Page 1

Reconstruir Informativo Especial Enchentes | junho de 2009

Destruição: cidades foram

Inundadas

E o Maranhão transbordou em

solidariedade

Uma rede de solidariedade foi articulada no Maranhão em prol dos milhares de vítimas das enchentes no Estado. A governadora Roseana Sarney acompanhou de perto o trabalho do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil e estabeleceu que todo o Secretariado de Governo priorizasse a situação dos desabrigados. Com o presidente Luis Inácio Lula da Silva, a governadora visitou os municípios Alto Alegre do Maranhão, Bacabal, Pedreiras e Trizidela do Vale, que desapareceram, parcialmente, com a cheia dos rios. De acordo com o Corpo de Bombeiros do Maranhão, o número de desabri-

gados e desalojados foi de 168.669 no Estado. Ao todo, 502.635 pessoas foram afetadas no Maranhão. Um plano emergencial, com os secretários, várias entidades não governamentais, organizações sem fins lucrativos e empresas que atuam em diversas áreas foi implementado pelo governo do Estado. O retorno foi imediato e, em poucos dias, milhares de donativos foram arrecadados e distribuídos aos desalojados e desabrigados pelas enchentes no Maranhão. Mais de 45 instituições (confira as tabelas nas páginas seguintes), entre públicas e privadas, responderam às

campanhas de arrecadação de alimentos, roupas, colchões, lençóis entre outros donativos. As doações voluntárias oriundas da sociedade civil, também, foram de grande representatividade. Além das campanhas de arrecadação, o governo do Estado organizou atendimentos médicos em vários municípios. Passadas as fortes chuvas que assolaram o Maranhão, os trabalhos estão centrados na reconstrução das cidades atingidas, no atendimento médico às vitimas das enchentes e nas ações preventivas para afastar os riscos de contaminação, principalmente, pelo mosquito da dengue. ■

Ação: governo federal e governo estadual mobilizaram-se na ajuda aos desabrigados pelas enchentes no Maranhão

“Temos muito trabalho pela frente. Além da recuperação da infraestrutura das cidades atingidas, temos que estruturar a região de uma forma diferente com mais planejamento e zoneamento”. (governadora Roseana Sarney)


Solidariedade: mantimentos e trabalho voluntário foram destinados às vítimas das enchentes

Doação: mantimentos chegaram de várias partes do Brasil e foram distribuídos com ajuda dos voluntários

Doações que salvaram vidas DOAÇÕES DIVERSAS*

CESTAS BÁSICAS: DE ONDE VIERAM* Origem

Quantidade (kg)

Cestas

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA IND. HOTELEIRA

4.464

372

BANCO DO BRASIL

2.630

263

CENTRO DE ENSINO ESTADO DA GUANABARA

400

40

CENTRO DE ENSINO S. FRANCISCO DE ASSIS

2.000

200

CEMAR - CENTRAIS ENERGÉTICAS DO MARANHÃO

48.210

4.821

CINTRA - CENTRO INTEGRADO DO RIO ANIL

2.500

250

CORREIOS CRUZ VERMELHA CENTRO DE SERVIÇO AUTOMAÇÃO DEFESA CIVIL - PE

670

67

15.800

1.580

328

41

3.500

350

DEFESA CIVIL - SP

10.829

594

DOAÇÃO VOLUNTÁRIA

29.170

2469

DOAÇÃO VOLUNTÁRIA - ES EMAP - EMPRESA MARANHENSE DE ADMINISTRAÇÃO PORTUÁRIA EMBRATEL - EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES CONSTRUTORA ENESA

1.000

100

1.000

100

30.000

3.000

19.890

1.989

9.850

985

5.110

271

Ferro Margusa FETIEMA - FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES DA

