Issuu on Google+

Taguatinga bate na marca de 200 mil fãs

NOTÍCIAS

O

Taguatinga Shopping acaba de alcançar 200 mil fãs no Facebook. A superintendente Eliza Ferreira comemorou a conquista. “É um fenômeno sem volta que, além de não precisar ser temido pelos gestores, deve ser visto por eles como grande oportunidade”, avalia.

R

Ano III, número 170, sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Memorial jk celebra 111 anos do fundador C om a presença do ministro interino da Cultura, Marcelo Pedroso, do governador do DF, Agnelo Queiroz, do vice Tadeu Filippelli, dos secretários de Cultura, Hamilton Pereira, de Governo, Roberto Wagner, e de Turismo, Luiz Otávio, o Memorial JK inaugurou, na quinta-feira, a mostra “JK 111 anos – O Realizador. Exposição Interativa: Brasília, a Nova Capital”, que conta a história da construção da capital e dos homens que realizaram a maior obra da história do País. A solenidade de inauguração foi encerrada por um concerto ao ar livre, com a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, sob a regência do maestro Cláudio Cohen, tocando músicas da preferência de Juscelino. Antes da abertura oficial da exposição, as autoridades fizeram uma homenagem a JK, depositando f lores

em seu túmulo. Em seguida, a neta do fundador de Brasília, Anna Christina Kubitschek Pereira, fez um discurso emocionado. “Foi nesta cidade que o Brasil começou a nascer. Brasília simboliza a capacidade realizadora deste país. Neste 12 de setembro, estamos reunidos para celebrar este grande brasileiro, que tenho a honra e o orgulho de chamar de avô”, disse, quase às lágrimas. Conselheiro nato do Memorial JK, o empresário Paulo Octavio destacou a importância do ex-presidente. “JK foi um modelo de realizador e empreendedor. Era um político acima da política e que trabalhava em prol do Brasil”, disse, sendo endossado pelo governador Agnelo Queiroz. “É de responsabilidade de todo brasileiro continuar erguendo a nossa cidade. Por isso, esta exposição é da maior importância, pois é conhecendo o passado que se pode contribuir com o futuro”, avaliou.

Após a abertura da mostra, todos os convidados seguiram para a área externa, onde puderam ouvir um pequeno concerto da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Cláudio Santoro, com a execução de canções da Bossa Nova e peças populares. Organizada em conjunto com o Arquivo Público do DF e a Secretaria de Cultura, a exposição contará a história do nascimento do Brasil moderno, com detalhes das principais obras da nova capital mostrados em filmes e fotos, que vão permitir que os visitantes possam compreender os desafios arquitetônicos e tecnológicos enfrentados por quem construiu Brasília. A mostra ficará à disposição dos visitantes do Memorial JK de terça a domingo, das 9h às 18h, até 13 de janeiro de 2014, com sete telas touchscreen à disposição. Nelas, até quatro pessoas poderão interagir com o material disponível.

O maestro Cláudio Cohen escolheu músicas que JK apreciava para tocar no concerto ao ar livre Tadeu Filippelli, Paulo Octavio, Anna Christina Kubitschek e Agnelo Queiroz na inauguração da exposição


Notícias po 170