Issuu on Google+

Gastronomia & Vinhos

Gastronomia & Vinhos

Ana Clara de Sousa Azevedo

2012 Nota: O alojamento não está incluído no preço


Gastronomia & Vinhos

ÍNDICE GERAL

DOURO – TOURS DE 1 DIA

-

-

-

-

-

1

DOURO – TOURS DE 3 DIAS

-

-

-

-

-

4

DOURO – TOURS DE 5 DIAS

-

-

-

-

-

9

ALQUEVA – TOURS DE 1 DIA

-

-

-

-

-

16

ALQUEVA – TOURS DE 3 DIAS

-

-

-

-

-

22

ALQUEVA – TOURS DE 5 DIAS

-

-

-

-

-

28

i


Gastronomia & Vinhos Gastronomia & Vinhos

Douro - Tours 1 dia

Fonte: http://www.cruzeiroslowcost.com

Ana Clara de Sousa Azevedo

2012 Nota: O alojamento não está incluído no preço0


Gastronomia & Vinhos

TOURS – 1 DIA PORTO/SABROSA/PINHÃO 1.º DIA – PORTO/SABROSA/PINHÃO 9.00 Saída do hotel, Porto, com destino a Vila Real e Sabrosa 10.30 Chegada à Quinta do Portal com visita e degustação de vinhos na adega (autoria do renomado arquiteto lusitano Siza Vieira) “A Quinta do Portal é uma casa portuguesa, familiar e independente que abraçou com toda a

paixão o conceito de “Boutique Winery”, dedicando-se à produção de vinhos DOC Douro, Vinhos do Porto de categorias especiais e Moscatel. A qualidade foi sempre o nosso lema, como o atestam as várias distinções nacionais e internacionais atribuídos quer aos nossos vinhos, quer às várias vertentes da Quinta do Portal.”1 11.40 Opções apresentadas:  Passeios pedestres  Percursos BTT

Quinta do Portal

2

1

Informação retirada de http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/o_douro/quinta_do_portal?menuitem=1

2

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/lazer/passeios_pedestres?menuitem=4

2


Gastronomia & Vinhos

Quinta do Portal

3

13.15 Almoço na unidade de agroturismo A Casa das Pipas localizada na Quinta do Portal, sempre acompanhada com vinhos tradicionais renomados. 15.15 Viagem até à vila do Pinhão, a paisagem desta zona encontra-se classificada pela UNESCO como parte integrante do Património cultural da Humanidade. 15.45 Após alcançar o destino de Pinhão será dado início a uma viagem em um barco rabelo. A partir do rio será possível melhor apreciar a paisagem singular.

Barco Rabelo4 17.00 Regresso ao hotel, Porto.

3

Imagem retirada de http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/lazer/percursos_btt?menuitem=4

4

Imagem retirada de http://ipt.olhares.com/data/big/489/4894917.jpg

3


Gastronomia & Vinhos Gastronomia & Vinhos

Douro - Tours 3 dias

Fonte: http://www.cruzeiroslowcost.com

Ana Clara de Sousa Azevedo

2012 Nota: O alojamento não está incluído no preço4


Gastronomia & Vinhos

TOURS – 3 DIAS PORTO/SABROSA/RÉGUA/LAMEGO/SALZEDAS/S. JOÃO DA PESQUEIRA 1.º DIA – PORTO/SABROSA 9.30 Saída do Porto em direção a Sabrosa. 10.30 Chegada a Sabrosa e entrada ao alojamento Casa das Pipas. 11.00 Visita à Quinta do Portal com visita e degustação de vinhos na adega (autoria do renomado arquiteto lusitano Siza Vieira)

“A Quinta do Portal é uma casa portuguesa, familiar e independente que abraçou com toda a paixão o conceito de “Boutique Winery”, dedicando-se à produção de vinhos DOC Douro, Vinhos do Porto de categorias especiais e Moscatel. A qualidade foi sempre o nosso lema, como o atestam as várias distinções nacionais e internacionais atribuídos quer aos nossos vinhos, quer às várias vertentes da Quinta do Portal.”5 12.00 Paragem para almoço “com as propostas do Chef Milton Ferreira, que utilizando os produtos e

ingredientes da cozinha tradicional, brinda os comensais com refeições únicas, sempre acompanhadas pelos nossos vinhos…”.6 14.20 Passeio de Barco Rabelo.

Barco Rabelo da Quinta do Portal7

5

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/o_douro/quinta_do_portal?menuitem=1

6

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/gastronomia/bacalhau_assado_portal?menuitem=3

7

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/lazer/passeios_de_barco?menuitem=4

5


Gastronomia & Vinhos

16:00 Visita às Aldeias Vinhateiras da região de Sabrosa

Casa das Pipas, Quinta do Portal 8 19.00 Retorno à Casa das Pipas 20.30 Jantar acompanhado por vinhos da região

2.º DIA – RÉGUA/RESENDE 9.00 Partida de Sabrosa para a Régua, destino Quinta da Pacheca. 10.00 Entrada em The Wine House Hotel Quinta da Pacheca.

