Page 1

POESIA EM FAMÍLIA


A minha linda família…

Na minha família há pessoas muito diferentes. O meu pai está sempre nas frentes: à frente da televisão, à frente do computador e à frente de toda a gente! Eu, o mais pequeno da família, se calhar, sou o mais inteligente! A minha mãe é “m” de maravilhosa, “a” de amiga e “é” de enervada! Eu, o mais pequeno da família, se calhar, sou o mais endiabrado! O meu irmão é a minha companhia nas minhas aventuras do dia a dia. Ele é brincalhão e até já andou na natação. Mas, mais parecia uma enguia! Eu, o mais pequeno da família, se calhar, sou o mais rufia! Mas, todos juntos somos uma verdadeira alegria!

Tomás Brado e família


A minha família Lá vem a família feliz, Com quatro elementos a cantar! Uma é petiz, Por isso vem sempre a brincar.

A outra vem de pé, porque já sabe andar! Fazem um grande banzé, Quando andam a passear.

E a mãe preocupada, Está sempre as crianças a chamar: - Filha sai daí, vais-te aleijar! - Anda para o passeio, o carro vai passar!

O pai aventureiro, lá vem a andar, Ele brinca connosco e a mãe a participar! Cansado o pai fica, De tanto nos aturar!

Sofia e família


As quatro estações A primavera a chegar As crianças ficam contentes Os passarinhos a chilrear Os dias já se sentem quentes

A seguir chega o verão Com os dias bem quentinhos O mar brilhante e azulão E comer gelados fresquinhos

O Outono é divertido Nas folhas podemos saltar Chega a altura do vento E das tartarugas hibernar

O Inverno é o mais frio A lareira podemos acender Assim chega o natal Para as prendas receber

José Barbosa e família


Crianças

A nossa presença Rejuvenesce Ver-nos sorrir Vos faz viver Criança Somos um mundo de esperança

Pequenas, frágeis e espertas Brincamos Saltamos Cantamos Dançamos Sorrimos E, por vezes, até choramos Com a certeza de que O mundo se encarregue De nos fazer felizes!....

Beatriz e mãe


A mãe Natureza A natureza é a nossa casa agradável Sempre que nos acontece algo de mal, ela está lá para nos proteger Ela é como um quadro, frágil e insubstituível Feliz como uma flor, mas quando se chateia, chora, sopra, mas volta a renascer

Devemos aproveitá-la porque um dia ela acabará Frutos e legumes são a sua qualidade Faremos com que a natureza mais tempo durará Juntos trabalharemos para a sua imunidade

A vida dela depende de todos nós Eu tenho esperança que o mundo voltará a ser o que era O tamanho não importa, o que importa é ouvirem a nossa voz

Juntos faremos a mudança e daremos uma nova vida a um mundo melhor!!!

Margarida e família


As rimas da vida Eu gosto de brincar Sobretudo de patinar No meu tempo livre Eu gosto de jogar

Desenhar Saltar, correr e dançar São coisas que não me canso de fazer Mas, também há dias que gosto de ler

Estudar é importante Para eu ter um futuro brilhante Se eu não estudar Um emprego não irei arranjar

Mas, para já, continuarei a sonhar e a rimar!!!

Margarida e família


A primavera A primavera é linda Tem aves de muitas cores A chilrear pelo ar Frutos de muitos sabores

Muitas coisas há para ver Muitas coisas para cheirar Muitas coisas para ouvir Muitas para saborear

Na primavera há cores Na primavera há cheiros Na primavera há vida Na primavera há beijos

Pedro e família


Poesia em família Ao amanhecer despertamos, com vontade de muito fazer Esta vida é bela se pensarmos, em tudo que dela podemos colher.

Qual inveja, qual clausura, se é tão belo dizer Que desta vida só vejo loucura e imenso prazer.

Salto alto e mais alto, logo poderás ver Que certo é teres muito encanto se ao mundo trouxeres saber

Ai se estudo, ai se estou atento A vida passa tão rápido, apenas é um momento.

Imagino e faço planos Sobre um mundo justo e feliz Todos seremos construtores da paz Se cumprirmos o que se diz.

Bruna e família


Santiago O Santiago é um menino Que gosta de brincar E quando vai à escola Também gosta de estudar

Seja perto de casa Ou seja na escola Ele não pode passar Sem jogar à bola

Ele é muito engraçado Mas também irrequieto Gosta muito de ser abraçado É um menino de afeto

Sou um menino lindo Que gosta de brincar Às vezes tomo leite Mas não posso abusar

Tenho um amigo Zé Que foi morar para Braga Vê-lo fácil não é Fico à espera que a Mãe o traga

Santiago e família


Poesias

Professora É amiga,grande mestre, Quanta luta, muito amor. Seus exemplos, suas lições, Ficarão para sempre, professor!

Mãe Mãe em casa, mãe na rua, Mãe ocupada a trabalhar, Mãe serena, dedicada, Com um tempo para brincar

Brincadeira é alegria, E um direito de criança, O sorriso é a fantasia Fazem parte da infância.

Criança tem que ter nome Criança, tem que ter lar Ter saúde e não ter fome Ter segurança e estudar

Meninos de todo o mundo, Meninos que estão a crescer. Cuidem do nosso planeta, Pois nele queremos viver.

João e família

Poesia  
Poesia  
Advertisement