INDÚSTRIA DO MARANHÃO Fórum Desembargador Sarney Costa

FUNDAÇÃO BAGHAVAN SRI BABA BRASIL FUNDAÇÃO BRADESCO INFRAERO - EMPRESA BRASILEIRA DE

INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

LBV - LEGIÃO DA BOA VONTADE

30

3

1.080

108

180

18

120

12

20.000

1.000

ATACADISTA MAKRO

3.770

377

Malharia Brandili

1.000

100

MARGUSA

7.024

878

MESA BRASIL SESC

7.750

496

20.000

2.000

MINISTRO DE MINAS E ENERGIA EDSON LOBÃO ENTREPOSTO NISSAN

530

53

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

3.800

380

POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO

22.066

1.124

POERE TECNOLOGIA

1.200

120

PORTO DO ITAQUI - GERAÇÃO DE ENERGIA

60.000

6.000

TERMINAL PORTUÁRIO DO MEARIM

100.000

10.000 208

CONSTRUTORA RIP/VALE

3.120

SECRETARIA DE JUSTIÇA CIDADÃ - DF SIFEMA - Sindicato das Indústrias de Ferro Gusa do Estado do Maranhão SUPERMERCADOS MACIEL

7.800

600

70.000

7.000

800

100

TAM LINHAS AÉREAS

1.260

126

TEATRO ARTUR AZEVEDO

2.800

280

TRIBUNAL DE JUSTIÇA

250

25

CONSTRUTORA USIMINAS MECÂNICA

28.000

1.400

VALE

100.000

10.000

ELETRONORTE

10.000

1.000

CONSÓRCIO ESTREITO DE ENERGIA

50.000

5.000

709.931

65.903

Total

CESTAS BÁSICAS (ORIGEM GOVERNO) Origem CEDEC MARANHÃO - Coordenadoria Estadual de Defesa CiviL ma SEDEC - Secretaria Nacional de Defesa Civil/CONAB - COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO

Total TOTAL DE CESTAS ARRECADADAS

Quantidade (kg)

Cestas

30.000

1.200

500.000

20.000

530.000

21.200

1.239.931 (kg)

87.103 (uni)

Origem

Descriminação

Quantidade

DOAÇÃO VOLUNTÁRIA, POERE TECNOLOGIA, DEFESA CIVIL SÃO PAULO, EMAP - EMPRESA MARANHENSE PORTUÁRIA, COMUNIDADE, FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES EMPRESARIAIS DE SANTA CATARINA, POLÍCIA MILITAR DO MARANHÃO, AMBEV - COMPANHIA DE BEBIDA DAS AMÉRICAS, IGREJA CATÓLICA, ALUMAR - CONSÓRCIO DE ALUMÍNIO DO MARANHÃO, MARAFOLIA, COMUNIDADE RIO DE JANEIRO, SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, FETIEMA - FED. DAS INDÚSTRIAS DOS TRABALHADORES DO MARANHÃO, ESCOLA 29 DE OUTUBRO, ÁGUA MINERAL LENÇÓIS MARANHENSES, COCA-COLA.

LÍQUIDOS

OAB- ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, CEMAR - CENTRAIS ENERGÉTICAS DO MARANHÃO, COMUNIDADE, ACADEMIA BM, SEDES, CRUZ VERMELHA,

COLCHÃO

2445 unidades

DEFESA CIVIL DE SÃO PAULO, ALUMAR CONSÓRCIO DE ALUMÍNIO DO MARANHÃO

REMÉDIO

2 toneladas

VESTIMENTA

12.127 fardos

CARNE DE CHARQUE

2.701 kg

COMUNIDADE, CRUZ VERMELHA, OAB - ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, PMMA, MAKRO ATACADISTA, INFRAERO - EMPRESA BRASILEIRA DE INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA, IGREJA CATÓLICA, COLÉGIO SÃO VICENTE DE PAULA, IGREJA DO SENHOR, ASSOCIAÇÃO DE EX-DEPUTADOS, SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, ASSOCIAÇÃO ESTIVA, FETIEMA - FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES DA INDÚSTRIA DO MARANHÃO, SEDES - SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL, SECRETARIA DE JUSTIÇA CIDADÃ, COLÉGIO ARIANE MARIA, BANCO DO BRASIL, CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. FRIGORÍFICO ELDORADO

