__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 1

EDIÇÃ DIGITA O L

CONHEÇA A ARTE DIGITAL QUE PODE VALER MILHÕES DE EUROS

€33 ,9 95

N .PVP º 3 O(Cont.) 4 n

Mensal

INTEL CONTRA-ATACA COM NOVOS PROCESSADORES PARA ARRASAR A AMD

NON-FUNGIBLE TOKENS

n

INSTALE E EXPERIMENTE GRÁTIS O NOVO SISTEMA OPERATIVO DA MICROSOFT

ROCKET LAKE-S

Maio 2O21

WINDOWS 10X

Ano 25

n

€33 ,9 95

€33 ,8 8O

PVP (Cont.)

Aprenda a investir l Como usar o seu computador para minerar moedas digitais

PVP (Cont.)

l Entre no mundo das criptomoedas l


01

ÍNDICE

PEDRO TRÓIA / Director

9

VOAR EM MARTE Tive o privilégio de conseguir ver em directo (ou melhor, com um atraso de quatro horas, mas mesmo assim em “directo”), o primeiro voo de uma aeronave fabricada na Terra, por mãos humanas, noutro planeta. O que me impressionou mais foi todo o processo de desenho deste pequeno veículo voador, que tem o tamanho de uma pequena caixa e duas hélices com cerca de 1,2 metros. Quem o projectou e construiu, nunca pôs os pés em Marte, nunca sentiu a sua fina atmosfera, nem tão pouco a força gravitacional. E, apesar destas desvantagens, conseguiu construir uma máquina voadora (que funciona), tendo como base apenas as medições feitas por outros veículos robóticos e observações feitas a partir da Terra. Outro aspecto impressionante, tem que ver com o atraso das comunicações com Marte, devido à distância. Este problema torna impossível o controlo directo do Ingenuity (o nome dado ao drone) a partir de qualquer centro de controlo na Terra. Por isso, foi preciso criar um software que lhe desse a capacidade de voo completamente autónomo. Isto implica um controlo absoluto sobre todos os sistemas de voo, para evitar obstáculos e tratar da descolagem e aterragem. É obvio que será sempre enviado um “guião” a partir da Terra, que diz ao drone para onde ir, mas é tudo. O resto das decisões têm de ser feitas localmente, no computador do drone. Se isto não é um feito tecnológico, não sei o que seja. De certeza que este é apenas o primeiro de muitos voos que a humanidade fará noutros planetas; mesmo que haja um qualquer azar, e o pequeno drone acabar por se despenhar contra um qualquer obstáculo que Marte lhe ponha à frente, já conseguiu ser o primeiro e as possibilidades são infinitas.

TEMA DE CAPA

36 / As moedas digitais estão a tornar-se investimentos apelativos. Saiba o que são, como investir e aprenda a minerar criptomoedas com o seu PC. 02

ON

4 / Notícias de tecnologia, coluna Made in Portugal, Hashtags e Green.

03

START UP

18 / A euPago é uma fintech nacional que ajuda as empresas e particulares com os pagamentos das vendas online.

05

BOOT

20 / DEFEITOS ESPECIAIS O Ricardo Durand explica que nem sempre a qualidade da informação enviada pelas marcas e pelas agências de comunicação é a melhor. GUIAS 22 / Instale e conheça o Windows 10X 24 / Substituir o LastPass por outro gestor de passwords 28 / Controle o desempenho do PC em tempo real

06

MACGUIA

32 / Aprenda a importar passwords do LastPass para o iCloud com a ajuda do Firefox.

INFOGRAFIA

16 / Conheça o volátil mercado das criptomoedas.

04

07

LINUX

30 / Mostramos como lançar o serviço obrigatório que vai fazer a gestão dos certificados SSL: o Nginx Proxy Manager.

08

DESCOMPLICÓMETRO

34 / Explicamos-lhe o que são e como funcionam os NFT (non-fungible tokens ou activos digitais não-fungíveis).

10

APPS

48 / Uma selecção de aplicações de benchmark para testar o desempenho do seu smartphone.

11

56 / TESTES Asus ROG Strix G17 713 NTECH Slayer Warp 1 Xiaomi Mi 11 Intel Core i7-11700K e i9-11900K KFA2 GeForce RTX 3060 EX 12GB LG UltraGear 27GN950 HP Pavilion 14 Sony Alpha A1 Samsung Galaxy A52 5G

13

PLAY

70 / JOGOS Civilization VI Portugal Pack Cartel Tycoon

PLUG

50 / Este mês, o Luís Alves revela algumas medidas para o aumento do tempo de vida dos produtos.

12

54 / GADGETS Shure Aonic 4 Huawei Gentle Monster Eyewear II Urban Glide F2 SPC Suana iRobot i3+ Energy Sistem Urban Box 5+

LAB

52 / TECNOLOGIA EM MOVIMENTO O Gustavo Dias fala da saída da LG do mercado de smartphones e da vontade de arriscar que a marca sempre demonstrou.