Quinta da Pacheca

9

8

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/lazer/aldeias_vinhateiras?menuitem=4

9

Imagem retirada de http://clubevinhosportugueses.files.wordpress.com/2009/09/pacheca.png

6


Gastronomia & Vinhos

10.30 Visita às caves e adega acompanhada por enólogos e um dos proprietários, a família Serpa. 11.40 Provas de vinho acompanhadas com produtos tipicamente regiões e de confeção artesanal. 13.00 Almoço no restaurante da Quinta da Pacheca confecionada pela renomada Teresa Serpa Pimentel. 15.00 Partida para visitar a bela e eclética cidade de Resende com intuito de a conhecer e explorar a sua doçaria regional, as afamadas Cavadas. 18.00 Retorno à Quinta da Pacheca. 20.00 Jantar no restaurante da Quinta acompanhada, mais uma vez, pelos excelentes vinhos produzidos nesta singular propriedade.

3.º DIA – LAMEGO/SALZEDAS/S. JOÃO DA PESQUEIRA 9.00 Partida da Régua em direção ao Hotel Rural Viscondes da Várzea, Lamego. “Situa-se em pleno Douro, perto de Lamego inserida numa paisagem artística e variada onde a

natureza convive com estilos românico e gótico-manuelino. Ao atravessarmos os portões brasonados da Quinta da Várzea, sentimos desde logo a magia de um lugar que promete momentos inesquecíveis. Inserido numa propriedade de família com mais de 180 hectares, repartidos por vinha, azeite e árvores de fruto, este solar, foi adaptado a Hotel de Charme recentemente. Esta Quinta e um notável exemplar de propriedade agrícola com um valor patrimonial arquitetónico e paisagístico incalculável. A casa fidalga, de traça oitocentista, com varanda em balaústres de pedra, esta rodeada por árvores ancestrais. Os jardins circundantes, tem canteiros de buxo e são centrados por uma taça de feição barroca, proveniente do Convento das Salzedas.”10 10.00 Entrada no Hotel.

Hotel Rural Visconde da Várzea11

10

Informação retirada de http://www.hotelruralviscondesvarzea.com/hotelrural.html

11

Imagem retirada de http://img.go4travel.net/fs/527369/527369-sml.jpg

7


Gastronomia & Vinhos

10.30 Visita às cavas, adega e vinhas da Quinta da Várzea. 12:00 Almoço tradicional acompanhado por vinhos da região no restaurante do Hotel. 14:00 Partida em direção aos Conventos de Salzedas e de S. João da Pesqueira da Ordem de Cister.

Convento de Salzedas

12

Convento S. João da Pesqueira

13

17.00 Retorno ao Hotel. 18.00 Regresso à cidade do Porto.

12

Imagem retirada de http://tovieira.smugmug.com/photos/671353660_xsZeh-S-1.jpg

13

Imagem retirada de http://clubevinhosportugueses.files.wordpress.com/2009/05/1926742.jpg

8


Gastronomia & Vinhos Gastronomia & Vinhos

Douro - Tours 5 dias

Fonte: http://www.cruzeiroslowcost.com

Ana Clara de Sousa Azevedo

2012 Nota: O alojamento não está incluído no preço9


Gastronomia & Vinhos

TOURS – 5 DIAS PORTO/RÉGUA/RESENDE/LAMEGO/SALZEDAS/S. JOÃO DA PESQUEIRA/ SABROSA/BAIÃO 1.º DIA – RÉGUA 9.30 Saída do Porto em direção Peso da Régua, Quinta do Vallado. 11.00 Chegada ao Hotel Rural Quinta do Vallado “Em pleno coração do Douro, a meia dúzia de quilómetros do centro histórico da Régua, a Quinta

do Vallado estende-se por ambas as margens do Rio Corgo, mesmo onde este se encontra com o Douro. Com referências que datam de 1716, a Quinta pertenceu à lendária Dona Antónia Adelaide Ferreira, tendo-se mantido na família até hoje, indo já na sua sexta geração.”14

Hotel Rural Quinta do Vallado15 12.00 Almoço no restaurante do Hotel. 14.00 Visita às adegas, caves e vinhas.

Quinta do Vallado16 14

Informação retirada de http://www.wonderfulland.com/wonder2006/wine/vallado/indexwine.htm

15

Imagem retirada de http://nstylemag.com/newstyle/wp-content/uploads/2012/04/QuintadoVallado3.jpg

16

http://1.bp.blogspot.com/_R0DucIljJ5k/SvXOlW8QWOI/AAAAAAAAFsg/gJgmQowenrs/s400/FromVallados.jpg

10


Gastronomia & Vinhos

17.00 Visita ao miradouro da propriedade para melhor apreciar a paisagem envolvente. 20.00 Jantar acompanhado por vinhos da propriedade da sala de eventos da Quinta.

2.º DIA – RÉGUA/RESENDE 9.30 Partida da Quinta do Vallado com destino à Quinta da Pacheca. 10.00 Entrada em The Wine House Hotel Quinta da Pacheca.