ÁGUA MINERAL 48 mil 333 litros

REFRIGERANTES 5.720 litros

OLEAMA - OLEOGIONOSAS DO MARANHÃO, OAB - ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL, PMMA, ARRAIAL DAS CRIANÇAS TIRIRICAL, SEDES SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO MATERIAL DE LIMPEZA SOCIAL, ESCOLA 29 DE OUTUBRO, SESI SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA, CONSULADO AMERICANO (CARITAS), CRUZ VERMELHA. POERE TECNOLOGIA, COMUNIDADE, W.O., IGREJA CATÓLICA, SESI - SERVIÇO SOCIAL DA INDÚSTRIA - PMMA, EMAP - EMPRESA MARANHENSE PORTUÁRIA, C.S. AUTOMAÇÃO, ARRAIAL DAS CRIANÇAS DO TIRIRICAL, ALUMAR - CONSÓRCIO DE ALUMÍNIO DO MARANHÃO, CLUBE DAS MÃES DA VILA EMBRATEL, SEDES SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL, LICEU MARANHENSE, SRF CORUMBÁ MS, ESCOLA ALOÍSIO AZEVEDO, IBAMA INSTITUTO BRASILEIRO DE MEIO AMBIENTE, ASSOCIAÇÃO ESTIVA, SECRETARIA DE JUSTIÇA CIDADÃ, CORREIOS, COLÉGIO ARIANE MARIA, SUPERMERCADOS CARREFOUR, CAFÉ SANTA CLARA, ALCIONE NAZARETH, ODEBRECHT-SP, SUPERMERCADO MATEUS, SINDCON, SINDIGÁS, GOVERNO DO DF, CASA DO MARANHÃO, LOJAS MAÇÔNICAS DO DF, SINDLEGIS - Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e Tribunal de Contas da União

LEITE 2.400 litros

ALIMENTOS

Mão Amiga: a ajuda que veio por terra, ar e água e salvou vidas no Maranhão O governo do Estado solicitou das Forças Armadas, por meio do 24º Batalhão de Caçadores, o apoio do Exército Brasileiro às vítimas das enchentes no Maranhão. A resposta foi imediata com o início da Operação Mão Amiga. As atividades concentraram-se na retirada dos desabrigados das residências, distribuição de cestas básicas e kits (cobertores, redes, toalhas, lençóis, colchões e filtros) aos desalojados e desabrigados. Atendimento médico e odontológico, também, foi providenciado pela equipe do 24º Batalhão de Caçadores. A distribuição dos donativos para a população desabrigada foi realizada com o auxílio de aeronaves e carros (operacionais, administrativos e alugados). Em média, foram realizados, por ação, mais de três mil atendimentos médicos ambulatoriais e de emergência, 14 procedimentos cirúrgicos, 449 atendimentos odontológicos e 1.003 procedimentos odontológicos.

295 toneladas e 309 quilos

HIGIENE PESSOAL

MOINHO CRUZEIRO DO SUL, ROSA BRANCA/ CARONE

PÃES

7.300 unidades

SUPORTE PARA GARRAFÃO DE ÁGUA

400 unidades

FILTROS DE BARRO

200 unidades

Alcoa Foundation Instituto Alcoa Caixa econômica Federal-sos MA banco do brasil-SOS desabrigados MA

verba

US$ 50 mil R$ 50 mil R$ 253.703,08 R$ 110.623,21

ESCOLA SANTA MÔNICA, CLARO, AQUASOL

DIVERSOS

-

DEFESA CIVIL DE MINAS GERAIS

chegou, por meio dos aviões da Força Aérea Brasileira, de todas as partes do Brasil. Os maranhenses, também, fizeram a sua parte e encaminharam as doações para a Central de Arrecadação e Distribuição. A concentração e o repasse dos donativos às vítimas das enchentes ficaram sob a responsabilidade da Defesa Civil, do Exército Brasileiro, da Vale e das prefeituras. ■

2.105 caixas

OLEAMA - OLEOGIONOSAS DO MARANHÃO, SEDES - SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL, COMUNIDADE, ALUMAR - CONSÓRCIO DE ALUMÍNIO DO MARANHÃO.