71 / HARDWARE Thrustmaster TCA Quadrant Airbus Edition e Add-On 72 / JOGOS MOBILE Magic: The Gathering Arena The Captain is Dead Queen: Rock Tour Doodle_Dash

14

SLEEP

74 / Em Maio assinalamos o nascimento da AMD, o lançamento do Wordpress e do primeiro MacBook e a estreia do episódio VI de Stars Wars.

CLASSIFICAÇÕES A PCGuia usa um método de avaliação de produtos que tenta conciliar as medições de desempenho com os aspectos mais empíricos como a experiência de utilização. O valor final da nota será obtida através de uma média aritmética que dará um valor de 1 a 10. Os produtos com nota 9 ou superior recebem o Prémio de Excelência PCGuia. Mais informação em pcguia.pt/como-testamos.

MEDIÇÕES

EXPERIÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

PREÇO QUALIDADE

8

10

6

9 Distribuidor: PCGuia Site: pcguia.pt Preço: €42 Facto positivo Facto negativo

3


03

INFOGRAFIA MAFALDA FREIRE

O MERCADO DAS CRIPTOMOEDAS

As moedas digitais estão na moda e há uma corrida às placas gráficas para mineração, o que tem provocado a escassez de GPU. Mas por que há tanto interesse nas criptomoedas? Fique a conhecer melhor este mercado que chegou recentemente aos dois biliões de dólares (cerca de 1,68 biliões de euros). 4501

Nº DE CRIPTOMOEDAS POR ANO

TOP 10 DE CRIPTOMOEDAS EM ABRIL 2021 (DÓLARES)

B

VALOR UNIDADE

2817

D 1335 66 2013

644

562

506 2014

1658

2015

2016

2017*

2018

2019*

2021**

*NOVEMBRO **FEVEREIRO

Bitcoin (BTC)

57 808

Ethereum (ETH)

2075

Binance Coin (BNB)

415

XRP (XRP)

0,97

Tether (USDT)

1

Cardano (ADA)

1,2

Polkadot (DOT)

40

Uniswap (UNI)

29

Litecoin (LTC)

225

Chainlink (LINK)

32

VALOR DO MERCADO

1,08 biliões 239,1 mil milhões 64,2 mil milhões 44,1 mil milhões 43,7 mil milhões 38,9 mil milhões 37,9 mil milhões 15,6 mil milhões 15,1 mil milhões 13,6 mil milhões

EVOLUÇÃO DA QUOTA DE MERCADO DAS PRINCIPAIS CRIPTOMOEDAS

Percentagem da quota de mercado

Bitcoin

Ethereum

Litecoin

XRP

Tether

75%

50%

25%

0% 2014

2015

B

2016

2017

2018

2019

2020

2021

EVOLUÇÃO DO PREÇO DA BITCOIN E ETHEREUM (DÓLARES) 60000

B

50000

57800

D

1600

40000

D

30000 20000

33114

800 14156

11768 7442

134 745 885 317 253 422 368 896 Jan

Dez Jan

2013

16

Dez

2014

Jan

1246

1200

26276

10000 0

2075

2000

Dez

2015

Jan

Dez

2016

919 Jan

Dez

2017

3865 Jan

Dez

2018

400

8596

3583 Jan

Dez

2019

Jan

Dez Jan

2020

682

756

Abril

2021

0

Jan

2015

0,96 2,31

7,18

Dez

Dez

Jan

2016

139

10,5 Jan

Dez

2017

Jan

Dez

2018

113

134

Jan

Dez

2019

168 Jan

Dez

2020

Jan

Dez

2021


05

BOOT

MAFALDA FREIRE

INSTALE E CONHEÇA MELHOR O WINDOWS 10X A Microsoft disponibilizou uma versão do novo sistema operativo para testes. Neste guia, ensinamos-lhe a instalar e usar o Windows 10X Emulator. O Windows 10X Emulator é uma versão que tem como objectivo permitir que os programadores desenvolvam aplicações, mas que também serve para quem quer experimentar a novidade. Para isso, é preciso usar uma máquina virtual no computador, neste caso a plataforma Hyper-V da Microsoft. Tenha em atenção que este programa de virtualização só funciona com Windows 10 Pro, Enterprise ou Education; se tiver a versão Home não vai conseguir seguir este guia.