Quinta da Pacheca

17

10.30 Visita às caves e adega acompanhada por enólogos e um dos proprietários, a família Serpa. 11.40 Provas de vinho acompanhadas com produtos tipicamente regiões e de confeção artesanal. 13.00 Almoço no restaurante da Quinta da Pacheca confecionada pela renomada Teresa Serpa Pimentel. 15.00 Partida para visitar a bela e eclética cidade de Resende com intuito de a conhecer e explorar a sua doçaria regional, as afamadas Cavacas. 18.00 Retorno à Quinta da Pacheca. 20.00 Jantar no restaurante da Quinta acompanhada, mais uma vez, pelos excelentes vinhos produzidos nesta singular propriedade.

17

Imagem retirada de http://clubevinhosportugueses.files.wordpress.com/2009/09/pacheca.png

11


Gastronomia & Vinhos

3.º DIA – LAMEGO/SALZEDAS/S. JOÃO DA PESQUEIRA 9.00 Partida da Régua em direção ao Hotel Rural Viscondes da Várzea, Lamego. “Situa-se em pleno Douro, perto de Lamego inserida numa paisagem artística e variada onde a

natureza convive com estilos românico e gótico-manuelino. Ao atravessarmos os portões brasonados da Quinta da Várzea, sentimos desde logo a magia de um lugar que promete momentos inesquecíveis. Inserido numa propriedade de família com mais de 180 hectares, repartidos por vinha, azeite e árvores de fruto, este solar, foi adaptado a Hotel de Charme recentemente. Esta Quinta e um notável exemplar de propriedade agrícola com um valor patrimonial arquitetónico e paisagístico incalculável. A casa fidalga, de traça oitocentista, com varanda em balaústres de pedra, esta rodeada por árvores ancestrais. Os jardins circundantes, tem canteiros de buxo e são centrados por uma taça de feição barroca, proveniente do Convento das Salzedas.”18 10.00 Entrada no Hotel.

Hotel Rural Visconde da Várzea19 10.30 Visita às cavas, adega e vinhas da Quinta da Várzea. 12:00 Almoço tradicional acompanhado por vinhos da região no restaurante do Hotel. 14:00 Partida em direção aos Conventos de Salzedas e de S. João da Pesqueira da Ordem de Cister.

Convento de Salzedas 18

Informação retirada de http://www.hotelruralviscondesvarzea.com/hotelrural.html

19

Imagem retirada de http://img.go4travel.net/fs/527369/527369-sml.jpg

20

Imagem retirada de http://tovieira.smugmug.com/photos/671353660_xsZeh-S-1.jpg

20

12


Gastronomia & Vinhos

Convento S. João da Pesqueira

21

17.00 Retorno ao Hotel. 20.00 Jantar com comida tradicional no Restaurante do Hotel regado a vinhos regionais.

4.º DIA – SABROSA 9.30 Saída de Lamego em direção a Sabrosa. 10.30 Chegada a Sabrosa e entrada ao alojamento Casa das Pipas. 11.00 Visita à Quinta do Portal com visita e degustação de vinhos na adega (autoria do renomado arquiteto lusitano Siza Vieira)

“A Quinta do Portal é uma casa portuguesa, familiar e independente que abraçou com toda a paixão o conceito de “Boutique Winery”, dedicando-se à produção de vinhos DOC Douro, Vinhos do Porto de categorias especiais e Moscatel. A qualidade foi sempre o nosso lema, como o atestam as várias distinções nacionais e internacionais atribuídos quer aos nossos vinhos, quer às várias vertentes da Quinta do Portal.”22 12.00 Paragem para almoço “com as propostas do Chef Milton Ferreira, que utilizando os produtos e

ingredientes da cozinha tradicional, brinda os comensais com refeições únicas, sempre acompanhadas pelos nossos vinhos…”.23 14.20 Passeio de Barco Rabelo.

21

Imagem retirada de http://clubevinhosportugueses.files.wordpress.com/2009/05/1926742.jpg

22

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/o_douro/quinta_do_portal?menuitem=1

23

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/gastronomia/bacalhau_assado_portal?menuitem=3

13


Gastronomia & Vinhos

Barco Rabelo da Quinta do Portal24 16:00 Visita às Aldeias Vinhateiras da região de Sabrosa

Casa das Pipas, Quinta do Portal 25 19.00 Retorno à Casa das Pipas 20.30 Jantar acompanhado por vinhos da região

24

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/lazer/passeios_de_barco?menuitem=4

25

http://www.quintadoportal.com/pt/quinta_do_portal/a_casa_das_pipas/lazer/aldeias_vinhateiras?menuitem=4

14


Gastronomia & Vinhos

5.º DIA – BAIÃO 9.00 Saída de Lamego em direção a Baião, Douro Palace Hotel Resort & Spa. 10.30 Serviço de Spa, Circuito Térmico 1. Piscina de jatos 2. Sauna 3. Banho Turco (Hammam)

Douro Palace Hotel Resort & Spa 26 13.00 Almoço no restaurante do Hotel. 15.00 Ritual às mãos com vela creme. 17.00 Retorno à cidade do Porto.