CEMAR - CENTRAIS ENERGÉTICAS DO MARANHÃO

O governo do Estado do Maranhão, por meio do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil, organizou a estrutura necessária ao recebimento e distribuição das doações às vítimas das enchentes. Uma megaestrutura operacional e de logística foi montada e mantida pelo Governo do Estado com recursos próprios. Uma variedade de mantimentos

508 kits de higiene 70 fraldas descartáveis

Garantia: donativos de várias partes do Brasil e do Maranhão foram enviados Reconstruir: Informativo Especial Enchentes Governo do Estado do Maranhão Secretaria de Estadual da Comunicação Social Secretário de Estado da Comunicação Social: Sérgio Macedo Redação, projeto gráfico e editoração: AMG Comunicação Fotografia: Antônio Martins, Geraldo Furtado e Moisés Abílio

COMUNICAÇÃO


DATA DE ENTREGA KIT FARMÁCIA BÁSICA

250

CESTAS RECEBIDAS PELO MUNICÍPIO

Governo do Maranhão adquire 400 toneladas de sementes de feijão e libera verbas do governo federal

CESTAS BÁSICAS E REMÉDIOS DISTRIBUÍDOS*

Afonso Cunha

54

14 e 25.5.09

Alto Alegre do Maranhão

390

4.6.09

Alto Alegre do Pindaré

2.013

14.5.09

CIDADES ATINGIDAS PELAS ENCHENTES

AFETADOS EM GERAL

DESABRIGADOS

DESALOJADOS

CIDADES ATINGIDAS PELAS ENCHENTES

NÚMERO DE VÍTIMAS DAS CHUVAS NO ESTADO*

Açailândia

37

25

Afonso Cunha

100

50

150

Alto Parnaíba

160

-

Aldeias Altas

0

0

6.000

Apicum Açu

549

11.5.09

870

78

1.086

Arame

217

13.5.09

1.959

555

2.561

Alto Parnaíba

577

221

1.230

Arari

4.987

13 e 28.5.09

Apicum Açu

762

155

983

Araioses

1.043

2 e 12.5.09

Arame

497

0

9571

Bacabal

4.616

10 e 25.5.09 19.5.09

Alto Alegre do Ma Alto Alegre do Pindaré

Arari

8.038

1.505

16.501

Bela Vista

269

Araioses

1425

411

5540

Bernardo do Mearim

105

-

Bacabal

11.110

4.775

19.577

Boa Vista do Gurupi

580

10.5.09

Brejo

56

4 e 8.5.09

Buriti

240

13.5.09

959

4.5.09

Barra do Corda

63

32

8057

1.018

326

1.344

Bernardo do Mearim

457

66

847

Boa Vista do Gurupi

467

608

2.400

Cajari

0 200 1.200 1.203 3.104

0 80 590 539

12.000 3.061 3.214 2.100 11.798

Cantanhede

1.070

3 e 11.5.09

Caxias

1.600

7 e 26.5.09

Coelho Neto

1.500

16.5.09

Codó

1.780

14 e 20.5.09

0 428 828

0 576 316

1205 15.300 1.870

Coroatá

3.040

750

3.791

Codó

17

1.953

4.504

Colinas

0

0

Coroatá

1.711

Conceição do L. Açu

2.857

Chapadinha

1.195

Dom Pedro

152

0

5642

-

1.260

3.088

Esperantinópolis

521

0

521

Estreito

332

20

Bela Vista

Bom Jesus das Selvas Brejo Buriti Cajari Cantanhede Capinzal Caxias Centro do Guilherne Coelho Neto

Duque Bacelar

1.114

26.5.09

Conceição do L. Açu

821

15.5.09

Chapadinha

299

15.5.09

Dom Pedro

90

21.5.09

8.165

Duque Bacelar

252

14 e 25.5.09

3.028

13.891

Esperantinópolis

208

-

653

7.589

300

4.153

Estreito

200

-

Fortaleza dos Nog.