1

INSCREVA-SE NO PROGRAMA WINDOWS INSIDER

Vá a insider.windows.com, faça login com a sua conta Microsoft e depois, no PC, aceda às ‘Definições’ (Windows+I) > ‘Atualizações e Segurança’ e clique em ‘Programa Windows Insider’. Nessa área existem três opções: ‘Canal de Pré-visualização de Lançamento’ (a versão mais estável), ‘Canal Beta’ (para os early adopters) e ‘Canal Dev’ (para utilizadores mais técnicos e a mais instável); escolha a que mais se adequa a si e reinicie o computador. De seguida, na área ‘Windows Update’, clique em ‘Procurar atualizações’ e instale a última versão existente, que terá de ser sempre a 19555 ou superior, no caso do Windows 10 Pro. Aconselhamos que faça sempre backup dos documentos, pois se existir algum problema está sempre salvaguardado. 22


2

ACTIVE O HYPER-V NO COMPUTADOR

Abra o ‘Painel de Controlo’, escrevendo painel na barra de pesquisa; escolha ‘Programas’ > ‘Programas e Funcionalidades’ e, nessa área, clique em ‘Ativar ou desativar funcionalidade do Windows’ do lado esquerdo. Seleccione a caixa ‘Hyper-V’ e, caso fique com um quadrado preto 1 em vez do símbolo ‘certo’, terá de activar a virtualização no PC. Para tal, reinicie o computador, aceda à BIOS ou interface UEFI (normalmente, através das teclas ‘F2’, ‘F3’ ou ‘F7’) e active a virtualização – no nosso caso ‘Intel Virtualization Technology’ disponível em ‘CPU configuration’ nas opções avançadas. Este processo pode ser ligeiramente diferente, dependendo do fabricante, por isso aconselhamos que consulte estas informações junto da marca da sua motherboard ou computador. Quando voltar a entrar no PC, vá novamente a ‘Ativar ou desativar funcionalidade do Windows’ e opção ‘Hyper-V’ já deve ficar seleccionada com um ‘certo’; em seguida reinicie o sistema para que o Windows instale os últimos componentes para o correcto funcionamento da plataforma de virtualização.

1

3

1

INSTALAR E EXECUTAR O EMULADOR

Abra a Microsoft Store e pesquise por ‘Microsoft Emulator’; faça o download, instale-o e abra-o. O programa vai procurar imagens de emulação na Microsoft Store: clique em ‘Install’ ao lado da versão com o maior número 1 e faça o download, que pode demorar algum tempo a ser concluído. Depois da instalação, o SO aparecerá na lista de ambientes disponíveis no Microsoft Emulator. Clique no botão ‘Start...’ 2 , leia os Termos da Licença que aparecem e clique em ‘Aceitar’. A primeira vez que executar o ambiente emulado do Windows 10X é possível que o processo seja demorado e que o computador fique lento, caso seja mais antigo. Se assim for, desligue e volte a ligar o emulador.

2

4 2

1

4

CONHEÇA O WINDOWS 10X

Por defeito, o Windows 10X é lançado em modo de duplo ecrã, o que permite ter dois programas lado a lado. No nosso caso, temos a Microsoft Store à esquerda e o menu ‘Iniciar’ do novo SO à direita. Clique no ícone do Windows no ecrã da esquerda para abrir o menu e escolher um dos programas pré-instalados, que estão totalmente operacionais, ou navegar na Internet. Para lançar outro programa no ecrã da direita, clique na barra horizontal 1 na parte inferior para expandir a barra de tarefas e, em seguida, clique no ícone do Windows para abrir. Como a primeira versão do Windows 10X será, muito provavelmente, para dispositivos de ecrã único, o emulador também permite ver apenas tudo num só display. Pode mudar o layout na barra de ferramentas 2 , seleccionando, por exemplo, ‘Dual landscape’, ‘Flip portait’ ou clicando na dupla seta 3 na parte inferior da barra de ferramentas e depois em ‘Orientation’ 4 . Depois de se familiarizar com o novo sistema operativo, irá perceber que este não é um SO desenhado para substituir o actual Windows 10, mas sim para outro tipo de dispositivos e para rivalizar com o ChromeOS. Quando o Windows 10X for oficialmente lançado no final do ano, teremos certamente oportunidade de falar mais sobre este sistema.

3

23


09

TEMA DE CAPA

BITCOIN (E OUTRAS CRIPTOMOEDAS) PARA PRINCIPIANTES As criptomoedas estão a tornar-se investimentos apelativos. Saiba o que são, como investir e aprenda a minerar criptomoedas com o seu PC. G U S T A V O D I A S

A Bitcoin, como as criptomedas e a própria blockchain em geral, têm estado nas luzes da ribalta por diversas razões: a principal tem que ver com o facto de serem um conceito considerado tão inovador e transformador quanto foi a Internet, com o poder de revolucionar negócios e as transações bancárias. Mas o que são as criptomoedas? São moedas digitais que dispensam o uso e controlo tradicional do actual sistema bancário, ao permitir a transação de dinheiro virtual (mas convertível em real) entre dois utilizadores, sem precisar do uso de intermediários, como bancos, entidades estatais e outros, daí o conceito de ‘descentralização’.

