Issuu on Google+

Nome: Elisa Santos Idade:9 anos Projecto: dar รก costa


Numa cidade

, vivia Aladino

e a sua m達e que era muito pobre. Um dia, aproximou-se dele um homem que o chamou. Tinha jeitos de ser nobre. Disse que era seu tio e ofereceu-lhe um anel. Pediu que o acompanhasse, como se de ordem se tratasse, Aladino obedeceu.


De repente

, o solo abriu-se e

Aladino viu uma pedra com uma argola amarela como o ouro e o homem disse a Aladino: - Levanta-a que é um tesouro. Aladino obedeceu ao homem, que era mago. Ao levantar a pedra, uma cova abriu-se a seus pés. - Desce e verás um tesouro monumental. - Disse-lhe o mago. Aladino desceu e viu riquezas fantásticas: moedas de ouro, pérolas diamantes... mas depressa o mago gritaram: - Traz-me imediatamente essa lâmpada.


Aladino pegou

na

lâmpada e ficou emudecido, contemplando-a maravilhado. E por essa razão, o mago enfureceu-se e deu-lhe um castigo: fechou-o na cova. Aladino pediu socorro e ao rodar o tal anel, que o homem lhe oferecera, apareceu-lhe um génio, que lhe perguntou amavelmente: - Que desejas meu amo? - Quero sair daqui, ter um palácio para mim e muitas riquezas para dar à minha mãe.


Desde então

, Aladino tinha

tudo o que pedia. Um dia apaixonou-se pela filha do sultão que era muito bonita. Graças ao génio, Aladino apresentou-se no palácio do sultão num coche de ouro, carregado de riquezas para a princesa.


O Sultão,

ao ver que Aladino era

bom, jovem e rico, concedeu-lhe a mão de sua filha, herdeira do trono. E casaram-se. Um dia, o malvado do mago apareceu-lhe disfarçado de mercador e trocou a lâmpada mágica por outra que não tinha poder mágico. O mago, na posse da lâmpada mágica esfregou-a e pediu ao génio que lhe levasse o palácio e a princesa para um país longínquo e desconhecido.


E assim aconteceu. Quando Aladino se apercebeu do que lhe tinha acontecido, lembrou-se que ainda tinha o anel e portanto um geniozinho. - Traz-me a minha querida esposa, a lâmpada mágica, o meu palácio e envia esse mago maldito para um lugar de onde nunca mais possa voltar. Dito e feito. Com o poder do anel, pôs o mago bem distante. A partir daí, a sua mãe nunca mais o deixou. Aladino e a esposa, viveram muitos anos e foram muito felizes. FIM.


O Aladino