Page 1

Projeto Jornalismo Digital Sistema Network Solution

Responsรกvel pelo Projeto: Paulo Silveira Departamento de Engenharia


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC 1) Desafios enfrentados para digitalização • Premissas iniciais • Sistema não-linear  XDCAM • Compartilhamento de mídia • Uso de proxy- Edição em baixa resolução •

Principal desafio - pioneirismo  Editor de texto do jornalismo ser o editor de imagens  mudança de paradigma e atribuições  Grande resistência por parte dos jornalistas  Sistema complexo incentiva a resistência  Case e cenários únicos


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC 2) Desenvolvimento do sistema • •

Solução Adotada Network Solution SONY – BRASIL  Sistema inicialmente não atendia as premissas  Editor de texto do Jornalismo Editar Imagens  Parceria RPC – SONY  Modelagem do sistema de acordo com as Premissas RPC. o Sistema foi ajustado de acordo com as necessidades e “modus operandi” do jornalismo da RPC o Softwares falam português.  Ano de 2006 desenvolvimento do sistema o Definição e Avaliação de Performance da Topologia da rede o Definição e validação do Workflow o Desenvolvimento dos Softwares o Definição da Estrutura de Pastas o Treinamento


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC 2) Desenvolvimento do sistema

• • • •

• • • • •

2.1) Workflow – pontos críticos evitados Complexidade: muitos passos para edição do material; Necessidade de pré-decupagem do material bruto; Mídia “presa” a um único editor. Vários ambientes (softwares) para edição que implicaria em:  Problemas para treinamento;  Agilidade no processo de edição;  Fomentaria a resistência; Necessidade do editor/jornalista ter conhecimento aprofundado em Informática e da mídia utilizada em cada etapa; Necessidade do Editor/Jornalista manipular pastas; Utilização do proxy não ser transparente ao operador/editor; Duplicação de conteúdo nos servidores; Política de limpeza em pastas Críticas a cargo de cada editor;


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC 2) Desenvolvimento do sistema 2.2) Topologia de rede e estrutura de pastas A topologia da rede e a estruturação das pastas no sistema foi idealizada de forma a ser a mais intuitiva possível, em que cada conteúdo possa ser facilmente encontrado, primando ainda por: • Separar material bruto (xdcam) do editado  Separar tráfegos de discos xdcam • Separar material por jornais/programas • Facilitar sistema de limpeza  Automática : scripts  Manual : em pastas de programas específicos, a cargo dos editores chefe • Prover políticas específicas de permissionamento:  Leitura : praticamente todos os usuários  Escrita : por grupo de usuários  Delete : por usuários. • Permitir integração entre as regionais • Facilidade de mapeamento nas diversas estações:  Mapeamentos realizados por scripts  Específicos para cada tipo de máquina


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC 3) filosofia do sistema 3.1) O sistema de news RPC é baseado em dois conceitos de edição: • Edição em alta resolução  Faz uso do material nativo para edições;  DVCAM 25mbps;  Máquinas dedicadas para manipulação dos arquivos  Possibilidade de armazenamento local;  Uso em edições produzidas e elaboradas  Geram alto tráfego e requisitos na rede;  Editor com formação específica e necessidade de  Conhecimentos mais aprofundados.  Software de edição + complexo


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC •

Edição em baixa resolução  Faz uso do proxy (versão em baixa resolução do material em alta resolução para edição - WM9 / 384 kbps);  Software de edição simples, mas com todas as ferramentas para edições do dia-a-dia – permite tudo o que uma edição de máquina para máquina faz, com a vantagem de ser não-linear.  Tráfego gerado pelas estações de baixa resolução é aproximadamente 64 vezes menor que o tráfego requerido por uma estação de alta;  Possibilidade de grande número de estações de edição em baixa resolução;  Redação da TV Paranaense – 30 estações para edição.  A partir da ilha de baixa é possível finalizar a edição em alta resolução;  Estação de edição em baixa resolução desktop comun;  A ilha de edição em baixa gera apenas um EDL, não armazenando nada localmente;  Editor: jornalista  editor de texto e de imagem


ESTRUTURA DA REDE


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC 4) Performance do sistema • Capacidade de armazenamento  Servidores de tráfego – Total de 150 horas / semana  Servidor central  100 horas para material editado/ semana  Aproximadamente 580 horas para uso diversos. o Utilizado de acordo com necessidades especiais. • Taxas de transferência  Proxy do disco xdcam aproximadamente 32x • Transferência do alta do disco  Material bruto (mxf) aproximadamente 4X • Tempo de geração de proxy para edição  Aproximadamente 1/4X do tempo do arquivo • Tempo de consolidação/render da edição em baixa  Aproximadamente 1/2X do tempo da edição • Tempo para disponibilizar o conteúdo dos discos XDCAM para visualização e inicio do processo de edição.  Aproximadamente 3 minutos após a chegada do disco a emissora.