BITCOIN A Bitcoin foi criada em 2008 por Satoshi Nakamoto (acredita-se que possa ter sido um pseudónimo de uma pessoa ou grupo de pessoas), mas só em 2009 começou a ser utilizada como uma moeda virtual. Na altura começou a tirar

Anualmente, a transacção de bitcoins emite tanto CO2 como a Finlândia (46,48 megatoneladas) e gasta tanta energia como o Cazaquistão (97,85 TWh). 36

partido da tecnologia blockchain para permitir transações bancárias entre utilizadores, em formato peer-to-peer, sem necessidade de recorrer de uma entidade bancária central. Graças ao anonimato da sua utilização, esta rapidamente ganhou popularidade junto de utilizadores da Silk Road, um mercado de venda de drogas ilícitas na Dark Web. Isto não impediu o seu crescimento e a Bitcoin foi uma das primeiras moedas virtuais a serem aceites por diversos negócios, incluindo cafés e supermercados, o que acabaria por permitir regulamentar o seu uso e torná-la legal. Embora o princípio seja o mesmo, a Bitcoin tem vantagens face a outras moedas, como o facto de ter uma disponibilidade limitada

de 21 milhões de moedas que podem ser geradas (mineradas). Isto faz com que haja um crescimento gradual da dificuldade na sua mineração, bem como garante (em teoria) um aumento constante do valor da própria moeda.

TECNOLOGIA BLOCKCHAIN Por trás da Bitcoin, e das restantes criptomoedas, está a Blockchain, uma tecnologia que combina a abrangência da Internet com a segurança da criptografia, com a realização de transações de forma totalmente segura. Cada transação tem a vantagem de poder ser feita imediatamente, sem uso de intermediários (sistema bancário) e sem comissões. Ou seja, qualquer transação através da Blockchain é feita directamente entre os dois utilizadores, independentemente da origem e do destino da mesma, sem precisar de passar por qualquer entidade intermediária. O processo de transação é posteriormente validado e registado na Blockchain, que actua como um livro de registos de transações, através da criação de um bloco, que após validação, assumirá uma posição permanente e inviolável.


A primeira compra com Bitcoin foram duas pizzas na Domino’s, a 22 de Maio de 2010. Na altura, custaram dez mil BTC, um valor equivalente a 33 euros. Ao câmbio actual, seriam precisas apenas 0,000624 Bitcoins para comprar as mesmas pizzas; já as tais dez mil BTC valem hoje 510 milhões de euros.

Nos EUA, é possível comprar um Tesla com Bitcoin. Este modelo de negócio será expandido para os restantes mercados ao longo de 2021: um automóvel da marca de Elon Musk custa entre 1 e 2,69 Bitcoin. 37


11

PLUG L U Í S A LV E S

TECNOLOGIA DESCARTÁVEL Consumimos nova tecnologia à velocidade a que é colocada à venda, por vezes quando ainda temos dispositivos totalmente funcionais e que não precisam de ser substituídos. Este mês, reflectimos sobre algumas medidas para o aumento do tempo de vida dos produtos que adquirimos. Duas das iniciativas mais importantes que partilhei convosco (PCGuia 301) foram o projecto CREW (autênticas ‘equipas de salvamento’, como eu gostava que se chamassem), e os Repair Cafés, que estão espalhados pelo País. Ambos têm uma forte componente ecológica e social: reparar/aprender a reparar o que nos rodeia e encaminhar para os mais necessitados – é um pequeno motivo de orgulho. Se têm alguma curiosidade em colocar as mãos na massa, são projectos muito valiosos no combate ao descarte precoce da tecnologia.

OBSOLESCÊNCIA PROGRAMADA Com o consumo desmesurado de novos equipamentos, e o descarte antecipado dos ainda funcionais, poucos são os motivos, para quem os produz, de preocupação com a real qualidade e fiabilidade a longo prazo do que estão a fabricar. Se a garantia for de dois anos, num “oceano” de clientes que comprem um produto, a maioria pode já nem dar valor ao equipamento, ao fim desse tempo, e de nem ter consigo a papelada para exercer a garantia. Outros tantos nem irão abusar tanto de um equipamento que pode ter sido o mais fraco de um lote: isto será o suficiente para revelar problemas, com a garantia a acabar a tempo de evitar uma reclamação. Outro grupo, muito frequente nos telemóveis, tem acidentes maiores com os equipamentos e já está: problema resolvido. Existem medidas muito graves, no meu entender, praticadas pelas marcas, como tornar o equipamento obsoleto por não actualização do software, ou ainda pior, provocar a quebra de desempenho de modelos mais antigos.

50

RIGHT TO REPAIR Uma batalha que tenho acompanhado de perto é o direito à reparação (Right to Repair) na Europa, a acontecer em mais de quinze países; na minha bibliografia tem como principal fonte o canal de YouTube da Rossmann Repair Group. Com uma pequena equipa e loja no centro de Nova Iorque, a viver uma pandemia que assombra severamente um mercado que está politicamente ameaçado, Louis Rossmann defende, de forma muito inteligente, o direito a reparar toda a tecnologia que queira. Uma batalha muito difícil, porque enfrenta grandes gigantes dos lobby num mercado capitalista cego a todas as implicações que envolvem não reparar a tecnologia. Todos os custos desta tarefa são abertamente partilhados por ele, com as muitas pessoas espalhadas pelo mundo que o apoiam (incluindo pelo Patreon).


