para a realização da cerimónia de apresentação, no dia 30 de novembro, da 2.ª edição do livro ‘São Pedro de Canedo, História de uma Vila’. Marcaram presença a deputada na Assembleia de República Susana Correia, o vereador da Câmara Municipal Vítor Marques, a vereadora socialista Margarida Gariso, o presidente da Junta de Freguesia da União de Freguesias de Canedo,Vale e Vila Maior Paulo Oliveira, o historiador Roberto Carlos Reis, dirigentes associativos locais e cerca de 150 canedenses, que preencheram por completo o auditório. Na sua intervenção,Vítor Marques referiu a “importância da educação na construção dos novos jovens” e que o autor do livro, Emanuel Alexis “segue os passos do seu pai Manuel Alexis que desde muito novo integra ativamente associações e causas locais”. O presidente da Junta Paulo Oliveira sublinhou a importância da obra para a freguesia, pois “compila muitos dados existentes”. Já Roberto Carlos Reis afirmou que “ao ler a obra da autoria de um jovem, deparámo-nos com uma história atribula de São Pedro de Canedo ao longo de 790 páginas e 20 capítulos”. “Contributos como os de Emanuel Alexis solidificam a nossa identidade”, disse ainda o historiador. Por fim, Emanuel Alexis, autor desta obra, iniciou a sua intervenção afirmando que “a obra surgiu pelo desejo de fazer mais e melhor” pela sua terra. O jovem canedense encerrou a sua intervenção deixando ao público uma mensagem final: “que nunca se perca o amor que temos à nossa Freguesia e a vontade de fazer mais e melhor por ela”. Recorde-se que Emanuel Alexis apresentou a 1.ª edição do livro no ano de 2018, com apenas 17 anos, e foi membro das duas primeiras edições do Jovem Autarca. A cerimónia contou com a animação do Quinteto de Saxofones da Banda de Música dos Mineiros do Pejão e da Tuna Universitária de Aveiro.

principal a apresentação do dossier final do projeto decorrido no ano passado, os grupos de folclore e etnografia do Concelho

vão partilhar com os presentes as experiências por eles vividas, bem como as perspetivas futuras de trabalho.

O Natal chega ao Museu laMaS A sessão de dezembro do programa ‘A minha família vai ao Museu! E a tua?!’ é especialmente dedicada à época festiva natalícia que se aproxima, com a hora do conto ‘Ninguém dá prendas ao Pai Natal’, dia 08 de dezembro, pelas 15h, no Museu de Lamas. Como adianta o Museu Santa Maria de Lamas, esta é uma história “às avessas”. A sinopse da história assume-se como um contraditório, pelo facto do Pai Natal estar triste por ninguém se lembrar dele. Todavia, rapidamente vai ter muitas surpresas: “Truz, truz, truz (…) Uma a uma vão chegando as visitas, essencialmente personagens do universo literário infantil, com presentes”. Nesta tarde dedicada ao conto, as crianças e respetivas famílias vão ter a oportunidade de assistir aos presentes recebidos pelo velhinho de barbas brancas: “A harmonia, a solidariedade, a generosidade, a união e a companhia são as prendas maravilhosas que o Pai Natal recebe”. Numa sessão destinada às famílias, a entrada tem o custo de 3€ e requer marcação prévia.


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

15

Cultura

DR

Cultural Agenda

FErNaNDO alVIM

Uma das etapas realiza-se em Santa Maria da Feira

FESTIVAL TERMóMETRO CONTINUA A DAR PALCO A TALENTOS EMERgENTES

Auditório da Biblioteca Municipal 6 DEZ | 21h30

a ler… João tordo

“No contexto atual, ler é imperativo”, salienta a Câmara Municipal, propondo, na Biblioteca da Feira, um momento de dupla leitura: a obra e o seu criador.

O Festival Termómetro percorre seis cidades do país, entre as quais Santa Maria da Feira,para dar a possibilidade aos novos valores nacionais de mostrarem o seu talento. A final da 25.ª edição acontece em janeiro e o prémio é a participação nos festivais NOS ALIVE e Bons Sons, além de tempo em estúdio e a gravação de um videoclipe. FEIra 25 anos depois da sua criação pelo conhecido radialista Fernando Alvim, o Festival Termómetro continua a percorrer o país com o desígnio de divulgar novos artistas e darlhes palco para que se tornem o futuro da música em Portugal. Este ano, são oito etapas em seis cidades do país, e uma edição em Madrid, todas agraciadas pela presença de um artista consagrado, muitos dos quais começaram eles próprios no Festival Termómetro.

Desde a primeira edição, em 1994, que o festival tem debutado – independentemente de o vencerem ou não – grandes nomes da música, como Capicua, Ornatos Violeta, Noiserv, David Fonseca, B Fachada, Dj Ride, Mazgani, Ana Bacalhau, Noiserv, Richie Campbell ou os Jaguar, vencedores da última edição, entre tantos outros. O grande prémio – depois da final reservada para dia 25 de janeiro de 2020 no Cinema S. Jorge, em Lisboa, onde cinco candidatos

estarão em competição – consiste na possibilidade de tocar nas próximas edições do NOS ALIVE e Bons Sons, para além de gravar um videoclipe e ter acesso a 20 horas de gravação em estúdio. Uma das etapas do processo de seleção acontece em Santa Maria da Feira. No dia 7 de dezembro, às 21h30, sobem ao palco do Cineteatro António Lamoso Alen Tagus, Rope Walkers e Lonzdale’s Fantasy, tendo como convidado especial os Stone Dead. A entrada é gratuita.

No Cineteatro António Lamoso

JORgE DA ROChA APRESENTA NOVO ÁLBUM ‘BLAU’ O músico feirense, atualmente radicado em Barcelona, regressa à terra natal, no dia 4 de dezembro, com um novo trabalho que mistura diferentes estilos e instrumentos, prometendo não deixar ninguém indiferente. FEIra Após o êxito dos dois discos anteriores na Europa, América e Ásia, o novo trabalho de Jorge da Rocha, ‘Blau’, incorpora guitarras, percussões, cordas e elementos eletrónicos que con-

Praça de S. Miguel 7 DEZ | 17h

Chegada do Pai e Mãe Natal A chegada do Pai e Mãe Natal, com oferta de guloseimas aos mais novos. Uma iniciativa da Junta de Freguesia de Milheirós de Poiares.

Cineteatro António Lamoso 7 DEZ | 21h30

Festival termómetro

O vencedor da 25.ª edição do Festival Termómetro, que já lançou nomes como Capicua, Ornatos Violeta ou David Fonseca, aturá no NOS Alive e no BONS SONS.

Europarque 7 DEZ | 21h30

duzem a novas sonoridades, ampliando o universo deste músico inquieto, emotivo e curioso. Entre música moderna, jazz e músicas do mundo, a sua apaixonante expressividade e o encanto das

suas canções continuam a conquistar novos públicos. O músico toca no Cineteatro António Lamoso, em Santa Maria da Feira, no dia 4 de dezembro, às 22h00.

antónio Zambujo

António Zambujo apresenta, agora no Europarque, o novo álbum da sua discografia.‘Do Avesso’ conta com a participação da Orquestra Sinfonietta de Lisboa.


16

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

PERLIM

A TODO O VAPOR, DIRETAMENTE DA

Num ambiente mágico, os perlinenses receberam em festa a chegada do maior parque temático do país, que marca a entrada na quadra natalícia. O Pai Natal instala-se na Quinta do Castelo até ao próximo dia 05 de janeiro. Márcia Soares redacao@correiodafeira.pt

FEIRA 21h30. Centenas de pessoas dirigem-se a passos apressados para a frente da Câmara Municipal, na Praça da República. O espetáculo está prestes a iniciar. Das janelas do edifício começam-se a avistar personagens de Perlim para entusiasmo dos presentes, desde miúdos a graúdos. Alguns vestidos a rigor, com o gorro do Pai Natal ou os chifres das renas na cabeça, todos saúdam a chegada do Perlim e da Pimpim com as câmaras em punho. Mas, numa linguagem bem especial, ou não se falasse a linguagem dos pês no Reino de Perlim. ‘Po-la-pa’, entoa-se bem alto na Praça da República. Entre danças e muita animação à mistura, os habitantes feirenses receberam Perlim para o Natal de 2019 mais colorido de sempre, com a celebração de um arco-íris noturno. “O cor de laranja simboliza a Aventura, o Amarelo a Alegria, o Verde a Esperança, o Azul, que representa a Serenidade, o Anil a Sinceridade

e o Violeta a Magia. Falta apenas o Vermelho, nada mais, nada menos do que a primeira cor do arco-íris, que representa o Amor”, explicava Perlim aos presentes. Faltava o Vermelho e um dos símbolos do Natal, o Pai Natal. Diretamente da Lapónia para a Lapónia de Perlim, o velhinho de barbas brancas chegou a todo o vapor para completar o arco-íris. Mas a dona lua já brilhava lá em cima e a viagem tinha sido longa, todos precisavam de descansar para estarem na máxima força para a abertura do maior parque temático de Natal do país: Perlim. Ainda assim, antes de recolherem aos aposentos, onde irão permanecer até ao dia 5 de janeiro, o céu encheu-se de brilho com descargas de fogo-de-artifício, a anteciparem a magia prometida em terras perlinenses.

A abertura de portas

Como manda Perlim, há mais de uma década, a Quinta do Castelo, com o aproximar do Natal,

converte-se em dias de animação, música, teatros musicais, atividades lúdicas e pedagógicas. Mas para todos os apaixonados lá chegarem, até ao Castelo têm de subir. “Ajuda o avô”, ouve-se pelo caminho. Pela velocidade com que os mais novos realizam o trajeto, a curiosidade enche-os de força nas pernas. E têm motivos para isso. Ou não tivessem à espera deles um verdadeiro mundo colorido para descobrir. Abrem-se os portões e a magia começa. Naquele que foi o primeiro dia no mundo mágico de Perlim foram muitos os que não o quiseram perder. “Por aqui!”, “Vem!”, “Corre!”, o entusiasmo é geral e Perlim está novamente num rebuliço. Após a passagem pelo arco luminoso da entrada, os primeiros visitantes tinham à sua espera o primeiro espetáculo do dia: ‘Em busca do arco-íris’. A atração retrata a história do Capitão Sonho que partiu à aventura numa jangada, rumo aos potes de ouro que se encontram no final do


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

17

PERLIM

LAPÓNIA PARA PERLIM

arco-íris de Perlim. Para galvanizo dos presentes, os piratas chegam numa jangada a cantar desenfreadamente: “Esta festa é que é boa, esta festa é que é boa!”. Rapidamente, a cantoria se alastra. É o espírito de Perlim a invadir a alma das crianças e dos adultos. Tal como as cores do arco-íris, são sete o número de espetáculos que decorrem espalhados por mais de quatro hectares de terreno. De ano para ano, mudam-se cenários, guiões e peças, até porque há quem visite o maior parque temático de Natal do país, todos os anos. É o caso de Benilde Ribeiro, que até fez questão de visitar Perlim com um adereço na cabeça. “São os chifres das renas”, descreve a feirense. E embora seja presença assídua, não esconde o encanto renovado a cada ano que passa: “Eu venho sempre e isto é sempre lindo!”. “Gosto sempre dos espetáculos, aprendo coisas novas e o melhor de tudo, é que todos os anos há muitas novidades”, afirma Benilde, visivelmente entusiasmada com a visita. Mas nem só de espetáculos lúdicos se faz o Perlim. A vertente pedagógica edifica-se no Reino, sobretudo, por meio de ‘Uma Aventura em Estado Liquido’ e pelo ‘Pat, a Mat, e a Si’, onde todos têm a possibilidade de aprender, principalmente os mais pequenos.

“Em Perlim podes aprender num divertido circuito de jogos, onde se fala do Pat (rimónio), da Mat (emática) e da Si (metria) sem complicações! Jogas?”, questionam as colaboradoras. Do outro lado, o cientista Rui reuniu vários mini cientistas para uma experiência em volta da água. O objetivo principal é “que as crianças percebam o valor da água da torneira, ou seja, que é água potável e que pode ser consumida”, explica Mariana Sá, que pela primeira vez assumiu o papel de cientista. “Está a ser muito entusiasmante porque as crianças ficam muito surpreendidas e, ao mesmo tempo, contentes por poderem vivenciar estas experiências”, confessa. A aula de educação ambiental parece suscitar maior interesse do que os jogos do ‘Pat, da Mat e da Si’, pelo menos a avaliar pelo número de participantes em cada uma das iniciativas. Ainda assim, o cientista Rui não conseguiu manter o foco total das crianças, que rapidamente se distraíram com a passagem do comboio de Perlim em direção à estação da Lapônia: “Pouca terra, pouca terra, u-uuu”. Este parque temático reveste-se de distrações, umas atrás das outras. Os animais das fábulas e reinos de fantasia surgem a cumprimentar os visitantes e deixam-se fotografar pelos mais curiosos. Quem também não diz que não a uma fotografia, mesmo que por estes dias tenha muitos presentes para embrulhar, é o velhinho de barbas brancas. Instalado ao lado do Castelo da Feira, as crianças fazem fila para poderem visitar a residência do Pai Natal. Visivelmente empolgados, são recebidos pelos duendes que dão as boasvindas a todos. À entrada, cada um pode deixar uma carta com os respetivos desejos natalícios, de modo que,Valéria, depois de 1h30 de carro, desde Vigo até Perlim, não quis perder essa oportunidade. Colocada a carta no correio do Pai Natal, subiu, com muita timidez à mistura, até ao colo do velhinho para os pais registarem o momento.

Todos se rendem aos encantos perlinenses

E como os sonhos não têm idade, os adultos também se deixam invadir pelo espirito. “O Perlim faz com que uma pessoa como eu, com quase 50 anos, ainda se julgue criança”, confessa Emília Almeida, proveniente de Ovar. Questões profissionais impossibilitaram a visitante ovarense de retornar mais cedo, tendo em conta que a última visita já foi há uns bons largos anos, mas agora que dispõe novamente dessa oportunidade, promete regressar com a filha, até porque “está tudo muito giro!”. Os bons momentos são para ser partilhados, quer seja entre pais e filhos, amigos, primos, netos, afilhados, sobrinhos ou irmãos. É

por isso que Perlim disponibiliza uma pista de trenós para todos os que se queiram aventurar a descer, experienciado, por momentos, o deslizar do Pai Natal pelos céus do mundo inteiro na noite de Natal. “Que bueno! [Que bom!]”, ouve-se de uma jovem espanhola que acaba de deslizar pela pista de trenós. Em Perlim, há muitos espanhóis. O parque temático faz as delícias dos portugueses e de ‘nuestros hermanos’. Mas as aventuras não se ficam por aqui. Há ainda um slide e um mini-arvorismo, cujas filas se prolongam. Leonor Santos tem dez anos e é a segunda vez que está em Perlim. Aguarda com alguma impaciência pela sua vez para embarcar na aventura de voar até ao infinito ou para o lugar onde os sonhos se realizam. A vontade de percorrer todo o parque temático é tanta, que Leonor ainda não fez o slide e já está a apontar para o mini-arvorismo, que a irá levar a saltar de árvore em árvore. Enquanto isso, João Silva, estreante no Reino, termina a aventura no slide. Questionado sobre a experiência, o jovem de oito anos é parco em palavras: “Foi fixe!”. Já o primo Martim, acrescenta a vontade de regressar. “Estou a gostar muito e espero que os meus pais me tragam cá outra vez”, afirma prontamente, olhando para a mãe. Com tantas aventuras é normal que a fome desperte. Para que ninguém perca as forças, o parque temático está repleto de doces. Algodão doce, pipocas, crepes, donuts, chocolates, chupas, guloseimas… a oferta é diversa e o difícil é escolher. A tarde já vai a meio e Alexandra Ribeiro encaminha-se com a neta para a porta de saída, dando por terminada a aventura em Perlim, mas sem antes sublinhar o fenómeno concelhio:“Sou de Lisboa e, efetivamente, a Feira é um fenómeno”. “Adoro o Imaginarius, adoro a Viagem Medieval e, agora, pela primeira vez, estou no Perlim e achei fantástico”, completa, dizendo: “Vocês têm um dinamismo fantástico”. Acerca dos espetáculos, a lisboeta afirma serem “muito pedagógicos” e com “uma cor e uma fantasia irrepreensíveis”. Já a neta deixa-se levar pela timidez e prefere não comentar. Mas a avô confessa: “Ela diz que adora!”. Todos se rendem ao maior parque temático do país, independentemente da idade, que se afigura apenas como um número, já que o que realmente importa é o espírito de juventude. As crianças até aos dois anos de idade, inclusive, não pagam, sendo que as crianças dos três aos 12 anos pagam 6€, assim como os maiores de 65. Dos 13 aos 64 anos, as entradas custam 7€. Já a pulseira custa 12€ e dá acesso a todos os dias do evento, que termina a 5 de janeiro.


18

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

ADMIRÁVEL MUNDO NOVO DESTAQUE TECNOLÓGICO

DR

Aldeia Global

Alecsander Pereira* www.alecsander.pt

BIOHACKING

NOVA APP OFFICE A Microsoft lançou, no começo do mês de novembro, uma nova aplicação do Office para iOS e Android. Embora a gigante do software tenha versões separadas do Word, Excel e PowerPoint disponíveis no iOS e Android há anos. Esta nova aplicação do Office foi projetada para combiná-las em uma única aplicação, ou seja, as aplicações são idênticas as existentes, mas,

agora, estão em uma única aplicação e, por este motivo, por ser significativamente menor que ter as aplicações em separados do Word, Excel e PowerPoint, ocupa menos espaço. Esta nova aplicação tem uma seção de ações de destaque que inclui a capacidade de transferir ficheiros do seu computador para um telefone, converter imagens em texto ou tabelas,

digitalizar imagens em PDFs e até digitalizar códigos QR. Esses eram os recursos que sempre estavam escondidos antes, mas provavelmente serão usados com frequência agora que apareceram no topo desta aplicação do Office. Também são tarefas rápidas úteis que você tem mais probabilidade de usar em um telef one do que em

que vamos poder jogar e quando podemos começar com o novo e empolgante serviço - que transmite jogos sofisticados de console e PC para qualquer navegador Chrome, Chromecast Dongle Ultra TV ou smartphone Pixel 3 a partir de novos e robustos servidores do Google. O Stadia foi lançado em 19 de novembro, em 14 territórios diferentes.

rápidas foi bloqueada pelo Google Play Protect devido a possíveis problemas de rastreamento. Parece que a empresa está com a coletar dados pessoais para exibir anúncios personalizados.

BYTE NOTÍCIAS APPs De acordo com a Sensortower, a aplicação com mais downloads em todo o mundo, em setembro de 2019, foi o WhatsApp com quase 68 milhões de instalações. Mais de 34% do total de downloads do WhatsApp foram da Índia. O TikTok ficou em segundo lugar com mais de 60 milhões de instalações. O editor de vídeos curtos, TikTok, desenvolvido na China, atingiu, no ano, a marca de 1,5 mil milhões de downloads, superando o Instagram. GOOGLE STADIA A Google revelou os principais detalhes que estavam ausentes do anúncio de março do novo serviço de streaming de jogos Stadia. Já sabemos quanto pagaremos, o

XIAOMI Como a maioria dos fabricantes chineses, os telefones Android da Xiaomi vêm com muitas APPs pré-instaladas, e com anúncios que ninguém solicitou. Este modelo é parte do motivo pelo qual a Xiaomi é capaz de superar sua concorrência no preço. No entanto, sua APP de aplicações

TESLA Quando o CEO da Tesla, Elon M u s k , a p re s e n t o u o n ovo Cybertruck da Tesla, em 21 de novembro, muitos zombaram do veículo elétrico. Até a Lego se divertiu. Alguns mencionaram como o Cybertruck parecia ter sido fabricado com o Nintendo 64. O YouTuber Graslu00 enviou um vídeo com o carro no clássico GoldenEye 007 de N64 de 1997. O curto clipe, do jogo modificado, inclui um Musk que oferece a James Bond seu Cybertruck.

REAÇÕES

O programa do Google tor na praticamente impossível que qualquer pessoa, que não seja você, aceda ao seu Gmail, Google Drive, Google Fotos ou outros serviços do Google. O Google alega que oferece a segurança mais for te disponível para o consumidor.

No mês passado, hackers usaram milhares de dólares em anúncios do Facebook em cartões de crédito de utilizadores inocentes. Enquanto isso, um dos maiores players no espaço de rede virtual privada, NordVPN, admitiu com relutância uma brecha na segurança.

Mesmo que você nunca tenha ouvido o termo “biohacking”, também conhecido como biologia DIY, ou DIYBio, provavelmente já deve visto, em algum documentário ou em notícias, sobre Steve Mann, considerado o pai da wearable computing (ou computação vestível). Mann trabalhou em vários projetos de realidade aumentada. Um de seus dispositivos se parece com um Google Glass, mas, na verdade, é anexado permanentemente ao crânio com a ajuda de vários parafusos. O biohacking é um termo extremamente amplo e amorfo que pode abranger uma enorme variedade de atividades. Biohacking, como o próprio termo indica, reflete uma combinação de biologia e hacking. Os wearable gadgets, ou, traduzindo ao pé da letra, “dispositivos vestíveis”, como o Google Glass ou os relógios inteligentes, estão incluídos no biohacking, assim como algo mais radical, como os implantes corporais. IMPLANTES CORPORAIS Nesta tecnologia, os indivíduos podem implantar em seus corpos dispositivos para alcançar certos objetivos, que podem incluir melhorar a força física, aceder a determinados locais ou aumentar a memória cerebral. Com o avanço da tecnologia, o biohacking está a ficar popular a cada dia. Ele administra o uso de vários métodos, como técnicas médicas, nutricionais ou mesmo eletrônicas. O movimento de biohacking está a tornar a pesquisa científica acessível a todos sob a forma de laboratórios comunitários de baixo custo. Estes laboratórios de biohacking, também chamados de hackerspaces ou hacklabs, costumam ser instalados em garagens ou armazéns, com equipamentos usados comprados on-line. Dentro desses laboratórios não convencionais, qualquer pessoa interessada em ciência pode realizar experimentos e aprender fazendo. Alguns biohackers têm doutorado em ciências; outros são amadores completos mas, segundo disse Ron Shigeta, CSO da Indie BIO, “A idéia toda de biohacking é que as pessoas se sentem autorizadas, sentem a capacidade de seguir sua curiosidade - para onde deveria ir - e realmente chegar ao fundo de algo que desejam entender.”. ALGUNS TIPOS • Magnético Pequenos chips magnéticos podem ser inseridos nas mãos ou nos dedos para detetar a localização de um objeto próximo ou para pegar objetos pequenos. O biohacker Rich Lee implantou ímãs em seus ouvidos que funcionam como fones de ouvido ocultos. • RFID Esses chips podem ser implantados dentro dos seres humanos para permitir que eles interajam com os dispositivos eletrônicos. Você pode desbloquear portas, computadores e muitos outros gadgets. Kevin Warwick, professor de cibernética do Reino Unido, foi a primeira pessoa a implantar um chip RFID na mão. Poderá ler mais sobre o RFID na edição 6104. • Tatuagens eletrónicas Embora estes não sejam realmente implantes, ainda trazem integração entre o corpo humano e a tecnologia. Esses tipos de tatuagens podem coletar os dados biométricos do corpo através do suor e monitorar a frequência cardíaca, que é então enviada ao dispositivo desejado. O biohacking começa a aparecer com mais frequência nas manchetes e, recentemente, em uma fascinante série da Netflix chamada Unnatural Selection. * O autor escreve em português do Brasil


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

P. 21

P. 20

Lourosa empata em Castro Daire, mas mantém-se na liderança

19

P. 27

Fiães vence Feirense no dérbi de Futebol Feminino e é líder isolado

Ciclismo: Feirense apresenta plantel para a temporada 2020

Diário de Aveiro

Desporto Os ares da Serra da Estrela fizeram bem ao Feirense de Filipe Rocha. Ao terceiro jogo, o novo técnico estreouse a vencer e os fogaceiros alcançaram, na Covilhã (1-2), a primeira vitória na LigaPro na condição de visitados. Nélson Costa desporto@correiodafeira.pt

Primeira vitória de Filipe Rocha

FEIRENSE ESTREIA-SE A VENCER FORA DE CASA LIGAPRO Dois em um… ao terceiro jogo sob o comando técnico de Filipe Rocha, o Feirense venceu pela primeira vez fora de casa para a LigaPro e, simultaneamente, o novo treinador conquistou o primeiro triunfo pelos fogaceiros. Na Covilhã, o Feirense até esteve em desvantagem, com golo de Adriano Castanheira, aos 27’, para os da casa, mas Fábio Espinho respondeu praticamente de imediato (31’). A vitória da equipa de Santa Maria da Feira surgiu nos 11.ª Eliminatória

1

instantes finais, por Vítor Silva, na cobrança de um livre direto (84’). O Covilhã – a atravessar o pior momento da época (averbou o quarto jogo sem vencer) – entrou melhor, com mais bola, e inaugurou o marcador, aos 27’, por Adriano Castanheira, assistido por João Bonani. Quatro minutos depois, assistência de Feliz Vaz e remate cruzado e certeiro de Fábio Espinho para o empate. Até ao intervalo, três oportunidades desperdiçadas para

os serranos. Na 2.ª parte, novamente mais Covilhã, que aos 61’, por Kukula, esteve perto do golo, mas a bola embateu no poste da baliza defendida por Caio Secco. A reviravolta chegou a seis minutos dos 90. De livre direto,Vítor Silva – tinha entrado aos 71’ para o lugar de Fábio Espinho – bateu Carlos Henriques, que ainda tocou na bola antes de esta entrar. Regresso feliz de Filipe Rocha a Covilhã,

Árbitro: António Nobre (AF Leiria) Estádio Municipal José dos Santos Pinto 5

98

Daniel Martins

João Bonani

30 99 Carlos Henriques

15 Rodrigo António

Feliz Vaz

5 94

33

43

14

21

Edson Farias

Kukula

Zarabi

Jaime Simões

12

20

Rodrigues

Brendon

9

João Victor

7

Fábio Espinho

Adriano Castanheira

4

Bruno Ramires

Ícaro

22 Caio Secco

equipa que treinou na época passada.