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO 5) Composição da estrutura de pastas


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO- RPC • Servidor Central - exemplo programas


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO  Servidor Central- Exemplo Pasta Projetos de Edição • Cada

editor tem sua pasta própria para salvar os projetos de edição (instant saver) , e com permissões específicas de escrita e delete, contudo, a visualização é aberta a todos. • Por questões de segurança, em caso de indisponibilidade da pasta, automaticamente os projetos de edição são salvos localmente na máquina .


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO 6) Resultados obtidos  Editores do jornalismo necessitam ter conhecimento apenas do software de edição, sem necessidade de manipulação de pastas.  Busca de material intuitiva  Política de limpeza eficiente  Facilidade operacional – facilidade de treinamento


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO • Compartilhamento de mídia  Todo o conteúdo disponível nos servidores está disponível para visualização e edição, seja pelas estações de baixa resolução, como pelas estações de alta resolução.  As estações de alta resolução ainda têm a vantagem de visualizar/editar conteúdos que estão sendo ingestados  Ao “vivo”, exemplo futebol


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO •

Integração com Regionais A partir da digitalização da regionais, as redes serão interligadas propiciando integração total ao sistema, permitindo:  Visualização do conteúdo em tempo real de qualquer afiliada  Tráfego requerido por “play” ou edição – 384 kbps Uso de material editado de qualquer regional Possibilidade de edição remota de material  A edição é remota, sendo o material em alta resolução consolidado localmente e disponível por cópia para qualquer outra regional, ou seja, um editor de Curitiba edita um material de uma regional específica, utilizando-se do proxy, consolida o material na regional, em alta resolução e, faz uma cópia ( FTP), para a pasta destino em Curitiba.  Redes utilizadas para integração: o Copel – atualmente 100mbps, sob demanda, com previsão para migrar para rede giga o Embratel – 16mbps , full time


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC 7) Diagrama do sistema • Totalmente integrado Regionais digitalizadas Integração via máquinas PROXY (TV cataratas e TV coroados em processo de integração)  Regionais não digitalizadas (pequeno porte) Uso de estações de edição em alta resolução ( LIQUID) e posterior fuse do material editado num servidor PROXY (intermediário), cujas regionais digitalizadas têm acesso para realizar a cópia ( ftp). Sucursais de pequeno porte, sem estações de edição: o material é gerado em a/v via codecs IP, e injestadas nos servidores, ficando disponível para qualquer afiliada.


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC RESULTADOS OBTIDOS

“Estamos há praticamente dois meses operando no novo sistema e podemos afirmar, com tranqüilidade, que navegamos em mares calmos.”... Em suma, o que parecia assustadoramente difícil tornou-se surpreendentemente simples – não fácil, mas tranqüilo ... “ainda ontem alguém na redação comentou que passamos por uma evolução tão grande em tão pouco tempo, mas que no trabalho do dia-a-dia nem percebemos tal mudança. Sinal de que tudo está indo bem, naturalmente, passo a passo.”

Ossamu Nonaka Chefe do Jornalismo da TV Coroados


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo • Redes engenharia e corporativa • Redes de extrema importância, mas com fins totalmente diferentes . • Pontos em comum:  Servidores  Sistemas operacionais  Switchers  Estações de trabalho » Homologadas para cada aplicação


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Rede Engenharia •

Serviços • Específicos que envolvem áudio e vídeo- “manutenção da programação da emissora”  Armazenamento  Edição  Exibição  Processamento  Contribuição  Transporte  Etc

Usuários • Editores • Produtores • Designers • Operadores de sistema • Arquivistas • Técnicos/engenheiros • Jornalistas • Política de acesso irrestrito, leitura aberta – escrita e delete específicos Clientes • Jornalismo • Programação • Produção • Engenharia


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Rede corporativa •

Serviços • Diversos  Email  Intranet  Internet  Armazenamento  Processamento  Sistemas /processos administrativos como: » Rh » Compras » Controladoria » E outros Usuários  Praticamente todos os colaboradores da empresa  Política de acesso – leitura específica Clientes  Administrativo  Compras  Jornalismo  Rh  Infra-estrutura  Programação  Financeiro  Marketing  Engenharia


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Diferenças básicas (em relação aos usuários) • Rede corporativa  Muitos usuários exigindo “pouco” da rede.  Usuário não necessita de garantia de banda.  Nenhuma aplicação é em tempo real  Dados sigilosos – arquivos pessoais. • Rede engenharia  Poucos usuários, porém exigindo “muito” consumo de banda da rede.  Dados compartilhados. Não existem arquivos pessoais  Aplicações em tempo real.  Usuário necessita de garantia de banda de acordo com a aplicação/utilização.  Banda de 400kbps – edição, visualização em baixa  Banda de 25mbps » Ingest “live”, » Exibição, » Play no vídeo em alta  Banda >100mbps » Ingest XDCAM » Playouts