REFURBISHED Muitas lojas aproveitam produtos devolvidos nas condições iniciais para os vender com um pequeno desconto, no formato ‘recondicionado’. Os produtos podem ter sido de exposição, não terem a caixa original, faltarem alguns componentes ou terem mesmo sido devolvidos por um cliente que mudou de ideias. O motivo geralmente é exposto na página do produto e quando existe alguma implicação contratual, a mesma é referida, como a garantia reduzidapara um ano. Algumas empresas dedicam-se inteiramente à requalificação de material de um sector, seja por compra de grandes lotes e revenda, como pela compra de equipamentos avariados e reparação profunda.

Luís Alves nickname Shuper’ Luu’

© repair.eu

COMPRAS EM SEGUNDA MÃO O mercado de peças usadas, em plataformas dedicadas ou associadas a redes sociais, são óptimas para estender o tempo de vida da tecnologia. Como vendedores, obtemos o retorno de algo que sabemos ainda ter valor a acrescentar e uma função a cumprir; como compradores, adquirimos algo de que precisamos, mas que não é necessário ser novo para o uso que lhe vamos dar. Obviamente, recomendo muita atenção às burlas, especialmente no actual mercado de placas gráficas que se assumem quase como uma miragem, nas lojas.

GARANTIAS

«A obsolescência programada é uma estratégia de mercado onde se desenvolvem produtos com um tempo de vida já planeado».

Felizmente, algumas marcas ainda optam por, apelando à qualidade que acreditam que os seus produtos têm, incluir garantias maiores entre três e dez anos. É frequente alguns componentes, como as memórias RAM, terem garantia vitalícia, mas atenção às entre-linhas: muitos fabricantes só oferecem isso ao primeiro dono certificado desse produto e se este estiver registado. Nada como confirmar no manual assim que adquirem e tratar logo de tudo. A fiabilidade é um importante factor no momento da compra, porque é muito fácil ganhar aversão a processos de garantia, especialmente por terras lusas.

CONCLUSÃO

Continua na mão dos utilizadores decidirem em que marca ou tipo de produtos preferem gastar o seu dinheiro. A possibilidade de reparar um produto será cada vez mais importante, sem ser necessário ir directamente à marca e gastar 40% (ou mais) do valor original, para substituir o que por vezes era uma falha de desenho de produto, propositada ou não.

ÍNDICE DE REPARABILIDADE O lixo electrónico deve passar os cinquenta milhões de toneladas em 2021, sendo o tipo de desperdício com maior crescimento em todo o mundo. Números de 2016 mostram que a Europa está abaixo da média mundial: em 90% da população com um telemóvel, a reciclagem destes equipamentos acontece em menos de 15%. O seu incorrecto tratamento como lixo tem um impacto gigantesco nas emissões de carbono, contaminação das águas e vida animal (que chega até nós de volta como alimento). A França é pioneira no combate a este problema. Após algumas sondagens à sua população, o governo percebeu que a maioria das pessoas preferia reparar os produtos que comprar novos, mas só não sabiam como o fazer. Com um sistema parecido ao da eficiência energética, o índice de reparabilidade pontua os produtos com cinco critérios: facilidade da tarefa, preço das peças necessárias, disponibilidade das mesmas, documentação disponível para cada tipo de avaria e uma variável final do tipo de produto, para nivelar a necessidade/impacto e o peso dos critérios. Quem não respeitar, seja produtor, distribuidor ou vendedor, paga uma “pequena” multa de uns milhares de euros, mas só em 2022. Não sendo tudo perfeito, é uma excelente batalha para evitar o consumo desnecessário de recursos naturais e espelhar a preocupação com o meio ambiente de quem produz novas tecnologias. Espanha está à procura de activar uma medida similar, mas em Portugal, ainda não se sabe de nada. Será que o nosso País não tem arranjo?

51


12

LAB

ASUS ROG STRIX G17 G713 O novo ROG Strix G17 preenche os principais requisitos de um gamer: tem um ecrã com 17 polegadas a144Hz, um AMD Ryzen 7 5800H e uma Nvidia GeForce RTX 3060. A linha de computadores portáteis de gaming ROG Strix da Asus está cada vez melhor e mais atraente, especialmente nesta versão com enorme ecrã de 17,3 polegadas, cuja moldura é minúscula, o que permite tornar o chassis deste portátil quase tão compacto quanto um modelo de 15,6 polegadas. A qualidade de construção e os materiais usados são óptimos e, ao contrário de outros portáteis que temos recebido nos últimos tempos, raramente ouvimos as ventoinhas do circuito de arrefecimento a trabalhar durante os testes, mesmo quando forçamos o modo ‘Turbo’, para garantir o máximo desempenho.