Abel Camará é reforço

O Feirense assegurou a contratação de Abel Camará, avançado internacional pela Guiné-Bissau, de 29 anos, que já esteve no banco (não entrou) na partida frente ao Covilhã. Abel Camará notabilizou-se ao serviço do Belenenses e do Beira-Mar, somando, no total, 87 jogos na I Liga. Na última temporada representou os turcos do Elazigspor.

29 Nov - 15h

2

19 10

Ricardo

Christian

8

89

Gilberto

21

Elves Baldé

Zé Ricardo

Treinadores Ricardo Soares

Filipe Rocha

Substituições

Rodrigo António (Silva, 57’), João Bonani (Mica Silva, 73’), Rodrigues (Deivison, 78’)

Elves Baldé (Ença Fati, 44’), João Victor (N’Sor, 56’), Fábio Espinho (Vítor Silva, 71’)

Disciplina Cartão amarelo a Gilberto Silva (55’), Jaime Simões (82’), Zarabi (87’) Adriano Castanheira (27’)

Cartão amarelo a Feliz Vaz (58’)

Golos

LIGAPRO

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

Resultados - 11.ª Jornada Sp. Covilhã 1 2 CD Feirense SC Farense 1 0 GD Chaves Vilafranquense 3 2 A. Académica Varzim SC 1 0 FC Penafiel Estoril Praia 1 1 Leixões SC Casa Pia AC 0 1 CD Nacional F. C. Porto B 4 1 CD Cova Piedade Benfica B 2 2 CD Mafra Oliveirense 22-dez Académico Viseu Classificação P J V E D GM - GS SC Farense 27 11 9 0 2 18 - 8 Estoril Praia 22 11 7 1 3 21 - 11 CD Nacional 21 10 6 3 1 13 - 6 Leixões SC 21 11 6 3 2 18 - 13 Sp. Covilhã 19 10 6 1 3 15 - 9 GD Chaves 18 11 6 0 5 16 - 14 Varzim SC 18 10 5 3 2 12 - 10 CD Mafra 15 10 4 3 3 15 - 13 CD Feirense 13 10 3 4 3 12 - 11 Vilafranquense 13 11 4 1 6 17 - 20 FC Penafiel 12 10 3 3 4 10 - 10 Acad. Viseu 12 9 3 3 3 8 - 10 SL Benfica B 12 11 3 3 5 9 - 16 F. C. Porto B 10 10 2 4 4 12 - 14 A. Académica 9 11 2 3 6 11 - 15 Oliveirense 8 10 2 2 6 10 - 15 Casa Pia AC 7 11 2 1 8 9 - 18 CD C. Piedade 6 11 2 0 9 8 - 21 Próxima Jornada - 07 e 08 de Dezembro FC Penafiel - F. C. Porto B - 07/12 CD Cova da Piedade - Vilafranquense - 07/12 CD Nacional - SC Farense - 07/12 GD Chaves - Oliveirense - 07/12 CD Feirense - Benfica B, 11h15 A. Académica - Casa Pia AC Leixões SC - Académico de Viseu Varzim SC - Sp. Covilhã CD Mafra - Estoril Praia

Fábio Espinho (31’), Vítor Silva (84’)

HOMEM DO JOGO “O resultado é injusto. Sofremos uma derrota injusta, com mais um bom golo de livre de Vítor Silva. Merecíamos o empate frente a uma equipa de grande qualidade” Ricardo Soares

“Conseguimos dar a volta a um jogo difícil. Foi uma partida difícil, complicada e num relvado bastante pesado. Fomos felizes na parte final, o Covilhã não merecia perder” Filipe Rocha

Vítor Silva (Feirense)


20

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

futebol

Gala do Feirense consaGrou os FoGaceiros do ano PReMIADoS MAnuel teIxeIRA diretor do ano DAnIel fonSecA Treinador do ano eDSon fARIAS atleta do ano toMáS GoMeS atleta do ano Futebol Formação de 7 MAnú atleta do ano Futebol Formação de 11 JoSé João atleta do ano Judo beAtRIz SIlvA atleta do ano Ginástica MARIAnA SIlvA atleta do ano andebol MIchAel vIcente atleta do ano Basebol

destaque para o prémio de atleta do ano atribuído ao lateral brasileiro edson Farias e ainda para o de daniel Fonseca, distinguido como Treinador do ano, de Basebol. Manuel Teixeira arrecadou o prémio de diretor do ano. Márcia Soares redacao@correiodafeira.pt

feIRA a 18.ª Gala do clube desportivo Feirense ocorreu no europarque, na noite de 29 de novembro, onde foram homenageados os atletas, treinadores, dirigentes e as personalidades que mais se destacaram ao serviço do clube fogaceiro no ano transato. com transmissão em dire-

to na página de Facebook do clube, para que todos os adeptos não perdessem pitada, o evento foi conduzido pelo humorista Joca, mas não contou com a presença da equipa sénior de futebol do Feirense, que jogou na covilhã para a liga Pro. entre homenagens, entrega de emblemas de prata

e ouro aos sócios com 25 e 50 anos de filiação, respetivamente, a Gala teve também espaço para momentos musicais proporcionados pelo grupo a.M.a – amar Mais agora, pelas vozes de Joana andrade e Zé Tó lemos, e por renato Ferreira. o ponto alto da noite chegou aquando os premiados

se dirigiram até ao palco para receberem o tão esperado troféu. o canarinho edson Farias destacou-se entre o plantel sénior do Feirense ao longo da temporada, o que lhe valeu a nomeação de atleta do ano. Já Manuel Teixeira arrecadou o título de diretor do ano, enquanto o prémio de Treinador do

ano pertence ao técnico de Basebol, daniel Fonseca. Toninho lima foi eleito Personalidade do ano. a Gala terminou com o discurso do presidente do clube fogaceiro, rodrigo nunes, que frisou “o trabalho meritório de muitos presidentes e das respetivas direções” para justificar o valor do clube.

PeDRo AnDRADe atleta do ano ciclismo RItA AnDRADe atleta do ano Voleibol nuno AlveS atleta do ano atletismo AnA SoAReS atleta do ano natação GonçAlo MADeIRA atleta do ano e-sports tonInho lIMA Personalidade do ano

Fiães Vence Feirense e lidera isolado as comandadas de Paulo campino receberam o Feirense, orientado por Bruno Francês, e venceram por expressivos 3-0, triunfo que dita a liderança isolada. Marcelo Brito marcelo.brito@correiodafeita.pt

II DIvISão futebol feMInIno depois de cinco jornadas a liderarem em igualdade pontual, fruto de outras tantas vitórias, Fiães e Feirense descolamse, ficando a formação de Paulo campino na liderança da série d da 2.ª divisão do campeonato nacional de

Futebol Feminino. relativamente ao encontro, a equipa fianense mostrouse superior, com melhores argumentos, e acabou por conquistar os três pontos de forma natural. na tarde de domingo, esteve em destaque Mariana campino, que assinou um bis, tendo

Beatriz amorim apontado o outro tento do encontro. as feirenses não conseguiram marcar. na próxima jornada, a 7.ª, o Feirense – que viu o lusitano de Vildemoinhos aproximarse na tabela classificativa – recebe o Murtoense, enquanto o Fiães visita o cucujães.

CAMPEONATO NACIONAL FEMININO II Divisão - Série D

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 6.ª Jornada Fiães SC 3 0 CD Feirense FC Cortegaça 1 4 AC Cucujães S. M. Murtoense 1 1 MD Eirolense F. Laura Santos 0 5 Lusit. Vildemoinhos Classificação P J V E D GM - GS Fiães SC 18 6 6 0 0 33 - 2 CD Feirense 15 6 5 0 1 20 - 7 Lusit. Vildemoinhos 12 6 4 0 2 27 - 12 AC Cucujães 9 6 3 0 3 10 - 7 MD Eirolense 7 6 2 1 3 11 - 17 S. M. Murtoense 5 6 1 2 3 7 - 21 F. Laura Santos 4 6 1 1 4 7 - 14 FC Cortegaça 0 6 0 0 6 2 - 37 Próxim a Jornada - 08 de Dezem bro AC Cucujães - Fiães SC, 15h CD Feirense - S. Marítimo Murtoense, 15h Lusitâno Vildemoinhos - FC Cortegaça MD Eirolense - Fundação Laura Santos


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

21

FUTEBOL Arquivo

LOUROSA X VALADARES GAIA

EMPATE EM CASTRO DAIRE NÃO RETIRA LIDERANÇA AO LOUROSA Marcelo Brito marcelo.brito@correiodafeira.pt

O Lusitânia de Lourosa averbou o terceiro empate na Série B do Campeonato de Portugal perante o Castro Daire, mas mantém-se na liderança, fruto da igualdade, sem golos, entre Arouca e Sanjoanense. O Leça reaproximou-se dos lugares cimeiros.

CAMPEONATO DE PORTUGAL Foi por pouco, no entanto a liderança é ainda ocupada pelo Lusitânia de Lourosa de Rui Quinta, apesar do empate, 1-1, no Complexo Desportivo de Castro Daire, frente à equipa local, em jogo a contar para a 12.ª jornada da Série B. Vasco Almeida fez entrar em campo uma equipa muito defensiva, com as linhas baixas, e apresentou um quinteto defen-

sivo para anular as investidas lusitanistas. Durante a 1.ª parte, as oportunidades para golo foram praticamente nulas, e os guarda-redes de ambas as formações não foram chamados a intervir. Os pupilos de Rui Quinta ‘cheiraram’ o golo aos 38’, com Pedro Gonçalves a deixar o esférico escapar entre as mãos, e Jaime Poulson não conseguiu emendar – um defensor contrário afastou o esférico in

12.ª Jornada

1

Árbitro: João Matos (AF Viana do Castelo) 35

1

Simão 4

14

Fred

20

6

4

Ministro

Gil Dias

Jaime Poulson

Luís Barry 77

18

3

Carlitos

Júlio Alves

Paulo Grilo

Carvalho

75 Binaia

Tomé

31 Wilson

6

Luis Henrique 37

Vitinha

Léo

8

3

Pedro Gonçalves

12

27

Marcel

5 Luís Pedro

de um castigo máximo, Diogo Cunha, desta vez, não vacilou – Pedro Gonçalves ainda tocou no esférico. Os viseenses responderam aos 74’ com Luís Paiva, que rendeu o veterano Luís Barry, a dar o melhor seguimento, de cabeça, a um livre cobrado por Marcito. Já no período de compensação, Peterson, assistido por Marcel, falhou a emenda para a baliza por escassos centímetros.

Complexo Desportivo de Castro Daire 01 Dez - 15h00

7

Marcito

extremis. Na 2.ª contenda, o Lourosa aumentou a intensidade, procurou chegar à vantagem nos instantes iniciais, mas a teia do Castro Daire manteve-se coesa. Uma grande penalidade, aos 60’, foi a única forma do emblema da Cidade Capital da Cortiça desbloquear o nulo. Na sequência de um canto, Tomé cortou um cabeceamento de Gil Dias com o braço e na conversão

7

25

Diogo Cunha

Serginho

1

Treinadores Vasco Almeida

Rui Quinta

Substituições

Luís Barry (Luís Paiva, 33’), Binaia (Peterson, 82’), Carlitos (Hugo Parente, 88’) Cartão amarelo a Tomé (58’), Binaia (70’), Luís Paiva (75’), Carlitos (87’), Hugo Parente (90+5’) Luís Paiva (74’)

Júlio Alves (Paulo Tavares, 80’), Serginho (Dinis, 80’), Diogo Cunha (Zé Leite, 90’)

Disciplina

Cartão amarelo a Diogo Cunha (73’), Léo (85’)

Golos

CAMPEONATO DE PORTUGAL Série B

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

Resultados - 12.ª Jornada AD Castro Daire 1 1 Lusitânia Lourosa AD Sanjoanense 0 0 FC Arouca Leça FC 2 1 FC Felgueiras Lus. Vildemoinhos 2 2 Amarante FC SC Vila Real 1 3 CD Trofense Sp. Coimbrões 0 2 FC Pedras Rubras Sp. Espinho 0 0 USC Paredes GD Figueirense 0 4 Gondomar SC Valadares Gaia 1 2 Canelas 2010 Classificação P J V E D GM - GS Lusit. Lourosa 27 12 8 3 1 25 - 8 FC Arouca 26 12 8 2 2 17 - 10 Leça FC 24 12 7 3 2 19 - 15 AD Sanjoanense 23 12 7 2 3 17 - 14 Sp. Espinho 21 12 5 6 1 20 - 8 FC Felgueiras 19 12 5 4 3 23 - 14 Sp. Coimbrões 19 12 6 1 5 17 - 18 Canelas 2010 17 12 4 5 3 15 - 11 Lus. Vildemoinhos 17 12 5 2 5 20 - 17 USC Paredes 17 12 4 5 3 11 - 9 FC Pedras Rubras 15 12 4 3 5 18 - 18 Gondomar SC 14 12 4 2 6 18 - 17 AD Castro Daire 13 12 3 4 5 11 - 16 Valadares Gaia 13 12 4 1 7 16 - 26 CD Trofense 12 12 3 3 6 11 - 15 Amarante FC 10 12 2 4 6 11 - 15 GD Figueirense 7 12 2 1 9 9 - 28 SC Vila Real 4 12 1 1 10 9 - 28 Próxima Jornada - 08 de Dezembro FC Arouca - Valadares Gaia FC FC Pedras Rubras - Leça FC Gondomar SC - SC Vila Real Lusitânia de Lourosa - Sp. Coimbrões, 15h USC Paredes - Lusitano Vildemoinhos FC Felgueiras - AD Castro Daire Amarante FC - Canelas 2010 AD Sanjoanense - GD Figueirense CD Trofense - Sp. Espinho

Diogo Cunha (60’, g.p.)

HOMEM DO JOGO

Rui Quinta

“Não conseguimos aproveitar o domínio que impusemos. Acabámos por sair penalizados num livre a 50 metros da baliza. Marcámos um golo, criámos muitas oportunidades e não conseguimos concretizar. Temos de perceber que somos um alvo apetecível e temos de nos preparar para isso. Hoje aprendemos uma lição e vamos transformá-la a nosso favor. O nosso rendimento não nos permitiu ganhar. Queríamos os três pontos, mas só tivemos competência para ganhar um. O adversário teve mérito ao fazer o golo”

Gil Dias

(Lourosa)


22

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

FUTEBOL

CAMPEONATO SABSEG

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

CANEDO x FIÃES

Resultados - 12.ª Jornada AA Avanca 1 0 AC Cucujães GD Gafanha 2 1 S. Vicente Pereira JD Carregosense 0 1 União de Lam as Oliveira do Bairro 0 4 FC Cesarense SC Alba 1 2 São João de Ver SC Esmoriz 1 0 CD Estarreja SC Paivense 1 2 FC Pampilhosa Canedo FC 1 0 Fiães SC AD Ovarense 0 1 SC Bustelo Classificação P J V E D GM - GS S. João de Ver 31 12 10 1 1 30 - 9 União de Lam as 30 12 10 0 2 23 - 8 AD Ovarense 28 12 9 1 2 21 - 7 FC Cesarense 25 12 8 1 3 22 - 10 FC Pampilhosa 22 12 7 1 4 17 - 14 SC Esmoriz 21 12 6 3 3 24 - 14 AA Avanca 21 12 6 3 3 12 - 10 SC Bustelo 17 12 5 2 5 12 - 11 Fiães SC 16 12 4 4 4 14 - 18 Canedo FC 15 12 4 3 5 15 - 19 S. Vic. Pereira 14 12 3 5 4 17 - 18 GD Gafanha 13 12 3 4 5 12 - 17 SC Alba 12 12 3 3 6 12 - 15 JD Carregosense 9 12 2 3 7 13 - 21 CD Estarreja 9 12 2 3 7 11 - 19 AC Cucujães 7 12 2 1 9 9 - 23 Oliveira do Bairro 7 12 1 4 7 5 - 24 SC Paivense 5 12 1 2 9 10 - 22 Próxim a Jornada - 08 de Dezem bro AA Avanca - GD Gafanha AC Cucujães - FC Pampilhosa CD Estarreja - SC Alba Fiães SC - SC Esmoriz FC Cesarense - AD Ovarense SC Bustelo - Canedo FC São João de Ver - JD Carregosense ACR São Vicente Pereira - Oliveira do Bairro SC União de Lam as - SC Paivense

PAULO SÁ DÁ VITÓRIA AO CANEDO NO DÉRBI COM O FIÃES SABSEG O dérbi de Santa Maria da Feira que opôs Canedo e Fiães, realizado no Estádio das Valadas, terminou com o triunfo pela margem mínima, 1-0, da turma orientada por Miguel Rapinha, graças ao tento solitário de Paulo Sá. Recorde que a formação à s o rd e n s d e N a rc i s o Ratinho somava cinco jogos consecutivos, a contar para o campeonato, sem perder. Em sentido inverso, o Canedo reencontrou-se com as vitórias depois do empate na última ronda com o Estarreja. Analisando a classificação, apenas um ponto separa as duas equipas, com vantagem para os fianenses, que são

Alba

1

S. João de Ver

2

Estádio Municipal António Augusto Martins Pereira, Albergaria-a-Velha Árbitro: André Marques Alba: Marco Pais; Anjos, Diogo Lobo, David, Ludovico, Ianique, Mathieu, Miguel Gomes, Fábio Xavier (Salvador, 75’), Gonçalo Resende (António, 88’), Lane Nhaga (Raimundo, 90+4’) Treinador: Paulo Matos S. João de Ver: Nuno Dias; Caio (Chapinha, 63’), Rui Silva, Nuno Martins, Roger, Joãozinho (Alex Brandão, int.), Óscar Beirão, Edu Marques, Alex Oliveira (Vando, 70’), Aranha, Zé António Treinador: Ricardo Maia Disciplina: Cartão amarelo a Edu Marques (35’), David (52’), Rui Silva (76’), Anjos (78’) Golos: Ludovico (30’), Alex Brandão (78’, g.p.), Edu Marques (90+5’)

nonos da tabela. Na liderança, agora isolada, tendo em consideração que a Ovarense perdeu na receção ao Bustelo, está o S. João de Ver. Os pupilos de Ricardo Maia estiveram a perder com o Alba, mas consumaram a reviravolta já aos… 90+5’. Alex Brandão e Edu Marques foram os obreiros. Na perseguição aos malapeiros encontra-se o União de Lamas de Ricardo Nascimento que, após a saída de Mário, triunfou na visita ao Carregosense, orientado pelo lamacense Luís Miguel Martins, por 0-1. O único golo – e que golo – do encontro foi da autoria de Diogo. MB Antes de Ludovico desbloquear o nulo, aos 30’, com um remate colocado de pé esquerdo, já o S. João de Ver tinha visto Marco Pais impedir o golo a Zé António. Na 2.ª parte, Ricardo Maia arriscou, tirando Caio e Joãozinho para fazer entrar Chapinha e Alex Brandão e estes dois últimos construíram o golo da igualdade (78’). Chapinha foi derrubado na grande área do Alba e Alex Brandão não desperdiçou o castigo máximo. O tento que garantiu três pontos – e a liderança – foi marcado por Edu Marques aos… 90+5’. Um golaço de fora da área do médio de 27 anos.

Canedo

1

Fiães

0

Estádio das Valadas Árbitro: Pedro Ribeiro Canedo: Zé Nino; Vasco Coelho, Marco, Ratinho, Quinones, Fredy, Osório (Carlos Eduardo, 85’), Letz, Yemi, Paulo Sá (Esneider, 65’), Vilar (Pipa, 90’) Treinador: Miguel Rapinha Fiães: Borges; Seminha, Correia, Carlos André, Fabiano, Luís (Bruno Tiago, 57’), Viditos, Zuca (Marques, 70’), Rui Lopes, Manú, Jonathan Treinador: Narciso Ratinho Disciplina: Cartão amarelo a Borges (35’), Letz (55’), Rui Lopes (55’), Manú (79’), Viditos (80’), Fredy (88’), Bruno Tiago (88’), Zé Nino (90+6’). Cartão vermelho direto a Fabiano (75’), Letz (79’) Golo: Paulo Sá (17’)

C.

F. F F

U. L.

Carregosense

0

União de Lamas

1

Campo Dr. Teixeira da Silva, Carregosa Árbitro: Marco Pereira Carregosense: Chico; Bruno Brandão, Gustavo, Pedro Silva, Bino, Yorn (Rafael Ferreira, 78’), Leonel, Motinha, David Rodrigues, Rúben Martins (Berna, 64’), Miguel Gomes Treinador: Luís Miguel Martins União de Lamas: Ayoub; António, Joel, Davi, Sanguedo, Grando, Caio (Kaou, 60’), Belinha, Balla, Diogo, Joca (Jair, 68’) Treinador: Ricardo Nascimento Disciplina: Cartão amarelo a Bino (11’), Grando (12’), Belinha (29’), António (63’), Motinha (77’), Miguel Gomes (78’), Diogo (80’), Leonel (80’), Balla (90+3’; 90+3’), David Rodrigues (90+4’). Cartão vermelho por acumulação a Balla (90+3’) Golo: Diogo (2’)

Apesar de ter esboçado uma primeira tentativa de dominar o encontro, o Fiães viu-se anulado nas Valadas pelo Canedo. O primeiro e único golo do encontro foi marcado ainda na 1.ª parte. Aos 17’, Paulo Sá deu o melhor seguimento a um livre, batendo o guardião Borges. Até ao descanso, mais Canedo que Fiães, toada que manteve-se na 2.ª contenda – na qual Borges teve duas cruciais intervenções. Os pupilos de Miguel Rapinha foram superiores aos comandados de Narciso Ratinho, amealhando justamente, de acordo com o que foi produzido em campo, os três pontos. Ricardo Nascimento não podia ter pedido um melhor arranque de jogo aos seus pupilos. Logo aos 2’, após passe a rasgar a defensiva do Carregosense, da autoria de Belinha, Diogo, perante Chico, proferiu um ‘chapéu’, com o esférico a abrandar já dentro da baliza adversária. A partir de então, ambas as equipas dispuseram de oportunidades para marcarem, tanto na 1.ª como na 2.ª metade do encontro, no entanto mostraramse perdulárias no que à finalização diz respeito. Nota para a expulsão de Balla, que, quando ia ser substituído, tardou em sair do jogo.