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Diferenças básicas (em relação aos aplicativos/arquivos/tráfego) • Rede corporativa • Gama variada de aplicativos e formatos de arquivos. • Arquivos únicos. Sem correlação. • Maioria de produtos e soluções são padronizadas. • Indisponibilidade momentânea de serviços não causa impactos graves, apesar de indesejada. • Grande troca de arquivos entre usuários. • Arquivo de 5mb considerado arquivo enorme – Classificação do tamanho é geralmente em função do tamanho da caixa postal de email. • Processos não demandam muito poder de processamento das máquinas • Política de antivírus agressiva


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Diferenças básicas (em relação aos aplicativos/arquivos/tráfego) • Rede corporativa  Segurança fator preocupante Segurança X performance  Atualização automática de softwares altamente recomendada  Rede estática Alterações no layout pouco usual.  Manutenção terceirizada- não momentânea.


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Diferenças básicas (em relação aos aplicativos/arquivos/tráfego) •

Rede Engenharia • Poucos usuários, porém exigindo “muito” da rede. (Aplicações em tempo real-garantia de banda). • Disponibilidade fator altamente crítico.  Indisponibilidade, mesmo momentânea, de serviços causa prejuízos financeiros e de credibilidade junto aos telespectadores • Menor arquivo 9mb – equivale a 3 segundos de imagem (formato dv 25mbps).  Vídeo de 3 minutos = 540mb. • Uso de arquivos associados.  Existem 3 ou mais arquivos relacionados e associados com o mesmo conteúdo. • Soluções customizadas e específicas.  Nem sempre a solução pode ser “reutilizada”.


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Diferenças básicas (em relação aos aplicativos/arquivos/tráfego) •

Rede engenharia  Formato de arquivo bem definidos.  Transferência dos arquivos e acesso controlados  Política de antivírus moderada. Ideal sem.  Aplicativos e processos “pesados”  Facilmente se atinge 100% da capacidade de processamento de uma máquina/servidor  Máquina com dois processadores xeon quad core atinge 90% a 100% de processamento  Tráfego sustentável  Performance fator preocupante  Performance x segurança


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Diferenças básicas (em relação aos aplicativos/arquivos/tráfego) •

Rede engenharia  Rede altamente dinâmica  Alterações em layout freqüentes , em função de demanda e necessidades especiais  Gerenciar uma rede de engenharia exige conhecimento aprofundado da base tecnológica da emissora e das necessidades dos clientes ( ex - jornalismo).  Atualizações de software requerem homologação prévia.  Manutenção não pode ser terceirizada – necessidade de ser momentânea e pontual


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Diferenças básicas (em relação aos aplicativos/arquivos/tráfego) • Rede engenharia  Vídeo e áudio para broadcast  Exige que certos padrões relativos a áudio e vídeo sejam respeitados o Existem sinais legais ( respeitam o range de amplitudes de um determinado formato) o E existem sinais válidos. (Respeitam o range de amplitudes mesmo depois de uma conversão) o Nem sempre um sinal legal é um sinal válido. o Áudio balanceado e desbalanceado o Existe áudio digital balanceado.


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Cuidados específicos • Rede engenharia  Interfaces e placas de captura devem atender requisitos específicos  Permitir o melhor formato para as diversas aplicações, exemplo: Vídeo o Composto o Componente o SDI o Firewire - ieee Áudio o Balanceado o Desbalanceado o Casamento de tensão o Casamento de impedância


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Cuidados específicos • Rede engenharia  Interfaces e placas de captura devem atender requisitos específicos Trabalhar com codecs e configurações corretas Passíveis de genlock Casamento de impedância - 75 ohms


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO- RPC Comparativo Cuidados específicos • Rede engenharia  Vídeo para televisão ( broadcast) é um padrão e vídeo doméstico ou para internet (Youtube) é outra coisa totalmente distinta  Vídeo de alta qualidade - qualidade de DVD  Só serve para uso doméstico e para internet  Muito pobre para uso em broadcast  Somente em casos especiais e com fins jornalísticos  Vídeo digital nem sempre é uma maravilha.  Blockiness  Blacks  Blurring  Mosquito noise  Ruído de quantização  Jitter  Lipsync  Alising, etc  É de extrema importância saber quem ocasiona o que...


SISTEMA DE NEWS JORNALISMO RPC Comparativo Cuidados específicos • Rede engenharia  Recomendações de aceite RPC  Padrão de vídeo o SMPTE / EBU o Níveis de vídeo e gamut  Padrão de áudio o Níveis o Canais o Qualidade  Formatos o SD o HD  Requisitos de qualidade o ITU-5-5 nota 4  Sinais de line-up


Sistema Network Solution Matéria publicada na Revista Produção Profissional


Projeto Network Solution  

Fui responsável pelo projeto e implantação do Sistema Network Solution de edição, exibição, transferência e armazenamento de mídias entre si...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you