Issuu on Google+

AULA 01: EMBRIOLOGIA I 1. ConceitoRamo da biologia que estuda desenvolvimento ontogenético dos seres vivos, desde gametogênese até a dequitação ou nascimento.

6. Destino dos folhetos germinativos- A ectoderma será responsável por formar os sistemas tegumentar e nervoso, além das glândulas exócrinas e revestimento interno da boca nariz e ânus. O endoderma terá a responsabilidade de fazer os sistemas digestório e respiratório, inclusive pâncreas e fígado, além de tireóide e paratireóide e revestimento interno da bexiga e da uretra. Por fim a mesoderma formará o maior número de sistemas, a saber: Osteomuscular, Cardiovascular, urogenital e noto corda

o a

2. Tipos de óvulos- Os tipos de óvulos estão ligados diretamente a nutrição do embrião e ao tipo de clivagem que o ovo sofrerá. Ocorrem dois tipos de óvulos com pouco ou razoável quantidade de vitelo, e outros dois com muito vitelo, o que dificulta a clivagem.

ANOTAÇÕES

81 3. A segmentação pode ser de dois tipos: a holoblástica ou total, onde o ovo é totalmente segmentado, pode ser igual, subigual ou desigual ocorrendo em ovos oligolécitos e mediolécitos. Nos ovos centrolécitos e megalácitos a segmentação é do tipo meroblástica ou parcial, onde os ovos se segmentam em pontos específicos 4. Fases do desenvolvimento embrionárioO desenvolvimento embrionário, começa pela segmentação, que se caracteriza pelo aumento do número de células, sem que ocorra o aumento do volume embrionário, essa etapa compreende as fases de mórula e de blástula, que se caracterizam respectivamente por uma massa celular indiferenciada, e por apresentar uma cavidade interna cheia de liquido denominada blastocele. Logo a seguir temos a gastrulação, caracterizada por aumento do volume embrionário, formação dos folhetos germinativos, arquenteron e blastóporo que pode originar a boca nos animais protostômios ou o ânus em animais deuterostômios. Depois se começa formar o sistema nervoso, num processo denominado neurulação, dividido em quatro etapas, sendo a primeira a formação da placa neural devido ao achatamento da porção dorsal do embrião, a segunda por uma depressão na placa neural que denominamos sulco neural, a seguir as células das bordas do sulco neural, invaginam para formar as cristas neurais, que ao se encontrarem formam o tubo neural definitivo.

5. Após a neurulação inicia-se o processo de organogênese, que se caracteriza pela formação dos diversos órgãos que comporão o embrião. Esse processo ocorre concomitantemente com a neurulação, e não há primazia em quem será formado primeiro. Nesse momento os três folhetos germinativos já se encontram em diferenciação e caminham para formar os tecidos definitivos

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

81

BIOLOGIA


EXERCICIOS DE SALA

EXERCICIOS DE CASA

1. (PUCC-SP) Qual das afirmações abaixo, relativas a diferentes tipos de ovos, é verdadeira? a) Ovos com muito vitelo no polo vegetativo têm segmentação total. b) Ovos com muito vitelo no centro têm segmentação discoidal. c) Ovos oligolécitos têm segmentação parcial. d) Os ovos da maioria dos artrópodes são oligolécitos. e) Os ovos da maioria dos mamíferos são pobres em vitelo.

1)O tipo de desenvolvimento embrionário, entre as espécies, depende muito do tipo de ovo que o animal produz e das necessidades de vitelo dos embriões, de acordo com o meio em que irão desenvolver-se.

COMENTÁRIO

Analisando os tipos de ovos representados na figura, em relação à distribuição e à quantidade de vitelo existente, podemos afirmar que a) o ovo 1 pertence a animais que retiram alimento diretamente da mãe e a animais possuidores de larvas, as quais retiram alimento da natureza. b) o ovo 2 origina animais que, ao nascer, não se assemelham ao adulto, passando por várias metamorfoses para completar o seu desenvolvimento. c) o ovo 3 é dotado de reservas suficientes para a nutrição do embrião e caracteriza os animais cujo desenvolvimento ocorre totalmente dentro do ovo. d) o ovo 1 e o ovo 3 possuem quantidade e distribuição de vitelo que promovem uma segmentação com divisões celulares mais lentas. e) a seqüência desses tipos de ovos demonstra um caráter evolutivo crescente na escala zoológica.

2. O processo de desenvolvimento embrionário humano compreende todas as etapas entre a formação do zigoto, a partir da fecundação do óvulo pelo espermatozoide, e o nascimento do bebê. a) CITE pelo menos 3 etapas do processo do desenvolvimento embrionário, respeitando a sequência em que se desenvolvem.

2.Em anfíbios, realizaram-se experimentos em que os núcleos de células embrionárias foram transplantados para ovos de anfíbios, que tiveram seus núcleos retirados. Considerando-se o total de ovos que não rejeitaram o núcleo transplantado, foi montado o gráfico a seguir:

A explicação para a diferença refletida no gráfico é que: a) os núcleos de mórula estão em um estágio em que todos os genes estão reprimidos. b) os núcleos de mórula são geneticamente distintos dos outros núcleos em questão. c) os núcleos de blástula e gástrula não receberam os estímulos citoplasmáticos necessários para o desenvolvimento do embrião. d) os núcleos de blástula e gástrula têm seus produtos gênicos eliminados por mecanismos de regulação.

b) De que forma ocorre o surgimento de gêmeos dizigóticos?

e) os núcleos de gástrula já se encontram em estágio de diferenciação. 3.Um aluno esquematizou um Anfioxo, indicando, com legendas, os principais caracteres do filo Chordata. Indique a legenda que aponta o ERRO cometido pelo aluno.

a) Legenda 1. b) Legenda 2. c) Legenda 3..

01-A

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

82

d) Legenda 4 e) Legenda 5 GABARITO 02-E

03-C

BIOLOGIA

82


Período de crescimento - as oogônias aumentam muito de tamanho, originando ovócito I, devido a síntese de vitelo ou deutoplasma, substância orgânica que irá nutrir o embrião. Período de maturação - tanto na meiose I como na meiose II, formam-se células com tamanhos diferentes. As células menores são os glóbulos polares e não funcionais, degenerando-se. O óvulo é uma célula imóvel e muito maior que o espermatozoide. No seu citoplasma encontramos o vitelo. A quantidade de vitelo é variável nos diferentes óvulos, varia também a localização em relação ao seu citoplasma e ao núcleo.

AULA 02: EMBRIOLOGIA II GAMETOGÊNESE É o processo de formação dos gametas. Como são dois tipos de gametas, são dois processos distintos: - Espermatogênese - Ovogênese ou Ovulogênese ESPERMATOGÊNESE

Desenvolvimento do Embrião

Formação dos espermatozoides. Inicia-se já durante o desenvolvimento embrionário. Nos testículos do embrião, células diploides denominadas células germinativas passam a sofrer sucessivas divisões mitóticas, dando origem a várias espermatogônias. A formação das espermatogônias é um processo lento até o homem atingir a puberdade, em seguida intensificado. Na puberdade, algumas espermatogônias iniciam o processo de meiose, passando antes pelo período de crescimento, aumentando um pouco seu volume, denominando-se espermatócitos primários. Cada espermatócito passa pelo período de maturação , onde ocorre a meiose, formando os espermatócitos secundários,. Em seguida, ainda por meiose, formam-se as espermátides.