26

Imagem retirada de http://www.douropalace.com/spa.php

15


Gastronomia & Vinhos Gastronomia & Vinhos

Alqueva - Tours 1 dia

http://www.visitalentejo.pt

Ana Clara de Sousa Azevedo

2012 Nota: O alojamento não está incluído no preço 16


Gastronomia & Vinhos

TOURS – 1 DIA LISBOA/ALQUEVA/MOURA/ REGUENGOS DE MONSARAZ/LISBOA 1.º DIA – LISBOA/ALQUEVA/MOURA/ REGUENGOS DE MONSARAZ/LISBOA 9.00 Saída de Lisboa em direção à Amieira Marina, Amieira. 11.00 Cruzeiro pelo Alqueva. “A Barragem de Alqueva é a maior barragem portuguesa e da Europa Ocidental, situada no rio

Guadiana, no Alentejo interior, perto da aldeia de Alqueva. A construção desta barragem permitiu a criação do maior reservatório artificial de água da Europa. Possui uma altura de 96 m acima da fundação e um comprimento de coroamento de 458 m2. A capacidade instalada de produção de energia elétrica é de 260 MW. A albufeira atinge, à cota máxima, os 250 km², sendo o maior lago artificial da Europa.”27

Cruzeiro Guadiana, Alqueva28 12.00 Viagem com destino a Moura “Inicialmente denominada Arucci ou Civitas Aruccitana Nova, Moura adquiriu a designação actual

devido à Lenda da Moura Salúquia, uma romântica história que remonta aos tempos em que a povoação foi conquistada aos mouros pelos cristãos. Localizada na margem esquerda do Rio Guadiana, Moura é um pequeno paraíso verdejante que se destaca por entre as searas do vasto Alentejo.”29 13.00 Almoço em restaurante O Celeiro com comida e vinhos de cariz tradicional alentejano.

27

Informação retirada de http://pt.wikipedia.org/wiki/Barragem_de_Alqueva

28

Imagem retirada de http://www.portalalentejano.com/wp-content/uploads/Barco_Guadiana_alqueva-600x400.jpg

29

Imagem retirada de http://www.turismoalqueva.pt/moura/

17


Gastronomia & Vinhos

Açorda Alentejana30

Vinho Quinta da Cabaça DOC Alentejano31

15.00 – Visita ao Castelo de Moura

“O Castelo de Moura encontra-se implantado na zona mais alta da Cidade, em posição inter-fluvial. Edificado sobre um castro pré-romano, numa zona intensamente ocupada pelo homem, constitui um importante repositório da História de Moura. Detendo a classificação de Imóvel de Interesse Público, esta fortificação integra no seu recinto torres circulares e quadradas.” 32

Castelo de Moura33 16.00 Visita à Igreja Matriz de São João Baptista, Moura classificação como Monumento Nacional pelo IGESPAR

“A nova Igreja Matriz de Moura, consagrada a S. João Batista, foi construída nos finais do século XV, no mesmo local da anterior paroquial. De planta muito simples, a Matriz desenvolve-se num 30

Imagem retirada de http://blog.groupon.pt/files/2011/12/acorda_alentejana1.jpg

31

Imagem retirada de http://www.adegaportalegre.pt/img/upload_files/foto_21.jpg

32

Informação retirada de http://www.portaldemoura.com/index.php?option=com_content&task=view&id=53&Itemid=93

33

Imagem retirada de http://fc09.deviantart.net/fs70/f/2010/100/8/f/Castelo_de_Moura_by_xvrcardoso.jpg

18


Gastronomia & Vinhos

retângulo dividido em três naves - com a central mais elevada - de cinco tramos e cabeceira quadrangular. Embora não se conheça o nome do arquiteto desta igreja do gótico final, é plausível aceitar que o grande mestre régio Diogo de Arruda tenha colaborado em alguns pormenores manuelinos de exceção.”34

Igreja Matriz de São João Baptista, Moura

35

17.00 – Partida em direção a Reguengos de Monsaraz. 18.00 – Visita à adega, cavas e vinha da Herdade do Esporão acompanhada por provas de vinhos. “A Herdade do Esporão, situada em Reguengos de Monsaraz, tem uma importância histórica na

região. As suas raízes remontam aos tempos pré-históricos das culturas megalíticas e da Idade do Bronze, mas já durante a ocupação romana, os vinhos do povoamento do Esporão eram exportados para todo o Império. No coração desta herdade, no calor do Alentejo, encontra-se a Cerca do Esporão, da qual fazem parte a Torre do Esporão, a Ermida de Nossa Senhora dos Remédios e uma curiosa porta fortificada com uma escada em caracol de acesso ao terraço defensivo.”36

34

Informação retirada de http://www.infopedia.pt/$igreja-matriz-de-moura

35

http://www.descubraportugal.com.pt/edicoes/tdp/registo.asp?id=17377&tipo=r

36

Informação retirada de http://www.esporao.com/PT/HerdadedoEsporao/Cultura/Pages/Historia.aspx

19


Gastronomia & Vinhos

Herdade do Esporão

37

20.00 – Jantar no Restaurante Herdade do Esporão

Restaurante Herdade do Esporão

38

21.30 – Regresso a Lisboa.

37 38

Imagem retirada de http://www.silencetour.pt/i/segway-tour-herdade-esporao.jpg http://4.bp.blogspot.com/_qxXquF7nwu0/S8-CK1bjgVI/AAAAAAAAAGk/1WYm-ik2QCs/s1600/sem+fim.jpg

20


Gastronomia & Vinhos Gastronomia & Vinhos

Alqueva - Tours 3 dias

http://www.visitalentejo.pt

Ana Clara de Sousa Azevedo

2012 Nota: O alojamento não está incluído no preço 21


Gastronomia & Vinhos

TOURS – 3 DIAS LISBOA/MOURA/MOURÃO/REGUENGOS DE MONSARAZ/LISBOA 1.º DIA – LISBOA/MOURA/MOURÃO/REGUENGOS DE MONSARAZ/LISBOA 9.30 Partida de Lisboa em direção a Moura. 11.30 Chegada a Moura e entrada no Hotel Herdade Vale do Manantio.

Hotel Herdade Vale do Manantio 39 12.00 Almoço no restaurante do Hotel, refeição de natureza tradicional alentejano regada a vinhos DOC produzidos na dita região. 14.00 Passeio a cavalo ou em charrete.

40

39 40

Imagem retirada de http://www.lux.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/13252173/660x495 http://images02.olx.pt/ui/11/86/13/1307992822_215858313_2-Venda-de-charrete-Alentejana-Trigaches.jpg

22


Gastronomia & Vinhos

16.00 Piquenique composto por queijos, compotas, pão, entre muitos outros, acompanhados por vinhos da região.

Pão tradicional alentejano

Queijo Nisa, original alentejano 41

42

18.00 Banho turco e massagem no Spa do Hotel. 20.00 Jantar no restaurante do Hotel acompanhado é claro por vinho DOC regional.

2.º DIA – MOURÃO 9.00 Partida de Moura, Hotel Herdade Vale do Manantio, em direção a Mourão. 10.00 Entrada no Hotel Monte Falperras em Mourão.

Piscina infinita do Hotel com o Lago Alqueva como pano de fundo

41

http://3.bp.blogspot.com

42

http://www.puratos.pt/Images/PT_appl_cabecudo_tcm158-40572.jpg

43

Imagem retirada de http://media.hotelscombined.com/HI36616294.jpg

43

23


Gastronomia & Vinhos

10.30 Canoagem no Lago do Alqueva, somente a 5 minutos do Hotel. 11.40 Saída do Hotel em direção ao Restaurante Adega Velha em Mourão. 12.10 Almoço tradicional alentejano em companhia de vinhos DOC regionais alentejanos.

44

14.30 Visita ao Castelo de Mourão, Imóvel de Interesse Público classificação da IGESPAR. “Implantado num ponto altaneiro e fronteiriço, o castelo de Mourão conheceu, ao longo dos

tempos, as investidas de forças inimigas que levaram à sua reconstrução e redimensionamento.” 45

Castelo de Mourão 46

44

Imagem retirada de http://www.mardevinho.com.br/uploads/2009/08/IMG_2131-c%C3%B3pia.jpg

45

Informação retirada de http://www.cm-mourao.pt/pt/conteudos/o+concelho/historia/castelo.htm

46

Imagem retirada de http://farm4.static.flickr.com/3149/2517137943_152d26194e.jpg

24


Gastronomia & Vinhos

15.30 Visita à Aldeia da Luz. “A aldeia ribeirinha da Luz, a povoação mais jovem de Portugal, merece, sem dúvida, uma visita.

Depois de ser submersa pelas águas da barragem do Alqueva, em 2002, este núcleo rural foi construído de raiz, apresentando atualmente uma estrutura totalmente renovada. Era nas proximidades desta aldeia que se encontrava o Castelo da Lousa, uma villa romana fortificada datada do século I a.C., atualmente mergulhada nas águas do Grande Lago Alqueva…”47

Aldeia da Luz 48 17.00 Visita ao Museu da Luz.

“Com a submersão da aldeia da Luz, motivada pela construção da barragem de Alqueva e a consequente relocalização da povoação em novo lugar, gerou-se um conceito de aldeia dupla. O Museu da Luz (Mourão, Évora) é o espaço interpretativo das profundas alterações ocorridas neste território, manifestadas numa reconfiguração da paisagem e consequente ajustamento social e cultural. O museu não é perspetivado no âmbito restrito da sua coleção, mas encara-se como a possibilidade de documentar o processo necessariamente conturbado da mudança, a partir do passado comum, reativando as memórias para a reconstrução do lugar num novo contexto. Interpretando temas transversais como a paisagem, a água e a nova identidade da região, o museu

configura-se

no

espaço

Alqueva

como

um

lugar

de

cultura,

arte,

memória e

49

modernidade.”