166

22.5.09

Fortuna

121

-

Humberto de Campos

30

-

8.180

Icatu

436

15 e 22.5.09

Igarapé Grande

141

19.5.09

Igarapé do Meio

600

19.5.09

Imperatriz

1.600

20.5.09

Itapecuru-Mirim

1.224

7.5.09

Jatobá

460

28.5.09

Joselândia

892

2 e 20.5.09

Lago da Pedra

846

7.5.09

Lago do Junco

200

8.5.09

Lago dos Rodrigues

598

19.5.09

Lagoa Grande

549

1º.5.09

Lago Verde

219

19.5.09

Fernando Falcão

0

0

1.532

Formosa da S. Negra

0

200

410

Fortaleza dos Nog.

808

22

830

Fortuna

309

295

604

Grajaú

320

-

36.470

Guimarães

100

50

900

Humberto de Campos

60

45

470

Icatu

180

-

8.071

Igarapé Grande

454

-

847

Igarapé do Meio

613

433

2.287

Imperatriz

470

365

5.000

Itaipava do Grajaú

38

33

240

1.109

1.175

16.832

Itapecuru Mirim Itinga

0

0

7630

Jatobá

902

246

3.853

Joselândia

463

261

5.048

Lago da Pedra

715

296

2.293

Lago do Junco

845

-

3.597

Lago dos Rodrigues

991

-

2561

Lagoa Grande

808

38

2.416

Lago Verde

496

598

1.095

Lajeado Novo

1.253

1.112

3.611

Lima Campos

0

0

3.669

2.792

1.412

3.492

Miranda do Norte

686

120

3.733

Maranhãozinho

786

188

2.120

Mirinzal

300

150

450

1.892

16

3.454

27

204

614

2203

846

3.049

Magalhães de Almeida

Marajá do Sena Matões do Norte Monção Montes Altos

Diálogo: governadora Roseana Sarney, em visita aos desabrigados, garantindo medidas emergenciais para a população atingida

A liberação de recursos do governo federal, negociar a prorrogação dos prazos das dívidas e reconstruir o que foi destruído pelas chuvas são metas do governo Roseana Sarney. No Maranhão, 132 cidades foram atingidos e decretaram situação de emergência. Mais de 16 mil residências foram atingidas e, aproximadamente, 400 comércios tiveram sua estrutura comprometida pelas chuvas. As plantações dos pequenos e mé-

dios produtores rurais foram devastadas pela força da correnteza em diversos municípios. Com recursos próprios, o governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual de Agricultura, adquiriu 400 (quatrocentas) toneladas de sementes de feijão. O produto será distribuído entre os produtores rurais que tiveram suas plantações perdidas com as enchentes. Os trabalhos do governo estadual

junto ao governo federal já surtem efeitos satisfatórios. As operações de custeio e investimento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do crédito fundiário nos municípios que tiveram decretado estado de emergência ou calamidade foram prorrogadas. A meta do Pronaf é atender de forma diferenciada os pequenos produtores rurais que desenvolvem suas atividades mediante emprego direto de sua força de trabalho e de sua família. ■

Lajeado Novo

470

2 e 20.5.09

Magalhães de Almeida

3.655

15, 28.5.09 e 3.7.09

Miranda do Norte

1.138

7 e 28.5.09

Maranhãozinho

195

-

Mirinzal

90

17.5.09

Marajá do Sena

1.264

8 e 29.5.09

Matões do Norte

46

25.5.09

Monção

1.260

19.5.09

Nina Rodrigues

1.721

7.5.09

200

28.5.09

Palmeirândia Parnarama Pedreiras

Pedro do Rosário

A governadora Roseana Sarney solicitou ao BNB maiores prazos de pagamento para as vítimas das enchentes. O que representa mais de R$ 340 milhões e abriu linha de crédito emergencial rural no valor de R$ 1.500.