EM UTILIZAÇÃO Embora seja mais compacto, o teclado retroiluminado tem um bom espaçamento entre as teclas; o touchpad é gigantesco e bem mais preciso que o que a Asus nos tem habituado, o que é óptimo. O ecrã IPS tem uma taxa de actualização de 144 Hz, mas ao contrário do que a Asus anuncia, é, na realidade, pouco entusiasmante, conforme prova a capacidade de reprodução do espectro de cores da gama sRGB: apenas 62,5%. Não que o ecrã seja mau, mas foi claramente escolhido pela velocidade e não pela qualidade da imagem. Já o sistema de som, composto por dois altifalantes de 4 W 56

e certificação Dolby Atmos, é bastante cativante, tanto em intensidade, como em fidelidade.

MEDIÇÕES

EXPERIÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

PREÇO QUALIDADE

8.5

DESEMPENHO Mas o que torna este portátil uma excelente opção é a configuração escolhida. Recorrendo a um processador Ryzen 7 5800H, que nem sequer é o melhor AMD da gama, registámos um desempenho impressionante, e quase sem aquecer, fruto da boa acção do sistema de arrefecimento, auxiliado pela aplicação de uma pasta térmica de metal líquido. A gráfica é uma GeForce RTX 3060 Max-P, com 6 GB de memória dedicada, igualmente com um desempenho assinalável. Os dois módulos de 8 GB de memória RAM (DDR4 a 3200MHz em Dual Channel) em conjunto com o SSD NVMe de 1 TB contribuíram também para o extraordinário resultado dos testes de sistema do PCMark 10.

O desempenho da RTX 3060 é equivalente ao de uma GeForce RTX 2070 Super Max-Q, podendo superá-la se usar a tecnologia DSLL 2.0.

8,5

9,5

8

Distribuidor: Asus Site: asus.com/pt Preço: €1799 s Desempenho s Funcionamento silencioso t Qualidade de imagem

FICHA TÉCNICA n Processador: AMD Ryzen 7 5800H a 3,2 GHz n Memória: 2 x 8 GB DDR4 3200 MHz n Armazenamento: 1 TB SSD NVMe n Placa Gráfica: Nvidia GeForce RTX 3060 6GB n Ecrã: 17,3” 144 Hz (1920 x 1080) n Ligações: 3 x USB 3.2 Gen1, USB-C 3.2 Gen2, HDMI 2.0b, Gigabit Ethernet, jack 3,5 mm n Dimensões: 395 x 282 x 28,3 mm n Peso: 2,7 kg BENCHMARKS n PCMark 10: 7042 n PCMark 10 Productivity: 10 009 n 3D Mark FireStrike: 20 322 n 3D Mark Sky Diver: 39 950 n FarCry 5 1080p Ultra: 98 fps n Shadow of Tomb Raider 1080p DX12 Highest: 96 fps PONTO FINAL O ROG Strix G17 tem uma configuração muito interessante, com um excelente desempenho, funcionamento relativamente silencioso e um preço estranhamente aceitável, para os dias que correm.


12

LAB

NTECH SLAYER WARP 1 Na edição passada fomos surpreendidos por um NTECH equipado com uma RTX 3060 e um desempenho impressionante. Está na altura de conhecermos outra solução, mas desta vez com a RTX 3070, num chassis de formato slim. Aos poucos, começam a surgir computadores portáteis equipados com as novas GeForce RTX 30 da Nvidia. Foi o caso do Slayer Mach 1 da edição passada, do Asus ROG Strix G17 (leia o teste na página 56) e deste NTECH Slayer Warp 1, que tem a particularidade de estar equipado com uma poderosa GeForce RTX 3070, na sua variante Max-P. Novamente disponibilizado pela Assismática, este NTECH incluí esta placa gráfica num chassis da TongFang com um formato slim (menos de vinte milímetros de espessura), o que é um feito de engenharia. Este chassis é bastante atraente, com detalhes interessantes como o teclado com retroiluminação RGB, touchpad de grandes dimensões e boa precisão, e várias ligações: USB-C, HDMI e Ethernet 2.5 Gb, por exemplo.

EXPERIÊNCIA VISUAL Um portátil que seja para jogar precisa de três coisas fundamentais: elevado desempenho, bom ecrã e bom som. Infelizmente, no último ponto, este Slayer Warp 1 não nos convenceu, mas com o ecrã foi exactamente o oposto. Trata-se de um painel IPS de 15,6 polegadas com resolução QHD (2560 x 1440) e capacidade de reproduzir 100% do espectro de cores sRGB, o que é impressionante se

tivermos em conta que este mesmo ecrã é capaz de atingir uma taxa de actualização de 165 Hz. Ou seja, mesmo sem precisar de usar a taxa máxima, ficando-se pelos 144 Hz, jogar neste ecrã é uma experiência gratificante.