Ritmo africano na segunda vitória seguida do Feirense Os Sub-23 do Feirense venceram no terreno do Vitória de Guimarães (0-2) e averbaram a segunda vitória consecutiva, aumentando para sete o número de jogos sem perder na Liga Revelação. Nélson Costa nelson.costa@correiodafeira.pt

LIGA REVELAÇÃO O V. Guimarães perdeu na receção ao Feirense, por 2-0, naquele que foi o jogo de abertura da 17.ª ronda da Liga Revelação. Ainda na 1.ª parte, os fogaceiros colocaram-se em vantagem, numa iniciativa de Anthony, que aproveitou o ligeiro adiantamento do guarda-redes contrário. O segundo golo surgiu no início da 2.ª parte, da autoria de outro nigeriano, Emmanuel Anih, que já tinha sido decisivo no triunfo sobre o Belenenses, para a jornada anterior. O atacante do Feirense adivinhou um mau atraso de um defensor vimaranense (também prejudicado pelo relvado encharcado) e perante a saída de Bruno Miguel, desviou do guardaredes da casa e atirou para a baliza deserta

A equipa de Tiago Conde não perde desde 5 de outubro (derrota em casa do Sporting, para a 10.ª jornada)

Vitória Guimarães 0

2

Feirense Campo Gémeos Castro, Guimarães

Árbitro: João Teixeira (AF Porto) Vitória Guimarães: Bruno Miguel; Sylla (Theo, 56’), Nuca, Pedro Rosas, Moïse Mahop (João Mendes, 56’), Diogo Paulo, Paulinho, João Bruno, Agostinho Mané (Tiago Leite, 72’), Dani Silva (Generoso, 78’), Alexandre Sala (Afonso Freitas, 56’) Treinador: Tozé Mendes Feirense: Bozi; Azevedo, Pinto, Bryan Salazar, Edu, Costa (Rúben Teixeira, 90+2’), Marcus, Bruno Onyemaechi (Dare, 82’), Anthony (João Guilherme, 90+2’), Emmanuel Anih (Vasco Vieira, 78’), Paulo Rodrigues (João Querido, 90+2’) Treinador: Tiago Conde Disciplina: Cartão amarelo a Nuca (30’), Costa (57’), Paulinho (87’) Golos: Anthony (32’), Emmanuel Anih (51’) LIGA REVELAÇÃO SUB-23

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

Resultados - 17.ª Jornada Marítimo 0 1 Sp. Braga FC Famalicão 17-dez V. Setúbal 0 CD Cova da Piedade Leixões SC 0 Rio Ave FC 3 1 Estoril Praia Sporting 3 2 CD Aves Os Belenenses 0 0 Benfica Portimonense 2 1 Académica Coimbra V. Guimarães 0 2 CD Feirense Classificação P J V E D GM - GS Sporting 39 17 12 3 2 41 - 17 Benfica 32 16 9 5 2 25 - 14 Estoril Praia 27 17 7 6 4 27 - 18 Rio Ave FC 28 15 8 4 3 24 - 15 CD Aves 25 17 7 4 6 26 - 27 Os Belenenses 24 16 7 3 6 19 - 14 Sp. Braga 26 16 7 5 4 20 - 15 Marítimo 22 16 5 7 4 24 - 22 Leixões SC 20 16 4 8 4 21 - 23 V. Setúbal 17 16 4 5 7 20 - 24 Portimonense 19 17 5 4 8 34 - 41 CD Cova Piedade 16 15 3 7 5 17 - 20 V. Guimarães 14 17 3 5 9 16 - 31 Acad. Coimbra 13 17 2 7 8 21 - 27 CD Feirense 16 16 3 7 6 17 - 27 FC Famalicão 8 16 0 8 8 21 - 38 Próxima Jornada - 03 e 04 de Dezembro CD Feirense - Benfica, 15h Rio Ave FC - CD Cova da Piedade Académica de Coimbra - Leixões SC Sporting - V. Guimarães Estoril Praia - Os Belenenses CD Aves - Marítimo V. Setúbal - Portimonense Sp. Braga - FC Famalicão - 04/12

Arquivo

FEIRENSE x RIO AVE PUB


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

23

FUTEBOL

Sanguedo impõe goleada à formação do Santiais

ARGONCILHE SOMA O DÉCIMO ENCONTRO SEM VENCER

O emblema sanguedense respondeu à derrota na última jornada frente ao Romariz, com o Santiais a ser a vítima. Florgrade e Lobão continuam a senda das vitórias. Márcia Soares redacao@correiodafeira.pt

ARRIFANENSE x GERAÇÃO RD

Resultados desiguais entre os confrontos respeitantes às equipas da Feira.Paços de Brandão vence, Arrifanense empata no dérbi com a Geração Rui Dolores e Argoncilhe perde. Márcia Soares redacao@correiodafeira.pt

I DISTRITAL Na jornada 11, o Paços de Brandão somou três preciosos pontos no reduto do Macieirense. O golo de Neves no início da 2.ª contenda permitiu aos brandoenses consolidarem o 5.º posto, com 19 pontos. Já a LAAC deslocou-se ao terreno do Argoncilhe para somar mais três pontos,

com uma vitória por 3-0, conseguida por intermédio dos tentos de Leandro Duarte e do bis de Luís Barreto. Com este triunfo, a formação de Águeda mantém-se nos três primeiros lugares da tabela classificativa, enquanto o Argoncilhe continua sem conhecer o sabor da vitória

desde a 1.ª jornada, sobre o Macieirense, no primeiro e único triunfo conquistado. Desde então, já lá vão dez jogos consecutivos sem arrecadar os três pontos. A equipa do Arrifanense tinha a oportunidade para descolar dos rivais na luta pela fuga aos lugares de despromoção, ao defrontar

a Geração Rui Dolores, equipa com a qual partilha os mesmos pontos, oito, tantos quanto Calvão e ACRD Mosteirô (Arouca). Só que um golo de Myckael, já nos últimos instantes da partida, desmoronou a formação de Saulo Santos que tinha marcado por Inverno.

Arrifanense

1

Macieirense

0

Argoncilhe

0

Geração RD

1

Paços de Brandão

1

LAAC

3

I DIVISÃO DISTRITAL

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

Resultados - 11.ª Jornada CR Antes 0 3 SC Vista Alegre CD Arrifanense 1 1 Esc. Rui Dolores GD Calvão 1 2 GD São Roque GDSC Alvarenga 0 0 UD Mansores SC Fermentelos 1 0 CRAC AD Argoncilhe 0 3 LAAC UD Mourisquense 1 1 FC Pinheirense FC Macieirense 0 1 Paços de Brandão ACRD Mosteirô 0 6 AD Valecambrense Classificação P J V E D GM - GS SC Fermentelos 31 11 10 1 0 27 - 7 SC Vista Alegre 28 11 9 1 1 36 - 7 GDSC Alvarenga 23 11 7 2 2 19 - 9 LAAC 23 11 7 2 2 23 - 14 Paços Brandão 19 11 6 1 4 13 - 16 AD Valecambren. 18 11 5 3 3 17 - 11 UD Mourisquense 17 11 4 5 2 14 - 10 FC Macieirense 16 11 5 1 5 19 - 19 UD Mansores 15 11 4 3 4 16 - 11 GD São Roque 14 11 4 2 5 14 - 16 CR Antes 12 11 3 3 5 19 - 25 ACRD Mosteirô 10 11 2 4 5 13 - 29 AD Argoncilhe 9 11 1 6 4 6 - 12 CD Arrifanense 8 11 2 2 7 13 - 19 Esc. Rui Dolores 8 11 2 2 7 10 - 17 GD Calvão 8 10 2 2 6 12 - 23 CRAC 6 10 1 3 6 3 - 17 FC Pinheirense 5 11 0 5 6 9 - 21 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro GD São Roque - GDSC Alvarenga - 07/12 SC Vista Alegre - GD Calvão LAAC - ACRD Mosteirô CRAC - FC Macieirense UD Mansores - SC Fermentelos Escolinha Rui Dolores - AD Argoncilhe AD Valecambrense - CR Antes Paços de Brandão - UD Mourisquense FC Pinheirense - CD Arrifanense

Myckael, da Geração Rui Dolores, com um golo aos 90+6’, impediu que o Arrifanense somasse os três pontos na luta pela fuga aos lugares de despromoção

Estádio Maria Carolina Leite Resende Garcia Árbitro: Hugo Pinto Arrifanense: Janita; Pedro Neves, Riscas (Miguel Leite, 82’), Estaca, Tiago Portela, Ruizinho, Rúben, Rui Neves (Inverno, 67’), Coutinho (Ricardo Nuno, 70’), Chiquinho, Diogo Almeida Treinador: Saulo Santos Geração RD: Correia; Myckael, Diogo Loureiro, Eduardo Soares, Matheus, Ricardo Silva, Ronaldinho (Resende, 57’), Cardoso (Dani, 64’), Pedro Magolo, Gonçalinho, Nilo Treinador: Miro Oliveira Disciplina: Cartão amarelo a Diogo Loureiro (38’), Estaca (70’), Matheus (74’), Rúben (75’; 90+2’), Mickael (90+4’). Cartão vermelho por acumulação a Rúben (90+2’) Golos: Inverno (86’), Myckael (90+6’)

A equipa da casa impôs o seu domínio frente à Geração RD, mas pecou na concretização. Os lances de perigo somavam-se na área de Correia, só que foram os visitantes a desperdiçarem uma oportunidade de golo flagrante, através de uma grande penalidade, defendida por Janita. O Arrifanense continuou a atacar e fez o primeiro por Inverno (86’). Já em cima do final de jogo, uma desatenção na defesa da equipa da casa permitiu o golo do empate a Myckael.

Campo do Viso

Campo Centro Social de Argoncilhe

Árbitro: Daniel Pinto

Árbitro: António Resende

Macieirense: Higuita; Rosas, Pedro Vidigueira, Nélson Ferreira, Abel, Marcelo, António Silva (Fábio Rosas, 75’), Huguito (Vasco Almeida, 59’), Roma, Zé do Porto, Brinca (Talhas, 59’) Treinador: José Carlos Borges Paços de Brandão: João Reis; João Brito, Diogo Rocha (Mota, 88’), Carvalho, Fábio Neves, Bruno, João Vieira (Ivan, 71’), Robinho, Fausto (Marcos, 30’), Pedro Sá, Justo (Freixinho, 81) Treinador: Hélder Neto

Argoncilhe: Dados não fornecidos Treinador: Tiago Costa

LAAC: David; Luís Pires, Bruno Silva, Rodrigo, Leandro Duarte (Ricardo, 90+2’), Hugo Oliveira, Ricardo Duarte, Iafai (Miguel, 90+2’), Igor, Luís Barreto, Tiago (Teixeira, 68’) Treinador: Augusto Semedo

Disciplina: Dados não fornecidos Disciplina: Cartão vermelho direto a Fábio Rosas (fim de jogo) Golo: Neves (47’)

Com uma 1.ª parte marcada por um ritmo de jogo baixo, sem grandes oportunidades para ambas as formações, tudo mudou após o regresso das equipas do balneário. Os visitantes entraram a pressionar e fizeram, logo aos 47’, o golo da vitória, por intermédio de Neves, na sequência de um livre à entrada da área. João Brito cabeceou para defesa incompleta de Higuita, que deixou o esférico à mercê do defesa do Paços de Brandão, que não desperdiçou.

Golos: Luís Barreto (7’; 80’), Leandro Duarte (87’)

A formação comandada por Augusto Semedo entrou a vencer no Campo Centro Social de Argoncilhe, ao fazer o primeiro tento logo aos sete minutos da partida, por Luís Barreto. O resultado inaugurado nos dez minutos iniciais só viria a ser fechado já nos últimos dez do encontro. O experiente Luís Barreto voltou a fazer abanar as redes adversárias, bisando no encontro (80’), e Leandro Duarte não quis ficar de fora, tendo, aos 87’, fechado a contagem.

II DISTRITAL A 8.ª jornada fica marcada pela primeira goleada imposta pelo Sanguedo na presente época: 6-0 foi o resultado construído pelos pupilos de Sérgio Silva frente ao Santiais, com Martins, Russo, Gandra, Gonçalo, Tavares e Martins a serem os autores dos golos. Os líderes não desarmam e continuam a construir resultados expressivos, em cima das vitórias. O Lobão recebeu e venceu taxativamente o Fermedo, por 3-0. Rui Antunes, João Neves e Diogo Santos fizeram os golos para a formação da casa. Já o Florgrade venceu o Nogueira da Regedoura por 4-2, com Edu, Gomes, M a rc e l o e C a p e l a a inscreverem os nomes na lista de marcadores para a equipa de Rio Meão, enquanto Nélson Diogo e Machado marcaram para os nogueirenses. Com estes resultados, Lobão e Florgrade mantêm a luta pelo lugar cimeiro, partilhando os mesmos 25 pontos. O golo de Diogo Azevedo bastou ao Lusitânia de Lourosa ‘B’ para vencer o Romariz. Já o Mosteirô e o Caldas de S. Jorge não foram felizes na condição de visitante, ao perderem, 2-0, no terreno do Real Nogueirense e do Válega, respetivamente. Fábio Boavida e Miguel Costa, em cima do minuto 90, fizeram os golos do Válega. Nos demais encontros com equipas da Feira, o Milheiroense descolocou-se a Macieira de Cambra para somar um ponto, graças ao empate sem golos (0-0). O Relâmpago Nogueirense

s o r r i u , p e l a p r i m e i ra vez nesta temporada, no terreno do Vila Viçosa após arrecadar o primeiro triunfo (3-2). O emblema de Tarei recebeu e venceu o S. Martinho por 2-1.

Lourosa B

1

Romariz

0

Campo Academia Forte Paixão Árbitro: Pedro Ribeiro Lourosa B: Bruno Maia; Zinho, Ricardo Patrão, Tiago Castro, Guerra, Diogo Azevedo, Telmo (Nuno Nunes, 69’), Pedro Silva, Fernando Jorge (Tomás, 85’), João Oliveira (Diego Granados, 69’), Pedro Pereira Treinador: Paulo Costa Romariz: Cristiano; Fábio, Leitinho (Bryan, 78’), Mica, Óscar, Amorim (Julinho, 66’) Ricardo Oliveira, Magalhães, Daniel Vieira, Tiago Santos (Bruno Ribeiro, 60’), Daniel (Marcelo, 78’) Treinador: Guima Disciplina: Cartão amarelo a Leitinho (75’), Tiago Castro (76’), Cristiano (89’), Mica (89’)

Golo: Diogo Azevedo (30’)

II DIVISÃO DISTRITAL - Zona Norte

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

Resultados - 9.ª Jornada Lusit. Lourosa B 1 0 Rom ariz F. C. Real Nogueirense 2 0 Mosteirô F. C. ADC Lobão 3 0 UD Fermedo Macieira Cambra 0 0 GD Milheiroense CCR Válega 2 0 C. São Jorge SC Florgrade FC 4 2 AD N. Regedoura ADC Sanguedo 6 0 AD Santiais CCR Vila Viçosa 2 3 Relâm pago Nog. 1 CCR São Martinho CD Tarei 2 Classificação P J V E D GM - GS Florgrade FC 25 9 8 1 0 40 - 13 ADC Lobão 25 9 8 1 0 23 - 7 AD N. Regedoura 21 9 7 0 2 24 - 8 Real Nogueirense 19 9 6 1 2 20 - 9 CCR Válega 19 9 6 1 2 16 - 7 ADC Sanguedo 16 9 5 1 3 21 - 11 GD Milheiroense 15 9 4 3 2 12 - 8 Lusit. Lourosa B 14 9 4 2 3 10 - 15 Mosteirô F. C. 13 9 4 1 4 14 - 13 Rom ariz F. C. 12 9 4 0 5 10 - 11 Macieira Cambra 12 9 3 3 3 9 - 15 C. São Jorge SC 11 9 3 2 4 6 - 10 UD Fermedo 9 9 2 3 4 9 - 12 Relâm pago Nog. 5 9 1 2 6 6 - 13 CD Tarei 5 9 1 2 6 8 - 23 CCR Vila Viçosa 5 9 1 2 6 7 - 26 CCR S. Martinho 2 9 0 2 7 15 - 23 AD Santiais 1 9 0 1 8 4 - 30 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro AD N. Regedoura - CD Tarei - 07/12 GD Milheiroense - CCR Válega Rom ariz F. C. - Real Nogueirense Relâm pago Nog. - Florgrade FC Mosteirô F. C. - CCR Vila Viçosa CCR São Martinho - Macieira de Cambra AD Santiais - Lusitânia Lourosa B UD Fermedo - ADC Sanguedo Caldas S. Jorge SC - ADC Lobão - 29/12

LOUROSA B x ROMARIZ


24

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

FUTEBOL

E VAI UMA DÚZIA DE JOGOS SEM VENCER PARA O FEIRENSE

JUVENIS: FEIRENSE X ESPINHO FORMAÇÃO A equipa de Juniores do Feirense elevou para 12(!) o número de encontros consecutivos sem conseguir somar os três pontos. Na 14.ª ronda da 1.ª Divisão do Campeonato Nacional, na deslocação a Vila do Conde, derrota por 4-2 perante o Rio Ave. Os Rio Ave

4

Feirense

2

golos de Príncipe e Ricardo Ferreira não foram suficientes, tendo Diop, Fábio Ronaldo e André Ramalho, que bisou, marcado para os vilacondenses. O Lourosa, na 2.ª Divisão de Juniores, averbou novo desaire, desta feita frente ao Sousense na Academia Lourosa

2

Sousense

3

Forte Paixão, por 2-3. Cajó e o reforço Luís Leitão fizeram o gosto ao pé, no entanto os gondomarenses somaram os três pontos, graças aos tentos da autoria de João Trigo, Gonçalo e Sérgio Duarte. Relativamente ao escalão de Juvenis, na Fase de Feirense

2

Espinho

3

Manutenção, jornada com desfechos distintos para Feirense e Lourosa. Os fogaceiros perderam na receção ao vizinho Sp. Espinho por 2-3, enquanto os lusitanistas golearam, em casa, o Seia por 6-0. Rafael Rodrigues esteve em destaque ao assinar um póquer. Lourosa

6

Seia

0

No arranque da Fase de Manutenção no Nacional de Iniciados, o Feirense estreou-se com um empate, 1-1, na visita ao Moreirense. Simão apontou o golo da formação de Moreira de Cónegos, enquanto Pedro Couto fez o da equipa de Santa Maria da Feira. MB Moreirense Feirense

1

Complexo Desportivo Feirense

Academia Forte Paixão

Complexo Desportivo Feirense

Árbitro: Rodrigo Pais (AF Coimbra)

Árbitro: João Rúben Martins (AF Braga)

Árbitro: Fábio Silva (AF Braga)

Árbitro: Bruno Costa (AF Viana Castelo)

Lourosa: Telmo; Daniel Neves, João Ribeiro, Villa, André Carvalho, Rodrigo Santiago (Luís Leitão, int.), Cajó, Mauro (Daniel Sá, 78’), Estrela (Alberto, 65’), Hugo Martins, Paulo Ribeiro (Fausto, 78’) Treinador: Paulo Marques

Feirense: Afonso; Rui Sá (Dani, 62’), Nuno Fernandes, Alex, Vieira, Cris (Rui Ferreira, 69’), Joãozinho (Costa, 79’), Lopes, Leo, Chico, Grilo (Leonel, 62’) Treinador: Samuel Nunes

Sousense: Ricardo Morais; João Moreira, João Trigo, Manel, Diogo Outeiro, Simão Jambas (Gonçalo, 68’), Marcos (Luís Filipe, 88’), João Pedro, Artur Maia, Daniel Silva (Sérgio Duarte, 68’), Tiago Silva (Ivo Cunha, 73’) Treinador: Sérgio Martins

Espinho: Rodrigo; Camarinha, Ribeirinho, Rica, Luís Rocha, Dida, Guga (Sousa, 41’), Luca (Martim, 70’), Corredoura (Gustavo, 88’), Gabi, Miguel Treinador: Fábio Paquete

Disciplina: Cartão amarelo a Rodrigo Santiago (33’), João Ribeiro (73’), Villa (83’)

Seia: Pedro Ribeiro (Duarte Cabral, 90’); Rafael Couto, André Cardoso (Daniel Marques, 86’), Luís Cruz, Luís Cabral, Jorge Cardoso, Romeu Daniel, Afonso Almeida, Ricardo Fernandes (Martim Silva, 60’), João Pais, João Vicente (Guilherme Vale, 86’) Treinador: Ivo Figueiredo

Disciplina: Cartão amarelo a Leonel (92’)

Disciplina: Duarte Carvalho (38’), Luís Cruz (87’) Nuno Costa (90’)

Golos: Diop (4’), Fábio Ronaldo (10’), Príncipe (23’), André Ramalho (43’, g.p.; 90+2’), Ricardo Ferreira (58’)

Golos: João Trigo (45+1’), Cajó (49’), Luís Leitão (66’), Gonçalo (85’), Sérgio Duarte (86’)

Golos: Grilo (37’), Gabi (58’), Chico (66’), Miguel (74’), Martim (88’)

Golos: Rafael Rodrigues (10’; 53’; 83’; 89’), Luís Rodrigues (17’), Gonçalo Mota (81’)

Golos: Pedro Couto (13’), Simão (35’)

I NACIONAL JUNIORES Sobe para 12 o número de jogos sem vencer do Feirense, que é cada vez mais último. Entrada em falso dos fogaceiros,que aos 10’já perdiam por 2-0. Aos 23’, Príncipe ainda reduziu, mas, antes do intervalo, André Ramalho, de penálti, fez o 3-1. Entrada forte do Feirense na 2.ª parte, com Ricardo Ferreira (58’) a colocar a desvantagem na margem mínima. Mas, aos 73’, Diogo Barbosa é expulso e deixa a tarefa da sua equipa mais dificultada. O golo da tranquilidade dos da casa chegou na compensação. NC

II NACIONAL JUNIORES A 1.ª parte fez notar o equilíbrio entre Sousense e Lourosa. A fechar a cortina para o descanso, João Trigo colocou o emblema de Gondomar na frente, mas após o reatar do encontro, Cajó anulou a vantagem forasteira (49’) e aos 66’ foi Luís Leitão, ex-Nacional, a consumar a reviravolta. Quando os três pontos pareciam não escapar, surpresa na Academia Forte Paixão. Com golos aos 85’ e aos 86’, Gonçalo e Sérgio Duarte, respetivamente, operaram a remontada e garatiram os três pontos. MB

N AC I O N A L J U V E N I S A equipa da casa até entrou bem na partida,inaugurando o marcador aos 37’ por intermédio de Grilo, vantagem mantida até ao tempo de descanso. Volvida a 2.ª contenda, os Tigres restabeleceram o empate logo aos 58’, mas Chico repôs novamente a vantagem a favor do Feirense pouco tempo depois. Os comandados de Fábio Paquete responderam ao tento de Chico, com Miguel a fazer o empate a duas bolas. Já perto do fim, Martim, que entrou para o lugar de Luca, fez o golo da vitória dos visitantes. MS

N AC I O N A L J U V E N I S Os jovens do Lusitânia de Lourosa receberam e venceram, de forma categórica, a formação do emblema de Seia, por uns esclarecedores 6-0. Rafael Rodrigues foi o jovem em destaque no encontro, ao assinar quatro tentos. Mas foi preciso esperar-se pela 2.ª parte para os adeptos assistirem a um verdadeiro festival de golos, já que ao intervalo o marcador registava apenas 2-0. Luís Rodrigues e Gonçalo Mota também fizeram o gosto ao pé, numa manhã de inspiração de Rafael Rodrigues. MS