32

20.5.09

5.198

7 e 16.5.09

186

-

Penalva

1.900

7 e 22.5.09

Peritoró

1.433

7 e 18.5.09

Pindaré Mirim

1.450

29.4.09

Pio XII

567

18.5.09 7.5.09

0

0

1.257

2.721

1.068

6.343

230

29

397

Passagem Franca

0

0

235

Parnarama

80

-

3.440

Pirapemas

791

2.144

3.277

15.379

Poção de Pedra

36

-

401

64

500

Presidente Juscelino

326

7 e 27.5.09

Presidente Vargas

230

7 e 22.5.09

Primeira Cruz

407

21.5.09

1.050

8 e 21.5.09

426

2 e 21.5.09

Nina Rodrigues Palmeirândia

Pedreiras Pedro do Rosário Penalva

1.222

359

2.588

Peritoró

700

369

5.470

Pindaré Mirim

333

605

938

Pio XII

448

136

1.249

Rosário

Pirapemas

550

820

9.287

Poção de Pedras

903

336

2.783

São Raimundo do Doca Bezerra

Presidente Juscelino Presidente Vargas Primeira Cruz Raposa

375

440

923

Santa Helena

1.878

8 e 18.5.09

1.049

846

1.973

Santa Quitéria

851

15.5.09

650

0

950

-

-

132

Santa Rita

400

18.5.09

274

4 e 8.5.09

Riachão

146

0

2.302

Santo Amaro do Maranhão

Rosário

2.416

1.136

6.958

São Bento do Rio Preto

100

12.5.09

143

489

659

0

0

601

São Bento

41

28.5.09

2.104

2.454

6.982

São Bernardo

688

15.5.09

410

350

760

São Francisco do Brejão

800

8 e 25.5.09

São José dos Basílios

430

13.5.09

São João do Caru

450

3 e 25.5.09

São João do Sóter

102

7 e 21.5.09

São Roberto do Maranhão

46

7.5.09

S.R. Doca Bezerra Santa Filomena Santa Helena Santa Luzia

1.208

897

2.975

Santa Rita

Santa Quitéria

507

98

1.575

Santo Amaro do MA

350

85

8.554

São B. do Rio Preto

192

15

1.030

São Bento

30

0

30

1.483

237

1.847

19

-

1.258

-

-

-

São José do Ribamar

79

31

110

São José dos Basílios

1.234

0

2.385

São João do Caru

383

143

4.849

São João do Sóter

255

-

3.959

São Roberto do MA

100

15

500

São Luís

316

939

1.252

1.683

1.245

2.000

São Mateus

41

457

498

São Pedro da A. B.

660

660

660

1.823

199

2.122

Senador Alexandre C.

307

157

1.194

Sítio Novo

86

35

7.780 1.471

São Bernardo São Felix de Balsas São F. do Brejão

S. Luiz Gonzaga

Satubinha

Sucupira do Riachão

1

0

632

856

2.088

Timbiras

3.067

366

13.727

Trizidela do Vale

8.576

3.179

17.263

Timon

Tufilândia

112

0

635

Turilândia

858

241

1.499

1.265

113

7.804

Vargem Grande

Tutum

616

191

12.610

Viana

665

808

1493 9.531

Vitória do Mearim

7.225

2.306

Vitorino Freire

152

0

152

Zé Doca

612

285

4.400

Total

115.350 53.319 502.635

Aquisição: Afonso Ribeiro entrega sementes de feijão a agricultor familiar

Atuação: prefeitos e secretários municipais reunidos para receberem as doações

CEF mobiliza estrutura em prol dos desabrigados no Maranhão A Caixa Econômica Federal (CEF) firmou-se como importante aliada do governo do Estado do Maranhão no enfrentamento da crise das enchentes que assolaram as terras maranhenses. Entre as ações desenvolvidas pela CEF como participante do Comitê Gestor: cessão de espaço físico nas dependências da Superintendência Regional; disponibilização de empregados para atuação no Comitê Gestor; abertura de contas para arrecadação de doações nacionais, o saldo em fusão com a conta do Banco do Brasil somava mais de R$ 300 mil; definição da estrutura necessária para liberação do FGTS, inscrição do CPF e Cartão Cidadão; doação de Roupas (930 pacotes) e 2 toneladas de alimentos; apoio ao governo do Estado para o pagamento de auxílio direto às famílias com recursos disponibilizados pelo Ministério da Integração por meio das Casas Lotéricas e orientação na elaboração dos Planos de Trabalho para solicitação de recursos à Secretaria Nacional de Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional.