G U S TAVO D I A S

DESEMPENHO BRUTO Antes de avançarmos com a configuração, convém relembrar que este NTECH tem um chassis com menos de vinte milímetros de espessura. Isto significa que o circuito de arrefecimento tem e fazer um trabalho hercúleo para conseguir arrefecer os principais componentes de forma eficiente. E sabe que mais? Consegue-o de forma exemplar, mas com um senão: o ruído elevado das ventoinhas. Ainda assim, estamos a falar num sistema com um poderoso processador Intel Core i7-10875H de oito núcleos que pode atingir os 5,1 GHz, 16 GB de memória DDR4 a 2667 MHz, um SSD NVMe de 500 GB e a já referida GeForce RTX 3070 com 8 GB de memória gráfica, na sua variante Max-P, estando esta configurada para trabalhar com um TGP (Total Graphics Power) de 125 W + Dynamic Boost. O desempenho é impressionante, como poderá confirmar nos resultados dos testes, inclusive na mineração de Ethereum, com o anterior NTECH, com

O chassis escolhido, da TongFang, permite a utilização de uma configuração poderosa num sistema com menos de vinte milímetros de espessura e um peso abaixo dos dois quilos. 58

a RTX 3060, a obter um hashrate de 38MH/s nas configurações por defeito e 43 MH/s quando optimizado. Já este Slayer Warp 1 obteve 44 MH/s e 61 MH/s, respectivamente, demonstrando o seu excelente potencial.

MEDIÇÕES

EXPERIÊNCIA DE UTILIZAÇÃO

PREÇO QUALIDADE

8.5 8,5

9,5

8

Distribuidor: Niposom Site: niposom.pt Preço: €1879 s Desempenho gráfico s Qualidade de imagem t Sistema de arrefecimento barulhento FICHA TÉCNICA n Processador: Intel Core i7-10875H a 2,3 GHz n Memória: 2 x 8 GB DDR4 2666 MHz n Armazenamento: 500 GB SSD NVMe n Placa Gráfica: Nvidia GeForce RTX 3070 8GB n Ecrã: 15,6” IPS 165 Hz (2560 x 1440) n Ligações: USB 3.1 Gen2, 2 x USB 3.1 Gen1, USB-C 3.1 Gen2, HDMI, 2.5Gb Ethernet, leitor de cartões SD, jack 3,5 mm n Dimensões: 355,5 x 236,7 x 19,7 mm n Peso: 1,7 kg BENCHMARKS n PCMark 10: 6307 n PCMark 10 Productivity: 8570 n 3D Mark FireStrike: 21 524 n 3D Mark Sky Diver: 46 831 n FarCry 5 1080p Ultra: 111 fps n Shadow of Tomb Raider 1080p DX12 Highes: 105 fps PONTO FINAL Este Slayer Warp 1 destaca-se por três coisas: chassis, ecrã e desempenho. Mas prepare-se: quando as ventoinhas entram em acção, vai ter de usar auscultadores.


13

PLAY MOBILE Paulo Miranda

Edi to r do si te fo n ep lay.n et paulo.miranda@foneplay.net

MAGIC: THE GATHERING ARENA

9

A versão clássica do popular jogo de cartas chega finalmente aos smartphones. Podemos entrar em partidas contra os amigos, ou qualquer outro jogador, quer estejam no smartphone, tablet ou PC. Existe um excelente tutorial que permite relembrar as regras e experimentar toda a mecânica da versão mobile. O jogo prima pelo incrível grafismo e efeitos sonoros, envolvendo o jogador no mundo de fantasia da franquia. Estão ainda disponíveis vários outros modos, com mecânicas e objectivos pensados, quer para jogadores experientes, quer para novatos.

EDITORA WIZARDS OF THE COAST PARA ANDROID, iOS PREÇO GRÁTIS

9 EDITORA OUTPLAY ENTERTAINMENT PARA ANDROID, iOS PREÇO €10,99

THE CAPTAIN IS DEAD O pior aconteceu: o Capitão está morto. Agora, é preciso assumir o controlo da nave e salvar a tripulação - chegou o momento de pôr em prática os muitos anos de rigoroso treino na academia espacial. É preciso controlar a tripulação rebelde enquanto arranjam a nave e será necessário alavancar as habilidades únicas de cada membro da tripulação, com a IA da nave sempre pronta com dicas estratégicas para ajudar. Tudo o que é preciso fazer é sobreviver, manter a nave a funcionar, destruir as frotas alienígenas com torpedos e dar um soco nos xenomorfos. Quão difícil pode isto ser?

QUEEN: ROCK TOUR

9

Neste jogo, entramos num desafio musical para descobrir a história da banda de rock mais icónica do mundo. Podemos tocar os maiores sucessos dos Queen em locais históricos e criar as nossas próprias actuações em palco com várias animações - um dos objectivos é coleccionar imagens exclusivas dos arquivos oficiais dos Queen. Ao som de vinte dos seus maiores êxitos (dois na versão gratuita), temos de tocar no ecrã, no momento certo, e conseguir combos para obter boas pontuações; esta é uma mecânica em tudo semelhante ao conhecido Guitar Hero. O jogo é obrigatório para os fãs da banda, e não só.