47

Informação retirada de http://www.turismoalqueva.pt/mourao/

48

Imagem retirada de http://casepagam.blogs.sapo.pt/arquivo/Aldeia%20Luz%20monum.jpg

49

Informação retirada de http://www.edia.pt/edia/index.php/museu-da-luz

25


Gastronomia & Vinhos

Aldeia da Luz 50 18.30 Regresso ao Hotel onde uma garrafa de vinho Doc Regional Alentejano o espera na sua suite. 20.00 Jantar no restaurante do Hotel.

3.º DIA – REGUENGOS DE MONSARAZ 9.00 Partida de Mourão com destino a Reguengos de Monsaraz. 10.00 Visita à adega, cavas e vinha da Herdade do Esporão acompanhada por provas de vinhos. “A Herdade do Esporão, situada em Reguengos de Monsaraz, tem uma importância histórica na

região. As suas raízes remontam aos tempos pré-históricos das culturas megalíticas e da Idade do Bronze, mas já durante a ocupação romana, os vinhos do povoamento do Esporão eram exportados para todo o Império. No coração desta herdade, no calor do Alentejo, encontra-se a Cerca do Esporão, da qual fazem parte a Torre do Esporão, a Ermida de Nossa Senhora dos Remédios e uma curiosa porta fortificada com uma escada em caracol de acesso ao terraço defensivo.”

51

Herdade do Esporão

52

50

Imagem retirada de http://www.museudaluz.org.pt/

51

Informação retirada de http://www.esporao.com/PT/HerdadedoEsporao/Cultura/Pages/Historia.aspx

52

Imagem retirada de http://www.silencetour.pt/i/segway-tour-herdade-esporao.jpg

26


Gastronomia & Vinhos

13.00 Almoรงo no Restaurante Herdade do Esporรฃo

53

15.00 Visita ao olival e lagar da Herdade.

54

17.30 Regresso a Lisboa.

53

http://4.bp.blogspot.com/_qxXquF7nwu0/S8-CK1bjgVI/AAAAAAAAAGk/1WYm-ik2QCs/s1600/sem+fim.jpg

54

http://2.bp.blogspot.com/-OAZuCDnNmjQ/TgurfND4MlI/AAAAAAAACRQ/pA2w4Bb-q7w/s1600/Azeites%2BEsporao_.jpg

27


Gastronomia & Vinhos Gastronomia & Vinhos

Alqueva - Tours 5 dias

http://www.visitalentejo.pt

Ana Clara de Sousa Azevedo

2012 Nota: O alojamento não está incluído no preço 28


Gastronomia & Vinhos

TOURS – 5 DIAS LISBOA/ALANDROAL/PORTEL/MOURA/MOURÃO/REGUENGOS DE MONSARAZ/LISBOA 1.º DIA – LISBOA/ALANDROAL 9.30 Partida de Lisboa ao Alandroal, Terena. 11.30 Chegada à Herdade dos Barros (Turismo Rural).

Herdade dos Barros

55

12.00 Almoço tipicamente tradicional alentejano no restaurante da Herdade. 14.00 Passeio pelas tradicionais ruas da Vila de Terena.

“As origens da vila de Terena são muito antigas. O seu primeiro foral foi concedido no século XIII, sendo elaborado pelo Cavaleiro D. Gil Martins e sua mulher D. Maria João. Já no século XVI, em 10 de Outubro de 1514, o Rei D. Manuel I concedeu-lhe o Foral da leitura nova. A vila de Terena desempenhou um importante papel de defesa fronteiriça, através do seu castelo, que integrava a linha de defesa do Guadiana. No seu território desenvolveu-se desde tempos remotos o culto à Virgem Maria (possível fruto da cristianização de cultos pagãos), sendo o seu Santuário, hoje chamado da Boa Nova, já celebrado por Afonso X de Castela nas suas Cantigas de Santa Maria.”56

Vila de Terena 57

55

http://images03.olx.pt/ui/11/35/62/1302518882_18083362_15-Turismo-Rural-Alentejo-Herdade-dos-Barros-.jpg

56

http://pt.wikipedia.org/wiki/Terena_(S%C3%A3o_Pedro)

57

Imagem retirada de http://c6.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/B54071695/10404652_AfZ6I.jpeg

29


Gastronomia & Vinhos

16.30 Visita ao Castelo do Alandroal. “Erguido sob o reinado de D. Dinis (1279-1325), de acordo com a inscrição epigráfica sobre uma

das portas, a sua primeira pedra foi lançada em 6 de Fevereiro de 1294 por D. Lourenço Afonso, Mestre da Ordem de Avis. Uma segunda inscrição, no alçado Oeste da Torre de Menagem (hoje integrado na Sala do Tesouro da Igreja Matriz), informa a conclusão de sua edificação, em 24 de Fevereiro de 1298, sendo Mestre da Ordem, o mesmo D. Lourenço Afonso. Uma terceira inscrição, no torreão à direita do portão principal, datada criticamente entre 1294 e 1298, refere o nome do seu construtor, que se identificou apenas como "Eu, Mouro Galvo".”58

Castelo do Alandroal 59 18.00 Retorno à Herdade dos Barros. 20:00 Jantar de sabores tradicionais alentejanos no restaurante da Herdade.

2.º DIA – PORTEL 9.00 Partida da Herdade dos Barros com destino à Portel. 10.00 Entrada no Hotel Rural Refúgio da Vila.

Hotel Rural Refúgio da Vila 60

58 59 60

Informação retirada de http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_do_Alandroal http://2.bp.blogspot.com/-W8-oBmeSEbE/TdMBrLbudjI/AAAAAAAACbQ/2mhaF4ntwiE/s1600/castelo+do+alandroal.jpg Imagem retirada de http://www.refugiodavila.com/suitepasso.php

30


Gastronomia & Vinhos

10.30 Visita ao Castelo de Portel, classificado como Monumento Nacional pela IGESPAR.

“O castelo, em estilo gótico, apresenta planta heptagonal reforçada por torres de planta circular nos vértices. A sua forma, novidade na arquitetura militar portuguesa à época, parece ter sido inspirada no Castelo de Angers, na França. É dominado pos uma imponente torre de menagem, de planta quadrangular, que se ergue a cerca de vinte e cinco metros de altura, dividida internamente em dois pavimentos acima da linha do adarve, ambos cobertos por abóbada em cruzaria de ogiva. O pavimento inferior serviu de cárcere. Foi utilizada a pedra mármore nos cunhais e nas janelas góticas. A porta de acesso à torre é em ogiva. Esta torre protege o portão de acesso, a Norte, em arco apontado. Pelo lado Sul, a Porta de Beja determina um eixo viário interno em linha reta, ligando as duas portas. O conjunto conta com mais três portas, entre as quais a Porta do Relógio e a Porta do Outeiro. Na praça de armas abre-se uma cisterna e pode-se identificar os vestígios da Capela de São Vicente e as ruínas do paço ducal. A cerca medieval da vila, não sobreviveu até nós. A defesa do castelo era complementada por uma barbacã, de que se conservam ainda importantes troços a Sul, Norte e Oeste, compostos por cortina reforçada por cubelos de planta quadrangular. É a essa barbacã reedificada por D. Manuel I, que corresponde a porta gótica encimada por brasões reais sobrepostos.”

Castelo de Portel

61

62

11:30 Visita à Igreja de Vera Cruz de Marmelar.

Igreja de Vera Cruz de Marmelar 63

61 62

Informação retirada de http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_de_Portel http://3.bp.blogspot.com/-s31t7HsNE5g/T1KvpV7VXDI/AAAAAAAACwY/Pif_n0QPFC0/s1600/1castelo_portel.jpg

31


Gastronomia & Vinhos

13.00 Almoço no restaurante regional Adega do Refúgio.

64

15.00 Passeio e piquenique na Serra do Portel onde é um dos habitats do Lince Ibérico.

Lince Ibérico 65 18.00 Regresso ao Hotel. 20.00 Jantar no restaurante Cozinha D`Aboim.

3.º DIA – MOURA 9.30 Partida de Portel em direção ao Moura. 63

Imagem retirada de http://c2.quickcachr.fotos.sapo.pt/i/Bad066441/8356451_rF03q.jpeg

64

Imagem retirada de http://www.smartbox.com/coffret2008/portugal/302/T490VB_PK00258224_photo2.jpg

65

Imagem retirada de http://www.20minutos.es/data/img/2006/07/10/488808.jpg

32


Gastronomia & Vinhos

10.30 Chegada a Moura e entrada no Hotel Herdade Vale do Manantio.

Hotel Herdade Vale do Manantio 66 12.00 Almoço no restaurante do Hotel, refeição de natureza tradicional alentejano regada a vinhos DOC produzidos na dita região. 14.00 Passeio a cavalo ou em charrete.

67

16.00 Piquenique composto por queijos, compotas, pão, entre muitos outros, acompanhados por vinhos da região.

66 67

Imagem retirada de http://www.lux.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/13252173/660x495 http://images02.olx.pt/ui/11/86/13/1307992822_215858313_2-Venda-de-charrete-Alentejana-Trigaches.jpg

33


Gastronomia & Vinhos

Pão tradicional alentejano

Queijo Nisa, original alentejano 68

69

18.00 Banho turco e massagem no Spa do Hotel. 20.00 Jantar no restaurante do Hotel acompanhado é claro por vinho DOC regional.

4.º DIA – MOURÃO 9.00 Partida de Moura, Hotel Herdade Vale do Manantio, em direção a Mourão. 10.00 Entrada no Hotel Monte Falperras em Mourão.

Piscina infinita do Hotel com o Lago Alqueva como pano de fundo

70

10.30 Canoagem no Lago do Alqueva, somente a 5 minutos do Hotel. 68

http://3.bp.blogspot.com

69

http://www.puratos.pt/Images/PT_appl_cabecudo_tcm158-40572.jpg

70

Imagem retirada de http://media.hotelscombined.com/HI36616294.jpg

34


Gastronomia & Vinhos

11.40 Saída do Hotel em direção ao Restaurante Adega Velha em Mourão. 12.10 Almoço tradicional alentejano em companhia de vinhos DOC regionais alentejanos.

71

14.30 Visita ao Castelo de Mourão, Imóvel de Interesse Público classificação da IGESPAR. “Implantado num ponto altaneiro e fronteiriço, o castelo de Mourão conheceu, ao longo dos

tempos, as investidas de forças inimigas que levaram à sua reconstrução e redimensionamento.” 72

Castelo de Mourão 73 15.30 Visita à Aldeia da Luz.

71

Imagem retirada de http://www.mardevinho.com.br/uploads/2009/08/IMG_2131-c%C3%B3pia.jpg

72

Informação retirada de http://www.cm-mourao.pt/pt/conteudos/o+concelho/historia/castelo.htm

73

Imagem retirada de http://farm4.static.flickr.com/3149/2517137943_152d26194e.jpg

35


Gastronomia & Vinhos

“A aldeia ribeirinha da Luz, a povoação mais jovem de Portugal, merece, sem dúvida, uma visita.

Depois de ser submersa pelas águas da barragem do Alqueva, em 2002, este núcleo rural foi construído de raiz, apresentando atualmente uma estrutura totalmente renovada. Era nas proximidades desta aldeia que se encontrava o Castelo da Lousa, uma villa romana fortificada datada do século I a.C., atualmente mergulhada nas águas do Grande Lago Alqueva…”74

Aldeia da Luz 75 17.00 Visita ao Museu da Luz.

“Com a submersão da aldeia da Luz, motivada pela construção da barragem de Alqueva e a consequente relocalização da povoação em novo lugar, gerou-se um conceito de aldeia dupla. O Museu da Luz (Mourão, Évora) é o espaço interpretativo das profundas alterações ocorridas neste território, manifestadas numa reconfiguração da paisagem e consequente ajustamento social e cultural. O museu não é perspetivado no âmbito restrito da sua coleção, mas encara-se como a possibilidade de documentar o processo necessariamente conturbado da mudança, a partir do passado comum, reativando as memórias para a reconstrução do lugar num novo contexto. Interpretando temas transversais como a paisagem, a água e a nova identidade da região, o museu

configura-se

no

espaço

Alqueva

como

um

lugar

de

cultura,

arte,

memória e

76

modernidade.”

74

Informação retirada de http://www.turismoalqueva.pt/mourao/

75

Imagem retirada de http://casepagam.blogs.sapo.pt/arquivo/Aldeia%20Luz%20monum.jpg

76

Informação retirada de http://www.edia.pt/edia/index.php/museu-da-luz

36


Gastronomia & Vinhos

Aldeia da Luz 77 18.30 Regresso ao Hotel onde uma garrafa de vinho Doc Regional Alentejano o espera na sua suite. 20.00 Jantar no restaurante do Hotel.

5.º DIA – REGUENGOS DE MONSARAZ 9.00 Partida de Mourão com destino a Reguengos de Monsaraz. 10.00 Visita à adega, cavas e vinha da Herdade do Esporão acompanhada por provas de vinhos. “A Herdade do Esporão, situada em Reguengos de Monsaraz, tem uma importância histórica na

região. As suas raízes remontam aos tempos pré-históricos das culturas megalíticas e da Idade do Bronze, mas já durante a ocupação romana, os vinhos do povoamento do Esporão eram exportados para todo o Império. No coração desta herdade, no calor do Alentejo, encontra-se a Cerca do Esporão, da qual fazem parte a Torre do Esporão, a Ermida de Nossa Senhora dos Remédios e uma curiosa porta fortificada com uma escada em caracol de acesso ao terraço defensivo.”

78

Herdade do Esporão

79

77

Imagem retirada de http://www.museudaluz.org.pt/

78

Informação retirada de http://www.esporao.com/PT/HerdadedoEsporao/Cultura/Pages/Historia.aspx

79

Imagem retirada de http://www.silencetour.pt/i/segway-tour-herdade-esporao.jpg

37


Gastronomia & Vinhos

13.00 Almoรงo no Restaurante Herdade do Esporรฃo

80

15.00 Visita ao olival e lagar da Herdade.

81

17.30 Regresso a Lisboa.

80

http://4.bp.blogspot.com/_qxXquF7nwu0/S8-CK1bjgVI/AAAAAAAAAGk/1WYm-ik2QCs/s1600/sem+fim.jpg

81

http://2.bp.blogspot.com/-OAZuCDnNmjQ/TgurfND4MlI/AAAAAAAACRQ/pA2w4Bb-q7w/s1600/Azeites%2BEsporao_.jpg

38


Gastronomia & Vinhos