NACIONAL INICIADOS O Feirense deslocou-se ao reduto do Moreirense e inaugurou o marcador por Pedro Couto, que fez o 1-0 num canto direto, sem hipótese para Lucas. Os pupilos de Marco Martins responderam e restabeleceram a igualdade ainda na 1.ª parte, por Simão. Na 2.ª contenda, os fogaceiros tomaram conta da partida, acumulando vários lances de perigo na área de Lucas, só que pecaram na finalização. Nuns últimos 40 minutos de jogo de sentido único, o resultado espelha a falta de eficácia dos visitantes. MS

Árbitro: Márcio Torres (AF Viana do Castelo) Rio Ave: Didi; Rui Morgado, Jorge Rodrigues (David Branco, int.), Tomás Martins, Vasco Gomes (André Novais, 65’), Rodrigo Guedes, André Ramalho, Luís Pedro (Luís Pinto, 81’), Diop (Miguel Guedes, 81’), Guilherme Aguiar (Diogo Almeida, 88’), Fábio Ronaldo Treinador: Luís Silva Feirense: Igor Bastos; Diogo Barbosa, Tomás Valente, Nuno Sousa, Afonso Vilas Boas, Manu Silva, Diogo Santos (Rodrigues, 73’), Rodrigo Neves (Rodrigo Ferreira, int.), Ricardo Ferreira, Vasco Gomes (João Guilherme, 67’), Ricardo Ferreira, Príncipe (Solomon John, 58’) Treinador: Gonçalo Silva Disciplina:CartãoamareloaDiogoBarbosa (6’; 73’), Igor Bastos (42’), Príncipe (55’), GuilhermeAguiar(70’),TomásValente(72’), Manu Silva (90+3’), Fábio Ronaldo (90+5’), Rodrigues (90+5’). Cartão vermelho, por acumulação, a Diogo Barbosa (73’)

Lourosa: Emanuel Sousa; Tomás Costa (Nuno Soares, 69’), Duarte Carvalho (Gonçalo Mota, 57’), Luís Rodrigues, Samuel Castro, Bruno Costa (Miguel Gomes, 57’), Nuno Costa, Bruno Gomes (Duarte Ribeiro, 45’), Rafael Rodrigues, Eduardo Pereira, Daniel Pires (Gonçalo Violante, 45’) Treinador: Hélder Duarte

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

1

Academia Forte Paixão

Campo de Treinos Rio Ave FC

NACIONAL DE JUNIORES I DIVISÃO - 1.ª Fase - Série Norte

GS 8 13 17 13 16 19 22 18 17 16 21 28

NACIONAL DE JUNIORES II DIVISÃO - 1.ª Fase - Série B

Moreirense: Lucas; Lourenço, Hugo, Mendes, Simão, Pacheco (Tomás, 75’), Salva, Daniel, Cascavel, Francisco (Gouveia, 60’), Freitas (Rúben, 55’) Treinador: Marco Martins Feirense: Goyanes; Ivo Gabriel, Jyta, Aroso, Martim Costa, Tomás Moreira (Ivo Granja, 40’), Pedro Couto (Rafael Costa, 80’), Mendes, Rafa (Marco Almeida, 70’), Chico, Guga Marinho (Cauã, 53’) Treinador: André Teixeira

Resultados - 14.ª Jornada CD Aves 1 2 Leixões SC FC Paços Ferreira 0 2 FC Famalicão FC Vizela 0 1 CD Nacional Rio Ave FC 4 2 CD Feirense V. Guimarães 1 1 Sp. Braga F. C. Porto 1 0 Gil Vicente FC Classificação P J V E D GM Sp. Braga 30 14 8 6 0 29 FC Famalicão 27 14 7 6 1 22 Rio Ave FC 24 14 7 3 4 23 F. C. Porto 20 13 5 5 3 19 V. Guimarães 18 14 4 6 4 19 CD Aves 18 14 4 6 4 17 Gil Vicente FC 18 14 5 3 6 15 FC P. Ferreira 13 14 2 7 5 12 Leixões SC 13 14 2 7 5 10 FC Vizela 12 14 2 6 6 11 CD Nacional 12 12 3 3 6 13 CD Feirense 9 13 1 6 6 18 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro CD Nacional - Rio Ave FC FC Famalicão - V. Guimarães Gil Vicente FC - FC Paços de Ferreira Leixões SC - F. C. Porto Sp. Braga - FC Vizela CD Feirense - CD Aves, 15h

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Disciplina: Cartão amarelo a Martim Costa (25’), Simão (35’), Freitas (45’)

Resultados - 13.ª Jornada Boavista FC 5 1 GD Oliv. Frades FC Penafiel 0 1 Académico Viseu Gondomar SC 6 0 SC Régua Lusitânia Lourosa 2 3 UD Sousense Oliveirense 2 2 Padroense FC Classificação P J V E D GM - GS Boavista FC 31 13 10 1 2 39 - 13 UD Sousense 26 13 8 2 3 36 - 21 Gondomar SC 22 13 6 4 3 24 - 15 Académico Viseu 22 13 6 4 3 26 - 21 Lusit. Lourosa 21 13 6 3 4 29 - 22 Padroense FC 20 13 5 5 3 20 - 20 FC Penafiel 15 13 5 0 8 19 - 25 Oliveirense 14 13 4 2 7 19 - 25 SC Régua 7 13 2 1 10 14 - 39 GD Oliv. Frades 5 13 1 2 10 15 - 40 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro Boavista FC - Lusitânia de Lourosa, 15h Académico de Viseu - Oliveirense GD Oliveira de Frades - Gondomar SC Padroense FC - UD Sousense SC Régua - FC Penafiel

NACIONAL DE JUVENIS 2.ª Fase - Manuten./Descida - Série B

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 2.ª Jornada CD Feirense 2 3 Sp. Espinho Académico Viseu 1 2 Anadia FC Lusitânia Lourosa 6 0 Seia FC SC Régua 3 0 Os Marialvas Classificação P J V E D GM - GS Sp. Espinho 28 2 2 0 0 5 - 2 CD Feirense 21 2 1 0 1 10 - 3 Lusit. Lourosa 20 2 2 0 0 8 - 0 Anadia FC 19 2 1 0 1 2 - 3 Acad. Viseu 10 2 0 0 2 1 - 5 SC Régua 9 2 1 0 1 3 - 2 Os Marialvas 7 2 1 0 1 3 - 3 Seia FC 0 2 0 0 2 0 - 14 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro Seia FC - Académico de Viseu - 07/12 Os Marialvas - Anadia FC SC Régua - CD Feirense, 11h Sp. Espinho - Lusitânia de Lourosa, 11h

NACIONAL DE INICIADOS 2.ª Fase - Manuten./Descida - Série B

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 1.ª Jornada SC Freamunde 2 2 Varzim SC Moreirense FC 1 1 CD Feirense FC Cesarense 0 6 Dragon Force FC Sp. Espinho 1 4 SC Salgueiros Classificação P J V E D GM - GS SC Salgueiros 21 1 1 0 0 4 - 1 CD Feirense 20 1 0 1 0 1 - 1 Dragon Force FC 18 1 1 0 0 6 - 0 Sp. Espinho 15 1 0 0 1 1 - 4 Moreirense FC 14 1 0 1 0 1 - 1 Varzim SC 10 1 0 1 0 2 - 2 SC Freamunde 5 1 0 1 0 2 - 2 FC Cesarense 0 1 0 0 1 0 - 6 Próxim a Jornada - 08 de Dezem bro CD Feirense - FC Cesarense, 11h Varzim SC - Moreirense FC Dragon Force FC - Sp. Espinho SC Salgueiros - SC Freamunde


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

25

FUTSAL Juv. Fiães

8

Gafanha

2

Marcelo Brito marcelo.brito@correiodafeira.pt

Após quatro jornadas consecutivas sem vencer, o Arrifanense volta aos triunfos, frente ao ‘lanterna-vermelha’ Barcouço.

CAMPEONATO GRANDE HOTEL DE LUSO Dani, que reforçou esta temporada o Arrifanense, voltou a fazer o gosto ao pé, evidenciandose com um bis no regresso aos triunfos da equipa de Pedro Correia frente ao Barcouço, partida cujo resultado fixou-se em 3-2. O Arrifanense foi melhor, apesar de exibir algumas

debilidades defensivas, no entanto o triunfo sorriu, já aos 32’, com Dani a iniciar e a finalizar uma bela jogada individual. O restante tento da turma verde e branca saiu dos pés de Miguel Silva. Eduardo bisou para o Barcouço. E vão quatro vitórias consecutivas para a Juventude Fiães. Na 7.ª ronda, golea-

da por 8-2 na receção ao Gafanha. Tiago Mesquita, Fabinho, Torres e Maric marcaram, tendo Carlitos e Macieira bisado. Fred e Bruno Morais fizeram os tentos para os da Gafanha da Nazaré. Com a soma destes três pontos, os pupilos de Élio Almeida sobem ao 5.º lugar. O Mozelos goleou o Arou-

ca, por 8-0, mantendo-se na vice-liderança partilhada com Beira-Ria e PARC. No topo segue o Barcouço, com apenas um ponto de vantagem. Noite de domingo inspirada para Andrézinho que apontou um póquer. Os restantes golos foram de Diogo Silva, Carlos Filipe, Bruno Teixeira e Dioguinho.

II DIVISÃO DISTRITAL FUTSAL

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16.

Resultados - 9.ª Jornada AD Casal 6 2 São João de Ver Clube Albergaria 2 6 ARC Vale Cambra Branca Actica SC 2 1 Arsenal Canelas ACD Gião 4 4 Arada AC AJ Angeja 3 0 Alw ays Young Lusitânia de Lourosa 4 5 Atlético do Luso CCR Maceda 5 8 Ossela CRECUS 3 3 Lam as Futsal AD Classificação P J V E D GM - GS ARC Vale Cambra 22 9 7 1 1 46 - 24 Arsenal Canelas 19 9 6 1 2 31 - 12 Lusit. Lourosa 15 9 4 3 2 39 - 30 CRECUS 14 7 4 2 1 24 - 18 Lam as Futsal AD 14 9 4 2 3 25 - 23 Atlético do Luso 14 8 4 2 2 24 - 23 Branca Actica SC 13 9 4 1 4 29 - 25 Arada AC 13 9 3 4 2 21 - 23 CCR Maceda 12 9 4 0 5 43 - 43 Ossela 12 9 4 0 5 36 - 41 ACD Gião 11 8 3 2 3 33 - 30 São João de Ver 9 7 3 0 4 17 - 26 Alw ays Young 8 9 2 2 5 23 - 32 AD Casal 7 8 2 1 5 27 - 38 Clube Albergaria 7 9 2 1 6 25 - 43 AJ Angeja 3 8 1 0 7 13 - 25 Próxim a Jornada - 06, 07 e 08 Dezem bro Arsenal Canelas - CRECUS - 06/12 São João de Ver - Clube Albergaria Lam as Futsal AD - Alw ays Young Atlético do Luso - AD Casal Ossela - Lusitânia de Lourosa Arada AC - CCR Maceda AJ Angeja - ACD Gião ACR Vale de Cambra - Branca Actica SC - 08/12

GIÃO x ARADA

8

Árbitros: Paulo Verdades e António Nunes

Árbitros: João Castanheiro e Hugo Santos

Juv. Fiães: Artur; Mika, Tiago Monteiro, Mesquita, Fabinho Suplentes: Filipe; Maric, Gabi, João Maio, Carlitos, Torres, Macieira Treinador: Élio Almeida

Arouca: Ricardo Vieira; Cerqueira, Ricardo Quintas, Vicente, Zézito Suplentes: Alexandre Azevedo; Marco Martins, Rui Pereira, Samuel, Coelhito, Brandão, Carlos Treinador: Paulo Pereira

Gafanha: Daniel; Francisco Gamelas, Bruno Morais, Hélder Reis, Fred Suplentes: Joel; Gonçalo Afonso, Hélder Correia, Flávio Santiago, Malok, Fucile, Hugo Treinador: Luís Estanqueiro

Mozelos: Rui; Marinho, Andrézinho, Diogo Silva, Carlos Filipe Suplentes: Rocha; Bruno Teixeira, Dioguinho, Vasco, Júnior, Luís Cruz Treinador: Augusto Costa

Arrifanense

3

Barcouço

2

Disciplina: Cartão amarelo a Ricardo Viera, Cerqueira, Zézito, Brandão, Carlos; Dioguinho, Júnior Golos: Andrézinho (4), Diogo Silva, Carlos Filipe, Bruno Teixeira, Dioguinho

I DIVISÃO DISTRITAL FUTSAL

Pavilhão da EB 2,3 de Arrifana Árbitros: Pedro Gomes e Fábio Pereira Arrifanense: Rúben Silva; Miguel Silva, Miguel Santos, Dani, Carlos Correia Suplentes: Cardoso; Pedro Pinho, André Costa, Tavares, Diogo Amaral, Zidane, Pinheiro Treinador: Pedro Correia Barcouço: Emanuel Trancho; Eduardo, José Trancho, Rodrigo Fonseca, Canelas Suplentes: Gonçalo; Miguel Paiva, Joel Treinador: Jorge Cruz Disciplina: Cartão amarelo a Zidane (13’)

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

Resultados - 7.ª Jornada GCP Esgueira 3 3 ADREP Juventude Fiães 8 2 GD Gafanha AD Travassô 7 2 ARCA CD Cucujães 4 6 GD Beira-Ria CD Arrifanense 3 2 FC Barcouço GRC Telhadela 2 3 PARC FC Arouca 0 8 FC Mozelos Classificação P J V E D GM AD Travassô 16 7 5 1 1 32 FC Mozelos 15 7 5 0 2 29 GD Beira-Ria 15 7 5 0 2 35 PARC 15 7 5 0 2 21 Juventude Fiães 14 7 4 2 1 36 CP Esgueira 13 7 4 1 2 31 ARCA 11 7 3 2 2 30 ADREP 10 7 3 1 3 21 FC Arouca 9 7 3 0 4 20 CD Cucujães 8 7 2 2 3 25 CD Arrifanense 7 7 2 1 4 18 FC Barcouço 3 7 1 0 6 21 GRC Telhadela 3 7 1 0 6 19 GD Gafanha 3 7 1 0 6 18 Próxim a Jornada - 06 e 07 de Dezem bro GD Gafanha - GRC Telhadela - 06/12 PARC - CD Arrifanense ADREP - CD Cucujães FC Barcouço - CP Esgueira ARCA - FC Arouca GD Beira-Ria - AD Travassô FC Mozelos - Juventude de Fiães, 21h

Márcia Soares redacao@correiodafeira.pt

Nenhum emblema do Concelho registou a vitória. Lamas Futsal e Gião empatam, Lourosa e S. João de Ver perdem.

II DISTRITAL O S. João de Ver foi até Castelo de Paiva, ao terreno do Casal, assinar uma má exibição, na 9.ª jornada da competição. A equipa da casa mostrou-se sempre superior em campo, vencendo por 6-2. Samu e Fábio bisaram na partida, com os outros tentos a serem apontados por Pedro

e David. Postiga e Verinha, no final de cada um dos tempos, fizeram os golos de honra para os visitantes. Com este resultado, a turma de Manuel Teixeira cai na classificação, ocupando agora o 12.º posto. Já o Lamas Futsal e o CRECUS empataram a três (3-3). Num jogo bem disputado,

caram Russo, André Sousa, Marquitos e Tiaguinho. No último jogo da jornada, o Lusitânia de Lourosa perdeu, por 5-4, contra o Atlético do Luso. Com este resultado, os pupilos de Renato Teixeira caem do 3.º para o 5.º posto, abandonando assim os lugares cimeiros.

GS 14 16 24 16 17 22 31 24 31 25 26 30 38 42

Golos: Dani (7’; 32’), Eduardo (15’; 22’), Miguel Silva (19’)

Gião

4

CRECUS

3

Arada

4

Lamas Futsal

3

Pavilhão da EB 2,3 da Corga

Pavilhão do CRECUS

Árbitros: Rodrigo Marques e José Pinto

Árbitros: Marco Pimentel e Óscar Almeida

Gião: Amarelo; André Sousa, Tiaguinho, Fábio Marques, Marquitos Suplentes: Fábio Pinto; Xavi Preto, Russo, Pedrinho, Marcelo, Bruno Alão, Gueu Treinador: Alcino Rodrigues Arada: Ricardo Oliveira; Bernardes, Renato, Jorge Gomes, Ricardo Castro Suplentes: Pires; Biju, Pika, Fábio Andrade, Farinhas Treinador: Ricardo Rodrigues Disciplina: Cartão amarelo a Ricardo Oliveira (5’), Pika (15’), Ricardo Castro (19’), Fábio Marques (34’), Marcelo (35’), Russo (39’) Golos: Jorge Gomes (9’; 34’), Russo (15’), André Sousa (25’), Ricardo Castro (27’; 37’), Marquitos (37’), Tiaguinho (38’)

CRECUS: Vidal; Shuma, Kelvin, Fred Silva, Daniel Silva Suplentes: Jorge Coutinho; Luís Carvalho, Gonçalo, Rúben, Natas, Fábio Silva, Diogo Treinador: Miguel Ribolhos Lamas Futsal: André; Vendeira, Fábio Gaio, Zé Castro, China Suplentes: Samuel, António, Hugo, Couto, Duarte, Andorinha, Rafael Treinador: Sérgio Rocha Disciplina: Cartão amarelo a Daniel Silva (5’), Fábio Gaio (5’), Kelvin (7’), Andorinha (31’), Zé Castro (35’), Jorge Coutinho (39’) Golos: Daniel Silva (3’), André (7’), Vendeira (11; 25’), Diogo (12’), Kelvin (31’)

Casal

JORNADA INFELIZ PARA AS EQUIPAS DA FEIRA a equipa da Feira pode culpar-se a si própria pela falta da soma dos três pontos, dada a quantidade de remates efetuados, mas que não se materializaram em golos por falta de eficácia. A formação do Gião voltou a não ganhar, somando apenas um ponto no embate frente ao Arada (4-4). Mar-

Mozelos

Pavilhão Municipal de Arouca

Golos: Tiago Monteiro (4’), Fabinho (6’), Carlitos (15’; 30’), Macieira (19’; 20’), Torres (20’), Maric (27’), Fred (29’), Bruno Morais (30’)

DANI BISA E SELA REGRESSO AOS TRIUNFOS DO ARRIFANENSE

0

Pavilhão da EB 2,3 da Corga

Disciplina: Cartão amarelo a Daniel (20’), Fred (40’)

JUVENTUDE FIÃES x GAFANHA

Arouca

Lusitânia de Lourosa, Gião, Lamas Futsal e S. João de Ver, as quatro equipas do concelho da Feira a disputarem a 2.ª Divisão, não averbaram qualquer triunfo na 9.ª jornada

S. João de Ver

6 2

Pavilhão Municipal de Castelo de Paiva Árbitros: Tiago Tavares e Vítor Costa Casal: Riky; Pedro, Nuno, Samu, Fábio Suplentes: Kikas, Madeira, Miguel David Treinador: Bruno Beato S. João de Ver: Tiago Garcia; Paulinho, Fary, Luís, Tiago Cruz Suplentes: Neves; Maicon, Postiga, Verinha, Fadu Treinador: Manuel Teixeira

Disciplina: Cartão amarelo Pedro (11’), Maicon (35’) Golos: Samu (3’; 15’), Postiga (18’), Fábio (30’; 33’) Pedro (35’), David (39’), Verinha (39’)


26

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

MODALIDADES

SARA CRUZ E ELIANA MARCAM NO REGRESSO ÀS VITÓRIAS DO LOUROSA

Exibição convincente afasta Jesuítas Carlos Fontes*

Após duas jornadas consecutivas a perder, o Lusitânia de Lourosa reencontrou-se com os triunfos na receção ao Águias de Santa Marta, por 2-1, com golos de Sara Cruz e Eliana. Marcelo Brito marcelo.brito@correiodafeira.pt

CAMPEONATO NACIONAL DE FUTSAL FEMININO O Lusitânia de Lourosa, após averbar dois desaires consecutivos, ambos enquanto visitante, perante Chaves e Novasemente, voltou a vencer na receção ao Águias de Santa Marta. As guarda-redes das respetivas equipas estiveram em bom plano na 1.ª parte, impedindo que o nulo inicial sofresse qualquer alteração. Golos, apenas na etapa complementar. Sara Cruz, aos 23’, adiantou as comandadas de Sofia Ferreira. No minuto 30, dois golos, um para cada lado. Eliana aumentou a vantagem lusitanista, mas rapidamente Joana Barbosa reduziu, provocando a incerteza no resultado até ao apito final. A soma dos três pontos permite

à equipa da Cidade Capital da Cortiça subir ao penúltimo lugar, em virtude do empate sem golos do ‘lanterna-vermelha’ Póvoa Futsal com o Vermoim. No topo da classificação mantém-se o Novasemente, do município limítrofe de Espinho, que nesCAMPEONATO NACIONAL FEMININO FUTSAL - ZONA NORTE

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 9.ª Jornada FC Vermoim 0 0 Póvoa Futsal Lusitânia Lourosa 2 1 Águias Sta. Maria GCR Nun'Álvares 4 4 Novasemente GD Chaves 2 6 Santa Luzia FC Classificação P J V E D GM - GS Novasemente 20 9 6 2 1 31 - 14 Santa Luzia FC 17 9 5 2 2 29 - 18 Águias Sta. Maria 15 9 4 3 2 15 - 13 FC Vermoim 14 9 4 2 3 16 - 16 GCR Nun'Álvares 11 9 3 2 4 23 - 17 GD Chaves 8 9 2 2 5 17 - 31 Póvoa Futsal 7 9 1 4 4 10 - 19 Lusit. Lourosa 7 9 2 1 6 10 - 23 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro Póvoa Futsal - GD Chaves Santa Luzia FC - FC Águias Santa Maria Novasemente - FC Vermoim GCR Nun'Álvares - Lusitânia Lourosa, 18h30

ta ronda empatou, 4-4, com o Nun’Álvares. Restam disputarem-se cinco jornadas. Lourosa

2

Águias Santa Marta

1

Pavilhão Municipal de Mozelos Árbitros: Hugo Santos e Leandro Costa (AF Aveiro) Lourosa: Rita Ribeiro; Chloé, Carina, Eliana, Sara Cruz Suplentes: Estefânia; Inês Vaz, Tatiana, Mariana Gandarez, Ju, Sandra, Fabiana Treinador: Sofia Ferreira Águias Santa Marta: Catarina Martins; Diana Sousa, Olga David, Sílvia, Andreia Gonçalves Suplentes: Alícia; Margarida Rocha, Ana Sabina, Cátia Nascimento, Bárbara, Joana Barbosa Treinador: Carlos Rodrigues Disciplina: Cartão amarelo a Andreia Gonçalves (19’), Sara Cruz (21’), Sílvia (29’), Bárbara (35’), Diana Sousa (35’), Chloé (37’; 39’). Cartão vermelho direto a Andreia Gonçalves (23’) e por acumulação a Chloé (39’) Golos: Sara Cruz (23’), Eliana (30’), Joana Barbosa (30’)

GRIB BATE FIDES SEM DIFICULDADE BASQUETEBOL O Grupo Recreativo Independente Brandoense (GRIB) aumentou para cinco o número de jogos consecutivos a vencer. Na 8.ª jornada da 2.ª Divisão – Norte C, o quarto patamar da modalidade em Portugal, triunfo por 104-42 sobre o Fides, de Gondomar. Partida sem grande história, com a equipa brandoense, com melhores argumentos no que ao plantel diz respeito, a materializar a teórica superioridade. Com esta vitória, os comandados de

Paulo Gomes destacam-se no 2.º lugar com apenas uma derrota e a um ponto da liderança. Na próxima jornada, última da primeira volta, os ‘falcões’ deslocam-se a casa do 1.º classificado e, em caso de vitória, o GRIB ficará em 1.º lugar, em igualdade pontual com o Aroso. Neste momento, e apenas com um desaire em Valongo, o objetivo de passar para a 2.ª Fase do Campeonato Nacional da 2.º Divisão, está ao alcance da equipa de Paços de Brandão.