São Luiz Gonzaga

2.506

7 e 21.5.09

São Mateus

450

15 e 25.5.09

São Pedro da Água Branca

528

-

Satubinha

808

19.5.09

Senador Alexandre Costa

186

28.5.09

Timon

596

21.5.09

Timbiras

1.200

10.5.09

Trizidela do Vale

7.395

7 e 16.5.09

Tufilândia

721

7 e 25.5.09

Turilândia

321

15.5.09

Tutum

607

7.5.09

Vargem Grande

161

15 e 26.5.09

Viana Vitória do Mearim

Total

910

15.5.09

4.180

19.5.09

83.981

-

A ação de distribuição de cestas básicas continua *Fonte: Defesa Civil do governo do Estado do Maranhão


Vítimas das enchentes “De volta para casa” Proporcionar um retorno seguro e cômodo às vítimas das enchentes é no que consiste o trabalho atual do governo do Estado do Maranhão. Inúmeras atividades, coordenadas pelas Secretarias de Governo, estão sendo desenvolvidas em prol das vítimas das enchentes. Distribuição de Cestas Básicas, Atendimento médico e odontológico, Saneamento Básico, Limpeza e Desinfecção, Recuperação de Estradas são algumas das ações desenvolvidas no intuito

de que as famílias retornem para seu cotidiano o mais rápido possível. A rede solidária formada pelo Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, 24º Batalhão de Caçadores e voluntariado apoiou todas essas ações. Em várias cidades, centenas de casas foram vistoriadas e liberadas, por meio de laudo técnico, pela Defesa Civil do Maranhão. Os desalojados retornam para as residências que não tiveram suas estruturas abaladas. Aos desabrigados, o governo federal, por

solicitação do estadual, liberou verbas no valor de R$ 25 milhões para reconstrução das habitações e os outros R$ 15 milhões na recuperação de vias urbanas e obras de drenagem. Assistência médica e odontológica, orientação sobre como evitar a transmissão de doenças como dengue e surtos de diarreia, além das ações de borrifação nas cidades atingidas pelas enchentes são algumas das ações da Secretaria Estadual de Saúde. ■

Ações que proporcionam a volta para casa • Limpeza • Saúde (fornecimento de medicamentos, vacinação, atendimento médico e odontológico) • Recuperação de estradas • • • •

Arari Bacabal Cajari Codó

• • • •

Conceição do Lago Açu Pedreiras Peritoró Rosário

• São Luís Gonzaga • Trizidela do Vale • Vitória do Mearim

O cenário da reconstrução no Maranhão

Retirada: famílias tentam resgatar de suas casas utensílios e objetos de uso pessoal que não foram levados pela enchentes

Estradas: a reconstrução das vias é realizada em vários municípios do Estado. Em Cajari, as obras viabilizam o acesso à cidade.

Resgate: equipes da Defesa Civil atuaram no salvamento de milhares de pessoas que tiveram casas e comércios inundados

Presença: o secretário de Estado das Cidades, Filuca Mendes Neto, acompanha de perto as obras em Arari

Abrigos: moradores enfrentam dificuldades com a cheia dos rios e são obrigados a se instalarem nas escolas

Atuação: homens na limpeza das ruas, garantindo a volta da normalidade em Vitória do Mearim, após as chuvas

Submersos: bairros e ruas foram alagados com as cheias dos rios, cidades inteiras foram encobertas pelas águas

Limpeza: máquinas nas ruas, após limpeza da lama, trabalham no serviço de terraplanagem dos municípios

Reconstruir  

Informativo Especial Enchentes