a)Fertilização

83

Depois da ovulação, o óvulo (ovócito II) cai na trompa de Falópio e passa lentamente para o útero. A fertilização (fecundação) ocorre na trompa de Falópio, sendo o ovócito II penetrado, geralmente, por um único espermatozoide. Cada célula humana, com exceção do óvulo e do espermatozoide transporta 46 cromossomos, encontrados aos pares, sendo 22 pares de cromossomos somáticos (autossômicos) e um par de cromossomos sexuais (alossomos). Já os gametas (masculino e feminino), contém a metade do número total, ou seja, 23 cromossomos individualizados, sendo 22 somáticos e 1 sexual. O cromossomo sexual no espermatozoide pode ser do tipo X ou Y, o óvulo apenas X. Nas células somáticas, podemos representar os cromossomos por: No homem: 44 A + XY Na mulher : 44 A + XX

Em todo o mecanismo são quatro etapas: - período germinativo - período de crescimento - período de maturação - período de diferenciação ou espermiogênese

Nas células reprodutoras, podemos representar os cromossomos por: No homem: 22 A + X ou 22 A + Y Na mulher : 22 A + X

Período germinativo: as células são diploides, sofrem sucessivas divisões celulares mitóticas, dando origem a grande número de espermatogônias, também diploides. Período de crescimento: cada espermatogônia torna-se maior e recebe o nome de espermatócito I ou espermatócito de primeira ordem. Período de maturação: cada espermatócito sofre a meiose I, originando os espermatócito II ou de primeira ordem, que são haploides; na divisão II da meiose, cada espermatócito II dará origem a espermátide, que também é haploide. Período de diferenciação: diferenciação das espermátides em espermatozoides. O espermatozoide humano pode ser dividido em três regiões: a cabeça, peça intermediária e cauda. Na cabeça situam-se o núcleo e o capuz acrossômico. Este capuz é uma transformação do complexo de Golgi, onde estão as enzimas que irão digerir a membrana do óvulo, na fecundação. A peça intermediária apresenta muitas mitocôndrias, para liberação de energia necessária a movimentação do flagelo.

O cromossomo Y é exclusivo do sexo masculino. Logo, determina o sexo do indivíduo. Exemplo.. Fêmea + Macho AX + AX = 2AXX AX + AY = 2AXY

ANOTAÇÕES

OVOGÊNESE ou OVULOGÊNESE A formação dos óvulos, inicia-se durante o desenvolvimento embrionário da mulher, a partir de células germinativas localizadas nos ovários. Processa-se em três etapas: - período germinativo - período de crescimento - período de maturação Período germinativo - termina na vida intrauterina ou completa-se logo após o nascimento. Logo, a mulher quando nasce, já tem suas oogônias formadas.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

83

BIOLOGIA


EXERCÍCIOS DE CASA

EXERCÍCIOS DE SALA

01) (Unicamp) Observe o esquema.

3) Associe as estruturas abaixo relacionadas com a função realizada por cada uma: 1- túbulos seminíferos

( ) local de produção de espermatozoides ( ) local de armazenamento de espermatozoides

2- epidídimo

3- células intersticiais do testículo ( ) local de produção do hormônio sexual masculino 4- próstata ( ) local de produção do esperma a) 1, 2, 3, 4 b) 2, 3, 4, 1 c) 3, 4, 1, 2 d) 4, 3, 2, 1 e) 2, 1, 4, 3 4) O processo de união dos núcleos do óvulo e do espermatozoide é chamado de: a) segmentação b) estrobilização c) fecundação d) nidação e) permutação

Identifique a) O órgão produtor de gametas. b) As estruturas indicadas pelas setas 4, 5, 6 e 8 4

5) (UFPR) Com relação ao esquema abaixo, 5 6 8 c) No desenho aparece indicado uma das glândulas que produzem o líquido seminal. Que número indica essa glândula e quem é ela? Cite as duas outras glândulas

02) (UFPR) Com relação ao esquema abaixo, responda as seguintes perguntas:

Assinale a alternativa incorreta:

a)1, são as espermatogônias. b) 2, espermatócito primário. c) 3, espermatócitos secundários. d) 4, espermátides. e) 5, óvulos.

GABARITO 3.A

4.C

5.E

a) Qual o fenômeno representado?

b) Quais as fases indicadas pelas chaves I, II, III e IV?

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

84

BIOLOGIA

84


AULA 03: ANEXOS EMBRIONÁRIOS SACO VITELINO

ÂMNIO

CÓRIO

ALANTÓIDE

ORIGEM

Endoderme e Ectoderma

Ectoderma e Mesoderma

Ectoderma e Mesoderma

Endoderma e Mesoderma

répteis, aves e mamíferos

répteis, aves e mamíferos

répteis, aves e mamíferos

OCORRÊNCIA

peixes, anfíbios , répteis , aves e mamíferos

FUNÇÕES

nutrição , hematopoiética (mamíferos eutérios)

proteção contra choques mecânicos , desidratação e manutenção da temperatura

proteção contra choques mecânicos , absorção de cálcio e respiração

armazenar excreções, respiração e absorção de cálcio

PLACENTA Mista: Cório viloso(fetal) Decídua basal (materna) Mamíferos eutérios e metatérios nutrição, proteção, respiração,excreção, defesa imunitaria e 85 hormonal

Conceito Os anexos embrionários são estruturas de origem exclusivamente fetal que adaptam os animais ao desenvolvimento no ambiente terrestre. No entanto os peixes que são animais de desenvolvimento aquático apresenta um único anexo que é o saco vitelino

Principais anexos embrionários e suas funções

Estudo da placenta

Saco vitelino- Originalmente é desenvolvido para alimentar os organismos, os nutrientes aí acumulados são transmitidos aos embriões. Nos peixes, répteis e aves são funcionais, sendo que nos mamíferos é atrofiado sendo substituído pela placenta

Estrutura típica dos mamíferos de origem materno(endométrio), fetal(Cório frondoso) que estabelecem um intercâmbio entre a mãe e o feto, através do cordão umbilical a) Funções da placenta- A placenta é respoonsável pela nutrição, respiração, produção hormonal, excreção e imunização temporária. Funciona como um filtro que deixa passar diversos nuutrientes necessários ao feto. Fumo pode acelerar a maturação da pla centa ocasionando parto prematuro b) Cordão Umbilical- ligada a placenta e ao feto é formado por três vasos: uma veia que transporta sangue arterial e duas artérias que transportam sangue venoso, de maneira semelhante a circulação pulmonar c) Após o parto a placenta é expulsa pelos movimentos decorrentes da contração uterina sobre influência da oxitocina.

Âmnio- também conhecida como bolsa das águas, devido a produção do liquido amniótico, apresenta funções diferenciadas nos répteis, aves e mamíferos. Nos dois primeiros evitam a dessecação do em brião enquanto que no ultimo protege contra os choques mecânicos. Alantóide- funciona como uma bolsa que serve para armazenar excretas(principalmente ácido úrico) além de se associar ao cório promovendo as trocas gasosas entre o meio externo e o embrrião em desenvolvimento e retira cálcio das cascas colocando-as nos ossos de aves e répteis. Nos mamíferos ele tem a sua função substituída pela placenta

O parto é o processo final do processo da gravidez, onde um novo individuo formado abandona o conforto e proteção uterina para se arriscar na grande aventura da vida.