Sub-14 homenageados

O transato fim de semana ficou marcado pela homenagem, na Gala de Basquetebol Aveirense, à equipa masculina de Sub-14 da época 2018/19, pelo título de campeã de Aveiro. Foram também laureados os atletas André Rocha, Filipe Torres, Gabr iel Mendes e Santiago Oliveira, por terem representado a Seleção de Aveiro em Albufeira. Ver classificação na página 30.

GRANDE PRÉMIO DE FÓRMULA ROLAMENTOS DA JUVENTUDE SANGUEDO ROLAMENTOS A Juventude Sanguedo vai promover, no dia 8, domingo, o 39.º Grande

Prémio Fórmula Rolamentos – V Troféu Capital Fórmula Roll, na Rampa da Castanheira, em

Sanguedo, que contará com as provas de MF20, MF12, Gravity Car e Trikes.

VOLEIBOL A equipa sénior masculina do Clube Desportivo de Fiães afastou, em mais uma eliminatória da Taça de Portugal, a do Ginásio de Santo Tirso e vai agora discutir com as da Académica de Espinho, Nun’Álvares de Gondomar e Juventude Pacense, dois lugares nos oitavos de final da competição, nos quais já vão participar as equipas da 1.ª Divisão. No seu pavilhão, a formação fianense, que no Nacional da 2.ª Divisão ocupa a 2.ª posição na tabela classificativa, atrás da Académica de Espinho – visita Fiães, no próximo dia 14 em jogo a contar para a 9.ª jornada –, derrotou a do Ginásio de Santo Tirso por 3-0, com os parciais de 25-16, 25-19 e 25-18. Bom jogo dos pupilos de Nuno Neves. Muito bem no bloco, capítulo que tem sido uma grande arma para derrotar os adversários, bem na receção e muito fortes no ataque, mas menos bem no serviço, os fianenses fizeram um primeiro parcial de bom nível. Apesar de mostrar valor, a jovem formação da cidade dos jesuítas foi impotente para contrariar o poder dos fianenses que triunfaram no set inaugural de forma contundente. Não foi muito diferente o panorama nos sets seguintes. Os locais dominaram por completo, mas os visitantes conseguiram equilibrar mais.Todavia, a supremacia dos jogadores do Desportivo de Fiães foi sempre patente e o resultado de 3-0, tal como já tinha acontecido na visita desta equipa em jogo para o campeonato, aconteceu normalmente. Na próxima quarta-feira, na sede da Federação Portuguesa de Voleibol, realiza-se o sorteio desta eliminatória que será disputada no próximo dia 22. Ver resultados da Taça de Portugal na página 30.

Senhoras vencem… e convencem

Antes do jogo masculino a contar para a Taça de Portugal, disputou-se o encontro entre Desportivo de Fiães e Clube Volei de Aveiro para a 2.ª Fase do Nacional da 3.ª Divisão Feminina. As senhoras fianenses, esta temporada, dirigidas por Arlindo Lopes, venceram pelo resultado máximo, 3-0 (25-12, 25-13 e 15-19), e começaram da melhor forma a sua corrida por um lugar que lhes permita chegar à fase final da competição, e discutir a subida à 2.ª Divisão.

AJM/FC Porto sai vitoriosa da Vila das Aves VOLEIBOL FEMININO A AJM/FC Porto, formação sedeada em Nogueira da Regedoura, Santa Maria da Feira, deslocou-se à Vila das Aves, saindo vitorioso após bater o Desportivo das Aves por 1-3, em jogo referente à 10.ª jornada da 1.ª Divisão do Campeonato Nacional. A equipa orientada pelo timoneiro Rui Moreira, até então, traduziu em triunfos todos os encontros disputados, marcando presença isolada no topo da tabela classificativa. Na próxima ronda, a AJM/FC Porto desloca-se a Ponta Delgada para defrontar o Clube K, 2.º classificado, que nesta jornada bateu o Boavista por 3-0. Ver classificação na página 30.

Feirense e Oleiros voltam a perder ANDEBOL Feirense e S. Paio de Oleiros adicionaram mais uma derrota às estatísticas da época 2019/20, perdendo, respetivamente, com Póvoa e Ginásio de Santo Tirso. No jogo referente à 11.ª jornada da Zona 1 da 2.ª Divisão do Campeonato Nacional, o Feirense saiu derrotado, do Pavilhão da Lavandeira, depois de defrontar o Póvoa (2528), enquanto o Oleiros perdeu na receção ao Ginásio de Santo Tirso (26-30). No encontro do Feirense, Eduardo Rocha esteve em destaque ao apontar sete golos. André Caldas, com cinco, foi o melhor do Póvoa. No do Oleiros, João Almeida com oito e Gonçalo Amorim com sete foram os melhores marcadores dos oleirenses, enquanto Diogo Alves, com seis, foi o mais esclarecido dos tirsenses. Na próxima jornada, o Feirense desloca-se a Penafiel para medir forças com o Clube de Andebol local, enquanto o Oleiros defronta, em Guimarães, o Xico Andebol. Ver classificação na página 30.


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

27

MODALIDADES

FEIRENSE APRESENTA EQUIPA PARA 2020

Clube Colégio de Lamas alcança 32(!) pódios no Regional de Piscina Curta NATAÇÃO O Clube Colégio de Lamas disputou, entre 22 e 24 de novembro, o Campeonato Regional de Juniores, Juvenis e Seniores de Piscina Curta, arrecadando 32 medalhas (seis ouros, dez pratas e 16 bronzes). Alexandre Gonçalves (Juvenil B) sagrou-se campeão regional aos 800 e 1.500 metros livres, vice-campeão aos 400m livres e foi 3.º aos 200m livres – e ainda 8.º aos 200m estilos. Vasco Ribeiro (Juvenil B), foi campeão regional aos 100m livres, vice-campeão aos 200m livres e 100m bruços e arrecadou o 3.º posto aos 200m estilos e o 4.º aos 400m estilos. Também Maria João Ribeiro foi campeão regional, aos 200m bruços, vice-campeã aos 100m bruços 3.ª aos 400m estilos. Já Bruna Rodrigues foi vice-campeã aos 200m bruços,lugar que Matilde Domingues alcançou aos 50m bruços – foi ainda 3.ª aos 100m bruços.Nicole Silva é atual campeã regional aos 50m costas,Simão Capitão é vice-campeão regional aos 50m e 100m bruços e, por fim, Ricardo Mendes é 3.º aos 50m e 200m bruços.

Polo Aquático: Sub-12 vencem Paredes

O naming Vito-Feirense-Pnb, usado na época passada, será alterado, passando apenas a designar-se ‘Feirense’. No entanto, decorrem negociações, adianta em exclusivo ao CORREIO DA FEIRA o diretor desportivo Joaquim Andrade, com algumas empresas. Rafael Reis e Oscar Pelegrí são ‘a montra’ da equipa continental. CICLISMO O Feirense preparase para pedalar a terceira época consecutiva em estrada, apresentando cinco entradas e quatro renovações na equipa continental, que terá a designação ‘Feirense’. Rafael Reis, Gonçalo Amado, Fábio Oliveira, Rafael Ferreira e Afonso Eulálio unem-se a Oscar Pelegrí, Bernardo Saavedra, António Ferreira e Luís Cabral. O primeiro período vivido pelo Feirense na modalidade, entre 1987 e 1993, ditou a obtenção de 15 etapas da Volta a Portugal. Em 1990, Fernando Carvalho conquistou a camisola amarela. A temporada de 2018 marcou o

regresso, no âmbito das comemorações do centenário do clube, almejado pelo presidente Rodrigo Nunes. O cargo de diretor desportivo mantém-se ocupado pelo Joaquim Andrade, que falou em exclusivo para o CORREIO DA FEIRA. Relativamente ao naming, “para já”, apenas será Feirense, mas existem “conversações com algumas empresas” no sentido de ocupar as vagas deixadas pela Vito e pela Pnb. Sobre a reformulação da equipa continental, o diretor desportivo assinala que é algo que não impedirá o objetivo de “ganhar todas as provas”

em que o clube fogaceiro irá marcar presença. “Para o sprint temos o [Oscar] Pelegrí e para o contrarrelógio o Rafael Reis, que considero o melhor em Portugal. Na montanha é onde estamos mais limitados, mas temos jovens a evoluírem”. A participação na Volta a Portugal é um dado adquirido. O plantel da equipa continental do Feirense será, então, composto por Rafael Reis (27 anos), Oscar Pelegrí (25), António Ferreira (19), Bernardo Saavedra (21), Fábio Oliveira (25), Gonçalo Amado (25), Rafael Ferreira (20), Luís Cabral (19) e Afonso Eulálio (18).

ACADÉMICO DA FEIRA VENCE O LÍDER TERMAS NA LAVANDEIRA

A equipa de Sub-12 do Clube Colégio de Lamas recebeu e venceu, no Complexo Desportivo da instituição lamacense, no dia 23 de novembro, a homóloga do Paredes, por 18-11, em jogo da 2.ª jornada do Campeonato Regional para o escalão. O Clube Colégio de Lamas foi superior ao adversário e triunfou 18-11 com os parciais de 4-0.Jogaram e marcaram:Gustavo Pinho (1), André Vieira (3), Vasco Ferreira (5), Marco Costa, Eduardo Chilro (8) e Duarte Vieira. A próxima jornada, frente ao Clube Aquático Pacense, realiza-se em Guimarães no dia 15 de dezembro, domingo.

Alexandre Guedes faz 6.ª no Nadador Completo de Infantis NATAÇÃO O atleta do Feirense, Alexandre Guedes (Infantil A), classificou-se em 6.º da geral, fruto do 2.º lugar nos 100 metros costas, 5.º nos 100m livres e 9.º nos 100m bruços, 100m mariposa e 200m estilos, durante o Torneio Nadador Completo de Infantis. Já Rita Tavares (Infantil A) foi 7.ª da geral, em virtude do 2º lugar aos 100m bruços, 7.º aos 100m mariposa, 13.ª aos 100m costas e 16.ª aos 100m livres e 200m estilos; Tomás Sansana (Infantil B), foi 7.º da geral, fruto do 5.º lugar aos 100m bruços, 7.º aos 200m estilos e aos 100m livres, 8.º aos 100m mariposa e 16.º aos 100m costas; Alexandre Resende (Infantil B) foi 8.º, fruto do 6.º lugar aos 100m livres, 10.º aos 100m costas e 100m bruços e 12.º aos 100m mariposa e 200m estilos; Rodrigo Faria (Infantil B), foi 9.º da geral, em virtude do 3.º posto aos 100m bruços; e Sara Conceição (Infantil A), foi 4.ª nos 100m costas.

Luís Higino

HÓQUEI EM PATINS O Académico da Feira venceu por 3-1 ao líder Termas, em jogo da 7.ª jornada do Campeonato Nacional da 3.ª Divisão, realizado no Pavilhão da Lavandeira. Ao intervalo registava-se uma igualdade sem golos, mas na 2.ª parte o Académico da Feira construiu uma importante vitória e chegou-se aos lugares cimeiros da classificação. O Académico da Feira alinhou com Nuno Magalhães, Tozé Silva, Bruno Moreira, Bruno Fernan-

des (1 golo) e João Santos (1). Artur Couto, Pedro Silva, Tiago Penedos, Tibério Carvalho (1) e Rui Andrade foram suplentes. Treinador: Alexandre Saraiva. Na próxima ronda, deslocação a Pessegueiro do Vouga, jogo agendado para domingo, dia 8, às 17 horas.

Campeonato Nacional Feminino

Na 9ª Jornada, o Académico da Feira bateu o Infante Sagres por

3-1. Excelente vitória das ‘canarinhas’ que, com nove jornadas, seguem em 8.º, com 12 pontos. Lidera o Benfica com 24. O Académico da Feira alinhou com Mónica Alho, Sofia Ferreira, Sofia Portugal (1), Cátia Gomes e Joana Teixeira (2). No banco: Joana Santos, Tatiana Pereira, Inês Cardoso, Caitlin Jones e Ana Sofia Reis. Treinador: José Reis. Na próxima jornada, deslocação ao pavilhão do Arazede. Ver classificação na página 30.

DIOGO COSTA E JOÃO SILVA EM DESTAQUE NO OPEN VILA DE MOAÑA TAEKWONDO Em representação do Jovens D’Ouro, Diogo Costa e João Silva mantiveram-

se imbatíveis nos seus escalões, conquistando assim, no dia 23 de novembro, o Open Internacional

Vila de Moaña, em Espanha. Tiago Pinto e Ana Adrego arrecadaram o 3.º lugar.

PUB


28

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

modalidades/tabelas classificativas

João André e MAriA TAvAres eleiTos ATleTAs do Ano

DISTRITAL DE JUNIORES I Divisão

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

atletismo João André e Maria Tavares, do caldas de s. Jorge, foram distinguidos com o galardão Atleta do Ano – para o escalão de benjamins A – na Gala da Associação de Atletismo de Aveiro, realizada no europarque, em espargo, no dia 30 de novembro. “este feito é o reconhecimento do trabalho dos atletas, familiares, treinadores, dirigentes e de todos os que, diariamente, abnegadamente, se esforçam para promover o desporto e em particular o atletismo na região. o sentimento vivido por todos depois da conquista destes prémios é de um enorme orgulho e honra. estas conquistas trazem uma redobrada responsabilidade

de continuar o trabalho em desenvolvimento. Quer em termos desportivos e sociais, quer ao nível da melhoria das infraestruturas de apoio. A renovação da pista de Atletismo no complexo desportivo de caldas de s. Jorge é também, por isso, de extrema importância e necessidade”, escreve o caldas em nota de imprensa. Também na Gala da AAA, a vereadora do desporto da câmara Municipal da Feira, cristina Tenreiro, foi agraciada com o prémio personalidade do Ano.

Gala de atletismo do caldas

é já no próximo dia 7, sábado,

que vai realizar-se a Gala de Atletismo do caldas de s. Jorge de 2019. “é o evento da época que atletas, sócios, familiares e amigos esperam e querem estar presentes. por isso e como nas edições anteriores, espera-se que seja mais um grande momento na história deste clube.

GusTAvo ribeiro sAGrA-se vice-cAMpeão nAcionAl de sub-14 XadreZ o clube Académico Téssera (cAT) esteve presente com seis jogadores no campeonato de portugal de Xadrez semi-rápido de 2019, realizado no pavilhão Gimnodesportivo de Meirinhas, em pombal, tendo Gustavo ribeiro conquistado o 2.º lugar ao conseguir 5,5 pontos em sete possíveis, atrás de rodrigo basílio (leiria) e à frente de Filipe bártolo (lisboa). no escalão sub-8, pedro Freitas, no seu primeiro campeonato nacional de Xadrez, obteve o 14.º lugar. em sub-10, lucas luz foi 13.º e Margarida ribeiro foi 36.ª (7.ª na vertente feminina), enquanto em sub-12, david luz foi 28.º. por fim, em sub-16, rodrigo ribeiro foi 7.º.

cat organiza campeonato de aveiro

no dia 7 de dezembro, o cAT, com o apoio da Associação de Xadrez de Aveiro,vai organizar o campeonato

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15.

de Aveiro de Xadrez semi-rápido na casa da Juventude, em Arrifana, a partir das 14h30, sendo aberto a todos os jogadores filiados da Federação portuguesa de Xadrez.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13.

Resultados - 8.ª Jornada Mosteirô F. C. 1 4 AD Valecambrense AD Sanjoanense 4 5 Canedo FC FC Arouca 3 0 AC Cucujães S. Vicente Pereira 2 1 Paços de Brandão ADC Sanguedo 0 6 FC Cortegaça GD Milheiroense 2 3 Lusit. Lourosa Folgou UD Fermedo e Esc. Rui Dolores Classificação P J V E D GM - GS Lusit. Lourosa 17 8 5 2 1 15 - 9 AD Valecambren. 16 7 5 1 1 15 - 4 FC Arouca 15 7 5 0 2 25 - 10 S. Vicente Pereira 15 8 4 3 1 23 - 11 AC Cucujães 15 8 4 3 1 14 - 13 FC Cortegaça 13 7 4 1 2 21 - 9 Paços Brandão 11 7 3 2 2 13 - 8 UD Fermedo 10 7 3 1 3 13 - 12 Mosteirô F. C. 9 7 3 0 4 11 - 20 GD Milheiroense 8 7 2 2 3 10 - 10 ADC Sanguedo 7 7 2 1 4 10 - 19 Canedo FC 6 7 1 3 3 15 - 18 Esc. Rui Dolores 5 7 1 2 4 10 - 18 AD Sanjoanense 1 8 0 1 7 9 - 22 Macieira Cambra 0 4 0 0 4 2 - 23 Próxima Jornada - 07 de Dezembro Mosteirô F. C. - ADC Sanguedo (3-2) 23/11 Paços de Brandão - FC Arouca GD Milheiroense - ACR São Vicente Pereira Canedo FC - Lusitânia de Lourosa UD Fermedo - AD Valecambrense Escolinha Rui Dolores - AD Sanjoanense Folgam FC Cortegaça e AC Cucujães

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13.

domingo, no parque desportivo de ramalde, no porto. os golos dos atuais campeões do mundo e bicampeões nacionais das competições inatel foram da autoria de André, que esteve

em destaque ao bisar, e ainda de Tiago. A formação do distrito de braga soma assim mais um troféu ao já vasto espólio. desportivo de Fiães segue em frente na Taça

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

Resultados - 9.ª Jornada União de Lam as 1 2 São Vic. Pereira 5 AD Sanjoanense GD Milheiroense 1 Esc. Rui Dolores 2 0 Vilam aiorense AD Valecambrense 6 1 AD Ovarense AC Cucujães 3 2 Macieira de Cambra CD Arrifanense 1 0 Oliveirense Folgou SC Esmoriz Classificação P J V E D GM - GS AD Sanjoanense 24 8 8 0 0 44 - 5 Oliveirense 24 9 8 0 1 38 - 6 CD Arrifanense 24 8 8 0 0 32 - 3 AD Valecambren. 21 8 7 0 1 32 - 7 São Vic. Pereira 16 9 5 1 3 18 - 21 Vilam aiorense 10 8 3 1 4 15 - 24 GD Milheiroense 9 7 3 0 4 13 - 18 União de Lam as 9 8 3 0 5 12 - 18 Esc. Rui Dolores 6 7 2 0 5 7 - 18 Macieira Cambra 4 8 1 1 6 12 - 27 SC Esmoriz 4 9 1 1 7 10 - 34 AC Cucujães 4 9 1 1 7 9 - 39 AD Ovarense 1 8 0 1 7 8 - 30 Próxim a Jornada - 07 e 08 Dezem bro Oliveirense - AD Valecambrense - 07/12 ARD São Vicente Pereira - AC Cucujães Macieira de Cambra - Escolinha Rui Dolores ARD Vilam aiorense - GD Milheiroense AD Sanjoanense - CD Arrifanense SC Esmoriz - União de Lam as Folga AD Ovarense

iniciados DISTRITAL DE INICIADOS I Divisão

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15. 16. 17. 18.

juvenis Resultados - 11.ª Jornada AD Taboeira 5 1 AC Cucujães Oliveirense 2 2 AA Avanca AD Sanjoanense 4 1 FC Cesarense CD Estarreja 0 0 RD Águeda Fiães SC 6 0 SC Alba FC Cortegaça 2 1 Anadia FC GD Gafanha 8 0 Severfintas SC Beira-Mar 5 1 FC Arouca SC Paivense 3 2 CD Feirense Classificação P J V E D GM AD Sanjoanense 31 11 10 1 0 53 AA Avanca 31 11 10 1 0 50 Oliveirense 29 11 9 2 0 45 AD Taboeira 25 11 8 1 2 36 CD Feirense 22 11 7 1 3 25 RD Águeda 19 11 6 1 4 19 CD Estarreja 18 10 5 3 2 22 SC Paivense 16 11 4 4 3 17 FC Cesarense 16 11 5 1 5 15 SC Beira-Mar 15 10 5 0 5 27 GD Gafanha 14 11 4 2 5 20 Fiães SC 13 11 4 1 6 21 Anadia FC 10 11 3 1 7 15 AC Cucujães 10 11 3 1 7 8 FC Cortegaça 9 11 3 0 8 12 FC Arouca 3 11 1 0 10 7 SC Alba 3 11 1 0 10 3 Severfintas 0 11 0 0 11 4 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro AA Avanca - SC Paivense - 07/12 Severfintas - FC Cortegaça - 07/12 AC Cucujães - Fiães SC CD Feirense - AD Sanjoanense Anadia FC - Oliveirense FC Arouca - CD Estarreja FC Cesarense - SC Beira-Mar RD Águeda - AD Taboeira SC Alba - GD Gafanha

Resultados - 9.ª Jornada FC Cortegaça 0 14 Lusitânia Lourosa Sp. Espinho 2 1 São João de Ver AD Argoncilhe 1 2 Vilam aiorense Canedo F. C. 1 1 ADF Anta União de Lam as N/ Real. GD Milheiroense SC Esmoriz 6 0 Fiães SC Folgou Paços Brandão Classificação P J V E D GM - GS Lusit. Lourosa 22 9 7 1 1 39 - 9 União de Lam as 21 7 7 0 0 33 - 4 Sp. Espinho 18 9 6 0 3 43 - 9 São João de Ver 18 8 6 0 2 37 - 7 SC Esmoriz 18 8 6 0 2 34 - 6 Fiães SC 13 9 4 1 4 15 - 30 ADF Anta 11 8 3 2 3 12 - 11 Paços Brandão 10 8 3 1 4 12 - 17 AD Argoncilhe 9 8 3 0 5 10 - 25 Vilam aiorense 7 9 2 1 6 11 - 32 Canedo F. C. 5 9 1 2 6 10 - 26 8 1 0 7 5 - 53 GD Milheiroense 3 FC Cortegaça 2 8 0 2 6 8 - 40 Próxim a Jornada - 07 e 08 Dezem bro Lusitânia de Lourosa - União de Lam as - 07/12 São João de Ver - FC Cortegaça ARD Vilam aiorense - Paços de Brandão Fiães SC - Sp. Espinho GD Milheiroense - AD Argoncilhe ADF Anta - SC Esmoriz Folga Canedo F. C.

DISTRITAL DE JUVENIS II Divisão - Série B

Resultados - 11.ª Jornada ADF Anta 2 3 GD Gafanha AA Avanca 4 2 SC Paivense Sp. Espinho 1 3 AD Sanjoanense Oliveirense 4 0 CD Arrifanense GDR Soutelo 1 14 AC Cucujães CD Estarreja 1 3 Lusitânia Lourosa Fiães SC 0 0 SC Alba Oliveira do Bairro 0 4 CD Feirense SC Beira-Mar 3 1 Anadia FC Classificação P J V E D GM - GS Lusit. Lourosa 31 11 10 1 0 71 - 7 Oliveirense 31 11 10 1 0 53 - 10 AD Sanjoanense 28 11 9 1 1 69 - 12 CD Feirense 26 11 8 2 1 46 - 7 Sp. Espinho 24 11 8 0 3 52 - 13 CD Estarreja 21 11 7 0 4 50 - 25 SC Beira-Mar 21 11 7 0 4 30 - 27 SC Paivense 16 11 5 1 5 32 - 28 AC Cucujães 13 10 4 1 5 38 - 18 CD Arrifanense 12 11 4 0 7 12 - 19 Anadia FC 12 11 3 3 5 11 - 25 Fiães SC 11 11 3 2 6 11 - 26 AA Avanca 10 11 3 1 7 21 - 50 Oliveira do Bairro 7 11 2 1 8 7 - 32 GD Gafanha 7 11 2 1 8 10 - 76 ADF Anta 6 10 2 0 8 10 - 53 GDR Soutelo 6 11 2 0 9 10 - 67 SC Alba 4 11 1 1 9 11 - 49 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro CD Feirense - Oliveirense - 07/12 Anadia FC - CD Estarreja - 07/12 GD Gafanha - Oliveira do Bairro - 07/12 SC Paivense - ADF Anta AD Sanjoanense - AA Avanca AC Cucujães - Fiães SC CD Arrifanense - SC Beira-Mar Lusitânia de Lourosa - GDR Soutelo SC Alba - Sp. Espinho

DISTRITAL DE INICIADOS II Divisão - Série A

DISTRITAL DE JUVENIS I Divisão

nAdAis perde superTAçA nAcionAl pArA o AcriF suPertaÇa nacional inatel o nadais perdeu, por uns expressivos 3-0, a supertaça nacional da Fundação inatel para o inter de Fradelos (AcriF), p a r t i d a re a l i z a d a o n t e m ,

Resultados - 11.ª Jornada CD Arrifanense 1 2 Fiães SC CD Feirense 2 2 SC Alba FC Cesarense 1 2 AD Taboeira SC Fermentelos 0 5 Sp. Espinho LAAC 1 4 AD Sanjoanense AD Argoncilhe 1 4 SC Paivense UD Mourisquense 2 1 RD Águeda União de Lamas 1 0 SC Esmoriz AA Avanca 1 0 São João de Ver Classificação P J V E D GM - GS AD Sanjoanense 30 11 10 0 1 43 - 7 AD Taboeira 28 11 9 1 1 31 - 8 Fiães SC 26 11 8 2 1 17 - 8 Sp. Espinho 23 11 7 2 2 27 - 7 CD Feirense 23 11 7 2 2 20 - 11 SC Esmoriz 23 11 7 2 2 16 - 12 AA Avanca 21 11 6 3 2 25 - 10 FC Cesarense 20 11 6 2 3 16 - 11 São João de Ver 18 11 6 0 5 26 - 16 União de Lamas 15 11 4 3 4 13 - 12 CD Arrifanense 12 11 3 3 5 15 - 17 UD Mourisquense 12 11 3 3 5 12 - 20 SC Paivense 9 11 3 0 8 12 - 20 LAAC 7 10 2 1 7 9 - 21 SC Alba 7 11 2 1 8 10 - 23 SC Fermentelos 3 11 1 0 10 4 - 49 RD Águeda 2 10 0 2 8 8 - 28 AD Argoncilhe 1 11 0 1 10 13 - 37 Próxima Jornada - 07 de Dezembro AD Sanjoanense - UD Mourisquense São João de Ver - FC Cesarense AD Taboeira - CD Arrifanense Fiães SC - LAAC RD Águeda - CD Feirense SC Alba - AD Argoncilhe SC Esmoriz - AA Avanca Sp. Espinho - União de Lamas SC Paivense - SC Fermentelos

DISTRITAL DE JUNIORES II Divisão - Zona Norte

arlete santos no cortamato da aaP

o caldas marcou presença no corta-Mato de preparação distrital da AAp, realizado no dia 23 de novembro, no parque urbano de paços de Ferreira, tendo Arlete santos conquistado o 4.º lugar referente ao escalão de veteranos F35.

DISTRITAL DE JUVENIS II Divisão - Série A

juniores

GS 3 6 6 9 11 17 11 16 23 20 14 29 23 25 34 32 50 70

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14. 15.

Resultados - 9.ª Jornada AAC Marfoot Silvalde 7 0 ADC Lobão ADF Anta 0 11 Paços Brandão Lusitânia Lourosa 4 1 UD Fermedo Sp. Espinho 1 4 Vilam aiorense São João de Ver Adiado CCR São Martinho SC Esmoriz 6 0 Fiães SC União de Lam as 3 0 JA Rio Meão Folgou Escolinha Rui Dolores Classificação P J V E D GM - GS Lusit. Lourosa 23 9 7 2 0 43 - 2 Paços Brandão 22 8 7 1 0 42 - 2 Marfoot Silvalde 21 8 7 0 1 30 - 8 SC Esmoriz 18 9 6 0 3 25 - 10 São João de Ver 16 7 5 1 1 25 - 4 UD Fermedo 16 8 5 1 2 29 - 13 São Martinho 16 8 5 1 2 29 - 18 JA Rio Meão 10 9 3 1 5 19 - 20 União de Lam as 10 8 3 1 4 14 - 17 Esc. Rui Dolores 9 8 3 0 5 13 - 19 Vilam aiorense 6 8 2 0 6 10 - 30 ADC Lobão 6 9 2 0 7 6 - 42 Sp. Espinho 5 9 1 2 6 11 - 34 Fiães SC 3 8 1 0 7 8 - 42 ADF Anta 1 8 0 1 7 5 - 45 Próxim a Jornada - 07 e 08 Dezem bro CCR São Martinho - União de Lam as - 07/12 UD Fermedo - Sp. Espinho JA Rio Meão - AAC Marfoot Silvalde Paços de Brandão - São João de Ver Fiães SC - Lusitânia de Lourosa Escolinha Rui Dolores - SC Esmoriz ARD Vilam aiorense - ADF Anta Folga ADC Lobão


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

29

tabelas classificativas Pub

infantis a

DISTRITAL DE INICIADOS II Divisão - Série B Re s ultados - 9.ª Jornada Unidos de Rossas 4 2 Paços Brandão Es colinha Rui Dolore s 10 0 Arada AC AD Sanjoanense 2 1 CD Tare i FC Arouca 5 2 AC Cucujães FC Cortegaça 5 2 São Vic. Pereira Lus itânia Louros a 29-de z Oliveirense São João de Vê r 2 2 FC Macieirense Folgou CD Fe ire ns e Clas s ificação P J V E D GM - GS 1. Es c. Rui Dolore s 21 8 7 0 1 40 - 7 2. AD Sanjoanense 20 9 6 2 1 26 - 12 3. CD Fe ire ns e 19 8 6 1 1 54 - 5 4. FC Arouca 18 8 6 0 2 25 - 13 5. Oliveirense 17 7 5 2 0 40 - 3 6. FC Cortegaça 16 7 5 1 1 24 - 8 7. Unidos Rossas 15 8 5 0 3 28 - 24 8. Lus it. Louros a 12 8 4 0 4 21 - 19 9. CD Tare i 12 8 4 0 4 14 - 21 10. Paços Brandão 9 8 3 0 5 12 - 31 8 2 1 5 10 - 24 11. São João de Ve r 7 12. Arada AC 6 9 2 0 7 20 - 40 13. São Vic. Pereira 3 9 1 0 8 11 - 35 14. AC Cucujães 3 8 1 0 7 10 - 35 15. FC Macieirense 1 9 0 1 8 6 - 64 Próxim a Jornada - 07 e 08 de De ze m bro AC Cucujães - São João de Vê r - 07/12 Oliveirense - FC Arouca - 07/12 Paços de Brandão - AD Sanjoanense FC Macieirense - FC Cortegaça ARC São Vicente Pereira - Es colinha Rui Dolore s CD Tare i - Lus itânia de Louros a CD Fe ire ns e - Unidos de Rossas Folga Arada AC

infantis fut9 INFANTIS - FUT/9 - Série A

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 10.ª Jornada Fiães SC 5 0 Esc. Rui Dolores Sp. Espinho 4 2 G. Paramos ADF Anta 28-dez FC Cortegaça AAC Marfoot Silvalde 1 4 Lusitânia Lourosa Classificação P J V E D GM - GS Lusit. Lourosa 27 10 9 0 1 41 - 10 Sp. Espinho 24 10 8 0 2 40 - 9 Fiães SC 19 10 6 1 3 27 - 13 Marfoot Silvalde 19 9 6 1 2 21 - 9 ADF Anta 6 8 2 0 6 11 - 25 FC Cortegaça 6 9 1 3 5 2 - 18 G. Paramos 4 10 1 1 8 15 - 35 Esc. Rui Dolores 2 8 0 2 6 6 - 44 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro FC Cortegaça - Sp. Espinho Lusitânia de Lourosa - G. Paramos AAC Marfoot Silvalde - Fiães SC Escolinha Rui Dolores - ADF Anta

INFANTIS A - Série A

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Resultados - 11.ª Jornada Paços de Brandão 4 1 União de Lam as ADC Lobão 1 2 Canedo FC AD Argoncilhe 1 5 Vilam aiorense SC Paivense 7 0 ADC Sanguedo Classificação P J V E D GM - GS Paços Brandão 28 11 9 1 1 40 - 14 Vilam aiorense 26 10 8 2 0 44 - 14 SC Paivense 23 11 7 2 2 63 - 10 União de Lam as 18 11 6 0 5 39 - 25 AD Argoncilhe 8 11 2 2 7 25 - 43 ADC Sanguedo 8 11 2 2 7 12 - 34 ADC Lobão 8 11 2 2 7 14 - 58 Canedo FC 4 10 1 1 8 12 - 51 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro ADC Sanguedo - AD Argoncilhe Canedo FC - Paços de Brandão ARD Vilam aiorense - ADC Lobão União de Lam as - SC Paivense INFANTIS A - Série B

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Re s ultados - 11.ª Jornada CJ Salesianos 2 6 CD Fe ire ns e UD Fermedo 7 1 Es c. Rui Dolore s GD Fajões 5 1 Real Nogueirense Folgou São João de Ve r Clas s ificação P J V E D GM - GS CD Fe ire ns e 27 9 9 0 0 80 - 7 CJ Salesianos 21 9 7 0 2 75 - 23 UD Fermedo 13 9 4 1 4 40 - 23 São João de Ve r 13 8 4 1 3 18 - 26 GD Fajões 9 8 3 0 5 23 - 42 Es c. Rui Dolore s 6 8 2 0 6 21 - 57 Real Nogueirense 0 9 0 0 9 9 - 88 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro Real Nogueirense - UD Fermedo São João de Ve r - GD Fajões Es colinha Rui Dolore s - CJ Salesianos Folga CD Fe ire ns e

INFANTIS A - Série C

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

INFANTIS - FUT/9 - Série B Resultados - 10.ª Jornada AC Cucujães 2 0 CD Arrifanense Real Nogueirense 1 8 CD Feirense Oliveirense 3 0 AD Valecambrense Folgou AD Sanjoanense Classificação P J V E D GM - GS CD Feirense 24 8 8 0 0 59 - 5 Oliveirense 19 9 6 1 2 16 - 11 AD Sanjoanense 16 8 5 1 2 30 - 7 AC Cucujães 13 9 4 1 4 9 - 14 Real Nogueirense 6 8 2 0 6 11 - 44 AD Valecambren. 4 9 1 1 7 6 - 29 CD Arrifanense 3 9 1 0 8 6 - 31 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro CD Feirense - AD Valecambrense Real Nogueirense - AD Sanjoanense CD Arrifanense - Oliveirense Folga AC Cucujães

INFANTIS B - Série B

Re s ultados - 11.ª Jor nada A D Sanjoanense M os te ir ô F. C. 5 0 CD Fe ir e ns e 2 1 A D Ovarense GD São Roque 0 13 CD Tar e i São V ic. Pereira A rada A C 4 5 Clas s ificação P J V E D GM - GS CD Fe ir e ns e 30 10 10 0 0 97 5 CD Tar e i 30 11 10 0 1 85 - 15 A D Sanjoanense 27 11 9 0 2 79 7 M os te ir ô F. C. 15 11 5 0 6 53 - 33 A D Ovarense 12 11 4 0 7 22 - 35 A rada A C 9 11 3 0 8 31 - 67 São V ic. Pereira 6 11 2 0 9 38 - 60 GD São Roque 0 10 0 0 10 3 - 186 Pr óxim a Jor nada - 07 de De ze m br o CD Tar e i - A D Sanjoanense M os te ir ô F. C. - CD Fe ir e ns e A rada A C - GD São Roque A D Ovarense - A RC São V icente Pereira

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

INFANTIS B - Série C

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Resultados - 10.ª Jornada CD Arrifanense 1 10 AD Sanjoanense CD Feirense 14 1 CJ Salesianos GD Milheiroense 2 4 Esc. Rui Dolores Folgou FC Macieirense Classificação P J V E D GM - GS CD Feirense 27 9 9 0 0 106 - 6 AD Sanjoanense 21 8 7 0 1 81 - 13 CJ Salesianos 12 9 4 0 5 49 - 41 CD Arrifanense 12 9 4 0 5 32 - 46 Esc. Rui Dolores 9 9 3 0 6 18 - 62 GD Milheiroense 9 8 3 0 5 16 - 63 FC Macieirense 0 8 0 0 8 2 - 73 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro AD Sanjoanense - CD Feirense CJ Salesianos - GD Milheiroense FC Macieirense - CD Arrifanense Folga Escolinha Rui Dolores

benjamins a

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 10.ª Jornada Oliveirense 13 0 AC Cucujães S. Vicente Pereira 7 1 CD Estarreja AD Ovarense 3 12 FC Cesarense AD Sanjoanense 5 4 AD Valecambrense Classificação P J V E D GM - GS Oliveirense 30 10 10 0 0 127 - 8 FC Cesarense 27 10 9 0 1 106 - 19 AD Sanjoanense 17 10 5 2 3 32 - 48 AD Ovarense 16 10 5 1 4 37 - 43 São Vic. Pereira 13 10 4 1 5 31 - 56 AC Cucujães 8 10 2 2 6 19 - 52 AD Valecambren. 6 10 2 0 8 25 - 56 CD Estarreja 0 10 0 0 10 11 - 106 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro ARC São Vicente Pereira - AD Ovarense AD Valecambrense - Oliveirense CD Estarreja - AC Cucujães FC Cesarense - AD Sanjoanense

BENJAMINS A - Série E

BENJAMINS A - Série A

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 10.ª Jornada Lusitânia Lourosa 3 2 Canedo F. C. Sp. Espinho 27 0 ADC Sanguedo SC Paivense 0 14 ADF Anta CCR São Martinho 3 3 AD Argoncilhe Classificação P J V E D GM - GS ADF Anta 30 10 10 0 0 105 - 7 Lusit. Lourosa 27 10 9 0 1 77 - 10 Sp. Espinho 21 10 7 0 3 94 - 40 AD Argoncilhe 14 10 4 2 4 28 - 44 Canedo F. C. 10 10 3 1 6 29 - 40 CCR S. Martinho 7 9 2 1 6 25 - 43 SC Paivense 6 10 2 0 8 18 - 70 ADC Sanguedo 0 9 0 0 9 1 - 123 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro ADC Sanguedo - SC Paivense Lusitânia de Lourosa - CCR São Martinho AD Argoncilhe - Sp. Espinho Canedo F. C. - ADF Anta

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Re s ultados - 10.ª Jornada Fiãe s SC 0 10 Lus itânia Louros a ADC Lobão 0 3 União de Lam as ADF Anta 2 13 São João de Ve r GD Paramos 8 4 Paços de Brandão Clas s ificação P J V E D GM - GS Lus it. Louros a 30 10 10 0 0 136 - 7 São João de Ve r 24 9 8 0 1 82 - 12 GD Paramos 21 10 7 0 3 66 - 41 Fiãe s SC 16 10 5 1 4 50 - 46 União de Lam as 12 10 4 0 6 38 - 47 ADF Anta 7 10 2 1 7 22 - 71 Paços Brandão 4 9 1 1 7 26 - 57 ADC Lobão 1 10 0 1 9 10 - 149 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro Paços de Brandão - Lus itânia de Louros a São João de Ve r - Fiãe s SC GD Paramos - ADC Lobão União de Lam as - ADF Anta

BENJAMINS B - Série A

1. 2. 3. 4. 5. 6.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Resultados - 9.ª Jornada ADF Anta 1 1 Lusitânia Lourosa Sp. Espinho 4 3 União de Lam as Fiães SC 7 4 Marfoot Silvalde Folgou Vilam aiorense Classificação P J V E D GM - GS ADF Anta 19 8 6 1 1 43 - 10 Lusit. Lourosa 17 8 5 2 1 36 - 16 Fiães SC 15 8 5 0 3 32 - 27 Vilam aiorense 12 7 4 0 3 27 - 25 Sp. Espinho 11 8 3 2 3 17 - 29 Marfoot Silvalde 4 8 1 1 6 18 - 40 União de Lam as 0 7 0 0 7 13 - 39 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro ARD Vilam aiorense - Sp. Espinho AAC Marfoot Silvalde - União de Lam as Fiães SC - ADF Anta Folga Lusitânia de Lourosa

BENJAMINS B - Série C

BENJAMINS A - Série D Re s ultados - 10.ª Jornada AD Sanjoanense 11 1 Unidos de Rossas AC Cucujães 10 3 Arada AC FC Cesarense 2 0 CD Arrifane ns e GD Milhe iroe ns e 1 16 CD Fe ire ns e Clas s ificação P J V E D GM - GS CD Fe ire ns e 27 10 9 0 1 144 - 11 AD Sanjoanense 27 10 9 0 1 80 - 13 FC Cesarense 24 10 8 0 2 95 - 21 Unidos Rossas 16 10 5 1 4 37 - 51 AC Cucujães 12 10 4 0 6 40 - 63 CD Arrifane ns e 9 10 3 0 7 34 - 65 Arada AC 3 10 1 0 9 18 - 108 GD Milhe iroe ns e 1 10 0 1 9 10 - 126 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro AC Cucujães - GD Milhe iroe ns e Arada AC - CD Arrifane ns e Unidos de Rossas - FC Cesarense CD Fe ire ns e - AD Sanjoanense

Resultados - 9.ª Jornada JA Rio Meão 15 0 Lusitânia Lourosa ADF Anta 8 0 CD Feirense ADC Lobão 3 1 Fiães SC Classificação P J V E D GM - GS JA Rio Meão 19 7 6 1 0 74 - 7 ADC Lobão 15 6 5 0 1 27 - 11 Lusit. Lourosa 12 7 4 0 3 42 - 33 ADF Anta 10 7 3 1 3 31 - 24 Fiães SC 3 7 1 0 6 15 - 38 CD Feirense 0 6 0 0 6 3 - 79 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro Lusitânia de Lourosa - ADC Lobão - 07/12 CD Feirense - JA Rio Meão Folgam Fiães SC + ADF Anta

BENJAMINS B - Série B

BENJAMINS A - Série C Re s ultados - 10.ª Jornada JA Rio M e ão 1 3 UD Fermedo CJ Salesianos 1 2 Es c. Rui Dolore s CD Fe ire ns e 24 0 São João de Ve r Folgou FC Cortegaça Clas s ificação P J V E D GM - GS CD Fe ire ns e 27 9 9 0 0 113 - 0 FC Cortegaça 18 8 6 0 2 48 - 16 CJ Salesianos 15 8 5 0 3 40 - 32 JA Rio M e ão 12 9 4 0 5 34 - 29 UD Fermedo 9 8 3 0 5 32 - 30 9 3 0 6 27 - 46 Es c. Rui Dolore s 9 São João de Ve r 0 9 0 0 9 5 - 146 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro FC Cortegaça - JA Rio M e ão São João de Ve r - CJ Salesianos UD Fermedo - CD Fe ire ns e Folga Es colinha Rui Dolore s

Resultados - 10.ª Jornada AD Ovarense 5 4 S. Vicente Pereira CD Tarei 3 2 Macieira Cambra AD Valecambrense 7 2 AD Sanjoanense Folgou JD Carregosense Classificação P J V E D GM - GS AD Valecambren. 27 9 9 0 0 95 - 9 AD Sanjoanense 18 8 6 0 2 51 - 19 AD Ovarense 16 9 5 1 3 45 - 51 São Vic. Pereira 15 9 5 0 4 68 - 43 JD Carregosense 6 8 2 0 6 23 - 73 Macieira Cambra 4 9 1 1 7 22 - 75 CD Tarei 3 8 1 0 7 16 - 50 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro AD Sanjoanense - AD Ovarense JD Carregosense - AD Valecambrense ARC São Vicente Pereira - CD Tarei Folga Macieira de Cambra

benjamins b

BENJAMINS A - Série B

INFANTIS B - Série E

INFANTIS B - Série A

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Re s ultados - 10.ª Jornada FC Cortegaça 14 1 JA Rio M e ão SC Esmoriz 1 3 CD Fe ire ns e UD Fermedo 5 0 Es c. Rui Dolore s Folgou CJ Salesianos Clas s ificação P J V E D GM - GS FC Cortegaça 24 8 8 0 0 80 - 5 UD Fermedo 21 9 7 0 2 40 - 15 CD Fe ire ns e 15 8 5 0 3 40 - 17 JA Rio M e ão 13 9 4 1 4 44 - 38 Es c. Rui Dolore s 8 9 2 2 5 18 - 36 CJ Salesianos 3 7 1 0 6 9 - 54 SC Esmoriz 1 8 0 1 7 4 - 70 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro SC Esmoriz - CJ Salesianos Es colinha Rui Dolore s - FC Cortegaça CD Fe ire ns e - UD Fermedo Folga JA Rio M e ão

INFANTIS B - Série D

infantis b Re s ultados - 10.ª Jornada Sp. Espinho 0 9 ADF Anta Cane do FC 5 2 Lus itânia Louros a Vilam aiore ns e 0 10 SC Paivense Marf oot Silvalde 10 2 CCR S. Martinho Clas s ificação P J V E D GM - GS ADF Anta 28 10 9 1 0 92 - 13 Marf oot Silvalde 22 10 7 1 2 84 - 23 SC Paivense 20 10 6 2 2 72 - 22 Cane do FC 19 10 6 1 3 62 - 38 Lus it. Louros a 16 10 5 1 4 47 - 28 Sp. Espinho 6 10 2 0 8 19 - 78 Vilam aiore ns e 3 9 1 0 8 16 - 118 CCR S. Martinho 0 9 0 0 9 20 - 92 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro SC Paivense - ADF Anta ARD Vilam aiore ns e - Cane do FC Lus itânia de Louros a - AAC Marf oot Silvalde CCR São Martinho - Sp. Espinho

Re s ultados - 10.ª Jornada Paços Brandão 7 5 Vilam aiore ns e Lus itânia Louros a 9 1 ADF Anta FC Cortegaça 4 1 União de Lam as Fiãe s SC 6 1 São João de Ve r Clas s ificação P J V E D GM - GS Fiãe s SC 26 10 8 2 0 47 - 18 Lus it. Louros a 25 10 8 1 1 46 - 6 FC Cortegaça 19 10 6 1 3 50 - 14 Paços Brandão 17 10 5 2 3 35 - 34 Vilam aiore ns e 12 10 4 0 6 36 - 37 União de Lam as 10 10 3 1 6 25 - 36 ADF Anta 4 10 1 1 8 13 - 54 São João de Ve r 2 10 0 2 8 11 - 64 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro São João de Ve r - Lus itânia de Louros a FC Cortegaça - Fiãe s SC União de Lam as - ARD Vilam aiore ns e ADF Anta - Paços de Brandão

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Re s ultados - 9.ª Jornada Paços Brandão 2 0 Es c. Rui Dolore s SC Esmoriz 1 13 UD Fermedo JA Rio Me ão 16 1 FC Cortegaça CD Fe ire ns e 24 0 São João de Ve r Clas s ificação P J V E D GM - GS JA Rio Me ão 27 9 9 0 0 161 - 4 CD Fe ire ns e 21 8 7 0 1 85 - 10 Paços Brandão 18 9 6 0 3 52 - 30 Es c. Rui Dolore s 15 9 5 0 4 49 - 36 FC Cortegaça 12 9 4 0 5 37 - 60 UD Fermedo 9 9 3 0 6 39 - 59 São João de Ve r 3 8 1 0 7 9 - 133 SC Esmoriz 0 9 0 0 9 7 - 107 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro FC Cortegaça - Paços de Brandão SC Esmoriz - JA Rio Me ão São João de Ve r - UD Fermedo Es colinha Rui Dolore s - CD Fe ire ns e


30

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

tabelas classificativas/diversos FUTEBOL POPULAR DE ESPINHO 2.ª DIVISÃO

BENJAMINS B - Série D Re s ultados - 9.ª Jornada CD Loureiro 2 9 CJ Salesianos Es c. Rui Dolore s 1 6 CD Arrifane ns e AA Avanca 4 6 AD Sanjoanense Folgou Oliveirense Clas s ificação P J V E D GM - GS AD Sanjoanense 21 8 7 0 1 72 - 20 CJ Salesianos 17 8 5 2 1 44 - 26 Oliveirense 15 7 5 0 2 49 - 17 CD Loureiro 10 7 3 1 3 39 - 34 AA Avanca 10 8 3 1 4 34 - 40 CD Arrifane ns e 6 8 2 0 6 22 - 47 8 0 0 8 11 - 87 Es c. Rui Dolore s 0 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro AD Sanjoanense - Es colinha Rui Dolore s CD Arrifane ns e - CD Loureiro Oliveirense - AA Avanca Folga CJ Salesianos

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

BENJAMINS B - Série E

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Re s ultados - 9.ª Jornada AD Sanjoanense 18 0 GD Fajões CD Arrifane ns e 2 6 CD Fe ire ns e CJ Salesianos 5 2 M os te irô F. C. Folgou FC Macieirense Clas s ificação P J V E D GM - GS CD Fe ire ns e 24 8 8 0 0 80 - 9 AD Sanjoanense 18 7 6 0 1 58 - 16 CJ Salesianos 15 8 5 0 3 40 - 18 CD Arrifane ns e 15 8 5 0 3 30 - 14 FC Macieirense 6 7 2 0 5 14 - 53 M os te irô F. C. 3 8 1 0 7 16 - 39 GD Fajões 0 8 0 0 8 10 - 99 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro M os te irô F. C. - AD Sanjoanense CD Fe ire ns e - CJ Salesianos FC Macieirense - CD Arrifane ns e Folga GD Fajões

Re s ultados - 4.ª Jor nada Desp. Ponte Anta 6 1 Cruzeiro Silvalde Estrelas Vermelhas 2 1 Morgados Paramos Juventude Estrada GD Idanha 3 1 Império de Anta AD Guetim 0 0 FUTEBOL ESPINHO Est. Ponte de POPULAR Anta Bairro Ponte Anta 6 3DE Folgou Lomba de Paramos 2.ª DIVISÃO Clas s ificação Re s ultados - 4.ª Jor nada P J V E D GM - GS Desp. Ponte Anta 6 1 Cruzeiro Silvalde 1. Est. Ponte Anta 9 3 3 0 0 14 - 5 Estrelas Vermelhas 2 1 Morgados Paramos 2. Juventude Estrada 8 4 2 2 Idanha 0 10 - 5 Juventude Estrada GD 3 1 3. AD Guetim 7 3 2 1 0 Império de Anta AD Guetim9 - 1 0 0 4. GD Idanha 7 4 2 1 1 5 - 5 Est. Ponte de Anta Bairro Ponte Anta 6 3 5. Desp. Ponte Anta 4 de Paramos 2 1 1 10 - 5 Folgou 7 Lomba 6. Bairro Ponte Anta 5 4 1 2 1 9 - 10 Clas s ificação 7. Império de Anta 5 4 1 2 1 3 3 P J V E D GM - GS 8. Paramos 4 3 1 1 1 5 - 6 1. Lomba Est. Ponte Anta 9 3 0 0 14 5 2. Estrelas Juventude Estrada 8 2 2 0 10 5 9. Vermelhas 3 4 1 0 3 3 - 6 3. Cruzeiro AD Guetim 7 2 1 0 9 - 15 1 10. Silvalde 0 3 0 0 3 2 4. Morgados GD Idanha Paramos 0 7 2 1 1 5 11. 4 0 0 4 5 - 14 5. óxim Desp. Anta 7 Nove 4 - m 5 br o Pr a Ponte Jor nada - 30 de m2br o 1 e 011de 10 De ze 6. BairroMorgados Ponte Anta 5 4 - Juventude 1 2 1 9 - 10 de Paramos Estrada 7. Império de Anta 4 1Vermelhas 2 1 3 - 3 AD Guetim5- Estrelas 8. Lomba Paramos 4 - Est. 3 Ponte 1 de 1 Anta 1 5 - 6 GD Idanha 9. Estrelas Vermelhas 3 - Império 4 1 de 0 3 - 6 Lomba de Paramos Anta3- 01/12 10. Cruzeiro 0 3 0 0 3 - 01/12 2 - 15 BairroSilvalde Ponte de Anta - Cruzeiro Silvalde 11. Morgados Paramos 0 4 Ponte 0 de 0 Anta 4 5 - 14 Folga Desportivo Pr óxim a Jor nada - 30 de Nove m br o e 01 de De ze m br o Morgados de Paramos - Juventude Estrada AD Guetim - Estrelas Vermelhas GD Idanha - Est. Ponte de Anta Lomba de Paramos - Império de Anta - 01/12 Bairro Ponte de Anta - Cruzeiro Silvalde - 01/12 Folga Desportivo Ponte de Anta CAMPEONATO VETERANOS

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. CAMPEONATO NACIONAL FEMININO 11. SUB 19 - FUT 9 - 1.ª Fase - Série C 12. Re s ultados - 6.ª Jornada 13. SC Senhora Hora 1 2 CCG Benf ica Matosinhos 14. FC Parada 2 3 Boavista FC 15. Nespereira FC 0 3 Valadares Gaia FC 16. ASS Vermelhinhos 0 5 CD Fe ire ns e 17. Folgou AJE H. Gonçalves Clas s ificação P J V E D GM - GS Boavista FC 15 5 5 0 0 21 - 3 Valadares Gaia 15 6 5 0 1 18 - 5 CD Fe ire ns e 13 6 4 1 1 17 - 2 Nespereira FC 10 5 3 1 1 8 - 6 FC Parada 8 5 2 2 1 12 - 5 ASS Vermelhinhos 3 5 1 0 4 4 - 16 AJE H. Gonçalves 3 5 1 0 4 4 - 18 Benf ica Matos. 3 5 1 0 4 2 - 16 SC Senhora Hora 0 6 0 0 6 3 - 18 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro Boavista FC - ASS Vermelhinhos VNG CD Fe ire ns e - Nespereira FC AJE Hernâni Gonçalves - SC Senhora da Hora CCG Benf ica Matosinhos - FC Parada Folga Valadares Gaia

futebol feMinino

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9.

CAMPEONATO FEMININO - S19

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

Re s ultados - 8.ª Jor nada Fiãe s SC A DC Ponte V agos 3 5 A C Cucujães 2 4 AD Ar goncilhe S. M. Murtoense NEGE 2 1 CD Fe ir e ns e CD Loureiro 0 6 GD Eixense FC Cortegaça 1 1 Pessegueirense Es c. Rui Dolor e s 1 1 MD Eirolense A D Ovarense 1 2 Clas s ificação P J V E D GM - GS NEGE 18 8 6 0 2 35 8 S. M. Murtoense 18 8 6 0 2 31 - 12 CD Fe ir e ns e 16 7 5 1 1 23 5 Fiãe s SC 15 7 5 0 2 40 - 10 FC Cortegaça 14 7 4 2 1 19 4 Ponte V agos 12 5 4 0 1 29 9 A D Ovarense 12 5 4 0 1 12 8 A C Cucujães 12 7 4 0 3 18 - 14 GD Eixense 7 8 2 1 5 8 - 23 4 1 1 2 6 8 Es c. Rui Dolor e s 4 MD Eirolense 4 7 1 1 5 5 - 22 AD Ar goncilhe 1 7 0 1 6 3 - 24 Pessegueirense 1 7 0 1 6 1 - 42 CD Loureiro 0 5 0 0 5 1 - 42 Pr óxim a Jor nada - 07 e 08 de De ze m br o CD Loureiro - JA Pessegueirense A D Ovarense - Fiãe s SC, 11h Es colinha Rui Dolor e s - S. Marítimo Murtoense, FC Cortegaça - AD Ar goncilhe , 15h NEGE - GD Eixense A C Cucujães - MD Eirolense CD Fe ir e ns e - A DC Ponte V agos, 14h - 08/12

CAMPEONATO FEMININO - S15

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Re s ultados - 5.ª Jor nada AC Cucujães GD Eixense 8 4 CCR Válega 1 14 Clube Albergaria NEGE 0 3 CD Fe ir e ns e Folgou CJ Salesianos Clas s ificação P J V E D GM - GS Clube Albergaria 12 4 4 0 0 28 - 6 AC Cucujães 9 4 3 0 1 24 - 10 CD Fe ir e ns e 9 5 3 0 2 18 - 10 CJ Salesianos 6 4 2 0 2 23 - 15 GD Eixense 3 4 1 0 3 14 - 23 NEGE 3 4 1 0 3 9 - 19 CCR Válega 3 5 1 0 4 9 - 42 Pr óxim a Jor nada - 14 e 15 de De ze m br o GD Eixense - NEGE Clube Albergaria - AC Cucujães CD Fe ir e ns e - CJ Salesianos - 15/12 Folga CCR Válega

sub-22 SUB/22

1. 2. 3. 4. 5. 6.

Re s ultados - 7.ª Jornada Vilam aiore ns e 0 8 AA Avanca Fiãe s SC 0 3 AD Taboeira GDR Soutelo 3 1 CD Loureiro Clas s ificação P J V E D GM - GS AD Taboeira 12 5 4 0 1 19 - 8 Fiãe s SC 12 5 4 0 1 10 - 5 AA Avanca 9 5 3 0 2 18 - 7 GDR Soutelo 9 5 3 0 2 10 - 9 CD Loureiro 3 5 1 0 4 15 - 21 Vilam aiore ns e 0 5 0 0 5 3 - 25 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro Fiãe s SC - GDR Soutelo AD Taboeira - AA Avanca Folgam CD Loureiro e ARD Vilam aiore ns e

popular ovar LIGA DE FUTEBOL POPULAR DO MUNICÍPIO DE OVAR

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13. 14.

Re s ultados - 9.ª Jor nada Sangue do CV PT 1 4 F. C. JotaEm e Á guias Paradela 1 5 União da M ata Canários M. Móveis 3 1 C.F.C. Por to U. C. Cr uze ir o 2 1 F. C. Cadinha GDJ Pedroso 2 0 GD Fajões STOP F. C. 4 1 5 2 São Jacinto Padr ão F. C. Clas s ificação P J V E D GM - GS F. C. Cadinha 23 9 7 2 0 21 7 São Jacinto 22 8 7 1 0 22 8 F. C. JotaEm e 19 9 6 1 2 23 - 14 União da M ata 17 8 5 2 1 25 8 STOP F. C. 15 9 5 0 4 22 - 19 GDJ Pedroso 14 9 4 2 3 23 - 16 GD Fajões 12 8 3 3 2 13 - 14 Canários 12 9 4 0 5 13 - 16 9 3 2 4 17 - 19 Sangue do CV PT 11 C.F.C. Por to 9 8 3 0 5 8 - 17 M. Móveis 7 9 2 1 6 17 - 20 U. C. Cr uze ir o 5 9 1 2 6 15 - 28 Padr ão F. C. 3 9 1 0 8 13 - 34 Á guias Paradela 3 9 1 0 8 10 - 28 Pr óxim a Jor nada - 08 de De ze m br o F. C. JotaEm e - São Jacinto, 10h União da M ata - Sangue do CV PT, 10h M. Móveis - Á guias Paradela, 10h U. C. Cr uze ir o - Canários, 10h GDJ Pedroso - C.F.C. Por 9h30 FUTEBOL POPULAR DEto, ESPINHO GD Fajões - F. C. Cadinha, 10h 1.ª DIVISÃO Padr ão F. C. - STOP F.C., 9h

Re s ultados - 5.ª Jornada GD Ronda Adiado Quinta de Paramos Magos de Anta 0 2 Desp. Regresso Cantinho Ramboia 0 3 Assoc. Esmojães Leões Bairristas 2 1 Águias Paramos Corga de Silvalde 2 0 Novasemente FUTEBOL POPULAR ESPINHO Rio Largo GD Outeiros 0 1DE Folgou Divisão 1.ªEstrelas DIVISÃO Clas s ificação Re s ultados - 5.ª Jornada P J V Quinta E DdeGM - GS GD Ronda Adiado Paramos Leões Bairristas 11 5 3 2 0Regresso 8 - 4 Magos de Anta 0 2 Desp. Corga de Silvalde 10 5 3 1 1 Esmojães 9 - 6 Cantinho Ramboia 0 3 Assoc. GD Outeiros 10 5 3 1 1 Paramos 8 - 7 Leões Bairristas 2 1 Águias Novasemente 9 5 3 0 2 12 - 8 Corga de Silvalde 2 0 Novasemente Rio Largo Águias Paramos 7 5 2 1 Outeiros 2 10 - 6 0 1 GD Folgou Divisão GD Ronda 7 Estrelas 3 2 1 0 8 - 1 Clas s ificação Assoc. Esmojães 7 5 2 1 2 7 - 6 P J V E D GM Quinta Paramos 6 2 2 0 0 4 -- GS 1 Leões Bairristas 11 5 3 2 0 8 -- 7 4 Desp. Regresso 6 4 2 0 2 6 Corga de Silvalde 10 5 3 1 1 9 -- 5 6 Rio Largo 4 4 1 1 2 3 GD Outeiros 5 3 1 1 8 -- 13 7 Cantinho Ramboia 10 1 5 0 1 4 5 Novasemente 9 5 3 0 2 12 - 8 Magos de Anta 1 4 0 1 3 2 - 9 Águias Paramos 7 5 2 1 2 10 - 6 Estrelas Divisão 0 4 0 0 4 2 - 11 GD Ronda 7 3 2 1 0 8 - 1 Próxim a Jornada - 30 de Nove m bro Assoc. Esmojães 7 5 2 1 2 Novasemente - Cantinho da Ramboia7 - 6 Quinta Paramos 6 2 2 0 0 4 - 1 Corga de Silvalde - Águias de Paramos Desp. Regresso 6 4 - Magos 2 0de Anta 2 6 - 7 Quinta de Paramos Rio Largo 4 4 - Estrelas 1 1 Divisão 2 3 - 5 Desportivo Regresso Cantinho Ramboia 1 Esmojães 5 0 - GD 1 Ronda 4 5 - 13 Associação Magos de Anta 1 - Leões 4 0 1 3 2 - 9 Rio Largo Bairristas Estrelas Divisão Folga 0 GD 4 Outeiros 0 0 4 2 - 11 Próxim a Jornada - 30 de Nove m bro Novasemente - Cantinho da Ramboia Corga de Silvalde - Águias de Paramos Quinta de Paramos - Magos de Anta Desportivo Regresso - Estrelas Divisão Associação Esmojães - GD Ronda Rio Largo - Leões Bairristas Folga GD Outeiros

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

1. 2. 3. 4. 5. 1. 6. 2. 3. 4. 5. 6.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

PARC 5 4 Juve ntude Fiãe s Din. Sanjoanense 5 5 GDC Lordelo Folgou ACR Vale Cambra Clas s ificação P J V E D GM - GS GDC Lordelo 19 7 6 1 0 53 - 13 Din. Sanjoanense 16 7 5 1 1 66 - 12 PARC 12 7 4 0 3 27 - 28 Novasemente 9 6 3 0 3 28 - 21 ACR V. Cambra 9 6 3 0 3 44 - 13 Juve ntude Fiãe s 3 7 1 0 6 12 - 55 CCR Maceda 0 6 0 0 6 6 - 94 Próxim a Jornada - 07 e 08 de De ze m bro Dinamo Sanjoanense - CCR Maceda - 07/12 Novasemente - PARC ACR Vale de Cambra - Juve ntude de Fiãe s Folga GDC Lordelo

II DIVISÃO NACIONAL 1.ª Fase - Zona 1

JUNIORES FUTSAL - Zona Norte Re s ultados - 11.ª Jornada FC M oze los 1 6 ADC Bairros CCR Maceda 3 6 FC Arouca Lus itânia Louros a 2 7 Novasemente Juve ntude Fiãe s 2 2 CD Arrifane ns e Clas s ificação P J V E D GM - GS CD Arrifane ns e 23 11 7 2 2 57 - 23 Novasemente 23 11 7 2 2 64 - 30 Juve ntude Fiãe s 23 11 7 2 2 49 - 24 Lus it. Louros a 19 11 6 1 4 42 - 35 ADC Bairros 18 11 5 3 3 44 - 28 CCR Maceda 10 11 3 1 7 28 - 52 FC Arouca 9 11 3 0 8 34 - 77 FC M oze los 1 11 0 1 10 18 - 67 Próxim a Jornada - 07 e 08 de De ze m bro ADC Bairros - Lus itânia de Louros a, 9h44 FC Arouca - Juve ntude de Fiãe s , 9h44 CD Arrifane ns e - FC M oze los , 17h Novasemente - CCR Maceda - 08/12

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Re s ultados - 11.ª Jornada 3 3 CP Esgueira CD Cucujães Saavedra Guedes 2 3 Din. Sanjoanense PARC 03-dez ACR Vale de Cambra Folgou Clube Albergaria Clas s ificação P J V E D GM - GS D. Sanjoanense 24 10 8 0 2 48 - 25 CD Cucujães 23 9 7 2 0 38 - 21 PARC 12 9 3 3 3 32 - 25 ACR V. Cambra 10 8 3 1 4 29 - 25 Saavedra Guedes 9 9 3 0 6 32 - 32 Clube Albergaria 8 9 2 2 5 35 - 45 CP Esgueira 5 10 1 2 7 22 - 63 Próxim a Jornada - 07 e 08 de De ze m bro Clube Albergaria - PARC Dinamo Sanjoanense - CD Cucujães ACR Vale de Cambra - Saavedra Guedes - 08/12 Folga CP Esgueira

JUVENIS FUTSAL - Zona Norte

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

Re s ultados - 8.ª Jornada Cane do FC 1 7 ACD Gião Lus itânia Louros a 4 3 Juve ntude Fiãe s Novasemente 3 5 CD Arrifane ns e Folgou ACD Azagães Clas s ificação P J V E D GM - GS 7 7 0 0 37 - 13 Juve ntude Fiãe s 21 CD Arrifane ns e 15 7 5 0 2 38 - 7 ACD Gião 12 7 4 0 3 40 - 21 Novasemente 12 6 4 0 2 28 - 19 Lus it. Louros a 6 6 2 0 4 25 - 38 ACD Azagães 3 6 1 0 5 17 - 40 Cane do FC 0 7 0 0 7 14 - 61 Próxim a Jornada - 07 e 08 de De ze m bro ACD Azagães - Novasemente Zona Centro-Norte INFANTIS FUTSAL CD Arrifane ns e - Cane do FC, 14h51 Jornada ACD Gião - Resultados Lus itânia de- 5.ª Louros a, 10h30 - 08/12 CCR Maceda 0 12dePARC Folga Juve ntude Fiãe s Din. Sanjoanense 2 0 ACR Vale de Cambra Centro-Norte INFANTIS FUTSAL Fundo de Vila 4 - Zona Lordelo 9 GDC Resultados - 5.ª Jornada Classificação P J V PARC E D GM - GS CCR Maceda 0 12 Din. Sanjoanense 12 5 4 ACR 0 Vale 1 26 - 16 Din. Sanjoanense de Cambra 2 0 PARC Fundo de Vila 12 5 4 GDC 0 Lordelo 1 34 - 11 4 9 GDC Lordelo 12 5 4 0 1 30 - 17 Classificação ACR Vale Cambra 6 5 2 0 3 16 - 17 P J V E D GM - GS CCRSanjoanense Maceda 3 5 1 0 4 26 12 -- 16 29 Din. 12 5 4 0 1 Fundo de Vila 0 5 0 0 5 PARC 12 5 4 0 1 12 34 -- 40 11 08 de bro GDCPróxim Lordeloa Jornada 12 - 507 e 4 0 Dezem 1 30 - 17 CCR Maceda ACR Vale Cambra 6 - Dinamo 5 2Sanjoanense 0 3 16 - 17 PARC Lordelo CCR Maceda 3 - GDC 5 1 0 4 12 - 29 Fundo de Vila - 0 ACR 5 Vale 0 de Cambra Fundo de Vila 0 5 - 08/12 12 - 40 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro CCR Maceda FUTSAL - Dinamo Sanjoanense BENJAMINS - Zona Norte - GDC Lordelo Re PARC s ultados - 8.ª Jornada FundoCCR de Vila - ACR 21-dez Vale de Cambra - 08/12 Maceda Novasemente

andebol

futsal

JUNIORES FUTSAL - Zona Centro

Re s ultados - 11.ª Jornada Juve ntude Fiãe s 04-de z Lus itânia Louros a CD Arrifane ns e 2 2 Couto Mineiro Novasemente 1 5 CCR Maceda Folgou Din. Sanjoanense Clas s ificação P J V E D GM - GS CCR Maceda 22 10 7 1 2 51 - 23 CD Arrifane ns e 19 9 6 1 2 39 - 20 Din. Sanjoanense 18 9 6 0 3 35 - 30 Couto Mineiro 11 8 3 2 3 25 - 24 Juve ntude Fiãe s 8 8 2 2 4 26 - 31 Novasemente 6 8 2 0 6 21 - 33 Lus it. Louros a 3 8 1 0 7 18 - 54 Próxim a Jornada - 07 e 08 de De ze m bro Lus itânia Louros a - CD Arrifane ns e - 07/12 Dinamo Sanjoanense - Juve ntude de Fiãe s , 15h Novasemente - Couto Mineiro Folga CCR Maceda

Re s ultados - 11.ª Jornada AC Faf e 29 33 CD Xico Andebol F. C. Porto B 24 23 Arsenal C. Devesa AD Modicus Inter. CA Penaf iel CD Fe ire ns e 25 28 Póvoa Andebol CDC S. Paio Ole iros 26 30 GC Santo Tirso Clas s ificação P J V E D GM - GS Póvoa Andebol 31 11 9 2 0 346 283 CD Xico Andebol 27 11 8 0 3 310 - 290 AC Faf e 24 11 6 1 4 324 - 307 F. C. Porto B 26 11 6 3 2 317 - 296 GC Santo Tirso 24 11 6 1 4 306 - 301 AD Modicus 19 10 4 1 5 281 - 285 Arsenal C. Devesa 18 11 3 1 7 298 - 308 CD Fe ire ns e 17 11 3 0 8 272 - 288 CA Penaf iel 15 10 2 1 7 256 - 305 CDC S. P. Ole iros 15 11 2 0 9 282 - 329 Próxim a Jornada - 14 de De ze m bro Arsenal C. Devesa - AD Modicus GC Santo Tirso - F. C. Porto B CD Xico Andebol - CDC São Paio de Ole iros , 18h Póvoa Andebol - AC Faf e CA Penaf iel - CD Fe ire ns e , 17h

basquetebol II DIVISÃO NACIONAL - Norte C

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Resultados - 8.ª Jornada CBP UAA Aroso GRI Brandoense 104 42 FIDES GondoBasket Beira Mar "B" A.C.A. NCR Valongo 80 61 Juventude Pacense Esc. SLB O Azeméis 77 73 Académico FC "B" Classificação P J V D GM - GS GRI Brandoense 15 8 7 1 701 - 494 UAA Aroso 14 7 7 0 499 - 341 NCR Valongo 13 8 5 3 546 - 503 Esc. SLB O Azeméis 12 8 4 4 473 - 538 Juventude Pacense 12 8 4 4 514 - 516 Académico FC "B" 12 8 4 4 552 - 505 CBP 10 7 3 4 432 - 454 FIDES GondoBasket 9 8 1 7 398 - 571 Beira Mar "B" 9 7 2 5 429 - 467 A.C.A. 6 6 0 6 291 - 453 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro UAA Aroso - GRI Brandoense, 17h FIDES GondoBasket - Beira-Mar B A.C.A. - NCR Valongo Juventude Pacense - Escola SLB O Azeméis Académico FC "B" - CBP - 08/12

JUVENIS FUTSAL - Zona Centro

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Re s ultados - 11.ª Jornada GRC Telhadela 0 6 ACR Vale Cambra Ossela 20 1 CD Arrifane ns e Saavedra Guedes 3 4 PARC Futsal Azeméis 5 3 Clube Albergaria Clas s ificação P J V E D GM - GS Ossela 28 11 9 1 1 81 - 22 PARC 26 11 8 2 1 50 - 25 Futsal Azeméis 22 10 7 1 2 56 - 23 Clube Albergaria 19 11 6 1 4 35 - 24 ACR Vale Cambra 13 11 4 1 6 47 - 36 Saavedra Guedes 9 11 3 0 8 21 - 53 CD Arrifane ns e 6 10 2 0 8 17 - 74 GRC Telhadela 3 11 1 0 10 11 - 61 Próxim a Jornada - 07 de De ze m bro CD Arrifane ns e - PARC, 10h30 ACR Vale de Cambra - Ossela Clube Albergaria - GRC Telhadela Saavedra Guedes - Futsal Azeméis

INICIADOS FUTSAL - Zona Centro

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

popular espinho

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 1. 9. 2. 10. 3. 11. 4. 12. 5. 13. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.

veteranos

Re s ultados - 9.ª Jor nada Lus itânia Lour os a Guis ande 0 0 São João de Ve r 5 0 AD Sanjoanense Fiãe s SC 0 2 AC Cucujães AD Grijó Valecambrense 6 3 D. Sandinenses União de Lam as 4 2 Serzedo CD Ar r ifane ns e 1 0 GD São Roque AD Ar goncilhe 2 0 Carregosense Cane do FC 3 1 Folgou ADC Lobão Clas s ificação P J V E D GM GS São João de Ve r 20 9 6 2 1 32 16 AD Sanjoanense 20 9 6 2 1 26 13 AD Grijó 19 9 6 1 2 23 16 AD Ar goncilhe 18 8 6 0 2 14 10 União de Lam as 16 8 5 1 2 23 19 Valecambrense 15 8 5 0 3 20 17 Lus it. Lour os a 13 9 3 4 2 19 11 Serzedo 13 7 4 1 2 13 10 CD Ar r ifane ns e 13 8 4 1 3 9 7 AC Cucujães 13 8 4 1 3 17 15 Fiãe s SC 11 9 3 2 4 26 23 Guis ande 8 9 2 2 5 9 17 Cane do FC 7 7 2 1 4 14 12 Carregosense 6 8 2 0 6 13 25 D. Sandinenses 5 8 1 2 5 9 16 ADC Lobão 1 8 0 1 7 8 22 GD São Roque 1 8 0 1 7 5 31 Pr óxim a Jor nada - 07 de De ze m br o Guis ande - Carregosense AD Sanjoanense - Lus itânia de Lour os a CD Cucujães - São João de Ve r Valecambrense - Fiãe s SC D. Sandinenses - ADC Lobão CD Ar r ifane ns e - União Lam as GD São Roque - Serzedo Cane do FC - AD Ar goncilhe Folga AD Grijó

Resultados - 11.ª Jornada CRECUS 6 10 Din. Sanjoanense B Clube Albergaria 3 4 GRC Telhadela Futsal Azeméis 5 1 CP Esgueira Folgou Saavedra Guedes Classificação P J V E D GM - GS Futsal Azeméis 21 9 7 0 2 40 - 18 GRC Telhadela 21 9 7 0 2 39 - 26 CRECUS 18 10 6 0 4 53 - 42 D. Sanjoanense B 18 8 6 0 2 45 - 20 Saavedra Guedes 10 9 3 1 5 34 - 31 Clube Albergaria 7 9 2 1 6 23 - 38 CP Esgueira 0 10 0 0 10 14 - 73 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro CP Esgueira - CRECUS - 07/12 GRC Telhadela - Saavedra Guedes Dinamo Sanjoanense B - Clube Albergaria Folga Futsal Azeméis

hóquei patins III DIVISÃO NACIONAL - Zona Centro

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13.

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8.

Re s ultados - 7.ª Jornada SC Leiria Marrazes 0 5 HC Mealhada Acadé m ico Fe ira 3 1 Termas OC UF Entrocamento 4 3 ACR Pess. Vouga HC PDL 1 5 CD Cucujães Marítimo SC Açores 4 2 ACR Santa Cita HC Santarém 0 11 Juventude Ouriense Folga FC Oliveira Hospital Clas s ificação P J V E D GM - GS Termas OC 15 7 5 0 2 22 - 19 Juvent. Ouriense 13 6 4 1 1 39 - 15 CD Cucujães 13 6 4 1 1 33 - 14 HC Mealhada 13 7 4 1 2 35 - 19 Acadé m ico Fe ira 13 5 4 1 0 20 - 11 ACR Pess. Vouga 9 7 3 0 4 30 - 22 ACR Santa Cita 9 6 3 0 3 27 - 23 Marítimo Açores 9 7 2 3 2 23 - 23 UF Entrocamento 9 6 3 0 3 22 - 23 HC PDL 6 5 2 0 3 14 - 23 SC Leiria Marrazes 4 5 1 1 3 11 - 16 FC Oliv. Hospital 3 6 1 0 5 11 - 38 HC Santarém 0 7 0 0 7 13 - 54 Próxim a Jornada - 07 e 08 de De ze m bro ACR Santa Cita - HC PDL - 07/12 Juventude Ouriense - Marítimo SC Açores - 07/12 Termas OC - SC Leiria Marrazes ACR Pessegueiro Vouga - Acadé m ico da Fe ira, 17h CD Cucujães - UF Entroncamento FC Oliveira do Hospital - HC Santarém Folga HC Mealhada

NACIONAL FEMININO

INICIADOS FUTSAL - Zona Norte Resultados - 11.ª Jornada CCR Maceda 10 2 CD Escapães Fundo de Vila 0 12 Din. Sanjoanense Lusitânia Lourosa 05-dez Couto Mineiro GDC Lordelo 2 8 Novasemente Classificação P J V E D GM - GS CCR Maceda 33 11 11 0 0 99 - 16 Din. Sanjoanense 27 11 9 0 2 86 - 11 Novasemente 20 11 6 2 3 43 - 50 Couto Mineiro 16 10 5 1 4 60 - 31 CD Escapães 13 11 4 1 6 28 - 49 Fundo de Vila 9 11 3 0 8 35 - 69 Lusit. Lourosa 5 10 1 2 7 23 - 61 GDC Lordelo 3 11 1 0 10 16 - 103 Próxim a Jornada - 07 de Dezem bro Novasemente - CCR Maceda Dinamo Sanjoanense - GDC Lordelo Couto Mineiro - Fundo de Vila CD Escapães - Lusitânia de Lourosa

voleibol

INFANTIS FUTSAL - Zona Norte

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12. 13.

Re s ultados - 9.ª Jornada Acadé m ico da Fe ira 3 1 C. Inf ante Sagres CR Antes 1 12 AF Arazede CH Carvalhos 1 7 Sporting CP 7 2 CA Campo Ourique SL Benf ica UDC Naf arros 1 6 UD Vilaf ranquense AD Sanjoanense 9 5 APAC Tojal Folga A Acad. Coimbra Clas s ificação P J V E D GM - GS SL Benf ica 21 7 7 0 0 102 7 A Acad. Coimbra 21 8 7 0 1 62 - 14 Sporting CP 18 6 6 0 0 59 7 CH Carvalhos 18 8 6 0 2 69 - 25 CA Campo Ourique 15 8 5 0 3 43 - 29 C. Inf ante Sagres 13 9 4 1 4 50 - 29 AD Sanjoanense 13 9 4 1 4 43 - 31 Acadé m ico Fe ira 12 8 4 0 4 33 - 37 UD Vilaf ranquense 11 8 3 2 3 29 - 41 UDC Naf arros 6 8 2 0 6 34 - 62 APAC Tojal 3 8 1 0 7 15 - 61 AF Arazede 3 9 1 0 8 19 - 66 CR Antes 0 8 0 0 8 6 - 155 Próxim a Jornada - 07, 08 e 11 de De ze m bro AF Arazede - Acadé m ico da Fe ira, 18h Sporting CP - CR Antes APAC Tojal - UDC Naf arros CA Campo Ourique - CH Carvalhos - 08/12 A Acad. Coimbra - AD Sanjoanense - 08/12 UD Vilaf ranquense - SL Benf ica - 11/12 Folga C. Inf ante Sagres

TAÇANACIONAL DE PORTUGAL II DIVISÃO MASCULINO

I DIVISÃO NACIONAL FEMININO 1.ª Fase

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10. 11. 12.

Resultados - 10.ª Jornada AVC Famalicão 3 0 CF Os Belenenses CD Aves 1 3 AJM/ FC Porto GC Vilacondense 1 3 Leixões SC Sporting CP 3 0 SC Braga Castelo da Maia 0 3 PV 2014 AD Clube Kairos 3 0 Boavista FC Classificação P J V D Sets + - Sets AJM/ FC Porto 30 10 10 0 30 4 Clube Kairos 24 10 8 2 26 11 PV 2014 AD 22 10 8 2 25 11 CD Aves 17 10 6 4 20 17 AVC Famalicão 19 10 6 4 21 14 Leixões SC 18 10 6 4 21 16 Sporting CP 16 10 5 5 23 20 Castelo da Maia 10 10 4 6 15 23 Boavista FC 9 10 3 7 10 23 GC Vilacondense 8 10 2 8 13 24 SC Braga 7 10 2 8 12 24 CF Os Belenenses 0 10 0 10 1 30 Próxim a Jornada - 07 e 08 de Dezem bro Clube Kairos - AJM/F. C. Porto, 19h - 07/12 CF Os Belenenses - Sporting CP Castelo da Maia - Leixões SC AVC Famalicão - Boavista FC PV 2014 AD - CD Aves SC Braga - GC Vilacondense

1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 1. 8. 2. 9. 3. 10. 4. 5. 6. 7. 8. 9. 10.

Santa

Resultados - 2.ª Eliminatória 1.ª Fase0 GC Santo Tirso CD Fiães 3 Resultados GD Gueifães AA Espinho 0 - 7.ª 3 Jornada AA Espinho 3 3 00 Clube Lousade Volley Ala NA Gondomar Condeixa CD Fiães 3 0 GD Gueifães Ala NA Gondomar 3 0 GD Martingança II DIVISÃO NACIONAL MASCULINO CV Lisboa 3 0 CS Marítimo 1.ª Fase GC Santo Tirso 30-nov CD Póvoa Classificação Resultados - 7.ª Jornada P 3J V0 Lousa D Sets + - Sets AA Espinho Volley AA Espinho CD Fiães 21 37 07 GD 0 Gueifães 21 - 1 CD Fiães 19 37 06 GD 1 Martingança 20 - 4 Ala NA Gondomar Ala NA Gondomar 18 37 06 CS 1 Marítimo 20 - 6 CV Lisboa CD Póvoa 11 30-nov 6 4 CD 2 Póvoa 13 - 9 GC Santo Tirso GC Santo Tirso 9Classificação 6 3 3 11 - 10 GD Martingança P9 7J V3 D4 Sets 9 + -- Sets 13 CV Lisboa 6 77 72 05 21 8 -- 15 AA Espinho 21 1 GD Fiães Gueifães 6 77 62 15 20 7 -- 16 CD 19 4 Lousa 3 77 61 16 20 4 -- 18 Ala NAVolley Gondomar 18 6 CS Póvoa Marítimo 0 67 40 27 13 0 -- 21 CD 11 9 Próxima GC Santo Tirso Jornada 9 6 - 073 de 3Dezembro 11 - 10 GD Martingança GD Martingança 9 7 - CV 3 Lisboa 4 9 - 13 Lousa Volley - CD Póvoa CV Lisboa 6 7 2 5 8 - 15 GD Gueifães - GC Santo Tirso GD Gueifães 6 7 2 5 7 - 16 CS Marítimo - CD Fiães, 15h Lousa Volley 3 7 1 6 4 - 18 AA Espinho CS Marítimo 0 - Ala 7 NA0Gondomar 7 0 - 21

Próxima Jornada - 07 de Dezembro GD Martingança - CV Lisboa Lousa Volley - CD Póvoa GD Gueifães - GC Santo Tirso CS Marítimo - CD Fiães, 15h AA Espinho - Ala NA Gondomar Maria da Feira

Joaquim Gomes de Oliveira

Missa do 24.º Aniversário da sua Morte

Tão surpreendente foi este final, como os anos que o separam da actualidade. 24 Anos, muitos, a comemorarem data de privação, mas melhor seria se aplicado à lembrança de vida. A prematuridade poucas vezes é boa conselheira, mas nos piores momentos é implacável. Informa-se que a Igreja dos Padres Passionistas celebrará, em memória do Saudoso Extinto, quarta-feira, 4 de dezembro, às 19h00, missa de sufrágio pela passagem do 24º. Aniversário do seu falecimento. Agradece-se, antecipadamente, a todos que queiram e possam associar-se a esta cerimónia. A Família PUB

PELOURO DO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E URBANISMO Processo n° 818/2019/URB Local: ESPARGO Requerente: Bruno Manuel Soares Tavares Aviso N° 37322/2019/INT

Nos termos do disposto no art.º 78º do Decreto-Lei nº. 555/99, de 16 de dezembro, na sua atual redação, torna-se público que esta Câmara Municipal, emitiu em dezanove de novembro do ano em curso, em nome de Bruno Manuel Soares Tavares, contribuinte n.º 249 987 112, um aditamento ao alvará de loteamento n.º 14/2006, emitido em 2006/11/03, em nome de Sociedade Imobiliária Cafradisa, Lda., que incidiu sobre o (s) prédio (s) sito (s) em Rua dos Canteiros, lugar de Milheirós, da União das freguesias de Santa Maria da Feira, Travanca, Sanfins e Espargo, deste concelho. O presente aditamento titula as alterações ao alvará n.º 14/2006, de 2006/11/03, nos seguintes aspetos: a) Lotes alterados – Lote n.º 9. b) Área total do lote alterado – 685,00 m2. c) Área total de construção – 519,00 m2. d) Volume total de construção – 1.483,00 m3. e) Número de pisos acima da cota de soleira - 2 pisos. f) Número total de fogos – 1 fogo. g) Número de lotes para habitação – 1 lote. Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, 20/11/2019 O/A Diretor(a) de Departamento Por (sub) delegação: Ilda Maria Cardoso de Almeida “CORREIO DA FEIRA”, n.º 6130 de 02/12/2019 PUB

ASSOCIAÇÃO DO CENTRO SOCIAL DE ESCAPÃES Convocatória

Ao abrigo das disposições estatutárias e regulamentares, convoco os Associados da Associação do Centro Social de Escapães para as Eleições a realizar no dia 21 de Dezembro de 2019, com com abertura das urnas às 10 horas e encerramento às 12 horas. Damos desta forma cumprimento ao preceituado no Art.º 45º dos estatutos. O período para entrega das listas decorre até às 19 horas do dia 16 de Dezembro de 2019. Para efeitos de votação serão respeitados os preceituados no art.º 28º dos estatutos. Escapães, 22 de Novembro de 2019 O Presidente da Assembleia Geral, (Delfim Manuel Oliveira da Silva) “CORREIO DA FEIRA”, n.º 6130 de 02/12/2019


www.correiodafeira.pt

02.DEZ.2019

31

necrologia

Falecimento

Eulália Brandão de Andrade e Silva Resende Na última terça-feira, dia 26 de Novembro, Deus chamou à sua presença

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68, 3700-732 Milheirós de Poiares Tlf./Fax: 256 811 124 | Tlm.: 968 685 709 / 965 815 114 E-mail: agencia.funeraria.ag@hotmail.com

Funerais | Cremações | Transladações Serviço Permanente 24h

Nascida na freguesia de Mosteirô, a 29 de Dezembro de 1926, filha de Deolinda Ferreira Brandão de Andrade e Silva e Antero de Andrade e Silva, viúva de Alberto Pinto Resende. As cerimónias ocorreram do dia 28, do passado mês, na Igreja de Cristo Rei, na cidade do Porto, seguindo-se o cortejo fúnebre para o cemitério de Agramonte, onde foi sepultada em jazigo de família. A missa de sétimo dia pela sua Alma será celebrada no dia 03 de Dezembro, às 19 horas, na Igreja do Cristo Rei, na cidade do Porto. Suas filhas, genros, netos, bisnetos e restante família, agradecem as manifestações de amizade e solidariedade no momento doloroso da despedida.

Agradecimento e Missa de 7.º Dia

Agradecimento e Missa de 7.º Dia

73 Anos

79 Anos

Mário de Oliveira Ferreira

Casado com Jerónima Moreira dos Santos Ferreira Residia na Rua da Estrada Velha MILHEIRÓS DE POIARES

Sua Esposa, Filho, Nora, Neto e demais família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizam hoje, segunda-feira, dia 02 de Dezembro pelas 11h na Igreja Matriz de Milheirós de Poiares seguindo para o cemitério local onde será sepultado. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na missa de 7.º Dia que se realiza sábado, dia 07 de Dezembro, pelas 17h, na Igreja Matriz de Milheirós de Poiares.

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

Agradecimento e Missa de 7.º Dia

Fernando António Duarte da Silva 56 Anos

Filho de António de Sousa Silva e Angelina G. Duarte (Falecida) Residia na Rua João de Barros SÃO JOÃO DA MADEIRA

Seu Pai, Irmão e demais Família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizaram dia 29 de Novembro na Capela Mortuária do Cemitério N.º 3 de São João da Madeira onde foi cremado. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na missa de 7.º Dia que se realiza amanhã, terça-feira, dia 03 de Dezembro, pelas 19h, na Igreja Matriz de São João da Madeira.

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

Agradecimento e Missa de 7.º Dia

Agradecimento e Missa de 7.º Dia

Mário Alves de Castro

Manuel Francisco Leite da Rocha

Casado com Amélia Ferreira de Pinho Residia na Rua do Calvário ROMARIZ

Viúvo de Balbina Marques dos Santos Barbosa Residia na Travessa Padre Francisco Joaquim Alves ROMARIZ

Sua Esposa, Filhos, Genros, Noras, Netos, Bisnetos e demais família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizam hoje, segundafeira, dia 02 de Dezembro pelas 16h na Igreja Matriz de Romariz seguindo para o cemitério local onde será sepultado. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na missa de 7.º Dia que se realiza sábado, dia 07 de Dezembro, pelas 20h, na Igreja Matriz de Romariz.

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

Agradecimento e Missa de 7.º Dia

Leónia Gomes da Costa Ferreira Correia 88 Anos

Viúva de Pedro Joaquim Correia Residia na Rua Padre Cruz SÃO JOÃO DA MADEIRA

Suas Filhas, Genros, Netos, Bisnetos e demais Família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizaram dia 29 de Novembro na Capela Mortuária junto da Igreja Matriz de São João da Madeira seguindo para o cemitério N.º 2 onde foi sepultada. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na missa de 7.º Dia que se realiza quarta-feira, dia 04 de Dezembro, pelas 19h, na Igreja Matriz de São João da Madeira. ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

Agradecimento

87 Anos

Seu Filho, Nora, Netos, Bisneta e demais família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizam amanhã, terça-feira, dia 03 de Dezembro pelas 16h na Igreja Matriz de Cesar seguindo para o cemitério local onde será sepultado. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na missa de 7.º Dia que se realiza terça-feira, dia 10 de Dezembro, pelas 19h30, na Igreja Matriz de Cesar.

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

Agradecimento e Missa de 7.º Dia

Maria Amália Dias de Pinho Vieira 78 Anos

Casada com Rufino Tavares Vieira Residia na Rua São Paulo SÃO JOÃO DA MADEIRA

Seu Marido, Filhos, Noras, Netos e demais família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizam hoje, segunda-feira, dia 02 de Dezembro pelas 16h na Capela Mortuária junto da Igreja Matriz de São João da Madeira seguindo para o cemitério N.º 1 onde será sepultada. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na missa de 7.º Dia que se realiza sexta-feira, dia 06 de Dezembro, pelas 19h, na Igreja Matriz de São João da Madeira.

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

Agradecimento

Maria Cecília Pinho Oliveira

Felicidade Rosa Pinto

Laura Rosa de Oliveira

Viúva de Constantino Gonçalves de Oliveira (Cantanina) Residia na Rua do Emigrante ARRIFANA

Viúva de Roberto Joaquim Ferreira Residia na Rua José Moreira SÃO JOÃO DA MADEIRA

Viúva de Augusto dos Santos Silva Residia na Rua São Cipriano Parada - LOUREDO

90 Anos

Seus Filhos, Genros, Noras, Netos, Bisnetos e demais Família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizaram dia 30 de Novembro na Capela Mortuária do Cemitério de Arrifana onde foi sepultada. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na missa de 7.º Dia que se realiza amanhã, terçafeira, dia 03 de Dezembro, pelas 19h, na Igreja Matriz de Arrifana.

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

96 Anos

Suas Filhas, Genros, Netos, Bisnetos e demais Família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizaram dia 30 de Novembro na Capela Mortuária do Cemitério N.º 3 de São João da Madeira onde foi sepultada. ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com

95 Anos

Seus Filhos, Noras, Netos, Bisneto e demais família vêm por este meio agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte nas cerimónias fúnebres do seu ente querido, que se realizam hoje, segundafeira, dia 02 de Dezembro pelas 15h30 na Igreja Matriz de S. Miguel do Mato - Arouca seguindo para o cemitério local onde será sepultada.

ANTÓNIO OLIVEIRA & GUEDES, LDA. - Agência Funerária Rua do Casal, n.º 68 - 3700-732 Milheirós de Poiares Fax: 256 811 124 / Telem.: 968 685 709 / 965 815 114 / 969 015 754 agencia.funerariaag@hotmail.com


32

02.DEZ.2019

www.correiodafeira.pt

MÊS A MÊS

20

A multinacional belga VGP, que iniciou atividade em Portugal no início deste ano, elegeu Nogueira da Regedoura para edificar o seu primeiro parque industrial e logístico no nosso país. O VGP Park da Feira irá ter 30.500 metros, investimento na ordem dos 20 milhões de euros e estima-se que esteja concluído em dezembro de 2020.

centro de palco O deputado António Topa foi a escolha do Partido Social Democrata (PSD) para presidir à Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas e Habitação uma das cinco comissões parlamentares da Assembleia da República destinadas ao partido da Oposição, composta por 24 membros. O deputado feirense, eleito pelo círculo de Aveiro há duas legislaturas, é ainda suplente na Comissão de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território.

em ALTA

instante

Berta Nunes nomeada secretária de Estado das Comunidades Susana Correia integra comissões dos Negócios Estrangeiros e Comunidades, Assuntos Europeus, e da Saúde ‘GEDE TV – Dá cá o comando 2’ e Eduardo Madeira lotam o grande auditório do Europarque léo, autor de oito golos em 12 jogos, destaca-se no lusitânia de lourosa, líder da Série B do CdP

A abertura de Perlim voltou a juntar centenas de pessoas na Praça da República, em frente à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, no dia 29 de novembro, para receber o Pai Natal, que trouxe consigo um arco-íris

noturno. A edição de 2019, que decorre até 5 de janeiro na Quinta do Castelo, será a mais colorida de sempre, com a celebração do arcoíris, assinalando a tolerância, a inclusão e a diversidade.

diz que disse "Não poderíamos aceitar que Emídio Sousa reiteradamente desrespeitasse os nossos direitos"

[Pagamentos do PAPC] “ "Admito que haja algum atraso, em função da especificidade para este ano"

"À nossa marca associamos alguns fatores: feito à mão; feito em Portugal"”

"Os adeptos nunca vão sentir falta de empenho da nossa parte"”

MARGARIDA GARISO, vereadora do Partido Socialista, sobre o abandono da reunião de Câmara extraordinária, antes da votação do Orçamento para 2020

GIl FERREIRA, vereador da Cultura

MARIA CuNHA, diretora executiva da Josefinas

léO, atacante do lusitânia de lourosa

Profile for Pedro Almeida

6130  

6130  

Profile for pedro_cf
Advertisement