Page 1

Entre os anos de 1964 e 1985, o Brasil foi governado pelos militares. Nesse tempo, com um pouco mais de duas décadas de duração, vemos o acontecimento de várias situações que mostram as diversas transformações vividas nessa época. Na política, vemos que o regime militar diminuiu os espaços de participação política dos cidadãos. Naquela época, o governo permitiu apenas que dois partidos políticos funcionassem: a Aliança Renovadora Nacional, também conhecida como ARENA, e o Movimento Democrático Brasileiro, mais comumente chamado de MDB. Os partidos influenciados pelos valores comunistas e socialistas foram proibidos de funcionar, pois eram considerados ameaçadores à segurança nacional. Para alguns estudiosos, essa proibição teve influência do cenário político internacional, que foi marcado pela Guerra Fria. Nesse tempo havia uma forte oposição entre os países socialistas e capitalistas. No momento em que o regime militar ganhou força, os grupos de comunistas e socialistas foram desarticulados pelos militares. Em resposta, alguns dos integrantes desses grupos decidiram pegar em armas para lutar contra o regime militar, formando as chamadas guerrilhas. No campo da cultura e da comunicação, percebemos que as proibições impostas pelo regime militar foram bastante duras. Com um decreto conhecido como Ato Institucional Número 5, ou AI-5, o governo controlava os meios de comunicação e as diferentes manifestações artísticas do país. Os artistas e jornalistas dessa época eram expressamente proibidos de publicar qualquer tipo de coisa que criticasse o governo dos militares. Sendo assim, a liberdade que temos atualmente esteve longe de ser experimentada naqueles tempos.

É possível reconhecer o uso de força no ato de empurrar carrinhos de mão  

texto

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you