Cório- é uma membrana serosa, envolvente e de localização mais externa nas aves e répteis. Nos mamíferos ele se divide em dois. O Cório liso que tem função de envolver e o Cório frondoso responsável pela parte fetal da placenta

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

85

BIOLOGIA


EXERCICIOS DE SALA

EXERCICIOS DE CASA

1)Animais terrestres desenvolveram anexos embrionários que realizam várias funções. Aquele que protege o embrião contra o dessecamento é:

1)(PUC-PR) Em relação à embriologia, julgue os itens a seguir: I) Nos espermatozóides, as mitocôndrias situadas na região intermediária são as centrais de energia para a intensa atividade motora dos flagelos. II) Nos marsupiais, os filhotes nascem prematuramente e completam seu desenvolvimento na bolsa marsupial. III) A penetração de um único espermatozóide no óvulo caracteriza a monospermia. Há casos de polispermia, ou seja, entrada de mais de um espermatozóide no óvulo, e isto caracteriza a formação de gêmeos. IV) O âmnio é o anexo embrionário que se constitui numa bolsa preenchida pelo líquido amniótico e que tem por função proteger o embrião contra choques mecânicos e desidratação. Assinale a correta: a) I, II e III b) I, II e IV c) I, III e IV d) II, III e IV e) I, II , III e IV

a) o alantóide b) o âmnion c) a placenta d) o saco vitelino e) o córion 2)Considere as frases abaixo: I. A placenta é o anexo embrionário responsável pela nutrição do embrião de qualquer mamífero. II. A alantóide é uma vesícula que, em vertebrados ovíparos terrestres, armazena os excretas nitrogenados do embrião. III. A notocorda é um cilindro cartilaginoso que ocorre somente nos vertebrados. Assinale:

2)(UEL-PR) A placenta, uma das principais estruturas envolvidas no processo de desenvolvimento embrionário, surge precocemente, estabelecendo as relações materno-fetais até o nascimento. Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, analise as afirmativas a seguir. I -O transporte de oxigênio e dióxido de carbono, através da placenta, se dá por simples difusão. II -O sangue materno e fetal se mesclam nas vilosidades coriônicas da placenta. III -A placenta é uma estrutura de origem mista, com um componente fetal e um materno. IV -O vírus da rubéola pode atravessar a placenta e causar anomalias congênitas no feto. Estão corretas apenas as afirmativas: a) I e II. b) III e IV. c) II e IV. d) I, II e III. e) I, III e IV.

a)se somente a afirmativa I for correta; b) se todas as afirmativas forem corretas; c) se as afirmativas I e III forem corretas; d) se somente a afirmativa III for correta; e) se somente a afirmativa II for correta. 03. Considerando-se a placenta e o cordão umbilical nos primatas, pode-se dizer corretamente que, exceto: a) as veias umbilicais transportam O2 e alimento; b) a placenta produz hormônios; c) as artérias umbilicais carregam CO2 e uréia; d) em parte, a placenta é formada pelo endométrio do útero; e) nos primatas, a placenta é zonária. ANOTAÇÕES

3)(UFV-MG) O desenvolvimento embrionário de um ser humano se assemelha em muitos aspectos ao de um jacaré. Porém, existem diferenças importantes. Assinale a afirmativa CORRETA: a) No desenvolvimento embrionário do jacaré o córion foi substituído pela casca alcárea. b) A fecundação interna ocorre no ser humano, que é vivíparo, mas não no jacaré, que é ovíparo. c) No desenvolvimento embrionário do jacaré não há formação do âmnio, já que a ovoposição ocorre em locais úmidos. d) No desenvolvimento embrionário humano a vesícula ou saco vitelínico está ausente, pois a nutrição é placentária. e) O alantóide tem funções respiratória e de acúmulo de excretas no embrião do jacaré, mas não no do ser humano.

GABARITO 1-A

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

86

2-E

3- E

BIOLOGIA

86


AULA 04: TECIDO EPITELIAL

ANOTAÇÕES

Características O Tecido Epitelial possui algumas características essenciais que permitem a sua diferenciação de outros tecidos do corpo. Ocorre uma justaposição das suas células . Esta forma pode ser justificada pela pressão exercida por outras células e a ação modeladora do citoesqueleto; a justaposição das células pede ser explicada pela pequena quantidade ou mesmo ausência de matriz extracelular. E avascularizado, fazendo da presença de lâmina basal indispensável à sua nutrição, uma vez que atua no limiar entre os tecidos epitelial e conjuntivo, que é o responsável por nutrir o epitélio por meio da difusão simples.

87

Origem Pode originar-se dos 3 folhetos embrionários. Ectoderma: epitélios de revestimento externos (epiderme, boca, fossas nasais, orifício retal). Endoderme: epitélio de revestimento do tubo digestivo, da árvore respiratória, do fígado e do pâncreas. Mesoderma: endotélio (vasos sanguíneos e linfáticos) e mesotélio (revestimento de serosas). Funções A função de revestimento envolve a de proteção - como a epiderme que protege os órgãos internos de agentes externos - e a de absorção - como é o caso das mucosas. Exerce uma importante função secretora, uma vez que as glândulas são classificadas como Tecido Epitelial Glandular. Classificação Quanto ao número de camadas de células, podem ser simples, com uma só camada de células iguais (ovário, intestino); estratificado com várias camadas de células (pele, esôfago); e pseudoestratificado, com uma única camada de células que tocam a lâmina basal mas que possuem núcleos em alturas diferentes (traqueia). Quanto à forma das células, podem ser cúbicas (de núcleo arredondado e central), cilíndricas ou prismáticas (com núcleo elipsóide e geralmente central) e pavimentosas (achatadas). Observação.: existe ainda o epitélio de transição, presente nas vias urinárias e na bexiga. É denominado desta forma pois muda o número de camadas por assentamento celular, mas não muda o número de células). Epitélio Glandular As características são as mesmas do epitélio de revestimento. O que diferencia os dois tipos de epitélio é a função do glandular, que é basicamente a secreção de substâncias. Formação de uma glândula A partir do epitélio de revestimento, ocorre uma proliferação de células no tecido conjuntivo. Nesta área ocorre, então, uma diferenciação celular. O produto final pode ser uma glândula: Exócrina: possui ducto. Possui uma porção secretora - que pode ser acinosa, tubulosa ou túbulo acinosa - Endócrina: não possui ducto excretor lança seus produtos diretamente na corrente sanguínea. ou ainda glândulas mistas onde observamos uma porção com ducto excretor e outra sem essa estrutura, portanto tendo origem a partir do epitélio podemos dizer que trata-se d e um tipo especial de tecido que apresenta a sua origem ainda no período embrionário. Fonte:members.tripod.com

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

87

BIOLOGIA


EXERCÍCIOS DE SALA

EXERCÍCIOS DE CASA

01) (UNIMONTES/2008) O tecido epitelial de revestimento é classificado segundo critérios como número de camadas celulares e forma das células. Considerando esse tipo de classificação, analise as alternativas abaixo e assinale a CORRETA. a) Revestimento ovariano  simples prismático. b) Revestimento interno da bexiga  estratificado pavimentoso. c) Conjuntiva do olho  simples cúbico. d) Endotélio  simples pavimentoso.

1) (PUC Rio - 2008 - Grupos 1, 3 e 4) O tecido epitelial tem como função fazer o revestimento de todos os órgãos do corpo. Neste sentido, pode-se afirmar que: a) é ricamente vascularizado. b) suas células são anucleadas. c) suas células encontram-se justapostas. d) apresenta junções celulares como as sinapses. e) possui grande quantidade de substância intercelular

02) (UFMT/2009) A ozonosfera é uma das principais barreiras de proteção contra a excessiva radiação ultravioleta que traz sérios prejuízos aos seres vivos. Em relação à pele humana, é correto afirmar que a incidência excessiva dos raios UV agride as células podendo provocar alterações genéticas com danos profundos na a) Endoderme, camada mais interna da pele. b) Hipoderme, camada localizada após a epiderme. c) Epiderme, camada superficial da pele. d) Ectoderma, camada mais externa da pele. e) Mesoderma, camada abaixo da endoderme.

2) (UECE 2005) Para serem atravessadas pelos nutrientes, as células intestinais se apresentam: a) pavimentosas, dando ao nutriente a oportunidade de percorrer uma pequena distância b) esféricas, para absorver nutrientes de todas as direções c) cúbicas, distribuindo o suco entérico uniformemente d) prismáticas com microvilosidades, para aumentar a superfície de absorção dos nutrientes 3) (Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia de Vitória - Processo Seletivo 2008/1 - Medicina) Em relação à espécie humana, assinale a alternativa que não apresenta uma correlação correta entre o órgão citado e a variedade histológica de tecido encontrada no mesmo: a) esôfago  epitélio pavimentoso estratificado não queratinizado. b) coração  epitélio pavimentoso simples (endotélio). c) trompa uterina  epitélio prismático simples ciliado. d) intestino delgado  epitélio cúbico simples com planura estriada. e) traquéia  epitélio pseudo-estratificado prismático ciliado com células caliciformes.