EDITORA GAMELOFT PARA ANDROID, iOS PREÇO GRÁTIS

DOODLE_DASH

9 EDITORA ISAAC HAWN PARA ANDROID, iOS PREÇO GRÁTIS

Este é um divertido e viciante jogo de corrida infinita que sobressai devido ao seu peculiar grafismo, todo desenhado à mão. Embora com um aspecto simples, o jogo tem excelentes efeitos e animações. No papel do herói, o objectivo é correr e evitar os inúmeros obstáculos, como relâmpagos ou tornados, que irão surgir ao longo do caminho, sendo preciso saltar ou deslizar. O cenário muda várias vezes, colocando o jogador a atravessar uma caverna com uma lanterna, numa tempestade de areia ou num jetski a evitar ser comido por tubarões. Tudo ao som de uma música adequada à situação.


14

SLEEP

MAFALDA FREIRE

MAIO/2021

1

1 DE MAIO DE 1969

2

NASCE A AMD Neste dia, aparece a Advanced Micro Devices (AMD), empresa que é hoje o segundo maior fabricante de processadores para PC e que tem conquistado mercado à Intel nos últimos anos.

8

3

7

6

5

4

DEPARTAMENTO DE PUBLICIDADE l Directora comercial: Cristina Magalhães cmagalhaes@pcguia.fidemo.pt

TUX É ADOPTADO

Estatuto editorial disponível em: pcguia.pt/estatuto-editorial/ l

O criador do Linux, Linus Torvalds, torna o pinguim Tux na mascote e símbolo do sistema operativo open source mais conhecido do mundo.

10 11

12

13

14

ASSINATURAS l Novas assinaturas e apoio ao assinante loja.pcguia.pt / apoio.cliente@fidemo.pt

16

LANÇAMENTO DO MACBOOK A Apple anuncia o seu primeiro MacBook, com ecrã de treze polegadas, feito em policarbonato, para substituir o iBook. Segundo a marca da maçã, era cinco vezes mais rápido que o antecessor e quatro vezes mais rápido que o PowerBook.

22

21

DISTRIBUIÇÃO l VASP, Soc. de Transportes e distribuição Lda. MLP, Media Logistics Park, Quinta do Grajal, Venda Seca, 2739-511 Agualva-Cacém. Telef: 214 337 000

15

16 DE MAIO 2006

20

17 19

18

Proprietário / Editora: Fidemo, Soc. de Media Lda. Director-Geral: Vasco Taveira vascotaveira@pcguia.fidemo.pt l

Administração/Gerência: Vasco Taveira, Pedro Tróia l

Exactamente no mesmo dia, mas seis anos após o lançamento de Star Wars, Darth Vader, Luke Skywalker, Han Solo, Princesa Leia e muitos outros voltam ao ecrã do cinema em O Regresso do Jedi. O sexto episódio da saga, tal como os seus antecessores, usou efeitos especiais inovadores e tornou-se um sucesso de bilheteiras.

25

26

27

27 DE MAIO 2003

O DIA QUE MUDOU OS SITES Matt Mullenweg e Ryan Boren lançam a primeira versão do WordPress, o CMS (content management system ou ‘sistema de gestão de conteúdos’) que permite criar blogs facilmente, mesmo sem saber quase nada de programação. O Wordpress revolucionou a criação de sites e lidera hoje o mercado com uma quota superior a 64% (dados da W3Techs).

Tiragem média: 22 000 exemplares Periodicidade: Mensal l PVP(Cont.): €3,9O l

l

ESTREIA O EPISÓDIO VI DE STARS WARS

24

PRÉ-IMPRESSÃO E IMPRESSÃO l Lidergraf | Sustainable printing Lidergraf | Delegação Sul Edifício Diogo Cão, Doca de Alcântara Norte, 1350-352 Lisboa, Portugal l

25 DE MAIO DE 1983

23

74

DEPARTAMENTO DE ARTE l Director de Arte: Rui Lisboa Paginação, ilustração e arte de capa ((pinterest.pt/ruilisboa_art instagram.com/ruilisboa.art facebook.com/rui.lisboa)

9 DE MAIO DE 1996

9

REDACÇÃO l Director: Pedro Tróia ptroia@pcguia.fidemo.pt l Chefe de Redacção: Gustavo Dias gdias@pcguia.fidemo.pt l Editor: Ricardo Durand rdurand@pcguia.fidemo.pt l Redacção: Mafalda Freire l Cronistas: Alexandre Gamela, André Gonçalves, Pedro Aniceto, André Rosa, António Simplício

28

Sede, Redacção, Publicidade e Administração: Azinhaga da Torre do Fato 7 B - Escritório 1 1600 - 774 Lisboa / Telef: +351 214 193 988 l

l Detentores de 5% ou mais do Capital social: Vasco Taveira e Pedro Tróia

29

Capital Social: 15 000€ Cont: 509 808 859 l Depósito legal: 411536/16 l Registo na E.R.C.: nº 119 452 l Marca registada no INPI: 479 435 l l

30 31

Profile for PCGuia

PCGuia 304 - Maio 2021  

Advertisement
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded