Issuu on Google+

D. AFONSO HENRIQUES O CONQUISTADOR


ÍNDICE 

D. Afonso Henriques

Biografia

História

Bibliografia

2/11


D. AFONSO HENRIQUES

Primeiro Rei de Portugal

3/11


BIOGRAFIA 

1109- Data provável do nascimento de D. Afonso Henriques , em Guimarães.

Filho do Infante Afonso Henriques de Borgonha e de Dona Teresa (filha bastarda do rei Afonso VI de Castela e Leão).

1146- Casou com D. Mafalda, filha de Amadeu II, conde de Moriana e Sabóia.

6 de Dezembro de 1185- Faleceu em Guimarães.

4/11


HISTÓRIA 

1109- Morre o pai, sendo deixado aos cuidados do aio Egas Moniz. A mãe, D. Teresa iria governar o Condado Portucalense até que atingisse a maioridade.

1122- O infante armou-se cavaleiro na catedral de Zamora, em Espanha, com apenas 14 anos. Ali “tomou por suas próprias mãos, do altar de São Salvador, as armas militares e ali mesmo, no altar, as vestiu e cingiu […] Vestiu-se com a cota assim como Gigas, que era de grande corpulência, e cingiu-se com as suas armas de guerra”. Os fidalgos de Portucale fazem do infante o porta-estandarte da luta pela independência face a Leão, que D. Teresa tinha iniciado.

5/11


HISTÓRIA 

24 de Junho de 1128- Afonso Henriques luta contra a mãe e o seu amante, o Conde Galego Fernão Peres de Trava.

As tropas de D. Afonso Henriques e de Dona Teresa enfrentam-se no Campo de S. Mamede. 

O exército galego é derrotado e Dona Teresa desiste da ideia de anexar a região ao reino da Galiza. 

6/11


HISTÓRIA 

1129- D. Afonso Henriques proclama-se soberano das cidades portuguesas.

1135- Afonso VII, filho de Dona Urraca, é coroado “Imperador de toda a Hispânia”. D. Afonso Henriques recusa-se a prestar vassalagem ao primo.

1137- Paz de Tui. Depois de lutar contra Afonso VII, no Alto Minho, D. Afonso Henriques promete ao imperador “fidelidade, segurança e auxílio contra os inimigos”. 7/11


HISTÓRIA 

1139- Batalha de Ourique, onde D. Afonso Henriques vence cinco reis mouros.

1140- D. Afonso Henriques começa a usar o título de Rei

1143- Tratado de Zamora, no qual estabelece a paz com o primo Afonso VII. D. Afonso Henriques escreve ao Papa Inocêncio II e declara-se, e a todos os descendentes, “censual” da Igreja de Roma. A palavra “censual” significa que D. Afonso Henriques é obrigado a prestar obediência apenas ao Papa. Só em 1979, a Igreja Católica reconhece a realeza de D. Afonso Henriques.

8/11


HISTÓRIA 

1147- Ocupa Santarém e Lisboa, cidade conquistada graças à ajuda de cruzados que seguiam para a Terra Santa. Sucedem-se as cidades de Palmela, Almada, Sintra, Beja, Évora, Moura, Serpa e Sesimbra.

1169- D. Afonso Henriques é feito prisioneiro pelo rei de leão, Fernando II.

1180- Final dos conflitos com Fernando II de Leão, pela posse de terras na região da fronteira e costa de Andaluzia. 9/11


HISTÓRIA 

1185- D. Afonso Henriques morre na cidade em que nasceu.

A sua herança, além da imensa fortuna, é o Condado Portucalense, primeiro território europeu que estabelece a sua identidade nacional.

Foi o único, até hoje, a governar durante 57 anos, 45 dos quais com o título de rei. 10/11


BIBLIOGRAFIA 

http://www.rtp.pt/gdesport/?article=819&visual=3&topic=1

http://www.infopedia.pt/$d.-afonso-henriques

http://www.vidaslusofonas.pt/d.afonso_henriques.htm

Trabalho de Maria Sofia

11/11


EGAS MONIZ O Aio de D. Afonso Henriques


 Egas

Moniz é uma personagem importante da História Portuguesa.

Sabem

porquê?


Nテグ? Vou, entテ」o, contar-vos a sua histテウria.


 D.

Afonso Henriques era um grande conquistador que travou muitas batalhas.

 Ele

lutava pela Independência de Portugal.


A

batalha de Valdevez foi uma das muitas batalhas travadas por D. Afonso Henriques contra o seu primo – Afonso VII.


Nenhum ganhou esta batalha.


D.

Afonso Henriques voltou para Guimarães com o seu aio- Egas Moniz.


Mas,

D. Afonso VII, rei de Castela, cercou o Castelo de Guimarães.


 Porém,

D. Afonso Henriques preferia morrer a render-se ao seu primo, D. Afonso VII.


 Foi,

entĂŁo, que Egas Moniz decidiu negociar a paz com D. Afonso VII a troco da vassalagem pela parte de D. Afonso Henriques e dos nobres que o apoiavam.


O

rei castelhano aceitou a palavra de Egas Moniz de que D. Afonso Henriques cumpriria o voto de vassalagem.


 Mas,

um ano depois, D. Afonso Henriques quebrou o prometido e invadiu a Galiza.


 Então,

Egas Moniz e a sua família, vestidos de condenados, apresentaram-se na corte de D. Afonso VII, em Castela, pondo nas mãos do rei as suas vidas como penhores da promessa quebrada.


O

rei castelhano, diante da coragem e humildade de Egas Moniz, decidiu perdoar-lhe e presenteou-o com favores.


 Este

acto heróico também impressionou D. Afonso Henriques, que concedeu ao seu velho aio extensos domínios.


 Pensa-se

que este acto foi uma estratégia inteligente de Egas Moniz para que D. Afonso Henriques pudesse ganhar tempo para conquistar a independência de Portugal.


TRABALHO REALIZADO POR

Joana Coutinho Pacheco


SENHORA ANINHAS- MADRINHA DOS ESTUDANTES

29


A senhora Aninhas era natural do lugar da Pica, Quinchães, freguesia do concelho de Fafe: “…mulher simples pois, de formação popular, condizente com a sua origem modesta”. Tinha vindo trabalhar para Guimarães e casado com o André, contínuo do Liceu. Esta mulher vivia do rendimento que tirava do negócio, pouco vultuoso, da sua loja, ao n.º 57, rés do chão, da Rua de Santa Maria, morando ela por cima.

30


A loja ficava muito próximo do Internato Municipal, depois Liceu antigo, tornando fácil o encontro a todas as horas do dia com grupos de estudantes que acarinhava, protegia, apoiava. Ao longo de várias gerações contribuiu, assim, para a fraternidade da festa e da vivência da tradição.

A Senhora Aninhas um espaço no coração dos nicolinos e, ainda, a condição de Mãe ou Madrinha.

31




Trabalho da Ana carolina Nunes

32


História de Guimarães