03) (UFES) Com relação ao tecido epitelial, considere as afirmativas abaixo: I. O epitélio de revestimento do tipo prismático com microvilosidades é comum aos órgãos relacionados com a absorção, como o intestino delgado. II. As glândulas mesócrinas, formadas pelo epitélio glandular, são aquelas que apresentam um ciclo secretor completo, ou seja, elaboram, armazenam e eliminam apenas a secreção. III. O epitélio pavimentoso estratificado queratinizado apresenta uma única camada de células e recobre a superfície corporal dos mamíferos. IV. As células epiteliais recebem a sua nutrição a partir do tecido conjuntivo subjacente, uma vez que o tecido epitelial é avascular. V. Denominamos glândulas endócrinas aquelas que lançam parte de seus produtos de secreção na corrente sanguínea e parte em cavidades ou na superfície do corpo. Assinale: a)se todas forem corretas. b) se todas forem incorretas. c) se I, II e III forem corretas. d) se I, IV e V forem corretas. e) se I, II e IV forem corretas.

4)(UFPel Verão 2008 - UNIPAMPA 2008 - Processos Seletivos) A pele é um órgão muito importante para a homeostasia do corpo humano. Ela protege contra agentes mecânicos, químicos e biológicos, além de evitar a perda excessiva de água e fazer o controle da temperatura corporal. Baseado no texto e em seus conhecimentos, é INCORRETO afirmar que (a) o suor é formado por água e outras substâncias, como os sais. Ele é produzido pelas glândulas sudoríparas presentes na pele, que são exemplos de glândulas exócrinas. (b) a epiderme é formada por um epitélio estratificado, e a camada mais superficial é formada por células repletas de queratina e, normalmente esse epitélio descama. (c) a derme é formada predominantemente por tecido conjuntivo; esse tecido é vascularizado e responsável pela nutrição do tecido epitelial que é avascular. (d) a pele possui células mecanorreceptoras, que estão associadas a terminações nervosas e conduzem o estímulo mecânico ao sistema nervoso. (e) o tecido adiposo é encontrado na região mais profunda da derme. Ele produz gordura (sebo), que é liberada diretamente para a epiderme, fazendo a sua lubrificação.

4)Referindo-se ao tecido epitelial, podemos afirmar: I- Os órgãos são revestidos internamente através das mucosas. II- Na epiderme, encontram-se, numerosamente, fibras colágenas, elásticas e reticulares. III- Na superfície de contato de um epitélio com o tecido conjuntivo subjacente, encontra-se uma película protéica acelular denominada lâmina basal. É correto afirmar que apenas: a) o item I é verdadeiro b) os itens I e II são verdadeiros. c) o item II é verdadeiro d) os itens I e III são verdadeiros. e) o item III é verdadeiro.

Gabarito 1-c

2- d

3- d

4-e

ANOTAÇÕES

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

88

BIOLOGIA

88


AULA 05: TECIDOS ANOTAÇÕES CONCEITO Esse tecido forma o arcabouço que sustenta as partes moles do corpo, apoiando e ligando os outros tipos de tecido. Caracterizamse pela grande quantidade de material intracelular e pelo distanciamento das suas células e fibras. Outros tecidos de sustentação possuem a função importante na difusão e fluxo de metabolismo. Por fim., os tecidos de sustentação participam ativamente nas funções de defesa do organismo. Todos esses tecidos de sustentação têm a mesma origem embrionária: origem mesodérmica. Os tecidos de sustentação dividem-se em vários grupos dentre eles os principais são: Tecido conjuntivo, adiposo, cartilaginoso e ósseo.

89

FUNÇÃO Têm como principal função o preenchimento de espaços e ligação de outros tecidos e órgãos. material intracelular é abundante e as células se mantêm bem afastadas umas da outras .material intracelular compreende uma matriz onde se encontram fibras colágenas, reticulares e elásticas. COMPOSIÇÃO . A matriz é uma massa amorfa, de aspecto gelatinoso e transparente. É constituída principalmente por água e glicoproteínas. São encontradas abaixo do epitélio e tem a função de sustentar e nutrir tecidos não vascularizados. Pode ser denso ou frouxo. As fibras colágenas são grossas, flexíveis e resistentes; são formadas por uma proteína denominada colágeno. As fibras elásticas, são mais finas que as colágenas, têm grande elasticidade e são formadas por uma proteína denominada elastina. As células conjuntivas são de diversos tipos. As principais são: Fibroblastos: com função de produzir material intracelular; Macrófagos: com função de defesa do organismo; Plasmócitos: com função de fabricação de anticorpos; Adipócitos: com função a reserva de gordura; Mastócitos: com função elaborar a histamina, substância que envolve reações alérgicas, inflamatórias e a heparina.

À variedades de tecidos conjuntivos assim com o frouxo que tem seus componentes igualmente distribuídos: células, fibras e material intracelular. Ele preenche os espaços entre feixes musculares e serve de apoio aos tecidos epiteliais, encontrando-se na pele, nas mucosas e nas glândulas. É praticamente todos os órgãos do corpo, ele por exemplo forma a derme, a camada mais interna da pele, e o tecido subcutâneo, ainda mais interno que a derme.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

89

BIOLOGIA


EXERCÍCIOS DE SALA

EXERCÍCIOS DE CASA

1)Analise o desenho abaixo e assinale a alternativa FALSA:

1) (UFPel Verão 2008 - UNIPAMPA 2008 - Processos Seletivos) A pele é um órgão muito importante para a homeostasia do corpo humano. Ela protege contra agentes mecânicos, químicos e biológicos, além de evitar a perda excessiva de água e fazer o controle da temperatura corporal. Baseado no texto e em seus conhecimentos, é INCORRETO afirmar que a) o suor é formado por água e outras substâncias, como os sais. Ele é produzido pelas glândulas sudoríparas presentes na pele, que são exemplos de glândulas exócrinas. b) a epiderme é formada por um epitélio estratificado, e a camada mais superficial é formada por células repletas de queratina e, normalmente esse epitélio descama. c) a derme é formada predominantemente por tecido conjuntivo; esse tecido é vascularizado e responsável pela nutrição do tecido epitelial que é avascular. d) a pele possui células mecanorreceptoras, que estão associadas a terminações nervosas e conduzem o estímulo mecânico ao sistema nervoso. e) o tecido adiposo é encontrado na região mais profunda da derme. Ele produz gordura (sebo), que é liberada diretamente para a epiderme, fazendo a sua lubrificação.

a) a epiderme é avascular, possui tecido epitelial pavimentoso e origina-se do ectoderma do embrião; b) a glândula sudorípara ocorre nas aves e nos mamíferos e está relacionada à homeotermia; c) a derme possui tecido conjuntivo fibroso, rico em material intercelular, colágeno e elastina; d) a hipoderme possui tecido conjuntivo adiposo e origina-se do mesoderma do embrião; e) a derma é vascular, possui terminações nervosas e origina-se do mesoderma do embrião.

2)(UNICAP 2005/1 Grupo 1) A questão, de proposições múltiplas, consta de 5 alternativas numeradas, de duplo zero (0 - 0) a duplo quatro (4- 4), que podem ser todas verdadeiras, todas falsas ou algumas verdadeiras e outras falsas. 0 - 0. Tecido conjuntivo propriamente dito é o tecido de maior distribuição no corpo humano. 1 - 1. O sistema esquelético é responsável pela sustentação e movimentação do corpo, proteção de órgãos internos, armazenamento de minerais e íons, e produção de células sanguíneas. 2 - 2. A ação de movimentos voluntários, como levantar a perna ou o braço, inclinar o corpo, é um ato ligado diretamente ao sistema nervoso autônomo. 3 - 3. Células-companheiras, células parenquimáticas e traqueídeos são elementos vivos que constituem o xilema. 4 - 4. Xilema e floema, parênquima aclorofilado e esclerênquima apresentam correlações funcionais entre os seguintes tecidos animais: vasos sanguíneos, tecido adiposo e tecido ósseo.

2.(CESGRANRIO) A queratinização das células do tegumento nos vertebrados tem por função: a) originar, por invaginações da epiderme, os diferentes tipos de glândulas que lubrificam o organismo; b) proteger as células vivas subjacentes da epiderme contra a ação de agentes externos; c) estabelecer uma zona de recepção sensorial, controle e regulação dos estímulos internos do corpo; d) formar a derme, cuja missão principal é dar firmeza e flexibilidade à epiderme; e) produzir depósitos de substâncias calcárias, como os ossos chatos do crânio de muitos vertebrados e as escamas dos peixes teleósteos.

3)(UFSC 2008) Os tecidos conjuntivos derivam do mesoderma do embrião e caracterizam-se por apresentar diversos tipos de células imersas em material extracelular sintetizado por elas. Com relação aos tecidos conjuntivos, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S). 01. Dentre as várias funções dos tecidos conjuntivos, podemos citar a absorção e a secreção de substâncias através de glândulas. 02. Entre os vários tipos de células existentes nos tecidos conjuntivos encontramos os fibroblastos, adipócitos, melanócitos e neurônios. 04. Em indivíduos adultos, os elementos figurados do sangue se originam do tecido conjuntivo encontrado na medula óssea vermelha, a qual apresenta células-tronco pluripotentes (ou multipotentes) que após se multiplicarem ativamente se diferenciam em leucócitos, hemácias e plaquetas. 08. O tecido conjuntivo denso modelado, também chamado de tecido tendinoso, é formado por fibras grossas orientadas paralelamente, especialmente fibras colágenas, o que confere grande resistência a estruturas como tendões e ligamentos.

3.A obesidade já se transformou num problema de saúde pública em vários países do mundo. As células que acumulam gordura no corpo chamam-se células adiposas ou adipócitos. Quanto às características dos adipócitos em adultos, é INCORRETO afirmar que: a) aumentam em número com a alimentação excessiva. b) são capazes de converter carboidratos em gordura. c) fazem parte de um tecido ricamente vascularizado. d) têm função de armazenar energia química para o organismo. e) são um tipo de célula do tecido conjuntivo frouxo.

GABARITO 1-. E

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

90

2. VVFFV

3. 08

BIOLOGIA

90


AULA 06: TECIDOS ESPECIAIS

CONJUNTIVOS

DE

Tecidos sanguíneos

PROPRIEDADES

Os tecidos conjuntivos de sustentação

O tecido sanguíneo - ou simplesmente sangue - é constituído por uma parte líquida denominada plasma e pelos elementos figurados.

São tecidos rígidos , que mantém a forma do corpo e servem de apoio para os músculos. Formam os esqueleto dos vertebrados e ósseos.

O plasma é uma solução aquosa clara, constituída de água (mais de 90%), sais (carbonatos, cloretos, sulfatos e outros), aminoácidos, glicoses, vitaminas, hormônios, ureia, etc.

Tecido cartilaginoso

No plasma pode-se verificar a presença de determinadas proteínas, como o fibrinogênio (que participa da coagulação sanguínea), as globulinas (que atuam como anticorpos) e as albuminas (que participam da regulação do sangue).

Também chamados de cartilagem, o tecido do cartilaginoso é formado por células grandes e globosas denominadas condrócitos, que se acham localizadas nos condreoplastos, pequenos espaços (lacunas) escavados na substância intercelular. Geralmente um condroplasto contém de dois a oito condrócitos. As células cartilaginosas que estão produzindo grandes quantidades de fibras proteicas são chamadas condroblastos. Quando a sua atividade metabólica diminui, passam a ser chamados condrócitos.

Os elementos figurados do sangue compreendem os glóbulos vermelhos, os glóbulos brancos e as plaquetas. ANOTAÇÕES

Tecido ósseo O tecido ósseo é o principal componente dos ossos. É bem mais resistente que o cartilaginoso, pois é constituído de uma matriz rígida - formada basicamente por fibras colágenas e sais inorgânicos -, e composto por vários tipo de células: osteoblastos, osteócitos e oesteoclastos.O tecido ósseo pode se formar a partir de um tecido conjuntivo denso ou a partir de um "molde" de cartilagem hialina. O tecido ósseo pode se formar a partir de um tecido conjuntivo denso ou a partir de um "molde" de cartilagem hialina. No primeiro caso, a ossificação é chamada de intramembranosa ou conjuntica e ocorre nos ossos chatos da caixa craniana. No segundo, o "molde" cartilaginoso é substituído pelo tecido ósseo; a ossificação, nesse caso, é denominada endocondral ou intracartilaginosa. Esse tipo de ossificação é o mais frequente no organismo, ocorrendo em ossos como o fêmur (osso da coxa), tíbia (osso da canela), úmero (osso longo do braço0 e outros Existem duas variedades de tecidos conjuntivo de transporte: o sanguíneo e o linfático. Esses tecidos promovem o transporte e a distribuição de substâncias diversas dentro do organismo, além de participar ativamente do mecanismo de defesa do corpo. Dessa maneira, contribuem de forma significativa para a manutenção do equilíbrio interno, assegurando uma atividade metabólica adequada nos diversos órgãos que constituem o organismo Tecido conjuntivo hematopoiético Também chamado de hematocitopoiético ou reticular, esse tecido tem a função de produzir as células típicas do sangue e da linfa. Existem duas variações: tecido hematopoiético mielóide e tecido hematopoiético linfoide. Mielóide. Encontra-se na medula óssea vermelha, presente no interior do canal medular dos ossos esponjosos. Produz glóbulos vermelhos, certos tipos de glóbulos brancos e plaquetas. Linfóide. Encontra-se de forma isolada em estruturas como os linfonodos, o baço, o timo e as amígdalas ou em órgãos diversos como os das vias respirórias e do aparelho digestivo (mucosa intestinal). Tem o papel de produzir certos tipos de glóbulos brancos (monócitos e linfócitos).

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

91

BIOLOGIA

91


EXERCÍCIOS DE SALA

EXERCÍCIOS DE CASA

1)(UPF 2005/1) Seja um voluntário, uma única doação pode salvar até quatro vidas. (Diário da Manhã, 23/11/2004). Doar sangue é simples e ajuda muita gente. (O Nacional, 23/11/2004). Campanha alusiva à Semana Nacional do Doador Voluntário de Sangue. Analise as seguintes afirmativas referentes a esse importante tecido. I. O plasma é o componente líquido e contém, além de água, sais minerais, aminoácidos, lipídios, vitaminas, proteínas e hormônios. II. As hemácias, também chamadas de eritrócitos, são células bicôncavas, anucleadas nos mamíferos, que transportam os gases respiratórios. III. As plaquetas são fragmentos citoplasmáticos que realizam funções importantes no combate aos processos alérgicos. IV. Os linfócitos são leucócitos agranulócitos produzidos na medula óssea que realizam a função de defesa através da fagocitose. Está correto o que se afirma em a) I e II apenas. b) II e III apenas. c) I, II e IV apenas. d) II, III e IV apenas. e) I, II, III e IV.

1)(UFRN - Processo Seletivo 2007 - Múltipla Escolha) Nosso sistema imunológico funciona como um exército em uma guerra realmente necessária. Há células-soldado, sempre prontas para uma defesa imediata ao encontrar um inimigo, e célulasestrategistas, que, primeiro, reconhecem o inimigo e, depois, preparam as melhores armas para destruí-lo. Essas células são, respectivamente, a) neutrófilos e linfócitos. b) linfócitos e basófilos. c) monócitos e neutrófilos. d) basófilos e monócitos. 2)(UESPI - Universidade Estadual do Piauí - Vestibular 2007) O tecido conjuntivo reticular, também denominado T.C. hematopoiético, recebe o nome de linfóide quando ocorre em: 1) linfonodos. 2) amígdalas. 3) adenóides. 4) medula óssea vermelha. Está(ão) correta(s): a) 1, 2, 3 e 4 b) 1 apenas c) 4 apenas d) 1, 2 e 3 apenas e) 1 e 4 apenas

2) (UFPR 2005_1) João, rapaz saudável de 28 anos, percebendo que ia perder o ônibus, correu. No percurso, tropeçou e caiu. Ocorreu lesão na cartilagem do nariz, um corte no braço, o qual sangrou muito, e formou-se um edema em sua perna. Com relação às consequências da queda e às características de cada tecido envolvido, é correto afirmar: A) No ferimento do braço, passam a concentrar-se macrófagos, fibroblastos e plasmócitos. B) O corte no braço atingiu somente a epiderme. C) O tecido cartilaginoso possui grande capacidade de regeneração. D) A cartilagem é reparada com facilidade por ser ricamente vascularizada. E) O edema é resultante de lesão no tecido nervoso.

3)(UF de Sergipe - PSS 2008 - 1ª Série) Os animais e os vegetais são formados por células de diferentes tipos, que chegam a constituir tecidos. Analise as proposições abaixo (V ou F). 0 0 - A diversidade celular de um organismo pode ser explicada pelo fato de alguns genes se encontrarem ativos em certas células e inativos em outras. 1 1 - As células dos meristemas são pequenas e têm grande capacidade de dividir-se por meiose. 2 2 - A cortiça é obtida de um determinado tecido vegetal formado por células vivas cujas paredes celulares apresentam reforços de celulose e cujos vacúolos são preenchidos por ar. 3 3 - Os tecidos epiteliais dos animais, especialmente os de revestimento são altamente resistentes à tração e dificilmente suas células se separam umas das outras. Isso se deve ao fato de as células epiteliais possuírem em seu citoplasma muitas fibras colágenas. 4 4 - As cartilagens são formadas pela matriz e por células de dois tipos: condroblastos, quando em intensa atividade metabólica e de divisão, e condrócitos, quando inertes.

3) Processo Seletivo Novembro 2006) Associe o tipo de tecido animal à sua correlação: 1) Tecido ósseo compacto 2) Tecido ósseo esponjoso 3) Cartilagem hialina 4) Cartilagem elástica 5) Cartilagem fibrosa ( ) ocorre nos pontos de ligação do tendão do osso ( ) é formado por sistemas organizados. ( ) ocorre na epiglote e pavilhão auditivo. ( ) é formada por trabéculos. ( ) constitui o primeiro esqueleto fetal. Assinale a seqüência correta: A) 5  1  4  2  3 B) 4  2  3  1  5 C) 5  3  2  1  4 D) 1  5  4  2  3 E) 5  4  1  3  2

GABARITO 1 A

2-D

3- V,F,F,F,V

4)Em uma partida de futebol, um jogador sofreu fratura de fêmur. Considere os seguintes eventos, relacionados à recuperação da zona de lesão desse jogador. 1 - preenchimento por proliferação do periósteo 2 - remoção de células mortas e de restos de matriz óssea, por fagocitose 3 - ossificação do tecido regenerado 4 - formação de calo ósseo com tecido ósseo primário A ordem em que esses eventos ocorrem no processo de regeneração do tecido ósseo é (A) 1-3-4-2. (B) 2-1-3-4. (C) 3-2-1-4. (D) 4-1-3-2. (E) 3- 4-2-1.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

92

BIOLOGIA

92


AULA 07: TECIDO MUSCULAR

Na musculatura estriada, as miofibrilas organizam-se em feixes, delimitando um intercalamento de faixas claras e escuras, o que confere à fibra um aspecto estriado. Descrevemos a seguir a estrutura de uma fibra muscular estriada. A fibra estriada é constituída por inúmeros miofibrilas contráteis, entre as quais se pode observar a presença de numerosas mitocôndrias. Cada miofibrilas apresenta faixas claras e escuras, de maneira alternada. as faixas claras (faixas I) apresentam no seu centro uma estria mais escura (estria Z). As faixas escuras (faixas A) são maiores e apresentam na região central uma zona mais clara (estria H). O conteúdo existente entre duas estrias Z é denominado sarcômero. Inseridos na estria Z, encontram-se filamentos delicados constituídos da proteína actina. Esses filamentos terminam ao redor da estria H. Intercalados aos filamentos de actina estão os filamentos grossos, constituídos da proteína miosina. Na faixa A existem filamentos de actina e miosina, determinando uma faixa mais densa, o que justifica a coloração escura, quando se observa a fibra ao microscópio óptico. Na estria H, um pouco mais clara, não existe actina. A faixa I é constituída apenas pelos filamentos finos de actina, daí sua coloração clara (é uma região pouco densa). A estria Z é uma região de condensação de proteínas. Quando a fibra muscular se contrai, os filamentos finos de actina deslizam sobre os filamentos grossos de miosina. Dessa maneira, a faixa I diminui (podendo até desaparecer); a estria H também diminui e pode desaparecer, embora a faixa A não se altere. É evidente que, na fibra contraída, as estrias Z se aproximam, o que determina o encurtamento do sarcômero. Como o sarcômero é a menor porção da fibra capaz de sofrer contração (encurtamento), é considerado a unidade contrátil da fibra muscular.

CONCEITO O tecido muscular é constituído por células alongadas, altamente especializadas e de capacidade contrátil denominadas fibras musculares. A capacidade de contração das fibras é que proporciona os movimentos a dos membros, das vísceras e de outras estruturas do organismo. SINONIMIA As células (fibras) musculares têm nomes específicos para as suas estruturas. Assim, a membrana plasmática é denominada sarcolema, enquanto o citoplasma é chamado de sarcoplasma. Tipos de tecido muscular Existem três tipos de tecido muscular: * liso *estriado esquelético * estriado cardíaco. Tecido muscular liso É constituído por fibras fusiformes dotadas de um núcleo alongado e central. Essas fibras, de contração lenta e involuntária, ocorrem organizando: os músculos eretores do pelo (na pele); a musculatura do tubo digestivo (esôfago, estômago e intestino), da bexiga, do útero e dos vasos sanguíneos.

ANOTAÇÕES

Tecido muscular estriado esquelético. Tem fibras cilíndricas, com centenas de núcleos periféricos. Essas fibras organizam os músculos esqueléticos, assim denominados por se acharem inseridos no arcabouço esquelético através dos tendões. A contração desse tipo é rápida e voluntária, como acontece com o bíceps e o tríceps, músculos do braço. Tecido muscular estriado cardíaco De contração rápida e involuntária, esse tecido muscular constitui-se de fibras com um ou dois núcleos centrais. Essas fibras organizam o músculo do coração (miocárdio). Entre uma fibra e outra se verifica a presença de discos intercalares, membranas que promovem a separação entre as células. Estrutura do músculo estriado A fibra muscular estriada é envolvida por uma bainha de tecido conjuntivo denominada endomísio. Um aglomerado de fibras forma um feixe muscular. Cada feixe acha-se envolvido por outra bainha de tecido conjuntivo chamado perimísio. O conjunto de feixes constitui o músculo, que, também, se acha envolvido por uma bainha conjuntiva denominada epimisio Mecanismo contrátil As fibras musculares são dotadas de inúmeras miofibras contráteis constituídas basicamente por dois tipos de proteínas: actina e miosina. Na musculatura lisa, as miofibras são muito finas e não se organizam em feixes, de maneira que são dificilmente observadas. Assim, o sarcoplasma apresenta-se com aspecto homogêneo, sem estrias. è por isso que as fibras desse músculo são denominadas lisas.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

93

BIOLOGIA

93


EXERCÍCIOS DE SALA 1) (UFRGS/2005) Considere as afirmações a seguir sobre o tecido muscular esquelético. I. Para que ocorra contração muscular, há necessidade de uma ação conjunta dos íons cálcio e da energia liberada pelo ATP, o que promove um deslizamento dos filamentos de actina sobre os de miosina na fibra muscular. II. Exercícios físicos promovem um aumento no volume dos miócitos da musculatura esquelética, através da produção de novas miofibrilas. III. Em caso de fadiga muscular, parte do ácido lático produzido através da fermentação lática passa para a corrente sanguínea e é convertida em aminoácidos pelo fígado. Quais estão corretas? a) I. b) II c) I e III d) II e III e) I, II e III.

EXERCÍCIOS DE CASA

1) O tecido muscular apresenta, como propriedade característica e fundamental, a contratilidade, isto é, suas células se contraem quando submetidas a um estímulo. Com relação ao tecido muscular, assinale o que for correto. 01. O tecido muscular é constituído por células altamente especializadas, dotadas de um corpo celular e numerosos prolongamentos. 02. Existem 3 tipos de tecido muscular: liso, estriado esquelético e estriado cardíaco. 04. O corpo celular das células musculares contém um núcleo grande e arredondado e os organóides comuns às células animais. 08. Em situações de intensa atividade, a musculatura esquelética pode não dispor de um suprimento adequado de oxigênio para promover a oxidação da matéria orgânica fornecedora da energia necessária. Nessas condições, as células musculares passam a realizar a fermentação láctica. 16. O acúmulo de ácido láctico provoca a fadiga muscular e lentamente será oxidado até desaparecer, à medida que o músculo recebe oxigênio. Parte do ácido láctico produzido passa para o sangue e o baço promove seu armazenamento temporário

2) (PUC-RJ/2004) Dentre os tecidos animais, há um tecido cuja evolução foi fundamental para o sucesso evolutivo dos seres heterotróficos. Aponte a opção que indica corretamente tanto o tipo de tecido em questão como a justificativa de sua importância. a) Tecido epitelial queratinizado - permitiu facilitar a desidratação ao impermeabilizar a pele dos animais. b) Tecido conjuntivo ósseo - permitiu a formação de carapaças externas protetoras para todos os animais, por ser um tecido rígido. c) Tecido muscular - permitiu a locomoção eficiente para a predação e fuga, por ser um tecido contrátil. d) Tecido nervoso - permitiu coordenar as diferentes partes do corpo dos animais, por ser um tecido de ação lenta e) Tecido conjuntivo sanguíneo - permitiu o transporte de substâncias dentro do corpo do animal, por ser um tecido rico em fibras colágenas e elásticas.

2. (UFPR - Vestibular 2007 - Prova de Conhecimentos Gerais - 1ª Fase) Os hábitos alimentares, associados ao modo de vida sedentário de várias sociedades contemporâneas, podem levar ao infarto do miocárdio. Sobre os tecidos que compõem o sistema circulatório, é INCORRETO afirmar: A) A contração muscular tem origem na unidade funcional denominada sarcômero e sua contração é dependente de Ca++ e ATP. Isso explica o infarto do coração na falta de circulação sangüínea na fibra muscular cardíaca. B) O tecido endotelial, ou endotélio, é um tipo de tecido epitelial importante na formação dos vasos, que podem ser obstruídos por acúmulo de gordura, diminuindo o fluxo de sangue por eles. C) Os glóbulos vermelhos e brancos são conduzidos de seus tecidos de origem até outros tecidos do organismo pelos vasos. O impedimento da chegada de hemácias em alguns tecidos-alvos, pela obstrução de vasos, leva a lesões irreversíveis, devido à falta de oxigenação desses tecidos. D) Uma sinapse neuromuscular, também denominada placa motora, representa o ponto de terminação de um axônio na fibra muscular e é responsável pela sinalização e origem do mecanismo de contração. E) O tecido muscular liso possui contração involuntária e é componente importante da parede de vasos sangüíneos.

3) (PISM-UFJF/2002) O tradicional bife de carne de boi é constituído por: a) tecido muscular liso, que se caracteriza por apresentar contrações involuntárias. b) tecido muscular estriado fibroso, que se caracteriza por apresentar contração involuntária. c) tecido muscular liso, que se caracteriza por apresentar contrações constantes e vigorosas. d) tecido muscular estriado, caracterizado por apresentar contrações peristálticas reguladas pelo cálcio. e) tecido muscular estriado esquelético, que se caracteriza por realizar contrações voluntárias. 4)(UFTM - Vestibular 2007  Primeira Fase - Prova de Conhecimentos Gerais) Na final do campeonato de atletismo, João sagrou-se campeão na modalidade salto com vara, enquanto Pedro venceu na modalidade maratona. Para realizar o trabalho muscular requerido na final de cada uma dessas provas, a musculatura esquelética dos atletas precisou contar com certo aporte de energia. Basicamente, quatro diferentes processos poderiam fornecer a energia necessária para o trabalho muscular desses atletas durante as provas: I. reserva celular de ATP; II. reserva celular de fosfocreatina; III. reserva celular de glicogênio; IV. formação de ATP pela respiração aeróbica. Pode-se dizer que, do início ao final da prova, na musculatura esquelética de (A) João e na musculatura esquelética de Pedro, a obtenção de energia deu-se pelo processo I, apenas. (B) João e na musculatura esquelética de Pedro, a obtenção de energia deu-se pelo processo IV, apenas. (C) João, a obtenção de energia deu-se predominantemente pelos processos I e II, enquanto na musculatura esquelética de Pedro, deu-se predominantemente pelo processo IV. (D) ambos os atletas, a obtenção de energia deu-se por todos os processos, predominando, em ambos os casos, o processo IV. (E) ambos os atletas, a obtenção de energia deu-se por todos os processos, predominando, no caso de João, o processo III e, no caso de Pedro, o processo IV.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

3) (Prova FATECs - Faculdades de Tecnologia de São Paulo - 1º Semestre/2007) Se as células musculares podem obter energia por meio da respiração aeróbica ou da fermentação, quando um atleta desmaia após uma corrida de 1000 m, por falta de oxigenação adequada de seu cérebro, o gás oxigênio que chega aos músculos também não é suficiente para suprir as necessidades respiratórias das fibras musculares, que passam a acumular a) glicose. b) ácido acético. c) ácido lático. d) gás carbônico. e) álcool etílico. GABRITO 1-10

94

2-A

3-C

BIOLOGIA

94


AULA 08: TECIDO NERVOSO

A condução do impulso nervoso

CONCEITO O tecido nervoso atua com uma estrutura sensível a vários tipos de estímulos que se originam de fora ou do interior do organismo. Ao ser estimulado, esse tecido torna-se capaz de conduzir os impulsos nervosos de maneira rápida e, às vezes, por distâncias relativamente grandes. Trata-se, portanto, de um dos tecidos mais especializados do organismo animal O sistema nervoso é constituído de neurônios (células nervosas) e de uma variedade de células de manutenção, sustentação e nutrição denominadas neuroglias.

O interior de um neurônio é rico em potássio (K) e pobre em sódio (Na). Entretanto, os fluidos do lado externo da célula são ricos em sódio e pobres em potássio. Considerando as forças de concentração através da membrana celular, verifica-se que os íons potássio estão na posição adequada para a difusão ao lado externo da célula. Em relação aos íons sódio, sucede o contrário, ou seja, esses íons acham-se em posição adequada para a difusão ao interior da célula.

Célula típica do Tecido Nervosa: Os neurônios

95

Células altamente especializadas, os neurônios são dotados de um corpo celular (ou pericárdio) e numerosos prolongamento. O corpo celular do neurônio contém um núcleo grande e arredondado e os organoides comuns às células animais. As mitocôndrias são numerosas e o ergastoplasma é bem desenvolvido.

As sinapses Sinapses são articulações terminais estabelecidas entre um neurônio e outro ou entre um neurônio e uma fibra muscular ou um neurônio e uma célula glandular. Logo, as sinapses podem ser interneurais (entre um neurônio e outro), neuromusculares (entre um neurônio e uma fibra muscular) ou neuroglandulares (entre um neurônio e uma célula glandular). Um neurônio não se comunica fisicamente com outro neurônio nem com a fibra muscular ou com a célula glandular, de maneira que, entre eles, não existe continuidade citoplasmática. O que existe é um micro espaço, uma região de contiguidade, denominada sinapse, na qual um neurônio transmite o impulso nervoso para outro através da ação de mediadores químicos ou neurormônios. Os neurormônios mais comuns são a acetilcolina e adrenalina. Assim, as fibras nervosas podem ser classificadas, basicamente, em colinérgicas (quando liberam acetilcolina) ou adrenérgicas (quando liberam adrenalina).

Os prolongamentos do neurônio podem ser de dois tipos: a)dentritos (do grego déndron = árvore) : são ramificações semelhantes a galhos de uma árvore, que se tornam mais finos á medida que se afastam do neurônio; o dentritos têm a função de captar estímulos;

ANOTAÇÕES

b)axônio (do grego axis = eixo) : é o maior prolongamento da célula nervosa (varia de frações de milímetros até cerca de 1 metro); cada neurônio tem apenas um axônio; com um diâmetro constante, o axônio, em sua parte final, ramifica-se em prolongamentos muito finos, que frequentemente delimitam pequenas dilatações abrigam microvesículas portadoras de neurormônios, que desempenham papel muito significativo no mecanismo de transmissão do impulso nervoso, Em toda sua extensão, o axônio é envolvido por células que se dispõem em torno de sua superfície, formando um envoltório espiralado que constitui a chamada bainha de Schwann ou neurilema, Em muitos axônios, as células de Schwann, enrolando-se em espiral no axônio, determinam a formação de um invólucro membranoso pluriestratificado, formado pelas membranas plasmáticas das próprias células, diversas vezes redobradas e sobrepostas. Este invólucro, de natureza lipídica, é denominada bainha de mielina. Essa bainha atua como isolante elétrico e contribui para o aumento da velocidade de propagação do impulso nervoso ao longo do axônio. as fibras nervosas a)sensitivos ou aferentes - quando transmitem os impulsos dos órgão receptores até o sistema nervos central; motores ou eferentes - quando transmitem os impulsos nervosos do sistema nervoso central para os órgãos efetores; b)mistos - quando possuem tanto fibras sensitivas quanto fibras motoras. Os nervos mistos são os mais comuns no organismo.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

95

BIOLOGIA


EXERCÍCIOS DE SALA

EXERCÍCIOS DE SALA

1) (FATEC) O gráfico a seguir mostra a variação do potencial da membrana do neurônio quando estimulado.

1)Analise a figura abaixo, onde se destaca, na parte inferior, uma célula nervosa, e, na parte superior, algumas situações observadas no neurônio, após sua efetiva estimulação. Assinale a alternativa que apresenta uma descrição correta.

O potencial de ação para um determinado neurônio: a) varia de acordo com a intensidade do estímulo, isto é, para intensidades pequenas temos potenciais pequenos e para maiores, potenciais maiores. b) é sempre o mesmo, porém a intensidade do estímulo não pode ir além de determinado valor, pois o neurônio obedece à 'lei do tudo ou nada'. c) varia de acordo com a 'lei do tudo ou nada'. d) aumenta ou diminui na razão inversa da intensidade do estímulo. e) é sempre o mesmo, qualquer que seja o estímulo, porque o neurônio obedece à 'lei do tudo ou nada'.

a) Em (1, 2 e 3), o neurônio está em situação de estimulação máxima. b) Em (2), observa-se o início da polarização do neurônio. c) Em (3), observa-se a despolarização do neurônio. d) Em repouso, o neurônio encontra-se como mostrado em (1). e) O impulso nervoso caminha do axônio (4) em direção ao corpo celular (5).

03) (UNIFAL-JULHO/2009) Em relação às características típicas de alguns tecidos animais, assinale a afirmativa INCORRETA:

2)O fato de que os neurônios não se reproduzem pode ser generalizado para outras células, explicando-se corretamente, neste caso, porque: a) as células eucarióticas não se reproduzem; b) quanto mais diferenciada for uma célula, menor será sua capacidade reprodutiva; c) somente as células gâmicas são capazes de reprodução; d) as células lábeis são dotadas de alta capacidade de reprodução; e) células alongadas nunca se reproduzem

a) Nos tecidos epiteliais, há pouco material intercelular, não há vasos sanguíneos e suas células recebem oxigênio e nutrientes por difusão, a partir de tecidos conjuntivos próximos. b) Nos tecidos conjuntivos, que unem e sustentam outros tecidos, ocorrem tipos celulares diversos, sendo que alguns deles produzem e secretam material, formando uma matriz intercelular abundante. c) As células do tecido muscular são alongadas e dotadas de filamentos citoplasmáticos, constituídos principalmente por actina e miosina, organizados de maneira a poder deslizar uns sobre os outros. d) As células da glia do tecido nervoso são especializadas na transmissão de informações entre células distantes do corpo, contribuindo para o funcionamento harmônico do organismo.

Leia o texto abaixo e responda a próxima questão O ecstasy é uma das drogas ilegais mais utilizadas atualmente, conhecida como a píula-do-amor, possui uma substância chamada MDMA - metilenodioximetanfetamina- que atua sobre três neurotransmissores: a serotonina, a dopamina e a noradrenalina. O mais atingido é a serotonina, que controla as emoções e também regula o domínio sensorial, o domínio motor e a capacidade associativa do cérebro. O MDMA provoca uma descarga de serotonina nas células nervosas do cérebro para produzir os efeitos de leveza e bem estar; porém, a serotonina também é reguladora da temperatura do corpo, podendo causar hipertermia ou superaquecimento do organismo, sendo esta a principal causa de morte dos usuários. Adaptado: Superinteressante, set./2000.

04) (CESGRANRIO) Observando o esquema anterior, que representa um neurônio em repouso, podemos afirmar que, nestas condições:

Em relação aos neurotransmissores, analise as afirmativas abaixo: I. Os neurotransmissores são transportados através dos neurônios e liberados na fenda sináptica onde dão origem ao impulso nervoso da célula. II. Nos neurônios o impulso nervoso tem sentido unilateral e invariável - dendrito > corpo celular > axônio - não ocorrendo nunca em sentido contrário. III. Os neurotransmissores são transportados pela corrente sanguínea e atuam em órgãos específicos, denominados órgãosalvo.

a) se a membrana do neurônio for atingida por um estímulo, as quantidades de íons Na+ e K+ dentro e fora da membrana se igualam. b) devido à diferença de cargas entre as faces externa e interna, o neurônio está polarizado. c) a ocorrência do impulso nervoso depende de estímulos de natureza elétrica. d) a quantidade de íons K+ é menor na parte interna do neurônio devido à sua saída por osmose. e) as concentrações dos íons Na+ e K+ se fazem sem gasto de energia, sendo exemplo de transporte ativo.

Marque a opção que julgar verdadeira: a) I está correta. b) I e III estão corretas. c) III está correta. d) I e II estão corretas. e) I, II e III estão corretas.

GABARITO 1 - E; 2 - D; 3 - B

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO

96

BIOLOGIA

96


biologia_pbvest_modulo1